ANEXO V PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇÃO DE PREÇO SERVENTE DE LIMPEZA MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANEXO V PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇÃO DE PREÇO SERVENTE DE LIMPEZA MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL"

Transcrição

1 GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ ANEXO V PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇÃO DE PREÇO SERVENTE DE LIMPEZA MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL Dados complementares para composição dos custos referentes à mão de obra Nota: 1 Tipo de serviço (mesmo serviço com características distintas) Limpeza e Conservação 2 Salário normativo da categoria profissional 634,04 3 Categoria profissional (vinculada à execução contratual) Servente 4 Data base da categoria (dia/mês/ano) 1º de janeiro 1) Deverá ser elaborado um quadro para cada tipo de serviço. 2) Deverão ser informados os valores unitários por empregados MÓDULO 1: COMPOSIÇÃO DA REMUNERAÇÃO 1 Composição da Remuneração Valor (R$) A Salário Base MÓDULO 2: BENEFÍCIOS MENSAIS E DIÁRIOS 2 Benefícios Mensais e Diários Valor (R$) A Transporte B Desconto legal sobre transporte (máximo 6% do salário-base) C Auxílio alimentação (Vales, cesta básica, etc.) D Seguro de vida Nota: O valor informado deverá ser o custo real do insumo (descontado o valor eventualmente pago pelo empregado). MÓDULO 3: INSUMOS DIVERSOS 77

2 3 Insumos Diveros Valor (R$) A Uniformes B Materiais C Equipamentos/Depreciação - método linear D EPI's MÓDULO 4: ENCARGOS SOCIAIS E TRABALHISTAS Submódulo Encargos Previdenciárias e FGTS 4.1 Encargos Previdenciários e FGTS % Valor (R$) A INSS 20,00% B SESI OU SESC 1,50% C SENAI OU SENAC 1,00% D INCRA 0,20% E Salário Educação 2,50% F FGTS 8,00% G Riscos Ambientais do Trabalho - RAT x FAP 6,00% H SEBRAE 0,60% 39,80% Nota (1): Os percentuais dos encargos previdenciários e FGTS são aqueles estabelecidos pela legislação vigente. Nota (2): Percentuais incidentes sobre a remuneração. Submódulo º Salário e Adicional de Férias º Salário e Adicional de Férias Valor (R$) A 13º Salário B Adicional de Férias Subtotal C Incidência do Submódulo 4.1 sobre o 13º Salário e Adicional de Férias 78

3 Submódulo Afastamento Maternidade 4.3 Afastamento Maternidade Valor (R$) A Afastamento Maternidade B Incidência do Submódulo 4.1 sobre Afastamento Maternidade Submódulo Provisão para Rescisão 4.4 Provisão para Rescisão Valor (R$) A Aviso prévio indenizado B Incidência do FGTS sobre aviso prévio indenizado C Multa do FGTS sobre aviso prévio indenizado D Aviso prévio trabalhado E Incidência do submódulo 4.1 sobre aviso prévio trabalhado F Multa do FGTS do aviso prévio trabalhado Submódulo Custo de Reposição do Profissional Ausente 4.5 Custo de Reposição do Profissional Ausente Valor (R$) A Férias B Ausência por doença C Licença paternidade D Ausências legais E Ausência por acidente de trabalho Subtotal F Incidência do submódulo 4.1 sobre o Custo de Reposição 79

4 QUADRO - RESUMO - MÓDULO 4 - ENCARGOS SOCIAIS E TRABALHISTAS 4 Provisão para Rescisão Valor (R$) 4.1 Encargos Previdênciários e FGTS º Salário + Adicional de Férias 4.3 Afastamento Maternidade 4.4 Provisão para Rescisão 4.5 Custo de Reposição do Profissional Ausente MÓDULO 5: CUSTOS INDIRETOS, TRIBUTOS E LUCRO 5 Custos Indiretos, Tributos e Lucro % Valor (R$) A Custos Indiretos B Tributos PIS 1,65% COFINS 7,60% ISS 5,00% C Lucro Nota (1): Custos indiretos, tributos e lucro por empregado. Nota (2): O valor referente a tributos é obtido aplicando-se o percentual sobre o valor do faturamento. B - Quadro do Custo por Empregado Mão-de-obra vinculada à execução contratual (valor por empregado) A Módulo 1 - Composição da Remuneração B Módulo 2 - Benefícios Mensais e Diários Módulo 3 - Insumos Diversos (Uniformes, materiais, C equipamentos e outros) D Módulo 4 - Encargos Sociais e Trabalhistas Subtotal (A + B + C + D) E Módulo 5 - Custos Indiretos, Tributos e Lucro Valor (R$) Observações: (1) Salário calculado com base no piso salarial da Convenção Coletiva de Trabalho 2012/ Sindicato dos Trabalhadores em Asseio e Conservação do Estado do Amapá, registrada no Ministério do Trabalho e Emprego sob o número AP000084/2012; (2) O campo aviso prévio trabalhado (4.4-D) será zerado após o primeiro ano de vigência do contrato; (3) O valor dos uniformes foi baseado em pesquisa de mercado; 80

5 (4) O valor referente ao campo depreciação de equipamentos corresponde à depreciação mensal é calculado da seguintes forma: Depreciação mensal = (Valor total dos Equipamentos (tabela Anexo I-C) x 0,8)/(12 x 5)/nº de serventes. O valor dos equipamentos foram baseados em pesquisa de mercado. 81

6 GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ ENCARREGADO MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL Dados complementares para composição dos custos referentes à mão de obra Nota: 1 Tipo de serviço (mesmo serviço com características distintas) Limpeza e Conservação 2 Salário normativo da categoria profissional 885,74 3 Categoria profissional (vinculada à execução contratual) Encarregado 4 Data base da categoria (dia/mês/ano) 1º de janeiro 1) Deverá ser elaborado um quadro para cada tipo de serviço. 2) Deverão ser informados os valores unitários por empregados MÓDULO 1: COMPOSIÇÃO DA REMUNERAÇÃO 1 Composição da Remuneração Valor (R$) A Salário Base MÓDULO 2: BENEFÍCIOS MENSAIS E DIÁRIOS Nota: 2 Benefícios Mensais e Diários Valor (R$) A Transporte B Desconto legal sobre transporte (máximo 6% do salário-base) C Auxílio alimentação (Vales, cesta básica, etc.) D Seguro de vida O valor informado deverá ser o custo real do insumo (descontado o valor eventualmente pago pelo empregado). 82

7 MÓDULO 3: INSUMOS DIVERSOS 3 Insumos Diveros Valor (R$) A Uniformes B Materiais C Equipamentos/Depreciação - método linear D EPI's MÓDULO 4: ENCARGOS SOCIAIS E TRABALHISTAS Submódulo Encargos Previdenciárias e FGTS 4.1 Encargos Previdenciários e FGTS % Valor (R$) A INSS 20,00% B SESI OU SESC 1,50% C SENAI OU SENAC 1,00% D INCRA 0,20% E Salário Educação 2,50% F FGTS 8,00% G Riscos Ambientais do Trabalho - RAT x FAP 6,00% H SEBRAE 0,60% 39,80% Nota (1): Os percentuais dos encargos previdenciários e FGTS são aqueles estabelecidos pela legislação vigente. Nota (2): Percentuais incidentes sobre a remuneração. Submódulo º Salário e Adicional de Férias º Salário e Adicional de Férias Valor (R$) A 13º Salário B Adicional de Férias Subtotal C Incidência do Submódulo 4.1 sobre o 13º Salário e Adicional de Férias 83

8 Submódulo Afastamento Maternidade 4.3 Afastamento Maternidade Valor (R$) A Afastamento Maternidade B Incidência do Submódulo 4.1 sobre Afastamento Maternidade Submódulo Provisão para Rescisão 4.4 Provisão para Rescisão Valor (R$) A Aviso prévio indenizado B Incidência do FGTS sobre aviso prévio indenizado C Multa do FGTS sobre aviso prévio indenizado D Aviso prévio trabalhado E Incidência do submódulo 4.1 sobre aviso prévio trabalhado F Multa do FGTS do aviso prévio trabalhado Submódulo Custo de Reposição do Profissional Ausente 4.5 Custo de Reposição do Profissional Ausente Valor (R$) A Férias B Ausência por doença C Licença paternidade D Ausências legais E Ausência por acidente de trabalho Subtotal F Incidência do submódulo 4.1 sobre o Custo de Reposição 84

9 QUADRO - RESUMO - MÓDULO 4 - ENCARGOS SOCIAIS E TRABALHISTAS 4 Provisão para Rescisão Valor (R$) 4.1 Encargos Previdênciários e FGTS º Salário + Adicional de Férias 4.3 Afastamento Maternidade 4.4 Provisão para Rescisão 4.5 Custo de Reposição do Profissional Ausente MÓDULO 5: CUSTOS INDIRETOS, TRIBUTOS E LUCRO 5 Custos Indiretos, Tributos e Lucro % Valor (R$) A Custos Indiretos B Tributos PIS 1,65% COFINS 7,60% ISS 5,00% C Lucro Nota (1): Custos indiretos, tributos e lucro por empregado. Nota (2): O valor referente a tributos é obtido aplicando-se o percentual sobre o valor do faturamento. B - Quadro do Custo por Empregado Mão-de-obra vinculada à execução contratual (valor por empregado) A Módulo 1 - Composição da Remuneração B Módulo 2 - Benefícios Mensais e Diários Módulo 3 - Insumos Diversos (Uniformes, materiais, C equipamentos e outros) D Módulo 4 - Encargos Sociais e Trabalhistas Subtotal (A + B + C + D) E Módulo 5 - Custos Indiretos, Tributos e Lucro Valor (R$) Observações: (1) Salário calculado com base no piso salarial da Convenção Coletiva de Trabalho 2012/ Sindicato dos Trabalhadores em Asseio e Conservação do Estado do Amapá, registrada no Ministério do Trabalho e Emprego sob o número AP000084/2012; (2) O campo aviso prévio trabalhado (4.4-D) será zerado após o primeiro ano de vigência do contrato; (3) O valor dos uniformes foi baseado em pesquisa de mercado; 85

10 GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ JARDINEIRO MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL Dados complementares para composição dos custos referentes à mão de obra 1 Tipo de serviço (mesmo serviço com características distintas) Limpeza e Conservação 2 Salário normativo da categoria profissional 664,24 3 Categoria profissional (vinculada à execução contratual) Jardineiro 4 Data base da categoria (dia/mês/ano) 1º de janeiro Nota: 1) Deverá ser elaborado um quadro para cada tipo de serviço. 2) Deverão ser informados os valores unitários por empregados MÓDULO 1: COMPOSIÇÃO DA REMUNERAÇÃO 1 Composição da Remuneração Valor (R$) A Salário Base MÓDULO 2: BENEFÍCIOS MENSAIS E DIÁRIOS Nota: 2 Benefícios Mensais e Diários Valor (R$) A Transporte B Desconto legal sobre transporte (máximo 6% do salário-base) C Auxílio alimentação (Vales, cesta básica, etc.) D Seguro de vida O valor informado deverá ser o custo real do insumo (descontado o valor eventualmente pago pelo empregado). 86

11 MÓDULO 3: INSUMOS DIVERSOS 3 Insumos Diveros Valor (R$) A Uniformes B Materiais C Equipamentos/Depreciação - método linear D EPI's MÓDULO 4: ENCARGOS SOCIAIS E TRABALHISTAS Submódulo Encargos Previdenciárias e FGTS 4.1 Encargos Previdenciários e FGTS % Valor (R$) A INSS 20,00% B SESI OU SESC 1,50% C SENAI OU SENAC 1,00% D INCRA 0,20% E Salário Educação 2,50% F FGTS 8,00% G Riscos Ambientais do Trabalho - RAT x FAP 6,00% H SEBRAE 0,60% 39,80% Nota (1): Os percentuais dos encargos previdenciários e FGTS são aqueles estabelecidos pela legislação vigente. Nota (2): Percentuais incidentes sobre a remuneração. Submódulo º Salário e Adicional de Férias º Salário e Adicional de Férias Valor (R$) A 13º Salário B Adicional de Férias Subtotal C Incidência do Submódulo 4.1 sobre o 13º Salário e Adicional de Férias 87

12 Submódulo Afastamento Maternidade 4.3 Afastamento Maternidade Valor (R$) A Afastamento Maternidade B Incidência do Submódulo 4.1 sobre Afastamento Maternidade Submódulo Provisão para Rescisão 4.4 Provisão para Rescisão Valor (R$) A Aviso prévio indenizado B Incidência do FGTS sobre aviso prévio indenizado C Multa do FGTS sobre aviso prévio indenizado D Aviso prévio trabalhado E Incidência do submódulo 4.1 sobre aviso prévio trabalhado F Multa do FGTS do aviso prévio trabalhado Submódulo Custo de Reposição do Profissional Ausente 4.5 Custo de Reposição do Profissional Ausente Valor (R$) A Férias B Ausência por doença C Licença paternidade D Ausências legais E Ausência por acidente de trabalho Subtotal F Incidência do submódulo 4.1 sobre o Custo de Reposição 88

13 QUADRO - RESUMO - MÓDULO 4 - ENCARGOS SOCIAIS E TRABALHISTAS 4 Provisão para Rescisão Valor (R$) 4.1 Encargos Previdênciários e FGTS º Salário + Adicional de Férias 4.3 Afastamento Maternidade 4.4 Provisão para Rescisão 4.5 Custo de Reposição do Profissional Ausente MÓDULO 5: CUSTOS INDIRETOS, TRIBUTOS E LUCRO 5 Custos Indiretos, Tributos e Lucro % Valor (R$) A Custos Indiretos B Tributos PIS 1,65% COFINS 7,60% ISS 5,00% C Lucro Nota (1): Custos indiretos, tributos e lucro por empregado. Nota (2): O valor referente a tributos é obtido aplicando-se o percentual sobre o valor do faturamento. B - Quadro do Custo por Empregado Mão-de-obra vinculada à execução contratual (valor por empregado) A Módulo 1 - Composição da Remuneração B Módulo 2 - Benefícios Mensais e Diários Módulo 3 - Insumos Diversos (Uniformes, materiais, C equipamentos e outros) D Módulo 4 - Encargos Sociais e Trabalhistas Subtotal (A + B + C + D) E Módulo 5 - Custos Indiretos, Tributos e Lucro Valor (R$) Observações: (1) Salário calculado com base no piso salarial da Convenção Coletiva de Trabalho 2012/ Sindicato dos Trabalhadores em Asseio e Conservação do Estado do Amapá, registrada no Ministério do Trabalho e Emprego sob o número AP000084/2012; (2) O campo aviso prévio trabalhado (4.4-D) será zerado após o primeiro ano de vigência do contrato; (3) O valor dos uniformes foi baseado em pesquisa de mercado; 89

14 (4) O valor referente ao campo depreciação de equipamentos corresponde à depreciação mensal é calculado da seguintes forma: Depreciação mensal = (Valor total dos Equipamentos, itens 3 e 6 (tabela Anexo I-D) x 0,9)/(12 x 5) + (Valor total dos Equipamentos, itens 1, 2, 4, 5 e 7 (tabela Anexo I-D) x 0,9)/(12 x 3). O valor dos equipamentos foram baseados em pesquisa de mercado. 90

15 COPEIRO MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL Dados complementares para composição dos custos referentes à mão de obra 1 Tipo de serviço (mesmo serviço com características distintas) Limpeza e Conservação 2 Salário normativo da categoria profissional 664,24 3 Categoria profissional (vinculada à execução contratual) Copeiro 4 Data base da categoria (dia/mês/ano) 1º de janeiro Nota: 1) Deverá ser elaborado um quadro para cada tipo de serviço. 2) Deverão ser informados os valores unitários por empregados MÓDULO 1: COMPOSIÇÃO DA REMUNERAÇÃO 1 Composição da Remuneração Valor (R$) A Salário Base MÓDULO 2: BENEFÍCIOS MENSAIS E DIÁRIOS 2 Benefícios Mensais e Diários Valor (R$) A Transporte B Desconto legal sobre transporte (máximo 6% do salário-base) C Auxílio alimentação (Vales, cesta básica, etc.) D Seguro de vida Nota: O valor informado deverá ser o custo real do insumo (descontado o valor eventualmente pago pelo empregado). 91

16 MÓDULO 3: INSUMOS DIVERSOS 3 Insumos Diveros Valor (R$) A Uniformes B Materiais C Equipamentos/Depreciação - método linear D EPI's MÓDULO 4: ENCARGOS SOCIAIS E TRABALHISTAS Submódulo Encargos Previdenciárias e FGTS 4.1 Encargos Previdenciários e FGTS % Valor (R$) A INSS 20,00% B SESI OU SESC 1,50% C SENAI OU SENAC 1,00% D INCRA 0,20% E Salário Educação 2,50% F FGTS 8,00% G Riscos Ambientais do Trabalho - RAT x FAP 6,00% H SEBRAE 0,60% 39,80% Nota (1): Os percentuais dos encargos previdenciários e FGTS são aqueles estabelecidos pela legislação vigente. Nota (2): Percentuais incidentes sobre a remuneração. Submódulo º Salário e Adicional de Férias º Salário e Adicional de Férias Valor (R$) A 13º Salário B Adicional de Férias Subtotal C Incidência do Submódulo 4.1 sobre o 13º Salário e Adicional de Férias 92

17 Submódulo Afastamento Maternidade 4.3 Afastamento Maternidade Valor (R$) A Afastamento Maternidade B Incidência do Submódulo 4.1 sobre Afastamento Maternidade Submódulo Provisão para Rescisão 4.4 Provisão para Rescisão Valor (R$) A Aviso prévio indenizado B Incidência do FGTS sobre aviso prévio indenizado C Multa do FGTS sobre aviso prévio indenizado D Aviso prévio trabalhado E Incidência do submódulo 4.1 sobre aviso prévio trabalhado F Multa do FGTS do aviso prévio trabalhado Submódulo Custo de Reposição do Profissional Ausente 4.5 Custo de Reposição do Profissional Ausente Valor (R$) A Férias B Ausência por doença C Licença paternidade D Ausências legais E Ausência por acidente de trabalho Subtotal F Incidência do submódulo 4.1 sobre o Custo de Reposição 93

18 QUADRO - RESUMO - MÓDULO 4 - ENCARGOS SOCIAIS E TRABALHISTAS 4 Provisão para Rescisão Valor (R$) 4.1 Encargos Previdênciários e FGTS º Salário + Adicional de Férias 4.3 Afastamento Maternidade 4.4 Provisão para Rescisão 4.5 Custo de Reposição do Profissional Ausente MÓDULO 5: CUSTOS INDIRETOS, TRIBUTOS E LUCRO 5 Custos Indiretos, Tributos e Lucro % Valor (R$) A Custos Indiretos B Tributos PIS 1,65% COFINS 7,60% ISS 5,00% C Lucro Nota (1): Custos indiretos, tributos e lucro por empregado. Nota (2): O valor referente a tributos é obtido aplicando-se o percentual sobre o valor do faturamento. B - Quadro do Custo por Empregado Mão-de-obra vinculada à execução contratual (valor por empregado) A Módulo 1 - Composição da Remuneração B Módulo 2 - Benefícios Mensais e Diários Módulo 3 - Insumos Diversos (Uniformes, materiais, C equipamentos e outros) D Módulo 4 - Encargos Sociais e Trabalhistas Subtotal (A + B + C + D) E Módulo 5 - Custos Indiretos, Tributos e Lucro Valor (R$) Observações: (1) Salário calculado com base no piso salarial da Convenção Coletiva de Trabalho 2012/ Sindicato dos Trabalhadores em Asseio e Conservação do Estado do Amapá, registrada no Ministério do Trabalho e Emprego sob o número AP000084/2012; (2) O campo aviso prévio trabalhado (4.4-D) será zerado após o primeiro ano de vigência do contrato; (3) O valor dos uniformes foi baseado em pesquisa de mercado. 94

19 I PREÇO MENSAL UNITÁRIO POR M 2 ÁREA INTERNA MÃO DE OBRA (1) PRODUTIVIDADE (1/M 2 ) (2) PREÇO HOMEM-MÊS (R$) (1x2) SUBTOTAL (R$/M 2 ) ENCARREGADO 1 (30 x 600) SERVENTE TOTAL ÁREA EXTERNA MÃO DE OBRA (1) PRODUTIVIDADE (1/M 2 ) (2) PREÇO HOMEM-MÊS (R$) (1x2) SUBTOTAL (R$/M 2 ) ENCARREGADO 1 (30 x 1200) SERVENTE TOTAL ESQUADRIA EXTERNA FACE INTERNA / EXTERNA MÃO DE OBRA (1) PRODUTIVIDADE (1/M 2 ) (2) FREQUENCIA NO MÊS (HORAS) (3) JORNADA DE TRABALHO NO MÊS (HORAS) (4) = (1x2x3) Ki (5) PREÇO HOMEM- MÊS (R$) (4x5) SUB-TOTAL (R$/M 2 ) ENCARREGADO 1 30 x ,40 0, SERVENTE ,40 0, TOTAL 95

20 ANEXO VI ORÇAMENTO ESTIMATIVO I - VALOR MENSAL DOS SERVIÇOS DE SERVENTE E ENCARREGADO TIPO DE ÁREA PREÇO MENSAL UNITÁRIO (R$/ M²) ÁREA (M²) SUBTOTAL (R$) I - Área Interna 5.800,80 II - Área Externa 8.734,88 III Esquadria Externa 1.883,00 TOTAL II - VALOR MENSAL E GLOBAL DOS SERVIÇOS DE SERVENTE, ENCARREGADO, JARDINAGEM E COPEIRAGEM Tipo de Serviço (A) Valor Proposto por Empregado (B) Quantidade de Empregado (C) Valor Proposto Mensal (D) = (B) x (C) Quantidade de Meses (E) Valor do Serviço (F) = (D) x (E) I SERVENTE / ENCARREGADO 12 II JARDINEIRO 1 12 II COPEIRO 2 12 VALOR GLOBAL DOS SERVIÇOS (I + II + III) 96

21 ANEXO VII MÉMORIA DE CÁLCULO SERVENTE Remuneração O valor do salário dos serventes foi definido com base no piso salarial constante da Coletiva de Trabalho 2012/ Sindicato dos Trabalhadores em Asseio e Conservação do Estado do Amapá, registrada no Ministério do Trabalho e Emprego sob o número AP000084/2012; Módulo 2 Benefícios Mensais e Diários (1) O vale-transporte foi baseado no preço da passagem do transporte coletivo de Macapá/AP, trajeto de ida/volta e ida/volta (residência/ residência/). Vale transporte = 2,30 x 2 x nº de dias úteis trabalhados» (2,30 x 2 x 22 = R$ 101,20) (2) Dedução legal do vale-transporte 6% x Salário-Base = (6/100) x 634,04 = R$ 38,04 (3) O auxílio alimentação foi estabelecido de acordo com a Cláusula 15ª da Convenção Coletiva de Trabalho 2012/2012 Sindicato dos Trabalhadores em Asseio e Conservação do Estado do Amapá. Valor do vale alimentação mensal = R$ 150,00 (4) O seguro de vida foi baseado em pesquisa de mercado. Módulo 3 Insumos Diversos (5) O valor do uniforme foi baseado em pesquisa de mercado, conforme Anexo II. (6) O valor da Depreciação de Equipamentos foi obtido da seguinte forma: Considerou-se vida útil de 5 anos e valor residual de 20%. Assim, Depreciação de Equipamentos = [Valor total para execução dos serviços (tabela II) x 0,8]/(12 x 5)/nº de serventes; 97

22 GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ Módulo 4 - Encargos Sociais e Trabalhistas Submódulo Encargos Previdenciários e FGTS Item % Fundamento INSS 20,00% Art.22, Inciso I, da Lei nº 8.212/91 SESI/SESC 1,50% Art. 30, da Lei nº 8.036/90 SENAI/SENAC 1,00% Decreto-Lei nº 2.318/86 INCRA 0,20% Art. 1º, Inciso I, do Decreto-Lei nº 1.146/70 Salário Educação 2,50% FGTS 8,00% Riscos Ambientais do Trabalho RAT x FAP* 6,00% Art. 3º, Inciso I, do Decreto-Lei nº /82 Art. 15º, da Lei nº 8.036/90 e Art. 7º, Inciso III, da Constituição Federal Art. 22º, alínea b e c, da Lei nº 8.212/91; Anexos V do Decreto nº 3.048/99 e Decreto nº 6.957/09. SEBRAE 0,60% Art. 8º, da Lei nº 8.029/90 * Riscos Ambientais do Trabalho RAT x FAP Servente: = RAT x FAP, em que: RAT 3% (Limpeza em Prédios e Domicílios Código /00, do Anexo V do Decreto nº 3.048/99; FAP 2,000 maior valor possível para o exercício de 2012, conforme Decreto nº 6.957/09. = 3 x 2,000 = 6,000% Submódulo º Salário e Adicional de Férias (7) 13º Salário Art. 7º, Inciso VIII da Constituição Federal; 1º, do Art. 1º, da Lei nº 4.090/62. [(1/12) x 100] = (8) Adicional de Férias Art. 7º, Inciso XVII da Constituição Federal; [(1/3) x (1/12)] x 100 = 98

23 (9) Incidência do Submódulo 4.1 sobre o 13º Salário e Adicional de Férias aplicar o percentual do submódulo 4.1 sobre o valor obtido no campo Subtotal (13º Salário e Adicional de Férias) Submódulo 4.3 Afastamento Maternidade (10) Afastamento Maternidade * Artigos 6º e 201, da Constituição Federal; Art. 392, da CLT. * Estima-se que 2% (dois por cento) das empregadas usufruindo de 4 (quatro) meses de licença por ano. 2% = 2/100 = 0,02 [(13/12) x (4/12) x 2/100] x 100 = (11) Incidência do Submódulo 4.1 sobre Afastamento Maternidade aplicar o percentual do submódulo 4.1 sobre o valor encontrado para o Salário Maternidade. Submódulo 4.4 Provisão para Rescisão (12) Aviso Prévio Indenizado * Artigos 7º, Inciso XXI da Constituição Federal; Artigos 477, 487 e 491, da CLT. * Estima-se que 5% (cinco por cento) dos empregados serão substituídos durante um ano. 5% = 5/100 = 0,05 (Remuneração + 13º Salário + Adicional de Férias) x [(5/100) x (1/12)] (13) Incidência do FGTS sobre Aviso Prévio Indenizado aplicar o percentual do FGTS sobre o Aviso Prévio Indenizado. (14) Multa do FGTS sobre o Aviso Prévio Indenizado 1º, do Art. 18º, da Lei nº 8.036/90, com redação dada pela Lei nº 9,491/97; Lei Complementar nº 110/ % - Alíquota do FGTS 40% - Multa do FGTS 10% - Contribuição Social do FGTS 40% + 10% = 50% 99

24 [(8/100) x (50/100) x valor do aviso prévio indenizado] = (15) Aviso Prévio Trabalhado Artigos 7º, Inciso XXI da Constituição Federal; Artigos 477, 487 e 491, da CLT. (Remuneração + Benefícios + 13º Salário + Adicional de Férias) x [(7/30)/(12)] (16) Incidência do Submódulo 4.1 sobre Aviso Prévio Trabalhado aplicar o percentual do submódulo 4.1 sobre o valor do aviso prévio trabalhado. (17) Multa do FGTS do Aviso Prévio Trabalhado 1º, do Art. 18º, da Lei nº 8.036/90, com redação dada pela Lei nº 9,491/97; Lei Complementar nº 110/ % - Alíquota do FGTS 40% - Multa do FGTS 10% - Contribuição Social do FGTS 40% + 10% = 50% [(50/100) x (8/100) x valor do aviso prévio trabalhado] = Submódulo 4.5 Custo de Reposição do Profissional Ausente (18) Férias Artigos 7º, Inciso XVII da Constituição Federal; (1/12) x 100 = (19) Ausência por Doença* Inciso III, do Artigo 131º, da CLT; Art. 18, Inciso I e Art. 59 ao 63, da Lei nº 8.213/91. * Conforme entendimento do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, entende-se que deva ser adotado 5 dias, devendo-se converter esses dias em mês e depois dividi-lo pelo número de meses no ano. [(5/30) x (1/12)] x 100 = 100

25 (20) Licença Paternidade* Inciso XIX, do Artigo 7º, da Constituição Federal; 1º, Inciso II, do Art. 10º dos Atos das Disposições Constitucionais Transitórias * Estima-se que 2% dos empregados usufruirão 5 dias de licença no ano. 2% = 2/100 = 0,02 ((5/30)/12) x 0,02 x 100 = (21) Ausências Legais* Artigo 473, da CLT; * Estimativa de 2 (duas) ausência por mês. [(2/30)/12] x 100 = (22) Ausências por Acidente de Trabalho* Inciso III, do Artigo 131, da CLT; Artigos 18 a 23, da Lei nº 8.213/91 * Estimativa de 1 (uma) licença de 15 (quinze) dias por ano para 8% (oito por cento) dos empregados. {[(15/30)/12] x 0,08} x 100 = (23) Incidência do Submódulo 4.1 sobre o Custo de Reposição aplicar o percentual do submódulo 4.1 sobre o valor encontrado para o Custo de Reposição do Profissional Ausente. (24) Quadro Resumo - Módulo 4 - Encargos Sociais e Trabalhistas Consiste na consolidação dos custos que compõem os encargos sociais e trabalhistas e suas respectivas incidências. (24.1) 13º Salário Adicional de Férias: Campo TOTAL do Submódulo 4.2 (24.2) Encargos Previdenciários e FGTS: Campo TOTAL do Submódulo 4.1 (24.3) Afastamento Maternidade: Campo TOTAL do Submódulo 4.3 (24.4) Custo de Rescisão: Campo TOTAL do Submódulo 4.4 (24.5) Custo de Reposição do Profissional Ausente: Campo TOTAL do Submódulo

26 Módulo 5 Custos Indiretos, Lucro e Tributos (25) Custos Indiretos e Lucro Para fins de estimativa da Universidade do Estado do Amapá, o CIL Custos Indiretos e Lucro, incluindo todos os impostos e contribuições não repercutíveis, incidentes sobre o total da Remuneração, Benefícios Mensais e Diários, Insumos e Encargos Sociais e Trabalhistas, é definido em 7%, enquanto o Lucro é definido em 8%, totalizando 15%. (26) Tributação Os tributos (ISS, PIS e COFINS) foram definidos utilizando o regime de tributação de Lucro Real, incidência cumulativa. O CONTRATADA deve elaborar sua proposta e, por conseguinte, sua planilha com base no regime de tributação ao qual estará submetido durante a execução do contrato. Cálculo: {[ (Remuneração + Benefícios Mensais e Diários + Insumos Diversos + Encargos Sociais e Trabalhistas) + (Custos Indiretos e Lucro)] / [100 (PIS + COFINS + ISS)]} x Alíquota 102

27 GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ ENCARREGADO Remuneração O valor do salário do encarregado foi definido com base no piso salarial constante da Convenção Coletiva de Trabalho 2012/ Sindicato dos Trabalhadores em Asseio e Conservação do Estado do Amapá, registrada no Ministério do Trabalho e Emprego sob o número AP000084/2012; Módulo 2 Benefícios Mensais e Diários (1) O vale-transporte foi baseado no preço da passagem do transporte coletivo de Macapá/AP, trajeto de ida/volta e ida/volta (residência/ residência/). Vale transporte = 2,30 x 4 x nº de dias úteis trabalhados» (2,30 x 4 x 22 = R$ 202,40) (2) Dedução legal do vale-transporte 6% x Salário-Base = (6/100) x 885,74 = R$ 53,14 (3) O auxílio alimentação foi estabelecido de acordo com a Cláusula 15ª da Convenção Coletiva de Trabalho 2012/2012 Sindicato dos Trabalhadores em Asseio e Conservação do Estado do Amapá. Valor do vale alimentação mensal = R$ 150,00 Módulo 3 Insumos Diversos (4) O valor do uniforme foi baseado em pesquisa de mercado, conforme Anexo II. Módulo 4 - Encargos Sociais e Trabalhistas Submódulo Encargos Previdenciários e FGTS Item % Fundamento INSS 20,00% Art.22, Inciso I, da Lei nº 8.212/91 SESI/SESC 1,50% Art. 30, da Lei nº 8.036/90 SENAI/SENAC 1,00% Decreto-Lei nº 2.318/86 INCRA 0,20% Art. 1º, Inciso I, do Decreto-Lei nº 1.146/70 Salário Educação 2,50% Art. 3º, Inciso I, do Decreto-Lei nº /82 103

28 GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ FGTS 8,00% Riscos Ambientais do Trabalho RAT x FAP* 6,00% Art. 15º, da Lei nº 8.036/90 e Art. 7º, Inciso III, da Constituição Federal Art. 22º, alínea b e c, da Lei nº 8.212/91; Anexos V do Decreto nº 3.048/99 e Decreto nº 6.957/09. SEBRAE 0,60% Art. 8º, da Lei nº 8.029/90 * Riscos Ambientais do Trabalho RAT x FAP Servente: = RAT x FAP, em que: RAT 3% (Limpeza em Prédios e Domicílios Código /00, do Anexo V do Decreto nº 3.048/99; FAP 2,000 maior valor possível para o exercício de 2011, conforme Decreto nº 6.957/09. = 3 x 2,000 = 6,000% Submódulo º Salário e Adicional de Férias (5) 13º Salário Art. 7º, Inciso VIII da Constituição Federal; 1º, do Art. 1º, da Lei nº 4.090/62. [(1/12) x 100] = (6) Adicional de Férias Art. 7º, Inciso XVII da Constituição Federal; [(1/3) x (1/12)] x 100 = (7) Incidência do Submódulo 4.1 sobre o 13º Salário e Adicional de Férias aplicar o percentual do submódulo 4.1 sobre o valor obtido no campo Subtotal (13º Salário e Adicional de Férias) Submódulo 4.3 Afastamento Maternidade (8) Afastamento Maternidade * Artigos 6º e 201, da Constituição Federal; Art. 392, da CLT. 104

29 * Estima-se que 2% (dois por cento) das empregadas usufruindo de 4 (quatro) meses de licença por ano. 2% = 2/100 = 0,02 [(13/12) x (4/12) x 2/100] x 100 = (9) Incidência do Submódulo 4.1 sobre Afastamento Maternidade aplicar o percentual do submódulo 4.1 sobre o valor encontrado para o Salário Maternidade. Submódulo 4.4 Provisão para Rescisão (10) Aviso Prévio Indenizado * Artigos 7º, Inciso XXI da Constituição Federal; Artigos 477, 487 e 491, da CLT. * Estima-se que 5% (cinco por cento) dos empregados serão substituídos durante um ano. 5% = 5/100 = 0,05 (Remuneração + 13º Salário + Adicional de Férias) x [(5/100) x (1/12)] (11) Incidência do FGTS sobre Aviso Prévio Indenizado aplicar o percentual do FGTS sobre o Aviso Prévio Indenizado. (12) Multa do FGTS sobre o Aviso Prévio Indenizado 1º, do Art. 18º, da Lei nº 8.036/90, com redação dada pela Lei nº 9,491/97; Lei Complementar nº 110/ % - Alíquota do FGTS 40% - Multa do FGTS 10% - Contribuição Social do FGTS 40% + 10% = 50% [(8/100) x (50/100) x valor do aviso prévio indenizado] = (13) Aviso Prévio Trabalhado Artigos 7º, Inciso XXI da Constituição Federal; Artigos 477, 487 e 491, da CLT. (Remuneração + Benefícios + 13º Salário + Adicional de Férias) x [(7/30)/(12)] 105

30 (14) Incidência do Submódulo 4.1 sobre Aviso Prévio Trabalhado aplicar o percentual do submódulo 4.1 sobre o valor do aviso prévio trabalhado. (15) Multa do FGTS do Aviso Prévio Trabalhado 1º, do Art. 18º, da Lei nº 8.036/90, com redação dada pela Lei nº 9,491/97; Lei Complementar nº 110/ % - Alíquota do FGTS 40% - Multa do FGTS 10% - Contribuição Social do FGTS 40% + 10% = 50% [(50/100) x (8/100) x valor do aviso prévio trabalhado] = Submódulo 4.5 Custo de Reposição do Profissional Ausente (16) Férias Artigos 7º, Inciso XVII da Constituição Federal; (1/12) x 100 = (17) Ausência por Doença* Inciso III, do Artigo 131º, da CLT; Art. 18, Inciso I e Art. 59 ao 63, da Lei nº 8.213/91. * Conforme entendimento do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, entende-se que deva ser adotado 5 dias, devendo-se converter esses dias em mês e depois dividi-lo pelo número de meses no ano. [(5/30) x (1/12)] x 100 = (18) Licença Paternidade* Inciso XIX, do Artigo 7º, da Constituição Federal; 1º, Inciso II, do Art. 10º dos Atos das Disposições Constitucionais Transitórias * Estima-se que 2% dos empregados usufruirão 5 dias de licença no ano. 2% = 2/100 = 0,02 ((5/30)/12) x 0,02 x 100 = 106

31 (19) Ausências Legais* Artigo 473, da CLT; * Estimativa de 2 (duas) ausências por mês. [(2/30)/12] x 100 = (20) Ausências por Acidente de Trabalho* Inciso III, do Artigo 131, da CLT; Artigos 18 a 23, da Lei nº 8.213/91 * Estimativa de 1 (uma) licença de 15 (quinze) dias por ano para 8% (oito por cento) dos empregados. {[(15/30)/12] x 0,08} x 100 = (21) Incidência do Submódulo 4.1 sobre o Custo de Reposição aplicar o percentual do submódulo 4.1 sobre o valor encontrado para o Custo de Reposição do Profissional Ausente. (22) Quadro Resumo - Módulo 4 - Encargos Sociais e Trabalhistas Consiste na consolidação dos custos que compõem os encargos sociais e trabalhistas e suas respectivas incidências. (22.1) 13º Salário Adicional de Férias: Campo TOTAL do Submódulo 4.2 (22.2) Encargos Previdenciários e FGTS: Campo TOTAL do Submódulo 4.1 (22.3) Afastamento Maternidade: Campo TOTAL do Submódulo 4.3 (22.4) Custo de Rescisão: Campo TOTAL do Submódulo 4.4 (22.5) Custo de Reposição do Profissional Ausente: Campo TOTAL do Submódulo 4.5 Módulo 5 Custos Indiretos, Lucro e Tributos (23) Custos Indiretos e Lucro Para fins de estimativa da Universidade do Estado do Amapá, o CIL Custos Indiretos e Lucro, incluindo todos os impostos e contribuições não repercutíveis, incidentes sobre o total da Remuneração, Benefícios Mensais e Diários, Insumos e Encargos Sociais e Trabalhistas, é definido em 5%, enquanto o Lucro é definido em 6%, totalizando 11%. 107

32 (24) Tributação Os tributos (ISS, PIS e COFINS) foram definidos utilizando o regime de tributação de Lucro Real, incidência cumulativa. O CONTRATADA deve elaborar sua proposta e, por conseguinte, sua planilha com base no regime de tributação ao qual estará submetido durante a execução do contrato. Cálculo: {[ (Remuneração + Benefícios Mensais e Diários + Insumos Diversos + Encargos Sociais e Trabalhistas) + (Custos Indiretos e Lucro)] / [100 (PIS + COFINS + ISS)]} x Alíquota. 108

33 JARDINEIRO Remuneração O valor do salário dos serventes foi definido com base no piso salarial constante da Coletiva de Trabalho 2012/ Sindicato dos Trabalhadores em Asseio e Conservação do Estado do Amapá, registrada no Ministério do Trabalho e Emprego sob o número AP000084/2012; Módulo 2 Benefícios Mensais e Diários (1) O vale-transporte foi baseado no preço da passagem do transporte coletivo de Macapá/AP, trajeto de ida/volta e ida/volta (residência/ residência/). Vale transporte = 2,30 x 2 x nº de dias úteis trabalhados» (2,30 x 4 x 22 = R$ 202,40) (2) Dedução legal do vale-transporte 6% x Salário-Base = (6/100) x 664,24 = R$ 39,85 (3) O auxílio alimentação foi estabelecido de acordo com a Cláusula 15ª da Convenção Coletiva de Trabalho 2012/2012 Sindicato dos Trabalhadores em Asseio e Conservação do Estado do Amapá. Valor do vale alimentação mensal = R$ 150,00 (4) O seguro de vida foi baseado em pesquisa de mercado. Módulo 3 Insumos Diversos (5) O valor do uniforme foi baseado em pesquisa de mercado, conforme Anexo II. (6) O valor da Depreciação de Equipamentos foi obtido da seguinte forma: Considerou-se vida útil de 5 anos para os itens 3 e 6, e vida útil de 3 anos para os itens 1, 2, 4, 5 e 7, valor residual de 10%. Assim, Depreciação de Equipamentos = [Valor total para execução dos serviços (tabela II) x 0,9]/(12 x 5); Para os itens 3 e 6: Depreciação de Equipamentos = (valor total dos equipamentos para os itens acima x 0,9)/(12 x 5) = Para os itens 1, 2, 4, 5 e 7: Depreciação de Equipamentos = (valor total dos equipamentos para os itens acima x 0,9)/(12 x 3) = dos Equipamentos/Depreciação: 109

34 GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ Módulo 4 - Encargos Sociais e Trabalhistas Submódulo Encargos Previdenciários e FGTS Item % Fundamento INSS 20,00% Art.22, Inciso I, da Lei nº 8.212/91 SESI/SESC 1,50% Art. 30, da Lei nº 8.036/90 SENAI/SENAC 1,00% Decreto-Lei nº 2.318/86 INCRA 0,20% Art. 1º, Inciso I, do Decreto-Lei nº 1.146/70 Salário Educação 2,50% FGTS 8,00% Riscos Ambientais do Trabalho RAT x FAP* 6,00% Art. 3º, Inciso I, do Decreto-Lei nº /82 Art. 15º, da Lei nº 8.036/90 e Art. 7º, Inciso III, da Constituição Federal Art. 22º, alínea b e c, da Lei nº 8.212/91; Anexos V do Decreto nº 3.048/99 e Decreto nº 6.957/09. SEBRAE 0,60% Art. 8º, da Lei nº 8.029/90 * Riscos Ambientais do Trabalho RAT x FAP Servente: = RAT x FAP, em que: RAT 3% (Limpeza em Prédios e Domicílios Código /00, do Anexo V do Decreto nº 3.048/99; FAP 2,000 maior valor possível para o exercício de 2012, conforme Decreto nº 6.957/09. = 3 x 2,000 = 6,000% Submódulo º Salário e Adicional de Férias (7) 13º Salário Art. 7º, Inciso VIII da Constituição Federal; 1º, do Art. 1º, da Lei nº 4.090/62. [(1/12) x 100] = (8) Adicional de Férias Art. 7º, Inciso XVII da Constituição Federal; [(1/3) x (1/12)] x 100 = 110

35 (9) Incidência do Submódulo 4.1 sobre o 13º Salário e Adicional de Férias aplicar o percentual do submódulo 4.1 sobre o valor obtido no campo Subtotal (13º Salário e Adicional de Férias) Submódulo 4.3 Afastamento Maternidade (10) Afastamento Maternidade * Artigos 6º e 201, da Constituição Federal; Art. 392, da CLT. * Estima-se que 2% (dois por cento) das empregadas usufruindo de 4 (quatro) meses de licença por ano. 2% = 2/100 = 0,02 [(13/12) x (4/12) x 2/100] x 100 = (11) Incidência do Submódulo 4.1 sobre Afastamento Maternidade aplicar o percentual do submódulo 4.1 sobre o valor encontrado para o Salário Maternidade. Submódulo 4.4 Provisão para Rescisão (12) Aviso Prévio Indenizado * Artigos 7º, Inciso XXI da Constituição Federal; Artigos 477, 487 e 491, da CLT. * Estima-se que 5% (cinco por cento) dos empregados serão substituídos durante um ano. 5% = 5/100 = 0,05 (Remuneração + 13º Salário + Adicional de Férias) x [(5/100) x (1/12)] (13) Incidência do FGTS sobre Aviso Prévio Indenizado aplicar o percentual do FGTS sobre o Aviso Prévio Indenizado. (14) Multa do FGTS sobre o Aviso Prévio Indenizado 1º, do Art. 18º, da Lei nº 8.036/90, com redação dada pela Lei nº 9,491/97; Lei Complementar nº 110/ % - Alíquota do FGTS 40% - Multa do FGTS 10% - Contribuição Social do FGTS 40% + 10% = 50% 111

36 [(8/100) x (50/100) x valor do aviso prévio indenizado] = (15) Aviso Prévio Trabalhado Artigos 7º, Inciso XXI da Constituição Federal; Artigos 477, 487 e 491, da CLT. (Remuneração + Benefícios + 13º Salário + Adicional de Férias) x [(7/30)/(12)] (16) Incidência do Submódulo 4.1 sobre Aviso Prévio Trabalhado aplicar o percentual do submódulo 4.1 sobre o valor do aviso prévio trabalhado. (17) Multa do FGTS do Aviso Prévio Trabalhado 1º, do Art. 18º, da Lei nº 8.036/90, com redação dada pela Lei nº 9,491/97; Lei Complementar nº 110/ % - Alíquota do FGTS 40% - Multa do FGTS 10% - Contribuição Social do FGTS 40% + 10% = 50% [(50/100) x (8/100) x valor do aviso prévio trabalhado] = Submódulo 4.5 Custo de Reposição do Profissional Ausente (18) Férias Artigos 7º, Inciso XVII da Constituição Federal; (1/12) x 100 = (19) Ausência por Doença* Inciso III, do Artigo 131º, da CLT; Art. 18, Inciso I e Art. 59 ao 63, da Lei nº 8.213/91. * Conforme entendimento do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, entende-se que deva ser adotado 5 dias, devendo-se converter esses dias em mês e depois dividi-lo pelo número de meses no ano. [(5/30) x (1/12)] x 100 = 112

37 (20) Licença Paternidade* Inciso XIX, do Artigo 7º, da Constituição Federal; 1º, Inciso II, do Art. 10º dos Atos das Disposições Constitucionais Transitórias * Estima-se que 2% dos empregados usufruirão 5 dias de licença no ano. 2% = 2/100 = 0,02 ((5/30)/12) x 0,02 x 100 = (21) Ausências Legais* Artigo 473, da CLT; * Estimativa de 2 (duas) ausências por mês. [(2/30)/12] x 100 = (22) Ausências por Acidente de Trabalho* Inciso III, do Artigo 131, da CLT; Artigos 18 a 23, da Lei nº 8.213/91 * Estimativa de 1 (uma) licença de 15 (quinze) dias por ano para 8% (oito por cento) dos empregados. {[(15/30)/12] x 0,08} x 100 = (23) Incidência do Submódulo 4.1 sobre o Custo de Reposição aplicar o percentual do submódulo 4.1 sobre o valor encontrado para o Custo de Reposição do Profissional Ausente. (24) Quadro Resumo - Módulo 4 - Encargos Sociais e Trabalhistas Consiste na consolidação dos custos que compõem os encargos sociais e trabalhistas e suas respectivas incidências. (24.1) 13º Salário Adicional de Férias: Campo TOTAL do Submódulo 4.2 (24.2) Encargos Previdenciários e FGTS: Campo TOTAL do Submódulo 4.1 (24.3) Afastamento Maternidade: Campo TOTAL do Submódulo 4.3 (24.4) Custo de Rescisão: Campo TOTAL do Submódulo 4.4 (24.5) Custo de Reposição do Profissional Ausente: Campo TOTAL do Submódulo

38 Módulo 5 Custos Indiretos, Lucro e Tributos (25) Custos Indiretos e Lucro Para fins de estimativa da Universidade do Estado do Amapá, o CIL Custos Indiretos e Lucro, incluindo todos os impostos e contribuições não repercutíveis, incidentes sobre o total da Remuneração, Benefícios Mensais e Diários, Insumos e Encargos Sociais e Trabalhistas, é definido em 5%, enquanto o Lucro é definido em 6%, totalizando 11%. (26) Tributação Os tributos (ISS, PIS e COFINS) foram definidos utilizando o regime de tributação de Lucro Real, incidência cumulativa. O CONTRATADA deve elaborar sua proposta e, por conseguinte, sua planilha com base no regime de tributação ao qual estará submetido durante a execução do contrato. Cálculo: {[ (Remuneração + Benefícios Mensais e Diários + Insumos Diversos + Encargos Sociais e Trabalhistas) + (Custos Indiretos e Lucro)] / [100 (PIS + COFINS + ISS)]} x Alíquota 114

39 GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ COPEIRO Remuneração O valor do salário dos serventes foi definido com base no piso salarial constante da Coletiva de Trabalho 2012/ Sindicato dos Trabalhadores em Asseio e Conservação do Estado do Amapá, registrada no Ministério do Trabalho e Emprego sob o número AP000084/2012; Módulo 2 Benefícios Mensais e Diários (1) O vale-transporte foi baseado no preço da passagem do transporte coletivo de Macapá/AP, trajeto de ida/volta e ida/volta (residência/ residência/). Vale transporte = 2,30 x 2 x nº de dias úteis trabalhados» (2,30 x 4 x 22 = R$ 202,40) (2) Dedução legal do vale-transporte 6% x Salário-Base = (6/100) x 664,24 = R$ 39,85 (3) O auxílio alimentação foi estabelecido de acordo com a Cláusula 15ª da Convenção Coletiva de Trabalho 2012/2012 Sindicato dos Trabalhadores em Asseio e Conservação do Estado do Amapá. Valor do vale alimentação mensal = R$ 150,00 (4) O seguro de vida foi baseado em pesquisa de mercado. Módulo 3 Insumos Diversos (5) O valor do uniforme foi baseado em pesquisa de mercado, conforme Anexo II. Módulo 4 - Encargos Sociais e Trabalhistas Submódulo Encargos Previdenciários e FGTS Item % Fundamento INSS 20,00% Art.22, Inciso I, da Lei nº 8.212/91 SESI/SESC 1,50% Art. 30, da Lei nº 8.036/90 SENAI/SENAC 1,00% Decreto-Lei nº 2.318/86 INCRA 0,20% Art. 1º, Inciso I, do Decreto-Lei nº 1.146/70 Salário Educação 2,50% Art. 3º, Inciso I, do Decreto-Lei nº 115

40 GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ FGTS 8,00% Riscos Ambientais do Trabalho RAT x FAP* 6,00% /82 Art. 15º, da Lei nº 8.036/90 e Art. 7º, Inciso III, da Constituição Federal Art. 22º, alínea b e c, da Lei nº 8.212/91; Anexos V do Decreto nº 3.048/99 e Decreto nº 6.957/09. SEBRAE 0,60% Art. 8º, da Lei nº 8.029/90 * Riscos Ambientais do Trabalho RAT x FAP Servente: = RAT x FAP, em que: RAT 3% (Limpeza em Prédios e Domicílios Código /00, do Anexo V do Decreto nº 3.048/99; FAP 2,000 maior valor possível para o exercício de 2012, conforme Decreto nº 6.957/09. = 3 x 2,000 = 6,000% Submódulo º Salário e Adicional de Férias (6) 13º Salário Art. 7º, Inciso VIII da Constituição Federal; 1º, do Art. 1º, da Lei nº 4.090/62. [(1/12) x 100] = (7) Adicional de Férias Art. 7º, Inciso XVII da Constituição Federal; [(1/3) x (1/12)] x 100 = (8) Incidência do Submódulo 4.1 sobre o 13º Salário e Adicional de Férias aplicar o percentual do submódulo 4.1 sobre o valor obtido no campo Subtotal (13º Salário e Adicional de Férias) Submódulo 4.3 Afastamento Maternidade (9) Afastamento Maternidade * Artigos 6º e 201, da Constituição Federal; Art. 392, da CLT. * Estima-se que 2% (dois por cento) das empregadas usufruindo de 4 (quatro) meses de licença por ano. 116

41 2% = 2/100 = 0,02 [(13/12) x (4/12) x 2/100] x 100 = (10) Incidência do Submódulo 4.1 sobre Afastamento Maternidade aplicar o percentual do submódulo 4.1 sobre o valor encontrado para o Salário Maternidade. Submódulo 4.4 Provisão para Rescisão (11) Aviso Prévio Indenizado * Artigos 7º, Inciso XXI da Constituição Federal; Artigos 477, 487 e 491, da CLT. * Estima-se que 5% (cinco por cento) dos empregados serão substituídos durante um ano. 5% = 5/100 = 0,05 (Remuneração + 13º Salário + Adicional de Férias) x [(5/100) x (1/12)] (12) Incidência do FGTS sobre Aviso Prévio Indenizado aplicar o percentual do FGTS sobre o Aviso Prévio Indenizado. (13) Multa do FGTS sobre o Aviso Prévio Indenizado 1º, do Art. 18º, da Lei nº 8.036/90, com redação dada pela Lei nº 9,491/97; Lei Complementar nº 110/ % - Alíquota do FGTS 40% - Multa do FGTS 10% - Contribuição Social do FGTS 40% + 10% = 50% [(8/100) x (50/100) x valor do aviso prévio indenizado] = 0,12 (14) Aviso Prévio Trabalhado Artigos 7º, Inciso XXI da Constituição Federal; Artigos 477, 487 e 491, da CLT. (Remuneração + Benefícios + 13º Salário + Adicional de Férias) x [(7/30)/(12)] 117

42 (15) Incidência do Submódulo 4.1 sobre Aviso Prévio Trabalhado aplicar o percentual do submódulo 4.1 sobre o valor do aviso prévio trabalhado. (16) Multa do FGTS do Aviso Prévio Trabalhado 1º, do Art. 18º, da Lei nº 8.036/90, com redação dada pela Lei nº 9,491/97; Lei Complementar nº 110/ % - Alíquota do FGTS 40% - Multa do FGTS 10% - Contribuição Social do FGTS 40% + 10% = 50% [(50/100) x (8/100) x valor do aviso prévio trabalhado] = Submódulo 4.5 Custo de Reposição do Profissional Ausente (17) Férias Artigos 7º, Inciso XVII da Constituição Federal; (1/12) x 100 = (18) Ausência por Doença* Inciso III, do Artigo 131º, da CLT; Art. 18, Inciso I e Art. 59 ao 63, da Lei nº 8.213/91. * Conforme entendimento do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, entende-se que deva ser adotado 5 dias, devendo-se converter esses dias em mês e depois dividi-lo pelo número de meses no ano. [(5/30) x (1/12)] x 100 = (19) Licença Paternidade* Inciso XIX, do Artigo 7º, da Constituição Federal; 1º, Inciso II, do Art. 10º dos Atos das Disposições Constitucionais Transitórias * Estima-se que 2% dos empregados usufruirão 5 dias de licença no ano. 2% = 2/100 = 0,02 ((5/30)/12) x 0,02 x 100 = (20) Ausências Legais* 118

43 Artigo 473, da CLT; * Estimativa de 2 (duas) ausências por mês. [(2/30)/12] x 100 = (21) Ausências por Acidente de Trabalho* Inciso III, do Artigo 131, da CLT; Artigos 18 a 23, da Lei nº 8.213/91 * Estimativa de 1 (uma) licença de 15 (quinze) dias por ano para 8% (oito por cento) dos empregados. {[(15/30)/12] x 0,08} x 100 = (22) Incidência do Submódulo 4.1 sobre o Custo de Reposição aplicar o percentual do submódulo 4.1 sobre o valor encontrado para o Custo de Reposição do Profissional Ausente. (23) Quadro Resumo - Módulo 4 - Encargos Sociais e Trabalhistas Consiste na consolidação dos custos que compõem os encargos sociais e trabalhistas e suas respectivas incidências. (24.1) 13º Salário Adicional de Férias: Campo TOTAL do Submódulo 4.2 (24.2) Encargos Previdenciários e FGTS: Campo TOTAL do Submódulo 4.1 (24.3) Afastamento Maternidade: Campo TOTAL do Submódulo 4.3 (24.4) Custo de Rescisão: Campo TOTAL do Submódulo 4.4 (24.5) Custo de Reposição do Profissional Ausente: Campo TOTAL do Submódulo 4.5 Módulo 5 Custos Indiretos, Lucro e Tributos (24) Custos Indiretos e Lucro Para fins de estimativa da Universidade do Estado do Amapá, o CIL Custos Indiretos e Lucro, incluindo todos os impostos e contribuições não repercutíveis, incidentes sobre o total da Remuneração, Benefícios Mensais e Diários, Insumos e Encargos Sociais e Trabalhistas, é definido em 5%, enquanto o Lucro é definido em 6%, totalizando 11%. 119

44 (25) Tributação Os tributos (ISS, PIS e COFINS) foram definidos utilizando o regime de tributação de Lucro Real, incidência cumulativa. O CONTRATADA deve elaborar sua proposta e, por conseguinte, sua planilha com base no regime de tributação ao qual estará submetido durante a execução do contrato. Cálculo: {[ (Remuneração + Benefícios Mensais e Diários + Insumos Diversos + Encargos Sociais e Trabalhistas) + (Custos Indiretos e Lucro)] / [100 (PIS + COFINS + ISS)]} x Alíquota 120

45 GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ ANEXO VIII MODELO DE PROPOSTA DE PREÇOS MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL Dados complementares para composição dos custos referentes à mão de obra Nota: 1 Tipo de serviço (mesmo serviço com características distintas) 2 Salário normativo da categoria profissional 3 Categoria profissional (vinculada à execução contratual) 4 Data base da categoria (dia/mês/ano) 1) Deverá ser elaborado um quadro para cada tipo de serviço. 2) Deverão ser informados os valores unitários por empregados MÓDULO 1: COMPOSIÇÃO DA REMUNERAÇÃO 1 Composição da Remuneração Valor (R$) A Salário Base MÓDULO 2: BENEFÍCIOS MENSAIS E DIÁRIOS 2 Benefícios Mensais e Diários Valor (R$) A Transporte B Desconto legal sobre transporte (máximo 6% do salário-base) C Auxílio alimentação (Vales, cesta básica, etc.) D Seguro de vida Nota: O valor informado deverá ser o custo real do insumo (descontado o valor eventualmente pago pelo empregado). 121

46 MÓDULO 3: INSUMOS DIVERSOS 3 Insumos Diveros Valor (R$) A Uniformes B Materiais C Equipamentos/Depreciação - método linear D EPI's MÓDULO 4: ENCARGOS SOCIAIS E TRABALHISTAS Submódulo Encargos Previdenciárias e FGTS 4.1 Encargos Previdenciários e FGTS % Valor (R$) A INSS 20,00% B SESI OU SESC 1,50% C SENAI OU SENAC 1,00% D INCRA 0,20% E Salário Educação 2,50% F FGTS 8,00% G Riscos Ambientais do Trabalho - RAT x FAP 6,00% H SEBRAE 0,60% 39,80% Nota (1): Os percentuais dos encargos previdenciários e FGTS são aqueles estabelecidos pela legislação vigente. Nota (2): Percentuais incidentes sobre a remuneração. Submódulo º Salário e Adicional de Férias º Salário e Adicional de Férias Valor (R$) A 13º Salário B Adicional de Férias Subtotal C Incidência do Submódulo 4.1 sobre o 13º Salário e Adicional de Férias 122

47 Submódulo Afastamento Maternidade 4.3 Afastamento Maternidade Valor (R$) A Afastamento Maternidade B Incidência do Submódulo 4.1 sobre Afastamento Maternidade Submódulo Provisão para Rescisão 4.4 Provisão para Rescisão Valor (R$) A Aviso prévio indenizado B Incidência do FGTS sobre aviso prévio indenizado C Multa do FGTS sobre aviso prévio indenizado D Aviso prévio trabalhado E Incidência do submódulo 4.1 sobre aviso prévio trabalhado F Multa do FGTS do aviso prévio trabalhado Submódulo Custo de Reposição do Profissional Ausente 4.5 Custo de Reposição do Profissional Ausente Valor (R$) A Férias B Ausência por doença C Licença paternidade D Ausências legais E Ausência por acidente de trabalho Subtotal F Incidência do submódulo 4.1 sobre o Custo de Reposição 123

48 QUADRO - RESUMO - MÓDULO 4 - ENCARGOS SOCIAIS E TRABALHISTAS 4 Provisão para Rescisão Valor (R$) 4.1 Encargos Previdênciários e FGTS º Salário + Adicional de Férias 4.3 Afastamento Maternidade 4.4 Provisão para Rescisão 4.5 Custo de Reposição do Profissional Ausente MÓDULO 5: CUSTOS INDIRETOS, TRIBUTOS E LUCRO 5 Custos Indiretos, Tributos e Lucro % Valor (R$) A Custos Indiretos B Tributos PIS 1,65% COFINS 7,60% ISS 5,00% C Lucro Nota (1): Custos indiretos, tributos e lucro por empregado. Nota (2): O valor referente a tributos é obtido aplicando-se o percentual sobre o valor do faturamento. B - Quadro do Custo por Empregado Mão-de-obra vinculada à execução contratual (valor por empregado) A Módulo 1 - Composição da Remuneração B Módulo 2 - Benefícios Mensais e Diários Módulo 3 - Insumos Diversos (Uniformes, materiais, C equipamentos e outros) D Módulo 4 - Encargos Sociais e Trabalhistas Subtotal (A + B + C + D) E Módulo 5 - Custos Indiretos, Tributos e Lucro Valor (R$) Observações: (1) Salário calculado com base no piso salarial da Convenção Coletiva de Trabalho 2012/ Sindicato dos Trabalhadores em Asseio e Conservação do Estado do Amapá, registrada no Ministério do Trabalho e Emprego sob o número AP000084/2012; (2) O campo aviso prévio trabalhado (4.4-D) será zerado após o primeiro ano de vigência do contrato; (3) O valor dos uniformes foi baseado em pesquisa de mercado; (4) O valor referente ao campo depreciação de equipamentos corresponde à depreciação mensal é calculado da seguintes forma: Depreciação mensal = (Valor total dos Equipamentos (tabela Anexo I-C) x 0,8)/(12 x 5)/nº de serventes. O valor dos equipamentos foram baseados em pesquisa de mercado. 124

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 22/2013. Processo Administrativo n. 23069.079918/2012-34 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 22/2013. Processo Administrativo n. 23069.079918/2012-34 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 22/2013 Processo Administrativo n. 23069.079918/2012-34 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Planilha de Custo e Formação de Preços (Em conformidade à Portaria nº 7, de 09/03/2011

Leia mais

PORTARIA Nº 7, DE 9 DE MARÇO DE 2011.

PORTARIA Nº 7, DE 9 DE MARÇO DE 2011. PORTARIAS PORTARIA Nº 7, DE 9 DE MARÇO DE 2011. Altera o anexo III da Instrução Normativa nº 02/2008, de 30 de abril 2008, que dispõe sobre os procedimentos a serem observados pelos proponentes em licitações

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS RECEPÇÃO_POA Nº do processo: Contrato Dia: XX/XX/2013 - Hora: XxhXXmin A PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação) Data de apresentação da proposta

Leia mais

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação)

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação) Obs.: O modelo utiliza o Regime de Tributação Lucro Real. A empresa deverá utilizar o seu Regime de Tributação indicando as respectivas alíquotas no item C, do Módulo 5. MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E

Leia mais

Planilhas_Custo_final

Planilhas_Custo_final Planilhas_Custo_final Quadro demonstrativo - Valor Global da Proposta Valor Global da Proposta Descrição Qtde de Postos Valor Por Posto Valor Mensal Valor Global (12 meses) Auxiliar 7 R$ 2.070,36 R$ 14.492,53

Leia mais

ANEXO III A -PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

ANEXO III A -PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Nº do processo: Contrato Dia: XX/XX/2014 Hora: XxhXXmin C NEXO III PLNILH DE CUSTOS E FORMÇÃO DE PREÇOS Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação) Data de apresentação da proposta Município/UF

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL SUDESTE DE MINAS GERAIS CÂMPUS SÃO JOÃO DEL-REI

INSTITUTO FEDERAL SUDESTE DE MINAS GERAIS CÂMPUS SÃO JOÃO DEL-REI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de MG Câmpus São João del-rei Diretoria de Administração e Planejamento ANEXO IV Modelo de Planilha de Custos e Formação

Leia mais

Quant. Vr. Unitário Vr.Total. Percentual. Quant. Vr. Unitário Vr. Total

Quant. Vr. Unitário Vr.Total. Percentual. Quant. Vr. Unitário Vr. Total ANEXO... PLANILHA DE CUSTOS 2º TURNO Quantidades (veículos/diárias): Tipo da contratação: ( ) Terceirizada ( ) Regime da CLT ( ) Cooperativa (Lei nº 5.764/71) ( ) Regime Tributário: ( ) Lucro Real ( )

Leia mais

ANEXO III. Página 1. Quantidade (total) a contratar (em função de medida)

ANEXO III. Página 1. Quantidade (total) a contratar (em função de medida) ANEXO III PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS N Processo Licitação n Dia / / às : horas Discriminação dos Serviços (referente à contratada) A Data de apresentação da proposta (dia/mês/ano) B Município/UF

Leia mais

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO RECEPCIONISTA. Página 1. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação)

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO RECEPCIONISTA. Página 1. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação) Obs.: O modelo utiliza o Regime de Tributação Lucro Real. A empresa deverá utilizar o seu Regime de Tributação indicando as respectivas alíquotas no item C, do Módulo 5. MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E

Leia mais

Ministério da Integração Nacional - M I Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba

Ministério da Integração Nacional - M I Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba Ministério da Integração Nacional M I ANEXO II PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS SEDE DA 1ª SUPERINTENDENCIA REGIONAL DA CODEVASF EM MONTES CLAROS Nº do Processo Licitação Nº Dia / / às : horas.

Leia mais

ANEXO IV PLANILHA ESTIMATIVA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - SERVIÇO DE ASCENSORISTA

ANEXO IV PLANILHA ESTIMATIVA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - SERVIÇO DE ASCENSORISTA ANEXO IV PLANILHA ESTIMATIVA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - SERVIÇO DE ASCENSORISTA DADOS COMPLEMENTARES DO ANEXO DA PROPOSTA DE PREÇOS: ADSERTE - ADMINISTRAÇÃO E TERCEIRIZAÇÃO DE MÃO DE OBRA

Leia mais

ANEXO - II MEMÓRIA DE CÁLCULO. PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS n 06/2014

ANEXO - II MEMÓRIA DE CÁLCULO. PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS n 06/2014 ANEXO - II PROCESSO Nº 23216.000072/2014-31 APRESENTAÇÃO MEMÓRIA DE CÁLCULO PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS n 06/2014 A presente Memória de Cálculo demonstram os passos seguidos para a fixação

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Dados complementares para composição dos custos referente à mãodeobra 1.742,57 Supervisor Administrativo (Protocolo e Diretoria 1 Salário 100,00% 1.742,57 2 Hora Extra 3 Adicional noturno 4 Adicionais

Leia mais

Atualização dos percentuais máximos para Encargos Sociais.

Atualização dos percentuais máximos para Encargos Sociais. Atualização dos percentuais máximos para Encargos Sociais. 1. Introdução 1.1 Trata-se de atualização dos estudos relativos aos percentuais máximos de encargos sociais admissíveis nas contratações de serviços

Leia mais

QUADRO RESUMO - SERVIÇOS CONTÍNUOS VALOR DO KM RODADO POR VEÍCULO EXECUTIVO 5 1.300 7,33 47.645,00 571.740,00

QUADRO RESUMO - SERVIÇOS CONTÍNUOS VALOR DO KM RODADO POR VEÍCULO EXECUTIVO 5 1.300 7,33 47.645,00 571.740,00 Q AU SECRETARIA A DE AVIAÇÃO CIVIL PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA - ANAC Ref.: D PREGÃO ELETRÔNICO N.º 07/2013 Processo R Nº 00055.002521/2013-99 Abertura: O 09/10/2013 às 09:00 h R PROPOSTA COMERCIAL E Prezados

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2014 - BNDES ANEXO II MODELO DE PROPOSTA - RETIFICADO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2014 BNDES LICITANTE: CNPJ:

PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2014 - BNDES ANEXO II MODELO DE PROPOSTA - RETIFICADO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2014 BNDES LICITANTE: CNPJ: PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2014 - BNDES ANEXO II MODELO DE PROPOSTA - RETIFICADO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2014 BNDES LICITANTE: CNPJ: ENDEREÇO: TELEFONE: ( ) FAX: ( ) E-MAIL: REPRESENTANTE LEGAL: NACIONALIDADE:

Leia mais

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação)

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação) Obs.: O modelo utiliza o Regime de Tributação Lucro Real. A empresa deverá utilizar o seu Regime de Tributação indicando as respectivas alíquotas no item C, do Módulo 5. MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E

Leia mais

Anexo II - PLANILHA DE PREÇOS Serviços de recepção e mensageria Escritório Regional da Anatel no Paraná Pegrão Amplo nº 009/2011-Anatel-ER03

Anexo II - PLANILHA DE PREÇOS Serviços de recepção e mensageria Escritório Regional da Anatel no Paraná Pegrão Amplo nº 009/2011-Anatel-ER03 Anexo II - PLANILHA DE PREÇOS Serviços de recepção e mensageria Escritório Regional da Anatel no Paraná Pegrão Amplo nº 009/2011-Anatel-ER03 Número do processo: Data de apresentação da proposta: Unidade

Leia mais

ENCARGOS SOCIAIS. Grupo A. Subtotal. Grupo B. Subtotal. Grupo C. Subtotal Grupo D. Total de Encargos Sociais

ENCARGOS SOCIAIS. Grupo A. Subtotal. Grupo B. Subtotal. Grupo C. Subtotal Grupo D. Total de Encargos Sociais ENCARGOS SOCIAIS 1 INSS 20,00% 2 SESI ou SESC 1,50% 3 SENAI ou SENAC 1,00% 4 INCRA 0,20% 5 Salário Educação 2,50% 6 FGTS 8,00% 7 Seguro Acidente do Trabalho/SAT/INSS 3,00% 8 SEBRAE 0,60% 9 SECONCI 1,00%

Leia mais

1.1. Para os efeitos desta IN são adotadas as seguintes definições:

1.1. Para os efeitos desta IN são adotadas as seguintes definições: INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 013, de 30 de outubro de 1996 O MINISTRO DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL E REFORMA DO ESTADO, no uso de sua competência, e considerando o disposto no Decreto nº 2.031, de 11 de

Leia mais

ANEXO VI MODELO DE PROPOSTA

ANEXO VI MODELO DE PROPOSTA Ao ANEXO VI MODELO DE PROPOSTA BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S/A COMISSÃO DE LICITAÇÃO COLIC Ref. PREGÃO ELETRÔNICO N. 2013/ Prezados Senhores, Apresentamos em atendimento ao Edital do Pregão em epígrafe

Leia mais

Estudo sobre a composição dos Custos dos Valores Limites Serviços de Limpeza

Estudo sobre a composição dos Custos dos Valores Limites Serviços de Limpeza Estudo sobre a composição dos Custos dos Valores Limites Serviços de Limpeza Unidade da Federação Pará 2015 Versão 1.0 Presidente da República Dilma Rousseff Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão

Leia mais

Planilha de Custos e Formação de Preços

Planilha de Custos e Formação de Preços PROPOSTA COMERCIAL ANEXO III-A PROPOSTA COMERCIAL Serviços Limpeza e Conservação Com Fornecimento de Materiais, inclusive Papel Higiênico, Papel Toalha e Sabonete Líquido Planilha de Custos e Formação

Leia mais

ANEXO_II ANEXO 2 PLANILHA DE CUSTOS DETALHADA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

ANEXO_II ANEXO 2 PLANILHA DE CUSTOS DETALHADA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS ANEXO_II ANEXO 2 PLANILHA DE CUSTOS DETALHADA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Nº Processo Licitação Nº Dia / / às : horas Discriminação dos Serviços A Data de apresentação da proposta (dia/mês/ano)

Leia mais

Planilha de Custos e Formação de Preços Processo: 23242.000282/2014-10 Licitação: 03/2015 Dia: 18 de maio de 2015 às 9:00 horas DADOS DO PROPONENTE

Planilha de Custos e Formação de Preços Processo: 23242.000282/2014-10 Licitação: 03/2015 Dia: 18 de maio de 2015 às 9:00 horas DADOS DO PROPONENTE ANEXO 2 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS DA ADMINISTRAÇÃO Serviços Limpeza e Conservação Com Fornecimento de Materiais, inclusive Papel Higiênico, Papel Toalha e Sabonete Líquido Planilha de Custos

Leia mais

Gerência de Segurança em Brasília Tabela Estimativa de Custos

Gerência de Segurança em Brasília Tabela Estimativa de Custos Gerência de Segurança em rasília Tabela Estimativa de Custos A - DISCRIMINAÇÃO DOS SERVIÇOS A MUNICIPIO / UF rasília/df ANO ACORDO, CONVENÇÃO DF000528/2011-2013 C Nº DE MESES DE EXECUÇÃO CONTRATUAL 12

Leia mais

ANEXO - 1.1 PLANILHA DE CUSTOS PARA BARCO EMPURRADOR 65HP ITEM DESCRIÇÃO DOS ITENS

ANEXO - 1.1 PLANILHA DE CUSTOS PARA BARCO EMPURRADOR 65HP ITEM DESCRIÇÃO DOS ITENS ANEXO - 1.1 PLANILHA DE CUSTOS PARA BARCO EMPURRADOR 65HP 1 INSUMOS (%) (R$) 1.1 COMBUSTÍVEL (800 km/mês)x(1,2 litro/km)x(r$ 2,25/litro) 2.160,00 1.2 MANUTENÇÃO 200,00 1.3 ÓLEO DO CARTER 120,00 1.4 DEPRECIAÇÃO

Leia mais

ERRATA ERRATA EDITAL DE LICITAÇÃO - PROCESSO N.º 014/2015 - COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS- DIVULGAÇÃO ELETRÔNICA N.º 014/2015

ERRATA ERRATA EDITAL DE LICITAÇÃO - PROCESSO N.º 014/2015 - COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS- DIVULGAÇÃO ELETRÔNICA N.º 014/2015 INSTITUTO PALMAS DE DESENVOLVIMENTO E SOCIOECONOMIA SOLIDÁRIA Av. Val Paraíso, 698, Conjunto Palmeira Fortaleza-CE CEP 60870-440 bancopalmas@bancopalmas.org.br / 55 85 3459-4848 CNPJ 05705438/0001-99 ERRATA

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO SEMINÁRIO ESPECIAL PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO A ELABORAÇÃO DA PLANILHA PASSO A PASSO: ESTUDO DA LEGISLAÇÃO, JURISPRUDÊNCIA E MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CADA RUBRICA

Leia mais

MODELO DE PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

MODELO DE PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Esta planilha é exemplificativa pois alguns dos elementos integrantes de custos são variáveis e dependem da caracteristica e estrutura de custo de cada licitante. Outros elementos são decorrentes de Lei,

Leia mais

www.linceseg.com.br / Iinceseg@Iinceseg.com.br

www.linceseg.com.br / Iinceseg@Iinceseg.com.br PROPOSTA DE PREÇOS MINISTEFLIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE ECUAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CAMPUS ARAQUARI PREGA() ELETRÓNICO N 005/205 DATA DA ABERTURA: 28/09205 HORA: 09:005

Leia mais

RELATÓRIO DE JULGAMENTO

RELATÓRIO DE JULGAMENTO RELATÓRIO DE JULGAMENTO Pregão nº 012/2011 Trata-se o presente Relatório de Julgamento relativo à licitação na modalidade de Pregão Eletrônico, Tipo Menor Preço para a contratação de especializada para

Leia mais

COMPOSIÇÃO DO CÁLCULO DA TAXA DE ENCARGOS SOCIAIS (MEMÓRIA DE CÁLCULO)

COMPOSIÇÃO DO CÁLCULO DA TAXA DE ENCARGOS SOCIAIS (MEMÓRIA DE CÁLCULO) COMPOSIÇÃO DO CÁLCULO DA TAXA DE ENCARGOS SOCIAIS (MEMÓRIA DE CÁLCULO) ESCLARECIMENTOS PRELIMINARES Inicialmente é necessário esclarecer que este estudo permite ser moldado às características de cada empresa,

Leia mais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Sistema Integrado de Administração de Serviços Gerais - SIASG Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores

Leia mais

http://www.comprasnet.gov.br/legislacao/legislacaodetalhe.asp?ctdcod=411

http://www.comprasnet.gov.br/legislacao/legislacaodetalhe.asp?ctdcod=411 OMPRSNT - LGISLÇÃO http://www.comprasnet.gov.br/legislacao/legislacaoetalhe.asp?ctdod=411 Page 1 of 9 PORTRIS PORTRI Nº 7, 9 MRÇO 2011. ltera o anexo III da Instrução Normativa nº 02/2008, de 30 de abril

Leia mais

3.438,76 ASCENSSORISTA 16 R$ 1.969,29 R$ PREÇO TOTAL MENSAL:

3.438,76 ASCENSSORISTA 16 R$ 1.969,29 R$ PREÇO TOTAL MENSAL: Ao Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM) Proposta que faz a empresa ALMAN CONSERVAÇÃO DE PREDIOS EPP, CNPJ: 19.002.421/000180 contratação de empresa especializada para a prestação

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO CURSO DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO A ELABORAÇÃO DA PLANILHA PASSO A PASSO: ESTUDO DA LEGISLAÇÃO, JURISPRUDÊNCIA E MEMÓRIA DE

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE

IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE Dados da empresa Razão Social: Nome de fantasia: Endereço: RUA DOUTOR AGENOR MARTINS DE CARVALHO, 1138 - SALA 02 - BAIRRO AGENOR MARTINS DE CARVALHO CEP: 76.820-350

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal

Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 54/2013 Serviços de Vigilância da Federação: Amapá Data de

Leia mais

O número de dias de trabalho médio por mês é calculado pela fórmula:

O número de dias de trabalho médio por mês é calculado pela fórmula: Este trabalho foi realizado a pedido da Pró-Reitoria de Administração e Planejamento e trata-se de um estudo com base no Manual de Orientação para Preenchimento da Planilha de Custo e Formação de Preços,

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A.- CERON PROGRAMA LUZ PARA TODOS. Anexo I - Planilha Orçamentária - Composição de Custos -DOC/DOCA

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A.- CERON PROGRAMA LUZ PARA TODOS. Anexo I - Planilha Orçamentária - Composição de Custos -DOC/DOCA CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A.- CERON PROGRAMA LUZ PARA TODOS Anexo I - Planilha Orçamentária - Composição de Custos -DOC/DOCA Objeto: Referência: PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS TÉCNICOS E ADMINISTRATIVOS

Leia mais

Metodologia Composição dos Custos - Valores limites Vigilância e Limpeza Genivaldo dos Santos Costa Brasília, 30 de maio de 2012

Metodologia Composição dos Custos - Valores limites Vigilância e Limpeza Genivaldo dos Santos Costa Brasília, 30 de maio de 2012 Metodologia Composição dos Custos - Valores limites Vigilância e Limpeza Genivaldo dos Santos Costa Brasília, 30 de maio de 2012 DLSG/SLTI SUMÁRIO 1. Histórico 2. Objetivo 3.Acórdão nº 1.753/2008 4. Metodologia

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE

IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE Dados da empresa Razão Social: Nome de fantasia: BRILHAR 14.846.479/0001-96 Endereço: CEP: Avenida Bandeirantes, 440 - Bairro Amambai 79.005-670 Municipio/UF: Campo

Leia mais

Serviço Público Federal Conselho Regional de Corretores de Imóveis Estado de São Paulo

Serviço Público Federal Conselho Regional de Corretores de Imóveis Estado de São Paulo Público ederal onselho Regional de orretores de Imóveis stado de São Paulo RI ª RIÃO IMPORTNT: PR PRTIIPR LIITÇÃO O INTRSSO VRÁ PRNHR O RIO RTIR ITL, ONSTNT O NXO I, VOLVR OM TÉ H NTÊNI O RTM. NXO IX PRÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 11/2015 PROCESSO Nº 03110.014908/2014 55 OBJETO: Contratação

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 21/2014 Serviços de Limpeza Unidade da Federação: SC Data

Leia mais

INSTRUÇÃO Nº 003/ 2011

INSTRUÇÃO Nº 003/ 2011 Publicado no DOE em 17 de março de 2011 INSTRUÇÃO Nº 003/ 2011 Orienta os órgãos e entidades da Administração Pública do Poder Executivo Estadual sobre os encargos sociais a serem utilizados na fixação

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 33/2014 Serviços de Vigiância Unidade da Federação: PE Data

Leia mais

RELATÓRIO DE JULGAMENTO

RELATÓRIO DE JULGAMENTO RELATÓRIO DE JULGAMENTO Pregão nº 012/2011 Trata-se o presente Relatório de Julgamento relativo à licitação na modalidade de Pregão Eletrônico, Tipo Menor Preço para a contratação de especializada para

Leia mais

SERVIÇOS: De limpeza conservação de forma contínua prédio da Anatel-PI

SERVIÇOS: De limpeza conservação de forma contínua prédio da Anatel-PI ANEXO II PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA SERVIÇOS: LIMPEZA E CONSERVAÇÃO PREDIAL - ANATEL - PI PA 03/2006-ER09 - UO9.2 Fls.01/06 LOCAL: AVENIDA FREI SERAFIM Nº 2786 - CENTRO - TERESINA-PI

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 23/2014 Serviços de Vigilância Unidade da Federação: MT Data

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 17/2014 Serviços de Vigilância da Federação: PR Data de início

Leia mais

ANEXO II do Pregão nº 40/2015 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

ANEXO II do Pregão nº 40/2015 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS VIGILÂNCI JORND DIURN 12 X 36 Nº do processo: 23362.000101.2015-61 Licitação nº: Pregão Eletrônico nº 40/2015 Dia: - Hora: Discriminação dos serviços (dados referentes à contratação) Data de apresentação

Leia mais

ESTUDO PARA CÁLCULO DE ENCARGOS SOCIAIS

ESTUDO PARA CÁLCULO DE ENCARGOS SOCIAIS ESTUDO PARA CÁLCULO DE ENCARGOS SOCIAIS I APRESENTAÇÃO Este relatório tem por finalidade fornecer subsídios a empresas construtoras e órgãos contratantes sobre o método de cálculo do percentual de encargos

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal

Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 18 Serviços de Limpeza da Federação: Santa Catarina Data de

Leia mais

Encargos Sociais. Limites Máximos

Encargos Sociais. Limites Máximos Encargos Sociais Limites Máximos Sugeridos 1. Introdução Conforme solicitação do Senhor Diretor da SEAD encaminhamos breve estudo sobre a aplicação de percentuais de encargos sociais máximos aceitáveis.

Leia mais

CURSO COMO PLANEJAR E JULGAR AS CONTRATAÇÕES DE TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS DE ACORDO COM A IN Nº 02/08 E ALTERAÇÕES

CURSO COMO PLANEJAR E JULGAR AS CONTRATAÇÕES DE TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS DE ACORDO COM A IN Nº 02/08 E ALTERAÇÕES CURSO COMO PLANEJAR E JULGAR AS CONTRATAÇÕES DE TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS DE ACORDO COM A IN Nº 02/08 E ALTERAÇÕES PERÍODO DE REALIZAÇÃO E CARGA HORÁRIA O curso será realizado no período de 02 a 05 de

Leia mais

COMO ELABORAR A PLANILHA DE FORMAÇÃO DE PREÇOS DA IN Nº 02/08 E COMO JULGAR A LICITAÇÃO PARA A CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS CONTÍNUOS

COMO ELABORAR A PLANILHA DE FORMAÇÃO DE PREÇOS DA IN Nº 02/08 E COMO JULGAR A LICITAÇÃO PARA A CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS CONTÍNUOS COMO ELABORAR A PLANILHA DE FORMAÇÃO DE PREÇOS DA IN Nº 02/08 E COMO JULGAR A LICITAÇÃO PARA A CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS CONTÍNUOS Polêmicas do planejamento e do julgamento da licitação e entendimentos

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO RN ANEXO IX PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS A

CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO RN ANEXO IX PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS A CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO RN ANEXO IX PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS A A proposta foi elaborada com Salário Base (minímo) de R$ ( 540,00 ) para a função de Auxiliar

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Nº do Processo: Nº da Licitação: Data / Hora: Discriminação do Seviços (dados referente à contratação)

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Nº do Processo: Nº da Licitação: Data / Hora: Discriminação do Seviços (dados referente à contratação) PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Nº do Processo: Nº da Licitação: Data / Hora: 59800.000305/201291 3/2012 04/12/2012 10:00 horas Discriminação do Seviços (dados referente à contratação) A Data de

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS PARA ORIENTADOR DOMICILIAR. ITEM DESCRIÇÃO DOS ITENS ( % ) Valor Mensal 1 SALÁRIO MENSAL 801,88

PLANILHA DE CUSTOS PARA ORIENTADOR DOMICILIAR. ITEM DESCRIÇÃO DOS ITENS ( % ) Valor Mensal 1 SALÁRIO MENSAL 801,88 PLANILHA DE CUSTOS PARA ORIENTADOR DOMICILIAR ITEM DESCRIÇÃO DOS ITENS ( % ) Valor Mensal 1 SALÁRIO MENSAL 801,88 1.1 ADICIONAL NOTURNO 1.2 ADICIONAL DE PERICULOSIDADE 0,00% 0,00 1.3 RESERVA TÉCNICA 5,00%

Leia mais

contratação ncia e limpeza Federal de 2014 Data de início Versão 2.0

contratação ncia e limpeza Federal de 2014 Data de início Versão 2.0 Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilân ncia e limpeza no âmbito da Administraçãoo Pública Federal Caderno Técnico 42/2014 Serviços de Limpez za da Federação: SP Data de

Leia mais

MANUAL DE ELABORAÇÃO E PREENCHIMENTO DE PLANILHAS DE CUSTOS

MANUAL DE ELABORAÇÃO E PREENCHIMENTO DE PLANILHAS DE CUSTOS MANUAL DE ELABORAÇÃO E PREENCHIMENTO DE PLANILHAS DE CUSTOS São Paulo, ESAF São Paulo, ESAF Setembro de 2014 1 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - (Redação dada pela Instrução Normativa nº 6, de

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal

Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 01/2013 Serviços de Vigilância da Federação: Distrito Federal

Leia mais

PLANILHA CÁLCULOS DOS CUSTOS DE PESSOAL LIMPEZA E CONSERVAÇÃO HORTOMERCADOS

PLANILHA CÁLCULOS DOS CUSTOS DE PESSOAL LIMPEZA E CONSERVAÇÃO HORTOMERCADOS LEVANTAMENTO obras sureg 24 PLANILHA CÁLCULOS DOS CUSTOS DE PESSOAL LIMPEZA E CONSERVAÇÃO HORTOMERCADOS % Adicional Noturno 2,% % DSR Domingos e Feriados: 5 1 HORTOMERCADO HUMAITÁ Quant. Hora Valor % Carga

Leia mais

METODOLOGIA DE CÁLCULO DA TARIFA TÉCNICA

METODOLOGIA DE CÁLCULO DA TARIFA TÉCNICA METODOLOGIA DE CÁLCULO DA TARIFA TÉCNICA ÍNDICE 1. QUILOMETRAGEM 2. PASSAGEIROS 3. IPK 4. CUSTOS DEPENDENTES OU VARIÁVEIS 4.1. Combustível 4.2. Lubrificantes 4.3. Rodagem 4.4. Peças e acessórios e serviços

Leia mais

Correções em reajustes nos contratos da Construção Pesada em virtude da Desoneração da Folha de Pagamentos. José Pastore

Correções em reajustes nos contratos da Construção Pesada em virtude da Desoneração da Folha de Pagamentos. José Pastore Correções em reajustes nos contratos da Construção Pesada em virtude da da Folha de Pagamentos José Pastore Setembro de 2014 Custos do Trabalho Mudança de Cálculo Alterações legais Lei nº 13.043/2014 (MP651/2014)

Leia mais

PLANILHA CÁLCULOS DOS CUSTOS DE PESSOAL LIMPEZA E CONSERVAÇÃO HORTOMERCADOS

PLANILHA CÁLCULOS DOS CUSTOS DE PESSOAL LIMPEZA E CONSERVAÇÃO HORTOMERCADOS LEVANTAMENTO obras sureg 2004 PLANILHA CÁLCULOS DOS CUSTOS DE PESSOAL LIMPEZA E CONSERVAÇÃO HORTOMERCADOS % Adicional Noturno 20,00% % DSR Domingos e Feriados: 5 1 HORTOMERCADO HUMAITÁ Quant. Hora Valor

Leia mais

DECRETO Nº 20.866, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2008.

DECRETO Nº 20.866, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2008. Governo do Estado do Rio Grande do Norte Gabinete Civil Coordenadoria de Controle dos Atos Governamentais DECRETO Nº 20.866, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2008. Altera as disposições do Decreto nº 17517, de 21

Leia mais

Barbacena, 06 de outubro de 2015.

Barbacena, 06 de outubro de 2015. INSTITUTO FEDERAL DO SUDESTE DE MINAS - CAMPUS BARBACENA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 03/2015 (Processo Administrativo n. 23355.000394/2015-76) À CONFIARE SOLUÇÕES EMPRESARIAIS EIRELI -ME Barbacena, 06 de outubro

Leia mais

DECRETO Nº 15.219 DE 30 DE JUNHO DE 2014

DECRETO Nº 15.219 DE 30 DE JUNHO DE 2014 DECRETO Nº 15.219 DE 30 DE JUNHO DE 2014 Regulamenta a Lei nº 12.949, de 14 de fevereiro de 2014 que estabelece mecanismos de controle do patrimônio público do Estado da Bahia, dispondo sobre provisões

Leia mais

ANEXO VII - PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇAÕ DE PREÇOS - LOCAL: SÃO MATEUS. Quantitativo Estimado Mensal de Materiais de Consumo - Higienização

ANEXO VII - PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇAÕ DE PREÇOS - LOCAL: SÃO MATEUS. Quantitativo Estimado Mensal de Materiais de Consumo - Higienização ANEXO VII PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇAÕ DE PREÇOS LOCAL: SÃO MATEUS Quantitativo Estimado Mensal de Materiais de Consumo Higienização Especificação Papel higiênico, folha dupla, alta absorção Papel toalha

Leia mais

Desoneração sobre folha de pagamento

Desoneração sobre folha de pagamento Desoneração sobre folha de pagamento Luciana Lupinucci Agosto/2015 Qual o conceito de contribuição patronal? Em regra, as empresas possuem os seguintes encargos previdenciários (INSS patronal), incidentes

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO GOVERNADORIA COMISSÃO CENTRAL PERMANENTE DE LICITAÇÃO CCL

ESTADO DO MARANHÃO GOVERNADORIA COMISSÃO CENTRAL PERMANENTE DE LICITAÇÃO CCL REF.: CONCORRÊNCIA Nº 006 / 2014 CCL ANEXO ERRATA Nº 002/2014 - CCL RESUMO Mês base: Agosto/2013 DISCRIMINAÇÃO VALOR PARCIAL TOTAL A - EQUIPE TÉCNICA 2.025.871,44 A.1 - Pessoal de Nível Superior* 1.891.997,04

Leia mais

ENCARGOS SOCIAIS DO TRABALHO NOS CUSTOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL - MAIO/2011

ENCARGOS SOCIAIS DO TRABALHO NOS CUSTOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL - MAIO/2011 ENCARGOS SOCIAIS DO TRABALHO NOS CUSTOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL - MAIO/2011 I APRESENTAÇÃO Este relatório tem por finalidade fornecer subsídios à empresas construtoras e órgãos contratantes sobre o método

Leia mais

PLANILHAS DE CUSTOS E PREÇOS DA IN 02/08 - MPOG E SUAS ALTERAÇÕES FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS TERCEIRIZADOS

PLANILHAS DE CUSTOS E PREÇOS DA IN 02/08 - MPOG E SUAS ALTERAÇÕES FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS TERCEIRIZADOS PLANILHAS DE CUSTOS E PREÇOS DA IN 02/08 - MPOG E SUAS ALTERAÇÕES FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS TERCEIRIZADOS Alterações Conforme Novas Disposições da IN 06/13 MPOG de 23/12/2013 31/Mar e 01/Abr de 2014 -

Leia mais

CURSO FORMAÇÃO DO CUSTO, PREÇO DE SERVIÇOS NAS CONTRATAÇÕES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DO SISTEMA S

CURSO FORMAÇÃO DO CUSTO, PREÇO DE SERVIÇOS NAS CONTRATAÇÕES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DO SISTEMA S CURSO FORMAÇÃO DO CUSTO, PREÇO DE SERVIÇOS NAS CONTRATAÇÕES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DO SISTEMA S MANAUS/AM 11 E 12 DE DEZEMBRO DE 2014 PROFESSOR JERÔNIMO LEIRIA APRESENTAÇÃO Proporcionar aos participantes

Leia mais

ANEXO 1 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS OPERADOR DE AUDIO E VÍDEO

ANEXO 1 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS OPERADOR DE AUDIO E VÍDEO ANEXO 1 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS I N Processo 0.00.002.000339/2010-76 Licitação N 10/2011 Discriminação dos Serviços: (dados referentes à contratação A Data de apresentação da proposta (dia/mês/ano)(

Leia mais

ASPECTOS RELEVANTES DA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA O que o executivo precisa saber Definição e cálculo de salários, encargos e benefícios

ASPECTOS RELEVANTES DA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA O que o executivo precisa saber Definição e cálculo de salários, encargos e benefícios UP-TO-DATE. ANO I. NÚMERO 39 ASPECTOS RELEVANTES DA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA O que o executivo precisa saber Definição e cálculo de salários, encargos e benefícios Dr. Oscar Azevedo (info@azevedoguedes.adv.br)

Leia mais

Estudo técnico dos encargos sociais.

Estudo técnico dos encargos sociais. Estudo técnico dos encargos sociais. Apresentamos como sugestão, para a discussão o presente estudo técnico que sendo aprovado por esta Secretaria, certamente indicará os percentuais quando aplicados sobre

Leia mais

Assunto: Planilha de composição de custos Valores limites nas contratações de serviços terceirizados com vinculação à mão de obra.

Assunto: Planilha de composição de custos Valores limites nas contratações de serviços terceirizados com vinculação à mão de obra. NOTA TÉCNICA 001/2013 Poder Judiciário Conselho da Justiça Federal Brasília, 31 de janeiro de 2013. Assunto: Planilha de composição de custos Valores limites nas contratações de serviços terceirizados

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO PARANA PLANILHA DE CUSTOS

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO PARANA PLANILHA DE CUSTOS EMPRESA: PROCESSO LICITATÓRIO: OBJETO DA LICITAÇÃO: Data apresentacao proposta Regime Tributário da Empresa: (se lucro real, lucro presumido ou beneficiária do tratamento diferenciado às DISCRIMINAÇÃO

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal

Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 38/2013 Serviços de Limpeza da Federação: Mato Grosso Data

Leia mais

ANEXO I MODELO DE DECLARAÇÃO DE ELABORAÇÃO INDEPENDENTE DE PROPOSTA

ANEXO I MODELO DE DECLARAÇÃO DE ELABORAÇÃO INDEPENDENTE DE PROPOSTA ANEXO I MODELO DE DECLARAÇÃO DE ELABORAÇÃO INDEPENDENTE DE PROPOSTA (Identificação completa do representante da EMPRESA), como representante devidamente constituído de (Identificação completa da EMPRESA)

Leia mais

1. A presente impugnação ao edital tem fundamento no art. 41, 2º da Lei 8.666/93:

1. A presente impugnação ao edital tem fundamento no art. 41, 2º da Lei 8.666/93: Ofício nº. 904/2015-AJ. São José/SC, 07 de dezembro de 2015. À COMISSÃO DE LICITAÇÕES DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE DO PARANÁ (UENP) - REITORIA, DESIGNADA PELA PORTARIA 350/2014, RESPONSÁVEL PELA EXECUÇÃO

Leia mais

A ACADEMIA BRASILEIRA DE SOLUÇÕES E TREINAMENTOS traz para Você o seguinte treinamento:

A ACADEMIA BRASILEIRA DE SOLUÇÕES E TREINAMENTOS traz para Você o seguinte treinamento: A ACADEMIA BRASILEIRA DE SOLUÇÕES E TREINAMENTOS traz para Você o seguinte treinamento: QUESTÕES POLEMICAS: Método de Pesquisa de Preço de Serviços, Compreensão e Manejo de Planilhas para Julgamento de

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS ANEXO A TERMO DE REFERÊNCIA GEMAP 14/2008

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS ANEXO A TERMO DE REFERÊNCIA GEMAP 14/2008 MINISTÉRIO D FZEND SUPERINTENDÊNCI DE SEGUROS PRIVDOS NEXO TERMO DE REFERÊNCI GEMP 14/2008 1 DO OJETO Visa o presente à contratação de empresa especializada para a prestação de serviços contínuos de Motorista

Leia mais

ELABORAÇÃO DE PLANILHA DE

ELABORAÇÃO DE PLANILHA DE ELABORAÇÃO DE PLANILHA DE FORMAÇÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/2008 SLTI/MPOG Exclusivamente Atualizado com a IN 06/13 Carga Horária de 24 Horas 23 a 25 de Fevereiro Belém

Leia mais

ENCARGOS SOCIAIS DO TRABALHO NOS CUSTOS CONSTRUÇÃO CIVIL

ENCARGOS SOCIAIS DO TRABALHO NOS CUSTOS CONSTRUÇÃO CIVIL ENCARGOS SOCIAIS DO TRABALHO NOS CUSTOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL Janeiro de 2004 Setor de Economia ENCARGOS SOCIAIS DO CUB Apresentação Além do salário, vários outros custos devem ser calculados ou estimados

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO MODELO DE PLANILHA DE CUSTO PARA CONTRATAÇÃO DE VIGILÂNCIA ARMADA

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO MODELO DE PLANILHA DE CUSTO PARA CONTRATAÇÃO DE VIGILÂNCIA ARMADA TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO MODELO DE PLANILHA DE CUSTO PARA CONTRATAÇÃO DE VIGILÂNCIA ARMADA SERVIÇO DE VIGILÂNCIA C/ ADICIONAL NOTURNO DE SEGUNDA-FEIRA A DOMINGO 1Posto de 12 horas diurnas

Leia mais

Habilitar o aluno a entender o ambiente pertinente às Contratações Governamentais, obtendo

Habilitar o aluno a entender o ambiente pertinente às Contratações Governamentais, obtendo Realização: INCLUSO: Pasta, apostila(manual), caneta, lápis, borracha, slides trabalhados em sala de aula junto a apostila, dois coffee breaks (manhã e tarde) e certificado. OBJETIVO: Habilitar o aluno

Leia mais

Ministério Público do Rio Grande do Sul DAT Unidade de Assessoramento Contábil DOCUMENTO DAT-CO N.º 0664/2014 LICITAÇÕES PESSOA JURÍDICA

Ministério Público do Rio Grande do Sul DAT Unidade de Assessoramento Contábil DOCUMENTO DAT-CO N.º 0664/2014 LICITAÇÕES PESSOA JURÍDICA PARECER DOCUMENTO DAT-CO N.º 0664/2014 LICITAÇÕES PESSOA JURÍDICA PARA: Luís Antônio Benites Michel Comissão Permanente de Licitações DE: Beatriz Scherer de Oliveira Assessora em Contabilidade Pregão eletrônico

Leia mais

PROPOSTA FINANCEIRA DE SERVIÇOS

PROPOSTA FINANCEIRA DE SERVIÇOS PROPOSTA FINANCEIRA DE SERVIÇOS PFS PERÍMETRO(S): OBJETO: EDITAL: SERVIÇOS PAGOS A PREÇO GLOBAL CUSTOS DIRETOS MÃO-DE-OBRA A - TOTAL DE SALÁRIO DA EQUIPE A1 - TOTAL SALÁRIOS DA EQUIPE COM VÍNCULO (PFS-I)

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA COORDENADORA DE PLANEJAMENTO, GESTÃO E FINANÇAS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA COORDENADORA DE PLANEJAMENTO, GESTÃO E FINANÇAS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO 1 Senhor Licitante, Solicito a V.Sª preencher o protocolo de entrega de edital abaixo, remetendo-o a Comissão Permanente de Licitação da PGF/AL, por meio do fax (0XX82) 3216 9874 ou e-mail licitacao@sefaz.al.gov.br.

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Calculo Adicionais e Médias para Férias e 13º Salário

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Calculo Adicionais e Médias para Férias e 13º Salário 21/01/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 4 5. Informações Complementares... 5 6. Referências... 5 7.

Leia mais

LEI Nº 9.601, DE 21 DE JANEIRO DE 1998. Dispõe sobre o contrato de trabalho por prazo determinado e dá outras providências

LEI Nº 9.601, DE 21 DE JANEIRO DE 1998. Dispõe sobre o contrato de trabalho por prazo determinado e dá outras providências LEI Nº 9.601, DE 21 DE JANEIRO DE 1998 Dispõe sobre o contrato de trabalho por prazo determinado e dá outras providências (Alterada pela MP Nº 2.076-35/27.03.2001, MP Nº 2.164-41/24.08.2001 já inserida

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal

Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 09/2013 Serviços de Limpeza da Federação: Pará Data de início

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Remuneração in natura - Cesta Básica 25/08/15

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Remuneração in natura - Cesta Básica 25/08/15 Parecer Consultoria Tributária Segmentos Remuneração in natura - Cesta Básica 25/08/15 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria...

Leia mais

ELABORAÇÃO DE PLANILHA DE

ELABORAÇÃO DE PLANILHA DE ELABORAÇÃO DE PLANILHA DE FORMAÇÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/2008 SLTI/MPOG E ATUALIZAÇÕES POSTERIORES Carga Horária de 24 Horas 14 a 16 de Setembro Brasília - DF Objetivo:

Leia mais