INTERPRETAÇÃO CLÍNICA DO HEMOGRAMA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INTERPRETAÇÃO CLÍNICA DO HEMOGRAMA"

Transcrição

1 INTERPRETAÇÃO CLÍNICA DO

2 COMPLETO: É a avaliação qualitativa e quantitativa dos elementos do sangue. Alterações fisiológicas podem ocorrer no hemograma por exercícios físicos e refeições gordurosas. Pode ser subdividido em 3 partes, conforme o enfoque na série vermelha, branca e plaquetária.

3 ERITROGRAMA: Estuda as alterações nos: ERITRÓCITOS (HEMÁCIAS). HEMOGLOBINA. HEMATÓCRITO. ÍNDICES HEMATIMÉTRICOS.

4 ERITROGRAMA: INTERPRETAÇÃO CLÍNICA DO HEMÁCEAS ou ERITRÓCITOS: são os mais numerosos elementos figurados do sangue, a vida média das hemácias atinge cerca de 120 dias, contém hemoglobina no seu interior que perfaz 32% do peso da hemácia. Homens adultos: 4,6 a 6,2 milhões / ml. Mulheres adultas: 4,2 a 5,4 milhões / ml. Crianças: 3,8 a 5,5 milhões / ml. Bebês: 4,4 a 5,8 milhões / ml ao nascimento, diminuindo para 3,8 milhões / ml aos dois meses de idade, e aumentando lentamente daí em diante.

5 ERITROGRAMA: HEMATÓCRITO: sinônimo de volume globular, é o volume que as hemácias ocupam em uma amostra de sangue total. Ex.: 40% de Htc indica 40 ml de hemáceas contidas em uma amostra de 100 ml. O hematócrito oferece dado fundamental para determinar anemias e policitemias.

6 HEMATÓCRITO: Valores de referência: Recém-nascidos: 42 a 60% de Htc. 1 semana de idade: 47 a 65% de Htc. 6 meses de idade: 33 a 39% de Htc. Dos 6 meses aos 18 anos: 35 a 45% de Htc. Homens: 42 a 54% de Htc. (47% + ou 5). Mulheres: 36 a 46% de Htc. (42% + ou 5).

7 HEMOGLOBINA: é o pigmento respiratório do sangue contido nas hemáceas e encarregado do transporte de oxigênio do pulmão aos tecidos e do dióxido de carbono em sentido inverso É formada pelo elemento FERRO Sua medida é calculada em decilitro e representa a da quantidade de hemoglobina encontrada em 100 ml de sangue total. A concentração de hemoglobina está estreitamente correlacionada com a contagem de hemáceas.

8 HEMOGLOBINA: Valores de referência: Recém-nascidos: 14 a 20 g / dl. 1 semana de idade: 15 a 23 g / dl. 6 meses de idade: 11 a 14 g / dl. 6 meses aos 18 anos: 12 a 16 g / dl. Homens: 13 a 20 g / dl. Mulheres: 11 a 18 g / dl.

9 ÍNDICES HEMATIMÉTRICOS: São 3 valores obtidos a partir da relação entre o Htc, Hb e Hem, com a finalidade de classificar os diferentes tipos de anemia. VCM (volume corpuscular médio) HCM (hemoglobina corpuscular média) CHCM (concentração hemoglobínica corpuscular média)

10 Volume Corpuscular Médio (VCM): expressa o volume médio da hemácea (tamanho). Valor de referencia: 80 a 100 fentolitros/ expresso em Litros cúbicos. Hemoglobina Corpuscular Média (HCM): Expressa a quantidade média de hemoglobina contida na hemácea (dá idéia de coloração). Valor de referencia: 27 a 33 picograma. Concentração Hemoglobínica Corpuscular Média (CHCM): expressa a concentração hemoglobínica globular (também dá idéia de coloração). Valor de referencia: 32 a 36% (saturação expresso em porcentagem. RDW: Indica a variação do tamanho dos eritrócitos (anisocitose). Valor de referencia: 11-14%.

11 Quando estão aumentados os valores de HEM, HB e HTC, temos um caso de POLICITEMIA. Quando os valores estão diminuídos, temos um caso de ANEMIA.

12 MORFOLOGIA CELULAR: Anisocitose: desigualdade no tamanho da hemácea Anisocromia: desigualdade da coloração dos eritrocitos Microcitose : presença de microcitos no sangue Macrocitose: presença de macrocitos no sangue Hipocromia: diminuição do teor de hemoglobina das hemáceas Poiquilócitos: Eritroblastos deformados em forma de pera, raquete. Policromatofilia: Eritrócitos que se coram, indica que a medula óssea esta produzindo eritrócitos urgente. Granulações tóxicas: indicam infecção grave

13 TIPOS DE ANEMIAS: INTERPRETAÇÃO CLÍNICA DO Anemia Normocítica e Normocrômica: O indivíduo tem anemia, mas os índices estão normais. VCM, HCM e CHCM NORMAIS. Ex.: anemias hemolíticas, anemias aplásticas e casos de insuficiência renal crônica.

14 TIPOS DE ANEMIAS: INTERPRETAÇÃO CLÍNICA DO Anemia Hipocrômica e Microcítica: O indivíduo está com todos os seus índices abaixo dos valores normais. VCM, HCM e CHCM BAIXOS. Ex.:Ocorre geralmente em casos de deficiência de ferro, na anemia ferropriva.

15 TIPOS DE ANEMIAS: INTERPRETAÇÃO CLÍNICA DO Anemia Hipercrômica e Macrocítica: O indivíduo está com todos os seus índices acima dos valores normais. VCM, HCM e CHCM ALTOS. Ex.:Ocorre geralmente em casos de deficiência de vitamina B12 e ácido fólico, na anemia megaloblástica.

16

INTERPRETAÇÃO DO HEMOGRAMA

INTERPRETAÇÃO DO HEMOGRAMA INTERPRETAÇÃO DO HEMOGRAMA HEMOGRAMA COMPLETO Exame laboratorial simples, de baixo custo Utilidade em relação ao estado geral de saúde do paciente Auxilia no diagnóstico de várias doenças hematológicas

Leia mais

EXAME HEMATOLÓGICO Hemograma

EXAME HEMATOLÓGICO Hemograma EXAME HEMATOLÓGICO Hemograma Profa Dra Sandra Zeitoun Aula 2 Na coleta de sangue para exames são usados anticoagulantes específicos, indicados pela cor da tampa dos frascos. Cor da Tampa Anticoagulante

Leia mais

Sangue: funções gerais

Sangue: funções gerais Sangue Sangue: funções gerais Transporte de nutrientes para órgãos e tecidos; Regulação térmica e hídrica; Transporte de gases para órgãos e tecidos; Defesa do organismo; Coagulação. Componentes do Sangue

Leia mais

ANEMIA E ANTIANÊMICOS CMF-4. PDF created with pdffactory Pro trial version

ANEMIA E ANTIANÊMICOS CMF-4. PDF created with pdffactory Pro trial version ANEMIA E FÁRMACOS ANTIANÊMICOS CMF-4 Conceitos de anemia 2 Redução na concentração de hemoglobina no sangue. Redução da taxa de hemoglobina abaixo de um valor entre 13 15 g/dl para um indivíduo que está

Leia mais

INSTITUTO FORMAÇÃO Cursos Técnicos Profissionalizantes. Professora: Flávia Soares Disciplina: Imunologia Aluno (a): INTERPRETAÇÃO DO HEMOGRAMA

INSTITUTO FORMAÇÃO Cursos Técnicos Profissionalizantes. Professora: Flávia Soares Disciplina: Imunologia Aluno (a): INTERPRETAÇÃO DO HEMOGRAMA INSTITUTO FORMAÇÃO Cursos Técnicos Profissionalizantes. Professora: Flávia Soares Disciplina: Imunologia Aluno (a): INTERPRETAÇÃO DO HEMOGRAMA Autor: Pedro Pinheiro» Artigo atualizado em 12 de fevereiro

Leia mais

ÍNDICES HEMATIMÉTRICOS ESPECIAIS ÍNDICES ERITROCITÁRIOS

ÍNDICES HEMATIMÉTRICOS ESPECIAIS ÍNDICES ERITROCITÁRIOS ÍNDICES HEMATIMÉTRICOS ESPECIAIS ÍNDICES ERITROCITÁRIOS Sinonímia: DGM = Diâmetro Globular Médio. EGM = Espessura Globular Média. SGM = Superfície Globular Média. PEGM = Peso Específico Globular Médio.

Leia mais

HEMOGRAMA. Rebecca Braz Melo Lucas Nascimento

HEMOGRAMA. Rebecca Braz Melo Lucas Nascimento HEMOGRAMA Rebecca Braz Melo Lucas Nascimento Componentes do Sangue Hematopoese Eritrograma Nº DE ERITRÓCITOS (milhões/µl) HEMOGLOBINA (g/dl) HEMATRÓCRITO (%) VCM (fl): Ht x 10/E HCM (pg): Hb x10/e CHCM

Leia mais

O estudo laboratorial da série vermelha é composto de vários testes que serão comentados a seguir. Ele é chamado de eritrograma.

O estudo laboratorial da série vermelha é composto de vários testes que serão comentados a seguir. Ele é chamado de eritrograma. Introdução O hemograma pode ser entendido como o exame do sangue periférico que permite fazer avaliação da série vermelha, série branca (leucócitos), e das plaquetas. Grosso modo, o sangue pode ser conceituado

Leia mais

Diagnóstico Laboratorial em Hematologia. Marcos K. Fleury Laboratório de Hemoglobinas Faculdade de Farmácia - UFRJ

Diagnóstico Laboratorial em Hematologia. Marcos K. Fleury Laboratório de Hemoglobinas Faculdade de Farmácia - UFRJ Diagnóstico Laboratorial em Hematologia Marcos K. Fleury Laboratório de Hemoglobinas Faculdade de Farmácia - UFRJ mkfleury@ufrj.br Anemia É definida como uma diminuição de hemoglobina e ou hemácias no

Leia mais

Doença dos Eritrócitos

Doença dos Eritrócitos Doença dos Eritrócitos Os Reticulócitos Introdução... 2 Avaliação de Anemia com Presença e Ausência de Reticulocitose... 5 1 OS RETICULÓCITOS Introdução As anemias podem ser resultantes de falhas na produção

Leia mais

Exames hematológicos. Hemograma. 1 a - Hemograma, reticulócitos e VHS - Princípio e interpretação - Discussão de laudos 2 a - Hemostasia

Exames hematológicos. Hemograma. 1 a - Hemograma, reticulócitos e VHS - Princípio e interpretação - Discussão de laudos 2 a - Hemostasia 2016 Exames hematológicos EXAMES HEMATOLÓGICOS Prof José Wander Breganó Dpto PALD- CCS Lab. Hematologia - LAC wbregano@gmail.com 1 a - Hemograma, reticulócitos e VHS - Princípio e interpretação - Discussão

Leia mais

SISTEMA SANGUINEO. Alegrai-vos sempre no Senhor! Repito: Alegrai-vos Fl. 4,4

SISTEMA SANGUINEO. Alegrai-vos sempre no Senhor! Repito: Alegrai-vos Fl. 4,4 SISTEMA SANGUINEO Alegrai-vos sempre no Senhor! Repito: Alegrai-vos Fl. 4,4 O QUE É O SANGUE? É um tecido conjuntivo líquido que circula pelo sistema vascular, sendo vital para a vida, de cor vermelho

Leia mais

PATOLOGIA DO SISTEMA HEMATOPOIÉTICO

PATOLOGIA DO SISTEMA HEMATOPOIÉTICO PATOLOGIA DO SISTEMA HEMATOPOIÉTICO Rafael Fighera Laboratório de Patologia Veterinária Hospital Veterinário Universitário Universidade Federal de Santa Maria LEUCEMIA LINFOBLÁSTICA AGUDA EM GATOS Rafael

Leia mais

DEFINIÇÃO. quantidade de plaquetas.

DEFINIÇÃO. quantidade de plaquetas. HEMOGRAMA DEFINIÇÃO É o exame mais requisitado pela medicina e nele analisa-se as células sanguíneas. É comum você pegar um laudo dividido em três partes:eritrograma, parte que analisa as células vermelhas

Leia mais

ANÁLISE DO PERFIL ERITROCITÁRIO DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS DE MARINGÁ - PR

ANÁLISE DO PERFIL ERITROCITÁRIO DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS DE MARINGÁ - PR Vol.45,pp.16-21 (Jul - Set 2015) Revista UNINGÁ ANÁLISE DO PERFIL ERITROCITÁRIO DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS DE MARINGÁ - PR ANALYSIS OF COLLEGE STUDENTS S ERYTHROGRAM IN MARINGÁ - PR WELLINTON MUNIZ DO

Leia mais

ICSH recommendation for the standardization of nomenclature and grading of peripheral blood cell morphological features.

ICSH recommendation for the standardization of nomenclature and grading of peripheral blood cell morphological features. We Believe the Possibilities. Publicação comentada julho 2015- Parte I ICSH recommendation for the standardization of nomenclature and grading of peripheral blood cell morphological features. L. Palmer,

Leia mais

ERITROGRAMA. Interpretação dos resultados

ERITROGRAMA. Interpretação dos resultados ERITROGRAMA Interpretação dos resultados INTERPRETAÇÃO DO ERITROGRAMA Eritrograma Anemias classsificação, fisopatologia e etiologia Policitemia (eritrocitose) C T mieloide Célula Tronco HEMATOPOIESE CT

Leia mais

ESTA PALESTRA NÃO PODERÁ SER REPRODUZIDA SEM A

ESTA PALESTRA NÃO PODERÁ SER REPRODUZIDA SEM A ESTA PALESTRA NÃO PODERÁ SER REPRODUZIDA SEM A REFERÊNCIA DO AUTOR ABORDAGEM DIAGNÓSTICA DAS ANEMIAS ANDRÉA ALCÂNTARA VIEIRA ANEMIA Anemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS) Hb < 13g dl para homens,

Leia mais

MECANISMOS GERAIS DAS ANEMIAS

MECANISMOS GERAIS DAS ANEMIAS MECANISMOS GERAIS DAS ANEMIAS SUMÁRIO Definição Mecanismos de adaptação às anemias Regulação da eritropoiese Fisiopatologia das anemias Anemias hipoproliferativas Anemias hemolíticas Anemias por perda

Leia mais

Proeritroblasto ou Proeritroblasto ou P o r n o or o m o l b a l st s o: E i r t i ro r b o l b a l st s o ou o Nor o m o l b ast s o:

Proeritroblasto ou Proeritroblasto ou P o r n o or o m o l b a l st s o: E i r t i ro r b o l b a l st s o ou o Nor o m o l b ast s o: HEMATOLOGIA DRª ISIS H. VERGNE BIOMÉDICA ERITROPOIESE Fenômeno com diversas fases, onde ocorre: Síntese de DNA Mitose Síntese de hemoglobina com incorporação de Fe Perda do núcleo e organelas Produto final:

Leia mais

Método: RESISTIVIDADE - IMPEDÂNCIA - MICROSCOPIA

Método: RESISTIVIDADE - IMPEDÂNCIA - MICROSCOPIA HEMOGRAMA COMPLETO Método: RESISTIVIDADE - IMPEDÂNCIA - MICROSCOPIA ERITOGRAMA: Referências Hemácias...: 4,45 milhões/mm³ 3,9 a 5,3 milhões/mm³ Hemoglobina...: 12,2 g/dl 12,0 a 16,0 g/dl Hematócrito...:

Leia mais

HEMOGRAMA Material: Sangue Edta Método: AUTOMATIZADO

HEMOGRAMA Material: Sangue Edta Método: AUTOMATIZADO Página...: 1/5 Qtd. de Procedimentos: 5 / 5 HEMOGRAMA Material: Sangue Edta Método: AUTOMATIZADO ERITROGRAMA Valores encontrados Valores de referência Hemacias 5,58 milhões/mm3 4,3 a 5,7 milhões/mm3 Hemoglobina

Leia mais

Procedimentos de coleta de sangue. Práticas de Biomedicina ll Prof: Archangelo Padreca Fernandes

Procedimentos de coleta de sangue. Práticas de Biomedicina ll Prof: Archangelo Padreca Fernandes Procedimentos de coleta de sangue Práticas de Biomedicina ll Prof: Archangelo Padreca Fernandes Fases da realização do exame Fase pré-analítica: 46-68% dos erros. Fase analítica: 7-13% dos erros. Fase

Leia mais

HEMOGRAMA COMPLETO Método : Análise realizada por Citometria de fluxo fluorescente e impedância "XE2100-Sysmex" Material: SANGUE TOTAL COM EDTA

HEMOGRAMA COMPLETO Método : Análise realizada por Citometria de fluxo fluorescente e impedância XE2100-Sysmex Material: SANGUE TOTAL COM EDTA Unidade : VICENTE PIRES Página: 1/7 HEMOGRAMA COMPLETO Método : Análise realizada por Citometria de fluxo fluorescente e impedância "XE2100-Sysmex" Material: SANGUE TOTAL COM EDTA Eritrograma Valores de

Leia mais

ANEMIA NO PACIENTE IDOSO L A R I S S A T O R R E S

ANEMIA NO PACIENTE IDOSO L A R I S S A T O R R E S ANEMIA NO PACIENTE IDOSO L A R I S S A T O R R E S INTRODUÇÃO Critérios WHO: : Hb 65a 20% ( ) e 26% ( ) >80ª Institucionalizados:

Leia mais

18/08/2016. Anemia e Policitemia Prof. Me. Diogo Gaubeur de Camargo

18/08/2016. Anemia e Policitemia Prof. Me. Diogo Gaubeur de Camargo 1 Anemia e Policitemia Prof. Me. Diogo Gaubeur de Camargo 2 3 4 5 Principais achados clínicos Mucosas pálidas Fraqueza e apatia Taquicardia Sopro sistólico Polipnéia Hipersensibilidade ao frio Choque (perda

Leia mais

UNISALESIANO. Profª Tatiani

UNISALESIANO. Profª Tatiani UNISALESIANO Profª Tatiani CARACTERÍSTICAS FÍSICO- QUÍMICAS DO SANGUE O sangue constitui o líquido corporal que se encontra dentro dos vasos sanguíneos e que através do sistema circulatório participa da

Leia mais

Objetivo: Estudar os mecanismos fisiológicos responsáveis pelas trocas gasosas e pelo controle do transporte de gases Roteiro:

Objetivo: Estudar os mecanismos fisiológicos responsáveis pelas trocas gasosas e pelo controle do transporte de gases Roteiro: TROCAS GASOSAS E CONTROLE DO TRANSPORTE DE GASES Objetivo: Estudar os mecanismos fisiológicos responsáveis pelas trocas gasosas e pelo controle do transporte de gases Roteiro: 1. Trocas gasosas 1.1. Locais

Leia mais

HEMOGRAMA ANEMIA FERROPRIVA. Hemoglobina. PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com. Ferro

HEMOGRAMA ANEMIA FERROPRIVA. Hemoglobina. PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com. Ferro HEMOGRAMA Profª. Francis Fregonesi Brinholi fbrinholi@hotmail.com. Hb = 0,8 g/dl Microcítica VCM < 78fL VCM:? Dosagem de ferritina Baixa Normal Alta Microcítica VCM < 78fL Normocítica VCM: 78-98fL Macrocítica

Leia mais

Abordagem do adolescente com anemia

Abordagem do adolescente com anemia ARTIGO ORIGINAL 41 Anne Paola Gallas Duarte 1 Cláudio Abuassi 2 Approach of the adolescent with anemia Resumo A anemia é uma das doenças mais comuns na adolescência, sendo a ferropênica a principal causa,

Leia mais

Doença dos Eritrócitos

Doença dos Eritrócitos Doença dos Eritrócitos Avaliação laboratorial dos Eritrócitos Introdução... 2 Coleta de amostra de Sangue... 4 A Avaliação do Eritrogramaa... 4 O Esfregaço do Sangue Periférico... 5 1 AVALIAÇÃ ÃO LABORATORIAL

Leia mais

PARTE 1 SÉRIE VERMELHA SUMÁRIO

PARTE 1 SÉRIE VERMELHA SUMÁRIO RECOMENDAÇÕES DO ICSH PARA A PADRONIZAÇÃO DA NOMENCLATURA E DA GRADUAÇÃO DAS ALTERAÇÕES MORFOLÓGICAS NO SANGUE PERIFÉRICO. (Tradução e adaptação do Dr. Marcos Kneip Fleury Assessor Científico do PNCQ em

Leia mais

Uma diminuição na massa de hemácias ou eritrócitos (Nelson & Couto) OMS: Condição na qual a quantidade de hemoglobina esta diminuída no sangue Pode

Uma diminuição na massa de hemácias ou eritrócitos (Nelson & Couto) OMS: Condição na qual a quantidade de hemoglobina esta diminuída no sangue Pode Uma diminuição na massa de hemácias ou eritrócitos (Nelson & Couto) OMS: Condição na qual a quantidade de hemoglobina esta diminuída no sangue Pode ser definida e mensurada com uma diminuição no Hematócrito,

Leia mais

Hemograma Material...: SANGUE COM E.D.T.A. Equipamento: PENTRA 120 DX

Hemograma Material...: SANGUE COM E.D.T.A. Equipamento: PENTRA 120 DX Endereço Fone : : R Herculano De Freitas (11) 3237-1518 Hemograma Material...: SANGUE COM E.D.T.A. Equipamento: PENTRA 120 DX Eritrograma Eritrócitos... 7,13 milhões/mm³ 5,7 A 7,4 milhões/mm³ Hemoglobina...

Leia mais

CITOLOGIA DA TALASSEMIA ALFA

CITOLOGIA DA TALASSEMIA ALFA CITOLOGIA DA TALASSEMIA ALFA Foto 1: Talassemia Alfa Mínima em sangue periférico corado com azul de crezil brilhante. Comentários: A investigação laboratorial da talassemia alfa mínima se faz por meio

Leia mais

Raniê Ralph Semio 2. 01 de outubro de 2007. Professor Fernando Pretti. Hemograma Interpretação. O hemograma é um exame complementar muito importante.

Raniê Ralph Semio 2. 01 de outubro de 2007. Professor Fernando Pretti. Hemograma Interpretação. O hemograma é um exame complementar muito importante. 01 de outubro de 2007. Professor Fernando Pretti. Hemograma Interpretação O hemograma é um exame complementar muito importante. Doenças do sangue Anemias Doenças hemorrágicas: hemofilia, cirrosse hepática,

Leia mais

TÍTULO: DIFERENÇAS DE VOLUME SANGUÍNEO COLETADO E SUA INFLUÊNCIA NO HEMOGRAMA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS

TÍTULO: DIFERENÇAS DE VOLUME SANGUÍNEO COLETADO E SUA INFLUÊNCIA NO HEMOGRAMA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS TÍTULO: DIFERENÇAS DE VOLUME SANGUÍNEO COLETADO E SUA INFLUÊNCIA NO HEMOGRAMA CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: BIOMEDICINA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES

Leia mais

INTERPRETAÇÃO DE RESULTADOS DE EXAMES CUIDADOS - PROCEDÊNCIA DATA DADOS IDADE

INTERPRETAÇÃO DE RESULTADOS DE EXAMES CUIDADOS - PROCEDÊNCIA DATA DADOS IDADE INTERPRETAÇÃO DE RESULTADOS DE EXAMES CUIDADOS - PROCEDÊNCIA NOME DO PACIENTE DATA DADOS IDADE COMPONENTES DO SANGUE HEMÁCIAS LEUCÓCITOS PLAQUETAS Hemograma ANEMIAS CARENCIAIS CONGÊNITAS - HEMOGLOBINOPATIAS

Leia mais

Faculdade de Medicina. Bioquímica I

Faculdade de Medicina. Bioquímica I Faculdade de Medicina Bioquímica I Aprofundar conhecimentos acerca da composição química do sangue Determinar o Hematócrito INTRODUÇÃO O sangue é constituído por plasma e células sanguíneas, de entre as

Leia mais

INTERPRETAÇÃO DOS CRITÉRIOS DE LIBERAÇÃO DOS RESULTADOS DE HEMOGRAMA ATRAVÉS DE CONTADORES AUTOMATIZADOS EM LABORATÓRIO DE URGÊNCIA

INTERPRETAÇÃO DOS CRITÉRIOS DE LIBERAÇÃO DOS RESULTADOS DE HEMOGRAMA ATRAVÉS DE CONTADORES AUTOMATIZADOS EM LABORATÓRIO DE URGÊNCIA INTERPRETAÇÃO DOS CRITÉRIOS DE LIBERAÇÃO DOS RESULTADOS DE HEMOGRAMA ATRAVÉS DE CONTADORES AUTOMATIZADOS EM LABORATÓRIO DE URGÊNCIA Ricardo Bandeira Laboratório de Anatomia Funcional Aplicada à Clínica

Leia mais

A síntese do grupamento heme é realizada nas mitocôndrias tendo como coenzima o fosfato de piridoxina (B6) estimulado pela eritropoetina.

A síntese do grupamento heme é realizada nas mitocôndrias tendo como coenzima o fosfato de piridoxina (B6) estimulado pela eritropoetina. Metabolismo do Ferro Hemoglobina 1 Grupamento Heme. A síntese do grupamento heme é realizada nas mitocôndrias tendo como coenzima o fosfato de piridoxina (B6) estimulado pela eritropoetina. O núcleo de

Leia mais

Durval A. G. e Costa. 3ª edição

Durval A. G. e Costa. 3ª edição Durval A. G. e Costa 3ª edição Autor Durval Alex Gomes e Costa Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). Especialista em Infectologia pelo Hospital Heliópolis. Doutor

Leia mais

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) a anemia é definida

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) a anemia é definida PREVALENCIA DE ANEMIA FERROPRIVA NO LABORATÓRIO CLÍNICO DA PUC GOIÁS (LAC-PUC GOIÁS) DE MAIO DE 2013 A MAIO DE 2014* KAMILA NEVES E SILVA, SÉRGIO HENRIQUE NASCENTE COSTA Resumo: a deficiência de ferro

Leia mais

PSA - ANTÍGENO ESPECÍFICO Coleta: 20/11/ :05 PROSTÁTICO LIVRE. PSA - ANTIGENO ESPECÍFICO Coleta: 20/11/ :05 PROSTÁTICO TOTAL

PSA - ANTÍGENO ESPECÍFICO Coleta: 20/11/ :05 PROSTÁTICO LIVRE. PSA - ANTIGENO ESPECÍFICO Coleta: 20/11/ :05 PROSTÁTICO TOTAL AUTENTICIDADE: 31BA47 Set.Tecnico Imunoensaio PSA - ANTÍGENO ESPECÍFICO Coleta: 20/11/2004 07:05 PROSTÁTICO LIVRE Resultado 0.15 ng/ml Metodo: Eletroquimioluminescência (ECLIA) Referencial: Até 0.72 ng/ml

Leia mais

! Ministrador: Prof. Almir Feitosa!

! Ministrador: Prof. Almir Feitosa! Ministrador: Prof. Almir Feitosa Transcrição e ilustrações realizadas pela Dra ROSANA DE SOUZA e cedidas como colaboração ao acervo do P.O.A. ODONTOLOGIA HOSPITALAR HEMOGRAMA O olhar do médico dependendo

Leia mais

HEMOGRAMA LUCAS WILBERT MARILIA DE N. C. BERGAMASCHI

HEMOGRAMA LUCAS WILBERT MARILIA DE N. C. BERGAMASCHI HEMOGRAMA ERITROGRAMA Hemácias milhões/mm3...: 4,67 4,00 a 5,10 Hemoglobina g/dl...: 13,00 11,20 a 15,10 Hematócrito %...: 37,80 34,00 a 43,00 Vol. Glob. Média em fl...: 80,94 78,00 a 92,00 Hem. Glob.

Leia mais

ANEMIAS INSTITUTO DE HEMATOLOGIA E ONCOLOGIA CURITIBA

ANEMIAS INSTITUTO DE HEMATOLOGIA E ONCOLOGIA CURITIBA ANEMIAS INSTITUTO DE HEMATOLOGIA E ONCOLOGIA CURITIBA O SANGUE Componente líquido: plasma Composição do plasma: água, sais minerais, vitaminas, eletrólitos, lípidos, hidratos de carbono, enzimas, fatores

Leia mais

ATLAS CITOLÓGICO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE CITOLOGIA CLÍNICA E LABORATORIAL DA ACADEMIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO-SP

ATLAS CITOLÓGICO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE CITOLOGIA CLÍNICA E LABORATORIAL DA ACADEMIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO-SP ATLAS CITOLÓGICO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE CITOLOGIA CLÍNICA E LABORATORIAL DA ACADEMIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO-SP Tema Citológico : Diagnóstico laboratorial diferencial entre anemia

Leia mais

SISTEMA CARDIOVASCULAR. Prof. Jair

SISTEMA CARDIOVASCULAR. Prof. Jair SISTEMA CARDIOVASCULAR Prof. Jair FUNÇÕES Transporte de gases dos pulmões aos tecidos e dos tecidos aos pulmões Transporte dos nutrientes das vias digestivas aos tecidos Transporte de toxinas Distribuição

Leia mais

SÓDIO 139 meq/l Valores de ref erência: 134 a 147 meq/l Material: Soro Anteriores:(11/10/2016): 139 Método: Eletrodo Seletiv o

SÓDIO 139 meq/l Valores de ref erência: 134 a 147 meq/l Material: Soro Anteriores:(11/10/2016): 139 Método: Eletrodo Seletiv o SÓDIO 139 meq/l Valores de ref erência: 134 a 147 meq/l (11/10/2016): 139 Método: Eletrodo Seletiv o POTÁSSIO 3,6 meq/l Valores de ref erência: 3,5 a 5,4 meq/l Método: Eletrodo Seletiv o URÉIA 37 mg/dl

Leia mais

ANEMIAS OBSTETRÍCIA DIAGNÓSTICO

ANEMIAS OBSTETRÍCIA DIAGNÓSTICO ANEMIAS OBSTETRÍCIA A anemia é definida como síndrome caracterizada por diminuição de massa eritrocitária total. Laboratorialmente, definimos anemia como hemoglobina menor que 12 g/dl em mulheres ou 13

Leia mais

Primeira aula. Apresentação da Disciplina. Características do sangue. Coleta de sangue. Extensão sanguínea e coloração. Hemograma

Primeira aula. Apresentação da Disciplina. Características do sangue. Coleta de sangue. Extensão sanguínea e coloração. Hemograma Primeira aula Apresentação da Disciplina Características do sangue Coleta de sangue Extensão sanguínea e coloração Hemograma Profa Elvira Shinohara Tecido líquido e renovável Plasma Células sanguíneas

Leia mais

17/10/2010. Você tem certeza que isso é suficiente? Mirtallo et al., 2004; Sriram & Lonchyna, 2009; Visser, ANVISA, 2005; DRI Otten et al.

17/10/2010. Você tem certeza que isso é suficiente? Mirtallo et al., 2004; Sriram & Lonchyna, 2009; Visser, ANVISA, 2005; DRI Otten et al. ESTRATÉGIAS PARA OTIMIZAR OS BENEFÍCIOS E MINIMIZAR OS RISCOS EM TN Aporte de vitaminas e minerais e Minerais: O Excesso e a Falta na Recuperação do Paciente Helena Sampaio Você tem certeza que isso é

Leia mais

PROVA DE BIOLOGIA 3 o TRIMESTRE DE 2015

PROVA DE BIOLOGIA 3 o TRIMESTRE DE 2015 PROVA DE BIOLOGIA 3 o TRIMESTRE DE 2015 PROFa. FLÁVIA CARLETE NOME Nº 8º ANO A prova deve ser feita com caneta azul ou preta. É terminantemente proibido o uso de corretor. Respostas com corretor serão

Leia mais

Layout de Importação de Resultados de Exames

Layout de Importação de Resultados de Exames Layout de Importação de Resultados de Exames O processo de atualização dos resultados de exames laboratoriais é uma tarefa extensa e exaustiva. Para tal, foi implementada uma rotina no Nefrodata-ACD que

Leia mais

Diagnóstico Diferencial e Tratamento

Diagnóstico Diferencial e Tratamento Diagnóstico Diferencial e Tratamento das Anemias na Infância Adriano Taniguchi Hematologista Pediátrico Hospital de Clínicas de Porto Alegre Hospital da Criança Santo Antônio Objetivos da Aula Diagnóstico

Leia mais

Irene Biasoli. Professora Adjunta da Faculdade de Medicina da UFRJ, Serviço de Hematologia do HUCFF da UFRJ, Rio de Janeiro.

Irene Biasoli. Professora Adjunta da Faculdade de Medicina da UFRJ, Serviço de Hematologia do HUCFF da UFRJ, Rio de Janeiro. Tema ABORDAGEM INICIAL AO PACIENTE COM ANEMIA Parte 1. Elaborador Irene Biasoli. Professora Adjunta da Faculdade de Medicina da UFRJ, Serviço de Hematologia do HUCFF da UFRJ, Rio de Janeiro. Caso clínico

Leia mais

Exames laboratoriais

Exames laboratoriais Exames laboratoriais BIOSSEGURANÇA LABORATORIAL Hemograma: Avaliação quantitativa e qualitativa dos elementos do sangue. BIOSSEGURANÇA LABORATORIAL Hemograma: Pode ser subdividido em 3 partes conforme

Leia mais

AVALIAÇÃO BIOQUÍMICA NO IDOSO

AVALIAÇÃO BIOQUÍMICA NO IDOSO C E N T R O U N I V E R S I T Á R I O C AT Ó L I C O S A L E S I A N O A U X I L I U M C U R S O D E N U T R I Ç Ã O - T U R M A 6 º T E R M O D I S C I P L I N A : N U T R I Ç Ã O E M G E R I AT R I A

Leia mais

AVALIAÇÃO DO ACOMPANHAMENTO DE GESTANTES COM HEMOGLOBINA BAIXA EM UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE DO ESTADO DE SÃO PAULO

AVALIAÇÃO DO ACOMPANHAMENTO DE GESTANTES COM HEMOGLOBINA BAIXA EM UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE DO ESTADO DE SÃO PAULO 105 ARTIGO ORIGINAL AVALIAÇÃO DO ACOMPANHAMENTO DE GESTANTES COM HEMOGLOBINA BAIXA EM UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE DO ESTADO DE SÃO PAULO EVALUATION OF PREGNANT WOMEN WITH MONITORING OF HEMOGLOBIN IN A

Leia mais

Relatório de Caso Clínico

Relatório de Caso Clínico UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Faculdade de Veterinária Departamento de Patologia Clínica Veterinária Disciplina de Bioquímica e Hematologia Clínica (VET03121) http://www.ufrgs.br/favet/bioquimica

Leia mais

Layout de Importação de Resultado de Exames

Layout de Importação de Resultado de Exames Nefrodata-ACD Automação para Centros de Hemodiálise Layout de Importação de Resultado de Exames O processo de atualização dos resultados de exames laboratoriais é uma tarefa extensa e exaustiva. Para tal,

Leia mais

Sempre que os valores do eritrograma estão abaixo dos normais para o laboratório fala-se de ANEMIA.

Sempre que os valores do eritrograma estão abaixo dos normais para o laboratório fala-se de ANEMIA. Sempre que os valores do eritrograma estão abaixo dos normais para o laboratório fala-se de. Valores mais utilizados: - Hemoglobina - Hematócrito PARÂMETRO HOMEM MULHER Hemoglobina (g/dl) 13,0-18,0 11,5-16,5

Leia mais

! Ministrador: Prof. Almir Feitosa!

! Ministrador: Prof. Almir Feitosa! Ministrador: Prof. Almir Feitosa Transcrição e ilustrações realizadas pela Dra ROSANA DE SOUZA e cedidas como colaboração ao acervo do P.O.A. ODONTOLOGIA HOSPITALAR Hemograma No nosso sangue circulam três

Leia mais

PREVALÊNCIA DE TALASSEMIA ALFA EM POPULAÇÃO COM MICROCITOSE E HIPOCROMIA*

PREVALÊNCIA DE TALASSEMIA ALFA EM POPULAÇÃO COM MICROCITOSE E HIPOCROMIA* PREVALÊNCIA DE TALASSEMIA ALFA EM POPULAÇÃO COM MICROCITOSE E HIPOCROMIA* MAURO MEIRA MESQUITA, DAVID BARQUETTI JENDIROBA, PAULO ROBERTO DE MELO-REIS, Karla Greic Dias-Penna, Aparecido Divino da Cruz,

Leia mais

Anemia da Doença Renal Crônica

Anemia da Doença Renal Crônica Anemia da Doença Renal Crônica Dirceu Reis da Silva Médico nefrologista, MD Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) Rio Grande do Sul Brasil Comum Ocorre desde o estágio 3 da doença renal crônica Sua

Leia mais

Hematologia. 1. Coleta de sangue 14/08/2014. Coleta com anticoagulante adequado. Identificação do paciente. Rotulagem prévia dos frascos de coleta.

Hematologia. 1. Coleta de sangue 14/08/2014. Coleta com anticoagulante adequado. Identificação do paciente. Rotulagem prévia dos frascos de coleta. Hematologia Marcos K. Fleury Laboratório de Hemoglobinas Faculdade de Farmácia - UFRJ mkfleury@ufrj.br Coleta com anticoagulante adequado. Identificação do paciente. Rotulagem prévia dos frascos de coleta.

Leia mais

SANGUE E GRUPOS SANGUÍNEOS

SANGUE E GRUPOS SANGUÍNEOS 1. (Pucsp 2016) Na figura abaixo é mostrado o número de diferentes tipos sanguíneos do sistema ABO, em 200 pessoas analisadas: Após a análise dos dados, pode-se afirmar que as hemácias de APENAS a) 90

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Biologia Trocas Gasosas

Exercícios de Aprofundamento Biologia Trocas Gasosas 1. (Unesp 2014) Os gráficos representam a concentração de três gases no sangue assim que passam pelos alvéolos pulmonares. É correto afirmar que os gráficos que representam as concentrações dos gases O

Leia mais

INTRODUÇÃO AO LINFOMA EM GATOS

INTRODUÇÃO AO LINFOMA EM GATOS INTRODUÇÃO AO LINFOMA EM GATOS Rafael Fighera Laboratório de Patologia Veterinária Hospital Veterinário Universitário Universidade Federal de Santa Maria Linfoma em gatos (sinônimos) Linfoma Século XXI

Leia mais

HEMATOLOGIA DOS ANIMAIS DOMÉSTICOS. Prof. Dr. Willian Marinho Dourado Coelho

HEMATOLOGIA DOS ANIMAIS DOMÉSTICOS. Prof. Dr. Willian Marinho Dourado Coelho HEMATOLOGIA DOS ANIMAIS DOMÉSTICOS Prof. Dr. Willian Marinho Dourado Coelho INTRODUÇÃO Hematologia (gr. Haima, haimatos = sangue e logos = palavra, razão) Estudo das doenças primárias do sangue Estudo

Leia mais

Melhoramento e Desenvolvimento Educacional da Sysmex No

Melhoramento e Desenvolvimento Educacional da Sysmex No SEED Hematologia Melhoramento e Desenvolvimento Educacional da Sysmex No 4 2012 Os índices eritrocitários Este boletim informativo tem por objectivo apresentar uma visão geral dos índices eritrocitários,

Leia mais

ANEMIAS CARENCIAIS NO BRASIL: ABORDAGEM MULTIPROFISSIONAL

ANEMIAS CARENCIAIS NO BRASIL: ABORDAGEM MULTIPROFISSIONAL ANEMIAS CARENCIAIS NO BRASIL: ABORDAGEM MULTIPROFISSIONAL Dra. Karlla Greick Batista Dias Penna PUC-Goiás Departamento de Biomedicina karllagreick@gmail.com Etimologia Anemia: an = prefixo de negação haima

Leia mais

EXAMES COMPLEMENTARES NA ODONTOLOGIA

EXAMES COMPLEMENTARES NA ODONTOLOGIA Disciplina: Semiologia EXAMES COMPLEMENTARES NA ODONTOLOGIA http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2013 EXAMES COMPLEMENTARES NA ODONTOLOGIA Os exames complementares fornecem

Leia mais

Conceito de ph ph = - Log [H + ] Aumento [H + ] => diminuição do ph => acidose Diminuição [H + ] => aumento do ph => alcalose Alterações são dependent

Conceito de ph ph = - Log [H + ] Aumento [H + ] => diminuição do ph => acidose Diminuição [H + ] => aumento do ph => alcalose Alterações são dependent Equilíbrio ácido-básico A concentração de H no FEC é mantida dentro de um limite extremamente estreito: 40 nmol/l = 1.000.000 menor que a Concentração dos outros íons!! [H] tem profundo efeito nos eventos

Leia mais

FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO

FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO 1 Ventilação e metabolismo energético Equivalente ventilatório de oxigênio: Relação entre volume de ar ventilado (VaV) e a quantidade de oxigênio consumida pelos tecidos (VO2) indica

Leia mais

Interpretação do Hemograma

Interpretação do Hemograma Interpretação do Hemograma MD 758 Prof. Erich de Paula O Hemograma completo Permite avaliação indireta da hematopoiese 1 O hemograma normal Hemograma Principais parâmetros Concentração de Hb (g/dl) - Confirmação

Leia mais

AVALIAÇÃO LABORATORIAL DAS ANEMIAS: CLASSIFICAR MORFOLOGICAMENTE A ANEMIA: SEGUNDO PASSO

AVALIAÇÃO LABORATORIAL DAS ANEMIAS: CLASSIFICAR MORFOLOGICAMENTE A ANEMIA: SEGUNDO PASSO 1 AVALIAÇÃO LABORATORIAL DAS ANEMIAS: CLASSIFICAR MORFOLOGICAMENTE A ANEMIA: SEGUNDO PASSO Paulo César Ciarlini Doutor em Clínica Veterinária pela Universidade Estadual Paulista Professor Adjunto de Laboratório

Leia mais

MANUAL INFORMATIVO DO CURSO DE EXTENSÃO À DISTÂNCIA (ON LINE)

MANUAL INFORMATIVO DO CURSO DE EXTENSÃO À DISTÂNCIA (ON LINE) MANUAL INFORMATIVO DO CURSO DE EXTENSÃO À DISTÂNCIA (ON LINE) UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO HOSPITAL DAS CLÍNICAS Qualificação Profissional em Hematologia e Imunohematologia CURSO DE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA

Leia mais

O SANGUE HUMANO. Professora Catarina

O SANGUE HUMANO. Professora Catarina O SANGUE HUMANO Professora Catarina SANGUE Principais funções: Transportar O 2 e nutrientes a todas as células do corpo; Recolher CO 2 e excreções; Transportar hormônios; Proteger o corpo contra a invasão

Leia mais

CLINICA MÉDICA HEMATOLOGIA 2003-2004 SANGUE

CLINICA MÉDICA HEMATOLOGIA 2003-2004 SANGUE 1 CLINICA MÉDICA HEMATOLOGIA 2003-2004 2 SANGUE 3 4 5 6 7 PATOLOGIA DO GLÓBULO RUBRO ANEMIAS POLICITEMIAS Valores de referência Hemoglobina g/dl recém-nascido

Leia mais

ANEMIAS. Profª Carolina Garrido Zinn

ANEMIAS. Profª Carolina Garrido Zinn ANEMIAS Profª Carolina Garrido Zinn Palidez e fraqueza devem-se a corrupção do sangue. Hipócrates (400 a.c) O QUE É? Redução abaixo da normal da [Hb] Homens Mulheres Hb (g/dl)

Leia mais

EXAMES LABORATORIAIS PROF. DR. CARLOS CEZAR I. S. OVALLE

EXAMES LABORATORIAIS PROF. DR. CARLOS CEZAR I. S. OVALLE EXAMES LABORATORIAIS PROF. DR. CARLOS CEZAR I. S. OVALLE EXAMES LABORATORIAIS Coerências das solicitações; Associar a fisiopatologia; Correlacionar os diversos tipos de exames; A clínica é a observação

Leia mais

Anemia. Sarah Monte Alegre Olga Maria Fernandes de Carvalho

Anemia. Sarah Monte Alegre Olga Maria Fernandes de Carvalho Anemias Anemia Sarah Monte Alegre Olga Maria Fernandes de Carvalho Professoras assistentes doutoras da Disciplina de Semiologia e Medicina Interna do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Ciências

Leia mais

ANEMIA MEGALOBLASTICA

ANEMIA MEGALOBLASTICA ANEMIA MEGALOBLASTICA EM PACIENTES SUBMETIDOS À GASTRECTOMIA DANIELE MONTEAGUDO PENAS SAMPAIO, Pedro Virgilio De Bellis. CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS, NÚCLEO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

Leia mais

Análise do Exame Hematológico. Alterações dos Eritrócitos

Análise do Exame Hematológico. Alterações dos Eritrócitos capítulo Análise do Exame Hematológico. Alterações dos Eritrócitos Sandra Fátima Menosi Gualandro ERITRÓCITOS NORMAIS O eritrócito é uma célula altamente especializada, cuja função primordial é transportar

Leia mais

Mulher com 63 anos apresentou manchas na pele, hemorragias gengivais e genitais, além de muita fraqueza e confusão mental. Há uma semana tem febre e

Mulher com 63 anos apresentou manchas na pele, hemorragias gengivais e genitais, além de muita fraqueza e confusão mental. Há uma semana tem febre e CASO 01 - Mulher com 63 anos apresentou manchas na pele, hemorragias gengivais e genitais, além de muita fraqueza e confusão mental. Há uma semana tem febre e muita sudoração. O médico examinou a paciente

Leia mais

INTERPRETAÇÃO LABORATORIAL DO HEMOGRAMA

INTERPRETAÇÃO LABORATORIAL DO HEMOGRAMA 1 Disciplina: Hematologia Clínica Profª. Larissa Almeida Brasil INTERPRETAÇÃO LABORATORIAL DO HEMOGRAMA INTRODUÇÃO O hemograma é o nome dado ao conjunto de avaliações das células do sangue que, reunido

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE CIÊNCIAS Aluno(a): Nº Ano: 8º Turma: Data: 11/06/2011 Nota: Professora: Karina Valor da Prova: 40 pontos Assinatura do responsável: Orientações

Leia mais

Em indivíduos mais velhos a anemia está associada a um quadro amplo de complicações, incluindo aumento do risco para a mortalidade, doenças

Em indivíduos mais velhos a anemia está associada a um quadro amplo de complicações, incluindo aumento do risco para a mortalidade, doenças 13 1 INTRODUÇÃO A anemia é um distúrbio hematológico, onde o eritrócito perde sua capacidade funcional, reduzindo o transporte de oxigênio e nutrientes aos tecidos periféricos. É caracterizada pela baixa

Leia mais

A bioquímica celular é o ramo da biologia que estuda a composição e as propriedades químicas dos seres vivos.

A bioquímica celular é o ramo da biologia que estuda a composição e as propriedades químicas dos seres vivos. 1) Introdução A bioquímica celular é o ramo da biologia que estuda a composição e as propriedades químicas dos seres vivos. 2) Elementos químicos da matéria viva Existem 96 elementos químicos que ocorrem

Leia mais

! Ministrador: Prof. Almir Feitosa!

! Ministrador: Prof. Almir Feitosa! Ministrador: Prof. Almir Feitosa Transcrição e ilustrações realizadas pela Dra ROSANA DE SOUZA e cedidas como colaboração ao acervo do P.O.A. ODONTOLOGIA HOSPITALAR HEMOGRAMA " O olhar do médico dependendo

Leia mais

Departamento de farmácia da Faculdade Integrado E.mail

Departamento de farmácia da Faculdade Integrado E.mail CIÊNCIAS DA SAÚDE PERFIL DAS ALTERAÇÕES HEMATOLÓGICAS EM CRIANÇAS RESIDENTES NA REGIÃO DE CAMPO MOURÃO PR Joselene Romualdo Gomes (1), Mariana Felgueira Pavanelli (2), Faculdade Integrado (1) Pós-graduada

Leia mais

Anemias carenciais. Profa. Alessandra Barone Prof. Archangelo Fernandes www.profbio.com.br

Anemias carenciais. Profa. Alessandra Barone Prof. Archangelo Fernandes www.profbio.com.br Anemias carenciais Profa. Alessandra Barone Prof. Archangelo Fernandes www.profbio.com.br Definição Deficiência de oxigênio para os tecidos por : Hematócrito GV Hemoglobina O hematócrito e níveis de hemoglobina

Leia mais

Carolina Dias Mundim Oliveira Ferreira Biomédica RESUMO

Carolina Dias Mundim Oliveira Ferreira Biomédica RESUMO ANÁLISE HEMATOLÓGICA E PERFIL BIOQUÍMICO DO FERRO E FERRITINA EM CRIANÇAS DE 1 A 6 ANOS ESTUDANTES DE UMA ESCOLA MUNICIPAL EM UBERABA MG, NO PERÍODO DE AGOSTO A NOVEMBRO DE 2008. Carolina Dias Mundim Oliveira

Leia mais

GAMA 1xDIA. Maio 2016

GAMA 1xDIA. Maio 2016 GAMA 1xDIA Maio 2016 GAMA 1xDIA MULTI Fórmula tudo-em-um. Contém nutrientes que contribuem para a redução do cansaço e da fadiga. Contém 40 nutrientes essenciais. Sem glúten. Adequado para vegetarianos.

Leia mais

Exames Laboratoriais: Uma visão Funcional 1/14/14

Exames Laboratoriais: Uma visão Funcional 1/14/14 Exames Laboratoriais: Uma visão Funcional Renata Alvares Bagarolli Nutricionista PUC Campinas Especialista em Nutrição Clínica Funcional UNICSUL Mestre e Doutoranda em Fisiopatologia Médica UNICAMP Diplomada

Leia mais

HEMOGRAMA COMPLETO SERIE VERMELHA

HEMOGRAMA COMPLETO SERIE VERMELHA Histórico de exames desde 1996 Laudo HEMOGRAMA COMPLETO SERIE VERMELHA CONTAGEM DE HEMACIAS : 4,83 m ilhoes/m m 3 DOSAGEM DA HEMOGLOBINA : 14,4 g/dl AVALIACAO DO HEMATOCRITO : 44,4 % VOLUME GLOBULAR MEDIO

Leia mais

Drepanocitose em Debate. Drepanocitose. Carlos Canhota

Drepanocitose em Debate. Drepanocitose. Carlos Canhota Drepanocitose Carlos Canhota Objectivos Drepanocitose Enquadramento da questão Circular Normativa da DGS - PREVENÇÃO DAS FORMAS GRAVES DE HEMOGLOBINOPATIA Nº: 18/DSMIA 07/09/04 Experiência de Macau ACES

Leia mais