Obrigado por cuidar de mim!!

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Obrigado por cuidar de mim!!"

Transcrição

1 Data da alta do bebê Retorno ao hospital Fabiana Pinheiro Ramos Sônia Regina Fiorim Enumo Kely Maria Pereira de Paula 7. Escreva aqui as suas principais dúvidas para perguntar ao médico na próxima consulta: Grupo de Mães na UTIN: Promoção de Estratégias de Enfrentamento Maternas Livro de apoio à intervenção de grupo de mães na UTIN Fonte: Obrigado por cuidar de mim!! 12 Universidade Federal do Espírito Santo Programa de Pós-Graduação em Psicologia Vitória, ES 2009

2 5. Escreva aqui sua opinião sobre participar do grupo de mães: 6. Escreva aqui suas sugestões e dicas para os próximos grupos: Pertence a meu bebê se chama 2 11

3 [Desenvolvimento da Postura e da Locomoção] Querida mãe, Seja bem-vinda ao grupo de mães. Ser mãe não é uma tarefa fácil, sobretudo, quando temos um bebê que necessita de mais atenção e cuidados. Nosso objetivo é ajudar você nessa travessia e auxiliá-la no enfrentamento da hospitalização do seu filho. Você vai descobrir como outras mulheres, na mesma situação que você, estão lidando com esse momento, aprender com elas e descobrir que não está só. Queremos que você saia dos nossos encontros mais fortalecida e confiante na sua capacidade de cuidar e de educar o seu bebê, afinal, ninguém melhor do que você para amar seu bebê e atender as suas necessidades. Esperamos que o grupo te ajude a (re)descobrir isso. Neste livreto você encontrará um resumo das informações que tratamos no grupo de mães e poderá registrar parte da sua jornada. Bom trabalho! Extraído de Newcombe (1999) 10 3

4 [Tabela de Desenvolvimento] Fonte: Figura1: Posição de contenção do bebê > facilita a auto-organização e reduz o gasto energético. Pode ser utilizada durante a realização de procedimentos estressantes ou invasivos para o bebê. 1. Escreva aqui suas dúvidas sobre o seu bebê e sobre a UTIN : Idade da Criança Habilidades Esperadas 1 Mês Levanta a cabeça Reage a sons Olha fixo para rostos Agarra o que for colocado na palma da mão Reconhece a voz e o cheiro da mãe 2 Meses Vocaliza sons como ah e uh Segue objetos com o olhar Mantém a cabeça erguida por curtos períodos 3 Meses Dá gargalhadas Segura a cabeça com firmeza Reconhece o rosto da mãe Procura com os olhos os objetos 4 Meses Segura a cabeça com firmeza Consegue apoiar o peso nas pernas Responde com sons quando você fala com ele 5 Meses Consegue distinguir cores primárias Consegue se virar quando deitado Consegue se distrair com as mãos e os pés 6 Meses Vira na direção de sons e vozes Começa a balbuciar: da, ba, ga Rola nas duas direções quando deitada 7 Meses Senta sem apoio Puxa coisas em sua direção Imita sons da fala 8 Meses Diz papá e mamá/ã para os pais (sem especificar) Começa a engatinhar Transfere objetos de uma mão para a outra 9 Meses Combina sílabas em sons que parecem palavras Fica de pé segurando em alguma coisa Senta e rola sozinho 10 Meses Dá tchau com a mão Pega coisas com o movimento de pinça Engatinha bem Anda segurando nos móveis 11 Meses Diz papá e mamá/ã para a pessoa certa (pai e mãe) Participa de brincadeiras com gestos Fica de pé sozinho por alguns segundos 12 Meses Imita as ações dos outros Fala suas primeiras palavras Mostra com gestos o que quer 4 9

5 Desenvolvimento do bebê: enfrentando o dia-a-dia com o bebê em casa Características do bebê prematuro e com baixo-peso e do ambiente da UTIN Após a alta hospitalar, é de suma importância que o bebê continue sendo acompanhado pela equipe de saúde. Não deixe de comparecer às consultas agendadas. Fazendo isso, você estará ajudando o seu bebê a se desenvolver melhor. Algumas dicas podem ajudar você a ampliar e favorecer o desenvolvimento do seu filho: - Procure estar atenta à relação que você estabelece com o bebê, pois cada criança é única e é nesta relação que você poderá encontrar as pistas importantes sobre como cuidar do seu filho. - Preste atenção ao comportamento do seu filho e em como ele evolui ao longo do tempo. Cada criança possui seu ritmo próprio de desenvolvimento. - Acompanhe o desenvolvimento do seu bebê pela Tabela de Desenvolvimento. Em caso de dúvidas, procure ajuda profissional! - Amor, carinho e atenção são sempre importantes para o desenvolvimento de uma criança. Acredite: você é capaz de aprender a fazer o melhor para seu filho! Coisas importantes sobre seu bebê e a UTIN: - Apesar da possível fragilidade e imaturidade, seu bebê é um organismo ativo, em constante interação com o ambiente da UTIN e das pessoas que o circundam, por isso é importante que você esteja atenta. - A UTIN é um ambiente bastante diferente de onde o bebê se encontrava, por isso, é preciso auxiliá-lo a se adaptar a esse ambiente e manter um nível de estimulação adequada, sem estressá-lo. - Para isso, é necessário conhecer os estados comportamentais do bebê (sono ativo, sono profundo, inatividade alerta, alerta ativo e choro), pois cada um deles permite, ou não, certas intervenções. - É importante respeitar os momentos de descanso do bebê (sono profundo), mas também estimulá-lo por meio da fala e do toque (inatividade alerta). - Evite: falar alto dentro da UTIN, colocar objetos em cima da incubadora, batucar com as mãos na incubadora, realizar mudanças súbitas da postura do bebê. - Intervenções possíveis: fornecer contenção adequada para todo o corpo, permitir exploração manual da face e da boca, falar suavemente com o bebê antes de tocá-lo, chamá-lo pelo nome, conversar com ele. - Se tiver dúvidas sobre o que você pode ou não fazer com o seu bebê internado na UTIN, não tenha medo de perguntar à equipe de saúde, ela está ali também para orientá-la e tirar suas dúvidas. Crédito: Anne Geddes Fonte: 8 5

6 O momento da notícia e o enfrentamento da condição do bebê 2. Escreva aqui o quê você sentiu ao ver seu bebê pela primeira vez na UTIN: 3. Escreva aqui como você se sente hoje em relação à situação do seu bebê: As pessoas têm diferentes reações diante de eventos inesperados: medo, choro, raiva, ansiedade, tristeza, apatia, indiferença, dentre outros. Você pode ter sentido (ou estar sentindo ainda) algumas dessas sensações diante da situação do seu bebê e da sua vida. É perfeitamente compreensível que tenhamos dificuldades de lidar com uma situação nova, que nunca vivenciamos anteriormente e que traz desconforto e insegurança. Ao processo de lidar com esses sentimentos e todas as conseqüências da situação do seu bebê chamamos enfrentamento. Situações ou eventos que podem dificultar o enfrentamento: negar a situação do seu bebê, cobranças excessivas de outras pessoas, dúvidas em relação ao que fazer ou como se comportar, falta de apoio por parte dos familiares e amigos. 4. Escreva aqui o que você fez ou tem feito para enfrentar a situação do seu bebê: Situações ou eventos que podem facilitar o enfrentamento: ter pessoas com quem contar, buscar ajuda sempre que necessário, perguntar quando tiver dúvidas sobre a situação do seu bebê, pedir ajuda a outras pessoas no auxílio a tarefas que tenha que fazer fora do hospital, compartilhar com alguém seus sentimentos em relação à situação do seu bebê e aceitar que você possui as habilidades necessárias para cuidar do seu bebê. 6 7

ACOMPANHE O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA

ACOMPANHE O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ACOMPANHE O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA 1 Mês: Sucção vigorosa Levanta a cabeça e rasteja as pernas, se deitado de frente Sustenta a cabeça momentaneamente Preensão de objetos que vão à mão Aquieta-se com

Leia mais

Questionário sobre os exames de saúde da criança (exceto os ítens comuns com o questionário da província)

Questionário sobre os exames de saúde da criança (exceto os ítens comuns com o questionário da província) Questionário sobre os exames de saúde da criança (exceto os ítens comuns com o questionário da província) Criança de 1 mês 1 A criança está se alimentando (mamando) bem? Sim 2 A criança bate as mãos e

Leia mais

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Palestra tudo O QUE VOCE sobre precisa entender Abundância & Poder Pessoal EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Como aprendemos hoje na palestra: a Lei da Atração, na verdade é a Lei da Vibracao. A frequência

Leia mais

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação.

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Introdução Criar um filho é uma tarefa extremamente complexa. Além de amor,

Leia mais

Desenvolvimento Eixo movimento - crianças de 4 a 8 meses. Objetivos Dimensões Atividades Material Indicador. Reconhecimento progressivo de segmentos

Desenvolvimento Eixo movimento - crianças de 4 a 8 meses. Objetivos Dimensões Atividades Material Indicador. Reconhecimento progressivo de segmentos Desenvolvimento Eixo movimento - de 4 a 8 meses. Objetivos Dimensões Atividades Material Indicador. Reconhecimento progressivo de segmentos Papel laminado. Espelho de parede. e elementos do próprio Almofadas.

Leia mais

Folheto Informativo, Vol. 4, n.º 21. idos pais. Associação

Folheto Informativo, Vol. 4, n.º 21. idos pais. Associação Folheto Informativo, Vol. 4, n.º 21. idos pais Associação promoção do desenvolvimento, tratamento e prevenção da saúde mental Associação Edição online gratuita i dos pais. Folheto Informativo. Vol. 4,

Leia mais

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão!

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão! CLÁUDIO MARTINS & MAURILO ANDREAS PARA SABER MAIS Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES LÚCIA HIRATSUKA JASON GARDNER Priscilla Kellen Cabe aqui na minha mão! Frutas GUIA

Leia mais

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão!

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão! CLÁUDIO MARTINS & MAURILO ANDREAS PARA SABER MAIS Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES LÚCIA HIRATSUKA JASON GARDNER Priscilla Kellen Cabe aqui na minha mão! Frutas GUIA

Leia mais

Desenvolvimento Infantil Típico e Atípico 2. Módulo 3: Aspectos Diagnósticos

Desenvolvimento Infantil Típico e Atípico 2. Módulo 3: Aspectos Diagnósticos + Desenvolvimento Infantil Típico e Atípico 2 Módulo 3: Aspectos Diagnósticos + Desenvolvimento Atípico Presença de atrasos de desenvolvimento ou anormalidades no comportamento da criança quando comparado

Leia mais

ATENDIMENTO AO CLIENTE

ATENDIMENTO AO CLIENTE ATENDIMENTO AO CLIENTE Tópicos a serem apresentados: O que é? Para que serve? Objetivos do Curso. Conteúdo Programático. Empresa As Pessoas O Produto O serviço Atendimento Competitividade Tipos de Clientes

Leia mais

Olá, que bom que você está aqui no Relaxamento Presente.

Olá, que bom que você está aqui no Relaxamento Presente. Olá, que bom que você está aqui no Relaxamento Presente. Um dos grandes dilemas que os pais enfrentam atualmente é em relação à educação dos filhos, e se perguntam constantemente: "Como fazer meu filho

Leia mais

Vivendo e aprendendo em família

Vivendo e aprendendo em família Vivendo e aprendendo em família VERSÍCULO BÍBLICO Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado

Leia mais

Sentimentos e emoções Quem vê cara não vê coração

Sentimentos e emoções Quem vê cara não vê coração Material pelo Ético Sistema de Ensino Elaborado para Educação Infantil Publicado em 2011 Projetos temáticos EDUCAÇÃO INFANTIL Data: / / Nível: Escola: Nome: Sentimentos e emoções Quem vê cara não vê coração

Leia mais

Blog http://conquistadores.com.br. + dinheiro + mulheres + sucesso social (mini e-book grátis)

Blog http://conquistadores.com.br. + dinheiro + mulheres + sucesso social (mini e-book grátis) Blog http://conquistadores.com.br CONQUISTADORES + dinheiro + mulheres + sucesso social (mini e-book grátis) Blog http://conquistadores.com.br CONQUISTADORES + dinheiro + mulheres + sucesso social (Este

Leia mais

Você, sua família e a doença crônica

Você, sua família e a doença crônica HEMORIO INSTITUTO ESTADUAL DE HEMATOLOGIA ARTHUR DE SIQUEIRA CAVALCANTI MANUAL DO PACIENTE - VOCÊ, SUA FAMÍLIA E A DOENÇA CRÔNICA - EDIÇÃO REVISADA 01/2006 Você, sua família e a doença crônica Estamos

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO MAR/ABRIL 2013 [Edição 6]

BOLETIM INFORMATIVO MAR/ABRIL 2013 [Edição 6] BOLETIM INFORMATIVO MAR/ABRIL 2013 [Edição 6] O tema central desta edição do Boletim Informativo será a Psicologia Infantil. A Psicologia Infantil é a área da Psicologia que estuda o desenvolvimento da

Leia mais

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. Eu quero não parar coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - de consigo.o usar que eu drogas f o? aç e Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

Revista Veja 18 de Fevereiro de 2009 Efésios 6. 1-4! Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo. Honra teu pai e tua mãe este é o primeiro mandamento com promessa para que tudo te corra

Leia mais

Logo, fiquem atentos às nossas instruções para que tudo ocorra dentro da normalidade.

Logo, fiquem atentos às nossas instruções para que tudo ocorra dentro da normalidade. Papai e Mamãe, A Escola Bem-Me-Quer apresenta esta cartilha para que vocês possam tornar a adaptação do seu (sua) filho (a) mais tranquila e sem traumas. Mas para isso, é necessário que vocês sigam direitinho

Leia mais

AS MELHORES HISTÓRIAS E JOGOS PARA CRIANÇAS

AS MELHORES HISTÓRIAS E JOGOS PARA CRIANÇAS AS MELHORES HISTÓRIAS E JOGOS PARA CRIANÇAS em seu sm t e e tablet P fólio de H tóri Impressão de livros sob demanda para a sua empresa Escolha a sua! TIMOLICO E AMIGOS Público alvo: crianças de até 6

Leia mais

SONS ORAIS: P, B T, D, C, G, F, V, S, Z, CH/X, J, L, LH, R, RR e as vogais A, Ê, É, I, Ô, Ó, U

SONS ORAIS: P, B T, D, C, G, F, V, S, Z, CH/X, J, L, LH, R, RR e as vogais A, Ê, É, I, Ô, Ó, U 1 COMO PRODUZIMOS OS SONS DA FALA? Quando falamos, o ar que vem dos pulmões, passa pela laringe (garganta) onde a voz é produzida e sobe em direção à boca. Dependendo dos movimentos dos lábios, da língua,

Leia mais

O que fazer em meio às turbulências

O que fazer em meio às turbulências O que fazer em meio às turbulências VERSÍCULO BÍBLICO Façam todo o possível para viver em paz com todos. Romanos 12:18 OBJETIVOS O QUÊ? (GG): As crianças assistirão a um programa de auditório chamado Geração

Leia mais

APRENDER A LER PROBLEMAS EM MATEMÁTICA

APRENDER A LER PROBLEMAS EM MATEMÁTICA APRENDER A LER PROBLEMAS EM MATEMÁTICA Maria Ignez de Souza Vieira Diniz ignez@mathema.com.br Cristiane Akemi Ishihara crisakemi@mathema.com.br Cristiane Henriques Rodrigues Chica crischica@mathema.com.br

Leia mais

VENDAS NÃO OCORREM POR ACASO

VENDAS NÃO OCORREM POR ACASO VENDAS NÃO OCORREM POR ACASO THIAGO CONCER VENDAS NÃO OCORREM POR ACASO O GUIA DE VENDAS DA EQUIPE COMERCIAL 2ª EDIÇÃO REVISADA E AMPLIADA 2015 BAURU, SP Rua Machado de Assis, 10-35 Vila América CEP 17014-038

Leia mais

A Criança e os Mimos. "Se competir é o único caminho que nos conduz à felicidade, então, viver em paz será impossível..."

A Criança e os Mimos. Se competir é o único caminho que nos conduz à felicidade, então, viver em paz será impossível... A Criança e os Mimos "Se competir é o único caminho que nos conduz à felicidade, então, viver em paz será impossível..." Autora: Anne M. Lucille[1] "Respeito é quando ensinamos, não quando corrigimos..."

Leia mais

CONFLITO DE SER MÃE EMPREENDEDORA

CONFLITO DE SER MÃE EMPREENDEDORA 1 CONFLITO DE SER MÃE EMPREENDEDORA Quando nos tornamos mãe, sem dúvida nenhuma é a melhor coisa desse mundo. Nossos filhos nascem, curtimos muito eles, nos dedicamos exclusivamente e chega uma hora que

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno.

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno. Meu lugar,minha história. Cena 01- Exterior- Na rua /Dia Eduardo desce do ônibus com sua mala. Vai em direção a Rose que está parada. Olá, meu nome é Rose sou a guia o ajudara no seu projeto de história.

Leia mais

Homens. Inteligentes. Manifesto

Homens. Inteligentes. Manifesto Homens. Inteligentes. Manifesto Ser homem antigamente era algo muito simples. Você aprendia duas coisas desde cedo: lutar para se defender e caçar para se alimentar. Quem fazia isso muito bem, se dava

Leia mais

Primeiro Setênio A constituição física da criança

Primeiro Setênio A constituição física da criança Primeiro Setênio A constituição física da criança No primeiro setênio temos o encontro entre a parte espiritual da individualidade e a parte biológica, muitas vezes a mãe ou o pai sentem a aproximação

Leia mais

Desenvolvimento motor do deficiente auditivo. A deficiência auditiva aparece, por vezes, associada a outras deficiências, como

Desenvolvimento motor do deficiente auditivo. A deficiência auditiva aparece, por vezes, associada a outras deficiências, como Texto de apoio ao Curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Desenvolvimento motor do deficiente auditivo A deficiência auditiva aparece, por vezes, associada

Leia mais

PRIMEIRA LINGUAGEM DE AMOR: PALAVRAS DE ENCORAJAMENTO

PRIMEIRA LINGUAGEM DE AMOR: PALAVRAS DE ENCORAJAMENTO 50 Nona Lição AS CINCO LINGUAGENS DE AMOR Alguma coisa em nossa natureza clama por sermos amados. No âmago da nossa existência há o íntimo desejo se sermos amados. O casamento foi idealizado para suprir

Leia mais

MATERNAL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

MATERNAL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações;

Leia mais

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz 1 RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz Contrato: AS.DS.PV.024/2010 Empresa: SENSOTECH ASSESSORAMENTO

Leia mais

Maternal B. A adaptação foi um período bastante especial para a turma do Maternal, com muitas novidades.

Maternal B. A adaptação foi um período bastante especial para a turma do Maternal, com muitas novidades. Relatório de Grupo Maternal B 2013 Neste relatório, desejamos compartilhar com vocês o início da história do nosso grupo, contando como foram os primeiros dias e as primeiras descobertas. A adaptação foi

Leia mais

A importância de recomendar a leitura para crianças de 0 a 6 anos

A importância de recomendar a leitura para crianças de 0 a 6 anos A importância de recomendar a leitura para crianças de 0 a 6 anos 2 Receite um livro A importância de recomendar a leitura 3 Promoção do desenvolvimento infantil por meio da leitura Distintas áreas do

Leia mais

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br Alô, alô Quero falar com o Marcelo. Momento. Alô. Quem é? Marcelo. Escuta aqui. Eu só vou falar uma vez. A Adriana é minha. Vê se tira o bico de cima dela. Adriana? Que Adriana? Não se faça de cretino.

Leia mais

A consciência no ato de educar

A consciência no ato de educar Família e escola: somando forças para construir o futuro Júlio Furtado www.juliofurtado.com.br A consciência no ato de educar Não se educa entre uma novela e outra. Não se educa nos finais de semana! Não

Leia mais

Mediação: processo comunicacional não violento

Mediação: processo comunicacional não violento Mediação: processo comunicacional não violento Desde que comecei a escrever nessa coluna, preocupo-me em deixar muito claro do que se trata a mediação. Assim, a mediação é um processo conversacional pacífico,

Leia mais

PAR. Torne-se um PAR para que sua vida seja ÍMPAR ACELBRA-RJ

PAR. Torne-se um PAR para que sua vida seja ÍMPAR ACELBRA-RJ PAR Torne-se um PAR para que sua vida seja ÍMPAR ACELBRA-RJ PAR Paciente Ativo e Responsável ACELBRA-RJ Ser um PAR celíaco Flávia Anastácio de Paula Adaptação do Texto de Luciana Holtz de Camargo Barros

Leia mais

BOLA NA CESTA. Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares

BOLA NA CESTA. Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares BOLA NA CESTA Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares 25/04/2012 SINOPSE Essa é a história de Marlon Almeida. Um adolescente que tem um pai envolvido com a criminalidade. Sua salvação está no esporte.

Leia mais

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais!

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Por Rafael Piva Guia 33 Prático Passos para criar Ideias de Negócio Vencedores! Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Que bom que você já deu um dos

Leia mais

Aprender brincando e brincar aprendendo: zero a três anos

Aprender brincando e brincar aprendendo: zero a três anos Aprender brincando e brincar aprendendo: zero a três anos Brincadeiras são peças fundamentais na engrenagem da Educação Infantil. Não se trata de apenas distrair as crianças. Brincar contribui para o desenvolvimento

Leia mais

Apresentação. B-A-BÁ do Berçário 2014 www.novaalianca.com/bercario 1

Apresentação. B-A-BÁ do Berçário 2014 www.novaalianca.com/bercario 1 Apresentação Esta apostila foi desenvolvida pela equipe do ministério de berçário, a fim de que, através das dicas aqui descritas, possa haver maior integração dos pais com o ministério e assim, também

Leia mais

Precisa. falar inglês. no trabalho, mas tem medo? Conheça 4 maneiras para superar esta barreira.

Precisa. falar inglês. no trabalho, mas tem medo? Conheça 4 maneiras para superar esta barreira. Precisa falar inglês no trabalho, mas tem medo? Conheça 4 maneiras para superar esta barreira. Aprender um novo idioma é se sentir como uma criança novamente: faltam palavras para se expressar e a insegurança

Leia mais

Treinamento Profissional em Parto Ativo

Treinamento Profissional em Parto Ativo Treinamento Profissional em Parto Ativo São Paulo SP 18, 19, 20, 21 e 22 de abril 2014. Principais temas - A fisiologia do processo de nascimento (a atuação dos hormônios e os benefícios de um parto ativo

Leia mais

Avaliação Inicial na Educação Infantil

Avaliação Inicial na Educação Infantil Avaliação Inicial na Educação Infantil - Algumas Considerações Por: Tânia Cunha Constantino Assessora Pedagógica da Educação Infantil Em todo inicio de ano há uma preocupação, necessária, por parte de

Leia mais

Todo homem tem poder suficiente para realizar aquilo que está convencido. (Goethe)

Todo homem tem poder suficiente para realizar aquilo que está convencido. (Goethe) PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUÍSTICA: FORMULAÇÃO DE OBJETIVOS E ESTRATÉGIAS: (CONDIÇÕES DE BOA FORMULAÇÃO) / / 1-DETERMINAÇAO DO OBJETIVO (RESULTADO DESEJADO): a) O que quero para mim? Colocação positiva (sem

Leia mais

1. Eu tenho problema em ter minhas necessidades satisfeitas. 1 2 3 4 5 6

1. Eu tenho problema em ter minhas necessidades satisfeitas. 1 2 3 4 5 6 FIAT Q Questionário de Relacionamento Interpessoal Glenn M. Callaghan Department of Psychology; One Washington Square, San Jose University, San Jose CA 95192-0120 Phone 08) 924-5610 e fax (408) 924 5605.

Leia mais

ETIQUETA CORPORATIVA para a Mulher de Negócios

ETIQUETA CORPORATIVA para a Mulher de Negócios ETIQUETA CORPORATIVA para a Mulher de Negócios 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 POR QUÊ? E PARA QUÊ? Imagem Competência Social Comportamento Ético Etiqueta A primeira impressão é a

Leia mais

Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos

Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos Seja Bem Vindo! Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos Ana Carolina S. Oliveira Psicóloga Esp. Dependência Química CRP 06/99198 Hewdy Lobo Ribeiro Psiquiatra Forense Psiquiatra

Leia mais

PAP (Perfil de Avanço Profissional)

PAP (Perfil de Avanço Profissional) PAP (Perfil de Avanço Profissional) Relatório para: Suzanne Example Data concluida: 14 de junho de 2012 14:03:23 2012 PsychTests AIM Inc. Índice analítico Índice analítico 1/10 Índice analítico Índice

Leia mais

Discussão 5. O papel do adulto em um ambiente organizado para incentivar as interações

Discussão 5. O papel do adulto em um ambiente organizado para incentivar as interações O papel do adulto em um ambiente organizado para incentivar as interações No Capítulo 5 da História do Pequeno Reino Uma verdadeira confusão toma conta do castelo, depois que a Rainha cochila. Ao acordar,

Leia mais

GRUPOS. são como indivíduos, cada um deles, tem sua maneira específica de funcionar.

GRUPOS. são como indivíduos, cada um deles, tem sua maneira específica de funcionar. GRUPOS são como indivíduos, cada um deles, tem sua maneira específica de funcionar. QUANTOS ADOLESCENTES A SUA CLASSE TEM? Pequenos (de 6 a 10 pessoas) Médios ( de 11 pessoa a 25 pessoas) Grandes ( acima

Leia mais

LIÇÃO 2 AMOR: DECIDIR AMAR UNS AOS OUTROS

LIÇÃO 2 AMOR: DECIDIR AMAR UNS AOS OUTROS LIÇÃO 2 AMOR: DECIDIR AMAR UNS AOS OUTROS RESUMO BÍBLICO I João 4:7-21; Jo 13:35 Tudo começou com o amor de Deus por nós. Ele nos amou primeiro e nós precisamos responder a isso. Ele provou seu amor, através

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

Colégio La Salle São João. Professora Kelen Costa Educação Infantil. Educação Infantil- Brincar também é Educar

Colégio La Salle São João. Professora Kelen Costa Educação Infantil. Educação Infantil- Brincar também é Educar Colégio La Salle São João Professora Kelen Costa Educação Infantil Educação Infantil- Brincar também é Educar A importância do lúdico na formação docente e nas práticas de sala de aula. A educação lúdica

Leia mais

coleção Conversas #22 - maio 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #22 - maio 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #22 - maio 2015 - assistente social. agora? Sou E Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo

Leia mais

PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO E DA APRENDIZAGEM NA ADOLESCÊNCIA AULA 03: ABORDAGEM DA PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO TÓPICO 01: AS FASES DO DESENVOLVIMENTO HUMANO Para compreendermos a natureza do comportamento

Leia mais

ÍNDICE PRIMEIRA PARTE A ARTE DA COMUNICAÇÃO

ÍNDICE PRIMEIRA PARTE A ARTE DA COMUNICAÇÃO ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 13 PRIMEIRA PARTE A ARTE DA COMUNICAÇÃO 1. ESCUTAR OS FILHOS... 17 1.1 Dar tempo... 18 1.2 Prestar atenção... 19 1.3 Interpretar bem a mensagem... 19 1.4 Manifestar compreensão...

Leia mais

10 segredos para falar inglês

10 segredos para falar inglês 10 segredos para falar inglês ÍNDICE PREFÁCIO 1. APENAS COMECE 2. ESQUEÇA O TEMPO 3. UM POUCO TODO DIA 4. NÃO PRECISA AMAR 5. NÃO EXISTE MÁGICA 6. TODO MUNDO COMEÇA DO ZERO 7. VIVA A LÍNGUA 8. NÃO TRADUZA

Leia mais

NIVEL PRATICANTE. Consultas de Registros Akáshicos PARTE 3. Tranformações e Prosperidade

NIVEL PRATICANTE. Consultas de Registros Akáshicos PARTE 3. Tranformações e Prosperidade NIVEL PRATICANTE Consultas de Registros Akáshicos PARTE 3 Tranformações e Prosperidade 1 MÓDULO 1 Sua Consulta : Legacia Financeira Esta parte do nível dos profissional é uma sessão de 3 partes que vai

Leia mais

10 dicas para você negociar melhor

10 dicas para você negociar melhor 10 dicas para você negociar melhor Diretor Workshop Seminários Práticos www.workshop.com.br São Paulo SP marcio@workshop.com.br Brasil RESUMO Todo empreendedor precisa de regras práticas para poder negociar

Leia mais

Anexo 1: Jogos da dramatização e exercícios

Anexo 1: Jogos da dramatização e exercícios Anexo 1: Jogos da dramatização e exercícios Charadas Charadas é um jogo relativamente famoso em alguns lugares. Pode ser jogado de forma sentação de um tema por um indivíduo ou por um grupo. jogo. Eles

Leia mais

PARA CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL

PARA CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL Panorama Social Viviani Bovo - Brasil 1 RELATÓRIO FINAL PARA CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL PANORAMA SOCIAL Viviani Bovo Campinas - Brasil Panorama Social Viviani Bovo - Brasil 2 Relatório para Certificação

Leia mais

A Internet Possibilita Que Todos Os Níveis De Empresas Possam Faturar Mais. Principalmente as Menores.

A Internet Possibilita Que Todos Os Níveis De Empresas Possam Faturar Mais. Principalmente as Menores. 1 A internet é um mundo de oportunidades de vendas. Porém, muitas empresas de pequeno e médio porte não se deram conta disso ainda. Eu vejo tantos empresários perderem essas oportunidades por apenas olhar

Leia mais

Zelo. A Regra de Ouro. Por que ser zeloso? Parceiros atingidos. Zelo - SIM. Zelo - NÃO

Zelo. A Regra de Ouro. Por que ser zeloso? Parceiros atingidos. Zelo - SIM. Zelo - NÃO Exercitando o Caráter 6 a 9 anos Zelo O zelo, ou cuidado, é uma qualidade típica das pessoas de bom caráter. A pessoa zelosa tem cuidado para não prejudicar as outras pessoas e demais seres vivos, nem

Leia mais

AMAR SEM ESTRAGAR. A difícil arte de educar

AMAR SEM ESTRAGAR. A difícil arte de educar AMAR SEM ESTRAGAR A difícil arte de educar O que esperam os pais? Terem uma família feliz, com saúde. Terem trabalho e boas condições de vida. Serem bons pais e que os filhos cresçam sem problemas. Realizarem

Leia mais

Chat com Fernanda Dia 17 de março de 2011

Chat com Fernanda Dia 17 de março de 2011 Chat com Fernanda Dia 17 de março de 2011 Tema: O papel do terapeuta ocupacional para pessoas em tratamento de leucemia, linfoma, mieloma múltiplo ou mielodisplasia Total atingido de pessoas na sala: 26

Leia mais

AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE

AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE Mesmo não acreditando na Educação Criativa, o professor pode fazer uma experiência para ver o resultado. É o caso da professora deste relato. Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br

Leia mais

APOIO ÀS S MÃES NO CONSULTÓRIO DO PEDIATRA

APOIO ÀS S MÃES NO CONSULTÓRIO DO PEDIATRA APOIO ÀS S MÃES NO CONSULTÓRIO DO PEDIATRA Ana Júlia Colameo Apresentação elaborada para o Seminário: Se o assunto é amamentar, apoio à mulher em primeiro lugar O pediatra é um médico que tem a missão

Leia mais

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO HISTÓRIA BÍBLICA: Mateus 18:23-34 Nesta lição, as crianças vão ouvir a Parábola do Servo Que Não Perdoou. Certo rei reuniu todas as pessoas que lhe deviam dinheiro.

Leia mais

PONTO DE APOIO SEREM DESENVOLVIDAS NAEDUCAÇÃOINFANTIL EENSINO FUNDAMENTAL, CONSIDERANDO AS HISTÓRIAS PUBLICADAS NA REVISTA PLANETA AZUL EDIÇÃO 142

PONTO DE APOIO SEREM DESENVOLVIDAS NAEDUCAÇÃOINFANTIL EENSINO FUNDAMENTAL, CONSIDERANDO AS HISTÓRIAS PUBLICADAS NA REVISTA PLANETA AZUL EDIÇÃO 142 CAPA PONTO DE APOIO CUIDAR RECONHECER QUE A HORTA ENVOLVE CUIDADOS, COMO IRRIGAÇÃO, DESBASTAÇÃO, ESPAÇAMENTO ENTRE AS MUDAS, COMPOSTAGEM, PODA, ENTRE OUTROS, ALÉM DO MONITORAMENTO DAS FASES DE CRESCIMENTO,

Leia mais

Unidade 1: A Bíblia: Um Guia de Sobrevivência e Vitória A Bíblia é como uma Semente: Ela pode ser Plantada em meu Coração

Unidade 1: A Bíblia: Um Guia de Sobrevivência e Vitória A Bíblia é como uma Semente: Ela pode ser Plantada em meu Coração Unidade 1: A Bíblia: Um Guia de Sobrevivência e Vitória A Bíblia é como uma Semente: Ela pode ser Plantada em meu Coração Para as crianças de 7 e 8 anos, este trimestre inicia enfatizando o Fruto, do Crescimento.

Leia mais

Objetivos da SMAM 2013

Objetivos da SMAM 2013 Objetivos da SMAM 2013 1. Conscientizar da importância dos Grupos de Mães (ou do Aconselhamento em Amamentação) no apoio às mães para iniciarem e manterem a amamentação. 2. Informar ao público sobre os

Leia mais

Na Internet Gramática: atividades

Na Internet Gramática: atividades Na Internet Gramática: atividades Dica: Antes de fazer as atividades abaixo, leia os documentos Modo subjuntivo geral e Presente do subjuntivo, no Banco de Gramática. 1. No trecho a seguir, extraído da

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Garapa Parte 6. Imagem. Áudio. Som Ambiente. Primeiro plano em plongê: Menina comendo em uma peneira. Som Ambiente.

Garapa Parte 6. Imagem. Áudio. Som Ambiente. Primeiro plano em plongê: Menina comendo em uma peneira. Som Ambiente. Garapa Parte 6 Imagem Primeiro plano em plongê: Menina comendo em uma peneira Primeiro Plano em plongê: Menina sente arrepios Primeiro Plano em contra-plongê: Menina comendo. Plano americano da mulher

Leia mais

Não é o outro que nos

Não é o outro que nos 16º Plano de aula 1-Citação as semana: Não é o outro que nos decepciona, nós que nos decepcionamos por esperar alguma coisa do outro. 2-Meditação da semana: Floresta 3-História da semana: O piquenique

Leia mais

INSTITUTO DOS ADVOGADOS BRASILEIROS III Curso do IAB Formação de Agentes Multiplicadores em Prevenção às Drogas

INSTITUTO DOS ADVOGADOS BRASILEIROS III Curso do IAB Formação de Agentes Multiplicadores em Prevenção às Drogas INSTITUTO DOS ADVOGADOS BRASILEIROS III Curso do IAB Formação de Agentes Multiplicadores em Prevenção às Drogas Módulo IV O AFETO NA PRÁTICA TERAPÊUTICA E NA FORMAÇÃO DO MULTIPLICADOR Regina Lucia Brandão

Leia mais

Como Montar um Plano de Estudos Eficiente Para Concurso Público E-book gratuito do site www.concursosemsegredos.com

Como Montar um Plano de Estudos Eficiente Para Concurso Público E-book gratuito do site www.concursosemsegredos.com 1 Distribuição Gratuita. Este e-book em hipótese alguma deve ser comercializado ou ter seu conteúdo modificado. Nenhuma parte deste e-book pode ser reproduzida ou transmitida sem o consentimento prévio

Leia mais

A família acolhe a mãe e o bebê em casa

A família acolhe a mãe e o bebê em casa Mãe e bebê em casa A família acolhe a mãe e o bebê em casa Hoje vou ter uma nova idéia A família deve receber mãe e bebê num ambiente de amor e respeito. Cuidado e protegido, o bebê se sente seguro e com

Leia mais

Como Trabalhar Com Consultores de Executive Search

Como Trabalhar Com Consultores de Executive Search Como Trabalhar Com Consultores de Executive Search Gerenciamento de Carreira pelo Bluesteps.com Contents: Introdução: O recrutamento de Executivos de Nível Sênior Page 1-2: O que é Retained Executive Search?

Leia mais

Como Estudar a Bíblia

Como Estudar a Bíblia Como Estudar a Bíblia Caderno de Estudos Por David Batty Estudos em Grupo Para Novos Cristãos 2 Direitos Reservados 2003 Comitê Acadêmico do Teen Challenge Internacional, EUA. Todos os direitos, incluindo

Leia mais

CONHECENDO A PSICOTERAPIA

CONHECENDO A PSICOTERAPIA CONHECENDO A PSICOTERAPIA Psicólogo Emilson Lúcio da Silva CRP 12/11028 2015 INTRODUÇÃO Em algum momento da vida você já se sentiu incapaz de lidar com seus problemas? Se a resposta é sim, então você não

Leia mais

Dica 2 - Tenha todos os dados na frente.

Dica 2 - Tenha todos os dados na frente. Cartões de Negócios Dica 1 - Tenha sempre os seus cartões de negócios. Parece óbvio falar sobre cartões de negócios quando se trata de networking, mas não é. É incrível verificar o elevado número e percentual

Leia mais

PROJETO IFÁ AYÁ www.projetoifaaya.transiente.org

PROJETO IFÁ AYÁ www.projetoifaaya.transiente.org PROJETO IFÁ AYÁ www.projetoifaaya.transiente.org Conversa com Maria Lúcia, Ekedi na Comunidade do Ilé Axé Yjexá Orixá Olufon, sobre compartilhamento dos saberes e educação. Sara: Tia Lúcia, pode se apresentar?

Leia mais

NOSSO VELHO E NOVO BONSUCESSO DE GUARULHOS SINOPSE: Carlos um adolescente, encontra um livro interessante na biblioteca da escola. Ele conta aos seus

NOSSO VELHO E NOVO BONSUCESSO DE GUARULHOS SINOPSE: Carlos um adolescente, encontra um livro interessante na biblioteca da escola. Ele conta aos seus NOSSO VELHO E NOVO BONSUCESSO DE GUARULHOS SINOPSE: Carlos um adolescente, encontra um livro interessante na biblioteca da escola. Ele conta aos seus amigos Antonio, Maria e Larissa o que descobriu sobre

Leia mais

Abordagem familiar e instrumentos para profissionais da Atenção Primária à Saúde

Abordagem familiar e instrumentos para profissionais da Atenção Primária à Saúde Abordagem familiar e instrumentos para profissionais da Atenção Primária à Saúde 1 Carmen Luiza Correa Fernandes e Lêda Chaves Dias Curra Médicas de Família e Comunidade / Terapeutas de Família e Casais

Leia mais

A PRÁTICA DA ATIVIDADE FÍSICA: SERÁ QUE EU CONSIGO? UM ENFOQUE PSICOLÓGICO 1

A PRÁTICA DA ATIVIDADE FÍSICA: SERÁ QUE EU CONSIGO? UM ENFOQUE PSICOLÓGICO 1 A PRÁTICA DA ATIVIDADE FÍSICA: SERÁ QUE EU CONSIGO? UM ENFOQUE PSICOLÓGICO 1 Márcia Pilla do Valle 2 Todos sabemos que a prática de uma atividade física é fundamental para a saúde do indivíduo. Cada vez

Leia mais

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA Carolina e, acompanhados de, estão na biblioteca, no mesmo lugar em que o segundo episódio se encerrou.os jovens estão atrás do balcão da biblioteca,

Leia mais

OBJEÇÕES INSTRUMENTO DE SUCESSO O LADO POSITIVIO DAS OBJEÇÕES PARA APRIMORAR O PROFISSIONAL DE VENDAS. Vista a camisa do 0800 E SEJA UM VENCEDOR!!!

OBJEÇÕES INSTRUMENTO DE SUCESSO O LADO POSITIVIO DAS OBJEÇÕES PARA APRIMORAR O PROFISSIONAL DE VENDAS. Vista a camisa do 0800 E SEJA UM VENCEDOR!!! OBJEÇÕES INSTRUMENTO DE SUCESSO O LADO POSITIVIO DAS OBJEÇÕES PARA APRIMORAR O PROFISSIONAL DE VENDAS. OBJEÇÕES VILÃS OU OPORTUNIDADES? A VISÃO ORIENTAL SOBRE Um para CRISE PERIGO (JI) A VISÃO ORIENTAL

Leia mais

De todas as relações humanas, esta é a principal e mais básica

De todas as relações humanas, esta é a principal e mais básica De todas as relações humanas, esta é a principal e mais básica Para as crianças, a família é a segurança, proteção, apoio, compreensão e a aceitação de que tanto necessitam. Pai e mãe são, com efeito,

Leia mais

Uma empresa é viável quando tem clientes em quantidade e com poder de compra suficiente para realizar vendas que cubram as despesas, gerando lucro.

Uma empresa é viável quando tem clientes em quantidade e com poder de compra suficiente para realizar vendas que cubram as despesas, gerando lucro. Página 1 de 9 2. Análise de Mercado 2.1 Estudo dos Clientes O que é e como fazer? Esta é uma das etapas mais importantes da elaboração do seu plano. Afinal, sem clientes não há negócios. Os clientes não

Leia mais

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades; INFANTIL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações:

Leia mais

Dicas de relacionamento com as pessoas com deficiência

Dicas de relacionamento com as pessoas com deficiência Dicas de relacionamento com as pessoas com deficiência Respeito à Diversidade A INFORMAÇÃO é fundamental para vencermos as barreiras do preconceito e da discriminação. Ao buscarmos a INFORMAÇÃO, exercitamos

Leia mais

FUGA de Beatriz Berbert

FUGA de Beatriz Berbert FUGA de Beatriz Berbert Copyright Beatriz Berbert Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 FUGA FADE IN: CENA 1 PISCINA DO CONDOMÍNIO ENTARDECER Menina caminha sobre a borda

Leia mais

Sumário Psicologia Acessível, o que é?... 3 Por que trabalhar as emoções?... 4 Caderno de Atividades Trabalhando as Emoções... 5 1.

Sumário Psicologia Acessível, o que é?... 3 Por que trabalhar as emoções?... 4 Caderno de Atividades Trabalhando as Emoções... 5 1. Sumário Psicologia Acessível, o que é?... 3 Por que trabalhar as emoções?... 4 Caderno de Atividades Trabalhando as Emoções... 5 1. Ligue as expressões às emoções correspondentes... 6 2. Caça-palavras

Leia mais