Gestão do Lazer e Animação Turística Apresentação do curso

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gestão do Lazer e Animação Turística Apresentação do curso"

Transcrição

1 Gestão do Lazer e Animação Turística Apresentação do curso Francisco Silva Director do Curso de Gestão do Lazer e Animação Turística Maio 2011

2 ESHTE Curso de Gestão do Lazer e Animação Turística (GLAT) Dois curso: em regime diurno e em Pós-laboral Primeira Edição /02 Regime Pós-Laboral desde 2007/08. Competências Planeamento, gestão e execução de produtos e projectos no âmbito da Animação Turística e Eventos (Cultural, Desportivo, Natureza, Espectáculos, etc.).

3 Saídas Profissionais Planeamento e Gestão das diferentes áreas de animação turística: empreendimentos turísticos, pequenas e médias empresas de turismo activo, de natureza e de aventura, animação cultural, parques temáticos, centros culturais e produtoras de eventos e de espectáculos. Planificação e desenvolvimento de produtos e serviços de animação turística. Planificação e organização de eventos. Gestão de programação cultural. Planeamento e ordenamento turístico do território.

4 ESHTE Curso de GLAT Evolução dos candidatos e colocados das primeiras fases de candidatura Candidatos Colocados GLAT Diurno GLAT Diurno GLAT PL GLAT Diurno GLAT PL GLAT Diurno GLAT PL GLAT Diurno GLAT PL 2006/ / / / /2011

5 F - Fase ESHTE / Curso de GLAT Médias dos últimos colocados pelo contingente geral 200,0 180,0 174,0 160,0 140,0 145,4 154,2 142,2 145,4 136,0 153,6 153,6 129,8 129,8 155,2 153,4 132,4 143,2 148,6 131,2 145,8 120,0 111,6 100,0 1ª F 2ª F 1ª F 2ª F 1ª F 2ª F 1ª F 2ª F 1ª F 2ª F 1ª F 2ª F 1ª F 2ª F 1ª F 2ª F 1ª F 2ª F GLAT DIA GLAT DIA GLAT PL GLAT DIA GLAT PL GLAT DIA GLAT PL GLAT DIA GLAT PL 2006/ / / / /2011

6 ESHTE / Curso de GLAT Principal motivação para acesso ao curso de GLAT 2009/ ,0% 24,5% 20,0% 15,0% 16,6% 15,9% 14,6% 10,0% 9,3% 6,0% 6,0% 5,0% 4,0% 3,3% 0,0% Organização de Eventos Saídas Profissionais Animação Desportiva Turismo (geral) Animação Cultural Componente prática Estrutura / Organização Versatilidade Curricular Outras

7 ESHTE / Curso de GLAT Avaliação do curso pelos alunos GLAT 2009/2010 N.º de respostas Média ponderada 80 4,0 70 3,9 3, ,5 3,6 3,5 3,5 3,7 3,7 3,8 3,7 3,6 3, ,3 3,3 3,4 3,3 3,2 10 3, ,0 5.1 Estrutura curso para saídas profissionais 5.2 Corresponde às expectativas 5.3 Componente prática adequada 5.4 Relação prática/teoria adequada 5.5 Modelo de Estágio adequado Duração de Estágios adequada Avaliação global disciplinas e conteúdos Avaliação global professores Satisfação com o curso

8 ESHTE / Curso de GLAT Avaliação do curso pelos alunos GLAT 2009/ Aulas práticas Abrangência do Curso Outros Regime trabalhador-estudante Serviços ESHTE PL Curta duração estágios Carga eventos reduzida Transportes aulas práticas Modelo de avaliação Carga Saúde elevada Carga AC reduzida Carga AD elevada Carga de Gestão reduzida Docentes Estrutura / Organização curso Bons Docentes Saídas profissionais Estrutura / Organização curso Três aspectos mais positivos do curso Qualidade Conteúdos 38 Línguas Estágios Outros Três aspectos menos positivos do curso

9 Plano Curricular GLAT Formação Acção 1º 2º 3º 4º 5º 6º Línguas Estrangeiras I Introdução ao Turismo Cultura Portuguesa Tecnologias e Sistemas de Informação I Organização Empresarial Metodologia e Prática de Animação Turística Seminários de Metodologia PP Predominantemente Prática TA Trabalho Aplicação

10 Plano Curricular GLAT Formação Acção 1º 2º 3º 4º 5º 6º Línguas Estrangeiras II Tecnologias e Sistemas de Informação II Anatomofisiologia Gestão Empresarial Animação Cultural Animação Desportiva I PP PP PP Predominantemente Prática TA Trabalho Aplicação

11 Plano Curricular GLAT Formação Acção 1º 2º 3º 4º 5º 6º Línguas Estrangeiras III Cinesiologia Territórios de Lazer I Psicologia de Lazer I Animação Desportiva II Artes e Espectáculos PP PP TA PP Predominantemente Prática TA Trabalho Aplicação

12 Plano Curricular GLAT Formação Acção 1º 2º 3º 4º 5º 6º Línguas Estrangeiras IV Sistemas de Informação Geográfica Gestão do Risco Territórios de Lazer II Fisiologia do Exercício Desporto e Turismo de Aventura Estágio I PP TA PP PP Predominantemente Prática TA Trabalho Aplicação

13 Plano Curricular GLAT Formação Acção 1º 2º 3º 4º 5º 6º Línguas Estrangeiras V Animação em Empreendimentos Turísticos PP Animação Turística e Desenvolvimento Local Marketing Relações Interpessoais Organização de Eventos PP Predominantemente Prática TA Trabalho Aplicação

14 Plano Curricular GLAT Formação Acção 1º 2º 3º 4º 5º 6º Línguas Estrangeiras VI Planeamento e Gestão em Animação Turística Gestão e Programação Cultural Gestão de Equipamentos de Lazer Ética e Resp. Social Planeamento e Gestão de actividades com Pop. Especiais Estágio II PP PP TA PP Predominantemente Prática TA Trabalho Aplicação

15 GLAT Estratégia Formação - Acção Formação Teórica Exercícios práticos Visitas de estudo Debate e apresentações Casos de estudo Formação Teóricoprática Disciplinas predominantemente práticas Prática em Autonomia Experiências prática supervisionada Desenvolvimento competências técnicas Planeamento de projectos Aplicação de projectos Estágios T u t o r i a s

16 Pontos Fortes curso GLAT Forte componente de disciplinas práticas de formação acção Corpo docente especializado Aposta na aprendizagem de duas línguas em todos os semestres Estágios profissionais curriculares no 2º e 3º ano Localização privilegiada Plano curricular inovador e com grande diversidade de conteúdos Formação em turismo

17 Componente prática em GLAT Seis disciplinas predominantemente práticas com um número limitado de alunos por turma de forma a garantir uma Algumas das aulas desenvolvem-se em diversos locais fora do Campus em instalações desportivas e na natureza. As deslocações para essas aulas são da responsabilidade dos discentes, desde que sejam até a um raio de 30 km da Escola (Lisboa a Sintra). Algumas disciplinas práticas no curso Pós Laboral decorrem ao Sábado. Saídas de campo, visitas de estudo e algumas aulas específicas podem ocorrer pontualmente ao fim de semana.

18 Animação Desportiva (2º )

19 Artes e Espectáculos (3º )

20 Desporto e Turismo de Aventura (4º )

21 Trabalhos Aplicação Desafio ESHTE

22 Planeamento e Gestão em Animação Turística (6º )

23 Trabalhos Aplicação Jornadas Animação Turística (2008)

24 Trabalhos Aplicação DOC Lourinhã (2009)

25 Trabalhos Aplicação Cool Jazz Talents (2009)

26 Programa Extracurricular ExtremeGLAT O Extreme GLAT consiste num conjunto de actividades e workshops desportivos, culturais e ambientais, extracurriculares, destinados a promover a envolvência da comunidade da ESHTE e em particular dos alunos e docentes do curso de GLAT, contribuindo para o desenvolvimento e complemento de competências dos alunos nas diversas áreas de intervenção do curso. Este programa tem também como objectivo a promoção do curso e da escola como local de excelência para o ensino associado à animação turística. A primeira edição deste programa foi implementada no ano lectivo de 2008/2009.

27 Francisco Silva Director do Curso de Gestão do Lazer e Animação Turística Gabinete 09

Relatório. Turística

Relatório. Turística Relatório anual de avaliação de curso Gestão do Lazer e da Animação Turística 2008 2009 Estoril, Março 200 Francisco Silva Director de Curso de GLAT Conteúdo Introdução... 3 2 Dados do Curso... 3 3 Avaliação

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DE CURSO - Ano 2010/11

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DE CURSO - Ano 2010/11 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DE CURSO - Ano 2010/11 Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril Gestão do Lazer e Animação Turística Estoril, Fevereiro de 2012 Francisco Silva Diretor de Curso de GLAT

Leia mais

Os Cursos de Licenciatura e de Mestrado:

Os Cursos de Licenciatura e de Mestrado: Departamento de Educação Física F e Desporto SEMINÁRIO Educação Física e Desporto O Processo Bolonha, Estágios e Saídas Profissionais 26 de Junho de 2007 Os Cursos de Licenciatura e de Mestrado: Jorge

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE TURISMO

AVALIAÇÃO DO CURSO DE TURISMO AVALIAÇÃO DO CURSO DE TURISMO Outubro 2009 ÍNDICE 1. Introdução 3 2. População e Amostra 3 3. Apresentação de Resultados 4 3.1. Opinião dos alunos de Turismo sobre a ESEC 4 3.2. Opinião dos alunos sobre

Leia mais

Universidade Nova de Lisboa ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA

Universidade Nova de Lisboa ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA REGULAMENTO O Regulamento do Curso de Especialização em Medicina do Trabalho (CEMT) visa enquadrar, do ponto de vista normativo, o desenvolvimento das actividades inerentes ao funcionamento do curso, tendo

Leia mais

enquadramento objectivos

enquadramento objectivos enquadramento O curso tem uma estrutura holística, integradora e procura trabalhar as competências da gestão de recursos humanos numa perspectiva de marketing interno no âmbito de temas marcadamente actuais,

Leia mais

COORDENADOR Prof. Doutor Armando Vilas-Boas

COORDENADOR Prof. Doutor Armando Vilas-Boas COORDENADOR Prof. Doutor Armando Vilas-Boas CANDIDATURAS 1ª Fase: A partir de 1 de Abril a 1 de Agosto 2ª Fase: De 2 de Agosto a 31 de Outubro REQUISITOS/ ACESSOS Ser titular do grau de licenciado ou equivalente

Leia mais

Auto-avaliação da Licenciatura em Gestão e Administração Hoteleira

Auto-avaliação da Licenciatura em Gestão e Administração Hoteleira Auto-avaliação da Licenciatura em Gestão e Administração Hoteleira Relatório Resumo Junho de 2012 Índice 1. Objectivo... 3 2. Enquadramento... 3 3. Trabalho realizado... 3 4. Dados síntese da Licenciatura

Leia mais

Mestrado Construção Civil. Edital 3ª Edição 2011-2012

Mestrado Construção Civil. Edital 3ª Edição 2011-2012 Mestrado Construção Civil Edital 3ª Edição 2011-2012 Barreiro, Maio de 2011 ENQUADRAMENTO O curso de Mestrado em Construção Civil da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro do Instituto Politécnico de

Leia mais

MBA MASTER BUSINESS ADMINISTRATION E MBAH MASTER EM GESTÃO HOTELEIRA E TURISTICA

MBA MASTER BUSINESS ADMINISTRATION E MBAH MASTER EM GESTÃO HOTELEIRA E TURISTICA MBA MASTER BUSINESS ADMINISTRATION E MBAH MASTER EM GESTÃO HOTELEIRA E TURISTICA Angra do Heroísmo 2007 1 MBA MASTER BUSINESS ADMINISTRATION MBAH MASTER EM GESTÃO HOTELEIRA E TURISTICA Objectivos dos dois

Leia mais

Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ 1º Semestre 15-16. Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar

Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ 1º Semestre 15-16. Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ Semestre 15-16 Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar Animação Turística Inglês para Animação I Língua Estrangeira I (Espanhol I / Alemão

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DA ESCS. Resumo dos resultados do inquérito aos novos alunos da ESCS - 2013/2014

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DA ESCS. Resumo dos resultados do inquérito aos novos alunos da ESCS - 2013/2014 SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DA ESCS Resumo dos resultados do inquérito aos novos alunos da ESCS - 2013/2014 1. Caracterização Ao inquérito realizado aquando da matrícula dos alunos que entraram em 1ª

Leia mais

1ºANO 2ºANO 3ºANO 3000/3100 3000/3100 3000/3100

1ºANO 2ºANO 3ºANO 3000/3100 3000/3100 3000/3100 CONTABILIDADE ( C) 3ºANO 3000/3100 3000/3100 3000/3100 Contabilidade Geral (18h30m) Estatística Aplicada (14h) Contabilidade de Custos (18h30m) Noções Fundamentais de Direito (9h) Empreendedorismo (14h)

Leia mais

Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado

Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado Edital 4ª Edição 2012-2013 Barreiro, Julho de 2012 Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado 1 ENQUADRAMENTO A Pós-Graduação em Conservação

Leia mais

REGULAMENTO CURSOS ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA

REGULAMENTO CURSOS ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA REGULAMENTO CURSOS ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA (Com base no Regulamento de Estudos revisto e alterado em Reunião do Conselho Científico de 27 Novembro 2006) Anos Lectivos 2006/2007 e 2007/2008 Artigo 1.º

Leia mais

CALENDÁRIO DE EXAMES DA ÉPOCA NORMAL. Ano Letivo 2014/2015-2º SEMESTRE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO

CALENDÁRIO DE EXAMES DA ÉPOCA NORMAL. Ano Letivo 2014/2015-2º SEMESTRE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO 1º ANO Cultura Literária 19.06 10h00 2.21 Métodos e Técnicas de Investigação 15.06 14h30 2.26 Língua Estrangeira II Inglês 18.06 10h00 94 Língua Estrangeira II Francês 18.06 10h00

Leia mais

Instituto Superior da Maia ISMAI CET. Realização de Eventos Multimédia

Instituto Superior da Maia ISMAI CET. Realização de Eventos Multimédia Instituto Superior da Maia ISMAI CET Realização de Eventos Multimédia CoordenadorA Professora Doutora Célia Sousa Vieira cvieira@ismai.pt fundamentos e Objectivos A área de formação deste CET reside nos

Leia mais

Licenciaturas. Organização e Gestão Hoteleira Gestão de Empresas Turismo

Licenciaturas. Organização e Gestão Hoteleira Gestão de Empresas Turismo Licenciaturas Organização e Gestão Hoteleira Gestão de Empresas Turismo L I C E N C I A T U R A O R G A N I Z A Ç Ã O E G E S T Ã O H O T E L E I R A O B J E T I V O Formar profissionais competentes para

Leia mais

ACEF/1112/02397 Relatório preliminar da CAE

ACEF/1112/02397 Relatório preliminar da CAE ACEF/1112/02397 Relatório preliminar da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universidade Do Minho A.1.a. Identificação

Leia mais

Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas. - Ano Lectivo 2010/2011 -

Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas. - Ano Lectivo 2010/2011 - Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas - Ano Lectivo 2010/2011 - Empreendedorismo como ensiná-lo aos nossos jovens? Contudo, e mesmo sendo possível fazê-lo, o espírito empresarial não é normalmente

Leia mais

NCE/10/02916 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/10/02916 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/10/02916 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Instituto Politécnico De Lisboa

Leia mais

REGULAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR DE DESENVOLVIMENTO PESSOAL

REGULAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR DE DESENVOLVIMENTO PESSOAL REGULAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR DE DESENVOLVIMENTO PESSOAL CURSOS LIVRES ACTIVIDADES EXTRACURRICULARES REGULAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR DE DESENVOLVIMENTO PESSOAL Artigo 1.º (Objecto e componentes)

Leia mais

Licenciatura em Ciências da Comunicação, Vertente Jornalismo, pela Universidade Autónoma de Lisboa, completada com média final de 13 valores

Licenciatura em Ciências da Comunicação, Vertente Jornalismo, pela Universidade Autónoma de Lisboa, completada com média final de 13 valores Informação Pessoal Nome Nuno Miguel Fernandes Aires Data de Nascimento 24 de Julho de 1971 Morada Avenida 5 Outubro, 25 6º andar 8000 Faro Nacionalidade Portuguesa Telemóvel 915 333 112 E-mail naires@msn.com

Leia mais

M O D E L O E U R O P E U D E C U R R I C U L U M V I T A E

M O D E L O E U R O P E U D E C U R R I C U L U M V I T A E M O D E L O E U R O P E U D E C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Morada Ana Teresa Bernardo Guia RUA CENTRO REPUBLICANO, 70 2º ESQ 2300 359 TOMAR, PORTUGAL Telefone 966 166 243 Correio

Leia mais

Sistemas de Suporte à Decisão

Sistemas de Suporte à Decisão Pós-graduação Sistemas de Suporte à Decisão 1ª edição 2008/2009 Departamento de Inovação, Ciência e Tecnologia Pós-graduação em Sistemas de Suporte à Decisão Mensagem da Directora do DICT O DICT está certo

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DO 51º CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA

PLANO DE ESTUDOS DO 51º CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA PLANO DE ESTUDOS DO 51º CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA Janeiro de 2012 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESTINATÁRIOS... 4 3. FINALIDADE... 4 4. OBJECTIVOS GERAIS... 4 5. PLANO CURRICULAR... 5 6.

Leia mais

CET. Gestão Administrativa de Recursos Humanos Secretariado de Direção e Comunicação Empresarial Técnicas de Turismo Ambiental Gestão Comercial

CET. Gestão Administrativa de Recursos Humanos Secretariado de Direção e Comunicação Empresarial Técnicas de Turismo Ambiental Gestão Comercial CET Cursos de Especialização Tecnológica Gestão Administrativa de Recursos Humanos Secretariado de Direção e Comunicação Empresarial Técnicas de Turismo Ambiental Gestão Comercial GESTÃO ADMINISTRATIVA

Leia mais

INFORMAÇÕES PARA A PÁGINA DA ESCOLA FRASE DE ABERTURA NOVOS TESTEMUNHOS DE EX-ALUNOS A INCLUIR

INFORMAÇÕES PARA A PÁGINA DA ESCOLA FRASE DE ABERTURA NOVOS TESTEMUNHOS DE EX-ALUNOS A INCLUIR INFORMAÇÕES PARA A PÁGINA DA ESCOLA FRASE DE ABERTURA De acordo com os últimos dados disponíveis do Observatório para a inserção profissional da Universidade Nova de Lisboa, a taxa de emprego dos alunos

Leia mais

ACEF/1112/14972 Relatório preliminar da CAE

ACEF/1112/14972 Relatório preliminar da CAE ACEF/1112/14972 Relatório preliminar da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Instituto Politécnico De Leiria A.1.a. Identificação

Leia mais

Regulamento do Curso de Mestrado em Desporto

Regulamento do Curso de Mestrado em Desporto Escola Superior de Desporto de Rio Maior (ESDRM) Instituto Politécnico de Santarém (IPS) Regulamento do Curso de Mestrado em Desporto Artigo 1º Natureza e âmbito de aplicação 1. O curso pretende atingir

Leia mais

REGULAMENTO DE APLICAÇÃO DO SISTEMA DE CRÉDITOS CURRICULARES (ECTS)

REGULAMENTO DE APLICAÇÃO DO SISTEMA DE CRÉDITOS CURRICULARES (ECTS) REGULAMENTO DE APLICAÇÃO DO SISTEMA DE CRÉDITOS CURRICULARES (ECTS) (Ratificado pelo Conselho Científico em 20 de Abril de 2006) CAPÍTULO I Objecto, âmbito e conceitos Artigo 1.º Objecto Em conformidade

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ACTIVIDADES DESPORTIVAS Ano Lectivo 2010/2011

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ACTIVIDADES DESPORTIVAS Ano Lectivo 2010/2011 Programa da Unidade Curricular ACTIVIDADES DESPORTIVAS Ano Lectivo 2010/2011 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Gestão das Organizações Desportivas 3. Ciclo de Estudos

Leia mais

Pós-graduação Gestão da Sustentabilidade do Edificado. Edital 1ª Edição 2012-2013

Pós-graduação Gestão da Sustentabilidade do Edificado. Edital 1ª Edição 2012-2013 Pós-graduação Gestão da Sustentabilidade do Edificado Edital 1ª Edição 2012-2013 Barreiro, Maio de 2012 ENQUADRAMENTO A Pós-Graduação em Gestão da Sustentabilidade do Edificado (PGGSE) é uma realização

Leia mais

MODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE

MODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE MODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL Nome ANA CATARINA ALMEIDA GALHARDO EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL Como directora de turma e coordenadora pedagógica, tenho desempenhado algumas funções administrativas

Leia mais

30546 Diário da República, 2.ª série N.º 140 22 de Julho de 2011

30546 Diário da República, 2.ª série N.º 140 22 de Julho de 2011 30546 Diário da República, 2.ª série N.º 140 22 de Julho de 2011 INSTITUTO POLITÉCNICO DE BEJA Despacho n.º 9220/2011 Ao abrigo do disposto nos artigos 75.º a 80.º do Decreto -Lei n.º 74/2006, de 24 de

Leia mais

Resultados dos inquéritos aos novos alunos da ESCS

Resultados dos inquéritos aos novos alunos da ESCS Resultados dos inquéritos aos novos alunos da ESCS No prosseguimento da política de qualidade da ESCS, foram realizados, no início do ano lectivo 2011/2012 e à semelhança do que aconteceu no ano anterior,

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES

REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES Artigo 1º Âmbito O Regulamento interno dos mestrados em ensino formação inicial de professores aplica-se aos seguintes ciclos de estudo

Leia mais

CURSOS PROFISSIONAIS EM FUNCIONAMENTO 2014 2015 CURSOS PROFISSIONAIS. Curso de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos

CURSOS PROFISSIONAIS EM FUNCIONAMENTO 2014 2015 CURSOS PROFISSIONAIS. Curso de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos EM FUNCIONAMENTO 2014 2015 Curso de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Curso de Técnico de Gestão Curso de Técnico Auxiliar de Saúde Curso de Animador Sociocultural Curso de Técnico

Leia mais

APRESENTAÇÃO A.C.G. CONSULTORES

APRESENTAÇÃO A.C.G. CONSULTORES APRESENTAÇÃO A.C.G. CONSULTORES We Reach Targets Uma Companhia Consultora Especializada no Desenvolvimento de Equipas e Projectos Comerciais. Definição A A.C.G. CONSULTORES, é uma Empresa de Consultoria,

Leia mais

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO DE MANUEL DA FONSECA PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES A intervenção do Psicólogo na escola baseia-se num modelo relacional e construtivista, que fundamenta uma prática psicológica

Leia mais

Europass Curriculum Vitae

Europass Curriculum Vitae Europass Curriculum Vitae In pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Morada Institucional Rosa, Julieta Alves () Faculdade de Economia CIEO 8005 139 Faro Telefone(s) 289 800 900 (ext. 7161) 289 244 406

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2009

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2009 INSTITUTO POLITÉCNICO DO CÁVADO E DO AVE ESCOLA SUPERIOR DE GESTÃO RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2009 PROJECTO EM SIMULAÇÃO EMPRESARIAL Índice Introdução 1 Recursos Humanos afectos ao PSE... 3 1.1 Caracterização...

Leia mais

ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170

ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170 ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170 A Escola de Protocolo, Comunicação e Artes da Madeira (EPCA) surgiu para ir ao encontro

Leia mais

Listagem de UC por curso. Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar

Listagem de UC por curso. Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar Listagem de UC por curso Semestre * 2013-14 Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar Animação Turística Língua Estrangeira II (Espanhol II ou Alemão II) Comunicação e Desenvolvimento Pessoal Imagem

Leia mais

Nº 13 AEC - Papel e Acção na Escola. e-revista ISSN 1645-9180

Nº 13 AEC - Papel e Acção na Escola. e-revista ISSN 1645-9180 1 A Escola a Tempo Inteiro em Matosinhos: dos desafios estruturais à aposta na formação dos professores das AEC Actividades de Enriquecimento Curricular Correia Pinto (*) antonio.correia.pinto@cm-matosinhos.pt

Leia mais

Mestrado em Sistemas Integrados de Gestão (Qualidade, Ambiente e Segurança)

Mestrado em Sistemas Integrados de Gestão (Qualidade, Ambiente e Segurança) Mestrado em Sistemas Integrados de Gestão (Qualidade, Ambiente e Segurança) 1 - Apresentação Grau Académico: Mestre Duração do curso: : 2 anos lectivos/ 4 semestres Número de créditos, segundo o Sistema

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTUDOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA

REGULAMENTO DE ESTUDOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA NORMAS REGULAMENTARES De acordo com o estipulado pelos artigos 14.º e 26.º do Decreto-Lei n.º 107/2008, de 25 de Junho REGULAMENTO DE ESTUDOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA Regulamento n.º 487/2010,

Leia mais

MBA - Executivo. Edital 2ª Edição 2013-2014

MBA - Executivo. Edital 2ª Edição 2013-2014 MBA - Executivo Edital 2ª Edição 2013-2014 Sines, Junho de 2013 Enquadramento e Objectivos O MBA Executivo é uma realização da Escola Superior de Ciências Empresariais, do Instituto Politécnico de Setúbal

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS NA LICENCIATURA EM PSICOLOGIA NA UNIVERSIDADE LUSÍADA DO PORTO

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS NA LICENCIATURA EM PSICOLOGIA NA UNIVERSIDADE LUSÍADA DO PORTO REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS NA LICENCIATURA EM PSICOLOGIA NA UNIVERSIDADE LUSÍADA DO PORTO 1. A Universidade Lusíada do Porto organiza, a partir do ano lectivo de 2006-2007, estágios de prática

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM ACTIVIDADE FÍSICA NA GRAVIDEZ E PÓS-PARTO

PÓS-GRADUAÇÃO EM ACTIVIDADE FÍSICA NA GRAVIDEZ E PÓS-PARTO Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Desporto de Rio Maior PÓS-GRADUAÇÃO EM ACTIVIDADE FÍSICA NA GRAVIDEZ E PÓS-PARTO REGULAMENTO Artigo 1.º Designação A Escola Superior de Desporto de

Leia mais

I S A L I N S T I T UTO SUPERIOR DE A DMINISTRAÇÃO E L Í N G UA S. C T e S P. Cursos Técnicos Superiores Profissionais

I S A L I N S T I T UTO SUPERIOR DE A DMINISTRAÇÃO E L Í N G UA S. C T e S P. Cursos Técnicos Superiores Profissionais I S A L I N S T I T UTO SUPERIOR DE A DMINISTRAÇÃO E L Í N G UA S C T e S P Cursos Técnicos Superiores Profissionais GESTÃO ADMINISTRATIVA DE RECURSOS HUMANOS GESTÃO COMERCIAL E DE MARKETING ORGANIZAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MARKETING TURÍSTICO OPERACIONAL Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MARKETING TURÍSTICO OPERACIONAL Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular MARKETING TURÍSTICO OPERACIONAL Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Turismo 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

31956 Monografia II 31926

31956 Monografia II 31926 Currículo Novo 2006/01 Duração: 182 créditos 2.730h, acrescidas de 270h de atividades complementares, totalizando 3.000h 31544 Teoria das Organizações I - 31554 Matemática I - 31564 Teoria das Organizações

Leia mais

EMPREENDER NA ESCOLA

EMPREENDER NA ESCOLA PROGRAMA para o APRESENTAÇÃO O O programa Empreender na Escola Metodologia Programa Didático - Manuais Implementação do projeto Cronograma de atividades Formação e Acompanhamento Prémios 2 O PROJETO A

Leia mais

GABINETE DA MINISTRA DESPACHO

GABINETE DA MINISTRA DESPACHO DESPACHO A concretização do sistema de avaliação do desempenho estabelecido no Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário (ECD), recentemente regulamentado,

Leia mais

Caracterização dos cursos de licenciatura

Caracterização dos cursos de licenciatura Caracterização dos cursos de licenciatura 1. Identificação do ciclo de estudos em funcionamento Os cursos de 1º ciclo actualmente em funcionamento de cuja reorganização resultam os novos cursos submetidos

Leia mais

ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES

ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES 2015 2 Formar gestores e quadros técnicos superiores, preparados científica e tecnicamente para o exercício de funções na empresa

Leia mais

CEF/0910/26436 Relatório final da CAE (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/26436 Relatório final da CAE (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/26436 Relatório final da CAE (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universidade

Leia mais

ROJECTO PEDAGÓGICO E DE ANIMAÇÃO

ROJECTO PEDAGÓGICO E DE ANIMAÇÃO O Capítulo 36 da Agenda 21 decorrente da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, realizada em 1992, declara que a educação possui um papel fundamental na promoção do desenvolvimento

Leia mais

Despacho/SP/116/2014 Publicação das alterações ao plano de estudos do ciclo de estudos conducente ao grau de Licenciado em Turismo

Despacho/SP/116/2014 Publicação das alterações ao plano de estudos do ciclo de estudos conducente ao grau de Licenciado em Turismo Página 1 de 5 Despacho/SP/116/2014 Publicação das alterações ao plano de estudos do ciclo de estudos conducente ao grau de Licenciado em Turismo De acordo com o disposto nos artigos 75.º e seguintes do

Leia mais

Gestão e Novas Tecnologias

Gestão e Novas Tecnologias Curso de Especialização em Gestão e Novas Tecnologias Índice 1- Enquadramento 2- Objectivos 3- Destinatários 4- Conteúdos programáticos 5- Corpo docente 6- Planeamento da formação 7- Organização e responsabilidade

Leia mais

IPAM reforça no Porto. Pdg. 76. Por M." João Vieira Pinto

IPAM reforça no Porto. Pdg. 76. Por M. João Vieira Pinto IPAM reforça no Porto Pdg. 76 Por M." João Vieira Pinto IPAM reforça no Porto Afirma-se como lhe Marketing School e ambiciona ser a referência do ensino nesta área. Por isso, ejá a partir do próximo ano,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO SABUGAL. Relatório de AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DO PESSOAL DOCENTE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO SABUGAL. Relatório de AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DO PESSOAL DOCENTE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO SABUGAL * * * Relatório de AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DO PESSOAL DOCENTE GRELHA DE OBJECTIVOS INDIVIDUAIS DO PESSOAL DOCENTE (Decreto Regulamentar Nº 2/2008, de 10 de Janeiro) Identificação

Leia mais

design de jogos digitais o essencial da licenciatura

design de jogos digitais o essencial da licenciatura design de jogos digitais o essencial da licenciatura ÍNDICE ciclo de estudos plano de estudos metodologias de ensino perfil de saída candidaturas ipb virtual Dados do ciclo de estudos ciclo de estudos

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Turismo, Hospitalidade e Lazer CURSO: FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( x ) tecnólogo MODALIDADE:

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular FINANÇAS Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular FINANÇAS Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular FINANÇAS Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (2º Ciclo) 2. Curso Mestrado em Gestão 3. Ciclo de Estudos 2º 4. Unidade Curricular FINANÇAS

Leia mais

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. MBA em Negócios Internacionais

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. MBA em Negócios Internacionais Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica Sines Tecnopolo Pós-Graduação MBA em Negócios Internacionais Edital 1ª Edição 2012-2013 1 Enquadramento O MBA em Negócios Internacionais é

Leia mais

Técnico de Organização de Eventos Planificação de GPE - Gestão e Produção de Eventos Cursos Profissionais. 3º ano. Ano lectivo 2010/2011

Técnico de Organização de Eventos Planificação de GPE - Gestão e Produção de Eventos Cursos Profissionais. 3º ano. Ano lectivo 2010/2011 DE ESCOLAS Técnico de Organização de Eventos Planificação de GPE - Gestão e Produção de Eventos Cursos Profissionais. 3º ano. Ano lectivo 2010/2011 Duração de referência Objectivos Competências Gerais

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA 2007/2008 DEPARTAMENTO Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial CURSO Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial (2.º Ciclo) 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

Europass curriculum vitae

Europass curriculum vitae Europass curriculum vitae Informação Pessoal Apelido (s), Nome (s) Pecante de Barros, Jorge Manuel Data de Nascimento 02-02-1988 Sexo Natural Morada País Masculino Caldas da Rainha Rua José Neves, nº6

Leia mais

RELATÓRIO. Pedagogia para a Autonomia na Aprendizagem da Língua Inglesa Um Projecto de Intervenção nos Cursos Profissionais do Ensino Secundário

RELATÓRIO. Pedagogia para a Autonomia na Aprendizagem da Língua Inglesa Um Projecto de Intervenção nos Cursos Profissionais do Ensino Secundário RELATÓRIO Pedagogia para a Autonomia na Aprendizagem da Língua Inglesa Um Projecto de Intervenção nos Cursos Profissionais do Ensino Secundário Projecto de investigação/acção No âmbito da Portaria nº 350/2008,

Leia mais

REGULAMENTO DE TRANSIÇÃO CURRICULAR E PLANO DE CREDITAÇÕES. Curso de 1º Ciclo de Estudos em Educação Física e Desporto do ISMAI.

REGULAMENTO DE TRANSIÇÃO CURRICULAR E PLANO DE CREDITAÇÕES. Curso de 1º Ciclo de Estudos em Educação Física e Desporto do ISMAI. REGULAMENTO DE TRANSIÇÃO CURRICULAR E PLANO DE CREDITAÇÕES Curso de 1º Ciclo de Estudos em Educação Física e do ISMAI Preâmbulo O Curso do 1º Ciclo de Estudos em Educação Física e do Instituto Superior

Leia mais

Plano de Acção. Rede Social 2011/2012

Plano de Acção. Rede Social 2011/2012 Plano de Acção - Rede Social Plano de Acção Rede Social Conselho Local da Acção Social de Figueira de Castelo Plano de Acção Rede Social Acções a desenvolver Objectivos Resultados esperados Calendarização

Leia mais

Produção Multimédia Interactiva

Produção Multimédia Interactiva Produção Multimédia Interactiva Candidaturas 2012/13 secretaria@ipa.univ.pt http://pmi.ipa.univ.pt www.ipa.univ.pt IPA Instituto Superior Autónomo de Estudos Politécnicos No IPA prosseguimos os seguintes

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA Outubro 2009 ÍNDICE 1. Introdução 3 2. População e Amostra 3 3. Apresentação de Resultados 4 3.1. Opinião dos alunos de Comunicação e Design Multimédia

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM DESPORTO DA ESCOLA SUPERIOR DE DESPORTO DE RIO MAIOR DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM DESPORTO DA ESCOLA SUPERIOR DE DESPORTO DE RIO MAIOR DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM DESPORTO DA ESCOLA SUPERIOR DE DESPORTO DE RIO MAIOR DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM Artigo 1.º Natureza e âmbito de aplicação 1. O curso pretende atingir os objectivos

Leia mais

ACEF/1415/17827 Relatório preliminar da CAE

ACEF/1415/17827 Relatório preliminar da CAE ACEF/1415/17827 Relatório preliminar da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Universidade De Lisboa A.1.a. Outras Instituições

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular LEGISLAÇÃO DO SECTOR TURÍSTICO Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular LEGISLAÇÃO DO SECTOR TURÍSTICO Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular LEGISLAÇÃO DO SECTOR TURÍSTICO Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Turismo 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

REGULAMENTO DO CENTRO DE ATIVIDADES E RECURSOS CAR

REGULAMENTO DO CENTRO DE ATIVIDADES E RECURSOS CAR REGULAMENTO DO CENTRO DE ATIVIDADES E RECURSOS CAR INDÍCE A) Noção... 2 B) Objetivos... 2 C) Destinatários... 2 D) Serviços do Centro de Atividades e Recursos (C.A.R.)... 2 E) Atividades... 3 F) Condições

Leia mais

REFORMA DO ENSINO SECUNDÁRIO MATRIZES CURSOS CIENTÍFICO HUMANÍSTICOS CURSOS TECNOLÓGICOS. Versão definitiva de10 de Abril de 2003

REFORMA DO ENSINO SECUNDÁRIO MATRIZES CURSOS CIENTÍFICO HUMANÍSTICOS CURSOS TECNOLÓGICOS. Versão definitiva de10 de Abril de 2003 REFORMA DO ENSINO SECUNDÁRIO MATRIZES CURSOS CIENTÍFICO HUMANÍSTICOS E CURSOS TECNOLÓGICOS Versão definitiva de0 de Abril de 003 CURSO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS Componentes de Formação 0º º º Geral Português

Leia mais

PLANO DE TRABALHO. Do Serviço de Psicologia e Orientação

PLANO DE TRABALHO. Do Serviço de Psicologia e Orientação ESCOLA SECUNDÁRIA DAS LARANJEIRAS Proposta de PLANO DE TRABALHO Do Serviço de Psicologia e Orientação A Psicóloga: Sara Quaresma ANO LECTIVO 2010/2011 PLANO DE TRABALHO Ao longo deste ano lectivo serão

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO CURSO: TURISMO ( bacharelado) Missão Formar profissionais humanistas, críticos, reflexivos, capacitados para planejar, empreender e gerir empresas turísticas, adaptando-se ao

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular TÉCNICAS DE AVALIAÇÃO E VALIDAÇÃO DE FORMAÇÃO Ano Lectivo 2013/2014

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular TÉCNICAS DE AVALIAÇÃO E VALIDAÇÃO DE FORMAÇÃO Ano Lectivo 2013/2014 Programa da Unidade Curricular TÉCNICAS DE AVALIAÇÃO E VALIDAÇÃO DE FORMAÇÃO Ano Lectivo 2013/2014 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (2º Ciclo) 2. Curso Mestrado em Gestão de Recursos

Leia mais

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Regulamento dos cursos do ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado O presente regulamento estabelece as normas que complementam as que decorrem do regime

Leia mais

CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA

CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE ESTÁGIO, PROJECTO, OFICINA DE FORMAÇÃO E CÍRCULO DE ESTUDOS Formulário de preenchimento obrigatório,

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA INTEGRAR POOL DE VOLUNTÁRIOS INTERNACIONAIS PARA MISSÕES DE EMERGÊNCIA

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA INTEGRAR POOL DE VOLUNTÁRIOS INTERNACIONAIS PARA MISSÕES DE EMERGÊNCIA TERMOS DE REFERÊNCIA PARA INTEGRAR POOL DE VOLUNTÁRIOS INTERNACIONAIS PARA MISSÕES DE EMERGÊNCIA A AMI é uma Organização Não Governamental (ONG) portuguesa, privada, independente, apolítica e sem fins

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS NAS LICENCIATURAS EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS E GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS NA UNIVERSIDADE LUSÍADA DO PORTO

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS NAS LICENCIATURAS EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS E GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS NA UNIVERSIDADE LUSÍADA DO PORTO REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS NAS LICENCIATURAS EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS E GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS NA UNIVERSIDADE LUSÍADA DO PORTO 1. A Universidade Lusíada do Porto organiza, a partir

Leia mais

Planificação Anual de Operações Técnicas em Empresas Turísticas OTET 12.º Ano

Planificação Anual de Operações Técnicas em Empresas Turísticas OTET 12.º Ano ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3.º CICLO DE AMORA Curso Profissional de Técnico de Turismo Planificação Anual de Operações Técnicas em Empresas Turísticas OTET 12.º Ano Componente de Formação Técnica Ano Letivo

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA INGRESSOS 2014-1

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA INGRESSOS 2014-1 ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA GRUPOS: EFI 100 EFI 200 EFI 300 EFI 400 INGRESSOS 2014-1 Ampliada. Específica. Pedagógica Aplicada. Unidades de Ensino de Estágio Supervisionado e Outras

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular GESTÃO DO ALOJAMENTO Ano Lectivo 2011/2012

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular GESTÃO DO ALOJAMENTO Ano Lectivo 2011/2012 Programa da Unidade Curricular GESTÃO DO ALOJAMENTO Ano Lectivo 2011/2012 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Turismo 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR 4 anos INÍCIO EM 2012.1

MATRIZ CURRICULAR 4 anos INÍCIO EM 2012.1 MATRIZ CURRICULAR 4 anos INÍCIO EM 2012.1 EIXO1 Formação docente: Profissionalização, Ética e Cidadania 1º Período Disciplina C.H.R. C.H.S. Informática Aplicada 20 20 01 01 Políticas Públicas e Organizações

Leia mais

Seminário Ensino Vocacional e Profissional Centro de Formação Ordem de Santiago

Seminário Ensino Vocacional e Profissional Centro de Formação Ordem de Santiago Seminário Ensino Vocacional e Profissional Centro de Formação Ordem de Santiago Isabel Hormigo (Ministério da Educação e Ciência, Lisboa) Setúbal, 7 de fevereiro de 2014 Ciclos de estudos e duração Idade

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular Empreendorismo Social e Empregabilidade Ano Lectivo 2010/2011

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular Empreendorismo Social e Empregabilidade Ano Lectivo 2010/2011 Programa da Unidade Curricular Empreendorismo Social e Empregabilidade Ano Lectivo 2010/2011 1. Unidade Orgânica Serviço Social (1º Ciclo) 2. Curso Serviço Social 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

EXECUTIVE MASTER OF FASHION BUSINESS (Pós-graduação)

EXECUTIVE MASTER OF FASHION BUSINESS (Pós-graduação) EXECUTIVE MASTER OF FASHION BUSINESS (Pós-graduação) Rua Castilho 90 2ºesq 1250-071 Lisboa, Portugal Rua José Gomes Ferreira nº219 - Aviz 4150-442 Porto, Portugal info@beill.pt / www.beill.pt Sobre A Beill

Leia mais

Curriculum Vitae. Data de Nascimento: 19 de Novembro de 1977. Assistente convidado na UTL Curso Pós-Laboral De Políticas Públicas

Curriculum Vitae. Data de Nascimento: 19 de Novembro de 1977. Assistente convidado na UTL Curso Pós-Laboral De Políticas Públicas Curriculum Vitae DADOS PESSOAIS Nome: Nacionalidade: Pedro Pires Portuguesa Data de Nascimento: 19 de Novembro de 1977 HABITAÇÕES LITERÁRIAS Data 16/02/2010 Universidade Universidade Técnica de Lisboa

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DA UNIDADE CURRICULAR

REGULAMENTO INTERNO DA UNIDADE CURRICULAR REGULAMENTO INTERNO DA UNIDADE CURRICULAR DE DESENVOLVIMENTO PESSOAL CURSOS LIVRES ACTIVIDADES EXTRA-CURRICULARES REGULAMENTO INTERNO DA UNIDADE CURRICULAR DE DESENVOLVIMENTO PESSOAL Secção I Disposições

Leia mais

FORMAÇÃO ACREDITADA PARA PROFESSORES 2015/2016

FORMAÇÃO ACREDITADA PARA PROFESSORES 2015/2016 FORMAÇÃO ACREDITADA PARA PROFESSORES 2015/2016 QUEM SOMOS A APF Associação para o Planeamento da Família, é uma Organização Não Governamental com estatuto de IPSS (Instituição Particular de Solidariedade

Leia mais

Data 17/05/2012 Revisão 00 Código R.EM.DE.10

Data 17/05/2012 Revisão 00 Código R.EM.DE.10 Artigo 1º Objectivo e âmbito O Regulamento do Curso de Pós-Graduação em Coordenação de Unidades de Saúde, adiante designado por curso, integra a organização, estrutura curricular e regras de funcionamento

Leia mais

Programa de Unidade Curricular

Programa de Unidade Curricular Programa de Unidade Curricular Faculdade Engenharia Licenciatura Engenharia e Gestão Industrial Unidade Curricular GESTÃO DA PRODUÇÃO Semestre: 5 Nº ECTS: 6, Regente João Paulo Oliveira Pinto Assistente

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA MARIA AMÁLIA VAZ DE CARVALHO PLANO DE MELHORIA

ESCOLA SECUNDÁRIA MARIA AMÁLIA VAZ DE CARVALHO PLANO DE MELHORIA ESCOLA SECUNDÁRIA MARIA AMÁLIA VAZ DE CARVALHO PLANO DE MELHORIA 2012-2015 PLANO DE MELHORIA (2012-2015) 1. CONTEXTUALIZAÇÃO DO PROCESSO Decorreu em finais de 2011 o novo processo de Avaliação Externa

Leia mais