P A L N A O N O D E D E E X E P X A P N A S N Ã S O Ã O I II

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "P A L N A O N O D E D E E X E P X A P N A S N Ã S O Ã O I II"

Transcrição

1 PLANO DE EXPANSÃO III ( ) ESTUDO DE VIABILIDADE Equipe Técnica Responsável: Prof. Dr. Jimmy de Almeida Léllis - Coordenador Prof. Dr. Ridelson Farias de Sousa - Coordenador Prof. M.Sc. Thiago José de Azevedo Loureiro Prof. M.Sc. José Elber Marques Barbosa Emmanuel Aldano de França Monteiro ABRANGÊNCIA DE CADA CAMPUS RAIO DE 50km 1

2 PLANO DE EXPANSÃO III ( ) ESTUDO DE VIABILIDADE 8ª Região Geoadministrativa - 10 municípios (PARAÍBA 2008 IDEME) ÁREA Km 2 POPULAÇÃO habitantes DENSIDADE DEMOGRÁFICA 31,04 hab/ Km 2 2

3 Região Geoadministrativa POPULAÇÃO CATOLÉ DO ROCHA (REGIÃO) X PB (IBGE, 2011) Região Geoadministrativa (IBGE, 2011) EMPRESAS x POPULAÇÃO 3

4 Região Geoadministrativa (IBGE, 2011) AGROPECUÁRIA Região Geoadministrativa VEÍCULOS (IBGE, 2011) 4

5 Região Geoadministrativa IFDM (IBGE, 2011) Região Geoadministrativa (IBGE, 2011) IFDM DESENVOLVIMENTO RELAÇÃO (BRASIL/PARAÍBA/REGIÃO DE CATOLÉ DO ROCHA) 5

6 Região Geoadministrativa SAÚDE (IBGE, 2011) Região Geoadministrativa economia e finanças PRODUTO INTERNO BRUTO PIB (PARAÍBA 2008 PERFIL BÁSICO MUNICIPAL / IDEME) 6

7 ATIVIDADE PRODUTIVA (BRASIL 2011 MINISTÉRIO DO TRABALHO) Comércio Industrial Serviços 7

8 Região Geoadministrativa características geográficas (PARAÍBA 2008 PERFIL BÁSICO MUNICIPAL / IDEME) CARACTERÍSTICAS GERAIS Região Geoadministrativa aspectos demográficos e sociais (PARAÍBA 2008 PERFIL BÁSICO MUNICIPAL / IDEME) DEMOGRAFIA 8

9 Região Geoadministrativa aspectos demográficos e sociais (PARAÍBA 2008 PERFIL BÁSICO MUNICIPAL / IDEME) SAÚDE 9

10 ATIVIDADE PRODUTIVA (BRASIL 2011 MINISTÉRIO DO TRABALHO) Comércio Serviços Industrial 10

11 ESTUDO DE VIABILIDADE Região Geoadministrativa aspectos demográficos e sociais (Fonte: IBGE; MEC; INEP, 2009) EDUCAÇÃO quantitativo de alunos > fundamental x médio (geral) Dependência administrativa Fundamental Fundamental 9º ano Alunos Médio Médio 1º ano GAP ALUNOS médio (1ºano) - fundamental (9ºano) Municipal Estadual Federal Privada Total

12 ESTUDO DE VIABILIDADE EDUCAÇÃO relação entre alunos > fundamental (9º) x médio (1º) (Fonte: IBGE; MEC; INEP, 2009) EDUCAÇÃO GAP (9º fundamental 1º médio) ESTUDO DE VIABILIDADE (Fonte: IBGE; MEC; INEP, 2009) 12

13 Região Geoadministrativa aspectos demográficos e sociais EDUCAÇÃO Candidatos em potencial (Fonte: IBGE; MEC; INEP, 2009) Fonte: IBGE; MEC, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais; INEP - Censo Educacional Região Geoadministrativa aspectos demográficos e sociais (uepb.edu.br) EDUCAÇÃO UEPB/Campus IV Catolé do Rocha ENSINO PROFISSIONALIZANTE (Escola Agrotécnica do Cajueiro) Técnico de Nível Médio em Agropecuária ENSINO SUPERIOR Licenciatura em Letras Licenciatura em Ciências Agrárias 13

14 Região Geoadministrativa economia e finanças (PARAÍBA 2008 PERFIL BÁSICO MUNICIPAL / IDEME) PRODUTO INTERNO BRUTO PIB ,07 16,31 78,62 14

15 Região Geoadministrativa infra-estrutura (PARAÍBA 2008 PERFIL BÁSICO MUNICIPAL / IDEME) ENERGIA ELÉTRICA 2007 Região Geoadministrativa economia e finanças (PARAÍBA 2008 PERFIL BÁSICO MUNICIPAL / IDEME) FINANÇAS PÚBLICAS Receita Municipal

16 (façadiferente.sebrae.com.br) ÁREAS DE ATUAÇÃO (Pesquisa direta, 2011) Indústria - Móveis de madeira - Cerâmica vermelha - Pré-moldados - Têxtil - Produtos alimentícios - Bovinocultura de Leite - Aquicultura - Alumínio 16

17 ÁREAS DE ATUAÇÃO Comércio - Móveis residenciais e para escritório - Farmácias - Cama, Mesa e Banho - Informática e Telefonia - Vestuário - Decoração - Calçados - Bebidas (distribuidoras) - Eletrodomésticos - Supermercados e Mercearias - Jóias/bijuterias - Bazar e Papelaria - Perfumarias e Cosmética (Pesquisa direta, 2011) (Pesquisa direta, 2011) ÁREAS DE ATUAÇÃO Serviços - Telefonia e Telecomunicações - Serviços Bancários - Informática - Serviços Gráficos - Bares e Restaurantes - Clínicas Médicas e Odontológicas - Hospital e Maternidade - Escritórios de Advocacia - Serviços Contábeis 17

18 IMPLEMENTAÇÃO DE CURSOS CAMPUS CATOLÉ DO ROCHA FASE 1 CAMPUS PROVISÓRIO Técnico Integrado em Informática Técnico Subsequente em Agente Comunitário de Saúde CST em Gestão Comercial FASE 2 CAMPUS DEFINITIVO Técnico Integrado em Informática Técnico Subsequente em Agente Comunitário de Saúde CST em Gestão Comercial Técnico Integrado em Edificações Licenciatura em Matemática IMPLEMENTAÇÃO DE CURSOS CURSO CH EIXO TEMÁTICO O QUE FAZ TÉCNICO INTEGRADO EM INFORMÁTICA H INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Desenvolve programas de computador, seguindo as especificações e paradigmas da lógica de programação e das linguagens de programação. Utiliza ambientes de desenvolvimentos de sistemas, sistemas operacionais e banco de dados. Realiza testes de software, mantendo registro que possibilitem análises e refinamento dos resultados. Executa manutenção de programas de computadores implantados. POSSIBILIDADES DE ATUAÇÃO Instituições públicas, privadas e do terceiro setor que sistemas computacionais, especialmente envolvendo programação demandem computadores. de 18

19 IMPLEMENTAÇÃO DE CURSOS CURSO CH EIXO TEMÁTICO O QUE FAZ TÉCNICO SUBSEQUENTE EM AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE H AMBIENTE, SAÚDE E SEGURANÇA Atua na perspectiva de promoção, prevenção e proteção, orienta e acompanha famílias e grupos em seus domicílios e os encaminha aos serviços de saúde. Realiza mapeamento e cadastramento de dados sociais, demográficos e de saúde, consolidando e analisando as informações obtidas; participa, com as equipes de saúde e a comunidade, da elaboração, implementação, avaliação e reprogramação do plano de ação local de saúde. Participa e mobiliza a população para as reuniões do conselho de saúde. Identifica indivíduos ou grupos que demandam cuidados especiais sensibilizando a comunidade para a convivência. Trabalha em equipe nas unidades básicas do Sistema Único de Saúde promovendo a integração entre população atendida e os serviços de atenção básica a saúde. POSSIBILIDADES DE ATUAÇÃO Sistema Único de Saúde; Prefeituras; Programas de Saúde da família. IMPLEMENTAÇÃO DE CURSOS CURSO CH EIXO TEMÁTICO O QUE FAZ CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL H GESTÃO E NEGÓCIOS Focado nas transações comerciais presta-se à organização, atendendo às diversas formas de intervenção (varejo, atacado, representação, etc.) de qualquer setor. Atua no planejamento, operação, implementação e atualização de sistemas de informações comerciais que proporcionem maior rentabilidade e flexibilidade ao processo de comercialização. Atua no fluxo de informações com os clientes, proporcionando maior visibilidade institucional da empresa, definindo estratégias de venda de serviços e produtos, gerenciando a relação entre custo e preço final. POSSIBILIDADES DE ATUAÇÃO Instituições privadas no segmento industrial e comercial Consultoria comercial a todos os setores produtivos. 19

20 CONSIDERAÇÕES FINAIS Os cursos a serem ofertados deverão se concentrar principalmente no setor de comércio e serviços; O volume de matrículas no ensino médio propicia um maior montante de cursos técnicos integrados; Os CST passam a ser um suporte prático ao desenvolvimento dos municípios da região geoadministrativa. 20

P A L N A O N O D E D E E X E P X A P N A S N Ã S O Ã O I II

P A L N A O N O D E D E E X E P X A P N A S N Ã S O Ã O I II PLANO DE EXPANSÃO III (2011 2014) ESTUDO DE VIABILIDADE Equipe Técnica Responsável: Prof. Dr. Jimmy de Almeida Léllis - Coordenador Prof. Dr. Ridelson Farias de Sousa - Coordenador Prof. M.Sc. Thiago José

Leia mais

E T S UD U O D D E D E VI V A I B A I B L I ID I AD A E D E DE D

E T S UD U O D D E D E VI V A I B A I B L I ID I AD A E D E DE D ESTUDO DE VIABILIDADE DE CURSOS Equipe Técnica Responsável: Prof. Dr. Jimmy de Almeida Léllis - Coordenador Prof. Dr. Ridelson Farias de Sousa Coordenador Prof. M.Sc. José Elber Marques Barbosa Emmanuel

Leia mais

ESTUD U O D DE V IABI B LI L DA D D A E D E DE C URSOS

ESTUD U O D DE V IABI B LI L DA D D A E D E DE C URSOS Equipe Técnica Responsável: Prof. Dr. Jimmy de Almeida Léllis - Coordenador Prof. Dr. Ridelson Farias de Sousa Coordenador Prof. M.Sc. José Elber Marques Barbosa Emmanuel Aldano de França Monteiro Emanoela

Leia mais

E T S UD U O D D E D E VI V A I B A I B L I ID I AD A E D E DE D

E T S UD U O D D E D E VI V A I B A I B L I ID I AD A E D E DE D ESTUDO DE VIABILIDADE DE CURSOS Equipe Técnica Responsável: Prof. Dr. Jimmy de Almeida Léllis - Coordenador Prof. Dr. Ridelson Farias de Sousa Coordenador Prof. M.Sc. José Elber Marques Barbosa Emmanuel

Leia mais

CAMPUS DE ESPERANÇA IMPLANTAÇÃO

CAMPUS DE ESPERANÇA IMPLANTAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA CAMPUS DE ESPERANÇA IMPLANTAÇÃO X DIRETOR GERAL E-MAIL Responsabilidade técnica:

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA CAMPUS DE GUARABIRA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA CAMPUS DE GUARABIRA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA CAMPUS DE GUARABIRA Umberto Gomes da Silva Júnior DIRETOR GERAL umbertojunior@ifpb.edu.br

Leia mais

VESTIBULAR 2015/1 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS

VESTIBULAR 2015/1 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS VESTIBULAR 2015/1 SELEÇÃO PARA CURSOS TECNICOS SUBSEQUENTES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS 2015/1 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS CURSO TÉCNICO EM AGRIMENSURA Aprovado

Leia mais

Perfil do Curso. O Mercado de Trabalho

Perfil do Curso. O Mercado de Trabalho Perfil do Curso É o gerenciamento dos recursos humanos, materiais e financeiros de uma organização. O administrador é o profissional responsável pelo planejamento das estratégias e pelo gerenciamento do

Leia mais

PARECER. Justificativa

PARECER. Justificativa Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás IFG - Campus Anápolis Departamento das Áreas Acadêmicas Parecer: Do:

Leia mais

XXV ENCONTRO NACIONAL DA UNCME

XXV ENCONTRO NACIONAL DA UNCME XXV ENCONTRO NACIONAL DA UNCME Os desafios da Educação Infantil nos Planos de Educação Porto de Galinhas/PE Outubro/2015 Secretaria de Educação Básica CONCEPÇÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL É direito dos trabalhadores

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO / BACHARELADO

ADMINISTRAÇÃO / BACHARELADO ADMINISTRAÇÃO / BACHARELADO Dos cursos mais procurados pelos estudantes, o de Administração é um dos mais novos. Enquanto Medicina e Direito formam profissionais desde o século 19, foi apenas em 1946 que

Leia mais

CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE/2013

CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE/2013 CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE/2013 NOVEMBRO/2012 1) CURSOS OFERTADOS: Automação Industrial Eletrônica Eletrotécnica* Informática Informática para Internet* Mecânica* Química* Segurança do Trabalho* * Cursos

Leia mais

Guia de cursos ifma2012

Guia de cursos ifma2012 20 12 a ifm sos cur Guia de Prezado(a) candidato(a), O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) preparou um guia dos cursos técnicos que serão oferecidos pela instituição em 2012. A escolha da carreira profissional

Leia mais

Caracterização dos Territórios de Identidade Território 15 - Bacia do Jacuípe

Caracterização dos Territórios de Identidade Território 15 - Bacia do Jacuípe Caracterização dos Territórios de Identidade Território 15 - Bacia do Jacuípe Municípios Dados Gerais Quantidade de Área Total (km 2 População Total Densidade ) municípios Demográfica 14 10.605,76 237.237

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2015 PRODUTOS O COMÉRCIO RESPONDE POR 12,7% DO PIB BRASILEIRO O COMÉRCIO VAREJISTA É RESPONSÁVEL POR 42% DO COMÉRCIO

Leia mais

Objetivo do curso: Formar profissionais qualificados na gestão comercial, possibilitando assim o crscimento individual e corporativo.

Objetivo do curso: Formar profissionais qualificados na gestão comercial, possibilitando assim o crscimento individual e corporativo. O Curso de Tecnologia em Gestão Comercial tem por finalidade formar profissionais na área de Gestão Comercial, embasando-os de conhecimentos técnicos, científicos e gerenciais. Desenvolvendo capacidades

Leia mais

MENSALIDADES CAMPUS PARALELA

MENSALIDADES CAMPUS PARALELA 1 MENSALIDADES CAMPUS PARALELA Bacharelados Campus Paralela 10% 15% Administração R$ 834,92 R$ 789,00 R$ 710,10 R$ 670,65 Arquitetura e Urbanismo R$ 951,32 R$ 899,00 R$ 809,10 R$ 764,15 Ciências Contábeis

Leia mais

APOIO: AGRADECIMENTOS:

APOIO: AGRADECIMENTOS: RELATÓRIO ANUAL - 2013 APOIO: AGRADECIMENTOS: BOLETIM DO COMÉRCIO Relatório Anual - 2013 Pág. 2 RELATÓRIO ANUAL - 2013 Prezados Comerciantes, Esse boletim é uma edição especial sobre o comportamento do

Leia mais

O QUE VOU SER QUANDO CRESCER?

O QUE VOU SER QUANDO CRESCER? O QUE VOU SER QUANDO CRESCER? O QUE VOU SER QUANDO CRESCER? Cartilha Educativa Elaborada no Projeto de Extensão: Cartilha e Artigos Coordenação: Profª Emiliana Debetir Centro de Ciências da Administração

Leia mais

MENSALIDADES CAMPUS PARALELA

MENSALIDADES CAMPUS PARALELA 1 MENSALIDADES CAMPUS PARALELA Bacharelados Campus Paralela 10% 15% Administração R$ 834,92 R$ 789,00 R$ 705,51 R$ 663,76 Arquitetura e Urbanismo R$ 951,32 R$ 899,00 R$ 803,87 R$ 756,30 Ciências Contábeis

Leia mais

VESTIBULAR 2015 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS

VESTIBULAR 2015 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS VESTIBULAR 2015 SELEÇÃO PARA ENSINO PROFISSIONAL INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO, EM REGIME INTEGRAL COM DURAÇÃO DE 3 ANOS, DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS 2015 INFORMAÇÕES

Leia mais

RÁDIO E TV TÉCNICO EM ATUAÇÃO NO MERCADO

RÁDIO E TV TÉCNICO EM ATUAÇÃO NO MERCADO O CEET - Centro Estadual de Educação Técnica Vasco Coutinho é uma Instituição de Ensino criada e mantida pelo Governo do Estado do Espírito Santo e transferido através da lei n 9.971/12, para Secretaria

Leia mais

Graduação Executiva. Feita para o seu momento Venha para a única graduação exclusiva para adultos a partir dos 24 anos

Graduação Executiva. Feita para o seu momento Venha para a única graduação exclusiva para adultos a partir dos 24 anos Graduação Executiva Feita para o seu momento Venha para a única graduação exclusiva para adultos a partir dos 24 anos Graduação Administração Duração: 4 anos Carga Horária Total: 3.040 horas/aula Este

Leia mais

EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA

EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA Disciplina: D 4.5 Sistema de Planejamento Federal (32h) (Caso 1: Plano de Monitoramento Global - Programa - Educação Profissional e Tecnológica) 12

Leia mais

Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará. Eixo Temático Educação Superior

Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará. Eixo Temático Educação Superior Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará Eixo Temático Educação Superior Ceará, 2015 1 Socioeconômico Diagnóstico Para compreender a situação da educação no estado do Ceará é necessário também

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS Centro Federal de Educação Tecnológica do Amazonas CEFET-AM Lei Nº 11. 892, de 29 de dezembro de 2008, Art. 5º, inciso IV, criou o Instituto

Leia mais

CATÁLOGO AUXILIAR DOCENTE

CATÁLOGO AUXILIAR DOCENTE CATÁLOGO DE AUXILIAR DOCENTE Atualizado em Novembro/2015 RELAÇÃO DE REQUISITOS MÍNIMOS PARA INGRESSO NO EMPREGO PÚBLICO PERMANENTE DE AUXILIAR DOCENTE I Este documento tem por finalidade apresentar os

Leia mais

Resultados da Lei de Informática - Uma Avaliação. Parte 4 - Programas Prioritários em Informática

Resultados da Lei de Informática - Uma Avaliação. Parte 4 - Programas Prioritários em Informática Resultados da Lei de Informática - Uma Avaliação Parte 4 - Programas Prioritários em Informática Rede Nacional de Pesquisa Ministério da Ciência e Tecnologia Resultados da Lei de Informática - Uma Avaliação

Leia mais

Graduação Executiva. Feita para o seu momento Venha para a única graduação exclusiva para adultos a partir dos 24 anos

Graduação Executiva. Feita para o seu momento Venha para a única graduação exclusiva para adultos a partir dos 24 anos Graduação Executiva Feita para o seu momento Venha para a única graduação exclusiva para adultos a partir dos 24 anos Graduação Administração Duração: 4 anos Carga Horária Total: 3.040 horas/aula Este

Leia mais

Workshop sobre Apoio a Empresas de Base Tecnológica em SP Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico FAPESP

Workshop sobre Apoio a Empresas de Base Tecnológica em SP Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico FAPESP Workshop sobre Apoio a Empresas de Base Tecnológica em SP Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico FAPESP Aluysio Asti Superintendente da Área de Planejamento- BNDES Abril/2006 Marcos

Leia mais

SAÚDE. Coordenador: Liliane Espinosa de Mello

SAÚDE. Coordenador: Liliane Espinosa de Mello Coordenador: Liliane Espinosa de Mello SAÚDE Visão: Que Santa Maria seja o principal Polo na Área de Saúde do interior do Rio Grande do Sul, contribuindo para a melhor qualidade de vida da população da

Leia mais

Cursos Integrados. Apresentação. Cursos Integrados

Cursos Integrados. Apresentação. Cursos Integrados Guia de cursos 2013 Apresentação Cursos Integrados Prezado(a) candidato(a), O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) preparou um guia dos cursos técnicos que serão oferecidos pela instituição em 2013. A

Leia mais

ANEXO I EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DISCIPLINAS/EIXO TECNOLÓGICO POR GERED

ANEXO I EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DISCIPLINAS/EIXO TECNOLÓGICO POR GERED ANEXO I EDUCAÇÃO PROFISSIONAL /EIXO POR GERED DISCIPLINA/EIXO GERED ARARANGUÁ em Economia ou Administração ou Contabilidade ou Ciências Contábeis com Curso Emergencial de Complementação Pedagógica; ou,

Leia mais

Perfil Econômico Municipal

Perfil Econômico Municipal indústria Extração de carvão mineral Extração de petróleo e gás natural Extração de minerais metálicos Extração de minerais não-metálicos Fabricação de alimentos e bebidas Fabricação de produtos do fumo

Leia mais

Experiência da UFSC com Projetos Apoiados pela Lei 8248

Experiência da UFSC com Projetos Apoiados pela Lei 8248 Experiência da UFSC com Projetos Apoiados pela Lei 8248 Prof. Raul Sidnei Wazlawick Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação Uso Institucional de Recursos da Lei 8248 Cooperação

Leia mais

MOC 10. CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO DE ATIVIDADES - COMUNIDADE NOSSA SENHORA APARECIDA

MOC 10. CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO DE ATIVIDADES - COMUNIDADE NOSSA SENHORA APARECIDA 10. CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO DE ATIVIDADES - COMUNIDADE NOSSA SENHORA APARECIDA EIXO Macroação ATIVIDADES Compor a equipe técnica com experiências no trabalho de desenvolvimento de comunidade. Identificar

Leia mais

MISSÃO Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a

MISSÃO Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a 2014 MISSÃO Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a competitividade da indústria brasileira. São 165 unidades

Leia mais

PLANO DE AÇÃO-DIREÇÃO DO CAMPUS TERESINA ZONA SUL GESTÃO 2013-2017

PLANO DE AÇÃO-DIREÇÃO DO CAMPUS TERESINA ZONA SUL GESTÃO 2013-2017 PLANO DE AÇÃO-DIREÇÃO DO CAMPUS TERESINA ZONA SUL GESTÃO 2013-2017 O ensino, como a justiça, como a administração, prospera e vive muito mais realmente da verdade e da moralidade, com que se pratica do

Leia mais

CAMPUS. Alcântara CAMPUS FORMA EIXO CONFORME CATÁLOGO NOME DO CURSO

CAMPUS. Alcântara CAMPUS FORMA EIXO CONFORME CATÁLOGO NOME DO CURSO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE ENSINO CURSOS TÉCNICOS E SUPERIORES DOS PELO IFMA 2012 CAMPUS FORMA EIXO Alcântara Técnico Subsequente Controle e Processos

Leia mais

TERESINA - PERFIL DOS BAIRROS - REGIONAL SDU CENTRO NORTE BAIRRO JACINTA ANDRADE

TERESINA - PERFIL DOS BAIRROS - REGIONAL SDU CENTRO NORTE BAIRRO JACINTA ANDRADE TERESINA - PERFIL DOS BAIRROS - REGIONAL SDU CENTRO NORTE BAIRRO JACINTA ANDRADE Teresina (PI), Março/2015 JACINTA ANDRADE 0 Março/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA Firmino

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília. Planejamento 2010 Diretrizes e metas

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília. Planejamento 2010 Diretrizes e metas Planejamento 2010 Diretrizes e metas Brasília (DF), março de 2010 Planejamento 2010 Diretrizes e metas Apresentação Este documento é fruto de um intenso e extenso processo de discussões envolvendo a Reitoria

Leia mais

Censo Escolar INEP. Júlia Pampillon. Abril 2012. Universidade Federal de Juiz de Fora. UFJF (Institute) ECONS - Laboratório de Economia 23/04 1 / 15

Censo Escolar INEP. Júlia Pampillon. Abril 2012. Universidade Federal de Juiz de Fora. UFJF (Institute) ECONS - Laboratório de Economia 23/04 1 / 15 Censo Escolar INEP Júlia Pampillon Universidade Federal de Juiz de Fora Abril 2012 UFJF (Institute) ECONS - Laboratório de Economia 23/04 1 / 15 Introdução O Censo Escolar é um levantamento de dados estatístico-educacionais

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais Especialização em Gestão Estratégica de Apresentação CAMPUS COMÉRCIO Inscrições Abertas Turma 02 --> Início Confirmado: 07/06/2013 últimas vagas até o dia: 05/07/2013 O curso de Especialização em Gestão

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Turismo. Conteúdo Programático. Administração Geral / 100h

Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Turismo. Conteúdo Programático. Administração Geral / 100h Administração Geral / 100h O CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BÁSICO DESTA DISCIPLINA CONTEMPLA... Administração, conceitos e aplicações organizações níveis organizacionais responsabilidades Escola Clássica história

Leia mais

Pesquisa sobre o Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação nas Escolas Brasileiras TIC Educação

Pesquisa sobre o Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação nas Escolas Brasileiras TIC Educação Pesquisa TIC Educação 2010 Coletiva de Imprensa Pesquisa sobre o Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação nas Escolas Brasileiras TIC Educação São Paulo, 09 de Agosto de 2011 CGI.br Comitê Gestor

Leia mais

ESTABELECIMENTOS NO MUNICÍPIO DE PIRACICABA POR SUBSETOR DO COMÉRCIO VAREJISTA - 2000

ESTABELECIMENTOS NO MUNICÍPIO DE PIRACICABA POR SUBSETOR DO COMÉRCIO VAREJISTA - 2000 ESTABELECIMENTOS NO MUNICÍPIO DE PIRACICABA POR SUBSETOR DO COMÉRCIO VAREJISTA - 2000 Comércio Varejista 2000 Comércio a Varejo e por Atacado de VeículosAutomotores 50 Manutenção e Reparação de VeículosAutomotores

Leia mais

Bacharelado e Licenciatura Campus Paralela

Bacharelado e Licenciatura Campus Paralela Bacharelado e Licenciatura Campus Paralela Desconto 10% Desconto 15% Administração - Bacharelado R$ 992,71 R$ 893,44 R$ 843,80 Arquitetura e Urbanismo - Bacharelado R$ 1.218,94 R$ 1.097,05 R$ 1.036,10

Leia mais

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática de gestão do Ministério da Educação (MEC) em seus processos de formulação, implantação e

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL BAIANO CAMPUS URUÇUCA PLANO DE TRABALHO QUADRIÊNIO 2014-2018 EURO OLIVEIRA DE ARAÚJO

INSTITUTO FEDERAL BAIANO CAMPUS URUÇUCA PLANO DE TRABALHO QUADRIÊNIO 2014-2018 EURO OLIVEIRA DE ARAÚJO INSTITUTO FEDERAL BAIANO CAMPUS URUÇUCA PLANO DE TRABALHO QUADRIÊNIO 2014-2018 EURO OLIVEIRA DE ARAÚJO Euro Oliveira de Araújo, graduado em Licenciatura em Química pela Universidade Estadual da Bahia.

Leia mais

Área das Engenharias

Área das Engenharias Engenharia de Alimentos Área das Engenharias Unidade: Escola Agronomia e Engenharia Alimentos - (EAEA) www.agro.ufg.br Duração: 10 semestres O Engenheiro de Alimentos é, atualmente, um dos profissionais

Leia mais

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 Candidato Gilmar Ribeiro de Mello SLOGAN: AÇÃO COLETIVA Página 1 INTRODUÇÃO Considerando as discussões realizadas com a comunidade interna

Leia mais

Tabelas anexas Capítulo 7

Tabelas anexas Capítulo 7 Tabelas anexas Capítulo 7 Tabela anexa 7.1 Indicadores selecionados de inovação tecnológica, segundo setores das indústrias extrativa e de transformação e setores de serviços selecionados e Estado de São

Leia mais

PREFEITURA DE XINGUARA

PREFEITURA DE XINGUARA 50/000-20 Anexo IV - Programas, Metas e Ações - (PPA Inicial) Página de 5 Programa: 000 AÇÃO LEGISLATIVA Manutenção da CMX através do apoio financeiro às atividades legislativas, custeio de despesas administrativas,

Leia mais

Planejando a Próxima Década. Alinhando os Planos de Educação

Planejando a Próxima Década. Alinhando os Planos de Educação Planejando a Próxima Década Alinhando os Planos de Educação EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 59, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2009 Art. 4º O caput do art. 214 da Constituição Federal passa a vigorar com a seguinte redação,

Leia mais

FACULDADE ANHANGUERA DE INDAIATUBA Rua Claudio Dal Canton, 89 - Cidade Nova II - Indaiatuba -SP - CEP 13334-390 (19) 3885-6700 www.portalpos.com.

FACULDADE ANHANGUERA DE INDAIATUBA Rua Claudio Dal Canton, 89 - Cidade Nova II - Indaiatuba -SP - CEP 13334-390 (19) 3885-6700 www.portalpos.com. A pós-graduação é fundamental para manter-se bem colocado no mercado de trabalho e para aperfeiçoar competências profissionais. Além de enriquecer o currículo, este tipo de especialização ajuda a melhorar

Leia mais

Universidade Anhembi Morumbi On-line. Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. Tudo a um clique de você.

Universidade Anhembi Morumbi On-line. Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. Tudo a um clique de você. Universidade Anhembi Morumbi On-line. Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. Tudo a um clique de você. Educação a Distância Anhembi Morumbi Agora você pode estudar em uma universidade internacional

Leia mais

ESTUDO DE VIABILIDADE DE CURSOS

ESTUDO DE VIABILIDADE DE CURSOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA ESTUDO DE VIABILIDADE DE CURSOS CAMPUS DE JOÃO PESSOA LOCAL João Pessoa DATA Fevereiro/2012

Leia mais

Estudo de Viabilidade Comercial

Estudo de Viabilidade Comercial Estudo de Viabilidade Comercial Janeiro de IMOVEL COMERCIAL PARA VENDA: Localizado à Avenida Josefa Taveira nº 32, no Bairro Mangabeira, João Pessoa/PB, o imóvel possui aproximadamente 1400m², distribuídos

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática de gestão do Ministério da Educação (MEC) em seus processos de formulação, implantação e

Leia mais

Relação de Cursos ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE EDUCAÇÃO. Código Curso Tipo 17/01/14 16:09:53 SISGESC

Relação de Cursos ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE EDUCAÇÃO. Código Curso Tipo 17/01/14 16:09:53 SISGESC 1 INTERCULTURAL INDIGENA EM LINGUAS, ARTES E LIT. 2 ADMINISTRAÇÃO LEGISLATIVA 3 ALIMENTOS 4 ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS 5 ARQUITETURA E URBANISMO 6 ARTE EDUCAÇÃO 7 AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL 8 CERÂMICA

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro Educação a Distância Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. A única diferença é a sala de aula que fica em suas

Leia mais

Eixo Temático ET-03-035 - Gestão de Resíduos Sólidos IMPLANTAÇÃO DA COLETA SELETIVA DE RESÍDUO SÓLIDO NO MUNICIPIO DE BONITO DE SANTA FÉ-PB

Eixo Temático ET-03-035 - Gestão de Resíduos Sólidos IMPLANTAÇÃO DA COLETA SELETIVA DE RESÍDUO SÓLIDO NO MUNICIPIO DE BONITO DE SANTA FÉ-PB 203 Eixo Temático ET-03-035 - Gestão de Resíduos Sólidos IMPLANTAÇÃO DA COLETA SELETIVA DE RESÍDUO SÓLIDO NO MUNICIPIO DE BONITO DE SANTA FÉ-PB Tarcísio Valério da Costa Universidade Federal da Paraíba/Pró

Leia mais

PROGRAMA SESI EDUCAÇÃO DO TRABALHADOR. Gerência de Educação. Versão Julho_09

PROGRAMA SESI EDUCAÇÃO DO TRABALHADOR. Gerência de Educação. Versão Julho_09 PROGRAMA SESI EDUCAÇÃO DO TRABALHADOR Gerência de Educação Versão Julho_09 O SESI (Serviço Social da Indústria) ao longo de seus sessenta anos de história sempre foi fiel à sua missão de promover a qualidade

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO - REDES DA MARÉ Nº 01/2012

EDITAL DE SELEÇÃO - REDES DA MARÉ Nº 01/2012 EDITAL DE SELEÇÃO - REDES DA MARÉ Nº 01/2012 A Redes da Maré seleciona tecedores para o Programa Criança Petrobras (PCP) na Maré. Antes de se candidatar, conheça bem os valores e atuação da instituição.

Leia mais

O Lugar da Educação Infantil nas Políticas para a Primeira Infância. Rio de Janeiro/RJ Setembro/2015

O Lugar da Educação Infantil nas Políticas para a Primeira Infância. Rio de Janeiro/RJ Setembro/2015 SEMINÁRIO NACIONAL CURRÍCULO E AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: POLÍTICAS PARA A PRIMEIRA INFÂNCIA O Lugar da Educação Infantil nas Políticas para a Primeira Infância Rio de Janeiro/RJ Setembro/2015 Secretaria

Leia mais

Os Desafios do Estado na implementação dos Parques Tecnológicos

Os Desafios do Estado na implementação dos Parques Tecnológicos Os Desafios do Estado na implementação dos Parques Tecnológicos Marcos Cintra Subsecretário de Ciência e Tecnologia Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia Outubro/2013 Brasil 7ª

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática de gestão do Ministério da Educação (MEC) em seus processos de formulação, implantação e

Leia mais

Mensal. Produto Interno Bruto. Produto Interno Bruto. Mensal. Metodologia

Mensal. Produto Interno Bruto. Produto Interno Bruto. Mensal. Metodologia Metodologia 1 SEADE Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados Considerações gerais O PIB mensal é um índice de acompanhamento da economia paulista e tem como propósito principal oferecer uma visão

Leia mais

PLANO DE GESTÃO 2015-2017

PLANO DE GESTÃO 2015-2017 UNIFAL-MG FACULDADE DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS PLANO DE GESTÃO 2015-2017 Profa. Fernanda Borges de Araújo Paula Candidata a Diretora Profa. Cássia Carneiro Avelino Candidata a Vice Diretora Índice Apresentação...

Leia mais

QUANTITATIVO - EMPRESAS ATIVAS MINAS GERAIS 2010. Leonardo Faria Lima

QUANTITATIVO - EMPRESAS ATIVAS MINAS GERAIS 2010. Leonardo Faria Lima QUANTITATIVO - EMPRESAS ATIVAS MINAS GERAIS 2010 Leonardo Faria Lima Belo Horizonte 2010 2 O Estado de Minas Gerais encerrou o ano de 2010 com o total de 756.273 1 empresas ativas segundo os dados estáticos

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA REQUISITOS PARA INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO, Nº 065/09/2015 de 19/10/2015.

Leia mais

ESTUDO DE VIABILIDADE DE CURSOS

ESTUDO DE VIABILIDADE DE CURSOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA ESTUDO DE VIABILIDADE DE CURSOS CAMPUS DE SANTA RITA LOCAL João Pessoa DATA Fevereiro/2012

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO II ENCONTRO ESTADUAL DE AVALIAÇÃO E PLANEJAMENTO DOS COMUDES - IJUÍ-RS 15 E 16 DE JULHO DE 2010 Dr. João Tusi Ms. Rodrigo Belmonte Ms. Clovis Ben Brum PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO SUMÁRIO O Contexto da Parceria

Leia mais

Sociedade para o Desenvolvimento da Tecnologia da Informação. CRISE FISCAL x OPORTUNIDADES DE MELHORIA NO ATENDIMENTO AO CIDADÃO

Sociedade para o Desenvolvimento da Tecnologia da Informação. CRISE FISCAL x OPORTUNIDADES DE MELHORIA NO ATENDIMENTO AO CIDADÃO Sociedade para o Desenvolvimento da Tecnologia da Informação CRISE FISCAL x OPORTUNIDADES DE MELHORIA NO ATENDIMENTO AO CIDADÃO Rápido, Fácil e Barato! TEMPOS DE CRISE REQUEREM PRAGMATISMO E SOLUÇÕES

Leia mais

ESTUDO DE VIABILIDADE DE CURSOS

ESTUDO DE VIABILIDADE DE CURSOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA ESTUDO DE VIABILIDADE DE CURSOS CAMPUS DE ESPERANÇA LOCAL João Pessoa DATA Fevereiro/2012

Leia mais

Redes de Comunicação de Dados I Administração de Sistemas de Informação Análise de Sistemas Análise de Sistemas Administrativos em Processamento de

Redes de Comunicação de Dados I Administração de Sistemas de Informação Análise de Sistemas Análise de Sistemas Administrativos em Processamento de Redes de Comunicação de Dados I Administração de e (LP) Matemática Aplicada às Matemática Aplicada e (EII) Sistemas e (LP) e Comunicação Tecnologia em Tecnologia em Gestão da - Banco de Dados - Ênfase

Leia mais

Prof. Jefferson Costa

Prof. Jefferson Costa Prof. Jefferson Costa Desenvolve programas de computador, seguindo as especificações e paradigmas da lógica de programação e das linguagens de programação. Utiliza ambientes de desenvolvimento de sistemas,

Leia mais

Foz do Iguaçu PR Novembro de 2013. Willians Kaizer dos Santos Maciel Coordenador de Indicadores e Controle de Qualidade da Educação Superior Inep/MEC

Foz do Iguaçu PR Novembro de 2013. Willians Kaizer dos Santos Maciel Coordenador de Indicadores e Controle de Qualidade da Educação Superior Inep/MEC Foz do Iguaçu PR Novembro de 2013 Willians Kaizer dos Santos Maciel Coordenador de Indicadores e Controle de Qualidade da Educação Superior Inep/MEC Renan Carlos Dourado Técnico em Informações Educacionais

Leia mais

Comentários gerais. desta publicação. 5 O âmbito de atividades da pesquisa está descrito com maior detalhamento nas Notas técnicas

Comentários gerais. desta publicação. 5 O âmbito de atividades da pesquisa está descrito com maior detalhamento nas Notas técnicas Comentários gerais Pesquisa Anual de Comércio - PAC investiga a estrutura produtiva do A segmento empresarial do comércio brasileiro, sendo os resultados referentes a 2012 divulgados neste volume. A pesquisa

Leia mais

ETEC DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA CLASSE DESCENTRALIZADA DE ILHA SOLTEIRA E. E. DE URUBUPUNGÁ

ETEC DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA CLASSE DESCENTRALIZADA DE ILHA SOLTEIRA E. E. DE URUBUPUNGÁ REQUISITOS PARA INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO, Nº 065/03/2013 de 16/05/2013. 1. Cálculo Financeiros

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO COMUNICAÇÃO E ARTES CCECA. 01 DE Graduação Plena em Pedagogia Pós-Graduação em Educação

CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO COMUNICAÇÃO E ARTES CCECA. 01 DE Graduação Plena em Pedagogia Pós-Graduação em Educação CIDADE: Teresina CAMPUS: Torquato Neto Total de Vagas: 36 (20 Vagas Dedicação Exclusiva e 16 Vagas 40 Horas) CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO COMUNICAÇÃO E ARTES CCECA CURSO: Licenciatura Plena em Pedagogia

Leia mais

DESEMPENHO DA INDÚSTRIA CATARINENSE

DESEMPENHO DA INDÚSTRIA CATARINENSE DESEMPENHO DA INDÚSTRIA CATARINENSE SANTA CATARINA e BRASIL Desempenho econômico em 2013 INDICADOR SANTA CATARINA BR % % acumulado 2013/2012 % acumulado 2012/2011 acumulado 2013/2012 Produção Ind. (jan-ago)

Leia mais

ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING

ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CÂMPUS CANOAS ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING RENAN ROLIM WALENCZUK Canoas, Agosto de 2014 SUMÁRIO 1 INTODUÇÃO...03 2 ERP (ENTERPRISE

Leia mais

Códigos das Unidades e dos Cursos INEP

Códigos das Unidades e dos Cursos INEP UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação Procuradoria Educacional Institucional Códigos das Unidades e dos Cursos INEP Código da Universidade Estadual de Goiás - 47 Unidade Código da Unidade

Leia mais

Luiz Roberto Liza Curi Conselheiro Conselho Nacional de Educação - CNE incolarum@hotmail.com

Luiz Roberto Liza Curi Conselheiro Conselho Nacional de Educação - CNE incolarum@hotmail.com Luiz Roberto Liza Curi Conselheiro Conselho Nacional de Educação - CNE incolarum@hotmail.com 1 Instâncias de Avaliação MEC CNE CONAES SERES INEP CTAA 2 Desafios da educação superior brasileira 1. Como

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. PROCESSO SELETIVO 2013 Cursos Técnicos a Distância 2 SEMESTRE

MANUAL DO CANDIDATO. PROCESSO SELETIVO 2013 Cursos Técnicos a Distância 2 SEMESTRE MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO 2013 Cursos Técnicos a Distância 2 SEMESTRE APRESENTAÇÃO Neste Manual, desenvolvido pela Comissão de Processo Seletivo (COPESE) do Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

EIXO X TEC E NOLÓ L GICO C GOIÂNIA - ANÁPOLIS

EIXO X TEC E NOLÓ L GICO C GOIÂNIA - ANÁPOLIS EIXO TECNOLÓGICO GOIÂNIA -ANÁPOLIS CONCEITO Projeto de Desenvolvimento Regional Desenvolvimento Tecnológico Indução de Estruturação do Espaço Regional Conceito CONCEITUAÇÃO DA PROPOSTA CONCEITO 1 -PROJETO

Leia mais

Desafios do Comércio Exterior Brasileiro. Desafios do Comércio Exterior Brasileiro

Desafios do Comércio Exterior Brasileiro. Desafios do Comércio Exterior Brasileiro Desafios do Comércio INTERCÂMBIO COMERCIAL BRASIL / MERCOSUL Desafios do Comércio Balança Comercial Brasileira INTERCÂMBIO COMERCIAL BRASIL / MERCOSUL Desafios do Comércio Evolução da Balança Comercial

Leia mais

PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010.

PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010. PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010 Eugênio Velasques 2020 2030 2040 2050 2010 Evolução da População 300 250 200 150 5 vezes

Leia mais

NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO

NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO PROVÍNCIA LA SALLE BRASIL - CHILE APRESENTAÇÃO O Setor de Educação Superior da Província

Leia mais

REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS. PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional

REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS. PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS Projeto de Lei nº 8.035, de 2010 PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional O PNE é formado por: 10 diretrizes; 20 metas com estratégias

Leia mais

Informativo Comissão Própria de Avaliação URI Erechim

Informativo Comissão Própria de Avaliação URI Erechim Informativo Comissão Própria de Avaliação URI Erechim 7ª edição março 2015 Avaliação Institucional: um ato de consolidação para as universidades! Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Leia mais

Inovações organizacionais e de marketing

Inovações organizacionais e de marketing e de marketing Pesquisa de Inovação 2011 Tabela 1.1.22 -, total e as que não implementaram produto ou processo e sem projetos, com indicação das inovações e gás - Brasil - período 2009-2011 (continua)

Leia mais

O que é o PEIEX? Projeto Extensão Industrial Exportadora

O que é o PEIEX? Projeto Extensão Industrial Exportadora Escola Politécnica O que é o PEIEX? Convênio entre a Apex-Brasil e instituições de consultoria/pesquisa/ensino/tecnologia. Oferecimento de projetos gratuitos de capacitação/consultoria para empresas. O

Leia mais

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios A importância da economia paulista transcende as fronteiras brasileiras. O Estado é uma das regiões mais desenvolvidas de toda a América

Leia mais

PPAG 2016-2019 EM DISCUSSÃO

PPAG 2016-2019 EM DISCUSSÃO PPAG 2016-2019 EM DISCUSSÃO EIXO: EDUCAÇÃO E CULTURA RELATÓRIO DO GRUPO DE TRABALHO TEMA: NÍVEIS E MODALIDADES DE ENSINO O grupo discutiu o Programa 214 DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA. O grupo entendeu

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TOR)

TERMO DE REFERÊNCIA (TOR) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO, DIVERSIDADE E INCLUSÃO DIRETORIA DE POLÍTICAS PARA EDUCAÇÃO DO CAMPO E DIVERSIDADE COORDENAÇÃO GERAL DE EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA

Leia mais

EXTRATO DE CONTRATO PARA PUBLICAÇÃO

EXTRATO DE CONTRATO PARA PUBLICAÇÃO de acordo com o Art. 61 Único da Lei Federal Nº8.666/93, publica o presente Extrato CONTRATO Nº: 438/2014 CONTRATADO (A): JANDIRA GOMES SANTOS PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS REFERENTE À LOCAÇÃO DE IMÓVEL NA ÁREA

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Semestre 1 Semestre 2

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Semestre 1 Semestre 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Cálculo I 40 Cálculo II 40 Princípios Desenvolvimento de Algoritmos I 80 Princípios Desenvolvimento de Algoritmos II 80 Matemática 40 Lógica Matemática 40 Probabilidade

Leia mais