CLOUD NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PAULO NEVES AMA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CLOUD NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PAULO NEVES AMA"

Transcrição

1 AGENCIA PARA A CLOUD NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PAULO NEVES AMA

2 Cloud is about how you do computing, not where you do computing Paul Maritz, CEO of VMware 2

3 AGÊCIA A ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO 1. ENQUADRAMENTO 2. ONDE ESTAMOS? 3. O PANORAMA EUROPEU 3

4 GESTÃO DAS TIC NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA - ANTES GOVERNAÇÃO DAS TIC: ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS PODIAM AUTONOMAMENTE E SEM RESTRIÇÃO ADQUIRIR E GERIR A INFRAESTRUTURA TECNOLÓGICA ADQUIRIR SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONTRATAR COMUNICAÇÕES CRIAR DEPARTAMENTOS TIC AO RITMO DAS NECESSIDADES IMPACTO RECURSOS, MEIOS E SISTEMAS REDUNDANTES PERDA DO EFEITO DE ESCALA NA AQUISIÇÃO, IMPLEMENTAÇÃO E GESTÃO ESTAGNAÇÃO DE RH EM DEPARTAMENTOS INFORMÁTICOS DE REDUZIDA DIMENSÃO E COM PROCESSOS MAL DEFINIDOS AUMENTO GLOBAL DA DESPESA DAS TIC (ENTRE 2006 E 2011 O ORÇAMENTO TIC DA AP CENTRAL CRESCEU 75%) NECESSIDADE DE INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS E DADOS ENTRE OS DIFERENTES SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E ORGANISMOS PÚBLICOS Orçamento TIC na Administração Pública (Milhões Euros)

5 GESTÃO DAS TIC NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA - DEPOIS PLANO GLOBAL ESTRATÉGICO DE RACIONALIZAÇÃO E REDUÇÃO DE CUSTOS TIC NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (PGETIC) UM PLANO, 5 EIXOS DE ATUAÇÃO, 25 MEDIDAS ESTRUTURANTES ESTIMATIVASDE POUPANÇADE 500 MILHÕESDE EUROS PORANOPARA A APCENTRAL EIXOS DE ATUAÇÃO A. MELHORAR OS MECANISMOS DE GOVERNANCE B. REDUÇÃO DE CUSTOS C. POTENCIAR A MUDANÇA E A D. IMPLEMENTAÇÃO DE SOLUÇÕES TIC COMUNS E. ESTÍMULO AO CRESCIMENTO ECONÓMICO 5

6 ALGUMAS MEDIDAS EMBLEMÁTICAS DO GPTIC MEDIDA 2 CENTRALIZAÇÃO DA FUNÇÃO INFORMÁTICA EM CADA MINISTÉRIO MEDIDA 3 ESTABELECER UMA ARQUITETURA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DE REFERÊNCIA MEDIDA 6 IMPLEMENTAÇÃO DE PROCESSO DE AVALIAÇÃO DE PROJETOS E DESPESAS TIC MEDIDA 13 PUBLICAÇÃO DOS SERVIÇOS ELETRÓNICOS PASSÍVEIS DE PRESTAÇÃO MULTICANAL AOS CIDADÃOS E EMPRESAS EM PONTOS ÚNICOS DE CONTACTO MEDIDA21 INCENTIVAR A UTILIZAÇÃO DE SOFTWARE ABERTO NOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 6

7 CLOUD COMPUTING NO GPTIC MEDIDA 18 CRIAÇÃO DE UMA CLOUDGOVERNAMENTAL, INCLUINDO MECANISMOS DE BROKER ENTRE INFRAESTRUTURAS DE CLOUD EXISTENTES NO MERCADO MEDIDA 8 DEFINIR E IMPLEMENTAR UM PROGRAMA DE REDUÇÃO DO NÚMERO DE CENTROS DE DADOS DA ADMINISTRAÇÃO CENTRAL E LOCAL 7

8 IDENTIFICAÇÃO DO PROBLEMA É COMUM CADA ORGANISMO DISPOR DE UMA ZONA TÉCNICA OU DE UM CENTRO DE DADOS PARA UTILIZAÇÃO PRÓPRIA TOTAL AUSÊNCIA DE SINERGIAS NA PARTILHA DA CAPACIDADE DOS CENTRO DE DADOS CLOUD COMO PARTE DA SOLUÇÃO 1. SOLUÇÕES MAIS ÁGEIS E TRANSPARENTES 2. MAIS BEM GERIDAS(ATRAVÉS DA FORMALIZAÇÃO DE ACORDOS DE NÍVEL DE SERVIÇO) 3. NÍVEIS DE SEGURANÇA MAIS ELEVADOS 4. MENORES CUSTOS 5. UTILIZAÇÃO MAIS EFICIENTE DOS RECURSOS(TÉCNICOS E HUMANOS) DE TIC 6. MELHOR INTEGRAÇÃO E NORMALIZAÇÃO DE DADOS E APLICAÇÕES 8

9 ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO 1. ENQUADRAMENTO 2. ONDE ESTAMOS? 3. O PANORAMA EUROPEU 9

10 PANORAMA NACIONAL O QUE FOI FEITO? LEVANTAMENTO DE CENTROS DE DADOS, SISTEMAS E FUNÇÃO INFORMÁTICA ANÁLISE DE VARIÁVEIS PARA SELEÇÃO DE CENÁRIOS CLOUD GANHOS A OBTER ATRAVÉS DAS SEGUINTES ÁREAS DE ATUAÇÃO: 1. SOFTWARE COMO SERVIÇO 2. VIRTUALIZAÇÃO DE SERVIDORES 3. CONSOLIDAÇÃO DE ARMAZENAMENTO DE DADOS 4. DIMINUIÇÃO DE CONSUMOS ENERGÉTICOS 5. REDUÇÃO DA ÁREA OCUPADA 6. DIMINUIÇÃO DE LINKS DE COMUNICAÇÃO DE DADOS 7. REDUÇÃO DE RECURSOS HUMANOS PARA GESTÃO DA MONITORIZAÇÃO DE INFRAESTRUTURA 10

11 LEVANTAMENTO DE CENTROS DE DADOS, SISTEMAS E FUNÇÃO INFORMÁTICA Levantamento Realidade TIC ( AS-IS ) Fase 1 Dezembro 2011 Janeiro 2012 Fevereiro 2012 Março 2012 PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA (*) MINISTÉRIO DA SAÚDE * Excluindo Instituições de Ensino Superior 11

12 LEVANTAMENTO DE CENTROS DE DADOS, SISTEMAS E FUNÇÃO INFORMÁTICA Levantamento Realidade TIC ( AS-IS ) Fase 2 Julho 2012 Agosto 2012 Setembro 2012 Outubro 2012 MINISTÉRIO DAS FINANÇAS MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, DO MAR, DO AMBIENTE E DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO 12

13 LEVANTAMENTO DE CENTROS DE DADOS, SISTEMAS E FUNÇÃO INFORMÁTICA VISÃO POR ORGANISMO DASHBOARD AP SALAS TÉCNICAS Nº Salas Técnicas /Grandes Datacenters ST GDC (1) Área Total (m 2 ) (1) Excluídas as Salas Técnicas que sejam utilizadas no âmbito da contratação de serviços de alojamento de servidores / housing PUE Médio 2,6 DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA AÇORES AVEIRO BEJA BRAGA BRAGANÇA CASTELO BRANCO COIMBRA ÉVORA FARO GUARDA LEIRIA LISBOA PORTALEGRE PORTO SANTARÉM SETÚBAL VIANA DO CASTELO VILA REAL VISEU 13

14 LEVANTAMENTO DE CENTROS DE DADOS, SISTEMAS E FUNÇÃO INFORMÁTICA VISÃO POR ORGANISMO DASHBOARD AP SISTEMAS E APLICAÇÕES LICENÇAS # Total de Licenças Valor Mensal Licenças Renovação TOP5 de Licenças por Marca/Fabricante (por valor de renovação das licenças) , , , , ,43 Microsoft MicroStrategy Oracle ESRI SAG Nota: O valor relativo ao total de licenças inclui situações de utilização ilimitada, as quais foram contabilizadas por via de um valor superior ao número efetivo de utilizadores (no caso do SGMAMAOT contabilizaram-se 500 licenças para cada um dos produtos em causa). 14

15 LEVANTAMENTO DE CENTROS DE DADOS, SISTEMAS E FUNÇÃO INFORMÁTICA VISÃO POR ORGANISMO DASHBOARD AP COMUNICAÇÕES CONTRATOS Nº de Contratos por Tipo e Ano de Termo Tipo Ano de Termo # Contratos Valor Total Anual Voz Fixa , ,89 > ,72 Dados Fixo , ,20 > ,92 Voz Móvel , ,05 > ,66 Internet ,29 Móvel ,79 > ,39 Outros , > ,16 Total ,87 EQUIPAMENTOS DE COMUNICAÇÕES VOZ FIXA DADOS SEGURANÇA % do Total de Locais com Centrais Telefónicas IP 0,8% % do Total de Locais com Centrais Telefónicas Tradicionais 5,0% Total de Locais 8811 # Router / Switch # Firewall % do Total de Locais com Firewall 1,5% % do Total de Locais com Videoconferência 1,5% 15

16 VISÃO POR ORGANISMO DASHBOARD AP ORDENAÇÃO POR SPENDING TIC DESK FACILITIES TI COMUNICAÇÕES RH ITIL MNGMT DESPESA (TIC SPENDING) NOME SITES ÁREA (m2) DC Class PUE SERVIDO RES FÍSICOS SERVIDO RES VIRTUAIS STORAGE ÚTIL (TB) # PCS # UTIL VOZ FIXA # CIRCTS DADOS FIXOS MS ,3 2, , , ,0 1,0 1,0 58,0% 42,0% ,7% MF ,1 2, , , ,0 1,0 1,0 81,4% 18,6% ,4% MEC ,6 2, , , ,0 1,0 1,0 32,4% 67,6% ,1% MAMAOT ,8 2, , , ,2 1,2 1,2 71,1% 28,9% ,2% MAI ,9 1, , , ,0 1,0 1,0 90,0% 10,0% ,9% PCM ,3 1, , , ,0 1,0 1,0 84,4% 15,6% ,7% MNE ,7 2, , , n/r n/r n/r 98,6% 1,4% ,9% ÂMBITO DO LEVANTAMENTO ,6 14, , , N/A N/A N/A 64,5% 35,5% ,0% # UTIL VOZ MÓVEL # UTIL BLM FTEs TIC FTEs TOTAIS SERVICE DESK INCIDENT MNGMT CONFIG MNGMT OPEX (% TOTAL) CAPEX (% TOTAL) DESPESA TIC (K ) % DESPESA MIN 16

17 PANORAMA NACIONAL O QUE FOI FEITO? LEVANTAMENTO DE CENTROS DE DADOS, SISTEMAS E FUNÇÃO INFORMÁTICA ANÁLISE DE VARIÁVEIS PARA SELEÇÃO DE CENÁRIOS CLOUD GANHOS A OBTER ATRAVÉS DAS SEGUINTES ÁREAS DE ATUAÇÃO: 1. SOFTWARE COMO SERVIÇO 2. VIRTUALIZAÇÃO DE SERVIDORES 3. CONSOLIDAÇÃO DE ARMAZENAMENTO DE DADOS 4. DIMINUIÇÃO DE CONSUMOS ENERGÉTICOS 5. REDUÇÃO DA ÁREA OCUPADA 6. DIMINUIÇÃO DE LINKS DE COMUNICAÇÃO DE DADOS 7. REDUÇÃO DE RECURSOS HUMANOS PARA GESTÃO DA MONITORIZAÇÃO DE INFRAESTRUTURA 17

18 ANÁLISE DE VARIÁVEIS PARA SELEÇÃO DE CENÁRIOS CLOUD 1. CLASSIFICAÇÃO DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO 2. FUNCIONALIDADE É UMA COMMODITY (EG. , FILESHARE, EID, ) 3. FUNCIONALIDADE É DE USO GENERALIZADO NO UNIVERSO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (EG. IAP, CC, GERFIP,..) 4. QUESTÕES TÉCNICAS (EG. APLICAÇÕES VIRTUALIZÁVEIS, ) CENÁRIOS POSSÍVEIS 18

19 ANÁLISE DE VARIÁVEIS PARA SELEÇÃO DE CENÁRIOS CLOUD SaaS Disponibilização de software através da Internet em que as aplicações são executadas sobre a infraestrutura do fornecedor Cloude são tipicamente acedidas pelos utilizadores através de um web browser. O Cliente não é responsável nem intervém na instalação e manutenção de Hardware ou Software. SaaS Envio e receção online de mensagens através de um sistema eletrónico de comunicação, baseado num protocolo de comunicações SaaS Intranet e Fileshare SaaS Electronic Identity Management Disponibilização de soluções com capacidades de armazenamento e partilha de informação (e.g., de fotos, documentos, vídeos, backups remotos) em diversos ambientes e dispositivos e com acesso através de distintos protocolos (e.g., acessos HTTP(S), (S)FTP), conjugadas com soluções de portal e aplicações web tipicamente com gestão de conteúdos (e.g., intranets empresariais, portais colaborativos). Gestão da configuração e identificação dos utilizadores, e dos processos de autenticação dos mesmos nos vários sistemas de informação acedidos. Definição de autorizações / privilégios de utilização dos vários sistemas / recursos a que o utilizador pode aceder, bem como do próprio tipo de utilização que o utilizador pode realizar (e.g., leitura, alteração) IaaS Disponibilização ao Cliente de capacidades ao nível de infraestrutura de suporte às suas aplicações (e.g., recursos de processamento, storage), sem a necessidade de aquisição e exploração de Hardware por parte do Cliente. Tipicamente o Cliente é responsável pela administração e instalação do sistema operativo e demais software necessário para a execução das suas aplicações ou armazenamento de dados Housing Disponibilização ao Cliente de um conjunto de infraestruturas físicas de CPD para o alojamento dos equipamentos de TI do Cliente, respeitando especificações contratadas relativas a condições ambientais e de segurança. 19

20 ANÁLISE DE VARIÁVEIS PARA SELEÇÃO DE CENÁRIOS CLOUD CENÁRIOS POSSÍVEIS 1. DATACENTER DA AP PARTILHADO POR VÁRIOS ORGANISMOS 2. CONCENTRAÇÃO DOS VÁRIOS CPD NUM ÚNICO GOVERNAMENTAL 3. CLOUD COM INVESTIMENTO 4. CLOUD SEM INVESTIMENTO REQUISITOS DE SEGURANÇA E DISPONIBILIDADE A TER EM CONTA a) PERÍODO E NÍVEL DE DISPONIBILIDADE b) TEMPO DE REPOSIÇÃO c) CLASSIFICAÇÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO d) TEMPO PARA DISPONIBILIZAÇÃO DA INFRAESTRUTURA 20

21 ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO 1. ENQUADRAMENTO 2. ONDE ESTAMOS? 3. O PANORAMA EUROPEU 21

22 PANORAMA EUROPEU DIVERSOS PAÍSES EUROPEUS ESTÃO A AVANÇAR NOS DOMÍNIOS DO CLOUDCOMPUTINGPARA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. ENTRE OUTROS: ESPANHA CERCA DE 35% DAS ENTIDADES PÚBLICAS ESPANHOLAS JÁ UTILIZA ALGUM SERVIÇO TIC EM CLOUD (ESTUDO INTECO) EX.:CONJUNTO DE SERVIÇOS PARA TROCA DE DOCUMENTOS ELETRÓNICOS ENTRE ORGANISMOS PÚBLICOS 3 EM CADA 4 ORGANISMOS PÚBLICOS REFERIRAM QUE AS SUAS EXPECTATIVAS FORAM CUMPRIDAS E 9,4% QUE FORAM SUPERADAS (ESTUDO INTECO) ÁUSTRIA PRESENTEMENTE A DEFINIR A ESTRATÉGIA PARA ADOÇÃO DE CLOUD UTILIZAÇÃO NUMA BASE AD-HOC(EX.: PLATAFORMAS COLABORATIVAS EM SAAS) EX.: A AVALIAR A MIGRAÇÃO DO SISTEMA DE DIVULGAÇÃO DAS LEISFEDERAIS E REGIONAIS PARA UMA CLOUD PÚBLICA 22

23 PANORAMA EUROPEU HOLANDA PRESENTEMENTE A UTILIZAR UMA CLOUD PRIVADA GOVERNAMENTAL PARA AVALIAR UTILIZAÇÃO FUTURA DE CLOUDS PÚBLICAS PGETICHOLANDÊS istrategy CRIAÇÃO DE UM SISTEMA DE GESTÃO DE INFORMAÇÃO CENTRAL QUE SHOULD BE BASED ON ( ) CLOUD COMPUTING -POLÍTICA CLOUD FIRST : VERIFICAÇÃOPRÉVIADOS SERVIÇOS EXISTENTES NACLOUD GOVERNAMENTAL ANTES DE NOVAS AQUISIÇÕES BÉLGICA VERIFICA-SE A UTILIZAÇÃO DE CLOUD NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (AQUISIÇÃO RECENTE DE SERVIÇOS CLOUD PELO GOVERNO CENTRAL) UTILIZAÇÃO DA CLOUD PÚBLICA PARA APLICAÇÕES NÃO-CRÍTICAS 2013: PROJETO PARA CLOUD HÍBRIDA PÚBLICO-PRIVADA ITÁLIA ADOÇÃO PROGRESSIVA DE CLOUD EX.: PROVÍNCIA DE TRENTO: INSTITUTO DE PESQUISA RESPONSÁVEL PELA COMPRA PÚBLICA DE SERVIÇOS COMUNS CLOUD PARA O GOVERNO REGIONAL 23

24 PANORAMA EUROPEU CLOUD NA ESTRATÉGIA EGOV DA UNIÃO EUROPEIA ESTRATÉGIA DE CLOUD COMPUTING EUROPEIA LANÇADA EM SETEMBRO 2012 a) SUPERAR AS BARREIRAS PARA A ADOÇÃO DE SERVIÇOS CLOUD b) UNIFORMIZAÇÃO DE STANDARDS c) CONDIÇÕES E TERMOS CONTRATUAIS SEGUROS E JUSTOS d) EUROPEAN CLOUD PARNERSHIP a) STEERING COMMITTEE b) PRE-COMMERCIAL PROCUREMENT 24

25 PANORAMA EUROPEU CLOUD 4 EUROPE (C4E) CONSÓRCIO EUROPEU QUE CONCORREU (15 JANEIRO) AO PROGRAMA QUADRO 7 -CALLDE 10 MILHÕES DE EUROS OBJETIVO PROCESSO DE JOINT PRE-COMMERCIAL PROCUREMENT PARA PILOTAR A AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS CLOUDCOMVISTAÀDEFINIÇÃODENORMASESTANDARDSEUROPEUSATÉAOFINALDE2015 ENTIDADES PÚBLICAS, INSTITUTOS DE INVESTIGAÇÃO E UNIVERSIDADES, NUM TOTAL DE 11 ESTADOS (ALEMANHA, ÁUSTRIA, BÉLGICA, ESPANHA, ESTÓNIA, FINLÂNDIA, HOLANDA, ITÁLIA, PORTUGAL, REINO UNIDO E TURQUIA COMO ESTADO ASSOCIADO) PORTUGAL ENCONTRA-SE ENTRE O REFERIDO GRUPO LIDERANTE 25

26 Just like water from the tap in your kitchen, cloud computing services can be turned on or off quickly as needed. Like at the water company, there is a team of dedicated professionals making sure the service provided is safe, secure and available on a 24/7 basis. When the tap isn t on, not only are you saving water, but you aren t paying for resources you don t currently need. Vivek Kundra, CIO in Obama administration 26

27 OBRIGADO! PAULO NEVES

MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA A EXPERIÊNCIA PORTUGUESA JOÃO RICARDO VASCONCELOS

MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA A EXPERIÊNCIA PORTUGUESA JOÃO RICARDO VASCONCELOS A EXPERIÊNCIA PORTUGUESA JOÃO RICARDO VASCONCELOS JORNADAS CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO PORTO, 21 DE MAIO DE 2013 COLABORAR SIMPLIFICAR INOVAR PORTUGAL POSSUI UM PERCURSO RICO NO DESENVOLVIMENTO DE POLÍTICAS

Leia mais

Sumário da Estratégia de Racionalização dos centros de dados e computação em nuvem na Administração Pública

Sumário da Estratégia de Racionalização dos centros de dados e computação em nuvem na Administração Pública Sumário da Estratégia de Racionalização dos centros de dados e computação em nuvem na Administração Pública Horizonte 202-206 Grupo de Projeto para as Tecnologias de Informação e Comunicação Título: computação

Leia mais

SAMA2020 OPERAÇÕES TEMÁTICAS RACIONALIZAÇÃO DAS TIC

SAMA2020 OPERAÇÕES TEMÁTICAS RACIONALIZAÇÃO DAS TIC AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA SAMA2020 OPERAÇÕES TEMÁTICAS RACIONALIZAÇÃO DAS TIC 1 DE JULHO DE 2015 OPERAÇÕES TEMÁTICAS OPERAÇÃO TEMÁTICA M/C DOTAÇÃO ORÇAMENTAL CAPACITAÇÃO PARA AVALIAÇÕES

Leia mais

MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA Da AP Central à AP Local

MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA Da AP Central à AP Local Da AP Central à AP Local PAULO NEVES PRESIDENTE DO CONSELHO DIRETIVO 01 JULHO 2014 COMO OS CIDADÃOS VÊEM O SETOR PÚBLICO? 2 3 MAS SERÁ QUE PODEMOS FALAR NUMA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA? 4 DIVERSIDADE DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

A ambição da Gov Cloud. 2015 espap Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, I.P. Direitos reservados. 1

A ambição da Gov Cloud. 2015 espap Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, I.P. Direitos reservados. 1 A ambição da Gov Cloud 2015 espap Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, I.P. Direitos reservados. 1 Agenda Racionalização das TIC na AP: Contexto e enquadramento rsptic: áreas prioritárias

Leia mais

EXCELÊNCIA CONHECIMENTO IMPACTO. Ana Cristina Neves Lisboa 12 dezembro 2013

EXCELÊNCIA CONHECIMENTO IMPACTO. Ana Cristina Neves Lisboa 12 dezembro 2013 EXCELÊNCIA CONHECIMENTO IMPACTO Ana Cristina Neves Lisboa 12 dezembro 2013 O porquê? O que é? Metodologia de trabalho Resultados esperados O porquê? Após o Plano de Ação Ligar Portugal (2005-2010) - Espaços

Leia mais

As TIC na Administração Pública Que Futuro?

As TIC na Administração Pública Que Futuro? As TIC na Administração Pública Que Futuro? André Vasconcelos Agência para a Modernização Administrativa, I.P. www.ama.pt Os organismos públicos têm tido a liberdade necessária para adquirir e gerir autonomamente

Leia mais

Administração Pública Eletrónica 2014 - O Que Falta Fazer?

Administração Pública Eletrónica 2014 - O Que Falta Fazer? Administração Pública Eletrónica 2014 - O Que Falta Fazer? 4 de junho de 2014 Auditório Adriano Moreira ISCSP PATRCINADORES PRATA Com a Colaboração Científica Patrocinadores Globais APDSI Da Interoperabilidade

Leia mais

Encontro de Utilizadores Esri 2013. Smart Cloud PT

Encontro de Utilizadores Esri 2013. Smart Cloud PT Encontro de Utilizadores Esri 2013 Smart Cloud PT Enabler de Orador: Inovação Hugo Rodrigues e Eficácia PT Enabler de Inovação e Eficácia EUE 2013 Telecomunicações TI/SI Soluções Internacionais Soluções

Leia mais

Cloud Computing. Edy Hayashida E-mail: edy.hayashida@uol.com.br

Cloud Computing. Edy Hayashida E-mail: edy.hayashida@uol.com.br Cloud Computing Edy Hayashida E-mail: edy.hayashida@uol.com.br Facebook 750 milhões de usuários 42% de todos os usuários do Facebook estão localizado na América, 27% na Ásia e 25% na Europa 4% na África

Leia mais

O nosso ADN Quem Somos Somos um instituto público integrado na administração indireta do Estado, dotado de autonomia administrativa e financeira e património próprio, com intervenção sobre todo o território

Leia mais

Um projeto em rede na Administração Pública. 2015 espap Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, I.P. Direitos reservados.

Um projeto em rede na Administração Pública. 2015 espap Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, I.P. Direitos reservados. Um projeto em rede na Administração Pública 2015 espap Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, I.P. Direitos reservados. 1 Missão Assegurar a obtenção de ganhos de eficácia e eficiência,

Leia mais

Cloud Computing O novo paradigma de Custeio. Anderson Baldin Figueiredo Consultor

Cloud Computing O novo paradigma de Custeio. Anderson Baldin Figueiredo Consultor Cloud Computing O novo paradigma de Custeio Anderson Baldin Figueiredo Consultor O momento da 3ª. Plataforma $$$$$ $ Conceituando Cloud Computing Mas o que significa cloud computing mesmo? Cloud = Evolução

Leia mais

EXIN Cloud Computing Fundamentos

EXIN Cloud Computing Fundamentos Exame Simulado EXIN Cloud Computing Fundamentos Edição Maio 2013 Copyright 2013 EXIN Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser publicado, reproduzido, copiado ou armazenada

Leia mais

estatísticas rápidas dezembro 2013

estatísticas rápidas dezembro 2013 estatísticas rápidas dezembro 213 Nº 16 Índice A. Resumo B. As energias renováveis na produção de eletricidade 1. Energia e potência por fonte de energia 2. Energia e potência por distrito 3. Comparação

Leia mais

Sobre a Claranet. Hosting Networks Applications. www.claranet.pt Email info@claranet.pt Tel 707 50 51 52. A Nossa Experiência. Presença Internacional

Sobre a Claranet. Hosting Networks Applications. www.claranet.pt Email info@claranet.pt Tel 707 50 51 52. A Nossa Experiência. Presença Internacional MANAGED NETWORKS_PORT_nv:bpack2005.qxd 13-10-2011 8:24 Page 1 Sobre a Claranet Fundada em 1996, a Claranet Evoluiu de Internet Service Provider, tendo sido o primeiro operador privado a surgir em Portugal,

Leia mais

Convergência TIC e Projetos TIC

Convergência TIC e Projetos TIC TLCne-051027-P1 Convergência TIC e Projetos TIC 1 Introdução Você responde essas perguntas com facilidade? Quais os Projetos TIC mais frequentes? Qual a importância de BI para a venda de soluções TIC (TI

Leia mais

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Sumário País Portugal Sector Saúde Perfil do Cliente O Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho envolve

Leia mais

Perfil sociodemográfico Real delivery Painel IR % Total painelistas: 8.586 71,4% Sexo Homem 3.625

Perfil sociodemográfico Real delivery Painel IR % Total painelistas: 8.586 71,4% Sexo Homem 3.625 1 / 7 Panel B2B Portugal Características Tamanho painel (ISO): 32.637 Pessoas perfiladas (ISO): 12.277 Taxa de resposta estimada (ISO): 41% Atualizado: 15/12/2014 Tamanho (ISO): o número de participantes

Leia mais

Infrascale Partnership: Your Online Cloud Storage Business

Infrascale Partnership: Your Online Cloud Storage Business 1 2 Cloud Backup info@bms.com.pt Tel.: 252 094 344 www.bms.com.pt Quem é a Infrascale? Um Pioneiro Global em Cloud Storage A Infrascale é uma empresa de Platform-as-a- Service (PaaS) (Plataforma como um

Leia mais

Patrício Domingues Dep. Eng. Informática ESTG Instituto Politécnico de Leiria Leiria, Maio 2011 http://bit.ly/patricio

Patrício Domingues Dep. Eng. Informática ESTG Instituto Politécnico de Leiria Leiria, Maio 2011 http://bit.ly/patricio Patrício Domingues Dep. Eng. Informática ESTG Instituto Politécnico de Leiria Leiria, Maio 2011 http://bit.ly/patricio 1 Velocidade... Pesquisar Cloud computing 76 milhões resultados em 0,06 segundos Isto

Leia mais

Estado da Nação das TIC em Angola

Estado da Nação das TIC em Angola Estado da Nação das TIC em Angola CIO AGENDA ANGOLA 2013 AS TI TI COMO ALAVANCA DE CRESCIMENTO DO NEGÓCIO 21 de Maio, Hotel Sana Epic, Luanda Gabriel Coimbra General Manager, IDC Angola gcoimbra@idc.com

Leia mais

Segurança nas Nuvens Onde Coloco Meus Dados?

Segurança nas Nuvens Onde Coloco Meus Dados? Segurança nas Nuvens Onde Coloco Meus Dados? Expectativa de 20 minutos Uma abordagem prática e sensata de usar os Serviços em Nuvem de forma segura. Segurança nas Nuvens O que é? Quais as Vantagens das

Leia mais

O PANORAMA DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PORTUGUESES NOVOS SERVIÇOS NUM MERCADO EM MUDANÇA

O PANORAMA DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PORTUGUESES NOVOS SERVIÇOS NUM MERCADO EM MUDANÇA O PANORAMA DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PORTUGUESES NOVOS SERVIÇOS NUM MERCADO EM MUDANÇA IMPRENSA ESCRITA E DIGITAL DUAS FORMAS COMPLEMENTARES DE COMUNICAR PUBLICAÇÕES ATIVAS: 2008-2012 3.169 2.940

Leia mais

Definição e Implementação de Metodologia, Modelo e Ferramentas para Avaliação de Projetos e Despesas TIC

Definição e Implementação de Metodologia, Modelo e Ferramentas para Avaliação de Projetos e Despesas TIC Definição e Implementação de Metodologia, Modelo e Ferramentas para Avaliação de Projetos e Despesas TIC Overview do Processo de Avaliação de Projetos e Despesas TIC www.ama.pt Índice 1. Enquadramento

Leia mais

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas Porto, 28 de Janeiro de 2014 Índice 1. Enquadramento 2. A aicep Portugal Global 3. Produtos e serviços AICEP Enquadramento Enquadramento

Leia mais

Agenda CLOUD COMPUTING I

Agenda CLOUD COMPUTING I Agenda O que é Cloud Computing? Atributos do Cloud Computing Marcos do Cloud Computing Tipos do Cloud Computing Camadas do Cloud computing Cloud Computing Tendências O Cloud Computing do Futuro Pros &

Leia mais

Jornada - Gestão da informação arquivística numa Administração Pública renovada 20 de Outubro de 2011

Jornada - Gestão da informação arquivística numa Administração Pública renovada 20 de Outubro de 2011 Jornada - Gestão da informação arquivística numa Administração Pública renovada 20 de Outubro de 2011 António Bento Planeamento e Gestão da Qualidade www.ama.pt Agenda A AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA

Leia mais

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012 Apoio à Internacionalização CENA 3 de Julho de 2012 Enquadramento Enquadramento Comércio Internacional Português de Bens e Serviços Var. 13,3% 55,5 68,2 57,1 73,4 48,3 60,1 54,5 66,0 67,2 61,7 Exportação

Leia mais

Racionalização de infraestruturas e plataformas no âmbito dos Sistemas de Informação do MJ

Racionalização de infraestruturas e plataformas no âmbito dos Sistemas de Informação do MJ itsmf Conferência Anual 2012 22 de Maio de 2012 Estratégias de racionalização e sustentabilidade das TIC (setores público e privado) Racionalização de infraestruturas e plataformas no âmbito dos Sistemas

Leia mais

Transformação da Indústria

Transformação da Indústria Conceitos Transformação da Indústria Hoje Cloud Anos 2000 Web Anos 1990 Cliente / Servidor Anos 1970 e 80 Mainframe Novas possibilidades O momento atual do país é favorável para que as empresas passem

Leia mais

Instrumentos de alinhamento do negócio

Instrumentos de alinhamento do negócio Virtualização e Consolidação: Instrumentos de alinhamento do negócio com as TIC José Casinha (Oni Communications) jose.casinha@oni.pt i Alinhamento das TI com o negócio Pessoas Skills Conhecimento Produtividade

Leia mais

Virtualização e Consolidação de Centro de Dados O Caso da UTAD António Costa - acosta@utad.pt

Virtualização e Consolidação de Centro de Dados O Caso da UTAD António Costa - acosta@utad.pt Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Virtualização e Consolidação de Centro de Dados O Caso da UTAD António Costa - acosta@utad.pt Agenda A UTAD Virtualização Uma definição Introdução e abrangência

Leia mais

TRIBUTAÇÃO NA NUVEM. Tax Friday 21 de outubro de 2011 AMCHAM - RJ

TRIBUTAÇÃO NA NUVEM. Tax Friday 21 de outubro de 2011 AMCHAM - RJ TRIBUTAÇÃO NA NUVEM Tax Friday 21 de outubro de 2011 AMCHAM - RJ PROGRAMA 1. INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO EM NUVEM CONCEITOS APLICÁVEIS 2. PRINCIPAIS OPERAÇÕES E ASPECTOS TRIBUTÁRIOS POLÊMICOS INTRODUÇÃO À

Leia mais

Serviços Cloud e a Modernização da AP

Serviços Cloud e a Modernização da AP Jorge Lopes - NOSi Serviços Cloud e Modernização da AP MODELO INTEGRADO DE GOVERNAÇÃO ELETRÓNICA Promover a governança eletrônica como a melhor oportunidade para desencadear a transformação organizacional

Leia mais

TRIBUTAÇÃO NAS NUVENS Uma Regulação em Debate

TRIBUTAÇÃO NAS NUVENS Uma Regulação em Debate TRIBUTAÇÃO NAS NUVENS Uma Regulação em Debate Workshop Divisão Tributária 18.04.2013 CIESP - CAMPINAS PROGRAMA 1. BREVE INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2. PRINCIPAIS OPERAÇÕES E ASPECTOS TRIBUTÁRIOS POLÊMICOS

Leia mais

Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio. Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist

Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio. Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist 05 De onde vem o termo nuvem? Business Servidores SAN WAN SAN LANs Roteador NAS Switch

Leia mais

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 02/SAMA2020/2015

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 02/SAMA2020/2015 AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 02/SAMA2020/2015 REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DA OPERAÇÃO SISTEMA DE APOIO À MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (SAMA2020) Página 1 de 16

Leia mais

O seu escritório na nuvem - basta usar o browser.

O seu escritório na nuvem - basta usar o browser. 02 O seu escritório na nuvem - basta usar o browser. As soluções tecnológicas que encontra para melhorar a colaboração na sua empresa são muito caras e complexas? Pretende tornar as suas equipas mais ágeis

Leia mais

Definição e Implementação de Metodologia, Modelo e Ferramentas para Avaliação de Projectos e Despesas TIC

Definição e Implementação de Metodologia, Modelo e Ferramentas para Avaliação de Projectos e Despesas TIC Definição e Implementação de Metodologia, Modelo e Ferramentas para Avaliação de Projectos e Despesas TIC Overview do Processo de Avaliação de Projectos e Despesas TIC www.ama.pt Índice 1. Enquadramento

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA Quem Somos Somos um grupo de empresas de prestação de serviços profissionais nas áreas das Tecnologias de Informação, Comunicação e Gestão. Estamos presente em Portugal,

Leia mais

ELEIÇÃO DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

ELEIÇÃO DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Círculo eleitoral dos Açores Aliança Açores Partido Social Democrata Partido Democrático do Atlântico CDS-PP. PPD/D PDA Círculo eleitoral de Aveiro Partido Cidadania e Democracia Cristã PPV/CDC PPD/D.

Leia mais

Workshop Nacional sobre o Koha

Workshop Nacional sobre o Koha O open-source ao serviço das bibliotecas modernas A ESOP Apresentação A ESOP A ESOP é uma associação empresarial que representa as empresas portuguesas que se dedicam ao desenvolvimento de software e à

Leia mais

WWW.PORTAL-ENERGIA.COM

WWW.PORTAL-ENERGIA.COM estatísticas rápidas Setembro/Outubro Nº 55/56 1/22 Índice A.Resumo B. As energias renováveis na produção de electricidade 1. Energia e potência por fonte de energia 2. Energia e potência por distrito

Leia mais

Sucesu RS A Tecnologia a Favor da Inovação. Serviços de Cloud Computing para operações de missão crítica

Sucesu RS A Tecnologia a Favor da Inovação. Serviços de Cloud Computing para operações de missão crítica Sucesu RS A Tecnologia a Favor da Inovação Serviços de Cloud Computing para operações de missão crítica Fernando Bittar Diretor de Novos Negócios ITM IT Management Contexto do Mercado de Cloud Computing

Leia mais

2015 espap Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, I.P. Direitos reservados. 1

2015 espap Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, I.P. Direitos reservados. 1 2015 espap Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, I.P. Direitos reservados. 1 2015 espap Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, I.P. Direitos reservados. 2 Agenda

Leia mais

e-justiça Eng.ª Júlia Ladeira ( ITIJ )

e-justiça Eng.ª Júlia Ladeira ( ITIJ ) e justiça O que o sector da justiça em Portugal tem a ganhar com o desenvolvimento da SI 12 e 13 de Janeiro de 2004 Fundação Calouste Gulbenkian Eng.ª Júlia Ladeira ( ITIJ ) Patrocínio O que o sector da

Leia mais

E-Ciência em Portugal 4ª Conferência Open Access

E-Ciência em Portugal 4ª Conferência Open Access E-Ciência em Portugal 4ª Conferência Open Access U. do Minho, Braga, 26 Nov 2009 Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Estratégia

Leia mais

Disponibilizar uma ferramenta de gestão integrada e on-line, para Oficinas. www.pcomp.pt

Disponibilizar uma ferramenta de gestão integrada e on-line, para Oficinas. www.pcomp.pt Disponibilizar uma ferramenta de gestão integrada e on-line, para Oficinas Ficheiro de viaturas, máquinas, peças, clientes, fornecedores, funcionários,... Orçamentos que podem ser transformados automaticamente

Leia mais

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas 7 de Novembro de 2014 Internacionalização - Desafios Diversificar Mercados Alargar a Base Exportadora Enquadramento Evolução Recente Comércio

Leia mais

DOSSIER DE IMPRENSA 2015

DOSSIER DE IMPRENSA 2015 DOSSIER DE IMPRENSA 2015 A Empresa A Empresa A 2VG é uma empresa tecnológica portuguesa criada em 2009, que surgiu para colmatar uma necessidade detetada no mercado das tecnologias de informação e comunicação

Leia mais

FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 White Paper

FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 White Paper CLOUD COMPUTING FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 CLOUD COMPUTING FAZER MAIS COM MENOS Cloud Computing é a denominação adotada para a mais recente arquitetura de sistemas informáticos. Cada vez mais empresas

Leia mais

Apresentação da Empresa e seus Serviços.

Apresentação da Empresa e seus Serviços. Apresentação da Empresa e seus Serviços. 1 Conteúdo do Documento Sobre a MSCTI... 3 Portfólio de Serviços... 4 O que a consultoria MSCTI faz?... 5 Outros Serviços e Soluções... 6 Certificações... 7 Clientes

Leia mais

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm Anexo C: Súmula das principais iniciativas desenvolvidas na Europa na área da Sociedade de Informação e da mobilização do acesso à Internet em banda larga Para informação adicional sobre os diversos países

Leia mais

Segurança da Informação Nacional e Gestão de Risco

Segurança da Informação Nacional e Gestão de Risco Segurança da Informação Nacional e Gestão de Risco IESM 23MAI2013 Manuel Honorato CMG, Eng.º de Material Naval Agenda Segurança da Informação Nacional (Estrutura / Estratégia) Centro Nacional de Cibersegurança

Leia mais

Soluções em Mobilidade

Soluções em Mobilidade Soluções em Mobilidade Soluções em Mobilidade Desafios das empresas no que se refere a mobilidade em TI Acesso aos dados e recursos de TI da empresa estando fora do escritório, em qualquer lugar conectado

Leia mais

O Sistema Nacional de Compras Públicas e a atividade da ANCP

O Sistema Nacional de Compras Públicas e a atividade da ANCP O Sistema Nacional de Compras Públicas e a atividade da ANCP 10ª Conferência ANETIE Lisboa, 24 de janeiro de 2012 Contexto Económico e Tendências Crescente dívida pública e receitas insuficientes para

Leia mais

Informática. Aula 7. Redes e Telecomunicações

Informática. Aula 7. Redes e Telecomunicações Informática Aula 7 Redes e Telecomunicações Comunicação Empresarial 2º Ano Ano lectivo 2003-2004 Introdução Para as empresas modernas funcionarem eficazmente, são vitais as ligações que conectam as suas

Leia mais

Disponibilizar uma ferramenta de gestão integrada e on-line, para Rent-a-car. www.pcomp.pt

Disponibilizar uma ferramenta de gestão integrada e on-line, para Rent-a-car. www.pcomp.pt Disponibilizar uma ferramenta de gestão integrada e on-line, para Rent-a-car Ficheiro de clientes, viaturas, fornecedores, comissionistas, funcionários, concessionários, financiadores, funcionários. Tabela

Leia mais

25 Maio Reitoria UNL

25 Maio Reitoria UNL 25 Maio Reitoria UNL 25 Maio Reitoria UNL Gestão de Serviços Partilhados na Administração Pública José Cordeiro Gomes Gestão de Serviços Partilhados na AP Agenda: 1. Enquadramento dos Serviços Partilhados

Leia mais

Estratégia da VMware: O modelo corporativo definido por software e o desafio de simplificar a TI. Anderson Ferreira Bruno Amaral 22 Ago 2014

Estratégia da VMware: O modelo corporativo definido por software e o desafio de simplificar a TI. Anderson Ferreira Bruno Amaral 22 Ago 2014 Estratégia da VMware: O modelo corporativo definido por software e o desafio de simplificar a TI Anderson Ferreira Bruno Amaral 22 Ago 2014 Desafios de TI Arquitetura da VMware Estratégia da VMware Sucesso

Leia mais

Plano de ação setorial de racionalização das TIC no Ministério das Finanças (versão 2.0)

Plano de ação setorial de racionalização das TIC no Ministério das Finanças (versão 2.0) Plano de ação setorial de racionalização das TIC no (versão 2.0) Horizonte 2012-2016 Grupo de Projeto para as Tecnologias de Informação e Comunicação 1 Título: Plano de ação setorial de racionalização

Leia mais

«Concurso Jovem Agricultor Português»

«Concurso Jovem Agricultor Português» «Concurso Jovem Agricultor Português» Como já é tradição, desde há muito, que a Caixa não descura a intenção de apoiar e estimular a economia nacional, assim como outras áreas de interesse, mostrando com

Leia mais

Disponibilizar uma ferramenta integrada e on-line, para gestão de imóveis. www.pcomp.pt

Disponibilizar uma ferramenta integrada e on-line, para gestão de imóveis. www.pcomp.pt Disponibilizar uma ferramenta integrada e on-line, para gestão de imóveis Ficheiro de prédios, fracções, inquilinos, proprietários, procuradores, funcionários, administradores de condominio,... Caracterização

Leia mais

Cloud Computing Visão PT Cisco Roadshow 2010. Bruno Berrones Funchal, 27 de Maio de 2010

Cloud Computing Visão PT Cisco Roadshow 2010. Bruno Berrones Funchal, 27 de Maio de 2010 Cloud Computing Visão PT Cisco Roadshow 2010 Bruno Berrones Funchal, 27 de Maio de 2010 Agenda Desafios para as Empresas Extrair valor do Cloud Computing O papel da PT 1 Inovação é a resposta para garantir

Leia mais

Tendências de Investimentos em TI em 2013

Tendências de Investimentos em TI em 2013 Tendências de Investimentos em TI em 2013 Ivair Rodrigues Diretor de Estudos de Mercado Tatiane Ramos Coordenadora de Pesquisas Índice Direitos Autorais Objetivos deste estudo Metodologia Definição dos

Leia mais

Workshop Abertura de candidaturas SAMA2020 Francisco Nunes

Workshop Abertura de candidaturas SAMA2020 Francisco Nunes Workshop Abertura de candidaturas SAMA2020 Francisco Nunes Gestor de Eixo Lisboa 1 de julho de 2015 DOMÍNIOS TRASNVERSAIS DOMÍNIOS TEMÁTICOS Portugal 2020 COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO INCLUSÃO

Leia mais

Relatório Anual de Atividades

Relatório Anual de Atividades Direção de Serviços de Recrutamento e Assuntos do Serviço Militar DIVISÃO DE ASSUNTOS DA PROFISSIONALIZAÇÃO DO SERVIÇO MILITAR Centro de Informação e Orientação para a Formação e o Emprego Relatório Anual

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA 2015 Quem é a 2VG? A Empresa A 2VG Soluções Informáticas SA., é uma empresa tecnológica portuguesa, fundada em 2009, que surgiu para colmatar uma necessidade detetada no mercado

Leia mais

Medida 21 - A adoção do OSS@AP

Medida 21 - A adoção do OSS@AP Medida 21 - A adoção do OSS@AP Ana Branco ana.branco@ama.pt Esta medida visa incentivar a avaliação rigorosa, pelo Estado, das soluções de software mais eficientes, promovendo a utilização de software

Leia mais

Portugal 2020 Oportunidades de financiamento para a Inovação Tecnológica na AP Francisco Nunes

Portugal 2020 Oportunidades de financiamento para a Inovação Tecnológica na AP Francisco Nunes Portugal 2020 Oportunidades de financiamento para a Inovação Tecnológica na AP Francisco Nunes Gestor de Eixo Pavilhão do Conhecimento 5 de maio de 2015 Inovação na AP INOVAÇÃO exploração com sucesso de

Leia mais

Desafios da Internacionalização O papel da AICEP. APAT 10 de Outubro, 2015

Desafios da Internacionalização O papel da AICEP. APAT 10 de Outubro, 2015 Desafios da Internacionalização O papel da AICEP APAT 10 de Outubro, 2015 Internacionalização - Desafios Diversificar Mercados Alargar a Base Exportadora 38º PORTUGAL TEM MELHORADO A SUA COMPETITIVIDADE

Leia mais

E-MAIL E GROUPWARE Zimbra: Solução completa e integrada de Email

E-MAIL E GROUPWARE Zimbra: Solução completa e integrada de Email Zimbra: Solução completa e integrada de Email Gil Vieira Vasco Silva Setembro/2013 ENQUADRAMENTO Plano Global Estratégico de racionalização e redução de custos nas TICs, na Administração Pública (PGETIC)

Leia mais

Infraestrutura: devo usar a nuvem? Prof. Artur Clayton Jovanelli

Infraestrutura: devo usar a nuvem? Prof. Artur Clayton Jovanelli Infraestrutura: devo usar a nuvem? Prof. Artur Clayton Jovanelli Conceitos principais Nuvem Local Dados (informações) Profissional Pessoal Procedimento padrão (modelo) Produzir Armazenar Como era... Como

Leia mais

EMC FORUM 2015. Copyright 2015 EMC Corporation. Todos os direitos reservados. 1

EMC FORUM 2015. Copyright 2015 EMC Corporation. Todos os direitos reservados. 1 EMC FORUM 2015 1 EMC FORUM 2015 Identifying the right kind of hybrid cloud for your business Presenter name 2 O SOFTWARE ESTÁ REDEFININDO TODAS AS EMPRESAS OS NEGÓCIOS ESTÃO MUITO MAIS DINÂMICOS EQUIPE

Leia mais

RESULTADOS DA 1.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO

RESULTADOS DA 1.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2015 RESULTADOS DA 1.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO NOTA 1. Encontra se concluída a colocação na primeira fase do 39.º concurso nacional de acesso, tendo sido admitidos,

Leia mais

SAMA2020 OPERAÇÕES TEMÁTICAS

SAMA2020 OPERAÇÕES TEMÁTICAS AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA SAMA2020 OPERAÇÕES TEMÁTICAS 1 DE JULHO DE 2015 OPERAÇÕES TEMÁTICAS OPERAÇÃO TEMÁTICA M/C DOTAÇÃO ORÇAMENTAL CAPACITAÇÃO PARA AVALIAÇÕES DE IMPACTO REGULATÓRIO

Leia mais

UPAEP Otimiza Serviços de TI a 17.000 Usuários com Soluções CA Technologies

UPAEP Otimiza Serviços de TI a 17.000 Usuários com Soluções CA Technologies CUSTOMER SUCCESS STORY Junho 2013 UPAEP Otimiza Serviços de TI a 17.000 Usuários com Soluções CA Technologies CUSTOMER LOGO HERE EMPRESA Fundada em 1973, no México, a UPAEP oferece importantes serviços

Leia mais

SUCH Serviço de Utilização Comum dos Hospitais

SUCH Serviço de Utilização Comum dos Hospitais Derechos Quem Somos O Serviço de Utilização Comum dos Hospitais é uma associação privada sem fins lucrativos, organizada e posicionada para a oferta integrada de Serviços Partilhados para o sector da Saúde.

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão dos Recursos Humanos da Administração Regional dos Açores - SIGRHARA Estratégia e Desafios

Sistema Integrado de Gestão dos Recursos Humanos da Administração Regional dos Açores - SIGRHARA Estratégia e Desafios Direção Regional de Organização e Administração Pública Vice-Presidência do Governo, Emprego e Competitividade Governo Regional dos Açores APOIO PRINCIPAL: Direção Regional de Organização e Administração

Leia mais

Lig@dos para um ensino melhor

Lig@dos para um ensino melhor Conhecer e partilhar para inovar na Educação Alexandre Martins Lima alima@anpri.pt Ana Paula Jacinto Ferreira apjferreira@anpri.pt Associação Nacional de Professores de Informática Associação Nacional

Leia mais

Programas de transformação nas Infraestruturas

Programas de transformação nas Infraestruturas Programas de transformação nas Infraestruturas O que somos O Sogrupo - Sistemas de Informação, A.C.E. é um agrupamento complementar de empresas, sem capital próprio, composto por entidades denominadas

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Cluster, Grid e computação em nuvem Slide 8 Nielsen C. Damasceno Introdução Inicialmente, os ambientes distribuídos eram formados através de um cluster. Com o avanço das tecnologias

Leia mais

Agenda Digital Local Sessão IV Aspectos técnicos

Agenda Digital Local Sessão IV Aspectos técnicos Agenda Digital Local Sessão IV Aspectos técnicos Segurança de dados Penafiel Ricardo Oliveira, rmo@eurotux.com AGENDA - FORMAÇÃO Apresentação ADL Barcelos: Múltiplas plataformas Questões-Chave para a Segurança

Leia mais

SNIMar - Informação geográfica integrada para a gestão de águas marinhas e costeiras

SNIMar - Informação geográfica integrada para a gestão de águas marinhas e costeiras SNIMar - Informação geográfica integrada para a gestão de águas marinhas e costeiras Teresa Rafael 11 de março de 2014 Pontos chave: O que é o SNIMar? Quais são os objetivos? Organização e gestão do projeto

Leia mais

CUSTO TOTAL DE PROPRIEDADE DO PANDA MANAGED OFFICE PROTECTION. 1. Resumo Executivo

CUSTO TOTAL DE PROPRIEDADE DO PANDA MANAGED OFFICE PROTECTION. 1. Resumo Executivo 1. Resumo Executivo As empresas de todas as dimensões estão cada vez mais dependentes dos seus sistemas de TI para fazerem o seu trabalho. Consequentemente, são também mais sensíveis às vulnerabilidades

Leia mais

Decreto-Lei n.º 107/2012, de 18 de maio, com a alteração da LOE para 2014

Decreto-Lei n.º 107/2012, de 18 de maio, com a alteração da LOE para 2014 Decreto-Lei n.º 107/2012, de 18 de maio, com a alteração da LOE para 2014 (a bold e a cor diferente encontram-se as alterações efetuadas pela LOE de 2014) Artigo 1.º Objeto 1- O presente decreto-lei regula

Leia mais

Iniciativa CDC RNP. Projeto CDC Piloto Huawei Encontro sobre Computação em Nuvem UNICAMP, 07 de abril de 2014

Iniciativa CDC RNP. Projeto CDC Piloto Huawei Encontro sobre Computação em Nuvem UNICAMP, 07 de abril de 2014 Iniciativa CDC RNP Projeto CDC Piloto Huawei Encontro sobre Computação em Nuvem UNICAMP, 07 de abril de 2014 Sumário Programa de Computação em Nuvem da RNP Iniciativa CDC RNP Estratégia Piloto Huawei Programa

Leia mais

Compras Públicas para um Estado Inteligente

Compras Públicas para um Estado Inteligente Compras Públicas para um Estado Inteligente Princípios de um Estado Inteligente Agimos de modo a assegurar um legado para as gerações futuras, através da racionalidade da gestão e proteção dos recursos

Leia mais

IV JORNADAS IBERO-ATLÂNTICAS DE ESTATÍSTICAS REGIONAIS 22 e 23 de junho de 2012 ESTATÍSTICAS FINANCEIRAS REGIONAIS. João Cadete de Matos

IV JORNADAS IBERO-ATLÂNTICAS DE ESTATÍSTICAS REGIONAIS 22 e 23 de junho de 2012 ESTATÍSTICAS FINANCEIRAS REGIONAIS. João Cadete de Matos 22 e 23 de junho de 2012 ESTATÍSTICAS FINANCEIRAS REGIONAIS João Cadete de Matos 1ª Parte Estatísticas do Banco de Portugal Estatísticas Financeiras Regionais 2 Evolução da difusão Estatística no Banco

Leia mais

CET CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA. no Ensino Superior

CET CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA. no Ensino Superior CET CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA no Ensino Superior CET Cursos de Especialização Tecnológica no Ensino Superior Setembro 2011 DIRECÇÃO GERAL DO ENSINO SUPERIOR Direcção de Serviços de Suporte à

Leia mais

O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM:

O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM: O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM: Decidiu apoiar as PME através deste programa, que permite: Modernizar a sua infraestrutura de comunicações Fazer crescer o seu negócio Incorporar competências essenciais

Leia mais

Workshop de Virtualização de Desktops. Braga, 12 de Junho de 2013

Workshop de Virtualização de Desktops. Braga, 12 de Junho de 2013 Workshop de Virtualização de Desktops Braga, 12 de Junho de 2013 AGENDA AGENDA 09h30 Welcome Coffee Sala contígua ao Auditório do ILCH-UMinho, no piso 0 09h50 Boas Vindas Luís Costa, Senior Account Manager,

Leia mais

Agenda Digital Local. Galicia. La participación de los diferentes stakeholders en el desarollo de la ADL. Ricardo Oliveira, rmo@eurotux.

Agenda Digital Local. Galicia. La participación de los diferentes stakeholders en el desarollo de la ADL. Ricardo Oliveira, rmo@eurotux. Agenda Digital Local La participación de los diferentes stakeholders en el desarollo de la ADL Galicia Ricardo Oliveira, rmo@eurotux.com AGENDA - FORMAÇÃO Eurotux ADL Barcelos (breve análise) Stakeholders

Leia mais

Recrutamento de RH. Perfil de Administração de Base de Dados e Plataforma Aplicacional. ID do Documento:

Recrutamento de RH. Perfil de Administração de Base de Dados e Plataforma Aplicacional. ID do Documento: Recrutamento de RH Perfil de Administração de Base de Dados e Plataforma Aplicacional ID do Documento: Versão: Elaborado por: Aprovado por: Data de Re99visão: 1 Administração de Base de Dados e Plataforma

Leia mais

INFRAESTRUTURA DE TI DA TEKSID PASSA POR ATUALIZAÇÃO COMPLETA, OBTENDO REDUÇÃO DE GASTOS E MELHORIAS NO AMBIENTE

INFRAESTRUTURA DE TI DA TEKSID PASSA POR ATUALIZAÇÃO COMPLETA, OBTENDO REDUÇÃO DE GASTOS E MELHORIAS NO AMBIENTE INFRAESTRUTURA DE TI DA TEKSID PASSA POR ATUALIZAÇÃO COMPLETA, OBTENDO REDUÇÃO DE GASTOS E MELHORIAS NO AMBIENTE Perfil O Grupo Teksid é o maior em fundição de autopeças do mundo, com capacidade produtiva

Leia mais

Gestão em Sistemas de Informação. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br

Gestão em Sistemas de Informação. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br Gestão em Sistemas de Informação Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br Gestão em Sistemas de Informação Cloud Computing (Computação nas Nuvens) 2 Cloud Computing Vocês

Leia mais

Sociedades de Garantia Mútua (SGM) são:

Sociedades de Garantia Mútua (SGM) são: Sociedades de Garantia Mútua (SGM) são: Operadores financeiros que prestam às instituições bancárias as garantias que lhes permitem disponibilizar às PME empréstimos em condições mais favoráveis. Ao partilhar

Leia mais

Cláusula 1.º Objecto. Cláusula 2.º Especificação da prestação

Cláusula 1.º Objecto. Cláusula 2.º Especificação da prestação CADERNO DE ENCARGOS CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DE UM PROJECTO DE ARQUIVO DIGITAL DE INFRA-ESTRUTURAS DE IT O presente Caderno de Encargos compreende as cláusulas a incluir no contrato

Leia mais

A CLOUD EM PORTUGAL UM CAMINHO DE ALIANÇAS. Produto e Alianças Cloud / Gestão de Produto Maio 2014

A CLOUD EM PORTUGAL UM CAMINHO DE ALIANÇAS. Produto e Alianças Cloud / Gestão de Produto Maio 2014 A CLOUD EM PORTUGAL UM CAMINHO DE ALIANÇAS Produto e Alianças Cloud / Gestão de Produto Maio 2014 1 AGENDA SITUAÇÃO ATUAL E TENDÊNCIAS PEGADA CLOUD PT PARCERIA PT / ESRI 2 METADE DOS CLIENTES PORTUGUESES

Leia mais