REFORMA DO ENSINO SECUNDÁRIO MATRIZES CURSOS CIENTÍFICO HUMANÍSTICOS CURSOS TECNOLÓGICOS. Versão definitiva de10 de Abril de 2003

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REFORMA DO ENSINO SECUNDÁRIO MATRIZES CURSOS CIENTÍFICO HUMANÍSTICOS CURSOS TECNOLÓGICOS. Versão definitiva de10 de Abril de 2003"

Transcrição

1 REFORMA DO ENSINO SECUNDÁRIO MATRIZES CURSOS CIENTÍFICO HUMANÍSTICOS E CURSOS TECNOLÓGICOS Versão definitiva de0 de Abril de 003

2 CURSO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS Componentes de Formação 0º º º Geral Português Língua Estrangeira I ou II a) Filosofia Educação Física b) b) b) Tecnologias da Informação e Comunicação Sub-total 0 8 Matemática A Física e Química A Opções c) 3 3 Biologia e Geologia Específica Opções d) Física e Química A Biologia e Geologia Geometria Descritiva A Aplicações Informáticas B f) Economia A f) 3 3 Biologia Física Química Opção e) Geologia 3 Clássicos da Literatura f) Ciência Política f) Psicologia B f) Sub-total 6 (9) 9 (6) 9 Área de Projecto g) Total 6 a 0 7 a 8 a 6 a) O aluno deverá dar continuidade a uma das línguas estrangeiras estudadas no ensino básico. Se tiver estudado apenas uma língua estrangeira, iniciará obrigatoriamente uma segunda língua no ensino secundário. Neste caso, tomando em conta as disponibilidades da escola, o aluno poderá cumulativamente dar continuidade à Língua Estrangeira I como disciplina facultativa, com aceitação expressa do acréscimo de carga horária. b) A carga horária semanal poderá ser reduzida até unidade lectiva, no caso de não ser possível a escola assegurar as condições físicas, humanas e organizacionais para a leccionação da disciplina com a carga horária definida. c) O aluno escolhe uma ou duas disciplinas bienais estruturantes. d) No caso de o aluno ter optado por iniciar apenas uma disciplina bienal no 0º ano, escolherá uma disciplina, excluindo a iniciada no 0º ano. e) O aluno escolhe uma disciplina. No caso de ter iniciado uma disciplina bienal no º ano, é excluída das possibilidades de escolha a disciplina que se considere sequência da referida disciplina bienal. f) Oferta dependente do projecto educativo da escola. g) A Área de Projecto é assegurada por um professor. h) frequência facultativa. Ministério da Educação Versão Final

3 CURSO DE CIÊNCIAS SOCIOECONÓMICAS Componentes de Formação 0º º º Geral Português Língua Estrangeira I ou II a) Filosofia Educação Física b) b) b) Tecnologias da Informação e Comunicação Sub-total 0 8 Matemática A Economia A Opções c) 3 3 Geografia A Específica Opções d) Economia A Geografia A História B Aplicações Informáticas B f) Língua Estrangeira II ou III f) 3 3 Economia C Geografia C Sociologia Opção e) Filosofia A 3 Ciência Política f) Psicologia B f) Direito f) Sub-total 6 (9) 9 (6) 9 Área de Projecto g) Total 6 a 0 7 a 8 a 6 a) O aluno deverá dar continuidade a uma das línguas estrangeiras estudadas no ensino básico. Se tiver estudado apenas uma língua estrangeira, iniciará obrigatoriamente uma segunda língua no ensino secundário. Neste caso, tomando em conta as disponibilidades da escola, o aluno poderá cumulativamente dar continuidade à Língua Estrangeira I como disciplina facultativa, com aceitação expressa do acréscimo de carga horária. b) A carga horária semanal poderá ser reduzida até unidade lectiva, no caso de não ser possível a escola assegurar as condições físicas, humanas e organizacionais para a leccionação da disciplina com a carga horária definida. c) O aluno escolhe uma ou duas disciplinas bienais estruturantes. d) No caso de o aluno ter optado por iniciar apenas uma disciplina bienal no 0º ano, escolherá uma disciplina, excluindo a iniciada no 0º ano. e) O aluno escolhe uma disciplina. No caso de ter iniciado uma disciplina bienal no º ano, é excluída das possibilidades de escolha a disciplina que se considere sequência da referida disciplina bienal. f) Oferta dependente do projecto educativo da escola. g) A Área de Projecto é assegurada por um professor. h) frequência facultativa. Ministério da Educação Versão Final 3

4 CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS Componentes de Formação 0º º º Geral Português Língua Estrangeira I ou II a) Filosofia Educação Física b) b) b) Tecnologias da Informação e Comunicação Sub-total 0 8 História A Matemática Aplicada às Opções c) Ciências Sociais 3 3 Geografia A Específica Opções d) Matemática Aplicada às Ciências Sociais Geografia A Economia A 3 3 Língua Estrangeira II ou III f) Aplicações Informáticas B f) Geografia C Sociologia Filosofia A Opção e) Psicologia B 3 Ciência Política f) Antropologia f) Direito f) Sub-total 6 (9) 9 (6) 9 Área de Projecto g) Total 6 a 0 7 a 8 a 6 a) O aluno deverá dar continuidade a uma das línguas estrangeiras estudadas no ensino básico. Se tiver estudado apenas uma língua estrangeira, iniciará obrigatoriamente uma segunda língua no ensino secundário. Neste caso, tomando em conta as disponibilidades da escola, o aluno poderá cumulativamente dar continuidade à Língua Estrangeira I como disciplina facultativa, com aceitação expressa do acréscimo de carga horária. b) A carga horária semanal poderá ser reduzida até unidade lectiva, no caso de não ser possível a escola assegurar as condições físicas, humanas e organizacionais para a leccionação da disciplina com a carga horária definida.. c) O aluno escolhe uma ou duas disciplinas bienais estruturantes. d) No caso de o aluno ter optado por iniciar apenas uma disciplina bienal no 0º ano, escolherá uma disciplina, excluindo a iniciada no 0º ano. e) O aluno escolhe uma disciplina. No caso de ter iniciado uma disciplina bienal no º ano, é excluída das possibilidades de escolha a disciplina que se considere sequência da referida disciplina bienal. f) Oferta dependente do projecto educativo da escola. g) A Área de Projecto é assegurada por um professor. h) frequência facultativa. Ministério da Educação Versão Final

5 CURSO DE LÍNGUAS E LITERATURAS Componentes de Formação 0º º º Geral Português Língua Estrangeira I ou II a) Filosofia Educação Física b) b) b) Tecnologias da Informação e Comunicação Sub-total 0 8 Língua Estrangeira II ou III a) Literatura Portuguesa Opções c) 3 3 Latim A Específica Opções d) Literatura Portuguesa Latim A História da Cultura e das Artes 3 3 Aplicações Informáticas B f) Língua Estrangeira II ou III f) Literaturas de Língua Portuguesa Latim B Filosofia A Opção e) Língua Estrangeira I ou II g) 3 Ciência Política f) Grego f) Psicologia B f) Sub-total 6 (9) 9 (6) 9 Área de Projecto h) Educação Moral e Religiosa i) () () () Total 6 a 0 7 a 8 a 6 a) No caso de o aluno dar continuidade às duas línguas estrangeiras estudadas no ensino básico, deverá inserir-se a Língua Estrangeira I na componente de formação geral e a Língua Estrangeira II na componente de formação específica. Se o aluno iniciar uma nova Língua Estrangeira, deverá esta integrar-se na componente de formação específica, sendo obrigatória, na componente de formação geral, a continuidade de uma das línguas estrangeira estudadas no ensino básico. b) A carga horária semanal poderá ser reduzida até unidade lectiva, no caso de não ser possível a escola assegurar as condições físicas, humanas e organizacionais para a leccionação da disciplina com a carga horária definida. c) O aluno escolhe uma ou duas disciplinas bienais estruturantes. d) No caso de o aluno ter optado por iniciar apenas uma disciplina bienal no 0º ano, escolherá uma disciplina, excluindo a iniciada no 0º ano. e) O aluno escolhe uma disciplina. No caso de ter iniciado uma disciplina bienal no º ano, é excluída das possibilidades de escolha a disciplina que se considere sequência da referida disciplina bienal. f) Oferta dependente do projecto educativo da escola. g) O aluno deve escolher a língua estrangeira estudada na componente de formação geral, nos 0º e º anos. h) A Área de Projecto é assegurada por um professor. i) frequência facultativa. Ministério da Educação Versão Final 5

6 CURSO DE ARTES VISUAIS Componentes de Formação 0º º º Geral Português Língua Estrangeira I ou II a) Filosofia Educação Física b) b) b) Tecnologias da Informação e Comunicação Sub-total 0 8 Desenho A Geometria Descritiva A Opções c) 3 3 Matemática B Específica Opções d) Geometria Descritiva A Matemática B História da Cultura e das Artes 3 3 Aplicações Informáticas B f) Física e Química A f) Oficina de Artes Oficina Multimédia B Materiais e Tecnologias Filosofia A Opção e) Psicologia B f) 3 Ciência Política f) Clássicos da Literatura f) Sub-total 6 (9) 9 (6) 9 Área de Projecto g) Total 6 a 0 7 a 8 a 6 a) O aluno deverá dar continuidade a uma das línguas estrangeiras estudadas no ensino básico. Se tiver estudado apenas uma língua estrangeira, iniciará obrigatoriamente uma segunda língua no ensino secundário. Neste caso, tomando em conta as disponibilidades da escola, o aluno poderá cumulativamente dar continuidade à Língua Estrangeira I como disciplina facultativa, com aceitação expressa do acréscimo de carga horária b) A carga horária semanal poderá ser reduzida até unidade lectiva, no caso de não ser possível a escola assegurar as condições físicas, humanas e organizacionais para a leccionação da disciplina com a carga horária definida. c) O aluno escolhe uma ou duas disciplinas bienais estruturantes. d) No caso de o aluno ter optado por iniciar apenas uma disciplina bienal no 0º ano, escolherá uma disciplina, excluindo a iniciada no 0º ano. e) O aluno escolhe uma disciplina. f) Oferta dependente do projecto educativo da escola. g) A Área de Projecto é assegurada por um professor. h) frequência facultativa. Ministério da Educação Versão Final 6

7 Cursos Tecnológicos Construção Civil e Edificações, Electrotecnia/Electrónica e Informática Componentes de formação 0º º º Português Geral Língua Estrangeira I ou II a) - Filosofia Educação Física b) b) b) Tecnologias da Informação e Comunicação Sub-total 0 8 Científica Matemática B Física Química B Construção Civil e Edificações 0º º º Tecnologias de Construção Desenho de Construção Práticas de Construção Sub-total 0 6 Área Integrada c) - Computação Gráfica e Orçamentação. - Planeamento e Condução de obra - Prevenção e Segurança na Construção 0 7 (7) 60 g) Total 0 a 0 a 7 a 8 Máximo Global (Período de Estágio - horas) 35 a 36,5 Ministério da Educação Versão Final 7

8 Electrotecnia e Electrónica 0º º º Sistemas Analógicos e Digitais Práticas Laboratoriais de Electrotecnia/Electrónica. Aplicações s de Electrotecnia / Electrónica Sub-total 0 6 Área Integrada c) - Práticas de Instalações Eléctricas. - Práticas de Electrónica - Telecomunicações 0 7 (7) 60 g) Total 0 a 0 a 7 a 8 Máximo Global (Período de Estágio - horas) 35 a 36,5 Ministério da Educação Versão Final 8

9 Informática 0º º º Tecnologias Informáticas Bases de Programação Aplicações Informáticas A Sub-total 0 6 Área Integrada c) - Técnicas de Gestão Base de Dados - Planeamento, Montagem e Manutenção de Redes e Equipamentos Informáticos 0 7 (7) 60 g) Total 0 a 0 a 7 a 8 Máximo Global ( Período de Estágio - horas ) 35 a 36,5 a) O aluno deverá dar continuidade a uma das línguas estrangeiras estudadas no ensino básico. Se tiver estudado apenas uma língua estrangeira, iniciará obrigatoriamente uma segunda língua no ensino secundário. Neste caso, tomando em conta as disponibilidades da escola, o aluno poderá cumulativamente dar continuidade à Língua Estrangeira I como disciplina facultativa, com aceitação expressa do acréscimo de carga horária. b) A carga horária semanal poderá ser reduzida até unidade lectiva, no caso de não ser possível a escola assegurar as condições físicas, humanas e organizacionais para a leccionação da disciplina com a carga horária definida.. c) A Área Integrada é assegurada pelo docente que lecciona a disciplina de Especificação. d) O aluno frequenta a disciplina correspondente à especificação em que se inscreveu. e) A gestão da carga horária anual ( 7 x 90 minutos) da Especificação e Projecto Tecnológico será da responsabilidade da escola, salvaguardando que a carga horária anual da disciplina de Especificação seja de 0 unidades lectivas e a do Projecto Tecnológico de 7 unidades lectivas. f) A organização do Estágio será objecto de regulamentação própria, aprovada pelo Ministro da Educação. g) Incluindo um total de horas de gestão flexível da responsabilidade do professor orientador e alunos - formandos. Esse total deverá ser utilizado para a elaboração do Plano de Estágio e para as diversas reuniões de orientação e avaliação. h) frequência facultativa. Ministério da Educação Versão Final 9

10 Cursos Tecnológicos Design de Equipamento e Multimédia Componentes de formação 0º º º Português Geral Língua Estrangeira I ou II a) - Filosofia Educação Física b) b) b) Tecnologias da Informação e Comunicação Sub-total 0 8 Científica História das Artes Geometria Descritiva B Design de Equipamento 0º º º Desenho B Tecnologias do Equipamento Oficina de Design de Equipamento Sub-total 0 6 Área Integrada c) - Oficina de Design de Mobiliário - Oficina Design Cerâmico 0 7 (7) 60 g) Total 0 a 0 a 7 a 8 Máximo Global ( Período de Estágio - horas ) 35 a 36,5 Ministério da Educação Versão Final 0

11 Multimédia 0º º º Desenho B Tecnologias do Multimédia Oficina de Multimédia A Sub-total Oficina de Animação e 0 Área Integrada c) Multimédia - Oficina de Design Multimédia (7 (7) 60 g) Total 0 a 0 a 7 a 8 Máximo Global ( Período de Estágio - horas ) 35 a 36,5 a) O aluno deverá dar continuidade a uma das línguas estrangeiras estudadas no ensino básico. Se tiver estudado apenas uma língua estrangeira, iniciará obrigatoriamente uma segunda língua no ensino secundário. Neste caso, tomando em conta as disponibilidades da escola, o aluno poderá cumulativamente dar continuidade à Língua Estrangeira I como disciplina facultativa, com aceitação expressa do acréscimo de carga horária. b) A carga horária semanal poderá ser reduzida até unidade lectiva, no caso de não ser possível a escola assegurar as condições físicas, humanas e organizacionais para a leccionação da disciplina com a carga horária definida. c) A Área Integrada é assegurada pelo docente que lecciona a disciplina de Especificação. d) O aluno frequenta a disciplina correspondente à especificação em que se inscreveu. e) A gestão da carga horária anual ( 7 x 90 minutos) da Especificação e Projecto Tecnológico será da responsabilidade da escola, salvaguardando que a carga horária anual da disciplina de Especificação seja de 0 unidades lectivas e a do Projecto Tecnológico de 7 unidades lectivas. f) A organização do Estágio será objecto de regulamentação própria, aprovada pelo Ministro da Educação. g) Incluindo um total de horas de gestão flexível da responsabilidade do professor orientador e alunos - formandos. Esse total deverá ser utilizado para a elaboração do Plano de Estágio e para as diversas reuniões de orientação e avaliação. h) frequência facultativa. Ministério da Educação Versão Final

12 Cursos Tecnológicos Administração e Marketing Componentes de formação 0º º º Português Geral Língua Estrangeira I ou II a) - Filosofia Educação Física b) b) b) Tecnologias da Informação e Comunicação Sub-total 0 8 Científica Matemática B Economia B Administração 0º º º Organização e Gestão Empresarial Contabilidade Técnicas Administrativas Sub-total 0 Área Integrada c) Especificação d) e) * Práticas de Contabilidade e Gestão * Práticas de Secretariado 0 7 (7) 60 g) Total 0 a 0 a 7 a 8 Máximo Global (Período de Estágio - horas ) 35 a 36,5 Ministério da Educação Versão Final

13 Marketing 0º º º Introdução ao Marketing Comércio e Distribuição. Técnicas Comerciais Sub-total Técnicas de Marketing. 0 Área Integrada c) - Técnicas de Vendas 7 (7) 60 g) Total 0 a 0 a 7 a 8 Máximo Global ( Período de Estágio - horas ) 35 a 36,5 a) O aluno deverá dar continuidade a uma das línguas estrangeiras estudadas no ensino básico. Se tiver estudado apenas uma língua estrangeira, iniciará obrigatoriamente uma segunda língua no ensino secundário. Neste caso, tomando em conta as disponibilidades da escola, o aluno poderá cumulativamente dar continuidade à Língua Estrangeira I como disciplina facultativa, com aceitação expressa do acréscimo de carga horária. b) A carga horária semanal poderá ser reduzida até unidade lectiva, no caso de não ser possível a escola assegurar as condições físicas, humanas e organizacionais para a leccionação da disciplina com a carga horária definida. c) A Área Integrada é assegurada pelo docente que lecciona a disciplina de Especificação. d) O aluno frequenta a disciplina correspondente à especificação em que se inscreveu. e) A gestão da carga horária anual ( 7 x 90 minutos) da Especificação e Projecto Tecnológico será da responsabilidade da escola, salvaguardando que a carga horária anual da disciplina de Especificação seja de 0 unidades lectivas e a do Projecto Tecnológico de 7 unidades lectivas. f) A organização do Estágio será objecto de regulamentação própria, aprovada pelo Ministro da Educação. g) Incluindo um total de horas de gestão flexível da responsabilidade do professor orientador e alunos - formandos. Esse total deverá ser utilizado para a elaboração do Plano de Estágio e para as diversas reuniões de orientação e avaliação. h) frequência facultativa. Ministério da Educação Versão Final 3

14 Cursos Tecnológicos Ordenamento do Território e Ambiente, Acção Social e Desporto Componentes de formação 0º º º Língua Portuguesa Geral Língua Estrangeira I ou II a) - Filosofia Educação Física b) b) b) Tecnologias da Informação e Comunicação Sub-total 0 8 Ordenamento do Território e Ambiente 0º º º * Geografia B Cientifica * Ecologia 0º º º Matemática Aplicada às Ciências Sociais Sistemas de Informação Aplicada Técnicas de Ordenamento do Território Sub-total Sistemas de Informação 0 Área Integrada c) Geográfica - Espaços Naturais e Educação Ambiental 7 (7) 60 g) Total 0 a 0 a 7 a 8 Máximo Global ( Período de Estágio - horas ) 35 a 36,5 Ministério da Educação Versão Final

15 Acção Social 0º º º * Psicologia A Cientifica * História C 0º º º Saúde e Socorrismo Técnicas de Expressão e Comunicação Práticas de Acção Social Sub-total Práticas de Animação 0 Área Integrada c) Sociocultural - Práticas de Apoio Social 7 (7) 60 g) Total 0 a 0 a 7 a 8 Máximo Global ( Período de Estágio - horas ) 35 a 36,5 Ministério da Educação Versão Final 5

16 Desporto 0º º º * Matemática B Cientifica * Biologia Humana 0º º º Psicologia A Organização e Desenvolvimento Desportivo Práticas Desportivas e Recreativas Sub-total 0 6 Área Integrada c) - Práticas de Dinamização Desportiva - Práticas de Organização Desportiva 0 7 (7 60 g) Total 0 a 0 a 7 a 8 Máximo Global ( Período de Estágio - horas ) 35 a 36,5 a) O aluno deverá dar continuidade a uma das línguas estrangeiras estudadas no ensino básico. Se tiver estudado apenas uma língua estrangeira, iniciará obrigatoriamente uma segunda língua no ensino secundário. Neste caso, tomando em conta as disponibilidades da escola, o aluno poderá cumulativamente dar continuidade à Língua Estrangeira I como disciplina facultativa, com aceitação expressa do acréscimo de carga horária. b) A carga horária semanal poderá ser reduzida até unidade lectiva, no caso de não ser possível a escola assegurar as condições físicas, humanas e organizacionais para a leccionação da disciplina com a carga horária definida. c) A Área Integrada é assegurada pelo docente que lecciona a disciplina de Especificação. d) O aluno frequenta a disciplina correspondente à especificação em que se inscreveu. e) A gestão da carga horária anual ( 7 x 90 minutos) da Especificação e Projecto Tecnológico será da responsabilidade da escola, salvaguardando que a carga horária anual da disciplina de Especificação seja de 0 unidades lectivas e a do Projecto Tecnológico de 7 unidades lectivas. f) A organização do Estágio será objecto de regulamentação própria, aprovada pelo Ministro da Educação. g) Incluindo um total de horas de gestão flexível da responsabilidade do professor orientador e alunos - formandos. Esse total deverá ser utilizado para a elaboração do Plano de Estágio e para as diversas reuniões de orientação e avaliação. h) frequência facultativa. Ministério da Educação Versão Final 6

Anexo 1.1 - Curso Científico-humanístico de Ciências e Tecnologias

Anexo 1.1 - Curso Científico-humanístico de Ciências e Tecnologias Anexo 1.1 - Curso Científico-humanístico de Ciências e Tecnologias Componentes de Formação Geral Disciplinas Carga Horária Semanal (x 90 minutos) 10.º 11.º 12.º Português 2 2 2 Língua Estrangeira I, II

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO PSICÓLOGA ÁUREA SANTOS OBJECTIVOS Os cursos científico-humanísticos estão vocacionados para o prosseguimento de estudos de nível superior, de carácter universitário ou politécnico. DURAÇÃO Têm a duração

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO OBJETIVOS Os cursos científico-humanísticos estão vocacionados para o prosseguimento de estudos de nível superior, de caráter universitário ou politécnico. DURAÇÃO Têm a duração de 3 anos letivos correspondentes

Leia mais

PLANOS de ESTUDO. Ensino Diurno ANO LECTIVO 2011/2012. Rua Doutor Manuel de Arriaga 8000-334 Faro Telefone: 289889570; Fax: 289889580

PLANOS de ESTUDO. Ensino Diurno ANO LECTIVO 2011/2012. Rua Doutor Manuel de Arriaga 8000-334 Faro Telefone: 289889570; Fax: 289889580 PLANOS de ESTUDO Ensino Diurno ANO LECTIVO 2011/2012 Rua Doutor Manuel de Arriaga 8000-334 Faro Telefone: 289889570; Fax: 289889580 tomascabreira@mail.telepac.pt www.tomascabreira.net CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS

Leia mais

PLANOS de ESTUDO. Ensino Secundário Diurno Ano Letivo 2015/2016

PLANOS de ESTUDO. Ensino Secundário Diurno Ano Letivo 2015/2016 PLANOS de ESTUDO Ensino Secundário Diurno Ano Letivo 2015/2016 Rua Doutor Manuel de Arriaga 8004-070 Faro Telefone: 289889570; Fax: 289889580 direcao.agrupamento@agr-tc.pt www.agr-tc.pt CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS

Leia mais

CURSOS DO ENSINO SECUNDÁRIO. Cursos Científico- Humanísticos. Ensino Superior. Mercado de Trabalho

CURSOS DO ENSINO SECUNDÁRIO. Cursos Científico- Humanísticos. Ensino Superior. Mercado de Trabalho CURSOS DO ENSINO SECUNDÁRIO Cursos Científico- Humanísticos Ensino Superior Cursos Profissionais Mercado de Trabalho CURSOS DO ENSINO SECUNDÁRIO Cursos Científico- Humanísticos Exames Nacionais (obrigatórios)

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Diário da República, 1.ª série N.º 14 26 de Julho de 2007 4785 Artigo 2.º Entrada em vigor O presente decreto -lei entra em vigor no 1.º dia do mês seguinte ao da sua publicação. Visto e aprovado em Conselho

Leia mais

1- CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS 2- CIÊNCIAS SOCIOECONÓMICAS 3- LÍNGUAS E HUMANIDADES 4- ARTES VISUAIS

1- CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS 2- CIÊNCIAS SOCIOECONÓMICAS 3- LÍNGUAS E HUMANIDADES 4- ARTES VISUAIS OFERTA DO COLÉGIO (2010/2011) CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS Vocacionados para o prosseguimento de estudos a nível superior. Têm a duração de 3 anos de escolaridade. Conferem um diploma de conclusão do

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA 3 E.B. DR. JORGE CORREIA - TAVIRA

ESCOLA SECUNDÁRIA 3 E.B. DR. JORGE CORREIA - TAVIRA ESCOLA SECUNDÁRIA 3 E.B. DR. JORGE CORREIA - TAVIRA Cursos Científico-Humanísticos OFERTA EDUCATIVA 2012/2013 CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS Vocacionados para o prosseguimento de estudos a nível superior.

Leia mais

ENSINO SECUNDÁRIO. Cursos Profissionais. Cursos Vocacionais

ENSINO SECUNDÁRIO. Cursos Profissionais. Cursos Vocacionais ENSINO SECUNDÁRIO Cursos Científico Humanísticos Cursos do Ensino Artístico Especializado Cursos Profissionais Cursos com Planos Próprios Cursos Vocacionais Cursos de Aprendizagem (IEFP) Ensino Superior

Leia mais

ORIENTAÇÃO ESCOLAR E PROFISSIONAL

ORIENTAÇÃO ESCOLAR E PROFISSIONAL ORIENTAÇÃO ESCOLAR E PROFISSIONAL 9º ano: e depois? Sistema Educativo Português 2013/2014 ORIENTAÇÃO ESCOLAR E PROFISSIONAL Objetivos Promover a auto - exploração (interesses, capacidades, competências

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO N. o 7 6 de Março de 00 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A 9 Tendo em conta o desejo comum de desenvolver relações de cooperação mais estreitas no domínio da luta contra a droga e toxicodependência, expresso

Leia mais

A.P. Escola EB23 Lamaçães Pais presentes, Filhos com futuro

A.P. Escola EB23 Lamaçães Pais presentes, Filhos com futuro A.P. Escola EB23 Lamaçães Pais presentes, Filhos com futuro INFORMAÇÃO AOS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO e ALUNOS do 9.º ano 1. CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS 2. CIÊNCIAS SOCIOECONÓMICAS 3. LÍNGUAS E HUMANIDADES 4.

Leia mais

Agrupamento de Escolas Dr. Vieira de Carvalho SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO

Agrupamento de Escolas Dr. Vieira de Carvalho SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO OBJECTIVOS Os cursos artísticos especializados têm como objectivos proporcionar formação artística, preparando profissionais para diferentes ramos artísticos e fomentar práticas artísticas individuais

Leia mais

Orientação Escolar e Profissional. 9.º ano! Escola Secundária Inês de Castro 2011/2012

Orientação Escolar e Profissional. 9.º ano! Escola Secundária Inês de Castro 2011/2012 Orientação Escolar e Profissional 9.º ano! E AGORA? Escola Secundária Inês de Castro 2011/2012 Antes de fazer uma escolha é fundamental saber o que se quer e para isso há que recordar e avaliar tudo o

Leia mais

Agrupamento de Escolas Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho. SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO Psicóloga Áurea Santos

Agrupamento de Escolas Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho. SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO Psicóloga Áurea Santos Agrupamento de Escolas Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO Psicóloga Áurea Santos Ensino Secundário Ensino Superior Ensino Básico Sistema Educativo e Formativo

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO PSICÓLOGA ÁUREA SANTOS OBJECTIVOS Os cursos artísticos especializados têm como objectivos proporcionar formação artística, preparando profissionais para diferentes ramos artísticos e fomentar práticas

Leia mais

Cursos Cientifico- Humanisticos do Ensino Secundario. Colégio da Rainha Santa Isabel Serviço de Psicologia e Orientação

Cursos Cientifico- Humanisticos do Ensino Secundario. Colégio da Rainha Santa Isabel Serviço de Psicologia e Orientação Cursos Cientifico- Humanisticos do Ensino Secundario Colégio da Rainha Santa Isabel Serviço de Psicologia e Orientação Ana Isabel Athayde 2012-2013 Natureza dos Cursos Cientifico-humanísticos Cursos vocacionados

Leia mais

UM PROJECTO EDUCATIVO A PENSAR EM SI

UM PROJECTO EDUCATIVO A PENSAR EM SI UM PROJECTO EDUCATIVO A PENSAR EM SI ESLA Cursos Científico Humanísticos Alunos que, tendo concluído o 9º ano de escolaridade pretendam prosseguimento de estudos para o ensino superior. 3 anos lectivos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO OBJETIVOS Os cursos artísticos especializados têm como objectivos proporcionar formação artística, preparando profissionais para diferentes ramos artísticos e fomentar práticas artísticas individuais e

Leia mais

Cursos Científico- humanísticos do Ensino Secundário. Colégio da Rainha Santa Isabel Serviço de Psicologia e Orientação Ana Isabel Athayde, 2014

Cursos Científico- humanísticos do Ensino Secundário. Colégio da Rainha Santa Isabel Serviço de Psicologia e Orientação Ana Isabel Athayde, 2014 Cursos Científico- humanísticos do Ensino Secundário Colégio da Rainha Santa Isabel Serviço de Psicologia e Orientação Ana Isabel Athayde, 2014 Alunos colocados na 1ª opção de candidatura ao ensino superior

Leia mais

SISTEMA DE EDUCAÇÃO / FORMAÇÃO Níveis de Qualificação

SISTEMA DE EDUCAÇÃO / FORMAÇÃO Níveis de Qualificação Ensino Superior Doutoramento Mestrado Licenciatura SISTEMA DE EDUCAÇÃO / FORMAÇÃO Níveis de Qualificação Profissional Cursos de Especialização Tecnológica CET Nível 5 Anos de Escolaridade Cursos de Educação

Leia mais

Alternativas de formação escolar e profissional após o 9º ano de escolaridade. Informação atualizada para 2013/2014

Alternativas de formação escolar e profissional após o 9º ano de escolaridade. Informação atualizada para 2013/2014 Alternativas de formação escolar e profissional após o 9º ano de escolaridade Informação atualizada para 2013/2014 ENSINO BÁSICO ENSINO SECUNDÁRIO Mundo do Trabalho CET Cursos de Especialização Tecnológica

Leia mais

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE PONTE DA BARCA

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE PONTE DA BARCA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE PONTE DA BARCA Uma escola de todos Para todos Transformar Vidas, Alimentar Sonhos, Projetar Carreiras! SPO Serviço de Psicologia e Orientação 9.º ANO e agora? Cursos Científico

Leia mais

9ºANO E AGORA? SPO. Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama

9ºANO E AGORA? SPO. Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama 9ºANO E AGORA? SPO Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama Cursos Vocacionais CET TESP Escolha consciente Orientação Escolar Interesses Aptidões Percurso Escolar Papel dos Pais no processo de DECISÃO

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE LOUSADA Escola Sede Escola Secundária de Lousada Código de Agrupamento - 151518 CALENDÁRIO - 2013/2014 1º CICLO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE LOUSADA Escola Sede Escola Secundária de Lousada Código de Agrupamento - 151518 CALENDÁRIO - 2013/2014 1º CICLO 1º CICLO PROVAS FINAIS - 1ª FASE 19/05/2014 21/05/2014 Português (Código 41) Português (Código 31) Prova Oral - 12h* Matemática (Código 42) Matemática (Código 32) PROVAS DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 1ª

Leia mais

15704 Diário da República, 2.ª série N.º 67 5 de Abril de 2011

15704 Diário da República, 2.ª série N.º 67 5 de Abril de 2011 15704 Diário da República, 2.ª série N.º 67 5 de Abril de 2011 Direcção regional Escola Distrito Concelho Localidade DREN........... EBS Coelho e Castro............... Aveiro............ Santa Maria da

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA 3 E.B. DR. JORGE CORREIA - TAVIRA

ESCOLA SECUNDÁRIA 3 E.B. DR. JORGE CORREIA - TAVIRA ESCOLA SECUNDÁRIA 3 E.B. DR. JORGE CORREIA - TAVIRA Ensino Regular OFERTA EDUCATIVA 2010/2011 CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS Vocacionados para o prosseguimento estudos a nível superior. Têm a duração 3

Leia mais

Vou entrar no Ensino Secundário. E agora? Que via escolher?

Vou entrar no Ensino Secundário. E agora? Que via escolher? Vou entrar no Ensino Secundário. E agora? Que via escolher? A publicação da Lei n.º 85/2009, de 27 de Agosto, estabelece o regime de escolaridade obrigatória para as crianças e jovens em idade escolar,

Leia mais

Colégio Manuel Bernardes PLANO DE ESTUDOS ENSINO SECUNDÁRIO 2009/10

Colégio Manuel Bernardes PLANO DE ESTUDOS ENSINO SECUNDÁRIO 2009/10 Colégio Manuel Bernardes PLANO DE ESTUDOS ENSINO SECUNDÁRIO 2009/10 CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS CIÊNCIAS SOCIOECONÓMICAS LÍNGUAS E HUMANIDADES CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS A

Leia mais

AS TUAS ESCOLHAS O TEU FUTURO!

AS TUAS ESCOLHAS O TEU FUTURO! AS TUAS ESCOLHAS O TEU FUTURO! Serviço de Psicologia e Orientação ESTOU A TERMINAR O 9º ANO E AGORA? Cursos Científico- Humanísticos Cursos Profissionais CURSOS CIENTÍFICO- HUMANÍSTICOS Condições de Acesso:

Leia mais

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Resolução Nº 1/DP-CCC/2005 1 COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Resolução nº 1/DP-CCC/2005, de 16 de Fevereiro Os planos de estudo dos cursos secundários científico-tecnológicos aprovados pela Portaria 189/2005,

Leia mais

Agrupamento de Escolas. Dr. Jorge Augusto Correia Tavira

Agrupamento de Escolas. Dr. Jorge Augusto Correia Tavira Agrupamento de Escolas Dr. Jorge Augusto Correia Tavira Oferta Educativa Ano Letivo 2015/2016 Cursos Vocacionais Básico Cursos Científico Humanísticos Cursos Profissionais Cursos Vocacionais Secundário

Leia mais

CHAVE DO FUTURO. está nas tuas. mãos. Oferta. Oferta. Centro Novas Oportunidades. Ensino Nocturno. Cursos Profissionais. Cursos

CHAVE DO FUTURO. está nas tuas. mãos. Oferta. Oferta. Centro Novas Oportunidades. Ensino Nocturno. Cursos Profissionais. Cursos A CHAVE DO FUTURO está nas tuas mãos Centro Novas Oportunidades Ensino Nocturno Cursos Profissionais Cursos Científico-Humanísticos Oferta Oferta Cursos Educação e Formação ÍNDICE Cursos Científico-Humanísticos

Leia mais

JNE/2011 Página 1 de 24

JNE/2011 Página 1 de 24 EXAMES NACIONAIS DO ENSINO SECUNDÁRIO 211 81 Alemão (continuação -bienal) 9 8 7 6 5 4 3 2 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 1 11 12 13 14 15 16 17 18 19 2 211 / 35 33 2 161 6 74 27 18 21 / 38 29 9 168 3 118 26 174 29

Leia mais

Sessão de Esclarecimento para Encarregados de Educação/Pais e Diretores de Turma Saídas após o 9ºAno de Escolaridade.

Sessão de Esclarecimento para Encarregados de Educação/Pais e Diretores de Turma Saídas após o 9ºAno de Escolaridade. Sessão de Esclarecimento para Encarregados de Educação/Pais e Diretores de Turma Saídas após o 9ºAno de Escolaridade. 19 de fevereiro de 2014 Programa de Orientação Escolar e Profissional 9º Ano ATIVIDADES

Leia mais

Oferta formativa 2014/2015... 3. Ensino pré-escolar... 4. 1.º Ciclo do Ensino Básico... 5. 2.º Ciclo do Ensino Básico... 6

Oferta formativa 2014/2015... 3. Ensino pré-escolar... 4. 1.º Ciclo do Ensino Básico... 5. 2.º Ciclo do Ensino Básico... 6 Agrupamento de Escolas Júlio Dantas Proposta de Oferta Formativa 2014/2015* Largo Prof Egas Moniz, Apartado 302 8601 904 Lagosl Telefone: 282 770 990 Email: info @ aejd.pt http://www.aejd.pt/ * A abertura

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO OBJETIVOS Os cursos profissionais são uma modalidade de ensino que pretende desenvolver competências pessoais e profissionais específicas para o exercício de uma profissão a partir de uma preparação científica

Leia mais

CURSOS PROFISSIONAIS EM FUNCIONAMENTO 2014 2015 CURSOS PROFISSIONAIS. Curso de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos

CURSOS PROFISSIONAIS EM FUNCIONAMENTO 2014 2015 CURSOS PROFISSIONAIS. Curso de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos EM FUNCIONAMENTO 2014 2015 Curso de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Curso de Técnico de Gestão Curso de Técnico Auxiliar de Saúde Curso de Animador Sociocultural Curso de Técnico

Leia mais

Oferta Formativa E depois do 9.º Ano Ano Letivo 2012/2013 (Concelho de Guimarães) Serviço de Psicologia e Orientação (Paulo Rodrigues)

Oferta Formativa E depois do 9.º Ano Ano Letivo 2012/2013 (Concelho de Guimarães) Serviço de Psicologia e Orientação (Paulo Rodrigues) Oferta Formativa E depois do 9.º Ano Ano Letivo 2012/2013 (Concelho de Guimarães) Serviço de Psicologia e Orientação (Paulo Rodrigues) 9.º Ano!!!!!!! E agora? F Cursos (áreas) Científico- Humanísticos

Leia mais

Cursos Científico-Humanísticos Geral Para as Escolas : Escola Secundária/3 de Amarante Colégio de São Gonçalo Externato de Vila Meã

Cursos Científico-Humanísticos Geral Para as Escolas : Escola Secundária/3 de Amarante Colégio de São Gonçalo Externato de Vila Meã Cursos Científico-Humanísticos Geral Para as Escolas : Escola Secundária/3 de Amarante Colégio de São Gonçalo Externato de Vila Meã Ensino secundário 2014/15 Formação Geral Português Exame no 12º ano Língua

Leia mais

Cursos Científico-Humanísticos Natureza e Organização

Cursos Científico-Humanísticos Natureza e Organização Cursos Científico-Humanísticos Natureza e Organização O que são? Os cursos cientifico-humanísticos constituem uma oferta educativa vocacionada para o prosseguimento de estudos de nível superior (universitário

Leia mais

Anexo A1 RESULATADOS ESCOLARES ANO LECTIVO 2011/2012

Anexo A1 RESULATADOS ESCOLARES ANO LECTIVO 2011/2012 Anexo A1 RESULATADOS ESCOLARES ANO LECTIVO 2011/2012 ÍNDICE 1. RESULTADOS ESCOLARES 1.1 Taxa de sucesso global 1.2 Taxa de alunos sobreviventes 1.3 Taxa de sucesso / ciclo de ensino 2. APROVEITAMENTO MÉDIO

Leia mais

COMPONENTES CURRICULARES POR TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 7591/2013

COMPONENTES CURRICULARES POR TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 7591/2013 COMPONENTES CURRICULARES POR TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 7591/2013 1. Gestão Empresarial (EII) / Ciências Administrativas (qualquer modalidade) Geral Ciências Administrativas Ciências Contábeis Ciências

Leia mais

9º ano e agora? Joana Pais Rodrigues França - Psicóloga

9º ano e agora? Joana Pais Rodrigues França - Psicóloga 9º ano e agora? Joana Pais Rodrigues França Psicóloga 1ª decisão Ingressar no Mundo do Trabalho Seguir para o Ensino Superior Mundo do Trabalho / Ensino Superior C. Profissionais C. ArtísticoEspecializados

Leia mais

Orientação Escolar e Profissional 9ºAno e Agora

Orientação Escolar e Profissional 9ºAno e Agora Agrupamento de Escolas de Alpendorada Orientação Escolar e Profissional 9ºAno e Agora Gabinete de Psicologia Psicóloga Eduarda Seabra Dossier Informação Escolar e Profissional Natureza dos Cursos Científico-Humanísticos

Leia mais

OFERTA FORMATIVA 2015-2016

OFERTA FORMATIVA 2015-2016 OFERTA FORMATIVA 2015-2016 Oferta formativa - 2015/2016 Educação Pré-escolar A partir dos 3 anos de idade 1º Ciclo 1º, 2º, 3º e 4º anos 2º Ciclo 5º e 6º anos 3º Ciclo 7, 8º e 9º anos Ensino Secundário

Leia mais

O QUE ESTUDA-SE NA NOSSA ESCOLA. Colégio Cientifico: Curso de Ciências Aplicadas. Ensino tecnico: 2 cursos do setor Tecnológico:

O QUE ESTUDA-SE NA NOSSA ESCOLA. Colégio Cientifico: Curso de Ciências Aplicadas. Ensino tecnico: 2 cursos do setor Tecnológico: O QUE ESTUDA-SE NA NOSSA ESCOLA Colégio Cientifico: Curso de Ciências Aplicadas Ensino tecnico: 2 cursos do setor Tecnológico: Electrónica e Electrotécnica Informática e Telecomunicações COLÉGIO DAS CIENCIAS

Leia mais

WWW.WEB-EMPREGO.COM. 1.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO: 2010 Código Código Iniciais. (vagas adicionais)

WWW.WEB-EMPREGO.COM. 1.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO: 2010 Código Código Iniciais. (vagas adicionais) (1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8) (9) (10) 0110 8031 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo Ciências Farmacêuticas (Preparatórios) PM 15 15 0 155,8 0 0110 8085 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo

Leia mais

PLANOS DE ESTUDOS DOS CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS e saídas profissionais

PLANOS DE ESTUDOS DOS CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS e saídas profissionais SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO Escola Secundária Rainha Dona Leonor PLANOS DE ESTUDOS DOS CURSOS CIENTÍFICOHUMANÍSTICOS e saídas profissionais Aqui poderão consultar o plano de estudos de cada curso

Leia mais

REORIENTAÇÃO DO PERCURSO FORMATIVO EM CURSOS DO NÍVEL SECUNDÁRIO DE EDUCAÇÃO

REORIENTAÇÃO DO PERCURSO FORMATIVO EM CURSOS DO NÍVEL SECUNDÁRIO DE EDUCAÇÃO REORIENTAÇÃO DO PERCURSO FORMATIVO EM CURSOS DO NÍVEL SECUNDÁRIO DE EDUCAÇÃO (Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Outubro) O Despacho normativo n.º 29/2008, de 5 de Junho, introduziu alterações ao Despacho

Leia mais

Exames 2012 - Ensino Secundário. Informações

Exames 2012 - Ensino Secundário. Informações Exames 2012 - Ensino Secundário Informações A. Exames nacionais a. Os exames nacionais são um elemento de avaliação externa com um peso de para a classificação final da disciplina (CFD), nas disciplinas

Leia mais

Requisitos de Titulação para Inscrição no Processo Seletivo de Docentes Aviso 064.03.2013 Processo /2013

Requisitos de Titulação para Inscrição no Processo Seletivo de Docentes Aviso 064.03.2013 Processo /2013 Etec Professor Horácio Augusto da Silveira Requisitos de Titulação para Inscrição no Processo Seletivo de Docentes Aviso 064.03.2013 Processo /2013 Para a Inscrição no Processo Seletivo, é necessário uma

Leia mais

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE ÍLHAVO ENSINO SECUNDÁRIO

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE ÍLHAVO ENSINO SECUNDÁRIO AGRUPAMENTO ESCOLAS DE ÍLHAVO ENSINO SECUNDÁRIO CURSOS Cursos Científico-Humanísticos Cursos Profissionais Cursos Científico-Humanísticos Ciências e Tecnologias Línguas e Humanidades Ciências Socioeconómicas

Leia mais

AVEIRO. vagas colocados Engenharia Geográfica L1 30 7 ALGARVE. Engenharia Geológica L1 20 8 Física L1 22 8 Finanças (regime pós-laboral) L1 20 6 UBI

AVEIRO. vagas colocados Engenharia Geográfica L1 30 7 ALGARVE. Engenharia Geológica L1 20 8 Física L1 22 8 Finanças (regime pós-laboral) L1 20 6 UBI AÇORES Ciências da Engenharia Civil L1 20 1 Património Cultural L1 20 6 Ciências Agrárias L1 10 10 Informática - Redes e Multimédia L1 25 8 Engenharia e Gestão do Ambiente L1 20 0 ALGARVE Engenharia Civil

Leia mais

EXTERNATO COOPERATIVO DA BENEDITA * Oferta Educativa Ensino Secundário

EXTERNATO COOPERATIVO DA BENEDITA * Oferta Educativa Ensino Secundário 2014 / 2015 Ano Letivo EXTERNATO COOPERATIVO DA BENEDITA * Oferta Educativa Ensino Secundário * Estabelecimento de ensino integrado na rede pública. Financiado pelo Ministério da Educação ao abrigo do

Leia mais

AVALIAÇÃO DO ENSINO SECUNDÁRIO Cursos Cientifico-Humanísticos

AVALIAÇÃO DO ENSINO SECUNDÁRIO Cursos Cientifico-Humanísticos AVALIAÇÃO DO ENSINO SECUNDÁRIO Cursos Cientifico-Humanísticos PORTUGUÊS 2 2 2 1 Oralidade Leitura Escrita Funcionamento da Língua LITERATURA PORTUGUESA 90% Domínio do Conhecimento 3 3 Leitura Escrita Oralidade

Leia mais

Área de Ciências Biologia. Biologia e Geologia. Bioquímica. Ciência Alimentar Código Par Instituição / Curso: 1204 / 9693

Área de Ciências Biologia. Biologia e Geologia. Bioquímica. Ciência Alimentar Código Par Instituição / Curso: 1204 / 9693 Área de Ciências Biologia Código Par Instituição / Curso: 1204 / 9011 Nota do último colocado: 2012: 139,9 2013: 134,0 Biologia e Geologia Código Par Instituição / Curso: 1204 / 9012 Nota do último colocado:

Leia mais

30546 Diário da República, 2.ª série N.º 140 22 de Julho de 2011

30546 Diário da República, 2.ª série N.º 140 22 de Julho de 2011 30546 Diário da República, 2.ª série N.º 140 22 de Julho de 2011 INSTITUTO POLITÉCNICO DE BEJA Despacho n.º 9220/2011 Ao abrigo do disposto nos artigos 75.º a 80.º do Decreto -Lei n.º 74/2006, de 24 de

Leia mais

SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO. Modalidades de Educação e Formação Ensino Secundário

SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO. Modalidades de Educação e Formação Ensino Secundário Modalidades de Educação e Formação Ensino Secundário Modalidades de Educação e Formação Ensino Secundário Cursos Científico Humanísticos Cursos Tecnológicos (estes cursos não constituem opção para novos

Leia mais

ponderações 2015-2016

ponderações 2015-2016 ESAQ escola secundária antero de quental ponderações 2015-2016 ENSINO SECUNDÁRIO cursos científico-humanísticos de decreto lei 139/2012, de 5 de julho ARTES VISUAIS. CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS. LÍNGUAS E HUMANIDADES.

Leia mais

Artigo 1.º Objecto. Artigo 2.º Âmbito

Artigo 1.º Objecto. Artigo 2.º Âmbito O XVII Governo Constitucional assumiu como um dos objectivos prioritários para a área da Educação a melhoria das condições de estabilidade, motivação e de formação do pessoal docente, adequadas a responder

Leia mais

Escola Secundária/3 da Maia Cursos em funcionamento 2009-2010. Técnico de Electrónica, Automação e Comando

Escola Secundária/3 da Maia Cursos em funcionamento 2009-2010. Técnico de Electrónica, Automação e Comando Ensino Secundário Diurno Cursos Profissionais Técnico de Electrónica, Automação e Comando PERFIL DE DESEMPENHO À SAÍDA DO CURSO O Técnico de Electrónica, Automação e Comando é o profissional qualificado

Leia mais

Sistema Educativo Português Educação Profissional e Tecnológica

Sistema Educativo Português Educação Profissional e Tecnológica Sistema Educativo Português Educação Profissional e Tecnológica Conferência Nacional sobre Educação Profissional e Tecnológica 5 a 8 de Novembro de 2006 Sistemas de Educação e de Formação em Portugal ENSINO

Leia mais

Áreas de Atribuição do Título de Especialista

Áreas de Atribuição do Título de Especialista Áreas de Atribuição do Título de Especialista Comunicação Social Gestão Estratégica das Relações Públicas Publicidade Marketing Jornalismo Comunicação Audiovisual e Multimédia Dança Dança, englobando todas

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2010-1.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2010-1.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO ACESSO AO ENSINO SUPERIOR - 1.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO Código Código Nome do Estabelecimento Nome do Curso Grau Localidade 0110 8031 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo Ciências Farmacêuticas

Leia mais

Áreas de Atribuição do Título de Especialista

Áreas de Atribuição do Título de Especialista Áreas de Atribuição do Título de Especialista Comunicação Social Gestão Estratégica das Relações Públicas Publicidade Marketing Jornalismo Comunicação Audiovisual e Multimédia Dança Dança, englobando todas

Leia mais

CALENDÁRIO DE PROVAS 3º Trimestre / 2015 TURMA F6

CALENDÁRIO DE PROVAS 3º Trimestre / 2015 TURMA F6 TURMA F6 25/09 - Matemática 01/10 - Língua Portuguesa 07/10 - Ciências 14/10 - Língua inglesa 20/10 - Filosofia 26/10 - História 27/10 - Educação Religiosa 30/10 Matemática 03/11 Geografia 12/11 - Língua

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO N. o 30 10 de Fevereiro de 2006 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A 1095 ANEXO IV (a que se refere o n. o 7 do anexo II) No quadro das iniciativas destinadas a alcançar tal desiderato, e em paralelo com a revisão

Leia mais

Escola Secundária de PAREDES. Plano Curricular de Escola

Escola Secundária de PAREDES. Plano Curricular de Escola Escola Secundária de PAREDES Plano Curricular de Escola O currículo nacional, como qualquer documento matriz, tem necessariamente de ser uma moldura complexa e circunscritiva, pois é construído em torno

Leia mais

CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 5628/2015

CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 5628/2015 CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 5628/2015 1. Biologia (Base Nacional Comum Ensino Médio; Automação Industrial Integrado ao Ensino Médio) Biologia (LP) Ciências Biológicas (LP) Ciências

Leia mais

Mais de 40 anos de Progresso! Calendário de Exames do Ensino Secundário e de Acesso ao Ensino Superior 2010/2011

Mais de 40 anos de Progresso! Calendário de Exames do Ensino Secundário e de Acesso ao Ensino Superior 2010/2011 Mais de 40 anos de Progresso! Calendário de Exames do Ensino Secundário e de Acesso ao Ensino Superior 2010/2011 1. Calendário Geral de Exames do Ensino Secundário e de Acesso ao Ensino Superior (2011)*

Leia mais

MAPA DE EXAMES EXAMES MÊS DE SETEMBRO 2012. Manhã 10.00h. Tarde 16.00h DISCIPLINAS

MAPA DE EXAMES EXAMES MÊS DE SETEMBRO 2012. Manhã 10.00h. Tarde 16.00h DISCIPLINAS MAPA DE EXAMES EXAMES MÊS DE SETEMBRO 0 0.00h.00h Atualizado em: DATA DIA PERÍODO COD DISCIPLINAS Nº ALUNOS LOCAL Salas 0/0 ªf 008 0 00 0 0 0 Concepção e Desenvolvimento de Programas de Formação Investigação

Leia mais

Aviso de Abertura 141/02/2013, de 30/10/2013 Processo Nº 6421/2013

Aviso de Abertura 141/02/2013, de 30/10/2013 Processo Nº 6421/2013 Aviso de Abertura 141/02/2013, de 30/10/2013 Processo Nº 6421/2013 COMPONENTE CURRICULAR 1. Língua Estrangeira Moderna - Espanhol (Parte Diversificada) Letras com Habilitação em Espanhol (LP) Letras com

Leia mais

Nome da instituição Nome do curso Grau Vagas iniciais de 2013

Nome da instituição Nome do curso Grau Vagas iniciais de 2013 Nome da instituição Nome do Grau na 1.ª fase de pelo 0110 8031 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo Ciências Farmacêuticas (Preparatórios) Prep. Mestrado Integrado 15 15 155,8 0110 8085 Universidade

Leia mais

MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE QUADROS

MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE QUADROS MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE QUADROS O PNFQ E O MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR Ministério do Ensino Superior é responsável pela formação de quadros superiores altamente especializados

Leia mais

Índice. Apresentação 2. Importância da Escolha 3. Sistema Educativo Português 8. 1. Ensino Não Qualificante 10. 1.1. Curso Científico-Humanístico 11

Índice. Apresentação 2. Importância da Escolha 3. Sistema Educativo Português 8. 1. Ensino Não Qualificante 10. 1.1. Curso Científico-Humanístico 11 Agora escolho eu! DOSSIER DE ORIENTAÇÃO DE TURMA Intervenção Vocacional no 9º Ano (3º Ciclo do Ensino Básico) Maio de 2009 Desenvolvido por: Diana Teixeira e Fátima Raquel Costa (Estagiárias do Serviço

Leia mais

QUADRO DE TITULAÇÃO VERIFIQUE NO QUADRO OS COMPONENTES POSSÍVEIS COM BASE NA SUA TITULAÇÃO ENSINO MÉDIO

QUADRO DE TITULAÇÃO VERIFIQUE NO QUADRO OS COMPONENTES POSSÍVEIS COM BASE NA SUA TITULAÇÃO ENSINO MÉDIO 1 QUADRO DE TITULAÇÃO VERIFIQUE NO QUADRO OS COMPONENTES POSSÍVEIS COM BASE NA SUA TITULAÇÃO ENSINO MÉDIO DISCIPLINAS Artes (Base Nacional Comum) Biologia (Ensino Médio) Matemática (Base Nacional Comum)

Leia mais

PORTARIA SEE Nº 332/2014 ANEXO ÚNICO MATRIZES CURRICULARES. MATRIZ CURRICULAR - ENSINO FUNDAMENTAL 1º ao 5º ano Alfabetização e Letramento

PORTARIA SEE Nº 332/2014 ANEXO ÚNICO MATRIZES CURRICULARES. MATRIZ CURRICULAR - ENSINO FUNDAMENTAL 1º ao 5º ano Alfabetização e Letramento PORTARIA SEE Nº 332/2014 ANEXO ÚNICO MATRIZES CURRICULARES conhecimento e ano MATRIZ CURRICULAR - ENSINO FUNDAMENTAL 1º ao 5º ano Alfabetização e Letramento Fase I Fase II 1º ano 2º ano 3º ano 4º ano 5º

Leia mais

25/09/2013 02/10/2013 19/11/2013

25/09/2013 02/10/2013 19/11/2013 1º Ano A - Ensino Fundamental INTEGRADA 01 25/09/2013 PORT-HIST-GEO-FILOS 14/11/2013 PORT-HIST-GEO-FILOS INTEGRADA 02 TEMATICA MAT-CIEN MAT-CIEN P1 27/11/2013 02/10/2013 19/11/2013 Obs: As disciplinas

Leia mais

Colégio Internato dos Carvalhos

Colégio Internato dos Carvalhos Colégio Internato dos Carvalhos Apresentação dos Cursos Secundários Científico -Tecnológicos No final do 9º Ano depara-se a todos os alunos, bem como aos pais e encarregados de educação, um dilema no que

Leia mais

Calendarização das provas e exames

Calendarização das provas e exames do ensino básico, provas escola e provas de equivalência à frequência - 1.º Ciclo 1.º Ciclo 1.ª FASE 12 de maio 14 de maio 18 de maio 20 de maio Estudo do Meio (22) (23) (41) PLNM (43) (44) final escola)

Leia mais

18) MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA LICENCIATURA

18) MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA LICENCIATURA 18) MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA LICENCIATURA 18.1) Matriz curricular do turno matutino Fase 1 a N. Ordem Código COMPONENTE CURRICULAR Créditos Horas 01 Introdução à informática

Leia mais

SAÍDAS PROFISSIONAIS

SAÍDAS PROFISSIONAIS SAÍDAS PROFISSIONAIS Telf: 234 340 220 * Fax: 234 343 272 * info@aesbernardo.pt * www.aesbernardo.pt Página 1 de 6 CURSO CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS ÁREA DAS CIÊNCIAS ÁREA DA ANIMAÇÃO ÁREA DA SAÚDE AREA DO

Leia mais

Reunião de Pais - 9º ano. 1. Avaliação e exames 2. Orientação Vocacional 3. Estudos após o ensino básico

Reunião de Pais - 9º ano. 1. Avaliação e exames 2. Orientação Vocacional 3. Estudos após o ensino básico Reunião de Pais - 9º ano 1. Avaliação e exames 2. Orientação Vocacional 3. Estudos após o ensino básico Colégio S. João de Brito 3ºCiclo do Ensino Básico Enquadramento legal: Despacho Normativo 1 / 2005

Leia mais

Oferta Formativa 2015/16

Oferta Formativa 2015/16 Oferta Formativa 2015/16 Escola Secundária/3 de Amarante Colégio de São Gonçalo EPALC Escola Profissional António do Lago Cerqueira Externato de Vila Meã CENFIM Centro de Formação Profissional da Indústria

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA REQUISITOS PARA INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO, Nº 065/09/2015 de 19/10/2015.

Leia mais

CURSOS COMPLEMENTARES DE MÚSICA

CURSOS COMPLEMENTARES DE MÚSICA CURSOS COMPLEMENTARES DE MÚSICA APRESENTAÇÃO O ensino artístico de música, de nível equivalente ao ensino secundário, corresponde aos Cursos Complementares de Música, que são ministrados em escolas especializadas

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2015-1ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO Resultados

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2015-1ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO Resultados ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 215-1ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO Resultados Instit. Curso Instituição Curso Grau Vagas Iniciais Ministério da Educação e Ciência - Direcção Geral do Ensino Superior

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2009-1ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO Pares estabelecimento/curso objecto de concurso nacional Código Estab.

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2009-1ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO Pares estabelecimento/curso objecto de concurso nacional Código Estab. ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2009-1ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO Pares estabelecimento/curso objecto de concurso nacional Estab. Curso Nome do Estabelecimento Nome do Curso Grau Localidade Vagas 2009

Leia mais

CURSO DE LETRAS - LICENCIATURA HABILITAÇÃO EM PORTUGUÊS/INGLÊS QUADRO DE SEMESTRALIZAÇÃO

CURSO DE LETRAS - LICENCIATURA HABILITAÇÃO EM PORTUGUÊS/INGLÊS QUADRO DE SEMESTRALIZAÇÃO CURSO DE LETRAS - LICENCIATURA HABILITAÇÃO EM PORTUGUÊS/INGLÊS QUADRO DE SEMESTRALIZAÇÃO SEM DISCIPLINAS CH 1º Cultura Brasileira 40 Filosofia da Educação 40 Fundamentos da Educação 40 Iniciação à Pesquisa

Leia mais

AVALIAÇÃO DO ENSINO SECUNDÁRIO Cursos Cientifico-Humanísticos

AVALIAÇÃO DO ENSINO SECUNDÁRIO Cursos Cientifico-Humanísticos AVALIAÇÃO DO ENSINO SECUNDÁRIO Cursos Cientifico-Humanísticos PORTUGUÊS 10º ano 2015-16 5% Oralidade e Educação Literária Leitura e Educação Literária Escrita e Educação Literária Educação Literária Gramática

Leia mais

CONCURSO NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO DE 2013: 1.ª FASE

CONCURSO NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO DE 2013: 1.ª FASE Nome da Nome do Grau 0110 8031 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo Ciências Farmacêuticas (Preparatórios) PM 15 11 130,8 4 0110 8085 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo Ciências da Nutrição

Leia mais

CONCURSO NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO DE 2014: 1.ª FASE

CONCURSO NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO DE 2014: 1.ª FASE da Nome da Nome Grau 0110 8031 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo Ciências Farmacêuticas (Preparatórios) PM 15 10 134,0 5 0110 8085 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo Ciências da Nutrição

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO REITORIA COORDENADORIA DE ASSUNTOS INTERNACIONAIS RETIFICAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO REITORIA COORDENADORIA DE ASSUNTOS INTERNACIONAIS RETIFICAÇÃO RETIFICAÇÃO DO EDITAL 09/014/CAINT/UFOP, DE 08 DE SETEMBRO DE 014 PROGRAMA DE MOBILIDADE ACADÊMICA INTERNACIONAL GRADUAÇÃO Onde se lê:. VAGAS País Universidade Áreas abrangidas Vagas* África do Sul Universidade

Leia mais

Antes de começar a preencher o seu boletim de inscrição, leia atentamente as seguintes instruções:

Antes de começar a preencher o seu boletim de inscrição, leia atentamente as seguintes instruções: Antes de começar a preencher o seu boletim de inscrição, leia atentamente as seguintes instruções: O boletim de inscrição deve ser preenchido com esferográfica, azul ou preta e não deve conter quaisquer

Leia mais

INFORMATIVO 3ª ETAPA/2014. 6º Ano Ensino Fundamental

INFORMATIVO 3ª ETAPA/2014. 6º Ano Ensino Fundamental 6º Ano Ensino Fundamental Matemática 14/08 Gramática e Interpretação 29/09 3603-Informativo 3 a et (6º)-14/CP-K Geografia e Ciências 08/08 História e Inglês 30/09 História e Inglês 12/08 Matemática 1º/10

Leia mais

ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINAS CARGA HORÁRIA Linguagem e Interpretação de Texto 80 Contabilidade I 80 Economia 80 Matemática 80 Teoria Geral da Administração

Leia mais

Direção-Geral do Ensino Superior Página 1 de 21

Direção-Geral do Ensino Superior Página 1 de 21 0110 8031 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo Ciências Farmacêuticas (Preparatórios) PM 8 1 0 9 0110 8085 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo Ciências da Nutrição (Preparatórios) PL 14

Leia mais

Organização do Sistema Educativo. Bases do sistema de educação e

Organização do Sistema Educativo. Bases do sistema de educação e Organização do Sistema Educativo Bases do sistema de educação e formação: princípios pios / legislação Os princípios básicos da Educação, consagrados na Constituição da República Portuguesa (CRP) Actividade

Leia mais