Hotel System Hosting Service : A Studied Case In The City of Araguaína TO. Palavras-chave: Turismo, Hotelaria e Gestão.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Hotel System Hosting Service : A Studied Case In The City of Araguaína TO. Palavras-chave: Turismo, Hotelaria e Gestão."

Transcrição

1 Hotelaria - Serviços de Hospedagem: Um Estudo de Caso na Cidade de Araguaína TO Resumo Hotel System Hosting Service : A Studied Case In The City of Araguaína TO Sonilda Aparecida Vinhal Vicente da Silva* Marcelo Barbosa César** Para apresentar a situação de ocupação da rede hoteleira da cidade de Araguaína TO, consta nesse estudo uma pesquisa de campo com informações sobre os motivos da ocupação, os principais problemas de gestão enfrentados pelos empreendedores desse segmento e a experiência profissional desses gestores, com destaque para os dados relacionados ao empreendimento, tempo de funcionamento do hotel e serviços oferecidos. Para localizar o estudo, registram-se as informações sócio-culturais da cidade de Araguaína, permitindo ao leitor conhecer os aspectos ambientais que justificam o resultado da pesquisa de campo. Palavras-chave: Turismo, Hotelaria e Gestão. Abstract For presenting the occupational situation of the Hotel business in the city of Araguaina- To, there s a field research in this project on occupational reasons, the main management problems encountered by the this segment entrepreneurs and the professional experience of these managers, focusing on the information related to the enterprise, length of functioning time and service offered by the hotel. For locating the * Sonilda Aparecida Vinhal Vicente da Silva é formanda do curso de administração da FACDO. ** Marcelo Barbosa César é professor e orientador na FACDO. Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - jan./dez

2 Sonilda Aparecida Vinhal Vicente da Silva, Marcelo Barbosa César study, there were social cultural information of the city of Araguaína registered, allowing the reader to know the environmental aspects and that justify the field research. Key-words: Tourism, Hotel system and Management. Apresentação O turismo e hotelaria são atividades interligadas pelas suas próprias características, com isso, acredita-se que não há um sem o outro. Diante dessa evidência, entende-se que a pesquisa de campo com foco na hotelaria serviços de hospedagem no município de Araguaína TO, poderá ainda mais justificar essa relação, no entanto, as considerações sobre a gestão também são importantes no ponto de vista do profissional de administração; Pois percebe-se que o serviço de hotelaria está intimamente relacionado à administração turística e ao turismo, por consequência, tende a satisfazer o cliente no que se refere a lazer, tratamento de saúde, negócios ou trabalho, quando fora de seu domicílio. O ponto de vista do empreendedor de hotelaria da cidade de Araguaína, esse estudo apresenta o seguinte problema de pesquisa: Quais as potencialidades turísticas do município de Araguaína que contribuem para o aumento da taxa de ocupação dos hotéis? Para responder esta pergunta, esse estudo de caso apresenta um breve relato sobre turismo e serviços de hotelaria da cidade de Araguaína TO. Estudo este, que é de extrema importância para a comunidade araguainense, pois, identifica o tipo de turismo mais frequente. O turismo e hotelaria em Araguaína estão diretamente ligados às características da localidade, onde se percebe grande influência dos aspectos sócios econômicos e ofertas de eventos e serviços eficientes. É considerado o maior município em aporte populacional do estado do Tocantins, excetuando-se a capital do Estado, Palmas, e por isso a importância do referido estudo de caso. 124 Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - p jan./dez. 2009

3 Hotelaria - Serviços de Hospedagem: Um Estudo de Caso na Cidade de Araguaína TO Assim esse estudo apresenta o tipo de turismo mais frequente na cidade de Araguaína e que gera ocupação na rede hoteleira. Diante desse objetivo e demais aspectos, percebe-se que o turismo se concentra na movimentação de pessoas entre diversas localidades e que o município de Araguaína possui localização privilegiada na região norte do estado e, que este também é considerado pólo de educação e saúde, além de ser grande criador de gado bovino, dando-lhe o título de Capital Tocantinense do Boi Gordo, através da lei estadual 2.060/09, aprovada em 09 de Junho de Isso também contribui para a relevância deste estudo e na necessidade de se conhecer as características hoteleiras oferecidas pelo setor, nunca antes avaliadas, cujos os resultados deste estudo servirão para o conhecimento da realidade local, com um breve diagnóstico preciso da situação da rede hoteleira e motivos de hospedagem no município de Araguaína, levando-se em consideração as características regionais. Hotelaria Em Araguaína Em vários momentos da atividade do administrador, a gestão de serviço se faz necessária como diferencial da qualidade profissional, nesse sentido, entender que a oferta de serviços de hotelaria está intimamente ligada às características da localidade, os aspectos sócioeconômicos da cidade, a oferta permanente de eventos e serviços de hotelaria eficientes tornam-se os objetos de trabalho desse profissional. De acordo com o Ministério do Turismo através do Programa de Regionalização do Turismo Roteiros do Brasil Regiões Turísticas do Brasil 2009, Araguaína está localizada na Macrorregião Norte, no Vale dos Grandes Rios. O município localiza-se no norte do Estado do Tocantins, às margens do Rio Lontra e possui a posição geográfica de latitude 07 11'28 sul e longitude 48 12'26, conta, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 2009, com uma área de 4.000,40 km², está inserida nos biomas Cerrado e Amazônia, Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - p jan./dez

4 Sonilda Aparecida Vinhal Vicente da Silva, Marcelo Barbosa César possui altitude de 227 m, de clima tropical úmido. Os municípios limítrofes são, ao norte: Aragominas, Carmolândia, Muricilândia, Santa Fé do Araguaia e Piraquê; ao sul: Nova Olinda, Pau D'Arco e Arapoema; a leste: Wanderlândia e Babaçulândia; e, a oeste: Floresta do Araguaia, Estado do Pará. Tabela 1: Araguaína: Distâncias em relação a algumas cidades DE ARAGUAÍNA ATÉ: DISTÂNCIA (km) Palmas TO (Capital) 378 Gurupi TO 500 Brasília DF Goiânia GO Imperatriz MA 247 Fonte: Prefeitura Municipal. Devido à sua posição geográfica, Araguaína é um importante elo entre as Regiões Norte e Nordeste, assumindo, assim, a condição de pólo regional e centro distribuidor da região. Sua região de influência atinge parte do Tocantins, sul do Pará e sul do Maranhão com uma população aproximada de 2 milhões de habitantes. Figura 1: Araguaína: Zona de influência econômica Fonte: NSA Publicidade. 126 Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - p jan./dez. 2009

5 Hotelaria - Serviços de Hospedagem: Um Estudo de Caso na Cidade de Araguaína TO Características Sócio Econômicas da Cidade de Araguaína População A população é formada em sua maioria por pessoas vindas de outras regiões do país. As primeiras famílias vieram principalmente da região Nordeste e aqui se estabeleceram. Com o advento da construção da rodovia Belém Brasília, o número de habitantes foi crescendo consideravelmente, especialmente em razão da grande demanda de contingente de mão-de-obra. De acordo com o último censo do IBGE (2007), o município de Araguaína apresenta uma população total de , sendo a segunda maior população do estado, ficando atrás apenas da capital, Palmas. Segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), 2000, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de Araguaína é de 0,749. A densidade demográfica do município, de acordo com a Secretaria da Fazenda do Estado do Tocantins (SEFAZ TO), 2008, é de 29,90 hab/km², e, de acordo com o IBGE (2007), o Produto Interno Bruto (PIB) local é de R$ ,00 e o PIB per capita igual a R$ ,00. Indústria Segundo dados da Prefeitura Municipal de Araguaína, o município se destaca no avanço do segmento industrial, concentrando um grande número de empresas, operando em diversos ramos de atividades do setor, aproximadamente, 90% são considerados micro ou pequenos estabelecimentos industriais. Existe no município, a presença importante no setor, de um número expressivo de pequenas unidades fabris, produzindo em diversos ramos, onde a atividade apresenta um resultado econômico e social de grande importância para a economia local. Dos complexos industriais existentes em Araguaína, identifica-se o Distrito Agro Industrial de Araguaína (DAIARA), considerado um dos três mais importantes do estado do Tocantins, foi implantado com o objetivo Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - p jan./dez

6 Sonilda Aparecida Vinhal Vicente da Silva, Marcelo Barbosa César e propósito primordial de fomentar o desenvolvimento e crescimento da agroindústria araguainense. Desde a sua implantação, o distrito tem exercido um papel fundamental no contexto econômico do município. Com uma área total de m², está localizado às margens da BR 153 (Belém-Brasília), distante 9 km da sede do município e conta com uma infra-estrutura básica que contempla: subestação de energia elétrica, poço artesiano, cabo telefônico, e, principais vias de acesso pavimentadas. As empresas que se instalam no DAIARA são incentivadas pelo Poder Público Municipal e recebem a isenção de tributos municipais, por um período de até 10 anos. Atualmente, estão instaladas em seu parque industrial, várias empresas operando nos ramos de bebidas, alimentos, frigoríficos, artefatos de cimento, beneficiamento de cereais, artigos plásticos, forros de PVC, condutores elétricos, entre outros. O distrito conta ainda, com um berçário industrial (incubadora) com 10 galpões com área de 150m2 cada um, e 05 unidades industriais em funcionamento, isentas do pagamento de aluguel pelo prazo de até 02 anos, nos ramos de alimentos, produtos de higiene e limpeza, entre outros. Inicia-se agora uma fase de transição para a industrialização do município, impulsionada pela entrada em operação, em breve, da Ferrovia Norte Sul e da construção da Usina Hidrelétrica de Estreito a apenas 130 km de distância. Agricultura e Pecuária A economia de Araguaína está baseada nas atividades da agricultura e da pecuária, com forte predominância desta última. Araguaína é considerada a Capital do Boi Gordo, devido ao seu potencial agropecuário, com destaque para o rebanho bovino de ótima qualidade. Isso graças à utilização do que há de mais moderno em genética e técnicas de produtividade e qualidade de produto. Registram-se como principais raças encontradas no município: Nelore, Girolanda, Zebu e Mestiça (cruzada). Segundo dados da Agência de Defesa Agropecuária 128 Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - p jan./dez. 2009

7 Hotelaria - Serviços de Hospedagem: Um Estudo de Caso na Cidade de Araguaína TO do Estado do Tocantins (ADAPEC), 2009, Araguaína conta com propriedades rurais, entre pequenas, médias e grandes, que impulsionam o desenvolvimento econômico da cidade através da agricultura e da pecuária, com um rebanho bovino vacinado em maio de 2009 de cabeças. Para se ter uma noção da pujança do segmento, somente em janeiro de 2010 foram abatidos, nos frigoríficos araguainenses com Serviço de Inspeção Estadual (SIE), bovinos, machos e fêmeas, com uma produção de kg de carne. Encontram-se instalados em Araguaína três frigoríficos de referência: Boiforte, Minerva, e Bertin, que atualmente encontra-se desativado. Segundo pesquisa realizada pela Faculdade Católica Dom Orione (2009), a produção agrícola de Araguaína soma, por ano, mais de 12 mil toneladas de variados produtos, tais como: arroz, abóbora, soja, milho, maracujá, algodão, feijão, mandioca, banana, abacaxi, laranja, melancia, cana-de-açúcar, coco-da-bahia, castanha de caju. Destacam-se as produções de banana, mandioca, milho, arroz e melancia. Comércio e serviço O setor comercial de Araguaína é o mais importante da região e sua estrutura o coloca como o principal pólo de comércio do norte e extremo norte do estado do Tocantins. Caracteriza-se pelo predomínio do comércio varejista, principalmente, de produtos de primeira necessidade, tais como, vestuário, gêneros alimentícios, produtos agropecuários, medicamentos e outros. Pólo distribuidor de autopeças, o município conta com um grande número de estabelecimentos atacadistas, representando variados tipos de produtos. Araguaína é considerada o principal centro de abastecimento dos municípios da região. O setor de serviços do município é desenvolvido, oferecendo boas opções de compra para os usuários, com destaque nas atividades profissionais de formação educacional, cursos profissionalizantes e serviços relacionados à área da saúde. Empresas prestadoras de serviço Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - p jan./dez

8 Sonilda Aparecida Vinhal Vicente da Silva, Marcelo Barbosa César de telecomunicação também possuem sede de representação na cidade. A construção civil também tem sido impulsionada pela instalação de faculdades no município. Destaca-se como centro comercial e de serviço a região central da cidade tendo a Avenida Cônego João Lima como eixo comercial. De acordo com o censo do IBGE (2007), Araguaína conta com 10 instituições financeiras: Caixa Econômica Federal, HSBC, Banco da Amazônia, Itaú, 03 agências do Bradesco e 03 agências do Banco do Brasil (BB). Área de saúde O Município de Araguaína é considerado pólo regional de saúde, na área de média e alta complexidade. Destaca-se, também, por ações inovadoras na assistência primária à saúde. No campo da pesquisa científica sedia a Fundação de Medicina Tropical do Tocantins, que realiza estudos, pesquisas e tratamento de doenças infecto-contagiosas. O município conta, ainda, com 05 hospitais, o Hospital de Doenças Tropicais (HDT); Hospital de Referência de Araguaína Dr. Iderval da Silva Sobrinho, que atua principalmente nas áreas de Neurologia Clínica e Cirúrgica, ortopedia, cirurgia geral e cirurgia da obesidade mórbida, cardiologia, urologia, serviços de radioterapia e quimioterapia, entre outros; Hospital e Maternidade Dom Orione, oferecendo serviços de ginecologia e obstetrícia e serviço de cirurgia cardíaca; Hospital Municipal de Araguaína; e, Hospital São Lucas (rede privada). Araguaína apresenta uma rede de suporte em saúde composta por: Vigilância Sanitária, Vigilância Epidemiológica, Centro de Controle de Zoonozes, Centro de Referência do Trabalhador, Centro de Especialidades Odontológicas, Serviço Móvel de Urgência e Emergência Pré-hospitalar (SAMU), com 05 viaturas, Central de Medicamentos e Farmácia Popular, em convênio com o governo federal. 130 Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - p jan./dez. 2009

9 Hotelaria - Serviços de Hospedagem: Um Estudo de Caso na Cidade de Araguaína TO Área de educação Referência regional em educação, além de ensino básico e profissionalizante, a cidade conta com 03 centros de ensino superior, Universidade Federal do Tocantins (UFT), Faculdade Católica Dom Orione (FACDO), e Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos (ITPAC), que atendem cerca de oito mil estudantes em diversos cursos. Destacam-se os cursos de Medicina Veterinária, Direito, Administração, Medicina, Odontologia, Enfermagem, Sistema de Informação, entre outros. A implantação dessas faculdades impulsionou, nos últimos anos, a iniciativa privada na indústria da construção civil. Cultura e eventos Araguaína sofreu um avanço muito grande a partir do ano 2001, quando o Poder Público Municipal criou a Secretaria Municipal de Cultura e efetivou o Conselho Municipal de Cultura entre outras ações, solidificando a estrutura necessária para o amadurecimento da arte e da cultura no município. Os programas de apoio, valorização e resgate criados e implementados, tiveram como objetivo restaurar as tradições, estimular os produtores, artistas e afins, sensibilizar a comunidade e retomar os caminhos que a arte e a cultura devem seguir, nas mais variadas áreas e segmentos, buscando artistas que não recebiam qualquer apoio, atividades como folclore, que estavam entregues à própria sorte, os festivais e exposições de artes, os quais eram inexistentes no município. O calendário de eventos da cidade de Araguaína se destaca por iniciativas populares, podendo ser registrado anualmente: - Carnaval de rua de Araguaína; - Exposição do Pólo Comercial de Araguaína (EPOCA), organizado pela Associação Comercial e Industrial de Araguaína (ACIARA), esse evento ocorre no mês de setembro; - A cavalgada, realizada no mês de junho, tem por finalidade a Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - p jan./dez

10 Sonilda Aparecida Vinhal Vicente da Silva, Marcelo Barbosa César integração do homem do campo: patrões e peões participam do evento em blocos representando as principais fazendas da região. A cavalgada de Araguaína está registrada no livro dos recordes Guiness Book como a maior do mundo. Segundo o Jornal On-Line Atitude Tocantins (06/06/2010), no ano de 2010 a Cavalgada contou com a participação de cavaleiros e reuniu um público de 50 mil pessoas; - Exposição agropecuária, conhecida como EXPOARA, acontece no mês de junho, com duração de 10 dias, conta com a participação dos maiores criadores de todo o estado e várias regiões do país, oferece atrações como rodeio e shows com os principais artistas do Brasil; - Encenação teatral da via sacra, com mais de 300 atores, sendo o maior espetáculo ao ar livre da região norte com público de mais de 20 mil pessoas; - Semana da cultura no mês do aniversário da cidade, em novembro, os artistas vão às ruas, às praças e aos locais de grande fluxo de pessoas apresentando-se através de festivais de música e poesia, dança e teatro; - Arafolia carnaval fora de época; - Veraneio Parque das Águas; - Feira Arte e talento evento que faz parte do calendário dominical, acontece na Praça São Luis Orione, oferece, além das tradicionais barraquinhas, comidas típicas, exposição de artesanato, shows de música, teatro e dança; - Arraial Municipal e Festival de Quadrilhas as festas juninas são as maiores do estado; - Semana da pátria, com resgate do patriotismo e civismo, são realizadas todas as atividades da semana da pátria, terminando com desfile cívico; - Exposições periódicas de artes plásticas; - Festividades de Natal, quando a Praça São Luis Orione se transforma em Vila de Natal, com inúmeras apresentações natalinas; - Período das praias. A Praia do Garimpinho, no Rio Araguaia, na alta temporada (julho) forma o local de veraneio dos turistas, 132 Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - p jan./dez. 2009

11 Hotelaria - Serviços de Hospedagem: Um Estudo de Caso na Cidade de Araguaína TO proporcionando momentos inesquecíveis de lazer e descontração. Turismo Localizada em uma região de encontro da vegetação amazônica com o cerrado, que forma um contraste de rara beleza, Araguaína possui grande vocação para a atividade turística. A bacia hidrográfica constitui um dos principais pontos turístico do município. Próximo à região central da cidade há o Balneário Parque da Águas ou Balneário da Jacuba, localizado a 6 quilômetros do centro da cidade, oferece local para banho, quadras para prática de esportes, lanchonete e churrasqueiras junto aos quiosques em meio à natureza. Já os amantes da natureza podem aproveitar as águas tranquilas do Lago Azul, formado pelo represamento das águas do Rio Lontra, afluente do Araguaia. Esse lago está situado na região sul da cidade. Outro local turístico é a antiga Hidrelétrica do Corujão, construída para abastecer a cidade de energia elétrica no final da década de 60 e ainda hoje em operação, fornecendo energia elétrica para um dos bairros da cidade. Para o turista interessado em pesca esportiva há várias opções no município, entre as quais destacam-se a pesca no Rio Araguaia e no Rio Lontra, onde em vários trechos deste último pode ser praticada a pesca subaquática. Outra opção existente é o complexo turístico da Cachoeira do Véu da Noiva, localizado a aproximadamente 35 km da cidade, possui piscina de água natural cercada por muito verde, toda a infraestrutura de bar, restaurante e energia elétrica, trilha para mountain bike e área para acampar por curtos períodos. Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - p jan./dez

12 Sonilda Aparecida Vinhal Vicente da Silva, Marcelo Barbosa César Metodologia da Pesquisa de Campo O tipo da pesquisa de campo e a metodologia nortearam a construção do questionário que usado nesse estudo, e para a coleta de dados não foi somente observado a aplicação do questionário, houve também uma interação do pesquisador com o pesquisado, que resultou, em alguns casos, instrumentos e informações para esclarecimentos e contribuições nas justificativas das respostas, visto que em vários casos o próprio entrevistado registrou interesse pelo estudo dispondo de mais conteúdos e esclarecimentos sobre a situação do setor, objeto desse estudo. Para efeito de esclarecimento, considera-se pesquisado o proprietário do estabelecimento hoteleiro, ao qual se aplicou o questionário. César (2002, apud Aguiar 1998) registra que: Toda a pesquisa que vise obter informações consideradas necessárias a tomada de decisões diante de problemas ou de situações de mercado é considerada pesquisa de mercado, um determinado tipo de exploração de dados para a gestão posteriormente aos conteúdos estatísticos. Assim, se entender a pesquisa como forma de contribuir para justificativa e resposta ao objetivo desse estudo, tem-se então uma pesquisa de avaliação da rede de hotelaria da cidade de Araguaína, segmento pertencente ao mercado turístico de uma localidade. A pesquisa de campo foi realizada no período de 05 a 07 de Julho de 2010, em 23 hotéis da cidade de Araguaína, que representam uma amostra fidedigna, pois se estima que mais de 90% dos empreendimentos hoteleiros da cidade, se encontram no meio urbano do município. Visto que não há nos registros da Secretaria de Administração Municipal, do número total de hotéis da cidade, isso porque se verifica que ainda há empreendedores informais nesse segmento, acredita-se, no entanto, que esse número seja pequeno, 134 Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - p jan./dez. 2009

13 Hotelaria - Serviços de Hospedagem: Um Estudo de Caso na Cidade de Araguaína TO próximo apenas de 5% do total de estabelecimentos, esses em sua grande maioria são pousadas com pouca estrutura administrada de forma familiar e as acomodações complementam as dependências de uma residência. Devido a esse aspecto a margem de erro da pesquisa estimada não pode ser calculada. Para neutralizar esse aspecto ambiental da localidade e mediante a situação sócio econômica, este estudo identificou como amostra todas as empresas que se apresentam em suas fachadas e alvará como hotel, e que estão sediadas no limite urbano da cidade. Esses empreendimentos na sua grande maioria estão situados nas seguintes regiões da cidade: próximo à rodoviária municipal, nas margens da rodovia BR 153 e no centro da cidade. Resultado da Pesquisa Oferta de Apartamentos e Leitos Nos Hotéis de Araguaína Para estudo da oferta de apartamentos e leitos na rede hoteleira de Araguaína foi estabelecida uma escala de números e intervalos para a resposta do entrevistado. Esse intervalo orientou-se por um número mínimo de até 10 leitos e o restante com escalas com variação de 5 (cinco) apartamentos, sendo a opção com o maior número de apartamentos de 71 a 90 apartamentos. Para efeito da pergunta, considera-se como apartamento a acomodação individual ou conjunta em unidade independente sendo ofertada para hóspedes através de diárias assim, cada apartamento poderá, conforme desejo do hotel, apresentar diversos leitos, sendo de casal ou solteiro. Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - p jan./dez

14 Sonilda Aparecida Vinhal Vicente da Silva, Marcelo Barbosa César Figura 2: Distribuição média de apartamento e leito na rede de hotéis de Araguaína-TO Fonte: Pesquisa de Campo, Julho de Observa-se na figura 2 que 74% dos hotéis pesquisados possuem até 40 apartamentos. E esse número corresponde a 393 apartamentos com 928 leitos disponíveis. Na pesquisa verificou-se que, em sua maioria, são hotéis que podem ser classificados como simples, pois possuem poucos serviços e acomodações modestas. Da amostra pesquisada apenas 4 (quatro) hotéis possuem serviços e estruturas mais modernas e sofisticadas, se comparadas com os demais. Na mesma figura nota-se que 26%, ou seja, uma pequena parte dos hotéis pesquisados, possuem de 41 a 90 apartamentos, e totalizam 340 apartamentos com 778 leitos disponíveis. Na maioria dos hotéis pesquisados a forma de apresentação dos apartamentos é com dois leitos, sendo estes leitos camas individuais. 136 Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - p jan./dez. 2009

15 Hotelaria - Serviços de Hospedagem: Um Estudo de Caso na Cidade de Araguaína TO Número Médio De Funcionários Por Hotel Para a análise do número médio dos funcionários na rede hoteleira de Araguaína foi estabelecida uma escala de números e intervalos para a resposta do entrevistado. Esse intervalo orientou-se por um número mínimo de até 5 (cinco) funcionários e o restante com escalas com variação de 5, sendo a opção com o maior número de funcionários de 26 ou mais. Para efeito da pergunta considera-se como funcionário todo prestador de serviço, com registro na Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), contrato como autônomo, informal, temporário, contrato definitivo, diarista, ou por outro regime de contrato de trabalho, com escala estabelecida entre o empregador ou contratante do serviço e o executor do serviço. Sabe-se que neste tipo de negócio os serviços prestados se dão nas 24 horas do dia, organizados através de escalas de trabalho, no entanto, poderão existir casos onde os funcionários, por muitas vezes, podem acumular funções, tais como: recepcionista e carregador, camareira e cozinheira, administrativo e financeiro, dentre outros. Para fins estatísticos, não se inclui na pesquisa a função exercida pelos funcionários, assim, caso o funcionário execute mais de uma função, foi considerado apenas como um funcionário. Também os proprietários, que por muitas vezes, exercem funções administrativas e financeiras na sua própria empresa não fazem parte do quantitativo de funcionários. Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - p jan./dez

16 Sonilda Aparecida Vinhal Vicente da Silva, Marcelo Barbosa César Figura 3: Distribuição média de funcionários por hotel em Araguaína TO Fonte: Pesquisa de Campo, Julho de Analisando os dados da figura 3, observa-se que 57% dos hotéis de Araguaína possuem até 5 (cinco) funcionários, isso caracteriza que são pequenos empreendimentos e com presença constante do empreendedor/empresário na gestão do próprio negócio. Já na faixa de 6 a 10 funcionários o resultado encontrado foi de 17%, e na escala de 11 a 15 funcionários o resultado encontrado foi de 13%. Assim, se considerar os parâmetros para a definição de uma pequena empresa de serviços observados por César (2002, Apud SEBRAE 2001), pode-se afirmar que cerca de 74% dos hotéis de Araguaína devem ser considerados como micro-empresas do setor de serviços de hotelaria. Conforme tabela Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - p jan./dez. 2009

17 Hotelaria - Serviços de Hospedagem: Um Estudo de Caso na Cidade de Araguaína TO Tabela 3: Enquadramento de empresas por número de funcionários Porte Comércio Serviço Indústria Nº de funcionários Nº de funcionários Nº de funcionários Micro Até 9 Até 9 Até 19 Pequena 10 a a a 99 Média 50 a a a 499 Grande 100 ou mais 100 ou mais 500 ou mais Fonte: César (2002, Apud SEBRAE 2001) Observando o mesmo parâmetro, o restante dos hotéis corresponde a apenas 26% do total e possuem 11 funcionários ou mais. Assim, as empresas do segmento de hotéis da cidade de Araguaína são micro-empresas. Tempo de Funcionamento do Hotel Para a análise do tempo de funcionamento dos hotéis de Araguaína foi estabelecida uma escala de intervalos, a partir de menos de um ano até 15 anos de funcionamento, dando oito opções para o entrevistado. Para efeito da pergunta considera-se como tempo de funcionamento o período de 1 ano, onde o funcionamento formal da empresa foi levado em consideração, através do alvará de licença para funcionamento emitido pela prefeitura municipal. Sabe-se que neste tipo de empreendimento é necessário que a documentação da empresa em funcionamento esteja atualizada e em prazo de validade. Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - p jan./dez

18 Sonilda Aparecida Vinhal Vicente da Silva, Marcelo Barbosa César Figura 4: Distribuição do tempo de funcionamento da rede hoteleira de Araguaína-TO Fonte: Pesquisa de Campo, Julho de Analisando os dados da figura 4, observa-se que 17% dos hotéis de Araguaína possuem funcionamento com menos de um ano, 9% com mais de 1 ano até 3 anos, 13% com mais de 3 até 5 anos, 9% com mais de 5 até 7 anos, 13% com mais de 7 até 10 anos, 4% com mais de 10 anos até 15 anos, 4% com mais de 15 até 20 anos e 31% com mais de 20 anos. Média do Valor da Diária Individual Para identificação dos valores das diárias e não apresentar valores absolutos dos preços praticados no segmento foi estabelecida uma média do valor da diária individual nos hotéis de Araguaína. Esses valores inicialmente foram identificados em variação de escalas para que os pesquisados registrassem o item corresponde no seu estabelecimento. O valor apresentado na pesquisa foi atribuído como parâmetro 140 Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - p jan./dez. 2009

19 Hotelaria - Serviços de Hospedagem: Um Estudo de Caso na Cidade de Araguaína TO para a diária de acomodação de uma pessoa, ou seja, solteiro. Considerando inclusive valores praticados na rede hoteleira na região norte do estado, para a diária com acomodação individual em unidade independente ofertada para hóspedes no período de 24 horas. Os valores foram, até R$ 30,00 como valor mínimo, e escala de R$ 31,00 a R$ 50,00, R$ 51,00 a R$ 80,00, R$ 81,00 a R$ 110,00, R$ 111,00 a R$ 150,00, R$ 151,00 a R$ 200,00 e mais de R$ 200,00, no entanto, percebeu-se que a escala com maior valor foi a de R$ 111,00 a R$ 150,00, por isso, para efeito de distribuição e cálculo da proporcionalidade a escala de R$ 151,00 a R$ 200,00, não foi considerada. Figura 5: Distribuição do valor médio da diária na rede de hotéis de Araguaína - TO Fonte: Pesquisa de Campo, Julho de Constata-se, após análise dos dados da pesquisa, que 39% dos hotéis praticam valores de até R$ 30,00. E que cerca de 18% estão entre R$ 31,00 a R$ 50,00. A soma desses dois itens apresenta que cerca de 57% dos hotéis de Araguaína possuem diária de até R$ 50,00. Na mesma figura verifica-se que 26% dos hotéis possuem diárias entre R$ 51,00 a R$ Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - p jan./dez

20 Sonilda Aparecida Vinhal Vicente da Silva, Marcelo Barbosa César 80,00, enquanto cerca de 13% possuem diárias de R$ 81,00 a R$ 110,00. Dos hotéis da cidade de Araguaína apenas 4% praticam valores acima de R$ 111,00, e nenhum acima de R$ 150,00. Serviços Oferecidos na Rede Hoteleira de Araguaína Para análise de serviços oferecidos na rede hoteleira de Araguaína, foi utilizada pesquisa dos tipos de serviços ofertados no segmento, como por exemplo: estacionamento, café da manhã, lavanderia, internet, restaurante, piscina e área de lazer, salão para reunião, equipamentos para reunião. Neste item estão relacionados aos serviços oferecidos normalmente pela rede hoteleira, e constam na tabela 4. Tabela 4: Frequência dos serviços na rede hoteleira de Araguaína - TO Serviço Percentual Estacionamento 100% Café da manhã 100% Lavanderia 61% Internet 61% Salão de reunião 26% Piscina 17% Equipamentos para reunião 17% Restaurante 13% Fonte: Pesquisa de Campo, Julho de Dentre os serviços oferecidos pela rede hoteleira do município de Araguaína, constatou-se que 100% dos hotéis oferecem serviços de estacionamento e café da manhã. No entanto, não se avaliou a qualidade desses itens, porém, pode-se perceber que o café da manhã oferecido pelos hotéis da região da rodoviária é bastante simples e com poucos itens. Os serviços de lavanderia e rede de internet são oferecidos por 61% dos hotéis. 26% dos hotéis pesquisados oferecem espaço para 142 Revista São Luis Orione - v. 1 - n. 3 - p jan./dez. 2009

SEGMENTAÇÃO DO PUBLICO PARA UMA ECOPOUSADA EM IBIRAMA SC

SEGMENTAÇÃO DO PUBLICO PARA UMA ECOPOUSADA EM IBIRAMA SC SEGMENTAÇÃO DO PUBLICO PARA UMA ECOPOUSADA EM IBIRAMA SC 1 INTRODUÇÃO Alice Mecabô 1 ; Bruna Medeiro 2 ; Marco Aurelio Dias 3 O turismo é uma atividade que hoje é considerada um dos meios econômicos que

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

UGE Unidade de Gestão Estratégica Área de Estudos e Pesquisas

UGE Unidade de Gestão Estratégica Área de Estudos e Pesquisas Pesquisa Setorial Meios de Hospedagem Sebrae em em Goiás Goiás Conselho Deliberativo Conselho Deliberativo Marcelo Baiocchi Carneiro Marcelo Baiocchi Carneiro Presidente Presidente Diretoria Executiva

Leia mais

ECONOMIA DA CULTURA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS CULTURAIS Jaciara Zacharias da Silva 1

ECONOMIA DA CULTURA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS CULTURAIS Jaciara Zacharias da Silva 1 IV ENECULT - Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura 28 a 30 de maio de 2008 Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. ECONOMIA DA CULTURA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS CULTURAIS

Leia mais

CRESCIMENTO OFERTA LEITOS (%)

CRESCIMENTO OFERTA LEITOS (%) 3.9 Oferta Turística Para análise da oferta turística em Sergipe, o PDITS Costa dos Coqueirais apresenta a evolução da oferta turística no estado no período 1980-2000. Indica ainda o número atual de quartos

Leia mais

Brasil e suas Organizações políticas e administrativas. Brasil Atual 27 unidades político-administrativas 26 estados e distrito federal

Brasil e suas Organizações políticas e administrativas. Brasil Atual 27 unidades político-administrativas 26 estados e distrito federal Brasil e suas Organizações políticas e administrativas GEOGRAFIA Em 1938 Getúlio Vargas almejando conhecer o território brasileiro e dados referentes a população deste país funda o IBGE ( Instituto Brasileiro

Leia mais

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Características Agropecuárias A sociedade brasileira viveu no século XX uma transformação socioeconômica e cultural passando de uma sociedade agrária para uma sociedade

Leia mais

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 3 } 1. INTRODUÇÃO: PARQUE TECNOLÓGICO CAPITAL DIGITAL - PTCD Principal polo de desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação do Distrito Federal, o PTCD

Leia mais

Introdução. Núcleo de Pesquisas

Introdução. Núcleo de Pesquisas Introdução O verão é um período onde Santa Catarina demonstra todo a sua vocação para a atividade turística. Endereço de belas praias, o estado se consolidou como um dos principais destinos de turistas,

Leia mais

P A L N A O N O D E D E E X E P X A P N A S N Ã S O Ã O I II

P A L N A O N O D E D E E X E P X A P N A S N Ã S O Ã O I II PLANO DE EXPANSÃO III (2011 2014) ESTUDO DE VIABILIDADE Equipe Técnica Responsável: Prof. Dr. Jimmy de Almeida Léllis - Coordenador Prof. Dr. Ridelson Farias de Sousa - Coordenador Prof. M.Sc. Thiago José

Leia mais

9º Lugar. População: 62.204 hab. Área do Município: 1,589,52 km² Localização: Região Sul Goiano PIB (2005): R$ 505,5 milhões PIB :

9º Lugar. População: 62.204 hab. Área do Município: 1,589,52 km² Localização: Região Sul Goiano PIB (2005): R$ 505,5 milhões PIB : População: 62.204 hab. Área do Município: 1,589,52 km² Localização: Região Sul Goiano PIB (2005): R$ 505,5 milhões PIB : per capita R$ 7.701,00 9º Lugar Principais distâncias: Goiânia: 154 km Brasília:

Leia mais

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Centro

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Centro Unidade de Gestão Estratégica Perfil Socioeconômico Regional Centro Sebrae em Conselho Deliberativo Pedro Alves de Oliveira Presidente Diretoria Executiva Igor Montenegro Diretor Superintendente Wanderson

Leia mais

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DE TURISMO NA SERRA DA IBIAPABA 1

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DE TURISMO NA SERRA DA IBIAPABA 1 ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DE TURISMO NA SERRA DA IBIAPABA 1 1. Localização (discriminação): Municípios de Viçosa do Ceará, Ipú, Tianguá, Ubajara, São Benedito, Carnaubal e Guaraciaba do Norte. (Total de

Leia mais

PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES

PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES Organizador Patrocínio Apoio PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 O Turismo é uma das maiores fontes de

Leia mais

Avaliação das Contas Regionais do Piauí 2008

Avaliação das Contas Regionais do Piauí 2008 Avaliação das Contas Regionais do Piauí 2008 A economia piauiense, em 2008, apresentou expansão em volume do Produto Interno Bruto (PIB) de 8,8% em relação ao ano anterior. Foi a maior taxa de crescimento

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS MARÇO DE 2014 JOB0402 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL Avaliar a atual administração do município de Acopiara. Acopiara

Leia mais

Palmeiras de Goiás. 13º Lugar. População: 21.199 hab. Área do Município: 1.539,68 km² Localização: Região Oeste Goiano PIB (2005):

Palmeiras de Goiás. 13º Lugar. População: 21.199 hab. Área do Município: 1.539,68 km² Localização: Região Oeste Goiano PIB (2005): Palmeiras de Goiás População: 21.199 hab. Área do Município: 1.539,68 km² Localização: Região Oeste Goiano PIB (2005): R$ 209,1 milhões PIB per capita: R$ 11.260,00 Principais distâncias: Goiânia: 76 km

Leia mais

11.1. INFORMAÇÕES GERAIS

11.1. INFORMAÇÕES GERAIS ASPECTOS 11 SOCIOECONÔMICOS 11.1. INFORMAÇÕES GERAIS O suprimento de energia elétrica tem-se tornado fator indispensável ao bem-estar social e ao crescimento econômico do Brasil. Contudo, é ainda muito

Leia mais

RÁDIO E TV TÉCNICO EM ATUAÇÃO NO MERCADO

RÁDIO E TV TÉCNICO EM ATUAÇÃO NO MERCADO O CEET - Centro Estadual de Educação Técnica Vasco Coutinho é uma Instituição de Ensino criada e mantida pelo Governo do Estado do Espírito Santo e transferido através da lei n 9.971/12, para Secretaria

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Rural PROJETO FIP-ABC. Produção sustentável em áreas já convertidas para o uso agropecuário (com base no Plano ABC)

Serviço Nacional de Aprendizagem Rural PROJETO FIP-ABC. Produção sustentável em áreas já convertidas para o uso agropecuário (com base no Plano ABC) Serviço Nacional de Aprendizagem Rural Serviço Nacional de Aprendizagem Rural PROJETO FIP-ABC Produção sustentável em áreas já convertidas para o uso agropecuário (com base no Plano ABC) Descrição do contexto

Leia mais

APL DE TURISMO NO LITORAL DO PIAUÍ

APL DE TURISMO NO LITORAL DO PIAUÍ APL DE TURISMO NO LITORAL DO PIAUÍ (A) Teresina; (B) Cajueiro da Praia; (C) Luis Correia; (D) Parnaíba; (E) Ilha Grande Rota das Emoções: Jericoacoara (CE) - Delta (PI) - Lençóis Maranhenses (MA) Figura

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Promoção do turismo de excelência CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Município de Nova Friburgo RJ Vencedores do 4º

Leia mais

Plano de Negócio. MATERIAL PARA TREINAMENTO (Dados e informações poderão ser alterados)

Plano de Negócio. MATERIAL PARA TREINAMENTO (Dados e informações poderão ser alterados) Plano de Negócio MATERIAL PARA TREINAMENTO (Dados e informações poderão ser alterados) O Projeto 04 Cenário Econômico A Demanda Concorrência Estratégia Comercial Operação Rentabilidade O Empreendedor 06

Leia mais

SÍNTESE BARRA DO GARÇAS RP IV

SÍNTESE BARRA DO GARÇAS RP IV SÍNTESE BARRA DO GARÇAS RP IV Realizar projetos para destinação de resíduos sólidos * Meio Ambiente Desenvolver programas de educação ambiental Apresentar pequenos e médios projetos de recuperação (seqüestro

Leia mais

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO Agropecuária É o termo utilizado para designar as atividades da agricultura e da pecuária A agropecuária é uma das atividades mais antigas econômicas

Leia mais

Centro Cultural e de Exposições de Maceió

Centro Cultural e de Exposições de Maceió Centro Cultural e de Exposições de Maceió Descrição Administrar, explorar comercialmente e desenvolver eventos culturais, de lazer e de negócios no Centro Cultural e de Exposições de Maceió, localizado

Leia mais

Fomento à Inovação e Negócios em Ciências da Vida em Belo Horizonte

Fomento à Inovação e Negócios em Ciências da Vida em Belo Horizonte Fomento à Inovação e Negócios em Ciências da Vida em Belo Horizonte Atração de Investimentos, Promoção Comercial e Projeção Internacional Eduardo Bernis Secretaria Municipal de Desenvolvimento Belo Horizonte

Leia mais

Mudanças percebidas nos ecossistemas rurais do município de Bambuí/MG, face à implantação de uma usina alcooleira na região¹

Mudanças percebidas nos ecossistemas rurais do município de Bambuí/MG, face à implantação de uma usina alcooleira na região¹ IV Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG campus Bambuí, IV Jornada Científica, 06 a 09 de dezembro de 2011 Mudanças percebidas nos ecossistemas rurais do município de Bambuí/MG, face à implantação de

Leia mais

PROJETO PARA FORMAÇÃO DE MONITORES AMBIENTAIS NO DISTRITO DE SÃO FRANCISCO XAVIER - SP. Glauce Yukari Michida, Greice Keli Nunes, Cleide Pivott

PROJETO PARA FORMAÇÃO DE MONITORES AMBIENTAIS NO DISTRITO DE SÃO FRANCISCO XAVIER - SP. Glauce Yukari Michida, Greice Keli Nunes, Cleide Pivott PROJETO PARA FORMAÇÃO DE MONITORES AMBIENTAIS NO DISTRITO DE SÃO FRANCISCO XAVIER - SP Glauce Yukari Michida, Greice Keli Nunes, Cleide Pivott UNIVAP Universidade do Vale do Paraíba / Faculdade de Comunicação

Leia mais

Carta de São Paulo 1º FEIRATUR Feira Nacional de Turismo Rural

Carta de São Paulo 1º FEIRATUR Feira Nacional de Turismo Rural Carta de São Paulo 1º FEIRATUR Feira Nacional de Turismo Rural No período compreendido entre os dias 16 e 19 do mês de setembro de 2004, realizou-se a Primeira Feira Nacional do Turismo Rural - 1º FEIRATUR,

Leia mais

L B O C A L I Z A R ÇÃO A S I L

L B O C A L I Z A R ÇÃO A S I L L O C A L I Z A Ç Ã O BRASIL L O C A L I Z A Ç Ã O B R A S I L B R A S I L NOVA REALIDADE 6º PIB DO MUNDO 5ª MAIOR ECONOMIA EM 2015 OLIMPÍADAS E COPA DO MUNDO U M P A Í S EM DESTAQUE SANTA CATARINA L O

Leia mais

TERESINA - PERFIL DOS BAIRROS - REGIONAL SDU CENTRO NORTE BAIRRO JACINTA ANDRADE

TERESINA - PERFIL DOS BAIRROS - REGIONAL SDU CENTRO NORTE BAIRRO JACINTA ANDRADE TERESINA - PERFIL DOS BAIRROS - REGIONAL SDU CENTRO NORTE BAIRRO JACINTA ANDRADE Teresina (PI), Março/2015 JACINTA ANDRADE 0 Março/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA Firmino

Leia mais

ATUALIZAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TURISMO - PDTur. Prefeitura Municipal de Mairiporã

ATUALIZAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TURISMO - PDTur. Prefeitura Municipal de Mairiporã ATUALIZAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TURISMO - PDTur Prefeitura Municipal de Mairiporã Secretaria de Meio Ambiente e Turismo Departamento de Turismo - DeTur Apresentação Um Plano Diretor de Turismo é uma ferramenta

Leia mais

Análise do Perfil do Turista e Qualidade dos Serviços Turísticos

Análise do Perfil do Turista e Qualidade dos Serviços Turísticos 2.14 DEMANDA TURÍSTICA ATUAL E POTENCIAL Neste capítulo foi analisada e avaliada a demanda turística da Área de Planejamento do Pólo Capixaba do Verde e das Águas, considerando-se a caracterização do perfil

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Planejamento Estratégico. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Planejamento Estratégico. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

TURISMO NO ESPAÇO RURAL LEGISLAÇÃO MANUAL

TURISMO NO ESPAÇO RURAL LEGISLAÇÃO MANUAL TURISMO NO ESPAÇO RURAL LEGISLAÇÃO MANUAL Índice 1. Turismo no espaço rural: tipologias.2 2. Exploração e funcionamento.... 5 3. Legislação aplicável.17 Bibliografia. 18 1 1.Turismo no espaço rural: tipologias

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ.

RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ. RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ. Apresentação Este relatório contém os resultados da 1ª pesquisa de Qualidade de Vida na cidade de Aracruz solicitada pela FACE. O objetivo

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais em várias categorias CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO Município de Três Marias MG Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito

Leia mais

Revista Eletrônica Aboré Publicação da Escola Superior de Artes e Turismo - Edição 03/2007 ISSN 1980-6930

Revista Eletrônica Aboré Publicação da Escola Superior de Artes e Turismo - Edição 03/2007 ISSN 1980-6930 AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DA QUALIDADE DOS SERVIÇOS PRESTADOS NOS HOTÉIS DE CATEGORIA QUATRO ESTRELAS NA CIDADE DE MANAUS SEGUNDO A PERCEPÇÃO DOS COLABORADORES Érica de Souza Rabelo 1 Helen Rita Menezes Coutinho

Leia mais

Conforto + Praticidade = Sucesso Absoluto.

Conforto + Praticidade = Sucesso Absoluto. 1 2 2 3 Conforto + Praticidade = Sucesso Absoluto. O melhor custo-benefício transformado num diferencial único. Construtora Souza Maria No mercado desde 2001, a Construtora Souza Maria atua nos segmentos

Leia mais

Uso de Equipamentos de Informática e Telecomunicações

Uso de Equipamentos de Informática e Telecomunicações O SETOR SERVIÇOS DO ESTADO DO ACRE Estrutura Características Setoriais e Regionais A Paer pesquisou as unidades locais, com mais de 20 pessoas ocupadas, do setor serviços do, constatando a presença de

Leia mais

Principais características geográficas do estado do Goiás

Principais características geográficas do estado do Goiás Principais características geográficas do estado do Goiás Laércio de Mello 1 Para iniciarmos o estudo sobre o estado de Goiás é importante primeiramente localizá-lo dentro do território brasileiro. Para

Leia mais

PROGRAMA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DA PECUÁRIA DE LEITE EM JARU. Prefeitura Municipal de Jaru Embrapa Rondônia

PROGRAMA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DA PECUÁRIA DE LEITE EM JARU. Prefeitura Municipal de Jaru Embrapa Rondônia PROGRAMA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DA PECUÁRIA DE LEITE EM JARU Prefeitura Municipal de Jaru Embrapa Rondônia 81 81 83 72 88 68 Figura 1. Percentual de estabelecimentos de agricultura familiar nas regiões

Leia mais

sociais (7,6%a.a.); já os segmentos que empregaram maiores contingentes foram o comércio de mercadorias, prestação de serviços e serviços sociais.

sociais (7,6%a.a.); já os segmentos que empregaram maiores contingentes foram o comércio de mercadorias, prestação de serviços e serviços sociais. CONCLUSÃO O Amapá tem uma das menores densidades populacionais, de cerca de 2,6 habitantes por km 2. Em 1996, apenas três de seus 15 municípios possuíam população superior a 20 mil habitantes e totalizavam

Leia mais

CONTAS REGIONAIS DO AMAZONAS 2009 PRODUTO INTERNO BRUTO DO ESTADO DO AMAZONAS

CONTAS REGIONAIS DO AMAZONAS 2009 PRODUTO INTERNO BRUTO DO ESTADO DO AMAZONAS CONTAS REGIONAIS DO AMAZONAS 2009 PRODUTO INTERNO BRUTO DO ESTADO DO AMAZONAS APRESENTAÇÃO A Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico SEPLAN em parceria com a SUFRAMA e sob a coordenação

Leia mais

A Evolução da Mídia Exterior. Dados Demográfi cos GAROPABA

A Evolução da Mídia Exterior. Dados Demográfi cos GAROPABA A Evolução da Mídia Exterior Dados Demográfi cos GAROPABA GAROPABA Considerada um paraíso à beira-mar, Garopaba possui praias de mar manso e também outras reconhecidas internacionalmente pela prática do

Leia mais

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE ALIMENTOS OUTUBRO DE 2015 PRODUTOS INDÚSTRIA DE ALIMENTOS NO BRASIL 2012 EXPORTAÇÕES US$ 43 Bilhões (23%) 23% Ásia 22% União Europeia FATURAMENTO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Planejamento de Marketing. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Planejamento de Marketing. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

ANAIS DA 4ª MOSTRA DE TRABALHOS EM SAÚDE PÚBLICA 29 e 30 de novembro de 2010 Unioeste Campus de Cascavel ISSN 2176-4778

ANAIS DA 4ª MOSTRA DE TRABALHOS EM SAÚDE PÚBLICA 29 e 30 de novembro de 2010 Unioeste Campus de Cascavel ISSN 2176-4778 ORGANIZAÇÃO DAS AÇÕES EM SAÚDE DO TRABALHADOR NA ATENÇÃO BÁSICA NOS MUNICÍPIOS DA 20ª REGIONAL DE SAÚDE DO PARANÁ 1 Viviane Delcy da Silva 2 Neide Tiemi Murofuse INTRODUÇÃO A Saúde do Trabalhador (ST)

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2005

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2005 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2005 Cria a Zona Franca de São Luís, no Estado do Maranhão. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Fica criada a Zona Franca de São Luís, no Estado do Maranhão, definida

Leia mais

PESQUISA DE TURISMO EM IMBITUBA Praia do Rosa

PESQUISA DE TURISMO EM IMBITUBA Praia do Rosa EM IMBITUBA Praia do Rosa SUMÁRIO Perfil do turista e avaliação do destino...3 Perfil dos meios de hospedagem - Praia do Rosa...16 Perfil do turista e avaliação do destino Pesquisa com o turista Buscando

Leia mais

Portal de Turismo Divulgando seu empreendimento

Portal de Turismo Divulgando seu empreendimento www.visitesaopedrodaaldeia.com.br Portal de Turismo Divulgando seu empreendimento Tel/ax: (21) 2522-2421 ideias@ideias.org.br Quem Somos O Instituto IDEIAS é uma associação civil, sem fins lucrativos,

Leia mais

MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ

MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ 2009 Índice Introdução...3 O que é Base Tecnológica?...3 O que é o Programa de Incubação?...3 Para quem é o Programa de Incubação?...4 Para que serve o

Leia mais

Autores: ANNARA MARIANE PERBOIRE DA SILVA, MARIA HELENA CAVALCANTI DA SILVA

Autores: ANNARA MARIANE PERBOIRE DA SILVA, MARIA HELENA CAVALCANTI DA SILVA RELAÇÕES ENTRE A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O SETOR DE HOSPITALIDADE: um estudo de caso aplicável ao curso Técnico de Hospedagem Secretaria de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Pernambuco Autores: ANNARA

Leia mais

Adultos Jovens no Trabalho em Micro e Pequenas Empresas e Política Pública

Adultos Jovens no Trabalho em Micro e Pequenas Empresas e Política Pública Capítulo 3 Adultos Jovens no Trabalho em Micro e Pequenas Empresas e Política Pública Maria Inês Monteiro Mestre em Educação UNICAMP; Doutora em Enfermagem USP Professora Associada Depto. de Enfermagem

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA- UNESP Prof. Msc. Francisco Nascimento Curso de Turismo 5º Semestre Disciplina Meios de Hospedagem.

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA- UNESP Prof. Msc. Francisco Nascimento Curso de Turismo 5º Semestre Disciplina Meios de Hospedagem. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA- UNESP Prof. Msc. Francisco Nascimento Curso de Turismo 5º Semestre Disciplina Meios de Hospedagem 1º Semestre 2013 O Cadastur Registro Hotel, Hotel histórico, hotel de lazer/resort,

Leia mais

Hotel Plananlto. Equipe. Estrutura

Hotel Plananlto. Equipe. Estrutura Hotel Plananlto O Hotel Planalto reconhece as necessidade de seus hóspedes e dos empresários locais. Por isso, além de confortáveis acomodações, possuímos auditórios adaptados para eventos sociais e corporativos.

Leia mais

O MATOPIBA e o desenvolvimento "destrutivista" do Cerrado

O MATOPIBA e o desenvolvimento destrutivista do Cerrado O MATOPIBA e o desenvolvimento "destrutivista" do Cerrado Paulo Rogerio Gonçalves* No dia seis de maio de 2015 o decreto n. 8447 cria o Plano de Desenvolvimento Agropecuário do Matopiba e seu comitê gestor.

Leia mais

Caracterização dos Territórios de Identidade Território 15 - Bacia do Jacuípe

Caracterização dos Territórios de Identidade Território 15 - Bacia do Jacuípe Caracterização dos Territórios de Identidade Território 15 - Bacia do Jacuípe Municípios Dados Gerais Quantidade de Área Total (km 2 População Total Densidade ) municípios Demográfica 14 10.605,76 237.237

Leia mais

Universidade. Estácio de Sá. Turismo, Hotelaria e Gastronomia

Universidade. Estácio de Sá. Turismo, Hotelaria e Gastronomia Universidade Estácio de Sá Turismo, Hotelaria e Gastronomia A Estácio Hoje reconhecida como a maior instituição particular de ensino superior do país, a Universidade Estácio de Sá iniciou suas atividades

Leia mais

Mineiros. Novo perfil econômico, futuro promissor. Marcelo Cardoso da Silva. Agropecuária dinâmica

Mineiros. Novo perfil econômico, futuro promissor. Marcelo Cardoso da Silva. Agropecuária dinâmica Mineiros Novo perfil econômico, futuro promissor Foto: Divulgação Marcelo Cardoso da Silva Localizado no Sudoeste Goiano, uma das mais prósperas regiões do agronegócio brasileiro, Mineiros destaca-se como

Leia mais

. a d iza r to u a ia p ó C II

. a d iza r to u a ia p ó C II II Sugestões de avaliação Geografia 7 o ano Unidade 5 5 Unidade 5 Nome: Data: 1. Complete o quadro com as características dos tipos de clima da região Nordeste. Tipo de clima Área de ocorrência Características

Leia mais

ANÁLISE DAS ADPTAÇÕES NA ACESSIBILIDADE NOS MEIOS DE HOSPEDAGENS DE FOZ DO IGUAÇU

ANÁLISE DAS ADPTAÇÕES NA ACESSIBILIDADE NOS MEIOS DE HOSPEDAGENS DE FOZ DO IGUAÇU ANÁLISE DAS ADPTAÇÕES NA ACESSIBILIDADE NOS MEIOS DE HOSPEDAGENS DE FOZ DO IGUAÇU Andriélle Pereira de Oliveira 1 RESUMO As normas de acessibilidade nos meios de hospedagens de Foz do Iguaçu são constituídas

Leia mais

Orgânicos e desenvolvimento sustentável

Orgânicos e desenvolvimento sustentável Orgânicos e desenvolvimento sustentável SÉRGIO ANGHEBEN Gestor do Programa Desenvolvimento Rural Sustentável da Itaipu Binacional A princípio, gostaria de chamar atenção no quadro 1 para a área plantada

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO 2014/2020 FARROUPILHA - RS

PLANO DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO 2014/2020 FARROUPILHA - RS PLANO DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO 2014/2020 FARROUPILHA - RS 22 de Outubro de 2014 AGENDA Relembrar o conceito de Plano Municipal de Turismo Etapas percorridas no desenvolvimento do PMT de Farroupilha

Leia mais

PROJETO BÁSICO AMBIENTAL UHE TELES PIRES

PROJETO BÁSICO AMBIENTAL UHE TELES PIRES PROJETO BÁSICO AMBIENTAL UHE TELES PIRES P.38 - Programa de Apoio a Revitalização e incremento da Atividade de Turismo Relatório Semestral de Atividades Realizadas EQUIPE TÉCNICA RESPONSÁVEL PELO DESENVOLVIMENTO

Leia mais

740 mil pessoas estão à espera da sua loja.

740 mil pessoas estão à espera da sua loja. 740 mil pessoas estão à espera da sua loja. Imagem ilustrativa Fonte: Relatório Mapeamento de Mercado Potencial China Associados Geomarketing. Polo de desenvolvimento do NOROESTE PAULISTA, a região de

Leia mais

MINIFÓRUM CULTURA 10. Fórum Permanente para Elaboração do Plano Municipal de Cultura 2012 a 2022 RELATÓRIA DA AUDIÊNCIA PÚBLICA

MINIFÓRUM CULTURA 10. Fórum Permanente para Elaboração do Plano Municipal de Cultura 2012 a 2022 RELATÓRIA DA AUDIÊNCIA PÚBLICA MINIFÓRUM CULTURA 10 Fórum Permanente para Elaboração do Plano Municipal de Cultura 2012 a 2022 RELATÓRIA DA AUDIÊNCIA PÚBLICA Orientação aprovada: Que a elaboração do Plano Municipal de Cultura considere

Leia mais

Portal de Turismo Divulgando seu empreendimento

Portal de Turismo Divulgando seu empreendimento www.turisangra.com.br Portal de Turismo Divulgando seu empreendimento Tel/ax: (21) 2522-2421 ideias@ideias.org.br Quem Somos O Instituto IDEIAS é uma associação civil, sem fins lucrativos, criada em 8

Leia mais

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira RESUMO TÉCNICO CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2008

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira RESUMO TÉCNICO CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2008 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira RESUMO TÉCNICO CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2008 Brasília DF 2009 SUMÁRIO LISTA DE TABELAS... 3 APRESENTAÇÃO...

Leia mais

Doutoranda: Nadir Blatt

Doutoranda: Nadir Blatt Territórios de Identidade no Estado da Bahia: uma análise crítica da regionalização implantada pela estrutura governamental para definição de políticas públicas, a partir da perspectiva do desenvolvimento

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PROJETOS

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PROJETOS 1 CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PROJETOS OS BENEFÍCIOS DA APLICAÇÃO DAS DIRETRIZES DA GESTÃO DE PROJETOS REUNIDAS NO PMBOK NO PLANEJAMENTO TURÍSTICO DE DESTINOS ALUNA: HELENA PERES

Leia mais

Plano Anual de Aplicação Regionalizada

Plano Anual de Aplicação Regionalizada Plano Anual de Aplicação Regionalizada PAAR - 2015 MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SERVIÇO FLORESTAL BRASILEIRO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO FLORESTAL Introdução PLANO ANUAL DE APLICAÇÃO REGIONALIZADA

Leia mais

REGIME JURÍDICO DO TURISMO NO ESPAÇO RURAL

REGIME JURÍDICO DO TURISMO NO ESPAÇO RURAL REGIME JURÍDICO DO TURISMO NO ESPAÇO RURAL O Turismo no Espaço Rural consiste no conjunto de actividades e serviços de alojamento e animação a turistas em empreendimentos de natureza familiar realizados

Leia mais

O consumo dos brasileiros atingirá R$ 3,7 trilhões, em 2015

O consumo dos brasileiros atingirá R$ 3,7 trilhões, em 2015 O consumo dos brasileiros atingirá R$ 3,7 trilhões, em 2015 A potencialidade de consumo dos brasileiros deve chegar a R$ 3,730 trilhões neste ano, ao mesmo tempo em que revela significativo aumento dos

Leia mais

PERFIL DOS ESTADOS E DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS: INCLUSÃO PRODUTIVA.

PERFIL DOS ESTADOS E DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS: INCLUSÃO PRODUTIVA. PERFIL DOS ESTADOS E DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS: INCLUSÃO PRODUTIVA. FICHA TÉCNICA Coordenação de População e Indicadores Sociais: Bárbara Cobo Soares Gerente de Pesquisas e Estudos Federativos: Antônio

Leia mais

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 096

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 096 Eventos Culturais PROGRAMA Nº - 096 Levar cultura à população através de shows musicais, espetáculos teatrais, poesia, oficinas de teatro, música, artesanato, artes plásticas e outros. Contratar empresas

Leia mais

Reformular as estradas: - estradas prioritárias até 2014 - estradas secundárias até 2017. Manter 100% das estradas em boas. Elaborar um levantamento

Reformular as estradas: - estradas prioritárias até 2014 - estradas secundárias até 2017. Manter 100% das estradas em boas. Elaborar um levantamento PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS GT DA AGRICULTURA -"A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão: "Que rurais de Santa Maria e região tenham qualidade de vida; mantenham uma produção altamente tecnificada,

Leia mais

REDES HIDROGRÁFICAS SÃO TODOS OS RECURSOS HIDROGRÁFICAS DE UM PAÍS, COMPOSTOS GERALMENTE PELOS RIOS, LAGOS E REPRESAS.

REDES HIDROGRÁFICAS SÃO TODOS OS RECURSOS HIDROGRÁFICAS DE UM PAÍS, COMPOSTOS GERALMENTE PELOS RIOS, LAGOS E REPRESAS. REDES HIDROGRÁFICAS SÃO TODOS OS RECURSOS HIDROGRÁFICAS DE UM PAÍS, COMPOSTOS GERALMENTE PELOS RIOS, LAGOS E REPRESAS. BACIA HIDROGRÁFICA. É UMA REDE DE TERRAS DRENADAS POR UM RIO E SEUS PRINCIPAIS AFLUENTES.

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DAS FERRAMENTAS ADMINISTRATIVAS CONTEMPORÂNEAS NA GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES HOSPITALARES

A UTILIZAÇÃO DAS FERRAMENTAS ADMINISTRATIVAS CONTEMPORÂNEAS NA GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES HOSPITALARES A UTILIZAÇÃO DAS FERRAMENTAS ADMINISTRATIVAS CONTEMPORÂNEAS NA GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES HOSPITALARES André F. Soares Correia, FSM, andre.s.correia@hotmail.com¹ Virginia Tomaz Machado, FSM, vtmachado@hotmail.com²

Leia mais

Prefeitura Municipal de AJURICABA LDO - Lei de Diretrizes Orçamentárias - 2016 Anexo V - Meta Fiscal da Despesa - Rol de Programas

Prefeitura Municipal de AJURICABA LDO - Lei de Diretrizes Orçamentárias - 2016 Anexo V - Meta Fiscal da Despesa - Rol de Programas Página: 1 0000 OPERAÇÕES ESPECIAIS 101 Restituição de Recursos 4.000,00 5.000,00 6.000,00 201 Contribuição PASEP 290.000,00 300.000,00 310.000,00 301 Sentenças Judiciais e Precatórios 6.000,00 8.000,00

Leia mais

Rafael de Farias Costa Moreira (Sebrae)

Rafael de Farias Costa Moreira (Sebrae) Rafael de Farias Costa Moreira (Sebrae) Metodologia Entrevistas por telefone com 9.657 Microempreendedores Individuais feitas em abril de 2015. Análise da base de dados do Microempreendedor Individual

Leia mais

Quem sou eu? Marcelo Salomão Guimarães Casado a 8 anos 1 filha de 7 anos

Quem sou eu? Marcelo Salomão Guimarães Casado a 8 anos 1 filha de 7 anos Quem sou eu? Marcelo Salomão Guimarães Casado a 8 anos 1 filha de 7 anos Diretor de negócios Gigatron Franchising Diretor CTRA Centro Tecnológico da Região de Araçatuba Diretor ABRADI-isp Associação Brasileira

Leia mais

Por que Investir em Caldas Novas-GO? E Por que o Mirante da Serra?

Por que Investir em Caldas Novas-GO? E Por que o Mirante da Serra? Por que Investir em Caldas Novas-GO? E Por que o Mirante da Serra? Grupo Di Roma investe R$ 147 milhões em Caldas Novas --------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Secretaria de Turismo da Bahia Bahiatursa

Secretaria de Turismo da Bahia Bahiatursa Secretaria de Turismo da Bahia Bahiatursa Secretaria de Turismo da Bahia Bahiatursa Secretaria de Turismo da Bahia Bahiatursa 3 Secretaria de Turismo da Bahia Bahiatursa Secretaria de Turismo da Bahia

Leia mais

MBA Executivo UFPE. Disciplina: Ambiente de Negócios. Setembro/2011 Prof. Bosco Torres SHOPPING CENTERS

MBA Executivo UFPE. Disciplina: Ambiente de Negócios. Setembro/2011 Prof. Bosco Torres SHOPPING CENTERS MBA Executivo UFPE Disciplina: Ambiente de Negócios Setembro/2011 Prof. Bosco Torres SHOPPING CENTERS Fonte: MATTAR, Fauze Najib. Administração de Varejo. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011 Prof. Bosco Torres

Leia mais

Avaliação de programa governamental: o Micro Empreendedor Individual (MEI) no Estado de Rondônia.

Avaliação de programa governamental: o Micro Empreendedor Individual (MEI) no Estado de Rondônia. CHAMADA MCTI-CNPq/MDS-SAGI Nº 24/2013 DESENVOLVIMENTO SOCIAL Linha temática: Tema 3: Inclusão Produtiva. Critério de Avaliação escolhido: Avaliar o acesso, a implantação e os efeitos de ações do Programa

Leia mais

Laboratório de Análise e Tratamento de Imagens de Satélites LATIS (*)

Laboratório de Análise e Tratamento de Imagens de Satélites LATIS (*) Laboratório de Análise e Tratamento de Imagens de Satélites LATIS (*) RELATÓRIO SOBRE O MAPEAMENTO ADICIONAL DE AGROPECUÁRIA ÁREA COMPREENDIDA POR 18 MUNICÍPIOS DA ÁREA LIVRE DE AFTOSA DO PARÁ REALIZADO

Leia mais

PARECER COREN-SP 028/2014 CT PRCI n 100.954 Ticket n 280.428, 282.601, 283.300, 283.647, 284.499, 287.181, 290.827, 299.421

PARECER COREN-SP 028/2014 CT PRCI n 100.954 Ticket n 280.428, 282.601, 283.300, 283.647, 284.499, 287.181, 290.827, 299.421 PARECER COREN-SP 028/2014 CT PRCI n 100.954 Ticket n 280.428, 282.601, 283.300, 283.647, 284.499, 287.181, 290.827, 299.421 Ementa: Realização de treinamentos, palestras, cursos e aulas por profissionais

Leia mais

PROJETO BÁSICO HOSPEDAGEM

PROJETO BÁSICO HOSPEDAGEM PROJETO BÁSICO HOSPEDAGEM 1 Projeto Básico da Contratação de Serviços: 1.1 O presente Projeto Básico consiste na abertura de credenciamento para empresas prestadoras de serviços de hospedagem, incluindo

Leia mais

INDICAÇÃO Nº, DE (Do Sr. Deputado Renato Casagrande) Excelentíssimo Senhor Ministro de Estado da Educação:

INDICAÇÃO Nº, DE (Do Sr. Deputado Renato Casagrande) Excelentíssimo Senhor Ministro de Estado da Educação: INDICAÇÃO Nº, DE (Do Sr. ) Sugere ao Excelentíssimo Senhor Ministro de Estado da Educação a construção de uma Unidade de Ensino Descentralizada do CEFETES na Região Noroeste do Estado do Espírito Santo.

Leia mais

A FORÇA DA BHG. * Dados de 2010.

A FORÇA DA BHG. * Dados de 2010. PORQUE INVESTIR? Belo Horizonte tem o quarto maior PIB entre os municípios brasileiros; Minas Gerais é o segundo pólo turístico do Brasil; Localização estratégica. A Savassi é ponto nobre e estratégico

Leia mais

DIRETORIA DE PESQUISAS - DPE COORDENAÇÃO DE CONTAS NACIONAIS CONAC. Nova Série do Produto Interno Bruto dos Municípios referência 2002

DIRETORIA DE PESQUISAS - DPE COORDENAÇÃO DE CONTAS NACIONAIS CONAC. Nova Série do Produto Interno Bruto dos Municípios referência 2002 DIRETORIA DE PESQUISAS - DPE COORDENAÇÃO DE CONTAS NACIONAIS CONAC Nova Série do Produto Interno Bruto dos Municípios referência 2002 (versão para informação e comentários) Versão 1 Apresentação O Instituto

Leia mais

Sociedade Brasileira de Radioterapia SBRT Conveniada ao Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem - CBR

Sociedade Brasileira de Radioterapia SBRT Conveniada ao Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem - CBR REGULAMENTO PARA CANDIDATURA À SEDE DO CONGRESSO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE RADIOTERAPIA - SBRT O Congresso da Sociedade Brasileira de Radioterapia é o maior evento nacional da especialidade. Visando

Leia mais

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS PEQUENOS negócios no BRASIL 99% 70% 40% 25% 1% do total de empresas brasileiras da criação de empregos formais da massa salarial do PIB das exportações

Leia mais

TEMA: POPULAÇÃO JOVEM DE 16 A 24 ANOS

TEMA: POPULAÇÃO JOVEM DE 16 A 24 ANOS Em 5 de agosto de 2013 foi sancionado o Estatuto da Juventude que dispõe sobre os direitos da população jovem (a Cidadania, a Participação Social e Política e a Representação Juvenil, a Educação, a Profissionalização,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA PROGRAMA DE EXPANSÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CARTA CONSULTA SEGMENTO COMUNITÁRIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA PROGRAMA DE EXPANSÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CARTA CONSULTA SEGMENTO COMUNITÁRIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA PROGRAMA DE EXPANSÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CARTA CONSULTA SEGMENTO COMUNITÁRIO Título do Projeto: (nome do centro de Educação profissional

Leia mais

Resíduos Sólidos Programa Lixo Alternativo Situação atual de Guaraqueçaba: Volume diário 4m³ (aproximadamente 1 tonelada/dia) Coleta: Diária em 980 unidades domésticas / 135 comerciais / 2 industriais

Leia mais

O SETOR PÚBLICO E AS AÇÕES DE ORGANIZAÇÃO DO TURISMO NO MUNICÍPIO DA ILHA DE ITAMARACÁ-PE

O SETOR PÚBLICO E AS AÇÕES DE ORGANIZAÇÃO DO TURISMO NO MUNICÍPIO DA ILHA DE ITAMARACÁ-PE 1 O SETOR PÚBLICO E AS AÇÕES DE ORGANIZAÇÃO DO TURISMO NO MUNICÍPIO DA ILHA DE ITAMARACÁ-PE GUILHERME ALVES DE SANTANA, MICHELLY ELAINE DE OLIVEIRA CONCEIÇÃO & EVERTON MEDEIROS BEZERRA Introdução Devido

Leia mais