Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ""

Transcrição

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

61

62

63

64

65 ANEXO I Termo de Credenciamento Tabela de Diárias, Taxas Hospitalares e Gases Medicinais Instruções 1. Para as Diárias Hospitalares: No valor das diárias estão inclusos: Leito próprio, banheiro privativo, troca de roupa de cama e banho tanto do paciente quanto do acompanhante; Serviços e materiais de assepsia do ambiente; Materiais de antissepsia da equipe de saúde e do paciente; Dieta do paciente de acordo com a prescrição médica, exceto dietas enterais e parenterais; Todos os cuidados de enfermagem, tais como: administração de medicamentos por qualquer via, taxas de instalação de aparelhos, controle de sinais vitais, eliminações fisiológicas, sondagens, aspirações, inalações, deslocamentos internos, preparo para procedimentos, cuidados, higiene, mudança de decúbito, bem como preparo do corno em caso de óbito; 08S: A diária do acompanhante, cuja presença dependerá de autorização prévia da Credenciante, a princípio apenas para os casos previstos em Lei ou por indicação médica, e inclui, além das acomodações, somente o café da manhã.. Os materiais específicos de consumo,.e descartáveis.. medícamentos; exames complementares, gases medicinais, hemoterapia, honorários de fisiotenlpias, pareceres e procedimentos de especialistas, terão sua base remuneratória em tabelas próprias, constarã'ó da prescrição médica e checagem de enfermagem, e terão necessariamente correlação com o casodo pacíente..... '\":>; A transferência de leito.significandq.,ul]ii melhor padrão de acomodação, solicitada pelo paciente e!ou seu responsável e não autorizada. pelp Credenclánte,~será de sua responsabilidade não implicando em majoração de valores de honorários proüssíonais, Uso de telefone e alimentação extra não deve constar em fatura hospitalar, devendo ser cobradas diretamente do paciente! responsável. Para fins de cobrança das diárias, considera-se o horário indivisível de 24 horas com vencimento às 10:00 h da manhã. 2. Taxas: As taxas de Centro Cirúrgico são baseadas nos portes anestésicos dos procedimentos constantes da Tabela referencial de procedimentos médicos. Estão inclusos: sala padrão, rouparia da equipe, serviços de enfermagem necessários ao procedimento, mobiliário, desinfecção do ambiente, equipamentos de proteção individual e preparo do paciente. No caso de mais de uma intervenção cirúrgica no mesmo ato, o valor da taxa se baseará na de maior porte. As taxas de utilização de sala incluem custos de manutenção da área física. As taxas de respirador e inalações incluem instalação e preparo (medicamentos). Excluem os gases medicinais utilizados. As taxas de Curativos incluem materiais e medicamentos de rotina. Curativos especiais dependem prévia autorização; As taxas de isolamento - código da tabela TISS - incluem os equipamentos de proteção individual, e correspondem 3. Gasoterapia: a 20% do valor da diária. O Óxido Nítrico é considerado insumo especial e sua utilização carece de autorização prévia do Credenciante; Para o oxigênio. preponderantemente. seguem-se as vazões abaixo: 3 litros! min para cateter nasal; 6 litros! min em Centro Cirúrgico, por hora indivisível, em anestesia e macronebulização; 8 litros! min em incubadoras, em UTI neonatal; 9 litros! min em UTI, por hora indivisível para respiradores; 'n). \, ~. exol-1

66 ANEXO I Termo de Credenciamento Tabela de Diárias, Taxas Hospitalares e Gases Medicinais 10 litros! min em Oxihood e CPAP nasal e somente em UTI neonatal; 18 litros! min em respirador de fluxo contínuo e somente em UTI neonatal. 3. Remoções: O serviço de remoções parte do valor inicial de R$ 800,00 para ambulância UTI para adultos e R 950,00 para UTI pediátrica. O honorário do profissional médico segue a CBHPM contratada. 3. Equipamentos: Referem-se tão somente a tratamento domiciliar os itens com os códigos aqui especificados:

67 ANEXO I Termo de Credenciamento Tabela de Diárias, Taxas Hospitalares e Gases Medicinais EQUIPAMENTOS CódigoTISS Descritor Preco ALUGUE!..jTAXA DE APARELHO DE RADIOFREQUENCIA, POR USO 520, TAXA DE APARELHO j BOMBA DE ORCULAÇAO EXTRACORPOREA, POR USO 190,39 ALUGUELTAXA DE APARELHO I EQUIPAMENTO PARA ARTROSCOPIA PARA CIRURGIA, I I POR USO 229, ALUGUELj TAXA DE APARELHO PARA TRAÇA0 CRANEANA, POR DIA 52, TAXA DE INCUBADORA, POR HORA ALUGUE!..jTAXA DE ASPIRADOR CIRURGICO, POR USO 28, ALUGUE!..jTAXA DE ASPIRADOR ELETRICO, POR USO 42, TAXA DE ASPIRADOR SUCÇAO CONTINUA, POR DIA 33,41 - ' ALUGUE!..jTAXA DE ASPIRADOR ULTRA-SONICO, POR USO 896, BALAO INTRA AORTICO POR DIA 244, TAXA DE BERÇO AQUECIDO, POR DIA 20, BERÇO PARA FOTOTERAPIA, POR DIA 32, AlUGUEl/TAXA DE BISTURI BlPOLAR, POR USO 90, ALUGUE!..jTAXA DE BISTURI ELETRICO MONOPOLAR, POR USO 36, ALUGUE!..jTAXA DE BISTURI ULTRASSONICO, POR USO 205, BOMBA DE INFUSAO, POR DIA 59, BOMBA DE SERINGA, POR DIA 84, TAXA DE CADEIRA DE RODAS, POR DIA 2, TAXA DE CADEIRA HIGIENIÇf\,.POR DIA 1, TAXA DE MARCA PASSO PROVISORIO/TEMPORARIO TRANSCUTANEO 215, CAMA/COLCHAOjGRADE (ELETRICA PADRAO) 3, CAMAjCOLCHAOjGRADE (MANUAL PADRAO) 3,90 ~ TAXA DE HALO CRANEANO, POR USO 38,41 ' ALUGUEL 1I AXA DE COLCHAO DE AR, POR DIA 51, TAXA DE CONCENTRADOR DE OXIGENIO, POR DIA 11, ALUGUEL I TAXA DE DERMATOMO ELETRICO, POR USO 211, ALUGUEL I TAXA DE DESFIBRILADOR (CARDIOVERSAO), POR USO 87, ALUGUEL j TAXA DE ELETROCHOQUE, POR USO 234, ALUGUEL! TAXA DE APARELHO TIllAUX. TRANCUTANEA, POR DIA 48, TAXA DE INCUBADORA, POR DIA 94, TAXA POR USO/SESSAO INCUBADORA DE TRANSPORTE SEM OXIGENIO 97, TAXA POR USOjSESSAO DE INCUBADORA DE TRANSPORTE COM OXIGENIO 97, ALUGUEL I TAXA DE INTENSIFICADOR DE IMAGEM, POR USO 185, ALUGUEL j TAXA DE MICROSCOPIO CIRURGICO DE FIBRA OTICA, POR USO 221, ALUGUEL j TAXA DE MICROSCOPIO CIRURGICO, POR USO 169,76 I ALUGUEL / TAXA DE NEURONAVEGADOR, POR USO I 1.840, ALUGUE!..jTAXA DE RAIOS X PORTATIL, POR USO 28, TAXA DE RESPIRADOR BIPAP I CPAP, POR DIA ~,56 11,89 ()/ ~~I- 3

68 ANEXO I Termo de Credenciamento Tabela de Diárias, Taxas Hospitalares e Gases Medicinais I '--' RESPIRADOR MICRO PROCESSADO, POR DIA 412, RESPIRADOR MICRO PROCESSADO, POR HORA 17, RESPIRADOR NEONATAL, POR DIA 369, RESPIRADOR NEONATAL, POR HORA 15, TAXA DE CARRO ANESTESICO, POR USO 50,59 TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇAO CARDIACO / ECG, POR DIA I 110, T!J;AA DE MONITOR / MONTIOR1ZAÇAO FETAL, POR D1A 50, TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇAO INTRA CRANIANO, POR DIA 126, TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇAO DE CAPNOGRAFO, POR DIA 112, TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇAO DE DEBITO CARDIACO, POR DIA 298, TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇAO DE OXICAPNOGRAFO, POR DIA 146, TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇAO DE OXIMETRO. POR DIA 97,49 ) TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇAO DE PA INVASIVA, POR DIA 174,21 TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇAO DE PA NAO INVASIVA, POR DIA I I 98, TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇAO DE PVC, POR DIA 145, TAXA DE MONITOR / MONITORIZAÇAO DE SWAN GANZ, POR DIA 313, TAXA DE USO DE CRANIOTOMO 336, TAXA DE USO DO CILINDRO DE OXIGENIO PORTATIl- BALA GRANDE, EM DOMICILIO 11, TAXA DE USO DO CILINDRO DE OXIGENIO PORTATIl- BALA PEQUENA, EM DOMICILIO 14, TAXA DE MICROCOSPIO NEUROlOGICO DE FIBRA OTICA, POR USO 1.840, RESPIRADOR A VOLUME, POR DIA 316, Tf!o:XAOE MONITOR {MONITORlZAÇAO OE OXIMETRO, Ii>QRI;I.QRA 4, ALUGUEl/TAXA DE PERFURADORElETRICO, POR USO 234, ALUGUEL/ TAXA DE SERRA DE GESSO, POR USO 27,85 TAXA DE MONITOR I MONITORIZAÇAO DE BIS I SEDAÇAO E ANESTESIA, POR USO/SESSÃO, NO CENTRO CIRÚRGICO 50, ALUGUEL/ TAXA DE SERRA PARA OSSO, POR USO 84,66 1,,- ) ALUGUEL! TAXA DE MAQUINA DE CARDIOPLEGIA, POR USO 18, TAXA DE COlCHAO TERMICO, POR DIA 48,04 GASES MEDICINAIS CódigoTISS Descritor Preço GAS CARBONICO, POR HORA 40, NITROGENIO, POR HORA 47, OXIDO NITRICO, POR HORA 74, OXIDO NITROSO, POR HORA 26, AR COMPRIMIDO, POR HORA 3,79 600XXXXX OXIGÊNIO, vazão DE 3 L1TROSIMIN, POR HORA (CORRIDA OU SUBSEQUENTE) 5,32 I 600XXXXX I OXIGÊNIO, vazão DE 6 lltroslmtn, POR HORA (CORRIDA OU SUBSEQUENTE) 10,63 xo 1-4

69 ANEXO I Termo de Credenciamento Tabela de Diárias, Taxas Hospitalares e Gases Medicinais 600XXXXX 600XXXXX 600XXXXX 600XXXXX OXIGÊNIO, vazão DE 8 LlTROSIMIN, POR HORA (CORRIDA OU SUBSEQUENTª 12,51 OXlGÊNlO~ vazão DE 9 UTROSIMIN, POR HORA{CORRlDA OU SUBSEQUENTEl 15,92 OXIGÊNIO, VAZÃO DE 10 LlTROSIMIN, POR HORA1CORRIDA OU SUBSEQUENTE) 15,71 OXIGÊNIO, VAZÃO DE 18 LlTROSIMIN, POR HORA~CORRIDA OU SUBSEQUENTE) 32,48 r h-o-t-e-la-r-'-a 'ii C o'd' ligo TISS Descn ltor preço DIARIA DE ACOMPANHANTE SOMENTE COM CAFE DA MANHA 74, DIARIA DE QUARTO COM ALOJAMENTO CONJUNTO COM BANHEIRO PRIVATIVO 255, DIARIA DE UTI CORONARIANA 852, DIARIA DE HOSPITAL DIA, INDEPENDENTE DE ACOMODAÇAO 117,47 r-'fiooo0619 DIARIA DE BERÇARIO NORMAL 109, DIARIA DE QUARTO COLETIVO DE 2 LEITOS COM BANHEIRO PRIVATIVO 239, DIARIA DE APARTAMENTO STANDARD 359, DIARIA DE UTI INFANTIljPEDIATRICA 910, DIARIA DE UTI NEONATAL 941, DIARIA DE UTI ADULTO GERAL 832, DIARIA DE UNIDADE INTERMEDIARIA GERAL 525, ~~--~~I-N-ST-A-LA--ç07_E-S ~11 CódigoTISS Descritor preco TAXA DE NECROTERIO, POR USO 11,49, TAXA DE SALAjSESSAO DE INALAÇAOjNEBULIZAÇAO 14,79 -c, TAXA POR USOjSESSAO DE SALA CIRURGICA, PEQUENA CIRURGIA AMBULATORIAL 58, TAXA DE SALA CIRURGICA, PORTE ANESTESICO O 174, TAXA DE SALA CIRURGICA, PORTE ANESTESICO 1 358, TAXA DE SALA CIRURGlCA, PORTE ANESTESICO 2 445, TAXA DE SALA CIRURGICA, PORTE ANESTESICO 3 523, TAXA DE SALA CIRURGICA, PORTE ANESTESICO 4 640, TAXA DE SALA CIRURGICA, PORTE ANESTESICO 5 666, TAXA DE SALA CIRURGICA, PORTE ANESTESICO 6 817, TAXA DE SALA CIRURGlCA, PORTE ANESTESICO 7 964, TAXA DE SALA CIRURGICA r PORTE ANESTESICO 8 1,020, TAXA DE SALA CIRURGICA, RECUPERAÇAO POS ANESTESICA 46, TAXA POR USOjSESSAO DE SALA DE BRONCOSCOPIA 103, TAXA POR USOjSESSAO DE SALA DE COLONOSCOPIA 103, TP\XA POR USO/SESSAO DE SAlA DE ENDOSCOPIA DIGESTIVA ALTA ),13, TAXA POR USOjSESSAO DE SALA DE ENDOSCOPIA GINECOLOGICA /103, TAXA POR USOjSESSAO DE SALA DE ENDOSCOPIA UROLOGICA I 103,58 I I i o 1-5 A. \ \

70 ANEXO I Termo de Credenciamento Tabela de Diárias, Taxas Hospitalares e Gases Medicinais TAXA POR USO/SESSÃO DE SALA DE HEMODIÁUSE 202, TAXA POR USO/SESSAO DE SALA DE HEMODINAMICA 800, TAXA POR USO/SESSAO DE SALA DE QUIMIOTERAPIA 88,05 I I TAXA POR USO/SESSAO DE SALA DE RADIOLOGIA INTERVENOONISTA 261, TAXA DE SALA DE OBSERVAÇAO, ATE 6 HORAS 84, TAXA POR USO/SESSAO DE SALA DE COLOCAÇAO/RETlRADA DE GESSO 47,01 KIT'S OU BANDEJAS r-... 0'd" IgoTISS Descritor Preço -' UTIUZAÇAO DE BANDEJA DE ASSEPSIA / ANTI-SEPSIA 52,44...; UTIUZAÇAO DE BANDEJA DE PEQUENA ORURGIA FORA DO CENTRO CIRURGICO ôlj , UTI'LYl.UÇ-UV DE BANDEJJ\?J\RJ\ J\NESTESIJ\ GERJ\L 37, UTIUZAÇAO DE BANDEJA PARA PUNÇAO EM GERAL 57,42 UTIUZAÇAO DE BANDEJA PARA SONDAGEM/CATETERISMO VESICAL ,21 ALUGUEL/TAXA CAIXA / INSTRUMENTAL DE INSTRUMENTAL BASICO, POR USO 27, UTIUZAÇAO DE BANDEJA PARA RETIRADA DE PONTOS 22, UTILIZAÇAO DE BAND~~ DE SUTURA 39, UTIUZAÇAO DE BAND~JAipE ENTUBAÇAO 30,59 ".:.'~';:, r re-m-o-ç-ã-o ~ii CódigoTISS Descritor Preço I 1') REMOÇA0 EM AMBULANOA NEONATAL 1 COM MEDICO E ENFERMAGEM, PARA TRANSFERÊNCIA NO MUNICÍPIO, ESPERA I HORA PARADA 120,00 l>:.. REMOÇA0 EM AMBULANOA NEONATAL 1 COM MEDICO E ENFERMAGEM, PARA TRANSFERÊNCIA NO MUNICÍPIO, POR KM 3, REMOÇA0 EM AMBULANOA SIMPLES ADULTO, COM MEDICO E ENFERMAGEM, PARA TRANSFERÊNCIA, NO MUNICÍPIO, ESPERA I HORA PARADA 120, REMOÇA0 EM AMBULANCIA SIMPLES ADULTO, COM MEDICO E ENFERMAGEM, PARA TRANSFERÊNCIA NO MUNICÍPIO POR KM 70, REMOÇA0 EM AMBULANCIA UTI ADULTO, COM MEDICO E ENFERMAGEM, PARA TRANSFERÊNCIA, NO MUNICÍPIO, ESPERA / HORA PARADA 130, REMOÇA0 EM AMBULANCIA UTI ADULTO, COM MEDICO E ENFERMAGEM, PARA TRANSFERÊNCIA, NO MUNICÍPIO POR KM 255, REMOÇA0 EM AMBULANCIA SIMPLES PEDIATRICA, COM MEDICO E ENFERMAGEM, PARA TRANSFERÊNCIA, NO MUNICÍPIO, ESPERA I HORA PARADA 120,00 REMOÇA0 EM AMBULANOA SIMPLES PEDIATRICA, COM MEDICO E ENFERMAGEM, PARA ,50 TRANSFERÊNCIA NO MUNICÍPIO POR KM REMOÇA0!7 M AMBULANCIA yn PEDIATRlCA, COM MEDICO E ENFERMAGEM, PARA ,00 TRANSFERENCIA, NO MUNICIPIO ESPERA I HORA PARADA REMOÇAO!=M AMBULANCIA yn PEDIATRICA, COM MEDICO E ENFERMAGEM, PARA ,50 TRANSFERENOA NO MUNIOPIO, POR KM I-6

71 ANEXO I Termo de Credenciamento Tabela de Diárias, Taxas Hospitalares e Gases Medicinais SERVIÇOS C'd" o Igo TISS Descritor Preço AUMENTAÇAO ENTERAL. PREPARO, FORA DA UTI/SEMI-UTI E DO CENTRO ORURGICO 9, AUMENTAÇAO ENTERAL, PREPARO, NA UTI/SEMI-UTI 9,84 AUMENTAÇAO PARENTERAL, PREPARO, FORA DA UTI/SEMI-UTI E DO CENTRO CIRÚRGICO 11, TAXA DE DESINFECÇAO/ESTERIUZAÇAO DE INSTRUMENTAL ORURGICO, POR USO 30, TAXA DE PREPARO DE QUIMIOTERAPICOS, POR USO 159, TAXA POR UNIDADE DE CURATIVO GRANDE 22, TAXA POR UNIDADE DE CURATIVO MEDIO 17, TAXA POR UNIDADE DE CURATIVO PEQUENO 11,09 6''''34459 TAXA DE AUXILIAR/TECNICO DE ENFERMAGEM NO DOMICIUO ATE 6 HORAS 70,00 "- 60\ TAXA DE AUXILIAR/TECNICO DE ENFERMAGEM NO DOMICIUO ATE 12 HORAS 130, TAXA DE AUXILIAR/TECNICO DE ENFERMAGEM NO DOMICIUO ATE 24 HORAS 255, MACRONEBUUZAÇAO COM AR COMPRIMIDO. VAZAO DE 5 LITROS/MIN, POR DIA (CORRIDO OU SUBSEOUENTE). FORA DA UTI/SEMI-UTI E DO CENTRO ORÚRGICO 21, MACRONEBUUZAÇAO COM AR COMPRIMIDO, VAZAO DE 5 LITROS/MIN, POR DIA (CORRIDO OU SUBSEQUENTE), NA UTI / SEMI-UTI 21, TAXA DE IMOBIUZAÇAO GESSADA, POR USO/SESSAO 25, TAXA DE IMOBIUZAÇAO NAO GESSADA, POR USO/SESSAO 25,00 ~ TAXA---S ~II TAXA DE REGISTRO DE INTERNAÇÃO Descritor 01-7

72 ANEXO 11 Termo de Credenciamento Tabela de Honorários de Profissionais Não Médicos 1. Para os honorários de Fisioterapia Instruções Nos tratamentos fiosioterápicos intra-hospitalares a soma das sessões diárias não será superior a 05 (cinco). Nos tratamentos fiosioterápicos ambulatoriais e domiciliares a soma das sessões semanais não será superior a 03 (três). O incremento nesses limitadores depende de justificativa técnica, mediante solicitação prévia. 2. As consultas e sessões de profissionais não médicos Dependem de prévia autorização do Credenciante que, como praxe, seguirá as determinações de normativas internas do funcionamento do FUNSA (ICA e ICA ). Quando autorizados, dependem dos limitadores diagnósticos e quantitativos da ANS. Em terapia ocupacional, fonoaudiologia e psicologia, independentemente da técnica utilizada, as sessões não excederão a 03 (três) semanais. O incremento nesses limitadores depende de justificativa técnica, mediante solicitação prévia. Código Descritor Preço Consulta individual ambulatorial, em terapia ocupacional 64, Consulta individual domiciliar, em terapia ocupacional 92, Sessão individual ambulatorial, em terapia ocupacional 46, Sessão individual domiciliar, em terapia ocupacional 64, Sessão individual hospitalar, em terapia ocupacional 23, Sessão de terapia ocupacional para treinamento órteses, próteses e adaptações 55, Consulta ambulatorial em fisioterapia 59, Sessão para assistência fisioterapêutica ambulatorial ao paciente com disfunção decorrente de lesão do sistema nervoso central e/ou periférico 57, Sessão para assistência fisioterapêutica ambulatorial ao paciente com disfunção decorrente de alterações do sistema músculo-esauelético 49,68 -í Sessão para assistência fisioterapêutica ambulatorial ao paciente com disfunção decorrente de alterações 38,21 no sistema respiratório - Sessão para assistência fisioterapêutica ambulatorial ao paciente com disfunção decorrente de alterações ,21 do sistema cardiovascular Sessão para assistência fisioterapêutica ambulatorial ao paciente com disfunção decorrente de Queimaduras 49, Sessão para assistência fisioterapêutica ambulatorial ao paciente com disfunção decorrente de alterações do sistema linfático e/ou vascular periférico 53, Sessão para assistência fisioterapêutica ambulatorial no pré e pós cirúrgico e em recuperação de tecidos 57, Sessão para assistência fisioterapêutica ambulatorial por alterações endocrino-metabólicas 57, Sessão para assistência fisioterapêutica ambulatorial para alterações inflamatórias e ou degenerativas do aparelho genito-urinário e reorodutor 152, Consulta domiciliar em fisioterapia 82, Sessão para assistência fisioterapêutica domiciliar ao paciente com disfunção decorrente de lesão do sistema nervoso central e/ou periférico 96, Sessão para assistência fisioterapêutica domiciliar ao paciente com disfunção decorrente de alterações do sistema músculo-esauelético 80, Sessão para assistência fisioterapêutica domiciliar ao paciente com disfunção decorrente de alterações no sistema respiratório 80,25 Sessão para assistência fisioterapêutica domiciliar ao paciente com disfunção decorrente de alteraçõ~~ ,2/4 do sistema cardiovascular I Sessão para assistência fisioterapêutica domiciliar ao paciente com disfunção decorrente de quelrnaouras 80, t~ Sessão para assistência fisioterapêutica domiciliar ao paciente com disfunção decorrente de alterações, ~O, ~ft t. çv =, \ \ \ A ex~ I - 1

73 ANEXO 11 Termo de Credenciamento Tabela de Honorários de Profissionais Não Médicos ' do sistema linfático e/ou vascular periférico Sessão para assistência fisioterapêutica domiciliar no pré e pós cirúrgico e em recuperação de tecidos 80,25 Sessão para assistência fisioterapêutica domiciliar por alterações endocrino-metabólicas 80,25 Sessão para assistência fisioterapêutica domiciliar para alterações inflamatórias e ou degenerativas do 183,42 aparelho genito-urinário e reorodutor Sessão para assistência fisioterapêutica hospitalar ao paciente com disfunção decorrente de lesão do sistema nervoso central e/ou periférico 57,32 Sessão para assistência fisioterapêutica hospitalar ao paciente com disfunção decorrente de alterações 49,68 do sistema músculo-esquelético Sessão para assistência fisioterapêutica hospitalar ao paciente com disfunção decorrente de alterações 49,68 no sistema respiratório Sessão para assistência fisioterapêutica hospitalar ao paciente com disfunção decorrente de alterações 45,85 do sistema cardiovascular Sessão para assistência fisioterapêutica hospitalar ao paciente com disfunção decorrente de queimaduras 42,03 Sessão para assistência fisioterapêutica hospitalar ao paciente com disfunção decorrente de alterações 53,50 do sistema linfático e/ou vascular periférico Sessão para assistência fisioterapêutica hospitalar no pré e pós cirúrgico e em recuperação de tecidos 57,32 Sessão para assistência fisioterapêutica hospitalar por alterações endocrino-metabólicas 57,32 ;) Sessão para assistência fisioterapêutica hospitalar para alterações inflamatórias e ou degenerativas do 152,85 aparelho genito-urinário e reorodutor Consulta em psicologia 64, Sessão de psicoterapia individual por psicólogo 46, Consulta ambulatorial por nutricionista 64, Consulta domiciliar por nutricionista 92, Consulta individual ambulatorial de fonoaudiologia 64, Consulta individual domiciliar defonoaudiologia 92, Sessão individual ambulatorial de fonoaudiologia 37, Sessão individual domiciliar de fonoaudiologia 64, Sessão individual hospitalar de fonoaudiologia 23, Análise acústica da voz por fonoaudiólogo 64,40 ;'<.:, Avaliação do processamento auditivo central por fonoaudiólogo 64, Acompanhamento de cuidador domiciliar 63,00 \ \ 'v

PRINCIPAIS CÓDIGOS TUSS UTILIZADOS PELA CASSEB (EXTRAIDOS DOS MANUAIS TISS 3.02 DA ANS) CÓDIGO TUSS DESCRIÇÃO TUSS

PRINCIPAIS CÓDIGOS TUSS UTILIZADOS PELA CASSEB (EXTRAIDOS DOS MANUAIS TISS 3.02 DA ANS) CÓDIGO TUSS DESCRIÇÃO TUSS PRINCIPAIS CÓDIGOS TUSS UTILIZADOS PELA CASSEB (EXTRAIDOS DOS MANUAIS TISS 3.02 DA ANS) DESCRIÇÃO CASSEB CÓDIGO TUSS DESCRIÇÃO TUSS DIÁRIAS ENFERMARIA 60000694 DIÁRIA DE ENFERMARIA DE 3 LEITOS COM BANHEIRO

Leia mais

DE PARA CÓDIGO PRÓPRIO - TUSS

DE PARA CÓDIGO PRÓPRIO - TUSS DE PARA CÓDIGO PRÓPRIO - TUSS NOMENCLATURA DO PROCEDIMENTO CÓDIGO PRÓPRIO CÓDIGO TUSS NOMENCLATURA DO PROCEDIMENTO TUSS 8001 - DIARIAS DIARIA APARTAMENTO LUXO 80011012 60000511 DIARIA APARTAMENTO SIMPLES/SEMI-PRIVATIVO

Leia mais

CENTRO DIAGNÓSTICO AFONSO PENA

CENTRO DIAGNÓSTICO AFONSO PENA LIS CENTRO DIAGNÓSTICO AFONSO PENA CONSULTAS (HORÁRIO COMERCIAL): R$ 50,00 CONSULTAS À NOITE, FERIADO E FINAL DE SEMANA: R$ 70,00 1.1 Enfermaria 1.2 Apartamento Privativo Padrão 1.3 Apartamento Privativo

Leia mais

Mapeamento de Diárias para Codificação TUSS Diárias

Mapeamento de Diárias para Codificação TUSS Diárias Mapeamento de Diárias para Codificação TUSS Diárias Codigo Nome Cod TUSS Descr 80011063 DIÁRIA DAY CLINIC APARTAMENTO 60000775 DIÁRIA DE HOSPITAL DIA APARTAMENTO 80014003 DIÁRIA DAY CLINIC ENFERMARIA (

Leia mais

I SEMINÁRIO DE TENDÊNCIAS & RISCOS DA SAÚDE NO BRASIL. O Impacto da TUSS PORTO ALEGRE 19-04-2013. Dr. João de Lucena Gonçalves CNS

I SEMINÁRIO DE TENDÊNCIAS & RISCOS DA SAÚDE NO BRASIL. O Impacto da TUSS PORTO ALEGRE 19-04-2013. Dr. João de Lucena Gonçalves CNS I SEMINÁRIO DE TENDÊNCIAS & RISCOS DA SAÚDE NO BRASIL O Impacto da TUSS PORTO ALEGRE 19-04-2013 Dr. João de Lucena Gonçalves CNS ANS - DIDES COPISS GRUPOS DE TRABALHO CONTEÚDO E ESTRUTURA COMUNICAÇÃO

Leia mais

ANEXO K Anexo ao Edital de Convocação 001/2013

ANEXO K Anexo ao Edital de Convocação 001/2013 ANEXO K Anexo ao Edital de Convocação 001/2013 MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO CMNE 6ª RM 19ª CIRCUNSCRIÇÃO DE SERVIÇO MILITAR (JRS de Aracaju / 1908) Lista Referencial de Procedimentos Hospitalares

Leia mais

Secretaria de Gestão do STF-Med INSTRUÇÕES SOBRE TAXAS E DIÁRIAS DA TABELA PRÓPRIA PARA CONVÊNIOS E CREDENCIAMENTOS DO STF-MED

Secretaria de Gestão do STF-Med INSTRUÇÕES SOBRE TAXAS E DIÁRIAS DA TABELA PRÓPRIA PARA CONVÊNIOS E CREDENCIAMENTOS DO STF-MED Secretaria de Gestão do STF-Med INSTRUÇÕES SOBRE TAXAS E DIÁRIAS DA TABELA PRÓPRIA PARA CONVÊNIOS E CREDENCIAMENTOS DO STF-MED I. DO ATENDIMENTO O atendimento é o ato de acolhimento do paciente, seguido

Leia mais

DESCRIÇÃO ATUAL UNIDADE

DESCRIÇÃO ATUAL UNIDADE TUSS DESCRIÇÃO ATUAL UNIDADE 60000511 APARTAMENTO ESPECIAL DIA 60000519 APARTAMENTO ESPECIAL 60000559 APARTAMENTO TIPO A 60000581 SUÍTE 60000611 BERÇÁRIO OU ALOJAMENTO CONJUNTO 60000635 ENFERMARIA DIA

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE BANDEJA PARA PUNÇÃO EM GERAL

UTILIZAÇÃO DE BANDEJA PARA PUNÇÃO EM GERAL CODIGO DESCRIÇÃO codigo Tab TUSS TERMO TUSS 90020014 PORTE 1 - PRIMEIRA HORA 60023104 TAXA DE SALA CIRÚRGICA, PORTE ANESTÉSICO 1 90020030 PORTE 2 - PRIMEIRA HORA 60023112 TAXA DE SALA CIRÚRGICA, PORTE

Leia mais

TABELA DE PREÇOS SISTEMA PACOTE NIPOMED. Diária de Enfermaria... R$ 430,00 Diária de Apartamento... R$ 580,00 Diária de UTI... R$ 1.

TABELA DE PREÇOS SISTEMA PACOTE NIPOMED. Diária de Enfermaria... R$ 430,00 Diária de Apartamento... R$ 580,00 Diária de UTI... R$ 1. ATUALIZADO EM 2011 TABELA DE PREÇOS SISTEMA PACOTE NIPOMED CONSULTA NIPOMED 52,00 CONSULTA PART - 150.00 Pacotes de Diárias Clínicas: Diária de Enfermaria... R$ 430,00 Diária de Apartamento... R$ 580,00

Leia mais

INSTRUÇÕES DA TABELA DE SERVIÇOS HOSPITALARES

INSTRUÇÕES DA TABELA DE SERVIÇOS HOSPITALARES INSTRUÇÕES DA TABELA DE SERVIÇOS HOSPITALARES 1. DO ATENDIMENTO: 1.1. O atendimento é o ato de acolhimento do paciente, seguido da prestação de serviços médico-hospitalares, e será efetuado mediante apresentação

Leia mais

Taxas e Diárias. Nos casos de utilização do Centro cirúrgico por pacientes externos será igualmente cobrada a Taxa de Admissão e Registro.

Taxas e Diárias. Nos casos de utilização do Centro cirúrgico por pacientes externos será igualmente cobrada a Taxa de Admissão e Registro. Instruções Gerais Taxas e Diárias A Tabela de Taxas e Diárias do DF é normatizada pelo SBH Sindicato Brasiliense de Hospitais do DF, dirigida aos convênios que tem vinculo com a rede Hospitalar/DF filiados

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE SANTO ANDRÉ

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE SANTO ANDRÉ ANEXO I EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N 008/2014 PARA CREDENCIAMENTO DE HOSPITAIS E CLÍNICAS HABILITADOS PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ALTA COMPLEXIDADE, ASSIM COMPREENDIDOS OS CENTROS DE INFUSÃO DE IMUNOBIOLÓGICOS;

Leia mais

O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, considerando:

O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, considerando: PORTARIA Nº 3.432/MS/GM, DE 12 DE AGOSTO DE 1998 O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, considerando: a importância na assistência das unidades que realizam tratamento intensivo

Leia mais

HOME HOSPITAL ORTOPÉDICO E MEDICINA ESPECIALIZADA LTDA ANEXO 1

HOME HOSPITAL ORTOPÉDICO E MEDICINA ESPECIALIZADA LTDA ANEXO 1 HOME HOSPITAL ORTOPÉDICO E MEDICINA ESPECIALIZADA LTDA ANEXO 1 Lista Referencial de Valores de Diárias, Taxas, Utilização de Equipamentos, Serviços Hospitalares e Gasoterapia 1) LISTA REFERENCIAL DE VALORES:

Leia mais

** Relação de Taxas que serão substituídas para adequação a TUSS **

** Relação de Taxas que serão substituídas para adequação a TUSS ** ** Relação de Taxas que serão substituídas para adequação a TUSS ** EXCLUÍDOS 6001001 ACOMPANHANTE-COM REFEICAO(MENORES DE 18 ANOS SO ENFERMARIA) DV DIÁRIA DE ACOMPANHANTE COM REFEIÇÃO COMPLETA - SOMENTE

Leia mais

QUALIDADE E SEGURANÇA EM ASSISTÊNCIA DOMICILIAR E HOSPITALAR

QUALIDADE E SEGURANÇA EM ASSISTÊNCIA DOMICILIAR E HOSPITALAR QUALIDADE E SEGURANÇA EM ASSISTÊNCIA DOMICILIAR E HOSPITALAR HOME CARE Ajudar o paciente a resgatar a qualidade de vida em sua própria residência, é o compromisso do NADH. O atendimento personalizado é

Leia mais

TABELA DE HONORARIOS ANEXO 11.2 EDITAL 0057/2013

TABELA DE HONORARIOS ANEXO 11.2 EDITAL 0057/2013 TABELA DE HONORARIOS ANEXO 11.2 EDITAL 0057/2013 Vigência: 21/03/2015 10101118 10101121 de Psicologia Sessao de Psicoterapia / Psicologo - (12 ou ate 40 por ano se cumprir diretriz de utilização definida

Leia mais

INSTRUÇÕES DA TABELA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR

INSTRUÇÕES DA TABELA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR INSTRUÇÕES DA TABELA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR 1. DA ASSISTÊNCIA DOMICILIAR: 1.1. A assistência domiciliar caracteriza-se pela prestação de serviços médicos e terapias adjuvantes na residência do paciente

Leia mais

FISCO. Saúde. Atendimento. Hospitalar GUIA DE PROCEDIMENTOS ANS 41.766-1

FISCO. Saúde. Atendimento. Hospitalar GUIA DE PROCEDIMENTOS ANS 41.766-1 FISCO Saúde ANS 41.766-1 Atendimento Hospitalar GUIA DE PROCEDIMENTOS Prezados Associados, Pra facilitar a comunicação e dirimir as principais dúvidas sobre a utilização dos nossos serviços, o FISCO SAÚDE

Leia mais

TABELA DE TAXAS, DIÁRIAS E SERVIÇOS

TABELA DE TAXAS, DIÁRIAS E SERVIÇOS TABELA DE TAXAS, DIÁRIAS E SERVIÇOS CÓDIGO DESCRIÇÃO UNIDADE QTD US DIÁRIA HOSPITALAR - TIPOS DE ACOMODAÇÕES 60000651 DIÁRIA DE APARTAMENTO STANDARD DIA 416 60000660 DIÁRIA DE APARTAMENTO STANDARD DA MATERNIDADE

Leia mais

Abrangência. >400.000 conceitos definidos. >1.400.000 relações semânticas

Abrangência. >400.000 conceitos definidos. >1.400.000 relações semânticas Dr. João de Lucena Gonçalves Consultor Técnico da CNS consultoria@ahcrj.com.br () 53-0540 Fonação-audição TROCA Linguagem Palavras SINTAXE Frases Conceitos SEMÂNTICA ANS UMLS SNOMED CT ICD TROCA SINTAXE

Leia mais

Descrição Detalhada do Termo

Descrição Detalhada do Termo 60015071 ALIMENTAÇÃO ENTERAL ESPECIAL, INSTALAÇÃO, FORA DA UTI/SEMI- UTI E DO CENTRO Descrição Detalhada fim de fim de 60015080 ALIMENTAÇÃO ENTERAL ESPECIAL, INSTALAÇÃO, NA UTI/SEMI-UTI 60015098 60015101

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E REDES ASSISTENCIAIS ANEXO I

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E REDES ASSISTENCIAIS ANEXO I MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E REDES ASSISTENCIAIS ANEXO I DE ACORDO COM O ESTABELECIDO PELA PORTARIA Nº 3432 /GM/MS, DE 12 DE AGOSTO DE 1998, REFERENTE

Leia mais

TABELA DE TERMINOLOGIAS

TABELA DE TERMINOLOGIAS Configurações necessárias para envio do arquivo XML: TABELA DE TERMINOLOGIAS O componente de representação de conceitos de saúde é composto pelas tabelas abaixo listadas com seus respectivos s de identificação

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 2.918, DE 9 DE JUNHO DE 1998.

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 2.918, DE 9 DE JUNHO DE 1998. MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 2.918, DE 9 DE JUNHO DE 1998. O Ministro de Estado da Saúde no uso de suas atribuições, considerando: - a importância na assistência das unidades que

Leia mais

HOSPITAL MOINHOS DE VENTO

HOSPITAL MOINHOS DE VENTO Página.: 0001 / 0008 Grupo de : 1 - RIAS 01000049 SEMI-PRIVATIVO 01000065 SUITE 01000103 ISOLAMENTO - UI 01000111 APARTAMENTO 01000167 PRECAUCOES C/SECRECOES - U 01000205 APARTAMENTO - 1/2 RIA 01000213

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31587 de 18/01/2010

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31587 de 18/01/2010 DIÁRIO OFICIAL Nº. 31587 de 18/01/2010 SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA AOS SERVIDORES DO ESTADO Republicação da resolução n 04 de 21 de dezembro de 2009 Número de Publicação:

Leia mais

TABELA DIÁRIAS/TAXAS, MATERIAIS E MEDICAMENTOS REEMBOLSO

TABELA DIÁRIAS/TAXAS, MATERIAIS E MEDICAMENTOS REEMBOLSO 1.1-80.01.000-8 DIÁRIAS TABELA DIÁRIAS/TAXAS, MATERIAIS E MEDICAMENTOS REEMBOLSO 1 SERVIÇOS HOSPITALARES 80.01.103-9 Apartamento Standard Dia 193,44 1-Diárias de Apartamento Standard, Berçário, 80.01.106-3

Leia mais

POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DEPARTAMENTO DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA AO PESSOAL COMISSÃO MISTA PERMANENTE DE CREDENCIAMENTO NA ÁREA DE SAÚDE SCLS

POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DEPARTAMENTO DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA AO PESSOAL COMISSÃO MISTA PERMANENTE DE CREDENCIAMENTO NA ÁREA DE SAÚDE SCLS POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DEPARTAMENTO DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA AO PESSOAL COMISSÃO MISTA PERMANENTE DE CREDENCIAMENTO NA ÁREA DE SAÚDE SCLS 115, Bl. D, Lj. 36 Térreo - Asa Sul CEP 70.385-340 BRASÍLIA-DF

Leia mais

TABELA HOSPITALAR DO FIOSAÚDE MINAS GERAIS

TABELA HOSPITALAR DO FIOSAÚDE MINAS GERAIS TABELA HOSPITALAR DO FIOSAÚDE MINAS GERAIS 1 - HONORÁRIOS MÉDICOS 1.1 - Os Honorários Médicos serão pagos de acordo com a tabela do FioSaúde. 1.2 - Os Serviços Auxiliares de Diagnose e Terapia SADT, serão

Leia mais

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013.

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013. PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM Santa Maria, 06 de Junho de 2013. INTRODUÇÃO Trata-se de uma proposta de Plano de Saúde no sistema de pré-pagamento para atender os associados da ASSUFSM de Santa Maria/RS,

Leia mais

ABRANGÊNCIA DO PLANO EMPRESARIAL HOSPITALAR COM/SEM OBSTETRÍCIA:

ABRANGÊNCIA DO PLANO EMPRESARIAL HOSPITALAR COM/SEM OBSTETRÍCIA: C o b e r t u r a C o n t r a t u a l ABRANGÊNCIA DO PLANO EMPRESARIAL HOSPITALAR COM/SEM OBSTETRÍCIA: -ATENDIMENTO 24 horas; I - AS CONSULTAS DE URGÊNCIA serão realizadas com médico plantonista no HOSPITAL

Leia mais

ENFERMAGEM HOSPITALAR Manual de Normas, Rotinas e Procedimentos Sumário ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE DE ENFERMAGEM

ENFERMAGEM HOSPITALAR Manual de Normas, Rotinas e Procedimentos Sumário ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE DE ENFERMAGEM ENFERMAGEM HOSPITALAR Sumário ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE DE ENFERMAGEM Chefia do Serviço de Enfermagem Supervisor de Enfermagem Enfermeiro Encarregado de Unidade/Setor Enfermeiros em Unidade de Terapia Intensiva

Leia mais

98200003 50000446 RPG FISIOTERAPIA R$ 33,35. Avaliação Terapia Ocupacional 98400029 não possui Não possui TERAPIA OCUPACIONAL R$ 42,35 98200143

98200003 50000446 RPG FISIOTERAPIA R$ 33,35. Avaliação Terapia Ocupacional 98400029 não possui Não possui TERAPIA OCUPACIONAL R$ 42,35 98200143 DESCRIÇÃO ANTERIOR CÓDIGO ANTERIOR CÓD. TUSS NOMENCLATURA TUSS SERVIÇO VALOR REAJUSTADO EM 17,65% - (VIGENTE A PARTIR DE 01/04/2015) Avaliação Nutricionista 98800140 não possui não possui NUTRICIONISTA

Leia mais

TABELA DE TAXAS Página 1 de 8

TABELA DE TAXAS Página 1 de 8 Codigo Taxa Descricao Unidade Tipo 72011001 DIARIA 06 HORAS DE PERMANENCIA DE ENFERMAGEM DIARIA DIARIAS 72011002 DIARIA 12 HORAS DE PERMANENCIA DE ENFERMAGEM DIARIA DIARIAS 72011003 DIARIA 24 HORAS DE

Leia mais

SISTEMÁTICAS DE REMUNERAÇÃO DOS HOSPITAIS QUE ATUAM NA SAÚDE SUPLEMENTAR: CONTA ABERTA APRIMORADA / TABELA COMPACTA

SISTEMÁTICAS DE REMUNERAÇÃO DOS HOSPITAIS QUE ATUAM NA SAÚDE SUPLEMENTAR: CONTA ABERTA APRIMORADA / TABELA COMPACTA SISTEMÁTICAS DE REMUNERAÇÃO DOS HOSPITAIS QUE ATUAM NA SAÚDE SUPLEMENTAR: CONTA ABERTA APRIMORADA / TABELA COMPACTA GRUPO DE TRABALHO SOBRE REMUNERAÇÃO DOS HOSPITAIS RODADA DE SÃO PAULO Outubro de 2012

Leia mais

Remuneração Hospitalar. Modelo com Diária e Atendimento Semi-Global

Remuneração Hospitalar. Modelo com Diária e Atendimento Semi-Global Remuneração Hospitalar Modelo com Diária e Atendimento Semi-Global Sobre a Unimed Vitória UNIMED VITÓRIA / ES 310.000 CLIENTES, SENDO DESTES, 20.000 EM ATENÇÃO PRIMÁRIA; 2.380 MÉDICOS COOPERADOS; 208 PRESTADORES

Leia mais

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS MAIO/2007 Blumenau-SC, 18 de maio de 2007. À Rede Credenciada Prezados Credenciados: Como é de conhecimento de todos, dia 31 de maio de 2007 é o prazo que a Agência

Leia mais

O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições, considerando:

O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições, considerando: PORTARIA Nº 1.091/MS/GM, DE DE 25 DE AGOSTO DE 1999 O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições, considerando: - a necessidade de organização da assistência neonatal, para assegurar melhor

Leia mais

TREINAMENTO TISS. Apresentação:

TREINAMENTO TISS. Apresentação: TREINAMENTO TISS Apresentação: A ANS estabeleceu um padrão de Troca de Informação em Saúde Suplementar - TISS para troca de dados entre operadoras de planos privados de assistência à saúde e prestadores

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 10 DE JANEIRO DE 2001

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 10 DE JANEIRO DE 2001 MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 10 DE JANEIRO DE 2001 DO 9-E, de 12/1/01 O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando a Portaria SAS/MS nº 224, de

Leia mais

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO Tabela Comercial UNIFAMÍLIA EMPRESARIAL POR ADESÃO COPARTICIPATIVO 50% Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia Cobertura de consultas médicas de pré-natal, exames complementares bem como atendimentos

Leia mais

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4 Manual do Prestador Saúde o ANS - n 40.722-4 SEPACO Prezado prestador, Este manual tem como objetivo formalizar a implantação das rotinas administrativas do Sepaco Saúde, informando as características

Leia mais

tabela de preços 2014

tabela de preços 2014 1. Diária Quarto Duplo Cirurgia 224,00 Medicina 281,00 Acompanhante c/ Peq. Almoço 57,00 Berçário (Diária) 86,00 Incubadora Fototerapia - até 8 horas 72,00 Fototerapia - Diária 141,00 Cuidados Intermédios

Leia mais

NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE CENTROS DE REFERÊNCIA EM ASSISTÊNCIA A QUEIMADOS

NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE CENTROS DE REFERÊNCIA EM ASSISTÊNCIA A QUEIMADOS NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE CENTROS DE REFERÊNCIA EM ASSISTÊNCIA A QUEIMADOS 1 - NORMAS GERAIS As presentes Normas Gerais são válidas para cadastramento de Centros de Referência em Assistência a Queimados

Leia mais

Nursing Activities Score

Nursing Activities Score Guia de Orientação para a Aplicação Prática do Nursing Activities Score Etapa 1 Padronização dos Cuidados de Enfermagem, nas seguintes categorias: Monitorização e Controles; Procedimentos de Higiene; Suporte

Leia mais

Os profissionais de enfermagem que participam e atuam na Equipe Multiprofissional de Terapia Nutricional, serão os previstos na Lei 7.498/86.

Os profissionais de enfermagem que participam e atuam na Equipe Multiprofissional de Terapia Nutricional, serão os previstos na Lei 7.498/86. Regulamento da Terapia Nutricional 1. DEFINIÇÕES: Terapia Nutricional (TN): Conjunto de procedimentos terapêuticos para manutenção ou recuperação do estado nutricional do usuário por meio da Nutrição Parenteral

Leia mais

TABELA DE PREÇOS 2015

TABELA DE PREÇOS 2015 1. DIÁRIA Quarto Individual Cirurgia 231,00 Medicina 250,00 Acompanahnte c/ Peq. Almoço 60,00 Berçário (Diária) 100,00 Incubadora Fototerapia - até 8 horas 70,00 Fototerapia - Diária 140,00 Cuidados Intermédios

Leia mais

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Formulários Padrão TISS 2. Preenchimento das Guias Padrão TISS Guia de Consulta Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia SP/SADT Guia de Solicitação de Internação

Leia mais

LISTA REFERENCIAL BELÉM / PARÁ

LISTA REFERENCIAL BELÉM / PARÁ LISTA REFERENCIAL BELÉM / PARÁ 1 SUMÁRIO DISPOSIÇÕES GERAIS... 4 1. APRESENTAÇÃO:... 4 2. AUDITORIA:... 5 3. PRONTUÁRIO:... 5 4. PROCESSO DE COBRANÇA DE CONTAS MÉDICAS:... 7 5. GLOSAS E RECURSO DE GLOSA:...

Leia mais

Plano de Saúde C let let vo v o p or o r A des es o

Plano de Saúde C let let vo v o p or o r A des es o Plano de Saúde Coletivo por Adesão UNIMED GRANDE FLORIANÓPOLIS REDE CREDENCIADA 247.000 clientes 1.644 médicos cooperados 43 laboratórios 39 hospitais 257 clínicas 19 municípios cobertos REDE CREDENCIADA

Leia mais

MANUAL DE NORMAS DE AUTORIZAÇÃO E AUDITORIA MANUAL DE NORMAS DE AUTORIZAÇÃO E AUDITORIA VERSÃO II

MANUAL DE NORMAS DE AUTORIZAÇÃO E AUDITORIA MANUAL DE NORMAS DE AUTORIZAÇÃO E AUDITORIA VERSÃO II MANUAL DE NORMAS DE AUTORIZAÇÃO E AUDITORIA 1 2 Sumário Solicitação De Autorização De Atendimento...3 Urgência/Emergência:...4 Internação:...4 Atendimento Aos Recém-Nascidos:...4 Remoções:...5 Regras De

Leia mais

POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DEPARTAMENTO DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA AO PESSOAL COMISSÃO MISTA PERMANENTE DE CREDENCIAMENTO NA ÁREA DE SAÚDE SCLS

POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DEPARTAMENTO DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA AO PESSOAL COMISSÃO MISTA PERMANENTE DE CREDENCIAMENTO NA ÁREA DE SAÚDE SCLS POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DEPARTAMENTO DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA AO PESSOAL COMISSÃO MISTA PERMANENTE DE CREDENCIAMENTO NA ÁREA DE SAÚDE SCLS 115, Bl. D, Lj. 36 Térreo - Asa Sul CEP 70.385-340 BRASÍLIA-

Leia mais

TABELA DE HONORÁRIO AMBULATORIAL ANEXO 11.2 EDITAL 0057/2013

TABELA DE HONORÁRIO AMBULATORIAL ANEXO 11.2 EDITAL 0057/2013 TABELA DE HONORÁRIO AMBULATORIAL ANEXO 11.2 EDITAL 0057/2013 Honorário de Psicologia 1010111 8 Sessao de Psicoterapia / Psicologo - (12 ou ate 40 por ano se cumprir diretriz de utilização definida pelo

Leia mais

Aumentando o Faturamento

Aumentando o Faturamento 22º Congresso FEHOSP Aumentando o Faturamento Maio de 2013 Negócio Hospitalar Atenção Primária Atenção Secundária Atenção Terciária Modelos e Anorexas ANVISA e ANS SUS e Saúde Suplementar Atenção Primária,

Leia mais

UF MUNICÍPIO DISTRITO SUBDISTRITO SETOR CENSITÁRIO 02 - TIPO DE ESTABELECIMENTO 03 - TIPO DE TERCEIRIZAÇÃO. 01. ÚNICO (Passe ao 04) 02.

UF MUNICÍPIO DISTRITO SUBDISTRITO SETOR CENSITÁRIO 02 - TIPO DE ESTABELECIMENTO 03 - TIPO DE TERCEIRIZAÇÃO. 01. ÚNICO (Passe ao 04) 02. IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística Diretoria de Pesquisas Departamento de População e Indicadores Sociais BLOCO 01 - IDENTIFICAÇÃO DO QUESTIONÁRIO 01 - LOCALIZAÇÃO UF MUNICÍPIO DISTRITO

Leia mais

Apresentação TISS 3.01.00. Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS)

Apresentação TISS 3.01.00. Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) Apresentação TISS 3.01.00 Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) 1 Apresentação TISS 3.01.00 Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) Paulo Andrade (Gerente TI) Coordenador TISS

Leia mais

VAGAS e INSCRITOS por GRUPO 39 85

VAGAS e INSCRITOS por GRUPO 39 85 01 - ÁREAS BÁSICAS COM ACESSO DIRETO 1 ANESTESIOLOGIA - 3 ANOS 15 165 11,0 2 CIRURGIA GERAL - 2 ANOS 46 211 4,6 3 CLÍNICA MÉDICA - 2 ANOS 54 275 5,1 4 DERMATOLOGIA - 3 ANOS 5 88 17,6 5 INFECTOLOGIA - 3

Leia mais

PLANOS UNIMED CONVÊNIO ASDEP Contato: convênios@asdep.com.br

PLANOS UNIMED CONVÊNIO ASDEP Contato: convênios@asdep.com.br PLANOS UNIMED CONVÊNIO ASDEP Contato: convênios@asdep.com.br 1. PLANO UNIMAX COLETIVOS POR ADESÃO Características: Apresentam abrangência Nacional, com atendimentos e ampla utilização na rede Unimed, contando

Leia mais

TRANSFERÊNCIA DE PACIENTE INTERNA E EXTERNA

TRANSFERÊNCIA DE PACIENTE INTERNA E EXTERNA 1 de 8 Histórico de Revisão / Versões Data Versão/Revisões Descrição Autor 25/11/2012 1.00 Proposta inicial LCR, DSR,MGO 1 Objetivo Agilizar o processo de transferência seguro do paciente/cliente, para

Leia mais

Manual Específico Unimed-Rio - TISS

Manual Específico Unimed-Rio - TISS UNIME D-RIO Manual Específico Unimed-Rio - TISS Área de Relacionamento com Hospitais Rio 2 PADRONIZAÇÃO DOS NOVOS FORMULÁRIOS QUE SERÃO UTILIZADOS PELOS PRESTADORES PARA ENVIO PARA A UNIMED-RIO. Estes documentos

Leia mais

COM CORREÇÃO PELO ÍNDICE DE INFLAÇÃO MENSAL - INPC VALORES A SEREM COBRADOS NO MÊS DE SETEMBRO DE 2011. I Supervisão.

COM CORREÇÃO PELO ÍNDICE DE INFLAÇÃO MENSAL - INPC VALORES A SEREM COBRADOS NO MÊS DE SETEMBRO DE 2011. I Supervisão. 1 \TABELA DE HONORÁROS MÍNMOS COM CORREÇÃO PELO ÍNDCE DE NFLAÇÃO MENSAL - NPC VALORES A SEREM COBRADOS NO MÊS DE SETEMBRO DE 2011. ATVDADES AÇÕES DESENVOLVDAS QUADROS VALORES Administrativas Consultoria

Leia mais

ANEXO XXIV TABELA DE HONORÁRIOS DE FISIOTERAPIA E NORMAS DE AUTORIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS

ANEXO XXIV TABELA DE HONORÁRIOS DE FISIOTERAPIA E NORMAS DE AUTORIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS NEUROLOGIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOMUNICÍPIO - IPM IPM SAÚDE AUDITORIA EM SAÚDE ANEXO XXIV TABELA DE HONORÁRIOS DE FISIOTERAPIA E NORMAS DE AUTORIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS ASSUNTO: REDIMENSIONAMENTO DO

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES TÉCNICAS E ADMINISTRATIVAS AOS CREDENCIADOS

MANUAL DE ORIENTAÇÕES TÉCNICAS E ADMINISTRATIVAS AOS CREDENCIADOS MANUAL DE ORIENTAÇÕES TÉCNICAS E ADMINISTRATIVAS AOS CREDENCIADOS MÉDICO E HOSPITALAR Missão Life Empresarial Saúde: Cuidar da qualidade de vida de seus clientes, beneficiários e funcionários, provendo

Leia mais

1. INTRODUÇÃO...3 2. TIPOS DE TRANSPORTE...3. 2.1 Transporte intra-hospitalar:...4. 2.2Transporte inter-hospitalar:...6

1. INTRODUÇÃO...3 2. TIPOS DE TRANSPORTE...3. 2.1 Transporte intra-hospitalar:...4. 2.2Transporte inter-hospitalar:...6 1 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. TIPOS DE TRANSPORTE...3 2.1 Transporte intra-hospitalar:...4 2.2Transporte inter-hospitalar:...6 3. SEGURANÇA E CONTRA-INDICAÇÕES...7 4. CONSIDERAÇÕES...9 5. CRITICIDADE DE

Leia mais

Guia de SP/SADT Instrução de Preenchimento Manual

Guia de SP/SADT Instrução de Preenchimento Manual A Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia SP/SADT deverá ser preenchida pelo profissional ou entidade de saúde que mantém compromisso de credenciamento especial firmado com

Leia mais

Manual de Orientação ao Cliente

Manual de Orientação ao Cliente Manual de Orientação ao Cliente Prezado Cliente O Hospital IGESP reúne em um moderno complexo hospitalar, os mais avançados recursos tecnológicos e a excelência na qualidade do atendimento prestado por

Leia mais

Tabela de Honorários RESOLUÇÃO COFEN-301/2005

Tabela de Honorários RESOLUÇÃO COFEN-301/2005 Tabela de Honorários RESOLUÇÃO COFEN-301/2005 Atividades Administrativas 1. Consultoria I 2. Assessoria I 3. Auditoria I 4. Planejamento I 5. Supervisão I Livre negociação entre as partes a partir de 72,31

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DAS GUIAS VERSÃO TISS 3.02

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DAS GUIAS VERSÃO TISS 3.02 MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DAS GUIAS VERSÃO TISS 3.02 Tipos de Guias Guias Existentes Guia de Consulta; Guia SADT; Guia de Solicitação de Internação; Guia de Resumo de Internação; Guia de

Leia mais

Manual de instruções para utilização e preenchimento das guias. Instruções gerais

Manual de instruções para utilização e preenchimento das guias. Instruções gerais Manual de instruções para utilização e preenchimento das guias Instruções gerais Este manual tem como finalidade instruir todos os prestadores de serviço no preenchimento uniforme das guias do padrão TISS

Leia mais

Atualizado em JANEIRO/2009 Informações e tabelas de preços cedidas pela UNIMED Guarapuava

Atualizado em JANEIRO/2009 Informações e tabelas de preços cedidas pela UNIMED Guarapuava A Unimed Guarapuava, tem por objetivo, oferecer sempre as melhores opções, com produtos que supram a necessidade de nossos clientes, garantindo-lhes inúmeras vantagens como: cobertura mais ampla, profissionais

Leia mais

Manual TISS Troca de Informaçõ

Manual TISS Troca de Informaçõ Manual TISS Troca de Informaçõ ções em Saúde Suplementar Versão o 1.1 Instruçõ ções para preenchimento das guias PREENCHER EXCLUSIVAMENTE COM CANETA PRETA OU AZUL GCES A Unimed Natal desenvolveu este manual

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO AIH AUTORIZAÇÃO DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR - SUS

MANUAL DE ORIENTAÇÃO AIH AUTORIZAÇÃO DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR - SUS MANUAL DE ORIENTAÇÃO AIH AUTORIZAÇÃO DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR - SUS MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS AUTORIZAÇÕES DE INTERNAÇÕES HOSPITALARES - AIH'S Este manual tem por objetivo capacitar os servidores das Unidades

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS FEVEREIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS FEVEREIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 43.02.01.01 biópsia do colo uterino 1.02.01.01 biópsia de fígado por punção

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA nº 7-2010/PR

PORTARIA NORMATIVA nº 7-2010/PR PORTARIA NORMATIVA nº 7-2010/PR Implementa alteração no serviço de Assistência Hospitalar Domiciliar - AHD, no âmbito do Programa IPASGO Domiciliar e revoga PN 004-2009/PR. O Presidente do Instituto de

Leia mais

TABELA - TAXAS e DIÁRIAS - TIPO C BERÇÁRIO OU ALOJAMENTO CONJUNTO dia R$ 55, UTI dia R$ 679,50

TABELA - TAXAS e DIÁRIAS - TIPO C BERÇÁRIO OU ALOJAMENTO CONJUNTO dia R$ 55, UTI dia R$ 679,50 DIÁRIAS TABELA - TAXAS e DIÁRIAS - TIPO C DESCRIÇÃO USO VALOR Valor da US R$ 0,50 Valor da US desde 01/11/09 00.001 SUÍTE dia R$ 516,50 00.002 APTO ESPECIAL dia R$ 334,50 00.003 APTO TIPO A dia R$ 263,00

Leia mais

DIRETRIZES PARA HABILITAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS SERVIÇOS DE TERAPIA INTENSIVA ADULTO, PEDIÁTRICA E NEONATAL

DIRETRIZES PARA HABILITAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS SERVIÇOS DE TERAPIA INTENSIVA ADULTO, PEDIÁTRICA E NEONATAL MERCOSUL/GMC/RES. Nº 65/06 DIRETRIZES PARA HABILITAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS SERVIÇOS DE TERAPIA INTENSIVA ADULTO, PEDIÁTRICA E NEONATAL TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto e

Leia mais

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 355, DE 10 DE MARÇO DE 2014

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 355, DE 10 DE MARÇO DE 2014 Art. 1º Aprovar as "Boas Práticas para Organização e Funcionamento dos Serviços de Terapia Intensiva Adulto, ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde

Leia mais

HOSPITAL ESTADUAL DA CRIANÇA. Especialização em Medicina Intensiva Pediátrica

HOSPITAL ESTADUAL DA CRIANÇA. Especialização em Medicina Intensiva Pediátrica HOSPITAL ESTADUAL DA CRIANÇA PÓS-GRADUAÇÃO LATU SENSU Especialização em Medicina Intensiva Pediátrica Programa de Pós-Graduação 2014 Caracterização do curso: Instituições: Instituto D Or de Pesquisa e

Leia mais

ANEXO 2 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE HOSPITAIS

ANEXO 2 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE HOSPITAIS ANEXO 2 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE HOSPITAIS PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE HOSPITAIS Data da vistoria: / / A CADASTRO 1. IDENTIFICAÇÃO DO ESTABELECIMENTO Nome

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA PLANILHA SIG SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS

ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA PLANILHA SIG SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA PLANILHA SIG SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS 1. ORIENTAÇÕES As planilhas possuem vínculos, portanto pedimos que NÃO INCLUAM E NEM EXCLUAM LINHAS, para que não tenhamos

Leia mais

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO Este manual visa esclarecer as regras e normas para o serviço

Leia mais

Modificado conforme PT SAS/MS nº 123 de 28/02/05 ANEXO II A

Modificado conforme PT SAS/MS nº 123 de 28/02/05 ANEXO II A Modificado conforme PT SAS/MS nº 123 de 28/02/05 ANEXO II A A - FORMULÁRIO PARA VISTORIA DO GESTOR (deve ser preenchido e assinado pelo Gestor) (esse formulário não deve ser modificado e/ou substituído)

Leia mais

Anexo 9 Especificações Mínimas de Equipamentos

Anexo 9 Especificações Mínimas de Equipamentos Anexo 9 Especificações Mínimas de s i CONTEXTUALIZAÇÃO... 1 AGRUPAMENTO... 1 LISTA DE EQUIPAMENTOS... 1 1.1 3º SUBSOLO... 1 1.2 1º SUBSOLO... 1 1.3 TÉRREO... 3 1.4 1º PAVIMENTO... 9 1.5 2º PAVIMENTO...

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 167, DE 9 DE JANEIRO DE 2008.

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 167, DE 9 DE JANEIRO DE 2008. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 167, DE 9 DE JANEIRO DE 2008. Atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, que constitui a referência básica para cobertura assistencial nos planos privados de assistência

Leia mais

Plano de Saúde Coletivo por Adesão Ambulatorial +Hospitalar com Obstetrícia Sem Coparticipação

Plano de Saúde Coletivo por Adesão Ambulatorial +Hospitalar com Obstetrícia Sem Coparticipação Plano de Saúde Coletivo por Adesão Ambulatorial +Hospitalar com Obstetrícia Sem Coparticipação Tabela A Entidades Multiprofissionais. Faixa Etária AMIL BLUE 400 AMIL BLUE 500 AMIL BLUE 700 Acomodação Enfermaria

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 262, DE 1 DE AGOSTO DE 2011.

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 262, DE 1 DE AGOSTO DE 2011. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 262, DE 1 DE AGOSTO DE 2011. Atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde previstos na RN nº 211, de 11 de janeiro de 2010. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de

Leia mais

ANEXO I NORMAS DE CLASSIFICAÇÃO E CREDENCIAMENTO DE UNIDADES DE ASSISTÊNCIA EM ALTA COMPLEXIDADE CARDIOVASCULAR

ANEXO I NORMAS DE CLASSIFICAÇÃO E CREDENCIAMENTO DE UNIDADES DE ASSISTÊNCIA EM ALTA COMPLEXIDADE CARDIOVASCULAR ANEXO I NORMAS DE CLASSIFICAÇÃO E CREDENCIAMENTO DE UNIDADES DE ASSISTÊNCIA EM ALTA COMPLEXIDADE CARDIOVASCULAR 1 NORMAIS GERAIS DE CREDENCIAMENTO 1.1. Planejamento/Distribuição das Unidades 1.1.1 - As

Leia mais

Unimed Brasil. A Unimed é a maior experiência cooperativista na área da saúde em todo o mundo e também a maior rede de assistência médica do Brasil:

Unimed Brasil. A Unimed é a maior experiência cooperativista na área da saúde em todo o mundo e também a maior rede de assistência médica do Brasil: Unimed Brasil A Unimed é a maior experiência cooperativista na área da saúde em todo o mundo e também a maior rede de assistência médica do Brasil: Presente em 83% território nacional; 375 cooperativas

Leia mais

ADITIVO DE REDUÇÃO MÁXIMA DE CARÊNCIA E DOS PRAZOS PARA INÍCIO DA COBERTURA DE DOENÇAS PREEXISTENTES - CONTRATOS - PESSOA FÍSICA

ADITIVO DE REDUÇÃO MÁXIMA DE CARÊNCIA E DOS PRAZOS PARA INÍCIO DA COBERTURA DE DOENÇAS PREEXISTENTES - CONTRATOS - PESSOA FÍSICA FOLHA 1/5 DO OBJETO Este aditivo tem por finalidade alterar a redução dos prazos de carência e dos prazos para início das coberturas e eventos cirúrgicos, leitos de alta tecnologia e procedimentos de alta

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional... Nº 7 DOU de 10/01/08

Diário Oficial Imprensa Nacional... Nº 7 DOU de 10/01/08 Diário Oficial Imprensa Nacional... Nº 7 DOU de 10/01/08 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA - DF AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR RESOLUÇÃO NORMATIVA No- 167, DE 9 DE JANEIRO DE

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: : PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Ambiente e Saúde Habilitação Profissional:Técnico em enfermagem Qualificação:

Leia mais

ANEXO I GRUPAMENTO DE GESTÃO TOTAL 07 07 00. 01 01 00 02 40h 7.010,96 7.010,96. 01 01 00 02 40h. 01 01 00 02 40h 7.010,96

ANEXO I GRUPAMENTO DE GESTÃO TOTAL 07 07 00. 01 01 00 02 40h 7.010,96 7.010,96. 01 01 00 02 40h. 01 01 00 02 40h 7.010,96 ANEXO I EDITAL N o 01/2014 ISGH/HMSC Seleção Pública de Provas e Títulos para provimento de cargos do Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar/Hospital e Maternidade do Sertão Central QUADRO DE CARGOS, HABILITAÇÃO

Leia mais

Mobiliário, materiais e equipamentos mínimos para UPA. Pronto Atendimento

Mobiliário, materiais e equipamentos mínimos para UPA. Pronto Atendimento Área de recepção e espera para público / pacientes Mobiliário, materiais e equipamentos mínimos para UPA Pronto Atendimento PORTE I Quant. PORTE II Quant. PORTE III Quant. Bebedouro 1 1 2 Balcão de atendimento

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS Versão 10 de julho de 2009 1 INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL IPERGS DIRETORIA EXECUTIVA e GRUPO PARITÁRIO TERMO DE ACORDO COM O GRUPO PARITÁRIO PARA REAJUSTE DE TABELAS DE REMUNERAÇÃO

Leia mais

TABELA DE PREÇOS DE SERVIÇOS HOSPITALARES PARA CONVÊNIO - TIPO "C" DIÁRIAS R$

TABELA DE PREÇOS DE SERVIÇOS HOSPITALARES PARA CONVÊNIO - TIPO C DIÁRIAS R$ TABELA DE PREÇOS DE SERVIÇOS HOSPITALARES PARA CONVÊNIO - TIPO "C" NOMENCLATURA FATOR DIÁRIAS R$ SUÍTE dia R$ 299,57 APTO ESPECIAL dia R$ 194,01 APTO TIPO A dia R$ 152,54 APTO TIPO B dia R$ 120,64 ENFERMARIA

Leia mais

TABELA DE PREÇOS DE SERVIÇOS HOSPITALARES PARA CONVÊNIO - TIPO "B" DIÁRIAS R$

TABELA DE PREÇOS DE SERVIÇOS HOSPITALARES PARA CONVÊNIO - TIPO B DIÁRIAS R$ TABELA DE PREÇOS DE SERVIÇOS HOSPITALARES PARA CONVÊNIO - TIPO "B" NOMENCLATURA FATOR DIÁRIAS R$ SUÍTE dia R$ 361,55 APTO ESPECIAL dia R$ 234,15 APTO TIPO A dia R$ 184,10 APTO TIPO B dia R$ 145,60 ENFERMARIA

Leia mais