RELATÓRIO ANUAL ÁGERE COOPERAÇÃO EM ADVOCACY RELATÓRIO ANUAL ÁGERE COOPERAÇÃO EM ADVOCACY

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2014 2014 2014 2014 RELATÓRIO ANUAL ÁGERE COOPERAÇÃO EM ADVOCACY 2014 2014 2014 2014 RELATÓRIO ANUAL ÁGERE COOPERAÇÃO EM ADVOCACY"

Transcrição

1 RELATÓRIO 2014 ANUAL 2014 ÁGERE COOPERAÇÃO EM ADVOCACY

2 RELATÓRIO A creditamos na justiça, no direito ao RELATÓRIO ANUAL livre pensamento ÁGERE e COOPERAÇÃO na união orgânica dos EM ADVOCACY seres humanos em sua diversidade. Fundamentamos nossas ações em valores humanos e no bem-estar coletivo e indivi dual. Não acreditamos em ações egoístas, individualistas e competitivas, e agimos na crença de que cada ser humano deva respeitar e servir aos demais

3 ÍNDICE Ágere Institucional Cada ser humano é responsável pelo bem-estar de toda a humanidade - 5 Eventos, Workshops e Seminários Oficina de Incidência em Políticas Públicas - Fundação O Boticário - 7 Universidade Petrobras tem curso de Aperfeiçoamento em Direitos Humanos - 7 Curso Participação e Cidadania - 8 Oficina de pré-planejamento das ações de advocacy da Fundação Grupo Boticário - 8 Palestra - Compromisso com a Ética - 8 Curso - Desenvolvimento, Pobreza e Cidadania Mundial - 9 Mesa Redonda - Oficina de Atuação no Parlamento - 10 Palestra - Direitos Humanos no Setor Corporativo - 10 Histórico de Parcerias 2014 ABRH Nacional- 12 Aldeias Infantis SOS Brasil - 12 Criança Segura - 12 Fundação Cláritas - 13 Direitos Humanos e Empresas Ações da Ágere junto às empresas - 15 Pesquisas Aldeias Infantis SOS Brasil - 17 Advocacy Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH) - 19 Criança Segura - 19 Coaching Ágere oferece coaching para organizações da sociedade civil - 21 Prestação de Contas Receitas - 23 Despesas - 24 Balanço Anual

4 R ÁGERE INSTITUCIONAL

5 Relatório Anual 2014 Cada ser humano é responsável pelo bem-estar de toda a h u m a n i d a d e A Ágere Cooperação em Advocacy é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, sediada em Brasília, que tem como objetivo proporcionar maior justiça social, defendendo junto ao Poder Público políticas públicas inclusivas, que considerem a diversidade do povo brasileiro. Também capacita os agentes sociais, incluindo o setor corporativo, por meio de cursos e oficinas para atuarem no estabelecimento de uma cultura dos direitos humanos. Advocacy significa lutar por uma causa, por meio de conscientização da sociedade, capacitação de agentes transformadores, mobilização da população e acompanhamento da atuação do poder público. Por isso, a Ágere trabalha em duas frentes complementares: assessoria e capacitação. 5

6 Eventos, Workshops e Seminários

7 Relatório Anual 2014 Ágere Ágere Institucional EVENTOS, WORKSHOPS E SEMINÁRIOS Oficina de Incidência em Políticas Públicas - Fundação Grupo Boticário No dia 23 de abril de 2014 ocorreu a Oficina de Incidência em Políticas Públicas para a Fundação Grupo Boticário, tendo o gerente executivo da Ágere, Iradj Eghrari, como facilitador. Em diversas discussões e trabalhos em grupos, foram tratados temas como: o que são políticas públicas; políticas de estado e de governo; o conceito de incidência em políticas ou advocacy em políticas públicas; fundamentos da governança política, participação cidadã e controle social; orçamento público e políticas públicas; planejamento de um processo de incidência política; as oito habilidades necessárias para uma incidência política bem sucedida; e monitoramento do processo de incidência política. Universidade Petrobras tem Curso de Aperfeiçoamento em Direitos Humanos A Ágere ministrou em 2014, nos dias 5 e 6 de maio, o curso de Aperfeiçoamento em Direitos Humanos na Universidade Petrobras, Campus Rio de Janeiro (RJ). A intenção foi de ampliar o conhecimento e a fundamentação sobre os elementos teóricos em direitos humanos, no intuito de aperfeiçoar a prática profissional dos empregados da companhia. Esta foi a quinta turma entre 2013 e 2014 que a Ágere aplicou este curso na Universidade Petrobras. O objetivo é tornar o aluno capaz de compreender o processo histórico de formação dos direitos fundamentais, o seu reconhecimento na evolução do Estado contemporâneo, a cristalização nas principais convenções internacionais e sua incorporação ao direito constitucional dos Estados que compõem a ordem internacional, especialmente na ordem constitucional brasileira, além das tendências consoantes às decisões mais recentes no cenário nacional. Tudo isto para atualizar o participante do curso na aplicação dos direitos humanos no setor corporativo. A Universidade Petrobras é um órgão da Petrobras para treinamento e desenvolvimento de pessoal. Nela, algumas categorias profissionais de nível médio e superior recém-admitidos passam até quinze meses antes de começar a trabalhar efetivamente. Eles recebem treinamento técnico e conhecimentos organizacionais, contextuais e vivenciais sobre a instituição e a indústria de petróleo. 7

8 Eventos, Workshops e Seminários Curso Participação e Cidadania A Ágere integrou, por meio de seu gerente executivo, Iradj Eghrari, o corpo docente do curso sobre Participação Cidadã, iniciado em 07 de agosto de 2014, com duração de oito semanas e dividido em cinco módulos, juntamente com a Fundação Cláritas, em parceria com a Civitas. Dentre os temas tratados estão: a participação cidadã; o engajamento cidadão; e, monitoramento e avaliação do engajamento cidadão. Iradj foi um dos docentes, em conjunto com Marta Oyhanarte, Marcela N. Lacueva Barragán e Pamela Niilus, todas das Argentina. Oficina de pré-planejamento das ações de advocacy da Fundação Grupo Boticário Em 22 de agosto de 2014 a Ágere ministrou uma oficina de pré-planejamento das ações de advocacy da Fundação Grupo Boticário, no campo de incidência em Políticas Públicas. O evento teve duração de um dia, com metodologia de construção de grupos, organizados por área de interesse ou ação. Neste processo, o foco foi na identificação do problema, definição do objetivo de advocacy, análise da situação, identificação de atores sociais, escolha de métodos, planejamento de atividades, dentre outros. Palestra Compromisso com a Ética Em 17 de outubro de 2014, o gerente executivo da Ágere, Iradj Eghrari, realizou uma palestra com tema Qual o seu compromisso com a ética?, no memorial JK, em Brasília, durante o Seminário de Gestão da Ética nas Empresas Estatais. Seu objetivo foi de desenvolver e fortalecer os princípios governamentais e empresariais de 8 gestão de ética, a fim de aprimorar o relacionamento das empresas estatais com seus diversos públicos e sociedade em geral. Durante sua explanação, Iradj coloca que a violação de direitos humanos ocorre diante da fragilidade de um sistema que não é capaz de garantir e proteger seus cidadãos da

9 Relatório Anual 2014 ação (ou omissão) violadora, isso tanto no âmbito das empresas como no do Estado. Para ele, isso ocorre porque se observa a reprodução de uma cultura formada por indivíduos que se distanciam de uma moral defensora, garantidora e promotora de direitos humanos. O grande desafio está na promoção de uma contracultura que de fato estimule uma atuação ética por parte de cada pessoa que a compõe, afirma. Ele complementa que em médio e curto prazos, se não agirmos individual e coletivamente em nome de uma ética de defesa dos direitos humanos, será gerada uma banalização da violência, racismo, sexismo, preconceitos sociais e de geração, desvalorização das pessoas com deficiência dentre tantas outras diversidades que, por não serem respeitadas, se tornarão alvo fácil de violações de direitos humanos. Iradj deu ênfase a dois elementos, um no que diz respeito à integralidade do indivíduo e outro sobre as bases das quais é construída a identidade ética e a capacidade de cada um de promover uma reavaliação da sua conduta diante de uma compreensão expandida acerca da sua responsabilidade ética em nome dos direitos humanos. Curso Desenvolvimento, Pobreza e Cidadania Mundial Entre os dias 07 e 09 de novembro de 2014, o gerente executivo da Ágere, Iradj Eghrari, ministrou o curso Desenvolvimento, Pobreza e Cidadania Mundial, na Universidade Tiradentes (UNIT), em Aracaju (SE). Este é um dos módulos do curso de pós-graduação, da universidade, em Estudos da Paz e do Desenvolvimento. Em sua apresentação, Eghrari fala das questões subjacentes na tentativa de conceitualizar a pobreza como: subsistência, necessidades básicas e privação relativa; pobreza significa baixos níveis de bem estar e não somente baixa renda, a renda per capita provou ser um indicador muito fraco para medir o desenvolvimento humano; as evidências empíricas indicam que os índices de pobreza variam muito, com diferentes usos de conceitos e medidas, dentre outros. Além disso, ele fala das questões subjacentes ao crescimento econômico e à pobreza; evolução da pobreza no Brasil; pobreza versus distribuição da riqueza; e evolução da desigualdade de renda no país. 9

10 Eventos, Workshops e Seminários Mesa Redonda - Oficina de Atuação no Parlamento Em 26 de novembro de 2014 ocorreu a quinta edição da Oficina de Atuação no Parlamento, promovida pelo Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento da Câmara dos Deputados (CEFOR), em Brasília. Na ocasião, houve uma mesa redonda com tema: Como a sociedade civil organizada pode influenciar as decisões no Parlamento, onde o especialista em advocacy, Grégory Carvalho, representando a Ágere, foi um dos convidados para a mesa, apresentando sua experiência acerca do tema, bem como representantes do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP) e do secretário-geral adjunto da Mesa Diretora da Câmara. O evento foi organizado pela Coordenação de Educação para a Democracia do CEFOR. Tratou-se de uma capacitação presencial, direcionada a membros da sociedade civil organizada, com o objetivo de apresentar o funcionamento e papel do Poder Legislativo, os canais de comunicação da Câmara dos Deputados com a população, bem como ferramentas para acompanhar e participar do processo legislativo. Palestra Direitos Humanos no Setor Corporativo Em 9 de dezembro de 2014, Iradj Eghrari, gerente executivo da Ágere e membro do Comitê Nacional de Educação em Direitos Humanos, realizou em São Paulo, na Laboriosa, um bate papo sobre como implementar uma política de direitos humanos em empresas, em consonância com os princípios estabelecidos pelo Conselho de Direitos Humanos da ONU. Foi direcionado a interessados no tema, empreendedores e proprietários de startups. 10

11 R Histórico de Parcerias

12 Histórico de Parcerias ABRH Nacional Em sua parceria desde 2005 com a Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH Nacional), a Ágere desenvolve ações de advocacy na área de relações de trabalho e recursos humanos, acompanhando e transmitindo o posicionamento da associação Aldeias Infantis SOS Brasil A SOS Children s Villages International ou em português: Aldeias Infantis SOS Internacional desenvolveu uma ferramenta para a avaliação da implementação das diretrizes da ONU para cuidados alternativos de crianças. A Ágere firmou um convênio de colaboração, com a Aldeias Infantis SOS Brasil, na intenção de estudar a melhor forma de utilizar este instrumento. Ela foi aplicada no Brasil pela Ágere, com o objetivo de melhor conhecer a realidade sobre os projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional, permitindo à ABRH o acompanhamento das ações dos parlamentares, a fim de promover ideias que levem à relações de trabalho éticas e justas. destes cuidados no país, verificar as lacunas existentes e tomar as decisões estratégicas para uma maior incidência da Aldeias Infantis via instrumental de advocacy, nesta área temática. A Ágere deu continuidade a este trabalho em 2014, aplicando a ferramenta e apresentando o resultado final da avaliação da implementação das políticas públicas no campo dos cuidados alternativos de crianças e adolescentes. Criança Segura A Ágere trabalhou, durante 2014, no acompanhamento de matérias legislativas e na defesa de temas de interesse da Organização Não-Governamental Criança Segura. Isso envolveu a visualização diária do andamento da tramitação dos projetos de lei de interesse da Criança Segura e a elaboração de estratégias para atuação no Poder Executivo por meio do envio semanal da agenda, de temas de interesse e seu respectivo resultado, elucidando o fluxo das atividades desempenhadas. 12

13 Relatório Anual 2014 Fundação Cláritas A Ágere e a Fundação Cláritas, da Argentina, firmaram um convênio de colaboração, ao final de A Cláritas tomou forma em 2003, em meio à crise econômica e política em que a Argentina estava passando, como consequência, o risco de perder a democracia novamente. A missão da Cláritas é a formação de agentes no campo político, econômico e social, que compartilhem desta visão e que se tornem portadores de uma cultura de mudança para uma sociedade mais coesa. Como estratégia, a Cláritas promove como base de formação, uma ética de fraternidade, que não se limite unicamente a deixar de praticar atos ilícitos. Ela aposta em uma mudança na base da racionalidade política, econômica e do desenvolvimento social, permitindo contrariar paradigmas individualistas dominantes e abrir espaços para a construção por meio da diversidade. 13

14 DIREITOS HUMANOS E EMPRESAS

15 Relatório Anual 2014 Direitos Humanos e Empresas Ações da Ágere junto às empresas São diversas as iniciativas da Ágere, desde 2012, quando esta área de atividade foi estabelecida na organização. Seja na consultoria junto a Vale S/A que resultou na publicação do Guia de Direitos Humanos da empresa (veja em PT/aboutvale/sustainability/Documents/ guia-direitos-humanos pdf), junto ao ICPE International Center for Promotion of Enterprises com um artigo publicado em revista internacional sobre o tema (veja em images/pdfji/icpe2011.pdf); ou na Universidade Petrobras, onde entre 2013 e 2014 foram oferecidos em cinco turmas, no Rio de Janeiro e Salvador, cursos de aplicação dos conceitos de direitos humanos no setor corporativo; ou na participação no X Seminário do Fórum Nacional de Gestão da Ética nas Empresas Estatais, em outubro de 2014 com a apresentação da palestra E você, qual seu compromisso com a Ética e os Direitos Humanos? tudo isto demonstra o compromisso da Ágere em atuar neste importante setor. Direitos Humanos no Setor Corporativo: Estratégia de Atuação num Brasil em Crescimento e Ética e Direitos Humanos: sua influência na geopolítica global e seu impacto no desenvolvimento econômico, são temas de palestras ministradas pela Ágere. Programas de capacitação em direitos humanos direcionados aos gestores e funcionários de empresas; a revisão de políticas ou manuais e procedimentos internos de Direitos Humanos; desenvolver o conteúdo de Plataformas de Educação à Distância de cursos de direitos humanos, são atividades que a Ágere desenvolve junto às empresas. A instituição considera de extrema importância que as empresas se preocupem com a temática dos direitos humanos, já que a sociedade cobra ações coerentes, por parte das companhias, ao lidar com funcionários, clientes, parceiros, governo e sociedade. A Ágere continua firme em seu propósito de desenvolver parcerias com o setor corporativo para que este aprimore sua percepção e prática da promoção e valorização dos direitos humanos. 15

16 Pesquisas

17 Relatório Anual 2014 Aldeias Infantis SOS Brasil Em junho de 2014, a Ágere realizou uma avaliação da implementação das diretrizes da Organização das Nações Unidas para cuidados alternativos de crianças e adolescentes e serviços preventivos, no Brasil. A instituição apresentou um relatório onde pode ser encontrada tanto a legislação brasileira sobre cuidados alternativos, como levantamentos, pesquisas e percepções da sociedade com relação ao assunto. A avaliação se deu por conta da realização de quatro grupos focais, com o objetivo de obter a percepção de entidades que trabalham com o acolhimento desses indivíduos. O primeiro grupo foi São Paulo, em seguida Recife, Belém e Brasília. Os resultados obtidos demonstram, em alguns casos, uma disparidade dos números e uma grande dispersão nas respostas dadas dentro de um mesmo grupo focal e de região para região. Isso demonstra duas situações: as pessoas que lidam com o acolhimento de criança e adolescentes não possuem formação e informação suficientes sobre o tema, principalmente sobre os números e tendências recentes; e a política nacional e as diretrizes mais atuais sobre cuidados alternativos, são de certa forma conhecidas, mas com aplicação ainda bem distante da realidade. 17

18 Advocacy

19 Relatório Anual 2014 Advocacy Associação Brasileira de Recursos Humanos - ABRH Em 2014, a Ágere acompanhou matérias legislativas de interesse da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH Nacional) tendo como interlocutora a CORHALE (Comitê RH de Apoio Legislativo), órgão associado à ABRH-SP. A atividade envolveu o acompanhamento de projetos de lei de interesse da instituição, no Legislativo Federal; a entrega de notas técnicas contendo o posicionamento da ABRH sobre projetos de lei específicos, quando oportuno; e a participação em audiências públicas com assuntos a ela pertinentes. Criança Segura Os temas relevantes que entravam em pauta eram monitorados, principalmente, durante as reuniões ordinárias na Câmara dos Deputados das Comissões de Trabalho, Administração Pública e Serviço Público (CTASP/ DC); Seguridade Social e Família (CSSF/ CD); Finanças e Tributação (CFT/CD); Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio (CDEIC/CD); Educação (CE/CD); Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC/CD) e Plenário. Foram elaborados, a cada semana de trabalho no Congresso, uma pauta semanal e um relatório contendo as principais atividades e movimentações. Durante o ano de 2014, a Ágere acompanhou as matérias de interesse da Organização Não Governamental Criança Segura, nos Poderes Legislativo e Executivo. A Criança Segura atua em favor da prevenção de acidentes com crianças e adolescentes de até 14 anos. A ONG apresentou demandas e propôs atividades para que o assunto entre na agenda do Estado, por meio da criação e aperfeiçoamento de políticas públicas, leis e normas infra legais. No Poder Legislativo, a Ágere acompanhou a tramitação de proposições conexas ao tema, prevenção de acidentes e às deliberações que ocorreram nas comissões da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. A Criança Segura ganhou o apoio de parlamentares para que defendessem o tema em projetos de lei como autores, relatores e mesmo como membros de comissões e aliados à causa. Foram entregues notas técnicas, de órgãos técnicos, para subsidiar os relatórios de projetos importantes para a segurança das crianças e adolescentes e para a prevenção de acidentes. Após uma parceria de quatro anos, de janeiro de 2011 a dezembro de 2014, encerrou-se o convênio de colaboração entre a Criança Segura e a Ágere. Foi um período de muitas vitórias e a Ágere deseja sucesso nos trabalhos da Criança Segura. 19

20 R COACHING

21 Relatório Anual 2014 Coaching Ágere oferece coaching para organizações da sociedade civil No ano de 2014, a Ágere Cooperação em Advocacy deu continuidade às atividades de Coaching, voltadas para dirigentes e gestores do terceiro setor. O processo de coaching utiliza os recursos internos da pessoa e os faz aflorar de forma sistematizada e focada, como elementos que contribuam diretamente para alcançar uma meta desejada. Assim, sua metodologia se dá por meio de um diálogo baseado em perguntas, que seguem uma dinâmica definida, na qual ajuda o indivíduo a perceber, de acordo com suas respostas, onde se encontram as suas melhores ideias e capacidades para atingir sua meta. Há três situações que um dirigente ou gestor de projeto em uma organização do terceiro setor pode se beneficiar de um processo de coaching: Está chegando ao fim um aporte de recursos que a organização recebeu ao longo de um período e a sustentabilidade da organização está em risco. O/A dirigente se beneficiará de um processo de coaching para definir novos caminhos. Uma organização financiadora irá iniciar o aporte de recursos ao aprovar um projeto apresentado pela organização demandante e quer se assegurar que além da consistência da proposta aprovada, o/a dirigente esteja bem consciente da motivação, propósito e objetivos a serem alcançados naquele projeto. A organização financiadora vê com preocupação a execução de um determinado projeto e pelo processo de coaching quer se assegurar que os objetivos originalmente traçados sejam alcançados. 21

22 PRESTAÇÃO DE CONTAS

23 Relatório Anual 2014 RECEITAS Cursos à Distância Fontes de Recursos Valor Cláritas R$4.800,00 Cursos e Treinamentos Presenciais Fundação Grupo O Boticário R$ ,00 Eletronorte R$ 6.525,00 Atividades de Advocacy Criança Segura R$ ,00 ABRH Nacional R$ ,00 Coaching R$ ,00 Pesquisas e Geração de Conhecimento SOS Aldeias Infantis Brasil R$ ,00 Total R$ ,00 RECEITAS

24 Prestação de Contas Despesas diretas Atividades Valor Cursos e Treinamentos R$ ,00 Pesquisas e Geração de Conhecimento R$ ,00 Atividades de Advocacy R$ ,00 Coaching R$ 5.000,00 Advogados (*) R$ ,00 Despesas Administrativas R$ ,80 Despesas com Advogados R$ ,00 (*) Pagamento final de empréstimo contraído em 2012 R$ 4.968,10 Total R$ ,90 Despesas 2014 (*) Desde 2009 a Ágere Cooperação em Advocacy passou a ser questionada pela Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência da República quanto à prestação de contas de convênios firmados com aquele órgão entre 2003 e A Ágere considerou os questionamentos ilegítimos e sem qualquer respaldo legal e assim se viu obrigada a buscar representação de advogados para defender seus direitos. Consideramos importante publicizar este fato para que nossos parceiros vejam quão injusto é uma organização como a Ágere despender mais de 5% de suas receitas anuais para este fim. No presente, os processos encontram- se todos em julgamento no Tribunal de Contas da União e em 2015 mais valores serão despendidos com advogados até a finalização dos processos. 24

25 Relatório Anual 2014 BALANÇO ANUAL Instituição Valor Saldo em 31/12/2013 R$ 2.508,83 Total de receitas R$ ,00 Total das despesas R$ ,90 Saldo final em 31/12/2014 R$ 3.381,93 Balanço Anual

26 EXPEDIENTE Redação Gisele Peixoto Edição Iradj Roberto Eghrari

27 RELATÓRIO ANUAL ÁGERE Tel/Fax 55 COOPERAÇÃO EM ADVOCACY

ISO 26000: Diretrizes sobre Responsabilidade Social

ISO 26000: Diretrizes sobre Responsabilidade Social ISO 26000: Diretrizes sobre Responsabilidade Social Características essenciais de Responsabilidade Social Incorporação por parte da organização de considerações sociais e ambientais nas suas decisões tornando-se

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais Especialização em Gestão Estratégica de Apresentação CAMPUS COMÉRCIO Inscrições Abertas Turma 02 --> Início Confirmado: 07/06/2013 últimas vagas até o dia: 05/07/2013 O curso de Especialização em Gestão

Leia mais

Gestão e Sustentabilidade das Organizações da Sociedade Civil. Alfredo dos Santos Junior Instituto GESC

Gestão e Sustentabilidade das Organizações da Sociedade Civil. Alfredo dos Santos Junior Instituto GESC Gestão e Sustentabilidade das Organizações da Sociedade Civil Alfredo dos Santos Junior Instituto GESC QUEM SOMOS? INSTITUTO GESC - IGESC Fundação da AMBA, pelos alunos do primeiro curso de MBA. Serviços

Leia mais

Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras

Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras 1. Introdução O Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras foi idealizado pelo Conselho Gestor da Escola,

Leia mais

10 Passos para o Relatório de Sustentabilidade da sua Empresa

10 Passos para o Relatório de Sustentabilidade da sua Empresa Curso Prático para Elaboração de Relatório de Sustentabilidade GRI 4.0 Taubaté- São Paulo 10 Passos para o Relatório de Sustentabilidade da sua Empresa 10 Passos para o seu Relatório de Sustentabilidade

Leia mais

EDITAL. Subvenção aos Núcleos Estaduais ODM do Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade

EDITAL. Subvenção aos Núcleos Estaduais ODM do Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade EDITAL Subvenção aos Núcleos Estaduais ODM do Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade 1. Justificativa Geral A Declaração do Milênio deixa clara a importância da participação social ao considerar

Leia mais

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente do Sebrae Luiz Barretto

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente do Sebrae Luiz Barretto 2012 Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae TODOS OS DIREITOS RESERVADOS A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação dos direitos autorais (Lei n.º

Leia mais

Programa Pará: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher. - Assistente Técnico Local -

Programa Pará: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher. - Assistente Técnico Local - Programa Pará: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher - Assistente Técnico Local - No âmbito do Programa Pará - Trabalho e Empreendedorismo da Mulher, conveniado com a Secretaria Especial de Políticas para

Leia mais

Engajamento com Partes Interessadas

Engajamento com Partes Interessadas Instituto Votorantim Engajamento com Partes Interessadas Eixo temático Comunidade e Sociedade Principal objetivo da prática Apoiar o desenvolvimento de uma estratégia de relacionamento com as partes interessadas,

Leia mais

PROPOSTAS PARA O ESTADO BRASILEIRO - NÍVEIS FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL

PROPOSTAS PARA O ESTADO BRASILEIRO - NÍVEIS FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL PROPOSTAS PARA O ESTADO BRASILEIRO - NÍVEIS FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL MEDIDAS CONCRETAS PARA O ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO ÂMBITO DOMÉSTICO/FAMILIAR A presente Matriz insere-se no

Leia mais

ONG BRASI O DIÁLOGO ABRE CAMINHOS PARA O DESENVOLVIMENTO. Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil

ONG BRASI O DIÁLOGO ABRE CAMINHOS PARA O DESENVOLVIMENTO. Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil ONG BRASI 2012 O DIÁLOGO ABRE CAMINHOS PARA O DESENVOLVIMENTO Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil Dezembro de 2013 3 EXPEDIENTE Presidenta

Leia mais

Subvenção aos Núcleos Estaduais ODM do Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade

Subvenção aos Núcleos Estaduais ODM do Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade Subvenção aos Núcleos Estaduais ODM do Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade EDITAL 2015 PROJETO BRA/11/023 Desenvolvimento de capacidades, de justiça econômica sustentável e promoção de boas

Leia mais

Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões Presidente. Diretoria Executiva Luiz Barretto Diretor-Presidente

Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões Presidente. Diretoria Executiva Luiz Barretto Diretor-Presidente SISTEMA SEBRAE DIRECIONAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2022 1 2 2012 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação,

Leia mais

Bacharelado em Serviço Social

Bacharelado em Serviço Social Informações gerais: Bacharelado em Serviço Social Duração do curso: 04 anos (08 semestres) Horário: Vespertino e Noturno Número de vagas: 300 vagas anuais Coordenador do Curso: Profª Ms. Eniziê Paiva Weyne

Leia mais

Preâmbulo. resultado econômico, ao mesmo tempo em que protege o meio ambiente e melhora a qualidade de vida das pessoas com as quais interage.

Preâmbulo. resultado econômico, ao mesmo tempo em que protege o meio ambiente e melhora a qualidade de vida das pessoas com as quais interage. Preâmbulo Para a elaboração da Política de Sustentabilidade do Sicredi, foi utilizado o conceito de Sustentabilidade proposto pela abordagem triple bottom line (TBL), expressão que reúne simultaneamente

Leia mais

Plan International e IIDAC com recursos do Fundo União Europeia

Plan International e IIDAC com recursos do Fundo União Europeia INSTITUTO INTERNACIONAL PARA O DESENVOLVIMENTO DA CIDADANIA TERMO DE REFERÊNCIA No. 012/2015 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA/JURÍDICA CONSULTOR POR PRODUTO 1. PROJETO Pontes para o Futuro 2. RECURSOS

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

PRESIDÊNCIA GRUPO DE MULHERES PARLAMENTARES DAS AMÉRICAS DO FIPA

PRESIDÊNCIA GRUPO DE MULHERES PARLAMENTARES DAS AMÉRICAS DO FIPA RELATÓRIO 2009-2011 PRESIDÊNCIA GRUPO DE MULHERES PARLAMENTARES DAS AMÉRICAS DO FIPA Linda Machuca Moscoso Membro da Assembléia Nacional do Equador RESUMO EXECUTIVO DO RELATÓRIO 2009-2011 Este resumo executivo

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICA E RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS

PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICA E RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICA E RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS Parceria: Ingresso Agosto 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Pós-Graduação em Política e Relações Governamentais O programa objetiva

Leia mais

Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio

Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio Nome Desarrollo de Sistemas de Gobierno y Gestión en Empresas de Propiedad Familiar en el Perú Objetivo Contribuir

Leia mais

Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública. Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008

Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública. Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008 Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008 Roteiro 1. Contexto 2. Por que é preciso desenvolvimento de capacidades no setor

Leia mais

A Empresa. Missão. Visão. Valores

A Empresa. Missão. Visão. Valores A Empresa Com um know-how de 10 anos de excelência em Treinamento Transcultural e Linguístico, a CTL tem se especializado em Comunicação Corporativa e Relações Internacionais e oferece uma variedade de

Leia mais

MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias

MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias Curso de Pós-Graduação Lato Sensu Especialização (versão 2011) Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS. Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília

FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS. Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília Nome do Evento: Fórum Mundial de Direitos Humanos Tema central: Diálogo e Respeito às Diferenças Objetivo: Promover um

Leia mais

Relatório de Comunicação de Progresso (COP Report) 2009-2010

Relatório de Comunicação de Progresso (COP Report) 2009-2010 Relatório de Comunicação de Progresso (COP Report) 2009-2010 1 2010 2009-2010 2 Pacto Global das Nações Unidas Relatório de Comunicação de Progresso (COP) Carta da Presidente Declaração de apoio contínuo

Leia mais

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado Professora Débora Dado Prof.ª Débora Dado Planejamento das aulas 7 Encontros 19/05 Contextualizando o Séc. XXI: Equipes e Competências 26/05 Competências e Processo de Comunicação 02/06 Processo de Comunicação

Leia mais

PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS

PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS 2014 1 Índice 1. Contexto... 3 2. O Programa Cidades Sustentáveis (PCS)... 3 3. Iniciativas para 2014... 5 4. Recursos Financeiros... 9 5. Contrapartidas... 9 2 1. Contexto

Leia mais

Política Nacional de Participação Social

Política Nacional de Participação Social Política Nacional de Participação Social Apresentação Esta cartilha é uma iniciativa da Secretaria-Geral da Presidência da República para difundir os conceitos e diretrizes da participação social estabelecidos

Leia mais

NOTÍCIAS ACONTECE NOS ESCRITÓRIOS SETORIAIS DE GESTÃO ESTRATÉGICA

NOTÍCIAS ACONTECE NOS ESCRITÓRIOS SETORIAIS DE GESTÃO ESTRATÉGICA NOTÍCIAS ACONTECE NOS ESCRITÓRIOS SETORIAIS DE GESTÃO ESTRATÉGICA NOTÍCIAS ACONTECE NOS ESCRITÓRIOS SETORIAIS DE GESTÃO ES- TRATÉGICA Escritório Setorial de Gestão Estratégica da Diretoria Administrativa

Leia mais

Este Fórum Local da Agenda 21 se propõe a escutar, mobilizar e representar a sociedade local, para construirmos em conjunto uma visão compartilhada

Este Fórum Local da Agenda 21 se propõe a escutar, mobilizar e representar a sociedade local, para construirmos em conjunto uma visão compartilhada Fórum da Agenda 21 de Guapimirim Aprender a APRENDER e a FAZER. Aprender a CONVIVER, e Aprender a SER Cidadãos Participativos, Éticos e Solidários Este Fórum Local da Agenda 21 se propõe a escutar, mobilizar

Leia mais

Implantação do Sistema de Divulgação de Melhores Práticas de Gestão na Administração Pública

Implantação do Sistema de Divulgação de Melhores Práticas de Gestão na Administração Pública Ministério do Planejamento, Orçamento e Programa 0792 GESTÃO PÚBLICA EMPREENDEDORA Objetivo Promover a transformação da gestão pública para ampliar os resultados para o cidadão e reduzir custos. Indicador(es)

Leia mais

CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável Missão:

CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável Missão: O CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável, é uma Instituição Social Sem Fins Lucrativos, de Utilidade Pública Federal, fundada em 1998, com sede na cidade do Rio de

Leia mais

Marco Legal da Primeira Infância é um passo importante para o avanço nas políticas públicas de proteção à criança

Marco Legal da Primeira Infância é um passo importante para o avanço nas políticas públicas de proteção à criança Marco Legal da Primeira Infância é um passo importante para o avanço nas políticas públicas de proteção à criança Recurso apresentado contra Projeto aprovado em Comissão Especial da Câmara dos Deputados

Leia mais

Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade

Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade Existe a compreensão evidente por parte das lideranças empresariais, agentes de mercado e outros formadores de opinião do setor privado

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA. Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher

TERMO DE REFERENCIA. Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher TERMO DE REFERENCIA Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher Supervisão Geral No âmbito do Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher, conveniado com a Secretaria Especial

Leia mais

AGENDA AGENDA. DE CURSOS e EVENTOS

AGENDA AGENDA. DE CURSOS e EVENTOS DE CURSOS e EVENTOS 2014 A agenda institucional 2014 apresenta os cursos e eventos que serão realizados pelo Ministério Público de Goiás ao longo do ano, para que todos os integrantes possam organizar,

Leia mais

Revisto e aprovado por Kâmia Preparado por Glayson Ferrari - Coordenador Executivo do PEA

Revisto e aprovado por Kâmia Preparado por Glayson Ferrari - Coordenador Executivo do PEA PNUD Angola PEA - Programa Empresarial Angolano Marco Lógico do Programa - 2011 Resultado Geral Revisto e aprovado por Kâmia Preparado por Glayson Ferrari - Coordenador Executivo do PEA Carvalho - Coordenadora

Leia mais

Curso de Especialização em Saúde da Pessoa Idosa

Curso de Especialização em Saúde da Pessoa Idosa Curso de Especialização em Saúde da Pessoa Idosa Módulo Unidade 01 Tópico 01 Políticas na Atenção do Idoso Introdução as Políticas Públicas Políticas Públicas Ao longo do tempo o papel do Estado frente

Leia mais

Plano de Trabalho 2013/2015

Plano de Trabalho 2013/2015 SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FUNDAP SEADE CEPAM CONVÊNIO SPDR USP FUNDAP SEADE CEPAM ANEXO I Plano de Trabalho 2013/2015 OUTUBRO DE 2013 I. JUSTIFICATIVAS

Leia mais

Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher. Termo de Referência. Assessoria à Supervisão Geral Assessor Técnico

Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher. Termo de Referência. Assessoria à Supervisão Geral Assessor Técnico Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher Termo de Referência Assessoria à Supervisão Geral Assessor Técnico No âmbito do Programa Pernambuco Trabalho e Empreendedorismo da Mulher conveniado

Leia mais

Código. de Conduta do Fornecedor

Código. de Conduta do Fornecedor Código de Conduta do Fornecedor 03/2014 Índice 1. Considerações... 03 2. Decisões... 04 3. Diretrizes... 05 3.1. Quanto à Integridade nos Negócios... 05 3.2. Quanto aos Direitos Humanos Universais... 06

Leia mais

Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos e o Setor de Petróleo e Gás

Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos e o Setor de Petróleo e Gás Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos e o Setor de Petróleo e Gás Ana Paula Grether Consultora da Gerência de Orientações e Práticas de Responsabilidade Social Gerência Executiva de

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann 1 OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

SEMINÁRIO PRÁTICAS E GOVERNANÇA EM GESTÃO DE PESSOAS DAS EMPRESAS ESTATAIS FEDERAIS PRÁTICAS DE GOVERNANÇA DE PESSOAS

SEMINÁRIO PRÁTICAS E GOVERNANÇA EM GESTÃO DE PESSOAS DAS EMPRESAS ESTATAIS FEDERAIS PRÁTICAS DE GOVERNANÇA DE PESSOAS SEMINÁRIO PRÁTICAS E GOVERNANÇA EM GESTÃO DE PESSOAS DAS EMPRESAS ESTATAIS FEDERAIS PRÁTICAS DE GOVERNANÇA DE PESSOAS Empresa coordenadora: Simone EMPRESAS PARTICIPANTES Empresas participantes: Tatyana

Leia mais

POLÍTICA DE GOVERNANÇA COOPERATIVA

POLÍTICA DE GOVERNANÇA COOPERATIVA POLÍTICA DE GOVERNANÇA COOPERATIVA 1 1. APRESENTAÇÃO Esta política estabelece os princípios e práticas de Governança Cooperativa adotadas pelas cooperativas do Sistema Cecred, abordando os aspectos de

Leia mais

DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA

DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA Área de Atuação 1. Formação Profissional Cooperativista São ações voltadas à formação, qualificação e capacitação dos associados,

Leia mais

EFICIÊNCIA DO CONTROLE EXTERNO EM PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS

EFICIÊNCIA DO CONTROLE EXTERNO EM PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS AYRES DE ALMEIDA SILVA FILHO EFICIÊNCIA DO CONTROLE EXTERNO EM PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS Projeto de pesquisa apresentado ao Programa de Pós- Graduação do Cefor como parte das exigências do curso de Especialização

Leia mais

Projeto Empreendedores Cívicos

Projeto Empreendedores Cívicos Projeto Empreendedores Cívicos I. Conceito Empreendedores Cívicos são agentes de inovação social que fomentam e promovem transformações positivas em benefício da coletividade rumo a um Brasil Sustentável.

Leia mais

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT Proposta do CDG-SUS Desenvolver pessoas e suas práticas de gestão e do cuidado em saúde. Perspectiva da ética e da integralidade

Leia mais

DECRETO Nº 8.243, DE 23 DE MAIO DE 2014

DECRETO Nº 8.243, DE 23 DE MAIO DE 2014 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 8.243, DE 23 DE MAIO DE 2014 Institui a Política Nacional de Participação Social - PNPS e o Sistema Nacional de Participação

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Pública. Conteúdo Programático. Administração Geral / 100h

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Pública. Conteúdo Programático. Administração Geral / 100h Administração Geral / 100h O CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BÁSICO DESTA DISCIPLINA CONTEMPLA... Administração, conceitos e aplicações organizações níveis organizacionais responsabilidades Escola Clássica história

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ MESTRADO EM PLANEJAMENTO E GOVERNANÇA PÚBLICA

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ MESTRADO EM PLANEJAMENTO E GOVERNANÇA PÚBLICA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ MESTRADO EM PLANEJAMENTO E GOVERNANÇA PÚBLICA REDE DE PROTEÇÃO À CRIANÇA E AO ADOLESCENTE EM SITUAÇÃO DE RISCO PARA A VIOLÊNCIA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA

Leia mais

#ElesPorElas. Movimento ElesPorElas (HeForShe) de Solidariedade da ONU Mulheres pela Igualdade de Gênero Impactando Universidades

#ElesPorElas. Movimento ElesPorElas (HeForShe) de Solidariedade da ONU Mulheres pela Igualdade de Gênero Impactando Universidades #ElesPorElas Movimento ElesPorElas (HeForShe) de Solidariedade da ONU Mulheres pela Igualdade de Gênero Impactando Universidades ElesPorElas Criado pela ONU Mulheres, a Entidade das Nações Unidas para

Leia mais

Al. dos Pamaris, 308 Moema São Paulo / SP - CEP: 04086-020 Fone: 11 5535-1397 Fax: 11 5531-5988 www.humus.com.br

Al. dos Pamaris, 308 Moema São Paulo / SP - CEP: 04086-020 Fone: 11 5535-1397 Fax: 11 5531-5988 www.humus.com.br PALESTRAS E CURSOS IN COMPANY PARA O ENSINO SUPERIOR ACADÊMICOS A Coordenação de Curso e sua Relevância no Processo de Competitividade e Excelência da IES Acessibilidade: requisito legal no processo de

Leia mais

Nova ética emergindo de crises mudança no sistema de emprego exclusão/marginalização social aumento das demandas sociais concentração de poder e

Nova ética emergindo de crises mudança no sistema de emprego exclusão/marginalização social aumento das demandas sociais concentração de poder e PROGRAMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO FISCAL - PNEF A EDUCAÇÃO FISCAL COMO EXERCÍCIO DE CIDADANIA CONTEXTO Nova ética emergindo de crises mudança no sistema de emprego exclusão/marginalização social aumento das

Leia mais

Projeto Corporativo Relacionamento Externo. Apresentação RIALIDE

Projeto Corporativo Relacionamento Externo. Apresentação RIALIDE Projeto Corporativo Relacionamento Externo // 1 Apresentação RIALIDE 25 de novembro de 2014 1 Agenda // 2 Contextualização e Objetivos do Projeto Abordagem Metodológica Etapas do Projeto Benchmarking Segmentação

Leia mais

VI Conferencia Regional de voluntariado IAVE. Guayaquil Ecuador

VI Conferencia Regional de voluntariado IAVE. Guayaquil Ecuador VI Conferencia Regional de voluntariado IAVE Guayaquil Ecuador 2013 PerguntAção no Programa de Voluntariado Promon: conectando o conhecimento para criar, construir e transformar Autora: Marisa Villi (Assessora

Leia mais

CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS

CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS APRESENTAÇÃO Em Dezembro de 2004 por iniciativa da Federação das Indústrias do Estado do Paraná o CPCE Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial nasceu como uma organização

Leia mais

Mobilização e Participação Social no

Mobilização e Participação Social no SECRETARIA-GERAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Mobilização e Participação Social no Plano Brasil Sem Miséria 2012 SUMÁRIO Introdução... 3 Participação

Leia mais

CARTA DO COMITÊ BRASILEIRO DE DEFENSORAS/ES DOS DIREITOS HUMANOS À MINISTRA DA SECRETARIA DOS DIREITOS HUMANOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

CARTA DO COMITÊ BRASILEIRO DE DEFENSORAS/ES DOS DIREITOS HUMANOS À MINISTRA DA SECRETARIA DOS DIREITOS HUMANOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CARTA DO COMITÊ BRASILEIRO DE DEFENSORAS/ES DOS DIREITOS HUMANOS À MINISTRA DA SECRETARIA DOS DIREITOS HUMANOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Brasília,12 de Dezembro de 2012. O Comitê Brasileiro de Defensoras/es

Leia mais

ANEXO III CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO A ESTUDOS, PESQUISAS E PROJETOS INOVADORES

ANEXO III CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO A ESTUDOS, PESQUISAS E PROJETOS INOVADORES ANEXO III CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO A ESTUDOS, PESQUISAS E PROJETOS INOVADORES I ÁREAS DE INTERESSE Criança e Adolescente Apoio a Estudos e Pesquisas e Projetos Inovadores para promoção,

Leia mais

Declaração de Brasília sobre Trabalho Infantil

Declaração de Brasília sobre Trabalho Infantil Declaração de Brasília sobre Trabalho Infantil Nós, representantes de governos, organizações de empregadores e trabalhadores que participaram da III Conferência Global sobre Trabalho Infantil, reunidos

Leia mais

DESAFIOS PARA O CRESCIMENTO

DESAFIOS PARA O CRESCIMENTO educação para o trabalho Equipe Linha Direta DESAFIOS PARA O CRESCIMENTO Evento realizado na CNI apresentou as demandas da indústria brasileira aos principais candidatos à Presidência da República Historicamente

Leia mais

DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS. (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012)

DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS. (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012) DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012) Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

Relatório de Comunicação e Engajamento COE Instituto Venturi Para Estudos Ambientais

Relatório de Comunicação e Engajamento COE Instituto Venturi Para Estudos Ambientais Relatório de Comunicação e Engajamento COE Instituto Venturi Para Estudos Ambientais Declaração de Apoio Continuo da Presidente 23/10/2015 Para as partes interessadas: É com satisfação que comunicamos

Leia mais

ANEXO I REGIMENTO INTERNO DO GABINETE DO MINISTRO CAPITULO I CATEGORIA E FINALIDADE

ANEXO I REGIMENTO INTERNO DO GABINETE DO MINISTRO CAPITULO I CATEGORIA E FINALIDADE (Portaria GM-MP nº 220, de 25 de junho de 2014 ) ANEXO I REGIMENTO INTERNO DO GABINETE DO MINISTRO CAPITULO I CATEGORIA E FINALIDADE Art. 1º O Gabinete do Ministro, órgão subordinado diretamente ao Ministro

Leia mais

CURSO FERRAMENTAS DE GESTÃO IN COMPANY

CURSO FERRAMENTAS DE GESTÃO IN COMPANY CURSO FERRAMENTAS DE GESTÃO IN COMPANY Instrumental e modular, o Ferramentas de Gestão é uma oportunidade de aperfeiçoamento para quem busca conteúdo de qualidade ao gerenciar ações sociais de empresas

Leia mais

I Seminário Nacional de Controle Social A sociedade no acompanhamento da gestão pública Brasília, 25, 26 e 27 de Set/2009

I Seminário Nacional de Controle Social A sociedade no acompanhamento da gestão pública Brasília, 25, 26 e 27 de Set/2009 I Seminário Nacional de Controle Social A sociedade no acompanhamento da gestão pública Brasília, 25, 26 e 27 de Set/2009 Observatório da Educação participação e controle da sociedade civil nas políticas

Leia mais

EDITAL 02 Perfil 02 - RETIFICADO

EDITAL 02 Perfil 02 - RETIFICADO EDITAL 02 Perfil 02 - RETIFICADO PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL 914BRZ3018 DESENVOLVIMENTO DA DEMOCRACIA PARTICIPATIVA POR MEIO DA ESPECIALIZAÇÃO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE JUVENTUDE E DOS

Leia mais

Fase I - Contexto e Pesquisa - Alinhamento dos conceitos de Branding, análise do contexto atual e introdução ao Design Thinking.

Fase I - Contexto e Pesquisa - Alinhamento dos conceitos de Branding, análise do contexto atual e introdução ao Design Thinking. Os programas de Pós-Graduação oferecidos pela Faculdade de Tecnologia do Istituto Europeo di Design estão em conformidade legal e atendem as Resoluções CNE/CES nº 1, de 3 de abril de 2001 e nº 1, de 8

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS CENTRO DE FORMAÇÃO, TREINAMENTO E APERFEIÇOAMENTO PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICA E REPRESENTAÇÃO PARLAMENTAR

CÂMARA DOS DEPUTADOS CENTRO DE FORMAÇÃO, TREINAMENTO E APERFEIÇOAMENTO PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICA E REPRESENTAÇÃO PARLAMENTAR CÂMARA DOS DEPUTADOS CENTRO DE FORMAÇÃO, TREINAMENTO E APERFEIÇOAMENTO PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICA E REPRESENTAÇÃO PARLAMENTAR A INFLUÊNCIA DAS AUDIÊNCIAS PÚBLICAS NA FORMULÇÃO DA LEI nº 11.096/2005 PROUNI

Leia mais

Ações de capacitação no serviço público: cenário, desafios e oportunidades. 8º Congresso de Gestão Pública do Rio Grande do Norte

Ações de capacitação no serviço público: cenário, desafios e oportunidades. 8º Congresso de Gestão Pública do Rio Grande do Norte Ações de capacitação no serviço público: cenário, desafios e oportunidades 8º Congresso de Gestão Pública do Rio Grande do Norte Lena Lobo Neiva Agosto 2014 Ações de capacitação no serviço público: cenário,

Leia mais

Perfil dos Participantes Compilação das Respostas dos Questionários

Perfil dos Participantes Compilação das Respostas dos Questionários Perfil dos Participantes Compilação das Respostas dos Questionários Dezembro/2011 Instrumentos da Política SocioAmbiental Linhas de Instituições Financiamento participantes da pesquisa Participação de

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Institui o Programa Mais Educação, que visa fomentar a educação integral de crianças, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades

Leia mais

DOCUMENTO DE INFORMAÇÃO DO II FORO MUNDIAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO LOCAL

DOCUMENTO DE INFORMAÇÃO DO II FORO MUNDIAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO LOCAL DOCUMENTO DE INFORMAÇÃO DO II FORO MUNDIAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO LOCAL ÍNDICE 1. ANTECEDENTES... 2 2. ORGANIZADORES... 2 3. OBJETIVOS DO FÓRUM... 4 4. PARTICIPANTES... 5 5. PROGRAMA E CONTEÚDOS...

Leia mais

Relatório Preliminar

Relatório Preliminar Relatório Preliminar O V Seminário Nacional do Crédito Fundiário, realizado no período de 11 a 14 de dezembro de 2012, em Pirenópolis-Go, teve por objetivos a avaliação de propostas e a construção de estratégias

Leia mais

Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade

Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade A BUSCA CONTÍNUA DA EXCELÊNCIA DA GESTÃO É O QUE NOS MOVE! A Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) é uma instituição sem fins lucrativos, que conta com uma rede

Leia mais

14/Mar/2013 :: Edição 31 ::

14/Mar/2013 :: Edição 31 :: 14/Mar/2013 :: Edição 31 :: Cadernos do Poder Executivo Poder Geraldo Julio de Mello Filho Executivo DECRETO Nº 26.993 DE 13 DE MARÇO DE 2013 EMENTA: Descreve as competências e atribuições dos cargos comissionados

Leia mais

Responsabilidade Social

Responsabilidade Social Responsabilidade Social INSTITUTO DE CIDADANIA EMPRESARIAL DO MARANHÃO ICE/MA MISSÃO: Difundir o conceito de desenvolvimento sustentável de modo a incentivar as empresas a adotarem a responsabilidade social

Leia mais

Participação Social como Método de Governo. Secretaria-Geral da Presidência da República

Participação Social como Método de Governo. Secretaria-Geral da Presidência da República Participação Social como Método de Governo Secretaria-Geral da Presidência da República ... é importante lembrar que o destino de um país não se resume à ação de seu governo. Ele é o resultado do trabalho

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE: Avaliação dos Atores do Sistema de Garantia de Direitos participantes das Oficinas em São Paulo

RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE: Avaliação dos Atores do Sistema de Garantia de Direitos participantes das Oficinas em São Paulo RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE: Avaliação dos Atores do Sistema de Garantia de Direitos participantes das Oficinas em São Paulo APRESENTAÇÃO A SaferNet Brasil é uma associação civil de direito privado, com

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO 55. Planejamento Estratégico

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO 55. Planejamento Estratégico PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO 55 Planejamento Estratégico Criança e Adolescente 2010 PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO 56 INTRODUÇÃO Tema: Criança e Adolescente A questão da infância

Leia mais

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE EDUCACAO INFANTIL INCLUSIVA EM CURITIBA VEJA COMO SUA EMPRESA PODE TRANSFORMAR ESTA IDEIA EM REALIDADE { Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura

Leia mais

Brasília, 9 de maio de 2012

Brasília, 9 de maio de 2012 Brasília, 9 de maio de 2012 Discurso do presidente Alexandre Tombini em evento no Sebrae para lançamento do Plano de Ação para Fortalecimento do Ambiente Institucional para a Adequada Inclusão Financeira

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO As ações de pesquisa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas constituem um processo educativo

Leia mais

Escola de Políticas Públicas

Escola de Políticas Públicas Escola de Políticas Públicas Política pública na prática A construção de políticas públicas tem desafios em todas as suas etapas. Para resolver essas situações do dia a dia, é necessário ter conhecimentos

Leia mais

Centro de Criação de Imagem Popular Largo de São Francisco de Paula, 34 / 4º andar 20.051-070070 Rio de Janeiro RJ Tel./ Fax.: (21) 2509.3812 cecip@cecip.org.br www.cecip.org.br Nossa missão Contribuir

Leia mais

Sucinta retrospectiva histórica do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos de Goiás (CEEDH-GO)

Sucinta retrospectiva histórica do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos de Goiás (CEEDH-GO) Goiânia, 23 de março de 2010. Sucinta retrospectiva histórica do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos de Goiás (CEEDH-GO) Apesar da luta pela promoção e efetivação dos Direitos Humanos em nosso

Leia mais

POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4

POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4 POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4 INTRODUÇÃO Desde que foi fundada em 2001, a ética, a transparência nos processos, a honestidade a imparcialidade e o respeito às pessoas são itens adotados pela interação

Leia mais

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social A PRÁTICA PROFISSIONAL DO SERVIÇO SOCIAL NA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS - APAE DE PALMEIRA

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social A PRÁTICA PROFISSIONAL DO SERVIÇO SOCIAL NA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS - APAE DE PALMEIRA VIII Jornada de Estágio de Serviço Social A PRÁTICA PROFISSIONAL DO SERVIÇO SOCIAL NA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS - APAE DE PALMEIRA Apresentador: Mayara Lucia Martins. MARTINS, Mayara

Leia mais

Relatório de Atividades 2014. Comissão de Ética

Relatório de Atividades 2014. Comissão de Ética Comissão de Ética Introdução As ações desenvolvidas pela Comissão de Ética em 2014 foram pautadas nos parâmetros do Questionário de Avaliação da Ética elaborado pela Comissão de Ética Pública (CEP) que

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 70 A ONG brasileira está em crise? 06 de fevereiro de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através

Leia mais

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal MBA Recursos Humanos Inscrições Abertas Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal Carga horária: 600 Horas Duração: 24 meses *As informações podem sofrer

Leia mais

Construção das Políticas Públicas processos, atores e papéis

Construção das Políticas Públicas processos, atores e papéis Construção das Políticas Públicas processos, atores e papéis Agnaldo dos Santos Pesquisador do Observatório dos Direitos do Cidadão/Equipe de Participação Cidadã Apresentação O Observatório dos Direitos

Leia mais

BOLETIM. Produto Interno Bruto paulista continua no patamar de um trilhão de reais

BOLETIM. Produto Interno Bruto paulista continua no patamar de um trilhão de reais patamar de um trilhão Em ano atípico, o PIB do Estado de São apresentou redução real em 2009, mas ampliou sua participação no PIB brasileiro. Em 2009, o PIB, calculado pela Fundação Seade em parceria com

Leia mais

Em março de 1999, passaram a integrar o grupo, representantes da Secretaria do Tesouro Nacional e do Ministério da Educação.

Em março de 1999, passaram a integrar o grupo, representantes da Secretaria do Tesouro Nacional e do Ministério da Educação. PROGRAMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO FISCAL PNEF 1 Antecedentes Historicamente, a relação fisco e sociedade, foram pautadas pelo conflito entre a necessidade de financiamento das atividades estatais e o retorno

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC TERMO DE REFERÊNCIA Nº 002/2009 SERVIÇOS DE CONSULTORIA DE COORDENAÇÃO DO PROJETO Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Relações Institucionais)

Leia mais

Histórico 2006/ 2010

Histórico 2006/ 2010 Histórico 2006/ 2010 Programa Na Mão Certa O Programa Na Mão Certa, uma iniciativa da Childhood Brasil, que tem como objetivo reunir esforços para mobilizar governos, empresas e organizações da sociedade

Leia mais

Política de Comunicação Fundação Luterana de Diaconia

Política de Comunicação Fundação Luterana de Diaconia Política de Comunicação Fundação Luterana de Diaconia Missão da FLD Apoiar e acompanhar programas e projetos de grupos organizados da sociedade civil que fortaleçam o protagonismo das pessoas e suas comunidades,

Leia mais