RESUMO EXECUTIVO PESQUISA: Relação da população de Natal com a leitura: Uma Abordagem Quantitativa

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESUMO EXECUTIVO PESQUISA: Relação da população de Natal com a leitura: Uma Abordagem Quantitativa"

Transcrição

1 RESUMO EXECUTIVO PESQUISA: Relação da população de Natal com a leitura: Uma Abordagem Quantitativa Contratante: INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO - IDE Realização : CERTUS PESQUISA E CONSULTORIA Coordenação: Mardone Cavalcante França Natal/RN, junho/2014 CGC: / Inscrição Municipal:

2 Sumário 1- Como foi feita a pesquisa Objetivos Gerais O instrumento de coleta dos dados A amostra Perfil dos Entrevistados Práticas de leitura da população de Natal Práticas de leitura de jornal Práticas de leitura de revista Incentivo à leitura CGC: / Inscrição Municipal:

3 1 Como foi feita a pesquisa Objetivos Gerais Os objetivos especificados para esta pesquisa cobrem um amplo espectro do tema Relação da população de Natal com a leitura, como será demonstrado no decorrer da apresentação das informações contidas neste documento. Os objetivos gerais são os seguintes: Conhecer o perfil do público leitor da cidade de Natal; Conhecer as práticas de leitura do público leitor da cidade de Natal; Identificar as formas e as dificuldades de acesso da população de Natal à leitura; Conhecer as preferências de leitura da população de Natal; Investigar a forma de relação da população com as novas tecnologias de acesso, via Internet; Identificar o perfil de leitores de outras modalidades de leitura como jornais e revistas; Colher a opinião dos natalenses sobre ações e iniciativas público-privadas que estimulem a leitura O instrumento de coleta dos dados O instrumento (questionário) concebido para colher as informações que respondessem a estes objetivos, foi estruturado em 38 questões, parte delas com respostas únicas e múltiplas, organizadas em questões fechadas e abertas com abordagem estimulada e espontânea. O questionário foi estruturado em quatro blocos temáticos: 1- Questões de perfil sócio e demográfico dos entrevistados; 2- Questões sobre as práticas de leitura de livro (literatura); 3- Questões sobre as práticas de leitura de jornais e revistas (não técnicos) 4- Questões de opinião sobre ações e iniciativas para estimular a leitura na população natalense. CGC: / Inscrição Municipal:

4 1.3- A amostra Foi selecionada uma amostra aleatória estratificada com partilha proporcional com 805 entrevistas domiciliares e em alguns pontos estratégicos de Natal. A amostra cobrir 34 bairros distribuídos nas quatro Regiões administrativas de Natal pré-estratificada por sexo, idade e zona. O público alvo da pesquisa foi a população de Natal com idade igual ou superior a 14 anos. A pósestratificação será feita por escolaridade, renda familiar, religião e profissão dos entrevistados. O erro amostral presumido é 3% para mais ou para menos com um coeficiente de confiança de 95%. O trabalho de campo foi realizado no período de 19 a 22 de junho de Ver os detalhes da estruturação da amostra em O perfil dos entrevistados, neste documento. 2 - Perfil do entrevistado Com relação à renda familiar (soma dos ganhos de todos os membros da família), sua distribuição é marcadamente de perfil assimétrico corroborando a já conhecida desigualdade de renda observada em Natal. Focando os extremos da distribuição, constata-se que na cauda inferior, correspondente às famílias com renda abaixo de três salários mínimos, situam-se 50,81% das famílias natalenses, enquanto, na ponta superior, com renda superior a dez salários mínimos, concentra-se apenas 9,93% das famílias. 2.1 Sexo e idade Com pode ser visto na tabela 01 e no gráficos 01 as mulheres correspondem a 54% dos entrevistados e os homens 46%, correspondendo com a repartição por sexo da população alvo desta pesquisa, dado pelo Censo demográfico do IBGE de As cinco faixas em que estão distribuídas as idades dos entrevistados estão apresentadas com os respectivos percentuais de cada faixa no gráfico 02. Pode constatar maior concentração nas idades adultas, 25 a 49 anos, no centro da distribuição das idades englobando 52% do total dos entrevistados. Observa-se um caimento nas faixas extremas mais CGC: / Inscrição Municipal:

5 jovens (14 a 17 anos) e idosa (acima de 60 anos), característica demográfica típica da população de Natal. Tabela 01 Distribuição de frequência dos entrevistados quanto ao sexo Sexo Abs % Masculino ,96 Feminino , ,00 Gráfico 01 - Distrubuição dos entrevistados, segundo o sexo 54,04% 45,96% Masculino Feminino Gráfico 02 -Distribuição dos entrevistados, segundo a idade 30,00% 25,00% 20,00% 18,26% 24,10% 27,95% 15,00% 10,00% 5,00% 8,07% 10,68% 10,93% 0,00% 14 a 17 anos 18 a 24 anos 25 a 34 anos 35 a 49 anos 50 a 59 anos 60 anos ou + % 8,07% 18,26% 24,10% 27,95% 10,68% 10,93% CGC: / Inscrição Municipal:

6 2.2 Escolaridade e renda O perfil dos entrevistados concernente a estes dois aspectos estão ilustrados nos gráficos 03 e 04 respectivamente. Verifica-se que o nível de escolaridade modal corresponde aqueles que têm o ensino médio completo e incompleto, representando 43,35% do total da amostra investigada. A categoria pós-graduação é resultante da junção das subcategorias: especialização, mestrado, doutorado e pós-doutorado. Como se vê no gráfico 03, tem uma representação de 4,84%. Gráfico 03 -Distribuição dos entrevistados, segundo a escolaridade Pós-graduação 4,84% Nível superior 25,09% Ensino Médio 43,35% Ensino fundamental 26,21% Sem escolaridade formal 0,50% 0,00% 5,00% 10,00% 15,00% 20,00% 25,00% 30,00% 35,00% 40,00% 45,00% 50,00% Sem escolaridade Ensino Ensino Médio Nível superior Pós-graduação formal fundamental Série1 0,50% 26,21% 43,35% 25,09% 4,84% A distribuição de renda familiar (soma dos ganhos de todos os membros da familia) se mostrou de perfill acentuadamente assimétrico confirmando o mantra da indesejável desigualdade de renda da população de Natal. Analisando as informações do gráfico 04, verifica-se este fato comparando-se os dois extremos da distribuição. Do lado dos que ganham abaixo de três salários mínimos, se concentra CGC: / Inscrição Municipal:

7 50,81% das familias, enquanto, no extremo dos que ganham acima de 10 salários mínimos, apenas 9,93%. Isso confirma o mantra da indesejável desigualdade que se observa em Natal. Gráfico 04 -Distribuição dos entrevistados quanto a renda familiar 45,00% 43,85% 40,00% 35,00% 30,00% 25,00% 20,00% 15,00% 14,29% 11,68% 10,00% 5,00% 6,96% 6,83% 5,71% 4,22% 4,97% 1,49% 0,00% Menos + 1 a a a a a + de 15 NS NR de 1 SM SM SM SM SM 15 SM SM % 6,96% 43,85% 14,29% 11,68% 6,83% 5,71% 4,22% 4,97% 1,49% No gráfico 05 apresenta-se como se reparte a população natalense no tocante à religião. Predomina a religião católica com quase 60 %, seguindo à distância, as evangélicas com 25%. Outras opções no terreno da fé aparecem com percentuais bem inferiores. A distribuição geográfica da população natalense aparece ilustrada no gráfico 06. As duas regiões mais populosas são, respectivamente, a zona Norte e a zona Oeste com 36,65% e 26,09%, que não por coincidência do acaso são as duas mais deprimidas social e economicamente. A zona com menor contingente populacional é a zona Leste com 14,53%. Numa posição intermediária se acha a zona sul, com 23,73% de participação na população alvo da pesquisa. Ressalte-se, que a sul se destaca como aquela que concentra a maioria dos bairros de classe média de Natal, e experimenta um processo de dinamismo urbanístico e econômico. CGC: / Inscrição Municipal:

8 Gráfico 05 -Distrubuição dos entrevistados, segundo, a religião 3,11% 2,86% 0,87% 8,45% 24,84% 59,88% Católica Evangélica Espírita Ateu/Agnóstico Outras Nenhum CGC: / Inscrição Municipal:

9 Gráfico 06- Distribuição dos entrevistados, segundo as Regiões Administrativas 40,00% 35,65% 35,00% 30,00% 25,00% 23,73% 26,09% 20,00% 14,53% 15,00% 10,00% 5,00% 0,00% % 35,65% 23,73% 14,53% 26,09% 3 Práticas de leitura do Natalense 3.1 O significado da leitura Gráfico 07 - Distribuições das citações dos entrevistados sobre o significado da leitura - Natal 2014 A base do conhecimento Uma forma de aprender 28,63 28,21 Um prazer 20,24 Um passatempo 9,80 Uma obrigação 7,69 Uma forma de valorização pessoal 4,58 Uma chatice Outras 0,63 0,21 0,00 5,00 10,00 15,00 20,00 25,00 30,00 Percentual de citações CGC: / Inscrição Municipal:

10 3.3 Por sexo e idade Tabela 03- Distribuição dos entrevistados conforme a prática de leitura de livros, Segundo a idade e sexo Natal, 2014 Leitura de livro Sexo Idade (em anos) 14 a a a a a ou + Sim Masculino 35,69% 40,00% 30,43% 40,26% 30,67% 39,39% 40,63% 100,00% Feminino 64,31% 60,00% 69,57% 59,74% 69,33% 60,61% 59,38% 100,00% 38,88% 38,46% 47,26% 39,90% 33,48% 39,29% 36,36% 100,00% Sexo Não Masculino 52,35% 62,50% 58,44% 46,55% 56,38% 50,98% 39,29% 100,00% Feminino 47,65% 37,50% 41,56% 53,45% 43,62% 49,02% 60,71% 100,00% 61,12% 61,54% 52,74% 60,10% 66,52% 60,71% 63,64% 100,00% idade (%) 8,13% 18,25% 24,13% 28,00% 10,50% 11,00% 100,00% CGC: / Inscrição Municipal:

11 Por Região administrativa e sexo Tabela 04 - Distribuição dos entrevistados conforme a prática de leitura de livros, por Região administrativa e sexo Natal, 2014 Leitura de livro Zona Sexo Sim Masculino 35,69% 33,90% 33,33% 42,31% 36,84% 100,00% Feminino 64,31% 66,10% 66,67% 57,69% 63,16% 100,00% 38,88% 41,40% 44,21% 45,22% 27,14% 100,00% Sexo Não Masculino 52,35% 44,31% 60,38% 63,49% 50,98% 100,00% Feminino 47,65% 55,69% 39,62% 36,51% 49,02% 100,00% 61,12% 58,60% 55,79% 54,78% 72,86% 100,00% Zona (%) 35,63% 23,75% 14,37% 26,25% 100,00% Dos 39% que se declararam leitores de livros, no geral, 64,43% são mulheres e 35,69% homens, ou seja. As mulheres leem quase duas vezes mais que os homens. Em todas as zonas de Natal, o público leitor feminino é majoritariamente maior que o público masculino, como se pode ver na tabela Por religião Sem religião Outras Espírita Evangélica Católica Gráfico 08 - Práticas de leitura de livro, segundo a religião, Natal, ,88% 34,58% 41,18% 42,93% 57,14% 54,55% 64,00% 64,00% Em termos relativos os espíritas são os que mais leem, livros, comparados à outras 0,00% 20,00% 40,00% 60,00% 80,00% CGC: / Inscrição Municipal:

12 3.6 Por renda familiar Práticas de leitura de livros, segundo a renda familiar (em Salários míminos) - Natal ,47% 4,82% 6,43% 5,47% 10,29% Renda Familiar 12,54% 16,40% 38,59% 38,59% O maior contingente de leitores de livro está entres aqueles cuja renda familiar está entre um e três salários minimos. < a a a a a 15 + de 15 NS/NR CGC: / Inscrição Municipal:

13 3.7 - Homens e mulheres adultos leem mais Gráfico 10 - Práticas de leitura de livros dos homens, segundo a idade, Natal ,93% Homens com idade de 25 a 34 anos são os que mais leem livros em Natal. 11,71% 11,71% 9,01% 18,92% 20,72% 27,93% 14 a a a 34s 35 a a ou + Gráfico 11 - Práticas de leitura de livros das mulheres, segundo a idade - Natal ,00% Mulheres com idade de 35 a 49 anos são os que mais leem livros em Natal. 10,00% 9,50% 7,50% 24,00% 26,00% 23,00% 14 a a a 34s 35 a a ou + CGC: / Inscrição Municipal:

14 3.8 Por escolaridade Gráfico 12 - Práticas de leitura de livros, segundo a escolaridade Natal ,33% 9,65% 12,86% Natal 41,16% 41,16% O maior índice de leitura de livros está entre os que têm o ensino médio completo ou incompleto. Sem escolaridade formal Ensino fundamental Ensino Médio Nível superior Pós-graduação 3.9 Por Região administrativa Gráfico 13 - Práticas de leitura de livros, segundo a Região administrativa - Natal ,33% 16,72% 37,94% A Região norte tem a maior contingente de população leitora de Natal 27,01% CGC: / Inscrição Municipal:

15 3.10. Livros lidos por ano 40,00% Gráfico 08 - Quantidade de livros lidos por ano, Natal, ,00% 30,00% 25,00% Média de livros lidos por ano pelos natalenses: Homem = 4,11; Mulher = 4,08 ; = 4,10 35,56% 20,00% 15,00% 10,00% 9,17% 12,78% 16,67% 11,94% 13,06% 5,00% 0,00% Quantidade de livros Tabela 05 - Quantos livros o(a) sr(a) lê por ano? Segundo a Região administrativa Região administrativa Um 9,14% 12,69% 8,60% 4,41% 7,58% Dois 12,74% 11,94% 9,68% 17,65% 13,64% Três 16,62% 20,15% 13,98% 8,82% 21,21% Quatro 11,91% 10,45% 11,83% 16,18% 10,61% Cinco 13,02% 17,16% 12,90% 7,35% 10,61% Seis 5,54% 4,48% 9,68% 4,41% 3,03% 7 ou mais 29,92% 23,13% 32,26% 39,71% 30,30% NS 1,11% 0,00% 1,08% 1,47% 3,03% (Abs.) 805* * 444 não se aplica CGC: / Inscrição Municipal:

16 Tabela 06 Distribuição das citações de múltiplas respostas sobre a forma de aquisição de livros s Abs % * Não sabe 1 0,16 Lidos em livrarias/sebos 46 7,47 Empréstimo de biblioteca 82 13,31 Buscados na Internet 92 14,94 Empréstimos de amigos/familiares ,24 Comprados , ,00 * Base de cálculo: das citações (múltiplas escolhas) 3.11 Como leem Tabela 07 Habitualmente, o(a) sr(a) lê livros em língua: Segundo a Região administrativa Região administrativa Portuguesa 89,20% 97,01% 77,42% 83,82% 95,45% Estrangeira 0,55% 0,00% 1,08% 1,47% 0,00% Ambas 10,25% 2,99% 21,51% 14,71% 4,55% (Abs.) 805* * 444 não se aplica CGC: / Inscrição Municipal:

17 3.12 Compra de livro por Região administrativa Gráfico 15 - Aquisição de livros por meio de compra, segundo a Região administrtiva, Natal, % 90% 80% 70% 60% 50% 40% 30% 20% 10% 0% Não compra 32,84% 19,35% 25,00% 42,42% Compra 67,16% 80,65% 75,00% 57,58% Tabela 08 Distribuição das citações de múltiplas respostas sobre a forma de aquisição de livros s Abs % * Não sabe 1 0,16 Lidos em livrarias/sebos 46 7,47 Empréstimo de biblioteca 82 13,31 Buscados na Internet 92 14,94 Empréstimos de amigos/familiares ,24 Comprados , ,00 * Base de cálculo: das citações (múltiplas escolhas) CGC: / Inscrição Municipal:

18 Tabela 09 Quantos livros o(a) sr(a) costuma comprar anualmente? Segundo Região administrativa Zona De 1 a 3 45,72% 56,86% 26,67% 45,28% 53,85% De 4 a 6 27,14% 23,53% 40,00% 16,98% 25,64% De 7 a 9 8,18% 4,90% 12,00% 9,43% 7,69% De 10 a 15 9,67% 8,82% 10,67% 11,32% 7,69% 15 ou mais 9,29% 5,88% 10,67% 16,98% 5,13% (Abs.) 805* * 536 não se aplica 3.13 Uso da internet Tabela 10 O(a) Sr(a) costuma procurar informações sobre os livros que o(a) Sr(a) lê na internet? Segundo Sexo Sexo Masculino Feminino Sim 41,00% 43,61% 39,47% Não 51,52% 50,38% 52,19% Ás vezes 7,48% 6,02% 8,33% (Abs.) 805* * 444 não se aplica Tabela 11 O(a) Sr(a) costuma consultar/ler obras literárias disponíveis na internet? Segundo Sexo Sexo Masculino Feminino Sim 25,48% 26,32% 25,00% Não 66,76% 68,42% 65,79% Ás vezes 7,76% 5,26% 9,21% (Abs.) 805* CGC: / Inscrição Municipal:

19 Tabela 12 O(a) Sr(a) é um leitor de e-book para tablets e outros meios eletrônicos? Segundo Região administrativa Região administrativa Sim 15,79% 11,94% 19,35% 13,24% 21,21% Não 81,44% 84,33% 79,57% 82,35% 77,27% NS 2,77% 3,73% 1,08% 4,41% 1,52% (Abs.) 805* * 444 não se aplica Bibliotecas Tabela 13 O(a) Sr(a) é sócio de alguma biblioteca ou algum clube de livro? Segundo a Região administrativa Região administrativa Sim 13,30% 11,94% 17,20% 11,76% 12,12% Não 86,43% 87,31% 82,80% 88,24% 87,88% NR 0,28% 0,75% 0,00% 0,00% 0,00% (Abs.) 805* * 444 não se aplica Tabela 14 No seu bairro tem alguma biblioteca? Segundo a Região administrativa Região administrativa Sim 20,78% 19,40% 12,90% 32,35% 22,73% Não 64,27% 64,18% 77,42% 47,06% 63,64% Desconhece 14,96% 16,42% 9,68% 20,59% 13,64% (Abs.) 805* * 444 não se aplica CGC: / Inscrição Municipal:

20 Tabela 15 O(a) Sr(a) já visitou alguma biblioteca pública aqui em Natal? Segundo a Região administrativa Região administrativa Sim 63,71% 64,18% 63,44% 69,12% 57,58% Não 36,29% 35,82% 36,56% 30,88% 42,42% (Abs.) 805* * 444 não se aplica Tabela 16 Porque não visitou biblioteca? Segundo a Região administrativa Região administrativa Não sei onde fica 36,43% 27,66% 51,52% 23,81% 42,86% Fica distante do bairro 7,75% 10,64% 6,06% 0,00% 10,71% Não tenho tempo 24,81% 27,66% 12,12% 38,10% 25,00% Não tenho motivação 24,03% 25,53% 27,27% 23,81% 17,86% Outras 6,98% 8,51% 3,03% 14,29% 3,57% (Abs.) 805* * 676 não se aplica 3.15 Livros lidos atualmente Tabela 17 O(a) Sr(a) está lendo algum livro atualmente? Segundo a Região administrativa Região administrativa Sim 57,10% 55,22% 64,52% 60,29% 46,88% Não 42,62% 44,03% 35,48% 39,71% 53,13% NS 0,28% 0,75% 0,00% 0,00% 0,00% (Abs.) 805* * 446 não se aplica CGC: / Inscrição Municipal:

21 4 Práticas de leitura de jornal Gráfico 16 - Leitores de jornais, segundo a Região administrativa, Natal, % 80% 60% 40% 20% 0% Não lê 62,94% 50,53% 40,17% 56,46% Lê 37,06% 49,47% 59,83% 43,54% Tabela 18 O(a) Sr(a) lê habitualmente jornais não técnicos e/ou não escolares? Segundo a Região administrativa Região administrativa Sim 44,84% 36,93% 49,21% 59,83% 43,33% Não 55,16% 63,07% 50,79% 40,17% 56,67% (Abs.) Tabela 19 Com que frequência o(a) sr(a) costuma ler jornais? Segundo a Região administrativa Região administrativa Todos os dias 35,46% 27,36% 47,87% 45,71% 24,18% De vez em quando 55,12% 62,26% 39,36% 50,00% 67,03% Finais de semana 8,86% 9,43% 12,77% 4,29% 7,69% NR 0,55% 0,94% 0,00% 0,00% 1,10% (Abs.) 805* * 444 não se aplica CGC: / Inscrição Municipal:

22 5 Práticas de leitura de revista 100% Gráfico 17- Leitores de revistas, segundo a Região administrativa - Natal, % 60% 40% 20% 0% Não lê 53,50% 41,05% 43,59% 54,76% Lê 46,50% 58,95% 56,41% 45,24% Tabela 20 O(a) Sr(a) lê habitualmente revistas não técnicas e/ou não escolares? Segundo a Região administrativa Região administrativa Sim 50,43% 46,34% 58,64% 56,41% 45,24% Não 49,57% 53,66% 41,36% 43,59% 54,76% (Abs.) CGC: / Inscrição Municipal:

23 7 Incentivo a leitura Tabela 21 Distribuição das respostas sobre a opinião do que está faltando para incentivar à população de Natal a ler s Abs % * Nenhuma opinião a dar 1 0,04 Outras 12 0,45 Mais sebos 35 1,31 Mais livrarias 109 4,08 Livros livres, disponíveis para empréstimos em vários pontos da cidade 137 5,13 Bienais e feiras de livros 144 5,39 Bibliotecas ambulantes 149 5,57 Concursos e festivais de literatura nas escolas e nos bairros da cidade 150 5,61 Incentivo á publicação de livros 162 6,06 Pequenas bibliotecas públicas em cada bairro da cidade 216 8,08 Mais projetos de incentivo á leitura 265 9,91 Campanha de publicidade com maior divulgação do livro e da leitura na TV, Jornais, Rádios, Internet, murais e outros ,25 Distribuição gratuita de livros ,00 Livros mais baratos ,50 Bibliotecas espalhadas por todas as regiões da cidade , ,00 * Base de cálculo: das citações (múltiplas escolhas) CGC: / Inscrição Municipal:

PESQUISA: Relação da população de Natal com a leitura:

PESQUISA: Relação da população de Natal com a leitura: PESQUISA: Relação da população de Natal com a leitura: Uma Abordagem A construção Quantitativa participativa do Objetivos Conhecer o perfil do público leitor da cidade de Natal; Conhecer as práticas de

Leia mais

Hábitos de Leitura. Tâmara Freitas Barros

Hábitos de Leitura. Tâmara Freitas Barros Hábitos de Leitura Tâmara Freitas Barros Um contingente de 671 mil moradores da Grande Vitória, o que corresponde a 60% da população acima de 16, não tem o costume de ler. Essa é apenas uma das constatações

Leia mais

Pesquisa Avaliação Administrativa Município de São Paulo

Pesquisa Avaliação Administrativa Município de São Paulo Pesquisa Avaliação Administrativa Município de São Paulo Dezembro 200 2 Metodologia & Amostra Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas pessoais. Objetivo

Leia mais

INTERNET E EDUCAÇÃO. Tâmara Barros. Tâmara Barros é estatística e analista de pesquisas da Futura 3235-5440 tamara@futuranet.ws

INTERNET E EDUCAÇÃO. Tâmara Barros. Tâmara Barros é estatística e analista de pesquisas da Futura 3235-5440 tamara@futuranet.ws INTERNET E EDUCAÇÃO Tâmara Barros A internet propiciou um novo ambiente de comunicação online e instantâneo, eliminando distâncias e permitindo trocas de informações a um custo acessível. Com a popularização

Leia mais

Atitudes pela Educação Novembro de 2014

Atitudes pela Educação Novembro de 2014 Atitudes pela Educação Novembro de 2014 Realização: Instituto Paulo Montenegro IBOPE Inteligência Parceiros da pesquisa: Todos Pela Educação Fundação Itaú Social Fundação Maria Cecília Souto Vidigal Fundação

Leia mais

Times de futebol com maiores torcidas em Manaus

Times de futebol com maiores torcidas em Manaus PESQUISA: Times de futebol com maiores torcidas em Manaus presentamos a seguir os resultados da pesquisa TIMES A DE FUTEBOL COM MAIORES TORCIDAS EM MANAUS realizada sob a iniciativa deste Instituto de

Leia mais

Nº 23 Março 2012. Perfil da Raça da População Cearense

Nº 23 Março 2012. Perfil da Raça da População Cearense Nº 23 Março 2012 Perfil da Raça da População Cearense Análise a partir dos dados do Censo Demográfico 2010 GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ Cid Ferreira Gomes Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho Vice Governador

Leia mais

PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA

PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA SETEMBRO /2012 ÍNDICE INTRODUÇÃO 3 1. Dimensão e características da ocupação no setor da construção civil no Brasil e na Bahia (2000 e 2010)...

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO USUÁRIO DO CRAS CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA DE PASSOS: Perfil dos usuários do CRAS Novo Horizonte Passos/MG

CARACTERIZAÇÃO DO USUÁRIO DO CRAS CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA DE PASSOS: Perfil dos usuários do CRAS Novo Horizonte Passos/MG 1 CARACTERIZAÇÃO DO USUÁRIO DO CRAS CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA DE PASSOS: Perfil dos usuários do CRAS Novo Horizonte Passos/MG Adriana de Souza Lima Queiroz 1 Cynthia Silva Machado 2 RESUMO Esta

Leia mais

HÁBITOS DE INFORMAÇÃO E FORMAÇÃO DE OPINIÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA II. Relatório de Pesquisa Quantitativa

HÁBITOS DE INFORMAÇÃO E FORMAÇÃO DE OPINIÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA II. Relatório de Pesquisa Quantitativa HÁBITOS DE INFORMAÇÃO E FORMAÇÃO DE OPINIÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA II Relatório de Pesquisa Quantitativa Dezembro de 2010 2 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 1. METODOLOGIA... 4 2. TELEVISÃO... 11 3. RÁDIO... 31

Leia mais

MAIS DA METADE DOS CAPIXABAS NÃO POSSUI PLANO DE SAÚDE

MAIS DA METADE DOS CAPIXABAS NÃO POSSUI PLANO DE SAÚDE MAIS DA METADE DOS CAPIABAS NÃO POSSUI PLANO DE SAÚDE Emmanuelle Serrano Queiroz Em alguns países, as despesas com saúde já correspondem a mais de 10% do PIB. E, um fator que será determinante para o aumento

Leia mais

Ano 3 Nº 37 Novembro de 2007. Escolaridade e Trabalho: desafios para a população negra nos mercados de trabalho metropolitanos

Ano 3 Nº 37 Novembro de 2007. Escolaridade e Trabalho: desafios para a população negra nos mercados de trabalho metropolitanos Ano 3 Nº 37 Novembro de 2007 Escolaridade e Trabalho: desafios para a população negra nos mercados de trabalho metropolitanos Escolaridade e Trabalho: desafios para a população negra nos mercados de trabalho

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS FEVEREIRO DE 2008 JOB294 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL Levantar junto à população da área em estudo opiniões relacionadas

Leia mais

Título: Características do trabalho por conta própria no Brasil

Título: Características do trabalho por conta própria no Brasil Área 4 Economia e Movimentos Sociais: mercado de trabalho e sindicalismo; política agrária e movimentos sociais no campo; economia solidária; desigualdade étnico-racial e de gênero; movimento estudantil

Leia mais

BOLSA FAMÍLIA Relatório-SÍNTESE. 53

BOLSA FAMÍLIA Relatório-SÍNTESE. 53 CAPÍTULO6 BOLSA FAMÍLIA Relatório-SÍNTESE. 53 Aspectos de gênero O Programa Bolsa Família privilegia como titulares as mulheres-mães (ou provedoras de cuidados), público que aflui às políticas de assistência

Leia mais

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Doenças Crônicas doenças do pulmão, câncer, insuficiência renal crônica e outras doenças crônicas Notas Técnicas

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Doenças Crônicas doenças do pulmão, câncer, insuficiência renal crônica e outras doenças crônicas Notas Técnicas Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Doenças Crônicas doenças do pulmão, câncer, insuficiência renal crônica e outras doenças crônicas Notas Técnicas Sumário Origem dos dados... 3 Descrição das variáveis

Leia mais

O TRABALHO E OS AGRAVOS À SAÚDE DOS PROFESSORES DA REDE PRIVADA DE ENSINO DE MINAS GERAIS

O TRABALHO E OS AGRAVOS À SAÚDE DOS PROFESSORES DA REDE PRIVADA DE ENSINO DE MINAS GERAIS O TRABALHO E OS AGRAVOS À SAÚDE DOS PROFESSORES DA REDE PRIVADA DE ENSINO DE MINAS GERAIS Celso Salim Maria das Graças de Oliveira 1 Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais SINPROMINAS 1. Introdução

Leia mais

Capítulo 3. Fichas de Qualificação de Indicadores

Capítulo 3. Fichas de Qualificação de Indicadores Capítulo 3 Fichas de Qualificação de Indicadores A Demográficos População total A.1................................... 58 Razão de sexos A.2................................... 60 Taxa de crescimento da

Leia mais

Evolução da população do Rio Grande do Sul. Maria de Lourdes Teixeira Jardim Fundação de Economia e Estatística. 1 - Introdução

Evolução da população do Rio Grande do Sul. Maria de Lourdes Teixeira Jardim Fundação de Economia e Estatística. 1 - Introdução Evolução da população do Rio Grande do Sul. Maria de Lourdes Teixeira Jardim Fundação de Economia e Estatística Área Temática: Emprego e Mercado de Trabalho, Demografia Econômica. 1 - Introdução Este texto

Leia mais

Consultando a população de sete capitais sobre meio ambiente e qualidade de vida Realização:

Consultando a população de sete capitais sobre meio ambiente e qualidade de vida Realização: Consultando a população de sete capitais sobre meio ambiente e qualidade de vida Realização: PRINCIPAL OBJETIVO PESQUISA QUANTITATIVA Fornecer informações sobre o conhecimento acerca do GREENPEACE e suas

Leia mais

Título: Formação e Condições de Trabalho do Professor Municipal da Região Sul do Brasil: implicações com a qualidade da educação

Título: Formação e Condições de Trabalho do Professor Municipal da Região Sul do Brasil: implicações com a qualidade da educação Título: Formação e Condições de Trabalho do Professor Municipal da Região Sul do Brasil: implicações com a qualidade da educação Magda Vianna de Souza 1 Marta Sisson de Castro 11 Palavras-chave: ensino

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME. Nota MDS Brasília, 02 de maio de 2011.

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME. Nota MDS Brasília, 02 de maio de 2011. Nota MDS Brasília, 02 de maio de 2011. Assunto: O perfil da Extrema Pobreza no Brasil com base nos dados preliminares do universo do Censo 2010. 1. INTRODUÇÃO O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Leia mais

Previdência Privada no Mercado Brasileiro. Nobody s Unpredictable

Previdência Privada no Mercado Brasileiro. Nobody s Unpredictable Previdência Privada no Mercado Brasileiro Nobody s Unpredictable Objetivos e Características 2 Objetivos e metodologia Metodologia Quantitativa, por meio de pesquisa amostral com questionário estruturado

Leia mais

PNAD - Segurança Alimentar 2004 2009. Insegurança alimentar diminui, mas ainda atinge 30,2% dos domicílios brasileiros

PNAD - Segurança Alimentar 2004 2009. Insegurança alimentar diminui, mas ainda atinge 30,2% dos domicílios brasileiros 1 of 5 11/26/2010 2:57 PM Comunicação Social 26 de novembro de 2010 PNAD - Segurança Alimentar 2004 2009 Insegurança alimentar diminui, mas ainda atinge 30,2% dos domicílios brasileiros O número de domicílios

Leia mais

CBL/BRACELPA/SNEL/ABRELIVROS Retrato da Leitura no Brasil. XIV Mercado Comprador

CBL/BRACELPA/SNEL/ABRELIVROS Retrato da Leitura no Brasil. XIV Mercado Comprador XIV Mercado Comprador 159 1 Quem é 159 Compradores COMPRAS DE DE LIVRO NO NO BRASIL 100% da população alfabetizada com mais de 1 anos 0% 159 Mercado Comprador PENETRAÇÃO DE DE COMPRAS DE DE LIVROS Representa

Leia mais

4. População de estudo

4. População de estudo 4. População de estudo A população de estudo é representada por 23.457 indivíduos, residentes em 10.172 domicílios, conforme figura 4.1 abaixo. No Anexo C encontram-se as informações referentes à distribuição

Leia mais

Relatório de Pesquisa

Relatório de Pesquisa Relatório de Pesquisa Intenção de compra dos riograndenses para o Natal de 2008 IPO Porto Alegre RS Rua São Manoel, 239 Rio Branco - CEP 90620-110 Fone: (51) 3286-6156 E-mail: ipo@ipo.inf.br IPO Pelotas

Leia mais

Eixo Temático 01-018 - Gestão Ambiental BARREIRAS ENCONTRADAS NA COMPRA DE PRODUTOS ORGÂNICOS NUM SUPERMERCADO DE NATAL/RN

Eixo Temático 01-018 - Gestão Ambiental BARREIRAS ENCONTRADAS NA COMPRA DE PRODUTOS ORGÂNICOS NUM SUPERMERCADO DE NATAL/RN 134 Eixo Temático 01-018 - Gestão Ambiental BARREIRAS ENCONTRADAS NA COMPRA DE PRODUTOS ORGÂNICOS NUM SUPERMERCADO DE NATAL/RN Josiane Rodrigues Eugênio; Jane Lúcia Soares Pereira; Micarla Bezerra da Silva;

Leia mais

APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA

APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA 1 de Abril de 2004 População e Sociedade Educação e Formação 2003 (Dados provisórios) APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA No último ano, mais de um milhão e meio de indivíduos com 15 ou mais anos, ou seja, 18,7,

Leia mais

Resultados 2005. Leitura e escrita

Resultados 2005. Leitura e escrita Resultados 2005 Leitura e escrita A evolução do conceito Analfabetismo absoluto X analfabetismo funcional. Alfabetismo capacidade de utilizar a linguagem escrita para diversos fins, para o próprio desenvolvimento

Leia mais

Pesquisa Pantanal. Job: 13/0528

Pesquisa Pantanal. Job: 13/0528 Pesquisa Pantanal Job: 13/0528 Objetivo, metodologia e amostra Com objetivo de mensurar o conhecimento da população sobre o Pantanal, o WWF solicitou ao Ibope um estudo nacional para subsidiar as iniciativas

Leia mais

A PRINCIPAL JUSTIFICATIVA PARA A NÃO DOAÇÃO DE ÓRGÃOS É O MEDO

A PRINCIPAL JUSTIFICATIVA PARA A NÃO DOAÇÃO DE ÓRGÃOS É O MEDO A PRINCIPAL JUSTIFICATIVA PARA A NÃO DOAÇÃO DE ÓRGÃOS É O MEDO Inayara Soares da Silva No Brasil, eiste a carência de doadores de órgãos, o que acaba dificultando os processos de transplante em todo o

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE AVIAÇÃO AGOSTO DE 2007 OPP141 IBOPE/ MQI ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL - Levantar informações sobre aviação. - Brasil. PERÍODO DE CAMPO - De 07 a

Leia mais

Características Em 2013, foram visitados 149 mil domicílios e entrevistadas 363 mil pessoas.

Características Em 2013, foram visitados 149 mil domicílios e entrevistadas 363 mil pessoas. Rio de Janeiro, 18/09/2014 1 Abrangência nacional Temas investigados: Características Características gerais dos moradores Educação Migração Trabalho e rendimento Trabalho infantil Fecundidade Características

Leia mais

O CONSUMO VIRTUAL NO BRASIL

O CONSUMO VIRTUAL NO BRASIL O CONSUMO VIRTUAL NO BRASIL Março 2015 1. PANORAMA DO CONSUMO VIRTUAL NO BRASIL Eletroeletrônicos, livros e calçados foram os itens mais comprados em 2014. Índice de satisfação do consumidor virtual brasileiro

Leia mais

Dados de Mercado 2009/10

Dados de Mercado 2009/10 Dados de Mercado 2009/10 Dados de Mercado Revolução na Mídia Fenômeno de mídia na Europa e Estados Unidos, os tablóides de distribuição gratuita chegaram ao Brasil para revolucionar o mercado de comunicação.

Leia mais

O EMPREGO DOMÉSTICO. Boletim especial sobre o mercado de trabalho feminino na Região Metropolitana de São Paulo. Abril 2007

O EMPREGO DOMÉSTICO. Boletim especial sobre o mercado de trabalho feminino na Região Metropolitana de São Paulo. Abril 2007 O EMPREGO DOMÉSTICO Boletim especial sobre o mercado de trabalho feminino na Abril 2007 Perfil de um emprego que responde por 17,7% do total da ocupação feminina e tem 95,9% de seus postos de trabalho

Leia mais

cesop OPINIÃO PÚBLICA, Campinas, Vol. 19, nº 2, novembro, 2013, Encarte Tendências. p.475-485

cesop OPINIÃO PÚBLICA, Campinas, Vol. 19, nº 2, novembro, 2013, Encarte Tendências. p.475-485 cesop OPINIÃO PÚBLICA, Campinas, Vol. 19, nº 2, novembro, 2013, Encarte Tendências. p.475-485 Este encarte Tendências aborda as manifestações populares que tomaram as grandes cidades brasileiras em junho

Leia mais

Pesquisa Quantitativa Plastivida. Setembro de 2012

Pesquisa Quantitativa Plastivida. Setembro de 2012 Pesquisa Quantitativa Plastivida Setembro de 2012 objetivo geral Verificar a opinião da população de Belo Horizonte acerca da retirada das sacolas plásticas dos estabelecimentos comerciais da cidade e

Leia mais

VOLUNTARIADO. Dihego Pansini de Souza

VOLUNTARIADO. Dihego Pansini de Souza VOLUNTARIADO Dihego Pansini de Souza No dicionário Aurélio, o significado da palavra voluntário é aquele que age espontaneamente; derivado da vontade própria, em que não há coação. Sobre a palavra voluntariado,

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE DROGAS MARÇO DE 2003 OPP 046 OBJETIVO LOCAL ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA - Levantar junto a população da área em estudo opiniões relacionadas a Drogas. - Brasil.

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA Relatório Técnico PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA O Estatuto do Idoso três anos depois da promulgação 16 a 22 de agosto de 2006 Dados Técnicos Pesquisa Pesquisa de opinião pública de abrangência restrita ao

Leia mais

Indicadores e Dados Básicos: situando Santa Catarina

Indicadores e Dados Básicos: situando Santa Catarina Secretaria da Saúde do Estado de Santa Catarina Diretoria de Planejamento e Coordenação Gerência de Estatística e Informática Setor de Mortalidadade Indicadores e Dados Básicos: situando Santa Catarina

Leia mais

Sumário Executivo. Pesquisa Quantitativa de Avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI

Sumário Executivo. Pesquisa Quantitativa de Avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa de Avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI Fundação Euclides da Cunha FEC/Data UFF Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação Ministério

Leia mais

RELATÓRIO DE PESQUISA QUANTITATIVA SOBRE DROGAS ALUNOS DO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR NATAL MARÇO E ABRIL DE 2003

RELATÓRIO DE PESQUISA QUANTITATIVA SOBRE DROGAS ALUNOS DO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR NATAL MARÇO E ABRIL DE 2003 1 RELATÓRIO DE PESQUISA QUANTITATIVA SOBRE DROGAS ALUNOS DO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR NATAL MARÇO E ABRIL DE 2003 INTRODUÇÃO A Universidade Potiguar UnP e o jornal Diário de Natal, vêm mantendo uma parceria

Leia mais

São Paulo, 14 de julho de 2004. COMÉRCIO VAREJISTA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

São Paulo, 14 de julho de 2004. COMÉRCIO VAREJISTA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO São Paulo, 14 de julho de 2004. COMÉRCIO VAREJISTA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO E OS TRABALHADORES Pulverizado, com uma grande concentração de empresas de pequeno porte - mais de 60% dos trabalhadores estão

Leia mais

6ª PESQUISA ELEITORAL REGISTRADA

6ª PESQUISA ELEITORAL REGISTRADA ESPECIFICAÇÕES DA PESQUISA METODOLOGIA E PERÍODO DE REALIZAÇÃO DA PESQUISA ESTA PESQUISA É QUANTITATIVA ATRAVÉS DE UMA AMOSTRAGEM PROBABILISTICA E ALEATÓRIA. AS ENTREVISTAS SÃO REALIZADAS POR TELEFONE

Leia mais

Será uma carta entregue em mãos após uma marcha que terá início em São Paulo logo após a eleição e terminará no Palácio do Planalto em Brasília.

Será uma carta entregue em mãos após uma marcha que terá início em São Paulo logo após a eleição e terminará no Palácio do Planalto em Brasília. Pesquisa de Opinião CONTEXTO Carta de um Brasileiro é um movimento de mobilização social com objetivo de entregar à Presidente da República eleita em outubro de 2010 os principais desejos e necessidades

Leia mais

MORADORES DE RUA E FLANELINHAS

MORADORES DE RUA E FLANELINHAS 1 MORADORES DE RUA E FLANELINHAS Leandro de Souza Lino À margem da sociedade, a quantidade de moradores de rua tem sido crescente no cotidiano das grandes cidades. E aliado a isso, a presença de flanelinhas

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE O PROCESSO DE CREDENCIAMENTO/ LEGALIZAÇÃO DE ARMAS E MUNIÇÕES NO PAÍS NOVEMBRO DE 2006 OPP478 OBJETIVO LOCAL ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA Levantar junto à população

Leia mais

Dados de Pesquisa. Destino do 13º salário dos pelotenses. Pelotas, agosto de 2009.

Dados de Pesquisa. Destino do 13º salário dos pelotenses. Pelotas, agosto de 2009. Dados de Pesquisa Destino do 13º salário dos pelotenses IPO - Porto Alegre RS Rua São Manoel, 239 Rio Branco - CEP 90620-110 Fone: (51) 3286-6156 E-mail: ipo@ipo.inf.br IPO Pelotas - RS Rua Gal. Osório,

Leia mais

Origem dos dados... 3. Descrição das variáveis disponíveis para tabulação... 4. Variáveis de conteúdo... 4

Origem dos dados... 3. Descrição das variáveis disponíveis para tabulação... 4. Variáveis de conteúdo... 4 Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Doenças Crônicas artrite/reumatismo, problema crônico de coluna, distúrbio osteomuscular relacionado ao trabalho (DORT), depressão e outros problemas mentais Notas

Leia mais

FUNDEP. Pesquisa de Opinião Pública Nacional

FUNDEP. Pesquisa de Opinião Pública Nacional FUNDEP Pesquisa de Opinião Pública P Nacional Junho de 2008 ROTEIRO I. METODOLOGIA II. PERFIL DOS ENTREVISTADOS III. PERCEPÇÃO DA CORRUPÇÃO IV. INTERESSE PÚBLICO E CORRUPÇÃO V. COMBATE À CORRUPÇÃO: POLÍCIA

Leia mais

Epidemiologia da Transmissão Vertical do HIV no Brasil

Epidemiologia da Transmissão Vertical do HIV no Brasil Epidemiologia da Transmissão Vertical do HIV no Brasil Letícia Legay Vermelho*, Luíza de Paiva Silva* e Antonio José Leal Costa** Introdução A transmissão vertical, também denominada materno-infantil,

Leia mais

População jovem no Brasil: a dimensão demográfica

População jovem no Brasil: a dimensão demográfica População jovem no Brasil: a dimensão demográfica Introdução O conhecimento detalhado dos aspectos demográficos, sociais, culturais, econômicos, de saúde, entre tantos outros, que dizem respeito a segmentos

Leia mais

Os brasileiros diante da microgeração de energia renovável

Os brasileiros diante da microgeração de energia renovável Os brasileiros diante da microgeração de energia renovável Contexto Em abril de 2012, o governo através da diretoria da agência reguladora de energia elétrica (ANEEL) aprovou regras destinadas a reduzir

Leia mais

PERFIL DOS PARTICIPANTES DO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO BOM NEGÓCIO PARANÁ NA REGIÃO SUDOESTE DO PARANÁ

PERFIL DOS PARTICIPANTES DO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO BOM NEGÓCIO PARANÁ NA REGIÃO SUDOESTE DO PARANÁ 1 PERFIL DOS PARTICIPANTES DO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO BOM NEGÓCIO PARANÁ NA REGIÃO SUDOESTE DO PARANÁ Marta Paiz 1 Márcia Bonifácio Stooc 2 Adriana Picagevicz Mellk 3 Jaime Antonio Stoffel 4 Nelson Alpini

Leia mais

FORMULÁRIO PARA RECADASTRAMENTO DAS BIBLIOTECAS PÚBLICAS MUNICIPAIS

FORMULÁRIO PARA RECADASTRAMENTO DAS BIBLIOTECAS PÚBLICAS MUNICIPAIS GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA SUPERINTENDÊNCIA DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS E SUPLEMENTO LITERÁRIO FORMULÁRIO PARA RECADASTRAMENTO DAS BIBLIOTECAS PÚBLICAS MUNICIPAIS DO

Leia mais

Job: 11/1217 PROJETO ÁGUA

Job: 11/1217 PROJETO ÁGUA Job: 11/1217 PROJETO ÁGUA Introdução Introdução Com objetivo de compreender melhor o uso da água e o nível de consciência da população em relação aos problemas relativos ao tema, o WWF solicitou ao Ibope

Leia mais

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD 2011

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD 2011 Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD 2011 Rio de Janeiro, 21/09/2012 1 Abrangência nacional Temas investigados: Características Características gerais dos moradores Educação Migração Trabalho

Leia mais

RIO ACOLHEDOR I - PACIÊNCIAUNIDADE MUNICIPAL DE REINSERÇÃO SOCIAL. PERFIL DOS ACOLHIDOS: Uso de crack e outras drogas e Estado de origem.

RIO ACOLHEDOR I - PACIÊNCIAUNIDADE MUNICIPAL DE REINSERÇÃO SOCIAL. PERFIL DOS ACOLHIDOS: Uso de crack e outras drogas e Estado de origem. RIO ACOLHEDOR I - PACIÊNCIAUNIDADE MUNICIPAL DE REINSERÇÃO SOCIAL PERFIL DOS ACOLHIDOS: Uso de crack e outras drogas e Estado de origem. APRESENTAÇÃO 1. PERFIL DE ACOLHIDOS USUARIOS DE CRACK E OUTRAS DROGAS

Leia mais

Pesquisa do Zoom revela: 78% dos consumidores encontram melhor preço na internet do que em loja física

Pesquisa do Zoom revela: 78% dos consumidores encontram melhor preço na internet do que em loja física DINO - Divulgador de Notícias Pesquisa do Zoom revela: 78% dos consumidores encontram melhor preço na internet do que em loja física O levantamento traça um perfil do e-consumidor e mostra que os brasileiros

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE RELIGIÃO A B R I L D E 2 0 0 6 O P P 0 7 1 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL - Levantar com a população da área em estudo opiniões relacionadas a religião.

Leia mais

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Estilo de Vida Atividade física e hábito de assistir televisão Notas Técnicas

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Estilo de Vida Atividade física e hábito de assistir televisão Notas Técnicas Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Estilo de Vida Atividade física e hábito de assistir televisão Notas Técnicas Sumário Origem dos dados... 3 Descrição das variáveis disponíveis para tabulação... 4

Leia mais

TÍTULO: PESQUISA APAE DE SANTA BÁRBARA D OESTE CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: COMUNICAÇÃO SOCIAL

TÍTULO: PESQUISA APAE DE SANTA BÁRBARA D OESTE CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: COMUNICAÇÃO SOCIAL TÍTULO: PESQUISA APAE DE SANTA BÁRBARA D OESTE CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: COMUNICAÇÃO SOCIAL INSTITUIÇÃO: FACULDADE ANHANGUERA DE SANTA BÁRBARA AUTOR(ES): RODOLFO OSÓRIO

Leia mais

Pesquisa de Opinião do Consumidor Expectativas para o Natal 2014

Pesquisa de Opinião do Consumidor Expectativas para o Natal 2014 A área de Estudos Econômicos do Sistema Fecomércio MG realizou esta pesquisa com o objetivo de traçar um quadro sobre o possível comportamento do consumidor no Natal 2014. Trata-se de um instrumento capaz

Leia mais

ICS. Índice de Confiança Social 2015

ICS. Índice de Confiança Social 2015 ICS Índice de Confiança Social 2015 Introdução Metodologia Pesquisa quantitativa com aplicação de questionário estruturado, por meio de entrevistas face-a-face. Local da pesquisa Brasil. Universo A pesquisa

Leia mais

2 ASPECTOS DEMOGRÁFICOS

2 ASPECTOS DEMOGRÁFICOS 2 ASPECTOS DEMOGRÁFICOS Neste capítulo se pretende avaliar os movimentos demográficos no município de Ijuí, ao longo do tempo. Os dados que fomentam a análise são dos censos demográficos, no período 1920-2000,

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego PME. Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada

Pesquisa Mensal de Emprego PME. Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada Pesquisa Mensal de Emprego PME Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Algumas das principais

Leia mais

Reforma Política. Pesquisa telefônica realizada pelo IBOPE Inteligência a pedido do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil

Reforma Política. Pesquisa telefônica realizada pelo IBOPE Inteligência a pedido do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil Reforma Política Pesquisa telefônica realizada pelo IBOPE Inteligência a pedido do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil Introdução 2 Objetivos Abrangência Geográfica Método de coleta Datas

Leia mais

Pesquisa Comunicação Interna

Pesquisa Comunicação Interna Pesquisa Comunicação Interna 2 setembro 2007 7DADOS COMPARATIVOS 2002, 2005 E 2007 Associação Brasileira de Comunicação Empresarial DATABERJE Instituto ABERJE de Pesquisa 1 1 2 Pesquisa Comunicação Interna

Leia mais

Cenário Epidemiológico do Estado de Alagoas

Cenário Epidemiológico do Estado de Alagoas Cenário Epidemiológico do Estado de Alagoas Situação epidemiológica da AIDS em Alagoas 1 Registro de caso Total de casos Nº de óbitos Até 06.2010 1986 3842 949 (fonte MS/SVS/Departamento de DST/Aids e

Leia mais

O espaço dos jovens e dos idosos no mercado de trabalho atual. Resumo

O espaço dos jovens e dos idosos no mercado de trabalho atual. Resumo O espaço dos jovens e dos idosos no mercado de trabalho atual Amilton Moretto Palavras-chave:,, Ocupação, Mercado de trabalho. Resumo O artigo analisa o espaço que jovens e as pessoas idosas têm ocupado

Leia mais

DataSenado. Secretaria de Transparência DataSenado. Março de 2013

DataSenado. Secretaria de Transparência DataSenado. Março de 2013 Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher DataSenado Março de 2013 Mulheres conhecem a Lei Maria da Penha, mas 700 mil ainda sofrem agressões no Brasil Passados quase 7 desde sua sanção, a Lei 11.340

Leia mais

Pesquisa APAE de Santa Bárbara d Oeste 1

Pesquisa APAE de Santa Bárbara d Oeste 1 Pesquisa APAE de Santa Bárbara d Oeste 1 Caroline Matias VENTURA 2 Edinelson Cristiano PRAZER 3 Oziel CARVALHO 4 Pâmela FARIA 5 Raphael Laudissi PINHEIRO 6 Rodolfo MIRANDA 7 Paulo César D'ELBOUX 8 Vivian

Leia mais

ÍNDICE IPARDES DE DESEMPENHO MUNICIPAL - IPDM

ÍNDICE IPARDES DE DESEMPENHO MUNICIPAL - IPDM ÍNDICE IPARDES DE DESEMPENHO MUNICIPAL - IPDM CURITIBA 2010 2 1 ÍNDICE IPARDES DE DESEMPENHO MUNICIPAL - IPDM O Índice Ipardes de Desempenho Municipal (IPDM) procura avaliar a situação dos municípios paranaenses,

Leia mais

Vitimização e Armas de fogo no Brasil. Claudio Beato CRISP Centro de Estudos em Criminalidade e Segurança Pública

Vitimização e Armas de fogo no Brasil. Claudio Beato CRISP Centro de Estudos em Criminalidade e Segurança Pública Vitimização e Armas de fogo no Brasil Claudio Beato CRISP Centro de Estudos em Criminalidade e Segurança Pública Questões relacionadas ao controle de armas As armas protegem as pessoas? A sociedade está

Leia mais

o Mercado de Trabalho Formal

o Mercado de Trabalho Formal 2 mercado dinâmico e em evolução O Sindicato de Engenheiros no Estado de Minas Gerais (Senge-MG) reapresenta sua Cartilha do Mercado de Trabalho, contemplando agora os anos de 2011 e 2012. A cartilha tem

Leia mais

TRADIÇÕES RELIGIOSAS

TRADIÇÕES RELIGIOSAS TRADIÇÕES RELIGIOSAS Emmanuelle Serrano Queiroz Leandro de Souza Lino A religião é resultado da forma como escolhemos para nos ligar a Deus, e as Igrejas são as instituições que nos ajudam a fazer essa

Leia mais

CUIDADOS COM A BELEZA

CUIDADOS COM A BELEZA CUIDADOS COM A BELEZA Dihego Pansini Getúlio Cantão Quando observamos os padrões de beleza determinados pela sociedade no decorrer dos, podemos perceber que a mesma possui uma característica de transitoriedade,

Leia mais

MAIORIA NÃO CONVERSA COM A FAMÍLIA SOBRE DOAÇÃO DE ÓRGÃOS

MAIORIA NÃO CONVERSA COM A FAMÍLIA SOBRE DOAÇÃO DE ÓRGÃOS MAIORIA NÃO CONVERSA COM A FAMÍLIA SOBRE DOAÇÃO DE ÓRGÃOS Emmanuelle Serrano Queiroz No Brasil, a doação de órgãos é, sem dúvida, um tema que sempre está em discussão, principalmente no que se refere às

Leia mais

DENGUE. Jamila Rainha Jamila Rainha é cientista social e consultora de Pesquisa 3235-5436/9959-2986

DENGUE. Jamila Rainha Jamila Rainha é cientista social e consultora de Pesquisa 3235-5436/9959-2986 DENGUE A Secretaria de Saúde do Estado do Espírito Santo confirmou a primeira morte causada por dengue hemorrágica no ano de 2009. A vítima era moradora da Serra (terceiro município em números de casos

Leia mais

PESQUISA MENSAL DE EXPECTATIVA DE CONSUMO (PMEC-IPMN): Presente de amigo secreto e Compras pela internet RECIFE PESQ. Nº 041/2010

PESQUISA MENSAL DE EXPECTATIVA DE CONSUMO (PMEC-IPMN): Presente de amigo secreto e Compras pela internet RECIFE PESQ. Nº 041/2010 PESQUISA MENSAL DE EXPECTATIVA DE CONSUMO (PMEC-IPMN): Presente de amigo secreto e Compras pela internet RECIFE PESQ. Nº 041/2010 ESPECIFICAÇÕES DA PESQUISA ÁREA DE ABRANGÊNCIA: Cidade do Recife. DATA

Leia mais

Pesquisa de Expectativa de Compras dos Consumidores sobre o Dia dos Pais. Agosto de 2014 Rondonópolis/MT

Pesquisa de Expectativa de Compras dos Consumidores sobre o Dia dos Pais. Agosto de 2014 Rondonópolis/MT Pesquisa de Expectativa de Compras dos Consumidores sobre o Dia dos Pais Agosto de 2014 Rondonópolis/MT ASSOCIAÇÃO COMERCIAL, INDUSTRIAL E EMPRESARIAL DE RONDONÓPOLIS ACIR. Presidente - Luis Fernando Homem

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS MARÇO DE 2014 JOB0402 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL Avaliar a atual administração do município de Acopiara. Acopiara

Leia mais

LOJAS DE RUA GANHAM A PREFERÊNCIA DO CONSUMIDOR NA HORA DE FAZER COMPRAS Inayara Soares da Silva

LOJAS DE RUA GANHAM A PREFERÊNCIA DO CONSUMIDOR NA HORA DE FAZER COMPRAS Inayara Soares da Silva LOJAS DE RUA GANHAM A PREFERÊNCIA DO CONSUMIDOR NA HORA DE FAZER COMPRAS Inayara Soares da Silva A atual praticidade na hora de fazer compras e procurar alguns tipos de serviço leva o consumidor a optar

Leia mais

MULHER NO MERCADO DE TRABALHO

MULHER NO MERCADO DE TRABALHO MULHER NO MERCADO DE TRABALHO Tâmara Freitas Barros A mulher continua a ser discriminada no mercado de trabalho. Foi o que 53,2% dos moradores da Grande Vitória afirmaram em recente pesquisa da Futura,

Leia mais

Mercado de Trabalho. O idoso brasileiro no. NOTA TÉCNICA Ana Amélia Camarano* 1- Introdução

Mercado de Trabalho. O idoso brasileiro no. NOTA TÉCNICA Ana Amélia Camarano* 1- Introdução NOTA TÉCNICA Ana Amélia Camarano* O idoso brasileiro no Mercado de Trabalho 30 1- Introdução A análise da participação do idoso nas atividades econômicas tem um caráter diferente das análises tradicionais

Leia mais

Grupo A - 1 o semestre de 2014 Gabarito Lista de exercícios 11 - Teste Qhi-quadrado C A S A

Grupo A - 1 o semestre de 2014 Gabarito Lista de exercícios 11 - Teste Qhi-quadrado C A S A Exercício 1. (2,0 pontos). Em um estudo que está sendo realizado por uma pesquisadora da Escola de Educação Física da USP, deseja-se avaliar características das lutas de judô em diferentes categorias.

Leia mais

PORTO ALEGRE E DEMAIS CAPITAIS BRASILEIRAS

PORTO ALEGRE E DEMAIS CAPITAIS BRASILEIRAS Equipe de Vigilância de Eventos Vitais, Doenças e Agravos não Transmissíveis Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde Secretaria Municipal da Saúde da Prefeitura Municipal de Porto Alegre PORTO ALEGRE

Leia mais

A INSERÇÃO DOS NEGROS NOS MERCADOS DE TRABALHO METROPOLITANOS

A INSERÇÃO DOS NEGROS NOS MERCADOS DE TRABALHO METROPOLITANOS OS NEGROS NOS MERCADOS DE TRABALHO METROPOLITANOS NOVEMBRO DE 2013 A INSERÇÃO DOS NEGROS NOS MERCADOS DE TRABALHO METROPOLITANOS A sociedade brasileira comemora, no próximo dia 20 de novembro, o Dia da

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO nº 04 HIV/AIDS 2015

BOLETIM INFORMATIVO nº 04 HIV/AIDS 2015 BOLETIM INFORMATIVO nº 04 HIV/AIDS 2015 AIDS O Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde estima que aproximadamente 734 mil pessoas vivam com HIV/aids no país, o que corresponde

Leia mais

Pesquisa sobre o Nível de Percepção da População Brasileira sobre os Fatores de Risco das Doenças Cardiovasculares

Pesquisa sobre o Nível de Percepção da População Brasileira sobre os Fatores de Risco das Doenças Cardiovasculares Pesquisa sobre o Nível de Percepção da População Brasileira sobre os Fatores de Risco das Doenças Cardiovasculares Sociedade Brasileira de Cardiologia / FUNCOR Instituto Vox Populi AstraZeneca Sociedade

Leia mais

A METODOLOGIA DA PESQUISA DE MERCADOAPLICADA À PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS

A METODOLOGIA DA PESQUISA DE MERCADOAPLICADA À PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS 1 A METODOLOGIA DA PESQUISA DE MERCADOAPLICADA À PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS Maria Lúcia Ribeiro Da COSTA 1 João Cezario Giglio MARQUES 2 RESUMO: O estudo e a pesquisa de mercado

Leia mais

PESQUISA EDUCAÇÃO FINANCEIRA. Orçamento Pessoal e Conhecimentos Financeiros

PESQUISA EDUCAÇÃO FINANCEIRA. Orçamento Pessoal e Conhecimentos Financeiros PESQUISA EDUCAÇÃO FINANCEIRA Orçamento Pessoal e Conhecimentos Financeiros Janeiro 2015 1. INTRODUÇÃO Quatro em cada dez consumidores consideram-se desorganizados financeiramente, mas sete em cada dez

Leia mais

9ª PESQUISA ELEITORAL REGISTRADA - 2º TURNO

9ª PESQUISA ELEITORAL REGISTRADA - 2º TURNO ESPECIFICAÇÕES DA PESQUISA METODOLOGIA E PERÍODO DE REALIZAÇÃO DA PESQUISA PLANO AMOSTRAL PÚBLICO PESQUISADO PESQUISA A SER FEITA COM METODOLOGIA PROBABILÍSTICA E ALEATÓRIA EM CLUSTERS (CONGLOMERADOS).

Leia mais

COMPREENDENDO PROBLEMAS DE DIVISÃO DENTRO E FORA DE UM TEXTO INFORMATIVO

COMPREENDENDO PROBLEMAS DE DIVISÃO DENTRO E FORA DE UM TEXTO INFORMATIVO COMPREENDENDO PROBLEMAS DE DIVISÃO DENTRO E FORA DE UM TEXTO INFORMATIVO Karoline Maciel Sobreira Síntria Labres Lautert Marina Ferreira da Silva Costa Fernanda Augusta Lima das Chagas Universidade Federal

Leia mais

DIEESE e SEBRAE lançam Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa

DIEESE e SEBRAE lançam Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa São Paulo, 05 de dezembro de 2011 NOTA À IMPRENSA DIEESE e SEBRAE lançam Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa O aumento no número de estabelecimentos de micro e pequenas empresas no Brasil, bem

Leia mais

Relatório Pesquisa Quantitativa

Relatório Pesquisa Quantitativa Pesquisa Quantitativa Estou Seguro_1_ 28 de fevereiro de 2011 Relatório Pesquisa Quantitativa Projeto Estou Seguro Pesquisa Quantitativa Estou Seguro_2_ > Rio de Janeiro 28 de fevereiro de 2011 Adriana

Leia mais

A INCLUSÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR NO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DA ESCOLA

A INCLUSÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR NO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DA ESCOLA A INCLUSÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR NO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DA ESCOLA CLARICE VANDERLEI FERRAZ (UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS). Resumo Segundo o MANIFESTO IFLA/UNESCO/BIBLIOTECA ESCOLAR(2002) a missão

Leia mais