ANEXO I DA INSTRUÇÃO NORMATIVA/DIPRO Nº 16/2008 Compatibilização dos campos do SIP/ANS - RN nº 152/ com as Guias do padrão TISS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANEXO I DA INSTRUÇÃO NORMATIVA/DIPRO Nº 16/2008 Compatibilização dos campos do SIP/ANS - RN nº 152/2007 - com as Guias do padrão TISS"

Transcrição

1 1 ANX I DA INTRUÇÃ NRMATIVA/DIPR Nº 16/2008 Compatibilização dos campos do IP/AN - RN nº 152/ com as Guias do padrão TI ANX II D IP 1. Item de despesa 1.1 Consultas médicas 1.2 xames 2. Nº de expostos 3. Nº de eventos omatório do número de Guias de Consulta cujo Campo n.º 21 Conselho Profissional esteja preenchido com o código CRM; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e o Campo n.º 42 - "Conselho Profissional" preenchido com o Código CRM. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". 4. Total de Despesa 5. Partic. 6. Benef. em Recuperação ventos de Despesas Indenizáveis: com Co-participação ventos/ini stros Indenizáveis eguros xames Grupo Angiografia Hemodinâmica Ressonância nuclear magnética Tomografia computadorizada xames Grupo Terapias Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Angiografia, conforme tabela adotada e indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Hemodinâmica, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Ressonância nuclear magnética, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Tomografia computadorizada, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de auxílio diagnóstico não incluídos no item de despesa xames Grupo 1, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade" Terapias Grupo Hemoterapia Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 03 Terapias e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Hemoterapia, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade".

2 itotripsia extracorpórea Quimioterapia Radiologia intervencionista Radioterapia Terapia renal substitutiva Terapias Grupo Internações e outros atendimentos hospitalares Atendimento hospitalar menor do que 24 horas Atendimento hospitalar igual ou maior do que 24 horas 1.5 utros atendimentos ambulatoriais Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 03 Terapias e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de itotripsia extracorpórea, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 03 Terapias e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Quimioterapia, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 03 Terapias e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Radiologia intervencionista, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 03 Terapias e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Radioterapia, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 03 Terapias e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Terapia renal substitutiva, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 03 Terapias e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de terapias não incluídos no item de despesa Terapias Grupo 1, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 29 Regime de Internação esteja preenchido com código 2 Hospital-Dia ; e Considerar as Guias de P/ADT cujo Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" esteja preenchido com o código 02 Pequena Cirurgia. Considerar as Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 29 Regime de Internação esteja preenchido com código 1 Hospitalar. Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 55 Código do Procedimento preenchido com procedimentos classificáveis em utros atendimentos ambulatoriais (RN nº 152/2007), conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade"; Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 79 Código da PM preenchido com procedimentos da tabela indicada no Campo n.º 78 - Tabela. Verificar o Campo n.º 81 - "Quantidade"; omatório do número de Guias de Consulta cujo Campo n.º 21 Conselho Profissional esteja identificado por código diferente de CRM (CRA, CRN, CRF, CRFA, CRFIT, CRN, CR, CRP ou UT); e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 42 - "Conselho Profissional" identificado por código diferente de CRM (CRA, CRN, CRF, CRFA, CRFIT, CRN, CR, CRP ou UT). Verificar o Campo n.º 55 Código do Procedimento e o Campo n.º 57 - "Quantidade". 2

3 1.6 Demais despesas médico-hospitalares 1.7 Consultas odontológicas iniciais 1.8 xames odontológicos complementares 1.9 utros procedimentos odontológicos Procedimentos preventivos Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com os código 01 Remoção ou 06 Atendimento Domiciliar; e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos classificáveis em Demais despesas médico-hospitalares (RN nº 152/2007), conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade"; e Considerar as Guias de utras Despesas com Campo n.º 11 Código do Item compatível com despesas assistenciais acessórias classificáveis em Demais despesas médico-hospitalares (RN nº 152/2007), conforme tabela indicada no Campo n.º 10 Tabela. Verificar o Campo n.º 12 - "Quantidade". Considerar as Guias de Tratamento dontológico cujo Campo n.º 30 Código do Procedimento esteja preenchido com o procedimento correspondente à Consulta dontológica Inicial, conforme tabela indicada no Campo n.º 29 - Tabela. Considerar as Guias de Tratamento dontológico cujo Campo n.º 30 - Código do Procedimento, esteja preenchido com os procedimentos correspondentes a xames odontológicos complementares, conforme tabela indicada no Campo n.º 29 - Tabela. Verificar o Campo n.º 34 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos correspondentes a xames odontológicos complementares, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de Tratamento dontológico cujo Campo n.º 30 - Código do Procedimento, esteja preenchido com procedimentos odontológicos preventivos, conforme tabela indicada no Campo n.º 29 - Tabela. Verificar o Campo n.º 34 - "Quantidade" Periodontia Dentística Cirurgia odontológica xodontia ndodontia utros procedimentos 1.10 Demais despesas odontológicas Considerar as Guias de Tratamento dontológico cujo Campo n.º 30 - Código do Procedimento, esteja preenchido com procedimentos de periodontia, conforme tabela indicada no Campo n.º 29 - Tabela. Verificar o Campo n.º 34 - "Quantidade". Considerar as Guias de Tratamento dontológico cujo Campo n.º 30 - Código do Procedimento, esteja preenchido com procedimentos de Dentística, conforme tabela indicada no Campo n.º 29- Tabela. Verificar o Campo n.º 34 - "Quantidade". Considerar as Guias de Tratamento dontológico cujo Campo n.º 30 - Código do Procedimento, esteja preenchido com procedimentos de Cirurgia odontológica, conforme tabela indicada no Campo n.º 29 - Tabela. Verificar o Campo n.º 34 - "Quantidade". Considerar as Guias de Tratamento dontológico cujo Campo n.º 30 - Código do Procedimento, esteja preenchido com procedimentos de xodontia, conforme tabela indicada no Campo n.º 29 - Tabela. Verificar o Campo n.º 34 - "Quantidade". Considerar as Guias de Tratamento dontológico cujo Campo n.º 30 - Código do Procedimento, esteja preenchido com procedimentos de ndodontia, conforme tabela indicada no Campo n.º 29 - Tabela. Verificar o Campo n.º 34 - "Quantidade". Considerar as Guias de Tratamento dontológico cujo Campo n.º 30 - Código do Procedimento, esteja preenchido com os procedimentos correspondentes a utros procedimentos não classificáveis nos itens anteriores (RN nº 152/2007), conforme tabela indicada no Campo n.º 29 - Tabela. Verificar o Campo n.º 34 - "Quantidade". Considerar as Guias de Tratamento dontológico com o Campo n.º 30 - Código do Procedimento compatível com as despesas assistenciais acessórias classificáveis em Demais despesas odontológicas (RN nº 152/2007), conforme tabela indicada no Campo n.º 29 - Tabela. Verificar o Campo n.º 34 - "Quantidade".

4 ANX III D IP 4 Item 1. Consultas Médicas Alergia e imunologia Angiologia Cardiologia Cirurgia geral Clínica médica Dermatologia ndocrinologia Fisiatria Gastroenterologia Ginecologia Hematologia Mastologia Nefrologia Neurocirurgia Neurologia bstetrícia ftalmologia ncologia torrinolaringologia Pediatria N.º de ventos omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código

5 Proctologia Psiquiatria Reumatologia Tisiopneumologia Traumatologiaortopedia Urologia utras xames Anatomopatologia e Citopatologia Angiografia Densitometria óssea cocardiografia letrocardiograma ndoscopia das vias aéreas ndoscopia - via digestiva alta ndoscopia via digestiva baixa Hemodinâmica Holter Mamografia Medicina nuclear Patologia clínica Radiodiagnóstico Ressonância nuclear magnética Teste ergométrico Tomografia computadorizada Ultrassonografia Cardiotocografia utros omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código ; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código omatório do número de Guias de Consulta com o Campo n.º 21 - "Conselho Profissional" identificado pelo Código CRM e Campo n.º 24 Código CB preenchido com o Código diferente dos listados nas especialidades acima; e Considerar as Guias de P/ADT com o Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" identificado com o código 04 Consulta, Campo n.º 42 - "Conselho Profissional" seja identificado pelo Código CRM e Campo n.º 45 Código CB preenchido com o Código diferente dos listados nas especialidades acima. Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Anatomopatologia e Citopatologia, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Densitometria óssea, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de cocardiografia, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de letrocardiograma, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de ndoscopia das vias aéreas, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de ndoscopia - via digestiva alta, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de ndoscopia via digestiva baixa, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Holter, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Mamografia, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Medicina nuclear, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Patologia clínica, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Radiodiagnóstico, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Teste ergométrico, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Ultrassonografia, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Cardiotocografia, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 05 xame e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com códigos de exames diversos dos referidos nos itens anteriores, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". 5

6 Terapias Fisioterapia Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 03 Terapias e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Fisioterapia, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Hemoterapia itotripsia extracorpórea Quimioterapia Radiologia intervencionista Radioterapia Terapia renal substitutiva Psicoterapia Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 03 Terapias e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Psicoterapia, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". utras Considerar as Guias de P/ADT com Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" preenchido com o código 03 Terapias e cujo Campo n.º 55 Código do Procedimento esteja preenchido com códigos de terapias diversas das referidas nos itens anteriores, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - Tabela. Verificar o Campo n.º 57 - "Quantidade". Internações Cirurgia omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 28 - "Tipo de Internação" esteja preenchido com código 2 Cirurgia. Clínica omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 28 - "Tipo de Internação" esteja preenchido com código 1 Clínica. bstetrícia omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 28 - "Tipo de Internação" esteja preenchido com código 3 bstétrica. Pediatria omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 28 - "Tipo de Internação" esteja preenchido com código 4 Pediátrica. Psiquiatria omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 28 - "Tipo de Internação" esteja preenchido com código 5 Psiquiátrica. Diárias de UTI Neonatal Infantil Adulto Considerar as Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 25 - "Tipo de Acomodação Autorizada" esteja identificado como 53 UTI Neo-Natal e obter a quantidade de dias de internação, dada pela diferença entre o Campo n.º 27 - "Data/Hora da aída da Internação" e o Campo n.º 26 - "Data/Hora da Internação". Considerar as Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 25 - "Tipo de Acomodação Autorizada" esteja identificado como 52 UTI Pediátrica e obter a quantidade de dias de internação, dada pela diferença entre o Campo n.º 27 - "Data/Hora da aída da Internação" e o Campo n.º 26 - "Data/Hora da Internação". Considerar as Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 25 - "Tipo de Acomodação Autorizada" esteja identificado como 51 UTI Adulto e obter a quantidade de dias de internação, dada pela diferença entre o Campo n.º 27 - "Data/Hora da aída da Internação" e o Campo n.º 26 - "Data/Hora da Internação". 6

7 ANX IV D IP Atenção à aúde Atenção à Criança - Hospital Nascido vivo prematuro Nascido vivo a Termo Nascido morto Internação em UTI no período neonatal Internação de 0 a 5 anos de idade por causas selecionadas Atenção à Mulher - Ambulatório xame colpocitopatológico de colo de útero de 1ª vez (25 a 59 anos) Mulheres que realizaram exame de mamografia (50 a 69 anos) Testes HIV em gestantes Atenção à Mulher - Hospital Parto normal Cesarianas Internação por transtorno hipertensivo na gravidez, parto e puerpério Internação por transtorno infeccioso no puerpério Mulheres internadas por câncer de mama Mulheres com câncer de mama submetidas a procedimentos selecionados Mulheres internadas por câncer de colo de útero. Mulheres com câncer de colo de útero submetidas a procedimentos selecionados Atenção ao Adulto e ao Idoso - Ambulatório xame de pesquisa de sangue oculto nas fezes (50 a 69 anos) Atenção ao Adulto e ao Idoso - Hospital Internação por doença hipertensiva 2. Nº de expostos 3. Quantidade Considerar o quantitativo registrado no Campo n.º 36 Quantidade Nascidos Vivos Prematuros das Guias de Resumo de Internação Considerar o quantitativo registrado no Campo n.º 34 Quantidade de Nascidos Vivos a Termo das Guias de Resumo de Internação. Considerar o quantitativo registrado no Campo n.º 35 Quantidade de Nascidos Mortos das Guias de Resumo de Internação. omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 25 Tipo de Acomodação Autorizada esteja preenchido com 53 UTI Neo-Natal. omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 28 Tipo de Internação esteja preenchido com 04 - Pediátrica e cujo Campo n.º 37 CID 10 Principal esteja preenchido com A00 a A09, 40 a 63 e 86, J00 a J22, J45 e J46.** Considerar as Guias P/ADT cujo Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" esteja preenchido com 05 xame e Campo n.º 55 - "Código do Procedimento" esteja preenchido com procedimento de exame colpocitopatológico de colo de útero, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - "Tabela". Relacionar com o Campo n.º 8 - "Número da Carteira".* ** Considerar as Guias P/ADT cujo Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" esteja preenchido com 05 xame e Campo n.º 55 - "Código do Procedimento" esteja preenchido procedimento de mamografia, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - "Tabela". Relacionar com o Campo n.º 8 - "Número da Carteira".* ** Considerar as Guias P/ADT cujo Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" esteja preenchido com 05 xame e Campo n.º 55 - "Código do Procedimento" esteja preenchido com procedimentos de testes de HIV em gestantes, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - "Tabela. Relacionar com as Guias de Consulta cujo Campo n.º 35 Tipo de Consulta esteja preenchido com 3 Pré-Natal. omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 30 Internação bstétrica esteja assinalado com Parto Normal. omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 30 Internação bstétrica esteja assinalado com Parto Cesáreo. omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 30 Internação bstétrica esteja assinalado com Complicação no puerpério e Transtorno materno relacionado à gravidez e cujo Campo n.º 37 CID 10 Principal esteja preenchido com 10 a 16. omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 30 Internação bstétrica esteja assinalado com Complicação no puerpério e cujo Campo n.º 37 CID 10 Principal esteja preenchido com 85, 86 e 91. omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 37 CID 10 Principal esteja preenchido com C50 e D05. Relacionar com o Campo n.º 8 - "Número da Carteira".* omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 37 CID 10 Principal esteja preenchido com C50 e D05 e Campo n.º 49 - "Código do Procedimento" esteja preenchido com procedimentos de quadrantectomia ou mastectomia simples ou mastectomia radical ou mastectomia radical modificada (com ou sem linfadenectomia axilar), conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - "Tabela". Relacionar com o Campo n.º 8 - "Número da Carteira".* omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 37 CID 10 Principal esteja preenchido com C53 e D06. Relacionar com o Campo n.º 8 - "Número da Carteira".* omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 37 CID 10 Principal esteja preenchido com C53 e D06 e Campo n.º 49 - "Código do Procedimento" esteja preenchido com procedimentos de histerectomia total (via alta ou baixa), histerectomia total ampliada (via alta ou baixa), histerectomia total com anexectomia uni ou bilateral (via alta ou baixa) e traquelectomia (via alta ou baixa), conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - "Tabela". Relacionar com o Campo n.º 8 - "Número da Carteira".* Considerar as Guias P/ADT cujo Campo n.º 46 - "Tipo de Atendimento" esteja preenchido com 05 xame e Campo n.º 55 - "Código do Procedimento" esteja preenchido com procedimentos de exame de pesquisa de sangue oculto nas fezes, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - "Tabela. Relacionar com o Campo n.º 8 - "Número da Carteira".* ** omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 37 CID 10 Principal esteja preenchido com I10 a I15. 7

8 Internação por diabetes mellitus Internação por diabetes mellitus - amputação de membros inferiores Internação por infarto agudo do miocárdio Internação por infarto agudo do miocárdio alta por óbito Internação por doença cerebrovascular Pessoas internadas por câncer de colon e reto Pessoas com câncer de colon e reto submetidas a procedimentos selecionados Homens internados por câncer de próstata Homens com câncer de próstata submetidos a procedimentos selecionados omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 37 CID 10 Principal esteja preenchido com 10 a 14. omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 37 CID 10 Principal esteja preenchido com 10 a 14 e Campo n.º 49 Código do Procedimento" esteja preenchido com a identificação do procedimento referente à amputação de membros inferiores, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - "Tabela". omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 37 CID 10 Principal esteja preenchido com I21 a I22. omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 37 CID 10 Principal esteja preenchido com I21 a I22 e Campo n.º 42 Motivo de aída esteja preenchido com 41, 42 ou 43. omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 37 CID 10 Principal esteja preenchido com I60 a I69. omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 37 CID 10 Principal esteja preenchido com C18 a C20 e D01.0 a D01.2. Relacionar com o Campo n.º 8 - "Número da Carteira".* omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 37 CID 10 Principal esteja preenchido com C18 a C20 e D01.0 a D01.2 e Campo n.º 49 Código do Procedimento" esteja preenchido com procedimentos de amputação abdomino-perineal do reto (completa), colectomia total com ileo-reto-anamastose, colectomia total com ileostomia, proctocolectomia total, proctocolectomia total com reservatório ileal e retossigmoidectomia abdominaltabela, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - "Tabela". Relacionar com o Campo n.º 8 - "Número da Carteira".* omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 37 CID 10 Principal esteja preenchido com C61. Relacionar com o Campo n.º 8 - "Número da Carteira".* omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 37 CID 10 Principal esteja preenchido com C61 e Campo n.º 49 Código do Procedimento" esteja preenchido com procedimentos de prostatavesiculectomia radical e prostatectomia a céu aberto, conforme tabela indicada no Campo n.º 54 - "Tabela". Relacionar com o Campo n.º 8 - "Número da Carteira".* 8 aúde Bucal Pessoas submetidas à fluorterapia Considerar as Guias de Tratamento dontológico cujo Campo n.º 30 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de Aplicação Tópica de Flúor/Fluoterapia, conforme tabela indicada no Campo n.º 29 - Tabela. Relacionar com o Campo n.º 8 - "Número da Carteira". * Pessoas submetidas à terapia periodontal básica (15 anos ou mais) Dente com tratamento endodôntico concluído Pessoas que receberam selantes (menores de 15 anos) dontalgia aguda Considerar as Guias de Tratamento dontológico cujo Campo n.º 30 Código do Procedimento esteja preenchido com os procedimentos correspondentes - raspagem supra e/ou subgengival, alisamento coronário e/ou radicular (com ou sem curetagem de bolsa) - conforme tabela indicada no Campo n.º 29 - Tabela. Relacionar com o Campo n.º 8 - "Número da Carteira".* ** Considerar as Guias de Tratamento dontológico cujo Campo n.º 30 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de obturação endodôntica, conforme tabela indicada no Campo n.º 29 - Tabela. Verificar o Campo n.º 34 - "Quantidade". Considerar as Guias de Tratamento dontológico cujo Campo n.º 30 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de selamento dentário, conforme tabela indicada no Campo n.º 29 - Tabela. Relacionar com o Campo n.º 8 - "Número da Carteira".* ** Considerar as Guias de Tratamento dontológico cujo Campo n.º 30 Código do Procedimento esteja preenchido com procedimentos de acesso à câmara pulpar; pulpectomia/ pulpotomia; remoção da obturação endodôntica; remoção de núcleo intra-radicular; curativo, conforme tabela indicada no Campo n.º 29 - Tabela. Verificar o Campo n.º 34 - "Quantidade". Relacionar com o Campo n.º 42 Tipo de Atendimento preenchido com código 4 - Urgência/mergência. aúde Mental Pacientes em hospital-dia Internações psiquiátricas por psicoses e neuroses graves *1ª vez no ano **considerar faixa etária omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 28 Tipo de Internação esteja preenchido com 5 Psiquiátrica e Campo n.º 29 Regime de Internação esteja preenchido com código 2 Hospital-dia. omatório do número de Guias de Resumo de Internação cujo Campo n.º 37 CID 10 Principal esteja preenchido com F20 a F39 ou F42.

9 tabela TU completa ANX II DA INTRUÇÃ NRMATIVA/DIPR Nº 16/2008 Compatibilização dos campos do IP/AN com os procedimentos descritos na Terminologia Unificada da aúde uplementar para codificação de procedimentos médicos (TU) Compatibilização IP Resolução Normativa n.º 152/2007 e TU IN/DID n.º 30/2008 Nota: 1) Para apurar o total de despesa dos itens realizados na internação ou nos atendimentos hospitalares (coluna F "IP hospitalar") devem ser consideradas as despesas com hotelaria, honorários profissionais, medicamentos, materiais, taxas, terapias e exames, conforme a especificidade da execução do item, sendo considerado no IP apenas o evento que originou a internação ou o atendimento hospitalar. 2) No caso de realização dos procedimentos em nível ambulatorial (coluna "IP ambulatório anexos II e III"), deve ser considerado, para fins de preenchimento no IP, o evento principal (exame ou terapia), sendo a ele agregado o custo dos honorários profissionais, medicamentos, materiais e taxas, relacionados a este item. 3) s itens de preenchimento no anexo IV (coluna G "IP anexo IV") devem seguir as regras dispostas no glossário do IP RN 152/2007. s procedimentos listados nesta coluna servirão de base para o cruzamento com os CIDs especificados no glossário. Proc CBHPM /subgrupo GRUP e grupo CBHPM UBGRUP Procedimento IP ambulatório anexos II e III IP atendimento hospitalar <24h e >24h IP anexo IV CNUTA CNUTA m consultório (no horário normal ou preestabelecido) II e III a 1.27 x CNUTA CNUTA m consultório (no horário normal ou preestabelecido) II e III a 1.27 x CNUTA CNUTA m consultório (no horário normal ou preestabelecido) II e III a 1.27 x CNUTA CNUTA m domicílio II e III a 1.27 x CNUTA CNUTA m pronto socorro II e III a CNUTA VIITA Visita hospitalar (paciente internado) x CNUTA RCÉM-NACID Atendimento ao recém-nascido em berçário x CNUTA RCÉM-NACID Atendimento ao recém-nascido em sala de parto (parto normal ou operatório de baixo risco) CNUTA RCÉM-NACID Atendimento ao recém-nascido em sala de parto (parto normal ou operatório de alto risco) x x CNUTA UTI Atendimento do intensivista diarista (por dia e por paciente) x CNUTA UTI Atendimento médico do intensivista em UTI geral ou pediátrica (plantão de 12 horas - por paciente) CNUTA RMÇÃ / ACMPANHAMNT D PACINT CNUTA RMÇÃ / ACMPANHAMNT D PACINT CNUTA RMÇÃ / ACMPANHAMNT D PACINT CNUTA RMÇÃ / ACMPANHAMNT D PACINT CNUTA RMÇÃ / ACMPANHAMNT D PACINT Transporte extra-hospitalar terrestre de pacientes graves, 1ª hora - a partir do deslocamento do médico II Transporte extra-hospitalar terrestre de pacientes graves, por hora adicional - II até o retorno do médico à base Transporte extra-hospitalar aéreo ou aquático de pacientes graves, 1ª hora - a partir do deslocamento do médico Transporte extra-hospitalar aéreo ou aquático de pacientes graves, por hora adicional Acompanhamento médico para transporte intra-hospitalar de pacientes graves, com ventilação assistida, da UTI para o centro de diagnósitco II II x x CNUTA UTR Aconselhamento genético II e III a CNUTA UTR Atendimento ao familiar do adolescente II e III a CNUTA UTR Atendimento pediátrico a gestantes (3º trimestre) II e III a CNUTA UTR xame de aptidão física e mental para fins de inscrição ou renovação de CNH (Carteira Nacional de Habilitação) CNUTA UTR Junta Médica (três ou mais profissionais) - destina-se ao esclarecimento diagnóstico ou decisão de conduta em caso de difícil solução - por profissional II II PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Acompanhamento clínico ambulatorial pós-transplante renal - por avaliação II e III ou 1.26 x CÍNIC ACMPANHAMNT AMBUATRIAI PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Análise da proporcionalidade cineantropométrica II e III CÍNIC AMBUATRIAI ACMPANHAMNT PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Análise da proporcionalidade cineantropométrica II e III CÍNIC AMBUATRIAI ACMPANHAMNT PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Avaliação nutricional (inclui consulta) II e III a 1.27 CÍNIC AMBUATRIAI ACMPANHAMNT PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Avaliação nutricional (inclui consulta) II e III a 1.27 CÍNIC AMBUATRIAI ACMPANHAMNT PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Avaliação nutricional pré e pós-cirurgia bariátrica (inclui consulta) II e III a 1.27 CÍNIC AMBUATRIAI ACMPANHAMNT Page 1

10 tabela TU completa PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Avaliação nutricional pré e pós-cirurgia bariátrica (inclui consulta) II e III a 1.27 CÍNIC AMBUATRIAI ACMPANHAMNT PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Avaliação da composição corporal por antropometria (inclui consulta) II e III a 1.27 CÍNIC AMBUATRIAI ACMPANHAMNT PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Avaliação da composição corporal por antropometria (inclui consulta) II e III a 1.27 CÍNIC AMBUATRIAI ACMPANHAMNT PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Avaliação da composição corporal por bioimpedanciometria II e III CÍNIC AMBUATRIAI ACMPANHAMNT PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Avaliação da composição corporal por pesagem hidrostática II e III CÍNIC AMBUATRIAI ACMPANHAMNT PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Controle anti-doping (por período de 2 horas) - durante competições II CÍNIC AMBUATRIAI ACMPANHAMNT PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Controle anti-doping (por período de 2 horas) - fora de competições II CÍNIC AMBUATRIAI ACMPANHAMNT PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Prestação de serviços em delegações ou competições esportivas II CÍNIC AMBUATRIAI ACMPANHAMNT PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Pulsoterapia (por sessão) CÍNIC AMBUATRIAI ACMPANHAMNT PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Rejeição de enxerto renal - tratamento ambulatorial - avaliação clínica diária x CÍNIC ACMPANHAMNT AMBUATRIAI PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Avaliação clínica e eletrônica de paciente portador de marca-passo ou CÍNIC ACMPANHAMNT sincronizador ou desfibrilador AMBUATRIAI II e III PRCDIMNT MNITRIZAÇÕ Holter de 24 horas - 2 ou mais canais - analógico II e III CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT MNITRIZAÇÕ Holter de 24 horas - 3 canais - digital II e III CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT MNITRIZAÇÕ Monitorização ambulatorial da pressão arterial - MAPA (24 horas) II e III CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT MNITRIZAÇÕ Monitor de eventos sintomáticos por 15 a 30 dias (PR) II e III CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT MNITRIZAÇÕ Tilt teste II e III CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI Adaptação e treinamento de recursos ópticos para visão subnormal (por sessão) - binocular Amputação bilateral (preparação do coto) Amputação bilateral (treinamento protético) Amputação unilateral (preparação do coto) Amputação unilateral (treinamento protético) Assistência fisiátrica respiratória em pré e pós-operatório de condições cirúrgicas II e III ou 3.9 Page 2

11 tabela TU completa PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI Ataxias II e III ou 3.9 Atendimento fisiátrico no pré e pós-operatório de pacientes para prevenção de seqüelas Atendimento fisiátrico no pré e pós-operatório de pacientes para prevenção de seqüelas II e III ou 3.9 II e III ou 3.9 Atendimento fisiátrico no pré e pós-parto II e III ou 3.9 Atendimento fisiátrico no pré e pós-parto II e III ou 3.9 Atendimento fisiátrico no pré e pós-parto II e III ou 3.9 Atividade reflexa ou aplicação de técnica cinesioterápica específica II e III ou 3.9 Atividades em escola de postura (máximo de 10 pessoas) - por sessão II Biofeedback com MG Bloqueio fenólico, alcoólico ou com toxina botulínica (de pontos motores) - por membro ou segmento corporal II e III ou 3.9 Confecção de órteses em material termo-sensível (por unidade) II Confecção de prótese imediata II Confecção de prótese provisória II Desvios posturais da coluna vertebral II e III ou 3.9 Disfunção vésico-uretral Distrofia simpático-reflexa II e III ou 3.9 Distúrbios circulatórios artério-venosos e linfáticos Doenças pulmonares atendidas em ambulatório II e III ou 3.9 xercícios de ortóptica (por sessão) II e III ou 3.9 xercícios para reabilitação do asmático (RAC) - por sessão coletiva II e III ou 3.9 xercícios para reabilitação do asmático (RAI) - por sessão individual II e III ou 3.9 Hemiparesia II e III ou 3.9 Page 3

12 tabela TU completa PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI Hemiplegia II e III ou 3.9 Hemiplegia e hemiparesia com afasia II e III ou 3.9 Hipo ou agenesia de membros II e III ou 3.9 Infiltração de ponto gatilho (por músculo) ou agulhamento seco (por músculo) II e III ou 3.9 esão nervosa periférica afetando mais de um nervo com alterações sensitivas e/ou motoras esão nervosa periférica afetando um nervo com alterações sensitivas e/ou motoras II e III ou 3.9 II e III ou 3.9 Manipulação vertebral II e III ou 3.9 Miopatias II e III ou 3.9 Paciente com D.P..C. em atendimento ambulatorial necessitando reeducação e reabilitação respiratória Paciente em pós-operatório de cirurgia cardíaca, atendido em ambulatório, duas a três vezes por semana Pacientes com doença isquêmica do coração, atendido em ambulatório de 8 a 24 semanas Pacientes com doença isquêmica do coração, atendido em ambulatório, até 8 semanas de programa Pacientes com doenças neuro-músculo-esqueléticas com envolvimento tegumentar II e III ou 3.9 II e III ou 3.9 II e III ou 3.9 II e III ou 3.9 II e III ou 3.9 Pacientes sem doença coronariana clinicamente manifesta, mas considerada II e III ou 3.9 de alto risco, atendido em ambulatório, duas a três vezes por semana x x x x Paralisia cerebral II e III ou 3.9 Paralisia cerebral com distúrbio de comunicação II e III ou 3.9 Paraparesia/tetraparesia II e III ou 3.9 Paraplegia e tetraplegia II e III ou 3.9 Parkinson II e III ou 3.9 Patologia neurológica com dependência de atividades da vida diária II e III ou 3.9 Patologia osteomioarticular em um membro II e III ou 3.9 Patologia osteomioarticular em dois ou mais membros II e III ou 3.9 x Page 4

13 tabela TU completa PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI Patologia osteomioarticular em um segmento da coluna II e III ou 3.9 Patologia osteomioarticular em diferentes segmentos da coluna II e III ou 3.9 Patologias osteomioarticulares com dependência de atividades da vida diária II e III ou 3.9 Recuperação funcional pós-operatória ou por imobilização da patologia vertebral II e III ou 3.9 Procedimentos mesoterápicos (por região anatômica) II e III ou 3.9 Procedimentos mesoterápicos com calcitonina (qualquer segmento) II e III ou 3.9 Processos inflamatórios pélvicos Programa de exercício supervisionado com obtenção de eletrocardiograma e/ou saturação de 2 - sessão individual Programa de exercício supervisionado com obtenção de eletrocardiograma e/ou saturação de 2 - sessão coletiva Programa de exercício supervisionado sem obtenção de eletrocardiograma e/ou saturação de 2 - sessão individual Programa de exercício supervisionado sem obtenção de eletrocardiograma e/ou saturação de 2 - sessão coletiva Queimados - seguimento ambulatorial para prevenção de seqüelas (por segmento) Reabilitação de paciente com endoprótese II e III ou 3.9 Reabilitação labiríntica (por sessão) II e III ou 3.9 Reabilitação perineal com biofeedback II e III ou 3.9 Recuperação funcional de distúrbios crânio-faciais II e III ou 3.9 Recuperação funcional pós-operatória ou pós-imobilização gessada de patologia osteomioarticular com complicações neurovasculares afetando um membro Recuperação funcional pós-operatória ou pós-imobilização gessada de patologia osteomioarticular com complicações neurovasculares afetando mais de um membro II e III ou 3.9 II e III ou 3.9 x Retardo do desenvolvimento psicomotor II e III ou 3.9 eqüelas de traumatismos torácicos e abdominais II e III ou 3.9 eqüelas em politraumatizados (em diferentes segmentos) II e III ou 3.9 eqüelas em politraumatizados (em diferentes segmentos) II e III ou 3.9 Page 5

14 tabela TU completa PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ AMBUATRIAI inusites II e III Reabilitação cardíaca supervisionada. Programa de 12 semanas. Duas a três sessões por semana (por sessão) II e III ou PRCDIMNT TRAPÊUTICA Actinoterapia (por sessão) CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA CÍNIC AMBUATRIAI Aplicação de hipossensibilizante - em consultório (AHC) exclusive o alérgeno - planejamento técnico para PRCDIMNT TRAPÊUTICA Cateterismo vesical em retenção urinária CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA Cerumen - remoção (bilateral) CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA Crioterapia (grupo de até 5 lesões) CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA Curativos em geral com anestesia, exceto queimados CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA Curativo de extremidades de origem vascular CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA Curativos em geral sem anestesia, exceto queimados CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA Dilatação uretral (sessão) CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA Fototerapia com UVA (PUVA) (por sessão) CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA Imunoterapia específica - 30 dias - planejamento técnico CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA Imunoterapia inespecífica - 30 dias - planejamento técnico CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA Instilação vesical ou uretral CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA CÍNIC AMBUATRIAI essão de eletroconvulsoterapia (em sala com oxímetro de pulso, monitor de CG, G), sob anestesia PRCDIMNT TRAPÊUTICA essão de oxigenoterapia hiperbárica (por sessão de 2 horas) CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA essão de psicoterapia de casal II e III CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA essão de psicoterapia de grupo (por paciente) II e III CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA essão de psicoterapia individual II e III CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA essão de psicoterapia infantil II e III CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA Terapia inalatória - por nebulização II e III ou 3.9 CÍNIC AMBUATRIAI Page 6

15 tabela TU completa PRCDIMNT TRAPÊUTICA Terapia oncológica com altas doses - planejamento e 1º dia de tratamento II e III CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA Terapia oncológica com altas doses - por dia subseqüente de tratamento II e III CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA CÍNIC AMBUATRIAI Terapia oncológica com aplicação de medicamentos por via intracavitária ou intratecal - por procedimento Terapia oncológica com aplicação intra-arterial ou intravenosa de medicamentos em infusão de duração mínima de 6 horas - planejamento e 1º dia de tratamento Terapia oncológica com aplicação intra-arterial ou intravenosa de medicamentos em infusão de duração mínima de 6 horas - planejamento e 1º dia de tratamento Terapia oncológica com aplicação intra-arterial ou intravenosa de medicamentos em infusão de duração mínima de 6 horas - planejamento e 1º dia de tratamento Terapia oncológica com aplicação intra-arterial ou intravenosa de medicamentos em infusão de duração mínima de 6 horas - por dia subseqüente de tratamento Terapia oncológica com aplicação intra-arterial ou intravenosa de medicamentos em infusão de duração mínima de 6 horas - por dia subseqüente de tratamento Terapia oncológica com aplicação intra-arterial ou intravenosa de medicamentos em infusão de duração mínima de 6 horas - por dia subseqüente de tratamento II e III II e III II e III II e III II e III II e III II e III PRCDIMNT TRAPÊUTICA Terapia oncológica - planejamento e 1º dia de tratamento II e III CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA Terapia oncológica - por dia subseqüente de tratamento II e III CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA Curativo de ouvido (cada) CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT TRAPÊUTICA Curativos oftalmológicos CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT UTR Perícia forense, por psiquiatra forense II CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT UTR Perícia psiquiátrica administrativa II CÍNIC AMBUATRIAI PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Acompanhamento clínico de transplante renal no período de internação do CÍNIC ACMPANHAMNT receptor e do doador (pós-operatório até 15 dias) HPITAAR x PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Acompanhamento peroperatório x CÍNIC HPITAAR ACMPANHAMNT PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Assistência cardiológica peroperatória em cirurgia geral e em parto (primeira CÍNIC ACMPANHAMNT hora) HPITAAR PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Assistência cardiológica peroperatória em cirurgia geral e em parto (horas CÍNIC ACMPANHAMNT suplementares) - máximo de 4 horas HPITAAR PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Cardioversão elétrica eletiva (avaliação clínica, eletrocardiográfica, CÍNIC ACMPANHAMNT indispensável à desfibrilação) HPITAAR PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Rejeição de enxerto renal - tratamento internado - avaliação clínica diária - CÍNIC ACMPANHAMNT por visita HPITAAR PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Transplante duplo rim-pâncreas - acompanhamento clínico (pós-operatório CÍNIC ACMPANHAMNT até 15 dias) HPITAAR x x x x x Page 7

16 tabela TU completa PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Tratamento conservador de traumatismo cranioencefálico, hipertensão CÍNIC ACMPANHAMNT intracraniana e hemorragia (por dia) HPITAAR PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Tratamento conservador de traumatismo cranioencefálico, hipertensão CÍNIC ACMPANHAMNT intracraniana e hemorragia (por dia) HPITAAR PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Assistência cardiológica no pós-operatório de cirurgia cardíaca (após a alta CÍNIC ACMPANHAMNT da UTI) HPITAAR PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Assistência cardiológica no pós-operatório de cirurgia cardíaca (após a alta CÍNIC ACMPANHAMNT da UTI) HPITAAR x x x x PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Avaliação clínica diária enteral x CÍNIC HPITAAR ACMPANHAMNT PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Avaliação clínica diária parenteral x CÍNIC HPITAAR ACMPANHAMNT PRCDIMNT AVAIAÇÕ / Avaliação clínica diária parenteral e enteral x CÍNIC HPITAAR ACMPANHAMNT PRCDIMNT MNITRIZAÇÕ Cardiotocografia anteparto II e III CÍNIC HPITAAR PRCDIMNT MNITRIZAÇÕ Cardiotocografia intraparto (por hora) até 6 horas externa x CÍNIC HPITAAR PRCDIMNT MNITRIZAÇÕ Monitorização hemodinâmica invasiva (por 12 horas) x CÍNIC HPITAAR PRCDIMNT MNITRIZAÇÕ Monitorização hemodinâmica invasiva (por 12 horas) x CÍNIC HPITAAR PRCDIMNT MNITRIZAÇÕ Monitorização neurofisiológica intra-operatória x CÍNIC HPITAAR PRCDIMNT MNITRIZAÇÕ Potencial evocado intra-operatório - monitorização cirúrgica (P/I) x CÍNIC HPITAAR PRCDIMNT MNITRIZAÇÕ Monitorização da pressão intracraniana (por dia) x CÍNIC HPITAAR PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ HPITAAR PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ HPITAAR PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ HPITAAR PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ HPITAAR PRCDIMNT RABIITAÇÕ - CÍNIC Õ HPITAAR Assistência fisiátrica respiratória em paciente internado com ventilação mecânica letroestimulação do assoalho pélvico e/ou outra técnica de exercícios perineais - por sessão II e III ou 3.9 x Assistência fisiátrica respiratória em doente clínico internado x Pacientes com doença isquêmica do coração, hospitalizado, até 8 semanas de programa Pacientes em pós-operatório de cirurgia cardíaca, hospitalizado, até 8 semanas de programa x x PRCDIMNT TRAPÊUTICA Cardioversão elétrica de emergência x CÍNIC HPITAAR PRCDIMNT TRAPÊUTICA Cardioversão química de arritmia paroxísta em emergência x CÍNIC HPITAAR PRCDIMNT TRAPÊUTICA Priapismo - tratamento não cirúrgico CÍNIC HPITAAR Page 8

17 tabela TU completa PRCDIMNT TRAPÊUTICA CÍNIC HPITAAR P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX Terapia oncológica com aplicação intra-arterial de medicamentos, em regime de aplicação peroperatória, por meio de cronoinfusor ou perfusor extracorpórea x PRCDIMNT Abrasão cirúrgica (por sessão) PRCDIMNT Alopecia parcial - exérese e sutura PRCDIMNT Alopecia parcial - rotação de retalho PRCDIMNT Alopecia parcial - rotação múltipla de retalhos PRCDIMNT Apêndice pré-auricular - ressecção PRCDIMNT Autonomização de retalho - por estágio PRCDIMNT Biópsia de pele, tumores superficiais, tecido celular subcutâneo, linfonodo superficial, etc II e III PRCDIMNT Biópsia de unha II e III PRCDIMNT Calosidade e/ou mal perfurante - desbastamento (por lesão) PRCDIMNT Cauterização química (por grupo de até 5 lesões) PRCDIMNT Cirurgia da hidrosadenite (por região) PRCDIMNT Correção cirúrgica de linfedema (por estágio) PRCDIMNT Correção cirúrgica de sequelas de alopecia traumática com microenxertos pilosos (por região) PRCDIMNT Correção de deformidades nos membros com utilização de implantes PRCDIMNT PRCDIMNT PRCDIMNT Correção de deformidades por exérese de tumores, cicatrizes ou ferimentos com o emprego de expansores em retalhos musculares ou miocutâneos (por estágio) Correção de deformidades por exérese de tumores, cicatrizes ou ferimentos, com o emprego de expansores de tecido, em retalhos cutâneos (por estágio) Correção de lipodistrofia braquial, crural ou trocanteriana de membros superiores e inferiores PRCDIMNT Criocirurgia (nitrogênio líquido) de neoplasias cutâneas PRCDIMNT Curativo de queimaduras - por unidade topográfica (UT) ambulatorial x PRCDIMNT Curativo de queimaduras - por unidade topográfica (UT) hospitalar x PRCDIMNT Curativo de queimaduras - por unidade topográfica (UT) hospitalar x Page 9

18 tabela TU completa P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX PRCDIMNT Curativo especial sob anestesia - por unidade topográfica (UT) PRCDIMNT Curetagem e eletrocoagulação de CA de pele (por lesão) PRCDIMNT Curetagem simples de lesões de pele (por grupo de até 5 lesões) PRCDIMNT Dermoabrasão de lesões cutâneas PRCDIMNT Dermolipectomia para correção de abdome em avental PRCDIMNT Desbridamento cirúrgico - por unidade topográfica (UT) PRCDIMNT letrocoagulação de lesões de pele e mucosas - com ou sem curetagem (por grupo de até 5 lesões) PRCDIMNT nxerto cartilaginoso PRCDIMNT nxerto composto PRCDIMNT nxerto de mucosa PRCDIMNT nxerto de pele (homoenxerto inclusive) PRCDIMNT nxerto de pele múltiplo - por unidade topográfica (UT) PRCDIMNT pilação por eletrólise (por sessão) PRCDIMNT scalpo parcial - tratamento cirúrgico PRCDIMNT scalpo total - tratamento cirúrgico PRCDIMNT scarotomia descompressiva - por unidade topográfica (UT) PRCDIMNT sfoliação química média (por sessão) PRCDIMNT sfoliação química profunda (por sessão) PRCDIMNT sfoliação química superficial (por sessão) PRCDIMNT xérese de higroma cístico PRCDIMNT xérese de higroma cístico PRCDIMNT xérese de higroma cístico no RN e lactente Page 10

19 tabela TU completa P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX PRCDIMNT xérese de lesão com auto-enxertia PRCDIMNT xérese e sutura de lesões (circulares ou não) com rotação de retalhos cutâneos PRCDIMNT xérese de lesão / tumor de pele e mucosas PRCDIMNT xérese de tumor e rotação de retalho músculo-cutâneo PRCDIMNT xérese de unha PRCDIMNT xérese e sutura simples de pequenas lesões - grupo de até 5 lesões PRCDIMNT xérese tangencial (shaving) - (por grupo de até 5 lesões) PRCDIMNT xpansão tissular (por sessão) PRCDIMNT PRCDIMNT PRCDIMNT PRCDIMNT PRCDIMNT PRCDIMNT PRCDIMNT PRCDIMNT xtensos ferimentos, cicatrizes ou tumores - excisão e retalhos cutâneos da região xtensos ferimentos, cicatrizes ou tumores - exérese e emprego de retalhos cutâneos ou musculares cruzados (por estágio) xtensos ferimentos, cicatrizes ou tumores - exérese e retalhos cutâneos à distância xtensos ferimentos, cicatrizes ou tumores - exérese e rotação de retalho fasciocutâneo ou axial xtensos ferimentos, cicatrizes ou tumores - exérese e rotação de retalhos miocutâneos xtensos ferimentos, cicatrizes ou tumores - exérese e rotação de retalhos miocutâneos xtensos ferimentos, cicatrizes ou tumores - exérese e rotação de retalhos miocutâneos xtensos ferimentos, cicatrizes ou tumores - exérese e rotação de retalhos musculares PRCDIMNT xtensos ferimentos, cicatrizes, ou tumores - exérese e enxerto cutâneo PRCDIMNT Face - biópsia II e III PRCDIMNT Ferimentos infectados e mordidas de animais (desbridamento) PRCDIMNT Incisão e drenagem de tenossinovites purulentas PRCDIMNT Incisão e drenagem de abscesso, hematoma ou panarício PRCDIMNT Incisão e drenagem de flegmão Page 11

20 tabela TU completa P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX P TCID CUAR UBCUTÂN/ ANX PRCDIMNT Infiltração intralesional, cicatricial e hemangiomas - por sessão PRCDIMNT asercirurgia (por sessão) PRCDIMNT Matricectomia por dobra ungueal PRCDIMNT Plástica em Z ou W PRCDIMNT Reconstrução com retalhos de gálea aponeurótica PRCDIMNT Retalho composto (incluindo cartilagem ou osso) PRCDIMNT Retalho composto (incluindo cartilagem ou osso) PRCDIMNT Retalho composto (incluindo cartilagem ou osso) PRCDIMNT Retalho composto (incluindo cartilagem ou osso) PRCDIMNT Retirada de corpo estranho subcutâneo PRCDIMNT Retração cicatricial de axila - tratamento cirúrgico PRCDIMNT Retração cicatricial de zona de flexão e extensão de membros superiores e inferiores PRCDIMNT Retração cicatricial do cotovelo - tratamento cirúrgico PRCDIMNT Retração de aponevrose palmar (Dupuytren) PRCDIMNT utura de extensos ferimentos com ou sem desbridamento PRCDIMNT utura de extensos ferimentos com ou sem desbridamento PRCDIMNT utura de pequenos ferimentos com ou sem desbridamento PRCDIMNT utura de pequenos ferimentos com ou sem desbridamento PRCDIMNT Transecção de retalho PRCDIMNT Transferência intermediária de retalho PRCDIMNT Tratamento cirúrgico de bridas constrictivas PRCDIMNT Tratamento cirúrgico de grandes hemangiomas Page 12

ANEXO XXIV TABELA DE HONORÁRIOS DE FISIOTERAPIA E NORMAS DE AUTORIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS

ANEXO XXIV TABELA DE HONORÁRIOS DE FISIOTERAPIA E NORMAS DE AUTORIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS NEUROLOGIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOMUNICÍPIO - IPM IPM SAÚDE AUDITORIA EM SAÚDE ANEXO XXIV TABELA DE HONORÁRIOS DE FISIOTERAPIA E NORMAS DE AUTORIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS ASSUNTO: REDIMENSIONAMENTO DO

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DA OPERADORA

IDENTIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DA OPERADORA ANEXO I IDENTIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DA OPERADORA Para todas as operadoras 1. Registro ANS: 2. Razão/Denominação Social: 3. Período: 4. Tipo de plano: 4.1 ( ) Individual e familiar 4.2 ( ) Coletivo sem

Leia mais

REFERENCIAL DE FISIOTERAPIA - ATUALIZADA 01/01/2016 Adequado à terminologia Unificada da Saúde Suplementar TUSS do Padrão TISS, regulamentado pela ANS

REFERENCIAL DE FISIOTERAPIA - ATUALIZADA 01/01/2016 Adequado à terminologia Unificada da Saúde Suplementar TUSS do Padrão TISS, regulamentado pela ANS REFERENCIAL DE FISIOTERAPIA - ATUALIZADA 01/01/2016 Adequado à terminologia Unificada da Saúde Suplementar TUSS do Padrão TISS, regulamentado pela ANS Código Procedimento Autorização Prévia Valor 2.01.03.00-0

Leia mais

SIP Sistema de Informação de Produtos Histórico de Versões

SIP Sistema de Informação de Produtos Histórico de Versões SIP Sistema de Informação de Produtos Histórico de Versões Versão 3.2.3 de 02/03/2009 Versão 3.2.2 de 04/07/2008 Versão 3.2.1 de 14/09/2007 Versão 3.2.0 de 06/08/2007 Versão 3.1.1 de 24/01/2007 Versão

Leia mais

98200003 50000446 RPG FISIOTERAPIA R$ 33,35. Avaliação Terapia Ocupacional 98400029 não possui Não possui TERAPIA OCUPACIONAL R$ 42,35 98200143

98200003 50000446 RPG FISIOTERAPIA R$ 33,35. Avaliação Terapia Ocupacional 98400029 não possui Não possui TERAPIA OCUPACIONAL R$ 42,35 98200143 DESCRIÇÃO ANTERIOR CÓDIGO ANTERIOR CÓD. TUSS NOMENCLATURA TUSS SERVIÇO VALOR REAJUSTADO EM 17,65% - (VIGENTE A PARTIR DE 01/04/2015) Avaliação Nutricionista 98800140 não possui não possui NUTRICIONISTA

Leia mais

TUSS ROL ANS 2014 - RN 338-2013

TUSS ROL ANS 2014 - RN 338-2013 2014 - -2013 NOMENCLATURA AT.DIRETO 10101012 Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) AT.DIRETO 10101012 Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) NOMENCLATURA

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº. 96, DE 29 DE MARÇO DE 2005.

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº. 96, DE 29 DE MARÇO DE 2005. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº. 96, DE 29 DE MARÇO DE 2005. Altera dispositivos da Resolução Normativa - RN nº 86, de 15 de dezembro de 2004, que estabelece novas normas para o envio de informações do Sistema

Leia mais

TUSS ROL ANS 2014 - RN 338-2013

TUSS ROL ANS 2014 - RN 338-2013 27/03/2014 27/03/2014 27/03/2014 17/12/2009 17/12/2009 14/06/2010 27/04/2006 27/01/2010 AT.DIRETO 10101012 Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) AT.DIRETO 10101012 Consulta em

Leia mais

OFICIAL das tabelas (THM 1990/1992, LPM 1996/1999 e CBHPM 3ª, 4ª e 5ª Edições) com a TUSS

OFICIAL das tabelas (THM 1990/1992, LPM 1996/1999 e CBHPM 3ª, 4ª e 5ª Edições) com a TUSS OFICIAL das tabelas (THM 1990/1992, LPM 1996/1999 e ª, 4ª e 5ª Edições) com a Relacionamento das tabelas (THM 1990/1992, LPM 1996/199 e ª, 4ª e 5ª Edições) com a Descrição 00010014 00010014 00010014 00010014

Leia mais

Pag. 1 CÓDIGO. ROL ANS Resolução Normativa nº 262,/2011 TUSS ROL

Pag. 1 CÓDIGO. ROL ANS Resolução Normativa nº 262,/2011 TUSS ROL Resolução Normativa nº 262,/2011 GRUPO - SUBGRUPO - PROCEDIMENTO - 10101012 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - CONSULTA Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) CONSULTA MÉDICA 10101012

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº. 86, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2004.(*)

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº. 86, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2004.(*) RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº. 86, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2004.(*) Estabelece novas normas para o envio de informações do Sistema de Informações de Produtos - SIP a partir do período de competência do 1º trimestre

Leia mais

COD CB 3ª e. SIM 10101012 Em consultório (no horário normal ou preestabelecido)

COD CB 3ª e. SIM 10101012 Em consultório (no horário normal ou preestabelecido) L - LEGENDA AZ VM VR COD AMB 92 Não consta no ROL / Consta na TUSS Não consta no ROL / Consta na TUSS / Consta na CBHPM 3ª 4ª ou 5ª Edição Consta no ROL / Consta na TUSS / Referencia de valores CBHPM 4ª

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR

MINISTÉRIO DA SAÚDE AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR MINISTÉRIO DA SAÚDE AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR Diretoria Colegiada RESOLUÇÃO NORMATIVA-RN Nº 86, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2004 (*) Estabelece novas normas para o envio de informações do Sistema

Leia mais

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO Tabela Comercial UNIFAMÍLIA EMPRESARIAL POR ADESÃO COPARTICIPATIVO 50% Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia Cobertura de consultas médicas de pré-natal, exames complementares bem como atendimentos

Leia mais

Life Empresarial Saúde - De/Para TUSS Out/2010

Life Empresarial Saúde - De/Para TUSS Out/2010 Life Empresarial Saúde - De/Para TUSS Out/2010 THM 1990 THM 1992 LPM 1996 LPM 1999 00010014 00010014 00010014 00010014 10101012 10101012 10101012 10101012 Em consultório (no horário normal ou preestabelecido)

Leia mais

CÓDIGO GRUPO TUSS PROCEDIMENTO ROL ANS ROL ANS RN/211. Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) Consulta em domicílio

CÓDIGO GRUPO TUSS PROCEDIMENTO ROL ANS ROL ANS RN/211. Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) Consulta em domicílio CÓDIGO GRUPO TUSS PROCEDIMENTO ROL ANS ROL ANS RN/211 10101012 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - CONSULTA 10101020 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - CONSULTA 10101039 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS

Leia mais

NÚMERO DE PROCEDIMENTOS DIAGNÓSTICOS POR

NÚMERO DE PROCEDIMENTOS DIAGNÓSTICOS POR INDICADOR: F.2 NÚMERO DE PROCEDIMENTOS DIAGNÓSTICOS POR CONSULTA MÉDICA (SUS) 1. Conceituação Número médio de procedimentos diagnósticos, de patologia clínica ou de imagenologia por consulta médica, apresentados

Leia mais

ANEXO A SERVIÇOS MÉDICO-HOSPITALARES, LABORATORIAIS E OUTROS A SEREM COMPLEMENTADOS

ANEXO A SERVIÇOS MÉDICO-HOSPITALARES, LABORATORIAIS E OUTROS A SEREM COMPLEMENTADOS Anexo A ao Edital de Credenciamento 01/2015 47º BI...página 1/5 ANEXO A SERVIÇOS MÉDICO-HOSPITALARES, LABORATORIAIS E OUTROS A SEREM COMPLEMENTADOS Os serviços médico-hospitalares e laboratoriais, objeto

Leia mais

Especialidade. Descrição. Código

Especialidade. Descrição. Código 1311.20 Gerente de serviços sociais 1312.05 Diretor de divisão médica 1312.05 Diretor de serviços de saúde 1312.05 Diretor de serviços médicos 1312.05 Diretor de unidade assistencial 1312.05 Diretor de

Leia mais

I - PATOLOGIAS NEUROLÓGICAS (25.02.000.-5):

I - PATOLOGIAS NEUROLÓGICAS (25.02.000.-5): PORTARIA NORMATIVA Nº. 011-2009/DIASS Regulamenta o atendimento de Fisioterapia aos usuários do IPASGO SAÚDE. O Diretor de Assistência do Instituto de Assistência dos Servidores Públicos do Estado de Goiás

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 1/2014-EBSERH/HUSM-UFSM ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2014. RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 1/2014-EBSERH/HUSM-UFSM ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2014. RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 1/2014-EBSERH/HUSM-UFSM ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2014. RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 801 Médico Alergia

Leia mais

1.25. CBO-S (especialidade) 1312.05 Diretor clínico. 1312.05 Diretor de departamento de saúde. 1312.05 Diretor de divisão médica

1.25. CBO-S (especialidade) 1312.05 Diretor clínico. 1312.05 Diretor de departamento de saúde. 1312.05 Diretor de divisão médica 1.25. CBO-S (especialidade) Código Descrição 1312.05 Diretor clínico 1312.05 Diretor de departamento de saúde 1312.05 Diretor de divisão médica 1312.05 Diretor de serviços de saúde 1312.05 Diretor de serviços

Leia mais

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013.

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013. PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM Santa Maria, 06 de Junho de 2013. INTRODUÇÃO Trata-se de uma proposta de Plano de Saúde no sistema de pré-pagamento para atender os associados da ASSUFSM de Santa Maria/RS,

Leia mais

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA MÉDICOS, PSICÓLOGOS, FISIOTERAPEUTAS E DEMAIS PRESTADORES DE SERVIÇOS MÉDICOS

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA MÉDICOS, PSICÓLOGOS, FISIOTERAPEUTAS E DEMAIS PRESTADORES DE SERVIÇOS MÉDICOS QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA MÉDICOS, PSICÓLOGOS, FISIOTERAPEUTAS E DEMAIS PRESTADORES DE SERVIÇOS MÉDICOS O objetivo deste questionário é analisar as atividades

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE SANTO ANDRÉ

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE SANTO ANDRÉ ANEXO I EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N 008/2014 PARA CREDENCIAMENTO DE HOSPITAIS E CLÍNICAS HABILITADOS PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ALTA COMPLEXIDADE, ASSIM COMPREENDIDOS OS CENTROS DE INFUSÃO DE IMUNOBIOLÓGICOS;

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE RESOLUÇÃO CFM Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002 Diário Oficial da União; Poder Executivo, Brasília, DF, n. 81, 29 abr.2002. Seção 1, p. 265-66 Alterada pela Resolução CFM nº 1666/03 (Anexo II) O CONSELHO

Leia mais

1 Recebido 2 Em análise 3 Liberado para pagamento 4 Encerrado sem pagamento 5 Analisado e aguardando liberação para o pagamento

1 Recebido 2 Em análise 3 Liberado para pagamento 4 Encerrado sem pagamento 5 Analisado e aguardando liberação para o pagamento 1.24. Status do protocolo Código Descrição 1 Recebido 2 Em análise 3 Liberado para pagamento 4 Encerrado sem pagamento 5 Analisado e aguardando liberação para o pagamento 1.25. CBOS (especialidade) Código

Leia mais

CBO-S (Códigos de Especialidade)

CBO-S (Códigos de Especialidade) CBO-S (Códigos de Especialidade) Código Descrição 1312.05 Diretor clínico 1312.05 Diretor de departamento de saúde 1312.05 Diretor de divisão médica 1312.05 Diretor de serviços de saúde 1312.05 Diretor

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002 CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002 Dispõe sobre convênio de reconhecimento de especialidades médicas firmado entre o Conselho Federal de Medicina CFM, a Associação

Leia mais

Plano de Saúde C let let vo v o p or o r A des es o

Plano de Saúde C let let vo v o p or o r A des es o Plano de Saúde Coletivo por Adesão UNIMED GRANDE FLORIANÓPOLIS REDE CREDENCIADA 247.000 clientes 1.644 médicos cooperados 43 laboratórios 39 hospitais 257 clínicas 19 municípios cobertos REDE CREDENCIADA

Leia mais

ABRANGÊNCIA DO PLANO EMPRESARIAL HOSPITALAR COM/SEM OBSTETRÍCIA:

ABRANGÊNCIA DO PLANO EMPRESARIAL HOSPITALAR COM/SEM OBSTETRÍCIA: C o b e r t u r a C o n t r a t u a l ABRANGÊNCIA DO PLANO EMPRESARIAL HOSPITALAR COM/SEM OBSTETRÍCIA: -ATENDIMENTO 24 horas; I - AS CONSULTAS DE URGÊNCIA serão realizadas com médico plantonista no HOSPITAL

Leia mais

REDE CREDENCIADA MARÍTIMA SEGURO SAÚDE- MAIO 2014

REDE CREDENCIADA MARÍTIMA SEGURO SAÚDE- MAIO 2014 CATEGORIA_DIVULGAÇÃO ESPECIALIDADE_DIVULGAÇÃO NOME_FANTASIA_PONTO BAIRRO_PONTO SERVIÇO DE DIAGNÓSTICO LABORATORIO / ANATOMIA PATOLOGICA CEDACLIN CENTRO SERVIÇO DE TERAPIA FISIOTERAPIA CEMED IMAGEM CENTRO

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.763/05 (Publicada no D.O.U., de 09 Mar 2005, Seção I, p. 189-192)

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.763/05 (Publicada no D.O.U., de 09 Mar 2005, Seção I, p. 189-192) Página 1 de 17 RESOLUÇÃO CFM Nº 1.763/05 (Publicada no D.O.U., de 09 Mar 2005, Seção I, p. 189-192) Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM nº 1.666/2003, que celebra o convênio de reconhecimento

Leia mais

T E R M O D E R E F E R Ê N C I A

T E R M O D E R E F E R Ê N C I A PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA ESPECIAL DE CONCESSÕES E PARCERIAS PÚBLICO PRIVADAS CDURP COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO DA REGIÃO DO PORTO DO RIO DE JANEIRO T E R M O D E R E F

Leia mais

NÚMERO DE CONSULTAS MÉDICAS (SUS) POR HABITANTE

NÚMERO DE CONSULTAS MÉDICAS (SUS) POR HABITANTE Indicadores de cobertura NÚMERO DE CONSULTAS MÉDICAS (SUS) POR HABITANTE 1. Conceituação x Número médio de consultas médicas apresentadas no Sistema Único de Saúde (SUS) por habitante, em determinado espaço

Leia mais

Tabela 24 - Terminologia do código brasileiro de ocupação (CBO) Data de início de vigência. Código do Termo. Data de fim de implantação

Tabela 24 - Terminologia do código brasileiro de ocupação (CBO) Data de início de vigência. Código do Termo. Data de fim de implantação de 201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008 203015 Pesquisador em biologia de microorganismos e parasitas 26/09/2008 26/09/2008 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008

Leia mais

Convênio de reconhecimento de especialidades médicas - Resolução CFM 1666 de 7/5/2003 *****

Convênio de reconhecimento de especialidades médicas - Resolução CFM 1666 de 7/5/2003 ***** Convênio de reconhecimento de especialidades médicas - Resolução CFM 1666 de 7/5/2003 ***** Ementa: Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM n.º 1.634/2002, que celebra o convênio de reconhecimento

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS SETEMBRO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 16.443.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS SETEMBRO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 16.443.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS SETEMBRO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 16.443.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 66.02.01.01 biópsia do colo uterino 4.02.01.01 Biópsia de

Leia mais

ADITIVO DE REDUÇÃO MÁXIMA DE CARÊNCIA E DOS PRAZOS PARA INÍCIO DA COBERTURA DE DOENÇAS PREEXISTENTES - CONTRATOS - PESSOA FÍSICA

ADITIVO DE REDUÇÃO MÁXIMA DE CARÊNCIA E DOS PRAZOS PARA INÍCIO DA COBERTURA DE DOENÇAS PREEXISTENTES - CONTRATOS - PESSOA FÍSICA FOLHA 1/5 DO OBJETO Este aditivo tem por finalidade alterar a redução dos prazos de carência e dos prazos para início das coberturas e eventos cirúrgicos, leitos de alta tecnologia e procedimentos de alta

Leia mais

201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008. 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008. 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008

201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008. 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008. 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008 de 201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008 203015 Pesquisador em biologia de microorganismos e parasitas 26/09/2008 26/09/2008 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008

Leia mais

PLANO INDIVIDUAL OU FAMILIAR UNIMED. Cuidamos de quem é importante para você

PLANO INDIVIDUAL OU FAMILIAR UNIMED. Cuidamos de quem é importante para você PLANO INDIVIDUAL OU FAMILIAR UNIMED Cuidamos de quem é importante para você plano individual ou familiar Unimed Atenção, respeito e e ciência são pré-requisitos indispensáveis quando se pensa em uma operadora

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS FEVEREIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS FEVEREIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 43.02.01.01 biópsia do colo uterino 1.02.01.01 biópsia de fígado por punção

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.116/2015

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.116/2015 RESOLUÇÃO CFM Nº 2.116/2015 (Publicada no D.O.U. de 04 de fevereiro de 2015, Seção I, p. 55) Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM nº 2.068/2013, que celebra o convênio de reconhecimento

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 09/2014-EBSERH/HU-UFMS ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 17 DE ABRIL DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 09/2014-EBSERH/HU-UFMS ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 17 DE ABRIL DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 09/2014-EBSERH/HU-UFMS ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 17 DE ABRIL DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 801 802 Médico Alergia e

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO CFM Nº 1.973/2011 (Publicada no D.O.U. de 1º de agosto de 2011, Seção I, p. 144-147) Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM nº 1.845/08, que celebra

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JULHO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 15.985.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JULHO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 15.985.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JULHO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 15.985.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 107.02.01.01 biópsia de pele e partes moles 39.02.01.01 Biópsia

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPELA DE SANTANA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPELA DE SANTANA ANEXO I CARACTERÍSITCAS DO OBJETO Objeto: Contratação de operadora de plano de assistência médico-hospitalar, compreendendo os serviços clínicos e cirúrgicos, ambulatoriais, internação clínica, cirúrgica

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES AVISO DE RETIFICAÇÃO DE EDITAL Nº 01 A Comissão de Concurso torna publica

Leia mais

Com grande satisfação o recebemos na UH SAÚDE

Com grande satisfação o recebemos na UH SAÚDE Prezado (a) Associado (a) Com grande satisfação o recebemos na UH SAÚDE Somos uma Operadora de Planos de Saúde constituída fundamentalmente por hospitais e centros médicos que, preocupados com a qualidade,

Leia mais

CONVÊNIO CELEBRADO ENTRE O CFM, A AMB E A CNRM

CONVÊNIO CELEBRADO ENTRE O CFM, A AMB E A CNRM CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO Nº 1.973, DE 14 DE JULHO DE 2011 Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM Nº 1.845/08, que celebra o convênio de reconhecimento de especialidades

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA 1 de 26 16/11/2010 18:54 CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO CFM Nº 1845/2008 (Publicada no D.O.U. de 15 Jul 2008, Seção I, p. 72) (Republicada com anexo no D.O.U. 16 Jul 2008, Seção I, p.164-168) (Modificada

Leia mais

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INFORMAÇÕES GERAIS 1 - A Residência em Medicina constitui modalidade de ensino de pós-graduação, destinada

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.666/2003

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.666/2003 Página 1 de 27 RESOLUÇÃO CFM Nº 1.666/2003 Ementa: Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM nº 1.634/2002, que celebra o convênio de reconhecimento de especialidades médicas firmado entre

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO FINAL DA SELEÇÃO PÚBLICA PARA ADMISSÃO DE MÉDICOS COMO COOPERADOS NA UNIMED JUIZ DE FORA 01/2012

CLASSIFICAÇÃO FINAL DA SELEÇÃO PÚBLICA PARA ADMISSÃO DE MÉDICOS COMO COOPERADOS NA UNIMED JUIZ DE FORA 01/2012 34288 Acupuntura 59 aprovado 3 45210 Alergia e Imunologia 56,5 aprovado 5 42926 Anestesiologia 62,5 aprovado 48867 Anestesiologia 60,5 aprovado 48235 Anestesiologia 59 aprovado 9 48302 Anestesiologia 56

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA N 176/2002

PORTARIA NORMATIVA N 176/2002 PORTARIA NORMATIVA N 176/2002 O PRESIDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA DOS SERVIDORES DO ESTADO DE GOIÁS- IPASGO, no uso de suas atribuições legais, RESOLVE: Art. 1 - Regulamentar o atendimento

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 004 Médico - Alergia e Imunologia

Leia mais

TREINAMENTO TISS. Apresentação:

TREINAMENTO TISS. Apresentação: TREINAMENTO TISS Apresentação: A ANS estabeleceu um padrão de Troca de Informação em Saúde Suplementar - TISS para troca de dados entre operadoras de planos privados de assistência à saúde e prestadores

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. RESOLUÇÃO No- 2.116, DE 23 DE JANEIRO DE 2015

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. RESOLUÇÃO No- 2.116, DE 23 DE JANEIRO DE 2015 CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO No- 2.116, DE 23 DE JANEIRO DE 2015 Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM nº 2.068/2013, que celebra o convênio de reconhecimento de especialidades

Leia mais

INFORME CBO. CBO com alterações de códigos e/ou descrições

INFORME CBO. CBO com alterações de códigos e/ou descrições INFORME CBO Considerando a publicação da Portaria SAS/MS n 203/2011, que inclui no Sistema de Informação Hospitalar (SIH) o registro obrigatório da competência de realização de todos os procedimentos realizados

Leia mais

COBERTURAS E CARÊNCIAS:

COBERTURAS E CARÊNCIAS: PLANO REGIONAL E LOCAL UNIVERSITARIO PESSOA FÍSICA Lei 9656/98 ANS Beneficiários que residem em Guaratinguetá, Aparecida, Cunha ou Potim Definições: Unimed: Cooperativa de Trabalho Médico, regida pela

Leia mais

Página 1 de 6. Médico - Acupuntura. Médico - Alergia e Imunologia Pediátrica. Médico - Anestesiologia. Médico - Cancerologia Clínica

Página 1 de 6. Médico - Acupuntura. Médico - Alergia e Imunologia Pediátrica. Médico - Anestesiologia. Médico - Cancerologia Clínica Especialidade Médico - Acupuntura Médico - Alergia e Imunologia Médico - Anestesiologia Médico - Cancerologia Clínica Médico - Cancerologia Médico - Cardiologia Médico - Cardiologia - Eletrofisiologia

Leia mais

1 de 68 ANS 30688-6. Obs.: Manual elaborado com base nas Resoluções e Instruções Normativas da ANS.

1 de 68 ANS 30688-6. Obs.: Manual elaborado com base nas Resoluções e Instruções Normativas da ANS. 1 de 68 Manual de Guias e Formulários Versão 1.1 Guias conforme padrão TISS Troca de Informação em Saúde Suplementar estabelecido pela ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar e Formulários - Unimed Juiz

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO Requisitos: Graduação em Medicina e Registro no Conselho de Classe. Grupo da Saúde 1. Realizar diagnósticos, estudos, pesquisas e levantamentos que forneçam subsídios a formulação de políticas, diretrizes

Leia mais

Cobertura assistencial PLANOS DE SAÚDE CONHEÇA SEUS DIREITOS. Contratos. Tipos de plano. Coberturas obrigatórias. Planos novos e adaptados SÉRIE

Cobertura assistencial PLANOS DE SAÚDE CONHEÇA SEUS DIREITOS. Contratos. Tipos de plano. Coberturas obrigatórias. Planos novos e adaptados SÉRIE Cobertura assistencial Contratos Tipos de plano Coberturas obrigatórias Planos novos e adaptados SÉRIE PLANOS DE SAÚDE CONHEÇA SEUS DIREITOS Cobertura assistencial SÉRIE PLANOS DE SAÚDE CONHEÇA SEUS DIREITOS

Leia mais

GLOSSÁRIO MÉDICO. Alergologia Tratamento de doenças alérgicas.

GLOSSÁRIO MÉDICO. Alergologia Tratamento de doenças alérgicas. GLOSSÁRIO MÉDICO Alergologia Tratamento de doenças alérgicas. Angiologia / Cirurgia Vascular Tratamento de doenças do sistema arterial, venoso e linfático. Tratamento cirúrgico de lesões nos vasos sanguíneos.

Leia mais

CENTRO DE DIAGNOSE E TERAPIA ANGIOTOMOGRAFIA BÁSICA, ESPECIAL E MASTERRUA PAULINO SOUSA 17 MONTE CASTELO SÃO LUÍS 98 32198943

CENTRO DE DIAGNOSE E TERAPIA ANGIOTOMOGRAFIA BÁSICA, ESPECIAL E MASTERRUA PAULINO SOUSA 17 MONTE CASTELO SÃO LUÍS 98 32198943 REDE MARANHÃO PRESTADOR TIPO ESPECIALIDADE REDE DE ATENDIMENTO ENDEREÇO Nº COMPLEMENTO BAIRRO MUNICÍPIO DDD TEL 1 TEL 2 NARA SUZETE FRANCA WITT ATENDIMENTO MULTIDISCIPLINAR FONOAUDIOLOGIA BÁSICA, ESPECIAL

Leia mais

RAZ_SOC ESPECIALIDADE I.DESCRICAO '' A.RUA BAIRRO CIDADE ESTADODDD_TELTEL SEMPER S/A SERVIÇO MEDICO PERMANENTE CIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO ALAMEDA

RAZ_SOC ESPECIALIDADE I.DESCRICAO '' A.RUA BAIRRO CIDADE ESTADODDD_TELTEL SEMPER S/A SERVIÇO MEDICO PERMANENTE CIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO ALAMEDA BIOCOR HOSPITAL D C LTDA RADIOLOGIA ALAMEDA DA SERRA, 217 VALE DO SERENO NOVA LIMA MG 31 3289-5000 BIOCOR HOSPITAL D C LTDA RADIOLOGIA ALAMEDA DA SERRA, 217 VALE DO SERENO NOVA LIMA MG 31 3289-5000 BIOCOR

Leia mais

PLANOS UNIMED CONVÊNIO ASDEP Contato: convênios@asdep.com.br

PLANOS UNIMED CONVÊNIO ASDEP Contato: convênios@asdep.com.br PLANOS UNIMED CONVÊNIO ASDEP Contato: convênios@asdep.com.br 1. PLANO UNIMAX COLETIVOS POR ADESÃO Características: Apresentam abrangência Nacional, com atendimentos e ampla utilização na rede Unimed, contando

Leia mais

OSMAR DE LIMA MAGALHÃES Secretário do Governo Municipal

OSMAR DE LIMA MAGALHÃES Secretário do Governo Municipal PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO DECRETO Nº 1663, DE 02 DE JULHO DE 2012. Aprova o detalhamento das funções/especialidades dos cargos do Quadro Permanente da Função Saúde da Administração Pública

Leia mais

Edital Para Ingresso nos Programas de Residência Médica da Santa Casa de Misericórdia de Pelotas - 2015

Edital Para Ingresso nos Programas de Residência Médica da Santa Casa de Misericórdia de Pelotas - 2015 Edital Para Ingresso nos Programas de Residência Médica da Santa Casa de Misericórdia de Pelotas - 2015 A COREME- Comissão de Residência Médica da Santa Casa de Misericórdia de Pelotas comunica que estarão

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 262, DE 1 DE AGOSTO DE 2011.

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 262, DE 1 DE AGOSTO DE 2011. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 262, DE 1 DE AGOSTO DE 2011. Atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde previstos na RN nº 211, de 11 de janeiro de 2010. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 03/2015-EBSERH/HU-UFJF ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 06 DE MARÇO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 03/2015-EBSERH/HU-UFJF ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 06 DE MARÇO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 03/2015-EBSERH/HU-UFJF ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 06 DE MARÇO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 006 Médico - Anestesiologia

Leia mais

Abrangência nacional; Cobertura para consultas, exames, tratamentos, internações, cirurgias e parto;

Abrangência nacional; Cobertura para consultas, exames, tratamentos, internações, cirurgias e parto; A ECS ADMINISTRADORA DE BENEFÍCIOS desde julho de 2008 mantém parceria com o CRF-RJ e com a Unimed-Rio com o objetivo de oferecer a você, a excelência em serviços médicos, seguros e demais benefícios.

Leia mais

Atualizado em JANEIRO/2009 Informações e tabelas de preços cedidas pela UNIMED Guarapuava

Atualizado em JANEIRO/2009 Informações e tabelas de preços cedidas pela UNIMED Guarapuava A Unimed Guarapuava, tem por objetivo, oferecer sempre as melhores opções, com produtos que supram a necessidade de nossos clientes, garantindo-lhes inúmeras vantagens como: cobertura mais ampla, profissionais

Leia mais

FAMILIAR Planos IND 200 IND 250 Acomodação Enfer. Apto. 00 a 18 anos 76,35 106,89 19 a 23 anos 76,35 106,89 24 a 28 anos 92,75 129,85

FAMILIAR Planos IND 200 IND 250 Acomodação Enfer. Apto. 00 a 18 anos 76,35 106,89 19 a 23 anos 76,35 106,89 24 a 28 anos 92,75 129,85 Imprimir Voltar http://www.melhoresplanosdesaude.com.br (11 ) 2348-1100 - 3226-3000 MEDICAL HEALTH - MAIO 2014 - Taxa de Adesão : R$ 20,00 INDIVIDUAL Planos IND 200 IND 250 Acomodação Enfer. Apto. 00 a

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE PRODUTOS SIP Versão 3.2.0 MANUAL DO USUÁRIO 9 a. edição - revisada em 02/08/2007

SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE PRODUTOS SIP Versão 3.2.0 MANUAL DO USUÁRIO 9 a. edição - revisada em 02/08/2007 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO... 3 2 - COMO OBTER UMA VERSÃO DO APLICATIVO SIP... 4 Criar um diretório temporário... 4 Acessar a página da ANS... 5 Copiar os arquivos do aplicativo... 6 Descompactar arquivos...

Leia mais

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP. Brasil)

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP. Brasil) Setembro de 2005 Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP. Brasil) Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos Organizador: Eleuses Vieira

Leia mais

X FÓRUM NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM FISIOTERAPIA FLORIANÓPOLIS-SC

X FÓRUM NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM FISIOTERAPIA FLORIANÓPOLIS-SC X FÓRUM NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM FISIOTERAPIA FLORIANÓPOLIS-SC Dirceu Costa Florianópolis-SC - Abril-2015 HÁ NECESSIDADE DE AJUSTES CONSTANTES: DA COERÊNCIA INTERNA DOS PPGs

Leia mais

COMISSÃO NACIONAL DE HONORÁRIOS MÉDICOS COMUNICADO OFICIAL AOS MÉDICOS E ÀS ENTIDADES CONTRATANTES QUE INTEGRAM O SISTEMA DE SAÚDE SUPLEMENTAR

COMISSÃO NACIONAL DE HONORÁRIOS MÉDICOS COMUNICADO OFICIAL AOS MÉDICOS E ÀS ENTIDADES CONTRATANTES QUE INTEGRAM O SISTEMA DE SAÚDE SUPLEMENTAR COMISSÃO NACIONAL DE HONORÁRIOS MÉDICOS COMUNICADO OFICIAL AOS MÉDICOS E ÀS ENTIDADES CONTRATANTES QUE INTEGRAM O SISTEMA DE SAÚDE SUPLEMENTAR A Comissão Nacional de Honorários Médicos, em conformidade

Leia mais

RESOLUÇÃO N 21. Regulamenta a Assistência Médico-Hospitalar do IPERGS.

RESOLUÇÃO N 21. Regulamenta a Assistência Médico-Hospitalar do IPERGS. RESOLUÇÃO N 21 Regulamenta a Assistência Médico-Hospitalar do IPERGS. O PRESIDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas pela letra

Leia mais

Central Nacional Unimed

Central Nacional Unimed ANS - nº 33967-9 Central Nacional Unimed Rede em Brasília - DF Anexo 1 Março/2010 Central Nacional Central Nacional Juntos pela vida. Juntos pela vida. Em Brasília, os clientes de intercâmbio contam com

Leia mais

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP. Brasil)

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP. Brasil) Setembro de 2008 Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP. Brasil) Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos Organizador: José Luiz

Leia mais

VAGAS e INSCRITOS por GRUPO 39 85

VAGAS e INSCRITOS por GRUPO 39 85 01 - ÁREAS BÁSICAS COM ACESSO DIRETO 1 ANESTESIOLOGIA - 3 ANOS 15 165 11,0 2 CIRURGIA GERAL - 2 ANOS 46 211 4,6 3 CLÍNICA MÉDICA - 2 ANOS 54 275 5,1 4 DERMATOLOGIA - 3 ANOS 5 88 17,6 5 INFECTOLOGIA - 3

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JANEIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 8.946.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JANEIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 8.946.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS.02 Proced com finalidade diagnóstica 8.946.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 33.02.01.01 biópsia do colo uterino 0.02.01.01 biópsia de fígado por punção

Leia mais

Produtos Unimed Grande Florianópolis

Produtos Unimed Grande Florianópolis Produtos Unimed Grande Florianópolis A Unimed é o plano de saúde que oferece os melhores médicos do Brasil. Vamos além para que sua saúde seja plena e de qualidade. Para nós, o importante é ver você bem

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 167, DE 9 DE JANEIRO DE 2008.

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 167, DE 9 DE JANEIRO DE 2008. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 167, DE 9 DE JANEIRO DE 2008. Atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, que constitui a referência básica para cobertura assistencial nos planos privados de assistência

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: : PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Ambiente e Saúde Habilitação Profissional:Técnico em enfermagem Qualificação:

Leia mais

COBERTURA ASSISTENCIAL - INFORMAÇÕES INDISPENSÁVEIS AO CONSUMIDOR -

COBERTURA ASSISTENCIAL - INFORMAÇÕES INDISPENSÁVEIS AO CONSUMIDOR - COBERTURA ASSISTENCIAL - INFORMAÇÕES INDISPENSÁVEIS AO CONSUMIDOR - A cobertura assistencial é um conjunto de direitos a que o consumidor faz jus ao contratar um plano de saúde. A extensão da cobertura

Leia mais

ANEXO IV. Protocolos Clínicos

ANEXO IV. Protocolos Clínicos ANEO IV Protocolos Clínicos a) Protocolos de Enfermagem Ano 2010 1 Protocolo de Higiene Oral 2 Protocolo de Cateterismo Vesical 3 Protocolo de Sondagem Nasogástríca e Nasoentérica 4 Protocolo de Balanço

Leia mais

Conhecimentos em Clínica Médica.

Conhecimentos em Clínica Médica. ANEXO II PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA s com Acesso Direto Acupuntura Anestesiologia Cirurgia Geral Dermatologia Infectologia Medicina da Família e Comunidade Medicina Nuclear Neurocirurgia Neurologia Conhecimentos

Leia mais

A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS, tendo

A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS, tendo Minuta de Resolução Normativa RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº XXX, DE 0XX DE XXXXXXXXX DE 2007. Atualiza o Rol de Procedimentos que constitui a referência básica para cobertura assistencial nos planos privados

Leia mais

ANEXO I CARGOS, VAGAS, VENCIMENTO INICIAL, CARGA HORÁRIA, REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS, E TAXA DE INSCRIÇÃO. Vencimento Inicial em reais.

ANEXO I CARGOS, VAGAS, VENCIMENTO INICIAL, CARGA HORÁRIA, REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS, E TAXA DE INSCRIÇÃO. Vencimento Inicial em reais. ANEXO I CARGOS, VAGAS, VENCIMENTO INICIAL, CARGA HORÁRIA, REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS, E TAXA DE INSCRIÇÃO. Cód. Cargo 1 Ajudante de Carga e Descarga Vagas Vagas Reservadas Deficientes Vencimento Inicial

Leia mais

PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA 2014 Credenciado e reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia

PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA 2014 Credenciado e reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia HOSPITAL SÃO FRANCISCO RIBEIRÃO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA 2014 Credenciado e reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia Início 28 de Fevereiro

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional... Nº 7 DOU de 10/01/08

Diário Oficial Imprensa Nacional... Nº 7 DOU de 10/01/08 Diário Oficial Imprensa Nacional... Nº 7 DOU de 10/01/08 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA - DF AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR RESOLUÇÃO NORMATIVA No- 167, DE 9 DE JANEIRO DE

Leia mais

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS MAIO/2007 Blumenau-SC, 18 de maio de 2007. À Rede Credenciada Prezados Credenciados: Como é de conhecimento de todos, dia 31 de maio de 2007 é o prazo que a Agência

Leia mais

UF MUNICÍPIO DISTRITO SUBDISTRITO SETOR CENSITÁRIO 02 - TIPO DE ESTABELECIMENTO 03 - TIPO DE TERCEIRIZAÇÃO. 01. ÚNICO (Passe ao 04) 02.

UF MUNICÍPIO DISTRITO SUBDISTRITO SETOR CENSITÁRIO 02 - TIPO DE ESTABELECIMENTO 03 - TIPO DE TERCEIRIZAÇÃO. 01. ÚNICO (Passe ao 04) 02. IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística Diretoria de Pesquisas Departamento de População e Indicadores Sociais BLOCO 01 - IDENTIFICAÇÃO DO QUESTIONÁRIO 01 - LOCALIZAÇÃO UF MUNICÍPIO DISTRITO

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 02/2015 EBSERH/HE-UFPEL EDITAL N 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA NÍVEL SUPERIOR - MANHÃ

CONCURSO PÚBLICO 02/2015 EBSERH/HE-UFPEL EDITAL N 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA NÍVEL SUPERIOR - MANHÃ Gabarito Preliminar CONCURSO PÚBLICO 02/2015 EBSERH/HE-UFPEL EDITAL N 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA NÍVEL SUPERIOR - MANHÃ MÉDICO - ALERGIA E IMUNOLOGIA D A B E C D D C A B C C E A E E B B E B D A C D A MÉDICO

Leia mais

DIAMANTE V7.2.2 www.pacotediamante.com.br (Compatível com a versão 9 do PRODOCTOR) Primeira instalação do DIAMANTE

DIAMANTE V7.2.2 www.pacotediamante.com.br (Compatível com a versão 9 do PRODOCTOR) Primeira instalação do DIAMANTE SERVIDOR DIAMANTE V7.2.2 www.pacotediamante.com.br (Compatível com a versão 9 do PRODOCTOR) Primeira instalação do DIAMANTE Opção A O Prodoctor foi instalado de forma padrão, no disco C do servidor. C:\Prodoctor9

Leia mais

DIAMANTE PLUS-CORP Versão 1.00.01 (Compatível com o PRODOCTOR PLUS e PRODOCTOR CORP)

DIAMANTE PLUS-CORP Versão 1.00.01 (Compatível com o PRODOCTOR PLUS e PRODOCTOR CORP) DIAMANTE PLUS-CORP Versão 1.00.01 (Compatível com o PRODOCTOR PLUS e PRODOCTOR CORP) Esta orientação é para clientes que vão iniciar a utilização do DIAMANTE PLUS CORP. SERVIDOR Acesse o site www.pacotediamante.com.br.

Leia mais