DESIGN DE INTERFACES E USABILIDADE (AULA 1)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DESIGN DE INTERFACES E USABILIDADE (AULA 1)"

Transcrição

1 Prof. Breno Leonardo G. de M. Araújo DESIGN DE INTERFACES E USABILIDADE (AULA 1)

2 Apresentações Quem sou eu? Breno Leonardo Quem são vocês? Nome? Período? Estágio? Projeto de Aplicação? Iniciação Científica? Experiência prévia em Engenharia de Software? Expectativas?

3 A disciplina Nome: Design de Interface e Usabilidade Carga Horária: 80 Horas Curso: Gestão da Tecnologia da Informação - 6º período

4 Conteúdo Programático 1. Introdução a Interação Humano-Computador 1. Conceitos de qualidade em IHC 2. Interação: paradigmas e estilos 2. Fundamentos teóricos 1. Engenharia cognitiva 2. Engenharia semiótica 3. Guias de estilo

5 Conteúdo Programático 4. Processo de desenvolvimento de sistemas interativos 1. Análise de usuários, tarefas e ambiente de trabalho 2. Projeto de interfaces 1. Modelo de componentes de IHC 2. Qualidades ergonômicas 3. Avaliação de interfaces 1. Técnicas prospectivas 2. Técnicas preditivas 1. Avaliações analíticas 2. Avaliações heurísticas 3. Inspeção ergonômica via checklist 3. Técnicas objetivas 1. Ensaios de interação 2. Os sistemas de monitoramento

6 Metodologia de ensino Aulas expositivas com o auxílio de projetor multimídia, computador e quadro branco; Estudos de caso; Aulas práticas em laboratório.

7 Avaliação 1ª Verificação de Aprendizagem: 100% Prova Escrita 2ª Verificação de Aprendizagem: 40% Prova Teórico-prática 60% Projeto Prático (Compreendido pelo desenvolvimento de um projeto de médio porte. Também será exigido um artigo sobre o projeto) Verificação de Aprendizagem Final: 100% Prova Escrita.

8 INTERFACES

9 Interface

10 Interface Homem Máquina É o canal de comunicação entre o homem e o computador, através do qual interagem, visando atingir um objetivo comum. É o conjunto de comandos de controle do usuário + respostas do computador, constituídos por sinais(gráficos, acústicos e tácteis) É parte de um sistema computacional com a qual uma pessoa entra em contato física, perceptual e conceitualmente. [Moran, 1981]

11 Interface Homem Máquina Trata-se de fazer a conexão entre a imagem externa (interface) do sistema e o homem. Interface com o usuário (IU): porção de um sistema com a qual um usuário mantém contato. Interação: atuação recíproca; envolve como o comportamento do usuário altera o comportamento do sistema.

12 Interface Homem Máquina Trata-se de fazer a conexão entre a imagem externa (interface) do sistema e o homem. Interface com o usuário (IU): porção de um sistema com a qual um usuário mantém contato. Interação: atuação recíproca; envolve como o comportamento do usuário altera o comportamento do sistema.

13 Interface Homem Máquina

14 Preparação para o Estudo de interfaces Saber os momentos de pensar como técnico/projetista; Para produzir tecnologia que auxilie humanos, é necessário antes conhecê-los; Estudar em primeiro plano as necessidades dos usuários e não as tecnologias disponíveis; Aproveitar os conhecimentos do usuário e torná-lo um parceiro no desenvolvimento.

15 Quem são os usuários? Usuários são impacientes Trazem consigo experiências passadas Se ele não sabe muito a respeito de um objeto ou tarefa, irá associar com algo que já é de seu conhecimento. Usuários odeiam bugs; Usuários têm necessidades diferentes em função da sua experiência (diferentes perfis).

16 POR QUE ESTUDAR INTERFACE?

17 Motivos para estudar interface Porque é necessário estabelecer um bom nível de conversação entre o usuário e o sistema computacional A qualidade da interface determina se os usuários aceitam ou recusam um sistema (interesse comercial) Custos de hardware e software barateados permitem que se gaste maior capacidade computacional em troca de conforto para o usuário A qualidade da interface é crítica em certas atividades, como: tráfego aéreo ou usinas nucleares

18 Interfaces e Tecnologias O sistema ideal deve esconder a tecnologia e o usuário nem deverá notar a sua presença; As pessoas devem aprender a tarefa, não à ferramenta; As ferramentas devem seguir os três princípios básicos do design: simplicidade, versatilidade e satisfação de quem as usa.

19 Fogão 1.0

20 Fogão 1.1

21 Fogão 2.0

22 Características desejáveis em uma interface Diversidade: suportar, conhecer e se adaptar ao usuário. Complacência: errar é humano por isso o sistema tem que prever os esquecimentos e erros do usuário. Eficiência: quanto menos esforço o usuário fizer melhor para executar uma tarefa melhor. Satisfação: satisfazer o usuário não frustrando-o.

23 Características desejáveis em uma interface Consistência: manter um modelo a ser usado em todas as telas, tornando o uso do sistema intuitivo. Prestimosidade: a interface deve de alguma maneira ajudar o usuário, principalmente quando o mesmo não souber o que fazer. Naturalidade: a comunicação com o usuário deve conter apenas elementos simples e que tenham a ver com o que o usuário está fazendo.

24 Características desejáveis em uma interface Passividade: a interface deve se comportar de acordo com as preferências do usuário não com suas preferências. Flexibilidade: A interface deve fornecer várias maneiras para o usuário executar uma determinada tarefa. Imitação: a interface deve se comunicar com o usuário dialogicamente através de analogias, exemplos, comparações etc.

25 Exercício Escolher um produto qualquer, pesquise e depois faça uma pequena dissertação descrevendo suas características.

Interface Homem- Computador

Interface Homem- Computador Interface Homem- Computador (IHC) Profª. Leticia Lopes Leite Software Educacional I Interface Deve ser entendida como sendo a parte de um sistema computacional com a qual uma pessoa entra em contato física,

Leia mais

Pesquisa sobre Ensino de IHC 2010-2012. Clodis Milene Raquel Sílvia Simone

Pesquisa sobre Ensino de IHC 2010-2012. Clodis Milene Raquel Sílvia Simone Pesquisa sobre Ensino de IHC 2010-2012 Clodis Milene Raquel Sílvia Simone 1 abril a junho de 2013 75 respondentes válidos cursos: graduação pós-graduação stricto sensu pós-graduação lato sensu avulsos

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE WEB MULTIUSUÁRIO PARA SISTEMA DE GERAÇÃO AUTOMÁTICA DE QUADROS DE HORÁRIOS ESCOLARES. Trabalho de Graduação

DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE WEB MULTIUSUÁRIO PARA SISTEMA DE GERAÇÃO AUTOMÁTICA DE QUADROS DE HORÁRIOS ESCOLARES. Trabalho de Graduação DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE WEB MULTIUSUÁRIO PARA SISTEMA DE GERAÇÃO AUTOMÁTICA DE QUADROS DE HORÁRIOS ESCOLARES Trabalho de Graduação Orientando: Vinicius Stein Dani vsdani@inf.ufsm.br Orientadora: Giliane

Leia mais

Interface Homem-Computador

Interface Homem-Computador Faculdade de Ciências e Tecnologia do Maranhão Interface Homem-Computador Aula: Engenharia Cognitiva e Semiótica Professor: M.Sc. Flávio Barros flathbarros@gmail.com Conteúdo Engenharia Cognitiva Fundamentos

Leia mais

Linguagem de Programação Visual. Aula 2 Prof. Gleison Batista de Sousa

Linguagem de Programação Visual. Aula 2 Prof. Gleison Batista de Sousa Linguagem de Programação Visual Aula 2 Prof. Gleison Batista de Sousa Historico 50s Interfaces são painel de controles do hardware, usuário são engenheiros; 60-70s Interfaces são programas em linguagens

Leia mais

Arquitetura de Informação

Arquitetura de Informação Arquitetura de Informação Ferramentas para Web Design Prof. Ricardo Ferramentas para Web Design 1 Arquitetura de Informação? Ferramentas para Web Design 2 Arquitetura de Informação (AI): É a arte de expressar

Leia mais

AVALIAÇÃO DE INTERFACES UTILIZANDO O MÉTODO DE AVALIAÇÃO HEURÍSTICA E SUA IMPORTÂNCIA PARA AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

AVALIAÇÃO DE INTERFACES UTILIZANDO O MÉTODO DE AVALIAÇÃO HEURÍSTICA E SUA IMPORTÂNCIA PARA AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES AVALIAÇÃO DE INTERFACES UTILIZANDO O MÉTODO DE AVALIAÇÃO HEURÍSTICA E SUA IMPORTÂNCIA PARA AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES Rafael Milani do Nascimento, Claudete Werner Universidade Paranaense (Unipar)

Leia mais

IHM Interface Humano-Máquina

IHM Interface Humano-Máquina A IHM Interface Humano-Máquina Prof. Dra. Sílvia Dotta Aula 1 - Introdução Roteirodaaula Apresentação da disciplina Motivação, Objetivos Metodologia de ensino Introdução e conceituação de IHM Histórico

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (APRESENTAÇÃO)

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (APRESENTAÇÃO) Prof. Breno Leonardo Gomes de Menezes Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (APRESENTAÇÃO) A disciplina Nome: Administração de Sistema

Leia mais

Avaliação de Usabilidade e Comunicabilidade Avaliação de interfaces de usuário

Avaliação de Usabilidade e Comunicabilidade Avaliação de interfaces de usuário Avaliação de Usabilidade e Comunicabilidade Avaliação de interfaces de usuário Objetivos - por que avaliar? Critérios - o que avaliar? Métodos e técnicas - como avaliar? Forma - quando e onde avaliar?

Leia mais

SERG 2014 SEMIOTIC ENGINEERING RESEARCH GROUP

SERG 2014 SEMIOTIC ENGINEERING RESEARCH GROUP Interação Humano-Computador Avaliação em IHC: Percurso Cognitivo www.inf.puc-rio.br/~inf1403 4 paradigmas para a avaliação de IHC 1. O rápido e rasteiro (que prima pela informalidade) 2. Os testes de usabilidade

Leia mais

Tema: Por que estudar IHC (Interação Humano Computador)?

Tema: Por que estudar IHC (Interação Humano Computador)? Profa. Tatiana Aires Tavares tatiana@lavid.ufpb.br Tema: Por que estudar IHC (Interação Humano Computador)? Criar desejos... Resolver problemas do nosso dia-a-dia Facilitar a vida da gente Tornar possível...

Leia mais

Interação e Interface com Sistemas Aéreos. IV Encontro Brasileiro de Psicologia Aplicada à Aviação

Interação e Interface com Sistemas Aéreos. IV Encontro Brasileiro de Psicologia Aplicada à Aviação Interação e Interface com Sistemas Aéreos IV Encontro Brasileiro de Psicologia Aplicada à Aviação Objetivo Conhecer os conceitos de interação e interfaces homem-maquina e suas implicações nos processos

Leia mais

Interação Humano-Computador: Conceitos Básicos INF 1403 Introdução a IHC Aula 03 19/02/2014 Conteúdo da Aula Interação, Interface e Affordance Critérios de qualidade de uso Usabilidade Experiência do Usuário

Leia mais

Testes de Usabilidade

Testes de Usabilidade Testes de Usabilidade Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro Setembro de 2012 Prof. Edwar Saliba Júnior 1 Reflexão Ao fazer referência à questão da qualidade da relação

Leia mais

Avaliação de IHC: objetivos

Avaliação de IHC: objetivos Avaliação de IHC: objetivos Decisões de design afetam usabilidade Conhecimento dos usuários e de suas necessidade Design: Design: diferentes diferentes soluções soluções possíveis possíveis Interação:

Leia mais

Interface Usuário Máquina. Aula 06

Interface Usuário Máquina. Aula 06 Interface Usuário Máquina Aula 06 Conteúdo Qualidade do Design Acessibilidade Comunicabilidade Usabilidade Experiência do Usuário Usabilidade em Sistemas Computacionais Usabilidade O que você entende por

Leia mais

Interação Humano Computador IHC

Interação Humano Computador IHC Universidade Federal do Vale do São Francisco -UNIVASF Colegiado de Engenharia de Computação IHC Prof. Jorge Cavalcanti Jorge.cavalcanti@univast.edu.br www.twitter.com/jorgecav Informações Gerais da Disciplina

Leia mais

Cartilha para utilização do software GRAPHMATICA no ensino de Funções Polinomiais do 1º grau no 9º ano do Ensino Fundamental.

Cartilha para utilização do software GRAPHMATICA no ensino de Funções Polinomiais do 1º grau no 9º ano do Ensino Fundamental. Cartilha para utilização do software GRAPHMATICA no ensino de Funções Polinomiais do 1º grau no 9º ano do Ensino Fundamental. Autores: Alessandro Marques Calil Carlos Vitor de Alencar Carvalho Janaína

Leia mais

Design de Interfaces e Usabilidade - Tópico 1

Design de Interfaces e Usabilidade - Tópico 1 Instituto Federal do Sertão-PE Design de Interfaces e Usabilidade - Tópico 1 Prof. Felipe Correia Conteúdo Por que estudar Design de Interfaces e Usabilidade?! Conceitos básicos sobre Design! Primeira

Leia mais

15 Computador, projeto e manufatura

15 Computador, projeto e manufatura A U A UL LA Computador, projeto e manufatura Um problema Depois de pronto o desenho de uma peça ou objeto, de que maneira ele é utilizado na fabricação? Parte da resposta está na Aula 2, que aborda as

Leia mais

Processo do Design. Atividades básicas:

Processo do Design. Atividades básicas: Design de Interface Processo do Design Atividades básicas: Análise da Situação Atual (identificação do problema) Síntese de uma Intervenção Avaliação da Intervenção Projetada Segunda Parte do Curso Iremos

Leia mais

Design de IHC Design da Comunicação Modelos de Interação

Design de IHC Design da Comunicação Modelos de Interação 1 Design de IHC Design da Comunicação Modelos de Interação INF1403 Introdução a IHC Luciana Salgado Representações e Aspectos de IHC Representações e Aspectos de IHC Representações e Aspectos de IHC Representações

Leia mais

O quê avaliação? Unidade IV - Avaliação de Interfaces. Quem deve avaliar um produto de software? Técnicas de Avaliação

O quê avaliação? Unidade IV - Avaliação de Interfaces. Quem deve avaliar um produto de software? Técnicas de Avaliação Unidade IV - Avaliação de Interfaces O quê avaliação? O quê avaliação? Técnicas de Avaliação Tipos de Avaliação com Usuários Paradigmas de avaliação com usuários Avaliação rápida e suja Testes de Usabilidade

Leia mais

PROPOSTA DE MELHORIA DA INTERFACE PARA O

PROPOSTA DE MELHORIA DA INTERFACE PARA O PROPOSTA DE MELHORIA DA INTERFACE PARA O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE Orientado: Nestor Vicente Soares Netto Orientador: André Luiz Zambalde Co-orientador: Ahmed Ali Abdalla Esmin Roteiro 1.

Leia mais

Análise dos procedimentos adotados na integração do desenvolvimento de software com a Interação Humano-Computador em empresas

Análise dos procedimentos adotados na integração do desenvolvimento de software com a Interação Humano-Computador em empresas Análise dos procedimentos adotados na integração do desenvolvimento de software com a Interação Humano-Computador em empresas Cristiano Cortez da Rocha, Eduardo Spolaor Mazzanti, Matheus Anversa Viera

Leia mais

Processos de Design de IHC (Parte I)

Processos de Design de IHC (Parte I) Interface Homem/Máquina Aula 7 Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2011.1/tcc-00.184 Roteiro da Aula de Hoje

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET MATRIZ CURRICULAR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET MATRIZ CURRICULAR 1º SEMESTRE P101 Desenvolvimento Web 80 CE05 CE06 P102 Língua Portuguesa 40 CG08 CG13 P103 Algoritmos e Lógica de Programação 80

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Introdução à Computação A disciplina apresenta a área da Computação como um todo, desde a história e a evolução dos computadores

Leia mais

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 4º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A4 DATA 22/10/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 4º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A4 DATA 22/10/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 4º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A4 DATA 22/10/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE 2009/2 GABARITO COMENTADO QUESTÃO 1: Quando nos referimos à qualidade da interação

Leia mais

Interação Homem-Computador: As Interfaces

Interação Homem-Computador: As Interfaces Especialização em Tecnologias de Software para Ambiente Web Interação Homem-Computador: As Interfaces Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Projeto e Avaliação de Interfaces:

Leia mais

Usabilidade na WEB CCUEC. Roberto Romani. UNICAMP- Universidade Estadual de Campinas

Usabilidade na WEB CCUEC. Roberto Romani. UNICAMP- Universidade Estadual de Campinas CCUEC Roberto Romani UNICAMP- Universidade Estadual de Campinas Usabilidadena WEB Tópicos Principais O que é usabilidade? Por que usabilidade na Web 7 regras básicas de usabilidade na Web Inspeção de usabilidade

Leia mais

Interface Humano-Computador IHC Paradigmas de IHC

Interface Humano-Computador IHC Paradigmas de IHC Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Campus Formosa Interface Humano-Computador IHC Paradigmas de IHC Prof. M.Sc. Victor Hugo Lázaro Lopes IHC Paradigmas de IHC AGENDA Engenharia Cognitiva

Leia mais

Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação. Comissão de Curso e NDE do BCC

Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação. Comissão de Curso e NDE do BCC Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação Comissão de Curso e NDE do BCC Fevereiro de 2015 Situação Legal do Curso Criação: Resolução CONSU no. 43, de 04/07/2007. Autorização: Portaria

Leia mais

Teoria para IHC: Engenharia Semiótica

Teoria para IHC: Engenharia Semiótica Teoria para IHC: Engenharia Semiótica ERBASE EPOCA 2009 2010 Engenharia Semiótica: uma nova perspectiva A Engenharia Semiótica é uma abordagem para IHC na qual o design e a interação fazem parte de um

Leia mais

Modelo de Qualidade CMMI

Modelo de Qualidade CMMI Modelo de Qualidade CMMI João Machado Tarcísio de Paula UFF - Campus Rio das Ostras Resumo Este trabalho tem como objetivo explicar de forma simples o que é e como funciona o modelo de qualidade CMMI,

Leia mais

Prova 2. Olá! Meu nome é João. Sou professor da Universidade X. Eu queria de te dar os parabéns pelo seu trabalho. Gostei muito dele.

Prova 2. Olá! Meu nome é João. Sou professor da Universidade X. Eu queria de te dar os parabéns pelo seu trabalho. Gostei muito dele. INF1303 Introdução a Interação Humano-Computador Turma: 3VB, das 19 até 21 horas Professor: Bruno Santana da Silva Data: 09/05/2006 Aluno: Matrícula: Prova 2 Cenário da Prova: Site da SBC Suponha que você

Leia mais

Introdução ao Modelos de Duas Camadas Cliente Servidor

Introdução ao Modelos de Duas Camadas Cliente Servidor Introdução ao Modelos de Duas Camadas Cliente Servidor Desenvolvimento de Sistemas Cliente Servidor Prof. Esp. MBA Heuber G. F. Lima Aula 1 Ciclo de Vida Clássico Aonde estamos? Page 2 Análise O que fizemos

Leia mais

Luciana Zaina Alexandre Alvaro. Campus Sorocaba

Luciana Zaina Alexandre Alvaro. Campus Sorocaba Luciana Zaina Alexandre Alvaro INTRODUÇÃO Diminuir as distâncias: alinhar o ensino de ciência da computação (disciplinas técnicas) com disciplinas de negócio, visando fomentar a criação de negócios. Alunos

Leia mais

ACESSIBILIDADE E USABILIDADE: UM INSTRUMENTO PARA AVALIAÇÃO DE DISPOSITIVOS COMPUTACIONAIS MÓVEIS COM ÊNFASE EM NECESSIDADE ESPECIAL VISUAL

ACESSIBILIDADE E USABILIDADE: UM INSTRUMENTO PARA AVALIAÇÃO DE DISPOSITIVOS COMPUTACIONAIS MÓVEIS COM ÊNFASE EM NECESSIDADE ESPECIAL VISUAL ACESSIBILIDADE E USABILIDADE: UM INSTRUMENTO PARA AVALIAÇÃO DE DISPOSITIVOS COMPUTACIONAIS MÓVEIS COM ÊNFASE EM NECESSIDADE ESPECIAL VISUAL Erick Lino Pedro 1 NIPETI 2 - Instituto Federal de Mato Grosso

Leia mais

1. Capacitação Docente em Informática na Educação

1. Capacitação Docente em Informática na Educação DO EDITOR DE TEXTOS A PLATAFORMA MOODLE: UM PROJETO PILOTO INOVADOR DE CAPACITAÇÃO DOCENTE CONSTRUCIONISTA EM UMA ESCOLA DA REDE MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE Maira Teresinha Lopes Penteado 1 Maria Beatriz

Leia mais

MC-102 Aula 01. Instituto de Computação Unicamp

MC-102 Aula 01. Instituto de Computação Unicamp MC-102 Aula 01 Introdução à Programação de Computadores Instituto de Computação Unicamp 2015 Roteiro 1 Por que aprender a programar? 2 Hardware e Software 3 Organização de um ambiente computacional 4 Algoritmos

Leia mais

Isac Velozo Aguiar Orientador: Eduardo Manuel de Freitas Jorge 19/06/2007

Isac Velozo Aguiar Orientador: Eduardo Manuel de Freitas Jorge 19/06/2007 MAX-FLOW UM ESTUDO DE INTERFACE E USABILIDADE DE UMA FERRAMENTA DE EDITORAÇÃO DE PROCESSOS Isac Velozo Aguiar Orientador: Eduardo Manuel de Freitas Jorge 19/06/2007 Agenda» Contexto;» Problemas;» Objetivos;»

Leia mais

Principais Estilo de. Fabricio de Sousa

Principais Estilo de. Fabricio de Sousa Principais Estilo de Interação Fabricio de Sousa Principais Estilos de Interação Termo genérico que inclui todas as formas usadas pelos usuários para comunicarem ou interagirem com sistemas computacionais

Leia mais

Quem vem primeiro? Projeto de Sw ou Projeto de IHC? Melhor virem juntos, integrados.

Quem vem primeiro? Projeto de Sw ou Projeto de IHC? Melhor virem juntos, integrados. 1 Projeto de IHC 2 Design de IHC O que é design de IHC? Também chamado de projeto de IHC. DESIGN Concepção (intelectual) da experiência do usuário Concretização desta concepção em uma representação que

Leia mais

Um Estudo Teórico sobre as Técnicas de Avaliação de Software Educacional

Um Estudo Teórico sobre as Técnicas de Avaliação de Software Educacional Um Estudo Teórico sobre as Técnicas de Avaliação de Software Educacional Daniele Pinto Andres Mestranda em Ciências da Computação UFSC Centro de Ciências Tecnológicas da Terra e do Mar CTTMar Universidade

Leia mais

Interface Humano -Computador

Interface Humano -Computador A Interface Humano -Computador Aula 01 - Conceitos Iniciais Giliane Bernardi - giliane@inf.ufsm.br http://nte.ufsm.br Introdução Relembrando aspectos da Engenharia de Software Ciclo de Vida de um Software

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 010/2006

RESOLUÇÃO Nº 010/2006 Confere com o original RESOLUÇÃO Nº 010/2006 CRIA o Curso de Pós-Graduação Lato Sensu de Educação Ambiental, em nível de Especialização. O REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS e PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

Métodos de Avaliação para Sites de Entretenimento. Fabricio Aparecido Breve Prof. Orientador Daniel Weller

Métodos de Avaliação para Sites de Entretenimento. Fabricio Aparecido Breve Prof. Orientador Daniel Weller Métodos de Avaliação para Sites de Entretenimento Fabricio Aparecido Breve Prof. Orientador Daniel Weller 1 Introdução O objetivo deste trabalho é verificar a eficiência da Avaliação com o Usuário e da

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.640, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.640, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.640, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado

Leia mais

I F N 1 F 4 1 0 4 3 0 3 In I t n r t o r d o u d ç u ã ç o ã o a a I n I t n e t r e a r ç a ã ç o ã

I F N 1 F 4 1 0 4 3 0 3 In I t n r t o r d o u d ç u ã ç o ã o a a I n I t n e t r e a r ç a ã ç o ã 1 INF1403 Introdução a Interação Humano-Computador (IHC) Turma 3WB Professor: Alberto Barbosa Raposo Interface e interação Qualidade da Experiência do Usuário Usabilidade, comunicabilidade, acessibilidade

Leia mais

Introdução a Ergonomia e Usabilidade

Introdução a Ergonomia e Usabilidade Introdução a Ergonomia e Usabilidade Projeto de Interface Homem- Máquina Prof. Esp. MBA Heuber G. F. Lima Aula 1 Agenda Apresentação Definições Gerais Importância Usabilidade e Ergonomia Engenharia da

Leia mais

Introdução à Avaliação de Interfaces

Introdução à Avaliação de Interfaces Universidade Federal do Vale do São Francisco -UNIVASF Colegiado de Engenharia de Computação Introdução à Avaliação de Interfaces Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.twitter.com/jorgecav

Leia mais

I F1 F 403 In I t n rod o u d ç u ão o a I n I t n eração Hum u ano n -Com o pu p t u ado d r o ( IH I C) Turm r a m 3W 3 C 2 / 8 Fev e /20 2 1 0 1

I F1 F 403 In I t n rod o u d ç u ão o a I n I t n eração Hum u ano n -Com o pu p t u ado d r o ( IH I C) Turm r a m 3W 3 C 2 / 8 Fev e /20 2 1 0 1 1 INF1403 Introdução a Interação Humano-Computador (IHC) Turma 3WC Professor: Alberto Barbosa Raposo Interface e interação Qualidade da Experiência do Usuário Usabilidade, comunicabilidade, acessibilidade

Leia mais

Avaliação comparativa da qualidade ergonômica das interfaces gráficas do Solidworks 2000 e AutoCAD 2000

Avaliação comparativa da qualidade ergonômica das interfaces gráficas do Solidworks 2000 e AutoCAD 2000 Avaliação comparativa da qualidade ergonômica das interfaces gráficas do Solidworks 2000 e AutoCAD 2000 Antônio Carlos de Souza (UFSC-CCE-EGR) souza@cce.ufsc.br Henderson José Speck (UFSC-CCE-EGR) speck@cce.ufsc.br

Leia mais

Engenharia de Sistemas Computacionais

Engenharia de Sistemas Computacionais Engenharia de Sistemas Detalhes no planejamento UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Curso de Ciência da Computação Engenharia de Software I Prof. Rômulo Nunes de Oliveira Introdução Na aplicação de um sistema

Leia mais

Usabilidade em CMSs. Filipe Miguel Tavares

Usabilidade em CMSs. Filipe Miguel Tavares Usabilidade em CMSs Filipe Miguel Tavares CMSs? Uma das mais antigas aplicações online Sistemas tendencialmente complexos Utilizados potencialmente por muitos utilizadores Utilizadores com diferentes graus

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1 CURSO: BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Dados de Identificação da Universidade de Cuiabá - UNIC Dirigente da Mantenedora Presidente: Ed. Rodrigo

Leia mais

Introdução A Engenharia Da Computação

Introdução A Engenharia Da Computação Introdução A Engenharia Da Computação AULA I Slide 1 O Que é Engenharia? [De engenho + -aria.] Substantivo feminino 1.Arte de aplicar conhecimentos científicos e empíricos e certas habilitações específicas

Leia mais

INTRODUÇÃO À ELABORAÇÃO DE TEXTOS MATEMÁTICOS UTILIZANDO O LATEX. RESUMO

INTRODUÇÃO À ELABORAÇÃO DE TEXTOS MATEMÁTICOS UTILIZANDO O LATEX. RESUMO 2 INTRODUÇÃO À ELABORAÇÃO DE TEXTOS MATEMÁTICOS UTILIZANDO O LATEX. Rafael Martins Ribeiro Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Erlan P. Aragão Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Laura Goulart

Leia mais

Pré-requisitos: Ter cursado a disciplina Administração I.

Pré-requisitos: Ter cursado a disciplina Administração I. Nome do centro: 1. Identificação Nome do curso: Ciências da Computação Nome e cód. Disciplina: Administração II Número de créditos: 04 Carga horária teórica: 32 h Carga horária prática: 28 h Carga horária

Leia mais

Curso de Engenharia. Formação Geral 1º e 2º anos

Curso de Engenharia. Formação Geral 1º e 2º anos Curso de Engenharia Formação Geral 1º e 2º anos DISCIPLINA 1º Bimestre Introdução à Engenharia Informática Matemática Produção de Textos 2º Bimestre Cálculo I Física I Inglês Metodologia Científica 3º

Leia mais

Interface Homem-Computador

Interface Homem-Computador Faculdade de Ciências e Tecnologia do Maranhão Interface Homem-Computador Aula: Prototipação Professor: M.Sc. Flávio Barros flathbarros@gmail.com Prototipar...... desenvolver e testar interfaces antes

Leia mais

ENSINO DA DISCIPLINA DE GEOMETRIA ANALÍTICA PARA ALUNOS COM DEFICIÊNCIA VISUAL: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA

ENSINO DA DISCIPLINA DE GEOMETRIA ANALÍTICA PARA ALUNOS COM DEFICIÊNCIA VISUAL: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA ENSINO DA DISCIPLINA DE GEOMETRIA ANALÍTICA PARA ALUNOS COM DEFICIÊNCIA VISUAL: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA Divane Marcon Fundação Universidade Federal do Pampa divanemarcon@unipampa.edu.br Fabiane C. Höpner

Leia mais

I. Dados Identificadores Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

I. Dados Identificadores Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas I. Dados Identificadores Curso Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina Engenharia de Software Professor Eduardo Jesus Coppola Período Noturno Módulo Técnicas de Desenvolvimento de

Leia mais

Introdução à Engenharia de Software

Introdução à Engenharia de Software Introdução à Engenharia de Software Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Imagem Clássica Objetivo da aula Depois desta aula você terá uma visão sobre o que é a engenharia

Leia mais

Alan Kay: For users, the user interface is the program

Alan Kay: For users, the user interface is the program O que é Interface Interface Ambiente onde se dá a comunicação com os usuários do sistema. A introdução de uma ferramenta de informática interativa em um ambiente de trabalho, modifica a realização da tarefa

Leia mais

Desenvolvimento de Soluções de e-business. Objetivos do Capítulo

Desenvolvimento de Soluções de e-business. Objetivos do Capítulo Objetivos do Capítulo Utilizar o processo de desenvolvimento de sistemas delineado neste capítulo e o modelo de componentes de SI, do Capítulo 1, como estrutura de solução de problemas de sistemas de informação.

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2009.1A Atualizado em 10 de junho BRUSQUE de 2013 pela Assessoria (SC) de Desenvolvimento 2013 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ADMINISTRAÇÃO GERAL...

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Sistemas de Informação 2010-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Sistemas de Informação 2010-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Sistemas de Informação 2010-2 BIOMETRIC SYSTEM CONTROL - BSC Alunos: SANTIAGO, Flávia Ribeiro

Leia mais

Tecnologia e Sistemas de Informações

Tecnologia e Sistemas de Informações Universidade Federal do Vale do São Francisco Tecnologia e Sistemas de Informações Prof. Ricardo Argenton Ramos Aula 3 Componentes de SIs Pessoas SI Organiz. Unidades que exercem diferentes funções, tais

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a

Leia mais

Interação Humano-Computador Design: estrutura e estética PROFESSORA CINTIA CAETANO

Interação Humano-Computador Design: estrutura e estética PROFESSORA CINTIA CAETANO Interação Humano-Computador Design: estrutura e estética PROFESSORA CINTIA CAETANO Arte X Engenharia Desenvolver Sistema Web é arte? A Web oferece espaço para arte...... mas os usuários também desejam

Leia mais

PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS -PLANO DE ENSINO. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS -PLANO DE ENSINO. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS -PLANO DE ENSINO Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. Ementa Proporcionar uma experiência com a programação orientada a objetos através da modelagem conceitual e sua implementação.

Leia mais

Ergonomia Cognitiva. Ergonomia Cognitiva: conteúdo 4/7/2010. Ergonomia Cognitiva: metas do módulo

Ergonomia Cognitiva. Ergonomia Cognitiva: conteúdo 4/7/2010. Ergonomia Cognitiva: metas do módulo Parte 1 Pós-Graduação em Ergonomia Profª Rosimeire Sedrez Bitencourt, Drª Eng 10 e 11 de Abril de 2010 : conteúdo Parte 1 Parte 2 Parte 3 Parte 4 Parte 5 Histórico e conceitos básicos de. i. Percepção

Leia mais

P L A N O D E E N S I N O

P L A N O D E E N S I N O Centro Universitário de João Pessoa Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Núcleo de Apoio Pedagógico - NAPE P L A N O D E E N S I N O Curso: CIENCIA DA COMPUTAÇÃO Componente Curricular: ENGENHARIA DE SOFTWARE

Leia mais

Introdução Fatores de Qualidade Garantia de Qualidade Rivisões de Software Conclusão. Qualidade. Plácido A. S. Neto 1

Introdução Fatores de Qualidade Garantia de Qualidade Rivisões de Software Conclusão. Qualidade. Plácido A. S. Neto 1 Qualidade Plácido A. S. Neto 1 1 Gerência Educacional de Tecnologia da Informação Centro Federal de Educação Tecnologia do Rio Grande do Norte 2006.1 - Planejamento e Gerência de Projetos Agenda Introdução

Leia mais

Avaliação de Interfaces

Avaliação de Interfaces Especialização em Tecnologias de Software para Ambiente Web Avaliação de Interfaces Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Projeto e Avaliação de Interfaces: Ambiente Web

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) SISTEMAS PARA INTERNET INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE CONTEÚDO EDUCACIONAL CENTRADO NO USUÁRIO BASEADO NA INTERNET APLICADO EM PROGRAMA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

DESENVOLVIMENTO DE CONTEÚDO EDUCACIONAL CENTRADO NO USUÁRIO BASEADO NA INTERNET APLICADO EM PROGRAMA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DESENVOLVIMENTO DE CONTEÚDO EDUCACIONAL CENTRADO NO USUÁRIO BASEADO NA INTERNET APLICADO EM PROGRAMA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 05/2005 137-TC-C5 Sergio Ferreira do Amaral Faculdade de Educação da UNICAMP

Leia mais

Protótipo de um Software Tutorial para Auxílio na Construção de Interfaces Padrão Windows

Protótipo de um Software Tutorial para Auxílio na Construção de Interfaces Padrão Windows Protótipo de um Software Tutorial para Auxílio na Construção de Interfaces Padrão Windows Eduardo Comin Prof. Dalton Solano dos Reis Orientador 1 Roteiro Introdução Ergonomia Interface Software Educacional

Leia mais

Sistemas de Computação

Sistemas de Computação Sistemas de Computação Prof. Marcos Portnoi mportnoi@ieee.org Os Computadores Quantas atividades fizemos hoje que não envolveram o uso do computador de alguma forma? Os Computadores O ser humano sempre

Leia mais

DEINF - UFMA Especialização em Análise e Projeto de Sistema

DEINF - UFMA Especialização em Análise e Projeto de Sistema DEINF - UFMA Especialização em Análise e Projeto de Sistema Interação Humano Computador Prof. Anselmo C. de Paiva Depto de Informática - UFMA Fatores Humanos em IHC Fatores Humanos em IHC Estudo das capacidades

Leia mais

METODOLOGIA PARA PROJETO DE INTERFACES E EQUIPAMENTOS NUCLEARES COM ABORDAGEM CENTRADA NOS USUÁRIOS E NA SUA ATIVIDADE

METODOLOGIA PARA PROJETO DE INTERFACES E EQUIPAMENTOS NUCLEARES COM ABORDAGEM CENTRADA NOS USUÁRIOS E NA SUA ATIVIDADE 6 Disponibilizado no endereço http://www.acaoergonomica.ergonomia.ufrj.br Ação Ergonômica vol 3 nº. 1 (2007) pp. 01-06 METODOLOGIA PARA PROJETO DE INTERFACES E EQUIPAMENTOS NUCLEARES COM ABORDAGEM CENTRADA

Leia mais

Professora: Clarisse Sieckenius de Souza

Professora: Clarisse Sieckenius de Souza 1 INF1403 O Método M de Inspeção Semiótica (MIS) Professora: Clarisse Sieckenius de Souza 2 Caracterização de IHC A visão centrada na comunicação A idéia ia central de Engenharia Semiótica Os designers

Leia mais

PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO EMENTA

PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO EMENTA PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO CURSO: Técnico Integrado em Agropecuária DISCIPLINA: Informática Básica PROFESSORA: Jamille Silva Madureira TURMA: Agropecuária CARGA HORÁRIA: 80h ANO LETIVO: 2015 EMENTA

Leia mais

Carga horária: 504 horas Unidade Curricular Carga Horária (h) Carga Horária Semanal (h)

Carga horária: 504 horas Unidade Curricular Carga Horária (h) Carga Horária Semanal (h) ORGANIZAÇÃO CURRICULAR A estrutura curricular do Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas da FESC, tem sua essência referenciada na pesquisa de mercado identificando a demanda

Leia mais

Módulo 1 BLOCO CÓDIGO DISCIPLINA CREDITOS PRÉ-REQUISITOS RECOMENDADOS. (30hs) 4 (60hs) 4 (60hs) (45hs) (30hs) (45hs) 4 (60hs)

Módulo 1 BLOCO CÓDIGO DISCIPLINA CREDITOS PRÉ-REQUISITOS RECOMENDADOS. (30hs) 4 (60hs) 4 (60hs) (45hs) (30hs) (45hs) 4 (60hs) GRADE CURRICULAR Módulo 1 BLOCO CÓDIGO DISCIPLINA CREDIOS PRÉ-REQUISIOS 1 2 3 SIHC-1-1 Introdução à EaD SICC-1-3 SI-1- SI-1-5 SIMM-1-6 SICC-1-7 SICC-1-8 SIC-1-9 Orientação Profissional Construção de Algoritmos

Leia mais

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares:

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares: ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO e Inteligência Artificial Aplicada a Jogos, com 6 Paradigmas de Programação I, com 9 Paradigmas de Programação II, com 9 Algoritmos e Estrutura de

Leia mais

Avaliação por Peritos (Avaliação Heurística)

Avaliação por Peritos (Avaliação Heurística) Avaliação por Peritos (Avaliação Heurística) Capítulo 8 HCI, Cap. 9, AlanDix www.useit.com (webpage de Jakob Nielsen) Transparências da disciplina de Interfaces Homem-Máquina IST, Mário Rui Gomes e Joaquim

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS DELIBERAÇÃO Nº 006/2013 CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Avaliação de IHC: INF1403 Introdução a IHC Aula 7 27/03/2013. Profa. Clarisse S. de Souza

Avaliação de IHC: INF1403 Introdução a IHC Aula 7 27/03/2013. Profa. Clarisse S. de Souza 1 Avaliação de IHC: O método m de Avaliação Heurística Aula 7 27/03/2013 2 Paradigmas de Avaliação (Resumo) Rápido e Rasteiro Testes de Usabilidade Estudos de Campo Avaliação Preditiva Observação de Perguntar

Leia mais

INTRODUÇÃO. Engenharia Ambiental PUCPR. 1 COURA, Gustavo Adriano & 2 ANDREOLI, Fabiana de Nadai 1 Orientando 2 Orientador

INTRODUÇÃO. Engenharia Ambiental PUCPR. 1 COURA, Gustavo Adriano & 2 ANDREOLI, Fabiana de Nadai 1 Orientando 2 Orientador DESENVOLVER E APLICAR O CONTEÚDO TÉCNICO INTERATIVO DO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA FUNDAMENTADA NO PARADIGMA DA COMPLEXIDADE MEDIADO PELO SISTEMA DE APOIO AO ALUNO VIA WEB - SAAW 1 COURA, Gustavo

Leia mais

2 Ergonomia aplicada na EAD em ambiente web

2 Ergonomia aplicada na EAD em ambiente web 2 Ergonomia aplicada na EAD em ambiente web A eficiência da educação a distância (EAD) depende da contribuição de diversas disciplinas. É comum encontrarmos estudos nas áreas da ciência da computação,

Leia mais

Usabilidade e Acessibilidade na Web: Uma análise destes conceitos do ponto de vista de um deficiente visual

Usabilidade e Acessibilidade na Web: Uma análise destes conceitos do ponto de vista de um deficiente visual Usabilidade e Acessibilidade na Web: Uma análise destes conceitos do ponto de vista de um deficiente visual Gláucio Brandão de MATOS 1 ; Alisson RIBEIRO 2 ; Gabriel da SILVA 2 1 Ex-aluno do Curso Superior

Leia mais

Interface Humano -Computador

Interface Humano -Computador A Interface Humano -Computador Aula 04 Modelos de Processos de Design de IHC Giliane Bernardi - giliane@inf.ufsm.br http://nte.ufsm.br O Processode Design de IHC Relembrando Questões chave no projeto centrado

Leia mais

INF1403 Introdução a Interação Humano-Computador (IHC) Turma 3WB

INF1403 Introdução a Interação Humano-Computador (IHC) Turma 3WB 1 INF1403 Introdução a Interação Humano-Computador (IHC) Turma 3WB Professor: Alberto Barbosa Raposo (abraposo@inf.puc-rio.br Sala 417 RDC) Aula Inaugural 29/Fev/2012 INF 1403 Site da disciplina SERG,

Leia mais

Modelos Conceptuais I

Modelos Conceptuais I Modelos Conceptuais I Capítulo 5 Conceptual Models, J. Johnson and A. Henderson (artigo da revista Interactions, Jan. 2002) Interaction Design, Cap. 2 J. Preece Resumo da aula anterior As capacidades das

Leia mais

SENAI - FATESG. Prof. Esp. MBA Heuber G. F. Lima. Aula 1

SENAI - FATESG. Prof. Esp. MBA Heuber G. F. Lima. Aula 1 SENAI - FATESG Prof. Esp. MBA Heuber G. F. Lima Aula 1 Bacharel em Análise de Sistemas Destaque acadêmico Especialista em Tecnologia da Informação MBA em Gestão de Tecnologia Atuo a mais de 12 anos no

Leia mais