LÍNGUA PORTUGUESA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROFª. SHIRLEY VASCONCELOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LÍNGUA PORTUGUESA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROFª. SHIRLEY VASCONCELOS"

Transcrição

1 LÍNGUA PORTUGUESA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROFª. SHIRLEY VASCONCELOS

2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Tecnologia: corpo, movimento e linguagem na era da informação. 2

3 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 8.2 Conteúdo Transitividade verbal e complemento verbal. 3

4 CONTEÚDOS E HABILIDADES Habilidade Compreender a transitividade verbal, observando a relação semântica e sintática entre verbos e complementos e diferenciar verbos transitivos e intransitivos. 4

5 A primeira vista 5

6 Transitividade verbal Quando não tinha nada, eu quis, Quando tudo era ausência, esperei, Quando tive frio, tremi, Quando tive coragem, liguei... 6

7 Transitividade verbal O verbo, quanto à predicação, pode ser classificado em: Transitivo: é o verbo considerado de sentido incompleto, que exige complemento que lhe integre o sentido. Esse pode ou não vir revelado na oração. 7

8 Transitividade verbal Transitivo direto: é aquele que vem acompanhado de um objeto sem preposição obrigatória (objeto direto ou objeto direto preposicionado). 8

9 Transitividade verbal Ex.: O aluno comprou os livros. verbo transitivo direto objeto direto (sem preposição) 9

10 Transitividade verbal Paralisem os negócios. verbo transitivo direto objeto direto (sem preposição) 10

11 Transitividade verbal Transitivo indireto: esse vem acompanhado de um objeto com preposição obrigatória (objeto indireto). 11

12 Ex.: Os filhos devem obedecer aos pais. transitivo indireto objeto indireto (preposição obrigatória) 12

13 Ex.: Desconfio de muita coisa. verbo transitivo indireto objeto indireto (preposição obrigatória) 13

14 Transitividade verbal Transitivo direto e indireto: aquele que vem acompanhado de um objeto sem preposição (objeto direto) e de um objeto com preposição (objeto indireto). 14

15 Ex.: O jornal dedicou uma página ao episódio. verbo transitivo objeto direto objeto indireto Ex.: Os jagunços ofereciam seus serviços ao usineiro. 15

16 Transitividade verbal Intransitivo: é o verbo considerado de sentido completo, que não exige complemento que lhe integre o sentido. 16

17 Ex.: A criança dorme. verbo intransitivo Ex.: Uma estrela caiu. verbo intransitivo 17

18 São considerados intransitivos: verbos que indicam movimento: ir, vir, partir, voltar, chegar, entrar, sair, andar, caminhar, correr, cair, etc. verbos que indicam ação: brincar, nadar ajoelhar, lutar, etc. verbos que indicam fenômenos da natureza: amanhecer, anoitecer, chover, trovejar, nevar, ventar, gear, etc. 18

19 verbos que indicam fenômenos naturais: adormecer, dormir, acordar, nascer, crescer, viver, morrer, tremer, brilhar, etc. verbos que indicam situação: estar, ficar, permanecer, etc. 19

20 DINÂMICA LOCAL INTERATIVA 1. Na oração Dedicara toda a sua vida aos filhos, o verbo destacado classifica-se como: a) Verbo transitivo direto b) Verbo transitivo indireto c) Verbo transitivo direto e indireto d) Verbo intransitivo e) Verbo de ligação 20

21 Verbo transitivo: é aquele que exige a presença de um complemento para que possamos entender seu significado. TRANSITIVO DIRETO O QUÊ? Objeto direto TRANSITIVO INDIRETO PREP + O QUÊ? Objeto indireto Objeto direto TRANSITIVO DIRETO E INDIRETO O QUÊ? PREP + O QUÊ? + objeto indireto 21

22 Complementos verbais O complemento do verbo é chamado de objeto. Quando esse objeto é ligado ao verbo sem intervenção de uma preposição é chamado de objeto direto, assim o verbo torna-se verbo transitivo direto. Há também o objeto direto preposicionado, esse é ligado ao verbo por uma preposição não obrigatória. 22

23 Veja: Ex.: A bruxa bebeu de sua poção mágica. transitivo complemento com 23

24 Complementos verbais O objeto direto e o objeto indireto fazem parte dos complementos verbais das frases, completando o sentido de verbos transitivos diretos e indiretos que, sozinhos, possuem significado incompleto. 24

25 Ex: Todos duvidavam. Ex: Não conseguia acreditar. Ex: Às vezes, devemos obedecer. 25

26 Objeto direto O objeto direto completa o sentido de um verbo transitivo direto, sem a presença obrigatória de uma preposição. Indica o paciente da ação verbal, ou seja, o elemento que sofre a ação verbal. 26

27 Objeto direto Ex: Comprei um carro. 27

28 Objeto direto Ex: Ela limpou o apartamento. Ex: Guarde isto com muito cuidado. Ex: Os pais fizeram tudo para a festa da filha. 28

29 Objeto direto representado por um pronome oblíquo átono (o, a, os, as, me, te, se, nos, vos): Ex: O primo deixou-a sozinha. Ex: Ela ama-o muito. 29

30 Objeto direto representado por uma oração subordinada substantiva objetiva direta: Ex: Quero que você seja meu marido. Ex: Os funcionários não sabiam que era dia de despedimentos. 30

31 Objeto direto preposicionado O objeto direto pode vir precedido da preposição a: quando se refere as palavras Deus, Cristo, Jesus: Os cristãos louvam a Jesus. 31

32 Objeto direto preposicionado O objeto direto pode vir precedido da preposição a: quando se refere aos pronomes oblíquos tônicos, já que este tipo de pronome só ocorre acompanhado de preposição; Convidou a mim e não a ti. 32

33 Objeto direto preposicionado O objeto direto pode vir precedido da preposição a: quando se refere a pronomes demonstrativos, indefinidos e de tratamento: Elogiei a este. Observávamos a todos. Admiramos muito a Vossa Senhoria. 33

34 Objeto direto preposicionado O objeto direto pode vir precedido da preposição a: quando se refere a substantivos próprios ou que indicam pessoas. Ex: Amava a Pedro sem restrições. 34

35 Objeto direto preposicionado O objeto direto pode vir precedido da preposição a: quando se refere ao pronome relativo quem com termo antecedente expresso. Ex: Quero conhecer o mestre a quem tanto admiras. 35

36 Objeto direto preposicionado O objeto direto pode vir precedido da preposição a: quando se refere aos numerais ambos e ambas: Não reconheci a ambos. 36

37 Objeto direto preposicionado O objeto direto pode vir precedido da preposição a: para realçar a mensagem. Cumprir a promessa - Cumprir com a promessa. 37

38 Objeto direto preposicionado O objeto direto pode vir precedido da preposição a: para desfazer ambiguidades na leitura da frase. Ex: No primeiro tempo, vencia o Palmeiras ao Santos. 38

39 Objeto direto preposicionado O objeto direto pode vir precedido da preposição a: para indicar a parte de um todo. Ex. Comeremos desta torta. 39

40 DINÂMICA LOCAL INTERATIVA 1. Tendo em vista a transitividade verbal e seus respectivos complementos, analise os termos em evidência de acordo com o código (OD) e/ou (OI): a) Entregamos o livro ao professor. ( ) b) Necessitamos de sua ajuda. ( ) c) Não concordo com suas ideias. ( ) d) Distribuiu sorrisos a todos os presentes. ( ) e) Eu não tenho a sua paciência. ( ) 40

41 RESUMO DO DIA Verbo de ligação Todo o predicado nominal é constituído por um verbo de ligação seguido de um predicativo do sujeito. 41

42 RESUMO DO DIA Verbo de Ligação Predicativo do sujeito É o verbo que, por si mesmo, nada informa a respeito do sujeito; ele apenas liga o sujeito ao predicativo. Termo que exprime uma característica (modo de ser ou estar) atribuída ao sujeito por intermédio de um verbo de ligação. 42

43 RESUMO DO DIA Verbo de ligação Todo o predicado nominal é constituído por um verbo de ligação seguido de um predicativo do sujeito. 43

44 RESUMO DO DIA Os principais verbos de ligação são: ser, estar, parecer, permanecer, ficar, continuar e andar. Observe os exemplos abaixo: Leia a oração abaixo: Esse implante de chip é o maior barato!! sujeito verbo predicativo de ligação do sujeito 44

45 RESUMO DO DIA Ao final do jogo, o técnico concedeu uma entrevista. Ele estava irritado. Verbo predicativo de lig 45

46 RESUMO DO DIA Ao final do jogo, o técnico concedeu uma entrevista irritado. predicativo verbo de lig oculto 46

47 RESUMO DO DIA Complemento Nominal (CN) é o termo da oração que completa o sentido de um nome (substantivo, adjetivo ou advérbio) com o auxílio de preposição. 47

48 RESUMO DO DIA Exemplo: ESCRAVOS DE ROMA: EM BUSCA DE UM ROSTO E DE UM NOME Os cativos compunham 30% a 40% da população do Império Romano. Mas estavam longe de constituir uma massa indiferenciada e anônima. De fato, haviam enormes disparidades sociais entre eles. Suas atividades iam desde o desempenho de altas tarefas administrativas nas casas aristocráticas até o trabalho extenuante nas minas provinciais. 48

49 RESUMO DO DIA Transitividade verbal Transitivo: é o verbo considerado de sentido incompleto, que exige complemento que lhe integre o sentido. Esse pode ou não vir revelado na oração. 49

50 RESUMO DO DIA Transitivo direto: é aquele que vem acompanhado de um objeto sem preposição obrigatória (objeto direto ou objeto direto preposicionado). 50

51 RESUMO DO DIA Transitivo indireto: esse vem acompanhado de um objeto com preposição obrigatória (objeto indireto). 51

52 RESUMO DO DIA Transitivo direto e indireto: aquele que vem acompanhado de um objeto sem preposição (objeto direto) e de um objeto com preposição (objeto indireto). 52

53 RESUMO DO DIA Intransitivo: é o verbo considerado de sentido completo, que não exige complemento que lhe integre o sentido. 53

54 RESUMO DO DIA Complementos verbais O complemento do verbo é chamado de objeto. Quando esse objeto é ligado ao verbo sem intervenção de uma preposição é chamado de objeto direto, assim o verbo torna-se verbo transitivo direto. Há também o objeto direto preposicionado, esse é ligado ao verbo por uma preposição não obrigatória. Ex: O diretor contratou a ambos. 54

55 RESUMO DO DIA Objeto direto representado por um pronome oblíquo átono (o, a, os, as, me, te, se, nos, vos): Ex: O primo deixou-a sozinha. Ex: Ela ama-o muito. 55

56 INTERATIVIDADE FINAL Leia esta história em quadrinhos: TÔ POUCO LIGANDO PARA APLICAÇÕES NA MEDICINA...E ESSE IMPLANTE DE CHIP É O MAIOR BARATO!! 56

57 INTERATIVIDADE FINAL Nessa narrativa de humor, a fala do personagem, que se diverte controlando o humano é formado por duas orações. Indique os verbos dessas orações e o sentido deles nas frases. 57

Transitividade Verbal

Transitividade Verbal Transitividade Verbal 1 Predicação Verbal Chama-se predicação verbal o resultado da ligação que se estabelece entre o sujeito e o verbo e entre os verbos e os complementos. Quanto à predicação, os verbos

Leia mais

PREDICADO. Profª Fernanda Colcerniani

PREDICADO. Profª Fernanda Colcerniani PREDICADO Profª Fernanda Colcerniani PREDICADO É o termo que expressa aquilo que se afirma a respeito do sujeito: 1. Jardineiros diplomados regam flores [...] sujeito predicado 2. A luz da tua poesia é

Leia mais

Lista 3 - Língua Portuguesa 1

Lista 3 - Língua Portuguesa 1 Lista 3 - Língua Portuguesa 1 Frase, oração e período; sujeito e predicado LISTA 3 - LP 1 - FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO; SUJEITO E PREDICADO Frase, oração e período; sujeito e predicado Na fala ou na escrita,

Leia mais

CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução verbal.

CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução verbal. CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE É uma enunciado (uma mensagem) de sentido completo que estabelece comunicação. Toda frase deve ser pontuada. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução

Leia mais

REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO

REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO Observe os exemplos... Marisa comprou um carro. São termos essenciais da oração: Sujeito É o termo da oração sobre quem se declara alguma coisa Predicado É tudo aquilo

Leia mais

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 Sumário Prefácio Apresentação XIII XV Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 1. Tipologia do sujeito 6 Método para identificar o sujeito 6 Sujeito simples

Leia mais

REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto

REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto Professora Melina 9º. Ano Relembrando... ORAÇÃO Enunciado organizado em torno de um verbo. Você abre a janela. PERÍODO SIMPLES frase formada por uma só oração.

Leia mais

Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é

Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é uma forma verbal. Existem também o sintagma adjetival

Leia mais

1. ARTIGO É uma palavra que determina outra classe de palavra chamada de substantivo. Divide-se em: - Artigo definido: o, a, os, as.

1. ARTIGO É uma palavra que determina outra classe de palavra chamada de substantivo. Divide-se em: - Artigo definido: o, a, os, as. CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 11/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS AULA: 06 CLASSES GRAMATICAIS Ementa Na aula de hoje serão abordados

Leia mais

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO Sujeito e Predicado Para que a oração tenha

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA CAP. 7: COLOCAÇÃO PRONOMINAL PROF.º PAULO SCARDUA

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA CAP. 7: COLOCAÇÃO PRONOMINAL PROF.º PAULO SCARDUA LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA CAP. 7: COLOCAÇÃO PRONOMINAL PROF.º PAULO SCARDUA INTRODUÇÃO Pronominais Dê-me um cigarro Diz a gramática Do professor e do aluno E do mulato sabido Mas o bom negro e o bom

Leia mais

Termos ligados ao nome. adnominal e aposto) e o vocativo. Apostila 2, Capítulo 4 Unidades 21 a 24 (pág. 407 a 417) Professora Simone

Termos ligados ao nome. adnominal e aposto) e o vocativo. Apostila 2, Capítulo 4 Unidades 21 a 24 (pág. 407 a 417) Professora Simone Termos ligados ao nome (complemento nominal, adjunto adnominal e aposto) e o vocativo Apostila 2, Capítulo 4 Unidades 21 a 24 (pág. 407 a 417) Professora Simone 2 Regência Nominal Designa a relação existente

Leia mais

COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE. Professora: Caliana Medeiros.

COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE. Professora: Caliana Medeiros. COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE Professora: Caliana Medeiros. PREDICAÇÃO VERBAL Em função da relação que os verbos estabelecem com outras palavras, podemos dividi-los de duas maneiras: verbos de ligação verbos

Leia mais

Emprego e Função Sintática dos Pronomes Relativos

Emprego e Função Sintática dos Pronomes Relativos Emprego e Função Sintática dos Pronomes Relativos Ensino Fundamental 9º ano Pronomes relativos São aqueles que retomam um substantivo (ou um pronome) anterior a eles, substituindo-o no início da oração

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade IV Ciência- O homem na construção do conhecimento 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES

Leia mais

CALENDÁRIO DE PROVAS - P2 1º TRIMESTRE

CALENDÁRIO DE PROVAS - P2 1º TRIMESTRE 6º Ano Conteúdo Interpretação de texto, Livro Pitágoras até a página 65, Linguagem e língua, Linguagem verbal, não verbal e mista, Onomatopeia, Oralidade e escrita, norma padrão, tipos de frase. Livro

Leia mais

- Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu. - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu.

- Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu. - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu. - Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu. COMPLEMENTO NOMINAL É o termo que completa o sentido de uma palavra que não seja verbo. Assim, pode referir-se

Leia mais

13) As expressões perto de e cerca de levam o verbo a concordar com o numeral. Ex.: Cerca de vinte pessoas estavam na loja.

13) As expressões perto de e cerca de levam o verbo a concordar com o numeral. Ex.: Cerca de vinte pessoas estavam na loja. 13) As expressões perto de e cerca de levam o verbo a concordar com o numeral. Ex.: Cerca de vinte pessoas estavam na loja. 14) Concordância com mais de e menos de. * Com numeral um: verbo no singular.

Leia mais

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações Odilei França Graduado em Letras pela Fafipar. Graduado em Teologia pela Faculdade Batista. Professor de Língua Portuguesa para concursos públicos há 22 anos. Predicação verbal e sintaxe do período simples

Leia mais

LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS

LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS GRAMÁTICA - Prof. CARLA CAMPOS De sonhos e conquistas Aluno (a): MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais,

Leia mais

TERMOS RELACIONADOS AO VERBO

TERMOS RELACIONADOS AO VERBO TERMOS RELACIONADOS AO VERBO objeto direto objeto indireto V E R B O agente da passiva adjunto adverbial ADJUNTO ADVERBIAL: é o termo da oração que indica as circunstâncias em que se dá a ação verbal (de

Leia mais

Revisão:Tipos de sujeito

Revisão:Tipos de sujeito Revisão:Tipos de sujeito Sujeito Simples: possui apenas um núcleo. Exemplos: - Deus é perfeito! - A cegueira lhe torturava os últimos dias de vida. Sujeito Composto: possui dois ou mais núcleos. Exemplos:

Leia mais

GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA

GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Lição 1 Fonética 1.1. Fonema e letra 1.2. Divisão dos fonemas 1.3. Classificação dos fonemas 1.4. Encontro vocálico 1.5.

Leia mais

Português. Sintaxe da Oração (Análise Sintática) Professor Carlos Zambeli.

Português. Sintaxe da Oração (Análise Sintática) Professor Carlos Zambeli. Português Sintaxe da Oração (Análise Sintática) Professor Carlos Zambeli www.acasadoconcurseiro.com.br Português SINTAXE DA ORAÇÃO (ANÁLISE SINTÁTICA) Frase: é o enunciado com sentido completo, capaz

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO

PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO O período composto por coordenação é constituído por orações coordenadas. Chamamos oração coordenada por não exercer nenhuma função sintática em outra oração, daí ser chamada

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL II

ENSINO FUNDAMENTAL II ENSINO FUNDAMENTAL II CONTEÚDO 6 º ANO 1) Produção de texto: Narração. Foco narrativo: narrador-observador. Estrutura do texto narrativo. Elementos narrativos. Uso do diálogo. Paragrafação. 2) Texto: Leitura

Leia mais

COLÉGIO ALMIRANTE TAMANDARÉ

COLÉGIO ALMIRANTE TAMANDARÉ Língua Portuguesa: Interpretação de texto. CONTEÚDOS APS 4º BIMESTRE/2016 2º ANO Gramática: Unidade 20 Adjetivo: concordância; Unidade 21 Aumentativo e diminutivo (páginas 190 a 209). Linguagens: A letra

Leia mais

Colégio Diocesano Seridoense Sistema Objetivo de Ensino. Pronome relativo. Prof.ª Caliana Medeiros. Caicó/RN 05/10/2015

Colégio Diocesano Seridoense Sistema Objetivo de Ensino. Pronome relativo. Prof.ª Caliana Medeiros. Caicó/RN 05/10/2015 Colégio Diocesano Seridoense Sistema Objetivo de Ensino Pronome relativo Prof.ª Caliana Medeiros Caicó/RN 05/10/2015 Tente Outra Vez Raul Seixas Veja! Não diga que a canção Está perdida Tenha fé em Deus

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS

LÍNGUA PORTUGUESA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS LÍNGUA PORTUGUESA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Cultura: a pluralidade na expressão humana. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula

Leia mais

Exercícios sobre tipos de predicado

Exercícios sobre tipos de predicado Exercícios sobre tipos de predicado Exercício 1: Identifique a alternativa em que aparece um predicado verbo-nominal: Os viajantes chegaram cedo ao destino. Demitiram o secretário da instituição. Nomearam

Leia mais

Questão 01 Os hobbits

Questão 01 Os hobbits Educador: Angela Régia C. Curricular: Língua Portuguesa Data: / /2013 Estudante: 7º Ano Questão 01 Os hobbits Os hobbits são um povo discreto, mas muito antigo, que já foi mais numeroso do que é hoje.

Leia mais

Extensivo Aula 4 Apostila 1. Classes de Palavras 1: Artigo e Numeral

Extensivo Aula 4 Apostila 1. Classes de Palavras 1: Artigo e Numeral Extensivo Aula 4 Apostila 1 Classes de Palavras 1: Artigo e Numeral As Dez Classes Gramaticais Esquemas 1) Substantivo aula 2 2) Verbo aula 6 Determinantes nominais aula 4 3) Artigo 4) Adjetivo 5) Pronome

Leia mais

Língua Portuguesa. Professoras: Fernanda e Danúzia

Língua Portuguesa. Professoras: Fernanda e Danúzia Língua Portuguesa Professoras: Fernanda e Danúzia Nesta bimestral você aprendeu sobre diversos conceitos como Morfologia, Sintaxe e Morfossintaxe, e partir desses conceitos vamos revisar os principais

Leia mais

Aula 5 Funções sintáticas e transitividade verbal

Aula 5 Funções sintáticas e transitividade verbal Aula 5 Funções sintáticas e transitividade verbal Pablo Faria HL220C Prática de análise gramatical IEL/UNICAMP SUMÁRIO AULA ANTERIOR Predicado NOMENCLATURA COMPARADA Funções sintáticas diversas Quanto

Leia mais

Classes de Palavras (Morfologia) Flexão Nominal e Verbal. Prof Carlos Zambeli

Classes de Palavras (Morfologia) Flexão Nominal e Verbal. Prof Carlos Zambeli Classes de Palavras (Morfologia) Flexão Nominal e Verbal Prof Carlos Zambeli A morfologia está agrupada em dez classes, denominadas classes de palavras ou classes gramaticais. São elas: Substantivo, Artigo,

Leia mais

USO DA CRASE. Bruna Camargo

USO DA CRASE. Bruna Camargo USO DA CRASE Bruna Camargo Conceito Fusão entre duas vogais idênticas. A + A = À Justificativa Sua correta utilização é, sobretudo, sinal de competência linguística em regência nominal e verbal, em se

Leia mais

FUNÇÕES SINTÁTICAS. Funções sintáticas a nível da frase. Profª Maria Rodrigues

FUNÇÕES SINTÁTICAS. Funções sintáticas a nível da frase. Profª Maria Rodrigues FUNÇÕES SINTÁTICAS Funções sintáticas a nível da frase Profª Maria Rodrigues FUNÇÕES SINTÁTICA (ESQUEMA SÍNTESE) Sujeito Complementos: -direto -indireto -oblíquo -Agente da passiva Frase Funções internas

Leia mais

Obs.: Essa regra de concordância é excessivamente cobrada por todas as bancas.

Obs.: Essa regra de concordância é excessivamente cobrada por todas as bancas. Obs.: Se o verbo haver, com o sentido de existir, for o principal de uma locução verbal, seu auxiliar também ficará no singular. Ex.: Deve haver reclamações. (Devem existir reclamações) Obs.: Essa regra

Leia mais

BOLSÃO 2017 / 6º ANO

BOLSÃO 2017 / 6º ANO Você que se inscreveu no Bolsão do Colégio Futuro Vip para cursar o 6º ano do Ensino Fundamental está BOLSÃO 2017 / 6º ANO Fonética Fonema distinção entre FONEMA e LETRA Sílaba número de sílabas / divisão

Leia mais

Capítulo1. Capítulo2. Índice A LÍNGUA E A LINGUAGEM O PORTUGUÊS: uma língua, muitas variedades... 15

Capítulo1. Capítulo2. Índice A LÍNGUA E A LINGUAGEM O PORTUGUÊS: uma língua, muitas variedades... 15 Capítulo1 Capítulo2 A LÍNGUA E A LINGUAGEM............................................. 9 Linguagem: aptidão inata.............................................. 10 Funções.............................................................

Leia mais

Português 3º ano João J. Concordância Verbal

Português 3º ano João J. Concordância Verbal Português 3º ano João J. Concordância Verbal Concordância Verbal Concordância do verbo com o sujeito composto I. Quando o sujeito composto estiver posicionado antes do verbo, este ficará no plural. Ex.:

Leia mais

MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL. SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação.

MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL. SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação. MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação. PREPOSIÇÃO É a classe de palavras que liga palavras entre si;

Leia mais

Os alunos fizeram uma visita ao zoológico, onde puderam observar várias espécies de animais.

Os alunos fizeram uma visita ao zoológico, onde puderam observar várias espécies de animais. Uso do onde e aonde O advérbio é uma classe de palavras cuja função gramatical é acompanhar e modificar um verbo, exprimindo a circunstância da ação verbal, por isso o nome ad-vérbio, ou seja, a palavra

Leia mais

CONCORDÂNCIA NOMINAL LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE

CONCORDÂNCIA NOMINAL LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE CONCORDÂNCIA NOMINAL LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 1) REGRA GERAL Subdivisão de nossos estudos 2) CONCORDÂNCIA DO ADJETIVO COM VÁRIOS SUSTANTIVOS 3) Casos específicos No segundo jogo

Leia mais

Pronomes. Prof. Flaverlei A. Silva

Pronomes. Prof. Flaverlei A. Silva Pronomes Prof. Flaverlei A. Silva Pronomes São palavras que substituem ou acompanham outras palavras, principalmente os substantivos. Podem também remeter a palavras, orações e frases expressas anteriormente.

Leia mais

UDESC 2015/2 PORTUGUÊS. Gabarito do departamento de português sem resposta. Comentário

UDESC 2015/2 PORTUGUÊS. Gabarito do departamento de português sem resposta. Comentário PORTUGUÊS Gabarito do departamento de português sem resposta. a) Incorreta. As orações iniciadas pela partícula se são subordinadas substantivas objetivas diretas do verbo discutir. b) Correta. Todas as

Leia mais

Funções sintáticas. Porto Editora

Funções sintáticas. Porto Editora Funções sintáticas Funções sintáticas ao nível da frase Sujeito Função sintática desempenhada por grupos nominais ou por alguns tipos de orações. O sujeito pode ser classificado como: sujeito simples sujeito

Leia mais

Complemento nominal Adjunto adnominal Objeto indireto Predicativo do sujeito Predicativo do objeto Adjunto Adverbial Agente da passiva Aposto e

Complemento nominal Adjunto adnominal Objeto indireto Predicativo do sujeito Predicativo do objeto Adjunto Adverbial Agente da passiva Aposto e Complemento nominal Adjunto adnominal Objeto indireto Predicativo do sujeito Predicativo do objeto Adjunto Adverbial Agente da passiva Aposto e Vocativo Tipos de predicado COMPLEMENTO NOMINAL OU ADJUNTO

Leia mais

*SÃO PALAVRAS EMPREGADAS PARA ACOMPANHAR OU SUBSTITUIR OS SUBSTANTIVOS. *PRONOME SUBSTANTIVO = SUBSTITUI *PRONOME ADJETIVO = ACOMPANHA

*SÃO PALAVRAS EMPREGADAS PARA ACOMPANHAR OU SUBSTITUIR OS SUBSTANTIVOS. *PRONOME SUBSTANTIVO = SUBSTITUI *PRONOME ADJETIVO = ACOMPANHA * AULA 07 PRONOME *SÃO PALAVRAS EMPREGADAS PARA ACOMPANHAR OU SUBSTITUIR OS SUBSTANTIVOS. *PRONOME SUBSTANTIVO = SUBSTITUI ALGUÉM BATEU À PORTA *PRONOME ADJETIVO = ACOMPANHA ALGUMAS ALUNAS VIERAM À AULA

Leia mais

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. Termos acessórios da oração Apesar de prescindíveis são necessários para

Leia mais

O ESTUDO DO VOCABULÁRIO

O ESTUDO DO VOCABULÁRIO Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DO VOCABULÁRIO Lição 1 Fonética...3 1.1. Fonema e Letra... 3 1.2. Divisão dos Fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 5 1.4. Encontro Vocálico... 7 1.5. Encontro Consonantal...

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade IV Ciência- O homem na construção do conhecimento 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES

Leia mais

Teste de aula 5 questões por aula QUIZ. Teste Leitura 2 questões por aula

Teste de aula 5 questões por aula QUIZ. Teste Leitura 2 questões por aula BD_ Língua Portuguesa _6aS Suíte K APP Assessoria Pedagógica ao Plano de curso Planejamento anual para BD_ Língua Portuguesa _6aS Considere: 200 dias de aula Tempos semanais 6 alternados, três vezes por

Leia mais

2º Bimestre Aula 94 Revisão e avaliação de Linguagens

2º Bimestre Aula 94 Revisão e avaliação de Linguagens 2 MATEMÁTICA E HABILIDADES REVISÃO 1 REVISÃO 2 2º Bimestre Aula 94 Revisão e avaliação de Linguagens 3 MATEMÁTICA E HABILIDADES INTERATIVIDADE PRONOME PESSOAL DO CASO RETO E DE TRATAMENTO Pronome Pessoal

Leia mais

O ESTUDO DAS PALAVRAS

O ESTUDO DAS PALAVRAS Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Lição 1 Fonética...3 1.1. Fonema e letra... 3 1.2. Divisão dos fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 5 1.4. Encontro vocálico... 6 1.5. Encontro consonantal...

Leia mais

Síntese da Planificação da Disciplina de Língua Portuguesa 6 º Ano

Síntese da Planificação da Disciplina de Língua Portuguesa 6 º Ano Síntese da Planificação da Disciplina de Língua Portuguesa 6 º Ano Período Dias de aulas previstos 2.ª 3.ª 4.ª 5.ª 6.ª 1.º período 13 12 12 12 14 2.º período 10 11 11 12 12 3.º período 8 8 8 8 9 (As Aulas

Leia mais

Capítulo 2 - Acentuação gráfica Regras gerais...10 Casos especiais...10 Prosódia...12 Exercícios...14

Capítulo 2 - Acentuação gráfica Regras gerais...10 Casos especiais...10 Prosódia...12 Exercícios...14 Sumário Capítulo 1 - Noções de fonética... 2 Fonemas...2 Letra...2 Sílaba...2 Número de sílabas...3 Tonicidade...3 Posição da sílaba tônica...3 Dígrafos...3 Encontros consonantais...3 Encontros vocálicos...4

Leia mais

CONTEÚDOS DE AP2/2016

CONTEÚDOS DE AP2/2016 CONTEÚDOS DE AP2/2016 Unidade 3 (De casa até a escola); Unidade 4 (Cuidados com o meio ambiente); Revisão no caderno. 2 ANO Interpretação de texto; GRAMÁTICA: Capitulo 9 (Frase e ponto final); Capitulo

Leia mais

CONCORDÂNCIA VERBAL. Página 192

CONCORDÂNCIA VERBAL. Página 192 CONCORDÂNCIA VERBAL Página 192 CONCORDÂNCIA VERBAL É a concordância do verbo com seu sujeito, em número e pessoa. Regras 1) Sujeito COLETIVO = verbo no singular. Ex.: A multidão invadiu o estádio. 2) Sujeito

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA EJA 4ª PROF. JOSÉ FRANCISCO PROF.ª RISONILDE ARAÚJO

LÍNGUA PORTUGUESA EJA 4ª PROF. JOSÉ FRANCISCO PROF.ª RISONILDE ARAÚJO LÍNGUA PORTUGUESA EJA 4ª PROF. JOSÉ FRANCISCO PROF.ª RISONILDE ARAÚJO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Tecnologia: corpo, movimento, linguagem na era da informação. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 6.1

Leia mais

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS APRESENTAÇÃO PARTE I FONÉTICA

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS APRESENTAÇÃO PARTE I FONÉTICA Súmario Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 15 APRESENTAÇÃO... 17 PARTE I FONÉTICA CAPÍTULO 1 ORTOGRAFIA... 21 1. Introdução... 21 2. O alfabeto...21 3. Emprego das letras

Leia mais

Recuperação. Nome: Nº 8º ano / Ensino Fundamental Turma: Disciplina(s): Português

Recuperação. Nome: Nº 8º ano / Ensino Fundamental Turma: Disciplina(s): Português TIPO DE AVALIAÇÃO: Lista de Exercícios Recuperação Nome: Nº 8º ano / Ensino Fundamental Turma: Disciplina(s): Português Data: Professor(a): Érica Beatriz Nota: Leia o texto de Clarice Lispector e veja

Leia mais

Linguagem Língua portuguesa. Preposição e sua construção de sentido

Linguagem Língua portuguesa. Preposição e sua construção de sentido Linguagem Língua portuguesa Preposição e sua construção de sentido Conceito Preposições: ligam palavras e orações, isoladamente NÃO possuem função sintática, possuem na frase um valor semântico. A função

Leia mais

Resoluções de Exercícios

Resoluções de Exercícios Resoluções de Exercícios 01 Compreensão da Ideia Central do Texto; o Estudo do Verbo: Conceito, Conjugação e Estrutura 01 1 a conjugação preciso, ficar, aguarde, treinar etc. 2 a conjugação deve, ser,

Leia mais

Concurso da EsSA. 10 dicas imbatíveis de Português para o IPR IPR. e-book. Análise Sintática INSTITUTO PADRE REUS

Concurso da EsSA. 10 dicas imbatíveis de Português para o IPR IPR.  e-book. Análise Sintática INSTITUTO PADRE REUS 10 dicas imbatíveis de Português para o INSTITUTO PADRE REUS Concurso da EsSA Análise Sintática e-book INSTITUTO PADRE REUS www.ipronline.com.br INSTITUTO PADRE REUS TRANSFORMANDO RMAN AND O PESSOAS SOA

Leia mais

ATIVIDADE DE ESTUDO 3º PERÍODO: Pronome

ATIVIDADE DE ESTUDO 3º PERÍODO: Pronome Ensino Fundamental Nível II LÍNGUA PORTUGUESA NOME: NÚMERO: / /2012 GRAMÁTICA F-6 ATIVIDADE DE ESTUDO 3º PERÍODO: Pronome 1) Leia. a) Na última frase Eu prefiro quando eles correm atrás de mim!, o pronome

Leia mais

Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula

Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL 6º ANO Ensino

Leia mais

Pronomes, determinantes e advérbios relativos

Pronomes, determinantes e advérbios relativos Pronomes, determinantes e advérbios relativos Orações adjectivas (relativas) Relativas explicativas Os alunos, que já terminaram a prova, podem sair. = todos os alunos já terminaram a prova e todos podem

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA CRASE

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA CRASE A CRASE INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA CRASE Dizem que a crase não foi inventada para humilhar ninguém. No entanto, sabemos muito bem que seu uso adequado dá um certo trabalho a todos que escrevemos. O primeiro

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL 6º ANO Ensino Fundamental Língua Portuguesa 2) Inferir o sentido

Leia mais

Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Planificação Anual º Ciclo- Português- Curso Vocacional

Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Planificação Anual º Ciclo- Português- Curso Vocacional Módulo 1 - Texto narrativo Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Planificação Anual 2015-2016 2º Ciclo- Português- Curso Vocacional Organização modular Módulos Conteúdos Carga horária Conto Popular

Leia mais

CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 12/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS

CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 12/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 12/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS AULA: 07 CONCORDÂNCIA Ementa Na aula de hoje serão abordados os seguintes

Leia mais

Sumarizando: o que é uma língua. Métodos para seu estudo...44

Sumarizando: o que é uma língua. Métodos para seu estudo...44 sumário APRESENTAÇÃO...13 1. O que se entende por língua Estudando a língua portuguesa...17 1.1 O Vocabulário: nascimento e morte das palavras. Consultando um dicionário...20 1.2 A Semântica: o sentido

Leia mais

Pronomes. Podem substituir ou acompanhar um nome ou substantivo. Ele esteve aqui ontem. Ele esteve aqui e criticou o seu projeto.

Pronomes. Podem substituir ou acompanhar um nome ou substantivo. Ele esteve aqui ontem. Ele esteve aqui e criticou o seu projeto. Pronomes Podem substituir ou acompanhar um nome ou substantivo. Ele esteve aqui ontem. Ele esteve aqui e criticou o seu projeto. Pessoais Possessivos Demonstrativos Relativos Indefinidos Interrogativos

Leia mais

Cap. 5 Sujeito indeterminado e oração sem sujeito

Cap. 5 Sujeito indeterminado e oração sem sujeito Cap. 5 Sujeito indeterminado e oração sem sujeito Sujeito indeterminado Sujeito indeterminado é aquele que não é nomeado na oração, ou por não se querer nomeá-lo ou por se desconhecer quem pratica a ação.

Leia mais

MANUAL DO ALUNO 7º ANO / 3º TRIMESTRE 2015

MANUAL DO ALUNO 7º ANO / 3º TRIMESTRE 2015 MANUAL DO ALUNO 7º ANO / 3º TRIMESTRE 2015 CALENDÁRIO DE AVALIAÇÕES AVALIAÇÃO MULTIDISCILINAR BLOCO I - DATA: 18/09/2015 PORTUGUÊS, HISTÓRIA, INGLÊS E FILOSOFIA Leitura e interpretação de texto. Sujeito

Leia mais

Orações Subordinadas d Adjetivas. Apostila 3, Capítulo 9 Unidades 39 e 40 (pág. 322 a 329)

Orações Subordinadas d Adjetivas. Apostila 3, Capítulo 9 Unidades 39 e 40 (pág. 322 a 329) Orações Subordinadas d Adjetivas Apostila 3, Capítulo 9 Unidades 39 e 40 (pág. 322 a 329) Professora Simone 2 Orações Subordinadas Adjetivas A sua história assustadora será contada para todos assustadora

Leia mais

Escrita (expressiva e lúdica) Texto narrativo Texto poético Texto descritivo Texto instrucional

Escrita (expressiva e lúdica) Texto narrativo Texto poético Texto descritivo Texto instrucional Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos Língua Portuguesa 6º ano Ano letivo 2012 2013 1º PERIODO CONTEÚDOS Expressão Oral Exposição oral Texto oral Leitura expressiva Leitura coral Dramatização de

Leia mais

Sujeito Simples. Sujeito Composto antes do verbo O verbo vai para o plural concordando com o sujeito. 18/12/2009. Ele chegou tarde.

Sujeito Simples. Sujeito Composto antes do verbo O verbo vai para o plural concordando com o sujeito. 18/12/2009. Ele chegou tarde. Sujeito Simples O verbo concorda em número e pessoa com o sujeito. Ele chegou tarde. Nós voltaremos logo. Sujeito Composto antes do verbo O verbo vai para o plural concordando com o sujeito. Rafa e Edu

Leia mais

INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017

INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017 INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1. Leitura e compreensão de diferentes gêneros textuais

Leia mais

QUARTA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco

QUARTA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco QUARTA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco 1. Predicativos: a)do sujeito; b)do objeto. 2. Predicado: a) verbal; b) nominal; c) verbo-nominal. 3. Resumos. 4. Exercícios. Apesar de não

Leia mais

Pronomes. Nomes são palavras com valor lexical, isto é, com significado em si mesmas.

Pronomes. Nomes são palavras com valor lexical, isto é, com significado em si mesmas. Pronomes Nome X Pronome Pronomes Nomes são palavras com valor lexical, isto é, com significado em si mesmas. Ex.: bola, azul, carro... Pronomes são palavras com valor gramatical, isto é, sem significação

Leia mais

CURSO TJMG Nível Médio Oficial de Apoio Judiciário Nº

CURSO TJMG Nível Médio Oficial de Apoio Judiciário Nº CURSO TJMG Nível Médio Oficial de Apoio Judiciário Nº DATA 14/06/2016 DISCIPLINA Português - Gramática PROFESSOR Ricardo Erse MONITOR Paula Moura AULA 01/07 Ementa 1 Concordância... 2 a) Concordância nominal:...

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL II

ENSINO FUNDAMENTAL II CONTEÚDO 6 º ANO 1) Produção de texto: Narração. Foco narrativo: narrador-observador. Estrutura do texto narrativo. Uso do diálogo. Paragrafação. 2) Texto: Leitura e interpretação. 3) Gramática: Letra

Leia mais

GRAU DOS ADJETIVOS Para expressar as variações de intensidade, o adjetivo apresenta-se em dois graus: comparativo e superlativo.

GRAU DOS ADJETIVOS Para expressar as variações de intensidade, o adjetivo apresenta-se em dois graus: comparativo e superlativo. GRAU DOS ADJETIVOS Para expressar as variações de intensidade, o adjetivo apresenta-se em dois graus: comparativo e superlativo. 1. Grau comparativo O grau comparativo estabelece uma comparação entre dois

Leia mais

Português. Aula: 09/12. Prof. Felipe Oberg. Visite o Portal dos Concursos Públicos

Português. Aula: 09/12. Prof. Felipe Oberg.  Visite o Portal dos Concursos Públicos Português Aula: 09/12 Prof. Felipe Oberg UMA PARCERIA Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.BR Visite a loja virtual www.conquistadeconcurso.com.br MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO PARA

Leia mais

o erro: Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra

o erro: Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra o erro: Neymar não admitiu o erro do juiz. suj VTD função: núcleo do direto classe: substantivo

Leia mais

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. Regência verbal Regência verbal é a relação que existe entre os verbos e

Leia mais

Usa-se ainda, neste caso, sujeito antes do verbo ou a palavra interrogativa no fim da oração: De quem você falava? Ele comprou o quê?

Usa-se ainda, neste caso, sujeito antes do verbo ou a palavra interrogativa no fim da oração: De quem você falava? Ele comprou o quê? Usa-se ainda, neste caso, sujeito antes do verbo ou a palavra interrogativa no fim da oração: De quem você falava? Ele comprou o quê? 7. ) Nas orações exclamativas, de sentido optativo ou não, é frequente

Leia mais

M O R F O L O G I A P R O N O M E S R E L A T I V O S

M O R F O L O G I A P R O N O M E S R E L A T I V O S P R O N O M E S R E L A T I V O S PRONOMES RELATIVOS: São pronomes que retomam um substantivo (ou outro pronome) anterior a eles, substituindo-o no início da oração seguinte. CARACTERÍSTICAS: Os pronomes

Leia mais

FUNDAÇÃO EUCLIDES DA CUNHA CONCURSO PÚBLICO DE SÃO MATEUS RESPOSTA AO RECURSO DA PROVA OBJETIVA

FUNDAÇÃO EUCLIDES DA CUNHA CONCURSO PÚBLICO DE SÃO MATEUS RESPOSTA AO RECURSO DA PROVA OBJETIVA CONCURSO PÚBLICO DE SÃO MATEUS CARGO: Fonoaudiólogo S 43 QUESTÃO NÚMERO: 03 Embora a candidata não tenha apresentado fundamentação teórica, para dar origem ao presente recurso, esta Banca informa que a

Leia mais

Durante. Utilize os conteúdos multimídia para ilustrar a matéria de outras formas.

Durante. Utilize os conteúdos multimídia para ilustrar a matéria de outras formas. Olá, Professor! Assim como você, a Geekie também tem a missão de ajudar os alunos a atingir todo seu potencial e a realizar seus sonhos. Para isso, oferecemos recomendações personalizadas de estudo, para

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA 7 o ANO Horário: das 7:20 h às 12:15 h. 1 a PROVA GEOGRAFIA DATA: 09/12/2015

RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA 7 o ANO Horário: das 7:20 h às 12:15 h. 1 a PROVA GEOGRAFIA DATA: 09/12/2015 02 C A M RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA 1 a PROVA GEOGRAFIA DATA: 09/12/2015 Capítulo 3: O território brasileiro e suas regiões Capítulo 5: A distribuição da população brasileira Capítulo 6: O espaço rural brasileiro

Leia mais

ORAÇÕES SUBORDINADAS. Professor: Aramis de Cássio

ORAÇÕES SUBORDINADAS. Professor: Aramis de Cássio ORAÇÕES SUBORDINADAS Professor: Aramis de Cássio ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS As ORAÇÕES SUBORDINADAS funcionam sempre como um termo essencial, integrante e acessório da oração principal.

Leia mais

EXERCÍCIOS DE ANÁLISE SINTÁTICA (PERÍODO SIMPLES) adnominal;

EXERCÍCIOS DE ANÁLISE SINTÁTICA (PERÍODO SIMPLES) adnominal; EXERCÍCIOS DE ANÁLISE SINTÁTICA (PERÍODO SIMPLES) 1. Considere a frase Ele andava triste porque não encontrava a companheira os verbos grifados são a) transitivo direto de ligação; b) de ligação intransitivo;

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa de Português do Ensino Básico, Metas Curriculares de Português do Ensino Básico

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO DE LINGUAGENS CARLA 9º ANO

LISTA DE RECUPERAÇÃO DE LINGUAGENS CARLA 9º ANO LISTA DE RECUPERAÇÃO DE LINGUAGENS CARLA 9º ANO 1. Os verbos destacados no poema a seguir classificam-se quanto à predicação, como (0,5) Não quero aparelhos para navegar. Ando naufragado, Ando sem destino.

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DE PORTUGUÊS Básico II

PLANIFICAÇÃO DE PORTUGUÊS Básico II 1º Período PLANIFICAÇÃO DE PORTUGUÊS Básico II 5º Ano Ano Lectivo: 2010/2011 Estratégias. Nós e a Escola -Organização do material -Conhecer o Manual -Outros auxiliares de estudo -O uso do Dicionário -

Leia mais

TUTORIAL 2B. Data: Aluno (a): Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa. Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem NANDA/MARÇO/

TUTORIAL 2B. Data: Aluno (a): Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa. Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem NANDA/MARÇO/ Aluno (a): Série: 3ª TUTORIAL 2B Ensino Médio Data: Turma: Equipe de Língua Portuguesa Língua Portuguesa Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem - 1 - NANDA/MARÇO/2014-262 ] Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem

Leia mais

MATERIAL N. 1 AULA 01 SUJEITO: OS PRIMEIROS DIAS DE PAZ SINTAXE DO PERÍODO SIMPLES NÚCLEO DO SUJEITO: DIAS CONCEITOS FUNDAMENTAIS SUJEITO COMPOSTO

MATERIAL N. 1 AULA 01 SUJEITO: OS PRIMEIROS DIAS DE PAZ SINTAXE DO PERÍODO SIMPLES NÚCLEO DO SUJEITO: DIAS CONCEITOS FUNDAMENTAIS SUJEITO COMPOSTO AULA 01 SINTAXE DO PERÍODO SIMPLES CONCEITOS FUNDAMENTAIS FRASE Frase é todo enunciado capaz de transmitir nossas idéias. Uma lua clara iluminava o céu. Socorro! ORAÇÃO É toda frase construída em torno

Leia mais