Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN Pró-Reitoria de Recursos Humanos- PRH Departamento de Administração de Pessoal DAP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN Pró-Reitoria de Recursos Humanos- PRH Departamento de Administração de Pessoal DAP"

Transcrição

1 Macroprocesso 08: APOIO ADMINISTRATIVO Recursos: Pessoas, espaço físico, equipamentos, sistemas de informática (SIGPRH, SIPAC (sistema de protocolos)), Material de Expediente. Fornecedores: SAPROC/ SC / - GRUPO DE TRABALHO - - DMP - - UNIDADES ADMINISTRATIVAS PROCESSOS ESTOQUE COMUNICAÇÃO SERVIÇOS DE APOIO PASSAGENS E DIÁRIAS Sistemas de Apoio: SIGPRH, SIPAC (Sistema de Protocolos), Imprensa Nacional. Resultados: Dar apoio às atividades administrativas do DAP, identificar as necessidades de material de expediente e permanente dos setores do DAP, visando otimizar a distribuição e o uso destes. Intermediar o processo de comunicação com os setores internos e externos Clientes: SAPROC/ SC / - GRUPO DE TRABALHO - - EMPRESAS PRIVADAS - - UNIDADES ADMINISTRATIVAS - ÓRGÃOS PÚBLICOS - BOLSISTAS - DMP RESULTADOS LEGENDA: SIGPRH Sistema Integrado de Gestão de Planejamento e de Recursos Humanos, SIPAC - Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos, DAP Departamento de Administração de Pessoal, SAT Setor de Atendimento, SC Seção de Cadastro, SCP Seção de Controle de Pagamento, Secretaria Administrativa, Divisão de Controle de Cargos e Movimentação, SAPROC Seção de Análise Processual, DMP Departamento de Material e Patrimônio.

2 PROCESSO: 8.1 ESTOQUE SAPROC / GRUPO DE TRABALHO / SC DMP Solicita material de expediente e permanente Solicita ao DMP material de expediente e permanente, para distribuição junto aos setores do DAP Atende aos pedidos de material de expediente e permanente Encaminha o material à Recebe o material de expediente e permanente Distribui o material aos setores do DAP, de acordo com solicitação prévia Solicitação de material Solicitação de material Atendimento do pedido Recebimento e distribuição de material permanente e expediente DMP DIREÇÃO DO DAP SAPROC / GRUPO DE TRABALHO / SC LEGENDA: DAP Departamento de Administração de Pessoal, SAT Setor de Atendimento, SC Seção de Cadastro, SCP Seção de Controle de Pagamento, Secretaria Administrativa, Divisão de Controle de Cargos e Movimentação, SAPROC Seção de Análise Processual, DMP Departamento de Material e Patrimônio.

3 PROCESSO: 8.2 COMUNICAÇÃO Envio de fax Envio de documentos ÓRGÃOS e comunicados PÚBLICOS EMPRESAS PRIVADAS Envio de mensagens, através do canal DAP Envio de matérias para publicação no Boletim de Serviço via SIPAC Envio de comunicados Publicações em BS LEGENDA: SIPAC - Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos, DAP Departamento de Administração de Pessoal, Secretaria Administrativa. SIPAC

4 PROCESSO: 8.3 SERVIÇOS DE APOIO Solicita abertura de processos administrativos, tais como: Aposentadoria compulsória, Solicitação reclamações diversas encaminhadas à Direção do DAP Controla a freqüência dos bolsistas e servidores, via SIPAC Atende o público em geral Controla a entrada de pessoal para atendimento com a Diretora de Administração de Pessoal Fornece cópias xerográficas de documentos diversos Recebe e distribui os documentos oriundos dos demais órgãos e, também, de setores da UFRN Controle de frequência Atendimento ao público Acesso à Direção do DAP Cópias xerográficas Distribuição de documentos BOLSISTAS ÓRGÃOS PÚBLICOS SAPROC / GRUPO DE TRABALHO / SC / LEGENDA: DAP Departamento de Administração de Pessoal, SAT Setor de Atendimento, SC Seção de Cadastro, SCP Seção de Controle de Pagamento, Secretaria Administrativa, Divisão de Controle de Cargos e Movimentação, SAPROC Seção de Análise Processual, SAP Seção de Aposentados e Pensionistas.

5 PROCESSO: 8.4 PASSAGENS E DIÁRIAS Homologa afastamento via SIGPRH e encaminha os pedidos de passagens, diárias e Homologação hospedagens a Providencia a solicitação via Solicitação SIPAC. LEGENDA: SIPAC - Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos, DAP Departamento de Administração de Pessoal, Secretaria Administrativa, SIGPRH Sistema Integrado de Gestão de Planejamento e Recursos Humanos.

Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN Pró-Reitoria de Recursos Humanos- PRH Departamento de Administração de Pessoal DAP

Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN Pró-Reitoria de Recursos Humanos- PRH Departamento de Administração de Pessoal DAP 3 GESTÃO DOS PROCESSOS DO DAP 3.1 MACROPROCESSOS DO DAP Macroprocesso 01: ATENDIMENTO AO PÚBLICO Recursos: Pessoas, espaço físico, equipamentos, sistemas de informática (SIGPRH, Siape, Siapecad, Siapenet,

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN Pró-Reitoria de Recursos Humanos- PRH Departamento de Administração de Pessoal DAP

Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN Pró-Reitoria de Recursos Humanos- PRH Departamento de Administração de Pessoal DAP DAP DIVISÃO DE PAGAMENTO E ATENDIMENTO SEÇÃO DE CONTROLE DE PAGAMENTO MACROPROCESSO: 2 PROCESSAMENTO DA FOLHA PROCESSO: 2.1 PAGAMENTO DE SERVIDORES ATIVOS FORNECEDOR ATIVIDADES PRODUTO CLIENTE RECOMENDAÇÕES

Leia mais

Macroprocesso 03: CONTROLE DE CARGOS, FUNÇÕES E MOVIMENTAÇÃO PROCESSOS

Macroprocesso 03: CONTROLE DE CARGOS, FUNÇÕES E MOVIMENTAÇÃO PROCESSOS Macroprocesso 03: CONTROLE DE CARGOS, FUNÇÕES E MOVIMENTAÇÃO Recursos: Pessoas, espaço físico, sistemas de informática (SIGPRH, Siape, Siapecad, Sisac, Sipac), Legislação (Lei nº 8112/90) e pasta funcional.

Leia mais

SIG Sistema Integrado de Gestão. SIPAC -Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos

SIG Sistema Integrado de Gestão. SIPAC -Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos SIG Sistema Integrado de Gestão SIPAC -Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos Agenda Contextualização Visão Geral dos seguintes sistemas: SIPAA, SGPP, SIGRH, SIGADMIN, SIGED. Conceitos

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO DE GESTÃO ORGANIZACIONAL - CGO

ATRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO DE GESTÃO ORGANIZACIONAL - CGO ATRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO DE GESTÃO ORGANIZACIONAL - CGO Atribuição: Coordenar a execução das ações relacionadas às áreas administrativas, organizativas e financeiras da PROEXT, bem como secretariar a

Leia mais

PORTARIA Nº 1.146, DE 10 DE JUNHO DE 2008

PORTARIA Nº 1.146, DE 10 DE JUNHO DE 2008 PORTARIA Nº 1.146, DE 10 DE JUNHO DE 2008 O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA, no uso de suas atribuições que lhe confere o art. 4o- do Decreto no- 6,061, de 15 de março de 2007, resolve: Art. 1 Aprovar o

Leia mais

ROTINAS E PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS (orientações sobre tramitação, prazos e instrução de processos)

ROTINAS E PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS (orientações sobre tramitação, prazos e instrução de processos) CENTRO TECNOLÓGICO Tel.: (0xx27)4009-2640/2641 Fax: (0xx27)4009-2650 ROTINAS E PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS (orientações sobre tramitação, prazos e instrução de processos) - todo o pedido de passagem,

Leia mais

SIG Sistema Integrado de Gestão

SIG Sistema Integrado de Gestão SIG Sistema Integrado de Gestão SIGRH -Sistema Integrado de Gestão de Recursos Humanos Gustavo Bertoldo Quatrin Agenda Contextualização Visão Geral dos seguintes sistemas: SIPAC; SGPP; SIGAA; SIGADMIN;

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO R E S O L U Ç Ã O :

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO R E S O L U Ç Ã O : SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 662, DE 31 DE MARÇO DE 2009 Aprova o Regimento dos Órgãos Executivos da Administração Superior. O REITOR DA UNIVERSIDADE

Leia mais

SIPAC. Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos MÓDULO ATENDIMENTO DE REQUISIÇÕES

SIPAC. Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos MÓDULO ATENDIMENTO DE REQUISIÇÕES SIPAC Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos MÓDULO ATENDIMENTO DE REQUISIÇÕES Responsável pela análise, gerência e operações de alguns tipos de requisições: Diárias Hospedagem Passagem

Leia mais

Planejamento e Compras

Planejamento e Compras UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS Pró-Reitoria de Planejamento e Gestão Planejamento e Compras Perguntas e Respostas Lavras, 2015 0 ANDRÉ VITAL SAÚDE Pró-Reitor de Planejamento e Gestão FAUZE ALVARENGA CARVALHO

Leia mais

DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I DA DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E SEUS FINS

DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I DA DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E SEUS FINS DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I DA DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E SEUS FINS Art. 1º A Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação da Universidade Federal

Leia mais

Fundo Único de Previdência Social do Estado do Rio de Janeiro

Fundo Único de Previdência Social do Estado do Rio de Janeiro Proposto por: Equipe do Departamento de Administração de Pessoal (DEAPS) Analisado por: Diretor do Departamento de Administração de Pessoal (DEAPS) Aprovado por: Diretora-Geral da Diretoria-Geral de Gestão

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN Pró-Reitoria de Recursos Humanos- PRH Departamento de Administração de Pessoal DAP

Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN Pró-Reitoria de Recursos Humanos- PRH Departamento de Administração de Pessoal DAP DAP DIVISÃO DE PAGAMENTO E ATENDIMENTO SEÇÃO DE APOSENTADOS E PENSIONISTAS MACROPROCESSO: 2 PROCESSAMENTO DA FOLHA PROCESSO: 2.2 PAGAMENTO DE SERVIDORES INATIVOS E PENSIONISTAS FORNECEDOR ATIVIDADES PRODUTO

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Conselho de Pesquisa e Pós-Graduação.

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Conselho de Pesquisa e Pós-Graduação. Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Conselho de Pesquisa e Pós-Graduação. Resolução nº. 047/13-COPPG Curitiba, 06 de dezembro de 2013 O CONSELHO PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO DA

Leia mais

Novo Sistema de Gestão do IFAM

Novo Sistema de Gestão do IFAM Novo Sistema de Gestão do IFAM Os módulos serão implantados atendendo aos critérios: Sistema/Módulo Entrega Prazo de Entrega Módulo Administrativo Integração SIAFI Módulo de Recursos Humanos Protocolo

Leia mais

Fox Gerenciador de Sistemas

Fox Gerenciador de Sistemas Fox Gerenciador de Sistemas Índice 1. FOX GERENCIADOR DE SISTEMAS... 4 2. ACESSO AO SISTEMA... 5 3. TELA PRINCIPAL... 6 4. MENU SISTEMAS... 7 5. MENU SERVIÇOS... 8 5.1. Ativação Fox... 8 5.2. Atualização

Leia mais

ATO REGULAMENTAR Nº 15, DE 18 DE ABRIL DE 2012

ATO REGULAMENTAR Nº 15, DE 18 DE ABRIL DE 2012 Publicado no DJE/STF, n. 77, p. 1-3 em 20/4/2012. ATO REGULAMENTAR Nº 15, DE 18 DE ABRIL DE 2012 Altera dispositivos do Regulamento da Secretaria. O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, nos termos do

Leia mais

Manual de Rotinas do Procedimento Cível Comum Ordinário. Protocolo

Manual de Rotinas do Procedimento Cível Comum Ordinário. Protocolo 21 1. PROTOCOLO O Serviço de serve para o recebimento concentrado de documentos encaminhados ao Fórum da Comarca (ex: petições iniciais, petições intermediárias, ofícios recebidos, manifestações oriundas

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE VISITAS RELATÓRIO DE VISITAS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE VISITAS RELATÓRIO DE VISITAS 22/03/203. INTRODUÇÃO A Política de Visitas Divisão Institucional tem por objetivo controlar e auditar as visitas dos consultores em nossos clientes, as ações de manutenções tomadas e comprovar a presença

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO REGIMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE PESSOAS DA UFRRJ

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO REGIMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE PESSOAS DA UFRRJ MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO REGIMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE PESSOAS DA UFRRJ Art. 1 O presente Regimento Interno estabelece diretrizes para disciplinar

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE ALAGOAS

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE ALAGOAS TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE ALAGOAS Palestra Tema: Formalização de Processo Administrativo na Gestão de Pessoas Aposentadoria é a contraprestação assistencial por serviços prestados, nos termos da

Leia mais

ATO REGULAMENTAR Nº 9, DE 7 DE MAIO DE 2010

ATO REGULAMENTAR Nº 9, DE 7 DE MAIO DE 2010 Publicada no Diário da Justiça Eletrônico, em 11/5/2010. ATO REGULAMENTAR Nº 9, DE 7 DE MAIO DE 2010 Altera dispositivos do Regulamento da Secretaria. O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, nos termos

Leia mais

Sistemas Institucionais Integrados SIG. Camilo de Lélis Diretoria de Sistemas SINFO/UFRN

Sistemas Institucionais Integrados SIG. Camilo de Lélis Diretoria de Sistemas SINFO/UFRN Sistemas Institucionais Integrados SIG Camilo de Lélis Diretoria de Sistemas SINFO/UFRN Agenda Sistemas Institucionais Integrados SIGAA (Acadêmico) SIPAC (Administrativo) SIGRH (Recursos Humanos) SIGPP

Leia mais

EDITAL Nº 001/2012-PROPPG, de 17 de janeiro de 2012.

EDITAL Nº 001/2012-PROPPG, de 17 de janeiro de 2012. PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INCENTIVO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E TECNOLÓGICOS PARA SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS (PIPECT/IFG) EDITAL Nº 001/-PROPPG,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO E LINGUAGEM (CEEL)

REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO E LINGUAGEM (CEEL) REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO E LINGUAGEM (CEEL) TÍTULO 1 Da Instituição e seus Fins Art. 1 0 O Centro de Estudos em Educação e Linguagem (CEEL), criado em 2004, para integrar uma

Leia mais

RETIFICAÇÃO DO EDITAL N 42, DE 13 DE JULHO DE 2015

RETIFICAÇÃO DO EDITAL N 42, DE 13 DE JULHO DE 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO RETIFICAÇÃO DO

Leia mais

Sistemas Institucionais Integrados SIG. Camilo de Lélis Coord. Suporte de Sistemas

Sistemas Institucionais Integrados SIG. Camilo de Lélis Coord. Suporte de Sistemas Sistemas Institucionais Integrados SIG Camilo de Lélis Coord. Suporte de Sistemas Agenda Contextualização histórica Sistemas Integrados SIG SIPAC Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE M I N UT A EDITAL FOPIN 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE M I N UT A EDITAL FOPIN 2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE M I N UT A INSTRUÇÃO DE SERVIÇO PROPPI N o 06 de 09 de Julho de 2015 EDITAL FOPIN 2015 PROGRAMA DE FOMENTO À PESQUISA DAS

Leia mais

CONHECENDO A UFRRJ: um olhar mais próximo da estrutura física, organizacional, funcional e cultural da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

CONHECENDO A UFRRJ: um olhar mais próximo da estrutura física, organizacional, funcional e cultural da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. CONHECENDO A UFRRJ: um olhar mais próximo da estrutura física, organizacional, funcional e cultural da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. 10/10/2013 COPAG COORDENAÇÃO DE PAGAMENTOS (Seção de

Leia mais

emitir os Boletins de Freqüência; separar e encaminhar os Boletins para as chefias dos setores correspondentes.

emitir os Boletins de Freqüência; separar e encaminhar os Boletins para as chefias dos setores correspondentes. fls. 001 1. Jurisdição aplica-se à área de pessoal das Unidades / Órgãos. 2. Objetivo estabelecer critérios e procedimentos para controlar e cadastrar a freqüência dos servidores, com vistas ao pagamento

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 11.836

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 11.836 Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 11.836 Dispõe sobre a criação e o regulamento da Comissão Permanente de Licitação de Serviços. O Prefeito Municipal de Vitória, Capital

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá Pró-Reitoria de Recursos Humanos e Assuntos Comunitários

Universidade Estadual de Maringá Pró-Reitoria de Recursos Humanos e Assuntos Comunitários EDITAL N O 08/2007-PRH O PROFESSOR DOUTOR MÁRIO LUIZ NEVES DE AZEVEDO, REITOR EM EXERCÍCIO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ, no uso de suas atribuições estatutárias e regimentais, com base na Lei Complementar

Leia mais

PROCEDIMENTO DA DIRETORIA DE PESSOAL. Título: Macroprocesso da Capacitação

PROCEDIMENTO DA DIRETORIA DE PESSOAL. Título: Macroprocesso da Capacitação PROCEDIMENTO DA DIRETORIA DE PESSOAL Título: Macroprocesso da Capacitação UNIFEI Procedimento: 15 DIRETORIA DE PESSOAL Objetivo: apresentar as etapas do macroprocesso da capacitação dos servidores da UNIFEI.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO CUNI Nº 008, DE 6 DE MARÇO DE 2012. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS, no uso de suas atribuições

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO ELETRÔNICA DE PREÇO SICONV Nº 001/2014 TIPO: MENOR PREÇO GLOBAL 1 OBJETIVO

TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO ELETRÔNICA DE PREÇO SICONV Nº 001/2014 TIPO: MENOR PREÇO GLOBAL 1 OBJETIVO TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO ELETRÔNICA DE PREÇO SICONV Nº 001/2014 TIPO: MENOR PREÇO GLOBAL A Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar do Brasil FETRAF-BRASIL/CUT, entidade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N 33/2014 Institui o Sistema Integrado de Patrimônio e Administração e Contratos (SIPAC) no âmbito da Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FACULDADE NACIONAL DE DIREITO Edital Interno - Programa de Monitoria 2014

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FACULDADE NACIONAL DE DIREITO Edital Interno - Programa de Monitoria 2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FACULDADE NACIONAL DE DIREITO Edital Interno - Programa de Monitoria 2014 A Coordenação de Graduação da Faculdade Nacional de Direito (FND) torna público que a Pró-Reitoria

Leia mais

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada.

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada. PROCESSAR PEDIDO DE ABONO DE PERMANÊNCIA Proposto por: Equipe do Departamento de Administração de Pessoal (DEAPS) Analisado por: Diretor do Departamento de Administração de Pessoal (DEAPS) Aprovado por:

Leia mais

SAÚDE CARTA DE SERVIÇOS AO SERVIDOR POLÍCIA FEDERAL

SAÚDE CARTA DE SERVIÇOS AO SERVIDOR POLÍCIA FEDERAL 1PLANOS DE SAÚDE CARTA DE SERVIÇOS AO SERVIDOR POLÍCIA FEDERAL CARTA DE SERVIÇOS A Carta de Serviços é uma ferramenta de gestão criada pelo Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização GesPública.

Leia mais

CAERN. Descrição de Perfis

CAERN. Descrição de Perfis 8 Nível: Médio Reporte: Coordenador Sumário Executar atividades administrativas de apoio às diversas áreas da empresa. Atividades Arquivar documentos Arquivar documentos, classificando-os em pastas específicas,

Leia mais

Conselho de Pesquisa e Pós-Graduação

Conselho de Pesquisa e Pós-Graduação Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Conselho de Pesquisa e Pós-Graduação Conselho de Pesquisa e Pós-Graduação PROCESSO Nº. 150/11-COPPG CAMPUS PROPONENTE: PROPPG Data de entrada:

Leia mais

Regulamento SIGA. Versão 1.0. Outubro, 2013. Página 1 de 16

Regulamento SIGA. Versão 1.0. Outubro, 2013. Página 1 de 16 Regulamento SIGA Versão 1.0 Outubro, 2013 Página 1 de 16 Sumário Objetivo deste Regulamento...3 Introdução...4 Definição...4 O que é documento para o SIGA...4 Numeração dos documentos no SIGA...4 Disposição

Leia mais

ATO Nº 73/2003. à estrutura da Diretoria do Serviço de Informática, a ser chefiado por

ATO Nº 73/2003. à estrutura da Diretoria do Serviço de Informática, a ser chefiado por ATO Nº 73/2003 O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, tendo em vista deliberação deste Tribunal em sessão de 22.7.03, R E S O L V E

Leia mais

Fluxograma Subprocesso Tratar Concessão de Aposentadoria Especial

Fluxograma Subprocesso Tratar Concessão de Aposentadoria Especial Fluxograma Subprocesso Tratar Concessão de RH da Servidor Início CLT - ESU - Apo. Comparecer ao RH da Comparecer a DAP/DGRH Preencher / assinar formulário de aposentadoria especial Coletar do Diretor da

Leia mais

Principais Abas do Módulo Extensão

Principais Abas do Módulo Extensão Módulo Extensão Principais Abas do Módulo Extensão INFORMAÇÕES GERAIS cadastra, gerencia e monitora propostas ações de extensão, faz buscas e opera bolsas de extensão CPP COORDENAÇÃO DE PROJETOS E PROGRAMAS

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 8ª REGIÃO INTRODUÇÃO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 8ª REGIÃO INTRODUÇÃO Assegurar o acesso à justiça, de forma efetiva, na composição dos conflitos decorrentes das relações de trabalho. Missão Institucional do TRT da 8ª Região. INTRODUÇÃO O TRT On line é uma ferramenta desenvolvida

Leia mais

COGESP/SEPOG/PMF III REUNIÃO

COGESP/SEPOG/PMF III REUNIÃO COGESP/SEPOG/PMF III REUNIÃO Agenda Horário Assunto Palestrante 8:00h às 8:30h Abertura da Reunião pelo Secretário da SEPOG Philipe Nottingham 8:30h às 9:30h Apresentação do Processo de Aposentadoria nova

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE IMPERATRIZ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE IMPERATRIZ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE IMPERATRIZ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EDITAL Nº 01/2015 SEMED (Prazo: 30 dias) Processo Seletivo para a concessão de licença para qualificação profissional

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE LICENÇA SABÁTICA - EXTERIOR

SOLICITAÇÃO DE LICENÇA SABÁTICA - EXTERIOR À Reitoria da Universidade Estadual de Londrina 1. REQUERENTE (preencher com letra legível): Nome: e-mail: Cargo: Nível: Centro/Departamento: 2. SOLICITAÇÃO DE LICENÇA: Instituição de destino: Cidade/País:

Leia mais

CARTILHA. Poder Judiciário do Estado de Sergipe COMO INFORMAR CASOS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA MULHER NO FLUXO DE PERÍCIA

CARTILHA. Poder Judiciário do Estado de Sergipe COMO INFORMAR CASOS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA MULHER NO FLUXO DE PERÍCIA Poder Judiciário do Estado de Sergipe CARTILHA COMO INFORMAR CASOS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA MULHER NO FLUXO DE PERÍCIA Aracaju/SE Dezembro de 2015 1ª Edição Presidente: Des. Luiz Antônio Araújo Mendonça

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA O CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENGENHARIA WEB E GOVERNO ELETRÔNICO CONFORME ANEXO IV DA RESOLUÇÃO CONSEPE N o.

EDITAL DE SELEÇÃO PARA O CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENGENHARIA WEB E GOVERNO ELETRÔNICO CONFORME ANEXO IV DA RESOLUÇÃO CONSEPE N o. EDITAL DE SELEÇÃO PARA O CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENGENHARIA WEB E GOVERNO ELETRÔNICO CONFORME ANEXO IV DA RESOLUÇÃO CONSEPE N o. 55/2014 1. Da organização geral: a) Unidade Proponente: Instituto

Leia mais

MANUAL DE ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES

MANUAL DE ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS DO ESPÍRITO SANTO ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES DAS UNIDADES GESTORAS E OPERACIONAIS GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO MANUAL DE ATRIBUIÇÕES E

Leia mais

Data da revisão. Definir critérios para elaboração de projetos arquitetônicos das sedes do MP-GO.

Data da revisão. Definir critérios para elaboração de projetos arquitetônicos das sedes do MP-GO. Versão 01 - Página 1/13 PROCESSO: Elaboração de projetos arquitetônicos das sedes do MP-GO PROCEDIMENTO: Procedimento para elaboração de projetos arquitetônicos das sedes do MP-GO ALINHAMENTO ESTRATÉGICO

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE DEFESA PELO MESTRANDO (PRÉ-DEFESA)

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE DEFESA PELO MESTRANDO (PRÉ-DEFESA) PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE DEFESA PELO MESTRANDO (PRÉ-DEFESA) Este roteiro não dispensa a leitura da Norma Complementar Nº007 (05/09/2012) e do Regimento Interno do PPGEP-S 1. Sobre os

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 010/2013

ATO NORMATIVO Nº 010/2013 ATO NORMATIVO Nº 010/2013 Organiza as ações de comunicação social, no âmbito do Ministério Público do Estado da Bahia. OPROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso das atribuições que lhe confere

Leia mais

Manual do Usuário SIG

Manual do Usuário SIG Universidade Federal do Pará Manual do Usuário SIG Belém 2011 Apresentação Este manual tem como objetivo auxiliar os servidores da UFPA para realizarem seu cadastro como usuários do Sistema Integrado de

Leia mais

ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO

ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO O Programa de Fomento à Pesquisa 2016 oferece aos estudantes regularmente matriculados nos cursos de pós-graduação da UFRGS (mestrado acadêmico, mestrado profissional e doutorado),

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO PELO MESTRANDO

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO PELO MESTRANDO PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO PELO MESTRANDO Este roteiro não dispensa a leitura da Norma Complementar Nº002 (05/09/2012) alterado em 04/12/2013 e do Regimento Interno do PPGEP-S

Leia mais

Câmara Municipal dos Barreiros

Câmara Municipal dos Barreiros Barreiros, 30 de Abril de 2010 SISTEMA DE CONTROLE INTERNO Ofício nº 006/2010 SCI EXMO. SR. JOSÉ GERALDO DE SOUZA LEÃO M.D. Presidente da Câmara de Vereadores dos Barreiros NESTA O Coordenador do Sistema

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DO PROEX (2015)

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DO PROEX (2015) UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Instituto de Medicina Social Rua São Francisco Xavier, 524 / 7º andar / Bloco D - Maracanã CEP: 20550-013 - Rio de Janeiro - BRASIL TEL: 55-021- 2334-0235 FAX:

Leia mais

Serviço Público Federal Ministério da Educação Universidade Federal Rural do Semi-Árido Guia de Utilização Requisição de Manutenção

Serviço Público Federal Ministério da Educação Universidade Federal Rural do Semi-Árido Guia de Utilização Requisição de Manutenção Serviço Público Federal Ministério da Educação Universidade Federal Rural do Semi-Árido Superintendência de Tecnologia da Informação e Comunicação - SUTIC Guia de Utilização Requisição de Manutenção Sistema

Leia mais

CAERN. Descrição de Perfis

CAERN. Descrição de Perfis Assistente - Laboratorista 09 Nível: Médio Reporte: Coordenador Sumário Realizar análises físico-químicas e bacteriológicas em amostras de águas e efluentes, determinando os elementos químicos existentes,

Leia mais

DECRETO Nº 7.622, DE 20 DE MAIO DE 2005.

DECRETO Nº 7.622, DE 20 DE MAIO DE 2005. DECRETO Nº 7.622, DE 20 DE MAIO DE 2005. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no artigo 15, 3º da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e artigo 11 da Lei Federal nº 10.520, de 17 de julho

Leia mais

SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE

SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE Manual elabora por: Benedito Elias Neto FCL - Araraquara Seção Técnica de Materiais SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE MANUAL DE UTILIZAÇÃO Implantação do Sistema de Requisição ON-LINE (RMS) REQUISIÇÃO DE MATERIAL

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL PORTARIA Nº 1.382 DE 23 DE OUTUBRO DE 2012

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL PORTARIA Nº 1.382 DE 23 DE OUTUBRO DE 2012 PORTARIA Nº 1.382 DE 23 DE OUTUBRO DE 2012 O Reitor da Universidade Federal de UNIFAL-MG, no uso de suas atribuições vem, nos termos do inciso XI do art. 26 do Regimento Geral da UNIFAL-MG e do art. 119

Leia mais

Regimento Interno da Biblioteca Central Zila Mamede

Regimento Interno da Biblioteca Central Zila Mamede MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UFRN BIBLIOTECA CENTRAL ZILA MAMEDE Regimento Interno da Biblioteca Central Zila Mamede Natal RN 2013 UNIVERSIDADE

Leia mais

13º salário deve injetar R$ 158 bilhões na economia

13º salário deve injetar R$ 158 bilhões na economia 1 São Paulo, 04 de novembro de 2014 13º salário deve injetar R$ 158 bilhões na economia NOTA À IMPRENSA Até dezembro de 2014, estima-se que deverão ser injetados na economia brasileira cerca de R$ 158

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 05/2011/GABINETE Florianópolis, 27 de junho de 2011. Assunto: Solicitação de Afastamento do País (VIAGENS INTERNACIONAIS)

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 05/2011/GABINETE Florianópolis, 27 de junho de 2011. Assunto: Solicitação de Afastamento do País (VIAGENS INTERNACIONAIS) INSTRUÇÃO NORMATIVA N 05/2011/GABINETE Florianópolis, 27 de junho de 2011. Assunto: Solicitação de Afastamento do País (VIAGENS INTERNACIONAIS) A Reitora do IF-SC no uso das atribuições que lhe foram conferidas

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA PRAD Nº 2 DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014. Prof. Sidnei Azevedo de Souza Pró-Reitor de Administração PRAD/UFGD

INSTRUÇÃO NORMATIVA PRAD Nº 2 DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014. Prof. Sidnei Azevedo de Souza Pró-Reitor de Administração PRAD/UFGD MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA PRAD Nº 2 DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014 Dispõe sobre o Rol de Atribuições da Pró-Reitoria de Administração (PRAD) da Fundação Universidade Federal da Grande Dourados

Leia mais

Aposentadoria por Invalidez

Aposentadoria por Invalidez PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO P. TJAM 30 Aposentadoria por Invalidez Elaborado por: Ângela Maria

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA SERVIDOR MUNICIPAL REQUERER APOSENTADORIA JUNTO AO IPARV 1º PASSO PEDIDO DE SIMULAÇÃO DE APOSENTADORIA.

PROCEDIMENTO PARA SERVIDOR MUNICIPAL REQUERER APOSENTADORIA JUNTO AO IPARV 1º PASSO PEDIDO DE SIMULAÇÃO DE APOSENTADORIA. 1º PASSO PEDIDO DE SIMULAÇÃO DE APOSENTADORIA. a) O servidor deverá fazer o pedido de simulação de aposentadoria junto ao Setor de Previdência do IPARV. b) Para protocolar a sua solicitação o servidor

Leia mais

Experiência Inovações na administração universitária: gestão de recursos humanos

Experiência Inovações na administração universitária: gestão de recursos humanos Experiência Inovações na administração universitária: gestão de recursos humanos Universidade Federal de Santa Catarina Pró-Reitoria de Assuntos da Comunidade Universitária Departamento de Recursos Humanos

Leia mais

Manual de Orientação sobre bolsas de estudo de graduação e ESMESC

Manual de Orientação sobre bolsas de estudo de graduação e ESMESC Manual de Orientação sobre bolsas de estudo de graduação e ESMESC 01) APRESENTAÇÃO 02) BOLSA DE ESTUDO - O QUE É? 03) ADMINISTRAÇÃO DO BENEFÍCIO 04) REQUISITOS PARA INSCRIÇÃO 05) CRITÉRIOS DE SELEÇÃO E

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 638, DE 22 DE JANEIRO DE 2008

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 638, DE 22 DE JANEIRO DE 2008 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 638, DE 22 DE JANEIRO DE 2008 Aprova o Regimento do Campus Universitário do Marajó-Soure. O REITOR DA UNIVERSIDADE

Leia mais

Relatório de Atividades. Diretoria de Planejamento de Administração (DPA) Câmpus Curitiba. JAN a DEZ/2014

Relatório de Atividades. Diretoria de Planejamento de Administração (DPA) Câmpus Curitiba. JAN a DEZ/2014 INSTITUTO FEDERAL PARANÁ Campus Curitiba MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Relatório de Atividades Diretoria de Planejamento de Administração (DPA) Câmpus Curitiba JAN a DEZ/2014 Coordenação Contábil, Financeira

Leia mais

Anexo D Divisão de Análises Clínicas HU/UFSC. Versão 01. Atribuições dos Cargos

Anexo D Divisão de Análises Clínicas HU/UFSC. Versão 01. Atribuições dos Cargos DOC MQB -02 MQB.pdf 1/5 Cargo: Assistente de Laboratório 1. Planejar o trabalho de apoio do laboratório: Interpretar ordens de serviços programadas, programar o suprimento de materiais, as etapas de trabalho,

Leia mais

GUIA DE RECEBIMENTO E OFERECIMENTO DE PRESENTES, BRINDES, HOSPITALIDADE E CONTRAPARTIDAS DE PATROCÍNIO

GUIA DE RECEBIMENTO E OFERECIMENTO DE PRESENTES, BRINDES, HOSPITALIDADE E CONTRAPARTIDAS DE PATROCÍNIO GUIA DE RECEBIMENTO E OFERECIMENTO DE PRESENTES, BRINDES, HOSPITALIDADE E CONTRAPARTIDAS DE PATROCÍNIO (Síntese adaptada do normativo interno PG-0V1-00034-0 Guia de Recebimento e Oferecimento de Presentes,

Leia mais

ANEXO I REGIMENTO INTERNO DO GABINETE DO MINISTRO CAPITULO I CATEGORIA E FINALIDADE

ANEXO I REGIMENTO INTERNO DO GABINETE DO MINISTRO CAPITULO I CATEGORIA E FINALIDADE (Portaria GM-MP nº 220, de 25 de junho de 2014 ) ANEXO I REGIMENTO INTERNO DO GABINETE DO MINISTRO CAPITULO I CATEGORIA E FINALIDADE Art. 1º O Gabinete do Ministro, órgão subordinado diretamente ao Ministro

Leia mais

Diretoria de Gestão Interna

Diretoria de Gestão Interna Diretoria de Gestão Interna Objetivo 13: Garantir que os processos de trabalho e seus produtos sejam oportunos e primem pela qualidade, com uso intensivo de tecnologia Iniciativas Ações Produtos ou resultados

Leia mais

ANEXO XI REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE RELAÇÕES DE TRABALHO NO SERVIÇO PÚBLICO CAPÍTULO I CATEGORIA E FINALIDADE

ANEXO XI REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE RELAÇÕES DE TRABALHO NO SERVIÇO PÚBLICO CAPÍTULO I CATEGORIA E FINALIDADE (Portaria GM-MP nº 220, de 25 de junho de 2014 ) ANEXO XI REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE RELAÇÕES DE TRABALHO NO SERVIÇO PÚBLICO CAPÍTULO I CATEGORIA E FINALIDADE Art. 1º A Secretaria de Relações de

Leia mais

RH EM AÇÃO INFORMATIVO Nº 01

RH EM AÇÃO INFORMATIVO Nº 01 RH EM AÇÃO INFORMATIVO Nº 01 A Superintendência de Administração de Recursos Humanos/SEDUC, em consonância com a política de gestão e valorização de pessoas, desenvolvida pela Secretaria de Estado da Educação,

Leia mais

MANUAL DA GESTÃO FINANCEIRA Informações básicas

MANUAL DA GESTÃO FINANCEIRA Informações básicas MANUAL DA GESTÃO FINANCEIRA Informações básicas Este roteiro oferece um breve resumo de como funciona a administração financeira e de materiais de uma Unidade da USP, com ênfase no ponto de vista de sua

Leia mais

Norma para utilização das bolsas de monitoria PIB no Centro Universitário Norte do Espírito Santo CEUNES/UFES

Norma para utilização das bolsas de monitoria PIB no Centro Universitário Norte do Espírito Santo CEUNES/UFES 1 Norma para utilização das bolsas de monitoria PIB no Centro Universitário Norte do Espírito Santo CEUNES/UFES 1. BREVE HISTÓRICO O PIB Programa Integrado de Bolsas de monitoria é regulamentado pelo Conselho

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA ENTRÂNCIA ESPECIAL DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARÁ

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA ENTRÂNCIA ESPECIAL DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARÁ MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA ENTRÂNCIA ESPECIAL DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARÁ SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO, 3 2 FUNCIONALIDADE ADMINISTRATIVA, 3 2 S ORGANIZACIONAIS DO CENTRO DE ESTUDOS, 3 3 PROCEDIMENTO

Leia mais

ROTEIRO PARA CRIAÇÃO DE CURSO E OFERTA DE TURMA DE ESPECIALIZAÇÃO

ROTEIRO PARA CRIAÇÃO DE CURSO E OFERTA DE TURMA DE ESPECIALIZAÇÃO ROTEIRO PARA CRIAÇÃO DE CURSO E OFERTA DE TURMA DE ESPECIALIZAÇÃO (Conforme a Resolução 42/03-COUN, de 05 de novembro de 2003 e suas alterações). I. PROCEDIMENTO PARA CRIAÇÃO DE NOVO CURSO: A. ABERTURA

Leia mais

Informações sobre afastamento para qualificação e licença para capacitação

Informações sobre afastamento para qualificação e licença para capacitação Informações sobre afastamento para qualificação e licença para capacitação O que é capacitação? A Política Nacional de Desenvolvimento de Pessoal assim define capacitação: Processo permanente e deliberado

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO CUNI Nº 024, DE 8 DE MAIO DE 2012 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS, no uso de suas atribuições

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos para o atendimento às solicitações de alterações de layout.

Estabelecer critérios e procedimentos para o atendimento às solicitações de alterações de layout. Proposto por: Serviço de Projetos de Arquitetura, de Estrutura e de Instalações (SEPRO) Analisado por: Departamento de Planejamento de Obras (DEPLA) Aprovado por: Diretor-Geral da Diretoria Geral de Engenharia

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DAS FUNÇÕES GRATIFICADAS

ATRIBUIÇÕES DAS FUNÇÕES GRATIFICADAS ATRIBUIÇÕES DAS FUNÇÕES GRATIFICADAS ASSESSORIA DE IMPRENSA: Função GERENTE. Assessorar a Diretoria da Ceasa; Promover e divulgar notícias relacionadas a Ceasa; Estreitar o relacionamento da mídia com

Leia mais

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada.

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada. Proposto por: Divisão de Equipamento em Garantia (DIGAR) Analisado por: Departamento de Produção (DEPRO) Aprovado por: Diretor-Geral da Diretoria Geral de Tecnologia da Informação (DGTEC) 1 OBJETIVO Estabelecer

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO DOS DISCENTES DESTE CAMPUS EM: VISITAS TÉCNICAS CAPÍTULO I

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO DOS DISCENTES DESTE CAMPUS EM: VISITAS TÉCNICAS CAPÍTULO I REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO DOS DISCENTES DESTE CAMPUS EM: VISITAS TÉCNICAS CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E OBJETIVOS Artigo 1º - Visita técnica é atividade complementar dos componentes curriculares dos cursos

Leia mais

O que faz o Departamento Técnico de Medicina e Segurança do Trabalho?

O que faz o Departamento Técnico de Medicina e Segurança do Trabalho? O que faz o Departamento Técnico de Medicina e Segurança do Trabalho? O DTMST é responsável pela realização dos exames médicos admissional, demissional e periódico, emissão dos abonos de atestados médicos

Leia mais

1 de 5 03/12/2012 14:32

1 de 5 03/12/2012 14:32 1 de 5 03/12/2012 14:32 Este documento foi gerado em 29/11/2012 às 18h:32min. DECRETO Nº 49.377, DE 16 DE JULHO DE 2012. Institui o Programa de Gestão do Patrimônio do Estado do Rio Grande do Sul - Otimizar,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SG/MPF N.º 3, DE 6 DE JANEIRO DE 2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA SG/MPF N.º 3, DE 6 DE JANEIRO DE 2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA SG/MPF N.º 3, DE 6 DE JANEIRO DE 2014 Dispõe sobre os processos de emissão de Certificados Digitais aos membros, servidores, equipamentos e aplicações do Ministério Público Federal.

Leia mais

DECRETO Nº 533, DE 02 DE SETEMBRO DE 1991.

DECRETO Nº 533, DE 02 DE SETEMBRO DE 1991. ALTERADO PELOS DECRETOS SC N 322/1995; 2.155/1997; 2.442/1997 DECRETO Nº 533, DE 02 DE SETEMBRO DE 1991. Dispõe sobre a competência do Conselho de Meio Ambiente - CONSEMA - SC O GOVERNADOR DO ESTADO DE

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Brastra.gif (4376 bytes) Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 4.961, DE 20 DE JANEIRO DE 2004. Regulamenta o art. 45 da Lei n o 8.112, de 11 de dezembro de 1990,

Leia mais