CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 12/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 12/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS"

Transcrição

1 CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 12/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS AULA: 07 CONCORDÂNCIA Ementa Na aula de hoje serão abordados os seguintes pontos: 1. Concordância nominal 1.1. Bastante x bastantes 1.2. Anexo x em anexo 2. Concordância verbal 2.1. Sujeito composto 3. Verbos + SE 4. Verbos impessoais 1. CONCORDÂNCIA NOMINAL É o acordo que ocorre entre um termo de natureza substantiva e um termo de natureza adjetiva. Ex.: Pessoas educadas são mais bem aceitas na sociedade. Nessa frase pessoas é o substantivo que está concordando com educadas e aceitas que são os adjetivos. Ex.: Separou camisas e sapatos pretos. Nessa frase camisas e sapatos são os substantivos e pretos é o adjetivo, que pode estar se referindo somente aos sapatos ou aos sapatos e camisas. Um único adjetivo pode se referir a dois substantivos. Ex.: Trouxe um sapato e uma camisa preta. Nessa frase sapato e camisa são substantivos e preta é o adjetivo que se refere ao substantivo camisa. Essa forma recebe o nome de concordância atrativa.

2 A concordância atrativa, do ponto de vista da norma culta, é correta. Ex.: Ele trouxe um sapato e uma camisa pretos. Nessa frase sapato e camisa são substantivos e pretos é o adjetivo que se refere a ambos os substantivos. Essa forma recebe o nome de concordância lógica Bastante x bastantes A palavra bastante pode ser levada ao plural. Existe uma maneira muito simples de se analisar se o bastante será no plural ou no singular, que é substituindo-a por um sinônimo. Se o sinônimo estiver no singular a palavra bastante também deverá estar e se o sinônimo estiver no plural a palavra bastante deverá estar também. Ex.: Todos riram bastante na peça. Troque por uma palavra sinônima, como muito. Se você está usando a palavra muito (que está no singular) você terá que usar a palavra bastante também no singular. Ex.: Foram bastantes pessoas ver o espetáculo. Nessa frase se você troca bastantes por um sinônimo, perceba que caberá a palavra muitas que está no plural, portanto o correto é sim a palavra bastantes também no plural Anexo x em anexo Em anexo é uma expressão de forma fixa, ou seja, é invariável e anexo é uma palavra adjetiva, então ela varia. Ex.: Enviei anexos dois relatórios. Ex.: Enviei anexas as propostas de contrato. Ex.: Segue anexo o projeto de execução. Nessa frase segue está no singular porque concorda com projeto. Da mesma forma a palavra anexo está no masculino e no singular porque concorda com projeto. Ex.: Seguem anexas as cartas de clientes. Nessa frase seguem está no plural concordando com as cartas e anexas está no feminino no plural porque também concorda com as cartas. Ex.: Eu enviei em anexo dois relatórios. / Eu enviei em anexo as propostas. / Segue em anexo o projeto. 2. CONCORDÂNCIA VERBAL É o acordo que ocorre entre o verbo e entre aquilo que faz com que o verbo se flexione (que é o sujeito). Obs.: Uma palavra pode ter valor coletivo e ainda assim estar no singular.

3 Ex.: O pessoal ficou aflito com a confusão. Nessa frase pessoal se refere a um grupo de pessoas, mas está no singular (observe que precedendo a palavra pessoal está o artigo definido o também em sua forma singular), então já que o sujeito da frase o pessoal está no singular, o verbo ficou também deve estar no singular, como está. Existem algumas situações em que duas concordâncias serão permitidas. Ex.: O grupo de manifestantes fez muito barulho. Nessa frase o grupo de manifestantes é o sujeito, grupo é o núcleo do sujeito que está concordando com o verbo fez. Quando você encontrar numa questão de prova algo desse tipo um grupo de manifestantes, um bando de cachorros, uma série de questões, a maioria dos convidados, alguns dos alunos preste atenção no seguinte: procure a primeira palavra significativa, está será o núcleo, que poderá concordar com o verbo. Portanto, preste sempre atenção ao núcleo (a primeira palavra significativa) do sujeito para que você possa concordar corretamente com o verbo. Quando a concordância se dá com o núcleo receberá o nome de concordância lógica. Ex.: A maioria dos executivos aderiram à greve. Nessa frase a maioria dos executivos é o sujeito, maioria é o núcleo (palavra de valor coletivo, mas que está no singular), mas quem aderiram foram os executivos. Quando a concordância não se dá com o núcleo receberá o nome de concordância atrativa (a concordância se dará com a palavra mais próxima). A concordância verbal lógica é diferente da concordância verbal atrativa, mas ambas estão corretas. Portanto, voltando aos exemplos acima: Ex.: O grupo de manifestantes fizeram muito barulho. Concordância atrativa. Ex.: A maioria dos executivos aderiu à greve. Concordância lógica Sujeito Composto Todos os exemplos acima foram dados com sujeitos simples (que tem apenas um núcleo), passarei agora a falar dos casos de concordância com sujeitos compostos (que tem dois núcleos). Ex.: O médico e o enfermeiro participaram do Simpósio. Nessa frase médico o primeiro núcleo e enfermeiro é o segundo núcleo do sujeito que concorda com o verbo participaram. Ex.: Chegaram ao auditório o palestrante e sua auxiliar. Nessa frase palestrante é o primeiro núcleo e auxiliar é o segundo núcleo do sujeito que concorda com o verbo chegaram. Ex.: Entrou o promotor e o defensor público na sala de reuniões. Nessa frase promotor é o primeiro núcleo e defensor público é o segundo núcleo do sujeito e entrou é o verbo que concordou apenas com o primeiro núcleo. É um caso de concordância atrativa. Só existe concordância atrativa no sujeito composto se ele vier depois do verbo. Ex.: Chegou ao auditório o palestrante e sua auxiliar.

4 Ex.: O médico e o enfermeiro participou do Simpósio. ESTÁ INCORRETO, porque o verbo está depois do sujeito, o que não permite a concordância atrativa. 3. VERBOS + SE Fomos ensinados que quando o verbo está na terceira pessoa do plural o sujeito é indeterminado e que quando houver um verbo na terceira pessoa do singular seguido da partícula se também será um sujeito indeterminado. Contudo, devemos tomar muito cuidado com essas regrinhas ao analisar a concordância verbal. Vejamos. Ex.: Precisa-se de faxineira. Nessa frase precisa é o verbo transitivo indireto, se é a partícula e de faxineira é o objeto indireto. Aqui, faz-se a pergunta Precisa de que? e a resposta deverá vir com uma preposição. O que torna o sujeito indeterminado. Quando o verbo for transitivo indireto + SE a frase tem um sujeito indeterminado, o SE será chamado de índice de indeterminação do sujeito e o verbo não se pluraliza. Ex.: Precisa-se de faxineiras. Nessa frase ainda que o objeto esteja no plural, o verbo permanece no singular porque verbo transitivo indireto + SE não se pluraliza. Ex.: Alugou-se um sítio em MG. Nessa frase pergunta-se Alugou-se o quê? e a resposta não virá preposicionada, então não teremos um sujeito indeterminado. Então, alugou-se é o verbo transitivo direto, um sítio é o sujeito paciente. Quando o verbo for transitivo direto + SE o que você pensa ser o objeto direto é na verdade o sujeito, que a gramática chama de sujeito paciente (aquele que não pratica a ação). O SE nesse caso é chamado de pronome apassivador (pronome que está em uma frase de voz passiva). Nesse caso o verbo se pluraliza. Essa frase do exemplo acima é sinônima dessa: Um sítio foi alugado em MG. Nessa frase um sítio é o sujeito e alugado é o verbo. Ex.: Escreveram-se cartas de protesto. Nessa frase escreveram-se é o verbo transitivo indireto e cartas de protesto é o sujeito. 4. VERBOS IMPESSOAIS São aqueles verbos que estão presentes nas chamadas orações sem sujeito (sujeito inexistente). Os verbos impessoais não são pluralizados. - Haver Este verbo, quando no sentido de existir, deve ser utilizado no singular se estiver sozinho ou se ele estiver em uma expressão. Ex.: Existiam rumores de revolução. Nessa frase existiam está no plural porque concorda com rumores. O verbo existir varia normalmente. Ex.: Havia rumores de revolução. Nessa frase havia está no singular porque o verbo haver no sentido de existir não varia.

5 Ex.: Deviam existir outros projetos. Nessa frase estou usando uma expressão na qual vislumbra-se o verbo existir e a concordância se dá entre projetos e deviam. Porque o verbo existir sozinho varia e o verbo existir em uma expressão faz com que a expressão varie. Ex.: Devia haver outros projetos. Nessa frase estou usando uma expressão na qual vislumbra-se o verbo haver que não varia nem sozinho e nem em expressão. - Fazer Quando indicar tempo decorrido não se pluraliza nem quando estiver sozinho, nem quando estiver em uma expressão. Ex.: Fazia três meses que não se viam. Ex.: Já deve fazer cinco anos que se formaram. Nessa frase a expressão já deve fazer permanece no singular porque o verbo fazer não permite pluralização da expressão. - Fazer Quando indicar temperatura não se pluraliza sozinho e nem em expressões. Ex.: Fez 18 C no verão Suíço. Ex.: Deve estar fazendo 32 C agora. Nessa frase a expressão deve estar fazendo permanece no singular porque o verbo fazer não permite pluralização da expressão.

CURSO TJMG Nível Médio Oficial de Apoio Judiciário Nº

CURSO TJMG Nível Médio Oficial de Apoio Judiciário Nº CURSO TJMG Nível Médio Oficial de Apoio Judiciário Nº DATA 14/06/2016 DISCIPLINA Português - Gramática PROFESSOR Ricardo Erse MONITOR Paula Moura AULA 01/07 Ementa 1 Concordância... 2 a) Concordância nominal:...

Leia mais

O verbo apresenta-se no plural, concordando com o sujeito que está no plural. Ex.: As nossas duas amigas italianas nos visitarão em julho.

O verbo apresenta-se no plural, concordando com o sujeito que está no plural. Ex.: As nossas duas amigas italianas nos visitarão em julho. CONCORDÂNCIA VERBAL CONCORDÂNCIA Concordância é a igualdade de gênero e número entre o substantivo e adjetivo, artigo, numeral, pronome e igualdade de número e pessoa entre o verbo e o sujeito. Ex.: Dois

Leia mais

1. ARTIGO É uma palavra que determina outra classe de palavra chamada de substantivo. Divide-se em: - Artigo definido: o, a, os, as.

1. ARTIGO É uma palavra que determina outra classe de palavra chamada de substantivo. Divide-se em: - Artigo definido: o, a, os, as. CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 11/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS AULA: 06 CLASSES GRAMATICAIS Ementa Na aula de hoje serão abordados

Leia mais

Português 3º ano João J. Concordância Verbal

Português 3º ano João J. Concordância Verbal Português 3º ano João J. Concordância Verbal Concordância Verbal Concordância do verbo com o sujeito composto I. Quando o sujeito composto estiver posicionado antes do verbo, este ficará no plural. Ex.:

Leia mais

Exemplos adicionais: CERVEJA É BOM. A CERVEJA É BOA. ENTRADA É PROIBIDO. A ENTRADA É PROIBIDA.

Exemplos adicionais: CERVEJA É BOM. A CERVEJA É BOA. ENTRADA É PROIBIDO. A ENTRADA É PROIBIDA. Exemplos adicionais: CERVEJA É BOM. A CERVEJA É BOA. ENTRADA É PROIBIDO. A ENTRADA É PROIBIDA. 11) Haja vista. Ex.: Haja vista os resultados. (invariável) Obs.: Admitem-se também duas outras construções.

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 11 Sintaxe IV

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 11 Sintaxe IV LÍNGUA PORTUGUESA Professora Rosane Reis MÓDULO 11 Sintaxe IV CONCORDÂNCIA VERBAL REGRA GERAL O verbo concorda em número e pessoa com o sujeito. Com sujeito simples e singular ou substantivo coletivo,

Leia mais

: é o termo da oração que, através de um verbo, projeta alguma afirmação sobre o sujeito.

: é o termo da oração que, através de um verbo, projeta alguma afirmação sobre o sujeito. feita através do predicado. : é o termo da oração que funciona como suporte de uma afirmação : é o termo da oração que, através de um verbo, projeta alguma afirmação sobre o sujeito. A pequena criança

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 22 Concordância verbal IV

Bárbara da Silva. Português. Aula 22 Concordância verbal IV Bárbara da Silva Português Aula 22 Concordância verbal IV Outros Casos 1) O Verbo e a Palavra "SE" Dentre as diversas funções exercidas pelo "se", há duas de particular interesse para a concordância verbal:

Leia mais

Sujeito determinado: ocorre quando a terminação do verbo e o contexto permitem: - reconhecer que existe um elemento ao qual o predicado se refere;

Sujeito determinado: ocorre quando a terminação do verbo e o contexto permitem: - reconhecer que existe um elemento ao qual o predicado se refere; Tipos de sujeito Sujeito determinado: ocorre quando a terminação do verbo e o contexto permitem: - reconhecer que existe um elemento ao qual o predicado se refere; - indicar quem é esse elemento. Exemplo:

Leia mais

Outros casos: 1) Partícula SE : a - Partícula apassivadora: b- Índice de indeterminação do sujeito:

Outros casos: 1) Partícula SE : a - Partícula apassivadora: b- Índice de indeterminação do sujeito: Outros casos: 1) Partícula SE : a - Partícula apassivadora: o verbo ( transitivo direto) concordará com o sujeito passivo. Ex.: Vende-se carro./ Vendem-se carros. b- Índice de indeterminação do sujeito:

Leia mais

PROFESSORA PATRÍCIA TAVARES

PROFESSORA PATRÍCIA TAVARES PROFESSORA PATRÍCIA TAVARES 1. Verbo com sujeito simples O verbo concorda em número e pessoa, não interessando a posição. Ex.: Ele chegou tarde. 2. Sujeito composto antes do verbo a) o verbo vai para o

Leia mais

Obs.: Essa regra de concordância é excessivamente cobrada por todas as bancas.

Obs.: Essa regra de concordância é excessivamente cobrada por todas as bancas. Obs.: Se o verbo haver, com o sentido de existir, for o principal de uma locução verbal, seu auxiliar também ficará no singular. Ex.: Deve haver reclamações. (Devem existir reclamações) Obs.: Essa regra

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 55 Classificação do sujeito

Bárbara da Silva. Português. Aula 55 Classificação do sujeito Bárbara da Silva Português Aula 55 Classificação do sujeito Classificação do Sujeito O sujeito das orações da língua portuguesa pode ser determinado ou indeterminado. Existem ainda as orações sem sujeito.

Leia mais

Curso Popular de Formação de Defensoras e Defensores Públicos. Língua Portuguesa

Curso Popular de Formação de Defensoras e Defensores Públicos. Língua Portuguesa Curso Popular de Formação de Defensoras e Defensores Públicos Língua Portuguesa a a a O verbo concorda com o sujeito a que se refere em número (singular/ plural) e pessoa (1, 2, 3 ) A autora efetuou o

Leia mais

Aula 01 CONCORDÂNCIA VERBAL TEORIA (PARTE 1).

Aula 01 CONCORDÂNCIA VERBAL TEORIA (PARTE 1). Curso/Disciplina: Português para Concursos (Concordância Verbal) Aula: Português para Concursos (Concordância Verbal) - 01 Professor : André Moraes Monitor : Virgilio Frederich Aula 01 CONCORDÂNCIA VERBAL

Leia mais

1º Curso de Redação Josiene Duarte e Vinícius de Sousa Marina Luizato e Morgana Alves

1º Curso de Redação Josiene Duarte e Vinícius de Sousa Marina Luizato e Morgana Alves 1º Curso de Redação Josiene Duarte e Vinícius de Sousa Marina Luizato e Morgana Alves Quando bate uma saudade Vem quando bate uma saudade Triste, carregado de emoção Ou aflito quando um beijo já não arde

Leia mais

CONCORDÂNCIA VERBAL - REGRAS GERAIS

CONCORDÂNCIA VERBAL - REGRAS GERAIS CONCORDÂNCIA VERBAL - REGRAS GERAIS A regra básica da concordância verbal é o verbo concordar em número (singular ou plural) e pessoa (1ª, 2ª ou 3ª) com o sujeito da frase. 1. Sujeito simples o verbo concordará

Leia mais

CONCORDÂNCIA N O M I N A L E V E R B A L. Prof. Jorge Viana

CONCORDÂNCIA N O M I N A L E V E R B A L. Prof. Jorge Viana CONCORDÂNCIA N O M I N A L E V E R B A L Prof. Jorge Viana Observe: (A) As crianças prendem a sacola no espaldar da cama. suj. na 3ª pes. pl. verbo na 3ª pes. pl. (B) Crianças órfãs são minoria nos orfanatos.

Leia mais

CONCORDÂNCIA VERBAL GRAMÁTICA

CONCORDÂNCIA VERBAL GRAMÁTICA CONCORDÂNCIA VERBAL GRAMÁTICA CONCORDÂNCIA VERBAL Como regra geral, o verbo concorda com o núcleo do sujeito em número e pessoa. O candidato estuda para o ENEM. Os candidatos estudam para o ENEM. Se o

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA: REVISÃO DE TEXTO II

LÍNGUA PORTUGUESA: REVISÃO DE TEXTO II LÍNGUA PORTUGUESA: REVISÃO DE TEXTO II Prof. Francisco Platão Savioli ESTRUTURA SINTÁTICA DO PERÍODO SIMPLES (1) (TEMA 3) SUJEITO E PREDICADO Constituintes básicos da oração As chuvas sujeito provocaram

Leia mais

Concordância Verbal. Prof. Cláudio Ribeiro

Concordância Verbal. Prof. Cláudio Ribeiro Concordância Verbal Regra Geral : O verbo concorda com o sujeito em pessoa e número. Exemplos: Realizou-se, em janeiro, visita à sede da empresa. Na ocasião, abordaram-se os aspectos financeiros, contábeis

Leia mais

Português. Aula: 09/12. Prof. Felipe Oberg. Visite o Portal dos Concursos Públicos

Português. Aula: 09/12. Prof. Felipe Oberg.  Visite o Portal dos Concursos Públicos Português Aula: 09/12 Prof. Felipe Oberg UMA PARCERIA Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.BR Visite a loja virtual www.conquistadeconcurso.com.br MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO PARA

Leia mais

REGRA GERAL DA CONCORDÂNCIA NOMINAL O adjetivo, o pronome, o artigo e o numeral concordam com o substantivo a que se referem em gênero e número.

REGRA GERAL DA CONCORDÂNCIA NOMINAL O adjetivo, o pronome, o artigo e o numeral concordam com o substantivo a que se referem em gênero e número. REGRA GERAL DA CONCORDÂNCIA NOMINAL O adjetivo, o pronome, o artigo e o numeral concordam com o substantivo a que se referem em gênero e número. Vamos estudar os principais casos de concordância nominal

Leia mais

Regra geral de concordância verbal

Regra geral de concordância verbal Regra geral de concordância verbal O verbo concorda em número e pessoa com o seu sujeito. Há, entretanto, uma série de regras e exceções relativas a casos de concordância verbal, que devem ser examinadas

Leia mais

Obs: *Predicativo do sujeito Ex.: A situação parece perfeita. * Predicativo do objeto Ex.: Os presos acharam a comida péssima.

Obs: *Predicativo do sujeito Ex.: A situação parece perfeita. * Predicativo do objeto Ex.: Os presos acharam a comida péssima. Obs: *Predicativo do sujeito Ex.: A situação parece perfeita. * Predicativo do objeto Ex.: Os presos acharam a comida péssima. Termos essenciais 1) Sujeito: é o termo a respeito do qual se declara alguma

Leia mais

Concordância verbal e nominal

Concordância verbal e nominal Concordância verbal e nominal Eudenise de Albuquerque Limeira Concordância verbal A regra básica da concordância verbal é o verbo concordar em número (singular ou plural) e pessoa (1ª, 2ª ou 3ª) com o

Leia mais

CONCORDÂNCIA VERBAL. Ocorre quando o verbo se flexiona para concordar com o seu sujeito. Exemplos:

CONCORDÂNCIA VERBAL. Ocorre quando o verbo se flexiona para concordar com o seu sujeito. Exemplos: CONCORDÂNCIA VERBAL Ocorre quando o verbo se flexiona para concordar com o seu sujeito. Ele gostava daquele seu jeito carinhoso de ser./ Eles gostavam daquele seu jeito carinhoso de ser. Casos de concordância

Leia mais

Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é

Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é uma forma verbal. Existem também o sintagma adjetival

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PROFª.: THAÍS

LÍNGUA PORTUGUESA PROFª.: THAÍS LÍNGUA PORTUGUESA PROFª.: THAÍS AULA 8 O VERBO E SEUS COMPLEMENTOS pág. 57 A ORAÇÃO E SUA ESTRUTURA BÁSICA Sujeito = o ser sobre o qual se declara alguma coisa. Predicado = o que se declara sobre o sujeito.

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade IV Ciência- O homem na construção do conhecimento 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES

Leia mais

Aula 16 Termos essenciais da oração. Professor Guga Valente

Aula 16 Termos essenciais da oração. Professor Guga Valente Aula 16 Termos essenciais da oração Professor Guga Valente Termos essenciais 1. Termos essenciais: aqueles que são indispensáveis, isto é, não podem faltar. São eles: sujeito e predicado. 2. Termos integrantes:

Leia mais

Português. Profa. Flávia Rita

Português. Profa. Flávia Rita Português Profa. Flávia Rita Pergunta da Aluna: Danny Unidade: Para de minas 1- você mencionou em uma de suas aulas sobre pronome que o SE (sendo pronome apassivador) segue a regra dos demais pronomes

Leia mais

PORTUGUÊS. Professor Nei Xavier

PORTUGUÊS. Professor Nei Xavier PORTUGUÊS Professor Nei Xavier EXERCÍCIOS DE CONCORDÂNCIA Concordância É a correspondência de flexão entre dois termos, dividem em: Concordância verbal o verbo concorda em número e pessoa com o sujeito.

Leia mais

TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO SUJEITO E PREDICADO

TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO SUJEITO E PREDICADO TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO SUJEITO E PREDICADO TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO: são aqueles que não podem faltar, pois caso contrário, a oração deixa de existir. São eles: o SUJEITO e o PREDICADO. a) SUJEITO:

Leia mais

CONCORDÂNCIA VERBAL PROFESSORA: JOSIANE

CONCORDÂNCIA VERBAL PROFESSORA: JOSIANE CONCORDÂNCIA VERBAL PROFESSORA: JOSIANE SINTAXE Concordância Verbal Ocorre quando o verbo se flexiona para concordar com o seu sujeito. Ex.: Ele gostava daquele seu jeito carinhoso de ser./ Eles gostavam

Leia mais

PORTUGUÊS. aula Sintaxe Sujeito

PORTUGUÊS. aula Sintaxe Sujeito PORTUGUÊS aula Sintaxe Sujeito CONJUNTO DE PRECEITOS QUE CAUSAM A ORDEM E AS AFINIDADES DOS TERMOS NA FRASE. ANÁLISE DA ESTRUTURA GRAMATICAL DAS FRASES. Frase = Unidade de comunicação, com ou sem verbo,

Leia mais

REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO

REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO Observe os exemplos... Marisa comprou um carro. São termos essenciais da oração: Sujeito É o termo da oração sobre quem se declara alguma coisa Predicado É tudo aquilo

Leia mais

Mapa Mental de Português Concordância Nominal

Mapa Mental de Português Concordância Nominal Mapa Mental de Português Concordância Nominal Mapas mentais de Portugês sobre concordância nominal. Mapa Mental de Português Concordância Verbal Diversos mapas mentais de Português sobre concordância verbal.

Leia mais

Concordância e Regência Verbais

Concordância e Regência Verbais Concordância e Regência Verbais Enem 15 semanas 1. Para que se respeite a concordância verbal, será preciso corrigir a frase: a) Têm havido dúvidas sobre a capacidade do sistema de saúde cubano. b) Têm

Leia mais

1. Regra Geral. O verbo deve concordar em número e pessoa com o núcleo do sujeito. Eduardo come pipocas. Os alunos estudaram a lição.

1. Regra Geral. O verbo deve concordar em número e pessoa com o núcleo do sujeito. Eduardo come pipocas. Os alunos estudaram a lição. Concordância Verbal Concordância Verbal A Língua Portuguesa marca formalmente uma relação morfossintática que se estabelece, nas orações, entre o sujeito e o predicado verbal. É a chamada concordância

Leia mais

Professora Kalyne Varela

Professora Kalyne Varela Professora Kalyne Varela 1. Fui eu que fiz o casamento. 4. Fui eu que fez o casamento. 8. Foste tu que fizeste o casamento. 16. Foste tu quem fez o casamento. 32. Fostes vós que fez o casamento. 64. Fostes

Leia mais

TIPOS DE SUJEITO GRAMÁTICA

TIPOS DE SUJEITO GRAMÁTICA TIPOS DE SUJEITO GRAMÁTICA TIPOS DE SUJEITO SUJEITO SIMPLES As regras do sujeito simples e do composto são bem parecidas, mas não iguais! Possui apenas 1 núcleo; O núcleo do sujeito simples SÓ PODE SER:

Leia mais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 6. Concordância

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 6. Concordância Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE Comunicação Oral e Escrita Unidade 6 Concordância Núcleo de Educação a Distância 2 Aviso importante! Este material foi produzido com o objetivo de permitir que

Leia mais

13) As expressões perto de e cerca de levam o verbo a concordar com o numeral. Ex.: Cerca de vinte pessoas estavam na loja.

13) As expressões perto de e cerca de levam o verbo a concordar com o numeral. Ex.: Cerca de vinte pessoas estavam na loja. 13) As expressões perto de e cerca de levam o verbo a concordar com o numeral. Ex.: Cerca de vinte pessoas estavam na loja. 14) Concordância com mais de e menos de. * Com numeral um: verbo no singular.

Leia mais

AULAS 25 E 26 CONCORDÂNCIA

AULAS 25 E 26 CONCORDÂNCIA AULAS 25 E 26 CONCORDÂNCIA Chama-se concordância ao princípio linguístico segundo o qual o vocábulo determinante se adapta a certas categorias gramaticais do vocábulo determinado. TENDEU??? SIMPLES, NÉ?

Leia mais

Aula 09 PALAVRA SE. VOZ PASSIVA Sujeito agente Agente da passiva. VOZ ATIVA Objeto direto Sujeito paciente

Aula 09 PALAVRA SE. VOZ PASSIVA Sujeito agente Agente da passiva. VOZ ATIVA Objeto direto Sujeito paciente Página1 Curso/Disciplina: Português para Concursos Aula: Pronomes e colocação pronominal: a palavra se 09 Professor (a): André Moraes Monitor (a): Luis Renato Ribeiro Pereira de Almeida Aula 09 PALAVRA

Leia mais

AULA 13 CONCORDÂNCIA VERBAL E CONCORDÂNCIA NOMINAL MINISTÉRIO DA FAZENDA

AULA 13 CONCORDÂNCIA VERBAL E CONCORDÂNCIA NOMINAL MINISTÉRIO DA FAZENDA AULA 13 CONCORDÂNCIA VERBAL E CONCORDÂNCIA NOMINAL MINISTÉRIO DA FAZENDA Professor Marlus Geronasso CONCORDÂNCIA VERBAL Ocorre quando o verbo se flexiona para concordar com o seu sujeito. Exemplos: Ele

Leia mais

Português. Vozes Verbais. Professor Carlos Zambeli.

Português. Vozes Verbais. Professor Carlos Zambeli. Português Vozes Verbais Professor Carlos Zambeli www.acasadoconcurseiro.com.br Português VOZES VERBAIS Voz é a forma assumida pelo verbo para indicar a relação entre ele e seu sujeito. Escrevi uma redação!

Leia mais

INTRODUÇÃO À SINTAXE DA LÍNGUA PORTUGUESA

INTRODUÇÃO À SINTAXE DA LÍNGUA PORTUGUESA INTRODUÇÃO À SINTAXE DA LÍNGUA PORTUGUESA FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO FRASE: todo enunciado de sentido completo capaz de estabelecer comunicação. Pode ser nominal ou verbal. Nominal: não possui verbo Exemplos:

Leia mais

Prof. André Moraes CONCORDÂNCIA VERBAL

Prof. André Moraes CONCORDÂNCIA VERBAL Prof. André Moraes CONCORDÂNCIA VERBAL O verbo concorda com o sujeito em número e pessoa. Exemplos: Eu saí da sala. Tu saíste da sala. Os alunos saíram da sala. Regras: 1) Quando o sujeito é composto,

Leia mais

Português. Profa. Flávia Rita

Português. Profa. Flávia Rita Português Profa. Flávia Rita Pergunta da Aluna: Mariana Antunes Pereira Unidade:Conselheiro lafaiete Falar sobre completo e adjunto adnominal, as diferenças e particularidades de cada um. Resposta : Complemento

Leia mais

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO Sujeito e Predicado Para que a oração tenha

Leia mais

CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 10/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS

CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 10/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 10/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS AULA: 04 ANÁLISE SINTÁTICA Ementa Na aula de hoje serão abordados os

Leia mais

Na aula anterior. Frase, oração e período. Sujeito e predicado. Sujeito inexistente

Na aula anterior. Frase, oração e período. Sujeito e predicado. Sujeito inexistente Tipos de sujeito Na aula anterior Frase, oração e período Sujeito e predicado Sujeito inexistente Localização do sujeito Pergunta ao verbo Nem sempre o sujeito inicia a oração (inversão ou posposição)

Leia mais

PORTUGUÊS CONCORDÂNCIA NOMINAL (ESTUDO DIRIGIDO)

PORTUGUÊS CONCORDÂNCIA NOMINAL (ESTUDO DIRIGIDO) Instituto de Educação Infantil e Juvenil 9º ANO Inverno, 2017. Londrina, de. Nome: PORTUGUÊS CONCORDÂNCIA NOMINAL (ESTUDO DIRIGIDO) Leia a frase abaixo e reescreva-a utilizando as normas gramaticais. O

Leia mais

Lista de exercícios de LP 2-7º ano

Lista de exercícios de LP 2-7º ano 1) Tipos de sujeito p. 77 2) Tipos de predicado p. 108 TIPOS DE SUJEITO Explique: Lista de exercícios de LP 2-7º ano Sujeito simples: É aquele que possui apenas um núcleo. Sujeito composto: É aquele que

Leia mais

Concordância Nominal e Verbal. Observe o texto abaixo

Concordância Nominal e Verbal. Observe o texto abaixo Concordância Nominal e Verbal UNISALESIANO Profª. Drª. Adriana Guarizo Observe o texto abaixo Se na casa de ferreiro o espeto for depau, tudo bem, a gente protege os dois. O verbo protege está conjugado

Leia mais

Professora Patrícia Lopes

Professora Patrícia Lopes Professora Patrícia Lopes É a junção entre a morfologia e a sintaxe. Trata-se de duas partes da gramática que apesar de estarem envolvidas entre si, constituem-se de particularidades distintas. A morfologia

Leia mais

UDESC 2015/2 PORTUGUÊS. Gabarito do departamento de português sem resposta. Comentário

UDESC 2015/2 PORTUGUÊS. Gabarito do departamento de português sem resposta. Comentário PORTUGUÊS Gabarito do departamento de português sem resposta. a) Incorreta. As orações iniciadas pela partícula se são subordinadas substantivas objetivas diretas do verbo discutir. b) Correta. Todas as

Leia mais

Lições de Português pela análise sintática

Lições de Português pela análise sintática Evanildo Bechara Professor Titular e Emérito da Universidade do Estado do Riy'deJãneÍro;(tJERj) e da Universidade Federal Fluminense (UFF) Membro da A caciemia 'Brasileira de Letras e da Academia Brasileira

Leia mais

Soldado Polícia Militar do Estado de São Paulo Língua Portuguesa

Soldado Polícia Militar do Estado de São Paulo Língua Portuguesa Soldado Polícia Militar do Estado de São Paulo Língua Portuguesa Questões 1 a 20 1. Alternativa E Comentário único: Devido à falta de emprego, o personagem se tornou miserável; por isso, a letra e é a

Leia mais

Sujeito e Predicado. Exercício 01. Exercício 02. Exercício 03. Exercício 04. (UECE) Exerce função de sujeito o termo destacado em:

Sujeito e Predicado. Exercício 01. Exercício 02. Exercício 03. Exercício 04. (UECE) Exerce função de sujeito o termo destacado em: Sujeito e Predicado Português Professor: Erica Heredia Exercício 01 (UECE) Exerce função de sujeito o termo destacado em: a. O corpo me doía todo, a cabeça também b. mas tranquei a boca. c. o sujeito já

Leia mais

CONCORDÂNCIA. O artista excursionará por várias cidades do interior.

CONCORDÂNCIA. O artista excursionará por várias cidades do interior. CONCORDÂNCIA O artista excursionará por várias cidades do interior. CONCORDÂNCIA VERBAL O artista excursionará por várias cidades do interior. A regra básica da concordância verbal é o verbo concordar

Leia mais

Professora Patrícia Lopes

Professora Patrícia Lopes Professora Patrícia Lopes É a junção entre a morfologia e a sintaxe. Trata-se de duas partes da gramática que apesar de estarem envolvidas entre si, constituem-se de particularidades distintas. A morfologia

Leia mais

I- CONCORDÂNCIA NOMINAL CONCEITO

I- CONCORDÂNCIA NOMINAL CONCEITO I- CONCORDÂNCIA NOMINAL CONCEITO Imagine, agora, a seguinte manchete de jornal: Times paulistas disputam duas vagas preciosas no campeonato. Vamos considerar algumas palavras, observando suas respectivas

Leia mais

Concordância. 1

Concordância.  1 Sumário Concordância Visão Geral... 4 Concordância verbal - Visão Geral... 5 Verbo fazer haver e ser visão geral... 6 Visc - HFs - Haver e fazer indicando tempo... 7 Visc - Hfs - Verbo haver - existência

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PEDRO HENRIQUE (PH)

LÍNGUA PORTUGUESA PEDRO HENRIQUE (PH) LÍNGUA PORTUGUESA PEDRO HENRIQUE (PH) TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO SUJEITO Ser de quem se diz alguma coisa; ser ou coisa de que se declara algo. PREDICADO Aquilo que é dito em relação ao sujeito*; tudo

Leia mais

Sujeito. Estudo do sujeito. Como identificar o sujeito? 29/12/ É o elemento a respeito de quem se diz alguma coisa.

Sujeito. Estudo do sujeito. Como identificar o sujeito? 29/12/ É o elemento a respeito de quem se diz alguma coisa. Eu Palavra Cantada Estudo do Professor Jailton Gêiser Fountain Sujeito - É o elemento a respeito de quem se diz alguma coisa. - É o termo da oração sobre o qual incide a informação prestada pelo. Como

Leia mais

TERMOS BÁSICOS DA ORAÇÃO: SUJEITO E PREDICADO

TERMOS BÁSICOS DA ORAÇÃO: SUJEITO E PREDICADO Frase, oração, período TERMOS BÁSICOS DA ORAÇÃO: SUJEITO E PREDICADO Frase é uma palavra ou um conjunto organizado de palavras que estabelecem comunicação entre duas ou mais pessoas. A frase é marcada,

Leia mais

REGRA GERAL E CASOS ESPECIAIS

REGRA GERAL E CASOS ESPECIAIS REGRA GERAL E CASOS ESPECIAIS Concordância Nominal Estuda a flexão e a variação em gênero e número entre o substantivo e seus determinantes. Regra geral pronome numeral substantivo adjetivo artigo O meu

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR ANTONIO DUARTE

LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR ANTONIO DUARTE LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR ANTONIO DUARTE E-mail: professorantonioduarte@gmail.com Facebook: Antonio Duarte SINTAXE ORAÇÃO = É o enunciado que gira em torno de um verbo. -Que dia lindo! - O dia está lindo!

Leia mais

OBSERVE NO QUADRO A SEGUIR COMO A UTILIZAÇÃO DE DIFERENTES PESSOAS DO DISCURSO DE UM TEXTO GERA DIFERENTES EFEITOS:

OBSERVE NO QUADRO A SEGUIR COMO A UTILIZAÇÃO DE DIFERENTES PESSOAS DO DISCURSO DE UM TEXTO GERA DIFERENTES EFEITOS: A LINGUAGEM DO TEXTO DISSERTATIVO - ARGUMENTATIVO OBSERVE NO QUADRO A SEGUIR COMO A UTILIZAÇÃO DE DIFERENTES PESSOAS DO DISCURSO DE UM TEXTO GERA DIFERENTES EFEITOS: Posição subjetiva em relação ao que

Leia mais

A regra básica da concordância verbal é o verbo concordar em número (singular ou plural) e pessoa (1ª, 2ª ou 3ª) com o sujeito da frase.

A regra básica da concordância verbal é o verbo concordar em número (singular ou plural) e pessoa (1ª, 2ª ou 3ª) com o sujeito da frase. Português Aula 8 Concordância Verbal e Nominal A Língua Portuguesa é muito bem estruturada, portanto, tem várias regras que regem o seu uso. Para quem fala, lê e escreve nesse idioma, é fundamental conhecer

Leia mais

REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto

REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto Professora Melina 9º. Ano Relembrando... ORAÇÃO Enunciado organizado em torno de um verbo. Você abre a janela. PERÍODO SIMPLES frase formada por uma só oração.

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 20 Concordância verbal II

Bárbara da Silva. Português. Aula 20 Concordância verbal II Bárbara da Silva Português Aula 20 Concordância verbal II 7) Com a expressão "um dos que", embora alguns gramáticos considerem a concordância facultativa, a preferência é pelo uso verbo no plural, para

Leia mais

SUJEITO TIPOS DE SUJEITO

SUJEITO TIPOS DE SUJEITO Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa 9 ano Professora: Lusia Raquel SUJEITO TIPOS DE SUJEITO Caicó RN 2018 SUJEITO SIMPLES Sujeito simples: é aquele que possui apenas um núcleo,

Leia mais

Usa-se ainda, neste caso, sujeito antes do verbo ou a palavra interrogativa no fim da oração: De quem você falava? Ele comprou o quê?

Usa-se ainda, neste caso, sujeito antes do verbo ou a palavra interrogativa no fim da oração: De quem você falava? Ele comprou o quê? Usa-se ainda, neste caso, sujeito antes do verbo ou a palavra interrogativa no fim da oração: De quem você falava? Ele comprou o quê? 7. ) Nas orações exclamativas, de sentido optativo ou não, é frequente

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 12 Concordância Verbal e Nominal

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 12 Concordância Verbal e Nominal LÍNGUA PORTUGUESA Professora Rosane Reis MÓDULO 12 Concordância Verbal e Nominal CONCORDÂNCIA VERBAL REGRA GERAL O verbo concorda em número e pessoa com o sujeito. Com sujeito simples e singular ou substantivo

Leia mais

Cargo: P01 - PROFESSOR MAMPA-SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA. Conclusão (Deferido ou Indeferido)

Cargo: P01 - PROFESSOR MAMPA-SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA. Conclusão (Deferido ou Indeferido) Cargo: P01 - PROFESSOR MAMPA-SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 Dirceu é meu MELHOR amigo. 6 Adjunto Adnominal recurso é improcedente, tendo em vista que, na oração O MELHOR sempre vence, tem-se que

Leia mais

PORTUGUÊS SÉRIE: Pré-Vestibular SINTAXE 1. Profª Raquel Sampaio

PORTUGUÊS SÉRIE: Pré-Vestibular SINTAXE 1. Profª Raquel Sampaio PORTUGUÊS SÉRIE: Pré-Vestibular SINTAXE 1 Profª Raquel Sampaio LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA SINTAXE 1 Profª. Raquel Freitas Sampaio É a parte da gramática que estuda as relações entre as palavras dentro

Leia mais

FUNDAÇÃO EUCLIDES DA CUNHA CONCURSO PÚBLICO DE SÃO MATEUS RESPOSTA AO RECURSO DA PROVA OBJETIVA

FUNDAÇÃO EUCLIDES DA CUNHA CONCURSO PÚBLICO DE SÃO MATEUS RESPOSTA AO RECURSO DA PROVA OBJETIVA CONCURSO PÚBLICO DE SÃO MATEUS CARGO: Fonoaudiólogo S 43 QUESTÃO NÚMERO: 03 Embora a candidata não tenha apresentado fundamentação teórica, para dar origem ao presente recurso, esta Banca informa que a

Leia mais

Sujeito Simples. Sujeito Composto antes do verbo O verbo vai para o plural concordando com o sujeito. 18/12/2009. Ele chegou tarde.

Sujeito Simples. Sujeito Composto antes do verbo O verbo vai para o plural concordando com o sujeito. 18/12/2009. Ele chegou tarde. Sujeito Simples O verbo concorda em número e pessoa com o sujeito. Ele chegou tarde. Nós voltaremos logo. Sujeito Composto antes do verbo O verbo vai para o plural concordando com o sujeito. Rafa e Edu

Leia mais

RELAÇÕES MORFOSSINTÁTICAS. Prof. Paola C. Buvolini Freitas

RELAÇÕES MORFOSSINTÁTICAS. Prof. Paola C. Buvolini Freitas RELAÇÕES MORFOSSINTÁTICAS Prof. Paola C. Buvolini Freitas Entre sujeito e verbo (por isso o nome VERBAL). 1. Sujeito no plural verbo no plural; Ex: Os publicitários apresentaram o novo projeto. 2. Sujeito

Leia mais

Tipos de Sujeito. Profª Fernanda Machado

Tipos de Sujeito. Profª Fernanda Machado Tipos de Sujeito Profª Fernanda Machado Sujeito Simples: possui apenas um núcleo e este vem expresso na sentença. Os homens destroem a natureza. Quem destrói a natureza? Os homens Deus é perfeito! Quem

Leia mais

Lembre-se: normalmente, o substantivo funciona como núcleo de um termo da oração, e o adjetivo, como adjunto adnominal.

Lembre-se: normalmente, o substantivo funciona como núcleo de um termo da oração, e o adjetivo, como adjunto adnominal. CONCORDÂNCIA NOMINAL A concordância nominal se baseia na relação entre um substantivo (ou pronome, ou numeral substantivo) e as palavras que a ele se ligam para caracterizá-lo (artigos, adjetivos, pronomes

Leia mais

Sujeito e predicado. Professora: Allana Rauana Almeida Cortez.

Sujeito e predicado. Professora: Allana Rauana Almeida Cortez. Sujeito e predicado Professora: Allana Rauana Almeida Cortez. O sujeito e o predicado são chamado de termos essenciais da oração por serem os dois termos que formam a estrutura básica das orações. É em

Leia mais

FUNDAÇÃO EUCLIDES DA CUNHA CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM RESPOSTAS AOS RECURSOS DA PROVA OBJETIVA

FUNDAÇÃO EUCLIDES DA CUNHA CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM RESPOSTAS AOS RECURSOS DA PROVA OBJETIVA FUNDAÇÃO EUCLIDES DA CUNHA CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS DE CACHOEIRO DE RESPOSTAS AOS RECURSOS DA PROVA OBJETIVA QUESTÃO NÚMERO: 2 DA LETRA PARA A LETRA Não assiste razão ao candidato, uma vez que a forma

Leia mais

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 Sumário Prefácio Apresentação XIII XV Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 1. Tipologia do sujeito 6 Método para identificar o sujeito 6 Sujeito simples

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 12 Sintaxe V

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 12 Sintaxe V LÍNGUA PORTUGUESA Professora Rosane Reis MÓDULO 12 Sintaxe V CONCORDÂNCIA NOMINAL Consiste no estudo de relações entre adjetivo e substantivo, pronome e substantivo, artigo e substantivo, numeral e substantivo.

Leia mais

Nº da aula 02. Estudo da Sintaxe

Nº da aula 02. Estudo da Sintaxe Página1 Curso/Disciplina: Português para Concurso. Aula: Estudo da Sintaxe: Sujeito. Conceito; Classificações: sujeito determinado e indeterminado - 02 Professor (a): Rafael Cunha Monitor (a): Amanda Ibiapina

Leia mais

Aula 7 O sujeito gramatical: tipologia (primeira parte)

Aula 7 O sujeito gramatical: tipologia (primeira parte) Aula 7 O sujeito gramatical: tipologia (primeira parte) Pablo Faria HL220C Prática de análise gramatical IEL/UNICAMP SUMÁRIO O SUJEITO GRAMATICAL: TIPOLOGIA Quantidade de núcleos Colocação Realização e

Leia mais

A morfologia divide as palavras em classes gramaticais; já a sintaxe estuda a função das palavras dentro de um contexto oracional.

A morfologia divide as palavras em classes gramaticais; já a sintaxe estuda a função das palavras dentro de um contexto oracional. Patrícia Lopes É a junção entre a morfologia e a sintaxe. Trata-se de duas partes da gramática que apesar de estarem envolvidas entre si, constituem-se de particularidades distintas. A morfologia divide

Leia mais

SUMÁRIO ORTOGRAFIA... 29

SUMÁRIO ORTOGRAFIA... 29 SUMÁRIO CAPÍTULO I ORTOGRAFIA... 29 1. Ditongo... 31 2. Formas variantes... 35 3. Homônimos e parônimos... 36 4. Porque, por que, por quê, porquê... 44 5. Hífen... 45 6. Questões desafio... 50 CAPÍTULO

Leia mais

CONCORDÂNCIA VERBAL. Página 192

CONCORDÂNCIA VERBAL. Página 192 CONCORDÂNCIA VERBAL Página 192 CONCORDÂNCIA VERBAL É a concordância do verbo com seu sujeito, em número e pessoa. Regras 1) Sujeito COLETIVO = verbo no singular. Ex.: A multidão invadiu o estádio. 2) Sujeito

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA FRENTE B SINTAXE

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA FRENTE B SINTAXE LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA FRENTE B SINTAXE 1 Profª. Raquel Freitas Sampaio É a parte da gramática que estuda as relações entre as palavras dentro de uma frase. Identifica e reconhece os constituintes

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 49 Vozes do verbo

Bárbara da Silva. Português. Aula 49 Vozes do verbo Bárbara da Silva Português Aula 49 Vozes do verbo Vozes do Verbo Dá-se o nome de voz à forma assumida pelo verbo para indicar se o sujeito gramatical é agente ou paciente da ação. São três as vozes verbais:

Leia mais

Estudo do sujeito. Professor Jailton

Estudo do sujeito. Professor Jailton Estudo do Professor Jailton Gêiser Fountain Eu Palavra Cantada Sujeito - É o elemento a respeito de quem se diz alguma coisa. - É o termo da oração sobre o qual incide a informação prestada pelo. Eu não

Leia mais

Língua Portuguesa Questões AOCP Professor Alexandre Luz

Língua Portuguesa Questões AOCP Professor Alexandre Luz Língua Portuguesa Questões AOCP Professor Alexandre Luz www.masterjuris.com.br 1. Se, no excerto [...] não havia possibilidade de pagar pelo valor exigido., o substantivo possibilidade estivesse no plural,

Leia mais