CURSO DE EDUCAÇÃO INTEGRAL E INTEGRADA: UMA EXPERIÊNCIA EM EAD

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO DE EDUCAÇÃO INTEGRAL E INTEGRADA: UMA EXPERIÊNCIA EM EAD"

Transcrição

1 CURSO DE EDUCAÇÃO INTEGRAL E INTEGRADA: UMA EXPERIÊNCIA EM EAD Marta Pinheiro 1 (UFPR) Ana Maria Petraitis Liblik 2 (UFPR) Nuria Pons Vilardell Camas³ (UFPR) Resumo: O estudo descreve o curso de extensão universitária à distância em Educação Integral e Integrada oferecido pelo Setor de Educação em parceria com a Coordenação de Integração de Políticas de Educação à Distância da UFPR, e discute possíveis alterações em sua estrutura que possibilitem sua adequação ao universo da escola integral. Palavras-chave: extensão universitária, educação à distância, educação integral. Abstract: The research describes the distance extension course in Integral and Integrated Education offered by Education Sector in partnership with Coordenation of Policies Integration for Distance Education of UFPR, and discusses possible changes in its structure that allowing its adaptation to the world of integral school. Keywords: university extension, distance education, integral education. Introdução Na Universidade Federal do Paraná, as ações de extensão são regidas pela Resolução nº 70/08 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão que, em seu Art. 1º define a extensão como um processo educativo, cultural e científico que articula o ensino e a pesquisa de forma indissociável e viabiliza a relação transformadora entre a Universidade e os demais setores da sociedade. (UFPR, 2008, p.1). Dentro deste contexto, e atendendo a uma chamada da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (SECAD/MEC) para que as instituições públicas de ensino superior se inscrevessem na Rede de Educação para a Diversidade no âmbito do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) apresentando, propostas de cursos de formação continuada na modalidade à - 1 -

2 distância (BRASIL, 2009), propôs-se, em 2008, a realização de um curso de extensão universitária à distância em Educação Integral e Integrada. A pesquisa apresenta o curso de extensão universitária à distância em Educação Integral e Integrada oferecido pelo Setor de Educação em parceria com a Coordenação de Integração de Políticas de Educação à Distância (CIPEAD) da UFPR, analisa aspectos positivos e negativos do curso, e discute possíveis alterações em sua estrutura que assegurem a integração ensino/pesquisa/extensão universitária e permitam a sua adequação ao universo da escola integral. Fundamentos da Educação Integral A ideia de que toda Educação é, por definição, Integral está, como bem destaca Faro (2009, p.13) nas raízes do pensamento humano. No pensamento educacional brasileiro, a história da Educação Integral nos remete ao Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, escrito em Entre os seus signatários inclui-se Anísio S. Teixeira ( ) que, nas décadas de 1940 e 1950 idealizou as escolas-parque (parques escolares ou parques-escola), nas cidades de Salvador e do Rio de Janeiro, então capital federal. (O MANIFESTO, 2006). As ideias dos filósofos e educadores norte-americanos John Dewey ( ) e de seu maior discípulo William H. Kilpatrick ( ), relativas à Escola Moderna, Educação Progressiva (centrada no desenvolvimento da capacidade de raciocínio e espírito crítico do aluno) serviram de grande inspiração para Anísio S. Teixeira. Em sua tentativa de adequação da concepção teórica desses pensadores aos problemas da Educação brasileira, o autor colocou a democracia como elemento importante da Educação e utilizou experiências locais de aplicação prática na proposição e implantação de escolas progressivas de educação integral. (TEIXEIRA, 1968, p. 36)

3 O Centro Educacional Carneiro Ribeiro localizado em Salvador, foi inaugurado por Anísio Teixeira em 1950 e concluído em 1964; abrangendo 4 escolas-classe (para mil alunos cada) que circundavam uma escola-parque (com 2 mil alunos). O Centro evidenciou a concepção de Educação Integral enquanto escola pública, partindo do princípio de que num regime democrático somente esta, a escola comum (a escola para todos), poderia existir plenamente. (EBOLI, 1971, p.7). Na década de 1980, Darcy Ribeiro ( ), grande colaborador de Anísio S.Teixeira na rede de ensino instalada em Brasília criou, na cidade do Rio de Janeiro, o Programa Especial de Educação que previa a implantação das escolas de dia completo os chamados Centros Integrados de Educação Pública (CIEPs). (RIBEIRO, 1986, p.17). Entre 1984 e 1994, foram construídos cerca de 500 CIEPs (no início de 1990, as unidades passaram a ser denominadas Centros Integrados de Atendimento à Criança CIACs, e depois Centros de Atenção Integral às Crianças CAICs), que funcionavam das 8:00 horas às 17:00 horas para atender, especialmente, as crianças mais carentes. (JARETA, 2010, p.27). O que se caracteriza como Educação Integral no legado desses pensadores segundo Moll, é o reconhecimento, por um lado, da necessidade de ampliar e qualificar o tempo escolar, (...) em estreita associação com o reconhecimento das múltiplas dimensões que caracterizam os seres humanos (MOLL, 2009, p.13-14), e, por outro, dos contextos de vulnerabilidade social que marcam uma sociedade desigual. A crença de que a Educação Escolar de uma criança deve oportunizar o pleno desenvolvimento de suas potencialidades em suas diversas dimensões (biológica, cognitiva, emocional-afetiva, artística, ética, social, lúdica) constituía a premissa básica na obra de cada um dos pensadores acima referidos. Neste contexto, não é ideia nova ou original, mas é, sem dúvida democrática, porquanto busca a superação das profundas desigualdades sociais existentes

4 A concepção de Educação Integral associada à Educação Escolar considera o aluno em sua condição multidimensional e admite que a aprendizagem acontece ao longo de toda a vida em diferentes contextos: na família, na escola, nas cidades; em espaços formais e informais. (BRASIL, 2009, p.45). Pressupõe que tempo e espaços escolares devem ser pensados na perspectiva da relação da escola com outras instituições, com vistas à construção de territórios educadores para além de seus muros, e fundamenta-se na vivência democrática cotidiana, no sentido da experimentação de relações humanas baseadas em regras justas e no respeito ao próximo e à coletividade, aliada à vivência cultural diversificada. (CAVALIERE, 2009, p.50). Extensível ao professor de Educação Integral e Integrada, este é concebido como profissional da Educação que deve conhecer e reconhecer os diferentes espaços de aprendizagem em sua totalidade, complexidade e diversidade. Daí se justificar como obrigatória a sua formação continuada. Curso de Extensão à Distância em Educação Integral e Integrada O curso teve início em novembro de 2009 e término em novembro de 2010, apresentando uma carga horária total de 260 horas/aula, sendo 208 horas à distância (80% da carga horária total), e 52 horas presenciais (20% da carga horária total). O objetivo principal do curso foi qualificar professores atuantes em escolas da rede pública de Educação Básica, para o desenvolvimento e a implantação de programas de Educação Integral e Integrada. Tal qualificação profissional pressupunha, a integração entre ensino, pesquisa e extensão na produção de conhecimentos na área da Educação Integral e Integrada. As atividades do curso foram desenvolvidas nos Polos municipais de apoio presencial da UAB de cinco municípios: quatro paranaenses (Colombo, Apucarana, Paranaguá, Bela Vista do Paraíso) e um gaúcho (Novo Hamburgo)

5 O programa do curso incluiu dez módulos, sendo 9 teóricos e um prático. Os módulos teóricos, selecionados previamente pela SECAD/MEC, incluíam: 1. Fundamentos da Educação a distância, 2. O desenvolvimento da Educação Integral no Brasil hoje, 3. Educação Integral e Integrada: reflexões e apontamentos, 4. Políticas pedagógicas, 5. Políticas públicas e gestão pública/intersetorialidade, 6. Fundamentos da Educação Integral, 7. A escola e a cidade, 8. Educação Integral como arranjo educativo local, 9. Projeto de intervenção pedagógica. O módulo prático, denominado práticas Pedagógicas enquanto práticas sociais incluiu cinco áreas de conhecimento Letramento, Matemática, Ciências da Natureza, Artes, História e Geografia ministradas de forma presencial e intercalada aos módulos teóricos. Os professores conteudistas pertenciam ao elenco de Instituições Consorciadas da UAB, e foram responsáveis pela elaboração de capítulos selecionados pela SECAD/MEC; tal material foi organizado pelas coordenadoras de curso e de tutoria e resultou no Livro texto utilizado no curso, distribuído impresso durante a abertura e disponibilizado on-line via Plataforma MOODLE (LIBLIK; PINHEIRO, 2009). Além do Livro texto, as coordenadoras elaboraram um Manual do Tutor e um Manual do Aluno igualmente distribuído impresso durante a abertura do curso e disponibilizado on-line via Plataforma MOODLE. Os professores formadores pertenciam ao quadro de docentes da UFPR, sendo responsáveis pelas práticas pedagógicas realizadas presencialmente nos Polos. A CIPEAD, órgão vinculado a Pró-reitoria de Graduação da UFPR, disponibilizou os recursos e meios necessários para o acompanhamento e a avaliação do curso (incluindo a capacitação de todos os tutores), que teve como portais de referência para o desenvolvimento das atividades, o portal da Rede de Educação para a Diversidade e o Portal do Professor, e estava comprometido com o - 5 -

6 Projeto Político Pedagógico da escola, na perspectiva de gerar possibilidades de intervenção e transformação. Além das atividades avaliativas propostas em cada módulo, os alunos foram cobrados a realizar um Projeto de Intervenção Pedagógica enquanto Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). O TCC dividia-se em duas fases: a primeira incluía um documento elaborado em parceria com a comunidade, contendo um levantamento das possibilidades educativas do município; a segunda incluía a apresentação na escola de propostas de intervenção pedagógica (pensadas a partir do levantamento realizado na primeira fase), e a realização de uma intervenção pedagógica aprovada previamente pela direção. Em ambas as fases, os alunos foram orientados a utilizar referenciais teóricos da área da Educação Integral e Integrada e linguagem científica para articulação entre teoria e prática, além de priorizar o uso da linguagem visual, partindo do pressuposto de que esta pode adquirir materialidade, redefinir áreas do saber e até mesmo a conduta moral e social, incorporando-se na vigorosa rede de signos que caracteriza a Educação. (FOGAÇA, 2003, p.190). O monitoramento e o acompanhamento da produção e desenvolvimento dos cursistas foram realizados pelos tutores em conjunto com as coordenações de curso e de tutoria através dos relatórios e ferramentas da Plataforma MOODLE e com reuniões ordinárias (presenciais e via skype) para a socialização e planejamento das atividades e problemas ocorridos no curso. Além disso, as coordenações e os tutores realizavam chamadas periódicas junto aos s dos cursistas que eram detectados ausentes do Ambiente, com vistas a evitar possibilidades de evasão. Ao término do curso o aluno entregou o trabalho completo em CD-Rom e em duas vias impressas (uma para a UFPR e outra para a Secretaria Municipal de Educação)

7 Resultados e Discussão O curso teve um total de 331 alunos inscritos (32 no Polo de Paranaguá, 78 no Polo de Colombo, 96 no Polo de Apucarana, 65 no Polo de Bela Vista do Paraíso, e 60 no Polo de Novo Hamburgo). Deste total, apenas 212 alunos iniciaram o curso (23 alunos no Polo de Paranaguá, 41 no Polo de Colombo, 73 no Polo de Apucarana, 35 no Polo de Bela Vista do Paraíso e 40 no Polo de Novo Hamburgo), ou seja, cerca de 30% dos alunos inscritos nunca apareceu no curso. Note-se que, se por um lado os mais de cem alunos inscritos que nunca iniciaram o curso não podem ser considerados evadidos, por outro justificaram a necessidade de dois tutores por Polo (à exceção de Paranaguá), pois a relação tutor-aluno inicialmente planejada foi de 1 tutor para cada 40 alunos. Admite-se que a diferença entre o número (331) de alunos inscritos e o número (212) de alunos que iniciaram o curso seria menor se a inscrição não tivesse sido feita diretamente pelo professor, mas exigisse a intermediação da Secretaria Municipal de Educação, porquanto parceira da UFPR na oferta do curso. Dos 212 alunos que efetivamente iniciaram, 106 alunos concluíram o curso (03 em Paranaguá, 32 em Colombo, 30 de Apucarana, 18 em Bela Vista do Paraíso, e 23 em Novo Hamburgo), tendo direito ao certificado. (Quadro 1 abaixo). Quadro 1. Número de alunos inscritos, alunos com direito ao certificado e alunos sem direito ao certificado, por Polo. Polo Paranaguá Inscrições Alunos com direito a Polo Colombo Inscrições Alunos com direito a Polo Apucarana Inscrições Alunos com direito a Alunos sem direito a Alunos sem direito a Alunos sem direito a - 7 -

8 Polo Bela Vista do Paraíso Inscrições Alunos com direito a Alunos sem direito a Polo Novo Hamburgo (RS) Inscrições Alunos com direito a TOTAL DE ALUNOS Inscrições Alunos com direito a Fonte: dados dos autores. Alunos sem direito a Alunos sem direito a O percentual (cerca de 50%) de concluintes pode ser considerado alto, tendo em vista as exigências para (75% de frequência da carga horária presencial do curso, realização de todas as atividades dos módulos, apresentação presencial e entrega do TCC com obtenção de nota mínima igual ou superior a cinco inteiros, tanto nas atividades quanto no TCC). Alguns alunos acreditaram de forma equivocada, que era suficiente entrar na Plataforma MOODLE de tempos em tempos, sem precisar realizar leituras, atividades escritas, participar de Fóruns, videoconferências, entre outros. Todos os encontros programados no Manual do Aluno foram realizados. Algumas situações específicas, de necessidade dos Polos e/ou dos alunos, demandaram alterações nas datas dos encontros, mas sempre em comum acordo entre coordenação/polos/ alunos/professores. A análise dos formulários de entrada e de saída (modelos disponibilizados pela SECAD/MEC) preenchidos pelos alunos permitiu a identificação de aspectos positivos e negativos no curso. Entre os aspectos positivos, destacam-se: - a sua oferta pela UFPR (Instituição de reconhecido mérito acadêmico); - a existência de práticas pedagógicas ministradas presencialmente por professores da Instituição. O módulo Práticas pedagógicas enquanto práticas sociais foi ministrado presencialmente por 11 professores formadores da UFPR, - 8 -

9 intercalado aos módulos à distância, de modo que a cada dois meses, cada Polo recebeu a presença física de um professor da UFPR. - a distribuição gratuita, na abertura do curso, do Livro texto e do Manual do Aluno impressos (além de sua disponibilização on-line). - a possibilidade de utilizar os computadores dos Polos para realizar as atividades (muitos alunos não tinham computadores pessoais); - a presença física e competente dos tutores presenciais. Assim como os tutores à distância, todos receberam capacitação da CIPEAD e mostraram-se aptos ao acompanhamento das atividades via Plataforma MOODLE. - a presença física e a interação da coordenação do curso (pedagógica e de tutoria) com a coordenação de Polo. - a exigência do TCC centrado no universo imagético. Embora muitos alunos nunca tivessem feito um TCC, o fato de poder realizá-lo em equipe (até 5 integrantes) e de utilizar a linguagem imagética intercalada ao texto, revelou-se um atrativo para muitos alunos. Poder mostrar a sua escola, as possibilidades educativas do município, o desenvolvimento das atividades, foi inicialmente percebido como fácil e prazeroso. A apresentação presencial dos TCC, contudo, confirmou a precária formação teórico-científica da maior parte dos alunos, destacada previamente pelos tutores à distância a partir da correção das atividades dos módulos. De um total de 37 TCCs apresentados presencialmente e entregues (impressos e em CD-Rom), apenas 6 incluíram as duas etapas do Projeto de Intervenção Pedagógica, quais sejam, o levantamento das possibilidades educativas do município (elaborado em parceria com a comunidade) e a execução das propostas apresentadas na escola e aprovadas pela direção. Entre os aspectos negativos do curso, destacam-se: - a dificuldade de aprendizado na modalidade EaD. Embora o curso não fosse integralmente à distância, já que 20% (52 horas/aula) de sua carga horária total (260 horas/aula) eram presenciais, a quase totalidade dos alunos revelou - 9 -

10 dificuldades de aprendizagem na Plataforma MOODLE, em grande parte devido à falta de conhecimento básico de informática. - o não funcionamento de alguns computadores nos Polos e/ou a qualidade do material didático utilizado nos encontros presenciais. As aulas gravadas, introduzidas para superar alguns desses problemas, deixaram muito a desejar, pois apresentavam comprometimento de som e/ou imagem. Uma alternativa melhor seria ter entregado, para cada aluno e no dia da aula inaugural do curso, um kit contendo não apenas uma cópia do Livro texto e do Manual do Aluno, mas também uma série completa de CD-Rom (com todas as aulas adequadamente gravadas). Um kit geral destes também poderia ter sido depositado em cada Polo para consulta local. - o excesso e a complexidade das atividades de alguns módulos. Muitos módulos continham atividades em excesso, exigindo um tempo significativo para a sua realização. Além disso, algumas solicitudes partiam do pressuposto de que todos os alunos tinham curso superior, o que não era o caso. Dos 212 alunos que iniciaram o curso, cerca de 20% tinham apenas nível instrucional médio. - o prazo, considerado restrito, para a realização das atividades; seja pela quantidade e/ou complexidade das atividades, seja devido ao horário (considerado igualmente restrito) de uso dos computadores nos Polos. - a carga horária (260 horas) e a duração (12 meses) do curso, consideradas excessivas para um curso de extensão universitária. A união de dois ou mais módulos deve ser futuramente pensada como uma alternativa possível para reduzir a carga horária total e a duração do curso (talvez para 9 meses). - a grande oferta de cursos de EaD nos Polos. Outras áreas, outras instituições, encontros presenciais no mesmo dia e horário, não ajudaram. Cursos que não exigiam muito (ou quase nada, apenas a inscrição e o acompanhamento nas atividades na Plataforma) serviram como referências negativas. - a localização física de difícil acesso (muito distante do centro e sem linhas diretas de ônibus), de alguns Polos

11 - as instalações físicas precárias, meras salas de aula improvisadas dentro de escolas que sequer mantinham abertas as cantinas, de alguns Polos. - o desinteresse de algumas Secretarias Municipais de Educação que, em alguns Polos, sequer enviou representantes para a abertura e/ou o fechamento do curso. A análise dos relatórios mensais de tutoria, cujo modelo foi elaborado pela CIPEAD/UFPR (SOARES; REICH, 2012, p.193), revelou várias dificuldades e estratégias de solução em cada módulo, entre elas: - Dificuldades: não comparecimento nos encontros presenciais, falta de hábito em consultar mensagens, postagem incompleta das atividades, falta de leitura e estudo dos textos-base dos módulos, dificuldades na resolução das atividades, atrasos na postagem, dificuldades na organização do horário de estudo, uso do plágio na realização dasatividades. - Estratégias de solução: ação conjunta das tutoria presencial e à distância no incentivo aos cursistas, uso do Fórum e envio constante de mensagens para motivação,feedback imediato, presença frequente no Polo para orientar os alunos sobre o funcionamento da Plataforma, dilatação de prazos, solicitação para refazer atividades previamente corrigidas. A coordenadora de tutoria, assim como a maioria dos alunos, avaliou como muito bom o trabalho dos tutores, entendendo que em grande parte isto se deu devido ao domínio de conteúdo demonstrado na área da Educação Integral. Considerações Finais A formação continuada do professor na área da Educação Integral e Integrada é um enorme desafio para a Educação no Brasil; a concepção de Educação Integral Escolar aliada às novas concepções sobre o processo de formação à distância, exigirá revisões e atualizações das teorias de desenvolvimento e de aprendizagem, além de avaliações sobre o impacto da tecnologia da informação e

12 da comunicação sobre os processos de ensino, metodologias, e materiais de apoio. (SCHEIBE, 2006, p.199). O curso de extensão à distância de Educação Integral e Integrada, oferecido pela UFPR diferenciou-se de seus congêneres nacionais em dois fatores: a oferta de cinco práticas pedagógicas (Ciências da Natureza, Letramento, Matemática, Artes, História e Geografia) intercaladas aos módulos teóricos, e a obrigatoriedade do Trabalho de Conclusão de Curso centrado no universo imagético. As práticas pedagógicas, ministradas presencialmente por professores formadores, foram percebidas como fundamentais para minimizar os impactos com a excessiva fragmentação curricular a que estão submetidos os diversos saberes e práticas escolares, bem como para maximizar a percepção de pertencimento do cursista à UFPR. O Trabalho de Conclusão de Curso foi compreendido como um instrumento pedagógico indispensável para, por um lado, oportunizar o desenvolvimento de um fazer acadêmico e, de outro, realizar um trabalho cooperativo que atenda a compreensão global, interdisciplinar e complexa da realidade, bem como as necessidades gerais da comunidade escolar. A elaboração do TCC perpassou pelo universo imagético e seu acesso futuro via web deve não apenas ampliar o conjunto de materiais sobre Educação Integral e Integrada, mas contribuir para diminuir os equívocos e imprecisões sobre a função da extensão universitária. O estudo realizado destacou a contribuição da extensão universitária na formação do professor de Educação Básica, visando assegurar uma Educação Integral e Integrada aos seus alunos de maneira a educar para a cidadania numa cultura que já é tecnológica e digital. Por fim, espera-se que a criação, em 2011, da Diretoria de Currículos e Educação Integrada (DICEI) e sua inserção na Secretaria de Educação Básica (SEB/MEC) contribua para, entre outros, reforçar a parceria com as universidades públicas permitindo a oferta futura de cursos de especialização e a criação de linhas de pesquisa nos programas de pós-graduação, em Educação Integral

13 Referências Bibliográficas BRASIL. Casa Civil. Decreto nº 6.094, de 24 de abril de Dispõe sobre a implementação do Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação. Brasília, DF, 2007a. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato /2007/decreto/d6094.htm>. Acesso em: 20 jun BRASIL. Portaria Normativa Interministerial nº 17, de 24 de abril de Institui o Programa Mais Educação. Brasília, DF, 2007b. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/mais_educacao.pdf>. Acesso em: 3 jun BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Manual Operacional da Rede de Educação para a Diversidade. Brasília: DF, p Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/arquivos/redediversidade/pdfs/manual.pdf>. Acesso em: 3 jun BRASIL. Decreto nº 7.083, de 23 de janeiro de Dispõe sobre o Programa Mais Educação. Brasília: DF, Disponível em: <http://www6.senado.gov.br/legislacao/listatextointegral.action?id=239774>. Acesso em: 3 jun CAVALIERE, Ana Maria. Notas sobre o conceito de educação integral. In: COSTA COELHO, Lígia Martha Coimbra da. (Org.). Educação integral em tempo integral: estudos e experiências em processo. Petrópolis, RJ: DP et alii; Rio de Janeiro: FAPERJ, p EBOLI, Terezinha. Uma experiência de educação integral: Centro Educacional Carneiro Ribeiro. 2.ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, FOGAÇA, Mônica. Imagens mentais e compreensão de conceitos científicos. In: MACHADO, N. J.; CUNHA, M. O. (Org.). Linguagem, conhecimento, ação: ensaios de epistemologia e didática. São Paulo: Escrituras, p JARETA, Gabriel. Mais tempo para que? Revista Educação, São Paulo, ano 13, n.156, p.22-28, abril LIBLIK, Ana Maria; PINHEIRO, Marta (Orgs.). Educação Integral e Integrada: no contexto da educação a distância. Curitiba: UFPR/Setor de Educação,

14 MOLL, Jaqueline (Org.). Um paradigma contemporâneo para a Educação Integral. Pátio Revista Pedagógica, Porto Alegre, ano XIII, n. 51, p , ago./out O MANIFESTO DOS PIONEIROS DA EDUCAÇÃO NOVA (1932). Revista HISTEDBR Online, Campinas, n. especial, p , ago Disponível em: <http://www.histedbr.fae.unicamp.br/doc1_22e.pdf>. Acesso em: 28 abr PARO, Vitor Henrique. Educação integral em tempo integral: uma concepção de educação para a modernidade. In: COSTA COELHO, Lígia Martha Coimbra da. (Org.). Educação integral em tempo integral: estudos e experiências. p SCHEIBE, Leda. Formação de professores: dilemas da formação inicial à distância. Educere et Educare Revista de Educação, Florianópolis, v.1, n.2, p , jul./dez SOARES, Sandramara S. K. De Paula; REICH, Silvia Teresa S. Instrumentos, estratégias e gestão nos cursos a distância do Programa Mídias Integradas na Educação da CIPEAD/UFPR. In: BRITO, Glaucia da Silva (Org.). Cadernos de Educação a Distância. Curitiba: PROGRAD/UFPR, p TEIXEIRA, Anísio. Pequena introdução à Filosofia da Educação: a escola progressiva ou a transformação da escola. 5.ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, UFPR. Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão. Resolução nº 70/08, de 14 de novembro de Curitiba: UFPR, Disponível em: <http://www.proec.ufpr.br/downloads/extensao/cepe70.08.pdf>. Acesso em: 22 jun Marta Pinheiro, Doutora Universidade Federal do Paraná (UFPR) Departamento de Teoria e Fundamentos da Educação, Setor de Educação 2 Ana Maria Petraitis Liblik, Doutora Universidade Federal do Paraná (UFPR) Departamento de Teoria e Prática de Ensino, Setor de Educação ³ Nuria Pons Vilardell Camas, Doutora Universidade Federal do Paraná (UFPR) Departamento de Teoria e Práticas de Ensino, Setor de Educação

FORMANDO PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO INTEGRAL relato de experiência

FORMANDO PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO INTEGRAL relato de experiência FORMANDO PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO INTEGRAL relato de experiência Marta Pinheiro¹, Ana Maria Petraitis Liblik² Universidade Federal do Paraná/Setor de Educação ¹mapi@ufpr.br, ²ampliblik@gmail.com Um

Leia mais

EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES: CURSO DE EDUCAÇÃO INTEGRAL E INTEGRADA

EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES: CURSO DE EDUCAÇÃO INTEGRAL E INTEGRADA EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES: CURSO DE EDUCAÇÃO INTEGRAL E INTEGRADA Marta Pinheiro 1, Nuria Pons Vilardell Camas 2 1 Universidade Federal do Paraná/Setor de Educação, mapi@ufpr.br

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA OS POLOS DE APUCARANA E PARANAGUÁ - 64/2013 CIPEAD/PROGRAD/SEPT

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA OS POLOS DE APUCARANA E PARANAGUÁ - 64/2013 CIPEAD/PROGRAD/SEPT EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA OS POLOS DE APUCARANA E PARANAGUÁ - 64/2013 CIPEAD/PROGRAD/SEPT CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM MÍDIAS INTEGRADAS NA EDUCAÇÃO 2013 A Universidade

Leia mais

NORMAS REGULADORAS DO PROCESSO SELETIVO Edital Nº 17/2014-SEDIS

NORMAS REGULADORAS DO PROCESSO SELETIVO Edital Nº 17/2014-SEDIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTOS DOS CONSELHOS ESCOLARES PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Leia mais

EDITAL Nº021/2013 PROGRAD/CIPEAD EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA DE CURSISTAS PARA O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM MÍDIAS INTEGRADAS NA EDUCAÇÃO

EDITAL Nº021/2013 PROGRAD/CIPEAD EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA DE CURSISTAS PARA O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM MÍDIAS INTEGRADAS NA EDUCAÇÃO EDITAL Nº021/2013 /CIPEAD EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA DE CURSISTAS PARA O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM MÍDIAS INTEGRADAS NA EDUCAÇÃO A Universidade Federal do Paraná (UFPR), por meio do Setor de Ensino Profissional

Leia mais

EaD como estratégia de capacitação

EaD como estratégia de capacitação EaD como estratégia de capacitação A EaD no processo Ensino Aprendizagem O desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação (tics) deu novo impulso a EaD, colocando-a em evidência na última

Leia mais

Educação a Distância na UFPR

Educação a Distância na UFPR 1ª JORNADA PARANAENSE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA, NA EDUCAÇÃO BÁSICA Educação a Distância na UFPR Profa Dra Glaucia da Silva Brito glaucia@ufpr.br - Núcleo de Educação a Distância da Universidade Federal

Leia mais

DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP

DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP São Paulo - SP - maio 2011 Rita Maria Lino Tarcia, Universidade Federal

Leia mais

EDITAL Nº 077/ 2014 EDITAL DE CHAMADA PARA SELEÇÃO DE ALUNOS PARA CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DE PRODUÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS EJA NA DIVERSIDADE

EDITAL Nº 077/ 2014 EDITAL DE CHAMADA PARA SELEÇÃO DE ALUNOS PARA CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DE PRODUÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS EJA NA DIVERSIDADE EDITAL Nº 077/ 2014 EDITAL DE CHAMADA PARA SELEÇÃO DE ALUNOS PARA CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DE PRODUÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS EJA NA DIVERSIDADE A Universidade Federal do Paraná (UFPR), por meio do, da

Leia mais

Curso de especialização EM GESTÃO EDUCACIONAL E EDUCAÇÃO INFANTIL

Curso de especialização EM GESTÃO EDUCACIONAL E EDUCAÇÃO INFANTIL Curso de especialização EM GESTÃO EDUCACIONAL E EDUCAÇÃO INFANTIL ÁREA DO CONHECIMENTO: Educação Gestão Educacional NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Gestão Educacional

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL Nº. 08/2014 PRE/UFSM SELEÇÃO DE SELEÇÃO DE CURSISTAS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL Nº. 08/2014 PRE/UFSM SELEÇÃO DE SELEÇÃO DE CURSISTAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL Nº. 08/2014 PRE/UFSM SELEÇÃO DE SELEÇÃO DE CURSISTAS Inscrição para seleção de Candidatos à 3ª edição do Curso

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO

ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO CONCEPÇÃO DO CURSO O curso de Pós-graduação Lato Sensu Especialização em Propriedade Intelectual e Inovação faz parte do Programa de Capacitação dos

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DA SAÚDE CHAMADA PARA SELEÇÃO DE TUTORES A DISTÂNCIA

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DA SAÚDE CHAMADA PARA SELEÇÃO DE TUTORES A DISTÂNCIA EDITAL Nº 18/2015 CIPEAD/PROGRAD/UFPR CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DA SAÚDE CHAMADA PARA SELEÇÃO DE TUTORES A DISTÂNCIA A Universidade Federal do Paraná (UFPR), através do Departamento de Administração

Leia mais

Estratégias de e-learning no Ensino Superior

Estratégias de e-learning no Ensino Superior Estratégias de e-learning no Ensino Superior Sanmya Feitosa Tajra Mestre em Educação (Currículo)/PUC-SP Professora de Novas Tecnologias da Anhanguera Educacional (Jacareí) RESUMO Apresentar e refletir

Leia mais

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO Portaria nº 808, de 8 de junho de 00. Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES. O MINISTRO DE

Leia mais

RELATO DAS ESTRATÉGIAS DE ORIENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO EM CURSOS LATO SENSU À DISTÂNCIA

RELATO DAS ESTRATÉGIAS DE ORIENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO EM CURSOS LATO SENSU À DISTÂNCIA RELATO DAS ESTRATÉGIAS DE ORIENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO EM CURSOS LATO SENSU À DISTÂNCIA Curitiba Paraná - 05/2011 Silvia Teresa Sparano Reich UFPR tccmidias@gmail.com Sandramara Scandelari Kusano

Leia mais

Catálogo do Curso de Educação Ambiental Dimensões da Sustentabilidade na Escola

Catálogo do Curso de Educação Ambiental Dimensões da Sustentabilidade na Escola Catálogo do Curso de Educação Ambiental Dimensões da Sustentabilidade na Escola 1. Dados Gerais 1. Área Temática: Educação Ambiental 2. Nome do curso: Educação Ambiental: Dimensões da Sustentabilidade

Leia mais

SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE CURSISTAS

SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE CURSISTAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO. PROGRAMA NACIONAL DE CAPACITAÇÃO DE CONSELHEIROS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO PRÓ-CONSELHO CURSO DE EXTENSÃO A DISTANCIA FORMAÇÃO

Leia mais

EDITAL N 04/2014-PROGRAD/SEPT EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA DE CURSISTAS PARA O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM MÍDIAS INTEGRADAS NA EDUCAÇÃO TURMA 2/2014

EDITAL N 04/2014-PROGRAD/SEPT EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA DE CURSISTAS PARA O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM MÍDIAS INTEGRADAS NA EDUCAÇÃO TURMA 2/2014 EDITAL N 04/2014-PROGRAD/SEPT EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA DE CURSISTAS PARA O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM MÍDIAS INTEGRADAS NA EDUCAÇÃO TURMA 2/2014 A Universidade Federal do Paraná (UFPR), por meio do Setor

Leia mais

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA Quando focalizamos o termo a distância, a característica da não presencialidade dos sujeitos, num mesmo espaço físico e ao mesmo tempo, coloca se como um

Leia mais

Eje temático: EXPERIENCIAS Y ACCIONES CONCRETAS RELACIONADAS CON LA EDUCACIÓN MEDIÁTICA EN EL ÁMBITO DE LA EDUCACIÓN FORMAL

Eje temático: EXPERIENCIAS Y ACCIONES CONCRETAS RELACIONADAS CON LA EDUCACIÓN MEDIÁTICA EN EL ÁMBITO DE LA EDUCACIÓN FORMAL Eje temático: EXPERIENCIAS Y ACCIONES CONCRETAS RELACIONADAS CON LA EDUCACIÓN MEDIÁTICA EN EL ÁMBITO DE LA EDUCACIÓN FORMAL Titulo: UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL (UAB) Autor: Wilson dos Santos Almeida

Leia mais

REABERTURA DA CHAMADA DE SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PARA PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

REABERTURA DA CHAMADA DE SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PARA PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO EDITAL n 91 / 2014 CIPEAD/PROGRAD/UFPR REABERTURA DA CHAMADA DE SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PARA PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO POLOS JACAREZINHO E

Leia mais

A FIOCRUZ e o Núcleo de Estudos do Futuro / n-futuros do CEAM/UnB

A FIOCRUZ e o Núcleo de Estudos do Futuro / n-futuros do CEAM/UnB A FIOCRUZ e o Núcleo de Estudos do Futuro / n-futuros do CEAM/UnB ABREM AS INSCRIÇÕES ATRAVÉS DESTA CHAMADA DE SELEÇÃO PARA O PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO AO 1 o. CURSO DE PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU EM

Leia mais

COORDENADORA: Profa. Herica Maria Castro dos Santos Paixão. Mestre em Letras (Literatura, Artes e Cultura Regional)

COORDENADORA: Profa. Herica Maria Castro dos Santos Paixão. Mestre em Letras (Literatura, Artes e Cultura Regional) COORDENADORA: Profa. Herica Maria Castro dos Santos Paixão Mestre em Letras (Literatura, Artes e Cultura Regional) Universidade Federal de Roraima UFRR Brasil Especialista em Alfabetização (Prática Reflexiva

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Habilitação: Regime: Duração: PEDAGOGIA LICENCIATURA FORMAÇÃO PARA O MAGISTÉRIO EM EDUCAÇÃO INFANTIL SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização:

Leia mais

EDITAL N 130/2014-PROGRAD/CIPEAD

EDITAL N 130/2014-PROGRAD/CIPEAD EDITAL N 130/2014-PROGRAD/CIPEAD EDITAL DE REABERTURA DE CHAMADA PÚBLICA DE CURSISTAS PARA A 1ª TURMA DO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM PROPOSTA CURRICULAR E METODOLÓGICA NA EDUCAÇÃO INTEGRAL - 2014 A Universidade

Leia mais

CHAMADA INTERNA PARA PROFESSOR FORMADOR UAB/CAPES

CHAMADA INTERNA PARA PROFESSOR FORMADOR UAB/CAPES UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO E GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COORDENAÇÃO DO PROGRAMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL COORDENAÇÃO DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA A DISTÂNCIA

Leia mais

Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL

Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL A DIRETORA DA ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS no exercício de suas atribuições legais, com fundamento no art. 65, inciso II da Lei

Leia mais

Edna Misseno Universidade Católica de Goiás ednamisseno@ucg.br. Rose Mary Almas de Carvalho Universidade Católica de Goiás rose.cead@ucg.

Edna Misseno Universidade Católica de Goiás ednamisseno@ucg.br. Rose Mary Almas de Carvalho Universidade Católica de Goiás rose.cead@ucg. CURSO DE LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS LIBRAS ON-LINE: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA Edna Misseno Universidade Católica de Goiás ednamisseno@ucg.br Rose Mary Almas de Carvalho Universidade Católica de Goiás

Leia mais

1 - Dos componentes da metodologia do Curso de Pedagogia a Distância CEAD/UAB

1 - Dos componentes da metodologia do Curso de Pedagogia a Distância CEAD/UAB RESOLUÇÃO INTERNA CEAD Nº 001/2013-CONCENTRO (ALTERADA RES.05/2014) Sistema de Educação a Distância Do CEAD para a oferta do Curso de Pedagogia a Distância/UAB Dispõe sobre a metodologia do Curso de Pedagogia

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR 1. Como são os cursos ofertados pela plataforma freire e quais os benefícios para os professores que forem selecionados? O professor sem formação poderá estudar nos

Leia mais

Encontro de alunos EaD e presencial da UFRRJ. A educação a distancia no Consórcio CEDERJ: Alguns dados

Encontro de alunos EaD e presencial da UFRRJ. A educação a distancia no Consórcio CEDERJ: Alguns dados Encontro de alunos EaD e presencial da UFRRJ A educação a distancia no Consórcio CEDERJ: Alguns dados Masako Oya Masuda Vice-Presidente de Educação a Distância O que é o Consórcio CEDERJ? Consórcio das

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação

Leia mais

Ações do Governo do Estado do Rio de Janeiro com Educação a Distância. Carlos Bielschowsky Presidente da Fundação Cecierj / Consórcio Cederj

Ações do Governo do Estado do Rio de Janeiro com Educação a Distância. Carlos Bielschowsky Presidente da Fundação Cecierj / Consórcio Cederj Ações do Governo do Estado do Rio de Janeiro com Educação a Distância Carlos Bielschowsky Presidente da Fundação Cecierj / Consórcio Cederj 100 mil alunos EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS 1. Graduação do

Leia mais

SIC 56/07. Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007.

SIC 56/07. Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007. SIC 56/07 Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007. 1. DIRETRIZES PARA A ELABORAÇÃO, PELO INEP, DOS INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO PARA O CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR E SEUS PÓLOS DE APOIO

Leia mais

Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso

Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso AUTO-AVALIAÇAO INSTITUCIONAL DO CURSO DE PEDAGOGIA FACED-UFAM / Professores Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso Objetivos do Curso 01 - Tenho conhecimento do Projeto Pedagógico do Curso.

Leia mais

A Prática Educativa na EAD

A Prática Educativa na EAD A Prática Educativa na EAD A Prática Educativa na EAD Experiências na tutoria em EAD Disciplina de Informática Educativa do curso de Pedagogia da Ufal nos pólos de Xingó, Viçosa e São José da Laje (2002-2004).

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU MODALIDADE EAD

ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU MODALIDADE EAD MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO NÚCLEO

Leia mais

INSCRIÇÕES PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO, POBREZA E DESIGUALDADE SOCIAL NA MODALIDADE EAD TURMA 2015

INSCRIÇÕES PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO, POBREZA E DESIGUALDADE SOCIAL NA MODALIDADE EAD TURMA 2015 EDITAL n 200/2014-CIPEAD/PROGRAD/UFPR INSCRIÇÕES PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO, POBREZA E DESIGUALDADE SOCIAL NA MODALIDADE EAD TURMA 2015 A Universidade Federal do Paraná (UFPR),

Leia mais

CHAMADA INTERNA PARA BOLSISTA UAB/CAPES

CHAMADA INTERNA PARA BOLSISTA UAB/CAPES UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO E GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DO PROGRAMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL COORDENAÇÃO DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA A DISTÂNCIA CHAMADA INTERNA PARA TUTORES PRESENCIAL

Leia mais

Curso de Especialização em DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS

Curso de Especialização em DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS Curso de Especialização em DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS ÁREA DO CONHECIMENTO: Educação NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Docência na Educação Infantil

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA- EAD 2014.1

ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA- EAD 2014.1 NÚMERO DE VAGAS: 50 ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA- EAD 2014.1 PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS Abril de 2014 APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA A educação em todos os níveis - desde o ensino fundamental

Leia mais

OS USOS DAS VIDEOCONFERÊNCIAS EM EAD: DIFICULDADES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS

OS USOS DAS VIDEOCONFERÊNCIAS EM EAD: DIFICULDADES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS OS USOS DAS VIDEOCONFERÊNCIAS EM EAD: DIFICULDADES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS São Luís MA maio de 2012 Categoria: C Setor Educacional: 3 Classificação das áreas de pesquisa em EAD Macro: C / Meso: J /

Leia mais

PROJETO 7. 1. Identificação do projeto

PROJETO 7. 1. Identificação do projeto PROJETO 7 1. Identificação do projeto Título:Cinema, vídeo e tridimensionalidade: o AVA-AV na integração do ensino presencial e a distância. Responsável:Dra. Ana Zeferina Ferreira Maio Vínculo institucional:professora

Leia mais

Curso de planilhas eletrônicas na modalidade EAD: Um relato de experiência

Curso de planilhas eletrônicas na modalidade EAD: Um relato de experiência ÁREA TEMÁTICA: EDUCAÇÃO Curso de planilhas eletrônicas na modalidade EAD: Um relato de experiência Luis Henrique Chiczta (luischiczta@gmail.com) Diolete Marcante Latti Cerutti (diolete@uepg.br) Adilson

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR do Curso de Serviço Social

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR do Curso de Serviço Social ORGANIZAÇÃO CURRICULAR do Curso de Serviço Social O Projeto pedagógico do Curso de Serviço Social do Pólo Universitário de Rio das Ostras sua direção social, seus objetivos, suas diretrizes, princípios,

Leia mais

EDITAL Nº 016/2015 CIPEAD/PROGRAD/UFPR

EDITAL Nº 016/2015 CIPEAD/PROGRAD/UFPR EDITAL Nº 06/205 CIPEAD/PROGRAD/UFPR CHAMADA DE SELEÇÃO DE TUTORES A DISTÂNCIA PARA ATUAR NO PROGRAMA PNAP NAS DIVERSAS OFERTAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DA UFPR NA MODALIDADE A DISTÂNCIA

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR Instituição Certificadora: FALC Amparo Legal: Resolução CNE CES 1 2001 Resolução CNE CES 1 2007 Carga Horária: 460h Período de Duração: 12 meses (01 ano) Objetivos:

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENSINO DE MATEMÁTICA Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC - Educação a Distância: princípios e orientações. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC - Educação a Distância: princípios e orientações. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO CENTRO DE REFENCIA EM FORMAÇÃO E APOIO

Leia mais

Fundação Carmelitana Mário Palmério - FUCAMP Faculdade de Ciências Humanas e Sociais - FACIHUS Educação de qualidade ao seu alcance

Fundação Carmelitana Mário Palmério - FUCAMP Faculdade de Ciências Humanas e Sociais - FACIHUS Educação de qualidade ao seu alcance SUBPROJETO DE LETRAS PORTUGUÊS/ESPANHOL O ensino da língua espanhola no contexto da escola pública INTRODUÇÃO Este plano procura articular-se de forma integrada com o plano de trabalho institucional, que

Leia mais

Curso de Especialização em GERENCIAMENTO DE PROJETOS

Curso de Especialização em GERENCIAMENTO DE PROJETOS Curso de Especialização em GERENCIAMENTO DE ÁREA DO CONHECIMENTO: Educação. PROJETOS NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Gerenciamento de Projetos. OBJETIVO DO CURSO: A

Leia mais

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL Pelotas RS Maio 2010 Letícia Marques Vargas IFSul le.mvargas@gmail.com Gabriela

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS

ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS Profa. Dra. Ivete Martins Pinto Secretária Geral de Educação a Distância Coordenadora UAB/FURG Presidente da Associação Universidade

Leia mais

CADERNO DE ORIENTAÇÃO DIDÁTICA PARA INFORMÁTICA EDUCATIVA: PRODUÇÃO COLABORATIVA VIA INTERNET

CADERNO DE ORIENTAÇÃO DIDÁTICA PARA INFORMÁTICA EDUCATIVA: PRODUÇÃO COLABORATIVA VIA INTERNET 1 CADERNO DE ORIENTAÇÃO DIDÁTICA PARA INFORMÁTICA EDUCATIVA: PRODUÇÃO COLABORATIVA VIA INTERNET 04/2007 Mílada Tonarelli Gonçalves CENPEC - Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária

Leia mais

Educação a Distância, problemas e desafios. Carlos Bielschowsky. Presidente da Fundação Cecierj / Consórcio Cederj

Educação a Distância, problemas e desafios. Carlos Bielschowsky. Presidente da Fundação Cecierj / Consórcio Cederj Educação a Distância, problemas e desafios Carlos Bielschowsky Presidente da Fundação Cecierj / Consórcio Cederj Educação Superior a Distância no Brasil No exterior vem sendo amplamente utilizada a décadas,

Leia mais

CURSOS DE EXTENSÃO NA MODALIDADE EAD NA EMC/UFG*

CURSOS DE EXTENSÃO NA MODALIDADE EAD NA EMC/UFG* CURSOS DE EXTENSÃO NA MODALIDADE EAD NA EMC/UFG* ALVES, Ricardo Henrique Fonseca 1 ; DEUS JÚNIOR, Getúlio Antero de 2 ; CASTRO, Marcelo Stehling de 3 ; LEMOS, Rodrigo Pinto 4 Palavras-chave: Ensino a Distância

Leia mais

Resgate histórico do processo de construção da Educação Profissional integrada ao Ensino Médio na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (PROEJA)

Resgate histórico do processo de construção da Educação Profissional integrada ao Ensino Médio na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (PROEJA) Resgate histórico do processo de construção da Educação Profissional integrada ao Ensino Médio na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (PROEJA) Mário Lopes Amorim 1 Roberto Antonio Deitos 2 O presente

Leia mais

ANÁLISE DESCRITIVA DO POLO PRESENCIAL DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL EM ITAPEVI/SP

ANÁLISE DESCRITIVA DO POLO PRESENCIAL DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL EM ITAPEVI/SP CONGRESSO INTERNACIONAL INTERDISCIPLINAR EM SOCIAIS E HUMANIDADES Niterói RJ: ANINTER-SH/ PPGSD-UFF, 03 a 06 de Setembro de 2012, ISSN 2316-266X ANÁLISE DESCRITIVA DO POLO PRESENCIAL DA UNIVERSIDADE ABERTA

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENSINO DE FÍSICA EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação na Modalidade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC FACULDADE DE MEDICINA - FAMED NÚCLEO DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM SAÚDE NUTEDS/FAMED/UFC

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC FACULDADE DE MEDICINA - FAMED NÚCLEO DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM SAÚDE NUTEDS/FAMED/UFC UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC FACULDADE DE MEDICINA - FAMED NÚCLEO DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM SAÚDE NUTEDS/FAMED/UFC CHAMADA PÚBLICA PARA CURSO DE FORMAÇÃO DE TUTORES PARA EaD ONLINE

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação UF: DF Superior. ASSUNTO: Diretrizes para a elaboração, pelo INEP,

Leia mais

Gestão escolar e certificação de diretores das Escolas Públicas Estaduais de Goiás: alguns apontamentos

Gestão escolar e certificação de diretores das Escolas Públicas Estaduais de Goiás: alguns apontamentos Gestão escolar e certificação de diretores das Escolas Públicas Estaduais de Goiás: alguns apontamentos Profª Edvânia Braz Teixeira Rodrigues Coordenadora de Desenvolvimento e Avaliação Secretaria de Estado

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS

APRESENTAÇÃO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS Regulamento APRESENTAÇÃO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas FGV como entidade de caráter técnico-científico e educativo, fundada em 1944, visa ao estudo dos problemas relativos à economia

Leia mais

EDITAL N 003/2015/UNA SUS/UFSC PROCESSO SELETIVO DE TUTORES PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ATENÇÃO DOMICILIAR

EDITAL N 003/2015/UNA SUS/UFSC PROCESSO SELETIVO DE TUTORES PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ATENÇÃO DOMICILIAR EDITAL N 003/2015/UNA SUS/UFSC PROCESSO SELETIVO DE TUTORES PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ATENÇÃO DOMICILIAR A Coordenadora do Curso de Especialização em Atenção Domiciliar, no uso de suas atribuições

Leia mais

CONSELHO UNIVERSITÁRIO

CONSELHO UNIVERSITÁRIO P R O P O S T A D E P A R E C E R CONSELHO UNIVERSITÁRIO PROCESS0 Nº: 007/2014 ASSUNTO: Proposta de texto Construção de Políticas e Práticas de Educação a Distância a ser incluído no Plano de Desenvolvimento

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

Universidade Federal de Lavras Pró-Reitoria de Pós-Graduação

Universidade Federal de Lavras Pró-Reitoria de Pós-Graduação Universidade Federal de Lavras Pró-Reitoria de Pós-Graduação EDITAL PRPG/UFLA N 011/2014 PRÓ-REITORIA ADJUNTA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EDITAL INTERNO DE SELEÇÃO DE OFERTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

Curso de Especialização em INFORMÁTICA E COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO

Curso de Especialização em INFORMÁTICA E COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO Curso de Especialização em INFORMÁTICA E COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO ÁREA DO CONHECIMENTO: Educação. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Ensino de Informática e Comunicação

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENSINO DE QUÍMICA Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação na

Leia mais

O ENSINO DE ESPANHOL COMO LE COM OS RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS NA PLATAFORMA MOODLE*

O ENSINO DE ESPANHOL COMO LE COM OS RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS NA PLATAFORMA MOODLE* 1 O ENSINO DE ESPANHOL COMO LE COM OS RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS NA PLATAFORMA MOODLE* Resumo Este trabalho se propõe a analisar o curso de extensão universitária CESB (Curso de Espanhol Básico) para

Leia mais

Curso de Especialização EM ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR E ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL

Curso de Especialização EM ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR E ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL Curso de Especialização EM ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR E ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL ÁREA DO CONHECIMENTO: Educação Gestão Educacional NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Administração

Leia mais

Curso de ESPECIALIZAÇÃO EM SUPERVISÃO ESCOLAR E GESTÃO DE PROJETOS

Curso de ESPECIALIZAÇÃO EM SUPERVISÃO ESCOLAR E GESTÃO DE PROJETOS Curso de ESPECIALIZAÇÃO EM SUPERVISÃO ESCOLAR E GESTÃO DE PROJETOS ÁREA DO CONHECIMENTO: Educação. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Supervisão Escolar e Gestão de Projetos.

Leia mais

6h diárias - 11 meses

6h diárias - 11 meses 6h diárias - 11 meses PROPOSTA PEDAGÓGICA PROGRAMA DE APRENDIZAGEM EM AUXILIAR DE VAREJO ÍNDICE 1 - Apresentação da Entidade ijovem 3 2 - Justificativa do Programa. 3 3 Público-alvo: 4 4 Objetivo geral:

Leia mais

Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Faculdade de Educação/Departamento de Estudos Especializados

Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Faculdade de Educação/Departamento de Estudos Especializados 1 Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Faculdade de Educação/Departamento de Estudos Especializados EDITAL Nº 001/2009 /PR-PPG SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO

Leia mais

EDITAL DE INCENTIVO AO ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA

EDITAL DE INCENTIVO AO ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA Coordenação de Educação a Distância CEAD, Pró-Reitoria de Graduação PROGRAD, Pró-Reitoria de Extensão e Cultura PROExC, Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa PROPG e Diretoria de Assuntos Comunitários

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO COLEGIADO DE ARTES VISUAIS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO COLEGIADO DE ARTES VISUAIS ANEXO A SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO COLEGIADO DE ARTES VISUAIS REGULAMENTO ESPECÍFICO DOS COMPONENTES CURRICULARES PRÁTICAS DE ENSINO DO CURSO DE LICENCIATURA

Leia mais

Curso de Especialização em TUTORIA EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Curso de Especialização em TUTORIA EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Curso de Especialização em TUTORIA EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA ÁREA DO CONHECIMENTO: Educação. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Tutoria em Educação a Distância. OBJETIVO

Leia mais

Universidade Federal de Pelotas Faculdade de Medicina Departamento de Medicina Social

Universidade Federal de Pelotas Faculdade de Medicina Departamento de Medicina Social Universidade Federal de Pelotas Faculdade de Medicina Departamento de Medicina Social CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA MODALIDADE A DISTÂNCIA - EDITAL Nº 01/2014 A Coordenação do Curso de Especialização

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO 001/2015

EDITAL DE SELEÇÃO 001/2015 EDITAL DE SELEÇÃO 001/2015 A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e em Matemática PPGECM/UFPR, conforme decisão do Colegiado, torna pública a abertura de inscrições à seleção

Leia mais

2.2.5. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes em EaD.

2.2.5. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes em EaD. 2.2.5. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes em EaD. Este questionário é um instrumento de coleta de informações para a realização da auto avaliação da UFG que tem como objetivo conhecer a opinião

Leia mais

Colégio Técnico Anhanguera

Colégio Técnico Anhanguera O Colégio Técnico Anhanguera é um Colégio de Educação Básica EAD em nível de: Ensino médio Ensino Técnico Administração, Logística e Informática Ensino Profissionalizante São cursos de educação voltados

Leia mais

UM QUADRO DA MODALIDADE EAD NAS IFES

UM QUADRO DA MODALIDADE EAD NAS IFES UM QUADRO DA MODALIDADE EAD NAS IFES Prof. Dr. Ariel Behr ariel.behr@ufrgs.br UFRGS/FCE/DCCA Prof. Msc. Camila Furlan da Costa camilacosta@unipampa.edu.br UNIPAMPA/Campus Santana do Livramento Fortaleza,

Leia mais

A EFICÁCIA DE CURSOS A DISTÂNCIA PARA A FORMAÇÃO DE AGENTES DE METROLOGIA LEGAL E FISCAIS DA QUALIDADE

A EFICÁCIA DE CURSOS A DISTÂNCIA PARA A FORMAÇÃO DE AGENTES DE METROLOGIA LEGAL E FISCAIS DA QUALIDADE 1 A EFICÁCIA DE CURSOS A DISTÂNCIA PARA A FORMAÇÃO DE AGENTES DE METROLOGIA LEGAL E FISCAIS DA QUALIDADE Rio de Janeiro, RJ, Maio 2012 Categoria: F - Pesquisa e Avaliação Setor Educacional: 5 Classificação

Leia mais

Salvador, Bahia Quarta-feira 16 de Abril de 2014 Ano XCVIII N o 21.405 EDITAL Nº 034/2014

Salvador, Bahia Quarta-feira 16 de Abril de 2014 Ano XCVIII N o 21.405 EDITAL Nº 034/2014 Salvador, Bahia Quarta-feira 16 de Abril de 2014 Ano XCVIII N o 21.405 EDITAL Nº 034/2014 O REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA (UNEB), no uso de suas atribuições legais e regimentais, RESOLVE tornar

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 20/1/2005 (*) Portaria/MEC nº 174, publicada no Diário Oficial da União de 20/1/2005 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO

Leia mais

Catálogo do Curso de Especialização em Educação Ambiental com Ênfase em Espaços Educadores Sustentáveis

Catálogo do Curso de Especialização em Educação Ambiental com Ênfase em Espaços Educadores Sustentáveis Catálogo do Curso de Especialização em Educação Ambiental com Ênfase em Espaços Educadores Sustentáveis 1. Dados Gerais 1. Área Temática: Educação Ambiental 2. Nome do curso: Educação Ambiental com Ênfase

Leia mais

Curso Superior de Análise e Desenvolvimento de Sistemas: Relato de uma Experiência Pioneira de EAD no Ifes na Percepção do Aluno.

Curso Superior de Análise e Desenvolvimento de Sistemas: Relato de uma Experiência Pioneira de EAD no Ifes na Percepção do Aluno. 1 Curso Superior de Análise e Desenvolvimento de Sistemas: Relato de uma Experiência Pioneira de EAD no Ifes na Percepção do Aluno Serra, 05/2009 Isaura Alcina Nobre, Msc Ifes - isaura@ifes.edu.br Sônia

Leia mais

CHAMAMENTO ESCOLAS FEDERAIS, MUNICIPAIS E ESTADUAIS

CHAMAMENTO ESCOLAS FEDERAIS, MUNICIPAIS E ESTADUAIS CHAMAMENTO ESCOLAS FEDERAIS, MUNICIPAIS E ESTADUAIS POR QUE UM CURSO DE INCLUSÃO ESCOLAR? Uma equipe gestora comprometida e qualificada é componente fundamental para garantir o aprendizado dos alunos.

Leia mais

Formação de recursos humanos em saúde: tecnologias de informação e comunicação como recurso didático no Programa FAIMER Brasil

Formação de recursos humanos em saúde: tecnologias de informação e comunicação como recurso didático no Programa FAIMER Brasil ARTIGO Formação de recursos humanos em saúde: tecnologias de informação e comunicação como recurso didático no Programa FAIMER Brasil AUTORES Vera Lúcia Garcia Dra. em Distúrbios da Comunicação Humana

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DOS CONSELHOS ESCOLARES EDITAL Nº.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DOS CONSELHOS ESCOLARES EDITAL Nº. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DOS CONSELHOS ESCOLARES EDITAL Nº. 01/2015 SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE CURSISTAS Seleção de

Leia mais

2.2.4. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes de Pós Graduação

2.2.4. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes de Pós Graduação 2.2.4. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes de Pós Graduação Este questionário é um instrumento de coleta de informações para a realização da auto avaliação da UFG que tem como objetivo conhecer

Leia mais

REFLEXÕES SOBRE AS POTENCIALIDADES DE UM PROJETO DE EXTENSÃO

REFLEXÕES SOBRE AS POTENCIALIDADES DE UM PROJETO DE EXTENSÃO REFLEXÕES SOBRE AS POTENCIALIDADES DE UM PROJETO DE EXTENSÃO Fátima Aparecida Queiroz Dionizio UEPG faqdionizio@hotmail.com Joseli Almeida Camargo UEPG jojocam@terra.com.br Resumo: Este trabalho tem como

Leia mais

PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA e AÇÕES DO PACTO

PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA e AÇÕES DO PACTO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA e AÇÕES DO PACTO Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa É um compromisso formal assumido pelos governos federal, do Distrito Federal, dos estados

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE

PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE - MT 2011 Apresentação Articulado com o novo Plano de Desenvolvimento Institucional (2011-2015)

Leia mais

MANUAL DE INFORMAÇÕES MÍNIMAS SOBRE O PROGRAMA DE BOLSA DE MONITORIA (PROBM) E SOBRE O PROGRAMA DE BOLSA INSTITUCIONAL DE TUTORIA (PROINT)

MANUAL DE INFORMAÇÕES MÍNIMAS SOBRE O PROGRAMA DE BOLSA DE MONITORIA (PROBM) E SOBRE O PROGRAMA DE BOLSA INSTITUCIONAL DE TUTORIA (PROINT) MANUAL DE INFORMAÇÕES MÍNIMAS SOBRE O PROGRAMA DE BOLSA DE MONITORIA (PROBM) E SOBRE O PROGRAMA DE BOLSA INSTITUCIONAL DE TUTORIA (PROINT) Santa Maria, RS 2014 Vanilde Bisognin Pró-reitora de Graduação

Leia mais

1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES A Direção de Educação Aberta e a Distância DEAAD, por meio do Núcleo de Formação, torna público que estarão abertas as inscrições para os Módulos de I ao VII do Programa Anual de Capacitação Continuada

Leia mais

ANEXO IV - Configuração tecnológica exigida... 15 ANEXO V Ficha de Inscrição... 16

ANEXO IV - Configuração tecnológica exigida... 15 ANEXO V Ficha de Inscrição... 16 EDITAL DE SELEÇÃO SUMÁRIO 1. Apresentação... 01 2. Objetivo geral... 04 3. Objetivo específico... 04 4. Duração... 04 5. Público-alvo... 04 6. Critérios de seleção dos municípios... 04 7. Contrapartidas

Leia mais