ANÁLISE COMPORTAMENTAL DE UM INDIVÍDUO DE PANTHERA TIGRIS ALTAICA DA FUNDAÇÃO ZOOLÓGICO RIOZOO, RIO DE JANEIRO- RJ

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANÁLISE COMPORTAMENTAL DE UM INDIVÍDUO DE PANTHERA TIGRIS ALTAICA DA FUNDAÇÃO ZOOLÓGICO RIOZOO, RIO DE JANEIRO- RJ"

Transcrição

1 ANÁLISE COMPORTAMENTAL DE UM INDIVÍDUO DE PANTHERA TIGRIS ALTAICA DA FUNDAÇÃO ZOOLÓGICO RIOZOO, RIO DE JANEIRO- RJ CARVALHEIRA, Rodrigo Guerra¹ PEREIRA, Jessica Elaine da Silva² Palavras-chave: Etograma. Tigre. Mapa Ambulatório. Introdução Com o crescimento desenfreado da urbanização as áreas naturais e habitats de diversas espécies vêm diminunindo cada vez mais, desta forma somos responsaveis pela perda de grande parte da biodiversidade de faunas. Com isso a manuntenção de animais cativos pode ser uma estratégia para a conservação e estudo dessas espécies. Instituições como Jardins Zoológicos são de extrema impotância para a educação ambiental, preservação e estudo desses animais. Porém, os animais mantidos em espaços limitados com baixa frequência de estímulos costumam apresentar esteriotipias. (DOS PRAZERES, 2010 et al., 2004; GRAIPEL et al., 2004; PALMEIA & BARRELA,2007) Por tanto, o presente trabalho constituiu em registrar os hábitos comportamentais, confeccionando um catálogo completo denominado etograma, que servirá de apoio para o planejamento de atividades, melhorando a qualidade de vida do indivíduo, no caso um exemplar de tigre siberiano (Panthera tigris altaica) da Fundação RIOZOO, que se localiza no Parque da Quinta da Boa Vista São Cristovão, Rio de Janeiro- RJ. Procedimentos Metodológicos O presente estudo foi desenvolvido no período de novembro de 2013 a abril 2014, dentro das dependências da Fundação Zoológico da cidade do Rio de Janeiro, o mais antigo jardim

2 zoológico do país, com visitação média mensal de 70 mil pessoas, segundo informações da Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro (disponível em último acesso em 24/05/2013). Após o levantamento das dimensões e da arquitetura dos recintos, os mesmos foram divididos em quadrantes, visando à facilitação da observação e dos estudos comportamentais para a realização do mapa ambulatório. Seus dados de origem (nascidos em cativeiro ou oriundo de vida livre) e biometria foram levantados com a gerência de Biologia do RIOZOO. Para a elaboração do etograma, os comportamentos foram levantados segundo a metodologia ad libitum (ALTMANN, 1974), que não necessita de regras para realizar os registros. Após, visando à coleta de dados para o cálculo da frequência de ocorrência de cada comportamento observado, foi utilizado o método animal focal, que consiste em uma rápida observação ou fotografia do momento, realizado durante o primeiro minuto para cada cinco minutos. Para a elaboração da frequência do mapa ambulatório, que consiste em identificar os pontos mais frequentados no recinto, o mesmo foi dividido em quatro partes na vertical (colunas) e cinco partes na horizontal (linhas), formando uma matriz de quadrantes, facilitando a categorização visual dos espaços utilizados pelo animal. Foram realizadas seis idas ao RIOZOO entre os meses de novembro de 2013 e abril de 2014 em dias de baixa, média e alta visitação de público para a observação do animal durante duas horas na parte da manhã e duas horas na parte da tarde, totalizando 24 horas de observação. Análise de Dados Verificamos que entre as diferentes categorias analisadas foram comparados os números de diferentes tipos de comportamentos e suas frequências, revelando que o animal observado realiza mais comportamentos dentro do padrão comportamental de Descanso, passando a maior parte do seu tempo dormindo utilizando o quadrante, mais frequentando 4A, segundo os resultados finais do mapa ambulatório nas 24 horas de observação. Discussão dos Resultados Nas 24 horas de observação, foi encontrado um total de 39 tipos de comportamentos na espécie estudada, listados a baixo. Com os 39 tipos de comportamentos encontrados nas 24 horas de

3 observação, foram confeccionados um etograma e um mapa ambulatório, divindo o recinto para melhor visualização dos quadrantes mais frequentes. Manutenção (padrões comportamentais resultantes de atividades reflexas ou de manutenção da homeostase): - Lamber: animal lambendo algumas partes do corpo. - Beber água: animal com o corpo estendido ingerindo água da piscina. - Afiar as garras: animal atritando suas garras no tronco do recinto. - Coçar: esfregar freneticamente alguma parte do corpo com os dentes ou as unhas. - Defecar: expelir fezes no chão. - Urinar: expelir urina no chão. - Chacoalhar: balançar a cabeça ou todo o corpo rapidamente registrado apenas ao sair da piscina. - Esfregar o roto: mover repetidas vezes o rosto ou pescoço no tronco ou no ferro do recinto. - Bocejar: movimento de abrir amplamente a boca, com os olhos fechados ou parcialmente fechados. Relacionando, geralmente, a um estado de sonolência. - Nadar: animal na piscina. Exploração (atividade de investigação do ambiente): - Cheirando o chão: animal fungando no chão em algumas partes do recinto. - Cheirando a porta do cambeamento: animal fungando a porta do cambeamento ou partes próximas. - Cheirando o tronco: animal fungando em algumas partes do tronco. - Cheirando a planta: animal fungando as plantas do recinto. - Cheirando a parede: animal fungando em algumas partes da parede do recinto. - Farejar: investigar o ambiente, com o focinho direcionado ao substrato ou ar, cheirando.

4 - Tentar abocanhar: tentar pegar algo no ar com a boca, na maioria das vezes equenos pássaros. Observação (atividade de investigação e observação do ambiente): - Face voltada para o lado de fora: animal parado com os lados fixos para o lado de fora. - Face voltada para os visitantes: animal parado com os olhos fixos para os visitantes. - Face voltada para área de cambeamento: animal parado com olhos fixos para a área de cambeamento sempre associado à alimentação. - Escutando barulhos externos: animal com as orelhas em pé escutando o barulho em torno do recinto. Geralmente tratador na parte de trás do recinto. - Analisar: analisar atentamente pequisador, recinto, tratador, pássaros voando ou funcionários da fundação que transitam à direita do recinto. Locomoção (comportamentos ligados ao deslocamento horizontal e vertical do animal): - Caminhar: animal caminhando por todo o recinto. - Corer: animal deslocando-se rapidamente pelo recinto. - Saltar: subir ou descer de alguma superfície mais alta ou mais baixa: plataformas, desníveis, saltando. Estereotipia (comportamentos repetitivos, sem sentido, obsessivos, devido ao baixo enriquecimento ambiental e ao estresse causado pelo público): - Caminhar em círculos (Pacing): animal andando em círculos utilizando toda área do recinto. - Arrancar plantas: arrancar plantas do recinto utilizando boca e/ou garras. Enriquecimento ambiental (comportamentos relacionados ao enrriquecimento ambiental fornecido no recinto): - Brincar com o tronco na piscina: animal nadando na piscina interagindo com o tronco.

5 - Vocalizar na piscina: animal nadando e emitindo som leve. - Caminhar sobre o tronco: animal andando e/ou deitado sobre o tronco suspenso dentro do recinto. Descanso (comportamentos ligados ao estado estacionário que envolveu atenção ou desatenção do animal em relação ao ambiente): - Descansar: postura deitada, com cabeça erguida, olhos fechados, na qual o animal reage aos estímulos do ambiente em menor grau de variação. - Deitado: animal com o corpo estendido, deitado na cama ou no chão do recinto, com os olhos abertos atentos ao ambiente e reativo aos estímulos externos. - Sentado: animal parado com os menbros posteriores paralelos e flexionados e os menbros anteriores eretos sobre o chão. - Em pé: animal com membros inferiores esticados. - Dormindo: animal com o corpo estendido, deitado com os olhos fechados. - Descansar na piscina: postura deitada, com cabeça erguida, olhos fechados ou abertos dentro da piscina, onde o animal reage aos estímulos do ambiente em menos grau de variação. Comportamente social agonístico: (comportamento social, que envolve algum tipo de conflito): - Urinar na grade: expelir urina em direção ao público para espantar as pessoas ou marcar seu território. - Urinar na parede: expelir urina na parede, marcando território. Após o reconhecimento dos 39 tipos de comportamentos das oito categorias listadas acima, é possível dizer que a categoria com maior frequência dos comportamentos foi Descanso, que se liga ao estado estacionário que envolveu atenção ou desatenção do animal em relação ao ambiente. O comportamento de maior frequência realizada pelo animal estudado foi Deitado (135), quando o animal permanece com o corpo estendido, deitado na cama ou no chão do recinto, com os olhos abertos atentos ao ambiente e reativo aos estímulos externos.

6 Já a categoria com menor frequência dos comportamentos foi Exploração, que envolve atividades de investigação no ambiente. O comportamento menos frequente dessa categoria foi Cheirando a Parede (1), que remete ao animal fungando algumas partes da parede do recinto. Em relação ao mapa ambulatório geográfico do recinto, podemos dizer que o animal estudado passa a maior parte do seu tempo no quadrante 4A, que se localiza na área plana do recinto próximo à piscina e da grade que separa o recinto do público. Já o quadrante menos frequentado pelo Tigre foi 1D, que se localiza do lado esquerdo ao lado do recinto de um exemplar de Panthera tigris tigris. Considerações Finais A pesquisa nos mostrou através da frequência dos comportamentos do etograma que, durante o tempo de observação, o animal passou a maior parte do seu tempo Deitado, comportamento que corresponde à categoria de Descanso. Notou-se também que o comportamento Dormindo apareceu com um número significativamente alto dentro da mesma categoria, revelando que o animal em questão permanece com baixas atividades durante o dia, sendo um comportamento natural para a biologia dos felinos. Já o comportamento com menor frequência dentro da categoria menos frequente foi Cheirando a parede, que remete o animal a fungar em algumas partes da parede do recinto farejando seu próprimo cheiro ou de sua urina, expelido nas paredes do recinto como marcação de território nos dias de maior fluxo de visitantes no zoológico. Podemos dizer que com os resultados finais sobre o mapa ambulatório que o animal estudado dá preferência à area plana do recinto que se localiza próximo ao público e a piscina de seu recinto, evitando as áreas intermediárias que separam a área mais alta da área plana, utilizando apenas para subir ou descer de uma área para outra. Referências Bibliográficas ATLAMANN, J. Observational Study of Behavior: Sam-Pling Methods. Behavior n. 69, DEL-CLARO, KLEBER & OLIVEIRA. C. Comportamento animal Uma introdução à ecologia comportamental. Jundiaí: Conceito, 2004.

7 SOUTO, A. Os principais tipos ou métodos de observação. In: SOUTO, A. Etologia: princípios e reflexões - Recife, SOUZA, T.D. Criopreservação de sêmen de Pumas (Puma concolor Linnaeus, 1771). Viçosa, DOS PRAZERES, 2010 et al., 2004; GRAIPEL et al., 2004; PALMEIA & BARRELA, OLIVEIRA, T.G. & CASSARO, K. Guia de campo dos Felinos do Brasil. São Paulo: Instituto Pró-Carnivoros, sociedade de Zoológicos do Brasil, Fundação Parque Zoológico de São Paulo e Pró-vida Brasil p. GRAIPEL, M.E.; GHIZONi JR., I.R.; MAZZOLLI, M. Selvageria ou carência nutricional? Conhecer o puma pode ser o caminho para a convivência pacífica com as populações rurais e para a sobrevivência da espécie. Ciência Hoje. São Paulo, 35:

ANÁLISE COMPORTAMENTAL DE INDIVÍDUOS DE ONÇA PARDA (Puma concolor) DA FUNDAÇÃO ZOOLÓGICO DO RIO DE JANEIRO-RJ

ANÁLISE COMPORTAMENTAL DE INDIVÍDUOS DE ONÇA PARDA (Puma concolor) DA FUNDAÇÃO ZOOLÓGICO DO RIO DE JANEIRO-RJ ANÁLISE COMPORTAMENTAL DE INDIVÍDUOS DE ONÇA PARDA (Puma concolor) DA FUNDAÇÃO ZOOLÓGICO DO RIO DE JANEIRO-RJ Carvalheira, Rodrigo Guerra (Orientador) 1 Valente, Olinda Olegário da Silva 2 Palavras-chave:

Leia mais

Categorias Comportamentais de Onça-parda (Puma concolor, Linnaeus, 1771), no Zoológico Parque do Sabiá, Uberlândia, MG

Categorias Comportamentais de Onça-parda (Puma concolor, Linnaeus, 1771), no Zoológico Parque do Sabiá, Uberlândia, MG Categorias Comportamentais de Onça-parda (Puma concolor, Linnaeus, 1771), no Zoológico Parque do Sabiá, Uberlândia, MG Patricia Avelar dos Prazeres,Patrícia Graziella Medeiros da Costa, Jonas Byk Universidade

Leia mais

PADRÃO COMPORTAMENTAL DO CÃO TECKEL VITÓRIO

PADRÃO COMPORTAMENTAL DO CÃO TECKEL VITÓRIO PADRÃO COMPORTAMENTAL DO CÃO TECKEL VITÓRIO Katianni Garcia Suhett 1, Aparecida de Fátima Madella de Oliveira 2, Atanásio Alves do Amaral 1,2 1 Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Alegre, Rua Belo

Leia mais

INFLUÊNCIA DO ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL NO COMPORTAMENTO DE Ara ararauna e Ara chloropterus NO ZOOLÓGICO VALE DOS BICHOS

INFLUÊNCIA DO ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL NO COMPORTAMENTO DE Ara ararauna e Ara chloropterus NO ZOOLÓGICO VALE DOS BICHOS INFLUÊNCIA DO ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL NO COMPORTAMENTO DE Ara ararauna e Ara chloropterus NO ZOOLÓGICO VALE DOS BICHOS SANTOS, M. S. 1, SALGADO, A. P. B. 2, MATTOS, J. F. A. 2, MONTEIRO, A. R. 1 1 Universidade

Leia mais

Utilização de enriquecimento ambiental para jaguatiricas (Leopardus pardalis, Linnaeus, 1758) cativas

Utilização de enriquecimento ambiental para jaguatiricas (Leopardus pardalis, Linnaeus, 1758) cativas Utilização de enriquecimento ambiental para jaguatiricas (Leopardus pardalis, Linnaeus, 758) cativas Patrícia Graziella Medeiros da Costa, Patrícia Avelar dos Prazeres, Jonas Byk Universidade Estadual

Leia mais

Descrição do comportamento e bem estar de coelha pet gestante alojada em gaiola inteligente

Descrição do comportamento e bem estar de coelha pet gestante alojada em gaiola inteligente Descrição do comportamento e bem estar de coelha pet gestante alojada em gaiola inteligente Bruna Pontara Vilas Boas RIBEIRO 1 ; Luiz Carlos MACHADO 2 ; Israel Marques da SILVA 3 ; Felipe Evangelista PIMENTEL

Leia mais

CAROLINE BANACH NOGA

CAROLINE BANACH NOGA CAROLINE BANACH NOGA INFLUÊNCIA DA VISITAÇÃO HUMANA NO COMPORTAMENTO DE QUATRO ESPÉCIES DE MAMÍFEROS DO ZOOLÓGICO MUNICIPAL DE CURITIBA, ESTADO DO PARANÁ CURITIBA 2010 CAROLINE BANACH NOGA INFLUÊNCIA DA

Leia mais

Desenvolvimento Eixo movimento - crianças de 4 a 8 meses. Objetivos Dimensões Atividades Material Indicador. Reconhecimento progressivo de segmentos

Desenvolvimento Eixo movimento - crianças de 4 a 8 meses. Objetivos Dimensões Atividades Material Indicador. Reconhecimento progressivo de segmentos Desenvolvimento Eixo movimento - de 4 a 8 meses. Objetivos Dimensões Atividades Material Indicador. Reconhecimento progressivo de segmentos Papel laminado. Espelho de parede. e elementos do próprio Almofadas.

Leia mais

Subsídios para a implementação de um projeto de enriquecimento ambiental no Parque Ecológico Municipal Dr. Antonio T. Vianna São Carlos/SP

Subsídios para a implementação de um projeto de enriquecimento ambiental no Parque Ecológico Municipal Dr. Antonio T. Vianna São Carlos/SP Subsídios para a implementação de um projeto de enriquecimento ambiental no Parque Ecológico Municipal Dr. Antonio T. Vianna São Carlos/SP *Savana Diegues 1 ; Ana Carolina Dalla Vecchia 1 ; Soraya Alonso

Leia mais

Seqüência completa de automassagem

Seqüência completa de automassagem Seqüência completa de automassagem Os exercícios descritos a seguir foram inspirados no livro Curso de Massagem Oriental, de Armando S. B. Austregésilo e podem ser feitos em casa, de manhã ou à tardinha.

Leia mais

Programa de Estágio em Educação Ambiental Jardim Zoobotânico de Toledo Parque das Aves

Programa de Estágio em Educação Ambiental Jardim Zoobotânico de Toledo Parque das Aves Programa de Estágio em Educação Ambiental Jardim Zoobotânico de Toledo Parque das Aves Estamos cadastrando alunos cursando Biologia interessados em trabalhar em atividades monitoradas em Ed.Ambiental no

Leia mais

ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL COM FELINOS EM CATIVEIRO DO PARQUE DO INGÁ

ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL COM FELINOS EM CATIVEIRO DO PARQUE DO INGÁ ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL COM FELINOS EM CATIVEIRO DO PARQUE DO INGÁ Caio Henrique de Oliveira Carniatto

Leia mais

PADRÕES DE ATIVIDADES DE UM GRUPO DE BUGIOS (Alouatta clamitans) NO PARQUE ESTADUAL MATA SÃO FRANCISCO, NORTE DO PARANÁ

PADRÕES DE ATIVIDADES DE UM GRUPO DE BUGIOS (Alouatta clamitans) NO PARQUE ESTADUAL MATA SÃO FRANCISCO, NORTE DO PARANÁ PADRÕES DE ATIVIDADES DE UM GRUPO DE BUGIOS (Alouatta clamitans) NO PARQUE ESTADUAL MATA SÃO FRANCISCO, NORTE DO PARANÁ Paula Guarini Marcelino¹, Carolina Guarini Marcelino¹, Nelson Gumiero Porfirio Neto¹,

Leia mais

O PROJETO. A ESTAÇÃO SAÚDE foi desenvolvida com objetivo de proporcionar aos

O PROJETO. A ESTAÇÃO SAÚDE foi desenvolvida com objetivo de proporcionar aos O PROJETO A ESTAÇÃO SAÚDE foi desenvolvida com objetivo de proporcionar aos usuários diferentes exercícios que possibilitam trabalhar grupos musculares diversos, membros superiores, inferiores, abdominais

Leia mais

CONCEPÇÕES SOBRE CERRADO 1 LEICHTWEIS, Kamila Souto 2 TIRADENTES, Cibele Pimenta 3 INTRODUÇÃO

CONCEPÇÕES SOBRE CERRADO 1 LEICHTWEIS, Kamila Souto 2 TIRADENTES, Cibele Pimenta 3 INTRODUÇÃO CONCEPÇÕES SOBRE CERRADO 1 LEICHTWEIS, Kamila Souto 2 TIRADENTES, Cibele Pimenta 3 INTRODUÇÃO A educação ambiental envolve atividades educativas que visam informar sobre o meio ambiente e suas relações.

Leia mais

C. Guia de Treino ------------------------------------------------

C. Guia de Treino ------------------------------------------------ C. Guia de Treino ------------------------------------------------ A FORÇA / RESISTÊNCIA ( FUNÇÃO MOVIMENTO OSCILAÇÃO ) A01 Joelhos inclinados Com os pés afastados na plataforma, segure a barra de apoio

Leia mais

Nome científico: Nome Popular: Classe: Ordem: Família: Subfamília: Género: Espécie: Características:

Nome científico: Nome Popular: Classe: Ordem: Família: Subfamília: Género: Espécie: Características: Nome científico: Lutra lutra Nome Popular: Lontra europeia, lontra-comum Classe: Mammalia Ordem: Carnívora Família: Mustelidae Subfamília: Lutrinae Género: Lutra Espécie: Lutra lutra Características: A

Leia mais

TREINAMENTO 1. Aquecimento: Alongamento: Rodrigo Gonçalves (Comissão Paulista de Cheerleading) (CREF. 028011-G/SP)

TREINAMENTO 1. Aquecimento: Alongamento: Rodrigo Gonçalves (Comissão Paulista de Cheerleading) (CREF. 028011-G/SP) TREINAMENTO 1 Rodrigo Gonçalves (Comissão Paulista de Cheerleading) (CREF. 028011-G/SP) Rotina de alongamento e condicionamento (Treino 1): O alongamento e o aquecimento são importantíssimos em qualquer

Leia mais

PROJETO DE ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL, TREINAMENTO E BEM- ESTAR ANIMAL (PEATREBA), REALIZADO COM ARARAJUBAS

PROJETO DE ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL, TREINAMENTO E BEM- ESTAR ANIMAL (PEATREBA), REALIZADO COM ARARAJUBAS PROJETO DE ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL, TREINAMENTO E BEM- ESTAR ANIMAL (PEATREBA), REALIZADO COM ARARAJUBAS (Guaruba guarouba, GMERLIN 1788) EM CATIVEIRO NO PARQUE ZOOBOTÂNICO ORQUIDÁRIO MUNICIPAL DE SANTOS.

Leia mais

Global Training. The finest automotive learning

Global Training. The finest automotive learning Global Training. The finest automotive learning Cuidar da saúde com PREFÁCIO O Manual de Ergonomia para o Motorista que você tem em agora em mãos, é parte de um programa da Mercedes-Benz do Brasil para

Leia mais

A SUINOCULTURA DO FUTURO: SUSTENTABILIDADE E BEM-ESTAR ANIMAL. Irenilza de Alencar Nääs

A SUINOCULTURA DO FUTURO: SUSTENTABILIDADE E BEM-ESTAR ANIMAL. Irenilza de Alencar Nääs A SUINOCULTURA DO FUTURO: SUSTENTABILIDADE E BEM-ESTAR ANIMAL Irenilza de Alencar Nääs Tópicos Introdução a indústria suinícola Desafios de sustentabilidade Bem-estar animal suas aplicações e seus desafios

Leia mais

Questionário sobre os exames de saúde da criança (exceto os ítens comuns com o questionário da província)

Questionário sobre os exames de saúde da criança (exceto os ítens comuns com o questionário da província) Questionário sobre os exames de saúde da criança (exceto os ítens comuns com o questionário da província) Criança de 1 mês 1 A criança está se alimentando (mamando) bem? Sim 2 A criança bate as mãos e

Leia mais

Postura. As posturas prolongadas podem prejudicar os músculos e as articulações.

Postura. As posturas prolongadas podem prejudicar os músculos e as articulações. Postura A postura é, freqüentemente, determinada pela natureza da tarefa ou do posto de trabalho. Um porteiro de hotel tem uma postura estática, enquanto um carteiro passa a maior parte do tempo andando.

Leia mais

UM SOL ALARANJADO. Roteiro de Eduardo Valente, a partir de argumento e com a colaboração de Rubio Campos. SEQUÊNCIA 1 - INTERIOR - DIA QUARTO

UM SOL ALARANJADO. Roteiro de Eduardo Valente, a partir de argumento e com a colaboração de Rubio Campos. SEQUÊNCIA 1 - INTERIOR - DIA QUARTO SEQUÊNCIA 1 - INTERIOR - DIA UM SOL ALARANJADO Roteiro de Eduardo Valente, a partir de argumento e com a colaboração de Rubio Campos. Por uma janela, vemos o sol nascendo ao fundo de uma série de casas

Leia mais

ACOMPANHE O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA

ACOMPANHE O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ACOMPANHE O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA 1 Mês: Sucção vigorosa Levanta a cabeça e rasteja as pernas, se deitado de frente Sustenta a cabeça momentaneamente Preensão de objetos que vão à mão Aquieta-se com

Leia mais

Primeiros Cuidados. Dicas de uma Alimentação Saudável

Primeiros Cuidados. Dicas de uma Alimentação Saudável Dividindo o ambiente com os seres humanos, os bichos de estimação também precisam de cuidados especiais para não contrair doenças e, se já houver algum problema, evitar a transmissão aos seus donos. Entre

Leia mais

Insígnia Mundial do Meio Ambiente IMMA

Insígnia Mundial do Meio Ambiente IMMA Ficha técnica no. 2.1 Atividade Principal 2.1 SENTINDO A NATUREZA Objetivo da 2 Os escoteiros estão trabalhando por um mundo onde o habitat natural seja suficiente para suportar as espécies nativas. Objetivos

Leia mais

UM SOL ALARANJADO. Vemos de cima uma pequena vila de subúrbio com suas casas baixas. Amanhece, e pessoas começam a sair das casas.

UM SOL ALARANJADO. Vemos de cima uma pequena vila de subúrbio com suas casas baixas. Amanhece, e pessoas começam a sair das casas. SEQUÊNCIA 1 - EXTERIOR - DIA VILA UM SOL ALARANJADO Roteiro de Eduardo Valente, a partir de argumento e com a colaboração de Rubio Campos. Vemos de cima uma pequena vila de subúrbio com suas casas baixas.

Leia mais

CARTILHA DE AUTOCUIDADO DE COLUNA

CARTILHA DE AUTOCUIDADO DE COLUNA CARTILHA DE AUTOCUIDADO DE COLUNA APRENDA A CUIDAR DA SUA COLUNA Elaboração: Júlia Catarina Sebba Rios Pesquisa: Efeitos de um programa educacional de autocuidado de coluna em idosos ati vos e sedentários

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TRATADOR(A) DE ANIMAIS EM CATIVEIRO

PERFIL PROFISSIONAL TRATADOR(A) DE ANIMAIS EM CATIVEIRO PERFIL PROFISSIONAL TRATADOR(A) DE ANIMAIS EM CATIVEIRO PERFIL PROFISSIONAL Tratador/a de animais em Cativeiro Nível 2 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/8 ÁREA DE ACTIVIDADE - AGRO-ALIMENTAR OBJECTIVO

Leia mais

Avaliação do bem estar de coelho reprodutor pet alojado em gaiola inteligente

Avaliação do bem estar de coelho reprodutor pet alojado em gaiola inteligente Avaliação do bem estar de coelho reprodutor pet alojado em gaiola inteligente Bruna Pontara Vilas Boas RIBEIRO 1 ; Luiz Carlos MACHADO 2 ; Israel Marques da SILVA 3 ; Felipe Evangelista PIMENTEL 3 ; Marco

Leia mais

Obrigado por cuidar de mim!!

Obrigado por cuidar de mim!! Data da alta do bebê Retorno ao hospital Fabiana Pinheiro Ramos Sônia Regina Fiorim Enumo Kely Maria Pereira de Paula 7. Escreva aqui as suas principais dúvidas para perguntar ao médico na próxima consulta:

Leia mais

ESTUDO DE CASO. São Paulo, novembro de 2009

ESTUDO DE CASO. São Paulo, novembro de 2009 ESTUDO DE CASO São Paulo, novembro de 2009 O PROJETO PATRIMÔNIO DO CARMO Local: residência em condomínio fechado em São Roque / SP Área: 2.700 m² (que se unem às áreas de reserva, comuns a todos os condôminos)

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE OFICIAIS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

CONCURSO PÚBLICO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE OFICIAIS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO GERAL CENTRO DE RECURSOS HUMANOS CONCURSO PÚBLICO

Leia mais

Plano de Exercícios Para Segunda-Feira

Plano de Exercícios Para Segunda-Feira Plano de Exercícios Para Segunda-Feira ALONGAMENTO DA MUSCULATURA LATERAL DO PESCOÇO - Inclinar a cabeça ao máximo para a esquerda, alongando a mão direita para o solo - Alongar 20 segundos, em seguida

Leia mais

Código: FISAP Disciplina: Física Aplicada Preceptores: Marisa Sayuri e Rodrigo Godoi Semana: 05/11/2015 14/11/2015

Código: FISAP Disciplina: Física Aplicada Preceptores: Marisa Sayuri e Rodrigo Godoi Semana: 05/11/2015 14/11/2015 Código: FISAP Disciplina: Física Aplicada Preceptores: Marisa Sayuri e Rodrigo Godoi Semana: 05/11/2015 14/11/2015 1) Certo dia, uma escaladora de montanhas de 75 kg sobe do nível de 1500 m de um rochedo

Leia mais

Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia

Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia Dr. Leandro Gomes Pistori Fisioterapeuta CREFITO-3 / 47741-F Fone: (16) 3371-4121 Dr. Paulo Fernando C. Rossi Fisioterapeuta CREFITO-3 / 65294 F Fone: (16) 3307-6555

Leia mais

Banco de dados virtual para enriquecimento do levantamento de fauna no Município de São Paulo. Número de Inscrição: PMP71327G02

Banco de dados virtual para enriquecimento do levantamento de fauna no Município de São Paulo. Número de Inscrição: PMP71327G02 Banco de dados virtual para enriquecimento do levantamento de fauna no Município de São Paulo Número de Inscrição: PMP71327G02 Introdução Divisão Técnica de Medicina Veterinária e Manejo da Fauna Silvestre(DEPAVE-3)

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia.

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Análise do comportamento de Callithrix jacchus Linnaeus, 1758 do zoológico de Uberlândia-MG Mariela Silva Moura 1*, Fernanda Silva Ferreira 1, Fabiane

Leia mais

Guia de Puericultura. Alimentação

Guia de Puericultura. Alimentação Guia de Puericultura Com o nascimento do bebé, os pais necessitam de adquirir uma série de artigos. A oferta no mercado é cada vez maior, por isso é importante estar informado: com este guia ajudamo-la

Leia mais

3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Ciências Nome: Leia este texto para resolver as questões propostas.

3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Ciências Nome: Leia este texto para resolver as questões propostas. 3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Ciências Nome: Leia este texto para resolver as questões propostas. 1) O nosso corpo se divide em cabeça, tronco e membros, mas existe uma estrutura, a menor

Leia mais

METODOLOGIA DE MAPEAMENTO E INTERPRETAÇÃO DE TRILHA: TRILHA DO MIRANTE (PARANAPIACABA) Marcos Timóteo Rodrigues de Sousa * ABSTRACT

METODOLOGIA DE MAPEAMENTO E INTERPRETAÇÃO DE TRILHA: TRILHA DO MIRANTE (PARANAPIACABA) Marcos Timóteo Rodrigues de Sousa * ABSTRACT Science in Health 2010 mai-ago; 1(2): 111-6 METODOLOGIA DE MAPEAMENTO E INTERPRETAÇÃO DE TRILHA: TRILHA DO MIRANTE (PARANAPIACABA) METHOD OF MAPPING AND INTERPRETATION OF TRAIL: TRILHA DO MIRANTE (PARANAPIACABA)

Leia mais

DESCRIÇÃO COMPORTAMENTAL DO URSO DE ÓCULOS - Tremarctos ornatus EM CATIVEIRO NO ZOOLÓGICO DE SALVADOR-BA

DESCRIÇÃO COMPORTAMENTAL DO URSO DE ÓCULOS - Tremarctos ornatus EM CATIVEIRO NO ZOOLÓGICO DE SALVADOR-BA ISSN 1809-0362 Elizangela Gomes Lima* Rogério dos Santos Teixeira** Consuêlo Ferreira da Cruz*** Sergio Ricardo Senna de Alcântara*** Camila Magalhães Pigozzo**** *Especialista em Educação Ambiental, Licenciada

Leia mais

VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE?

VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE? VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE? Dicas Gerais para uma Boa Postura 1) Manter o topo da tela ao nível dos olhos e distante cerca de um comprimento de braço (45cm ~ 70cm); 2) Manter a cabeça e pescoço

Leia mais

MÓDULO DE RECUPERAÇÃO

MÓDULO DE RECUPERAÇÃO DISCIPLINA Física II 2º ANO ENSINO MÉDIO MÓDULO DE RECUPERAÇÃO ALUNO(A) Nº TURMA TURNO Manhã 1º SEMESTRE DATA / / 01- A figura representa um feixe de raios paralelos incidentes numa superfície S e os correspondentes

Leia mais

Revista Eletrônica de Biologia

Revista Eletrônica de Biologia . REB Volume 3 (3): 93-104, 2010 ISSN 1983-7682 Revista Eletrônica de Biologia Estudo preliminar de enriquecimento ambiental no recinto do Ramphastos toco (Tucano-toco) Preliminary study of environmental

Leia mais

Gráficos: Q2)Para cada função posição x(t) diga se a aceleração é positiva, negativa ou nula.

Gráficos: Q2)Para cada função posição x(t) diga se a aceleração é positiva, negativa ou nula. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA-CFM DEPARTAMENTO DE FÍSICA FSC 5107 FÍSICA GERAL IA Semestre 2012.2 LISTA DE EXERCÍCIOS 2 - MOVIMENTO EM UMA DIMENSÃO Gráficos: Q1) Para cada gráfico seguinte de

Leia mais

Água. Material de Apoio - Água

Água. Material de Apoio - Água Água Material de Apoio Programa Escola Amiga da Terra Mapa Verde Realização: Instituto Brookfield Assessoria: Práxis Consultoria Socioambiental Este material foi utilizado pelos educadores participantes

Leia mais

22o. Prêmio Expressão de Ecologia

22o. Prêmio Expressão de Ecologia 22o. Prêmio Expressão de Ecologia 2014-2015 Jaguatirica [Leopardus pardalis] Ganso Coscoroba [Coscoroba coscoroba] Harpia [Harpia harpyja] Onça Pintada [Panthera onca] Onça Parda [Puma concolor] Fotos:

Leia mais

O USO DA BIODIVERSIDADE COMO PRESERVAÇÃO AMBIENTAL

O USO DA BIODIVERSIDADE COMO PRESERVAÇÃO AMBIENTAL O USO DA BIODIVERSIDADE COMO PRESERVAÇÃO AMBIENTAL Stefani de Souza Patricia de Freitas Co-autor - Prof. MSc. Cristian Coelho Silva cristian_coelho@yahoo.com.br luscheuer@hotmail.com Palavras-chave: sustentabilidade,

Leia mais

ROTEIRO DE VISTORIA CATIVEIRO NC Nº /

ROTEIRO DE VISTORIA CATIVEIRO NC Nº / SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE COORDENADORIA DE BIODIVERSIDADE E RECURSOS NATURAIS DEPARTAMENTO DE PROTEÇÃO DA BIODIVERSIDADE CENTRO DE FAUNA SILVESTRE ROTEIRO DE VISTORIA CATIVEIRO NC Nº / - Data

Leia mais

Por Personal Trainer Rui Barros

Por Personal Trainer Rui Barros Por Personal Trainer Rui Barros 1ª Parte do ( 3ª Semana) Treino cardiovascular, que visa a queima de gorduras em excesso em todas as regiões do corpo. Esta semana como estamos em plena época de praia vamos

Leia mais

O Livro das Luas. O Caminho das Feras. O ecus

O Livro das Luas. O Caminho das Feras. O ecus O Livro das Luas Ou O Caminho das Feras O ecus Publicação do Therian Círculo Por..A+A. Em Janeiro de 2010 Prefácio Esta é uma obra que tem como objetivo primo revelar práticas concernentes à Theriantropia

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S. Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 2 EDUCAÇÃO INFANTIL

Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S. Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 2 EDUCAÇÃO INFANTIL Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 2 EDUCAÇÃO INFANTIL Prezado(a) aluno(a): Novo ano, novas expectativas, novos desejos, novos anseios e um novo caminho

Leia mais

ANTES DE OUVIR A VERDADE. Plano fechado em uma mão masculina segurando um revólver.

ANTES DE OUVIR A VERDADE. Plano fechado em uma mão masculina segurando um revólver. ANTES DE OUVIR A VERDADE FADE IN: CENA 01 - INT. SALA DE ESTAR NOITE Plano fechado em uma mão masculina segurando um revólver. Plano aberto revelando o revólver nas mãos de, um homem de 35 anos, pele clara

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DE EXERCÍCIOS

PADRONIZAÇÃO DE EXERCÍCIOS LOMBAR EXTENSÃO DE TRONCO- Em decúbito ventral apoiado no banco romano ou no solo, pernas estendidas, mãos atrás da cabeça ou com os braços entrelaçados na frente do peito. Realizar uma flexão de tronco

Leia mais

REPRESENTAÇÃO DO RELEVO

REPRESENTAÇÃO DO RELEVO REPRESENTAÇÃO DO RELEVO Nas cartas topográficas o relevo é representado através de curvas de níveis e pontos cotados com altitudes referidas ao nível médio do mar (datum vertical) Ponto Cotado - é a projeção

Leia mais

DISCIPLINA: PESO CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

DISCIPLINA: PESO CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS PESO 220 DISCIPLINA: PESO DOMÍNIO DAS TÉCNICAS (LANÇADORES DESTROS) FASE III APERFEIÇOAMENTO TÉCNICO B FASES / NÍVEIS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS - Adquirir noções gerais do lançamento do peso, através de

Leia mais

Como uma onda no mar...

Como uma onda no mar... Como uma onda no mar... A UU L AL A Certa vez a turma passou férias numa pequena cidade do litoral. Maristela costumava ficar horas a fio admirando a imensidão azul do mar, refletindo sobre coisas da vida

Leia mais

Filme: Bichos Urbanos

Filme: Bichos Urbanos Filme: Bichos Urbanos Gênero: Experimental Diretor: João Mors, Karen Barros Elenco: José Marinho Ano 2002 Duração: 20 min Cor: Colorido Bitola: 16mm País: Brasil Disponível no Porta Curtas: www.portacurtas.com.br/curtanaescola/filme.asp?cod=1495

Leia mais

10 simples passos que irão mudar a forma como você tira fotos

10 simples passos que irão mudar a forma como você tira fotos VERSÃO FOTOGRAFIA 10 simples passos que irão mudar a forma como você tira fotos Existem várias formas de alterar o resultado final de uma foto, seja através do ISO, da velocidade do obturador, da abertura

Leia mais

Garapa Parte 6. Imagem. Áudio. Som Ambiente. Primeiro plano em plongê: Menina comendo em uma peneira. Som Ambiente.

Garapa Parte 6. Imagem. Áudio. Som Ambiente. Primeiro plano em plongê: Menina comendo em uma peneira. Som Ambiente. Garapa Parte 6 Imagem Primeiro plano em plongê: Menina comendo em uma peneira Primeiro Plano em plongê: Menina sente arrepios Primeiro Plano em contra-plongê: Menina comendo. Plano americano da mulher

Leia mais

AULAS TÉCNICAS DE CRAWL Musculatura Utilizada. Posição do Corpo e de Seus Segmentos. Posição do Corpo Erros Causas Correções

AULAS TÉCNICAS DE CRAWL Musculatura Utilizada. Posição do Corpo e de Seus Segmentos. Posição do Corpo Erros Causas Correções SUMÁRIO AULAS TÉCNICAS DE CRAWL... 3 Respiração Lateral... 6 Entrada de Mão... 8 Recuperação da Braçada de Crawl... 11 Puxada... 13 Deslize... 15 Posição do Pé para Execução da Pernada de Crawl... 17 Aceleração...

Leia mais

MANEJO E MANUTENÇÃO DE NOVA ESPÉCIE DE DENDROBATIDAE (AMPHIBIA: ANURA) NO ZOOPARQUE ITATIBA: UM MODELO PARA CONSERVAÇÃO EX- SITU

MANEJO E MANUTENÇÃO DE NOVA ESPÉCIE DE DENDROBATIDAE (AMPHIBIA: ANURA) NO ZOOPARQUE ITATIBA: UM MODELO PARA CONSERVAÇÃO EX- SITU MANEJO E MANUTENÇÃO DE NOVA ESPÉCIE DE DENDROBATIDAE (AMPHIBIA: ANURA) NO ZOOPARQUE ITATIBA: UM MODELO PARA CONSERVAÇÃO EX- SITU Felipe Garcia de Camargo¹ ¹ Zooparque Itatiba, Rodovia Dom Pedro I, Km 95,5.

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS ÍTALO VICTOR MATSUTANI INOUE LIMA TRABALHO DE LINGUAGEM AUDIOVISUAL STORYBOARD SÃO PAULO 2014 CENA PRINCIPAL A1 A2 A3 B1 B2 B3

Leia mais

O maior ângulo entre os espelhos, para que se possam enxergar onze imagens inteiras desse objeto, será de: a) 20 b) 30 c) 45 d) 60 e) 120

O maior ângulo entre os espelhos, para que se possam enxergar onze imagens inteiras desse objeto, será de: a) 20 b) 30 c) 45 d) 60 e) 120 Colégio Jesus Adolescente Ensino Médio 1º Bimestre Disciplina Física Setor B Turma 1º ANO Professor Gnomo Lista de Exercício Bimestral Aulas 6 a 8 1) A figura a seguir representa um raio de luz incidindo

Leia mais

COMPORTAMENTOS DE PUMA CONCOLOR DO JARDIM ZOOLÓGICO DE LISBOA, SUBMETIDO A UM PROGRAMA DE ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL

COMPORTAMENTOS DE PUMA CONCOLOR DO JARDIM ZOOLÓGICO DE LISBOA, SUBMETIDO A UM PROGRAMA DE ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL COMPORTAMENTOS DE PUMA CONCOLOR DO JARDIM ZOOLÓGICO DE LISBOA, SUBMETIDO A UM PROGRAMA DE ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL António Crespo 1 ; J. Ferreira 2 ; L. Tibério 2 ; Ana Pereira 1 ; Nuno Carolino 3 1 Escola

Leia mais

DETONADO TOMB RAIDER I gold - UNFINISHED BUSINESS

DETONADO TOMB RAIDER I gold - UNFINISHED BUSINESS DETONADO TOMB RAIDER I gold - UNFINISHED BUSINESS 1 - RETURN TO EGYPT 1. Comece escorregando, e não caia no alçapão ainda. Chegue na borda do lado direito, rente ao olho, com o ombro encostado na parede,

Leia mais

PORTARIA MMA Nº 43, DE 31 DE JANEIRO DE 2014

PORTARIA MMA Nº 43, DE 31 DE JANEIRO DE 2014 PORTARIA MMA Nº 43, DE 31 DE JANEIRO DE 2014 A MINISTRA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE, no uso de suas atribuições, e tendo em vista o disposto na Lei nº 10.683, de 28 de maio de 2003, e no Decreto nº 6.101,

Leia mais

ANEXO VII PROCEDIMENTOS DA AVALIAÇÃO DE APTIDÃO FÍSICA 1. TESTE DE BARRA FIXA

ANEXO VII PROCEDIMENTOS DA AVALIAÇÃO DE APTIDÃO FÍSICA 1. TESTE DE BARRA FIXA ANEXO VII 1. TESTE DE BARRA FIXA PROCEDIMENTOS DA AVALIAÇÃO DE APTIDÃO FÍSICA 1.1 Teste dinâmico de barra fixa (somente para candidatos do sexo masculino) 1.1.1 A metodologia para a preparação e a execução

Leia mais

VULNERABILIDADE À EXTINÇÃO. Algumas espécies são mais vulneráveis à extinção e se enquadram em uma ou mais das seguintes categorias:

VULNERABILIDADE À EXTINÇÃO. Algumas espécies são mais vulneráveis à extinção e se enquadram em uma ou mais das seguintes categorias: VULNERABILIDADE À EXTINÇÃO Algumas espécies são mais vulneráveis à extinção e se enquadram em uma ou mais das seguintes categorias: 1) Espécies com área de ocorrência limitada; 2) Espécies com apenas uma

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO EMPRESARIAL: UMA ESTRATÉGIA NA INTEGRAÇÃO DAS AÇÕES DE SUSTENTABILIDADE

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO EMPRESARIAL: UMA ESTRATÉGIA NA INTEGRAÇÃO DAS AÇÕES DE SUSTENTABILIDADE Revista Ceciliana Jun 5(1): 1-6, 2013 ISSN 2175-7224 - 2013/2014 - Universidade Santa Cecília Disponível online em http://www.unisanta.br/revistaceciliana EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO EMPRESARIAL: UMA

Leia mais

Livro de Exercícios de Ginástica Artística / Play GYM para o Desporto Escolar

Livro de Exercícios de Ginástica Artística / Play GYM para o Desporto Escolar Livro de Exercícios de Ginástica Artística / Play GYM para o Desporto Escolar Documento de Apoio a Professores Responsáveis por Grupo/Equipa de Ginástica Artística Janeiro 2008 Livro de Exercícios de Ginástica

Leia mais

verdenovo ESTUDOS ATIVIDADES PRÁTICAS PARA AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

verdenovo ESTUDOS ATIVIDADES PRÁTICAS PARA AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA verdenovo ESTUDOS ATIVIDADES PRÁTICAS PARA AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA BRUXINHA E AS BRANCAS DE NEVE Faixa etária: 2 a 6 anos Materiais: Chapéu de bruxa Desenvolvimento: Uma criança será escolhida para ser

Leia mais

Entrevistas de moradores e familiares das comunidades sobre a localização e existência de um local onde se faziam enterros de escravos.

Entrevistas de moradores e familiares das comunidades sobre a localização e existência de um local onde se faziam enterros de escravos. 4.3.3 Programa de Monitoramento Arqueológico O Programa de Monitoramento Arqueológico, conforme consta no Plano Básico Ambiental prevê a catalogação de amostras nas áreas de construção da Estrada Parque,

Leia mais

O nome Camaleão significa Leão da Terra e é derivado das palavras gregas Chamai (na terra, no chão) e Leon (leão).

O nome Camaleão significa Leão da Terra e é derivado das palavras gregas Chamai (na terra, no chão) e Leon (leão). Nome científico: Chamaeleo chamaeleon Nome popular: camaleão-comum Classe: Reptilia Ordem: Squamata Subordem: Sauria Família: Chamaeleontidae Etimologia: O nome Camaleão significa Leão da Terra e é derivado

Leia mais

Composição fotográfica

Composição fotográfica 3. Uso de diagonais 4. Regra dos terços 5. O Ponto Dourado Composição fotográfica 15 dicas para ter imagens com harmonia e proporção. Este tutorial vai ajudá-lo a usar melhor uma câmera fotográfica, compacta

Leia mais

Fuga. v_06.02 (julho/2011) Por Laura Barile

Fuga. v_06.02 (julho/2011) Por Laura Barile Fuga v_06.02 (julho/2011) Por Laura Barile laurabarile@gmail.com CENA 1 - EXT. RUA - DIA DORA sai do carro, bate a porta. Usa um vestido sem mangas, de algodão, comprido e leve, o cabelo levemente desarrumado,

Leia mais

Laudo Técnico Ambiental

Laudo Técnico Ambiental E-MAIL: tnm_1984@hotmail.com Laudo Técnico Ambiental Atendimento a Notificação Nº 104/2013 Laudo Anual para Atender as exigências da Lei nº 4.123 de 04 de maio de 2007. Ano de referência: 2012 Valinhos

Leia mais

Educação e Prevenção Rodoviária. Conduzo a bicicleta em segurança!

Educação e Prevenção Rodoviária. Conduzo a bicicleta em segurança! Educação e Prevenção Rodoviária Conduzo a bicicleta em segurança! Andar de bicicleta é muito divertido, mas deves aprender algumas regras de segurança. Podes divertir-te no parque ou no jardim, nas ciclovias

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA CENTRO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA Prof. Dr. Victor H. A. Okazaki http://okazaki.webs.com Material de Apoio: Desenvolvimento & Aprendizado

Leia mais

Comportamento e distribuição de um grupo de macaco-prego (Cebus apella Linnaeus, 1758) mantido em cativeiro 1 Lívia Soares Furtado Rodrigues*

Comportamento e distribuição de um grupo de macaco-prego (Cebus apella Linnaeus, 1758) mantido em cativeiro 1 Lívia Soares Furtado Rodrigues* Comportamento e distribuição de um grupo de macaco-prego (Cebus apella Linnaeus, 1758)... Comportamento e distribuição de um grupo de macaco-prego (Cebus apella Linnaeus, 1758) mantido em cativeiro 1 Lívia

Leia mais

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1 1 CURATIVO BIOCOMPATÍVEL COM GELATINA COMESTÍVEL PARA PREENCHIMENTO DE CAVIDADE ANOFTÁLMICA APÓS EXENTERAÇÃO DE BULBO OCULAR EM UM PUMA (Puma concolor) RELATO DE CASO BIOCOMPATIBLE DRESSING WITH EDIBLE

Leia mais

CONTEÚDOS «BROCHURA ESPECIAL ESCOLAS» - SETEMBRO 2013 PROGRAMA DE EDUCAÇÃO 2013/ 2014

CONTEÚDOS «BROCHURA ESPECIAL ESCOLAS» - SETEMBRO 2013 PROGRAMA DE EDUCAÇÃO 2013/ 2014 CONTEÚDOS «BROCHURA ESPECIAL ESCOLAS» - SETEMBRO 2013 PROGRAMA DE EDUCAÇÃO 2013/ 2014 EDUCAR PARA CONSERVAR A VIDA ANIMAL E OS ECOSSISTEMAS Este é o lema do Centro Pedagógico do Jardim Zoológico. O Programa

Leia mais

L0NGE, atrás em monte, sol cair e céu ficar em fogo. Fraco, Eu

L0NGE, atrás em monte, sol cair e céu ficar em fogo. Fraco, Eu 5 L0NGE, atrás em monte, sol cair e céu ficar em fogo. Fraco, Eu subir monte, pés d Eu molhados em erva fria. Não haver erva em cima em monte. Só haver terra, em volta, monte como cabeça de homem sem cabelo.

Leia mais

profissional deverá ser capacitado quanto o conceito e à importância da antropometria.

profissional deverá ser capacitado quanto o conceito e à importância da antropometria. profissional deverá ser capacitado quanto o conceito e à importância da antropometria. onceito: método de obtenção das medidas corporais de indivíduos. mportância: permite determinar o estado nutricional

Leia mais

GUIA DE EXERCÍCIOS LIFE ZONE TOTAL FIT

GUIA DE EXERCÍCIOS LIFE ZONE TOTAL FIT GUIA DE EXERCÍCIOS LIFE ZONE TOTAL FIT Nesse guia você encontrará 50 exercícios diferentes para fazer utilizando a sua Estação de Musculação Life Zone Total Fit. Com esses exercícios, você trabalhará diversas

Leia mais

Taxas Relacionadas. Começaremos nossa discussão com um exemplo que descreve uma situação real.

Taxas Relacionadas. Começaremos nossa discussão com um exemplo que descreve uma situação real. 6/0/008 Fatec/Tatuí Calculo II - Taxas Relacionadas 1 Taxas Relacionadas Um problema envolvendo taxas de variação de variáveis relacionadas é chamado de problema de taxas relacionadas. Os passos a seguir

Leia mais

Figura 1: Bosque de Casal do Rei, alguns meses após o incêndio que ocorreu no Verão de 2005.

Figura 1: Bosque de Casal do Rei, alguns meses após o incêndio que ocorreu no Verão de 2005. Estudo da vegetação 1. Introdução A intensa actividade humana desenvolvida na região Centro ao longo dos últimos milénios conduziu ao desaparecimento gradual de extensas áreas de floresta autóctone, que

Leia mais

Projecto de Resolução nº 442/X RECOMENDA AO GOVERNO A PROIBIÇÃO DA UTILIZAÇÃO DE ANIMAIS SELVAGENS EM CIRCOS

Projecto de Resolução nº 442/X RECOMENDA AO GOVERNO A PROIBIÇÃO DA UTILIZAÇÃO DE ANIMAIS SELVAGENS EM CIRCOS Grupo Parlamentar Projecto de Resolução nº 442/X RECOMENDA AO GOVERNO A PROIBIÇÃO DA UTILIZAÇÃO DE ANIMAIS SELVAGENS EM CIRCOS Exposição de motivos: A arte do circo sempre ocupou um lugar no imaginário

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO - SNUC

SISTEMA NACIONAL DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO - SNUC - SNUC PREVISÃO LEGAL Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e àcoletividade

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro NCE/PGTIAE. Tutorial SweetHome3D

Universidade Federal do Rio de Janeiro NCE/PGTIAE. Tutorial SweetHome3D Universidade Federal do Rio de Janeiro NCE/PGTIAE Tutorial SweetHome3D Trabalho apresentado ao Prof. Carlo na Disciplina de Software Livre no curso Pós Graduação em Tecnologia da Informação Aplicada a

Leia mais

Técnica Vocal - Rayre Mota. Respiração e Apoio

Técnica Vocal - Rayre Mota. Respiração e Apoio Técnica Vocal - Rayre Mota Respiração e Apoio A respiração e o apoio são bases para uma boa performance no canto e são essenciais na nossa vida. É necessário entender o funcionamento da respiração dentro

Leia mais

OBSERVAÇÕES PRELIMINARES EM PUMA CONCOLOR DO JARDIM ZOOLÓGICO DE LISBOA COM VISTA À IMPLEMENTAÇÃO DE UM PROGRAMA DE ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL

OBSERVAÇÕES PRELIMINARES EM PUMA CONCOLOR DO JARDIM ZOOLÓGICO DE LISBOA COM VISTA À IMPLEMENTAÇÃO DE UM PROGRAMA DE ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL OBSERVAÇÕES PRELIMINARES EM PUMA CONCOLOR DO JARDIM ZOOLÓGICO DE LISBOA COM VISTA À IMPLEMENTAÇÃO DE UM PROGRAMA DE ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL António Crespo 1 ; J. Ferreira 2 ; L. Tibério 2 & Ana Pereira

Leia mais

I SEMINÁRIO DE EXTENSÃO DA UCB

I SEMINÁRIO DE EXTENSÃO DA UCB I SEMINÁRIO DE EXTENSÃO DA UCB 29 de setembro, 09 e 10 de outubro de 2012 MODELO PARA APRESENTAÇÃO DO TRABALHO: Título do trabalho Elaboração de Mapa de Risco: uma ação comunitária de cuidado interno na

Leia mais

Feliway Spray. Figura 1: Marcação facial

Feliway Spray. Figura 1: Marcação facial Feliway Spray Quando um gato se sente seguro no seu ambiente, esfrega a cabeça contra os móveis, os cantos das paredes ou parte inferior das cortinas, deixando umas substâncias chamadas feromonas faciais

Leia mais

2º Bimestre Aula 97 Revisão e avaliação de Ciências da Natureza

2º Bimestre Aula 97 Revisão e avaliação de Ciências da Natureza 2º Bimestre Aula 97 Revisão e avaliação de Ciências da Natureza 2 Higiene e hábitos saudáveis. Para se ter uma vida saudável, é preciso, dentre outras medidas, manter bons hábitos de higiene. 3 Tomar banho

Leia mais

1) 2) 3) CD 4 Faixas: 80 80.

1) 2) 3) CD 4 Faixas: 80 80. 1ª Aula a) Cumprimentar cada criança cantando seu nome e dando um beijinho com fantoche. Nas primeiras aulas use sempre um fantoche na hora do cumprimento para ganhar a aproximação do aluno. Depois pode

Leia mais

Pontes Rolantes - Aplicações

Pontes Rolantes - Aplicações Pontes Rolantes Pontes rolantes são máquinas transportadoras utilizadas, em meio industrial, no içamento e locomoção de cargas de um local para o outro. Conta com três movimentos independentes ou simultâneos

Leia mais

COMO AMAMENTAR SEU FILHO

COMO AMAMENTAR SEU FILHO COMO AMAMENTAR SEU FILHO Cabeça e corpinho do bebê ficam alinhados em uma mesma reta. Barriga do bebê fica encostada na barriga da mãe. Apoiar o bumbum do bebê. Mãe segura a mama com seu dedão acima da

Leia mais