PRINCIPAIS CÓDIGOS TUSS UTILIZADOS PELA CASSEB (EXTRAIDOS DOS MANUAIS TISS 3.02 DA ANS) CÓDIGO TUSS DESCRIÇÃO TUSS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PRINCIPAIS CÓDIGOS TUSS UTILIZADOS PELA CASSEB (EXTRAIDOS DOS MANUAIS TISS 3.02 DA ANS) CÓDIGO TUSS DESCRIÇÃO TUSS"

Transcrição

1 PRINCIPAIS CÓDIGOS TUSS UTILIZADOS PELA CASSEB (EXTRAIDOS DOS MANUAIS TISS 3.02 DA ANS) DESCRIÇÃO CASSEB CÓDIGO TUSS DESCRIÇÃO TUSS DIÁRIAS ENFERMARIA DIÁRIA DE ENFERMARIA DE 3 LEITOS COM BANHEIRO PRIVATIVO APARTAMENTO SIMPLES DIÁRIA DE APARTAMENTO SIMPLES DIÁRIA DE APARTAMENTO STANDARD DIÁRIA DE APARTAMENTO STANDARD UTI - UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA DIÁRIA DE UTI ADULTO GERAL DIÁRIA DE UTI NEONATAL DIÁRIA DE UTI NEONATAL DIARIA DE UTI PEDIATRICA DIÁRIA DE UTI INFANTIL/PEDIÁTRICA DIARIA DE UNIDADE CORONARIANA DIÁRIA DE UTI CORONARIANA DIARIA DE UNID DE TERAPIA SEMI INTENSIVA DIÁRIA DE SEMI-UTI ADULTO GERAL BERÇÁRIO NORMAL DIÁRIA DE BERÇÁRIO NORMAL BERÇÁRIO PATOLÓGICO DIÁRIA DE BERÇÁRIO PATOLÓGICO / PREMATURO DIARIA DE DAY APARTAMENTO DIÁRIA DE HOSPITAL DIA APARTAMENTO DIARIA DE DAY ENFERMARIA DIÁRIA DE HOSPITAL DIA ENFERMARIA APARTAMENTO COM ISOLAMENTO DIÁRIA DE ISOLAMENTO DE APARTAMENTO SIMPLES TAXA DE ISOLAMENTO PARA DIARIA DE UTSI DIÁRIA DE ISOLAMENTO DE SEMI-UTI ADULTO GERAL DIARIA DE ISOLAMENTO UTI GERAL DIÁRIA DE ISOLAMENTO DE UTI ADULTO GERAL UTI PEDIATRICA COM ISOLAMENTO DIÁRIA DE ISOLAMENTO DE UTI INFANTIL/PEDIÁTRICA DIARIA DE ISOLAMENTO UTI NEONATAL DIÁRIA DE ISOLAMENTO DE UTI NEONATAL TAXAS DE SALA DE CIRURGIA PORTE TAXA DE SALA CIRÚRGICA, PORTE ANESTÉSICO 0 PORTE I TAXA DE SALA CIRÚRGICA, PORTE ANESTÉSICO 1 PORTE II TAXA DE SALA CIRÚRGICA, PORTE ANESTÉSICO 2 PORTE III TAXA DE SALA CIRÚRGICA, PORTE ANESTÉSICO 3

2 PORTE IV TAXA DE SALA CIRÚRGICA, PORTE ANESTÉSICO 4 PORTE V TAXA DE SALA CIRÚRGICA, PORTE ANESTÉSICO 5 PORTE VI TAXA DE SALA CIRÚRGICA, PORTE ANESTÉSICO 6 PORTE VII TAXA DE SALA CIRÚRGICA, PORTE ANESTÉSICO 7 PORTE VIII TAXA DE SALA CIRÚRGICA, PORTE ANESTÉSICO 8 TAXA DE SALA DE OBSERVAÇÃO LEITO DE OBSERVALÇAO ATÉ 6 HORAS TAXA DE SALA DE OBSERVAÇÃO, ATÉ 6 HORAS LEITO DE OBSERVAÇÃO POR HORA SUBSEQUENTE TAXA DE SALA DE OBSERVAÇÃO, HORA SUBSEQUENTE TAXA DE SALA DE RECUPERAÇÃO PÓS ANESTÉSICA TAXA DE SALA DE RECUPERAÇÃO PÓS ANESTÉSICA TAXA DE SALA CIRÚRGICA, RECUPERAÇÃO PÓS ANESTÉSICA GERAL ALUGUEL/TAXA DE APARELHO / EQUIPAMENTO PARA ANESTESIA GERAL, POR USO OUTRAS TAXAS DE SALA GESSO TAXA POR USO/SESSÃO DE SALA DE COLOCAÇÃO/RETIRADA DE GESSO QUÍMIOTERAPIA (POR SESSÃO) TAXA POR USO/SESSÃO DE SALA DE QUIMIOTERAPIA HEMODINÂMICA (POR SESSÃO) TAXA POR USO/SESSÃO DE SALA DE HEMODINÂMICA SERVIÇOS ESPECIAIS EM AMBULATÓRIO TAXA POR USO/SESSÃO DE SALA DE PROCEDIMENTO AMBULATORIAL GASOTERAPIA OXIGENIO 02 LITROS/MIN - POR HORA OXIGENIO 03 LITROS/MIN - POR HORA OXIGENIO 04 LITROS/MIN - POR HORA OXIGENIO 05 LITROS/MIN - POR HORA OXIGÊNIO NO RESPIRADOR/VENTILADOR, VAZÃO DE 2 LITROS/MIN, POR HORA (CORRIDA OU SUBSEQUENTE), OXIGÊNIO NO RESPIRADOR/VENTILADOR, VAZÃO DE 2 LITROS/MIN, POR HORA (CORRIDA OU SUBSEQUENTE), OXIGÊNIO NO RESPIRADOR/VENTILADOR, VAZÃO DE 3 LITROS/MIN, POR HORA (CORRIDA OU SUBSEQUENTE), OXIGÊNIO NO RESPIRADOR/VENTILADOR, VAZÃO DE 3 LITROS/MIN, POR HORA (CORRIDA OU SUBSEQUENTE), OXIGÊNIO NO RESPIRADOR/VENTILADOR, VAZÃO DE 4 LITROS/MIN, POR HORA (CORRIDA OU SUBSEQUENTE), OXIGÊNIO NO RESPIRADOR/VENTILADOR, VAZÃO DE 4 LITROS/MIN, POR HORA (CORRIDA OU SUBSEQUENTE), OXIGÊNIO NO RESPIRADOR/VENTILADOR, VAZÃO DE 5 LITROS/MIN, POR HORA (CORRIDA OU SUBSEQUENTE),

3 OXIGENIO 08 LITROS/MIN - POR HORA OXIGENIO 10 LITROS/MIN - POR HORA AR COMPRIMIDO EM QUALQUER SETOR P/ HORA AR COMPRIMIDO, POR HORA PROTÓXIDO DE AZOTO P/ HORA ÓXIDO NITROSO, POR HORA CURATIVO PEQUENO TAXA POR UNIDADE DE CURATIVO PEQUENO CURATIVO MÉDIO TAXA POR UNIDADE DE CURATIVO MÉDIO CURATIVO GRANDE TAXA POR UNIDADE DE CURATIVO GRANDE OXIGÊNIO NO RESPIRADOR/VENTILADOR, VAZÃO DE 5 LITROS/MIN, POR HORA (CORRIDA OU SUBSEQUENTE), OXIGÊNIO NO RESPIRADOR/VENTILADOR, VAZÃO DE 8 LITROS/MIN, POR HORA (CORRIDA OU SUBSEQUENTE), OXIGÊNIO NO RESPIRADOR/VENTILADOR, VAZÃO DE 8 LITROS/MIN, POR HORA (CORRIDA OU SUBSEQUENTE), OXIGÊNIO NO RESPIRADOR/VENTILADOR, VAZÃO DE 10 LITROS/MIN, POR HORA (CORRIDA OU SUBSEQUENTE), OXIGÊNIO NO RESPIRADOR/VENTILADOR, VAZÃO DE 10 LITROS/MIN, POR HORA (CORRIDA OU SUBSEQUENTE), CURATIVO ESPECIAL (QUEIMADOS) TAXA POR UNIDADE DE CURATIVO DE QUEIMADOS ESPECIAL INJEÇÃO ENDOVENOSA - AMBULATORIAL TAXA DE APLICAÇÃO DE INJEÇÃO EV, FORA DA UTI/SEMI-UTI E DO CENTRO, POR USO/SESSÃO APLICAÇÃO DE INJEÇÃO IM / EV / SC TAXA DE APLICAÇÃO DE INJEÇÃO EV, FORA DA UTI/SEMI-UTI E DO CENTRO, POR USO/SESSÃO TAXA DE APLICAÇÃO DE INJEÇÃO IM, FORA DA UTI/SEMI-UTI E DO CENTRO, POR USO/SESSÃO TAXA DE APLICAÇÃO DE INJEÇÃO SUBCUTÂNEA, FORA DA UTI/SEMI-UTI E DO CENTRO, POR USO/SESSÃO PREPARO DE ALIMENTAÇÃO ENTERAL (P/ DIA) ALIMENTAÇÃO ENTERAL, PREPARO, FORA DA UTI/SEMI-UTI E DO CENTRO ALIMENTAÇÃO ENTERAL, PREPARO, NA UTI/SEMI-UTI PREPARO DE ALIMENTAÇÃO PARENTERAL (P/ DIA) ALIMENTAÇÃO PARENTERAL, PREPARO, FORA DA UTI/SEMI-UTI E DO CENTRO ALIMENTAÇÃO PARENTERAL, PREPARO, NA UTI/SEMI-UTI RETIRADA DE PONTOS (P/ SESSÃO) UTILIZAÇÃO DE BANDEJA PARA RETIRADA DE PONTOS SONDAGEM GÁSTRICA SONDAGEM RETAL SONDAGEM VESICAL SERVIÇOS ESPECIAIS TAXA POR USO/SESSÃO DE SONDAGEM / CATETERISMO GÁSTRICA FORA DA UTI/SEMI-UTI E DO CENTRO TAXA POR USO/SESSÃO DE SONDAGEM / CATETERISMO RETAL FORA DA UTI/SEMI-UTI E DO CENTRO TAXA POR USO/SESSÃO DE SONDAGEM / CATETERISMO VESICAL FORA DA UTI/SEMI-UTI E DO CENTRO

4 OUTROS SERVIÇOS TAXA DE NECROTÉRIO TAXA DE NECROTÉRIO, POR USO TAXA DE USO DE EQUIPAMENTOS ESPECIAIS BERÇO AQUECIDO (P/ DIA) TAXA DE BERÇO AQUECIDO, POR DIA BISTURÍ ELÉTRICO (P/ USO) ALUGUEL/TAXA DE BISTURI ELÉTRICO MONOPOLAR, POR USO BISTURÍ ELÉTRICO BIPOLAR (P/ USO) ALUGUEL/TAXA DE BISTURI BIPOLAR, POR USO BOMBA DE CIRCULAÇÃO EXTRA-CORPOREA (P/ SESSÃO) TAXA DE APARELHO / BOMBA DE CIRCULAÇÃO EXTRACORPÓREA, POR USO BOMBA DE INFUSÃO (P/ DIA) BOMBA DE INFUSÃO, POR HORA CISTOSTOPIO (P/ USO) ALUGUEL/TAXA DE APARELHO/EQUIPAMENTO PARA CISTOURETEROSCOPIO SEM VIDEO, POR USO COLCHÃO D ÁGUA E/OU AR (P/ DIA) ALUGUEL / TAXA DE COLCHÃO DE ÁGUA, POR DIA CRIOCAUTERIO (POR USO) ALUGUEL/TAXA DE APARELHO ELETROCRIOCAUTERIO, POR USO DERMATOMO ELÉTRICO (P/ USO) ALUGUEL / TAXA DE DERMATOMO ELÉTRICO, POR USO DERMATOMO A GÁS (P/ USO) ALUGUEL / TAXA DE DERMATOMO À GAS, POR USO DESFRIBILADOR (CARDIOVERSÃO- P/ SESSÃO) ALUGUEL / TAXA DE DESFIBRILADOR (CARDIOVERSÃO), POR USO FOTOTERAPIA (P/ DIA) TAXA DE APARELHO PARA FOTOTERAPIA, POR DIA GARROTE PNEUMÁTICO (P/ USO) ALUGUEL / TAXA DE GARROTE PNEUMÁTICO, POR USO HALO CRANEANO (P/ DIA) TAXA DE HALO CRANEANO, POR DIA INCUBADORA (P/ DIA) TAXA DE INCUBADORA, POR DIA INTENSIFICADOR DE IMAGEM ALUGUEL/TAXA DE INTENSIFICADOR DE IMAGEM, POR USO LIPOASPIRADOR (P/ HORA) ALUGUEL/TAXA DE LIPOASPIRADOR, POR USO LUPA CIRÚRGICA (P/ USO) ALUGUEL / TAXA DE LUPA CIRÚRGICA, POR USO MARCAPASSO TEMPORÁRIO (P/ DIA) TAXA DE MARCA PASSO PROVISÓRIO / TEMPORARIO TRANSVENOSO MICROSCÓPIO (P/ USO) ALUGUEL / TAXA DE MICROSCÓPIO, POR USO MONITOR DE DEBITO CARDIACO POR HORA TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇÃO DE DEBITO CARDIACO, POR HORA MONITOR DE DEBITO CARDIACO POR HORA TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇÃO DE DEBITO CARDIACO, POR HORA MONITOR DE DEBITO CARDIACO POR USO TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇÃO DE DEBITO CARDIACO, POR USO MONITOR DE PRESSÃO ARTERIAL INVASIVA (HORA) TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇÃO DE PA INVASIVA, POR HORA

5 MONITOR DE PRESSÃO ARTERIAL NÃO INVASIVA (HORA) TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇÃO DE PA NÃO INVASIVA, POR HORA MONITOR DE PRESSÃO ARTERIAL NÃO INVASIVA (USO) TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇÃO DE PA NÃO INVASIVA, POR USO MONITOR (P/ USO) TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇÃO CARDÍACO / ECG, POR USO/SESSÃO, MONITORIZAÇÃO NA UTI (CARDÍACA P/ DIA) TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇÃO CARDÍACO / ECG, POR DIA, NA UTI OXIMETRO DE PULSO (POR HORA) TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇÃO DE OXIMETRO, POR HORA OXIMETRO DE PULSO (POR USO) TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇÃO DE OXIMETRO, POR USO RESPIRADOR ART. ELETRICO A VOLUME POR HORA RESPIRADOR A VOLUME POR HORA RESPIRADOR ARTIFICIAL VOLUME POR HORA RESPIRADOR A VOLUME POR HORA RESPIRADOR ELETRICO A VOLUME POR HORA RESPIRADOR A VOLUME POR HORA RESPIRADOR ARTIFICIAL A PRESSÃO POR HORA RESPIRADOR A PRESSÃO POR HORA RESSECTOSCOPIO ALUGUEL/TAXA DE RESSECTOR UROLOGICO, POR USO SERRA ELÉTRICA P/ CIRURGIA (P/ USO) ALUGUEL / TAXA DE SERRA DRILL ELÉTRICA, POR USO SERRA ELÉTRICA P/ GESSO (P/ USO) ALUGUEL / TAXA DE SERRA DE GESSO, POR USO TRAÇÃO ESQUELÉTICA (P/ DIA) ALUGUEL / TAXA DE ESTRIBO PARA TRAÇÃO TRANSESQUELÉTICA, POR DIA TREPANO ELÉTRICO (P/ USO) ALUGUEL / TAXA DO TREPANO / DRILL ELÉTRICO, POR USO VIDEO ARTROSCOPIO - CIRURGICO ALUGUELTAXA DE APARELHO / EQUIPAMENTO PARA ARTROSCOPIA PARA CIRURGIA, POR USO VIDEO HISTEROSCOPIO ALUGUEL/TAXA DE APARELHO / EQUIPAMENTO PARA HISTEROSCOPIA COM VIDEO, POR USO VIDEO LAPAROSCOPIO (USO) ALUGUEL/TAXA DE APARELHO / EQUIPAMENTO PARA LAPAROSCOPIA PARA CIRURGIA, POR USO OBSERVAÇÃO: CASO EXISTA NA TABELA EM VIGOR TAXA NÃO CONTEMPLADA ACIMA, SOLICITAMOS CONTACTAR A CASSEB PARA AVERIGUAÇÃO; SALIENTAMOS QUE OS VALORES VIGENTES PERMANECERÃO INALTERADOS.

DESCRIÇÃO ATUAL UNIDADE

DESCRIÇÃO ATUAL UNIDADE TUSS DESCRIÇÃO ATUAL UNIDADE 60000511 APARTAMENTO ESPECIAL DIA 60000519 APARTAMENTO ESPECIAL 60000559 APARTAMENTO TIPO A 60000581 SUÍTE 60000611 BERÇÁRIO OU ALOJAMENTO CONJUNTO 60000635 ENFERMARIA DIA

Leia mais

DE PARA CÓDIGO PRÓPRIO - TUSS

DE PARA CÓDIGO PRÓPRIO - TUSS DE PARA CÓDIGO PRÓPRIO - TUSS NOMENCLATURA DO PROCEDIMENTO CÓDIGO PRÓPRIO CÓDIGO TUSS NOMENCLATURA DO PROCEDIMENTO TUSS 8001 - DIARIAS DIARIA APARTAMENTO LUXO 80011012 60000511 DIARIA APARTAMENTO SIMPLES/SEMI-PRIVATIVO

Leia mais

Mapeamento de Diárias para Codificação TUSS Diárias

Mapeamento de Diárias para Codificação TUSS Diárias Mapeamento de Diárias para Codificação TUSS Diárias Codigo Nome Cod TUSS Descr 80011063 DIÁRIA DAY CLINIC APARTAMENTO 60000775 DIÁRIA DE HOSPITAL DIA APARTAMENTO 80014003 DIÁRIA DAY CLINIC ENFERMARIA (

Leia mais

CENTRO DIAGNÓSTICO AFONSO PENA

CENTRO DIAGNÓSTICO AFONSO PENA LIS CENTRO DIAGNÓSTICO AFONSO PENA CONSULTAS (HORÁRIO COMERCIAL): R$ 50,00 CONSULTAS À NOITE, FERIADO E FINAL DE SEMANA: R$ 70,00 1.1 Enfermaria 1.2 Apartamento Privativo Padrão 1.3 Apartamento Privativo

Leia mais

ANEXO K Anexo ao Edital de Convocação 001/2013

ANEXO K Anexo ao Edital de Convocação 001/2013 ANEXO K Anexo ao Edital de Convocação 001/2013 MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO CMNE 6ª RM 19ª CIRCUNSCRIÇÃO DE SERVIÇO MILITAR (JRS de Aracaju / 1908) Lista Referencial de Procedimentos Hospitalares

Leia mais

ANEXO I Termo de Credenciamento Tabela de Diárias, Taxas Hospitalares e Gases Medicinais Instruções 1. Para as Diárias Hospitalares: No valor das diárias estão inclusos: Leito próprio, banheiro privativo,

Leia mais

TABELA DE TAXAS, DIÁRIAS E SERVIÇOS

TABELA DE TAXAS, DIÁRIAS E SERVIÇOS TABELA DE TAXAS, DIÁRIAS E SERVIÇOS CÓDIGO DESCRIÇÃO UNIDADE QTD US DIÁRIA HOSPITALAR - TIPOS DE ACOMODAÇÕES 60000651 DIÁRIA DE APARTAMENTO STANDARD DIA 416 60000660 DIÁRIA DE APARTAMENTO STANDARD DA MATERNIDADE

Leia mais

I SEMINÁRIO DE TENDÊNCIAS & RISCOS DA SAÚDE NO BRASIL. O Impacto da TUSS PORTO ALEGRE 19-04-2013. Dr. João de Lucena Gonçalves CNS

I SEMINÁRIO DE TENDÊNCIAS & RISCOS DA SAÚDE NO BRASIL. O Impacto da TUSS PORTO ALEGRE 19-04-2013. Dr. João de Lucena Gonçalves CNS I SEMINÁRIO DE TENDÊNCIAS & RISCOS DA SAÚDE NO BRASIL O Impacto da TUSS PORTO ALEGRE 19-04-2013 Dr. João de Lucena Gonçalves CNS ANS - DIDES COPISS GRUPOS DE TRABALHO CONTEÚDO E ESTRUTURA COMUNICAÇÃO

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE BANDEJA PARA PUNÇÃO EM GERAL

UTILIZAÇÃO DE BANDEJA PARA PUNÇÃO EM GERAL CODIGO DESCRIÇÃO codigo Tab TUSS TERMO TUSS 90020014 PORTE 1 - PRIMEIRA HORA 60023104 TAXA DE SALA CIRÚRGICA, PORTE ANESTÉSICO 1 90020030 PORTE 2 - PRIMEIRA HORA 60023112 TAXA DE SALA CIRÚRGICA, PORTE

Leia mais

TABELA DE TAXAS Página 1 de 8

TABELA DE TAXAS Página 1 de 8 Codigo Taxa Descricao Unidade Tipo 72011001 DIARIA 06 HORAS DE PERMANENCIA DE ENFERMAGEM DIARIA DIARIAS 72011002 DIARIA 12 HORAS DE PERMANENCIA DE ENFERMAGEM DIARIA DIARIAS 72011003 DIARIA 24 HORAS DE

Leia mais

Taxas e Diárias. Nos casos de utilização do Centro cirúrgico por pacientes externos será igualmente cobrada a Taxa de Admissão e Registro.

Taxas e Diárias. Nos casos de utilização do Centro cirúrgico por pacientes externos será igualmente cobrada a Taxa de Admissão e Registro. Instruções Gerais Taxas e Diárias A Tabela de Taxas e Diárias do DF é normatizada pelo SBH Sindicato Brasiliense de Hospitais do DF, dirigida aos convênios que tem vinculo com a rede Hospitalar/DF filiados

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31587 de 18/01/2010

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31587 de 18/01/2010 DIÁRIO OFICIAL Nº. 31587 de 18/01/2010 SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA AOS SERVIDORES DO ESTADO Republicação da resolução n 04 de 21 de dezembro de 2009 Número de Publicação:

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE SANTO ANDRÉ

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE SANTO ANDRÉ ANEXO I EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N 008/2014 PARA CREDENCIAMENTO DE HOSPITAIS E CLÍNICAS HABILITADOS PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ALTA COMPLEXIDADE, ASSIM COMPREENDIDOS OS CENTROS DE INFUSÃO DE IMUNOBIOLÓGICOS;

Leia mais

HOSPITAL MOINHOS DE VENTO

HOSPITAL MOINHOS DE VENTO Página.: 0001 / 0008 Grupo de : 1 - RIAS 01000049 SEMI-PRIVATIVO 01000065 SUITE 01000103 ISOLAMENTO - UI 01000111 APARTAMENTO 01000167 PRECAUCOES C/SECRECOES - U 01000205 APARTAMENTO - 1/2 RIA 01000213

Leia mais

** Relação de Taxas que serão substituídas para adequação a TUSS **

** Relação de Taxas que serão substituídas para adequação a TUSS ** ** Relação de Taxas que serão substituídas para adequação a TUSS ** EXCLUÍDOS 6001001 ACOMPANHANTE-COM REFEICAO(MENORES DE 18 ANOS SO ENFERMARIA) DV DIÁRIA DE ACOMPANHANTE COM REFEIÇÃO COMPLETA - SOMENTE

Leia mais

Descrição Detalhada do Termo

Descrição Detalhada do Termo 60015071 ALIMENTAÇÃO ENTERAL ESPECIAL, INSTALAÇÃO, FORA DA UTI/SEMI- UTI E DO CENTRO Descrição Detalhada fim de fim de 60015080 ALIMENTAÇÃO ENTERAL ESPECIAL, INSTALAÇÃO, NA UTI/SEMI-UTI 60015098 60015101

Leia mais

TABELA - TAXAS e DIÁRIAS - TIPO C BERÇÁRIO OU ALOJAMENTO CONJUNTO dia R$ 55, UTI dia R$ 679,50

TABELA - TAXAS e DIÁRIAS - TIPO C BERÇÁRIO OU ALOJAMENTO CONJUNTO dia R$ 55, UTI dia R$ 679,50 DIÁRIAS TABELA - TAXAS e DIÁRIAS - TIPO C DESCRIÇÃO USO VALOR Valor da US R$ 0,50 Valor da US desde 01/11/09 00.001 SUÍTE dia R$ 516,50 00.002 APTO ESPECIAL dia R$ 334,50 00.003 APTO TIPO A dia R$ 263,00

Leia mais

HOME HOSPITAL ORTOPÉDICO E MEDICINA ESPECIALIZADA LTDA ANEXO 1

HOME HOSPITAL ORTOPÉDICO E MEDICINA ESPECIALIZADA LTDA ANEXO 1 HOME HOSPITAL ORTOPÉDICO E MEDICINA ESPECIALIZADA LTDA ANEXO 1 Lista Referencial de Valores de Diárias, Taxas, Utilização de Equipamentos, Serviços Hospitalares e Gasoterapia 1) LISTA REFERENCIAL DE VALORES:

Leia mais

TABELA DE PREÇOS DE SERVIÇOS HOSPITALARES PARA CONVÊNIO - TIPO "C" DIÁRIAS R$

TABELA DE PREÇOS DE SERVIÇOS HOSPITALARES PARA CONVÊNIO - TIPO C DIÁRIAS R$ TABELA DE PREÇOS DE SERVIÇOS HOSPITALARES PARA CONVÊNIO - TIPO "C" NOMENCLATURA FATOR DIÁRIAS R$ SUÍTE dia R$ 299,57 APTO ESPECIAL dia R$ 194,01 APTO TIPO A dia R$ 152,54 APTO TIPO B dia R$ 120,64 ENFERMARIA

Leia mais

TABELA DE PREÇOS DE SERVIÇOS HOSPITALARES PARA CONVÊNIO - TIPO "B" DIÁRIAS R$

TABELA DE PREÇOS DE SERVIÇOS HOSPITALARES PARA CONVÊNIO - TIPO B DIÁRIAS R$ TABELA DE PREÇOS DE SERVIÇOS HOSPITALARES PARA CONVÊNIO - TIPO "B" NOMENCLATURA FATOR DIÁRIAS R$ SUÍTE dia R$ 361,55 APTO ESPECIAL dia R$ 234,15 APTO TIPO A dia R$ 184,10 APTO TIPO B dia R$ 145,60 ENFERMARIA

Leia mais

TABELA DE TERMINOLOGIAS

TABELA DE TERMINOLOGIAS Configurações necessárias para envio do arquivo XML: TABELA DE TERMINOLOGIAS O componente de representação de conceitos de saúde é composto pelas tabelas abaixo listadas com seus respectivos s de identificação

Leia mais

Abrangência. >400.000 conceitos definidos. >1.400.000 relações semânticas

Abrangência. >400.000 conceitos definidos. >1.400.000 relações semânticas Dr. João de Lucena Gonçalves Consultor Técnico da CNS consultoria@ahcrj.com.br () 53-0540 Fonação-audição TROCA Linguagem Palavras SINTAXE Frases Conceitos SEMÂNTICA ANS UMLS SNOMED CT ICD TROCA SINTAXE

Leia mais

TABELA DE PREÇOS SISTEMA PACOTE NIPOMED. Diária de Enfermaria... R$ 430,00 Diária de Apartamento... R$ 580,00 Diária de UTI... R$ 1.

TABELA DE PREÇOS SISTEMA PACOTE NIPOMED. Diária de Enfermaria... R$ 430,00 Diária de Apartamento... R$ 580,00 Diária de UTI... R$ 1. ATUALIZADO EM 2011 TABELA DE PREÇOS SISTEMA PACOTE NIPOMED CONSULTA NIPOMED 52,00 CONSULTA PART - 150.00 Pacotes de Diárias Clínicas: Diária de Enfermaria... R$ 430,00 Diária de Apartamento... R$ 580,00

Leia mais

O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, considerando:

O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, considerando: PORTARIA Nº 3.432/MS/GM, DE 12 DE AGOSTO DE 1998 O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, considerando: a importância na assistência das unidades que realizam tratamento intensivo

Leia mais

SISTEMÁTICAS DE REMUNERAÇÃO DOS HOSPITAIS QUE ATUAM NA SAÚDE SUPLEMENTAR: CONTA ABERTA APRIMORADA / TABELA COMPACTA

SISTEMÁTICAS DE REMUNERAÇÃO DOS HOSPITAIS QUE ATUAM NA SAÚDE SUPLEMENTAR: CONTA ABERTA APRIMORADA / TABELA COMPACTA SISTEMÁTICAS DE REMUNERAÇÃO DOS HOSPITAIS QUE ATUAM NA SAÚDE SUPLEMENTAR: CONTA ABERTA APRIMORADA / TABELA COMPACTA GRUPO DE TRABALHO SOBRE REMUNERAÇÃO DOS HOSPITAIS RODADA DE SÃO PAULO Outubro de 2012

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E REDES ASSISTENCIAIS ANEXO I

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E REDES ASSISTENCIAIS ANEXO I MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E REDES ASSISTENCIAIS ANEXO I DE ACORDO COM O ESTABELECIDO PELA PORTARIA Nº 3432 /GM/MS, DE 12 DE AGOSTO DE 1998, REFERENTE

Leia mais

TABELA HOSPITALAR DO FIOSAÚDE MINAS GERAIS

TABELA HOSPITALAR DO FIOSAÚDE MINAS GERAIS TABELA HOSPITALAR DO FIOSAÚDE MINAS GERAIS 1 - HONORÁRIOS MÉDICOS 1.1 - Os Honorários Médicos serão pagos de acordo com a tabela do FioSaúde. 1.2 - Os Serviços Auxiliares de Diagnose e Terapia SADT, serão

Leia mais

INSTRUÇÕES DA TABELA DE SERVIÇOS HOSPITALARES

INSTRUÇÕES DA TABELA DE SERVIÇOS HOSPITALARES INSTRUÇÕES DA TABELA DE SERVIÇOS HOSPITALARES 1. DO ATENDIMENTO: 1.1. O atendimento é o ato de acolhimento do paciente, seguido da prestação de serviços médico-hospitalares, e será efetuado mediante apresentação

Leia mais

Internacao Psiquiatrica (Transtorno Psiquiatrico) ENFERMARIA Internação Psiquiatríca Dependência Química - ENFERMARIA

Internacao Psiquiatrica (Transtorno Psiquiatrico) ENFERMARIA Internação Psiquiatríca Dependência Química - ENFERMARIA Unimed Goiânia Cooperativa de Trabalho Médico Terminologia de Diárias, Taxas e Gases Medicinais - Tabela Categoria (D) Clínica PARA Tabela CÓDIGO DESCRIÇÃO CÓDIGO DESCRIÇÃO 20/02/14 20/05/14 20/08/14 20/11/14

Leia mais

O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições, considerando:

O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições, considerando: PORTARIA Nº 1.091/MS/GM, DE DE 25 DE AGOSTO DE 1999 O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições, considerando: - a necessidade de organização da assistência neonatal, para assegurar melhor

Leia mais

TABELA DIÁRIAS/TAXAS, MATERIAIS E MEDICAMENTOS REEMBOLSO

TABELA DIÁRIAS/TAXAS, MATERIAIS E MEDICAMENTOS REEMBOLSO 1.1-80.01.000-8 DIÁRIAS TABELA DIÁRIAS/TAXAS, MATERIAIS E MEDICAMENTOS REEMBOLSO 1 SERVIÇOS HOSPITALARES 80.01.103-9 Apartamento Standard Dia 193,44 1-Diárias de Apartamento Standard, Berçário, 80.01.106-3

Leia mais

Secretaria de Gestão do STF-Med INSTRUÇÕES SOBRE TAXAS E DIÁRIAS DA TABELA PRÓPRIA PARA CONVÊNIOS E CREDENCIAMENTOS DO STF-MED

Secretaria de Gestão do STF-Med INSTRUÇÕES SOBRE TAXAS E DIÁRIAS DA TABELA PRÓPRIA PARA CONVÊNIOS E CREDENCIAMENTOS DO STF-MED Secretaria de Gestão do STF-Med INSTRUÇÕES SOBRE TAXAS E DIÁRIAS DA TABELA PRÓPRIA PARA CONVÊNIOS E CREDENCIAMENTOS DO STF-MED I. DO ATENDIMENTO O atendimento é o ato de acolhimento do paciente, seguido

Leia mais

POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DEPARTAMENTO DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA AO PESSOAL COMISSÃO MISTA PERMANENTE DE CREDENCIAMENTO NA ÁREA DE SAÚDE SCLS

POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DEPARTAMENTO DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA AO PESSOAL COMISSÃO MISTA PERMANENTE DE CREDENCIAMENTO NA ÁREA DE SAÚDE SCLS POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DEPARTAMENTO DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA AO PESSOAL COMISSÃO MISTA PERMANENTE DE CREDENCIAMENTO NA ÁREA DE SAÚDE SCLS 115, Bl. D, Lj. 36 Térreo - Asa Sul CEP 70.385-340 BRASÍLIA-DF

Leia mais

TAXAS DE SALAS CENTRO CIRURGICO / CENTRO OBSTETRICO NIPOMED

TAXAS DE SALAS CENTRO CIRURGICO / CENTRO OBSTETRICO NIPOMED DIARIAS APARTAMENTO SIMPLES DIA R$ 280,00 APARTAMENTO LUXO DIA R$ 320,00 APARTAMENTO SUITE DIA R$ 400,00 APARTAMENTO COM ALOJAMENTO CONJUNTO DIA R$ 320,00 QUARTO COLETIVO DIA R$ 160,00 QUARTO COLETIVO

Leia mais

Tabela TUSS Diárias e Taxas

Tabela TUSS Diárias e Taxas TUSS 6.00.00.015 DIÁRIA COMPACTA DE APARTAMENTO COM ALOJAMENTO CONJUNTO 18 TUSS 6.00.00.023 DIÁRIA COMPACTA DE APARTAMENTO LUXO 18 TUSS 6.00.00.031 DIÁRIA COMPACTA DE ISOLAMENTO DE APARTAMENTO LUXO 18

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 2.918, DE 9 DE JUNHO DE 1998.

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 2.918, DE 9 DE JUNHO DE 1998. MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 2.918, DE 9 DE JUNHO DE 1998. O Ministro de Estado da Saúde no uso de suas atribuições, considerando: - a importância na assistência das unidades que

Leia mais

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS MAIO/2007 Blumenau-SC, 18 de maio de 2007. À Rede Credenciada Prezados Credenciados: Como é de conhecimento de todos, dia 31 de maio de 2007 é o prazo que a Agência

Leia mais

PORTARIA Nº. 012/2014

PORTARIA Nº. 012/2014 PORTARIA Nº. 012/2014 ESTABELECE VALORES PARA TAXAS DE SERVIÇOS HOSPITALARES. A Presidente do Instituto de Assistência à Saúde e Social dos Servidores Municipais de Goiânia IMAS, nomeada pelo Decreto nº

Leia mais

ENFERMAGEM HOSPITALAR Manual de Normas, Rotinas e Procedimentos Sumário ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE DE ENFERMAGEM

ENFERMAGEM HOSPITALAR Manual de Normas, Rotinas e Procedimentos Sumário ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE DE ENFERMAGEM ENFERMAGEM HOSPITALAR Sumário ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE DE ENFERMAGEM Chefia do Serviço de Enfermagem Supervisor de Enfermagem Enfermeiro Encarregado de Unidade/Setor Enfermeiros em Unidade de Terapia Intensiva

Leia mais

ANEXO 2 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE HOSPITAIS

ANEXO 2 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE HOSPITAIS ANEXO 2 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE HOSPITAIS PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE HOSPITAIS Data da vistoria: / / A CADASTRO 1. IDENTIFICAÇÃO DO ESTABELECIMENTO Nome

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: : PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Ambiente e Saúde Habilitação Profissional:Técnico em enfermagem Qualificação:

Leia mais

Remuneração Hospitalar. Modelo com Diária e Atendimento Semi-Global

Remuneração Hospitalar. Modelo com Diária e Atendimento Semi-Global Remuneração Hospitalar Modelo com Diária e Atendimento Semi-Global Sobre a Unimed Vitória UNIMED VITÓRIA / ES 310.000 CLIENTES, SENDO DESTES, 20.000 EM ATENÇÃO PRIMÁRIA; 2.380 MÉDICOS COOPERADOS; 208 PRESTADORES

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA No- 3, DE 21 DE JUNHO DE 2011

INSTRUÇÃO NORMATIVA No- 3, DE 21 DE JUNHO DE 2011 INSTRUÇÃO NORMATIVA No- 3, DE 21 DE JUNHO DE 2011 A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso das atribuições que lhe conferem o art. 11, inciso IV, do Regulamento da Anvisa,

Leia mais

UF MUNICÍPIO DISTRITO SUBDISTRITO SETOR CENSITÁRIO 02 - TIPO DE ESTABELECIMENTO 03 - TIPO DE TERCEIRIZAÇÃO. 01. ÚNICO (Passe ao 04) 02.

UF MUNICÍPIO DISTRITO SUBDISTRITO SETOR CENSITÁRIO 02 - TIPO DE ESTABELECIMENTO 03 - TIPO DE TERCEIRIZAÇÃO. 01. ÚNICO (Passe ao 04) 02. IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística Diretoria de Pesquisas Departamento de População e Indicadores Sociais BLOCO 01 - IDENTIFICAÇÃO DO QUESTIONÁRIO 01 - LOCALIZAÇÃO UF MUNICÍPIO DISTRITO

Leia mais

ROTEIRO DE INSPEÇÃO PARA EQUIPAMENTOS DE ANESTESIA E SISTEMAS RESPIRATÓRIOS

ROTEIRO DE INSPEÇÃO PARA EQUIPAMENTOS DE ANESTESIA E SISTEMAS RESPIRATÓRIOS ROTEIRO DE INSPEÇÃO PARA EQUIPAMENTOS DE ANESTESIA E SISTEMAS RESPIRATÓRIOS ROTEIRO DE INSPEÇÃO Data da Inspeção / / Equipe Técnica: Finalidade de Inspeção: 1- IDENTIFICÃO DA UNIDADE 1- Nome Fantasia do

Leia mais

Sistemas de Alimentação de Emergência

Sistemas de Alimentação de Emergência SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE Grupo Técnico de Edificações Sistemas de Alimentação de Emergência Recebimento, Operação e Manutenção Eng. Marco Silva Balthazar Normas Aplicáveis RDC 50 NBR 5410 Instalações

Leia mais

PLANEJAMENTO FÍSICO F. Projetos e Consultoria Hospitalar

PLANEJAMENTO FÍSICO F. Projetos e Consultoria Hospitalar PLANEJAMENTO FÍSICO F DE UTIs Conceitos CTI = Centro de Tratamento Intensivo. Conjunto de UTIs agrupadas num mesmo local; UTI = Unidade de terapia intensiva. 1. Unidade que abriga pacientes de requeiram

Leia mais

Necessidades de Equipamentos Médico-Hospitalares para o ano de 2011 CENTRO DE CUSTO ITEM EQUIPAMENTO CLASSE QTD VL UNIT VL TOTAL Hemodinâmica 1

Necessidades de Equipamentos Médico-Hospitalares para o ano de 2011 CENTRO DE CUSTO ITEM EQUIPAMENTO CLASSE QTD VL UNIT VL TOTAL Hemodinâmica 1 Hemodinâmica 1 Ampola de RX Hemodinâmica Toshiba KXO 100G B 1 250.000,00 250.000,00 Imagenologia 2 Ampola de RX para tomógrafo Siemens Emotion B 1 270.000,00 270.000,00 Engenharia Clínica 3 Analisador

Leia mais

TREINAMENTO TISS. Apresentação:

TREINAMENTO TISS. Apresentação: TREINAMENTO TISS Apresentação: A ANS estabeleceu um padrão de Troca de Informação em Saúde Suplementar - TISS para troca de dados entre operadoras de planos privados de assistência à saúde e prestadores

Leia mais

NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE CENTROS DE REFERÊNCIA EM ASSISTÊNCIA A QUEIMADOS

NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE CENTROS DE REFERÊNCIA EM ASSISTÊNCIA A QUEIMADOS NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE CENTROS DE REFERÊNCIA EM ASSISTÊNCIA A QUEIMADOS 1 - NORMAS GERAIS As presentes Normas Gerais são válidas para cadastramento de Centros de Referência em Assistência a Queimados

Leia mais

CÓDIGO DESCRIÇÃO VALOR - R$ DIARIAS APARTAMENTO SIMPLES 200, APARTAMENTO COM ALOJAMENTO CONJUNTO 250,

CÓDIGO DESCRIÇÃO VALOR - R$ DIARIAS APARTAMENTO SIMPLES 200, APARTAMENTO COM ALOJAMENTO CONJUNTO 250, CÓDIGO DESCRIÇÃO VALOR - R$ DIARIAS 80.01.003-2 APARTAMENTO SIMPLES 200,00 80.01.431-0 APARTAMENTO COM ALOJAMENTO CONJUNTO 250,00 80.01.002-1 QUARTO COLETIVO 135,00 000.01.117-0 BERÇARIO NORMAL 108,00

Leia mais

REGISTRO E FISCALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E APARELHOS ODONTO-MEDICO-HOSPITALARES E ELETRO-ELETRÔNICOS

REGISTRO E FISCALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E APARELHOS ODONTO-MEDICO-HOSPITALARES E ELETRO-ELETRÔNICOS Av. César Hilal, 700-1º andar - Bento Ferreira - Vitória - ES CEP 290-522-232 Tel.: (27) 3334-9900 FAX: (27) 3324-3644 CEEE REGISTRO E FISCALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS

Leia mais

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013.

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013. PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM Santa Maria, 06 de Junho de 2013. INTRODUÇÃO Trata-se de uma proposta de Plano de Saúde no sistema de pré-pagamento para atender os associados da ASSUFSM de Santa Maria/RS,

Leia mais

1.3 ESTÃO INCLUSOS NO PREÇO DA DIÁRIA (APARTAMENTOS, ENFERMARIAS E DAY HOSPITAL):

1.3 ESTÃO INCLUSOS NO PREÇO DA DIÁRIA (APARTAMENTOS, ENFERMARIAS E DAY HOSPITAL): TABELA HOSPITALAR DO FIOSAÚDE BAHIA 1. DIÁRIAS: Compreende o período de ocupação do aposento das 10h às 10h do dia seguinte, com tolerância de 02 horas sendo a mesma indivisível para efeito de cobrança.

Leia mais

tabela de preços 2014

tabela de preços 2014 1. Diária Quarto Duplo Cirurgia 224,00 Medicina 281,00 Acompanhante c/ Peq. Almoço 57,00 Berçário (Diária) 86,00 Incubadora Fototerapia - até 8 horas 72,00 Fototerapia - Diária 141,00 Cuidados Intermédios

Leia mais

QUALIDADE E SEGURANÇA EM ASSISTÊNCIA DOMICILIAR E HOSPITALAR

QUALIDADE E SEGURANÇA EM ASSISTÊNCIA DOMICILIAR E HOSPITALAR QUALIDADE E SEGURANÇA EM ASSISTÊNCIA DOMICILIAR E HOSPITALAR HOME CARE Ajudar o paciente a resgatar a qualidade de vida em sua própria residência, é o compromisso do NADH. O atendimento personalizado é

Leia mais

PROCEDIMENTOS MÉDICOS GERENCIADOS

PROCEDIMENTOS MÉDICOS GERENCIADOS PROCEDIMENTOS MÉDICOS GERENCIADOS Apresentação Prezado (a) Doutor (a), A fim de padronizar o atendimento de seus pacientes particulares e agilizar a consulta aos preços praticados pelo Hospital Santa Catarina,

Leia mais

Arritmias Cardíacas Classificação e Tratamento Emergencial. Classificação das Arritmias (Segundo a Freqüência Cardíaca Associada)

Arritmias Cardíacas Classificação e Tratamento Emergencial. Classificação das Arritmias (Segundo a Freqüência Cardíaca Associada) Arritmias Cardíacas Classificação e Tratamento Emergencial Prof. Dr. Luiz F. Junqueira Jr. Universidade de Brasília Departamento de Clínica Médica - Laboratório Cardiovascular Hospital Universitário de

Leia mais

Aplicação da Metrologia no Serviço de. Hospitalar

Aplicação da Metrologia no Serviço de. Hospitalar Aplicação da Metrologia no Serviço de Instalações e Equipamentos de uma Unidade Hospitalar Carlos Patrício, Presidente da ATEHP Director do Serviço de Instalações e Equipamentos do CHTS, EPE Introdução

Leia mais

Plano de Saúde C let let vo v o p or o r A des es o

Plano de Saúde C let let vo v o p or o r A des es o Plano de Saúde Coletivo por Adesão UNIMED GRANDE FLORIANÓPOLIS REDE CREDENCIADA 247.000 clientes 1.644 médicos cooperados 43 laboratórios 39 hospitais 257 clínicas 19 municípios cobertos REDE CREDENCIADA

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO

INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO NOME DO FORMULÁRIO: GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO CONCEITO: A GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO É O FORMULÁRIO PADRÃO A SER UTILIZADO PARA A FINALIZAÇÃO

Leia mais

MANUAL DE NORMAS DE AUTORIZAÇÃO E AUDITORIA MANUAL DE NORMAS DE AUTORIZAÇÃO E AUDITORIA VERSÃO II

MANUAL DE NORMAS DE AUTORIZAÇÃO E AUDITORIA MANUAL DE NORMAS DE AUTORIZAÇÃO E AUDITORIA VERSÃO II MANUAL DE NORMAS DE AUTORIZAÇÃO E AUDITORIA 1 2 Sumário Solicitação De Autorização De Atendimento...3 Urgência/Emergência:...4 Internação:...4 Atendimento Aos Recém-Nascidos:...4 Remoções:...5 Regras De

Leia mais

Mobiliário, materiais e equipamentos mínimos para UPA. Pronto Atendimento

Mobiliário, materiais e equipamentos mínimos para UPA. Pronto Atendimento Área de recepção e espera para público / pacientes Mobiliário, materiais e equipamentos mínimos para UPA Pronto Atendimento PORTE I Quant. PORTE II Quant. PORTE III Quant. Bebedouro 1 1 2 Balcão de atendimento

Leia mais

O curso de Pós-graduação em Engenharia Biomédica e Engenharia Clínica tem 368 horas de atividades presenciais, organizadas em quatro módulos.

O curso de Pós-graduação em Engenharia Biomédica e Engenharia Clínica tem 368 horas de atividades presenciais, organizadas em quatro módulos. PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA BIOMÉDICA E ENGENHARIA CLÍNICA 1. ORGANIZAÇÃO E MÓDULOS O curso de Pós-graduação em Engenharia Biomédica e Engenharia Clínica tem 368 horas de atividades presenciais, organizadas

Leia mais

As cirurgias cardíacas são acontecimentos recentes;

As cirurgias cardíacas são acontecimentos recentes; CIRURGIAS CARDÍACAS CIRURGIA CARDÍACA As cirurgias cardíacas são acontecimentos recentes; Na Europa e Brasil, até fins do século XIX não eram realizados procedimentos cirúrgicos na cardiologia; Com o avanço

Leia mais

Modificado conforme PT SAS/MS nº 123 de 28/02/05 ANEXO II A

Modificado conforme PT SAS/MS nº 123 de 28/02/05 ANEXO II A Modificado conforme PT SAS/MS nº 123 de 28/02/05 ANEXO II A A - FORMULÁRIO PARA VISTORIA DO GESTOR (deve ser preenchido e assinado pelo Gestor) (esse formulário não deve ser modificado e/ou substituído)

Leia mais

TABELA DE PREÇOS 2015

TABELA DE PREÇOS 2015 1. DIÁRIA Quarto Individual Cirurgia 231,00 Medicina 250,00 Acompanahnte c/ Peq. Almoço 60,00 Berçário (Diária) 100,00 Incubadora Fototerapia - até 8 horas 70,00 Fototerapia - Diária 140,00 Cuidados Intermédios

Leia mais

ANEXO IV. Protocolos Clínicos

ANEXO IV. Protocolos Clínicos ANEO IV Protocolos Clínicos a) Protocolos de Enfermagem Ano 2010 1 Protocolo de Higiene Oral 2 Protocolo de Cateterismo Vesical 3 Protocolo de Sondagem Nasogástríca e Nasoentérica 4 Protocolo de Balanço

Leia mais

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO Tabela Comercial UNIFAMÍLIA EMPRESARIAL POR ADESÃO COPARTICIPATIVO 50% Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia Cobertura de consultas médicas de pré-natal, exames complementares bem como atendimentos

Leia mais

ANEXO I NORMAS DE CLASSIFICAÇÃO E CREDENCIAMENTO DE UNIDADES DE ASSISTÊNCIA EM ALTA COMPLEXIDADE CARDIOVASCULAR

ANEXO I NORMAS DE CLASSIFICAÇÃO E CREDENCIAMENTO DE UNIDADES DE ASSISTÊNCIA EM ALTA COMPLEXIDADE CARDIOVASCULAR ANEXO I NORMAS DE CLASSIFICAÇÃO E CREDENCIAMENTO DE UNIDADES DE ASSISTÊNCIA EM ALTA COMPLEXIDADE CARDIOVASCULAR 1 NORMAIS GERAIS DE CREDENCIAMENTO 1.1. Planejamento/Distribuição das Unidades 1.1.1 - As

Leia mais

POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DEPARTAMENTO DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA AO PESSOAL COMISSÃO MISTA PERMANENTE DE CREDENCIAMENTO NA ÁREA DE SAÚDE SCLS

POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DEPARTAMENTO DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA AO PESSOAL COMISSÃO MISTA PERMANENTE DE CREDENCIAMENTO NA ÁREA DE SAÚDE SCLS POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DEPARTAMENTO DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA AO PESSOAL COMISSÃO MISTA PERMANENTE DE CREDENCIAMENTO NA ÁREA DE SAÚDE SCLS 115, Bl. D, Lj. 36 Térreo - Asa Sul CEP 70.385-340 BRASÍLIA-

Leia mais

MODELO DE PROPOSTA DE PREÇOS. Atender normas vigentes da ABNT Fabricante Garantia Marca Procedência Registro ANVISA/MS

MODELO DE PROPOSTA DE PREÇOS. Atender normas vigentes da ABNT Fabricante Garantia Marca Procedência Registro ANVISA/MS ESTADO DO PARANÁ Secretaria de Estado da Administração e da Previdência - SEAP Departamento de Administração de Material - DEAM Sistema GMS - GESTÃO DE MATERIAIS E SERVIÇOS MODELO DE PROPOSTA DE PREÇOS

Leia mais

LISTA REFERENCIAL BELÉM / PARÁ

LISTA REFERENCIAL BELÉM / PARÁ LISTA REFERENCIAL BELÉM / PARÁ 1 SUMÁRIO DISPOSIÇÕES GERAIS... 4 1. APRESENTAÇÃO:... 4 2. AUDITORIA:... 5 3. PRONTUÁRIO:... 5 4. PROCESSO DE COBRANÇA DE CONTAS MÉDICAS:... 7 5. GLOSAS E RECURSO DE GLOSA:...

Leia mais

Tabela de Honorários RESOLUÇÃO COFEN-301/2005

Tabela de Honorários RESOLUÇÃO COFEN-301/2005 Tabela de Honorários RESOLUÇÃO COFEN-301/2005 Atividades Administrativas 1. Consultoria I 2. Assessoria I 3. Auditoria I 4. Planejamento I 5. Supervisão I Livre negociação entre as partes a partir de 72,31

Leia mais

Plano de Investimentos do Governo do Estado de São Paulo no HCFMRP - USP Quadriênio 2012-2015

Plano de Investimentos do Governo do Estado de São Paulo no HCFMRP - USP Quadriênio 2012-2015 Plano de Investimentos do Governo do Estado de São Paulo no HCFMRP - USP Quadriênio 2012-2015 Prof Dr Marcos Felipe Silva de Sá Superintendente do HCFMRP-USP Fevereiro/2014 HOSPITAL DAS CLINICAS DA FACULDADE

Leia mais

Secretaria de Estado da Saúde Governo do Estado de São Paulo. Plano de Abandono de Hospitais

Secretaria de Estado da Saúde Governo do Estado de São Paulo. Plano de Abandono de Hospitais Secretaria de Estado da Saúde Governo do Estado de São Paulo Plano de Abandono de Hospitais 2012 Secretaria de Estado da Saúde Giovanni Guido Cerri José Manoel de Camargo Teixeira Elaboração Maria Cecilia

Leia mais

RESOLUÇÃO CREMEC nº 44/2012 01/10/2012

RESOLUÇÃO CREMEC nº 44/2012 01/10/2012 RESOLUÇÃO CREMEC nº 44/2012 01/10/2012 Define e regulamenta as atividades da sala de recuperação pós-anestésica (SRPA) O Conselho Regional de Medicina do Estado do Ceará, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

FISCO. Saúde. Atendimento. Hospitalar GUIA DE PROCEDIMENTOS ANS 41.766-1

FISCO. Saúde. Atendimento. Hospitalar GUIA DE PROCEDIMENTOS ANS 41.766-1 FISCO Saúde ANS 41.766-1 Atendimento Hospitalar GUIA DE PROCEDIMENTOS Prezados Associados, Pra facilitar a comunicação e dirimir as principais dúvidas sobre a utilização dos nossos serviços, o FISCO SAÚDE

Leia mais

Apresentação TISS 3.01.00. Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS)

Apresentação TISS 3.01.00. Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) Apresentação TISS 3.01.00 Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) 1 Apresentação TISS 3.01.00 Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) Paulo Andrade (Gerente TI) Coordenador TISS

Leia mais

ATA DA SESSÃO PÚBLICA DO PREGÃO

ATA DA SESSÃO PÚBLICA DO PREGÃO ATA DA SESSÃO PÚBLICA DO PREGÃO DEPENDÊNCIA: CISNORPI - CONSORCIO INTERMUNICIPAL DE SAUDE DO NORTE PIONEIR - (PR) LICITAÇÃO: (Ano: 2010/ CISNORPI / Nº Processo: 012/2010) Às 13:13:12 horas do dia 03/12/2010

Leia mais

DECRETO Nº 7.767, DE 27 DE JUNHO DE 2012

DECRETO Nº 7.767, DE 27 DE JUNHO DE 2012 CÂMARA DOS DEPUTADOS Centro de Documentação e Informação DECRETO Nº 7.767, DE 27 DE JUNHO DE 2012 Estabelece a aplicação de margem de preferência em licitações realizadas no âmbito da administração pública

Leia mais

TABELA HOSPITALAR DO FIOSAÚDE PERNAMBUCO

TABELA HOSPITALAR DO FIOSAÚDE PERNAMBUCO DIÁRIAS OBSERVAÇÕES R$ VALORES Diária de Aptº Stand Paciente Clínico ou cirúrgico Aptº privativo com frigobar, TV, roupa de cama com acompanhante, na diária do acompanhante inclui o café da manhã. * Exceto

Leia mais

GERENCIAMENTO DOS RISCOS. ASSISTENCIAIS - Neocenter

GERENCIAMENTO DOS RISCOS. ASSISTENCIAIS - Neocenter GERENCIAMENTO DOS RISCOS ASSISTENCIAIS - Neocenter Gerenciamento de riscos n Objetivos Ter uma base mais sólida e segura para tomada de decisão; Identificar melhor as oportunidades e ameaças; Tirar proveito

Leia mais

TÍTULO: ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM Á CRIANÇA NO PÓS-OPERATÓRIO IMEDIATO DE TRANSPLANTE CARDÍACO

TÍTULO: ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM Á CRIANÇA NO PÓS-OPERATÓRIO IMEDIATO DE TRANSPLANTE CARDÍACO TÍTULO: ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM Á CRIANÇA NO PÓS-OPERATÓRIO IMEDIATO DE TRANSPLANTE CARDÍACO CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: ENFERMAGEM INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO

Leia mais

ROTINAS E TÉCNICAS DE ENFERMAGEM Relação de POPs

ROTINAS E TÉCNICAS DE ENFERMAGEM Relação de POPs ROTINAS E TÉCNICAS DE ENFERMAGEM Relação de POPs AFERIÇÕES 21.001 Aferição da Altura Corporal Pacientes acima de 2 anos 21.002 da Frequência Respiratória 21.003 de Peso Corporal Pacientes acima de 2 anos

Leia mais

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 930, DE 10 DE MAIO DE 2012

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 930, DE 10 DE MAIO DE 2012 ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 930, DE 10 DE MAIO DE 2012 Define as diretrizes e objetivos para a organização

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Ambiente e Saúde Habilitação Profissional: : Técnico em Enfermagem Qualificação:

Leia mais

Diário Oficial da União Seção 01 DOU 22 de junho de 2011 Página [87]

Diário Oficial da União Seção 01 DOU 22 de junho de 2011 Página [87] Diário Oficial da União Seção 01 DOU 22 de junho de 2011 Página [87] INSTRUÇÃO NORMATIVA N 3, DE 21 DE JUNHO DE 2011 A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso das atribuições

Leia mais

ANEXO I PROJETO BÁSICO EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 04/2013 CAPITANIA DOS PORTOS DO PARANÁ REFERENCIAL DE CUSTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE 2013/CPPR

ANEXO I PROJETO BÁSICO EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 04/2013 CAPITANIA DOS PORTOS DO PARANÁ REFERENCIAL DE CUSTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE 2013/CPPR ANEXO I PROJETO BÁSICO EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 04/2013 CAPITANIA DOS PORTOS DO PARANÁ REFERENCIAL DE CUSTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE 2013/CPPR Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 1 2 TABELAS, INDÍCE E VALORES...

Leia mais

Anexo 9 Especificações Mínimas de Equipamentos

Anexo 9 Especificações Mínimas de Equipamentos Anexo 9 Especificações Mínimas de s i CONTEXTUALIZAÇÃO... 1 AGRUPAMENTO... 1 LISTA DE EQUIPAMENTOS... 1 1.1 3º SUBSOLO... 1 1.2 1º SUBSOLO... 1 1.3 TÉRREO... 3 1.4 1º PAVIMENTO... 9 1.5 2º PAVIMENTO...

Leia mais

Núcleo de Vigilância em Eventos Adversos Queixas Técnicas - NUVIG Unidade de Tecnovigilância UTVIG e-mail: tecnovigilancia@anvisa.gov.

Núcleo de Vigilância em Eventos Adversos Queixas Técnicas - NUVIG Unidade de Tecnovigilância UTVIG e-mail: tecnovigilancia@anvisa.gov. Núcleo de Vigilância em Eventos Adversos Queixas Técnicas - NUVIG Unidade de Tecnovigilância UTVIG e-mail: tecnovigilancia@anvisa.gov.br Laboratórios credenciados pelo Instituto Nacional de Metrologia

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Ambiente e Saúde Habilitação Profissional: : Técnico em Enfermagem Qualificação:

Leia mais

Formas de Remuneração Hospitalar

Formas de Remuneração Hospitalar Formas de Remuneração Hospitalar NASCIMENTO DO GRUPO Nasceu na necessidade da troca de informação e benchmarking dentro do sistema Unimed. A primeira reunião foi realizada na sede da Unimed Federação em

Leia mais

PROVEDORES PRESIDENTES:

PROVEDORES PRESIDENTES: APRESENTAÇÃO 27.496,00 m2 é a sua área total 5.032,06 m2 de área construída Terreno doado em 1943 por Dr. Edgard de Azevedo Moss ( FUNDADOR ) Tendo iniciado sua construção com a cooperação das colônias:

Leia mais

PROGRAMA CQH COMPROMISSO COM A QUALIDADE HOSPITALAR

PROGRAMA CQH COMPROMISSO COM A QUALIDADE HOSPITALAR COMPROMISSO COM A QUALIDADE HOSPITALAR ROTEIRO DE VISITAS VERSÃO 10-01 Afiliado à Rede Nacional de Prêmios Membro do Prêmio Europeu IDENTIFICAÇÃO DO HOSPITAL Número de matrícula do Hospital no Programa

Leia mais

Soluções em Monitoração GE. Alta tecnologia agora ao seu alcance.

Soluções em Monitoração GE. Alta tecnologia agora ao seu alcance. Soluções em Monitoração GE Alta tecnologia agora ao seu alcance. Monitorização GE A GE Healthcare tem tecnologias inovadoras para oferecer o melhor atendimento na hora de monitorizar o paciente. Com monitores

Leia mais

Sistemas de monitorização em UTI

Sistemas de monitorização em UTI Sistemas de monitorização em UTI # Monitorização cardíaca não invasiva; # Noções básicas de eletrocardiograma; Monitorizar visualização freqüente e repetida das variáveis fisiológicas Logo: Prevenir, Avisar,

Leia mais

Nº Registro na ANS 413.996/99-8 413.996/99-8 413.996/99-8 413.996/99-8 413.996/99-8 464.009/11-8 413.996/99-8 455.092/06-7 413.996/99-8 413.

Nº Registro na ANS 413.996/99-8 413.996/99-8 413.996/99-8 413.996/99-8 413.996/99-8 464.009/11-8 413.996/99-8 455.092/06-7 413.996/99-8 413. Cód. Contrato 00010023000000000014001000000001001 00010041000000000003001000000001001 00010042000000000002001000000001001 00010049000000000001001000000001001 00010078000000000001001000000001001 00010084000000000001001000000003001

Leia mais

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Formulários Padrão TISS 2. Preenchimento das Guias Padrão TISS Guia de Consulta Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia SP/SADT Guia de Solicitação de Internação

Leia mais

SUMÁRIO 1. Apresentação 2. Glossário 3. Rotina para Autorizações 4. Cartão Unimed 5. Solicitações 6. Remoção 7. Prontuário do Paciente

SUMÁRIO 1. Apresentação 2. Glossário 3. Rotina para Autorizações 4. Cartão Unimed 5. Solicitações 6. Remoção 7. Prontuário do Paciente SUMÁRIO 1. Apresentação 2. Glossário 3. Rotina para Autorizações 4. Cartão Unimed 5. Solicitações 5.1. Consultas 5.2. Exames 5.3. Internações Eletivas 5.4. Internação de Urgência/ Emergência 6. Remoção

Leia mais