Professora Orientadora: Patricia Fernades de Paiva Marcotti Turma: 7ª série A Disciplina: Artes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Professora Orientadora: Patricia Fernades de Paiva Marcotti Turma: 7ª série A Disciplina: Artes"

Transcrição

1 ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR LÉO KOHLER ENSINO FUNDAMENTAL II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA: LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA PROJETO: A Arte da Decoupage Professora Orientadora: Patricia Fernades de Paiva Marcotti Turma: 7ª série A Disciplina: Artes

2 TÍTULO: A ARTE DA DECOUPAGE Terra Boa 2008 OBJETIVOS: Desenvolver a autoconfiança e o senso crítico em relação à criação do outro e à própria criação em artes plásticas. Propiciar aos alunos das séries finais do Ensino Fundamental um contato com a história e a arte da decoupage. Participar de evento cultural e científico demonstrando e eplicando sobre produções artísticas (decoupage) pessoal e do grupo. Promover nos alunos sensibilidade para epressar-se. Alcançar conhecimentos de Artes com um trabalho acessível e próimo à realidade do aluno. INTRODUÇÃO: A Decoupage surgiu na França, no século XVII como uma imitação da pintura em porcelana chinesa. A técnica consiste em montagens feitas com recortes colados em sobreposição. É uma arte muito interessante, na qual se recorta gravuras de papel e com estas revestem-se superfícies de objetos de madeira, metal, vidro e tecido, desde pequenas caias a grandes mobiliários, dando um acabamento maravilhoso, e quando bem feito, encanta quem os vê. As figuras podem ser recortadas de papéis de várias gramaturas, guardanapos, adesivos e decalques. Basicamente a decoupage consiste na escolha das gravuras, o recorte, a colagem e por fim o acabamento, para dar a sensação de que a imagem foi pintada na peça. A beleza da técnica é que ninguém consegue repetir, mesmo usando a mais simples das gravuras. Para muitas pessoas o melhor aspecto da Decoupage é a oportunidade de produzir uma peça original com papel impresso e colado que parece ter sido pintado. Ela foi muito popular na Europa entre o século 17 e 18, com a abertura das rotas comerciais para China no século 17, muitas peças de

3 porcelana vieram para Europa. Em 1682 Luiz XIV foi presenteado pelo embaiador do Sião com um jogo de jantar. Isto nunca havia sido visto e logo entrou na moda. Os fornecedores de móveis começaram logo a fazer imitação dos desenhos laqueados com figuras asiáticas, que ficaram conhecidos como chinoiserie. Artistas famosos tinham seus desenhos ou esboços aplicados em painéis. Na Inglaterra a técnica era conhecida como japonesa. Em 1762 Robert Sayer publicou um livro com 1500 desenhos para decoupage. As Ladis da corte tinham como nova paião a decoupage e logo todas estavam recortando e colando qualquer coisa que lhes chegassem às mãos. Haviam livros e catálogos sobre o assunto. Em 1772 Mary Delany inventou uma nova técnica onde utilizava flores naturais para decoupage. Quando iniciou este hobby Mary Delani já estava com 72 anos e num período de 10 anos ela realizou em torno de 1000 trabalhos que chamava de Mosaico de papel. Na França Maria Antonieta e sua corte também aderiram à moda e faziam decoupage com imagens de artistas famosos como Boucher e Fragonard. Nas obras de decoupage feitas por Maria Antonieta em 1780 encontrava-se a seguinte frase: Découpure faite par la Reine ou Decoupage by the Queen. No século 18 as pinturas de sala foram os novos caminhos para a decoupage. Foram achados com freqüência em grandes salas de casas inglesas. As vezes cobriam paredes inteiras ou apenas parte delas. No início do século 19 a paião pelas colagens foi declinando. Reapareceu novamente na época Vitoriana. O sucesso e o retorno desta tradicional forma de artesanato talvez se devam a facilidade na sua eecução e na aplicação em diversos suportes, tendo com isto a possibilidade de modificar e decorar pequenas peças, móveis e até mesmo paredes. JUSTIFICATIVA

4 Como vimos a decoupage não é uma arte nova, mas data de épocas remotas, o que torna o seu conhecimento ainda mais interessante. Diante disso, é que resolvemos desenvolver esse projeto, que visa à melhoria da qualidade das aulas de Artes, através da aprendizagem dessa técnica. Isto irá proporcionar aos alunos, aulas mais dinâmicas, criativas e interessantes, promovendo dessa forma a formação de um aluno mais criativo, que possa entender melhor a Arte, que é um conhecimento cultural, e faz parte do cotidiano do aluno e que ele pode estender as outras pessoas da família. METODOLOGIA O trabalho terá início com pesquisas sobre técnicas de decoupage e sobre a história de sua criação. A seguir serão realizados estudos e debates dos tetos pesquisados para que todos os alunos tomem conhecimento da parte teórica dessa arte. Terminada essa etapa os alunos terão oportunidade de entrar em contato com os materiais e as técnicas utilizadas para confeccionar trabalhos de decoupage, e produzirão trabalhos para o Dia dos Pais e para a eposição na Mostra da Escola. Por fim, as peças confeccionadas serão epostas à comunidade durante a II Mostra Cultural e Científica, evento em que os alunos estarão eplicando a origem dessa arte bem como as técnicas utilizadas nesse trabalho. PASSO A PASSO DA DECOUPAGE Material usado: - 1 caia MDF - Tinta acrílica decorativa preta - Cola branca - Verniz em spray - 2 pincéis - Régua, lápis e tesoura - Fotos em diversos tamanhos

5 - Rolo para pintura - 2 lias para madeira Modo de Fazer Primeiro lie a caia por dentro e por fora. Em seguida passe a tinta acrílica e deie secar. Depois de seca, pegue uma foto grande e coloque em cima da caia para medir o tamanho. Corte o ecedente, passe cola branca bem rápido na caia e cole a foto. Faça uma leve pressão para retirar possíveis bolhas. Faça o mesmo em todas as laterais da caia. Em seguida, com um pincel passe cola branca na caia inteira. Não se preocupe porque quando a cola secar, ela ficará transparente. Para finalizar, passe o verniz em spray para dar um brilho. ORÇAMENTO Para a eecução deste projeto serão necessárias algumas peças de madeira MDF, tintas, tecidos, pincéis, bambus, folhas para decoupage, madeiras diversas, juta, cola de madeira, EVA, verniz, tesouras, etc. CRONOGRAMA ATIVIDADES Escolha do tema Pesquisas, leitura e debates 0 4 MESES/2008 O Estudo e produção de trabalhos artesanais Elaboração do material para eposição Elaboração do Pôster Escolha dos alunos e apresentação do projeto na sala Apresentação na feira Avaliação 0 8 REFERÊNCIAS

6 BANDEIRA, Sandra. A História da Decoupage. Disponível em: Acesso em: 07/ jul/2008. PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Diretrizes Curriculares de Artes para os Anos Finais do Ensino Fundamental e para o Ensino Médio. Curitiba: SEED, REZENDE, Débora Trevenzoli de. Aprenda uma técnica simples de decoupage. Disponível em:http://www.acessa.com/mulher/arquivo/artesanato/2005/02/15- decoupage/ Acesso em: 07/Jul?2008.

II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA: LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA

II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA: LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR LÉO KOHLER ENSINO FUNDAMENTAL II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA: LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA PROJETO: Arte Popular Professora Orientadora: Graciele Moreira Turma: 7ª

Leia mais

Justificativas para a Lista de Material Pedagógico Berçário 1

Justificativas para a Lista de Material Pedagógico Berçário 1 JUSTIFICATIVAS PARA O MATERIAL PEDAGÓGICO 2014 Justificativas para a Lista de Material Pedagógico Berçário 1 01-Tela de arte para pintura 30x40: usada no contexto do projeto de artes plásticas. O objetivo

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL I 3 ANOS

EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL I 3 ANOS EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL I 3 ANOS LIVROS DIDÁTICOS Livro Interdisciplinar - Material Rede RCE educação e valores (Volumes 1 e 2) 2 Volumes por ano e Agenda personalizada. Livro: Playtime STARTER Autora:

Leia mais

GRUPO ESPIRITUALISTA CABOCLO PENA AZUL PROJETO SOCIAL II PROJETO VELHO JOVEM COMISSÃO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CURITIBA

GRUPO ESPIRITUALISTA CABOCLO PENA AZUL PROJETO SOCIAL II PROJETO VELHO JOVEM COMISSÃO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CURITIBA GRUPO ESPIRITUALISTA CABOCLO PENA AZUL PROJETO SOCIAL II PROJETO VELHO JOVEM COMISSÃO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CURITIBA 2008 COMISSÃO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL PROJETO VELHO JOVEM Projeto social apresentado

Leia mais

PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL 1. Tema: Boa alimentação Área de abrangência: (x) Movimento (x) Musicalização (x) Artes Visuais (x) Linguagem Oral e Escrita (x) Natureza e Sociedade (x) Matemática 2. Duração:

Leia mais

II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA

II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR LÉO LOHLER ENSINO FUNDAMENTAL II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA PROJETO: JOGOS - A MANEIRA DIVERTIDA DE FICAR INTELIGENTE PROFESSORA ORIENTADORA:

Leia mais

TEXTURAS E SENSAÇÕES COM PINTURAS DE AMILCAR DE CASTRO: REFLEXÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA DO PIBID DE PEDAGOGIA EDUCAÇÃO INFANTIL.

TEXTURAS E SENSAÇÕES COM PINTURAS DE AMILCAR DE CASTRO: REFLEXÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA DO PIBID DE PEDAGOGIA EDUCAÇÃO INFANTIL. TEXTURAS E SENSAÇÕES COM PINTURAS DE AMILCAR DE CASTRO: REFLEXÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA DO PIBID DE PEDAGOGIA EDUCAÇÃO INFANTIL. Arachele Maria Santos 1 Maria Joseilda da Silva Oliveira 2 RESUMO Este projeto

Leia mais

Mão na roda. Projetos temáticos

Mão na roda. Projetos temáticos Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Educação infantil Publicado em 2011 Projetos temáticos Educação Infantil Data: / / Nível: Escola: Nome: Mão na roda Justificativa A origem da invenção da

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL II (4 ANOS)

EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL II (4 ANOS) EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL II (4 ANOS) LIVROS DIDÁTICOS Livro Interdisciplinar Material Rede RCE educação e valores (Volumes 1 e 2) 2 Volumes por ano e Agenda personalizada. Livro de Inglês Playtime A

Leia mais

O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa

O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa Sir on Fr anc o Peles e t ri pas do Brazil, 1993, s er ig r afi a F ot o: Fau st o F leur y O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa Com as proposições didáticas sugeridas, espera-se que os

Leia mais

Mundo Mágico do Circo

Mundo Mágico do Circo ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR LÉO KOLHER ENSINO FUNDAMENTAL II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA PROJETO: Mundo Mágico do Circo Professora Orientadora: Simone Aparecida Ribeiro

Leia mais

22/01/2016 terça-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL

22/01/2016 terça-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I TARDE MATERNAL I MANHÃ 22/01/2016 terça-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I MANHÃ - Antes de executar suas tarefas, revise a parte teórica COORDENAÇÃO MOTORA ATIVIDADES PRÁTICAS RELAXAMENTO

Leia mais

BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES

BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES 1.º PERÍODO PLANIFICAÇÃO DA ATIVIDADE DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES. Reconhecimento da importância das artes plásticas;. Desenvolvimento progressivo das possibilidades

Leia mais

APOSTILAS DO QUARTO BIMESTRE 8 ANO. TURMA 801 4º Bimestre. Aula 13

APOSTILAS DO QUARTO BIMESTRE 8 ANO. TURMA 801 4º Bimestre. Aula 13 APOSTILAS DO QUARTO BIMESTRE 8 ANO. TURMA 801 4º Bimestre Aula 13 Identidade Visual Embora você possa nunca ter ouvido falar em identidade visual, todos nós estamos sempre sendo bombardeados pelas identidades

Leia mais

Montagem de Kit Loja de Bolos Passo a Passo

Montagem de Kit Loja de Bolos Passo a Passo Montagem de Kit Loja de Bolos Passo a Passo (o kit pode ser adquirido na www.pequenasartes.com.br) O kit é bem completo e vem com praticamente tudo o que você vai precisar para montar, inclusive cola e

Leia mais

FERNANDO AUGUSTO. Desenho, pintura, fotografia, livro de artista... Alguns projetos realizados. UMBIGO MUNDO 2002-20012

FERNANDO AUGUSTO. Desenho, pintura, fotografia, livro de artista... Alguns projetos realizados. UMBIGO MUNDO 2002-20012 FERNANDO AUGUSTO Desenho, pintura, fotografia, livro de artista... Alguns projetos realizados. UMBIGO MUNDO 2002-20012 Conjunto de 100 fotografias de umbigos feitos ao longo de 10 anos em várias partes

Leia mais

Universidade Estadual de Londrina

Universidade Estadual de Londrina Universidade Estadual de Londrina Josiane de Freitas Santos Relatório de Estágio em Educação Infantil Londrina 2010 1 Josiane de Freitas Santos Relatório de Estágio em Educação Infantil Relatório final

Leia mais

Apresenta. Oficina de Stencil

Apresenta. Oficina de Stencil Apresenta Oficina de Stencil Stencil Não é apenas uma pintura qualquer criada a partir de um molde, é uma técnica de pintura que ficou famosa no mundo todo por ser rápida e simples, promovendo a comunicação

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL (2 ANOS)

EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL (2 ANOS) EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL (2 ANOS) LIVROS DIDÁTICOS Livro Interdisciplinar Material Rede RCE educação e valores (Volumes 1 e 2) 2 Volumes por ano e Agenda personalizada. PROJETO CIRANDA LITERÁRIA O projeto

Leia mais

escrita e aprimoramento da coordenação motora fina. 02 apontador de caixinha (normal)

escrita e aprimoramento da coordenação motora fina. 02 apontador de caixinha (normal) 01 caderno de desenho capa dura / A4 folha grossa / Universitário / 40 folhas / espiral horizontal 01 pasta catálogo com 100 plásticos (com parafuso) 01 pasta de plástico com grampo (sem plásticos) 01

Leia mais

A Inovação das Tecnologias da Informação e Comunicação no Ensino Online de Modelagem em Biscuit

A Inovação das Tecnologias da Informação e Comunicação no Ensino Online de Modelagem em Biscuit A Inovação das Tecnologias da Informação e Comunicação no Ensino Online de Modelagem em Biscuit Brasília/DF, maio/2012 Categoria: B- Conteúdos e Habilidades Setor Educacional: 5- Educação Continuada em

Leia mais

Ateliers de Verão Câmara Municipal do Barreiro

Ateliers de Verão Câmara Municipal do Barreiro Programação de Actividades Julho 02 (4ª) 15h00 Edifício Américo Marinho Hum! Hum! Hum! Que delícia!, sessão I 04 (6ª) 15h00 Auditório Municipal Augusto Cabrita Atelier de Movimento, sessão I 07 (2ª) 15h00

Leia mais

RECURSOS DIDÁTICOS E SUA UTILIZAÇÃO NO ENSINO DE MATEMÁTICA

RECURSOS DIDÁTICOS E SUA UTILIZAÇÃO NO ENSINO DE MATEMÁTICA RECURSOS DIDÁTICOS E SUA UTILIZAÇÃO NO ENSINO DE MATEMÁTICA Resumo: Com o enfoque na metodologia de resolução de problemas, nós, bolsistas do PIBID Matemática da UFPR, elaboramos algumas atividades destinadas

Leia mais

Jornal das Novidades Abril de 2010 Sala de 2 anos 2

Jornal das Novidades Abril de 2010 Sala de 2 anos 2 EDIÇÃO N.º: 7 AUTORES: SALA 2 30 DE ABRIL DE 2010 Centro de Bem Estar Social Creche, Jardim de Infância e CATL JORNAL DAS NOVIDADES Notícia de Última Hora Chegamos ao final do mês e a nova edição do JORNAL

Leia mais

CONTRATURNO ENSINO FUNDAMENTAL B e C (crianças que completam 7,8,9 e 10 anos de idade durante o ano letivo)

CONTRATURNO ENSINO FUNDAMENTAL B e C (crianças que completam 7,8,9 e 10 anos de idade durante o ano letivo) CONTRATURNO ENSINO FUNDAMENTAL B e C (crianças que completam 7,8,9 e 0 anos de idade durante o ano letivo) Material pessoal que é necessário IDENTIFICAR COM O NOME DA CRIANÇA, em especial UNIFORMES. A

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA BALNEÁRIA DE CARAGUATATUBA ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria Municipal da Educação. Caraguatatuba 2009

PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA BALNEÁRIA DE CARAGUATATUBA ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria Municipal da Educação. Caraguatatuba 2009 Caraguatatuba 2009 1. IDENTIFICAÇÃO Projeto Oficina Fazendo Arte Construindo Brinquedos e Espaços Educativos 1- SECRETARIA RESPONSÁVEL Secretaria Municipal de Educação 1.1 - PARCEIROS Secretaria de Assistência

Leia mais

Perguntas Freqüentes sobre a Gráfica Abril

Perguntas Freqüentes sobre a Gráfica Abril Perguntas Freqüentes sobre a Gráfica Abril Qual é o papel usado na impressão de revistas? Cada revista utiliza um tipo de papel diferente. Na gráfica são utilizados papéis do tipo LWC, SC, Couchê, Jornal

Leia mais

Bumba meu boi. Conhecer a diversidade cultural brasileira. Conhecer a lenda do bumba meu boi. Conhecer a origem das danças e folguedos.

Bumba meu boi. Conhecer a diversidade cultural brasileira. Conhecer a lenda do bumba meu boi. Conhecer a origem das danças e folguedos. 2 0 a O - fu dame tal Justificativa O projeto possibilita à criança conhecer e comparar os diferentes grupos sociais e suas tradições históricas. Consiste em apresentar atividades com a intenção de propiciar

Leia mais

Presença das artes visuais na educação infantil: idéias e práticas correntes

Presença das artes visuais na educação infantil: idéias e práticas correntes Capítulo 15 - Artes Visuais Introdução As Artes Visuais expressam, comunicam e atribuem sentido a sensações, sentimentos, pensamentos e realidade por meio da organização de linhas, formas, pontos, tanto

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA As Letrinhas Mágicas 2. EPISÓDIO(S) TRABALHADO(S) Brincadeira na Neve 3. SINOPSE DO(S) EPISÓDIO(S) ESPECÍFICO(S) O episódio Brincadeira na Neve faz

Leia mais

Projeto de intervenção

Projeto de intervenção Projeto de intervenção Tema: trabalhando com artes na educação infantil. Por: Cristiane Salvador Batista¹ Vivalda de Jesus Souza² INTRODUÇÃO Pretende-se por meio deste projeto Trabalhando Com Artes Na

Leia mais

ENSINO DE ARTE NO DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA (20 DE NOVEMBRO)

ENSINO DE ARTE NO DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA (20 DE NOVEMBRO) ENSINO DE ARTE NO DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA (20 DE NOVEMBRO) Flaviane dos Santos Malaquias flavinhamalaquias@hotmail.com Universidade Federal de Uberlândia Comunicação Relato de Experiência O presente

Leia mais

OS JOGOS PEDAGÓGICOS COMO FERRAMENTAS DE ENSINO

OS JOGOS PEDAGÓGICOS COMO FERRAMENTAS DE ENSINO OS JOGOS PEDAGÓGICOS COMO FERRAMENTAS DE ENSINO Resumo FIALHO, Neusa Nogueira FACINTER neusa_nf@yahoo.com.br Área Temática: Educação: Teorias, Metodologias e Práticas. Não contou com financiamento A falta

Leia mais

PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR. Automotiva Indústria

PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR. Automotiva Indústria PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR www.rehau.com.br Construção Automotiva Indústria DESIGN PARA MÓVEIS DA REHAU: SOLUÇÕES INOVADORAS DE SISTEMAS NO MESMO LOCAL A REHAU se estabeleceu como a principal

Leia mais

APOSTILAS DO TERCEIRO BIMESTRE 7 ANO.

APOSTILAS DO TERCEIRO BIMESTRE 7 ANO. APOSTILAS DO TERCEIRO BIMESTRE 7 ANO. TURMA 701 3º Bimestre Aula 13 Frottage ou Frottagem. A palavra Frottage vem do francês frotter, que significa esfregar. A técnica é bem simples, consiste em colocar

Leia mais

3/8/2012. Arte, Criatividade e Recreação Profa. Ma. Adriana Rodrigues da Silva. Ementa

3/8/2012. Arte, Criatividade e Recreação Profa. Ma. Adriana Rodrigues da Silva. Ementa Arte, Criatividade e Recreação Profa. Ma. Adriana Rodrigues da Silva 1 Temas em Estudo Tema 1: Tema 2: Pintura - Experiência Lúdica com as Cores 2 Ementa Tendências curriculares no ensino da arte e do

Leia mais

OFICINA. Jogos matemáticos - Notações numéricas, quantidades e operações. Letícia Fonseca Reis F. Castro Matemática 08/10/2011

OFICINA. Jogos matemáticos - Notações numéricas, quantidades e operações. Letícia Fonseca Reis F. Castro Matemática 08/10/2011 OFICINA Jogos matemáticos - Notações numéricas, quantidades e operações Letícia Fonseca Reis F. Castro Matemática 08/10/2011 Matemática Uma das finalidades de estudar matemática é aprender como se resolvem

Leia mais

O LÚDICO NO ENSINO RELIGIOSO

O LÚDICO NO ENSINO RELIGIOSO O LÚDICO NO ENSINO RELIGIOSO Brígida Karina Liechocki Nogueira da Silva Escola Municipal Professora Maria Marli Piovezan Conteúdos: Espaços Sagrados Símbolos Religiosos Tradições Religiosas Líderes Religiosos

Leia mais

Projeto Clube de Inglês - PCA

Projeto Clube de Inglês - PCA Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-escolar da Nazaré Projeto Clube de Inglês - PCA Ano letivo 2014-2015 Docente: Ana Neves Índice Págs. Introdução.. 3 Objetivos Gerais... 4 Objetivos Específicos... 5 Proposta

Leia mais

Copos e trava-línguas: materiais sonoros para a composição na aula de música

Copos e trava-línguas: materiais sonoros para a composição na aula de música Copos e trava-línguas: materiais sonoros para a composição na aula de música Andréia Veber Rede Pública Estadual de Ensino de Santa Catarina andreiaveber@uol.com.br Viviane Beineke Universidade do Estado

Leia mais

18. (Ausência de resposta).

18. (Ausência de resposta). Na sua opinião, a sua formação inicial contemplou de forma adequada o desenvolvimento de competências profissionais na área das Expressões Artísticas? Respostas Categorias 1. (Ausência de resposta). 2.

Leia mais

LISTA DE MATERIAL / 2016 PRÉ I

LISTA DE MATERIAL / 2016 PRÉ I LISTA DE MATERIAL / 2016 PRÉ I 01 apontadores com reservatório 01 borracha 01 brinquedo pedagógico próprio para a idade, de plástico ou madeira, para ficar na escola (jogos/animais/blocos) 01 caixa de

Leia mais

Criatividade feita à mão nos bairros de Curitiba

Criatividade feita à mão nos bairros de Curitiba Criatividade feita à mão nos bairros de Curitiba Curitiba tem 22 feiras distribuídas pelos bairros para comercializar o trabalho feito à mão de aproximadamente 2.000 artesãos. As feiras são administradas

Leia mais

Bumba meu boi. Conhecer a diversidade cultural brasileira. Conhecer a lenda do bumba meu boi. Conhecer a origem das danças e folguedos.

Bumba meu boi. Conhecer a diversidade cultural brasileira. Conhecer a lenda do bumba meu boi. Conhecer a origem das danças e folguedos. 5 0 a O - fu dame tal Justificativa O projeto possibilita à criança conhecer e comparar os diferentes grupos sociais e suas tradições históricas. Consiste em apresentar atividades com a intenção de propiciar

Leia mais

Plano Anual. Interação e socialização da criança no meio social familiar e escolar. Ampliação progressiva do conhecimento do mundo.

Plano Anual. Interação e socialização da criança no meio social familiar e escolar. Ampliação progressiva do conhecimento do mundo. Centro Educacional Mundo do Saber Maternal II Ano Letivo: 2013 Tema: A fazenda do tio Chico Professora: Heloiza Regina Gervin Plano Anual Eu sou tio Chico, um menino muito esperto e que adora brincar e

Leia mais

AS TICs NA EDUCAÇÃO DO CAMPO

AS TICs NA EDUCAÇÃO DO CAMPO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO E APOIO À EDUCAÇÃO COORDENADORIA DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS ESCOLA ESTADUAL VESPASIANO MARTINS

Leia mais

Introdução à Produção Gráfica

Introdução à Produção Gráfica Introdução à Produção Gráfica Flávio Gomes 1 - Sistemas de Cores Atualmente boa parte dos layouts desenvolvidos para impressão são elaborados em softwares gráficos, esses softwares utilizam um processo

Leia mais

A EDUCAÇAO INFANTIL DA MATEMÁTICA COM A LUDICIDADE EM SALA DE AULA

A EDUCAÇAO INFANTIL DA MATEMÁTICA COM A LUDICIDADE EM SALA DE AULA A EDUCAÇAO INFANTIL DA MATEMÁTICA COM A LUDICIDADE EM SALA DE AULA RODRIGUES, Patrícia Gomes Universidade Estadual de Goiás, campus Iporá patykauan_5@hotmail.com MARQUES, Daniela Cristina de Sousa Universidade

Leia mais

MATERIAL ESCOLAR 2014 EDUCAÇÃO INFANTIL 2 anos (Creche)

MATERIAL ESCOLAR 2014 EDUCAÇÃO INFANTIL 2 anos (Creche) EDUCAÇÃO INFANTIL 2 anos (Creche) Material de uso coletivo 01 foto 10x15 20 folhas de desenho A3 15 folhas de desenho A4 01 folha de E.V.A cor: 01 lixa grossa (para fogão) 04 prendedores de roupa (madeira)

Leia mais

A CONSTRUÇÃO DE UM MAPA CULTURAL PARA O ENSINO DO TEMA BIOMAS E BIODIVERSIDADE NO BRASIL : UMA A PROPOSTA DE SEQUÊNCIA DIDÁTICA

A CONSTRUÇÃO DE UM MAPA CULTURAL PARA O ENSINO DO TEMA BIOMAS E BIODIVERSIDADE NO BRASIL : UMA A PROPOSTA DE SEQUÊNCIA DIDÁTICA A CONSTRUÇÃO DE UM MAPA CULTURAL PARA O ENSINO DO TEMA BIOMAS E BIODIVERSIDADE NO BRASIL : UMA A PROPOSTA DE SEQUÊNCIA DIDÁTICA JOÃO AUGUSTO DOS REIS NETO 1, JOÃO HENRIQUE OLIVEIRA PEREIRA 2, ANTONIO FERNANDES

Leia mais

TRIANGULAÇÃO DE IMAGENS

TRIANGULAÇÃO DE IMAGENS 1 TRIANGULAÇÃO DE IMAGENS Profa. Teresa Cristina Melo da Silveira (Teca) E.M. Professor Oswaldo Vieira Gonçalves SME/PMU 1 Comunicação Relato de Experiência Triangulação de Imagens foi o nome escolhido

Leia mais

Folhas de papel, Xerox com figuras e palavras de frutas e legumes, tesoura, lápis de cor, cola, fita adesiva.

Folhas de papel, Xerox com figuras e palavras de frutas e legumes, tesoura, lápis de cor, cola, fita adesiva. ALGUNS MODELOS DE PLANOS DE AULA NVOLVNDO A EDUCAÇÃO AMBIENTAL Áreas do conhecimento: Educação ambiental Agricultura familiar Educação artística Objetivos Treinar a ortografia, Exercitar a memória. Estratégias

Leia mais

Ensino de Ciências nas séries iniciais: Ideias de atividades práticas

Ensino de Ciências nas séries iniciais: Ideias de atividades práticas Ensino de Ciências nas séries iniciais: Ideias de atividades práticas Lis Rejane Lopes Dutra Alexandre Lopes de Oliveira Lis Rejane Lopes Dutra Alexandre Lopes de Oliveira Produto educacional elaborado

Leia mais

Lista de Material 2016 1º Ano do Ensino Fundamental I

Lista de Material 2016 1º Ano do Ensino Fundamental I Lista de Material 2016 1º Ano do Ensino Fundamental I MATERIAL DE USO PESSOAL 01 Agenda escolar simples (01 página por dia) 02 Apontadores com depósito 01 Avental ou camisetona 03 Borrachas brancas macias

Leia mais

RECURSOS COM PALAVRAS E GESTOS

RECURSOS COM PALAVRAS E GESTOS RECURSOS COM PALAVRAS E GESTOS Arquivo enviado cordialmente por Alice Lirio ao Grupo virtual de Ev. Infantil Yahoo e convertido para formato PPS por Arlete Länzlinger Artes Cênicas Englobam a dramatização

Leia mais

Lista de Materiais Educação Infantil II/2016

Lista de Materiais Educação Infantil II/2016 Lista de Materiais Educação Infantil II/2016 100 folhas coloridas A4 50 folhas A3 2 pacotes de folhas colorido criativo (A4) 500 folhas A4 - branca 2 caixas de cola colorida 1 pacote de 100 palitos de

Leia mais

TRABALHANDO GEOMETRIA COM PAVIMENTAÇÃO NO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

TRABALHANDO GEOMETRIA COM PAVIMENTAÇÃO NO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL ISSN 2316-7785 TRABALHANDO GEOMETRIA COM PAVIMENTAÇÃO NO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Anderson Pereira Barcelos Universidade Federal do Espírito Santo UFES andersonpbarcelos@hotmail.com Samira Marialves

Leia mais

LISTA DE MATERIAL ESCOLAR ANO LETIVO 2015 - JARDIM I

LISTA DE MATERIAL ESCOLAR ANO LETIVO 2015 - JARDIM I N.R.I. GATO XADREZ Rua Paraíba, 96 - Pompéia Fone: 3237-4652 Santos/SP E mail: gatoxadrezinterativo@terra.com.br LISTA DE MATERIAL ESCOLAR ANO LETIVO 2015 - JARDIM I Livro: Vai Começar a brincadeira Autores:

Leia mais

Projeto Jornal Educativo Municipal

Projeto Jornal Educativo Municipal Estado de Goiás Prefeitura Municipal de Santa Bárbara de Goiás Secretaria Municipal da Educação Santa Bárbara de Goiás - GO Projeto Jornal Educativo Municipal Santa Bárbara de Goiás Janeiro/2013 Estado

Leia mais

BRINCANDO DE MATEMÁTICO

BRINCANDO DE MATEMÁTICO BRINCANDO DE MATEMÁTICO Carlos Alberto Rezende de Carvalho Junior Universidade Federal do Paraná (UFPR) carloscarvalhoj@gmail.com Janio de Jesus Cardoso Universidade Federal do Paraná (UFPR) ijanio_pt@yahoo.com.br

Leia mais

MAPA INCLUSIVO GEOGRÁFICO - M.I.G.: O LÚDICO GEOGRÁFICO

MAPA INCLUSIVO GEOGRÁFICO - M.I.G.: O LÚDICO GEOGRÁFICO MAPA INCLUSIVO GEOGRÁFICO - M.I.G.: O LÚDICO GEOGRÁFICO Maria Wanderléa Rosário dos Santos Faculdade Integrada Brasil Amazônia - FIBRA Letícia Gabrielly de Sousa Pinto Faculdade Integrada Brasil Amazônia

Leia mais

20/01/2016 Quarta-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL

20/01/2016 Quarta-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I TARDE MATERNAL I MANHÃ 20/01/2016 Quarta-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I MANHÃ - Antes de executar suas tarefas, revise a parte teórica 2ª E 3ª AULA CONHECENDO AS VOGAIS- JOGOS

Leia mais

GINCANA MATEMÁTICA, UM JEITO NOVO DE APRENDER MATEMÁTICA!

GINCANA MATEMÁTICA, UM JEITO NOVO DE APRENDER MATEMÁTICA! ISSN 2177-9139 GINCANA MATEMÁTICA, UM JEITO NOVO DE APRENDER MATEMÁTICA! Thaís Eduarda Ávila da Silveira thaisuab3@gmail.com Universidade Federal de Pelotas, Pólo Sapucaia do Sul, 92990-000 Sapucaia do

Leia mais

Caleidoscópio. Aluna: Marina Moretzsohn Portella 1. Orientadora: Profa. Dra. Maria Angela Barbato Carneiro 2

Caleidoscópio. Aluna: Marina Moretzsohn Portella 1. Orientadora: Profa. Dra. Maria Angela Barbato Carneiro 2 Caleidoscópio Aluna: Marina Moretzsohn Portella 1 Orientadora: Profa. Dra. Maria Angela Barbato Carneiro 2 Introdução A história do brinquedo é tão antiga quanto a do homem. Muitos brinquedos que temos

Leia mais

LISTA DE MATERIAL PARA 2014 EDUCAÇÃO INFANTIL

LISTA DE MATERIAL PARA 2014 EDUCAÇÃO INFANTIL EDUCAÇÃO INFANTIL 01 caderno de capa dura de 100 folhas (somente p/ o Pré II) 01 caderno de cartografia de 50 folhas 02 lápis pretos triangular 01 borracha 01 apontador com depósito 01 tesoura sem ponta

Leia mais

JOGOS NO ENSINO DA MATEMÁTICA: UMA EXPERIÊNCIA NA FORMAÇÃO INICIAL COM A DISCIPLINA OFICINA DE MATEMÁTICA EM PARCERIA COM O PIBID

JOGOS NO ENSINO DA MATEMÁTICA: UMA EXPERIÊNCIA NA FORMAÇÃO INICIAL COM A DISCIPLINA OFICINA DE MATEMÁTICA EM PARCERIA COM O PIBID JOGOS NO ENSINO DA MATEMÁTICA: UMA EXPERIÊNCIA NA FORMAÇÃO INICIAL COM A DISCIPLINA OFICINA DE MATEMÁTICA EM PARCERIA COM O PIBID Cléia Ferreira da Costa da Matta Universidade Federal do Acre - UFAC libriana34@hotmail.com

Leia mais

SOLUÇÕES EM REVESTIMENTOS ACÚSTICOS

SOLUÇÕES EM REVESTIMENTOS ACÚSTICOS SOLUÇÕES EM REVESTIMENTOS ACÚSTICOS Manual de Montagem Parede www.ambibrasil.com.br Acústica XXI é um sistema de revestimento para paredes e tetos que pode ser utilizado na fabricação de divisórias para

Leia mais

ATIVIDADES INVESTIGATIVAS NO ENSINO DE MATEMÁTICA: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA

ATIVIDADES INVESTIGATIVAS NO ENSINO DE MATEMÁTICA: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA ATIVIDADES INVESTIGATIVAS NO ENSINO DE MATEMÁTICA: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA GT 01 - Educação Matemática no Ensino Fundamental: Anos Iniciais e Anos Finais Maria Gorete Nascimento Brum - UNIFRA- mgnb@ibest.com.br

Leia mais

HORTA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA

HORTA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA HORTA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA Raquel Alves de Oliveira, Vânia Galindo Massabni ESALQ - USP Eixo: 03 Ciências Agrárias Resumo O presente trabalho trata a respeito do projeto desenvolvido

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL III - 2012 OBJETIVOS - CRIANÇAS DE TRÊS ANOS

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL III - 2012 OBJETIVOS - CRIANÇAS DE TRÊS ANOS CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL III - 2012 OBJETIVOS - CRIANÇAS DE TRÊS ANOS De acordo com o PCN e o Referencial Curricular da Educação Infantil, a instituição deve criar um ambiente

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória

Prefeitura Municipal de Vitória Prefeitura Municipal de Vitória Educação Infantil CMEI - Zélia Viana de Aguiar -Lucinéia Soprani camargo -Mary Tavares dos Santos -Tatiane Souza da Silva Pequenos aprendizes Pintando o Sete. A arte que

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB DEPARTAMENTO DE CIENCIAS HUMANAS E TECNOLOGIAS DCHT CAMPUS XVI IRECÊ BA PESQUISA DE ESTÁGIO II EDUCAÇÃO INFANTIL

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB DEPARTAMENTO DE CIENCIAS HUMANAS E TECNOLOGIAS DCHT CAMPUS XVI IRECÊ BA PESQUISA DE ESTÁGIO II EDUCAÇÃO INFANTIL UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB DEPARTAMENTO DE CIENCIAS HUMANAS E TECNOLOGIAS DCHT CAMPUS XVI IRECÊ BA PESQUISA DE ESTÁGIO II EDUCAÇÃO INFANTIL DOCENTES: FLÁVIA LORENA E JOELMA BISPO DISCENTES: ELANE

Leia mais

E-book. Passo-a-Passos Técnicas Exclusivas

E-book. Passo-a-Passos Técnicas Exclusivas E-book Passo-a-Passos Técnicas Exclusivas 1 Pintura em Madeira FLORAL DECORATIVO Materiais Necessários Pincel Condor ref. 601 nº 16 Pincel Condor ref. 606 nº 10 e 16 Pinta-Bolinhas Condor ref. 555 Bandeja

Leia mais

RE-ENCONTRANDO COM O ENSINO DA ARTE EM UMA ESCOLA ESTADUAL DO ENSINO FUNDAMENTAL

RE-ENCONTRANDO COM O ENSINO DA ARTE EM UMA ESCOLA ESTADUAL DO ENSINO FUNDAMENTAL RE-ENCONTRANDO COM O ENSINO DA ARTE EM UMA ESCOLA ESTADUAL DO ENSINO FUNDAMENTAL Joelma Cellin Escola Estadual de Ensino Fundamental Eliseu Lofego, Cachoeiro de Itapemirim-ES 1 INTRODUÇÃO Após um período

Leia mais

Grupo 5 Volume 3 Unidade 5: Um pouco daqui, um pouco dali, um pouco de lá.

Grupo 5 Volume 3 Unidade 5: Um pouco daqui, um pouco dali, um pouco de lá. Grupo 5 Volume 3 Unidade 5: Um pouco daqui, um pouco dali, um pouco de lá. A Unidade é muito rica em informações sobre os três países explorados e possibilita o desenvolvimento de pesquisas e ampliação

Leia mais

BINGO ALGÉBRICO: O ENSINO DE EQUAÇÕES ATRAVÉS DO LÚDICO

BINGO ALGÉBRICO: O ENSINO DE EQUAÇÕES ATRAVÉS DO LÚDICO BINGO ALGÉBRICO: O ENSINO DE EQUAÇÕES ATRAVÉS DO LÚDICO Adayse de Castro Silva (1); Emily de Vasconcelos Santos (1); Aluska Dias Ramos de Macedo (2). Universidade Federal de Campina Grande - adayse.nf@gmail.com;

Leia mais

ARTES VISUAIS EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL II DATA: PERÍODO:

ARTES VISUAIS EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL II DATA: PERÍODO: ARTES VISUAIS EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL II DATA: PERÍODO: Prática Social: VIVÊNCIA do conteúdo: CONTEÚDO: Obra: Gustavo Rosa. Cooper em família. 2003. Óleo sobre tela, 160 x 250 cm. Coleção Particular

Leia mais

ENSINO DE CIÊNCIAS POR MEIO DE ATIVIDADES LÚDICAS NO 2 ANO DO ENSINO MÉDIO DA ESCOLA INÁCIO PASSARINHO CAXIAS MARANHÃO

ENSINO DE CIÊNCIAS POR MEIO DE ATIVIDADES LÚDICAS NO 2 ANO DO ENSINO MÉDIO DA ESCOLA INÁCIO PASSARINHO CAXIAS MARANHÃO 1 ENSINO DE CIÊNCIAS POR MEIO DE ATIVIDADES LÚDICAS NO 2 ANO DO ENSINO MÉDIO DA ESCOLA INÁCIO PASSARINHO CAXIAS MARANHÃO Tauanny Maria Almeida Lima, Marilene Rodrigues Silva, Joselice da Silva Pereira

Leia mais

O JOGO COMO RECURSO PARA APRENDIZAGEM DE ALUNOS EM CIÊNCIAS NATURAIS: UM ESTUDO A PARTIR DAS CONTRIBUIÇÕES DE VYGOTSKY

O JOGO COMO RECURSO PARA APRENDIZAGEM DE ALUNOS EM CIÊNCIAS NATURAIS: UM ESTUDO A PARTIR DAS CONTRIBUIÇÕES DE VYGOTSKY O JOGO COMO RECURSO PARA APRENDIZAGEM DE ALUNOS EM CIÊNCIAS NATURAIS: UM ESTUDO A PARTIR DAS CONTRIBUIÇÕES DE VYGOTSKY Mariana Silva Lustosa (1); Josenilde Bezerra de Souza Costa (1); Eduardo Gomes Onofre

Leia mais

Licenciatura em Espanhol

Licenciatura em Espanhol Licenciatura em Espanhol Rebeka Caroça Seixas Apresentação e Objetivos Estamos bem adiantados em nosso curso. Já falamos sobre o conceito de arte, conhecendo um pouco de cada linguagem artística. Hoje,

Leia mais

ESCOLA PORTUGUESA DE MACAU ATIVIDADES DE COMPLEMENTO CURRICULAR 2015 / 2016

ESCOLA PORTUGUESA DE MACAU ATIVIDADES DE COMPLEMENTO CURRICULAR 2015 / 2016 Danças Folclóricas Portuguesas Prof. Sílvia Brás Grupo Inic. 14:30 16:00 Grupo Av. 16:00 17:30 1º, 2º e 3º Ciclos Danças e Cantares Tradicionais Portugueses. Celebração de tradições. Participação em espetáculos.

Leia mais

LISTA DE MATERIAL 2015 2º PERÍODO EDUCAÇÃO INFANTIL

LISTA DE MATERIAL 2015 2º PERÍODO EDUCAÇÃO INFANTIL 2º PERÍODO EDUCAÇÃO INFANTIL No sentido de facilitar este trabalho e de garantir o bom andamento das atividades es, segue a lista de Livro Integrado Marcha Criança (à venda no Colégio) 01 agenda 02 cadernos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE FURG PIBID 2014 SUBPROJETO: Interdisciplinar Coordenador de área: Profª. Dra. Elaine Corrêa Pereira

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE FURG PIBID 2014 SUBPROJETO: Interdisciplinar Coordenador de área: Profª. Dra. Elaine Corrêa Pereira UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE FURG PIBID 2014 SUBPROJETO: Interdisciplinar Coordenador de área: Profª. Dra. Elaine Corrêa Pereira Projeto de trabalho Toda criança tem um repertório de conhecimentos

Leia mais

Exposição e relato de experiências de Objetos Educacionais Construção de Instrumentos Musicais Artesanais. Rio Verde GO

Exposição e relato de experiências de Objetos Educacionais Construção de Instrumentos Musicais Artesanais. Rio Verde GO EMEFTI PROFESSOR WALDYR EMRICH PORTILHO GESTORA: GERLIANESANTANA GOUVEIA CABRAL COORD. ÁREA: ARISTÓTELES MESQUITA DE LIMA NETTO PROFESSORA SUPERVISORA: ELIZANGELA F. RODRIGUES Exposição e relato de experiências

Leia mais

Brinquedos ecológicos e experiências: estratégias para o ensino das descobertas sociocientíficas

Brinquedos ecológicos e experiências: estratégias para o ensino das descobertas sociocientíficas Brinquedos ecológicos e experiências: estratégias para o ensino das descobertas sociocientíficas Fabiana Chinalia Professora de Metodologia para o Ensino de Ciências Naturais e Meio Ambiente Data: 18/06/2011

Leia mais

O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa

O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa Laur a Ander s on B ar b at a Los f rut os pas ar án la pr omes a de l as f lores, 1 99 3, s er ig r afi a Fot o: Fau st o Fleur y O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa Com as proposições

Leia mais

O USO DE JOGOS DE CARTAS COMO ESTRATÉGIA PARA O ENSINO DA MATEMÁTICA

O USO DE JOGOS DE CARTAS COMO ESTRATÉGIA PARA O ENSINO DA MATEMÁTICA 1 O USO DE JOGOS DE CARTAS COMO ESTRATÉGIA PARA O ENSINO DA MATEMÁTICA Ana Paula Vinoski Rengel, Instituto Federal do Rio Grande do Sul-Campus Bento Gonçalves, ana.rengel@bento.ifrs.edu.br Mara Salete

Leia mais

PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA AS SÉRIES INICIAIS UTILIZANDO JOGO KTUBERLING

PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA AS SÉRIES INICIAIS UTILIZANDO JOGO KTUBERLING PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA AS SÉRIES INICIAIS UTILIZANDO JOGO KTUBERLING Marinez Siveris1 Elci dos Santos Tassi2 Carlos Renato Lima3 Nádia Bodignou4 1 2 3 4 Mestre em Educação. Graduada em Ciências, Hab.

Leia mais

ESCOLA ESPECIAL RENASCER- APAE PROFESSORA: JULIANA ULIANA DA SILVA

ESCOLA ESPECIAL RENASCER- APAE PROFESSORA: JULIANA ULIANA DA SILVA ESCOLA ESPECIAL RENASCER- APAE PROFESSORA: JULIANA ULIANA DA SILVA PROJETO: ARTES NA EDUCAÇÃO ESPECIAL O CORPO E A MENTE EM AÇÃO LUCAS DO RIO VERDE 2009 APRESENTAÇÃO Em primeiro lugar é preciso compreender

Leia mais

O XADREZ COMO FERRAMENTA MULDISCIPLINAR

O XADREZ COMO FERRAMENTA MULDISCIPLINAR O XADREZ COMO FERRAMENTA MULDISCIPLINAR Lindsay Franciane da Costa Melo Reis * RESUMO O presente projeto busca proporcionar uma ação multidisciplinar através do xadrez na Escola de ensino Fundamental Santa

Leia mais

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL 2014 ( ) ENSINO ( ) PESQUISA ( X ) EXTENSÃO 1. Título: O folclore e os contos de fadas no universo da Arte Área temática: Inclusão Social 2. Responsável pelo Projeto: ( )

Leia mais

Baby. Lista de material de uso individual ano letivo 2016

Baby. Lista de material de uso individual ano letivo 2016 Baby 01 bolsinha contendo: 01 colônia infantil. 01 agasalho 04 conjuntos de peça de roupa; 03 mamadeiras; 02 babadores; 01 escova de cabelo; 01 fralda de pano. 01 copo com tampa para água (para crianças

Leia mais

Meu nome é Rosângela Gera. Sou médica e mãe de uma garotinha de sete anos que é cega.

Meu nome é Rosângela Gera. Sou médica e mãe de uma garotinha de sete anos que é cega. Prezado Editor, Meu nome é Rosângela Gera. Sou médica e mãe de uma garotinha de sete anos que é cega. Gostaria de compartilhar com os demais leitores desta revista, minha experiência como mãe, vivenciando

Leia mais

Recado aos Pais e Professores

Recado aos Pais e Professores Recado aos Pais e Professores A criança aprende fazendo. Um trabalho manual confeccionado logo após a história bíblica fixa os ensinos que a criança acabou de ouvir, e também é um lembrete visual do constante

Leia mais

Energias Renováveis e Desenvolvimento Sustentável: Energia Solar REFERENCIAL DE FORMAÇÃO

Energias Renováveis e Desenvolvimento Sustentável: Energia Solar REFERENCIAL DE FORMAÇÃO Energias Renováveis e Desenvolvimento Sustentável: Energia Solar REFERENCIAL DE FORMAÇÃO Enquadramento O Referencial de Formação Energias Renováveis e Desenvolvimento Sustentável: Energia Solar, foi criado

Leia mais

DECRETO Nº 2.557, DE 10 DE MARÇO DE 2008.

DECRETO Nº 2.557, DE 10 DE MARÇO DE 2008. DECRETO Nº 2.557, DE 10 DE MARÇO DE 2008. Altera a redação do Decreto nº 2.378, de 16 de agosto de 2006, que regulamenta a Lei Complementar nº 112, de 25 de julho de 2006, e dispõe sobre a Autorização

Leia mais

Sticker Art: Uma ferramenta de inclusão e conscientização do valor da arte

Sticker Art: Uma ferramenta de inclusão e conscientização do valor da arte Sticker Art: Uma ferramenta de inclusão e conscientização do valor da arte Priscila de Macedo Pereira e Souza Resumo: Uma experiência numa escola pública de Goiânia, usando da técnica Sticker Art para

Leia mais

Propostas para melhorias da fala de crianças com síndrome de down

Propostas para melhorias da fala de crianças com síndrome de down Propostas para melhorias da fala de crianças com síndrome de down Resumo Esse vídeo pretende oferecer instrumentos aos professores da educação infantil e do ensino fundamental para as tarefas da educação

Leia mais

PROJETO MEIO AMBIENTE / PRIMAVERA

PROJETO MEIO AMBIENTE / PRIMAVERA Escola Estadual Leontino Alves de Oliveira PROJETO MEIO AMBIENTE / PRIMAVERA Rio Negro MS, Setembro de 2012. Identificação Escola Estadual Leontino Alves de Oliveira Cidade: Rio Negro MS Período: Setembro

Leia mais

4.1.1) ATUALIZAÇÃO. (1) www.nuevamirada.cl/la_pedagogiahtml

4.1.1) ATUALIZAÇÃO. (1) www.nuevamirada.cl/la_pedagogiahtml Figura 96 - Trecho do desenho da paisagem local, formado por desenhos individuais colados justapostos um no outro, constituindo uma só peça, um extenso rolo A localização da escola, no tocante a sua topografia,

Leia mais