MODELOS E EXPERIÊNCIAS DE AMBIENTES DE APRENDIZAGEM VIRTUAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MODELOS E EXPERIÊNCIAS DE AMBIENTES DE APRENDIZAGEM VIRTUAL"

Transcrição

1 MODELOS E EXPERIÊNCIAS DE AMBIENTES DE APRENDIZAGEM VIRTUAL AGUIAR, Sabrina Ferreira de Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais GROSSI, Márcia Gorett Ribeiro Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais RESUMO: Frente a tantos problemas enfrentados na educação, é necessária atenção diante das possibilidades que as novas tecnologias trazem, principalmente os ambientes virtuais de aprendizagem (AVA). O objetivo desta pesquisa foi apresentar os atuais modelos e tipos e experiências de ambientes virtuais de aprendizagem. Foi realizada uma pesquisa bibliográfica, sobre a literatura atual da área, utilizados artigos, documentos e periódicos, consultados na Internet, no período de 2º semestre de 2009 e primeiro bimestre de Foram selecionados 50 artigos e escolhidos 10 para análise, e pode-se verificar os principais tipos de Ava s. Concluiu-se que esses tipos de Avas s possuem características muito parecidas como: software livre, geração e gestão de banco de dados, suporte multi-idioma, perfil dos participantes, Chat, fórum, rodam em plataformas similares e possuem interface gráfica simples e padronizada e, que proporcionam facilidade de utilização e aprendizagem, são adequados ao ensinoaprendizagem à distância e servem de apoio ao ensino presencial. PALAVRAS-CHAVE: ambientes virtuais de aprendizagem; tecnologia; educação a distância 1. Introdução Segundo Bastos (1997) a educação no mundo de hoje tende a ser tecnológica, o que, por sua vez, vai exigir o entendimento e interpretação de tecnologias. Com isso é necessária atenção diante às tantas formas e possibilidades que as novas tecnologias oferecem, e frente a tantos

2 2 problemas enfrentados durante toda a historia da educação o almejado é que consiga trazer as inúmeras possibilidades de inovações tecnológicas para minimizar as dificuldades e diminuir as distâncias para que assim seja possível a integração de tecnologia e educação. Favorecendo a acessibilidade e interatividade com usuários. A própria tendência mercadológica provoca a necessidade de uma investigação sobre o ambiente virtual de aprendizagem, para que assim possa ser oferecida uma possibilidade a mais na área da educação e que obtenha a aceitação dentro das reais necessidades e expectativas dos usuários. Ainda de acordo Bastos (1997), os avanços dos recursos tecnológicos oferecem mais possibilidades para diminuir as barreiras existentes pela distância física entre alunos e professores. Hoje é possível a criação de um ambiente virtual em que alunos e professores sintam-se próximos, contribuindo para o aprendizado colaborativo. Além disso, possibilitam o armazenamento, distribuição e acesso às informações independente do local. Com isso a educação à distância (EAD) está crescendo e tomando espaço, com o propósito de suprir parte das deficiências existentes hoje na educação. Lévy (1996) em seu livro O que é o virtual? Nos esclarece que o virtual não se opõe ao real e sim ao atual. Virtual é o que existe em potência e não em ato. Transpondo este conceito para a realidade educacional, Santos e Okada (disponível no site da anped) afirmam que um ambiente virtual é um espaço fecundo de significação onde seres humanos e objetos técnicos interagem potencializando assim, a construção de conhecimentos, logo a aprendizagem. Um AVA se caracteriza pela presença de softwares educacionais via internet, destinados a apoiar as atividades de educação à distância. Estes softwares oferecem um conjunto de tecnologias de informação e comunicação, que permitem desenvolver as atividades no tempo, espaço e ritmo de cada participante. Os principais objetivos, de acordo com informações no site Ava.iei.org.br/informobjetivos.jsp, são utilizar o ambiente virtual de aprendizagem como apoio para ampliar e enriquecer os espaços de convivência, privilegiando a atividade do sujeito na construção do conhecimento, propiciar um espaço para a realização de experiências educacionais com uma proposta pedagógica inovadora, possibilitar a vivência de uma cultura da aprendizagem que implique rupturas paradigmáticas, oportunizar um espaço de desenvolvimento-pesquisa-açãocapacitação de forma sistemática e sistêmica, possibilitar a interdisciplinaridade num ambiente de cooperação entre sujeitos de diferentes áreas de conhecimento, oportunizar um espaço de

3 3 interação entre os sujeitos através de diferentes objetos de conhecimento possibilitados pelo ambiente, favorecer o acesso às tecnologias educacionais, aos variados agentes sociais, na perspectiva da construção do conhecimento e de competências sociais. Sua importância está no fato de contribuir com a base para a educação a distância, pois a EaD ganhou a possibilidade de organizar de maneira mais controlada cursos, mescla de aulas presenciais e a distância, possibilidade de aulas apenas virtuais, integração com novas possibilidades de interação pela Internet, além da aproximação entre professores e alunos dentro do processo educativo. Em muitas instituições de ensino existe o interesse na utilização dos AVA s, mas de acordo com Almendra (2008) algumas das desvantagens é que o processo de implantação é demorado e complexo. No mercado existem várias abordagens que podem contribuir com as instituições de ensino. Neste sentido este trabalho optou-se por explorar ferramentas de acesso livre. Essas ferramentas foram escolhidas, partindo de leituras e observações realizadas durante o estudo por ser as mais conhecidas e citadas durante o tempo da pesquisa. 2. Objetivo O objetivo deste artigo foi mostrar através de pesquisa realizada, os atuais modelos e tipos e experiências de ambientes virtuais de aprendizagem. 3. Referencial Teórico Neste item são apresentados os principais conceitos tratados neste artigo: 3.1 Moodle O Moodle, toda as informações abaixo de acordo com seu site oficial: é um software para gestão da aprendizagem e de trabalho colaborativo, permitindo a criação de cursos on-line, páginas de disciplinas, grupos de trabalho e comunidades de aprendizagem. Está em

4 4 desenvolvimento constante, tendo como filosofia uma abordagem social construtivista da educação. Possui diversos nomes tais como Course Management System (CMS) e ainda Learning Management System (LMS) ou Virtual Learning Environment (VLE). Os utilizadores finais só precisam de um navegador de Internet. O conceito foi criado em 2001 pelo educador e cientista computacional Martin Dougiamas. Voltado para programadores e acadêmicos da educação, constitui-se em um sistema de administração de atividades educacionais destinado à criação de comunidades on-line, em ambientes virtuais voltados para a aprendizagem colaborativa. Permite, de maneira simplificada, a um estudante ou a um professor integrar-se, estudando ou lecionando, num curso on-line à sua escolha. De acordo com Dougiamas (2001), baseando-se na pedagogia sócio-construtivista, o foco está na atenção a aprendizagem que acontece em interação com o que as pessoas veem e utiliza, artefatos construídos (como textos, por exemplo) e não só em tratar a aprendizagem como atividade social. O programa é gratuito e pode ser instalado em diversos ambientes (Unix, Linux, Windows, Mac OS) desde que os mesmos consigam executar a linguagem Hypertext Prepocessor (PHP). Como base de dados podem ser utilizados MySQL, PostgreSQL, Oracle, Access, Interbase ou qualquer outra acessível via Open Database Connectivity (ODBC) que é um método de acesso que permite aplicações desenvolvidas em diversas linguagens e permite o acesso a diferentes fontes de dados, incluindo o sistema gerenciador de Banco de dados relacional Structured Query Language (SQL). É desenvolvido colaborativamente por uma comunidade virtual, que reúne programadores e desenvolvedores de software livre, administradores de sistemas, professores, designers e usuários de todo o mundo. Encontra-se disponível em diversos idiomas, inclusive em português. Muitas instituições de ensino (básico e superior) e centros de formação estão adaptando a plataforma aos próprios conteúdos, com sucesso, não apenas para cursos totalmente virtuais, mas também como apoio aos cursos presenciais. A plataforma também vem sendo utilizada para outros tipos de atividades que envolvem formação de grupos de estudo, treinamento de professores e até desenvolvimento de projetos. Outros setores, não ligados à educação, também utilizam o Moodle, como por exemplo, empresas privadas, Organizações não-governamentais (ONGs) e grupos independentes que necessitam interagir colaborativamente na Internet. Para Ribeiro e Mendonça (2007):

5 5 O AVA Modular Object Oriented Distance Learning (Moodle) é uma plataforma, Open Source, ou seja, pode ser instalado, utilizado, modificado e mesmo distribuído. Seu desenvolvimento objetiva o gerenciamento de aprendizado e de trabalho colaborativo em ambiente virtual, permitindo a criação e administração de cursos online, grupos de trabalho e comunidades de aprendizagem ( Ribeiro e Mendonça, 2007, p.7 e 8). Os cursos Moodle podem ser configurados em três formatos, de acordo com a atividade a ser desenvolvida: Formato Social em que o tema é articulado em torno de um fórum publicado na página principal; Formato Semanal - no qual o curso é organizado em semanas, com datas de início e fim; Formato em Tópicos - onde cada assunto a ser discutido representa um tópico, sem limite de tempo pré-definido. Os recursos disponíveis para o desenvolvimento das atividades são: Materiais; Avaliação do Curso; Chat; Diálogo; Diário; Fórum; Glossário; Lição; Pesquisa de Opinião; Questionário; Tarefa e Trabalho com Revisão. As principais Características do software moodle: Fóruns; Gestão de conteúdos (Recursos); Questionários e pesquisas com diversos formatos; Blogs; Geração e gestão de Base de Dados; Sondagens; Chat; Glossários; Suporte multi-idioma (mais de sessenta idiomas são suportados pelo interface atual). E as plataformas similares são: Amadeus lms; Ambiente Virtual SOLAR; Angel; AulaNet (PUC/RJ); AVA (UNITINS); AVA-UNISINOS; DE2 - Ecossistema Digital para Educação[1]; Desire2Learn; DeskEaD; Dokeos; Edumate; Eureka (PUCPR); Lerni (Faros-DF); LON-CAPA; Nova Plataforma CECIERJ; Sakai Project; TelEduc; WebCT.

6 6 3.2 Solar Com a confluência da Educação à Distância e da World Wide Web (Web), ou simplesmente Web, foram criados os Ambientes Virtuais de Aprendizagem, na segunda metade da década de noventa, que possibilitam a publicação e interação em cursos a distância baseados na Web. Estes ambientes podem ser divididos quanto ao modelo de participação, quanto à maneira como a ferramenta foi criada e quanto à natureza do processamento dessas aplicações. O Instituto UFC Virtual, da Universidade Federal do Ceará desenvolveu um ambiente virtual de aprendizagem, chamado SOLAR, informações no site baseado no modelo de três camadas. Quanto à participação, o ambiente é orientado ao professor e ao aluno. Por fim, quanto ao processamento da aplicação, trata-se de um sistema distribuído, podendo ter seus componentes de Software e Base de Dados em diferentes computadores. Do ponto de vista pedagógico, o sistema foi desenvolvido potencializando o aprendizado a partir da relação com a própria interface gráfica do ambiente, sendo desenvolvido para que o usuário tenha rapidez no acesso às páginas e ao conteúdo, fácil navegabilidade e compatibilidade com navegadores populares. As principais características do software SOLAR, ainda de acordo com o site são: Desenvolvido em Active Server Pages (ASP), utilizando componentes Distributed Component Object Model (DCOM), linguagem de programação Visual Basic e Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados Microsoft SQL para ambientes Windows ; Plataforma baseada na WWW, necessitando de um Navegador (browser) compatível com o Ms-Internet Explorer 5.5 ou Firefox 1.2; Interface gráfica simples, padronizada, porém, não pode ser personalizada automaticamente na versão (1.0); Baseada em abordagem educacional construtivista, com auxílio a estruturação de conteúdo; Projeto de pesquisa universitária, coordenado pelo Prof. Dr. Mauro Cavalcante Pequeno, tendo como equipe inicial: Prof. Msc. Henrique Pequeno, Patrícia de Sousa Paula, Prof.

7 7 Msc. Wellington W. F. Sarmento, Prof. Msc. Robson Loureiro e Profa. Msc. Cátia Oliveira. Agrega um grande número de ferramentas e recursos flexíveis e configuráveis. Algumas funcionalidades básicas do software Solar: Agenda; Perfil dos participantes; Batepapo (chat); Webfórum; Correio eletrônico; Material de apoio; Portfólio de participantes; Estatísticas de acesso; Funções administrativas e de configuração. E as Plataformas similares são: Ensinar; Blackboard; Moodle; WebCT; Desire2Learn; DeskEaD; Dokeos; Edumate; Sakai Project; Angel; LON-CAPA; e Teleduc. 3.3 TelEduc O TelEduc é um ambiente para a criação, todas as informações abaixo de acordo com seu site (http://www.teleduc.org.br), participação e administração de cursos na Web. Ele foi concebido tendo como alvo o processo de formação de professores para informática educativa, baseado na metodologia de formação contextualizada desenvolvida por pesquisadores do Núcleo de Informática Aplicada à Educação (Nied) da Unicamp. O TelEduc foi desenvolvido de forma participativa, ou seja, todas as suas ferramentas foram idealizadas, projetadas e depuradas segundo necessidades relatadas por seus usuários. Com isso, ele apresenta características que o diferenciam dos demais ambientes para educação a distância disponíveis no mercado, como a facilidade de uso por pessoas não especialistas em computação, a flexibilidade quanto a como usá-lo, e um conjunto enxuto de funcionalidades. Este ambiente foi concebido tendo como elemento central a ferramenta que disponibiliza Atividades. Isso possibilita a ação onde o aprendizado de conceitos em qualquer domínio do conhecimento é feito a partir da resolução de problemas, com o subsídio de diferentes materiais didáticos como textos, software, referências na Internet, dentre outros, que podem ser colocadas para o aluno usando ferramentas como: Material de Apoio, Leituras, Perguntas Freqüentes, etc. é um software livre; podendo ser redistribuido e/ou modificado sob os termos da General Public License (GNU).

8 8 A intensa comunicação entre os participantes do curso e ampla visibilidade dos trabalhos desenvolvidos também são pontos importantes, por isso foi desenvolvido um amplo conjunto de ferramentas de comunicação como o Correio Eletrônico, Grupos de Discussão, Mural, Portfólio, Diário de Bordo, Bate-Papo etc., além de ferramentas de consulta às informações geradas em um curso como a ferramenta Intermap, que é uma ferramenta para Visualização da Interação em Ambientes de Educação a Distância na Web e está, disponível em dentre outros. De acordo com Ribeiro e Mendonça (2007): É uma plataforma Open Source, um ambiente de suporte EAD. O seu desenvolvimento é realizado de acordo com as necessidades, tanto tecnológico como metodológicas, por desenvolvedores do Núcleo de Informática Aplicada à Educação (NIED) da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) (Ribeiro e Mendonça, 2007, p. 6). As principais características do software Teleduc, ainda de acordo com o site são: Desenvolvido em PHP, Java e mysql para ambientes UNIX e LINUX, Licença de software livre na modalidade GNU, com código aberto, Plataforma baseada na WWW, necessitando apenas de um browser, Interface gráfica simples, padronizada, não pode ser personalizada, Baseada em abordagem educacional construtivista e de aprendizagem colaborativa, Projeto de pesquisa universitária, coordenado pela Profa.Dra. Heloisa Vieira da Rocha, Agrega um grande número de ferramentas e recursos flexíveis que podem ser ligados ou desligados para cada curso. Algumas funcionalidades básicas do software Teleduc: Dinâmica do curso; Agenda; Perfil dos participantes; Mural de avisos; Batepapo (chat); Webfórum; Correio eletrônico;material de apoio; Leituras; Gestão de grupos; Diário de bordo; Parada obrigatória; Portfólio de participantes e grupos; Aviso automático por de mudanças no site; Estatísticas de acesso e Funções

9 9 administrativas e de configuração. E as Plataformas similares são: Ensinar; Blackboard; DE2 School - Ecossistema Digital para Educação [1]; Moodle; WebCT; Desire2Learn; DeskEaD; Dokeos; Edumate; Sakai Project; Angel; LON-CAPA e SOLAR. 3.4 Amadeus Lms O Projeto Amadeus, todas as informações abaixo de acordo com site da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) - Agente Micromundo e Análise do Desenvolvimento no Uso de Instrumentos, criado no Centro de Informática (CIn) da UFPE, coordenado pelo Grupo de Pesquisa Ciências Cognitivas e Tecnologia Educacional (CCTE), consiste em um sistema de gestão de aprendizagem de segunda geração, baseado no conceito de blended learning. Esse conceito torna mais simples a oferta de cursos no Brasil através da mistura de soluções tecnológicas e de métodos variados de aprendizagem. O software é distribuído sob licença livre e pública. O Amadeus foi construído ao longo de cinco anos de pesquisa na área de aprendizagem a distância. Além das funções básicas que permitem ao professor disseminar seu conteúdo e ao aluno construir esse conhecimento, ele ainda oferece instrumentos para facilitar suas práticas, tornando mais efetivo esse processo, estimulando a interação e o aprendizado pela ação e reflexão. A plataforma permite a atuação por meio de serviços como a internet, celular, jogos multiusuários e já está integrada ao sistema brasileiro de TV Digital Principais Características Do Amadeus Lms Os recursos disponíveis para o desenvolvimento das atividades de acordo com o site: são: Materiais (distribuição e entrega); Avaliação do Curso; Variadas formas de avaliação da aprendizagem; Chat; Fórum; Pesquisa de Opinião; Questionário; Tarefa e Trabalho com Revisão; Gestão de conteúdos (Recursos); Questionários e pesquisas com diversos formatos; Geração e gestão de questões em Base de Dados; Sondagens; Glossários e Suporte multi-idioma

10 Criação De Novos Mecanismos De Interação E Colaboração Estilos simples de interação web com a interface do ambiente virtual de ensino: Uso de novos elementos construtivos da interface (Ajax, folksonomia) facilitam navegação e percepção de objetos e mensagens. Visualização da atividade de grupo na interface LMS, percepção social: Ações passadas e demandas presentes são representadas na interface com modo a facilitar a percepção da atividade de formação no qual os usuários engajam-se. Manipulação direta em componentes de aprendizagem síncronos: Permitir que interfaces síncronas de manipulação direta sobre representações (micromundos) sejam usadas como materiais e as atividades realizadas nas mesmas sejam percebidas no LMS. Controle e discussão da exibição de vídeos a distância: Permitir que grupos de usuários assistam e controle vídeos de forma síncrona, criando um conceito intermediário entre webcasting e vídeo sob demanda, inserindo aspectos de colaboração síncrona nessa mídia. Manipulação e colaboração no contexto de jogos multiusuários: Permitir que componentes de aprendizagem criados com multimídia rica (flash, por exemplo), jogos em particular, sejam utilizados como material e as atividades de grupo sejam percebidas no LMS. Visualização de mensagens, atividades e materiais interface móvel (m-learning): Viabilizar o recebimento de mensagens e a visão do conteúdo de fóruns e demais atividades por meio de celulares com o objetivo de criar novos mecanismos de engajamento e prover ferramentas para uma melhor gestão de turmas. O ambiente permite a realização de diversos procedimentos de avaliação, orientados por uma perceptiva construtivista. Os procedimentos de avaliação levam em consideração pontos de vista dos participantes, de seus pares e de seus instrutores, num processo de integração de informações sobre os progressos individuais de coletivos. Os processos de avaliação são diagnósticos realizados continuamente e voltados à promoção da aprendizagem individual e do grupo. Além dessas características, os ambientes de suporte a atividade docente é projetado para facilitar as tarefas de criação de materiais para os cursos, planejamento, acompanhamento e avaliação. Todos esses fatores do presente groupware são integrados dentro de uma proposta

11 11 pedagógica construtivista única e claramente comunicável aos participantes. As ferramentas disponíveis são todas desenhadas para corresponder às expectativas dos usuários, tornando o uso simplificado e transparente. Todas as interfaces são criadas em processos de design centrado na atividade dos usuários, visando atender suas reais necessidades de uso Principais Diferenciais O uso de código aberto, que, além de reduzir drásticamente os custos de aquisição e implantação, também contribui, a médio e longo prazos, para a constante atualização da ferramenta, assim como para a sua fácil personalização e a incorporação contínua de novos recursos; O uso de uma ampla gama de mídias, que inclui desde os tradicionais chats até conferência em vídeo; Um projeto de interface usuário-máquina simplificado e intuitivo, que ainda faz uso de tecnologias mais recentes, como por exemplo Java e Ajax; A disponibilização de formas de interação alternativas, como por exemplo através de jogos (por meio de um servidor específico para essa finalidade), do uso de telefones celulares ou ainda de experimentos de laboratório que podem ser realizados e analisados de forma remota Projeto O Projeto Amadeus visa difundir o uso de uma plataforma de ensino que foi criada para facilitar o uso por parte de professores e alunos brasileiros. Ela foi construída ao longo de cinco anos de pesquisa sobre plataformas da mesma categoria e análises de seu uso no contexto de ensino a distância. Além das funções básicas que permitem ao professor disseminar seu conteúdo e ao aluno construir esse conhecimento, a plataforma ainda oferece ferramentas para facilitar suas práticas, tornando mais interessante esse processo, estimulando a interação e o aprendizado pela ação. Este ambiente de ensino está sendo construído para facilitar as práticas de Educação à Distância em nosso país. O Projeto é coordenado por especialistas ligados à grupos de pesquisa da Universidade Federal de Pernambuco, UFPE. O Amadeus está sendo distribuído com licença aberta, pois foi

12 12 financiado por várias agências nacionais de fomento, a saber: Ministério da Educação (MEC), Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Fundação de Amparo a Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE) e UFPE. O Amadeus conta com uma equipe de pessoas integradas ao grupo de pesquisa Ciências Cognitivas e Tecnologia Educacional CCTE -, grupo listado na base Lattes do CNPq. Uma rede de instituições de ensino são parceiras desse Projeto, a saber: Faculdade Osman da Costa Lins (Facol), Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape), Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) e Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e já colaboram para difusão dessa plataforma e modelagem dos processos de desenvolvimento distribuídos Open Source. Estão também sendo criadas parcerias com empresas colaboradoras para estimular o desenvolvimento de tecnologias educacionais e de conteúdos compatíveis com a plataforma. Em particular, a empresa Mídias Educativas já desenvolve objetos de aprendizagem Objetos de aprendizagem compatíveis com a plataforma. As primeiras instituições de ensino (básico e superior) e centros de ensino superior estão adaptando a plataforma aos próprios conteúdos, para cursos totalmente virtuais e também como apoio aos cursos presenciais. A plataforma também vem sendo utilizada para outros tipos de atividades que envolvem formação de grupos de estudo, treinamentos e formações em geral Características As características abaixo estão descritas no site: Interface Web simplificada e intuitiva, tendo sido desenvolvida com tecnologias da Web 2.0 e AJAX; Simplicidade das tarefas de gestão de conteúdo pelo professor; Extensões da interface Web fazendo uso de uma ampla gama de recursos midiáticos, desde os tradicionais chats até a discussão síncrona entre vários usuários que estão assistindo a um vídeo ao mesmo tempo, por exemplo; Formas de interação alternativas, como por exemplo através de atividades lúdicas (jogos, por meio de um servidor específico para essa finalidade), do uso de telefones celulares ou

13 13 ainda de experimentos de laboratório que podem ser realizados e analisados de forma remota; Percepção social na interface web e entre os diversos ambientes síncronos; Estilos de interação por meio de dispositivos móveis como celulares Desenvolvimento baseado em licenças de código aberto que, além de reduzir drasticamente os custos de aquisição e implantação, também contribui, a médio e longo prazos para o constante aperfeiçoamento da ferramenta, assim como para a sua fácil personalização e a incorporação contínua de novos recursos; Disponibilidade de materiais e informações para colaboradores, desenvolvedores e usuários da plataforma Plataformas Similares As plataformas similares são: Moodle; Ensinar; Blackboard; TelEduc; WebCT; Desire2Learn; DeskEaD; Dokeos; Edumate; Sakai Project ; Angel ; LON-CAPA e a Nova Plataforma CECIERJ. 4. Procedimentos Metodológicos 4.1 Pesquisa Bibliográfica Foi realizada uma pesquisa bibliográfica, sobre a literatura atual da área, utilizados artigos, documentos e periódicos, consultados na Internet, no período que compreende o 2º semestre de 2009 aos primeiros meses de Coleta de Dados Foram selecionados e lidos 50 artigos, destes foram escolhidos 10 para análise, representados a seguir: Ambientes virtuais de aprendizagem e suas possibilidades construtivistas;

14 14 A importância dos Ambientes Vituais de Apendizagem na busca de novos domínios na EAD; Moodle na escola Potencialidades e desafios; Tendências da Educação online no Brasil; Aspectos Metodológicos da Dinâmica de Interação e Avaliação em Cursos de Graduação Semi-Presenciais da Universidade Aberta do Brasil Avaliação dos Ambientes Virtuais de Aprendizagem Moodle, TelEduc e Tidia - Ae: um estudo comparativo Um modelo de suporte à avaliação formativa no ambiente Teleduc Os Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) Educação a Distancia (EAD) e o Software livre O processo de implantação de um ambiente de Aprendizagem virtual no ensino superior 4. 3 Análise Dos Dados Durante a análise dos 10 artigos citados, percebeu-se que no período em que a pesquisa foi realizada que compreendeu o segundo semestre de 2009 até os primeiros meses de 2010, os principais modelos/ tipos de Ava s são: Moodle; Teleduc; Solar e Amadeus. Todos os modelos citados acima possuem características muito parecidas como: software livre e gratuito, geração e gestão de banco de dados, suporte multi-idioma, perfil dos participantes, Chat, fórum, etc. Rodam em plataformas similares e possuem interface gráfica simples e padronizada. Durante a pesquisa realizada o resultados observados foram que os AVAs analisados proporcionam facilidade de utilização e aprendizagem, são adequados ao ensino-aprendizagem totalmente à distância e servem de apoio ao ensino presencial, tendo como característica várias ferramentas de apoio, destacando-se os AVAs Moodle e TelEduc. 5. Considerações Finais A aplicação das novas tecnologias nos ambientes de ensino-aprendizagem visa estimular e facilitar ao máximo a participação das pessoas na EAD. De acordo com Moran, Tanto na educação a distância acadêmica como na corporativa é importante organizar processos de ensino-

15 15 aprendizagem adaptados a cada tipo de curso, a cada tipo de aluno. Muitos alunos têm dificuldade de trabalhar sozinhos só com o computador, sem interação. Quanto mais adulto e avançado no nível de aprendizagem, mais o aluno está pronto ou para a aprendizagem individualizada ou para a colaborativa. Tem pessoas que gostam de seguir seu próprio caminho, de sentir-se livres para escolher o que lhes parece melhor. São auto-dirigidos. Com poucas indicações eles avançam. Outros alunos são extremamente dependentes, precisam de monitoramento constante, de sentir um orientador por perto. Outros aprendem melhor juntos, física e virtualmente. A utilização de AVAs, oportuniza a organização de espaços potencializadores do processo de aprendizagem. Contudo, a apropriação desses recursos somente contribuirá com a qualificação do ensino a medida em que haja planejamento adequado e comprometimento mútuo das equipes diretivas e professores, propiciando condições para o desenvolvimento de mudanças nas práticas pedagógicas. O uso de AVA s é uma tendência a ser expandida, porém existe um caminho longo a ser percorrido, pois o aprimoramento será feito ao longo das necessidades que forem surgindo com o avanço das pesquisas a serem realizadas. 6- Referências BASTOS, João Augusto de Souza Leão de Almeida. Educação e tecnologia. Educação & Tecnologia. Revista Técnico Científica dos Programas de Pós-graduação em Tecnologia dos CEFETs PR/MG/RJ, Curitiba, ano I, n 1, abr. 1997, pp MORAN, Jose Manuel. Educação Corporativa e Educação a Distância. Rio de Janeiro: Editora Qualitymark, RIBEIRO, Elvia Nunes; MENDONÇA, Gilda Aquino de Araújo e MENDONÇA, Alzino Furtado. (2007). A importância dos Ambientes Virtuais de Aprendizagem na busca de novos domínios na EAD. Disponível em: <

16 16 Sites Consultados acesso em 17/02/ acesso em 10/12/ acesso em 05/01/ acesso em 29/09/ acesso em 12/02/ acesso em 14/10/ acesso em 10/11/ acesso em 05/02/ acesso em 07/01/ acesso em 10/02/ Acesso em 21 de Janeiro de Ava.iei.org.br/inform-objetivos.jsp. Acesso em 10/01/ acesso em 15/02/2010

Christiane dos Santos PEREIRA*, Samuel Pereira DIAS, Gabriel da SILVA Centro Federal de Educação Tecnológica de Bambuí-MG

Christiane dos Santos PEREIRA*, Samuel Pereira DIAS, Gabriel da SILVA Centro Federal de Educação Tecnológica de Bambuí-MG A UTILIZAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM COMO FERRAMENTA DE APOIO AO ENSINO PRESENCIAL: estudos preliminares e proposta de uma metodologia de implantação no CEFET-Bambuí Christiane dos Santos

Leia mais

O MOODLE E O ENSINO À DISTÂNCIA: RESISTÊNCIA AO USO DA FERRAMENTA

O MOODLE E O ENSINO À DISTÂNCIA: RESISTÊNCIA AO USO DA FERRAMENTA 1 O MOODLE E O ENSINO À DISTÂNCIA: RESISTÊNCIA AO USO DA FERRAMENTA Brenno Marcus Pereira do Prado Engenharia Elétrica UFMG brennoprado@gmail.com Filipe Santana de Freitas Engenharia Elétrica UFMG bxcfilipe@gmail.com

Leia mais

ESTUDO DE FERRAMENTAS DE SOFTWARE LIVRE PARA ENSINO À DISTÂNCIA RESUMO

ESTUDO DE FERRAMENTAS DE SOFTWARE LIVRE PARA ENSINO À DISTÂNCIA RESUMO ESTUDO DE FERRAMENTAS DE SOFTWARE LIVRE PARA ENSINO À DISTÂNCIA RESUMO Patrícia Zim Zapelini Christiane Zim Zapelini Este artigo trata de um estudo de ferramentas de software livre para ensino à distância,

Leia mais

Indicie. 1.Introdução...1. 2.Como Surgiu...2. 3.Para que serve...3. 4.Instalação...3. 5. Oque ele permite fazer...5. 6. Primeiro Cenário...

Indicie. 1.Introdução...1. 2.Como Surgiu...2. 3.Para que serve...3. 4.Instalação...3. 5. Oque ele permite fazer...5. 6. Primeiro Cenário... Artigo sobre Indicie 1.Introdução....1 2.Como Surgiu....2 3.Para que serve....3 4.Instalação....3 5. Oque ele permite fazer....5 6. Primeiro Cenário....6 7. Segundo Cenário....7 8. Conclusão....8 5. Referencias....9

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM NA BUSCA DE NOVOS DOMÍNIOS DA EAD

A IMPORTÂNCIA DOS AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM NA BUSCA DE NOVOS DOMÍNIOS DA EAD A IMPORTÂNCIA DOS AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM NA BUSCA DE NOVOS DOMÍNIOS DA EAD Data: 12/04/2007 Elvia Nunes Ribeiro - CEFET-GO elvianr@gmail.com Gilda Aquino de Araújo Mendonça CEFET-GO gaam@cefetgo.br

Leia mais

MOODLE é o acrónimo de "Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment. Executado em um AVA - Ambiente Virtual de Apresendizagem;

MOODLE é o acrónimo de Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment. Executado em um AVA - Ambiente Virtual de Apresendizagem; MOODLE é o acrónimo de "Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment Software livre, de apoio à aprendizagem; Executado em um AVA - Ambiente Virtual de Apresendizagem; A expressão designa ainda

Leia mais

O ENSINO DE ESPANHOL COMO LE COM OS RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS NA PLATAFORMA MOODLE*

O ENSINO DE ESPANHOL COMO LE COM OS RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS NA PLATAFORMA MOODLE* 1 O ENSINO DE ESPANHOL COMO LE COM OS RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS NA PLATAFORMA MOODLE* Resumo Este trabalho se propõe a analisar o curso de extensão universitária CESB (Curso de Espanhol Básico) para

Leia mais

Unidade I TECNOLOGIA. Material Instrucional. Profª Christiane Mazur

Unidade I TECNOLOGIA. Material Instrucional. Profª Christiane Mazur Unidade I TECNOLOGIA EDUCACIONAL EM EAD Material Instrucional Profª Christiane Mazur Ensinar Ensinar é, também, a arte de estimular o desejo de saber. EAD - Brasil 1904: Correspondência impressos; 1923:

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DA EDUCAÇÃO ONLINE NA UNIVERSIDADE GUARULHOS (UNG)

IMPLANTAÇÃO DA EDUCAÇÃO ONLINE NA UNIVERSIDADE GUARULHOS (UNG) IMPLANTAÇÃO DA EDUCAÇÃO ONLINE NA UNIVERSIDADE GUARULHOS (UNG) Maio/2007 Arnaldo Turuo Ono Universidade Guarulhos - aono@ung.br Fabio Henrique Bei Universidade Guarulhos - fbei@prof.ung.br Maurício Garcia

Leia mais

Utilização do Ambiente virtual de aprendizagem TelEduc para a aprendizagem de línguas estrangeiras Girlene Medeiros (2013)

Utilização do Ambiente virtual de aprendizagem TelEduc para a aprendizagem de línguas estrangeiras Girlene Medeiros (2013) Utilização do Ambiente virtual de aprendizagem TelEduc para a aprendizagem de línguas estrangeiras Girlene Medeiros (2013) Questionamentos que devem ser enfrentados 1. Como você descreveria esse ambiente

Leia mais

SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF

SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF 1 SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF Fortaleza CE Junho/2009 Karla Angélica Silva do Nascimento - Faculdade Integrada da Grande Fortaleza karla@fgf.edu.br

Leia mais

Avaliação dos Ambientes Virtuais de Aprendizagem Moodle, TelEduc e Tidia - Ae: um estudo comparativo

Avaliação dos Ambientes Virtuais de Aprendizagem Moodle, TelEduc e Tidia - Ae: um estudo comparativo Avaliação dos Ambientes Virtuais de Aprendizagem Moodle, TelEduc e Tidia - Ae: um estudo comparativo Fábio Teixeira Franciscato PPGI/UFSM fabiofranciscato@yahoo.com.br Patric da Silva Ribeiro PPGI/UFSM

Leia mais

A utilização das TICs na formação de profissionais de qualidade internacional

A utilização das TICs na formação de profissionais de qualidade internacional A utilização das TICs na formação de profissionais de qualidade internacional Profa. Dra. Cecília M. F. Rubira www.ic.unicamp.br/~cmrubira cmrubira@ic.unicamp.br Instituto de Computação - UNICAMP Coordernadoria

Leia mais

Ambientes Virtuais de Aprendizagem

Ambientes Virtuais de Aprendizagem SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS Modelagem Computacional de Ambientes de Apredizagem Profa. Silvia

Leia mais

USO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM COMO FORMA DE POPULARIZAR O CONHECIMENTO CIENTÍFICO

USO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM COMO FORMA DE POPULARIZAR O CONHECIMENTO CIENTÍFICO USO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM COMO FORMA DE POPULARIZAR O CONHECIMENTO CIENTÍFICO Autor e Orientador Eduardo Lima Leite 1 (Universidade Federal de Campina Grande, eduardo@cstr.ufcg.edu.br) Resumo: O trabalho

Leia mais

A plataforma. Sistemas de Gestão de Aprendizagem. Carlos Nunes csmnunes@gmail.com

A plataforma. Sistemas de Gestão de Aprendizagem. Carlos Nunes csmnunes@gmail.com A plataforma Sistemas de Gestão de Aprendizagem Carlos Nunes csmnunes@gmail.com O que é o Moodle? É um Sistema de Gestão de Aprendizagem (LMS) e de trabalho colaborativo, acessível através da Internet

Leia mais

http://www.moodle.org, http://www.moodle.com Sessão 1

http://www.moodle.org, http://www.moodle.com Sessão 1 http://www.moodle.org, http://www.moodle.com Sessão 1 Apresentação do LMS Moodle Formador: (vmnf@yahoo.com) Escola Secundária de São João da Talha 21 de Abril de 2006 v2.02: 2006/04/21 Apresentação do

Leia mais

Moodle. Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (Ambiente de Aprendizagem Modular Orientado a Objetos) Ferramentas e Vantagens

Moodle. Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (Ambiente de Aprendizagem Modular Orientado a Objetos) Ferramentas e Vantagens Moodle Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (Ambiente de Aprendizagem Modular Orientado a Objetos) Ferramentas e Vantagens O que é? Alternativa às soluções comerciais de ensino on-line

Leia mais

A Utilização de Softwares Livres no Desenvolvimento de Cursos de Educação a Distância (EAD) nas Universidades e a Inclusão Digital² RESUMO

A Utilização de Softwares Livres no Desenvolvimento de Cursos de Educação a Distância (EAD) nas Universidades e a Inclusão Digital² RESUMO 1 A Utilização de Softwares Livres no Desenvolvimento de Cursos de Educação a Distância (EAD) nas Universidades e a Inclusão Digital² Bruna Barçante¹ Aylla Barbosa Ribeiro¹ Fernanda Teixeira Ferreira Leite¹

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras MBA Gestão em TI Tópicos Especiais Informática Educativa no Brasil Professor: Fernando Zaidan 1 Referências: SANTINELLO, J. Informática educativa no Brasil e ambientes

Leia mais

Moodle: Aplicações e Funcionalidades

Moodle: Aplicações e Funcionalidades : Aplicações e Funcionalidades IFC / Rio do Sul 1 a Semana Acadêmica 26/10/2010 : Aplicações e Funcionalidades Descrição Geral Aplicações Desenvolvimento Hospedagem Cursos Plugins Integrando Hospedagem

Leia mais

Profa Alessandra Regina Brito Mestre em Ciências Ambientais e Saúde Docente EAD Pós-graduações: Epidemiologia e Saúde Trabalhador Coordenação

Profa Alessandra Regina Brito Mestre em Ciências Ambientais e Saúde Docente EAD Pós-graduações: Epidemiologia e Saúde Trabalhador Coordenação Profa Alessandra Regina Brito Mestre em Ciências Ambientais e Saúde Docente EAD Pós-graduações: Epidemiologia e Saúde Trabalhador Coordenação Pedagógica Pós-graduação Epidemiologia Como surgiu a EAD O

Leia mais

Projeto de Design Instrucional

Projeto de Design Instrucional Projeto de Design Instrucional Curso: Educação Financeira Modalidade: EaD on-line o que é Design Instrucional? A ação institucional e sistemática de ensino, que envolve o planejamento, o desenvolvimento

Leia mais

Consultoria para desenvolvimento de estratégias de treinamento on-line

Consultoria para desenvolvimento de estratégias de treinamento on-line 1 2 A HIPOCAMPUS é uma empresa de consultoria em comunicação e ensino digital com foco nos profissionais de saúde. Estamos prontos a auxiliar empresas dos diferentes segmentos da área de saúde a estabelecer

Leia mais

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3 ENSINO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DO MOODLE COMO INSTRUMENTO NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM DO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE (IFC) - CÂMPUS ARAQUARI

Leia mais

Capítulo 3 Gerenciadores de EaD baseada na Internet

Capítulo 3 Gerenciadores de EaD baseada na Internet 57 Capítulo 3 Gerenciadores de EaD baseada na Internet Hoje em dia ter a Internet como aliada é um recurso indispensável para qualquer educador ou responsável por treinamento corporativo que atue em qualquer

Leia mais

Instalação, Configuração e Uso da Plataforma de Gestão de Aprendizagem Amadeus

Instalação, Configuração e Uso da Plataforma de Gestão de Aprendizagem Amadeus Instalação, Configuração e Uso da Plataforma de Gestão de Aprendizagem Amadeus Alex Sandro Gomes 1, Francisco Petrônio Alencar de Medeiros 1,2, Thiago de Sousa Araújo 1, Breno Queiroz Vasconcelos 2, Francisco

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle

Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle No INSEP, o ambiente virtual de aprendizagem oferecido ao acadêmico é o MOODLE. A utilização dessa ferramenta é fundamental para o sucesso das atividades em EAD,

Leia mais

Carloney Alves de OLIVEIRA Centro de Educação, Universidade Federal de Alagoas Maceió, Alagoas, 57.072-970, Brasil 2002)[6].

Carloney Alves de OLIVEIRA Centro de Educação, Universidade Federal de Alagoas Maceió, Alagoas, 57.072-970, Brasil 2002)[6]. Um olhar sobre o aprender e o navegar com as interfaces disponíveis no Moodle: o aluno online no curso de Licenciatura em Física a distância da UAB/UFAL Carloney Alves de OLIVEIRA Centro de Educação, Universidade

Leia mais

O MOODLE COMO FERRAMENTA DIDÁTICA

O MOODLE COMO FERRAMENTA DIDÁTICA 1 O MOODLE COMO FERRAMENTA DIDÁTICA Andréia de Souza Alencar Fernanda Cristina de Paula Matias Fernanda Pereira Guimarães Rodrigo Sanches de Oliveira Resumo: Educação a distância (EaD) e Software Livre

Leia mais

9º Congresso de Pós-Graduação AGENTE PARA MEDIAÇÃO DE APRENDIZAGEM ELETRÔNICA

9º Congresso de Pós-Graduação AGENTE PARA MEDIAÇÃO DE APRENDIZAGEM ELETRÔNICA 9º Congresso de Pós-Graduação AGENTE PARA MEDIAÇÃO DE APRENDIZAGEM ELETRÔNICA Autor(es) MICHELE CRISTIANI BARION FREITAS Orientador(es) CECÍLIA SOSA ARIAS PEIXOTO 1. Introdução A partir de ferramentas

Leia mais

PROPOSTA DE MELHORIA DA INTERFACE PARA O

PROPOSTA DE MELHORIA DA INTERFACE PARA O PROPOSTA DE MELHORIA DA INTERFACE PARA O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE Orientado: Nestor Vicente Soares Netto Orientador: André Luiz Zambalde Co-orientador: Ahmed Ali Abdalla Esmin Roteiro 1.

Leia mais

SISTEMA VIRTUAL PARA GERENCIAMENTO DE OBJETOS DIDÁTICOS

SISTEMA VIRTUAL PARA GERENCIAMENTO DE OBJETOS DIDÁTICOS 769 SISTEMA VIRTUAL PARA GERENCIAMENTO DE OBJETOS DIDÁTICOS Mateus Neves de Matos 1 ; João Carlos Nunes Bittencourt 2 ; DelmarBroglio Carvalho 3 1. Bolsista PIBIC FAPESB-UEFS, Graduando em Engenharia de

Leia mais

Guião de utilização da plataforma moodle para Professor

Guião de utilização da plataforma moodle para Professor Guião de utilização da plataforma moodle para Professor http://elearning.up.ac.mz http://www.ceadup.edu.mz E-mail: up.cead@gmail.com info@ceadup.edu.mz Maputo, 2013 Introdução Há alguns anos atrás, para

Leia mais

O USO DAS FERRAMENTAS DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PELOS ACADÊMICOS DOS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E PROCESSOS GERENCIAIS DO NEAD-CESUMAR

O USO DAS FERRAMENTAS DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PELOS ACADÊMICOS DOS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E PROCESSOS GERENCIAIS DO NEAD-CESUMAR O USO DAS FERRAMENTAS DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PELOS ACADÊMICOS DOS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E PROCESSOS GERENCIAIS DO NEAD-CESUMAR Maringá PR Abril 2011 Adriana Maria Pavezi CESUMAR adriana.pavezi@ead.cesumar.br

Leia mais

AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM: A REINVENÇÃO DA SALA DE AULA?

AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM: A REINVENÇÃO DA SALA DE AULA? AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM: A REINVENÇÃO DA SALA DE AULA? Prof. Dr. Alzino Furtado de Mendonça 1 Profa. MSc. Gilda Aquino de Araújo Mendonça 2 O homem transita culturalmente mediado pelas tecnologias

Leia mais

Sistema Tutor Inteligente baseado em Agentes. Pedagógicas da Universidade Aberta do Piauí. Prof. Dr. Vinicius Ponte Machado

Sistema Tutor Inteligente baseado em Agentes. Pedagógicas da Universidade Aberta do Piauí. Prof. Dr. Vinicius Ponte Machado Sistema Tutor Inteligente baseado em Agentes na Plataforma MOODLE para Apoio às Atividades Pedagógicas da Universidade Aberta do Piauí Prof. Dr. Vinicius Ponte Machado Parnaíba, 14 de Novembro de 2012

Leia mais

Caracterização da Modelagem de Ambientes de Aprendizagem a distância

Caracterização da Modelagem de Ambientes de Aprendizagem a distância Caracterização da Modelagem de Ambientes de Aprendizagem a distância Adja F. de Andrade adja@inf.pucrs.br 1 Beatriz Franciosi bea@inf.pucrs.br Adriana Beiler 2 adrianab@inf.pucrs.br Paulo R. Wagner prwagner@inf.pucrs.br

Leia mais

ESTUDO DA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR NA CIDADE DE PORTO VELHO

ESTUDO DA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR NA CIDADE DE PORTO VELHO ESTUDO DA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR NA CIDADE DE PORTO VELHO Porto Velho - RO - 03/2010 Sara Luize Oliveira Duarte, Universidade de Taubaté, saralod@msn.com Walace

Leia mais

MÓDULO II UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA FORMAÇÃO ONLINE

MÓDULO II UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA FORMAÇÃO ONLINE MÓDULO II UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA FORMAÇÃO ONLINE Objectivos gerais do módulo No final do módulo, deverá estar apto a: Identificar um Sistema de Gestão da Formação Online; Analisar as diversas

Leia mais

HARRIS, Ana Lúcia Nogueira de Camargo

HARRIS, Ana Lúcia Nogueira de Camargo ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE A UTILIZAÇÃO DOS AMBIENTES WEBCT E TELEDUC COMO APOIO DIDÁTICO ÀS DISCIPLINAS DO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO DA FEC/UNICAMP HARRIS, Ana Lúcia Nogueira de Camargo Docente

Leia mais

A AQUISIÇÃO DO ESPANHOL INSTRUMENTAL NA PLATAFORMA MOODLE *

A AQUISIÇÃO DO ESPANHOL INSTRUMENTAL NA PLATAFORMA MOODLE * 1 A AQUISIÇÃO DO ESPANHOL INSTRUMENTAL NA PLATAFORMA MOODLE * Valéria Jane Siqueira Loureiro (Universidade Federal de Sergipe) RESUMO: Este trabalho se propõe a analisar o curso de extensão universitária

Leia mais

Recurso E-Meeting para o Moodle: um relato do desenvolvimento de uma solução livre de webconferência otimizada para redes de baixo desempenho.

Recurso E-Meeting para o Moodle: um relato do desenvolvimento de uma solução livre de webconferência otimizada para redes de baixo desempenho. Recurso E-Meeting para o Moodle: um relato do desenvolvimento de uma solução livre de webconferência otimizada para redes de baixo desempenho. Resumo Este artigo apresenta uma solução de webconferência

Leia mais

1. Capacitação Docente em Informática na Educação

1. Capacitação Docente em Informática na Educação DO EDITOR DE TEXTOS A PLATAFORMA MOODLE: UM PROJETO PILOTO INOVADOR DE CAPACITAÇÃO DOCENTE CONSTRUCIONISTA EM UMA ESCOLA DA REDE MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE Maira Teresinha Lopes Penteado 1 Maria Beatriz

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTAS DE APOIO AO ENSINO EM AMBIENTES VIRTUAIS 3D

DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTAS DE APOIO AO ENSINO EM AMBIENTES VIRTUAIS 3D CESAR DA CONCEIÇÃO RODRIGUES FILHO DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTAS DE APOIO AO ENSINO EM AMBIENTES VIRTUAIS 3D Projeto de Pesquisa para ingresso no programa de Iniciação Científica da Universidade Municipal

Leia mais

UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DE UM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE APRENDIZAGEM NO PORTAL ESPAÇO

UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DE UM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE APRENDIZAGEM NO PORTAL ESPAÇO 1 UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DE UM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE APRENDIZAGEM NO PORTAL ESPAÇO Luciana Guimarães Rodrigues de Lima Mestranda em Lingüística Aplicada - LATEC- UFRJ, lucianagrlima@globo.com Cristina

Leia mais

Tópicos Especiais. Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Informática Educativa no Brasil 17/01/2009

Tópicos Especiais. Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Informática Educativa no Brasil 17/01/2009 Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Arquitetura da Informática e Automação MBA Gestão em Tecnologia da Informaçao 1 Tópicos Especiais Informática Educativa no Brasil

Leia mais

Customização do Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle

Customização do Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle Customização do Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle Marcelo Penha Fernandes 1, Kátia Cilene Amaral Uchôa 1, Rubens Takiguti Ribeiro 1, Joaquim Quinteiro Uchôa 1 1 Curso de Especialização em Administração

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicativos para Dispositivos Móveis Objetivo do curso:

Desenvolvimento de Aplicativos para Dispositivos Móveis Objetivo do curso: Com carga horária de 420 horas o curso de Desenvolvimento de Aplicativos para Dispositivos Móveis é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no curso: 04) para

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PARA TUTORES - PCAT

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PARA TUTORES - PCAT 1 RESOLUÇÃO CONSU 2015 04 de 14/04/2015 PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PARA TUTORES - PCAT Campus Virtual 2 A. JUSTIFICATIVA A vida universitária tem correspondido a um período cada vez mais

Leia mais

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Fabrício Viero de Araújo, Gilse A. Morgental Falkembach Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção - PPGEP Universidade

Leia mais

Gestão e Formação Pedagógica em: Administração, Inspeção, Orientação e Supervisão Objetivo do curso:

Gestão e Formação Pedagógica em: Administração, Inspeção, Orientação e Supervisão Objetivo do curso: Com carga horária de 720 horas o curso Gestão e Formação Pedagógica em: Administração, Inspeção, Orientação e Supervisão é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros

Leia mais

Sistema de Gestão de Aulas

Sistema de Gestão de Aulas Sistema de Gestão de Aulas criando cultura para o Ensino a Distância e melhorando o processo ensino-aprendizagem pela internet RICARDO CREPALDE* RESUMO O objetivo deste artigo é apresentar a experiência

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS NO APOIO AO APRENDIZ NA EAD

UTILIZAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS NO APOIO AO APRENDIZ NA EAD UTILIZAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS NO APOIO AO APRENDIZ NA EAD Goiânia, 19 de abril de 2010 Gilda Aquino de Araújo Mendonça Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás gaam@ifg.edu.br Alzino

Leia mais

Se você é pedagogo ou treinador de negócios provavelmente já ouviu falar sobre...

Se você é pedagogo ou treinador de negócios provavelmente já ouviu falar sobre... Se você é pedagogo ou treinador de negócios provavelmente já ouviu falar sobre... Educação do século XXI Software Social e e-learning Talvez seja o momento certo de fazer algo na sua instituição educacional.

Leia mais

MBA em Gestão Estratégica e Marketing Digital Objetivo do curso:

MBA em Gestão Estratégica e Marketing Digital Objetivo do curso: Com carga horária de 420 horas o curso MBA em Gestão Estratégica e Marketing Digital é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no curso: 04) para avaliação nos

Leia mais

A utilização do LMS Chamilo na disciplina Laboratório de Ensino de Matemática: a experiência de professores em formação inicial

A utilização do LMS Chamilo na disciplina Laboratório de Ensino de Matemática: a experiência de professores em formação inicial A utilização do LMS Chamilo na disciplina Laboratório de Ensino de Matemática: a experiência de professores em formação inicial Luciane Mulazani dos Santos, UDESC, luciane.mulazani@udesc.br Ivanete Zuchi

Leia mais

Bem Vindo... 4. A Disciplina de Dependência Interativa... 5. A Organização da Disciplina... 7. O Processo de Ensino e Aprendizagem...

Bem Vindo... 4. A Disciplina de Dependência Interativa... 5. A Organização da Disciplina... 7. O Processo de Ensino e Aprendizagem... 1 2 Sumário Bem Vindo... 4 A Disciplina de Dependência Interativa... 5 A Organização da Disciplina... 7 O Processo de Ensino e Aprendizagem... 10 Sua Semana no Curso... 11 O apoio local ao Ensino Semipresencial...

Leia mais

O ambiente de aprendizagem sócio-construtivista adotado pelo Ponto-Futuro

O ambiente de aprendizagem sócio-construtivista adotado pelo Ponto-Futuro O ambiente de aprendizagem sócio-construtivista adotado pelo Ponto-Futuro 1. Introdução: O que é o Moodle? O Moodle é um software para produzir e gerenciar atividades educacionais baseadas na Internet

Leia mais

AV@S: UMA SOLUÇÃO PARA GESTÃO DE EAD BASEADA NA INTEGRAÇÃO DE INSTALAÇÕES MOODLE

AV@S: UMA SOLUÇÃO PARA GESTÃO DE EAD BASEADA NA INTEGRAÇÃO DE INSTALAÇÕES MOODLE 1 AV@S: UMA SOLUÇÃO PARA GESTÃO DE EAD BASEADA NA INTEGRAÇÃO DE INSTALAÇÕES MOODLE Salvador BA 05/2012 Categoria: Métodos e Tecnologias Setor Educacional: Educação Média e Tecnológica Classificação das

Leia mais

5.1.1. WebCT (Web Course Tools)

5.1.1. WebCT (Web Course Tools) 27!" 28 5.1.Os Ambientes Os ambientes integrados de ensino à distância são formados por um conjunto de ferramentas que de uma forma ou de outra possibilitam a interação entre professor e aluno. Estas ferramentas

Leia mais

Introdução ao Moodle (1.6.5+)

Introdução ao Moodle (1.6.5+) Introdução ao Moodle (1.6.5+) 2 Athail Rangel Pulino Ficha Técnica Título Introdução ao Moodle Autor Athail Rangel Pulino Filho Copyright Creative Commons Edição Agosto 2007 Introdução ao Moodle 3 Índice

Leia mais

http://www2.joinville.udesc.br/~gpie Avanilde Kemczinski, Dra.

http://www2.joinville.udesc.br/~gpie Avanilde Kemczinski, Dra. http://www2.joinville.udesc.br/~gpie Foco As investigações do grupo estão relacionadas a utilização, avaliação e desenvolvimento de Tecnologias de Informação e Comunicação - TIC, como elemento facilitador

Leia mais

MBA Executivo. Coordenação Acadêmica: Prof. Marcos Avila Apoio em EaD: Prof a. Mônica Ferreira da Silva Coordenação Executiva: Silvia Martins Mendonça

MBA Executivo. Coordenação Acadêmica: Prof. Marcos Avila Apoio em EaD: Prof a. Mônica Ferreira da Silva Coordenação Executiva: Silvia Martins Mendonça Coordenação Acadêmica: Prof. Marcos Avila Apoio em EaD: Prof a. Mônica Ferreira da Silva Coordenação Executiva: Silvia Martins Mendonça 1 O Instituto COPPEAD: O Instituto COPPEAD oferece o curso de especialização

Leia mais

Disciplina Ofertadas na modalidade Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente Virtual Dúvida e Suporte

Disciplina Ofertadas na modalidade Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente Virtual Dúvida e Suporte Sumário Apresentação O papel do Aluno Ambiente Virtual de Aprendizagem Disciplina Ofertadas na modalidade Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente Virtual Dúvida e Suporte Dúvidas 3 5 6 9 10 11 14

Leia mais

EDUCAÇÃO ESPECIAL A DISTÂNCIA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

EDUCAÇÃO ESPECIAL A DISTÂNCIA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA EDUCAÇÃO ESPECIAL A DISTÂNCIA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Andréa Tonini José Luiz Padilha Damilano Vera Lucia Marostega Universidade Federal de Santa Maria RS RESUMO A UFSM vem ofertando Cursos de Formação

Leia mais

Edital 011/2009 VAGAS REQUISITOS REMUNERAÇÃO

Edital 011/2009 VAGAS REQUISITOS REMUNERAÇÃO 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UNIVERSIDADE ABERTA DO PIAUÍ Centro de Educação Aberta e a Distância CEAD Coordenação do curso de Filosofia/ EaD Rua Olavo Bilac, 1148 Centro Sul

Leia mais

SOLUÇÕES BASEADAS NO USO DE SOFTWARE LIVRE: ALTERNATIVAS DE SUPORTE TECNOLÓGICO À EDUCAÇÃO PRESENCIAL E A DISTÂNCIA

SOLUÇÕES BASEADAS NO USO DE SOFTWARE LIVRE: ALTERNATIVAS DE SUPORTE TECNOLÓGICO À EDUCAÇÃO PRESENCIAL E A DISTÂNCIA SOLUÇÕES BASEADAS NO USO DE SOFTWARE LIVRE: ALTERNATIVAS DE SUPORTE TECNOLÓGICO À EDUCAÇÃO PRESENCIAL E A DISTÂNCIA 099-TC-C5 05/2005 Fabio Rafael Segundo Universidade Regional de Blumenau, fabio@furb.br

Leia mais

NanowareCyber: Nosso negócio é sua formação.

NanowareCyber: Nosso negócio é sua formação. NanowareCyber: Nosso negócio é sua formação. PLATAFORMA AcademiaWeb Sistema de gerenciamento de escola virtual com gestão de conteúdo, transmissão de web-aula ao vivo e interação online com os participantes.

Leia mais

E-LEARNING NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA

E-LEARNING NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA E-LEARNING NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA Maio / 2005 154-TC-C3 Ilene Figueiredo Pessoa UVA - Universidade Veiga de Almeida ilene@uva.br Denise Paiva D Ávila Melo UVA - Universidade

Leia mais

TÍTULO FORMAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PARA PROFESSORES DO ENSINO PROFISSIONALIZANTE DA REDE PÚBLICA FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

TÍTULO FORMAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PARA PROFESSORES DO ENSINO PROFISSIONALIZANTE DA REDE PÚBLICA FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL TÍTULO FORMAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PARA PROFESSORES DO ENSINO PROFISSIONALIZANTE DA REDE PÚBLICA FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Modalidade do Trabalho: Comunicação Oral. Área: Formação de Professores

Leia mais

Apresentação do MOODLE. Educação do século XXI

Apresentação do MOODLE. Educação do século XXI Apresentação do MOODLE Educação do século XXI Software social e e-learning Talvez seja o momento de fazer algo nas suas disciplinas! O que pretende do seu sistema de aprendizagem on-line? Fácil criação

Leia mais

ESCOLA DE APLICAÇÃO INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO. 24 de outubro de 2010. Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará ------/UFPA

ESCOLA DE APLICAÇÃO INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO. 24 de outubro de 2010. Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará ------/UFPA Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará Concurso Público para a Carreira do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico ESCOLA DE APLICAÇÃO ------/UFPA 24 de outubro de 2010 INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO

Leia mais

Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1

Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1 Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1 Sumário Apresentação As Vantagens Dessa Moderna Sistemática do Ensino O Papel do Aluno Professor Tutor Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Dúvidas e Suporte

Leia mais

MELHORES PRÁTICAS ALUNO VERSÃO 1.0

MELHORES PRÁTICAS ALUNO VERSÃO 1.0 MELHORES PRÁTICAS ALUNO VERSÃO 1.0 APRESENTANDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Um ambiente virtual de aprendizagem é um sistema para gerenciar cursos a distância que utilizam a Internet, ou para complementar

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NA UFMG: EAD E O CURSO DE LETRAS

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NA UFMG: EAD E O CURSO DE LETRAS Aline Passos Amanda Antunes Ana Gabriela Gomes da Cruz Natália Neves Nathalie Resende Vanessa de Morais EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NA UFMG: EAD E O CURSO DE LETRAS Trabalho apresentado à disciplina online Oficina

Leia mais

Unidade 4: Contextualização de Objetos de Aprendizagem

Unidade 4: Contextualização de Objetos de Aprendizagem Coordenação: Juliana Cristina Braga Autoria: Rita Ponchio Você aprendeu na unidade anterior a importância da adoção de uma metodologia para a construção de OA., e também uma descrição geral da metodologia

Leia mais

Tópicos Especiais. Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Informática Educativa no Brasil 01/10/2008

Tópicos Especiais. Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Informática Educativa no Brasil 01/10/2008 Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Arquitetura da Informática e Automação MBA Gestão em Tecnologia da Informaçao 1 Tópicos Especiais Informática Educativa no Brasil

Leia mais

Introdução. múltiplas interferências (SILVA, 2006).

Introdução. múltiplas interferências (SILVA, 2006). 1 FORMAÇÃO E AÇÃO DO DOCENTE ONLINE RODRIGUES, Tatiana Claro dos Santos UNESA taticlaro@globo.com GT-16: Educação e Comunicação Agência Financiadora: CAPES Introdução As tecnologias da informação e comunicação

Leia mais

Ambiente de Ensino e Aprendizagem via Internet A Plataforma Moodle

Ambiente de Ensino e Aprendizagem via Internet A Plataforma Moodle Ambiente de Ensino e Aprendizagem via Internet A Plataforma Moodle Dr. Renato M.E. Sabbatini Introdução O Moodle é uma plataforma de aprendizagem a distância baseada em software livre. É um acrônimo de

Leia mais

Índice. Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4. Primeiros passos com o e-best Learning 6. Actividades e Recursos 11

Índice. Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4. Primeiros passos com o e-best Learning 6. Actividades e Recursos 11 Índice Parte 1 - Introdução 2 Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4 Parte 2 Desenvolvimento 5 Primeiros passos com o e-best Learning 6 Como aceder à plataforma e-best Learning?... 6 Depois

Leia mais

O CURSO DE PEDAGOGIA A DISTÂNCIA DA UFPB VIRTUAL E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO

O CURSO DE PEDAGOGIA A DISTÂNCIA DA UFPB VIRTUAL E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO O CURSO DE PEDAGOGIA A DISTÂNCIA DA UFPB VIRTUAL E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO Clebiana Dantas Calixto clebianageo@hotmail.com (Autora e professora da Educação Básica)

Leia mais

A comunicação visual em Ambientes Virtuais de Aprendizagem

A comunicação visual em Ambientes Virtuais de Aprendizagem A comunicação visual em Ambientes Virtuais de Aprendizagem Raiane Nogueira Gama 1 (UFF) Alexandre Farbiarz 2 (UFF) Resumo: Nossa pesquisa parte da análise exploratória de Ambientes Virtuais de Aprendizagem

Leia mais

FÓRUM: MEIO DE INTERAÇÃO NA EAD

FÓRUM: MEIO DE INTERAÇÃO NA EAD 1 FÓRUM: MEIO DE INTERAÇÃO NA EAD Elisangela Lunas Soares UNICESUMAR Centro Universitário Cesumar elisangela.soares@unicesumar.edu.br Alvaro Martins Fernandes Junior UNICESUMAR Centro Universitário Cesumar

Leia mais

Tecnologias de Informação Aplicadas à Educação: Análise da ferramenta Moodle como CMS (Course Management System) para emprego na EsAEx

Tecnologias de Informação Aplicadas à Educação: Análise da ferramenta Moodle como CMS (Course Management System) para emprego na EsAEx Tecnologias de Informação Aplicadas à Educação: Análise da ferramenta Moodle como CMS (Course Management System) para emprego na EsAEx FREDERICO GUILHERME WEITZEL MÜLLER BARBOSA DE CASTRO 1, JOILSON BARBOSA

Leia mais

ÀGORA, Porto Alegre, Ano 3, jan/jun.2012. ISSN 2175-3792 A IMPORTÂNCIA DE APROPRIAR-SE DO AVEA PARA QUE OCORRA O PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM

ÀGORA, Porto Alegre, Ano 3, jan/jun.2012. ISSN 2175-3792 A IMPORTÂNCIA DE APROPRIAR-SE DO AVEA PARA QUE OCORRA O PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM 80 ÀGORA, Porto Alegre, Ano 3, jan/jun.2012. ISSN 2175-3792 A IMPORTÂNCIA DE APROPRIAR-SE DO AVEA PARA QUE OCORRA O PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM Luciane De Oliveira Machado 1 RESUMO O presente trabalho

Leia mais

Partner Network. www.scriptcase.com.br

Partner Network. www.scriptcase.com.br www.scriptcase.com.br A Rede de Parceiros ScriptCase é uma comunidade que fortalece os nossos representantes em âmbito nacional, possibilitando o acesso a recursos e competências necessários à efetivação

Leia mais

PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE AUTORIA PARA A GERAÇÃO DE CONTEÚDOS ON-LINE. Maio/2005 023-TC-C5

PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE AUTORIA PARA A GERAÇÃO DE CONTEÚDOS ON-LINE. Maio/2005 023-TC-C5 1 PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE AUTORIA PARA A GERAÇÃO DE CONTEÚDOS ON-LINE Maio/2005 023-TC-C5 Viviane Guimarães Ribeiro Universidade de Mogi das Cruzes vivianegr@yahoo.com.br Saulo Faria Almeida Barretto

Leia mais

Desenvolvimento de um Ambiente Virtual de Aprendizagem

Desenvolvimento de um Ambiente Virtual de Aprendizagem Desenvolvimento de um Ambiente Virtual de Aprendizagem Felipe Becker Nunes 1, Fernando Sarturi Prass 2 1 Curso de Sistemas de Informação Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) CEP 97.020-001 Santa Maria

Leia mais

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem 2.1 Introdução Caro Pós-Graduando, Nesta unidade, abordaremos o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) que será utilizado no curso: o Moodle. Serão

Leia mais

A atuação do TecSaúde e da Fundação do Desenvolvimento Administrativo para a formação em EAD de trabalhadores do SUS

A atuação do TecSaúde e da Fundação do Desenvolvimento Administrativo para a formação em EAD de trabalhadores do SUS A atuação do TecSaúde e da Fundação do Desenvolvimento Administrativo para a formação em EAD de trabalhadores do SUS São Paulo SP Maio 2012 Setor Educacional Educação Corporativa Classificação das Áreas

Leia mais

TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF)

TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF) TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF) Maio de 2007 Maria Rachel Barbosa Fundação Trompovsky (Apoio ao NEAD CENTRAN) rachel@centran.eb.br Vanessa Maria

Leia mais

EaD como estratégia de capacitação

EaD como estratégia de capacitação EaD como estratégia de capacitação A EaD no processo Ensino Aprendizagem O desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação (tics) deu novo impulso a EaD, colocando-a em evidência na última

Leia mais

Educação à Distância: Possibilidades e Desafios

Educação à Distância: Possibilidades e Desafios Educação à Distância: Possibilidades e Desafios Resumo André Alves Freitas Andressa Guimarães Melo Maxwell Sarmento de Carvalho Pollyanna de Sousa Silva Regiane Souza de Carvalho Samira Oliveira Os cursos

Leia mais

REDES SOCIAIS COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA

REDES SOCIAIS COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA REDES SOCIAIS COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA Guilherme Garcez Cunha, UNIPAMPA Campus Dom Pedrito, guilhermecunha@unipampa.edu.br; Franciele B. de O. Coelho,

Leia mais

Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1

Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1 Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1 Sumário Apresentação Ambiente Virtual As Vantagens Dessa Moderna Sistemática do Ensino O Papel do Aluno Professor Tutor Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente

Leia mais

WEB 2.0 NA EDUCAÇÃO: O FACEBOOK COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES

WEB 2.0 NA EDUCAÇÃO: O FACEBOOK COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES ISSN 2316-7785 WEB 2.0 NA EDUCAÇÃO: O FACEBOOK COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES Arlam Dielcio Pontes da Silva Universidade Federal Rural de Pernambuco arllan_dielcio@hotmail.com

Leia mais

DESENVOLVENDO HABILIDADES E CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NO AMBIENTE VIRTUAL CYBERNAUTAS. Maio/2005 216-TC-C3

DESENVOLVENDO HABILIDADES E CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NO AMBIENTE VIRTUAL CYBERNAUTAS. Maio/2005 216-TC-C3 1 DESENVOLVENDO HABILIDADES E CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NO AMBIENTE VIRTUAL CYBERNAUTAS Maio/2005 216-TC-C3 José Antonio Gameiro Salles UNISUAM / CCET / Desenv. de Softwares & UNISUAM/LAPEAD - antoniosalles@gmail.com

Leia mais