Quanto pagar por um ponto de função?

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Quanto pagar por um ponto de função?"

Transcrição

1 Quanto pagar por um ponto de função? 1 Missão: Ajudar nossos clientes a planejar e controlar melhor seus projetos de software. Consultoria e Treinamento em Medição, Estimativas e Requisitos de Software: Análise de Pontos de Função (IFPUG, NESMA, COSMIC) Estimativas de projetos de software Engenharia de Requisitos Medição e auditoria em medição de software Análises de produtividade em projetos de software O livro mais vendido de APF no país foi escrito por nós Formou ~25% de especialistas certificados pelo IFPUG no Brasil Representante do Scope Project Sizing Software Aumenta seu nível de governança nas medições funcionais e na gestão dos ativos de software 2 1

2 Agenda Qual a importância de conhecer precificação de ponto de função? O que é ponto de função? Modelo Básico de Precificação Alguns fatores que influem no preço Exercício de custo do PF Paradoxo do preço baixo com produtividade baixa Importância das medições corretas Conclusão 3 Por que precificar o ponto de função? Métrica padrão no governo federal para contratos de desenvolvimento e manutenção de software Utilizada também em governos estaduais e municipais e por grandes empresas do mercado privado Volume medido por PF hoje está na casa dos bilhões (R$) Preços oscilando entre R$250/PF a R$1.500/PF, por que? 4 2

3 O que é Análise de Pontos de Função Método para medir funções do software sob o ponto de vista do usuário Método Padrão ISO/IEC de medição Software que quantifica os Requisitos Funcionais do Usuário 5 Método para medir software sob o ponto de vista do usuário Método Padrão ISO/IEC de medição Software que quantifica os Requisitos Funcionais do Usuário 6 3

4 Medição da Produtividade 7 Medição da Produtividade 8 4

5 Medição da Produtividade 9 Medição da Produtividade 10 5

6 Equipe Linguagem Linhas Esforço Produtividade 01 JAVA 60 SLOC 42 HH COBOL 420 SLOC 42 HH A segunda equipe (aquela que desenvolveu em COBOL) seria apontada pela métrica de linhas de código como a mais produtiva... Apesar de ter entregue o mesmo produto 11 Medição da Produtividade 12 6

7 Medição da Produtividade ambas contam apenas uma função

8 Modelo Básico de Precificação Custo Pr $ Tamanho eçounitári o PF $ PF 900$/PF 800$/PF 150$/PF 200$/PF 400$/PF 300$/PF 900$/PF 400$/PF?? $/PF 15 Tipos de Requisitos e a APF 16 8

9 Atendimento aos 1 RNFs Alcance do trabalho 2 (disciplinas e SLAs) Quantidade e 3 qualidade de artefatos 17 Atendimento aos 1 RNFs Alcance do trabalho 2 (disciplinas e SLAs) Quantidade e 3 qualidade de artefatos Banco do Brasil (Prazo): ANEEL (Qualidade): Banco do Brasil: 18 9

10 Atendimento aos 1 RNFs Alcance do trabalho 2 (disciplinas e SLAs) Quantidade e 3 qualidade de artefatos Anteprojeto ou Escopo Preliminar Plano do Projeto Documento de Visão Cronograma do Projeto (WBS) Planilha APF Modelo de Caso de Negócio Modelo de Domínio Diagramas de Objetos e de Classe Modelo de Arquitetura de Sistema Glossário Modelo de Caso de Uso ou Modelo Funcional Especificação de Caso de Uso Especificação das Regras de Negócio Modelo de Interface (Protótipo) Diagramas UML (quando pertinentes) Projeto de Banco de Dados Códigos-Fontes Plano de Teste Plano de Implantação Manual do Usuário Ajuda on-line 19 Exercício de custo do PF Salário Cargo Salário Piso Salário Teto Analista R$3.500,00 R$6.000,00 Desenvolvedor R$2.500,00 R$4.500,00 Ger. de Projetos R$6.500,00 R$9.000,00 Guia Salarial Robert Half , profissionais com até 2 anos de experiência no cargo e em empresas com faturamento inferior a R$500 Milhões Center/Salary guide/guia-salarial pdf 20 10

11 Exercício de custo do PF R$/H Cargo Custo (Piso)*1 R$/H*2 % Projeto R$/H Projeto Analista R$ , ,69 Desenvolvedor R$ , ,50 Ger. Projetos R$ , ,19 Valor hora médio custo equipe 44,38 Premissas: 1. Cada R$1,00 de salário pago custa R$2,10 para a empresa 2. Horas trabalhadas no mês: Exercício de custo do PF Premissa: produtividade JAVA entre 10 a 20 horas/pf, todo ciclo Custo: R$443,80/PF a R$887,60, mediana R$665,70 Mas estamos falando de custo direto apenas E se acrescentarmos: Despesas indiretas? Impostos? Materiais? Lucro? 22 11

12 O racional do MME (pregão 28/2012) Esforço do Projeto por Disciplina Disciplinas % Salário mercado (Brasília) Modelagem de Negócio 7% 5.535,00 Requisitos 13% 5.671,00 Análise e Design 16% 7.499,00 Implementação 30% 3.099,00 Teste 15% 3.382,00 Implantação 6% 5.693,00 Configuração e Mudança 3% 5.693,00 Gerência de Projeto 5% 9.199,00 Ambiente 1% 2.410,00 Garantia da Qualidade 1% 5.693,00 Métricas de Software 3% 9.000,00 R$ 387,45 R$ 737,23 R$ 1.199,84 R$ 929,70 R$ 507,30 R$ 341,58 R$ 170,79 R$ 459,95 R$ 24,10 R$ 56,93 R$ 270,00 Total 100% Salário Médio 5.084,87 Valor proporcional ao esforço Cargo R$ Analista de Negócios R$ Analista de Requisitos R$ Arquiteto de Sistemas R$ Programador R$ Analista de Testes R$ Analista de sistemas R$ Analista de sistemas R$ Gerente de Projetos R$ Analista de Suporte R$ Analista de sistemas R$ Especialista CFPS (*) R$ *Pesquisa salarial APINFO 2012 ** Distribuição dos perfis profissionais de acordo com as disciplinas de engenharia de software, atendendo ao padrão metodológico utilizado no MME 23 O racional do MME Planilha de Custo e Formação de Preço I REMUNERAÇÃO (SALÁRIOS + RESERVA TÉCNICA) 5.084,87 II - ENCARGOS SOCIAIS (Incidentes sobre o Salário + Reserva Técnica) GRUPO A 01 INSS 20,00% 1.016, SESI/SESC 1,50% 76, SENAI/SENAC 1,00% 50,85 04 INCRA 0,20% 10, SALÁRIO EDUCAÇÃO 2,50% 127,12 06 FGTS 8,00% 406, SEGURO DE ACIDENTE DOTRABALHO/SAT/INSS 3,00% 152,55 08 SEBRAE 0,60% 30,51 TOTAL DO GRUPO A 36,80% 1.871,23 GRUPO B 09 Férias 11,11% 564, Auxílio Doença 1,39% 70, Licença Maternidade/Paternidade 0,02% 1, Faltas Legais 0,28% 14, Acidente de Trabalho 0,33% 16, Aviso Prévio 0,04% 2, º Salário 8,33% 423,57 TOTAL DO GRUPO B 21,50% 1.093,25 GRUPO C 16 - Aviso Prévio 0,46% 23, Indenização Adicional 0,08% 4, FGTS (nas recisões sem justa causa) 3,60% 183,06 TOTAL DO GRUPO C 4,14% 210,51 GRUPO D 19 - Incidência dos Encargos do Grupo A sobre B 7,91% 402,21 TOTAL DOS ENCARGOS SOCIAIS 70,35% 3.577,21 VALOR DA MÃO DE OBRA 8.662,08 III - INSUMOS (Valores distribuidos de acordo com o quantitativo da Mão-de-obra) 01 - Alimentação (Vale) 4,96% 252, Plano de Saúde 1,97% 100,00 TOTAL DOS INSUMOS 352,00 IV - DEMAIS COMPONENTES (Incidentes sobre o valor do custo) 01 - Despesas Administrativas/Operacionais 5,00% 254, Previsão de lucro 5,00% 254,24 TOTAL DOS DEMAIS COMPONENTES 508,49 V - TRIBUTOS 01 ISSQN 5,00% 02 COFINS 3,00% 03 - PIS/PASEP 0,65% TOTAL DOS TRIBUTOS 8,65% a) TRIBUTOS /100 = To 0,0865 b) Remuneração + Insumos + Demais Componentes = Po 9.522,56 c) Po/ (1 - To) = P ,26 VALOR DOS TRIBUTOS: (P1 - P0) 901,70 VI - CUSTO MÉDIO MENSAL (Remuneração + Insumos + Demais Componentes + Tributos) ,

13 O racional do MME (pregão 28/2012) Valor do Ponto por Função com base na pesquisa salarial APINFO/2012 Parâmetros Produtividade Mínima (H/PF) 10 Horas mês 168 Custo Médio Mensal (por Profissional) R$ ,26 => Apontado na planilha de custos e formação de preços. PF/mês 16,8 Valor Mínimo do Ponto por Função R$ 620,49 Valor contratado: R$835/PF 25 O Paradoxo do Preço Praticado Há ~10 anos o modelo de licitação de fábrica de software era técnica e preço Era comum preços da ordem de R$1.000/PF O TCU orientou a mudança do modelo da licitação para pregão eletrônico O preço praticado caiu para ~R$500/PF O que explica isso? Aumento da concorrência? Produtividade aumentou? Salários diminuíram? 26 13

14 Tendência Mundial de Produtividade De acordo com o ISBSG (www.isbsg.org) em seu Software Industry Performance Report (out/2011), a produtividade na indústria de software vem piorando ao longo do tempo 27 Ainda sobre Produtividade Ainda que a fábrica de software tenha a melhor equipe, melhor processo e ferramental para executar o trabalho, ela não consegue influenciar todos os fatores que afetam a produtividade O cliente tem influência significativa na produtividade que o fornecedor irá desempenhar, exemplos: Fluxo ágil ou lento de informações Agilidade ou lentidão nos aceites Overhead administrativo 28 14

15 Onde está a mágica então? Determinados preços só se sustentam amparados por uma fiscalização deficiente ou conivente do contrato Aceite de entregas com qualidade abaixo do especificado Penalidades e SLAs não aplicadas Superfaturamento das medições! 29 Exemplos de Erros em Medição Transformação de horas apontadas em PFs Remuneração pelo mesmo serviço duas vezes (PF e horas) Medição na perspectiva técnica e não funcional Contar telas e tabelas Somente fornecedor medir 30 15

16 Um caso particular Quantidade de projetos com erros Erros (em PF) nas medições 31 Conclusão O modelo de contratação por resultado pode ser benéfico tanto para o cliente quanto para o fornecedor No entanto, se a execução do modelo é mal feita, os benefícios se perdem Organizações mais experientes com o uso do modelo já aprenderam a fugir da armadilha do preço baixo (inexequível) 32 16

17 Encerramento Obrigado por sua atenção! Perguntas? Guilherme Siqueira Simões linkedin.com/in/guilhermesimoes Skype: guilherme.s.simoes 33 17

Quanto Pagar por Ponto de Função?

Quanto Pagar por Ponto de Função? Quanto Pagar por Ponto de Função? Qualquer preço é o menor preço se há inflação na medição 2ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE MEDIÇÃO E ANÁLISE DE SOFTWARE SÃO PAULO, 11/11/11 Carlos Eduardo Vazquez & Guilherme

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO RN ANEXO IX PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS A

CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO RN ANEXO IX PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS A CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO RN ANEXO IX PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS A A proposta foi elaborada com Salário Base (minímo) de R$ ( 540,00 ) para a função de Auxiliar

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS PARA ORIENTADOR DOMICILIAR. ITEM DESCRIÇÃO DOS ITENS ( % ) Valor Mensal 1 SALÁRIO MENSAL 801,88

PLANILHA DE CUSTOS PARA ORIENTADOR DOMICILIAR. ITEM DESCRIÇÃO DOS ITENS ( % ) Valor Mensal 1 SALÁRIO MENSAL 801,88 PLANILHA DE CUSTOS PARA ORIENTADOR DOMICILIAR ITEM DESCRIÇÃO DOS ITENS ( % ) Valor Mensal 1 SALÁRIO MENSAL 801,88 1.1 ADICIONAL NOTURNO 1.2 ADICIONAL DE PERICULOSIDADE 0,00% 0,00 1.3 RESERVA TÉCNICA 5,00%

Leia mais

MODELO DE PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

MODELO DE PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Esta planilha é exemplificativa pois alguns dos elementos integrantes de custos são variáveis e dependem da caracteristica e estrutura de custo de cada licitante. Outros elementos são decorrentes de Lei,

Leia mais

ANEXO IV PLANILHA ESTIMATIVA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - SERVIÇO DE ASCENSORISTA

ANEXO IV PLANILHA ESTIMATIVA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - SERVIÇO DE ASCENSORISTA ANEXO IV PLANILHA ESTIMATIVA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - SERVIÇO DE ASCENSORISTA DADOS COMPLEMENTARES DO ANEXO DA PROPOSTA DE PREÇOS: ADSERTE - ADMINISTRAÇÃO E TERCEIRIZAÇÃO DE MÃO DE OBRA

Leia mais

Software na medida certa: desmistificando pontos de função

Software na medida certa: desmistificando pontos de função FATTO Consultoria e Sistemas - www.fattocs.com Software na medida certa: desmistificando pontos de função Guilherme Siqueira Simões +55 (27) 8111-7505 guilherme.simoes@fattocs.com.br Fatto Consultoria

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL SUDESTE DE MINAS GERAIS CÂMPUS SÃO JOÃO DEL-REI

INSTITUTO FEDERAL SUDESTE DE MINAS GERAIS CÂMPUS SÃO JOÃO DEL-REI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de MG Câmpus São João del-rei Diretoria de Administração e Planejamento ANEXO IV Modelo de Planilha de Custos e Formação

Leia mais

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação)

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação) Obs.: O modelo utiliza o Regime de Tributação Lucro Real. A empresa deverá utilizar o seu Regime de Tributação indicando as respectivas alíquotas no item C, do Módulo 5. MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E

Leia mais

ANEXO - 1.1 PLANILHA DE CUSTOS PARA BARCO EMPURRADOR 65HP ITEM DESCRIÇÃO DOS ITENS

ANEXO - 1.1 PLANILHA DE CUSTOS PARA BARCO EMPURRADOR 65HP ITEM DESCRIÇÃO DOS ITENS ANEXO - 1.1 PLANILHA DE CUSTOS PARA BARCO EMPURRADOR 65HP 1 INSUMOS (%) (R$) 1.1 COMBUSTÍVEL (800 km/mês)x(1,2 litro/km)x(r$ 2,25/litro) 2.160,00 1.2 MANUTENÇÃO 200,00 1.3 ÓLEO DO CARTER 120,00 1.4 DEPRECIAÇÃO

Leia mais

Núcleo de Métricas: Alcançando a Excelência na Governança de TI

Núcleo de Métricas: Alcançando a Excelência na Governança de TI Núcleo de Métricas: Alcançando a Excelência na Governança de TI Gustavo Siqueira Simões - PMP e CFPS http://www.linkedin.com/in/gustavosimoes gustavo.simoes@fattocs.com.br skype: gustavosimoes +55(11)

Leia mais

DECRETO Nº 20.866, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2008.

DECRETO Nº 20.866, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2008. Governo do Estado do Rio Grande do Norte Gabinete Civil Coordenadoria de Controle dos Atos Governamentais DECRETO Nº 20.866, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2008. Altera as disposições do Decreto nº 17517, de 21

Leia mais

ANEXO VI MODELO DE PROPOSTA

ANEXO VI MODELO DE PROPOSTA Ao ANEXO VI MODELO DE PROPOSTA BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S/A COMISSÃO DE LICITAÇÃO COLIC Ref. PREGÃO ELETRÔNICO N. 2013/ Prezados Senhores, Apresentamos em atendimento ao Edital do Pregão em epígrafe

Leia mais

Gerência de Segurança em Brasília Tabela Estimativa de Custos

Gerência de Segurança em Brasília Tabela Estimativa de Custos Gerência de Segurança em rasília Tabela Estimativa de Custos A - DISCRIMINAÇÃO DOS SERVIÇOS A MUNICIPIO / UF rasília/df ANO ACORDO, CONVENÇÃO DF000528/2011-2013 C Nº DE MESES DE EXECUÇÃO CONTRATUAL 12

Leia mais

O evento não fará uso do vídeo (webcam), somente slides e áudio. Se necessário, ajuste o idioma da sala na barra de ferramentas superior

O evento não fará uso do vídeo (webcam), somente slides e áudio. Se necessário, ajuste o idioma da sala na barra de ferramentas superior Orientações iniciais Dê preferência ao uso de uma conexão de banda larga O evento não fará uso do vídeo (webcam), somente slides e áudio Se necessário, ajuste o idioma da sala na barra de ferramentas superior

Leia mais

SERVIÇOS: De limpeza conservação de forma contínua prédio da Anatel-PI

SERVIÇOS: De limpeza conservação de forma contínua prédio da Anatel-PI ANEXO II PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA SERVIÇOS: LIMPEZA E CONSERVAÇÃO PREDIAL - ANATEL - PI PA 03/2006-ER09 - UO9.2 Fls.01/06 LOCAL: AVENIDA FREI SERAFIM Nº 2786 - CENTRO - TERESINA-PI

Leia mais

CURSO COMO PLANEJAR E JULGAR AS CONTRATAÇÕES DE TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS DE ACORDO COM A IN Nº 02/08 E ALTERAÇÕES

CURSO COMO PLANEJAR E JULGAR AS CONTRATAÇÕES DE TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS DE ACORDO COM A IN Nº 02/08 E ALTERAÇÕES CURSO COMO PLANEJAR E JULGAR AS CONTRATAÇÕES DE TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS DE ACORDO COM A IN Nº 02/08 E ALTERAÇÕES PERÍODO DE REALIZAÇÃO E CARGA HORÁRIA O curso será realizado no período de 02 a 05 de

Leia mais

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO RECEPCIONISTA. Página 1. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação)

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO RECEPCIONISTA. Página 1. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação) Obs.: O modelo utiliza o Regime de Tributação Lucro Real. A empresa deverá utilizar o seu Regime de Tributação indicando as respectivas alíquotas no item C, do Módulo 5. MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E

Leia mais

Métricas para Contratação de Desenvolvimento de Software

Métricas para Contratação de Desenvolvimento de Software Métricas para Contratação de Desenvolvimento de Software Guilherme Siqueira Simões guilherme.simoes@fattocs.com.br SEMANATIC 2015 I Semana Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação TIC Vitória-ES,

Leia mais

Métricas para Contratação de Desenvolvimento de Software

Métricas para Contratação de Desenvolvimento de Software Métricas para Contratação de Desenvolvimento de Software Guilherme Siqueira Simões guilherme.simoes@fattocs.com.br SEMANATIC 2015 I Semana Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação TIC Vitória-ES,

Leia mais

2010 INTERNATIONAL SOFTWARE MEASUREMENT & ANALYSIS CONFERENCE

2010 INTERNATIONAL SOFTWARE MEASUREMENT & ANALYSIS CONFERENCE 2010 INTERNATIONAL SOFTWARE MEASUREMENT & ANALYSIS CONFERENCE Melhoria Contínua - Análise de Pontos de Função como uma Ferramenta de Qualidade Laboratório de Engenharia de Software da PUC Centro de Competência

Leia mais

Orientações iniciais. FATTO Consultoria e Sistemas - www.fattocs.com

Orientações iniciais. FATTO Consultoria e Sistemas - www.fattocs.com 1 Orientações iniciais Dê preferência ao uso de uma conexão de banda larga O evento não fará uso do vídeo (webcam), somente slides e áudio Se necessário, ajuste o idioma da sala na barra de ferramentas

Leia mais

Anexo II - PLANILHA DE PREÇOS Serviços de recepção e mensageria Escritório Regional da Anatel no Paraná Pegrão Amplo nº 009/2011-Anatel-ER03

Anexo II - PLANILHA DE PREÇOS Serviços de recepção e mensageria Escritório Regional da Anatel no Paraná Pegrão Amplo nº 009/2011-Anatel-ER03 Anexo II - PLANILHA DE PREÇOS Serviços de recepção e mensageria Escritório Regional da Anatel no Paraná Pegrão Amplo nº 009/2011-Anatel-ER03 Número do processo: Data de apresentação da proposta: Unidade

Leia mais

Métricas para Contratação de Fábricas de Software - Pontos de Função

Métricas para Contratação de Fábricas de Software - Pontos de Função Métricas para Contratação de Fábricas de Software - Pontos de Função Guilherme Siqueira Simões guilherme.simoes@fattocs.com.br ENCOSEP TI 2013 Encontro sobre Contratação de Produtos e Serviços de TI na

Leia mais

MEMORIAIS, ESPECIFICAÇÕES E PLANILHA ORÇAMENTÁRIA PARA O PREÇO TOTAL DE ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO

MEMORIAIS, ESPECIFICAÇÕES E PLANILHA ORÇAMENTÁRIA PARA O PREÇO TOTAL DE ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO MEMORIAIS, ESPECIFICAÇÕES E PLANILHA ORÇAMENTÁRIA PARA O PREÇO TOTAL DE ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO Í N D I C E APRESENTAÇÃO JUSTIFICATIVA OBJETIVOS METAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

Leia mais

ANEXO_II ANEXO 2 PLANILHA DE CUSTOS DETALHADA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

ANEXO_II ANEXO 2 PLANILHA DE CUSTOS DETALHADA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS ANEXO_II ANEXO 2 PLANILHA DE CUSTOS DETALHADA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Nº Processo Licitação Nº Dia / / às : horas Discriminação dos Serviços A Data de apresentação da proposta (dia/mês/ano)

Leia mais

CURSO FORMAÇÃO DO CUSTO, PREÇO DE SERVIÇOS NAS CONTRATAÇÕES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DO SISTEMA S

CURSO FORMAÇÃO DO CUSTO, PREÇO DE SERVIÇOS NAS CONTRATAÇÕES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DO SISTEMA S CURSO FORMAÇÃO DO CUSTO, PREÇO DE SERVIÇOS NAS CONTRATAÇÕES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DO SISTEMA S MANAUS/AM 11 E 12 DE DEZEMBRO DE 2014 PROFESSOR JERÔNIMO LEIRIA APRESENTAÇÃO Proporcionar aos participantes

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO MODELO DE PLANILHA DE CUSTO PARA CONTRATAÇÃO DE VIGILÂNCIA ARMADA

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO MODELO DE PLANILHA DE CUSTO PARA CONTRATAÇÃO DE VIGILÂNCIA ARMADA TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO MODELO DE PLANILHA DE CUSTO PARA CONTRATAÇÃO DE VIGILÂNCIA ARMADA SERVIÇO DE VIGILÂNCIA C/ ADICIONAL NOTURNO DE SEGUNDA-FEIRA A DOMINGO 1Posto de 12 horas diurnas

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Dados complementares para composição dos custos referente à mãodeobra 1.742,57 Supervisor Administrativo (Protocolo e Diretoria 1 Salário 100,00% 1.742,57 2 Hora Extra 3 Adicional noturno 4 Adicionais

Leia mais

Estimativa de Projetos de Software com Pontos de Função

Estimativa de Projetos de Software com Pontos de Função Estimativa de Projetos de Software com Pontos de Função Intercambio Empresarial FUMSOFT 29/05/12 Belo Horizonte MG Brasil Sejam Todos Bem-Vindos 1 FATTO Consultoria e Sistemas Missão: Ajudar nossos clientes

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA COORDENADORA DE PLANEJAMENTO, GESTÃO E FINANÇAS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA COORDENADORA DE PLANEJAMENTO, GESTÃO E FINANÇAS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO 1 Senhor Licitante, Solicito a V.Sª preencher o protocolo de entrega de edital abaixo, remetendo-o a Comissão Permanente de Licitação da PGF/AL, por meio do fax (0XX82) 3216 9874 ou e-mail licitacao@sefaz.al.gov.br.

Leia mais

FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS

FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS Análise de Pontos de Função: Medição e Estimativas de Software Guilherme Siqueira Simões 17/11/2015 FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS 2015 FATTO Consultoria e Sistemas www.fattocs.com 1 ORIENTAÇÕES INICIAIS

Leia mais

OBJETIVO DO PROGRAMA ORGANIZAÇÃO DO PROGRAMA E CARGA HORÁRIA PREMISSAS DOS PROGRAMA INVESTIMENTO E PRÓXIMA TURMA I NSTRUTORES

OBJETIVO DO PROGRAMA ORGANIZAÇÃO DO PROGRAMA E CARGA HORÁRIA PREMISSAS DOS PROGRAMA INVESTIMENTO E PRÓXIMA TURMA I NSTRUTORES PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO EM GESTÃO DE PROCESSOS DE OBJETIVO DO PROGRAMA O programa visa capacitar seus participantes em técnicas práticas e conceitos necessários para trabalhar em iniciativas de modelagem,

Leia mais

Estimativa de Tamanho de Software Utilizando APF e a Abordagem NESMA

Estimativa de Tamanho de Software Utilizando APF e a Abordagem NESMA Estimativa de Tamanho de Software Utilizando APF e a Abordagem NESMA Werley Teixeira Reinaldo, Cristina D Ornellas Filipakis Curso de Sistemas de Informação Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA)

Leia mais

3. Fase de Planejamento dos Ciclos de Construção do Software

3. Fase de Planejamento dos Ciclos de Construção do Software 3. Fase de Planejamento dos Ciclos de Construção do Software A tarefa de planejar os ciclos de construção do software pode partir de diretrizes básicas. Estas diretrizes visam orientar que os ciclos de

Leia mais

ELABORAÇÃO DE PLANILHA DE

ELABORAÇÃO DE PLANILHA DE ELABORAÇÃO DE PLANILHA DE FORMAÇÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/2008 SLTI/MPOG Exclusivamente Atualizado com a IN 06/13 Carga Horária de 24 Horas 23 a 25 de Fevereiro Belém

Leia mais

ESCLARECIMENTO V PREGÃO 31/2015

ESCLARECIMENTO V PREGÃO 31/2015 MEC Ministério da Educação Uasg 150002 ESCLARECIMENTO V PREGÃO 31/2015 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 31/2015 Processo nº 23000.010097/2015-59 PERGUNTA 1: Conforme o item 2 do edital o mesmo cita que o Ministério

Leia mais

PROPOSTA FINANCEIRA DE SERVIÇOS

PROPOSTA FINANCEIRA DE SERVIÇOS PROPOSTA FINANCEIRA DE SERVIÇOS PFS PERÍMETRO(S): OBJETO: EDITAL: SERVIÇOS PAGOS A PREÇO GLOBAL CUSTOS DIRETOS 1,042,451.84 MÃO-DE-OBRA A - TOTAL DE SALÁRIO DA EQUIPE 403,625.76 A1 - TOTAL SALÁRIOS DA

Leia mais

ERRATA ERRATA EDITAL DE LICITAÇÃO - PROCESSO N.º 014/2015 - COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS- DIVULGAÇÃO ELETRÔNICA N.º 014/2015

ERRATA ERRATA EDITAL DE LICITAÇÃO - PROCESSO N.º 014/2015 - COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS- DIVULGAÇÃO ELETRÔNICA N.º 014/2015 INSTITUTO PALMAS DE DESENVOLVIMENTO E SOCIOECONOMIA SOLIDÁRIA Av. Val Paraíso, 698, Conjunto Palmeira Fortaleza-CE CEP 60870-440 bancopalmas@bancopalmas.org.br / 55 85 3459-4848 CNPJ 05705438/0001-99 ERRATA

Leia mais

Encargos Sociais. Limites Máximos

Encargos Sociais. Limites Máximos Encargos Sociais Limites Máximos Sugeridos 1. Introdução Conforme solicitação do Senhor Diretor da SEAD encaminhamos breve estudo sobre a aplicação de percentuais de encargos sociais máximos aceitáveis.

Leia mais

ELABORAÇÃO DE PLANILHA DE

ELABORAÇÃO DE PLANILHA DE ELABORAÇÃO DE PLANILHA DE FORMAÇÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/2008 SLTI/MPOG E ATUALIZAÇÕES POSTERIORES Carga Horária de 24 Horas 14 a 16 de Setembro Brasília - DF Objetivo:

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 22/2013. Processo Administrativo n. 23069.079918/2012-34 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 22/2013. Processo Administrativo n. 23069.079918/2012-34 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 22/2013 Processo Administrativo n. 23069.079918/2012-34 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Planilha de Custo e Formação de Preços (Em conformidade à Portaria nº 7, de 09/03/2011

Leia mais

Pontos de Função na Engenharia de Software

Pontos de Função na Engenharia de Software Pontos de Função na Engenharia de Software Diana Baklizky, CFPS Este documento contém informações extraídas do Manual de Práticas de Contagem do IFPUG. Essas informações são reproduzidas com a permissão

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE

IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE Dados da empresa Razão Social: Nome de fantasia: Endereço: RUA DOUTOR AGENOR MARTINS DE CARVALHO, 1138 - SALA 02 - BAIRRO AGENOR MARTINS DE CARVALHO CEP: 76.820-350

Leia mais

1. A presente impugnação ao edital tem fundamento no art. 41, 2º da Lei 8.666/93:

1. A presente impugnação ao edital tem fundamento no art. 41, 2º da Lei 8.666/93: Ofício nº. 904/2015-AJ. São José/SC, 07 de dezembro de 2015. À COMISSÃO DE LICITAÇÕES DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE DO PARANÁ (UENP) - REITORIA, DESIGNADA PELA PORTARIA 350/2014, RESPONSÁVEL PELA EXECUÇÃO

Leia mais

ANEXO VII - PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇAÕ DE PREÇOS - LOCAL: SÃO MATEUS. Quantitativo Estimado Mensal de Materiais de Consumo - Higienização

ANEXO VII - PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇAÕ DE PREÇOS - LOCAL: SÃO MATEUS. Quantitativo Estimado Mensal de Materiais de Consumo - Higienização ANEXO VII PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇAÕ DE PREÇOS LOCAL: SÃO MATEUS Quantitativo Estimado Mensal de Materiais de Consumo Higienização Especificação Papel higiênico, folha dupla, alta absorção Papel toalha

Leia mais

CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RH

CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RH 1/1 CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RH Todas as disciplinas do curso de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos têm como critério para aprovação, em conformidade com o capítulo V do regimento escolar:

Leia mais

Histórico de Versões. Versão 2.2 05/05/2015 SM: EPG201500117. Fase Gestão de Mudança de Projetos - Manutenção

Histórico de Versões. Versão 2.2 05/05/2015 SM: EPG201500117. Fase Gestão de Mudança de Projetos - Manutenção SM: EPG201500117 Fase Gestão de Mudança de Projetos - Manutenção Diretrizes de Comunicação Interna Portal de Processos Fase de Planejamento de Projetos - Manutenção Atualizado o conteúdo da tarefa Registrar

Leia mais

Orientações iniciais

Orientações iniciais 1 Dê preferência ao uso de uma conexão de banda larga O evento não fará uso do vídeo (webcam), somente slides e áudio Se necessário, ajuste o idioma da sala na barra de ferramentas superior O evento terá

Leia mais

ANEXO 1 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS OPERADOR DE AUDIO E VÍDEO

ANEXO 1 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS OPERADOR DE AUDIO E VÍDEO ANEXO 1 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS I N Processo 0.00.002.000339/2010-76 Licitação N 10/2011 Discriminação dos Serviços: (dados referentes à contratação A Data de apresentação da proposta (dia/mês/ano)(

Leia mais

A visão do Controle sobre contratos de Fábricas de Software

A visão do Controle sobre contratos de Fábricas de Software A visão do Controle sobre contratos de Fábricas de Software Igor de Mesquita Barbosa Yuri Morais Bezerra Assessoria de TI CGU/SFC/DC sfcdcati@cgu.gov.br 1 Agenda 1. Projeto de Avaliação de Contratos de

Leia mais

O evento não fará uso do vídeo (webcam), somente slides e áudio. Se necessário, ajuste o idioma da sala na barra de ferramentas superior

O evento não fará uso do vídeo (webcam), somente slides e áudio. Se necessário, ajuste o idioma da sala na barra de ferramentas superior 1 Orientações iniciais Dê preferência ao uso de uma conexão de banda larga O evento não fará uso do vídeo (webcam), somente slides e áudio Se necessário, ajuste o idioma da sala na barra de ferramentas

Leia mais

Centrais Elétricas de Rondônia S.A. - CERON Gerência de Tecnologia da Informação PGT

Centrais Elétricas de Rondônia S.A. - CERON Gerência de Tecnologia da Informação PGT 1. DO OBJETO: PROJETO BÁSICO Do Pedido de Serviço PGT/0/2005 Constitui o objeto deste projeto a contratação de empresa para a prestação de serviços especializados na área de informática, a saber: 1) nos

Leia mais

Instituto Brasileiro de Engenharia de Custos

Instituto Brasileiro de Engenharia de Custos Instituto Brasileiro de Engenharia de Custos Engenheiro Civil Paulo Roberto Vilela Dias, MSc Mestre em Engenharia Civil - uff Professor do Mestrado em Engenharia Civil da Universidade Federal Fluminense

Leia mais

29/05/2012. Gestão de Projetos. Luciano Gonçalves de Carvalho FATEC. Agenda. Gerenciamento de Integração do Projeto Exercícios Referências FATEC

29/05/2012. Gestão de Projetos. Luciano Gonçalves de Carvalho FATEC. Agenda. Gerenciamento de Integração do Projeto Exercícios Referências FATEC Gestão de Projetos 1 Agenda Gerenciamento de Integração do Projeto Exercícios Referências 2 1 GERENCIAMENTO DA INTEGRAÇÃO DO PROJETO 3 Gerenciamento da Integração do Projeto Fonte: EPRoj@JrM 4 2 Gerenciamento

Leia mais

Gerenciamento de Projetos. Faculdade Unisaber 2º Sem 2009

Gerenciamento de Projetos. Faculdade Unisaber 2º Sem 2009 Semana de Tecnologia Gerenciamento de Projetos Faculdade Unisaber 2º Sem 2009 ferreiradasilva.celio@gmail.com O que é um Projeto? Projeto é um "esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA X RESULTADOS. IV CURSO DE GESTÃO DE QUALIDADE BOS SOROCABA 25 de Outubro de 2013

GESTÃO ESTRATÉGICA X RESULTADOS. IV CURSO DE GESTÃO DE QUALIDADE BOS SOROCABA 25 de Outubro de 2013 GESTÃO ESTRATÉGICA X RESULTADOS IV CURSO DE GESTÃO DE QUALIDADE BOS SOROCABA 25 de Outubro de 2013 Pode dizer-me que caminho devo tomar? Isto depende do lugar para onde você quer ir. (Respondeu com muito

Leia mais

A ACADEMIA BRASILEIRA DE SOLUÇÕES E TREINAMENTOS traz para Você o seguinte treinamento:

A ACADEMIA BRASILEIRA DE SOLUÇÕES E TREINAMENTOS traz para Você o seguinte treinamento: A ACADEMIA BRASILEIRA DE SOLUÇÕES E TREINAMENTOS traz para Você o seguinte treinamento: QUESTÕES POLEMICAS: Método de Pesquisa de Preço de Serviços, Compreensão e Manejo de Planilhas para Julgamento de

Leia mais

Análise de Ponto de Função APF. Aula 08

Análise de Ponto de Função APF. Aula 08 Análise de Ponto de Função APF Aula 08 Agenda Parte 01 Introdução a Métricas de Software Parte 02 A Técnica de APF Técnicas de Contagem Verificação de Requisitos Estimativas (Modelos e Ferramentas) Gerenciamento

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Conceitos e Metodologias para Desenvolvimento de Software Cascata, Prototipação, Espiral e RUP Prof. MSc. Edilberto Silva prof.edilberto.silva@gmail.com http://www.edilms.eti.br

Leia mais

Art. 2º) A peça orçamentária e parte integrante desta resolução.

Art. 2º) A peça orçamentária e parte integrante desta resolução. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO CONTESTADO FUnC RESOLUÇÃO 01/2010 FUnC Dispõe sobre o orçamento 2010 da FUnC. O Presidente da Fundação Universidade do Contestado, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art.

Leia mais

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gerenciamento de Projeto /Turma 140 Data: Agosto/2014 GERENCIAMENTO DE PROJETOS AMBIENTAIS

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gerenciamento de Projeto /Turma 140 Data: Agosto/2014 GERENCIAMENTO DE PROJETOS AMBIENTAIS Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gerenciamento de Projeto /Turma 140 Data: Agosto/2014 GERENCIAMENTO DE PROJETOS AMBIENTAIS Eduardo Christófaro de Andrade Eng. Agrônomo Juliana Maria Mota

Leia mais

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos Sumário Sistemas de Informação para Processos Produtivos 1. Gerência de 2. Agentes principais e seus papéis 3. Ciclo de vida do gerenciamento de projetos M. Sc. Luiz Alberto lasf.bel@gmail.com Módulo 6

Leia mais

ATO CONVOCATÓRIO Nº 014/2011 CONTRATO DE GESTÃO IGAM Nº 003/2009

ATO CONVOCATÓRIO Nº 014/2011 CONTRATO DE GESTÃO IGAM Nº 003/2009 ATO CONVOCATÓRIO Nº 014/2011 CONTRATO DE GESTÃO IGAM Nº 003/2009 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA DISPONIBILIZAR MOTORISTA PROFISSIONAL EM ATENDIMENTO AO COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA

Leia mais

COMPONENTES DA ESTRUTURA DO PLANO DE NEGÓCIO

COMPONENTES DA ESTRUTURA DO PLANO DE NEGÓCIO COMPONENTES DA ESTRUTURA DO PLANO DE NEGÓCIO No Modelo de Plano de Negócio, disponível no seu ambiente do Concurso você terá um passo a passo para elaborar o seu Plano, bem como todo o conteúdo necessário

Leia mais

Orientações iniciais. FATTO Consultoria e Sistemas - www.fattocs.com

Orientações iniciais. FATTO Consultoria e Sistemas - www.fattocs.com 1 Orientações iniciais Dê preferência ao uso de uma conexão de banda larga O evento não fará uso do vídeo (webcam), somente slides e áudio Se necessário, ajuste o idioma da sala na barra de ferramentas

Leia mais

ADITIVO AO EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº 47/2012.

ADITIVO AO EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº 47/2012. ADITIVO AO EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº 47/2012. TÍTULO: Prestação de serviços de monitoramento eletrônico e vigilância patrimonial humana da Sede do SAMAE, localizada na Rua: Barão do Rio Branco, nº 500

Leia mais

CSE-300-4 Métodos e Processos na Área Espacial

CSE-300-4 Métodos e Processos na Área Espacial CSE-300-4 Métodos e Processos na Área Espacial Engenharia e Tecnologia Espaciais ETE Engenharia e Gerenciamento de Sistemas Espaciais L.F.Perondi Engenharia e Tecnologia Espaciais ETE Engenharia e Gerenciamento

Leia mais

Orientação para Composição de Preços de Estudos e Projetos de Arquitetura e Engenharia

Orientação para Composição de Preços de Estudos e Projetos de Arquitetura e Engenharia Orientação para Composição de Preços de Estudos e Projetos de Arquitetura e Engenharia Apresentação pág. 2 Componentes do orçamento pág. 3 Quantificação dos recursos pág. 5 Preços pág. 7 Aferição do orçamento

Leia mais

METODOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

METODOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS METODOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS COORDENAÇÃO DE SISTEMAS (CODES) JUNHO/2011 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: codes@ifbaiano.edu.br Site:

Leia mais

Questionário de Governança de TI 2016

Questionário de Governança de TI 2016 Questionário de Governança de TI 2016 De acordo com o Referencial Básico de Governança do Tribunal de Contas da União, a governança no setor público compreende essencialmente os mecanismos de liderança,

Leia mais

3.438,76 ASCENSSORISTA 16 R$ 1.969,29 R$ PREÇO TOTAL MENSAL:

3.438,76 ASCENSSORISTA 16 R$ 1.969,29 R$ PREÇO TOTAL MENSAL: Ao Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM) Proposta que faz a empresa ALMAN CONSERVAÇÃO DE PREDIOS EPP, CNPJ: 19.002.421/000180 contratação de empresa especializada para a prestação

Leia mais

ANEXO V PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇÃO DE PREÇO SERVENTE DE LIMPEZA MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL

ANEXO V PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇÃO DE PREÇO SERVENTE DE LIMPEZA MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ ANEXO V PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇÃO DE PREÇO SERVENTE DE LIMPEZA MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL Dados complementares para composição dos custos referentes

Leia mais

Rio de Janeiro, 17/09/2013

Rio de Janeiro, 17/09/2013 Rio de Janeiro, 17/09/2013 Daniel Belmiro Fontes José Alberto Maia Cenário atual Os empregadores são obrigados a preencher diversas declarações e documentos que possuem as mesmas informações... Termo de

Leia mais

MODELAGEM DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

MODELAGEM DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Unidade III MODELAGEM DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Daniel Arthur Gennari Junior Sobre esta aula Ciclo de Vida de Sistemas Engenharia de Software Aplicações de Software Diagramação de Software Ciclo

Leia mais

Uma Solução Simples e Prática para Gerenciar Requisitos, Visando a Qualidade do Software Guilherme Motta

Uma Solução Simples e Prática para Gerenciar Requisitos, Visando a Qualidade do Software Guilherme Motta Uma Solução Simples e Prática para Gerenciar Requisitos, Visando a Qualidade do Software Guilherme Motta A Dataprev, Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social, é uma empresa pública e tem

Leia mais

As Capacitações dos Profissionais de TI e as novas habilidades exigidas pelo Mercado.

As Capacitações dos Profissionais de TI e as novas habilidades exigidas pelo Mercado. 3º Seminário da Qualidade de Software As Capacitações dos Profissionais de TI e as novas habilidades exigidas pelo Mercado. A verdadeira missão de uma organização, e seu principal desafio, é a de libertar

Leia mais

ENCARGOS SOCIAIS. Grupo A. Subtotal. Grupo B. Subtotal. Grupo C. Subtotal Grupo D. Total de Encargos Sociais

ENCARGOS SOCIAIS. Grupo A. Subtotal. Grupo B. Subtotal. Grupo C. Subtotal Grupo D. Total de Encargos Sociais ENCARGOS SOCIAIS 1 INSS 20,00% 2 SESI ou SESC 1,50% 3 SENAI ou SENAC 1,00% 4 INCRA 0,20% 5 Salário Educação 2,50% 6 FGTS 8,00% 7 Seguro Acidente do Trabalho/SAT/INSS 3,00% 8 SEBRAE 0,60% 9 SECONCI 1,00%

Leia mais

A ONLY ONE tem como missão proporcionar aos seus clientes soluções simples e eficazes na terceirização de Serviços Gerais e Recursos Humanos.

A ONLY ONE tem como missão proporcionar aos seus clientes soluções simples e eficazes na terceirização de Serviços Gerais e Recursos Humanos. INSTITUCIONAL A ONLY ONE tem como missão proporcionar aos seus clientes soluções simples e eficazes na terceirização de Serviços Gerais e Recursos Humanos. Um líder não surge apenas da qualidade dos serviços

Leia mais

Metodologia de Desenvolvimento de Software. Prof. M.Sc. Sílvio Bacalá Jr

Metodologia de Desenvolvimento de Software. Prof. M.Sc. Sílvio Bacalá Jr Metodologia de Desenvolvimento de Software Prof. M.Sc. Sílvio Bacalá Jr Objetivos Discutir aspectos de Engenharia de Software Aplicar um método de desenvolvimento para especificação e projeto de software

Leia mais

ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA II Prestação de Serviço referente à Agência Digital e Desenvolvimento do Site Web do CAU/SC

ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA II Prestação de Serviço referente à Agência Digital e Desenvolvimento do Site Web do CAU/SC ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA II Prestação de Serviço referente à Agência Digital e Desenvolvimento do Site Web do CAU/SC 1. DA JUSTIFICATIVA O Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina para

Leia mais

Análise de Pontos de Função

Análise de Pontos de Função Análise de Pontos de Função Medição, Estimativas e Gerenciamento de Projetos de Software 1 Agenda Importância da medição Uso da APF na gerência de projetos Uso da APF em estimativas Uso da APF em contratos

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO PARA ANÁLISE DE LICITAÇÕES

DOCUMENTAÇÃO PARA ANÁLISE DE LICITAÇÕES DOCUMENTAÇÃO PARA ANÁLISE DE LICITAÇÕES COMPRAS E SERVIÇOS a. Autorização para abertura da licitação; b. Edital assinado, constando a data do procedimento; c. Planilha constando a descrição do(s) material(s)

Leia mais

Quant. Vr. Unitário Vr.Total. Percentual. Quant. Vr. Unitário Vr. Total

Quant. Vr. Unitário Vr.Total. Percentual. Quant. Vr. Unitário Vr. Total ANEXO... PLANILHA DE CUSTOS 2º TURNO Quantidades (veículos/diárias): Tipo da contratação: ( ) Terceirizada ( ) Regime da CLT ( ) Cooperativa (Lei nº 5.764/71) ( ) Regime Tributário: ( ) Lucro Real ( )

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE AQUISIÇÕES

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE AQUISIÇÕES MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE AQUISIÇÕES BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO REPRESENTAÇÃO NO BRASIL SOLICITAÇÃO DE MANIFESTAÇÃO DE

Leia mais

Conceitos Fundamentais de Qualidade de Software

Conceitos Fundamentais de Qualidade de Software Especialização em Gerência de Projetos de Software Conceitos Fundamentais de Qualidade de Software Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Qualidade de Software 2009 Instituto

Leia mais

Gestão dos Pequenos Negócios

Gestão dos Pequenos Negócios Gestão dos Pequenos Negócios x Rangel Miranda Gerente Regional do Sebrae Porto Velho, RO, 20 de outubro de 2015 A Conjuntura Atual Queda na produção industrial Desemprego Alta dos juros Restrição ao crédito

Leia mais

Questionário de avaliação de Práticas X Resultados de projetos - Carlos Magno Xavier (magno@beware.com.br)

Questionário de avaliação de Práticas X Resultados de projetos - Carlos Magno Xavier (magno@beware.com.br) Obrigado por acessar esta pesquisa. Sei como é escasso o seu tempo, mas tenha a certeza que você estará contribuindo não somente para uma tese de doutorado, mas também para a melhoria das práticas da Comunidade

Leia mais

e-social Alexandre Corrêa

e-social Alexandre Corrêa e-social Alexandre Corrêa e-social O e-social consiste na escrituração digital da folha de pagamento e das obrigações trabalhistas, previdenciárias e fiscais. Permitirá uma fiscalização muito mais eficaz,

Leia mais

Os passos e a importância da elaboração adequada de uma planilha orçamentária para licitações de obras públicas

Os passos e a importância da elaboração adequada de uma planilha orçamentária para licitações de obras públicas Os passos e a importância da elaboração adequada de uma planilha orçamentária para licitações de obras públicas Resumo Marilia Ferreira de Oliveira Corrêa mariliaf_18@hotmail.com Gerenciamento de Obras,

Leia mais

5 Plano Financeiro. Investimento total. investimentos fixos; capital de giro; investimentos pré-operacionais. 5.1 Estimativa dos investimentos fixos

5 Plano Financeiro. Investimento total. investimentos fixos; capital de giro; investimentos pré-operacionais. 5.1 Estimativa dos investimentos fixos 5 Plano Financeiro Investimento total Nessa etapa, você irá determinar o total de recursos a ser investido para que a empresa comece a funcionar. O investimento total é formado pelos: investimentos fixos;

Leia mais

Impacto da Norma de Desempenho na Contratação de Projeto de Arquitetura

Impacto da Norma de Desempenho na Contratação de Projeto de Arquitetura Impacto da Norma de Desempenho na Contratação de Projeto de Arquitetura Ricardo Reis Meira Arquiteto e urbanista, formado pela FAU/UnB Conselheiro suplente do CAU/DF Professor do curso de Arquitetura e

Leia mais

WWW.RJN.COM.BR. De acordo com a 5ª Edição (2013) do PMBOK

WWW.RJN.COM.BR. De acordo com a 5ª Edição (2013) do PMBOK De acordo com a 5ª Edição (2013) do PMBOK EMENTA DO TREINAMENTO Apresentar metodologia de estudo dos fundamentos de gerenciamento de projetos, das áreas de conhecimento (integração, escopo, tempo, custo,

Leia mais

Empreendedorismo de Negócios com Informática

Empreendedorismo de Negócios com Informática Empreendedorismo de Negócios com Informática Aula 6 Plano de Negócios Empreendedorismo de Negócios com Informática - Plano de Negócios 1 Conteúdo Sumário Executivo Apresentação da Empresa Plano de Marketing

Leia mais

Atualização do Curso Técnico em Contabilidade, eixo tecnológico Gestão e Negócios na forma integrada ao Ensino Médio

Atualização do Curso Técnico em Contabilidade, eixo tecnológico Gestão e Negócios na forma integrada ao Ensino Médio ESTADO DE SANTA CATARINA Secretaria de Estado da Educação Diretoria de Educação Básica e Profissional Gerência de Ensino Médio Atualização do Curso Técnico em Contabilidade, eixo tecnológico Gestão e Negócios

Leia mais

Projeto. Gerenciamento de Projeto de Software. Tópicos abordados. Características básicas de um projeto. Definição

Projeto. Gerenciamento de Projeto de Software. Tópicos abordados. Características básicas de um projeto. Definição Gerenciamento de Projeto de Software Tópicos abordados Atividades de gerenciamento Planejamento do projeto Cronograma do projeto Gerenciamento de riscos Prof. Ms. Luiz Alberto Contato: lasf.bel@gmail.com

Leia mais

Proposta de Utilização de FDD e APF para Melhoria do Processo de Software

Proposta de Utilização de FDD e APF para Melhoria do Processo de Software Proposta de Utilização de FDD e APF para Melhoria do Processo de Software Cristiane Ribeiro da Cunha, Cristina D Ornellas Filipakis Curso de Sistemas de Informação Centro Universitário Luterano de Palmas

Leia mais

RELATÓRIO DE JULGAMENTO

RELATÓRIO DE JULGAMENTO RELATÓRIO DE JULGAMENTO Pregão nº 012/2011 Trata-se o presente Relatório de Julgamento relativo à licitação na modalidade de Pregão Eletrônico, Tipo Menor Preço para a contratação de especializada para

Leia mais

Contrato de Empréstimo n.º 980/OC-BR. República Federativa do Brasil e o Banco Interamericano de Desenvolvimento

Contrato de Empréstimo n.º 980/OC-BR. República Federativa do Brasil e o Banco Interamericano de Desenvolvimento TERMO DE REFERÊNCIA Projeto BRA/97/032 Coordenação do Programa de Modernização Fiscal dos Estados Brasileiros - PNAFE Contrato de Empréstimo n.º 980/OC-BR entre a República Federativa do Brasil e o Banco

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE

IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE Dados da empresa Razão Social: Nome de fantasia: BRILHAR 14.846.479/0001-96 Endereço: CEP: Avenida Bandeirantes, 440 - Bairro Amambai 79.005-670 Municipio/UF: Campo

Leia mais

LOCAL DA ELABORAÇÃO: Aeroporto Internacional Tancredo Neves Confins, MG CFMA-2 / CFMA. 25 de setembro de 2008

LOCAL DA ELABORAÇÃO: Aeroporto Internacional Tancredo Neves Confins, MG CFMA-2 / CFMA. 25 de setembro de 2008 TÍTULO: CONTRAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS DE ENGENHARIA, PARA ASSESSORAMENTO E APOIO TÉCNICO À EQUIPE DA INFRAERO NO GERENCIAMENTO E FISCALIZAÇÃO DA OBRA DE REFORMA

Leia mais