Enunciados dos Trabalhos de Laboratório. Instituto Superior Técnico / Introdução. 2 Configuração de Redes

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Enunciados dos Trabalhos de Laboratório. Instituto Superior Técnico - 2005/2006. 1 Introdução. 2 Configuração de Redes"

Transcrição

1 Enunciados dos Trabalhos de Laboratório Instituto Superior Técnico / Introdução A empresa XPTO vende serviços de telecomunicações. O seu portfólio de serviço inclui: acesso à Internet; serviço de telefonia IP; alojamento de sites; gestão de redes de clientes. No âmbito da sua actividade existem diversas tarefas de gestão de infra-estruturas que a empresa tem de realizar para os seus clientes. Estes trabalhos contemplam sempre a elaboração duma plataforma de ensaio, destinada a demonstrar aos clientes as características da solução pretendida. A elaboração das referidas plataformas será realizada pelos alunos de Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos. De acordo com os procedimentos de gestão de qualidade em vigor na empresa, todos os trabalhos realizados devem ser acompanhadas da produção de manuais, que incluam configuração, planos de testes e resultados dos testes realizados, segundo o modelo definido no Guia de Laboratório. 2 Configuração de Redes A XPTO é responsável pela gestão da rede duma instituição bancária, de média dimensão. A referida instituição tem a sua Sede localizada em Lisboa e um conjunto de 50 agências, distribuídas por Portugal Continental; o Centro de Dados está localizado numa zona segura, distante da Sede, em instalações especificamente desenhadas para o efeito, construídas de acordo com as recomendações adequadas. A XPTO foi contactada para a execução do seguinte conjunto de serviços de configuração de rede:

2 Criação duma infra-estrutura de rede sem fios Criação duma infra-estrutura de rede estruturada Interligação do Centro de Dados à Sede. Criação do backbone do Centro de Dados 2.1 Criação duma Infra-estrutura de rede sem fios Identificação do trabalho Conf_Rede_T1 Descrição A administração do banco decidiu lançar um serviço WiFi para facilitar o acesso dos clientes às suas contas. De forma a manter o nível de satisfação dos clientes, os clientes importantes devem ter melhor acesso ao serviço. Utilizadores que não são clientes do banco também podem aceder à rede, sendo-lhe o acesso restringido à informação pública, essencialmente vocacionada para a divulgação dos produtos e serviços oferecidos pelo banco. Durante a fase piloto, o serviço é disponibilizado apenas na sede do banco. A XPTO deverá efectuar uma demonstração prévia da solução, a qual inclui o seguinte conjunto de equipamentos: 2 Pontos de Acesso de tecnologia Portáteis com interfaces sem fios, de tecnologia Desktops Todas as características funcionais da infra-estrutura de comunicação da solução final que forem relevantes devem ser incluídas e demonstradas 2.2 Criação duma rede estruturada Identificação do trabalho Conf_Rede_T2 Descrição Após uma re-organização dos serviços, o banco dispõem dum espaço aberto na sua sede, com uma capacidade de albergar cerca de 150 funcionários, destinado a ser utilizado por algumas direcções que desempenham funções críticas para o negócio bancário.

3 As características do espaço físico permitem alterar de uma forma simples a localização física dos funcionários, sempre que tal seja necessário. Cada funcionário dispõe dum posto de trabalho equipado com um PC com ligação à Internet. Foi decidido que o referido espaço fosse partilhado pelos elementos da direcção de sistemas de informação que efectuam o desenvolvimento de software; pelos elementos da direcção de marketing que efectuam o lançamento de novos produtos; pelos serviços de apoio ao cliente, pertencentes à direcção de clientes; e pela direcção de clientes empresariais. Apesar dos espaço físico entre quatro direcções ser partilhado, a informação que circula na rede não pode ser misturada, de forma a permitir, numa fase posterior, a contabilização de recursos. Porém, é fundamental assegurar a possibilidade de comunicação entre todos os funcionários. A XPTO foi contactada para criar e montar uma rede local estruturada no referido espaço aberto, devendo efectuar uma demonstração prévia da solução, a qual inclui o seguinte conjunto de equipamentos: 2 Comutadores: 1 Passport; 1 Baystack 3 Desktops 2 Portáteis (opção) Todas as características funcionais da infra-estrutura de comunicação da solução final que forem relevantes devem ser incluídas e demonstradas 2.3 Interligação Centro de Dados - Sede Identificação do trabalho Conf_Rede_T3 Descrição Pretende-se interligar a Sede da empresa ao Centro de Dados, através da infra-estrutura de rede oferecida pela XPTO. Este centro contém todos os sistemas de informação do banco e uma infraestrutura de suporte às comunicações e à gestão da rede. Existem um conjunto de sistemas acessíveis do exterior do banco (por exemplo, pelos Clientes) e outros que só são disponíveis internamente. Por uma questão de segurança, na Sede do banco o número de endereços públicos é muito limitado, estando reservado o seu uso para situações especiais. O acesso dos funcionário à Internet é providenciado por uma ligação existente na Sede.

4 A XPTO foi contactada para interligar as duas instalações e para garantir o acesso à Internet na sede do banco, devendo efectuar uma demonstração prévia da solução, a qual inclui o seguinte conjunto de equipamentos: 2 Terminadores de VPNs 2 Desktops Todas as características funcionais da infra-estrutura de comunicação da solução final que forem relevantes devem ser incluídas e demonstradas 2.4 Criação do backbone do Centro de Dados Identificação do trabalho Conf_Rede_T4 Descrição No Centro de Comunicações existe um elevado número de máquinas que são utilizadas para implementar os sistemas de informação e de suporte às comunicações do banco. As referidas máquinas estão agrupadas em três redes diferentes, que estão interligadas através duma rede de backbone. Pretende-se que o backbone da rede seja suportado em tecnologia IP e que ofereça garantias de tolerância a falhas nas ligações. A XPTO foi contactada para criar e montar o backbone da rede, devendo efectuar uma demonstração prévia da solução, a qual inclui o seguinte conjunto de equipamentos: Encaminhadores ARN 3 Desktops Todas as características funcionais da infra-estrutura de comunicação da solução final que forem relevantes devem ser incluídas e demonstradas 3 Configuração de Serviços A XPTO também tem como cliente uma agência de viagens, cujo negócio é realizado exclusivamente através da Internet. A XPTO foi contactada para proceder à criação dos seguintes serviços:

5 Gestão de domínios Web Correio electrónico 3.1 Gestão de domínios Identificação do trabalho Conf_Serv_T1 Descrição A agência de viagens dispõe dum conjunto de sistemas de informação que contêm a informação dos seus produtos, clientes e fornecedores, para além de suportarem as actividades da própria empresa. A reduzida dimensão da empresa não justifica que se utilize mais do que um servidor de , devendo a XPTO garantir o fornecimento deste serviço em caso de falha, através dos seus próprios servidores. Relativamente aos servidores de nomes, e dada a sua importância para o negócio, a agência decidiu que também deverá possuir o servidor secundário. A agência registou o seu próprio domínio, possuindo ainda um conjunto de sub-domínios que reflectem a própria organização de empresa. A XPTO disponibiliza ainda aos seus clientes a possibilidade de pesquisar um mapa virtual, fornecendo o acesso ao maps.google.com através de um nome no seu domínio. É fundamental facilitar o acesso dos clientes, evitando tempos de resposta demasiado elevados que condicionem a utilização dos serviços da agência. Neste contexto, a direcção da agências decidiu utilizar um cluster de servidores para o acesso dos clientes, devendo a carga entre estes ser distribuída, para efeitos de desempenho. A XPTO foi contactada para configurar e montar o serviço de nomes, devendo efectuar uma demonstração prévia da solução, a qual inclui o seguinte conjunto de equipamentos: 2 Desktops Todas as características funcionais da infra-estrutura de serviços da solução final que forem relevantes devem ser incluídas e demonstradas 3.2 Web Identificação do trabalho Conf_Serv_T2

6 Descrição A agência de viagens tem vários sites, incluindo um para fornecedores, um para clientes particulares e outro para clientes empresariais. No entanto, apenas tem um IP público disponível para o acesso a estes sites. Por questões de sigilo profissional, apenas os três fornecedores da agência podem aceder ao site dos fornecedores, mediante a introdução do seu user name, password. O site dos clientes empresariais evolui a partir do site dos clientes particulares, sofrendo uma profunda re-estruturação. Como tal, foram descobertos alguns links incorrectos, temendo-se que possam existir mais. De forma a manter a boa imagem da empresa, foi decidido que nestas circunstâncias é sugerido ao utilizador que contacte o centro de atendimento ao cliente da agência de viagens. A XPTO foi contactada para configurar e montar o servidor web, devendo efectuar uma demonstração prévia da solução, a qual inclui o seguinte conjunto de equipamentos: 2 Desktops Todas as características funcionais da infra-estrutura de serviços da solução final que forem relevantes devem ser incluídas e demonstradas 3.3 Correio electrónico Identificação do trabalho Conf_Serv_T3 Descrição A agência de viagens utiliza o correio electrónica como forma preferencial de contacto entre funcionários, com clientes e com fornecedores. O elevado número de s transferido entre os funcionários torna mais eficiente a utilização dum servidor de , localizado na próprio agência de viagens. Grande parte dos funcionários possuem um desktop na sua secretária. Quando se ausentam, por motivos de serviço, utilizam um dos portáteis da empresa. Nestes períodos de ausência, os funcionários são obrigados a consultar o , de forma segura, devendo responder aos mais urgentes, que como tal são identificados no assunto (*** URGENTE ***).

7 Para evitar que estes mails se confundam com os restantes, são apresentados aos funcionários numa pasta diferente da de entrada. Por vezes, para responder a estes s, necessitame de consultar s mais antigos. Nos períodos de férias, todos os s recebem uma resposta a indicar a indisponibilidade do funcionário e o contacto de substituição. O referido contacto é um endereço de , cujas mensagens recebidas são distribuídas por um conjunto de funcionários, previamente definido. A XPTO foi contactada para configurar e montar o servidor de , devendo efectuar uma demonstração prévia da solução, a qual inclui o seguinte conjunto de equipamentos: 2 Desktops Todas as características funcionais da infra-estrutura de serviços da solução final que forem relevantes devem ser incluídas e demonstradas 4 Gestão de Rede A XPTO adquiriu um novo cliente, do ramo da distribuição alimentar, passando a ser responsável pela gestão da sua infra-estrutura de comunicações. No contexto das gestão desta infra-estrutura a XPTO é responsável por Monitorizar a rede Monitorizar alarmes Avaliar o desempenho 4.1 Monitorização da Rede Identificação do trabalho Gestão_T1 Descrição A definir posteriormente! 4.2 Monitorização de Alarmes Identificação do trabalho Gestão_T2

8 Descrição A definir posteriormente! 4.3 Monitorização de Desempenho Identificação do trabalho Gestão_T3 Descrição A definir posteriormente!

Empresa de Projecto e Desenvolvimento de. Engenharia Civil - EPDEC

Empresa de Projecto e Desenvolvimento de. Engenharia Civil - EPDEC Empresa de Projecto e Desenvolvimento de Engenharia Civil - EPDEC Pedido de Proposta para Implementação da Rede Informática Projecto: Rede Informática da EPDEC Novembro de 2007 Índice 1 Introdução...1

Leia mais

Universidade Técnica de Lisboa Instituto Superior Técnico. Guia de Laboratório de Gestão de Redes e Sistemas Dsitribuídos

Universidade Técnica de Lisboa Instituto Superior Técnico. Guia de Laboratório de Gestão de Redes e Sistemas Dsitribuídos Universidade Técnica de Lisboa Instituto Superior Técnico Guia de Laboratório de Gestão de Redes e Sistemas Dsitribuídos Teresa Maria Sá Ferreira Vazão Vasques LERCI LEIC Versão 3.0 Setembro de 2005 Conteúdo

Leia mais

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO TRABALHOS DE LABORATÓRIO GESTÃO DE REDES E DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO TRABALHOS DE LABORATÓRIO GESTÃO DE REDES E DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO TRABALHOS DE LABORATÓRIO DE GESTÃO DE REDES E DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS TEMA III: GESTÃO DE REDES E SISTEMAS 2006/2007 1 1. Introdução A empresa

Leia mais

Laboratório de Sistemas e Redes. Nota sobre a Utilização do Laboratório

Laboratório de Sistemas e Redes. Nota sobre a Utilização do Laboratório Nota sobre a Utilização do Laboratório 1. Introdução O laboratório de Sistemas e Redes foi criado com o objectivo de fornecer um complemento prático de qualidade ao ensino das cadeiras do ramo Sistemas

Leia mais

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns.

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Internet Internet ou Net É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Como Comunicam os computadores Os computadores comunicam entre si utilizando uma linguagem

Leia mais

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito Mais informação Acesso ao Sistema de Transferência Electrónica de dados de Inquéritos (STEDI). Onde se acede ao sistema de entrega de Inquéritos? Deverá aceder ao sistema através do site do GEP www.gep.mtss.gov.pt

Leia mais

Manual de Infraestrutura para Alunos

Manual de Infraestrutura para Alunos Manual de Infraestrutura para Alunos POSI E3 - Pós-Graduação em Sistemas de Informação Especialização em Engenharia Empresarial Linkcom, SA Pág. 1 de 7 Índice Manual de Infraestrutura para Alunos... 1

Leia mais

Universidade Católica Portuguesa

Universidade Católica Portuguesa Universidade Católica Portuguesa Direcção de Sistemas de Informação Serviços disponíveis aos Docentes 2012/2013 Índice Direcção de Sistemas de Informação Pré requisitos e modo de acesso aos sistemas Pré

Leia mais

Enunciado de apresentação do projecto

Enunciado de apresentação do projecto Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2 o Semestre de 2009/2010 Enunciado de apresentação do projecto FEARSe Índice 1 Introdução... 2 2 Cenário de Enquadramento... 2 2.1 Requisitos funcionais...

Leia mais

geas www.sensocomum.pt

geas www.sensocomum.pt geas Como uma aplicação online pode facilitar a gestão da minha associação + fácil fichas de sócio online + rápido consulta de cotas + controlo histórico de alteração dados Com uma ferramenta disponível

Leia mais

1.1 A abordagem seguida no livro

1.1 A abordagem seguida no livro 1- Introdução A área de administração de sistemas e redes assume cada vez mais um papel fundamental no âmbito das tecnologias da informação. Trata-se, na realidade, de uma área bastante exigente do ponto

Leia mais

MOVE YOUR GUGA POLÍTICA DE PRIVACIDADE L I S B O A N O V E M B R O, 2 0 1 2

MOVE YOUR GUGA POLÍTICA DE PRIVACIDADE L I S B O A N O V E M B R O, 2 0 1 2 MOVE YOUR GUGA POLÍTICA DE PRIVACIDADE L I S B O A N O V E M B R O, 2 0 1 2 MOVE YOUR GUGA POLÍTICA DE PRIVACIDADE O presente acordo de Política de Privacidade (doravante PP) é escrito em Português. INTRODUÇÃO

Leia mais

Solução Base. Descrição do Serviço. A melhor solução de Internet e Voz para Profissionais e Empresas.

Solução Base. Descrição do Serviço. A melhor solução de Internet e Voz para Profissionais e Empresas. Solução Base Descrição do Serviço A melhor solução de Internet e Voz para Profissionais e Empresas. O acesso Internet Banda Larga que evolui com as suas necessidades. Características Solução adequada para:

Leia mais

PLANO TIC ano lectivo 2006/2007

PLANO TIC ano lectivo 2006/2007 PLANO TIC ano lectivo 2006/2007 O Coordenador TIC João Teiga Peixe Índice Índice...2 1. Introdução... 3 2. Objectivos... 3 3. Sectores Afectos... 4 1. Salas de Aulas... 4 2. Administrativo... 4 3. Outras

Leia mais

Redes de Comunicações Móveis / Tecnologias de Redes de Comunicações / Segurança Informática em Redes e Sistemas

Redes de Comunicações Móveis / Tecnologias de Redes de Comunicações / Segurança Informática em Redes e Sistemas UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Redes de Comunicações Móveis / Tecnologias de Redes de Comunicações / Segurança Informática em Redes e Sistemas Enunciado do Projecto Conjunto

Leia mais

Universidade Católica Portuguesa

Universidade Católica Portuguesa Universidade Católica Portuguesa Direcção de Sistemas de Informação Serviços disponíveis aos Alunos 2012/2013 Índice Direcção de Sistemas de Informação Pré requisitos e modo de acesso aos sistemas Pré

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Instalação em Rede. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Instalação em Rede. v2011 Manual Avançado Instalação em Rede v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Hardware... 3 b) Servidor:... 3 c) Rede:... 3 d) Pontos de Venda... 4 4. SQL Server... 5 e) Configurar porta estática:... 5 5.

Leia mais

O seu escritório na nuvem - basta usar o browser.

O seu escritório na nuvem - basta usar o browser. 02 O seu escritório na nuvem - basta usar o browser. As soluções tecnológicas que encontra para melhorar a colaboração na sua empresa são muito caras e complexas? Pretende tornar as suas equipas mais ágeis

Leia mais

Plano Tecnológico da Educação objectivo estratégico e metas

Plano Tecnológico da Educação objectivo estratégico e metas Plano Tecnológico da Educação objectivo estratégico e metas Objectivo estratégico Colocar Portugal entre os cinco países europeus mais avançados na modernização tecnológica do ensino em 2010 Metas EU 2006

Leia mais

Contrato de Prestação de Serviços de Alojamento de Web Site e Registo de Domínio

Contrato de Prestação de Serviços de Alojamento de Web Site e Registo de Domínio Contrato de Prestação de Serviços de Alojamento de Web Site e Registo de Domínio Entre Olivertek, LDA, pessoa colectiva n.º 507827040, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Gondomar, sob

Leia mais

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos. 2º Semestre, 2007/2008. Departamento Engenharia Informática. Enunciado do projecto: Loja Virtual

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos. 2º Semestre, 2007/2008. Departamento Engenharia Informática. Enunciado do projecto: Loja Virtual Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2º Semestre, 2007/2008 Departamento Engenharia Informática Enunciado do projecto: Loja Virtual Fevereiro de 2008 Índice Índice...2 Índice de Figuras...3 1 Introdução...4

Leia mais

Política WHOIS do Nome de Domínio.eu

Política WHOIS do Nome de Domínio.eu Política WHOIS do Nome de Domínio.eu 1/7 DEFINIÇÕES Os termos definidos nos Termos e Condições e/ou nas Normas de Resolução de Litígios do domínio.eu são utilizados no presente documento em maiúsculas.

Leia mais

BREVE MANUAL WIRELESS

BREVE MANUAL WIRELESS BREVE MANUAL WIRELESS Introdução O Projecto Municipal Seixal Digital pretende dotar o município do Seixal de equipamentos e infraestruturas que permitam o acesso às tecnologias de informação e comunicação.

Leia mais

Universidade Católica Portuguesa

Universidade Católica Portuguesa Universidade Católica Portuguesa Direção de Sistemas de Informação Serviços disponíveis aos Alunos 2014/2015 Índice Direção de Sistemas de Informação Pré requisitos e modo de acesso aos sistemas Pré requisitos

Leia mais

Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010

Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010 Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010 A Manutenção do Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA consiste numa infra-estrutura de disponibilidade

Leia mais

MANUAL WIRELESS DOS PONTOS MUNICIPAIS DE BANDA LARGA

MANUAL WIRELESS DOS PONTOS MUNICIPAIS DE BANDA LARGA MANUAL WIRELESS DOS PONTOS MUNICIPAIS DE BANDA LARGA Introdução O Projecto Municipal dos Pontos Municipais de Banda Larga (PMBL) pretende dotar o Município de Almeida de equipamentos e infra-estruturas

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA MOITA PLANO DE AÇÃO PARA AS TIC

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA MOITA PLANO DE AÇÃO PARA AS TIC AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA MOITA PLANO DE AÇÃO PARA AS TIC Equipa PTE "A exclusão digital não é ficar sem computador ou telefone celular. É continuarmos incapazes de pensar, de criar e de organizar novas

Leia mais

A gestão comercial e financeira através da Internet

A gestão comercial e financeira através da Internet PHC dgestão A gestão comercial e financeira através da Internet A solução de mobilidade que permite introduzir e consultar clientes, fornecedores, artigos, documentos de facturação, encomendas, compras,

Leia mais

Como vender na Internet

Como vender na Internet Como vender na Internet Ideias-base para uma iniciação à venda via Internet Gonçalo Carvalhinhos Secretário-Geral Associação do Comércio Electrónico em Portugal goncalo.carvalhinhos@portugalacep.org ACEP

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ACTIVIDADES

RELATÓRIO ANUAL DE ACTIVIDADES SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E REABILITAÇÃO DIRECÇÃO DE SERVIÇOS DE FORMAÇÃO E ADAPTAÇÕES TECNOLÓGICAS RELATÓRIO ANUAL DE ACTIVIDADES 2006 ÍNDICE 1. Nota Introdutória...

Leia mais

Office 365. Office365 Página 1

Office 365. Office365 Página 1 Office 365 O Microsoft Office 365 é a nova tecnologia baseada na Cloud lançada pela Microsoft, que combina novos programas que facilitam a comunicação e colaboração online, de forma natural. O Office 365

Leia mais

Servidores Virtuais. Um servidor à medida da sua empresa, sem investimento nem custos de manutenção.

Servidores Virtuais. Um servidor à medida da sua empresa, sem investimento nem custos de manutenção. es Virtuais Um servidor à medida da sua empresa, sem investimento nem custos de manutenção. O que são os es Virtuais? Virtual é um produto destinado a empresas que necessitam de um servidor dedicado ligado

Leia mais

CONDIÇÕES PARTICULARES CONTA INDIVIDUAL DE SOLUÇÕES DE SERVIÇO DE MENSAGENS Versão de 17/01/2012

CONDIÇÕES PARTICULARES CONTA INDIVIDUAL DE SOLUÇÕES DE SERVIÇO DE MENSAGENS Versão de 17/01/2012 CONDIÇÕES PARTICULARES CONTA INDIVIDUAL DE SOLUÇÕES DE SERVIÇO DE MENSAGENS Versão de 17/01/2012 Definições : Activação do Serviço: A activação do Serviço inicia-se a partir da validação do pagamento do

Leia mais

Virtualização e Consolidação de Centro de Dados O Caso da UTAD António Costa - acosta@utad.pt

Virtualização e Consolidação de Centro de Dados O Caso da UTAD António Costa - acosta@utad.pt Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Virtualização e Consolidação de Centro de Dados O Caso da UTAD António Costa - acosta@utad.pt Agenda A UTAD Virtualização Uma definição Introdução e abrangência

Leia mais

Nova plataforma de correio electrónico Microsoft Live@edu

Nova plataforma de correio electrónico Microsoft Live@edu 1 Nova plataforma de correio electrónico Microsoft Live@edu Tendo por objectivo a melhoria constante dos serviços disponibilizados a toda a comunidade académica ao nível das tecnologias de informação,

Leia mais

Gestão dos Níveis de Serviço

Gestão dos Níveis de Serviço A Gestão dos Níveis de Serviço (SLM) Os sistemas e tecnologias de informação e comunicação têm nas empresas um papel cada vez mais importante evoluindo, hoje em dia, para níveis mais elevados de funcionamento

Leia mais

DELEGAÇÃO REGIONAL DO ALENTEJO CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE ÉVORA REFLEXÃO 3

DELEGAÇÃO REGIONAL DO ALENTEJO CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE ÉVORA REFLEXÃO 3 REFLEXÃO 3 Módulos 0771, 0773, 0774 e 0775 1/5 18-02-2013 Esta reflexão tem como objectivo partilhar e dar a conhecer o que aprendi nos módulos 0771 - Conexões de rede, 0773 - Rede local - instalação,

Leia mais

1 http://www.google.com

1 http://www.google.com 1 Introdução A computação em grade se caracteriza pelo uso de recursos computacionais distribuídos em várias redes. Os diversos nós contribuem com capacidade de processamento, armazenamento de dados ou

Leia mais

Comunicação documentos de transporte AT via Webservice Singest Sistema Integrado de Gestão. 22-05-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software

Comunicação documentos de transporte AT via Webservice Singest Sistema Integrado de Gestão. 22-05-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software Comunicação documentos de transporte AT via Webservice 22-05-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software I. Índice I. Índice... 1 II. Introdução... 2 III. Configuração de documentos de transporte...

Leia mais

PAGAMENTOS NA INTERNET COM CARTÕES BOAS PRÁTICAS

PAGAMENTOS NA INTERNET COM CARTÕES BOAS PRÁTICAS Antes de realizar pagamentos na Internet, leia cuidadosamente as Condições Gerais de Utilização do Cartão que pretende utilizar. Caso persistam dúvidas, ou se necessitar de mais informação sobre os cuidados

Leia mais

ARQUIVO DIGITAL e Gestão de Documentos

ARQUIVO DIGITAL e Gestão de Documentos ARQUIVO DIGITAL e Gestão de Documentos TECNOLOGIA INOVAÇÃO SOFTWARE SERVIÇOS A MISTER DOC foi constituída com o objectivo de se tornar uma referência no mercado de fornecimento de soluções de gestão de

Leia mais

Especificações de oferta Monitorização da infra-estrutura remota

Especificações de oferta Monitorização da infra-estrutura remota Descrição dos serviços Especificações de oferta Monitorização da infra-estrutura remota Este serviço oferece serviços de Monitorização da infra-estrutura remota Dell (RIM, o Serviço ou Serviços ) conforme

Leia mais

Região Autónoma dos Açores Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação na Administração Pública Regional 2004

Região Autónoma dos Açores Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação na Administração Pública Regional 2004 Região Autónoma dos Açores Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação na Administração Pública Regional 2004 BREVE NOTA METODOLÓGICA Universo de referência: Organismos do Governo

Leia mais

Casa Agrícola do Exemplo Relatório de Auditoria de Gestão - 2004

Casa Agrícola do Exemplo Relatório de Auditoria de Gestão - 2004 Casa Agrícola do Exemplo Relatório de Auditoria de Gestão - 2004 Índice 1. Introdução 3 2. Qualidade dos Dados 4 3. Análise das Sugestões feitas na Auditoria de 2003 6 4. Processos e Fluxos de Informação

Leia mais

Paulo César Especialista de Soluções da ATM informática paulo.cesar@atminformatica.pt

Paulo César Especialista de Soluções da ATM informática paulo.cesar@atminformatica.pt Desktop Virtual Paulo César Especialista de Soluções da ATM informática paulo.cesar@atminformatica.pt Tendo em conta que a Virtualização será um dos principais alvos de investimento para o ano 2009 (dados

Leia mais

Software de Gestão Central GEONAUT

Software de Gestão Central GEONAUT Software de Gestão Central GEONAUT Acesso em tempo real na Web A autentificação do utilizador (user e password) conduz a uma interface personalizada, onde a disposição das funcionalidades e informação,

Leia mais

Vodafone ADSL Station Manual de Utilizador. Viva o momento

Vodafone ADSL Station Manual de Utilizador. Viva o momento Vodafone ADSL Station Manual de Utilizador Viva o momento 3 4 5 5 6 6 7 8 9 12 12 14 16 17 18 19 20 21 22 22 23 23 24 24 24 25 26 27 Ligar o Router LEDs Configuração do Router Aceder à ferramenta de configuração

Leia mais

Vantagem Garantida PHC

Vantagem Garantida PHC Vantagem Garantida PHC O Vantagem Garantida PHC é um aliado para tirar maior partido das aplicações PHC A solução que permite à empresa rentabilizar o seu investimento, obtendo software actualizado, formação

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 390/XI/1.ª SERVIÇO UNIVERSAL DE ACESSO À INTERNET EM BANDA LARGA

PROJECTO DE LEI N.º 390/XI/1.ª SERVIÇO UNIVERSAL DE ACESSO À INTERNET EM BANDA LARGA Grupo Parlamentar PROJECTO DE LEI N.º 390/XI/1.ª SERVIÇO UNIVERSAL DE ACESSO À INTERNET EM BANDA LARGA Exposição de motivos O acesso à internet assume hoje um papel crucial na nossa sociedade, devendo

Leia mais

PROJ. Nº 528362 LLP-1-2012-1-NL-ERASMUS-ECUE

PROJ. Nº 528362 LLP-1-2012-1-NL-ERASMUS-ECUE REDIVE GUIA LMS PROJ. Nº 528362 LLP-1-2012-1-NL-ERASMUS-ECUE Projecto financiado com o apoio da Comissão Europeia. A informação contida nesta publicação vincula exclusivamente o autor, não sendo a Comissão

Leia mais

PHC dmanager. O controlo remoto constante da empresa

PHC dmanager. O controlo remoto constante da empresa Descritivo PHC dmanager PHC PHC dmanager O controlo remoto constante da empresa A solução ideal para monitorizar via Internet as áreas comercial e financeira da empresa e controlar as suas vendas, clientes

Leia mais

GUIÃO DE Protocolos em Redes de Dados. Ficha de Laboratório nº 1

GUIÃO DE Protocolos em Redes de Dados. Ficha de Laboratório nº 1 GUIÃO DE Protocolos em Redes de Dados Ficha de Laboratório nº 1 Bruno Simões, Paulo Sousa, Fernando Vicente, Nuno Neves, Luís Rodrigues e Hugo Miranda DI-FCUL GU PRD 02 1 Março 2002 Departamento de Informática

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AERONÁUTICA. Departamento de Relações Públicas e Comunicação

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AERONÁUTICA. Departamento de Relações Públicas e Comunicação Departamento de Relações Públicas e Comunicação Regulamento 1. Do Departamento de Relações Públicas e Comunicação 1.1 Definição 1.2. Constituição 1.3. Articulação e procedimentos 1.4. Local de funcionamento

Leia mais

Universidade Católica Portuguesa

Universidade Católica Portuguesa Universidade Católica Portuguesa Direcção de Sistemas de Informação Serviços disponíveis aos Docentes 2014/2015 Índice Direcção de Sistemas de Informação Pré requisitos e modo de acesso aos sistemas Pré

Leia mais

Section 01. Letter. Preliminary. Y Proyecto. PLAKO Título: WAPPY

Section 01. Letter. Preliminary. Y Proyecto. PLAKO Título: WAPPY Section 01 Letter Preliminary Y Proyecto PLAKO Título: WAPPY Section 01 Letter Preliminary BY PLAKO ALL RIGHTS RESERVED Section 01 Letter Preliminary Enriquecemos aos nossos clientes com produtos e tecnologia.

Leia mais

Especificação Técnica ACSS

Especificação Técnica ACSS Especificação Técnica ACSS ET.ACSS.011-2011 Serviço de Registo de Requisições de MCDT Interface para recepção de requisições electrónicas ICS DESCRITORES Sistema de recepção de requisições de meios complementares

Leia mais

Configuração do cliente de e-mail (Microsoft Outlook)

Configuração do cliente de e-mail (Microsoft Outlook) De modo a melhorar os serviços informáticos disponibilizados à comunidade do ISMT foi melhorado o sistema de correio electrónico (e-mail). Esta reestruturação implica algumas alterações no acesso a estes

Leia mais

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias BANDA LARGA

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias BANDA LARGA 03 DE DEZZEMBRO 2007 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 77% DOS AGREGADOS DOMÉSTICOS COM LIGAÇÃO À INTERNET

Leia mais

Projectar o Algarve no Futuro

Projectar o Algarve no Futuro Projectar o Algarve no Futuro Os Novos Desafios do Algarve Região Digital paulo.bernardo@globalgarve.pt 25 Maio 2007 Auditório Portimão Arena Um mundo em profunda mudança O Mundo enfrenta hoje um processo

Leia mais

Política de Privacidade de Dados Pessoais Cabovisão - Televisão por Cabo S.A.

Política de Privacidade de Dados Pessoais Cabovisão - Televisão por Cabo S.A. Política de Privacidade de Dados Pessoais Cabovisão - Televisão por Cabo S.A. Princípios Gerais A garantia que os clientes e utilizadores da Cabovisão-Televisão por Cabo S.A. ( Cabovisão ) sabem e conhecem,

Leia mais

Redes de Comunicação Modelo OSI

Redes de Comunicação Modelo OSI Redes de Comunicação Modelo OSI Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Departamento de Engenharia, Electrónica, Telecomunicações e Computadores Redes de Computadores Processos que comunicam em ambiente

Leia mais

O módulo dmanager permite ao gestor deter um controlo remoto constante sobre a sua empresa, onde quer que se encontre.

O módulo dmanager permite ao gestor deter um controlo remoto constante sobre a sua empresa, onde quer que se encontre. Descritivo completo PHC dmanager A solução ideal para monitorizar via Internet as áreas comercial e financeira da empresa e controlar as suas vendas, clientes e fornecedores, encomendas e stocks. Benefícios

Leia mais

Sistemas Informáticos

Sistemas Informáticos Sistemas Informáticos Sistemas Distribuídos Eng.ª Sistemas de Informação Escola Superior de Tecnologia e Gestão - IPVC Ano Lectivo 2005-2006 1.º Semestre Gestão de Nomes 1 - Objectivos - Os nomes são fundamentais

Leia mais

Condições de oferta e de utilização de Serviços de Comunicações Eletrónicas

Condições de oferta e de utilização de Serviços de Comunicações Eletrónicas Condições de oferta e de utilização de Serviços de Comunicações Eletrónicas Conteúdo 1. Identificação... 3 2. Serviços... 4 2.1. Serviços de Voz... 4 2.1.1. SIP Trunk /Voip... 4 2.1.2. IPBX... 4 2.1.3.

Leia mais

CONCURSO ESCOLAS DA NOVA GERAÇÃO REGULAMENTO

CONCURSO ESCOLAS DA NOVA GERAÇÃO REGULAMENTO CONCURSO ESCOLAS DA NOVA GERAÇÃO REGULAMENTO Enquadramento geral Um dos principais desafios que se colocam à sociedade portuguesa é o do desenvolvimento de uma Sociedade de Informação, voltada para o uso

Leia mais

Licenciatura em Eng.ª Informática Complementos de Redes - 3º Ano - 2º Semestre. Trabalho Nº 4 - VoIP

Licenciatura em Eng.ª Informática Complementos de Redes - 3º Ano - 2º Semestre. Trabalho Nº 4 - VoIP Trabalho Nº 4 - VoIP 1. Introdução A utilização de tecnologia VoIP como alternativa às redes telefónicas tradicionais está a ganhar cada vez mais a aceitação junto dos utilizadores, e está sobretudo em

Leia mais

Realizador por: Prof. José Santos

Realizador por: Prof. José Santos Realizador por: Prof. José Santos Objectivo Este guia tem como objectivo fornecer aos Encarregados de Educação uma breve explicação sobre o funcionamento da Plataforma de Aprendizagem Moodle do Colégio

Leia mais

Plus500 Ltd. Política de privacidade

Plus500 Ltd. Política de privacidade Plus500 Ltd Política de privacidade Política de privacidade Declaração de privacidade da Plus500 Proteger a privacidade e salvaguardar os dados pessoais e financeiros dos nossos clientes e dos visitantes

Leia mais

Instruções para aceder ao correio electrónico via web

Instruções para aceder ao correio electrónico via web Caro utilizador(a) Tendo por objectivo a melhoria constante das soluções disponibilizadas a toda a comunidade do Instituto Politécnico de Santarém, tanto ao nível de serviços de rede como sistema de informação.

Leia mais

Entrega de Folhas de Férias

Entrega de Folhas de Férias Entrega de Folhas de Férias Guia do Utilizador Versão 4.0 Agosto/ 2014 Índice 1. Introdução 2. Criar/ Validar Folhas de Férias 3. Acesso à funcionalidade 4. Inserir/ Consultar Folhas de Férias 5. Comprovativo

Leia mais

Caso de Sucesso CM RESENDE

Caso de Sucesso CM RESENDE Caso de Sucesso CM RESENDE AGENDA A CM de Resende Open Source na CM de Resende Serviço de Correio Eletrónico Ficheiros e controladores de domínio Serviços de Suporte (LDAP, DNS e DHCP) Conclusões A CM

Leia mais

Panda GateDefender Virtual eseries GUIA DE INÍCIO RÁPIDO

Panda GateDefender Virtual eseries GUIA DE INÍCIO RÁPIDO Panda GateDefender Virtual eseries GUIA DE INÍCIO RÁPIDO CONTEÚDO Panda GateDefender virtual eseries - KVM > O que tem e do que precisa > Procedimento de Instalação do Panda Virtual Appliance > Interface

Leia mais

GESTIP. Web Hosting - Desenvolvimento e alojamento de sites e ligação à Internet.

GESTIP. Web Hosting - Desenvolvimento e alojamento de sites e ligação à Internet. GESTIP Web Hosting - Desenvolvimento e alojamento de sites e ligação à Internet. Maio de 2007 Gestip 2 Índice INTRODUÇÃO...3 CARACTERIZAÇÃO DA COLABORAÇÃO...4 CONCEPÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO WEB SITE...4

Leia mais

smartdepositxt Máquina de Depósito para Back Office

smartdepositxt Máquina de Depósito para Back Office smartdepositxt Máquina de Depósito para Back Office 1000 Notas por Minuto com Sistema de Gestão Centralizado O smartdepositxt é um sistema de depósito de numerário destinado a automatizar e facilitar o

Leia mais

C9850 MFP / ES3640 MFP

C9850 MFP / ES3640 MFP Este equipamento permite os vários tipos de digitalização, sendo os mais habituais CIFS(SMB), FTP e digitalização para E-mail. Neste guia ajudamos na configuração de cada um deles individualmente, sendo

Leia mais

O produto. Caraterísticas gerais e arquitetura do sistema

O produto. Caraterísticas gerais e arquitetura do sistema sistema integrado de processamento e gestão bibliográfica - versão 2012 Informática Formação e Serviços, Lda - Web: http://www.bibliosoft.pt Email: bibliosoft@bibliosoft.pt O produto O sistema biblio.net

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º /X SERVIÇO UNIVERSAL DE ACESSO À INTERNET EM BANDA LARGA. Exposição de motivos

PROJECTO DE LEI N.º /X SERVIÇO UNIVERSAL DE ACESSO À INTERNET EM BANDA LARGA. Exposição de motivos Grupo Parlamentar PROJECTO DE LEI N.º /X SERVIÇO UNIVERSAL DE ACESSO À INTERNET EM BANDA LARGA Exposição de motivos O enorme atraso na democratização do acesso à internet é um motivo de preocupação para

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 03 de Dezembro de 2007 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 77% DOS AGREGADOS DOMÉSTICOS COM LIGAÇÃO À INTERNET

Leia mais

ROUTER BANDA LARGA SEM FIOS 11N 300MBPS

ROUTER BANDA LARGA SEM FIOS 11N 300MBPS ROUTER BANDA LARGA SEM FIOS 11N 300MBPS Manual de Instalação Rápida DN-70591 INTRODUÇÃO DN-70591 é um dispositivo conjunto de rede com fios/sem fios destinado especificamente para as necessidades de pequenas

Leia mais

Introdução. Confiabilidade. Conformidade. Segurança. Optimização e Disponibilidade

Introdução. Confiabilidade. Conformidade. Segurança. Optimização e Disponibilidade Introdução Desenvolvido segundo um modelo de bases de dados relacionais, podem ser realizadas personalizações à medida de cada empresa, em conformidade com o Sistema de Informação existente e diversas

Leia mais

Software Profissional de Controlo de Ponto & Assiduidade

Software Profissional de Controlo de Ponto & Assiduidade Software Profissional de Controlo de Ponto & Assiduidade Porquê um sistema de controlo de ponto? optimizar o esforço dos seus colaboradores controlar os tempos de pausa e descanso aumentar o nível de segurança

Leia mais

Nome do estudante:...

Nome do estudante:... Nome do estudante:... Escreva o nome no cabeçalho de todas as folhas de exame que entregar; Apresente as respostas na sua folha de exame segundo a ordem correspondente do enunciado; Leia atentamente o

Leia mais

SAMA2020 OPERAÇÕES TEMÁTICAS RACIONALIZAÇÃO DAS TIC

SAMA2020 OPERAÇÕES TEMÁTICAS RACIONALIZAÇÃO DAS TIC AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA SAMA2020 OPERAÇÕES TEMÁTICAS RACIONALIZAÇÃO DAS TIC 1 DE JULHO DE 2015 OPERAÇÕES TEMÁTICAS OPERAÇÃO TEMÁTICA M/C DOTAÇÃO ORÇAMENTAL CAPACITAÇÃO PARA AVALIAÇÕES

Leia mais

Processo de declaração de conformidade de software PEM

Processo de declaração de conformidade de software PEM Processo de declaração de conformidade de software PEM Dezembro, 2012 Versão 1,0 Os direitos de autor deste trabalho pertencem à SPMS e a informação nele contida é confidencial. Este trabalho não pode

Leia mais

Software de gerenciamento de impressoras MarkVision

Software de gerenciamento de impressoras MarkVision Software de gerenciamento de impressoras MarkVision O MarkVision para Windows 95/98/2000, Windows NT 4.0 e Macintosh é fornecido com a sua impressora no CD Drivers, MarkVision e Utilitários. 1 A interface

Leia mais

MODELO 827 CARACTERÍSTICAS. Controlador Trunking

MODELO 827 CARACTERÍSTICAS. Controlador Trunking MODELO 827 Controlador Trunking CARACTERÍSTICAS Obedece completamente ao Standard MPT1327/1343 e é compatível com os radiotelefones MPT1352/1327. Tem estrutura modular e o seu sistema de controlo com informação

Leia mais

Aplicação Administrativa de Gestão

Aplicação Administrativa de Gestão Aplicação Administrativa de Gestão DIAGNIMAGEM, Sociedade Unipessoal, Lda Clínica de Exames e Diagnósticos de Imagiologia A Empresa é constituída por 4 departamentos: Gerência (1) Administrativo/ Contabilidade

Leia mais

Redes - Internet. Sumário 26-09-2008. Aula 3,4 e 5 9º C 2008 09 24. } Estrutura baseada em camadas. } Endereços IP. } DNS -Domain Name System

Redes - Internet. Sumário 26-09-2008. Aula 3,4 e 5 9º C 2008 09 24. } Estrutura baseada em camadas. } Endereços IP. } DNS -Domain Name System Redes - Internet 9º C 2008 09 24 Sumário } Estrutura baseada em camadas } Endereços IP } DNS -Domain Name System } Serviços, os Servidores e os Clientes } Informação Distribuída } Principais Serviços da

Leia mais

A solução para consultar e introduzir documentos, imagens e outros ficheiros a partir de um local com acesso à Internet.

A solução para consultar e introduzir documentos, imagens e outros ficheiros a partir de um local com acesso à Internet. dcontroldoc Interno e Externo Descritivo completo A solução para consultar e introduzir documentos, imagens e outros ficheiros a partir de um local com acesso à Internet. Benefícios Facilidade em pesquisar

Leia mais

Política de Utilização Aceitável (PUA)

Política de Utilização Aceitável (PUA) Política de Utilização Aceitável (PUA) HOST TUGATECH Host TugaTech HOST.TUGATECH.COM.PT HOST@TUGATECH.COM.PT A Política de Utilização Aceitável (PUA) do Host TugaTech é disponibilizada com o objetivo de

Leia mais

Visão 360º do seu cliente no Contact Center!

Visão 360º do seu cliente no Contact Center! Visão 360º do seu cliente no Contact Center! Visão 360º do seu cliente no Contact Center! A solução global para a sua empresa Com o FScontact é possível fazer fazer tudo aquilo que sempre precisou no seu

Leia mais

Porquê um sistema de controlo de ponto?

Porquê um sistema de controlo de ponto? Software Profissional de Controlo de Ponto & Assiduidade Porquê um sistema de controlo de ponto? optimizar o esforço dos seus colaboradores controlar os tempos de pausa e descanso aumentar o nível de segurança

Leia mais

manual instalação e configuração v13 1

manual instalação e configuração v13 1 manual instalação e configuração v13 1 Conteúdo Introdução... 3 Conteúdo do DVD:... 3 Instalação e configuração do ERP... 4 Instalação do ERP... 4 Configuração do ERP... 6 Como actualização de versão...

Leia mais

Relatório de Estágio. Análise dos dados constantes na Base de Dados das Rotas do Vinho

Relatório de Estágio. Análise dos dados constantes na Base de Dados das Rotas do Vinho Relatório de Estágio Análise dos dados constantes na Base de Dados das Rotas do Vinho Rui Neves Lisboa, 21 de Junho de 2011 Índice Introdução... 3 Caracterização da Base de Dados... 4 Recolha e validação

Leia mais

Aumente o potencial da força de vendas da empresa ao fornecer-lhe o acesso em local remoto à informação comercial necessária á à sua actividade.

Aumente o potencial da força de vendas da empresa ao fornecer-lhe o acesso em local remoto à informação comercial necessária á à sua actividade. Descritivo completo PHC dcrm Aumente o potencial da força de vendas da empresa ao fornecer-lhe o acesso em local remoto à informação comercial necessária á à sua actividade. Benefícios Acesso aos contactos

Leia mais

Anexo II : Procedimentos

Anexo II : Procedimentos Protocolo MAPFRE SEGUROS Ordem dos Advogados AON Portugal Anexo II : Procedimentos Índice 1. ÂMBITO 2 1.1. Objecto 2 1.2. Características dos contratos de seguro 2 1.3. Mediação 2 1.4. Contratação do seguro

Leia mais

Manual de Utilização do Sítio da Disciplina

Manual de Utilização do Sítio da Disciplina UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA DSI Manual de Utilização do Sítio da Disciplina para: Docentes Versão 7.00 Palma de Cima 1649-023 Lisboa Portugal Tel. 21 721 42 19 Fax 21721 42 79 helpdesk@lisboa.ucp.pt

Leia mais

Agenda Digital Local Sessão IV Aspectos técnicos

Agenda Digital Local Sessão IV Aspectos técnicos Agenda Digital Local Sessão IV Aspectos técnicos Segurança de dados Penafiel Ricardo Oliveira, rmo@eurotux.com AGENDA - FORMAÇÃO Apresentação ADL Barcelos: Múltiplas plataformas Questões-Chave para a Segurança

Leia mais

PHC dteamcontrol Externo

PHC dteamcontrol Externo PHC dteamcontrol Externo A gestão remota de projectos e de informação A solução via Internet que permite aos seus Clientes participarem nos projectos em que estão envolvidos, interagindo na optimização

Leia mais