Testes para o Joelho

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Testes para o Joelho"

Transcrição

1 Testes para o Joelho

2 Teste de compressão de Apley Pcte em dec. ventral, fletir a perna a 90º. Segurar o tornozelo, aplicar pressão para baixo e girar a perna lateral//e emedial//e.

3 Teste de compressão de Apley -Qdo o joelho é fletido, os meniscos se deformam para manter o contato entre os côndilos tibiais e femorais. Ao fletir e rodar medial e lateral//e aumenta-se a pressão sobre eles. - Dor ou crepitação em qualquer lado do joelho indicará lesão desse lado.

4 Teste de Estresse em varo e valgo -Pcte em dec. dorsal, estabilizar a região lateral da coxa e aplicar estresse em varo. - No mesmo dec., estabilizar região medial da coxa e aplicar estresse em valgo.

5 Teste de Estresse em varo e valgo - Se houve dor no lado ao oposto à pressão possível lesão de lig colateral fibular ou tibial.

6 Avaliação do tornozelo e pé

7 Anatomia -Articulação do tornozelo é formada pela extremidade distal da tíbia e fíbula, lig. tibiofibular posterior que completa o receptáculo para o tálus.

8 Anatomia O pé écomposto de 26 ossos : sete ossos do tarso (tálus, calcâneo, navicular, cubóide e os três cuneiformes); cincos ossos do metatársico; 14 falanges (três para cada um dos dedos, exceto para o hálux, que tem apenas duas).

9 Anatomia Face medial do tornozelo Maléolo Medial e Lig. Deltóideo - Maléolo medial proeminência mais distal da tíbia, envolvendo a face medial do tálus. - Lig. Deltóide (confere estabilidade medial e mantém ossos do calcâneo e navicular junto ao tálus). Maléolo medial

10 Palpação Face medial do tornozelo Maléolo Medial e Lig. Deltóideo -Pctesemapoio sob o pé, palpar p maléolo medial e lig. deltóideo. - Verificar pontos sensíveis à palpação e/ou edema (contusão do periósteo, entorse ou avulsão do lig. deltóideo).

11 Anatomia Face medial do tornozelo Tendões dos mm. Tibial posterior, flexor longo dos dedos e flexor longo do hálux. - Tendão do m. tibial posterior atrás o maléolo medial e inserção na tuberosidade d do navicular (flexão plantar e inversão). -Flexor longo dos dedos posterior ao tibial posterior e inserção nas faces distais dos 4 dedos laterais do pé (flexão plantar e flexão 4 dedos). - Flexor longo do hálux posterior ao flexor longo do dedos e inserção na base Flexor longo do hálux posterior ao flexor longo do dedos e inserção na base da falange distal do hálux.

12 Palpação Face medial do tornozelo Tendões dos mm. Tibial posterior, flexor longo dos dedos e flexor longo do hálux. - Inverter e fazer flexão plantar do pé do pcte para palpar mais facil//e. - Palpar tíbia medialmente e atrás do maléolo l medial. Verificar dor/edema d e continuidade do tendão (entorse ou tendinite; ruptura) - Palpar tendão do flexor longo dos dedos e fazer resistência à flexão dos dedos do pcte. Verificar dor/edema (entorse ou tendinite)

13 Anatomia Face medial do tornozelo Artéria tibial posterior e nervo tibial - a. tibial posterior localizada entre os mm. Flexor longo dos dedos e flexor longo do hálux. (principal i responsável pelo suprimento sg do pé) - n. tibial acompanha a. tibial posterior, embaixo do retináculo dos mm. Flexores.

14 Palpação Face medial do tornozelo Artéria tibial posterior e nervo tibial - Palpar a. tibial posterior com dedos indicador e médio. - Redução da amplitude do pulso pode indicar compressão.

15 Anatomia Face Lateral do tornozelo Maléolo Lateral e ligamentos. - Maléolo lateral proeminência mais distal da fíbula. 3li i ã fi d l i d i l l -3 lig. importantes estão fixados a ele, proporcionando apoio lateral ao tornozelo.

16 Palpação Face Lateral do tornozelo Maléolo Lateral e ligamentos. - Palpar maléolo lateral e verificar presença de dor/edema (contusão do periósteo, fratura de avulsão ou entorse de inversão de um dos lig.)

17 Anatomia Face Lateral do tornozelo Tendões dos mm. Fibulares longo e curto -Localizados juntos atrás do maléolo lateral e mantidos no lugar pelo retináculo dos mm. Fibulares. - Ação dos mm. é realizar flexão plantar e everter o pé.

18 Palpação Face Lateral do tornozelo Tendões dos mm. Fibulares longo e curto - Pcte em dec. Dorsal, palpar atrás do maléolo lateral e com a outra mão, inverter e everter passivamente o pé. - Verificar dor/ edema (tenossinovite de um ou ambos tendões) ou estalo (defeito no retináculo causando mobilidade do tendão).

19 Anatomia Face Anterior do tornozelo Tendões dos mm. Tibial anterior, extensor longo do hálux e extensor longo dos dedos. - Tendão do tibial anterior está junto à superfície anterior da tíbia embaixo do retináculo dos mm. extensores (fixado cuneiforme medial e 1º metatársico). dorsiflexão; inversão. Tendão do extensor longo do hálux está embaixo do retináculo dos extensores (fixado na face dorsal do hálux). Dorsiflexão ; extensão do hálux. Tendão do extensor longo dos dedos está lateral//e ao tibial anterior (fixa se nas falanges média e distal dos 4 dedos laterais do pé, passando em baixo dos retináculos dos mm. extensores.

20 Anatomia Face Anterior do tornozelo Tendões dos mm. Tibial anterior, extensor longo do hálux e extensor longo dos dedos.

21 Palpação Face Anterior do tornozelo Tendões dos mm. Tibial anterior, extensor longo do hálux e extensor longo dos dedos. Tendão do tibial anterior: dorsiflexionar e inverter o pé. Verificar pontos sensíveis (hiperpronação, tendinite ou distensão). Tendão do longo do hálux: pcte deve estender o hálux. Verificar pontos doloros (tendinite i ou distensão).

22 Palpação Face Anterior do tornozelo Tendões dos mm. Tibial anterior, extensor longo do hálux e extensor longo dos dedos. Tendão do extensor longo dos dedos: pcte deve estender os dedos. Palpar na região na qual ele cruza no tornozelo. Depois palpar palpar as 4 partes nas quais ele está dividido inserindo se nas falanges médias. Verificar dor (tendinite ou tenossinovite).

23 Anatomia Face Posterior do tornozelo Tendão do calcâneo, bolsas calcânea e retrocalcânea Tendão do calcâneo fixa mm. gastrocnêmio e sóleo no calcâneo. Bolsa calcânea: supercial ao tendão e fica embaixo da pele. Bolsa retrocalcânea: localizada profundamente no tendão do calcâneo.

24 Palpação Face Posterior do tornozelo Tendão do calcâneo, bolsas calcânea e retrocalcânea Palpar o tendão do calcâneo com o tornozelo em posição neutra. Depois aplicar pressão com o polegar sobre o tendão. Verificar dor, temp, edema (distensão, tendinite ou bursite se dor espontânea ou à palpação profunda), perda de continuidade (ruptura).

25 Teste: Sinal de Empurrar e Puxar espaçamentot decorrente de trauma ao empurrar a tíbia é sinal de ruptura do lig. tlfibl talofibular anterior. -espaçamento decorrente de trauma ao puxar a tíbia é sinal de ruptura do espaçamento decorrente de trauma ao puxar a tíbia é sinal de ruptura do lig. talofibular posterior.

26 Teste de estabilidade Lateral Pt Pcte em dec. dorsal, inverterum dos péspassivamente. -espaçamento decorrente de trauma, suspeitar de ruptura do lig. Talofibular anterior e /ou lig. calcaneofibular.

27 Teste de estabilidade Medial Pt Pcteemdec. dorsal,everter um dos péspassivamente. -Espaçamento decorrente de trauma, suspeitar de laceração do lig. deltóide.

28 Teste do torniquete Inflarmanguito em torno do tornozelo até pouco acima da PAsistólica. Manter por 1 a 2 min. - Se houver a Síndrome do Túnel do Tarso, a pressão do manguito acentua o estreitamento do túnel, aumentando a dor do pcte.

INTRODUÇÃO A ar.culação do tornozelo

INTRODUÇÃO A ar.culação do tornozelo INTRODUÇÃO A ar.culação do tornozelo Articulação sinovial do tipo gínglimo As extremidades inferiores da Tíbia e Fíbula formam um entalhe onde se ajusta a tróclea do Tálus, que tem forma de roldana. Tálus

Leia mais

ARTICULAÇÕES DO MEMBRO INFERIOR

ARTICULAÇÕES DO MEMBRO INFERIOR UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Instituto de Ciências Biomédicas Departamento de Anatomia ARTICULAÇÕES DO MEMBRO INFERIOR Profa. Elen H. Miyabara elenm@usp.br OSSOS DO MEMBRO INFERIOR OSSOS DO QUADRIL FÊMUR

Leia mais

EXAME DO JOELHO P R O F. C A M I L A A R A G Ã O A L M E I D A

EXAME DO JOELHO P R O F. C A M I L A A R A G Ã O A L M E I D A EXAME DO JOELHO P R O F. C A M I L A A R A G Ã O A L M E I D A INTRODUÇÃO Maior articulação do corpo Permite ampla extensão de movimentos Suscetível a lesões traumáticas Esforço Sem proteção por tecido

Leia mais

Avaliação Fisioterapêutica do Tornozelo e Pé Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional

Avaliação Fisioterapêutica do Tornozelo e Pé Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Avaliação Fisioterapêutica do Tornozelo e Pé Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada Retropé: Articulação Tibiofibular

Leia mais

E S T U D O D O M O V I M E N T O - V

E S T U D O D O M O V I M E N T O - V 1 Pronação A pronação corresponde ao movimento que coloca a face palmar da mão virada para trás, colocando o 1º dedo (polegar) da mão mais próximo do plano sagital. Supinação A supinação corresponde ao

Leia mais

BANDAGEM FUNCIONAL. Prof. Thiago Y. Fukuda

BANDAGEM FUNCIONAL. Prof. Thiago Y. Fukuda BANDAGEM FUNCIONAL Prof. Thiago Y. Fukuda INTRODUÇÃO (BANDAGEM) Refere-se à aplicação de algum tipo de fita protetora que adere à pele de determinada articulação. A bandagem quando aplicada corretamente,

Leia mais

Capsulite Adesiva ou Ombro Congelado Congelado

Capsulite Adesiva ou Ombro Congelado Congelado 1 Consiste em uma articulação do ombro com dor e rigidez que não pode ser explicada por nenhuma alteração estrutural. Obs: Embora seja comum o uso destes termos nas aderências pós traumáticas do ombro,

Leia mais

AVALIAÇÃO DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO Articulação Sinovial Forma de sela Três graus de liberdade Posição de Repouso Posição de aproximação

Leia mais

Dr. Josemir Dutra Junior Fisioterapeuta Acupunturista Acupunturista Osteopata Especialista em Anatomia e Morfologia. Joelho

Dr. Josemir Dutra Junior Fisioterapeuta Acupunturista Acupunturista Osteopata Especialista em Anatomia e Morfologia. Joelho Dr. Josemir Dutra Junior Fisioterapeuta Acupunturista Acupunturista Osteopata Especialista em Anatomia e Morfologia Joelho O joelho é a articulação intermédia do membro inferior, é formado por três ossos:

Leia mais

Ossos da Perna Vista Anterior

Ossos da Perna Vista Anterior TORNOZELO Ossos da Perna Vista Anterior FÍBULA TÍBIA MALÉOLO LATERAL MALÉOLO MEDIAL Ossos do Pé Vista Lateral TÁLUS CALCÂNEO NAVICULAR CUBÓIDE TARSO METATARSO FALANGES Ossos do Pé Vista Dorsal FALANGES

Leia mais

Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Muscular - Professor Raphael Varial. Sistema Muscular

Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Muscular - Professor Raphael Varial. Sistema Muscular Introdução Sistema Muscular Os músculos representam cerca de 50 a 60% do peso do corpo, quando eles se contraem afetam o movimento de todo o corpo, do sangue, do alimento e da respiração por exemplo. Existem

Leia mais

LESÃO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR

LESÃO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR LESÃO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR Anatomia O ligamento cruzado anterior (LCA) é um dos ligamentos mais importantes para a estabilidade do joelho. Considerado um ligamento intra-articular, sua função

Leia mais

Reumatismos de Partes Moles Diagnóstico e Tratamento

Reumatismos de Partes Moles Diagnóstico e Tratamento Reumatismos de Partes Moles Diagnóstico e Tratamento MARINA VERAS Reumatologia REUMATISMOS DE PARTES MOLES INTRODUÇÃO Também denominado de reumatismos extra-articulares Termo utilizado para definir um

Leia mais

Exame Fisico do Quadril Celso HF Picado

Exame Fisico do Quadril Celso HF Picado Exame Fisico do Quadril Celso HF Picado Introdução A cintura pélvica é composta pela articulação sacro-ilíaca, pela sínfise púbica e pela articulação coxo-femoral. Esta última corresponde à articulação

Leia mais

Movimentos da articulação do joelho. Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior

Movimentos da articulação do joelho. Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior Movimentos da articulação do joelho Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior Introdução Uma das mais complexas articulações do corpo humano. É composta por 3 articulações: 1. entre os côndilos mediais

Leia mais

Adutores da Coxa. Provas de função muscular MMII. Adutor Longo. Adutor Curto. Graduação de força muscular

Adutores da Coxa. Provas de função muscular MMII. Adutor Longo. Adutor Curto. Graduação de força muscular Provas de função muscular MMII Graduação de força muscular Grau 0:Consiste me palpar o músculo avaliado e encontrar como resposta ausência de contração muscular. Grau 1:Ao palpar o músculo a ser avaliado

Leia mais

Diego Oliveira Batista de Sena

Diego Oliveira Batista de Sena Curso de Fisioterapia Diego Oliveira Batista de Sena ABORDAGEM FISIOTERAPÊUTICA NO ENTORSE DE TORNOZELO POR EVERSÃO UM ESTUDO DE CASO Rio de Janeiro 2008.1 2 Diego Oliveira Batista de Sena ABORDAGEM FISIOTERAPÊUTICA

Leia mais

EXAME DO JOELHO. Inspeção

EXAME DO JOELHO. Inspeção EXAME DO JOELHO Jefferson Soares Leal O joelho é a maior articulação do corpo e está localizado entre os dois maiores ossos do aparelho locomotor, o fêmur e a tíbia. É uma articulação vulnerável a lesões

Leia mais

Cinesioterapia\UNIME Docente:Kalline Camboim

Cinesioterapia\UNIME Docente:Kalline Camboim Cinesioterapia\UNIME Docente:Kalline Camboim Cabeça do fêmur com o acetábulo Articulação sinovial, esferóide e triaxial. Semelhante a articulação do ombro, porém com menor ADM e mais estável. Cápsula articular

Leia mais

Entorse do. 4 AtualizaDOR

Entorse do. 4 AtualizaDOR Entorse do Tornozelo Tão comum na prática esportiva, a entorse pode apresentar opções terapêuticas simples. Veja como são feitos o diagnóstico e o tratamento desse tipo de lesão 4 AtualizaDOR Ana Paula

Leia mais

Músculos da Perna e Pé

Músculos da Perna e Pé UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Instituto de Ciências Biomédicas Departamento de Anatomia Músculos da Perna e Pé Profa. Elen H. Miyabara elenm@usp.br Dorsiflexão Flexão plantar Dorsiflexão Flexão Plantar Art.

Leia mais

Biomecânica Avançada. Os 6 Tipos de Pés Mais Comuns. Paulo Silva MSSF

Biomecânica Avançada. Os 6 Tipos de Pés Mais Comuns. Paulo Silva MSSF Biomecânica Avançada Os 6 Tipos de Pés Mais Comuns Paulo Silva MSSF O que vamos falar? Terminologia (introdução) Os Tipos de Pés (Funcional) Os Problemas As Soluções: Ortóteses/Palmilhas e Calçado As Formulas

Leia mais

Semiologia Ortopédica Pericial

Semiologia Ortopédica Pericial Semiologia Ortopédica Pericial Prof. Dr. José Heitor Machado Fernandes 2ª V E R S Ã O DO H I P E R T E X T O Para acessar os módulos do hipertexto Para acessar cada módulo do hipertexto clique no link

Leia mais

MÚSCULOS DO ANTEBRAÇO

MÚSCULOS DO ANTEBRAÇO FACULDADE DE PINDAMONHANGABA 1 MÚSCULOS DO ANTEBRAÇO REGIÃO ANTERIOR (flexores do punho e dos dedos e pronadores) GRUPO SUPERFICIAL MÚSCULO PRONADOR REDONDO cabeça umeral: epicôndilo medial do úmero cabeça

Leia mais

ANATOMIA. ! O labrum é uma estrutura cartilaginosa que tem como função aumentar a concavidade de glenóide, criando maior estabilidade física da artic.

ANATOMIA. ! O labrum é uma estrutura cartilaginosa que tem como função aumentar a concavidade de glenóide, criando maior estabilidade física da artic. LUXAÇÃO GLENOUMERAL ANATOMIA! A artic. é considerada a mais instável do corpo humano,devido ao pequeno contato entre as superfícies: glenóide rasa e pequena e cabeça do úmero 3 x maior! O labrum é uma

Leia mais

SÍNDROMES DOLOROSAS 1 de 5 FATORES PREDISPONENTES QUADRO CLÍNICO EXAMES PARA DIAGNÓSTICO ESTRUTURA COMPROMETIDA PATOLOGIA

SÍNDROMES DOLOROSAS 1 de 5 FATORES PREDISPONENTES QUADRO CLÍNICO EXAMES PARA DIAGNÓSTICO ESTRUTURA COMPROMETIDA PATOLOGIA SÍNDROMES DOLOROSAS 1 de 5 Impacto Tendão do Manguito Rotador Tipos de Acrômio e Artrose Acrômio- Clavicular Dor periarticular e impotência funcional a partir de 30º de abdução, sendo clássico, o arco

Leia mais

Avaliação Fisioterapêutica do Joelho Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional

Avaliação Fisioterapêutica do Joelho Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Avaliação Fisioterapêutica do Joelho Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada Articulação Tibiofemoral: É uma articulação

Leia mais

Lesões Traumáticas dos Membros Inferiores

Lesões Traumáticas dos Membros Inferiores Prof André Montillo Lesões Traumáticas dos Membros Inferiores Lesões do Joelho: Lesões de Partes Moles: Lesão Meniscal: Medial e Lateral Lesão Ligamentar: o Ligamentos Cruzados: Anterior e Posterior o

Leia mais

EXAME CLÍNICO DE MEMBROS SUPERIORES E COLUNA ATIVO CONTRA-RESISTÊNCIA MOVIMENTAÇÃO ATIVA

EXAME CLÍNICO DE MEMBROS SUPERIORES E COLUNA ATIVO CONTRA-RESISTÊNCIA MOVIMENTAÇÃO ATIVA Logomarca da empresa Nome: N.º Registro ESQUERDA EXAME CLÍNICO DE MEMBROS SUPERIORES E COLUNA ATIVO CONTRA-RESISTÊNCIA MOVIMENTAÇÃO ATIVA PESCOÇO (COLUNA CERVICAL) Inclinação (flexão lateral) OMBROS Abdução

Leia mais

Anatomia - Coluna Cervical

Anatomia - Coluna Cervical Anatomia - Coluna Cervical C1 e C2 diferem das demais vértebras da coluna por particularidades anatômicas. Massas laterais. Dente do áxis. Coluna Cervical Alta Ligamento do ápice do dente Ligamento alar

Leia mais

Bases Diagnósticas e Terapêuticas de Cyriax

Bases Diagnósticas e Terapêuticas de Cyriax Bases Diagnósticas e Terapêuticas de Cyriax A Medicina Ortopédica de Cyriax Preocupa-se com o diagnóstico e tratamento de lesões de partes moles teciduais Tais afecções afetam grande parte dos pacientes

Leia mais

Fraturas e Luxações do Cotovelo em Adultos:

Fraturas e Luxações do Cotovelo em Adultos: Fraturas e Luxações do Cotovelo em Adultos: Fraturas do cotovelo em adultos: l As fraturas correspondem 31.8% dos traumas em cotovelo no adulto; l Freqüência: cabeça do rádio 39,4%; luxação do cotovelo

Leia mais

MMII: Perna Tornozelo e Pé

MMII: Perna Tornozelo e Pé MMII: Perna Tornozelo e Pé Perna:Estruturas anatômicas Articulações visualizadas Incidências 1- AP Indicação Patologias envolvendo fraturas, corpos estranhos ou lesões ósseas. Perfil Indicação - Localização

Leia mais

Avaliação Fisioterapêutica do Ombro Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP

Avaliação Fisioterapêutica do Ombro Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP Avaliação Fisioterapêutica do Ombro Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada Articulação esternoclavicular: É uma

Leia mais

ANATOMIA. Osso. VISTA LATERAL DO SACRO (Braço maior e menor e fixações musculares)

ANATOMIA. Osso. VISTA LATERAL DO SACRO (Braço maior e menor e fixações musculares) SACRO CBES ANATOMIA Osso O sacro é formado por 5 vértebras fundidas. Os forâmens de conjugação se transformam em forâmens sacrais anteriores e posteriores. Sua face anterior é côncava e lisa Sua face posterior

Leia mais

3. Pressione o cotovelo, com a maior força possível com a outra mão, em direção ao outro ombro. Fique nesta posição por 10 segundos. Repita 3X.

3. Pressione o cotovelo, com a maior força possível com a outra mão, em direção ao outro ombro. Fique nesta posição por 10 segundos. Repita 3X. THIAGO MURILO EXERCÍCIOS PARA DEPOIS DO TÊNIS 1. Em Pé de costas para um canto de parede flexione a sua perna mais forte para frente, alinhe a coluna e leve os braços para trás até apoiar as palmas das

Leia mais

Desvios da Coluna Vertebral e Algumas Alterações. Ósseas

Desvios da Coluna Vertebral e Algumas Alterações. Ósseas Desvios da Coluna Vertebral e Algumas Alterações Ósseas DESVIOS POSTURAIS 1. LORDOSE CERVICAL = Acentuação da concavidade da coluna cervical. CAUSA: - Hipertrofia da musculatura posterior do pescoço CORREÇÃO:

Leia mais

Lesões ligamentares do tornozelo Resumo de diretriz NHG M04 (segunda revisão,agosto 2012)

Lesões ligamentares do tornozelo Resumo de diretriz NHG M04 (segunda revisão,agosto 2012) Lesões ligamentares do tornozelo Resumo de diretriz NHG M04 (segunda revisão,agosto 2012) Janneke Belo, Pieter Buis, Rogier van Rijn, Evelien Sentrop-Snijders, Sicco Steenhuisen, Clara Wilkens, Roeland

Leia mais

Manual de Exercícios SPP

Manual de Exercícios SPP Manual de Exercícios SPP 1/6 Manual de exercícios SPP- IGN 1. Posicionamento: deitado de barriga para cima, com os joelhos estendidos. 2. Dobrar e estender uma perna. Fazer 10 repetições em cada lado alternadamente.

Leia mais

Proteger a medula espinal e os nervos espinais. Fornece um eixo parcialmente rígido e flexível para o corpo e um pivô para a cabeça

Proteger a medula espinal e os nervos espinais. Fornece um eixo parcialmente rígido e flexível para o corpo e um pivô para a cabeça Cinthya Natel Baer Cristiane Schwarz Gelain Isabella Mauad Patruni Laila Djensa S. Santos Laiza Tabisz Mariana Escani Guerra Paula Moreira Yegros Veronica Dalmas Padilha Ana Paula Trotta Aline Sudoski

Leia mais

Músculos da Perna e Pé. Profa. Dra. Cecília H A Gouveia Ferreira Departamento de Anatomia Instituto de Ciências Biomédicas Universidade de São Paulo

Músculos da Perna e Pé. Profa. Dra. Cecília H A Gouveia Ferreira Departamento de Anatomia Instituto de Ciências Biomédicas Universidade de São Paulo Músculos da Perna e Pé Profa. Dra. Cecília H A Gouveia Ferreira Departamento de Anatomia Instituto de Ciências Biomédicas Universidade de São Paulo Movimentos Angulares do Tornozelo e Pé Dorsiflexão Flexão

Leia mais

Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP. Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João

Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP. Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João Avaliação Fisioterapêutica do Cotovelo Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada Articulação ulnoumeral ou troclear:

Leia mais

Lesões Traumáticas do Membro Superior. Lesões do Ombro e Braço Lesões do Cotovelo e Antebraço Lesões do Punho e Mão

Lesões Traumáticas do Membro Superior. Lesões do Ombro e Braço Lesões do Cotovelo e Antebraço Lesões do Punho e Mão André Montillo UVA Lesões Traumáticas do Membro Superior Lesões do Ombro e Braço Lesões do Cotovelo e Antebraço Lesões do Punho e Mão e Braço Fratura da Escápula Fratura da Clavícula Luxação Acrômio-clavicular

Leia mais

Exercícios para a activação geral e o retorno à calma

Exercícios para a activação geral e o retorno à calma Exercícios para a activação geral e o retorno à calma Mobilização da articulação do ombro 1 Objectivos: Aumentar a amplitude dos ombros e parte superior das costas. Mobiliza os deltóides, rotadores da

Leia mais

Alterações. Músculo- esqueléticas

Alterações. Músculo- esqueléticas Alterações Músculo- esqueléticas Sistema Neurológico Alteração no tempo de reação e equilíbrio. A instabilidade articular. Alteração da visão Sensibilidade da córnea. c Aumento ou diminuição dos sentidos

Leia mais

CASO CLÍNICO BIOMECÂNICA PÉ E TORNOZELO O pé é considerado como uma das mais importantes articulações do corpo, pois além de possuir importantes funções no suporte de peso e na marcha, ele é causa

Leia mais

ANATOMIA HUMANA. Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto

ANATOMIA HUMANA. Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto ANATOMIA HUMANA Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto No seu conceito mais amplo, a Anatomia é a ciência que estuda, macro e microscopicamente, a constituição

Leia mais

MARÇO.2013. 22-Sexta -Feira 19 Horas PEC-Ombro,Cotovelo e Artroscopia PEC-Ombro,Cotovelo e Artroscopia

MARÇO.2013. 22-Sexta -Feira 19 Horas PEC-Ombro,Cotovelo e Artroscopia PEC-Ombro,Cotovelo e Artroscopia MARÇO.2013 01- Sexta-Feira 17 Horas MD. Rodrigo A. Tisot Revisão de Rx - Coluna 04 - Segunda-Feira 17 Horas MD. CÉSAR MARTINS REVISÃO DE RX - JOELHO 05 - Terça- Feira 17 Horas MD. GASTON / JOÃO MARCUS

Leia mais

DORES RECORRENTES MOMENTO II Abril 2010 DORES RECORRENTES - DENOMINADOR COMUM ETIOLOGIA: Maioria - dores primárias; Dicotomia: Orgânico x Emocional. Associação de vários tipos de dores; Presença de dores

Leia mais

Lesoes Osteoarticulares e de Esforco

Lesoes Osteoarticulares e de Esforco Lesoes Osteoarticulares e de Esforco Dr.Roberto Amin Khouri Ortopedia e Traumatologia Ler/Dort Distúrbio osteoarticular relacionado com o trabalho. Conjunto heterogênio de quadros clínicos que acometem:

Leia mais

Foram estabelecidos critérios de inclusão, exclusão e eliminação. Critérios de inclusão: todos os dançarinos com síndrome da dor femoropatelar.

Foram estabelecidos critérios de inclusão, exclusão e eliminação. Critérios de inclusão: todos os dançarinos com síndrome da dor femoropatelar. Figura 11a - Posição inicial: 1ª posição paralela. Figura 11b - demi-plié: 1ª posição paralela. Figura 12a - Posição inicial: 2ª posição paralela. Figura 12b- Demi-plié: 2ª posição paralela. 35 Figura

Leia mais

EXERCÍCIOS SISTEMA ESQUELÉTICO

EXERCÍCIOS SISTEMA ESQUELÉTICO EXERCÍCIOS SISTEMA ESQUELÉTICO 1. Quais as funções do esqueleto? 2. Explique que tipo de tecido forma os ossos e como eles são ao mesmo tempo rígidos e flexíveis. 3. Quais são as células ósseas e como

Leia mais

MERIDIANO DO PULMÃO 11 PONTOS PONTO LOCALIZAÇÃO FUNÇÃO PAREDE TORÁCIA ANTERIOR, 1 CUN ABAIXO DE P2

MERIDIANO DO PULMÃO 11 PONTOS PONTO LOCALIZAÇÃO FUNÇÃO PAREDE TORÁCIA ANTERIOR, 1 CUN ABAIXO DE P2 MERIDIANO DO PULMÃO 11 PONTOS PONTO LOCALIZAÇÃO FUNÇÃO P1 NA PARTE SUPERIOR LATERAL DA PAREDE TORÁCIA ANTERIOR, 1 CUN ABAIXO DE P2 P2 P3 NA PARTE SUPERIOR LATERAL DA PAREDE TORÁCICA ANTERIOR, ACIMA DA

Leia mais

TÍTULO: A IMPORTÂNCIA DO USO DO CALÇADO IDEAL E A ANÁLISE DOS HÁBITOS DE UNIVERSITÁRIOS DE UMA FACULDADE EM SANTOS

TÍTULO: A IMPORTÂNCIA DO USO DO CALÇADO IDEAL E A ANÁLISE DOS HÁBITOS DE UNIVERSITÁRIOS DE UMA FACULDADE EM SANTOS TÍTULO: A IMPORTÂNCIA DO USO DO CALÇADO IDEAL E A ANÁLISE DOS HÁBITOS DE UNIVERSITÁRIOS DE UMA FACULDADE EM SANTOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: BIOMEDICINA INSTITUIÇÃO:

Leia mais

SISTEMA MUSCULAR. Profª Fabíola Alves dos Reis 2014

SISTEMA MUSCULAR. Profª Fabíola Alves dos Reis 2014 SISTEMA MUSCULAR Profª Fabíola Alves dos Reis 2014 OBJETIVOS Diferenciar os tipos de músculos. Conhecer as estruturas micro e macroscópicas dos músculos. Conceituar: estados de contração e de relaxamento,

Leia mais

Formação Interna Ortopedia Técnica

Formação Interna Ortopedia Técnica Formação Interna Ortopedia Técnica Maria Martins Costa 17 de Setembro de 2013 Tronco Dor lombar insuficiência muscular; Disturbios ligamentosos Dor lombar disturbios das articulações; Desequilibrio do

Leia mais

JOELHO. Introdução. Carla Cristina Douglas Pereira Edna Moreira Eduarda Biondi Josiara Leticia Juliana Motta Marcella Pelógia Thiago Alvarenga

JOELHO. Introdução. Carla Cristina Douglas Pereira Edna Moreira Eduarda Biondi Josiara Leticia Juliana Motta Marcella Pelógia Thiago Alvarenga JOELHO Carla Cristina Douglas Pereira Edna Moreira Eduarda Biondi Josiara Leticia Juliana Motta Marcella Pelógia Thiago Alvarenga Introdução Articulação muito frágil do ponto de vista mecânico e está propensa

Leia mais

Ossos - órgãos passivos do movimento. Músculos - órgãos ativos do movimento. Introdução

Ossos - órgãos passivos do movimento. Músculos - órgãos ativos do movimento. Introdução Ossos - órgãos passivos do movimento Músculos - órgãos ativos do movimento Introdução Organização dos músculos esqueléticos Sistema muscular: anatomia microscópica Porção ativa ventre muscular Porções

Leia mais

CASO CLÍNICO Sentido dos vetores de força Maior contração do tibial posterior Insuficiência do músculo tibial posterior - principalmente a medida que se vai envelhecendo Coluna Vertebral Equilíbrio

Leia mais

LESÕES OSTEOMUSCULARES

LESÕES OSTEOMUSCULARES LESÕES OSTEOMUSCULARES E aí galera do hand mades é com muito orgulho que eu estou escrevendo este texto a respeito de um assunto muito importante e que muitas vezes está fora do conhecimento de vocês Músicos.

Leia mais

Curso de Fisioterapia LEANDRO DE ALMEIDA DA SILVA ENTORSE DE TORNOZELO POR INVERSÃO GRAU I COM ÊNFASE EM TRATAMENTO

Curso de Fisioterapia LEANDRO DE ALMEIDA DA SILVA ENTORSE DE TORNOZELO POR INVERSÃO GRAU I COM ÊNFASE EM TRATAMENTO 1 Curso de Fisioterapia LEANDRO DE ALMEIDA DA SILVA ENTORSE DE TORNOZELO POR INVERSÃO GRAU I COM ÊNFASE EM TRATAMENTO Rio de Janeiro 2007 2 Curso de Fisioterapia ENTORSE DE TORNOZELO POR INVERSÃO GRAU

Leia mais

LESÕES DOS ISQUIOTIBIAIS

LESÕES DOS ISQUIOTIBIAIS LESÕES DOS ISQUIOTIBIAIS INTRODUÇÃO Um grande grupo muscular, que se situa na parte posterior da coxa é chamado de isquiotibiais (IQT), o grupo dos IQT é formado pelos músculos bíceps femoral, semitendíneo

Leia mais

Prp. Palmilhas para Reprogramação Postural. Pés. A Base da Boa Postura. João Elias Saad

Prp. Palmilhas para Reprogramação Postural. Pés. A Base da Boa Postura. João Elias Saad Prp. Palmilhas para Reprogramação Postural Pés A Base da Boa Postura João Elias Saad A influência dos pés na estruturação da postura corporal e utilização da palmilha proprioceptiva na prevenção e reprogramação

Leia mais

SISTEMA LOCOMOTOR OSSOS E MÚSCULOS. Profa. Cristiane Rangel Ciências 8º ano

SISTEMA LOCOMOTOR OSSOS E MÚSCULOS. Profa. Cristiane Rangel Ciências 8º ano SISTEMA LOCOMOTOR OSSOS E MÚSCULOS Profa. Cristiane Rangel Ciências 8º ano O esqueleto FOTOS: ROGER HARRIS / SCIENCE PHOTO LIBRARY / LATINSTOCK Como saber se um esqueleto é de homem ou de mulher? Que funções

Leia mais

1) PANTURRILHAS. b) Músculos envolvidos Gastrocnêmios medial e lateral, sóleo, tibial posterior, fibular longo e curto, plantar (débil),

1) PANTURRILHAS. b) Músculos envolvidos Gastrocnêmios medial e lateral, sóleo, tibial posterior, fibular longo e curto, plantar (débil), 1 1) PANTURRILHAS 1.1 GERAL De pé, tronco ereto, abdômen contraído, de frente para o espaldar, a uma distância de um passo. Pés na largura dos quadris, levar uma das pernas à frente inclinando o tronco

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE FISIOTERAPIA MÍRIAN GUBIANI

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE FISIOTERAPIA MÍRIAN GUBIANI UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE FISIOTERAPIA MÍRIAN GUBIANI ESTUDO COMPARATIVO DAS TÉCNICAS DE MANIPULAÇÃO OSTEOPÁTICA E MOBILIZAÇÃO OSCILATÓRIA

Leia mais

ANATOMIA HUMANA I. Educação Física. Prof. Me. Fabio Milioni. Introdução à anatomia Principais formas de estudar a anatomia

ANATOMIA HUMANA I. Educação Física. Prof. Me. Fabio Milioni. Introdução à anatomia Principais formas de estudar a anatomia ANATOMIA HUMANA I Educação Física Prof. Me. Fabio Milioni Introdução à anatomia Principais formas de estudar a anatomia Anatomia Sistêmica Estudo macroscópico dos sistemas do organismo Anatomia Topográfica

Leia mais

ESTUDO RADIOLÓGICO DA PELVE

ESTUDO RADIOLÓGICO DA PELVE ESTUDO RADIOLÓGICO DA PELVE Sínfise púbica Classificação: sínfise Movimentos permitidos: mobilidade bidimensional e rotação de uns poucos milímetros em conjunto com a deformação da pelve quando na sustentação

Leia mais

GUIA DE EXERCÍCIOS LIFE ZONE TOTAL FIT

GUIA DE EXERCÍCIOS LIFE ZONE TOTAL FIT GUIA DE EXERCÍCIOS LIFE ZONE TOTAL FIT Nesse guia você encontrará 50 exercícios diferentes para fazer utilizando a sua Estação de Musculação Life Zone Total Fit. Com esses exercícios, você trabalhará diversas

Leia mais

Semiologia Ortopédica Pericial

Semiologia Ortopédica Pericial Semiologia Ortopédica Pericial Prof. Dr. José Heitor Machado Fernandes 2ª V E R S Ã O DO H I P E R T E X T O Para acessar os módulos do hipertexto Para acessar cada módulo do hipertexto clique no link

Leia mais

Classificação e diagnóstico das LER/DORT

Classificação e diagnóstico das LER/DORT Aula 06 Classificação e diagnóstico das LER/DORT 5 - CLASSIFICAÇÕES DOS GRAUS DE ACOMETIMENTO PELAS LER/DORT Grau I - É caracterizado pela sensação de peso e desconforto no membro afetado, dor localizada

Leia mais

AVALIAÇÃO NEUROLÓGICA SIMPLIFICADA

AVALIAÇÃO NEUROLÓGICA SIMPLIFICADA AVALIAÇÃO NEUROLÓGICA SIMPLIFICADA AVALIAÇÃO NEUROLÓGICA SIMPLIFICADA Linda Faye Lehman Maria Beatriz Penna Orsini Priscila Leiko Fuzikawa Ronise Costa Lima Soraya Diniz Gonçalves AVALIAÇÃO NEUROLÓGICA

Leia mais

A SÍNDROME DO IMPACTO NO OMBRO 1

A SÍNDROME DO IMPACTO NO OMBRO 1 A SÍNDROME DO IMPACTO NO OMBRO 1 SOUZA, Ronivaldo Pereira de 1 ; LUIZ, Carlos Rosemberg 2 ; BENETTI, Edson José 3 ; FIUZA, Tatiana de Sousa 4. Palavras-chave: Manguito rotator; dissecação BASE TEÓRICA

Leia mais

FRATURA 21/6/2011. Ruptura total ou parcial de um osso.

FRATURA 21/6/2011. Ruptura total ou parcial de um osso. FRATURA Ruptura total ou parcial de um osso. CLASSES TRAUMATISMOS Fechada (simples): A pele não perfurada pelas extremidades ósseas. foi Aberta (exposta): O osso se quebra, atravessando a pele, ou existe

Leia mais

ANATOMIA TEMA DA AULA: O SISTEMA MUSCULAR

ANATOMIA TEMA DA AULA: O SISTEMA MUSCULAR ANATOMIA TEMA DA AULA: O SISTEMA MUSCULAR Objetivos Mediar os conhecimentos científicos dos conteúdos propostos para que o aluno seja capaz de: Entender a morfologia dos músculos estriados esqueléticos;

Leia mais

Pedus. Técnica Cirúrgica

Pedus. Técnica Cirúrgica Técnica Cirúrgica com cunha 1. Características do produto Estabilidade angular. Orifícios de combinação. Isto torna possível usar parafusos com e sem estabilidade angular. Parafusos e placas de titânio.

Leia mais

Podemos didaticamente dividir a musculatura dos membros superiores em grupos principais: Músculo Origem Inserção Ação Psoas maior proc.

Podemos didaticamente dividir a musculatura dos membros superiores em grupos principais: Músculo Origem Inserção Ação Psoas maior proc. MIOLOGIA DO ESQUELETO APENDICULAR MIOLOGIA DO MEMBRO INFERIOR Podemos didaticamente dividir a musculatura dos membros superiores em grupos principais: Iliopsoas MÚSCULOS QUE ACIONAM A COXA Psoas maior

Leia mais

Sandro Reginaldo Presidente da SBOT-GO

Sandro Reginaldo Presidente da SBOT-GO ORTOPÉDICA PARA O JORNALISTA ESPORTIVO AGRADECIMENTOS Secretaria Municipal de Esporte e Lazer Agradecemos o apoio imprescindível do presidente da Associação Brasileira de Traumatologia Desportiva e médico

Leia mais

Tratamento Fisioterapêutico da entorse de tornozelo em inversão

Tratamento Fisioterapêutico da entorse de tornozelo em inversão 1 Tratamento Fisioterapêutico da entorse de tornozelo em inversão Jussara Karoline de Souza Ferreira 1 jussara.karoline@hotmail.com Dayana Priscila Maia Mejia 2 Pós-Graduação em Ortopedia e Traumatologia

Leia mais

Freqüentemente o aparecimento é bilateral. Observa-se uma predisposição genética, com evidencias do caráter familiar hereditário, embora nem todos

Freqüentemente o aparecimento é bilateral. Observa-se uma predisposição genética, com evidencias do caráter familiar hereditário, embora nem todos SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE Hospital Universitário Miguel Riet Corrêa - Rua Visconde de Paranaguá, 102 Rio Grande, RS CEP 96200/190 Telefone: (53) 3233 8800 Introdução:

Leia mais

AVALIAR A ANATOMIA DE SUPERFÍCIE DO MEMBRO PÉLVICO DO CÃO.

AVALIAR A ANATOMIA DE SUPERFÍCIE DO MEMBRO PÉLVICO DO CÃO. AVALIAR A ANATOMIA DE SUPERFÍCIE DO MEMBRO PÉLVICO DO CÃO. Orientar o membro em relação a sua posição in vivo. Usando os esqueletos da sala de dissecação, como auxílio, orientar o membro e decidir se você

Leia mais

18/03/2014 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA. Toca da Raposa - MG. Prof.Msc.Moisés Mendes da Silva FORMAÇÃO: Graduado em Educação Física-UFPI;

18/03/2014 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA. Toca da Raposa - MG. Prof.Msc.Moisés Mendes da Silva FORMAÇÃO: Graduado em Educação Física-UFPI; INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA Prof.Msc.Moisés Mendes da Silva FORMAÇÃO: Graduado em Educação Física-UFPI; Pós-Graduado em Educação Física Escolar-UFPI Mestre em Ciências e Saúde -UFPI EXPERIÊNCIA PROFISSICIONAL

Leia mais

Marchas, tipos de pé padrões de pé baseados em arcos plantares e sua relação com a marcha

Marchas, tipos de pé padrões de pé baseados em arcos plantares e sua relação com a marcha 1 Marchas, tipos de pé padrões de pé baseados em arcos plantares e sua relação com a marcha Kezia de Souza Nunes 1 kezia_fisioterapia@hotmail.com Dayana Giovanna Pós-graduação em Fisioterapia em Ortopedia

Leia mais

ERGONOMIA. Anatomia e Fisiologia - Limitações do Organismo Humano

ERGONOMIA. Anatomia e Fisiologia - Limitações do Organismo Humano Verificamos um exemplo, da operária, de como é importante para o profissional de Segurança e Higiene do Trabalho conhecer as limitações do corpo humano e como este pode se sobrecarregar, com o intuito

Leia mais

EXAME DO QUADRIL E DA PELVE

EXAME DO QUADRIL E DA PELVE EXAME DO QUADRIL E DA PELVE Jefferson Soares Leal O quadril é composto pela articulação coxofemural e a pelve pelas articulações sacroilíacas e pela sínfise púbica. O exame do quadril e da pelve devem

Leia mais

3ª SÉRIE PARA DORES NOS GLÚTEOS E PERNAS

3ª SÉRIE PARA DORES NOS GLÚTEOS E PERNAS 3ª SÉRIE PARA DORES NOS GLÚTEOS E PERNAS RODAR OS JOELHOS À DIREITA E À ESQUERDA SENSAÇÃO NA EXECUÇÃO: alívio na articulação dos joelhos e tornozelos. INDICAÇÃO TERAPÊUTICA: dores nas articulações dos

Leia mais

Exercícios Práticos de Anatomia Veterinária

Exercícios Práticos de Anatomia Veterinária Unic - Universidade de Cuiabá Faculdade de medicina veterinária - 1 - Disciplina de Ciências Morfofuncionais Aplicadas a Medicina Veterinária I Exercícios Práticos de Anatomia Veterinária SUMÁRIO - 2 -

Leia mais

Podologia - calcanheiras. Podologia - calcanheiras Ref. TL-616

Podologia - calcanheiras. Podologia - calcanheiras Ref. TL-616 Podologia Podologia Podologia - calcanheiras Podologia - calcanheiras Ref. TL-616 CALCANHEIRA DE SILICONE TRANSPARENTE - FINA JOELHEIRA EM NEOPRENO RÓTULA ABERTA E BARRAS FLÉXIVEIS LATERAIS E BANDAS DE

Leia mais

RM do Tornozelo. Revisão Temática, 9 Março 2011. Lara Rodrigues Moderador: Dr. Alfredo Gil Agostinho. Clínica Universitária de Radiologia

RM do Tornozelo. Revisão Temática, 9 Março 2011. Lara Rodrigues Moderador: Dr. Alfredo Gil Agostinho. Clínica Universitária de Radiologia RM do Tornozelo Revisão Temática, 9 Março 2011 Lara Rodrigues Moderador: Dr. Alfredo Gil Agostinho Clínica Universitária de Radiologia Director: Prof. Dr. Filipe Caseiro Alves Introdução Ressonância Magnética

Leia mais

Artroscopia do Cotovelo

Artroscopia do Cotovelo Artroscopia do Cotovelo Dr. Marcello Castiglia Especialista em Cirurgia do Ombro e Cotovelo Artroscopia é uma procedimento usado pelos ortopedistas para avaliar, diagnosticar e reparar problemas dentro

Leia mais

Acupuntura no tratamento de Dor no Joelho.

Acupuntura no tratamento de Dor no Joelho. Acupuntura no tratamento de Dor no Joelho. Janaina Gloria de Oliveira 1 Dayana Priscila Maia Mejia 2 e-mail: jgoliveira79@hotmail.com Pós-graduação em Acupuntura Faculdade Ávila Resumo A Acupuntura surgiu

Leia mais

Objetivo O trabalho tem objetivo de demonstrar a importância do uso de órteses em pacientes com hanseníase que possui um comprometimento neural.

Objetivo O trabalho tem objetivo de demonstrar a importância do uso de órteses em pacientes com hanseníase que possui um comprometimento neural. A UTILIZAÇÃO DE ÓRTESES EM PACIENTES COM HANSENIASE Cléocione Araújo de Moraes-cleo_moraes9@hotmail.com Natália Santos Raymundo-nathisan@bol.com.br Pedro Paulo Todareli-soupepo@hotmail.com.br Paula Sandes

Leia mais

POSICIONAMENTOS RADIOLÓGICOS DOS MEMBROS INFERIORES

POSICIONAMENTOS RADIOLÓGICOS DOS MEMBROS INFERIORES POSICIONAMENTOS RADIOLÓGICOS DOS MEMBROS INFERIORES Michele Patrícia Muller Mansur Vieira 1 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS A radiografia é, geralmente, a primeira escolha médica como método de diagnóstico por

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA GINÁSTICA 1 GINÁSTICA NO SOLO

EDUCAÇÃO FÍSICA GINÁSTICA 1 GINÁSTICA NO SOLO EDUCAÇÃO FÍSICA GINÁSTICA Para a realização dos exercícios de ginástica, foram usados alguns materiais e aparelhos, cuja manipulação e utilização, exigiram determinados cuidados específicos: Tapete de

Leia mais

Diretrizes Assistenciais. UPA Ortopedia

Diretrizes Assistenciais. UPA Ortopedia Diretrizes Assistenciais UPA Ortopedia Versão eletrônica atualizada em fev/2012 DIRETRIZ DE ATENDIMENTO ORTOPÉDICO NAS UNIDADES DE PRIMEIRO ATENDIMENTO (UPAs) DO HOSPITAL ISRAELITA ALBERT EINSTEIN As Unidades

Leia mais

ESTUDO RADIOLÓGICO DA COLUNA LOMBAR

ESTUDO RADIOLÓGICO DA COLUNA LOMBAR ESTUDO RADIOLÓGICO DA COLUNA LOMBAR VERTEBRAS LOMBARES 5 9 3 10 1 6 4 8 2 1- processo espinhoso 2- processo transverso 3- corpo 4- processo articular inferior 5- processo articular superior 6- incisura

Leia mais

Lesões Meniscais. O que é um menisco e qual a sua função.

Lesões Meniscais. O que é um menisco e qual a sua função. Lesões Meniscais Introdução O menisco é uma das estruturas mais lesionadas no joelho. A lesão pode ocorrer em qualquer faixa etária. Em pessoas mais jovens, o menisco é bastante resistente e elástico,

Leia mais

Tornozelo - Pé. Tornozelo - Pé Cinesiologia. Renato Almeida

Tornozelo - Pé. Tornozelo - Pé Cinesiologia. Renato Almeida Tornozelo - Pé Questão de Concurso Treinando... (SERTANEJA - PR) Os músculos fibular longo, fibular curto e terceiro fibular realizam qual movimento? a) Flexão do joelho. b) Eversão do pé. c) Plantiflexão

Leia mais

Lesões Esportivas. Curso de Fisioterapia Disciplina: Socorros e urgências 2015

Lesões Esportivas. Curso de Fisioterapia Disciplina: Socorros e urgências 2015 Lesões Esportivas Curso de Fisioterapia Disciplina: Socorros e urgências 2015 Lesões esportivas Primeiros socorros no local Evitar agravamento da dor e lesões Favorecer a reabilitação Lesões esportivas

Leia mais

Constituição do Esqueleto

Constituição do Esqueleto O ESQUELETO HUMANO Funções do Esqueleto O esqueleto humano constitui a estrutura que dá apoio ao corpo, protege os órgãos internos e assegura a realização dos movimentos, juntamente com o sistema muscular.

Leia mais