Colégio Diocesano Seridoense- CDS

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Colégio Diocesano Seridoense- CDS"

Transcrição

1 Colégio Diocesano Seridoense- CDS SUJEITO E PREDICADO C A L I A N A M E D E I R O S

2 A morfologia estuda as classes gramaticais, isto é, o campo da seleção, enquanto a sintaxe estuda o campo da combinação de palavras.

3 Você plantou as mudas? pronome verbo artigo substantivo Sujeito Simples. Predicado Núcleo

4 Frase é a unidade de texto que numa situação de comunicação é capaz de transmitir um enunciado completo. Oração é o enunciado que se organiza em torno de um verbo.

5 Dá-se o nome de período à frase organizada em oração ou orações. O período pode ser : simples, quando constituído de uma só oração. Composto, quando constituído de duas ou mais orações.

6 Sujeito e Predicado Sujeito é o termo da oração que, geralmente: concorda com o verbo; constitui seu assunto central; apresenta como núcleo um substantivo, um pronome ou uma palavra substantivada.

7 Predicado é o termo da oração que, geralmente: apresenta um verbo; está em concordância com o sujeito; contém uma afirmação a respeito do sujeito.

8 SUJEITO E PREDICADO SUJEITO e PREDICADO são os termos fundamentais da oração, a qual na língua portuguesa geralmente é bimembre. No entanto, há situações em que apenas um desses membros - o predicado - estará presente. SUJEITO Riqueza (Simples) Ele e ela (Composto) A criança (Simples) Sujeito indeterminado Sujeito Oculto (Nós) PREDICADO não traz felicidade. estavam exaustos. vibrou com o pequeno presente. Fizeram anotações e perguntas. Passaremos na biblioteca.

9 SUJEITO E PREDICADO SUJEITO é o termo que representa o ser sobre o qual se diz alguma coisa PREDICADO é o termo que contém o verbo e representa aquilo que se diz do sujeito. A pequena flor recebia feliz os raios do sol. A pequena flor recebia feliz os raios do sol. Meus dois filhos moram longe de mim. Meus dois filhos moram longe de mim.

10 POSIÇÕES DO SUJEITO NA ORAÇÃO Na oração, os termos possuem uma sequência natural, uma ordem direta. No entanto, a língua oferece a possibilidade de alguns termos aparecerem numa outra sequência, numa ordem inversa. O sujeito pode aparecer em três posições na oração. ANTES do predicado sequência natural dos termos: ordem direta. Exemplo: O aluno / estudava atentamente. sujeito predicado DEPOIS do predicado sequência não natural dos termos: ordem inversa. Exemplo: Estudava atentamente / o aluno. predicado sujeito NO MEIO do predicado sequência não natural dos termos: ordem inversa. Exemplo: Atentamente, / o aluno / estudava. predicado sujeito predicado

11 O NÚCLEO DO SUJEITO O núcleo de qualquer termo é sempre a palavra principal dele. No caso do sujeito, seu núcleo é a palavra que está diretamente ligada ao conteúdo do predicado, mais especificamente, ao verbo. sujeito predicado Um gato de pelos longos / dormia no telhado da casa. núcleo do sujeito sujeito predicado Meus dois filhos / moram longe de mim. núcleo do sujeito

12 CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO SIMPLES quando possui apenas um núcleo. Exemplo: Um banco foi destruído pelos assaltantes. COMPOSTO quando possui dois ou mais núcleos. Exemplo: Dois amigos e dois primos resolveram brincar na praia. ELÍPTICO ou DESINENCIAL o núcleo não aparece, mas é facilmente identificado. Exemplo: Tomamos o pote todo de sorvete. (sujeito não expresso = nós) Obs.: O sujeito elíptico é também chamado de sujeito implícito, sujeito oculto ou sujeito desinencial.

13 CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO SUJEITO INDETERMINADO não se quer ou não se pode identificá-lo na oração. Exemplo: Contaram o seu segredo para mim. Observe que o falante não sabe ou não quer determinar o sujeito que praticou a ação de contar o segredo. Para isso, ele empregou o verbo contar na 3ª pessoa do plural, sem fazer referência a uma pessoa determinada. Outro exemplo: Trabalha-se tranquilamente nessa empresa. Quem trabalha tranquilamente? Não é possível responder a essa pergunta, ou seja, identificar quem, o sujeito.

14 CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO A indeterminação do sujeito se dá por meio de dois procedimentos: Com o verbo na 3ª pessoa do plural, sem referência a seres determinados. Exemplos: Tomaram o pote todo de sorvete. (?) Comentaram sobre o desfalque da Previdência. (?) Com o verbo na 3ª pessoa do singular e acompanhado do pronome se. Exemplos: Precisou-se de mais sorvete. (?) Vive-se bem aqui. (?)

15 CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO ORAÇÃO SEM SUJEITO ou SUJEITO INEXISTENTE Quando a oração é uma simples anunciação de um fenômeno; é a informação da ocorrência ou existência de algo ou apenas a indicação de tempo ou de distância. A oração sem sujeito acontece com: a) Os verbos que indicam fenômenos da natureza: chover, nevar, gear, ventar, trovejar, relampejar, anoitecer, fazer (frio, calor), entardecer e outros. Exemplos: Escureceu cedo hoje. Choveu muito nas grandes capitais do país. Anoiteceu.

16 CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO Oração sem sujeito b) O verbo haver com o sentido de existir, ocorrer ou acontecer ou indicando tempo passado. (3ª pessoa do singular) Exemplos: Havia pessoas descontentes na fila do banco. (havia = existiam) Houve algo de anormal aqui. (houve = aconteceu) Há meses não o vejo. (há = faz) c) Os verbos estar, fazer, ser na indicação de tempo ou fenômeno. (3ªp/s) Exemplos: Estava frio. (estar: fenômeno) Faz um calor terrível aqui. (fazer: fenômeno) São dez horas. (ir: tempo transcorrido)

17 Choveram cartas para você. Verbo usado em sentido figurado; possui sujeito. sujeito = cartas

18 Referências CUNHA, Celso & CINTRA, Lindley. Nova Gramática do Português Contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 3a ed RIBEIRO, Manuel P. Nova gramática aplicada da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Metáfora editora 14ª edição.

CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução verbal.

CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução verbal. CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE É uma enunciado (uma mensagem) de sentido completo que estabelece comunicação. Toda frase deve ser pontuada. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução

Leia mais

: é o termo da oração que, através de um verbo, projeta alguma afirmação sobre o sujeito.

: é o termo da oração que, através de um verbo, projeta alguma afirmação sobre o sujeito. feita através do predicado. : é o termo da oração que funciona como suporte de uma afirmação : é o termo da oração que, através de um verbo, projeta alguma afirmação sobre o sujeito. A pequena criança

Leia mais

Nº da aula 02. Estudo da Sintaxe

Nº da aula 02. Estudo da Sintaxe Página1 Curso/Disciplina: Português para Concurso. Aula: Estudo da Sintaxe: Sujeito. Conceito; Classificações: sujeito determinado e indeterminado - 02 Professor (a): Rafael Cunha Monitor (a): Amanda Ibiapina

Leia mais

Sujeitos. Siene Alves Moreira Lucilene Eidna Faria. Faculdade Iseib BH Letras, 2º semestre/2013

Sujeitos. Siene Alves Moreira Lucilene Eidna Faria. Faculdade Iseib BH Letras, 2º semestre/2013 Sujeitos Siene Alves Moreira Lucilene Eidna Faria Faculdade Iseib BH Letras, 2º semestre/2013 Sujeitos Tipos de sujeitos: Sujeito simples Sujeito composto Sujeito indeterminado Sujeito inexistente O que

Leia mais

Português 3º ano João J. Concordância Verbal

Português 3º ano João J. Concordância Verbal Português 3º ano João J. Concordância Verbal Concordância Verbal Concordância do verbo com o sujeito composto I. Quando o sujeito composto estiver posicionado antes do verbo, este ficará no plural. Ex.:

Leia mais

Sujeito. Estudo do sujeito. Como identificar o sujeito? 29/12/ É o elemento a respeito de quem se diz alguma coisa.

Sujeito. Estudo do sujeito. Como identificar o sujeito? 29/12/ É o elemento a respeito de quem se diz alguma coisa. Eu Palavra Cantada Estudo do Professor Jailton Gêiser Fountain Sujeito - É o elemento a respeito de quem se diz alguma coisa. - É o termo da oração sobre o qual incide a informação prestada pelo. Como

Leia mais

Lista 3 - Língua Portuguesa 1

Lista 3 - Língua Portuguesa 1 Lista 3 - Língua Portuguesa 1 Frase, oração e período; sujeito e predicado LISTA 3 - LP 1 - FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO; SUJEITO E PREDICADO Frase, oração e período; sujeito e predicado Na fala ou na escrita,

Leia mais

Língua Portuguesa. Professoras: Fernanda e Danúzia

Língua Portuguesa. Professoras: Fernanda e Danúzia Língua Portuguesa Professoras: Fernanda e Danúzia Nesta bimestral você aprendeu sobre diversos conceitos como Morfologia, Sintaxe e Morfossintaxe, e partir desses conceitos vamos revisar os principais

Leia mais

COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE. Professora: Caliana Medeiros.

COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE. Professora: Caliana Medeiros. COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE Professora: Caliana Medeiros. PREDICAÇÃO VERBAL Em função da relação que os verbos estabelecem com outras palavras, podemos dividi-los de duas maneiras: verbos de ligação verbos

Leia mais

Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é

Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é uma forma verbal. Existem também o sintagma adjetival

Leia mais

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO Sujeito e Predicado Para que a oração tenha

Leia mais

Período simples: conceitos e exemplos

Período simples: conceitos e exemplos Período simples: conceitos e exemplos Frase é todo enunciado (palavra ou conjunto de palavras) que apresente sentido completo. Ei! Olá! Até logo. Oração é a frase ou fragmento de frase que contém um verbo

Leia mais

1. ARTIGO É uma palavra que determina outra classe de palavra chamada de substantivo. Divide-se em: - Artigo definido: o, a, os, as.

1. ARTIGO É uma palavra que determina outra classe de palavra chamada de substantivo. Divide-se em: - Artigo definido: o, a, os, as. CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 11/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS AULA: 06 CLASSES GRAMATICAIS Ementa Na aula de hoje serão abordados

Leia mais

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações Odilei França Graduado em Letras pela Fafipar. Graduado em Teologia pela Faculdade Batista. Professor de Língua Portuguesa para concursos públicos há 22 anos. Predicação verbal e sintaxe do período simples

Leia mais

REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto

REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto Professora Melina 9º. Ano Relembrando... ORAÇÃO Enunciado organizado em torno de um verbo. Você abre a janela. PERÍODO SIMPLES frase formada por uma só oração.

Leia mais

REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO

REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO Observe os exemplos... Marisa comprou um carro. São termos essenciais da oração: Sujeito É o termo da oração sobre quem se declara alguma coisa Predicado É tudo aquilo

Leia mais

Revisão:Tipos de sujeito

Revisão:Tipos de sujeito Revisão:Tipos de sujeito Sujeito Simples: possui apenas um núcleo. Exemplos: - Deus é perfeito! - A cegueira lhe torturava os últimos dias de vida. Sujeito Composto: possui dois ou mais núcleos. Exemplos:

Leia mais

Regra geral de concordância verbal

Regra geral de concordância verbal Regra geral de concordância verbal O verbo concorda em número e pessoa com o seu sujeito. Há, entretanto, uma série de regras e exceções relativas a casos de concordância verbal, que devem ser examinadas

Leia mais

PREDICADO. Profª Fernanda Colcerniani

PREDICADO. Profª Fernanda Colcerniani PREDICADO Profª Fernanda Colcerniani PREDICADO É o termo que expressa aquilo que se afirma a respeito do sujeito: 1. Jardineiros diplomados regam flores [...] sujeito predicado 2. A luz da tua poesia é

Leia mais

CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 12/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS

CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 12/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 12/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS AULA: 07 CONCORDÂNCIA Ementa Na aula de hoje serão abordados os seguintes

Leia mais

MATERIAL N. 1 AULA 01 SUJEITO: OS PRIMEIROS DIAS DE PAZ SINTAXE DO PERÍODO SIMPLES NÚCLEO DO SUJEITO: DIAS CONCEITOS FUNDAMENTAIS SUJEITO COMPOSTO

MATERIAL N. 1 AULA 01 SUJEITO: OS PRIMEIROS DIAS DE PAZ SINTAXE DO PERÍODO SIMPLES NÚCLEO DO SUJEITO: DIAS CONCEITOS FUNDAMENTAIS SUJEITO COMPOSTO AULA 01 SINTAXE DO PERÍODO SIMPLES CONCEITOS FUNDAMENTAIS FRASE Frase é todo enunciado capaz de transmitir nossas idéias. Uma lua clara iluminava o céu. Socorro! ORAÇÃO É toda frase construída em torno

Leia mais

Concordância Verbal. É o estudo da flexão de número e pessoa que deve haver entre o verbo e o sujeito.

Concordância Verbal. É o estudo da flexão de número e pessoa que deve haver entre o verbo e o sujeito. Concordância Verbal Concordância Verbal É o estudo da flexão de número e pessoa que deve haver entre o verbo e o sujeito. O verbo sempre concorda com o sujeito simples em número e pessoa. O aluno veio

Leia mais

Obs.: Essa regra de concordância é excessivamente cobrada por todas as bancas.

Obs.: Essa regra de concordância é excessivamente cobrada por todas as bancas. Obs.: Se o verbo haver, com o sentido de existir, for o principal de uma locução verbal, seu auxiliar também ficará no singular. Ex.: Deve haver reclamações. (Devem existir reclamações) Obs.: Essa regra

Leia mais

FUNDAÇÃO EUCLIDES DA CUNHA CONCURSO PÚBLICO DE SÃO MATEUS RESPOSTA AO RECURSO DA PROVA OBJETIVA

FUNDAÇÃO EUCLIDES DA CUNHA CONCURSO PÚBLICO DE SÃO MATEUS RESPOSTA AO RECURSO DA PROVA OBJETIVA CONCURSO PÚBLICO DE SÃO MATEUS CARGO: Fonoaudiólogo S 43 QUESTÃO NÚMERO: 03 Embora a candidata não tenha apresentado fundamentação teórica, para dar origem ao presente recurso, esta Banca informa que a

Leia mais

Funções gramaticais: Objeto direto e indireto. Luiz Arthur Pagani (UFPR)

Funções gramaticais: Objeto direto e indireto. Luiz Arthur Pagani (UFPR) Funções gramaticais: Objeto direto e indireto (UFPR) 1 1 Tradição gramatical termos essenciais, mas condicionados ao verbo: Objeto direto é o complemento transitivo direto, ou seja, o complemento que normalmente

Leia mais

Mapa Mental de Português Concordância Nominal

Mapa Mental de Português Concordância Nominal Mapa Mental de Português Concordância Nominal Mapas mentais de Portugês sobre concordância nominal. Mapa Mental de Português Concordância Verbal Diversos mapas mentais de Português sobre concordância verbal.

Leia mais

Cap. 5 Sujeito indeterminado e oração sem sujeito

Cap. 5 Sujeito indeterminado e oração sem sujeito Cap. 5 Sujeito indeterminado e oração sem sujeito Sujeito indeterminado Sujeito indeterminado é aquele que não é nomeado na oração, ou por não se querer nomeá-lo ou por se desconhecer quem pratica a ação.

Leia mais

Questão 01 Os hobbits

Questão 01 Os hobbits Educador: Angela Régia C. Curricular: Língua Portuguesa Data: / /2013 Estudante: 7º Ano Questão 01 Os hobbits Os hobbits são um povo discreto, mas muito antigo, que já foi mais numeroso do que é hoje.

Leia mais

CURSO TJMG Nível Médio Oficial de Apoio Judiciário Nº

CURSO TJMG Nível Médio Oficial de Apoio Judiciário Nº CURSO TJMG Nível Médio Oficial de Apoio Judiciário Nº DATA 14/06/2016 DISCIPLINA Português - Gramática PROFESSOR Ricardo Erse MONITOR Paula Moura AULA 01/07 Ementa 1 Concordância... 2 a) Concordância nominal:...

Leia mais

Conteúdo: - Emprego do Eu e Mim, Onde e Aonde, Há e A. LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDO E HABILIDADES APRENDER A APRENDER 1 FORTALECENDO SABERES

Conteúdo: - Emprego do Eu e Mim, Onde e Aonde, Há e A. LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDO E HABILIDADES APRENDER A APRENDER 1 FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA APRENDER 1 Conteúdo: - Emprego do Eu e Mim, Onde e Aonde, Há e A. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA APRENDER 1 Habilidades:

Leia mais

Revisão sujeito e predicado. Prof.ª Lucimar

Revisão sujeito e predicado. Prof.ª Lucimar Revisão sujeito e predicado Prof.ª Lucimar Tipos de sujeito Sujeito Simples: possui apenas um núcleo e este vem escrito. Exemplos: - Deus é perfeito! Sujeito simples Deus Núcleo do sujeito simples Deus

Leia mais

SEGUNDA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco

SEGUNDA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco SEGUNDA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco I. Estudo da oração sem sujeito: verbo HAVER. II. Outras estruturas de oração sem sujeito: a. verbos que indicam fenômenos da natureza. b.

Leia mais

13) As expressões perto de e cerca de levam o verbo a concordar com o numeral. Ex.: Cerca de vinte pessoas estavam na loja.

13) As expressões perto de e cerca de levam o verbo a concordar com o numeral. Ex.: Cerca de vinte pessoas estavam na loja. 13) As expressões perto de e cerca de levam o verbo a concordar com o numeral. Ex.: Cerca de vinte pessoas estavam na loja. 14) Concordância com mais de e menos de. * Com numeral um: verbo no singular.

Leia mais

Português. Aula: 09/12. Prof. Felipe Oberg. Visite o Portal dos Concursos Públicos

Português. Aula: 09/12. Prof. Felipe Oberg.  Visite o Portal dos Concursos Públicos Português Aula: 09/12 Prof. Felipe Oberg UMA PARCERIA Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.BR Visite a loja virtual www.conquistadeconcurso.com.br MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO PARA

Leia mais

ATIVIDADE DE ESTUDO 3º PERÍODO: Pronome

ATIVIDADE DE ESTUDO 3º PERÍODO: Pronome Ensino Fundamental Nível II LÍNGUA PORTUGUESA NOME: NÚMERO: / /2012 GRAMÁTICA F-6 ATIVIDADE DE ESTUDO 3º PERÍODO: Pronome 1) Leia. a) Na última frase Eu prefiro quando eles correm atrás de mim!, o pronome

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: língua Apinayé, sintaxe, educação escolar indígena.

PALAVRAS-CHAVE: língua Apinayé, sintaxe, educação escolar indígena. ASPECTOS SINTÁTICOS DA LÍNGUA APINAYÉ Loureane Rocha de SOUZA 1 Francisco Edviges ALBUQUERQUE 2 1 Aluna do curso de Licenciatura em Letras; Universidade Federal do Tocantins, campus de Araguaína; e- mail:

Leia mais

Concordância verbal. Temos que o verbo se apresenta na terceira pessoa do singular, pois faz referência a um sujeito, assim também expresso (ele).

Concordância verbal. Temos que o verbo se apresenta na terceira pessoa do singular, pois faz referência a um sujeito, assim também expresso (ele). Concordância verbal Ao falarmos sobre a concordância verbal, estamos nos referindo à relação de dependência estabelecida entre um termo e outro mediante um contexto oracional. Desta feita, os agentes principais

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROFª. SHIRLEY VASCONCELOS

LÍNGUA PORTUGUESA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROFª. SHIRLEY VASCONCELOS LÍNGUA PORTUGUESA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROFª. SHIRLEY VASCONCELOS CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Tecnologia: corpo, movimento e linguagem na era da informação. 2 CONTEÚDOS E

Leia mais

JOSÉ ALMIR FONTELLA DORNELLES

JOSÉ ALMIR FONTELLA DORNELLES JOSÉ ALMIR FONTELLA DORNELLES Edição comemorativa de 20 anos. Revista, ampliada, novos exercícios e questões. 20ª edição Brasília 2014 2014 Vestcon Editora Ltda. Todos os direitos autorais desta obra são

Leia mais

Concordância. 1

Concordância.  1 Sumário Concordância Visão Geral... 4 Concordância verbal - Visão Geral... 5 Verbo fazer haver e ser visão geral... 6 Visc - HFs - Haver e fazer indicando tempo... 7 Visc - Hfs - Verbo haver - existência

Leia mais

Sujeito Simples. Sujeito Composto antes do verbo O verbo vai para o plural concordando com o sujeito. 18/12/2009. Ele chegou tarde.

Sujeito Simples. Sujeito Composto antes do verbo O verbo vai para o plural concordando com o sujeito. 18/12/2009. Ele chegou tarde. Sujeito Simples O verbo concorda em número e pessoa com o sujeito. Ele chegou tarde. Nós voltaremos logo. Sujeito Composto antes do verbo O verbo vai para o plural concordando com o sujeito. Rafa e Edu

Leia mais

Concordância e Regência Verbais

Concordância e Regência Verbais Concordância e Regência Verbais Enem 15 semanas 1. Para que se respeite a concordância verbal, será preciso corrigir a frase: a) Têm havido dúvidas sobre a capacidade do sistema de saúde cubano. b) Têm

Leia mais

Assuntos Muito Importantes Para as Provas IBFC

Assuntos Muito Importantes Para as Provas IBFC Assuntos Muito Importantes Para as Provas IBFC O texto apresenta uma estrutura cujo o processo de composição predominante é o narrativo. Todos os elementos abaixo são característicos desse tipo de texto,

Leia mais

A gente não quer só alimento. Queremos amor e paz [silepse de número - o verbo querer ficou no plural, e seu sujeito oculto (A gente) é singular]

A gente não quer só alimento. Queremos amor e paz [silepse de número - o verbo querer ficou no plural, e seu sujeito oculto (A gente) é singular] m) Silepse - É a concordância que se faz com a ideia, e não com a palavra expressa. É também chamada de concordância ideológica. Há três tipos de silepse: de gênero (a concordância se faz com a ideia feminina

Leia mais

COLÉGIO ALMIRANTE TAMANDARÉ

COLÉGIO ALMIRANTE TAMANDARÉ Língua Portuguesa: Interpretação de texto. CONTEÚDOS APS 4º BIMESTRE/2016 2º ANO Gramática: Unidade 20 Adjetivo: concordância; Unidade 21 Aumentativo e diminutivo (páginas 190 a 209). Linguagens: A letra

Leia mais

Português. Sintaxe da Oração (Análise Sintática) Professor Carlos Zambeli.

Português. Sintaxe da Oração (Análise Sintática) Professor Carlos Zambeli. Português Sintaxe da Oração (Análise Sintática) Professor Carlos Zambeli www.acasadoconcurseiro.com.br Português SINTAXE DA ORAÇÃO (ANÁLISE SINTÁTICA) Frase: é o enunciado com sentido completo, capaz

Leia mais

Fonte:intervox.nce.ufrj.br/~diniz/d/direito/ ouapostila_portugues_varlinguistica_2.pdf

Fonte:intervox.nce.ufrj.br/~diniz/d/direito/ ouapostila_portugues_varlinguistica_2.pdf Sobre Variação Linguística Você já conversou com uma pessoa simples, que vive na roça? Teve oportunidade de observar como essa pessoa fala? Leia o texto a seguir: Texto I Seu dotô me conhece? Patativa

Leia mais

QUESTÃO SOBRE INTERPRETAÇÃO DE TEXTO

QUESTÃO SOBRE INTERPRETAÇÃO DE TEXTO COMENTÁRIOS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA E À QUESTÃO 38 DO CONCURSO PARA ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UFRGS CERTAME REALIZADO NO DIA 21 DE JUNHO DE 2015 QUESTÃO

Leia mais

Português - alfabeto; - sequência alfabética; - formação de palavras; - leitura e interpretação (imagem, palavra, frase e texto).

Português - alfabeto; - sequência alfabética; - formação de palavras; - leitura e interpretação (imagem, palavra, frase e texto). LISTA DE CONTEÚDOS TURMA : 1º. ANO DE 2016 2º. ANO DE 2017 Português - alfabeto; - sequência alfabética; - formação de palavras; - leitura e interpretação (imagem, palavra, frase e texto). Matemática -

Leia mais

MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL. SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação.

MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL. SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação. MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação. PREPOSIÇÃO É a classe de palavras que liga palavras entre si;

Leia mais

CONCORDÂNCIA VERBAL. Página 192

CONCORDÂNCIA VERBAL. Página 192 CONCORDÂNCIA VERBAL Página 192 CONCORDÂNCIA VERBAL É a concordância do verbo com seu sujeito, em número e pessoa. Regras 1) Sujeito COLETIVO = verbo no singular. Ex.: A multidão invadiu o estádio. 2) Sujeito

Leia mais

ORDEM DIRETA DOS TERMOS DA ORAÇÃO

ORDEM DIRETA DOS TERMOS DA ORAÇÃO ORDEM DIRETA DOS TERMOS DA ORAÇÃO S V C ADJ. ADV. Simples Composto Oculto Indeterm. * oração sem sujeito VI VTD VTI VTDI VL *LV (verbo ser/estar + verbo no particípio) Ø OD OI OD + OI PS AG. da PASSIVA

Leia mais

Usa-se ainda, neste caso, sujeito antes do verbo ou a palavra interrogativa no fim da oração: De quem você falava? Ele comprou o quê?

Usa-se ainda, neste caso, sujeito antes do verbo ou a palavra interrogativa no fim da oração: De quem você falava? Ele comprou o quê? Usa-se ainda, neste caso, sujeito antes do verbo ou a palavra interrogativa no fim da oração: De quem você falava? Ele comprou o quê? 7. ) Nas orações exclamativas, de sentido optativo ou não, é frequente

Leia mais

Os alunos fizeram uma visita ao zoológico, onde puderam observar várias espécies de animais.

Os alunos fizeram uma visita ao zoológico, onde puderam observar várias espécies de animais. Uso do onde e aonde O advérbio é uma classe de palavras cuja função gramatical é acompanhar e modificar um verbo, exprimindo a circunstância da ação verbal, por isso o nome ad-vérbio, ou seja, a palavra

Leia mais

Pronome é a palavra variável que substitui ou acompanha o substantivo.

Pronome é a palavra variável que substitui ou acompanha o substantivo. Pronome é a palavra variável que substitui ou acompanha o substantivo. PESSOAS GRAMATICAIS Numa situação comunicativa há sempre três elementos envolvidos, chamados pessoas do discurso ou pessoas gramaticais,

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade IV Ciência- O homem na construção do conhecimento 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES

Leia mais

1º ANO PROPOSTA PEDAGÓGICA. Nas relações as pequenas coisas são as grandes.

1º ANO PROPOSTA PEDAGÓGICA. Nas relações as pequenas coisas são as grandes. Processo Admissão 1º ANO PROPOSTA PEDAGÓGICA Nas relações as pequenas coisas são as grandes. (Covey) Vemos a educação da criança como um processo educativo que possibilita a vivência da cidadania, das

Leia mais

Escrever com correcção

Escrever com correcção Escrever com correcção } Dicionário Priberam da Língua Portuguesa } http://www.priberam.pt/dlpo } FLIP Corrector ortográfico e sintáctico } http://www.flip.pt/tabid/294/default.aspx } Dúvidas Linguísticas

Leia mais

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. INTRODUÇÃO À SINTAXE Frase Frase é todo enunciado de sentido completo, podendo

Leia mais

10 APOSTO. Apresentar o aposto, termo acessório, sua relação com o sujeito e classificação segundo a NGB.

10 APOSTO. Apresentar o aposto, termo acessório, sua relação com o sujeito e classificação segundo a NGB. Aula APOSTO META Apresentar o aposto, termo acessório, sua relação com o sujeito e classificação segundo a NGB. OBJETIVOS Ao final desta aula o aluno deverá: compreender a relação do aposto com o substantivo

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves Concordância verbal Introdução Este tutorial é uma proposta de ensino que tem por objetivo ajudar pessoas de diferentes níveis de aprendizagem a resolver dificuldades que encontram no estudo da concordância

Leia mais

LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS

LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS GRAMÁTICA - Prof. CARLA CAMPOS De sonhos e conquistas Aluno (a): MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais,

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA CRASE

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA CRASE A CRASE INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA CRASE Dizem que a crase não foi inventada para humilhar ninguém. No entanto, sabemos muito bem que seu uso adequado dá um certo trabalho a todos que escrevemos. O primeiro

Leia mais

SINTAXE DA ORAÇÃO. O QUE É SINTAXE? É a parte da gramática que estuda as relações entre as palavras dentro de uma frase.

SINTAXE DA ORAÇÃO. O QUE É SINTAXE? É a parte da gramática que estuda as relações entre as palavras dentro de uma frase. O QUE É SINTAXE? É a parte da gramática que estuda as relações entre as palavras dentro de uma frase. O QUE DEVEMOS APRENDER? Identificar e reconhecer os constituintes sintáticos de uma oração (sujeito,

Leia mais

O PREENCHIMENTO DA CASA DO SUJEITO NA LÍNGUA POMERANA DE SANTA MARIA DE JETIBÁ Larisse Cunha Cestaro (UFES)

O PREENCHIMENTO DA CASA DO SUJEITO NA LÍNGUA POMERANA DE SANTA MARIA DE JETIBÁ Larisse Cunha Cestaro (UFES) MORFOSSINTAXE O PREENCHIMENTO DA CASA DO SUJEITO NA LÍNGUA POMERANA DE SANTA MARIA DE JETIBÁ Larisse Cunha Cestaro (UFES) larissecestaro@yahoo.com.br INTRODUÇÃO O presente trabalho tem o intuito de verificar

Leia mais

INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017

INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017 INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1. Leitura e compreensão de diferentes gêneros textuais

Leia mais

CASOS EM QUE OCORRE A CRASE

CASOS EM QUE OCORRE A CRASE CASOS EM QUE OCORRE A CRASE A crase ocorre, obrigatoriamente, em três casos: 1º) O termo regente deve exigir complemento regido da preposição a, e o termo regido deve admitir o artigo feminino a(s): Pedi

Leia mais

Curso: Letras Português/Espanhol. Disciplina: Linguística. Docente: Profa. Me. Viviane G. de Deus

Curso: Letras Português/Espanhol. Disciplina: Linguística. Docente: Profa. Me. Viviane G. de Deus Curso: Letras Português/Espanhol Disciplina: Linguística Docente: Profa. Me. Viviane G. de Deus AULA 2 1ª PARTE: Tema 2 - Principais teóricos e teorias da Linguística moderna Formalismo x Funcionalismo

Leia mais

Prova Final de Matemática

Prova Final de Matemática PROVA FINAL DO 2.º CICLO do Ensino BÁSICO Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova Final de Matemática 2.º Ciclo do Ensino Básico Prova 62/2.ª Chamada Critérios de Classificação 9 Páginas 2013 COTAÇÕES

Leia mais

USO DA CRASE. Bruna Camargo

USO DA CRASE. Bruna Camargo USO DA CRASE Bruna Camargo Conceito Fusão entre duas vogais idênticas. A + A = À Justificativa Sua correta utilização é, sobretudo, sinal de competência linguística em regência nominal e verbal, em se

Leia mais

o erro: Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra

o erro: Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra o erro: Neymar não admitiu o erro do juiz. suj VTD função: núcleo do direto classe: substantivo

Leia mais

- Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu. - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu.

- Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu. - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu. - Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu. COMPLEMENTO NOMINAL É o termo que completa o sentido de uma palavra que não seja verbo. Assim, pode referir-se

Leia mais

Fichas de Português. Bloco V. Estruturas Gramaticais. Números cardinais ; 101 a Количественные числительные... Numerale cardinale...

Fichas de Português. Bloco V. Estruturas Gramaticais. Números cardinais ; 101 a Количественные числительные... Numerale cardinale... Fichas de Português Bloco V Estruturas Gramaticais Números cardinais ; 101 a 1 000 000 000. Количественные числительные... Numerale cardinale... Preposição + pronomes pessoais. Пpeдлoг + мecтoимeниe. Prepoziţii

Leia mais

MARÇO MATUTINO Estudo dirigido de Espanhol: 102, 202, 301, 302 Conteúdo:

MARÇO MATUTINO Estudo dirigido de Espanhol: 102, 202, 301, 302 Conteúdo: MARÇO Dia 01 02 03 MATUTINO Estudo dirigido de Espanhol: 102, 202, 301, 302 Caderno Avaliação de História: 8º Anos Avaliação de Português: 6º Ano A e B Compreensão de texto; Linguagem comunicação; Fala

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL II

ENSINO FUNDAMENTAL II CONTEÚDO 6 º ANO 1) Produção de texto: Narração. Foco narrativo: narrador-observador. Estrutura do texto narrativo. Uso do diálogo. Paragrafação. 2) Texto: Leitura e interpretação. 3) Gramática: Letra

Leia mais

Morfossintaxe Frase, Sujeito, Predicado

Morfossintaxe Frase, Sujeito, Predicado Morfossintaxe Frase, Sujeito, Predicado Frase É a unidade de texto que numa situação de comunicação é capaz de transmitir um pensamento completo. (Que susto!, Droga!, Socorro!!, Fora!) Tipos de frase:

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Texto: O Sabor da Palavra. José Afonso Ferraz

LÍNGUA PORTUGUESA. Texto: O Sabor da Palavra. José Afonso Ferraz LÍNGUA PORTUGUESA Texto: O Sabor da Palavra José Afonso Ferraz Você já parou para pensar nas múltiplas faces de que se reveste uma língua? Há muitas e específicas formas ou faces como se fossem roupas,

Leia mais

META Descrever os diferentes tipos de Predicado. Mostrar as especificidades do Predicativo.

META Descrever os diferentes tipos de Predicado. Mostrar as especificidades do Predicativo. PREDICADO: CLASSIFICAÇÃO DO PREDICADO E DO PREDICATIVO META Descrever os diferentes tipos de Predicado. Mostrar as especificidades do Predicativo. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: analisar

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL 2016

PLANEJAMENTO ANUAL 2016 PLANEJAMENTO ANUAL 2016 Professor Joabe Bernardo dos Santos Língua Portuguesa 9º ano Colégio Nossa Senhora da Piedade Referências: -SAE, 9º ano: Língua Portuguesa. Livro do professor: livro 1 / IESDE BRASIL

Leia mais

Emprego de palavras e expressões

Emprego de palavras e expressões Emprego de palavras e expressões Livro 01 Prof. Eugênio Torres Módulo 02 POR QUE POR QUÊ PORQUE PORQUÊ o Por que- Emprega-se quando equivale a por qual motivo ou a pelo qual. Usado também no início ou

Leia mais

FIGURAS DE LINGUAGEM

FIGURAS DE LINGUAGEM FIGURAS DE LINGUAGEM Elipse: É a omissão de um termo ou de uma oração inteira que já foi dita ou escrita antes, sendo que esta omissão fica subentendida pelo contexto. Exemplos: - Sobre a mesa, apenas

Leia mais

CONTEÚDOS DA 1ª VERIFICAÇÃO DE APRENDIZAGEM* 1ª UNIDADE (2015) - 6º ANO A/B/C

CONTEÚDOS DA 1ª VERIFICAÇÃO DE APRENDIZAGEM* 1ª UNIDADE (2015) - 6º ANO A/B/C PORTUGUÊS 1ª UNIDADE (2015) - 6º ANO A/B/C Interpretação Textual págs. 14 à 20 e 34 à 37 Linguagem ação e interação-págs 24 à 27 As variedades linguísticas págs. 41 à 48 REDAÇÃO O conto maravilhoso Narrador

Leia mais

Planificação Longo Prazo

Planificação Longo Prazo DEPARTAMENTO LÍNGUAS ANO LETIVO 2016 / 2017 DISCIPLINA Português ANO 7.ºANO Planificação Longo Prazo CONTEÚDOS TEXTOS DOS MEDIA E DO QUOTIDIANO 1.º período Notícia Frio arrasta centenas de corvos marinhos

Leia mais

LIÇÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA E HISTÓRIA

LIÇÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA E HISTÓRIA COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA E HISTÓRIA Troca do livro 4º A sexta-feira 4º B 4º C quarta-feira segunda-feira Segunda-feira Curitiba, 11 de abril de 2016. 1) Leia o texto e

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS. RECUPERAÇÃO PARALELA 2º. trimestre

ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS. RECUPERAÇÃO PARALELA 2º. trimestre Marília, de de 2014. NOME: no turma ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS RECUPERAÇÃO PARALELA 2º. trimestre Você deverá saber: I. COMPLEMENTO NOMINAL 1. Sublinhe o complemento nominal de cada oração fazendo uma seta

Leia mais

A criança foi ajudada pelo pai. O pai ajudou a criança.

A criança foi ajudada pelo pai. O pai ajudou a criança. VOZES DO VERBO Os verbos podem se encontrar na voz ativa, na voz passiva ou na voz reflexiva. A distinção destas vozes se dará basicamente através da observação do comportamento do sujeito. A criança foi

Leia mais

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos É EQUÍVOCO CLASSIFICAR A ORAÇÃO SUBJETIVA COMO SUBORDINADA Francisco Dequi RESUMO O autor, por meio de exemplificação clara, mostrará que a oração tradicionalmente classificada como oração subordinada

Leia mais

INDICAÇÕES º ANO AxBxC

INDICAÇÕES º ANO AxBxC INDICAÇÕES 2016-1º ANO AxBxC 1º ANO A / ENS. FUNDAMENTAL Págs. 112 a 115 do livro de História e Geografia. / INGLÊS: Revisão do vocabulário Unit 6: Science classe págs. 48 e 49, cópia no caderno e atividade

Leia mais

DISCIPLINA 01 EXPRESSÃO ESCRITA TOTAL 20

DISCIPLINA 01 EXPRESSÃO ESCRITA TOTAL 20 DISCIPLINA 01 EXPRESSÃO ESCRITA - 2014 UNIDADES DIDÁTICAS HORAS PÁGINA I. A SELEÇÃO VOCABULAR: CRITÉRIOS E APLICAÇÕES II. GRAMÁTICA DE TEXTO AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM 10 10-03 05 06 TOTAL 20 Plano de Disciplinas

Leia mais

GRAMÁTICA E INTERAÇÃO ENTRE SUJEITOS: TRADIÇÃO E CONTEMPORANEIDADE

GRAMÁTICA E INTERAÇÃO ENTRE SUJEITOS: TRADIÇÃO E CONTEMPORANEIDADE GRAMÁTICA E INTERAÇÃO ENTRE SUJEITOS: TRADIÇÃO E CONTEMPORANEIDADE Roberta Tiburcio Barbosa Universidade Estadual da Paraíba robertatiburcio02@hotmail.com Heloisa Medeiros da Silva Universidade Estadual

Leia mais

Crase é a fusão de duas vogais iguais: A + A. Para marcar sua ocorrência, usamos o acento grave (` ). Casos em que o acento aparece: a + as = às

Crase é a fusão de duas vogais iguais: A + A. Para marcar sua ocorrência, usamos o acento grave (` ). Casos em que o acento aparece: a + as = às Crase Crase é a fusão de duas vogais iguais: A + A. Para marcar sua ocorrência, usamos o acento grave (` ). Casos em que o acento aparece: a + as = às (preposição + artigo) a + aquela(s) = àquela(s) (preposição

Leia mais

2º Bimestre Aula 94 Revisão e avaliação de Linguagens

2º Bimestre Aula 94 Revisão e avaliação de Linguagens 2 MATEMÁTICA E HABILIDADES REVISÃO 1 REVISÃO 2 2º Bimestre Aula 94 Revisão e avaliação de Linguagens 3 MATEMÁTICA E HABILIDADES INTERATIVIDADE PRONOME PESSOAL DO CASO RETO E DE TRATAMENTO Pronome Pessoal

Leia mais

INDICAÇÕES º ANO AxBxC

INDICAÇÕES º ANO AxBxC INDICAÇÕES 2016-1º ANO AxBxC 1º ANO A / ENS. FUNDAMENTAL 119, 120 a 124 do livro texto / INGLÊS: Houve apresentação do vocabulário Unit 8: The Park - págs. 64 e 65 do livro e responder as págs. 66 e 67

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS GRAMÁTICA

LISTA DE EXERCÍCIOS GRAMÁTICA LISTA DE EXERCÍCIOS GRAMÁTICA P1-1º BIMESTRE 8º ANO FUNDAMENTAL II Aluno (a): Turno: Turma: Unidade Data: / /2016 HABILIDADES E COMPETÊNCIAS Reconhecer e classificar os adjuntos adnominais e adverbiais

Leia mais

Escola EB1 de Ficha de Avaliação Final de Língua Portuguesa 3º ano Nome: Data: / /2011

Escola EB1 de Ficha de Avaliação Final de Língua Portuguesa 3º ano Nome: Data: / /2011 Escola EB1 de Ficha de Avaliação Final de Língua Portuguesa 3º ano Nome: Data: / /2011 1 - Lê o texto com atenção. A Fada Oriana 1 5 10 15 20 25 Era uma vez uma fada chamada Oriana. Era uma fada boa e

Leia mais

Para casa: 1) Responder os exercícios do livro didático pp. 38 a 42 - formação do modo imperativo.

Para casa: 1) Responder os exercícios do livro didático pp. 38 a 42 - formação do modo imperativo. 1) Responder os exercícios do livro didático pp. 38 a 42 - formação do modo imperativo. Análise linguística formação do modo imperativo. Identificar e compreender a formação do modo imperativo do verbo.

Leia mais

Colégio Avanço de Ensino Programado

Colégio Avanço de Ensino Programado α Colégio Avanço de Ensino Programado Trabalho Bimestral 1º Semestre - 1º Bim. /2016 Nota: Professor (a): Fernanda Disciplina: L.Portuguesa Turma: 2ª Série E. Médio Nome: Nº: Atividade deverá ser entregue

Leia mais

FUNÇÕES SINTÁTICAS. Funções sintáticas a nível da frase. Profª Maria Rodrigues

FUNÇÕES SINTÁTICAS. Funções sintáticas a nível da frase. Profª Maria Rodrigues FUNÇÕES SINTÁTICAS Funções sintáticas a nível da frase Profª Maria Rodrigues FUNÇÕES SINTÁTICA (ESQUEMA SÍNTESE) Sujeito Complementos: -direto -indireto -oblíquo -Agente da passiva Frase Funções internas

Leia mais

Substantivos. Clarice Francisco de Paula Maria Júlia Costa da Silva Nelma Rodrigues Rocha Lopes Rosicléia dos Santos Amorim

Substantivos. Clarice Francisco de Paula Maria Júlia Costa da Silva Nelma Rodrigues Rocha Lopes Rosicléia dos Santos Amorim Substantivos Clarice Francisco de Paula Maria Júlia Costa da Silva Nelma Rodrigues Rocha Lopes Rosicléia dos Santos Amorim Faculdade Iseib BH 2º semestre/2013 SUBSTANTIVO É a palavra que dá nome a pessoas,

Leia mais

ARTIGO. PROFESSORES: Karen(PUXA-SAKÚ) CARLOS(HOBBIT) MONITOR: leonardo(du-contra)

ARTIGO. PROFESSORES: Karen(PUXA-SAKÚ) CARLOS(HOBBIT) MONITOR: leonardo(du-contra) ARTIGO PROFESSORES: Karen(PUXA-SAKÚ) CARLOS(HOBBIT) MONITOR: leonardo(du-contra) ARTIGO Artigo é a palavra que precede o substantivo, servindo para classificá-lo quanto ao gênero e ao número. O artigo

Leia mais