Prof. Denilson A. Rossi

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prof. Denilson A. Rossi"

Transcrição

1 Prof. Denilson A. Rossi

2 A relação interpessoal, no trabalho PASTORAL, é importante? Por que? A relação interpessoal interfere no sucesso ou no fracasso da organização? Como? Por que algumas pessoas têm excelente liderança na comunidade?

3 Eu e o outro somos mais. O nós é maior que o eu.

4 Muita gente não sabe, mas relacionar-se bem com os colegas de trabalho é um dos principais fatores de sucesso. Não adianta você ter um profissional competente se não sabe trabalhar em equipe e criar harmonia no ambiente de trabalho. (CRIVELARO; TAKAMORI, 2006, p. 38).

5 Na comunidade; nas pastorais: Basta ter pessoas competentes, se não sabem trabalhar em equipe? É suficiente pessoas com boa vontade, se não conseguem relacionar-se com os outros?

6 Temos constatado, ao longo de nossa vivência em Recursos Humanos, que dois terços das demissões nas empresas são causadas por dificuldades de relacionamento com os colegas. (CRIVELARO; TAKAMORI, 2006, p. 38).

7 Na comunidade; nas pastorais: Será que muitas das pessoas que saem da comunidade ou deixam as pastorais é por dificuldades de relacionamento com os outros?

8 Ninguém sai ileso de um encontro com outra pessoa. Há sempre uma relação de causa e efeito entre as pessoas uma causa efeitos sobre a outra e vice-versa. (MIRANDA, 1995, p. 15).

9 Ao encontrar-se e/ou falar comigo, como as pessoas saem?

10 As interseções Eu NÓS Outro

11 Em sua essência, as organizações têm sua origem nas pessoas, o trabalho é processado por pessoas e o produto de seu trabalho destina-se às pessoas. (LUCENA, 1990, p. 52).

12 Origem: Pessoas Organização Pessoas Resultados: Pessoas

13 É mister observar a operação real da organização, aqui incluídas as relações interpessoais, que constituem a sua seiva vital. (COSTA, 2002, p 21)

14 Pessoas Ambiente Pastoral Integração ou Interação

15 Pessoas Ambiente Pastoral Interar-se das questões da equipe é importante. Integrar-se é essencial.

16 A comunicação entre as pessoas é efetiva?

17 Como está a comunicação na equipe que trabalho? Qual é a qualidade da nossa comunicação cotidiana? A comunicação toca o que está no centro da nossa vida ou é apenas marginal?

18 Periférica Intermediária Central coisas das Pessoas com as Pessoas: sonhos, projetos, sentimentos...

19 Não é possível não comunicar... Não existe comportamento que não seja comunicação (Paul Watzalawick); Viver é comunicar; Comunicar é estabelecer relações;

20 O ser humano comunica-se de muitos modos: palavras, gestos, atitudes, olhar, etc. A comunicação pode gerar comunhão ou divisão;

21 Regra de ouro: Em vez de falar do colega, falar ao colega.

22 O que se entende por liderança? Que tipo de liderança você exerce? O cristão pode ser um excelente líder?

23 Habilidade de influenciar pessoas e ser influenciado em vista do bem comum; O líder constrói pontes;

24 O líder se concentra no futuro, é aberto a novos paradigmas, valoriza pequenos atos, cede a novas lideranças e trabalha com o poder da visão partilhada.

25 [...] precisamos de líderes que transcendem limites e que podem ajudar as partes a trabalhar em conjunto para fortalecer o todo. (GERZON, 2006, p. 4)

26 A liderança pode ser: Autocrática; Paternalista; Liberal; Democrática.

27 Participativa; Servidora; Enxerga o outro como pessoa.

28 Aquele que quiser liderar deve primeiro poder liderar a si mesmo. Ele tem de saber lidar com seus pensamentos e sentimentos, com suas necessidades e paixões. (ANSELMO GRÜN, 2006, p. 15)

29 É oportuno perguntar-se: Por que eu quero trabalhar na comunidade? Qual a MOTIVAÇÃO de ir à comunidade toda semana?

30 Que atitudes seriam necessárias para melhorar a convivência e facilitar o trabalho pastoral na comunidade cristã?

31 Acolher; Escutar; Buscar compreender;

32 Respeitar; Amar as pessoas; Engrandecer a vida;

33 Humildade; Não se intrometer em tudo; Valorizar o outro;

34 Uma boa palavra; Evitar ciúmes; Conviver com o diferente;

35 Na medida que melhoramos a qualidade de nossas relações interpessoais e sociais, aperfeiçoamos nossas competências para gerar soluções benéficas para problemas comuns e aprimoramos a qualidade de vida na perspectiva de melhorá-la para todos. (Fábio BROTTO, 2001)

36 Trate o outro como você deseja ser tratado!!! (cf. Mt 7,12)

37 Trate o outro como ele precisa ser tratado!!!

19/02/2013. Mediação de Conflitos e Relações Interpessoais. O que é mediação de conflitos? Como entender as relações interpessoais?

19/02/2013. Mediação de Conflitos e Relações Interpessoais. O que é mediação de conflitos? Como entender as relações interpessoais? Mediação de Conflitos e Relações Interpessoais Mediação de Conflitos e Relações Interpessoais O que é mediação de conflitos? Como entender as relações interpessoais? Prof. Denilson A. Rossi Mediação de

Leia mais

A ARTE DAS RELAÇÕES HUMANAS NO AMBIENTE EDUCACIONAL

A ARTE DAS RELAÇÕES HUMANAS NO AMBIENTE EDUCACIONAL A ARTE DAS RELAÇÕES HUMANAS NO AMBIENTE EDUCACIONAL Denilson A. Rossi 1 O presente texto foi elaborado tendo em vista a formação continuada de educadores das diversas redes, municipais e estaduais, de

Leia mais

Como aconteceu essa escuta?

Como aconteceu essa escuta? No mês de aniversário do ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente, nada melhor que ouvir o que acham as crianças sobre a atuação em Educação Integral realizada pela Fundação Gol de Letra!! Conheça um

Leia mais

Silvia Palma. Hair Brasil 2011

Silvia Palma. Hair Brasil 2011 Silvia Palma Hair Brasil 2011 silviapalmarh@gmail.com São Paulo Brasil Apresentar o conjunto de competências que todo profissional precisa desenvolver e que possibilitam desempenhar determinada função

Leia mais

COMUNICAÇÃO COMO FERRAMENTA DE PODER QUEM NÃO COMUNICA NÃO LIDERA

COMUNICAÇÃO COMO FERRAMENTA DE PODER QUEM NÃO COMUNICA NÃO LIDERA COMUNICAÇÃO COMO FERRAMENTA DE PODER QUEM NÃO COMUNICA NÃO LIDERA Não há mais lugar para a empresa que se cala, nem para o dirigente que confina sua atividade ao gabinete fechado. Luiz Carlos Trabuco

Leia mais

Sem Mais Desculpas Treinamentos E porque? O que é vender no mundo de hoje O que você verá neste curso:

Sem Mais Desculpas Treinamentos E porque? O que é vender no mundo de hoje O que você verá neste curso: A Sem Mais Desculpas Treinamentos defende um conceito chamado Comportamento Comercial. Acreditamos que todas as pessoas, em todas as funções, necessitam ter uma visão e uma atitude comercial daquilo que

Leia mais

TÉCNICAS DE LIDERANÇA. MSc Vera Deccó MSc Simone Chaves

TÉCNICAS DE LIDERANÇA. MSc Vera Deccó MSc Simone Chaves TÉCNICAS DE LIDERANÇA MSc Vera Deccó MSc Simone Chaves Conhecendo... Individualmente Responder: 1. O que eu quero deste curso? 2. Por que tudo o que eu quero é importante para mim? 3. Como as informações

Leia mais

Juventude e Relações Humanas

Juventude e Relações Humanas SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: / / 03 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA.º ANO/EM PROFESSOR(A): VALOR: 0,0 MÉDIA: 6,0 RESULTADO:

Leia mais

PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE REPRESENTANTES DE TURMA

PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE REPRESENTANTES DE TURMA PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE REPRESENTANTES DE TURMA São Luis Junho 2011 Saber liderar é uma qualidade que precisa ser conquistada a cada instante levando em consideração o comportamento e a postura.(reinaldo

Leia mais

PVI. PERFIL DE VALORES INDIVIDUAIS Parte do coaching/mentoring - dsg. Todos os Direitos Reservados

PVI. PERFIL DE VALORES INDIVIDUAIS Parte do coaching/mentoring - dsg. Todos os Direitos Reservados PVI PERFIL DE VALORES INDIVIDUAIS Parte do coaching/mentoring - dsg O QUE ABRANGE O PVI analisa, prioritariamente, as ATITUDES: Crenças e Valores - e suas consequências nos comportamentos do indivíduo

Leia mais

Escola das relações humanas: Sociologia nas Organizações. Prof Rodrigo Legrazie

Escola das relações humanas: Sociologia nas Organizações. Prof Rodrigo Legrazie Escola das relações humanas: Sociologia nas Organizações Prof Rodrigo Legrazie Escola Neoclássica Conceitua o trabalho como atividade social. Os trabalhadores precisam muito mais de ambiente adequado e

Leia mais

COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO

COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO Sobre o curso: A criatividade, produtividade e a estabilidade emocional são a base para o progresso de qualquer natureza, mas, infelizmente, a rotina, responsabilidades

Leia mais

MODUSS VIVENDI. Meio através do qual você poderá conquistar o estilo de vida almejado.

MODUSS VIVENDI. Meio através do qual você poderá conquistar o estilo de vida almejado. MODUSS VIVENDI Meio através do qual você poderá conquistar o estilo de vida almejado. LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO Novas sugestões para o Administrador de uma empresa mais do que especial O SÍNDICO Ênfase na

Leia mais

Enuncio sumariamente o conceito de escola, uma breve visão sobre o que faz mover as pessoas, o conceito de liderança e os seus diversos tipos.

Enuncio sumariamente o conceito de escola, uma breve visão sobre o que faz mover as pessoas, o conceito de liderança e os seus diversos tipos. José Matias Alves Enuncio sumariamente o conceito de escola, uma breve visão sobre o que faz mover as pessoas, o conceito de liderança e os seus diversos tipos. E apresento uma matriz de análise das práticas

Leia mais

Como se tornar um líder de Sucesso!

Como se tornar um líder de Sucesso! Como se tornar um líder de Sucesso! Os 10 mandamentos do Como se tornar um líder de Sucesso! O líder é responsável pelo sucesso ou fracasso de uma organização. A liderança exige de qualquer pessoa, paciência,

Leia mais

Liderança eficaz. Palavras-chaves: líder, liderança, princípios, influência. 1 Introdução

Liderança eficaz. Palavras-chaves: líder, liderança, princípios, influência. 1 Introdução Liderança eficaz Thaís Reis Sallum PMP Arquiteta e Urbanista/ Pós-graduada em Engenheira de Segurança do Trabalho tsallum@terra.com.br Este artigo tem como objetivo apresentar alguns princípios da liderança

Leia mais

Liderança Estratégica

Liderança Estratégica Liderança Estratégica A título de preparação individual e antecipada para a palestra sobre o tema de Liderança Estratégica, sugere-se a leitura dos textos indicados a seguir. O PAPEL DE COACHING NA AUTO-RENOVAÇÃO

Leia mais

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 2. Liderança X Gerenciamento. Contextualização. Empreendedor Conflitos.

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 2. Liderança X Gerenciamento. Contextualização. Empreendedor Conflitos. Gestão de Recursos Humanos Aula 2 Profa. Me. Ana Carolina Bustamante Organização da Aula Liderança Competências gerenciais Formação de equipes Empreendedor Liderança X Gerenciamento Conceito e estilos

Leia mais

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Cursos para Melhoria do desempenho & Gestão de RH TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Administração do Tempo Ampliar a compreensão da importância

Leia mais

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores Sumário Liderança para potenciais e novos gestores conceito Conceito de Liderança Competências do Líder Estilos de Liderança Habilidades Básicas Equipe de alta performance Habilidade com Pessoas Autoestima

Leia mais

Fatores e Indicadores de Desempenho ADP

Fatores e Indicadores de Desempenho ADP Fatores e Indicadores de Desempenho ADP RESPONSABILIDADE / COMPROMETIMENTO COM A INSTITUIÇÃO - Assumir o compromisso na realização das atribuições - Atuar com disposição para mudanças - Buscar qualidade

Leia mais

HOMILIA: A CARIDADE PASTORAL A SERVIÇO DO POVO DE DEUS (1 Pd 5,1-4; Sl 22; Mc 10, 41-45) Amados irmãos e irmãs na graça do Batismo!

HOMILIA: A CARIDADE PASTORAL A SERVIÇO DO POVO DE DEUS (1 Pd 5,1-4; Sl 22; Mc 10, 41-45) Amados irmãos e irmãs na graça do Batismo! HOMILIA: A CARIDADE PASTORAL A SERVIÇO DO POVO DE DEUS (1 Pd 5,1-4; Sl 22; Mc 10, 41-45) Amados irmãos e irmãs na graça do Batismo! A vida e o ministério do padre é um serviço. Configurado a Jesus, que

Leia mais

CLÍNICA DE COACHING EMPRESARIAL. Bomfin & Hastenreiter. David Bomfin

CLÍNICA DE COACHING EMPRESARIAL. Bomfin & Hastenreiter. David Bomfin CLÍNICA DE COACHING EMPRESARIAL Bomfin & Hastenreiter A Clínica de Coaching Empresarial é conduzida por: David Bomfin e Flávio Hastenreiter Rua dos Goitacazes, 375, sala 1004, Belo Horizonte, MG, Centro.

Leia mais

Aperf r e f iço ç a o m a ent n o t o Ge G re r nci c al a para Supermercados

Aperf r e f iço ç a o m a ent n o t o Ge G re r nci c al a para Supermercados Aperfeiçoamento Gerencial para Supermercados Liderança Liderança é a habilidade de influenciar pessoas, por meio da comunicação, canalizando seus esforços para a consecução de um determinado objetivo.

Leia mais

Relações Humanas e Marketing Pessoal

Relações Humanas e Marketing Pessoal Relações Humanas e Marketing Pessoal Realização: Projeto Ser Tão Paraibano Parceiros: Elaboração: Deusilandia Soares Professor-Orientador: Vorster Queiroga Alves PRINCÍPIOS DE RELAÇÕES HUMANAS Em qualquer

Leia mais

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT Proposta do CDG-SUS Desenvolver pessoas e suas práticas de gestão e do cuidado em saúde. Perspectiva da ética e da integralidade

Leia mais

JOGOS COOPERATIVOS. Se todo animal inspira ternura, o que houve, então, com os homens? (Guimarães Rosa) USF/SETI-UEPG ALFALETRA Equipe de Trabalho

JOGOS COOPERATIVOS. Se todo animal inspira ternura, o que houve, então, com os homens? (Guimarães Rosa) USF/SETI-UEPG ALFALETRA Equipe de Trabalho JOGOS COOPERATIVOS Se todo animal inspira ternura, o que houve, então, com os homens? (Guimarães Rosa) Historicizando... Não ensinamos as crianças as a amarem o aprendizado e sim a tirarem notas altas

Leia mais

LIDERANÇA, SER OU NÃO SER UM LÍDER?

LIDERANÇA, SER OU NÃO SER UM LÍDER? LIDERANÇA, SER OU NÃO SER UM LÍDER? AILA MORAIS V. DE CARVALHO ALAN CÁSSIO G. EVERTON BENFICA DOS SANTOS MARAISA DE LIMA BARCELOS SHÁDYA AMÁBILLE RAMOS LOPES FACULDADES INTEGRADAS DE TRÊS LAGOAS - AEMS

Leia mais

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching,

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, 5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, Consultoria, Terapias Holísticas e Para Encher Seus Cursos e Workshops. Parte 01 Como Se Posicionar e Escolher os Clientes dos Seus Sonhos 1 Cinco Etapas Para

Leia mais

Enquete. O líder e a liderança

Enquete. O líder e a liderança Enquete O líder e a liderança Muitas vezes, o sucesso ou fracasso das empresas e dos setores são creditados ao desempenho da liderança. Em alguns casos chega-se a demitir o líder, mesmo aquele muito querido,

Leia mais

Fundação: Sócio-Fundador: Sócia-Diretora Administrativa: Atuação Principal: São Paulo:

Fundação: Sócio-Fundador: Sócia-Diretora Administrativa: Atuação Principal: São Paulo: Fundação: Sócio-Fundador: Sócia-Diretora Administrativa: Atuação Principal: São Paulo: 05/07/1988 Marcelo Ponzoni Cristiane Lança Ponzoni São Paulo e Ribeirão Preto Sede Própria com 700m2 C O M U N I C

Leia mais

As Organizações e o Processo de Inclusão

As Organizações e o Processo de Inclusão As Organizações e o Processo de Inclusão Introdução Não há nada permanente, exceto a mudança. Heráclito, filósofo grego (544-483 a.c.). Mudança é o processo no qual o futuro invade nossas vidas. Alvin

Leia mais

Educação Atitudinal. Algumas perguntas que talvez você esteja se fazendo... Uma breve contextualização e justificativa para buscar estas respostas...

Educação Atitudinal. Algumas perguntas que talvez você esteja se fazendo... Uma breve contextualização e justificativa para buscar estas respostas... Educação Atitudinal Algumas perguntas que talvez você esteja se fazendo... Uma breve contextualização e justificativa para buscar estas respostas... A CONDIÇÃO ATITUDINAL das PESSOAS é componente individual

Leia mais

Gestão de Talentos. Aula 2. Organização da Aula. Contextualização. Instrumentalização

Gestão de Talentos. Aula 2. Organização da Aula. Contextualização. Instrumentalização Gestão de Talentos Aula 2 Prof. Me. Maria Tereza F. Ribeiro 1. Contextualização Apresentação dos tópicos a serem abordados atualidades 2. Instrumentalização Conceitos principais 3. Aplicação Exemplos e

Leia mais

CURSO PARA CAPACITAÇÃO DE LIDERANÇA E COORDENADORES DE GRUPOS JOVENS

CURSO PARA CAPACITAÇÃO DE LIDERANÇA E COORDENADORES DE GRUPOS JOVENS CURSO PARA CAPACITAÇÃO DE LIDERANÇA E COORDENADORES DE GRUPOS JOVENS Apresentação A JUVENTUDE MERECE ATENÇÃO ESPECIAL A Igreja Católica no Brasil diz que é preciso: Evangelizar, a partir de Jesus Cristo,

Leia mais

O interesse por atividades práticas contribuindo na alfabetização através do letramento

O interesse por atividades práticas contribuindo na alfabetização através do letramento O interesse por atividades práticas contribuindo na alfabetização através do letramento A contribuição do interesse e da curiosidade por atividades práticas em ciências, para melhorar a alfabetização de

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE

GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE 2 Download da Apresentação www.gptw.com.br publicações e eventos palestras Great Place to Work - Missão 3 Construindo um Excelente Ambiente de Trabalho 4 1 2 3 4 O que

Leia mais

Corpo e Fala EMPRESAS

Corpo e Fala EMPRESAS Corpo e Fala EMPRESAS A Corpo e Fala Empresas é o braço de serviços voltado para o desenvolvimento das pessoas dentro das organizações. Embasado nos pilares institucionais do negócio, ele está estruturado

Leia mais

EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7º ANO 17B, C

EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7º ANO 17B, C EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7º ANO 17B, C CONTEÚDOS DO EXAME Líderes religiosos, Motivação e Liderança Convivência com o grupo; Amizade e sentido de grupo Os projetos Solidários; O que é um projeto? Olhares sobre

Leia mais

PROJETO BRINQUEDOTECA: BRINCANDO E APRENDENDO

PROJETO BRINQUEDOTECA: BRINCANDO E APRENDENDO INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE FLORESTA ISEF PROJETO BRINQUEDOTECA: BRINCANDO E APRENDENDO FLORESTA PE 2013 SUMÁRIO I. JUSTIFICATIVA II. OBJETIVO A. GERAIS B. ESPECIFICOS III. DESENVOLVIMENTO IV. CRONOGRAMA

Leia mais

PROGRAMA VIVENDO E APRENDENDO 2013

PROGRAMA VIVENDO E APRENDENDO 2013 DIRETORIA GERAL DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL PROGRAMA VIVENDO E APRENDENDO 2013 João Pessoa, PB Abril

Leia mais

Estratégias de Liderança Corporativa

Estratégias de Liderança Corporativa Estratégias de Liderança Corporativa Sábio é aquele que reconhece que tem muito a aprender Liderança e as Habilidades para Desenvolver Equipes de Sucesso 2 Liderar é uma arte... Reflexões... Lições...

Leia mais

A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean

A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean Paulo Cesar Brito Lauria Muitas empresas têm se lançado na jornada de implementar a filosofia lean nas últimas décadas. No entanto, parece que

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS: O papel do Gestor de RH

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS: O papel do Gestor de RH ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS: O papel do Gestor de RH A importância de se implantar programas para aperfeiçoamento de gestores Ana Clara Jorge Carolina Marques de Rezende Isabela Amantéa M. Lima Marcelle

Leia mais

Escola Secundária com 3º CEB de Coruche EDUCAÇÃO SEXUAL

Escola Secundária com 3º CEB de Coruche EDUCAÇÃO SEXUAL Escola Secundária com 3º CEB de Coruche 0 EDUCAÇÃO SEXUAL INTRODUÇÃO A Educação da sexualidade é uma educação moral porque o ser humano é moral. É, também, uma educação das atitudes uma vez que, com base

Leia mais

Curso de Gerência Comercial

Curso de Gerência Comercial Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - CE Notas de Aula Curso Gerência Comercial Aula 01 GERÊNCIA/LIDERANÇA: CONCEITOS; CARACTERÍSTICAS; ATRIBUTOS Professor Felipe Neri Curso de Gerência Comercial

Leia mais

O TRABALHO EM EQUIPE: a multiplicação do talento humano

O TRABALHO EM EQUIPE: a multiplicação do talento humano UNIVERSIDADE PAULISTA GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM O TRABALHO EM EQUIPE: a multiplicação do talento humano Prof. Cassimiro Nogueira Jr Hoje, as lideranças que querem obter sucesso, formam equipes de trabalho

Leia mais

Objetivos da SMAM 2013

Objetivos da SMAM 2013 Objetivos da SMAM 2013 1. Conscientizar da importância dos Grupos de Mães (ou do Aconselhamento em Amamentação) no apoio às mães para iniciarem e manterem a amamentação. 2. Informar ao público sobre os

Leia mais

Remuneração e Avaliação de Desempenho

Remuneração e Avaliação de Desempenho Remuneração e Avaliação de Desempenho Objetivo Apresentar estratégias e etapas para implantação de um Modelo de Avaliação de Desempenho e sua correlação com os programas de remuneração fixa. Programação

Leia mais

O líder influenciador

O líder influenciador A lei da influência O líder influenciador "Inflenciar é exercer ação psicológica, domínio ou ascendências sobre alguém ou alguma coisa, tem como resultado transformações físicas ou intelectuais". Liderança

Leia mais

Liderança Cristã SEFO 2013

Liderança Cristã SEFO 2013 Liderança Cristã SEFO 2013 1ª Aula Fabio Codo Fábio Codo - http://teologiaaservicoevangelho.wordpress.com Igreja Evangélica Assembleia de Deus Ministério Madureira Campo de Mogi das Cruzes Conteúdo Programático

Leia mais

QI ESCOLAS E FACULDADES POS GRADUAÇÃO GETÃO DE PESSOAS LEIVA POSSAMAI PERFIL DO LÍDER

QI ESCOLAS E FACULDADES POS GRADUAÇÃO GETÃO DE PESSOAS LEIVA POSSAMAI PERFIL DO LÍDER QI ESCOLAS E FACULDADES POS GRADUAÇÃO GETÃO DE PESSOAS LEIVA POSSAMAI PERFIL DO LÍDER GRAVATAÍ 2011 LEIVA POSSAMAI GESTÃO DE PESSOAS DO NÍVEL ESTRATÉGICO AO NÍVEL OPERACIONAL Trabalho de avaliação da disciplina

Leia mais

Instituto Mundo Melhor 2013. A Educação para a Paz como caminho da infância

Instituto Mundo Melhor 2013. A Educação para a Paz como caminho da infância Instituto Mundo Melhor 2013 por um MUNDO MELHOR A Educação para a Paz como caminho da infância PROJETO O PROGRAMA INFÂNCIA MUNDO MELHOR O Projeto Infância Mundo Melhor investe na capacitação e na formação

Leia mais

O USO DA LITERATURA NO PROCESSO DE LETRAMENTO NAS ESCOLAS DO CAMPO

O USO DA LITERATURA NO PROCESSO DE LETRAMENTO NAS ESCOLAS DO CAMPO O USO DA LITERATURA NO PROCESSO DE LETRAMENTO NAS ESCOLAS DO CAMPO INTRODUÇÃO Francisca das Virgens Fonseca (UEFS) franciscafonseca@hotmail.com Nelmira Santos Moreira (orientador-uefs) Sabe-se que o uso

Leia mais

O Fator Humano no Contexto Organizacional: Desafios do Bibliotecário neste Cenário

O Fator Humano no Contexto Organizacional: Desafios do Bibliotecário neste Cenário O Fator Humano no Contexto Organizacional: Desafios do Bibliotecário neste Cenário 1 ADRIANA PRATES 2 1. OBJETIVO Proporcionar um momento para reflexões individuais e coletivas sobre o Fator Humano no

Leia mais

Como desenvolver a resiliência no ambiente de Recursos Humanos

Como desenvolver a resiliência no ambiente de Recursos Humanos Como desenvolver a resiliência no ambiente de Recursos Humanos Edna Bedani Edna Bedani Mestre em Administração, Pós Graduada em Administração, com especialização em Gestão Estratégica de RH, graduada em

Leia mais

PROGRAMA VIVENDO E APRENDENDO 2013

PROGRAMA VIVENDO E APRENDENDO 2013 DIRETORIA GERAL DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL PROGRAMA VIVENDO E APRENDENDO 2013 João Pessoa, PB Abril

Leia mais

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - Sou so profes r a, Posso m a s n ão parar d aguento m e ai ensinar s? d a r a u la s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A

Leia mais

Paulo de Lima. Tema 04: Dimensão Sócio- Política- Ecológica (Processo de participação- conscientização. Qual a minha relação com a sociedade? ).

Paulo de Lima. Tema 04: Dimensão Sócio- Política- Ecológica (Processo de participação- conscientização. Qual a minha relação com a sociedade? ). Tema 04: Dimensão Sócio- Política- Ecológica (Processo de participação- conscientização. Qual a minha relação com a sociedade? ). Titulo 03: Droga, Álcool e cidadania Paulo de Lima (Mestrando em Educação

Leia mais

LÍDER 360º APRESENTAÇÃO PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE LIDERANÇA PARA A GESTÃO PÚBLICA E PRIVADA

LÍDER 360º APRESENTAÇÃO PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE LIDERANÇA PARA A GESTÃO PÚBLICA E PRIVADA PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE LIDERANÇA PARA A GESTÃO PÚBLICA E PRIVADA 24 HORAS DE MUITO CONHECIMENTO, DINÂMICAS E TROCA DE EXPERIÊNCIAS APRESENTAÇÃO LÍDER 360º Os princípios da liderança efetiva Para construirmos

Leia mais

COMO FAZER A TRANSIÇÃO

COMO FAZER A TRANSIÇÃO ISO 9001:2015 COMO FAZER A TRANSIÇÃO Um guia para empresas certificadas Antes de começar A ISO 9001 mudou! A versão brasileira da norma foi publicada no dia 30/09/2015 e a partir desse dia, as empresas

Leia mais

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional.

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Tema 1: Eficiência Operacional Buscar a excelência na gestão de custos operacionais. Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Agilizar

Leia mais

Inteligência Emocional. A importância de ser emocionalmente inteligente

Inteligência Emocional. A importância de ser emocionalmente inteligente Inteligência Emocional A importância de ser emocionalmente inteligente Dulce Sabino, 2008 Conceito: Inteligência Emocional Capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos

Leia mais

Cursos Desenvolvimento Pessoal e Profissional

Cursos Desenvolvimento Pessoal e Profissional Cursos Desenvolvimento Pessoal e Profissional OBJETIVO Desenvolver e aperfeiçoar pessoas tanto no âmbito profissional como no pessoal com tuito de melhorar suas habilidades técnicas e a comunicação interpessoal

Leia mais

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz 1 RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz Contrato: AS.DS.PV.024/2010 Empresa: SENSOTECH ASSESSORAMENTO

Leia mais

VIVER ALÉM DA RELIGIOSIDADE

VIVER ALÉM DA RELIGIOSIDADE VIVER ALÉM DA RELIGIOSIDADE É Preciso saber Viver Interpretando A vida na perspectiva da Espiritualidade Cristã Quem espera que a vida seja feita de ilusão Pode até ficar maluco ou morrer na solidão É

Leia mais

2014 Setembro Ed. 16 1

2014 Setembro Ed. 16 1 1 Editorial Caros assinantes, tudo o que fazemos na vida tem por objetivo nossa felicidade. Quando ajudamos outra pessoa sentimos um forte prazer, felicidade. A filosofia nos convida a refletir se fazemos

Leia mais

Aula 9. Liderança e Gestão de Equipes

Aula 9. Liderança e Gestão de Equipes Aula 9 Liderança e Gestão de Equipes Profa. Ms. Daniela Cartoni daniela.cartoni@veris.edu.br Trabalho em Equipe Nenhum homem é uma ilha, sozinho em si mesmo; Cada homem é parte do continente, parte do

Leia mais

Feedback 360 Graus. Relatório Individual John Smith Example

Feedback 360 Graus. Relatório Individual John Smith Example Queremos que nossos relatórios tenham impacto em você, mas não no meio ambiente. Por favor, imprima somente as páginas que precisar. Feedback 360 Graus Relatório Individual John Smith Example RELACIONAMENTO

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS EM PROJETOS

GESTÃO DE PESSOAS EM PROJETOS GESTÃO DE PESSOAS EM PROJETOS Fernanda Schmidt Bocoli, PMP fernanda-bocoli@hotmail.com EQUIPES DE PROJETOS Quantos de vocês já trabalharam em projetos que... Terminaram com SUCESSO? Terminaram com FRACASSO?

Leia mais

PESSOAS ORGANIZACIONAL

PESSOAS ORGANIZACIONAL #7 #8 CULTURA GESTÃO DE PESSOAS ORGANIZACIONAL ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição de cultura 3. A cultura organizacional 4. Níveis da cultura organizacional 5. Elementos da cultura organizacional 6. Dicas

Leia mais

Marketing Pessoal. Manuel Joaquim de Sousa Pereira

Marketing Pessoal. Manuel Joaquim de Sousa Pereira Marketing Pessoal Manuel Joaquim de Sousa Pereira Índice Introdução Geral 1 Capítulo I Parte I Da massificação à individualização da comunicação 1 Introdução...................... 21 2 A comunicação....................

Leia mais

Equipe de Alto Desempenho 307

Equipe de Alto Desempenho 307 36 Equipe de Alto Desempenho 307 O brilho individual de cada integrante da equipe contribui para o reconhecimento da constelação. Uma equipe existe onde há o espírito de cooperação. Nada é impossível.

Leia mais

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I MODELOS DE LIDERANÇA

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I MODELOS DE LIDERANÇA Prof. Gustavo Nascimento Unidade I MODELOS DE LIDERANÇA A liderança e seus conceitos Liderança é a capacidade de influenciar um grupo para que as metas sejam alcançadas Stephen Robbins A definição de liderança

Leia mais

Avaliação de Competências

Avaliação de Competências Queremos que nossos relatórios tenham impacto em você, mas não no meio ambiente. Por favor, imprima somente as páginas que precisar. Avaliação de Competências Relatório Individual John Smith Example Quantidade

Leia mais

Teoria Básica da Administração. Liderança e Comunicação. Professor: Roberto César

Teoria Básica da Administração. Liderança e Comunicação. Professor: Roberto César Teoria Básica da Administração Liderança e Comunicação Professor: Roberto César Liderança O líder nasce líder ou aprende a ser líder? Liderar é conhecer a motivação humana e saber conduzir as pessoas a

Leia mais

ESPIRITUALIDADE: Como um valor imprescindível para a educação

ESPIRITUALIDADE: Como um valor imprescindível para a educação ESPIRITUALIDADE: Como um valor imprescindível para a educação Janaina Guimarães 1 Paulo Sergio Machado 2 Resumo: Este trabalho tem por objetivo fazer uma reflexão acerca da espiritualidade do educador

Leia mais

I Encontro de Integração dos Servidores da Defensoria Pública com foco no atendimento Humanizado - Área metropolitana. Data: 11/02/2011 Outros comentários (pontos fortes e melhorias que poderão ser feitas)

Leia mais

Entrevista - Espiritualidade nas empresas

Entrevista - Espiritualidade nas empresas Entrevista - Espiritualidade nas empresas 1 - O que podemos considerar como espiritualidade nas empresas? Primeiramente considero importante dizer o que entendo por espiritualidade. Podemos dizer que é

Leia mais

A Importância da Comunicação Verbal para os Profissionais da Indústria.

A Importância da Comunicação Verbal para os Profissionais da Indústria. A Importância da Comunicação Verbal para os Profissionais da Indústria. Por: Reinaldo Passadori Histórico Histórico Mais de 50.000 participantes em cursos abertos, in company e individuais. Mais de 400

Leia mais

A COMUNICAÇÃO COMO BASE PARA O SUCESSO DAS AÇÕES INTEGRADAS NA PREVENÇÃO DE DANOS CLOVES AMORIM PUCPR

A COMUNICAÇÃO COMO BASE PARA O SUCESSO DAS AÇÕES INTEGRADAS NA PREVENÇÃO DE DANOS CLOVES AMORIM PUCPR A COMUNICAÇÃO COMO BASE PARA O SUCESSO DAS AÇÕES INTEGRADAS NA PREVENÇÃO DE DANOS CLOVES AMORIM PUCPR MESA REDONDA: OS PILARES DO CONTROLE DE INFECÇÃO E MULTIRESISTENTES NO AMBIENTE HOSPITALAR. XIX JORNADA

Leia mais

atitudes e comportamentos. Acima de tudo, o Ser Humano tem alma, emoções e sentimentos. Quantas mudanças ocorrem na vida da empresa? Inúmeras.

atitudes e comportamentos. Acima de tudo, o Ser Humano tem alma, emoções e sentimentos. Quantas mudanças ocorrem na vida da empresa? Inúmeras. RH SENSÍVEL RH é uma área sensível à mentalidade que em geral predomina nas organizações. A gestão de RH abrange aspectos como a cultura organizacional, satisfação no trabalho e talento. Isis Corrêa Como

Leia mais

8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM

8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM CORRENTES DO PENSAMENTO DIDÁTICO 8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM Se você procurar no dicionário Aurélio, didática, encontrará o termo como feminino substantivado de didático.

Leia mais

ASPECTOS DIDÁTICO-PEDAGÓGICOS NA EDUCAÇÃO CONTINUADA

ASPECTOS DIDÁTICO-PEDAGÓGICOS NA EDUCAÇÃO CONTINUADA ASPECTOS DIDÁTICO-PEDAGÓGICOS NA EDUCAÇÃO CONTINUADA Área Temática: Educação Responsável pelo trabalho: Tatiana Comiotto Menestrina Instituição: UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA (UDESC) Departamento:

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO APRESENTAÇÃO O Projeto Político Pedagógico da Escola foi elaborado com a participação da comunidade escolar, professores e funcionários, voltada para a

Leia mais

Novas Atitudes, Melhores Resultados em Liderança

Novas Atitudes, Melhores Resultados em Liderança PREPARADO PARA SER UM MASTER MIND? INSCRIÇÕES PARA 2014 LINCE: Liderança, Inteligência Interpessoal e Comunicação Eficaz Master Mind é uma expressão mundialmente utilizada para designar aquelas pessoas

Leia mais

HUMANIZAÇÃO NO TRABALHO. MARCIA REGINA DE ALMEIDA (MBA em marketing e gestão de pessoas)

HUMANIZAÇÃO NO TRABALHO. MARCIA REGINA DE ALMEIDA (MBA em marketing e gestão de pessoas) HUMANIZAÇÃO NO TRABALHO ANGELA MARIA RUIZ (MBA em marketing e gestão de pessoas) MARCIA REGINA DE ALMEIDA (MBA em marketing e gestão de pessoas) NILDA APARECIDA NUNES DOS REIS (MBA em marketing e gestão

Leia mais

Selecionando e Desenvolvendo Líderes

Selecionando e Desenvolvendo Líderes DISCIPULADO PARTE III Pr. Mano Selecionando e Desenvolvendo Líderes A seleção de líderes é essencial. Uma boa seleção de pessoas para a organização da célula matriz facilitará em 60% o processo de implantação

Leia mais

Tema 8: Vocação - um novo relacionamento Deus se revela através dos outros

Tema 8: Vocação - um novo relacionamento Deus se revela através dos outros Tema 8: Vocação - um novo relacionamento Deus se revela através dos outros DEUS SE REVELA ATRAVÉS DOS OUTROS Ser Marista com os outros: Experimentar caminhos de vida marista comunitariamente INTRODUÇÃO

Leia mais

educacaobarra@yahoo.com.br CEP: 18.325-000 BARRA DO CHAPÉU - SP

educacaobarra@yahoo.com.br CEP: 18.325-000 BARRA DO CHAPÉU - SP Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte Rua Prof. Paulo Francisco de Assis 82 Centro Fone e Fax (15) 3554-1290 E-mail educacaobarra@yahoo.com.br CEP: 18.325-000 BARRA DO CHAPÉU - SP I As ações

Leia mais

NOSSA MISSÃO OS PROGRAMAS METODOLOGIAS AVALIAÇÕES

NOSSA MISSÃO OS PROGRAMAS METODOLOGIAS AVALIAÇÕES Desde 1999 NOSSA MISSÃO AÇÕES DE TREINAMENTO OS PROGRAMAS METODOLOGIAS AVALIAÇÕES MISSÃO Inspirar nossos clientes para a expansão de ideias e formação de relacionamentos saudáveis e duradouros no ambiente

Leia mais

PLANO DE CURSO ANUAL DE ENSINO RELIGIOSO 2013

PLANO DE CURSO ANUAL DE ENSINO RELIGIOSO 2013 PLANO DE CURSO ANUAL DE ENSINO RELIGIOSO 2013 ESCOLA: 1ºANO OBJETIVO GERAL OBJETIVO ESPECIFICOS CONTEÚDOS AVALIAÇÃO BIBLIOGRAFIA Construir com o educando sobre a importância da sua existência e os cuidados

Leia mais

P R O P O S TA C O M E R C I A L

P R O P O S TA C O M E R C I A L P R O P O S TA C O M E R C I A L Joinville, 03 de setembro de 2014. Proposta para: treinamento líder coach Prezado, Temos o prazer de enviar a proposta do Treinamento Líder Coach, para sua análise e apreciação.

Leia mais

ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM PROF. CARLOS ALBERTO

ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM PROF. CARLOS ALBERTO ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM PROF. CARLOS ALBERTO ADMINISTRAÇÃO DE ENFERMAGEM AVALIANDO O QUE ESTUDAMOS 1. A Supervisão de Enfermagem é fundamental para o desenvolvimento dos recursos humanos, através da educação

Leia mais

Liderança Motivação e Criatividade Palestrante Tatiane Franklin Coach, Palestrante e Consultora Organizacional

Liderança Motivação e Criatividade Palestrante Tatiane Franklin Coach, Palestrante e Consultora Organizacional Liderança Motivação e Criatividade Palestrante 80% das pessoas não se sentem motivadas para trabalhar. 92% dos lideres não sabem aplicar feedback. 66% das pessoas se demitem dos lideres. Líder é aquele

Leia mais

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE Introdução A CF deste ano convida-nos a nos abrirmos para irmos ao encontro dos outros. A conversão a que somos chamados implica

Leia mais

Unidade IV GESTÃO ESTRATÉGICA DE. Professora Ani Torres

Unidade IV GESTÃO ESTRATÉGICA DE. Professora Ani Torres Unidade IV GESTÃO ESTRATÉGICA DE RECURSOS HUMANOS Professora Ani Torres Visão estratégica Visão estratégica está relacionada com alcançar os objetivos empresariais. Considera: Tipos psicológicos, Motivação:

Leia mais

UM CAMINHAR DA ADMINISTRAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: LIDERANÇA, MOTIVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES.

UM CAMINHAR DA ADMINISTRAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: LIDERANÇA, MOTIVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES. UM CAMINHAR DA ADMINISTRAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: LIDERANÇA, MOTIVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES. Eder Gomes da Silva 1 Resumo: O presente artigo trazer um estudo teórico buscando adquirir

Leia mais

Perfil do egresso dos cursos de computação da UFS no mercado de trabalho

Perfil do egresso dos cursos de computação da UFS no mercado de trabalho Perfil do egresso dos cursos de computação da UFS no mercado de trabalho SEMINFO/UFS/ITA 2012 Leonardo Nogueira Matos Outubro de 2012 Leonardo Nogueira Matos (DCOMP/UFS) Perfil do egresso dos cursos de

Leia mais

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Com uma abordagem inovadora e lúdica, o professor Paulo Gerhardt tem conquistado plateias em todo o Brasil. Seu profundo

Leia mais