VÁLVULA REGULADORA DE PRESSÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "VÁLVULA REGULADORA DE PRESSÃO"

Transcrição

1

2 VÁLVULA REGULADORA DE PRESSÃO 1 - Com auxílio do diagrama elétrico correspondente, determinar: A) a pinagem dos conectores, lado válvula reguladora e ECM B) a polaridade dos fios 2 - Utilizando a ferramenta de diagnóstico VCO 950, avaliar: Defeito presente Defeito passado 3 - Utilizando o Manual de Consulta Rápida, avaliar: A) a resistência do atuador B) a resistência individual dos fios entre os conectores Treinamento - Assistência Técnica - Caminhões e Ônibus 1

3 C) a resistência entre os fios D) a resistência entre os fios e a massa 2

4 PEDAL DO ACELERADOR 1 - Com auxílio do diagrama elétrico correspondente, determinar: A) a pinagem dos conectores, lado pedal do acelerador e ECM B) a polaridade dos fios 2 - Utilizando a ferramenta de diagnóstico VCO 950, avaliar: Defeito presente Defeito passado Leituras 3 - Utilizando o Manual de Consulta Rápida, avaliar: A) a tensão de alimentação B) a tensão de saída do potenciometro 1 Treinamento - Assistência Técnica - Caminhões e Ônibus 3

5 C) a tensão de saída do ponteciometro 2 D) a resistência individual dos fios entre os conectores E) a resistência entre os fios F) a resistência entre os fios e a massa 4

6 SENSOR DE ROTAÇÃO DO MOTOR 1 - Com auxílio do diagrama elétrico correspondente, determinar: A) a pinagem dos conectores, lado válvula reguladora e ECM B) a polaridade dos fios 2 - Utilizando a ferramenta de diagnóstico VCO 950, avaliar: Defeito presente Defeito passado 3 - Utilizando o Manual de Consulta Rápida, avaliar: A) a resistência do atuador B) a resistência individual dos fios entre os conectores Treinamento - Assistência Técnica - Caminhões e Ônibus 5

7 C) a resistência entre os fios D) a resistência entre os fios e a massa E) a tensão de saída do sensor Valor encontrado: 6

8 SENSOR DE FASE SENSOR DE FASE 1 - Com auxílio do diagrama elétrico correspondente, determinar: A) a pinagem dos conectores, lado válvula reguladora e ECM B) a polaridade dos fios 2 - Utilizando a ferramenta de diagnóstico VCO 950, avaliar: Defeito presente Defeito passado 3 - Utilizando o Manual de Consulta Rápida, avaliar: A) a resistência do atuador B) a resistência individual dos fios entre os conectores Treinamento - Assistência Técnica - Caminhões e Ônibus 7

9 C) a resistência entre os fios D) a resistência entre os fios e a massa E) a tensão de retorno 8

10 SENSOR DE PRESSÃO DO COMMON RAIL 1 - Com auxílio do diagrama elétrico correspondente, determinar: A) a pinagem dos conectores, lado válvula reguladora e ECM B) a polaridade dos fios 2 Utilizando a ferramenta de diagnóstico VCO 950, avaliar: Defeito presente Defeito passado 3 - Utilizando o Manual de Consulta Rápida, avaliar: A) a resistência do atuador B) a resistência individual dos fios entre os conectores Treinamento - Assistência Técnica - Caminhões e Ônibus 9

11 C) a resistência entre os fios D) a resistência entre os fios e a massa 10

12 VÁLVULA INJETORA 1 - Com auxílio do diagrama elétrico correspondente, determinar: A) a pinagem dos conectores, lado válvula reguladora e ECM B) a polaridade dos fios 2 Utilizando a ferramenta de diagnóstico VCO 950, avaliar: Defeito presente Defeito passado 3 - Utilizando o Manual de Consulta Rápida, avaliar: A) a resistência do atuador B) a resistência individual dos fios entre os conectores Treinamento - Assistência Técnica - Caminhões e Ônibus 11

13 C) a resistência entre os fios D) a resistência entre os fios e a massa 12

14 SENSOR DE TEMPERATURA DO LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO 1 - Com auxílio do diagrama elétrico correspondente, determinar: A) a pinagem dos conectores, lado válvula reguladora e ECM B) a polaridade dos fios 2 Utilizando a ferramenta de diagnóstico VCO 950, avaliar: Defeito presente Defeito passado 3 - Utilizando o Manual de Consulta Rápida, avaliar: A) a resistência do atuador B) a resistência individual dos fios entre os conectores Treinamento - Assistência Técnica - Caminhões e Ônibus 13

15 C) a resistência entre os fios D) a resistência entre os fios e a massa 14

16 SENSOR DE PRESSÃO E TEMPERATURA DO ÓLEO 1 - Com auxílio do diagrama elétrico correspondente, determinar: A) a pinagem dos conectores, lado válvula reguladora e ECM B) a polaridade dos fios 2 Utilizando a ferramenta de diagnóstico VCO 950, avaliar: Defeito presente Defeito passado 3 - Utilizando o Manual de Consulta Rápida, avaliar: A) a resistência do atuador B) a resistência individual dos fios entre os conectores Treinamento - Assistência Técnica - Caminhões e Ônibus 15

17 C) a resistência entre os fios D) a resistência entre os fios e a massa 16

18 SENSOR DE PRESSÃO E TEMPERATURA DO AR ADMITIDO 1 - Com auxílio do diagrama elétrico correspondente, determinar: A) a pinagem dos conectores, lado válvula reguladora e ECM B) a polaridade dos fios 2 Utilizando a ferramenta de diagnóstico VCO 950, avaliar: Defeito presente Defeito passado 3 - Utilizando o Manual de Consulta Rápida, avaliar: A) a resistência do atuador B) a resistência individual dos fios entre os conectores Treinamento - Assistência Técnica - Caminhões e Ônibus 17

19 C) a resistência entre os fios D) a resistência entre os fios e a massa 18

20 COMUNICAÇÃO DATA LINK (REDE CAN) 1 - Com auxílio do diagrama elétrico correspondente, determinar: A) a pinagem dos conectores, lado conector de diagnóstico e ECM B) a polaridade dos fios 2 Utilizando a ferramenta de diagnóstico VCO 950, avaliar: Defeito presente Defeito passado 3 - Utilizando o Manual de Consulta Rápida, avaliar: A) a resistência da rede CAN Valor encontrado: B) a resistência entre os fios e a massa Valor encontrado: Treinamento - Assistência Técnica - Caminhões e Ônibus 19

21 C) a tensão da rede CAN Valor encontrado: D) a tensão de alimentação Valor encontrado: 20

22 Volkswagen do Brasil Ltda. Industria de Veículos Automotores Treinamento de Pessoal da Rede Via Anchieta, km 23,5 São Bernardo do Campo - SP CEP CPI 1177

FUNCIONAMENTO DO SISTEMA COMMON RAIL DE INJEÇÃO ELETRÔNICA DIESEL

FUNCIONAMENTO DO SISTEMA COMMON RAIL DE INJEÇÃO ELETRÔNICA DIESEL FUNCIONAMENTO DO SISTEMA COMMON RAIL DE INJEÇÃO ELETRÔNICA DIESEL O sistema Common Rail de injeção eletrônica Diesel é um dos mais modernos e flexíveis sistemas de injeção existentes no mercado, preenchendo

Leia mais

Índice. Introdução 03. Cuidados ao manusear o equipamento 05. Acessórios Inclusos 06. Definições do equipamento 07

Índice. Introdução 03. Cuidados ao manusear o equipamento 05. Acessórios Inclusos 06. Definições do equipamento 07 Manual 1 Índice. Introdução 03 Cuidados ao manusear o equipamento 05 Acessórios Inclusos 06 Definições do equipamento 07 Conectando o Pin Out 11 Fazendo medições 13 Testando com injetores e bobinas reais

Leia mais

MANUAL DE TESTES - SDC 701

MANUAL DE TESTES - SDC 701 DG FLEX SENSOR DE TEMPERATURA DA ÁGUA - RESISTÊNCIA Verificar no conector da ECU, desconectado. Ligar a ponta de prova vermelha (+) do multímetro ao terminal 73-B da ECU. Ligar a ponta de prova preta (-)

Leia mais

AULA TÉCNICA INSTRUTOR: SCOPINO

AULA TÉCNICA INSTRUTOR: SCOPINO AULA TÉCNICA 19 2015 INSTRUTOR: SCOPINO GERENCIAMENTO ELETRÔNICO FIESTA 1.6 FLEX MARELLI IAW 4CFR SCOPINO TREINAMENTOS Já tivemos aula sobre: FIESTA 1.6 FLEX IGNIÇÃO, ELETROVENTILADOR E PARTIDA A FRIO

Leia mais

Chevrolet Omega/Suprema 2.0/2.2/3.0/4.1

Chevrolet Omega/Suprema 2.0/2.2/3.0/4.1 Diagnóstico da injeção eletrônica Chevrolet Omega/Suprema 2.0/2.2/3.0/4.1 Autoria: Fernando Furini Mauro Perides Colaboração: Gustavo Frezza Junior - Overspeed Helder Muller Versão 1.3-17/04/2006 Pág 1

Leia mais

Aplicativos JEEP MPI. O Indicador de mau funcionamento (mil) no painel de instrumento iluminará se são reconhecidas certas falhas.

Aplicativos JEEP MPI. O Indicador de mau funcionamento (mil) no painel de instrumento iluminará se são reconhecidas certas falhas. 1 Aplicativos JEEP MPI JEEP CHEROKEE 4.0L Código de Falhas A unidade central incorpora uma função de diagnóstico O Indicador de mau funcionamento (mil) no painel de instrumento iluminará se são reconhecidas

Leia mais

VOLT-AMPERÍMETRO GAUSS VA 600. Manual do Usuário.

VOLT-AMPERÍMETRO GAUSS VA 600. Manual do Usuário. VOLT-AMPERÍMETRO GAUSS VA 600 Manual do Usuário www.gauss.ind.br Caro Cliente, Parabéns por adquirir um produto GAUSS! O volt-amperímetro VA600 foi desenvolvido dentro dos mais exigentes padrões de qualidade

Leia mais

SUMÁRIO. Parte I. Capítulo 4 - Gerenciamento de Sistemas de Eletrônica Embarcada... 23

SUMÁRIO. Parte I. Capítulo 4 - Gerenciamento de Sistemas de Eletrônica Embarcada... 23 SUMÁRIO Parte I Capítulo 1 - Combustão... 3 Processo de combustão... 3 Motores de Combustão Interna... 4 Relação Ar/Combustível... 5 Relação Estequiométrica... 5 Tipos de misturas... 6 Fator Lambda...

Leia mais

TABELA DE PREÇO MAXAUTO Vigência - Setembro Rev -35

TABELA DE PREÇO MAXAUTO Vigência - Setembro Rev -35 5100 Sensor de Velocidade 267,00 5% 8543.20.00 5101 Sensor de Velocidade 393,33 5% 8543.20.00 5102 Sensor de Velocidade 135,55 5% 8543.20.00 5103 Sensor de Velocidade 73,33 5% 8543.20.00 5104 Sensor de

Leia mais

Unidade Remota CANopen RUW-06. Guia de Instalação, Configuração e Operação. Idioma: Português. Documento: / 00

Unidade Remota CANopen RUW-06. Guia de Instalação, Configuração e Operação. Idioma: Português. Documento: / 00 Motors Automation Energy Transmission & Distribution Coatings Unidade Remota CANopen RUW-06 Guia de Instalação, Configuração e Operação Idioma: Português Documento: 10002133182 / 00 ÍNDICE 1 INSTRUÇÕES

Leia mais

Amplificador Eletrônico pq 11

Amplificador Eletrônico pq 11 Amplificador Eletrônico pq 11 Controla um solenóide proporcional Instalado diretamente sobre a válvula Opera com sinais teóricos de tensão ou corrente Admite operação de CLP Circuitos compensadores de

Leia mais

CAPÍTULO 16. A unidade central opera no modo emergência quando um sensor falha, assim o motorista conseguirá levar o carro até a oficina.

CAPÍTULO 16. A unidade central opera no modo emergência quando um sensor falha, assim o motorista conseguirá levar o carro até a oficina. 1 of 32 21/07/2014 19:28 CAPÍTULO 16 AUDI A4 1.6 ADP 1995 em diante COMO FUNCIONA ESTE SISTEMA Este sistema é Mutliponto sequencial, com 4 válvulas injetoras que possui autodiagnose ou seja que caso tenha

Leia mais

APLICATIVOS GM BOSCH MOTRONIC M1.5.4 P

APLICATIVOS GM BOSCH MOTRONIC M1.5.4 P CAPITULO 64 APLICATIVOS GM BOSCH MOTRONIC M1.5.4 P VECTRA 2.0-8V - 97 VECTRA 2.0-16V - 97 KADETT 2.0-97 S10 2.2 VECTRA 2.2 COMO FUNCIONA O SISTEMA. Este sistema de injeção eletrônica é um sistema digital

Leia mais

Instrumentação Eletrônica TE149. Prof. Marlio Bonfim UFPR 2 semestre 2013

Instrumentação Eletrônica TE149. Prof. Marlio Bonfim UFPR 2 semestre 2013 Instrumentação Eletrônica TE149 Prof. Marlio Bonfim UFPR 2 semestre 2013 Instrumentação Eletrônica Sinais elétricos Mundo Mundo Real Real Grandezas Físicas Físicas Sensor Atuador Condicionamento e Processamento

Leia mais

Evolução dos Motores Diesel - FATEC

Evolução dos Motores Diesel - FATEC < 1 > BEM VINDOS Instrutor: Anderson Chiganças Marques < 2 > Vídeo Institucional < 3 > Evolução dos Motores Diesel (PROCONVE P7 EURO V) Tecnologia SCR Selective Catalytic Reduction (Redução Catalítica

Leia mais

P0001 Controle regulador de volume de combustível Circuito aberto P0002 Controle regulador de volume de combustível Faixa/desempenho P0003 Controle

P0001 Controle regulador de volume de combustível Circuito aberto P0002 Controle regulador de volume de combustível Faixa/desempenho P0003 Controle P0001 Controle regulador de volume de combustível Circuito aberto P0002 Controle regulador de volume de combustível Faixa/desempenho P0003 Controle regulador de volume de combustível circuito baixo P0004

Leia mais

KIT DIDÁTIDO MOCK UP MOTOR DIESEL

KIT DIDÁTIDO MOCK UP MOTOR DIESEL KIT DIDÁTIDO MOCK UP MOTOR DIESEL ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS/DESCRIÇÃO A bancada didática para treinamento em motores de combustão interna do tipo ciclo diesel (motor vivo) tem como objetivo auxiliar as aulas

Leia mais

Sensor transmissor sensor do valor de medição Construção

Sensor transmissor sensor do valor de medição Construção Sensor transmissor sensor do valor de medição Construção GEMÜ 12 Sensor transmissor com contato Reed (alternador) biestável instalado. GEMÜ 1251-1257 Sensor transmissor com contato Reed (NA) biestável

Leia mais

Arquitetura das Unidades de Controle Eletrônico

Arquitetura das Unidades de Controle Eletrônico Arquitetura das Unidades de Controle Eletrônico Antes que a unidade eletrônica de controle (Electronic Control Unit ECU) atue de forma precisa no motor, a ECU deve estimar com a maior de precisão possível

Leia mais

BOSCH MOTRONIC M2.8-16V

BOSCH MOTRONIC M2.8-16V CAPITULO 56 BOSCH MOTRONIC M2.8-16V APLICATIVOS GM VECTRA GSI CALIBRA 2.0 16V COMO FUNCIONA O SISTEMA MOTRONIC 2.8 DO VECTRA GSI 2.0 E CALIBRA 2.0 16V Como funciona injeção eletrónica de combustível MOTRONIC

Leia mais

Todo gás que inicia em R é mistura, não é gás, é líquido, tem que usar a garrafa de cabeça para baixo.

Todo gás que inicia em R é mistura, não é gás, é líquido, tem que usar a garrafa de cabeça para baixo. 1 HP equivale aproximadamente a 12.000 BTU 1 BTU = 1TR ( Tonelada de Refrigeração) Fases: R= Rotação S= Saída T= Trabalho VA 1 VA equivale a aproximadamente 0,7 Watts HPY= Refrigerante R-600 R-290 1234y

Leia mais

IDM-6 Ignition Driver Module

IDM-6 Ignition Driver Module Manual do Usuário IDM-6 Ignition Driver Module 8 de Janeiro de 2014 GARANTIA PRODUTOS PRO TUNE Os Produtos Pro Tune têm garantia de 1 ano (3 meses referentes à garantia legal mais extensão de 9 meses de

Leia mais

COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO Certificação de Competências

COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO Certificação de Competências COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO Certificação de Competências CARGO AGENTE DE MANUTENÇÃO DE VEÍCULOS Área de Concentração: Elétrica de Autos 1. O movimento ordenado de elétrons livres em um condutor

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES TURBO GÁS

MANUAL DE INSTRUÇÕES TURBO GÁS MANUAL DE INSTRUÇÕES TURBO GÁS Progás Indústria Metalúrgica Ltda. Av. Eustáquio Mascarello, 5 - Desvio Rizzo Caxias do Sul - RS - Brasil Fone: 0800.979. www.progas.com.br - e-mail: progas@progas.com.br

Leia mais

Manual Do Usuário TSI-1000 TSI-1000 Nº. PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda

Manual Do Usuário TSI-1000 TSI-1000 Nº. PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda Certificado de Garantia. Modelo Controle TSI-1000 Nº A Planatc Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda garante o equipamento adquirido contra possíveis defeitos de fabricação pelo período de 12 meses, a

Leia mais

AULA TÉCNICA INSTRUTOR: SCOPINO

AULA TÉCNICA INSTRUTOR: SCOPINO AULA TÉCNICA 26 2015 INSTRUTOR: SCOPINO GERENCIAMENTO ELETRÔNICO 307 1.6 16V FLEX BOSCH ME 7.4.9 SCOPINO TREINAMENTOS Já tivemos aula sobre: ONIX - AJUSTES E SCANNER Agora veremos: 307 ME 7.4.9 - AULA

Leia mais

Ativação da tomada de força da caixa de mudanças automática

Ativação da tomada de força da caixa de mudanças automática Função Função A função é usada para ativar a tomada de força a partir da área do motorista e do lado de fora da cabina. A tomada de força é controlada pela unidade de comando da BCI (Interface de comunicação

Leia mais

Kaptor. Manual de Operação. Tabelas de Falhas Genéricas RAD537/ 1.01

Kaptor. Manual de Operação. Tabelas de Falhas Genéricas RAD537/ 1.01 Kaptor Manual de Operação Tabelas de Falhas Genéricas RAD537/ 1.01 TABELAS DE FALHAS GENÉRICAS SUMÁRIO 1.0 - INTRODUÇÃO... 3 2.0 - TABELAS DE FALHAS... 3 Operação 1.0 - INTRODUÇÃO Falhas Genéricas Neste

Leia mais

Scanner Diesel Cargo SDC 701 Equipamento de diagnóstico eletrônico Diesel

Scanner Diesel Cargo SDC 701 Equipamento de diagnóstico eletrônico Diesel Scanner Diesel Cargo SDC 701 Equipamento de diagnóstico eletrônico Diesel 102 (07/2005) Para Mercedes-Benz, Volvo, International, GMC, Scania, Volkswagen e Protocolos Standard Norma SAE. Injeção eletrônica/abs/piloto

Leia mais

RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE FALHA DO DIAGNÓSTICO A BORDO SEGUNDA GERAÇÃO (OBD2) TRADUZIDOS PARA O PORTUGUÊS CORTESIA APTTA BRASIL AO TÉCNICO REPARADOR

RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE FALHA DO DIAGNÓSTICO A BORDO SEGUNDA GERAÇÃO (OBD2) TRADUZIDOS PARA O PORTUGUÊS CORTESIA APTTA BRASIL AO TÉCNICO REPARADOR RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE FALHA DO DIAGNÓSTICO A BORDO SEGUNDA GERAÇÃO (OBD2) TRADUZIDOS PARA O PORTUGUÊS CORTESIA APTTA BRASIL AO TÉCNICO REPARADOR ESTES CÓDIGOS SÃO REFERENCIA PARA TODOS OS SISTEMAS DO VEÍCULO

Leia mais

Instruções para Implementadores

Instruções para Implementadores Volvo Truck Corporation Curitiba, Brazil Instruções para Implementadores Data Grupo Edição Pág. 8.2011 95 01 1( 6 ) Eletricidade Instalação de sistemas de rastreamento/monitoramento não instalados/desenvolvidos

Leia mais

LAB4 Introdução aos Controladores Lógicos Programáveis

LAB4 Introdução aos Controladores Lógicos Programáveis LAB4 Introdução aos Controladores Lógicos Programáveis 4.1 Introdução Os Controladores Lógicos Programáveis (CLPs) são dispositivos digitais, muito utilizados na indústria, capazes de armazenar instruções

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE ENGENHARIA ELÉTRICA E INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ELETRÔNICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE ENGENHARIA ELÉTRICA E INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ELETRÔNICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE ENGENHARIA ELÉTRICA E INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ELETRÔNICA LISTA DE EXERCICIOS #8 (1) FONTE DE CORRENTE a) Determine Io. b) Calcule

Leia mais

O acelerador eletrônico

O acelerador eletrônico O acelerador eletrônico Os sistemas drive by wire ("guiado/controlado por fio") vão tomando espaço de mecanismos e sistemas hidráulicos complexos. Com o lançamento do motor fire 1.3 16 V, a fiat esbanja

Leia mais

Controle do regulador de volume de combustível - faixa/funcionamento do circuito

Controle do regulador de volume de combustível - faixa/funcionamento do circuito Todos os códigos EOBD que começam por P seguidos de zero possuem um significado padrão independentemente da marca ou modelo de veículo. Para obter o significado dos códigos EOBD que não começam por P seguidos

Leia mais

Manual de Utilização YA XUN 858D

Manual de Utilização YA XUN 858D Manual de Utilização YA XUN 858D Cabo Ferro Solda Cabo Ar Quente Estação 858 Suporte Ferro Solda Especificações da Estação Ar Quente: 1. Entrada de Alimentação: AC 220V/60Hz. 2. Consumo de Corrente Máximo

Leia mais

w w w. e l e t r o n p l a s t. c o m. b r

w w w. e l e t r o n p l a s t. c o m. b r w w w. e l e t r o n p l a s t. c o m. b r TRUE CHARGE ECB110F30-A/00 (24V) Manual de Instruções e recomendações de segurança LEGENDA: Risco de Choque Elétrico Advertência Corrente contínua ~ Corrente

Leia mais

INT / FAB DESCRIÇÃO SP BR IPI MONTADORA IMAGEM CX - RELE COMUTADOR FAROL R$ 37,72 R$ 39,81 0 SCANIA

INT / FAB DESCRIÇÃO SP BR IPI MONTADORA IMAGEM CX - RELE COMUTADOR FAROL R$ 37,72 R$ 39,81 0 SCANIA INT / FAB DESCRIÇÃO SP BR IPI MONTADORA IMAGEM 575188 1401788CX - RELE COMUTADOR FAROL R$ 37,72 R$ 39,81 0 SCANIA 574808 1401789CX - RELE PISCA SERIE 4 R$ 56,63 R$ 59,77 0 SCANIA 569965 1425019CX - BLOQUEIO

Leia mais

TVP. Manual de Instruções. MEDIDOR DE VAZÃO Tipo Deslocamento Positivo TECNOFLUID

TVP. Manual de Instruções. MEDIDOR DE VAZÃO Tipo Deslocamento Positivo TECNOFLUID Português TVP MEDIDOR DE VAZÃO Tipo Deslocamento Positivo Manual de Instruções Leia este manual atentamente antes de iniciar a operação do seu aparelho. Guarde-o para futuras consultas. Anote o modelo

Leia mais

MANUAL DE SERVIÇO. Condicionadores de Ar Split High-Wall. Modelos LX-HX

MANUAL DE SERVIÇO. Condicionadores de Ar Split High-Wall. Modelos LX-HX Condicionadores de Ar Split High-Wall Modelos LX-HX Prezado Assistente Técnico, Este documento foi desenvolvido com o objetivo de proporcionar a você, o maior número de informações possíveis, buscando

Leia mais

INTRODUÇÃO... 3. CONCEITOS BÁSICOS DO SISTEMA ABS (ANTILOCK BRAKE SYSTEM)... 4 Generalidades... 4

INTRODUÇÃO... 3. CONCEITOS BÁSICOS DO SISTEMA ABS (ANTILOCK BRAKE SYSTEM)... 4 Generalidades... 4 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 CONCEITOS BÁSICOS DO SISTEMA ABS (ANTILOCK BRAKE SYSTEM)... 4 Generalidades... 4 ABS... 5 Componentes do sistema... 5 Ciclo de funcionamento... 5 CIRCUITO E ESQUEMA DE LIGAÇÕES DO

Leia mais

Manual de Instruções de Operação e Manutenção Monitor de Posição

Manual de Instruções de Operação e Manutenção Monitor de Posição Manual de Instruções de Operação e Manutenção Monitor de Posição 1. INFORMAÇÕES GERAIS... 3 2. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS... 3 3. DESENHO DIMENSIONAL... 4 4. INSTALAÇÃO... 5 4.1 MONTAGEM EM ATUADOR ROTATIVO...

Leia mais

Limitador de velocidade

Limitador de velocidade Histórico Histórico A função de limitador de velocidade é controlada pela unidade de comando da BCI (Interface de comunicação da carroceria). A função pode ser ativada por sinais analógicos ou pela CAN

Leia mais

M A N U A L D E I N S T A L A Ç Ã O E O P E R A Ç Ã O

M A N U A L D E I N S T A L A Ç Ã O E O P E R A Ç Ã O M A N U A L D E I N S T A L A Ç Ã O E O P E R A Ç Ã O Peak and Hold 4A/1A - ver.2.00 1 Apresentação A Pandoo Performance Parts apresenta o Pandoo Peak and Hold 4A/1A, um módulo gerenciador de corrente

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO Portaria INMETRO/DIMEL n.º 074, de 30 de maio de 2001. O Diretor

Leia mais

NBR Títulos/Objetivos Pág

NBR Títulos/Objetivos Pág Coleção completa 0 009 Veículos rodoviários automotores Retífica de motores alternativos de combustão interna Esta Norma estabelece os princípios gerais para execução de retífica completa de motores alternativos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO ANTONIO AUTO PEÇAS LTDA 27.340.074/0001-23 Avenida DR. ARISTIDES CAMPOS, 423 - B. BASILÉIA - Cachoeiro de Itapemirim - ES - CEP: 2821010799 aap@aap.com.br 00001 00001 00024508 peças e acessórios de mecânica:

Leia mais

Posicionador inteligente

Posicionador inteligente Posicionador inteligente Construção O posicionador digital, eletropneumático GEMÜ epos detecta a posição da válvula através de um sensor de posição. Ele dispõe de uma carcaça robusta com teclas de operação

Leia mais

Atuadores. Exemplos de atuadores: Translação linear com motor de passo. Mecânicos : -Motor elétrico (DC, AC, de passo) -Motor piezoelétrico -Válvulas

Atuadores. Exemplos de atuadores: Translação linear com motor de passo. Mecânicos : -Motor elétrico (DC, AC, de passo) -Motor piezoelétrico -Válvulas Atuadores Em instrumentação Eletrônica, Atuador é um elemento que, a partir de um sinal elétrico, vai ser capaz de atuar na grandeza que se deseja controlar A atuação ocorre dentro de limites pré-determinados

Leia mais

CNPJ (MF) / Inscr. Estadual EXAUSTOR CENTRÍFUGO

CNPJ (MF) / Inscr. Estadual EXAUSTOR CENTRÍFUGO CNPJ (MF) 09.536.339/0001-81 Inscr. Estadual 286.287.100.114 EXAUSTOR CENTRÍFUGO Motor: WEG ALTO RENDIMENTO, ALTA ROTAÇÃO (2 PÓLOS). 220 / 380 / 440 V TRIFÁSICO, 60HZ. PROTEÇÃO IP55, BLINDADO. Características:

Leia mais

Leia todo o manual antes de iniciar a instalação

Leia todo o manual antes de iniciar a instalação Leia todo o manual antes de iniciar a instalação Precauções 1. Certifique-se que o veículo esteja em perfeitas condições de funcionamento, Injeção, Ignição e motor. 2. Encontre um local protegido da umidade,

Leia mais

TÉCNICO/A DE MECATRÓNICA AUTOMOVEL

TÉCNICO/A DE MECATRÓNICA AUTOMOVEL TÉCNICO/A DE MECATRÓNICA AUTOMOVEL QUADRO RESUMO FORMAÇÃO UFCD (H) Serralharia para mecânicos 5004 25 Rodas/Pneus/Geometria de direção 5008 25 Motores - reparação/dados técnicos 5012 50 Motores - diagnóstico

Leia mais

Para o perfeito funcionamento e conservação dos componentes instalados, siga as recomendações abaixo:

Para o perfeito funcionamento e conservação dos componentes instalados, siga as recomendações abaixo: t1200 apresentação e características A Micro comutadora t1200 é um módulo eletrônico desenvolvido para facilitar a instalação do Kit GNV. Essa comutadora é programada somente para veículos providos de

Leia mais

Manual de funcionamento Esteira transportadora

Manual de funcionamento Esteira transportadora Manual de funcionamento Esteira transportadora Sumário 1. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 2 2. ITENS DO SISTEMA... 3 2.1. PLACA DE COMANDO... 3 2.1.1. Sinalizador... 3 2.1.2. Botão pulsador... 3 2.1.3. Chave comutadora...

Leia mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA Eletrônica Básica e Projetos Eletrônicos

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA Eletrônica Básica e Projetos Eletrônicos CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA Eletrônica Básica e Projetos Eletrônicos AULA LAB 04 DIODOS ZENER, LEDS E TRANSISTORES BIPOLARES 1 INTRODUÇÃO Os componentes

Leia mais

Anexo 2 TABELA DE PREÇOS DE PEÇAS DE RECUPERAÇÃO DE INJEÇÕES DE DIESEL

Anexo 2 TABELA DE PREÇOS DE PEÇAS DE RECUPERAÇÃO DE INJEÇÕES DE DIESEL Anexo 2 TABELA DE PREÇOS DE PEÇAS DE RECUPERAÇÃO DE INJEÇÕES DE DIESEL BOSCH Referência Descrição da peça Valor 0261230081 SENSOR DE PRESSÃO 241,31 0281002118 VÁLVULA MAGNÉTICA 1.740,72 0281002149 VÁLVULA

Leia mais

Motobombas. Diesel. BFD 6" - Ferro Fundido BFD 8" - Ferro Fundido

Motobombas. Diesel. BFD 6 - Ferro Fundido BFD 8 - Ferro Fundido Motobombas Diesel BFD 6" - Ferro Fundido BFD 8" - Ferro Fundido 1 - Motobomba BFDE 6", BFDE 8" Sua aplicação básica está na captação de água de rio e lagos. Utilizado quando é necessário uma transferência

Leia mais

SUMÁRIO SEÇÃO 2.3 : MANUAL DE REPAROS - MULTEC H 1.0 - INTRODUÇÃO... 3 2.0 - CARACTERÍSTICAS GERAIS... 3 3.0 - ESQUEMAS ELÉTRICOS...

SUMÁRIO SEÇÃO 2.3 : MANUAL DE REPAROS - MULTEC H 1.0 - INTRODUÇÃO... 3 2.0 - CARACTERÍSTICAS GERAIS... 3 3.0 - ESQUEMAS ELÉTRICOS... Reparos MULTEC H SEÇÃO 2.3 : MANUAL DE REPAROS - MULTEC H SUMÁRIO 1.0 - INTRODUÇÃO... 3 2.0 - CARACTERÍSTICAS GERAIS... 3 2.1 - Conectores da UC e localizações... 4 3.0 - ESQUEMAS ELÉTRICOS... 5 4.0 -

Leia mais

Treinamento Técnico 03/06 Chassi WAX Dicas de Reparo Painel LCD Março/06

Treinamento Técnico 03/06 Chassi WAX Dicas de Reparo Painel LCD Março/06 Treinamento Técnico 03/06 Chassi WAX Dicas de Reparo Painel LCD Março/06 Elaborado por: - Alexandre Hoshiba - Manuel Costa - Mauricio Rizzi Índice: Chassi WAX Dicas de Reparo Painel LCD 1. Introdução 03

Leia mais

PROCONVE P7. Seminário sobre Emissões de Veículos a Diesel. As Tecnologias Necessárias. Ações para Atendimento aos Novos Limites do Proconve Fase 7

PROCONVE P7. Seminário sobre Emissões de Veículos a Diesel. As Tecnologias Necessárias. Ações para Atendimento aos Novos Limites do Proconve Fase 7 Seminário sobre Emissões de Veículos a Diesel Ações para Atendimento aos Novos Limites do Proconve Fase 7 As Tecnologias Necessárias Luso Martorano Ventura São Paulo, 27 de outubro de 2009 Conteúdo Evolução

Leia mais

SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL

SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL METAL/MECÂNICA SENAI RR SENAI RR SENAI, SUA CONQUISTA ORGANIZAÇÃO CURRICULAR DOS CURSOS 1. TÍTULO COMANDOS ELÉTRICOS PARA REFRIGERAÇÃO Proporcionar ao treinando conhecimentos teóricos e 2. OBJETIVO práticos

Leia mais

TM 527 - INJEÇÃO VW INJEÇÃO ELETRÔNICA. 1 Menu Principal

TM 527 - INJEÇÃO VW INJEÇÃO ELETRÔNICA. 1 Menu Principal INJEÇÃO ELETRÔNICA TM 527 - INJEÇÃO VW VW - Marelli 4LV Linha Gol 1.0 EGAS, Gol 1.0 16V EGAS VW - Motronic 5.9.2v3 Linha Golf/Bora 2.0/Beetle 2.0 VW - Motronic ME7.5.10 Golf 1.6 EGAS 1 Menu Principal Opcao:

Leia mais

Válvulas reguladoras de pressão Válvulas reguladoras de pressão E/P Série EV04. Catálogo impresso

Válvulas reguladoras de pressão Válvulas reguladoras de pressão E/P Série EV04. Catálogo impresso Válvulas reguladoras de pressão Válvulas reguladoras de pressão E/P Catálogo impresso Válvulas reguladoras de pressão Válvulas reguladoras de pressão E/P Válvula reguladora de pressão E/P, Qn= 50 l/min

Leia mais

1. Erro de sistema >>>> Erros de motor. 4. O valor real da temperatura exterior - folgas wasserkasten

1. Erro de sistema >>>> Erros de motor. 4. O valor real da temperatura exterior - folgas wasserkasten 1. Erro de sistema ---------------------- >>>> Erros de motor 2. Valor real folgas praticamente 3. Valor real interior do console tentáculo 4. O valor real da temperatura exterior - folgas wasserkasten

Leia mais

Manual do Usuário. Exsto Tecnologia Ltda.

Manual do Usuário. Exsto Tecnologia Ltda. Manual do Usuário Ltda. R. Vereador José Eduardo da Costa, 169 Santa Rita do Sapucaí MG CEP: 37540 000 +55 35 3471 6898 www.exsto.com.br 2 1 Introdução Parabéns! Você acaba de adquirir um produto de alta

Leia mais

SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL

SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL ALIMENTOS SENAI RR SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL ORGANIZAÇÃO CURRICULAR DOS CURSOS Catálogo de Cursos 1. TÍTULO ALINHAMENTO E BALANCEAMENTO DE RODAS Preparar profissionais para identificar os ângulos

Leia mais

Participação da Região Piemonte na feira AUTOMEC 2007. Anhembi São Paulo, de 10 à 14 de Abril 2007 Stand I54 / J57

Participação da Região Piemonte na feira AUTOMEC 2007. Anhembi São Paulo, de 10 à 14 de Abril 2007 Stand I54 / J57 EMPRESAS PIEMONTESAS QUE PARTICIPARÃO DA ANTI SRL 1977 25 4.260.000,00 25% Site: www.antisrl.it INDÚSTRIA DE COMPONENTES EM MATÉRIA PLÁSTICA PARA AUTOMÓVEIS (OEM) E PEÇAS DE REPOSIÇÃO (AFTER MARKET) CONTATO

Leia mais

datasheet 646 Series www.mems-pressure.com Transmissor de Nível Saída Analógica Compensada Digitalmente 646 Series: Alta exatidão - 0,08%FS. 2 Este transmissor piezorresistivo desenvolvido pela MEMS Ltda.,

Leia mais

Fuelbox F100. Injeção eletrônica programável

Fuelbox F100. Injeção eletrônica programável Fuelbox F100 Injeção eletrônica programável Descrição A Fuelbox F100 é uma unidade de gerenciamento eletrônico de motores com até 12 cilindros, indicada para veículos de alto desempenho, veículos de competição,

Leia mais

O motor de Stirling: um motor térmico a ar quente

O motor de Stirling: um motor térmico a ar quente O motor de Stirling: um motor térmico a ar quente TEORIA O motor de Stirling (Fig. 1) é um motor térmico a ar quente, com a qual vamos investigar experimentalmente o ciclo de Stirling (diagrama pv), e

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES MAQUINA DE LIMPEZA E TESTE DE BICOS INJETORES / TESTE DE ATUADORES CORPO DE BORBOLETA ELETRÔNICO/PEDAL ACELERADOR/VALVULA TERMOSTÁTICA MODELO KA-080 www.kitest.com.br Indústria Brasileira

Leia mais

Sumário. Introdução 5 Lei de Ohm 6 Determinação experimental da Lei de Ohm 6 Aplicação da Lei de Ohm 10 Apêndice 14 Questionário 14 Bibliografia 14

Sumário. Introdução 5 Lei de Ohm 6 Determinação experimental da Lei de Ohm 6 Aplicação da Lei de Ohm 10 Apêndice 14 Questionário 14 Bibliografia 14 Sumário Introdução 5 Lei de Ohm 6 Determinação experimental da Lei de Ohm 6 Aplicação da Lei de Ohm 10 Apêndice 14 Questionário 14 Bibliografia 14 Espaço SENAI Missão do Sistema SENAI Contribuir para o

Leia mais

ELEVADORES VEICULARES LIFETIME EXCELLENCE PRIMEIRO ELEVADOR VEICULAR COM ACIONAMENTO TOTALMENTE ELÉTRICO. INOVADOR, SIMPLES E CONFIÁVEL

ELEVADORES VEICULARES LIFETIME EXCELLENCE PRIMEIRO ELEVADOR VEICULAR COM ACIONAMENTO TOTALMENTE ELÉTRICO. INOVADOR, SIMPLES E CONFIÁVEL ELEVADORES VEICULARES LIFETIME EXCELLENCE PRIMEIRO ELEVADOR VEICULAR COM ACIONAMENTO TOTALMENTE ELÉTRICO. INOVADOR, SIMPLES E CONFIÁVEL UM NOVO CONCEITO EM ELEVADORES VEICULARES A PALFINGER: Com mais de

Leia mais

Manual Técnico. Regulagem de pressão Tabela de teste

Manual Técnico. Regulagem de pressão Tabela de teste Regulagem de pressão Tabela de teste KO5F-FI / KO500SX Regulagens GLP ) Realizar a mudança de posição do jumper na Localização do Jumper Posição GLP ) Realizar a regulagem de pressão secundária máxima;

Leia mais

Apresentação Técnica. Compressores Portáteis 300Q. People. Footer Passion. Performance.

Apresentação Técnica. Compressores Portáteis 300Q. People. Footer Passion. Performance. Apresentação Técnica Compressores Portáteis 300Q People. Footer Passion. Performance. 1. Date 300Q Índice O Produto Características Técnicas; Layout Detalhes do Produto; Desenho Dimensional; Fluxograma;

Leia mais

APLICATIVOS RENAULT. Siemens/Fênix 5

APLICATIVOS RENAULT. Siemens/Fênix 5 CAPÍTULO 13 APLICATIVOS RENAULT Siemens/Fênix 5 MEGANE 1.6 K7M 702/703/720 1995 em diante COMO FUNCIONA ESTE SISTEMA Este sistema é multiponto seqüencial, com 4 válvulas injetoras que possui autodiagnose

Leia mais

SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL

SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL METAL/MECÂNICA SENAI RR SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL ORGANIZAÇÃO CURRICULAR DOS CURSOS Catálogo de Cursos 1. TÍTULO ALINHAMENTO E BALANCEAMENTO DE RODAS Preparar profissionais a identificar os ângulos

Leia mais

Em caso de dúvidas, por favor, entre em contato com os seguintes dados em mãos: Modelo e Número de Série.

Em caso de dúvidas, por favor, entre em contato com os seguintes dados em mãos: Modelo e Número de Série. 1 REV 00 07/15 Parabéns, você acaba de adquirir um produto REI. Em caso de dúvidas, por favor, entre em contato com os seguintes dados em mãos: Modelo e Número de Série. www.reibrasil.com.br E-mail: sat@reibrasil.com.br

Leia mais

Apresentação Técnica. Compressores Portáteis 400Q. People. Footer Passion. Performance.

Apresentação Técnica. Compressores Portáteis 400Q. People. Footer Passion. Performance. Apresentação Técnica Compressores Portáteis 400Q People. Footer Passion. Performance. 1. Date 400Q Índice O Produto Características Técnicas; Layout Detalhes do Produto; Desenho Dimensional; Fluxograma;

Leia mais

Anemômetros: definições e uso em estudos de transporte de frangos de corte

Anemômetros: definições e uso em estudos de transporte de frangos de corte LCE 5702 MÉTODOS INSTRUMENTAIS DE ANÁLISE FÍSICA DO AMBIENTE Anemômetros: definições e uso em estudos de transporte de frangos de corte FREDERICO M. C. VIEIRA Mestrando do PPG em Física do Ambiente Agrícola

Leia mais

Engenharia Automóvel

Engenharia Automóvel Aquisição e visualização de dados dos veículos em teste no banco de potência. Autores do Trabalho: Luís Cardiga Fernando Ferreira Orientador Eng. João Fonseca Pereira 7 de Janeiro de 24 Apresentação de

Leia mais

EVACON. Resfriadores de Óleo a Ar Séries MG, HPA e HPA/2. Catálogo Técnico. Desde Distribuidor exclusivo no Brasil K CDR MANUFATURA

EVACON. Resfriadores de Óleo a Ar Séries MG, HPA e HPA/2. Catálogo Técnico. Desde Distribuidor exclusivo no Brasil K CDR MANUFATURA Resfriadores de Óleo a Ar Séries MG, HPA e HPA/2 Catálogo Técnico Distribuidor exclusivo no Brasil EVACON Desde 1982 K0937002.CDR - 221 PF:1980686-3 1011 CAPA via(s) 99999999 Introdução Os trocadores de

Leia mais

Projeto de controle de Motores de Passo

Projeto de controle de Motores de Passo Projeto de controle de Motores de Passo Um componente que, embora não seja uma grande novidade como conceito, conseguiu obter grandes vantagens das tecnologias digitais, ou seja, o motor de passo, também

Leia mais

CARBAT Carregador de Bateria CARBAT Safesoft Ltda. Ver Safesoft Ind. E Com. De Equip. Eletrônicos

CARBAT Carregador de Bateria CARBAT Safesoft Ltda. Ver Safesoft Ind. E Com. De Equip. Eletrônicos .. CARBAT- 0661 Carregador de Bateria CARBAT-0661 Safesoft Ind. E Com. De Equip. Eletrônicos Avenida dos Pinheirais, 999 Araucária - PR CEP: 83705-570 Tel: (41) 3031-8800 / 3031-8801 / 3031-8813 Cel: (41)

Leia mais

FORD C-MAX + FORD GRAND C-MAX CMAX_Main_Cover_2014_V3.indd 1-3 23/08/2013 10:01:48

FORD C-MAX + FORD GRAND C-MAX CMAX_Main_Cover_2014_V3.indd 1-3 23/08/2013 10:01:48 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 12,999,976 km 9,136,765 km 1,276,765 km 499,892 km 245,066 km 112,907 km 36,765 km 24,159 km 7899 km 2408 km 76 km 12 14 16 9 10 1 8 12 7 3 1 6 2 5 4 3 11 18 20 21 22 23 24 26 28 30

Leia mais

Sistema TermoMistura

Sistema TermoMistura Sistema TermoMistura ESTABILIZADOR DE TEMPERATURA Linha MGE- 90 Aquecedores para Molde Sistema sem reservatório com bomba Sistema de troca direta ( Alta Vazão de água Alto poder de refrigeração ) O estabilizador

Leia mais

1 TERMOS DE USO 2 INTRODUÇÃO: 3 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS:

1 TERMOS DE USO 2 INTRODUÇÃO: 3 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS: Página 1 Sumário 1 TERMOS DE USO... 3 2 INTRODUÇÃO:... 3 3 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS:... 3 4 ESQUEMA DE LIGAÇÃO... 4 5 DICAS ANTES DA INSTALAÇÃO... 7 6 GARANTIA... 7 Página 2 1 TERMOS DE USO Este manual

Leia mais

Catalogo VIC Controle Remoto e Monitoramento de Guindastes

Catalogo VIC Controle Remoto e Monitoramento de Guindastes Controle Remoto e Monitoramento de Guindastes O projeto: trata-se de um equipamento para controlar e monitorar as operações de guindastes à distancia. Controle: O conceito aplicado é o de comando via rádio

Leia mais

datasheet 680 Series www.memspressure.com Transmissor Digital de Pressão Sanitário Saída Analógica Compensada Digitalmente Saída Digital MODBUSRTU 680 Series: Exatidão 0,25%FS 2 Este transmissor piezorresistivo

Leia mais

MAQUINAS DE BICO KA-039: EQUIPAMENTO UTILIZADO PARA

MAQUINAS DE BICO KA-039: EQUIPAMENTO UTILIZADO PARA MAQUINAS DE BICO MAQUINA DE BICO- LB12000 LB 12000 - TESTE DE ESTANQUEIDADE / SPRAY E RETROLAVAGEM; TESTE GDI, MOTO, NÁUTICA E TETRAFUEL; MEDE RESISTÊNCIA DOS BICOS; VARIAÇÃO DE MILISSEGUNDOS E RPM AUTOMÁTICO

Leia mais

Interface de CAN para FMS. Introdução

Interface de CAN para FMS. Introdução Introdução Interface de CAN para FMS Este documento contém informações sobre o padrão FMS. O padrão FMS é uma interface aberta desenvolvida por diversos fabricantes de caminhão. FMS-Standard description

Leia mais

MOTOR 4 LD 2500 / 4 LDG 2500

MOTOR 4 LD 2500 / 4 LDG 2500 MOTOR LD 500 / LDG 500 ÍNDICE A 5 6 Bloco do Motor Carcaça Tampa do Motor LD 500 Tampa do Motor LDG 500 Cabeçote Tampa do Cabeçote Conjunto Pistão LD 500 6A Conjunto Pistão LDG 500 7 8 9 0 5 6 7 8 9 0

Leia mais

INTRODUÇÃO. Parabéns pela sua escolha.

INTRODUÇÃO. Parabéns pela sua escolha. WWW.POWERCAR.COM.BR INTRODUÇÃO Parabéns pela sua escolha. O Módulo Power Flex é um sofisticado conversor de combustível micro processado para veículos. Ele foi desenvolvido especialmente para oferecer

Leia mais

Programa Especial Injeção Eletrônica 2

Programa Especial Injeção Eletrônica 2 Programa Especial Injeção Eletrônica 2 21/10/2008 às 20h00 Apresentação: Augusto Passadore Introdução A monoinjeção de combustível IAW-G6/G7 é um sistema de injeção intermitente de combustível tipo single

Leia mais

Continuar. PE B B Edição: 12/03. Indicações gerais de segurança. Esquema elétrico: Sprinter CDI 311, 313, 411, 414

Continuar. PE B B Edição: 12/03. Indicações gerais de segurança. Esquema elétrico: Sprinter CDI 311, 313, 411, 414 Esquema elétrico: Sprinter CDI 311, 313, 411, 414 Validade: Desde início de produção Tensão da instalação elétrica: 12 Volts Código de cores dos cabos elétricos: bl = azul br = marrom ge = amarelo gn =

Leia mais

BOSCH MOTRONIC 1.5.1 E 1.5.2

BOSCH MOTRONIC 1.5.1 E 1.5.2 CAPÍTULO 52 BOSCH MOTRONIC 1.5.1 E 1.5.2 APLICATIVO DA GM OMEGA 2.0 SUPREMA 2.0 OMEGA 3.0 SUPREMA 3.0 VECTRA 2.0 COMO FUNCIONA O SISTEMA MOTRONIC 1.5 Omega 2.0 e 3.0 Vectra 2.0 Como funciona injeção eletrónica

Leia mais

Série 83400 Regulador eletrônico de pressão diferencial

Série 83400 Regulador eletrônico de pressão diferencial 83400 Regulador eletrônico de pressão diferencial Identifica a pressão diferencial requerida para atuar em filtros com pó Boa interferência de imunidade tal como na Diretiva EMC Usando operação dot matrix

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO CERTIFICADO DE GARANTIA

MANUAL DO USUÁRIO CERTIFICADO DE GARANTIA Prazer em dirigir. MANUAL DO USUÁRIO CERTIFICADO DE GARANTIA www.edrive.ind.br Prazer em dirigir. PARABÉNS PELA AQUISIÇÃO DE SEU E-DRIVE! A manutenção e os cuidados corretos ajudarão a otimizar a durabilidade

Leia mais

Inversor Trifásico 1CV e 2CV

Inversor Trifásico 1CV e 2CV Inversor Trifásico 1CV e 2CV Página 1 de 10 Esta linha de inversores de frequência da Neotec tende a unir a versatilidade do seu firmware com o desempenho a um baixo custo. Com isso pode ser inserido em

Leia mais