Resultados dos inquéritos aos novos alunos da ESCS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Resultados dos inquéritos aos novos alunos da ESCS"

Transcrição

1 Resultados dos inquéritos aos novos alunos da ESCS No prosseguimento da política de qualidade da ESCS, foram realizados, no início do ano lectivo 2011/2012 e à semelhança do que aconteceu no ano anterior, os inquéritos aos novos alunos. Com estes pretende-se compreender as motivações que os levaram a ingressar na Escola e no curso em que estão inscritos e, também, saber algo mais sobre a sua realidade pessoal. Seguem os quadros representativos das respostas dos alunos, bem como uma reflexão sobre os resultados obtidos. Quadro 1. Número de respondentes Diurno Pós-laboral Total AM Jor PM RPCE Total Do regime diurno, responderam ou foram validados 168 inquéritos e do regime de pós-laboral 29, perfazendo um total de 197 alunos, (51,2%), num universo de 385 alunos. Quadro 2. Regime de acesso Normal Mudança e reingresso Maiores de 23 Outros AM 79% 9% 4% 9% Jor. 90% 2% 2% 6% PM 76% 13% 4% 7% RPCE 87% 4% 9% 0% Total 83% 7% 5% 6% Dos alunos que responderam ao inquérito, a larga maioria (83%) ingressou na ESCS pelo regime normal de acesso ao ensino superior, é o caso de 90% no curso de Jornalismo, 87% em Relações Públicas e Comunicação Empresarial, 79% em Audiovisual e Multimédia e 76% em Publicidade e Marketing. Através de Mudança e Reingresso, o curso com a maior percentagem de admissões foi a licenciatura em Publicidade e Marketing (13%) e a menor, a licenciatura em Jornalismo (2%). 1

2 Pelo concurso especial de acesso, Maiores de 23, entrou, no curso de licenciatura em Relações Públicas e Comunicação Empresarial, 9% dos alunos; 4% dos alunos entrou, através deste regime, nos cursos de Audiovisual e Multimédia e Publicidade e Marketing e apenas 2% no curso de Jornalismo. Quadro 3. Bolsas Candidato a bolseiro dos SAS Bolseiro do país de origem Estudante sem bolsa AM 75% 19% 6% Jor. 60% 37% 2% PM 74% 26% RPCE 69% 31% Total 70% 28% 2% Depreende-se deste quadro que 70% dos alunos não obteve bolsa ou não a requereu, 28% é candidato a bolsa nos Serviços de Ação Social; uma percentagem reduzida é bolseira do país de origem. A maior percentagem destes alunos (6%) pertence à licenciatura em Audiovisual e Multimédia. Quadro 4. Deslocado da residência habitual Sim Não AM 29% 71% Jor. 39% 61% PM 37% 63% RPCE 39% 61% Total 36% 64% De acordo com os dados, 64% dos alunos não está deslocado da sua residência habitual. Dos alunos deslocados (36% do total), o maior número pertence aos cursos de Relações Públicas e Comunicação Empresarial e Jornalismo; o menor número ao curso de Audiovisual e Multimédia. Quadro 5. Situação profissional Trabalhador estudante Sim Não AM 22% 78% 2

3 Jor. 6% 94% PM 28% 72% RPCE 22% 78% Total 19% 81% A larga maioria dos alunos inquiridos (81%) não é trabalhador estudante; o exemplo mais significativo verifica-se na licenciatura de Jornalismo, em que apenas 6% dos inquiridos tem esse estatuto. O curso com a maior percentagem de alunos trabalhadores estudantes é a licenciatura de Publicidade e Marketing, seguida das licenciaturas em Audiovisual e Multimédia e Relações Públicas e Comunicação Empresarial. Quadro 6. Opção do curso Opção do curso 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª AM 71% 16% 9% 4% Jor. 63% 31% 6% PM 73% 20% 7% RPCE 52% 24% 14% 5% 5% Total 65% 23% 9% 1% 2% Dos inquéritos efectuados, 65% dos alunos ingressa no curso pretendido como 1ª opção; destes, 73% pertence à licenciatura de Publicidade e Marketing e 71% à licenciatura em Audiovisual e Multimédia. 63% dos alunos que frequentam o 1º ano do curso de Jornalismo ingressou na sua 1ª opção, contrariamente a 31% que pretendia estar a frequentar um outro curso. 52% dos alunos que frequentam o 1º ano do curso de Relações Públicas e Comunicação Empresarial ingressou na sua 1ª opção, 23% na 2ª e 14% na 3ª; é este o curso que apresenta maior dispersão. Quadro 7. Outras alternativas PM RPCE Jor. AM CC - U, Nova AM - Belas Artes CC - ISCSP Outra área AM Jor PM RPCE

4 Total Quando a escolha dos alunos não recai na ESCS, 20% gostaria de frequentar o curso de Ciências da Comunicação da Universidade Nova de Lisboa, é o caso de 10% dos alunos que frequentam o curso de Jornalismo e 7% dos alunos de Relações Públicas e Comunicação Empresarial (cursos com percentagens mais elevadas de 2ª e 3ª opções). Quadro 8. Como teve conhecimento do curso Como tomou conhecimento do curso Sítio da ESCS 53% 39% 70% 51% 53% Amigos ou familiares 37% 55% 41% 44% 44% Ministério da Ciência e Ensino Superior 30% 41% 30% 29% 32% Sítio do IPL 12% 8% 24% 9% 13% Forum Estudante, Futurália, outras feiras 11% 14% 11% 13% 12% Serviços de orientação das escolas 7% 12% 9% 7% 9% Outro Sítio na Internet 11% 4% 11% 9% 9% Antigos diplomados 9% 8% 2% 13% 8% Visita à ESCS 5% 8% 7% 7% 7% Documentação da ESCS 5% 0% 2% 2% 3% Imprensa 2% 2% 4% 2% 3% Outro meio 4% 2% 2% 0% 2% De acordo com os resultados obtidos, 53% dos alunos tomou conhecimento do curso que frequenta através do Sítio da ESCS, 70% dos quais frequenta o curso de Publicidade e Marketing. Os Amigos ou familiares foram decisivos no processo de tomada de conhecimento para 44% dos inquiridos, principalmente para alunos do curso de Jornalismo. O Ministério da Ciência e Ensino Superior contribuiu para que 32% dos alunos tivesse conhecimento do curso que frequenta. 13% dos alunos tomou conhecimento do curso através do Sítio do IPL ; maioritariamente alunos do curso de licenciatura em Publicidade e Marketing. Em 12% dos casos, foi o Fórum Estudante, a Futurália e outras feiras a contribuir para a tomada de conhecimento do curso. 9% dos alunos tomou conhecimento do curso através de Serviços de orientação das escolas, principalmente alunos do curso de Jornalismo. 8% dos alunos teve conhecimento do curso através dos antigos diplomados, principalmente no caso da licenciatura em Relações Públicas e Comunicação Empresarial. 4

5 7% dos alunos tomou conhecimento dos cursos através de visita à ESCS. Quadro 9. O que considerou na escolha do curso Que dados considerou na escolha do curso Sítio da ESCS 61% 51% 48% 62% 56% Amigos ou familiares 32% 47% 46% 42% 41% Ministério da Ciência e Ensino Superior 21% 31% 13% 18% 21% Visita à ESCS 12% 10% 17% 11% 13% Serviços de orientação das escolas 11% 18% 13% 7% 12% Antigos diplomados 16% 8% 9% 11% 11% Forum estudante, Futurália, outras feiras 9% 6% 9% 9% 8% Outro Sítio na Internet 2% 10% 4% 9% 6% Documentação da ESCS 12% 0% 7% 4% 6% Imprensa 4% 6% 11% 4% 6% Sítio do IPL 7% 2% 4% 7% 5% Outro meio 2% 2% 2% 0% 2% No processo de escolha do curso, 56% dos alunos considera o Sítio da ESCS como factor determinante, principalmente para os alunos do curso de licenciatura em Relações Públicas e Comunicação Empresarial e em Audiovisual e Multimédia. 41% dos inquiridos refere os Amigos ou familiares e 21% o Ministério da Ciência e Ensino Superior, principalmente no caso dos alunos da licenciatura em Jornalismo e em Audiovisual e Multimédia, respectivamente. 13% dos inquiridos refere a visita à ESCS como o factor mais importante, nomeadamente os alunos do curso de licenciatura em Publicidade e Marketing. Os Serviços de orientação das escolas contribuíram para que 12% dos alunos realizassem a sua escolha. 11% foi influenciado por Antigos diplomados, principalmente no curso de Audiovisual e Multimédia. Quadro 10. Quais os motivos de escolha do curso Quais os motivos de escolha do curso Vocação 77% 80% 65% 73% 74% Componente Prática 56% 57% 41% 40% 49% Saídas profissionais 47% 22% 61% 64% 48% Empregabilidade 11% 10% 17% 24% 15% Sem média para outro curso 7% 6% 2% 9% 6% 5

6 Médias entrada acessíveis 2% 4% 4% 2% 3% Outro motivo 5% 2% 9% 0% 4% A Vocação é o motivo principal que levou 74% dos inquiridos a escolher o curso que frequenta, 80% no caso da licenciatura em Jornalismo, 77% em Audiovisual e Multimédia, 73% em Relações Públicas e Comunicação Empresarial e 65% em Publicidade e Marketing. A Componente Prática e as Saídas Profissionais aparecem em segundo e terceiro lugares como factores de influência. A Componente Prática influenciou mais os alunos de Jornalismo e Audiovisual e Multimédia e as Saídas Profissionais mais os alunos de Relações Públicas e Comunicação Empresarial e de Publicidade e Marketing. A Empregabilidade é destacada principalmente pelos alunos de Relações Públicas e Comunicação Empresarial. Quadro 11. Quais os motivos da escolha da ESCS Quais os motivos da escolha da ESCS Prestígio 35% 78% 63% 82% 63% Localização 37% 41% 30% 33% 36% Vida académica e convívio 19% 35% 7% 20% 20% Possibilidade de trabalhar e estudar 12% 0% 17% 18% 12% Custos mais reduzidos 9% 8% 4% 11% 8% Outro motivo 19% 10% 15% 4% 13% De acordo com o quadro 11, 63% do total de inquiridos refere o Prestígio como factor primordial na escolha da ESCS, principalmente no caso dos alunos das licenciaturas de Relações Públicas e Comunicação Empresarial e Jornalismo. 36% dos alunos aponta a Localização. A Vida académica e convívio foram apontadas principalmente pelos alunos de Jornalismo. Alguns alunos dos cursos de Comunicação Empresarial e Publicidade e Marketing referem também a Possibilidade de trabalhar e estudar, precisamente as duas licenciaturas com a maior percentagem de alunos trabalhadores estudantes (conforme referido anteriormente). Quadro 12. O que deve ser privilegiado na ESCS O que deve ser privilegiado na ESCS Bons Professores 60% 61% 61% 40% 56% Garantia de saídas profissionais 42% 41% 57% 71% 52% 6

7 Prestígio do estabelecimento 23% 35% 46% 53% 38% Boas infra-estruturas 53% 41% 17% 18% 34% Qualidade dos curricula dos cursos 19% 29% 26% 27% 25% Bons meios informáticos 33% 18% 17% 9% 20% Actividades extracurriculares 32% 16% 11% 16% 19% Boa organização geral 18% 18% 26% 16% 19% Localização 16% 24% 22% 11% 18% Elevado sucesso escolar na instituição 11% 16% 17% 27% 17% Apoio em intercâmbios com o 9% 4% 13% 16% 10% estrangeiro Zona de refeições 7% 8% 7% 7% 7% Boa biblioteca 5% 10% 0% 9% 6% Médias de entrada elevadas 7% 4% 4% 4% 5% Uma boa associação de estudantes 5% 2% 4% 9% 5% Estruturas de desporto e lazer 4% 4% 9% 2% 5% Apoio administrativo 4% 2% 2% 4% 3% Actividades de investigação científica 0% 4% 7% 0% 3% Serviços médicos-sociais 2% 2% 0% 0% 1% Demonstra o quadro que 56% dos alunos considera que o que deve ser privilegiado na ESCS são os Bons professores, 52% refere a Garantia de Saídas Profissionais. Para os cursos de Jornalismo, Publicidade e Marketing e Audiovisual e Multimédia, o factor a privilegiar são os Bons professores, para o curso de Relações Públicas e Comunicação Empresarial é a Garantia de Saídas Profissionais. 38% dos inquiridos salienta o Prestígio do estabelecimento. As Boas infra-estruturas da Escola são referidas principalmente pelos alunos da licenciatura em Audiovisual e Multimédia e em Jornalismo. A Qualidade dos curricula dos cursos é referida por 25% do total dos alunos. Os inquiridos da licenciatura em Audiovisual e Multimédia elegem como situação a ser privilegiada pela ESCS os Bons meios informáticos, bem como as Actividades extracurriculares. A Boa organização geral é destacada principalmente por alunos da licenciatura em Publicidade e Marketing. A Localização é referida principalmente por alunos da licenciatura em Jornalismo e em Publicidade e Marketing. O Elevado sucesso escolar na instituição é destacado por alunos da licenciatura em Relações Públicas e Comunicação Empresarial. O Apoio em intercâmbios com o estrangeiro é destacado pelos alunos das licenciaturas em Relações Públicas e Comunicação Empresarial e Publicidade e Marketing. 7

8 A Boa biblioteca é referida pelos alunos da licenciatura em Jornalismo e em Relações Públicas e Comunicação Empresarial. Nenhum dos alunos da licenciatura em Publicidade e Marketing fez qualquer referência a este aspecto. 8

RESULTADOS DO INQUÉRITO AOS NOVOS ALUNOS

RESULTADOS DO INQUÉRITO AOS NOVOS ALUNOS 1. Taxas de resposta RESULTADOS DO INQUÉRITO AOS NOVOS ALUNOS 21% 29% 79% 71% Responderam Não responderam Responderam Não responderam Gráfico nº 1 - Frequência percentual de respostas dos novos alunos

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DA ESCS. Resumo dos resultados do inquérito aos novos alunos da ESCS - 2013/2014

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DA ESCS. Resumo dos resultados do inquérito aos novos alunos da ESCS - 2013/2014 SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DA ESCS Resumo dos resultados do inquérito aos novos alunos da ESCS - 2013/2014 1. Caracterização Ao inquérito realizado aquando da matrícula dos alunos que entraram em 1ª

Leia mais

ESTUDANTES QUE INGRESSARAM PELA 1ª VEZ NUM CURSO DE NÍVEL SUPERIOR EM PORTUGAL NO ANO LECTIVO 2004/05. Dados Estatísticos PARTE II

ESTUDANTES QUE INGRESSARAM PELA 1ª VEZ NUM CURSO DE NÍVEL SUPERIOR EM PORTUGAL NO ANO LECTIVO 2004/05. Dados Estatísticos PARTE II ESTUDANTES QUE INGRESSARAM PELA 1ª VEZ NUM CURSO DE NÍVEL SUPERIOR EM PORTUGAL NO ANO LECTIVO 2004/05 Dados Estatísticos PARTE II ESTUDANTES DE PÓS-LICENCIATURA (Mestrados e Doutoramentos) DSAS- Direcção

Leia mais

Sistema Interno de Garantia da Qualidade

Sistema Interno de Garantia da Qualidade ISEL Sistema Interno de Garantia da Qualidade RELATÓRIO Inquérito Novos Alunos Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Gabinete de Avaliação e Qualidade Janeiro 2014 ÍNDICE 1. ENQUADRAMENTO... 4 1.1

Leia mais

Plano de Actividades 2008 Página 1 de 69

Plano de Actividades 2008 Página 1 de 69 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 CAPÍTULO I SITUAÇÃO ACTUAL... 3 1.1 - FORMAÇÃO / ENSINO... 3 1.1.1 Licenciaturas... 4 1.1.1.1 A procura... 4 1.1.1.1.1 Curso de Publicidade e Marketing... 6 1.1.1.1.2 Curso de Relações

Leia mais

MARTA GRAÇA, CARLA PATROCÍNIO, MARTA PILE Gabinete de Estudos e Planeamento (GEP) Instituto Superior Técnico (IST)

MARTA GRAÇA, CARLA PATROCÍNIO, MARTA PILE Gabinete de Estudos e Planeamento (GEP) Instituto Superior Técnico (IST) PERFIL DO ALUNO UNIVERSITÁRIO DO MARTA GRAÇA, CARLA PATROCÍNIO, MARTA PILE Gabinete de Estudos e Planeamento (GEP) Instituto Superior Técnico () 1. Introdução Esta comunicação faz uma caracterização do

Leia mais

Resumo dos resultados do inquérito aos licenciados da ESCS 2009 a 2013. 1. Participantes... 2. 2. Continuação da formação... 3

Resumo dos resultados do inquérito aos licenciados da ESCS 2009 a 2013. 1. Participantes... 2. 2. Continuação da formação... 3 Sistema de Gestão da Qualidade da ESCS Resumo dos resultados do inquérito aos licenciados 2009 a 2013 1. Participantes... 2 2. Continuação da formação... 3 3. Situação laboral atual... 4 4. Participação

Leia mais

COMISSÃO DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA DE MÁQUINAS MARÍTIMAS

COMISSÃO DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA DE MÁQUINAS MARÍTIMAS ESCOLA NÁUTICA INFANTE D. HENRIQUE DEPARTAMENTO DE MÁQUINAS MARÍTIMAS COMISSÃO DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA DE MÁQUINAS MARÍTIMAS RELATÓRIO DE ANÁLISE AOS INQUÉRITOS DE INGRESSO DOS NOVOS ALUNOS

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DA ESTC. Resumo dos resultados do inquérito aos novos alunos da ESTC

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DA ESTC. Resumo dos resultados do inquérito aos novos alunos da ESTC ESCOLA SUPERIOR DE TEATRO E CINEMA SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DA ESTC Resumo dos resultados do inquérito aos novos alunos da ESTC Ano letivo de 2013/2014 06-11-2013 Índice 1. Caracterização... 2 Género...

Leia mais

Gestão do Lazer e Animação Turística Apresentação do curso

Gestão do Lazer e Animação Turística Apresentação do curso Gestão do Lazer e Animação Turística Apresentação do curso Francisco Silva francisco.silva@eshte.pt Director do Curso de Gestão do Lazer e Animação Turística Maio 2011 ESHTE Curso de Gestão do Lazer e

Leia mais

Relatório dos Inquéritos Novos Alunos (Licenciaturas, Mestrados e Pós-Graduações)

Relatório dos Inquéritos Novos Alunos (Licenciaturas, Mestrados e Pós-Graduações) Relatório dos Inquéritos Novos Alunos (Licenciaturas, Mestrados e Pós-Graduações) Índice ESCS 2016/2017 INFORMAÇÃO DE CANDIDATURAS AOS CURSOS DE LICENCIATURA 2016 / 2017.. 3 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INQUÉRITO

Leia mais

Indicadores de Desempenho para Apoiar os Processos de Avaliação e Acreditação dos Cursos

Indicadores de Desempenho para Apoiar os Processos de Avaliação e Acreditação dos Cursos Indicadores de Desempenho para Apoiar os Processos de Avaliação e Acreditação dos Cursos Alexandra Sevinate Pontes fevereiro 2012 Proposta de adaptação dos Indicadores de Desempenho ao Ensino a Distância

Leia mais

S. R. MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR GABINETE DO MINISTRO NOTA

S. R. MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR GABINETE DO MINISTRO NOTA NOTA 1. Tem início no próximo dia 17, 2.ª feira, a apresentação da candidatura à 1.ª fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior público. 2. No ano lectivo de 2006-2007, os estabelecimentos

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL

AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL Dezembro ÍNDICE 1. Introdução 4 2. População e Amostra 4 3. Questionário de Satisfação dos Alunos 5 3.1. Caracterização dos inquiridos 5 3.2. Apresentação

Leia mais

OBSERVATÓRIO DO PERCURSO PROFISSIONAL DOS DIPLOMADOS DA UTAD

OBSERVATÓRIO DO PERCURSO PROFISSIONAL DOS DIPLOMADOS DA UTAD OBSERVATÓRIO DO PERCURSO PROFISSIONAL DOS DIPLOMADOS DA UTAD UTAD 2011 OBSERVATÓRIO DO PERCURSO PROFISSIONAL DOS DIPLOMADOS DA UTAD (2003-2007) O. Enquadramento As políticas públicas de ensino superior

Leia mais

Regulamento Mobilidade Académica

Regulamento Mobilidade Académica Regulamento Mobilidade Académica Este regulamento visa operacionalizar o Despacho n.º 10470/2014 do Instituto Politécnico de Lisboa IPL, esclarecendo alguns aspetos relativos à sua aplicação no contexto

Leia mais

UM PROJECTO EDUCATIVO A PENSAR EM SI

UM PROJECTO EDUCATIVO A PENSAR EM SI UM PROJECTO EDUCATIVO A PENSAR EM SI ESLA Cursos Científico Humanísticos Alunos que, tendo concluído o 9º ano de escolaridade pretendam prosseguimento de estudos para o ensino superior. 3 anos lectivos

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE TURISMO

AVALIAÇÃO DO CURSO DE TURISMO AVALIAÇÃO DO CURSO DE TURISMO Outubro 2009 ÍNDICE 1. Introdução 3 2. População e Amostra 3 3. Apresentação de Resultados 4 3.1. Opinião dos alunos de Turismo sobre a ESEC 4 3.2. Opinião dos alunos sobre

Leia mais

Regulamento de Transição Curricular e Plano de Creditações para o Ano Letivo 2015/2016

Regulamento de Transição Curricular e Plano de Creditações para o Ano Letivo 2015/2016 Regulamento de Transição Curricular e Plano de Creditações para o Ano Letivo 201/201 Os cursos de 1º ciclo da ESCS, estruturam- se num Plano de Estudos de seis semestres curriculares num total de 180 ECTS

Leia mais

ÍNDICE. Que expectativas académicas, que organização do estudo e conciliação entre estudos e emprego? 6

ÍNDICE. Que expectativas académicas, que organização do estudo e conciliação entre estudos e emprego? 6 Relatório Síntese: Perfil do Trabalhador-Estudante do IST Introdução ÍNDICE Qual a proporção de trabalhadores-estudantes no IST nos últimos 5 anos lectivos? 2 Qual a População-alvo deste inquérito? 2 A

Leia mais

Estudo sobre os diplomados pelo ISCTE-IUL. Perspectiva das Entidades Empregadoras

Estudo sobre os diplomados pelo ISCTE-IUL. Perspectiva das Entidades Empregadoras Estudo sobre os diplomados pelo ISCTE-IUL Perspectiva das Entidades Empregadoras Julho 2011 Ficha Técnica ISCTE Instituto Universitário de Lisboa Edição Gabinete de Estudos, Avaliação, Planeamento e Qualidade

Leia mais

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx SUPLEMENTO AO DIPLOMA Este Suplemento ao Diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. A finalidade deste Suplemento é fornecer dados independentes

Leia mais

Escola de Administração UFRGS. Porto Alegre - RS

Escola de Administração UFRGS. Porto Alegre - RS Escola de Administração UFRGS Porto Alegre - RS 1 A Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS está localizada na cidade de Porto Alegre, com cerca de 1.5 milhões de habitantes. Localização 1 A

Leia mais

Relatório de Monitorização Pedagógica

Relatório de Monitorização Pedagógica Relatório de Monitorização Pedagógica Inquérito aos Alunos do 1º Ciclo 2011/2012 1º Semestre Janeiro 2012 Ficha Técnica ISCTE Instituto Universitário de Lisboa Edição Gabinete de Estudos, Avaliação, Planeamento

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES

PLANO DE ACTIVIDADES 1 NOTA INTRODUTÓRIA 1.1 Aprovação do documento Função Nome Responsável: Presidente Jorge Domingos Carapinha Veríssimo Aprovação: Conselho de Representantes / Conselho Geral (Acta de Reunião) Divulgação:

Leia mais

CENTRO DE ALTO RENDIMENTO DO JAMOR

CENTRO DE ALTO RENDIMENTO DO JAMOR CENTRO DE ALTO RENDIMENTO DO JAMOR Documento orientador de integração de Praticantes Critérios de financiamento às Federações Desportivas 2014/2015 O Centro de Alto Rendimento do Jamor (CAR Jamor) é uma

Leia mais

21022 Diário da República, 2.ª série N.º 155 13 de agosto de 2014

21022 Diário da República, 2.ª série N.º 155 13 de agosto de 2014 21022 Diário da República, 2.ª série N.º 155 13 de agosto de 2014 Despacho n.º 10553/2014 Ao abrigo do disposto nos artigos 75.º e 76.º do Decreto -Lei pelo Decreto -Lei n.º 107/2008, de 25 de junho, pelo

Leia mais

RELATÓRIO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DA ESCS 2012/2013

RELATÓRIO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DA ESCS 2012/2013 RELATÓRIO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DA ESCS 2012/2013 1. A Unidade Orgânica... 3 a) Serviços de Apoio... 3 b) Gestão de Pessoal... 4 1.2 Investigação & Desenvolvimento... 6 1.3 Interação com a

Leia mais

3. EDUCAÇÃO. O Estado reconhece a todos o direito à educação e à cultura (CRP, art.º 73º), bem como ao ensino (CRP, art.º 74º).

3. EDUCAÇÃO. O Estado reconhece a todos o direito à educação e à cultura (CRP, art.º 73º), bem como ao ensino (CRP, art.º 74º). 3. EDUCAÇÃO Quadro legal O Estado reconhece a todos o direito à educação e à cultura (CRP, art.º 73º), bem como ao ensino (CRP, art.º 74º). A Lei de Bases do Sistema Educativo (Lei n.º 46/86, de 14 de

Leia mais

Uma visão muito pessoal da minha experiência académica/profissional

Uma visão muito pessoal da minha experiência académica/profissional Da Escola ao Mercado de Trabalho Uma visão muito pessoal da minha experiência académica/profissional Breve historial 2000 Termino o 12º ano, Curso Tecnológico de Informática, na Escola Secundária Pinhal

Leia mais

Suplemento ao Diploma

Suplemento ao Diploma IADE-U Instituto de Arte, Design e Empresa - Universitário A estrutura do Suplemento ao Diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. Tem por objectivo

Leia mais

Regulamento Erasmus 2011/2012

Regulamento Erasmus 2011/2012 1. Preâmbulo O Programa Erasmus tem como objetivo geral apoiar a criação de um Espaço Europeu de Ensino Superior e reforçar o contributo do ensino superior para, entre outros, o processo de inovação a

Leia mais

Relatório. Turística

Relatório. Turística Relatório anual de avaliação de curso Gestão do Lazer e da Animação Turística 2008 2009 Estoril, Março 200 Francisco Silva Director de Curso de GLAT Conteúdo Introdução... 3 2 Dados do Curso... 3 3 Avaliação

Leia mais

RELATÓRIOS DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA

RELATÓRIOS DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA 2009/2010 RELATÓRIOS DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA 2009/2010 Escola Superior de Tecnologia do Barreiro Documento onde se estabelecem as linhas orientadoras para elaboração dos Relatórios de Concretização

Leia mais

Bolsa de Gestão de Ciência e Tecnologia (BGCT) (M/F) AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO

Bolsa de Gestão de Ciência e Tecnologia (BGCT) (M/F) AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO Bolsa de Gestão de Ciência e Tecnologia (BGCT) (M/F) AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO O Exploratório - Centro Ciência Viva de Coimbra torna pública a abertura de concurso para a atribuição de uma Bolsa de

Leia mais

design de jogos digitais o essencial da licenciatura

design de jogos digitais o essencial da licenciatura design de jogos digitais o essencial da licenciatura ÍNDICE ciclo de estudos plano de estudos metodologias de ensino perfil de saída candidaturas ipb virtual Dados do ciclo de estudos ciclo de estudos

Leia mais

Observatório da Criação de Empresas. Observatório da Criação de Empresas

Observatório da Criação de Empresas. Observatório da Criação de Empresas Observatório da Criação de Empresas O Observatório da Criação de Empresas é um projecto desenvolvido pelo IAPMEI, com a colaboração da Rede Portuguesa de Centros de Formalidades das Empresas (CFE), que

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE S. JOÃO DO ESTORIL ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. JOÃO DO ESTORIL

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE S. JOÃO DO ESTORIL ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. JOÃO DO ESTORIL AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE S. JOÃO DO ESTORIL ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. JOÃO DO ESTORIL CURSOS PROFISSIONAIS Os Cursos Profissionais são uma modalidade de educação, inserida no ensino secundário, que se caracteriza

Leia mais

Julho de 2008 GAAQ (Gabinete de Autoavaliação para a Qualidade)

Julho de 2008 GAAQ (Gabinete de Autoavaliação para a Qualidade) Relatório do inquérito aplicado aos Docentes Julho de 2008 GAAQ (Gabinete de Autoavaliação para a Qualidade) 1 UAL, Ano lectivo de 2007/2008 2 Índice 1. Estrutura do questionário 1.1. Resultados do Alpha

Leia mais

UNIVERSIDADE DE LISBOA ESTUDANTE INTERNACIONAL

UNIVERSIDADE DE LISBOA ESTUDANTE INTERNACIONAL UNIVERSIDADE DE LISBOA ESTUDANTE INTERNACIONAL EM PORTUGAL, A ULISBOA É LÍDER NOS PRINCIPAIS RANKINGS INTERNACIONAIS Academic Ranking of World Universities 2014 (Shanghai) 2.ª Universidade Ibero-Americana

Leia mais

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Ensino Básico 2º e 3º Ciclo e Cursos Secundários Científico-Tecnológicos Resultados Escolares Ano Letivo 211/212 1. Introdução Cada jovem, rapaz ou rapariga, que escolhe

Leia mais

9ºANO E AGORA? SPO. Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama

9ºANO E AGORA? SPO. Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama 9ºANO E AGORA? SPO Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama Cursos Vocacionais CET TESP Escolha consciente Orientação Escolar Interesses Aptidões Percurso Escolar Papel dos Pais no processo de DECISÃO

Leia mais

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx SUPLEMENTO AO DIPLOMA Este Suplemento ao Diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. A finalidade deste Suplemento é fornecer dados independentes

Leia mais

Auto-avaliação da Licenciatura em Gestão e Administração Hoteleira

Auto-avaliação da Licenciatura em Gestão e Administração Hoteleira Auto-avaliação da Licenciatura em Gestão e Administração Hoteleira Relatório Resumo Junho de 2012 Índice 1. Objectivo... 3 2. Enquadramento... 3 3. Trabalho realizado... 3 4. Dados síntese da Licenciatura

Leia mais

Projecto de criação de uma escola de Gestão das Artes. Algumas considerações estratégicas

Projecto de criação de uma escola de Gestão das Artes. Algumas considerações estratégicas Projecto de criação de uma escola de Gestão das Artes Algumas considerações estratégicas António Jorge Monteiro Abril de 1992 2 I. A História II. O Mercado III. Os Cursos IV. Os Professores V. Os Alunos

Leia mais

MESTRADOS. Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Jornalismo.

MESTRADOS. Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Jornalismo. MESTRADOS REGIME DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO JORNALISMO Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Jornalismo. Artigo 2.º Destinatários O Mestrado em Jornalismo

Leia mais

REGULAMENTO DA QUALIDADE INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA

REGULAMENTO DA QUALIDADE INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA REGULAMENTO DA QUALIDADE INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA 2013 REGULAMENTO DA QUALIDADE Título Regulamento da Qualidade do ISEL Edição Conselho Coordenador da Qualidade ISEL Instituto Superior

Leia mais

Licenciaturas. Organização e Gestão Hoteleira Gestão de Empresas Turismo

Licenciaturas. Organização e Gestão Hoteleira Gestão de Empresas Turismo Licenciaturas Organização e Gestão Hoteleira Gestão de Empresas Turismo L I C E N C I A T U R A O R G A N I Z A Ç Ã O E G E S T Ã O H O T E L E I R A O B J E T I V O Formar profissionais competentes para

Leia mais

OS CURSOS NA FEUP FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO

OS CURSOS NA FEUP FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO OS CURSOS NA FEUP Dulce Campos (ee12134); Flávio Dantas (ee12153); João Neves (ee12035); João Espírito Santo (ee12057); Miguel Costa (ee12091); 0 1MIEEC07_3

Leia mais

Regulamento Geral dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso e do concurso Especial de Acesso para Titulares de Cursos Superiores

Regulamento Geral dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso e do concurso Especial de Acesso para Titulares de Cursos Superiores Regulamento Geral dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso e do concurso Especial de Acesso para Titulares de Cursos Superiores 2015 Março de 2015 ÍNDICE Artigo 1º... 3 Objeto e Âmbito...

Leia mais

SATISFAÇÃO E QUALIDADE PERCEBIDA

SATISFAÇÃO E QUALIDADE PERCEBIDA MONITORIZAÇÃO DA QUALIDADE DO ENSINO Inquérito aos alunos das licenciaturas 2006/2007 SATISFAÇÃO E QUALIDADE PERCEBIDA - Relatório - António Caetano (Coord.) Sílvia Silva Francisco Nunes Generosa do Nascimento

Leia mais

PROGRAMA LISTA M. Índice Geral

PROGRAMA LISTA M. Índice Geral Índice Geral A. Projecto de Credibilização e Revitalização da Associação Académica da Universidade Lusófona. - Hoje e no Futuro, em defesa dos teus direitos.2 B. Projecto de apoio às actividades académico-culturais.

Leia mais

CONTEÚDO LICENCIATURA FACE AO ANO ANTERIOR E PREENCHIMENTO TOTAL DAS VAGAS DOS MESTRADOS... 9 E DOCENTES ETI COM TÍTULO DE ESPECIALISTA...

CONTEÚDO LICENCIATURA FACE AO ANO ANTERIOR E PREENCHIMENTO TOTAL DAS VAGAS DOS MESTRADOS... 9 E DOCENTES ETI COM TÍTULO DE ESPECIALISTA... CONTEÚDO 1. CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA... 1 2. ANÁLISE SWOT... 3 OPORTUNIDADES... 3 AMEAÇAS... 4 PONTOS FORTES... 4 PONTOS FRACOS... 5 3. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS E AÇÕES... 7 A ENSINO... 8 OBJETIVO ESTRATÉGICO

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação Especialização: Liderança e Gestão Intermédia na Escola Edição Instituto de Educação

Leia mais

Regulamento dos regimes de mudança de curso, transferência e reingresso da Escola Superior de Comunicação Social

Regulamento dos regimes de mudança de curso, transferência e reingresso da Escola Superior de Comunicação Social Regulamento dos regimes de mudança de curso, transferência e reingresso da Escola Superior de Comunicação Social Objecto e âmbito Artigo 1.º Objecto e âmbito O presente regulamento disciplina no cumprimento

Leia mais

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR Gabinete do Ministro CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR Breve apresentação da proposta de Orçamento de Estado para 2008 23 de Outubro de 2007 Texto

Leia mais

Inquérito de Empregabilidade

Inquérito de Empregabilidade Inquérito de Empregabilidade / Qual a situação face ao emprego dos nossos diplomados do ano letivo 2012/2013? Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias Índice I. O que é o Relatório de Empregabilidade...2

Leia mais

Inquéritos de Empregabilidade aplicados aos Diplomados

Inquéritos de Empregabilidade aplicados aos Diplomados Escola Superior de Educação de Almada Inquéritos de Empregabilidade aplicados aos Diplomados Ciclos de Estudo de Mestrado Apresentação de Resultados Departamento para a Garantia da Qualidade Fevereiro,

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Educação Intercultural Edição Instituto de Educação da Universidade de Lisboa julho de 2015

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO. Artigo 1.º. Objecto e âmbito

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO. Artigo 1.º. Objecto e âmbito REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO Artigo 1.º Objecto e âmbito 1 O presente regulamento disciplina, no cumprimento da Portaria n.º 401/2007, de 5 de Abril, os concursos

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ARTE E DESIGN

AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ARTE E DESIGN AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ARTE E DESIGN Novembro ÍNDICE 1. Introdução 4 2. População e Amostra 4 3. Questionário de Satisfação dos Alunos 5 3.1. Caracterização dos inquiridos 5 3.2. Apresentação

Leia mais

NECESSIDADES DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DOS ACTIVOS DAS EMPRESAS DE HOTELARIA E RESTAURAÇÃO 2011/2012

NECESSIDADES DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DOS ACTIVOS DAS EMPRESAS DE HOTELARIA E RESTAURAÇÃO 2011/2012 REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO, QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL E DEFESA DO CONSUMIDOR OBSERVATÓRIO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

ACORDO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA DA LETÓNIA SOBRE COOPERAÇÃO NOS DOMÍNIOS DA EDUCAÇÃO, DA CULTURA E DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA.

ACORDO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA DA LETÓNIA SOBRE COOPERAÇÃO NOS DOMÍNIOS DA EDUCAÇÃO, DA CULTURA E DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA. Decreto n.º 29/2002 Acordo entre a República Portuguesa e a República da Letónia sobre Cooperação nos Domínios da Educação, da Cultura e da Ciência e da Tecnologia, assinado em Lisboa em 17 de Outubro

Leia mais

Despacho. Regulamento dos Concursos de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso

Despacho. Regulamento dos Concursos de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso Despacho Regulamento dos Concursos de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso Tendo em consideração que: a) De acordo com o estipulado no artigo 10º da Portaria nº 401/2007, de 5 de Abril, o Regulamento

Leia mais

AS FONTES DE INFORMAÇÃO DA UNIÃO EUROPEIA. MÓDULO III Bolsas e Estágios

AS FONTES DE INFORMAÇÃO DA UNIÃO EUROPEIA. MÓDULO III Bolsas e Estágios AS FONTES DE INFORMAÇÃO DA UNIÃO EUROPEIA MÓDULO III Bolsas e Estágios Bolsas e Estágios Bolsas Acção Social do Ensino Superior Fundação para a Ciência e a Tecnologia Fundação Calouste Gulbenkian Instituto

Leia mais

E R A S M U S Guia do Estudante ERASMUS. Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa. Guia do Estudante

E R A S M U S Guia do Estudante ERASMUS. Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa. Guia do Estudante ERASMUS Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa Guia do Estudante Normas Gerais A mobilidade de estudantes, uma das acções mais frequentes do Programa, inclui duas vertentes de actividade: realização

Leia mais

DESPACHO. ASSUNTO: - Regulamento do Gabinete de Apoio ao Estudante e ao Diplomado- GAED

DESPACHO. ASSUNTO: - Regulamento do Gabinete de Apoio ao Estudante e ao Diplomado- GAED DESPACHO Nº. 17/2015 Data: 2015/05/22 Para conhecimento de: Pessoal docente, discente e não docente ASSUNTO: - Regulamento do Gabinete de Apoio ao Estudante e ao Diplomado- GAED Com o intuito de normalizar

Leia mais

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO EDIÇÃO 2013/2014

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO EDIÇÃO 2013/2014 EDITAL REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO Por delegação de competências da Presidente do Instituto Politécnico do Porto, Delminda Augusta Pinto Lopes, Vice-Presidente, faz saber que,

Leia mais

Relatório sobre o Inquérito aos Candidatos ao Mestrado em Música da Escola Superior de Música de Lisboa: Ano letivo 2015/2016

Relatório sobre o Inquérito aos Candidatos ao Mestrado em Música da Escola Superior de Música de Lisboa: Ano letivo 2015/2016 Relatório sobre o Inquérito aos Candidatos ao Mestrado em Música da Escola Superior de Música de Lisboa: Ano letivo 2015/2016 Gabinete para a Cultura da Qualidade Dezembro de 2015 Índice Geral Índice Geral...

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)*

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)* FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)* Bolsa / / Reservado aos Serviços A preencher pelo candidato Nome completo: Domínio científico principal (indicar apenas

Leia mais

Regulamento de Ingresso e Acesso para Estudantes Internacionais da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Disposição geral Objeto

Regulamento de Ingresso e Acesso para Estudantes Internacionais da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Disposição geral Objeto Regulamento de Ingresso e Acesso para Estudantes Internacionais da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa SECÇÃO A Disposição geral Artigo 1.º Objeto O presente regulamento define as normas aplicáveis

Leia mais

ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO AOS ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO

ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO AOS ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO AOS ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO REGRAS E PROCEDIMENTOS TÉCNICOS PARA O CÁLCULO DE BOLSAS DE ESTUDO I. Atento o nº 1 do artigo 10º, o Rendimento anual do agregado

Leia mais

Formação e Tendências de Mercado da Formação Graduada e Pós graduada 1

Formação e Tendências de Mercado da Formação Graduada e Pós graduada 1 Número de Alunos Formação e Tendências de Mercado da Formação Graduada e Pós graduada 1 Susana Justo, Diretora Geral da Qmetrics 1. Formação em ensino superior, graduada e pós graduada. Em Portugal continua

Leia mais

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS POLICIAIS E SEGURANÇA INTERNA DELIBERAÇÃO

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS POLICIAIS E SEGURANÇA INTERNA DELIBERAÇÃO MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS POLICIAIS E SEGURANÇA INTERNA DELIBERAÇÃO Ao abrigo do artigo 45.º, n.º 1, alíneas a) e c), do Regime dos

Leia mais

Mobilidade Estudantil:

Mobilidade Estudantil: Mobilidade Estudantil: 1. Programa Erasmus: Alunos de Economia, Finanças, Gestão e MAEG 2. Protocolo Brasil e China: Alunos de Economia, Finanças, Gestão e MAEG 2 Protocolo Brasil e China As regras a aplicar

Leia mais

FUNDAÇÃO CONVENTO DA ORADA - ESCOLA SUPERIOR GALLAECIA. Regulamento de Bolsas de Investigação Científica. Capítulo I Disposições gerais

FUNDAÇÃO CONVENTO DA ORADA - ESCOLA SUPERIOR GALLAECIA. Regulamento de Bolsas de Investigação Científica. Capítulo I Disposições gerais FUNDAÇÃO CONVENTO DA ORADA - ESCOLA SUPERIOR GALLAECIA Regulamento de Bolsas de Investigação Científica Capítulo I Disposições gerais Artigo 1º Âmbito O presente Regulamento, segue o modelo aprovado pela

Leia mais

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Regulamento dos cursos do ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado O presente regulamento estabelece as normas que complementam as que decorrem do regime

Leia mais

Procedimentos Matrículas e Inscrições 2015/2016 1.º ciclo - Licenciatura

Procedimentos Matrículas e Inscrições 2015/2016 1.º ciclo - Licenciatura Instituto Politécnico de Beja Procedimentos Matrículas e Inscrições 2015/2016 1.º ciclo - Licenciatura Serviços Académicos (Sector I) Introdução O presente documento constitui um breve guia que visa ajudar

Leia mais

Regulamentos REGULAMENTO DE PROPINAS DA UPORTO

Regulamentos REGULAMENTO DE PROPINAS DA UPORTO Regulamentos REGULAMENTO DE PROPINAS DA UPORTO Aprovado pelo Conselho Geral da UPorto em 26 de Fevereiro de 2010 Alterado pelo Conselho Geral da UPorto em 18 de Março de 2011 Ao abrigo da Lei n.º 37/2003,

Leia mais

47720 Diário da República, 2.ª série N.º 233 6 de Dezembro de 2011

47720 Diário da República, 2.ª série N.º 233 6 de Dezembro de 2011 47720 Diário da República, 2.ª série N.º 233 6 de Dezembro de 2011 UNIVERSIDADE DA MADEIRA Aviso (extracto) n.º 23548/2011 Nos termos do disposto no n.º 6 do artigo 12.º da Lei n.º 12 -A/2008, de 27 de

Leia mais

Aviso de Abertura do Concurso para Atribuição de Bolsas Individuais de Doutoramento, de Doutoramento em Empresas e de Pós- Doutoramento 2015

Aviso de Abertura do Concurso para Atribuição de Bolsas Individuais de Doutoramento, de Doutoramento em Empresas e de Pós- Doutoramento 2015 Aviso de Abertura do Concurso para Atribuição de Bolsas Individuais de Doutoramento, de Doutoramento em Empresas e de Pós- Doutoramento 2015 Nos termos do Regulamento de Bolsas de Investigação da Fundação

Leia mais

Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada. Avaliação do Impacto da SCUT na Ilha de São Miguel

Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada. Avaliação do Impacto da SCUT na Ilha de São Miguel Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada Avaliação do Impacto da SCUT na Ilha de São Miguel O u t ubro de 2012 1. NOTA INTRODUTÓRIA O presente relatório visa analisar em detalhe o resultado da avaliação

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA Outubro 2009 ÍNDICE 1. Introdução 3 2. População e Amostra 3 3. Apresentação de Resultados 4 3.1. Opinião dos alunos de Comunicação e Design Multimédia

Leia mais

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE 2013 RELATÓRIO DE RESULTADOS

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE 2013 RELATÓRIO DE RESULTADOS BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE 2013 RELATÓRIO DE RESULTADOS Índice Introdução 03 Ficha Técnica 05 Sumário Executivo 06 Relatório de Resultados 08 Entidades Inquiridas

Leia mais

CEF/0910/27636 Relatório final da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/27636 Relatório final da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/27636 Relatório final da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Instituto

Leia mais

Licenciatura em Informática Licenciatura em Engenharia Multimédia

Licenciatura em Informática Licenciatura em Engenharia Multimédia Ensinar a saber fazer Profissionais com Futuro desde 1990 L I C E N C I A T U R A S ADEQUADAS AO PROCESSO DE BOLONHA Licenciatura em Informática Licenciatura em Engenharia Multimédia A estratégia do ISTEC

Leia mais

Barómetro das Profissões

Barómetro das Profissões Número 1T/2011 Período: 1 de Janeiro a 31 de Março Abril 2011 Realizado por Isabel Machado para IPAM Carreiras INTRODUÇÃO O presente Barómetro trimestral inserido na investigação do IPAM Carreiras pretende

Leia mais

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ciclo de Estudos Conducentes ao Grau de Licenciado

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ciclo de Estudos Conducentes ao Grau de Licenciado Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ciclo de Estudos Conducentes ao Grau de Licenciado Versão: 01 Data: 15/06/2009 Elaborado: Verificado: Aprovado: RG-PR12-02 Vice-Presidente do

Leia mais

Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Desporto de Rio Maior

Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Desporto de Rio Maior Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Desporto de Rio Maior REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE ACTIVIDADES EXTRA-CURRICULARES Artigo 1.º Âmbito O presente regulamento refere-se à creditação das

Leia mais

EXAMES ÉPOCA DE RECURSO

EXAMES ÉPOCA DE RECURSO EXAMES ÉPOCA DE RECURSO 2.º SEMESTRE ANO LETIVO 2014/2015 LICENCIATURAS MESTRADOS PÓS-GRADUAÇÃO EXAMES ÉPOCA DE RECURSO 2.º, 4.º e 6.º SEMESTRES 2014/2015 LICENCIATURA // AUDIOVISUAL E MULTIMÉDIA Comunicação

Leia mais

Cursos de Formação em Alternância na Banca Relatório de Follow-up 2010-2013 Lisboa e Porto

Cursos de Formação em Alternância na Banca Relatório de Follow-up 2010-2013 Lisboa e Porto Cursos de Formação em Alternância na Banca Relatório de Follow-up 2010-2013 Lisboa e Porto Outubro de 2015 Índice 1. Introdução... 3 2. Caraterização do Estudo... 4 3. Resultado Global dos Cursos de Lisboa

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL - MARINHA

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL - MARINHA MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL - MARINHA Instituto Hidrográfico IH BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL* A preencher pelo candidato Bolsa / Reservado aos Serviços Nome

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Administração Educacional Edição Instituto de Educação da Universidade de Lisboa julho de

Leia mais

e ISEL População média desempregada e Taxa de desemprego (%), por Grupo etário e Nível de escolaridade mais elevado completo, Junho de 2011 e

e ISEL População média desempregada e Taxa de desemprego (%), por Grupo etário e Nível de escolaridade mais elevado completo, Junho de 2011 e Índice Índice Folha Conteúdo Todos cursos empregabilidade por curso, por semestre, nos cursos de Bolonha Diurno empregabilidade por curso diurno, por semestre, nos cursos de Bolonha Jun-11 Desempregados

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA S SERVIÇOS JURÍDICOS. ÁREA DE FORMAÇÃO Ciências Jurídicas PERFIL PROFISSIONAL

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA S SERVIÇOS JURÍDICOS. ÁREA DE FORMAÇÃO Ciências Jurídicas PERFIL PROFISSIONAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA S SERVIÇOS JURÍDICOS ÁREA DE FORMAÇÃO Ciências Jurídicas PERFIL PROFISSIONAL Técnico Especialista em Serviços Jurídicos LEGISLAÇÃO APLICÁVEL Decreto-lei nº 88/2006,

Leia mais

TABELA DE PROPINAS, TAXAS, EMOLUMENTOS E MULTAS A APLICAR NO ANO LECTIVO 2014/2015

TABELA DE PROPINAS, TAXAS, EMOLUMENTOS E MULTAS A APLICAR NO ANO LECTIVO 2014/2015 TABELA DE PROPINAS, TAXAS, EMOLUMENTOS E MULTAS A APLICAR NO ANO LECTIVO Página n.º 0 1º Ciclo (Licenciatura 3 anos) LISTA DE CURSOS Grupo 1 Grupo 2 Administração de Unidades de Saúde Ciências da Comunicação

Leia mais

INQUÉRITO AOS ESTUDANTES DO IST QUE REALIZARAM UM PERÍODO DE ESTUDOS FORA DA ESCOLA. Área de Estudos e Planeamento (AEP) Alexandra Sevinate Pontes

INQUÉRITO AOS ESTUDANTES DO IST QUE REALIZARAM UM PERÍODO DE ESTUDOS FORA DA ESCOLA. Área de Estudos e Planeamento (AEP) Alexandra Sevinate Pontes INQUÉRITO AOS ESTUDANTES DO IST QUE REALIZARAM UM PERÍODO DE ESTUDOS FORA DA ESCOLA INQUÉRITOS AOS ESTUDANTES EM MOBILIDADE histórico Designação interna Objetivos População alvo Serviço Modalidade Responsável

Leia mais

CTSP e Pós-Graduações THE MARKETING SCHOOL. porto. aveiro. lisboa

CTSP e Pós-Graduações THE MARKETING SCHOOL. porto. aveiro. lisboa CTSP e Pós-Graduações THE MARKETING SCHOOL porto. aveiro. lisboa LICENCIATURA & MESTRADO THE MARKETING SCHOOL Somos uma escola vocacionada essencialmente para as empresas e mercados. Queremos qualificar

Leia mais

OUTROS REGIMES 2015/2016 MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO

OUTROS REGIMES 2015/2016 MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO Ato pelo qual um estudante se matricula e ou inscreve em par instituição/ curso diferente daquele(s) em que, em anos letivos anteriores, realizou uma inscrição. A mudança

Leia mais

Cod. Vagas 2014 Estudantes 3123 IP Portalegre - ES Agrária

Cod. Vagas 2014 Estudantes 3123 IP Portalegre - ES Agrária EDITAL CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS Nos termos do Decreto-Lei nº 36/2014, de 10 de março e do Regulamento do Estudante Internacional do Instituto Politécnico de

Leia mais