LINUX EDUCACIONAL NOVA ANDRADINA-MS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LINUX EDUCACIONAL NOVA ANDRADINA-MS"

Transcrição

1 LINUX EDUCACIONAL NOVA ANDRADINA-MS 2008

2 NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE NOVA ANDRADINA LINUX EDUCACIONAL Curso oferecido aos Professores das Salas de Tecnologias Educacionais das Escolas das redes Municipal e Estadual de Nova Andradina e escolas sob sua jurisdição. NOVA ANDRADINA-MS 2008

3 SUMÁRIO 1. IDENTIFICAÇÃO OBJETIVOS INTRODUÇÃO JUSTIFICATIVA METODOLOGIA PERFIL DO PROFISSIONAL PRINCÍPIOS NORTEADORES DO CURSO CARACTERÍSTICAS DO CURSO INSCRIÇÕES SISTEMA DE AVALIAÇÃO CARACTERÍSTICAS DOS FORMADORES INFRA-ESTRUTURA, LOCALIZAÇÃO E CLIENTELA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CRONOGRAMA DO CURSO DINÂMICAS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS...17

4 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Curso de Linux Educacional 1.2 Área de Concentração: - Tecnologias Educacionais 1.3 Unidade executora: - NTE Núcleo de Tecnologias Educacionais de Nova Andradina; Local de Realização: - Núcleo de Tecnologias Educacionais de Nova Andradina Rua da Saudade, 737 Nova Andradina. - Escolas Jurisdicionadas. Clientela Alvo: - Professores das Salas de Tecnologias Educacionais sob jurisdição do Núcleo de Tecnologias Educacionais de Nova Andradina (Anaurilândia, Angélica, Batayporã, Ivinhema, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul e Taquarussu). 2. OBJETIVOS 2.1. OBJETIVO GERAL Capacitar os professores das Salas de Tecnologias Educacionais (STEs) sob jurisdição do Núcleo de Tecnologias Educacionais de Nova Andradina (NTE), quanto a implantação do Sistema Operacional Linux Educacional. 2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS a) Aperfeiçoar a formação dos professores das STEs, no sentido de oferecer educação continuada; b) Contribuir para o aprimoramento na habilidade com o Linux Educacional; c) Levar os professores à compreensão da importância da inserção deste sistema operacional nas escolas;

5 3. INTRODUÇÃO Durante a história da humanidade, o homem vem se transformando e causando transformações na realidade sociocultural. Todas essas transformações causam conjuntos de conhecimentos, formas e técnicas de fazer as coisas, costumes e hábitos sociais, sistemas de comunicação e crenças, transmitidas de geração em geração (FIORENTINI, 2008). Diante de tais fatos, é fundamental a compreensão da realidade que nos cerca e a partir dessa compreensão, a construção de novos e desafiantes conhecimentos, proporcionado pelos meios tecnológicos. A escola precisa proporcionar a inclusão tecnológica dos alunos. É preciso que docentes e discentes busquem o desenvolvimento cognitivo, refletindo acerca dos conhecimentos vinculados pela mídia. Ao contrário do que muitas vezes se pensa, não existe apenas um caminho ou uma saída e sim uma gama gigantesca de possibilidades no uso pedagógico das diversas mídias. A busca deve instigar o encontro ao saber, contemplando as diversas necessidades in loco. Os diversos meios de comunicação são um campo riquíssimo que pode ser utilizado para fins pedagógicos. Podemos utilizá-las como instrumento de comunicação, de pesquisa e de produção de conhecimento. Sendo possível renovar a forma como a pesquisa vem sendo efetuada no sistema educacional. Precisamos mudar essa visão unicamente utilitária do computador que o vê somente como um veículo de disseminação de informações. O computador não pode ser visto apenas como um banco de dados. Com a ascensão da tecnologia, tornou-se imprescindível a introdução da informática nas redes de ensino. Devido à inserção de tal tecnologia, o Ministério da Educação e Cultura implementou o projeto Proinfo Programa Nacional de Informática na Educação, desde abril de Com a sua incorporação os paradigmas educacionais são questionados, pois a informática educativa redesenha o ensino. Precisa-se, por isso repensar o papel do aprendiz e do professor. O primeiro estará diante de uma diversidade de opções e será ele quem selecionará essas informações numa aprendizagem mais independente. Como usuário, desenvolverá algo a partir do momento que aprender a manipular essas informações, ampliando seus domínios. No trabalho com as tecnologias, o professor não é mais o detentor do saber, mas o facilitador deste conhecimento no desenvolvimento intelectual do sujeito. Esse processo de aprendizagem ocorre sem que haja ensinamento explícito. O controle da aprendizagem está nas mãos do aprendiz, havendo a liberdade para explorar e errar, sem punições, gerando o processo construtivo. Com este intuito, elaboramos um curso de capacitação referente ao sistema operacional Linux, com a principal finalidade de quebrar as barreiras encontradas em relação ao uso deste sistema. Em

6 outras palavras, objetivamos capacitar os professores das Salas de Tecnologias Educacionais (STEs) sob jurisdição do Núcleo de Tecnologias Educacionais de Nova Andradina (NTE), quanto a implantação do Sistema Operacional Linux Educacional. Além disso, o curso se desenvolverá a fim de promover a reflexão sobre o impacto das transformações provocadas pela evolução das mídias e tecnologias na sociedade. 4. JUSTIFICATIVA Em nossa atual realidade, presenciamos a busca na qualidade de ensino pela inserção do uso das tecnologias a serem trabalhadas de maneira pedagógica na rede de ensino. Nesse intuito, oferecemos um curso de aplicação do sistema operacional Linux Educacional. No contexto atual de nossas escolas, existem grandes resistências ao uso do sistema operacional Linux Educacional. Acreditamos que esta residência é fruto do longo período em que os profissionais têm trabalhado com o sistema operacional Windows. Além da falta de conhecimento quanto ao Sistema Operacional Linux Educacional e suas potencialidades, pelos educadores, percebemos que essa ferramenta apresenta algumas limitações de usos técnicos e instalações de outras ferramentas, o que faz com que a grande maioria dos profissionais prefira o uso do Windows. O sistema operacional Linux Educacional é uma ferramenta disponibilizada nos computadores do projeto PROINFO, com a premissa básica da customização, ou seja, a adequação do ambiente computacional às necessidades educacionais, com aplicativos de produtividade, diversos conteúdos multi-didáticos como: Domínio Público, CDs/DVDs (TV Escola), RIVED e jogos educativos, elaborado com base nas necessidades dos professores, gestores e alunos dos sistemas de ensino. O Curso de Linux Educacional é concebido como uma forma de fomentar o estudo e a aplicação do Sistema Operacional Linux Educacional, possibilitando a busca pela formação de um profissional capacitado para o trabalho na STE e em constante aperfeiçoamento. Na realização de cursos como este, será oportunizado o auto-conhecimento e o conhecimento de outras realidades. Onde a função de cada profissional é ser um mecanismo capaz de consolidar os estudos em formação contínua, atendendo a demanda local, bem como capacitar os Professores Regentes de cada Escola, contribuindo para a melhoria do Ensino no Estado de Mato Grosso do Sul. Segundo Silva (2005), O `Linux' é um sistema operacional criado em 1991 por _Linus Torvalds_na universidade de Helsinki na Finlândia. É um sistema Operacional de código aberto distribuído gratuitamente pela Internet. Seu código fonte é liberado como _Free Software_ (software livre) o aviso de copyright do kernel feito por Linus descreve detalhadamente isto e mesmo ele não pode fechar o sistema para que seja usado apenas

7 comercialmente. Isto quer dizer que você não precisa pagar nada para usar o Linux, e não é crime fazer cópias para instalar em outros computadores. O Linux Educacional é uma compilação do Linux, com foco em aplicação a laboratório de informática em escolas da rede pública. Para a educação escolar, o Sistema Linux Educacional torna-se a ferramenta mais viável, pois traz consigo um pacote de conteúdos educativos oferecido pelo Ministério da Educação. 5. METODOLOGIA Os Professores Multiplicadores do Núcleo de Tecnologias Educacionais oferecerão o curso em data e local definido previamente, em três turnos e turmas diferentes. O curso está estruturado em 40 (quarenta) horas, sendo 20 horas presenciais e 20 horas a distância. Às vinte horas presenciais ofereceremos em três turnos diferentes, em cinco dias com quatro aulas, divididas em cinco módulos, contemplando no primeiro módulo uma introdução sobre a Inclusão Digital e a utilização do sistema operacional Linux Educacional. No segundo módulo, trabalharemos a utilização do Editor de Texto (Writer) e suas funcionalidades. No terceiro e quarto módulo, nos deteremos na Planilha Eletrônica (Calc) e suas aplicabilidades. Já no quinto módulo, aplicaremos conhecimentos referentes à Apresentação Eletrônica (Impress) e sua utilização na produção de slides. Às vinte horas à distância acompanharemos e orientaremos os cursistas por meio do ambiente de aprendizagem colaborativo MOODLE, MSN e e.mail. Sendo exigida a elaboração e entrega de um projeto de curso, referente ao Linux Educacional e a entrega de relatório final da aplicabilidade do projeto pelos professores cursistas. Os requisitos para obtenção de certificado de participação no curso são: freqüência mínima de 75% em atividades presenciais, entrega do projeto e relatório do curso desenvolvido na escola. O período estipulado para o término das referidas atividades, é o final do primeiro semestre letivo de Os professores formadores do NTE (Cezar, Manoel Douglas, Marcos Alexandre e Welitton) estarão trabalhando em duplas, por cada turno. 6. PERFIL DO PROFISSIONAL O perfil do professor capaz de multiplicar informações e experiências positivas em suas escolas,

8 contribuindo para o alcance da qualidade de Ensino por meio do uso pedagógico das diversas tecnologias acessíveis a escola. Espera-se, portanto, que o profissional tenha maior articulação no trabalho e seja realmente um Professor Multiplicador, facilitando a relação homem versus máquina. Da mesma forma, tem-se a expectativa de formar profissionais mais amadurecidos enquanto docentes e pesquisadores. Pretende-se, ainda, que este profissional possa se desenvolver junto ao NTE de Nova Andradina. 7. PRINCÍPIOS NORTEADORES DO CURSO Os princípios norteadores do Curso Linux Educacional são os já estabelecidos na RESOLUÇÃO/SED n , de 5 de junho de 2007, para as atribuições do NTE, quais sejam: III - responsabilizar-se pela formação continuada dos professores e coordenadores pedagógicos em Tecnologias Educacionais; IV - oferecer subsídios técnico-pedagógicos aos professores que atuam nas Salas de Tecnologias Educacionais de forma que as atividades propostas garantam o alcance das habilidades e competências esperadas dos alunos; V - coordenar o processo de articulação Secretaria de Estado de Educação com as Salas de Tecnologias Educacionais; VIII - auxiliar o professor de tecnologias na utilização dos equipamentos e programas de informática bem como dos demais recursos tecnológicos aplicados à educação; - garantir a excelência necessária à atividade de ensino e aprendizagem dos professores das STEs; - promover o intercâmbio entre os professores do NTE e os professores das STEs; 8. CARACTERÍSTICAS DO CURSO 8.1 Carga Horária do Curso A carga horária obrigatória do Curso de Linux Educacional é de 40 horas, sendo 20 horas presenciais e 20 horas à distância. 8.2 Período de funcionamento O curso tem a duração mínima de dois meses e máxima de três meses. As aulas serão ministradas em cinco módulos de quatro horas aulas semanais, de segunda a sexta-feira, no período de 12/05 a 16/05. As aulas serão oferecidas em turnos diferentes, oportunizando assim a escolha entre os três

9 turnos (matutino, vespertino e noturno). 8.3 Número de vagas O número de vagas corresponde a quantidade de professores lotados nas STEs das escolas da Rede Estadual e Municipal de Ensino de Nova Andradina e das cidades jurisdicionadas ao respectivo NTE. 9. INSCRIÇÕES Poderão se inscrever no Curso de Linux Educacional, professores das Salas de Tecnologias Educacionais sob jurisdição do NTE de Nova Andradina (Anaurilândia, Angélica, Batayporã, Ivinhema, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul e Taquarussu) e professores das STEs da rede municipal de ensino de Nova Andradina. Os professores deverão se inscrever no período de 05 a 10 de maio, no NTE de Nova Andradina, localizado na Rua da Saudade, 737, das 07 às 11 horas e das 13 às 17 horas e pela internet por meio do preenchimento da fixa de inscrição enviada ao oficial de cada escola. 10. SISTEMA DE AVALIAÇÃO A avaliação do curso segue a normatização descrita na metodologia, ou seja, acompanharemos e orientaremos os cursistas por meio do ambiente de aprendizagem colaborativo MOODLE, MSN e e.mail. Sendo exigida a elaboração e entrega de um projeto de curso, referente ao Linux Educacional e a entrega de relatório final da aplicabilidade do projeto pelos professores cursistas. 11. CARACTERÍTICAS DOS FORMADORES DOCENTE GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO Cezar Lucas Hanzen História Organização do Trabalho Pedagógico Manoel Douglas Paschoaletto Normal Superior Marcos Alexandre Redigolo Educação Física Personal Trainer Welitton Fabiano da Silva Filosofia Metodologia do Ensino Superior 12. INFRA-ESTRUTURA, LOCALIZAÇÃO E CLIENTELA. Núcleo de Tecnologia de Nova Andradina Nova Andradina Rua da Saudade, 737.

10 Pólo de Nova Andradina CURSISTAS Matutino Vespertino Noturno Total PROFESSORES MULTIPLICADORES Cezar Lucas Hanzen, Marcos Alexandre Redigolo e Manoel Douglas Paschoaletto Escola Estadual Guaicuru Anaurilândia Rua Rui Barbosa, 1198 Pólo de Anaurilândia CURSISTAS Matutino Vespertino Total PROFESSOR MULTIPLICADOR Welitton Fabiano da Silva 13. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Aula 01 Introdução: Boas-vindas e apresentações; Programa e método didático-pedagógico; Diretrizes de governo; Contexto MEC; Alterar fundo de tela (área de trabalho); Descrição dos principais componentes da tela e da barra de menus; Comando Fechar Documento; Comando Sair (3 formas); Comando Sair/Desligar do Linux; Aula 02 Editor de Texto (Writer): Inicialização do OpenOffice (3 formas); Comandos básicos do Write; Menu Exibir (comandos Zoom, Limites do Texto e Caracteres Não-Imprimíveis); Atividade de digitação (título e seis primeiros parágrafos de matéria sobre software livre, publicada dia 22 de março de 2005, no jornal Folha de São Paulo);

11 Comandos Salvar; Salvar Como...; Fechar; Abrir; Formatação de Caractere; Parágrafo; Página; Comando Inserir: Cabeçalho e Rodapé (texto); Comando Inserir: Campos / Nº de Página; Comando Inserir: Figura / Do Arquivo; Inserir Tabela; Tabelas: Inserir textos e números; Tabelas: ajuste da largura das colunas; Tabelas: Inserir/Excluir Linhas; Tabelas: Formatar / Formato do Número; Tabelas: Comando Formatar / Formato do Número / Porcentagem; Manuseio de arquivos com outros formatos (.doc); Uso do Linux para acesso a arquivos gravados em disquetes; Comando: Arquivo / Exportar como PDF; Tamanho dos arquivos.doc e.sxw; Aula 03 Planilha Eletrônica (Calc): Características da planilha eletrônica; Distinção entre arquivo, planilhas e planilha ativa; Inserir e renomear planilhas; Seleção de células, colunas e linhas; Movimentação, utilizando o teclado; Inserção de letras e números; Ajuste da altura de linhas e da largura de colunas; Mover dados; Inserção de números e textos seqüências; Comando: Formatar / Célula / Alinhamento; Bordas e Plano de Fundo; Aula 04 Planilha Eletrônica (Calc): Revisão dos comandos da aula anterior; Valores absolutos e relativos; Operadores numéricos; Cálculo de valores percentuais;

12 Função: Somatório; Função: Média - MEDIA; Comando: Dados / Classificar; Comando: Dados / Filtro / Auto-Filtro; Comando: Inserir / Gráfico; Aula 05 Apresentação Eletrônica (Impress:) Assistente de Apresentações; Tipo de Apresentações; Transição de Slides; Idéias básicas de um texto em Slides; Como inserir Imagens; Animação Personalizada; 14. CRONOGRAMA DO CURSO Pólos de Anaurilândia e Nova Andradina DATA AULA CONTEÚDO CARGA HORÁRIA 12/05 1ª aula Apresentação do Linux Educacional 13/05 2ª aula Editor de Texto (Writer) 14/05 3ª aula Planilha Eletrônica (Impress) 4 horas 4 horas 4 horas 15/05 4ª aula Planilha Eletrônica (Impress) 4 horas Apresentação 16/05 5ª aula Eletrônica (Calc) 4 horas 19/05 a 30/06 Atividades à distância Projeto de curso 20 horas TOTAL DA CARGA HORÁRIA 40 horas 15. DINÂMICAS Dinâmica 1 Novelo de Linha Em roda, os cursistas lançam uns a outros o novelo de linha e quando se recebe fala-se o nome, idade, área de atuação, cidade onde atua e qual a perspectiva para o curso.

13 Objetivo: Conhecer o grupo de cursistas e detectar seus anseios. Dinâmica 2 Música com Palmas O professor Formador divide a turma em dois grupos, lado direito e lado esquerdo. Quando o professor Formador esticar o braço direito, o lado direito do grupo deverá bater palmas juntos e assim também se procede com o lado esquerdo. Objetivo: Descontrair o grupo, dinamizando nosso curso. Dinâmica 3 Mitos e resistências à informática Ouvir a música Kid Vinil, do cantor Zeca Baleiro, todos em pé e depois, em duplas ou trios: discutir sobre a letra. Questões propostas: 1) Existe toda uma mitologia construída em torno da tecnologia e de seu potencial para melhorar nossas vidas, conduzindo-nos a uma sociedade melhor. Você já pensou sobre isso? (fonte: Lacerda, 2001, p. 20) 2) Você acha que a tecnologia da informática tem o poder necessário para transformar a sociedade e a educação brasileira? Se sim, de que modo? Se não, por quê? (...) (fonte: Lacerda, 2001, p. 25) 3) Que resistências você tem com relação à tecnologia? Tais resistências estão relacionadas com um posicionamento crítico ou apenas com dificuldade de lidar com tal aparato? (fonte: Lacerda, 2001, p. 23) 4) Indique algumas aplicações da informática na educação. Acredita que o computador pode contribuir para o redimensionamento da prática pedagógica? De que modo? (fonte: Lacerda, 2001, p. 25) Dinâmica 4 Relaxamento Cada participante deverá fazer massagens no seu visinho. Depois de alguns segundos troca-se os papéis. Objetivo: Descontrair o grupo, causando um momento agradável. Dinâmica 5 Bolinhas de Papel amassado Esta dinâmica é usada para descontrair e integrar o grupo de uma forma divertida. Cada bolinha

14 vale R$1.000,00. O professor distribuirá para cada pessoa do grupo 5 bolinhas de papel, essas deverão estar dispersas no local onde será realizada a brincadeira. Dado o sinal os alunos deverão sair e procurar um companheiro, em seguida deve parar em sua frente, olhar fixamente nos olhos desse companheiro que por sua vez não pode sorrir. Quem sorrir primeiro, paga uma bolinha para a pessoa a quem sorriu. Vence quem terminar a brincadeira com mais "dinheiro", que será o milionário. Dinâmica 6 - Dinâmica do 1, 2, 3 Objetivo: Quebra-gelo 1º momento: Formam-se duplas e então solicite para que os dois comecem a contar de um a três, ora um começa, ora o outro. Fica Fácil. 2º momento: Solicite que ao invés de falar o número 1, batam palma, os outros números devem ser pronunciados normalmente. 3º momento: Solicite que ao invés de falar o número 2, que batam com as duas mãos na barriga, o número 3 deve ser pronunciado normalmente. Começa a complicar. 4º momento: Solicite que ao invés de falar o número 3, que dêem uma "reboladinha". A situação fica bem divertida. Dinâmica 7 - Auxílio mútuo Objetivo: Para reflexão da importância do próximo em nossa vida Material: Pirulito para cada participante. Procedimento: Todos em círculo, de pé. É dado um pirulito para cada participante, e os seguintes comandos: todos devem segurar o pirulito com a mão direita, com o braço estendido. Não pode ser dobrado, apenas levado para a direita ou esquerda, mas sem dobrá-lo. A mão esquerda fica livre. Primeiro solicita-se que desembrulhem o pirulito, já na posição correta (braço estendido, segurando o pirulito e de pé, em círculo). Para isso, pode-se utilizar a mão esquerda. O mediador da dinâmica, recolhe os papéis e em seguida, dá a seguinte orientação: sem sair do lugar em que estão, todos devem chupar o pirulito! Aguardar até que alguém tenha a iniciativa de imaginar como executar esta tarefa, que só há uma: oferecer o pirulito para a pessoa ao lado!!! Assim, automaticamente, os demais irão oferecer e todos poderão chupar o pirulito. Encerra-se a dinâmica, cada um pode sentar e continuar chupando o pirulito que lhe foi oferecido. Abre-se a discussão que tem como fundamento maior dar

15 abertura sobre a reflexão de quanto precisamos do outro para chegar a algum objetivo e de é ajudando ao outro que seremos ajudados. Dinâmica 8 - Urso de pelúcia Objetivo: mostrar que o outro é importante pra nossa vida Material: um urso de pelúcia Procedimento: Forme um círculo com todos e passe o urso de mão em mão, quem estiver com o urso deverá falar o que tem vontade de fazer com ele. No final que todos falarem deve-se pedir para que façam o mesmo que fizeram com o urso com a pessoa do lado. Dinâmica 9 - Floresta dos Sons Descrição: Convidar os participantes a formarem duplas, sem se darem as mãos, colocando-se um, defronte o outro. Tirar par ou ímpar. Os ganhadores levantam a mão. Cada dupla combina entre si um som qualquer que será emitido por aquele que ganhar, enquanto o outro, deverá fechar os olhos e não abrir em hipótese alguma. Quem ganhar emite sempre o mesmo som para guiar o companheiro cego, mergulhando no meio de todos os outros. Após três ou quatro minutos, inverter os papéis. Finalizar o exercício, recolhendo as reações dos participantes, através da verbalização. Possibilidade de Aplicação: Aprender a ouvir o outro Respeitar o corpo do outro Desinibir Confiar no outro Trabalhar temas específicos Identificar o outro (confiança, comunhão, sentidos, nova linguagem etc.) 16. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS SILVA, Gleydson Mazioli da. Guia Foca GNU/Linux Versão Intermediário. Versão 5.45, Disponível em Acesso em 25/04/2008.

16 FIORENTINI, Leda. Introdução à Educação Digital: Curso de Formação Continuada para Professores do Ensino fundamental e Médio da Rede Pública. Seed/MEC/. Editora, 1ª ed. Brasília, FIORENTINI, Leda. Introdução à Educação Digital: Curso de Formação Continuada para Professores do Ensino fundamental e Médio da Rede Pública (Manual do Formador). Seed/MEC/. Editora, 1ª ed. Brasília, FIORENTINI, Leda. Introdução à Educação Digital: Curso de Formação Continuada para Professores do Ensino fundamental e Médio da Rede Pública (Guia do Cursista). Seed/MEC/. Editora, 1ª ed. Brasília, 2008.

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER LINUX EDUCACIONAL NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER LINUX EDUCACIONAL NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER LINUX EDUCACIONAL NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM IVINHEMA - MS MAIO DE 2011 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER LINUX EDUCACIONAL NO PROCESSO DE ENSINO E

Leia mais

EE PROFESSORA FÁTIMA GAIOTTO SAMPAIO

EE PROFESSORA FÁTIMA GAIOTTO SAMPAIO EE PROFESSORA FÁTIMA GAIOTTO SAMPAIO TABLET E LOUSA DIGITAL COMO FERRAMENTA DIDÁTICA PEDAGOGICA Nova Andradina-MS 2015 EE PROFESSORA FÁTIMA GAIOTTO SAMPAIO TABLET E LOUSA DIGITAL COMO FERRAMENTA DIDÁTICA

Leia mais

EE PROFESSORA FÁTIMA GAIOTTO SAMPAIO

EE PROFESSORA FÁTIMA GAIOTTO SAMPAIO EE PROFESSORA FÁTIMA GAIOTTO SAMPAIO DOWNLOWD DE IMAGENS FERRAMENTA PEDAGÓGICA Nova Andradina-MS 2015 EE PROFESSORA FÁTIMA GAIOTTO SAMPAIO DOWNLOWD DE IMAGENS FERRAMENTA PEDAGÓGICA Projeto de formação

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER OFICINA INFORMÁTICA BÁSICA

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER OFICINA INFORMÁTICA BÁSICA ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER OFICINA INFORMÁTICA BÁSICA IVINHEMA-MS 2014 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER OFICINA INFORMÁTICA BÁSICA Oficina a ser desenvolvida no ano letivo de 2014 pela

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER EXTENSÃO - SALA TRIGUINÃ PLANO DE AÇÃO 2014/2015 ALIANDO A TECNOLOGIA À PRÁTICA PEDAGÓGICA

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER EXTENSÃO - SALA TRIGUINÃ PLANO DE AÇÃO 2014/2015 ALIANDO A TECNOLOGIA À PRÁTICA PEDAGÓGICA ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER EXTENSÃO - SALA TRIGUINÃ PLANO DE AÇÃO 2014/2015 ALIANDO A TECNOLOGIA À PRÁTICA PEDAGÓGICA IVINHEMA/MS 2015 1 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER EXTENSÃO - SALA

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 NOVA ANDRADINA MS MARÇO DE 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 Plano de ação a ser desenvolvido no ano letivo de 2015, pelo

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores. Trabalho Interdisciplinar Semestral. 3º semestre - 2012.1

Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores. Trabalho Interdisciplinar Semestral. 3º semestre - 2012.1 Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Trabalho Interdisciplinar Semestral 3º semestre - 2012.1 Trabalho Semestral 3º Semestre Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Apresentação

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON OFFICES NAS NUVENS

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON OFFICES NAS NUVENS ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON OFFICES NAS NUVENS NOVA ANDRADINA MS Abril/2013 ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON OFFICES NAS NUVENS Projeto elaborado pela professora Valéria dos Santos Pereira (Professora

Leia mais

1. O NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE

1. O NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE 4 1. O NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE Núcleo de Tecnologia Educacional de Nova Andradina Endereço: Rua da Saudade, 737 Bairro: Capilé Cep: 79750-000 Fone: 0800 647 4460 3441-4649 3441 2791 Site:

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 NOVA ANDRADINA MS MARÇO DE 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 Plano de ação a ser desenvolvido no ano letivo de 2015, pelo

Leia mais

JUNHO - 2010 TAQUARUSSU MS

JUNHO - 2010 TAQUARUSSU MS ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES MARIA APARECIDA CRIVELLI AZENAIDE ABREU SOARES VIEIRA GERENCIAMENTO DO IGOOGLE, SKYDRIVE E GOOGLE DOCS JUNHO - 2010 TAQUARUSSU MS ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES

Leia mais

2.1. Selecionar professor/tutor temporário para o Programa Nacional de Tecnologia Educacional - PROINFO para o ano de 2013.

2.1. Selecionar professor/tutor temporário para o Programa Nacional de Tecnologia Educacional - PROINFO para o ano de 2013. PREFETURA MUNICIPAL DE MACAPÁ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DIVISÃO DE PESQUISA EDUCACIONAL E INFORMÁTICA NÚCLEO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL PROGRAMA NACIONAL DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL - PROINFO

Leia mais

5 - AÇÕES E CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO AÇÕES OBJETIVOS MÊS INÍCIO/ CARGA HORÁRIA TÉRMINO

5 - AÇÕES E CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO AÇÕES OBJETIVOS MÊS INÍCIO/ CARGA HORÁRIA TÉRMINO 1 - IDENTIFICAÇÃO: TÍTULO DO PROJETO: PERÍODO DE REALIZAÇÃO: 03/08/15 a 20/10/15 ÓRGÃO RESPONSÁVEL: Núcleo de Tecnologia Educacional de Nova Andradina TIPO DE PROJETO: Formação Tecnológica. CARGA HORÁRIA

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES MARIA APARECIDA CRIVELLI GERENCIAMENTO DE ARQUIVOS EM AMBIENTES OFF-LINE E ON-LINE MARÇO - 2010 TAQUARUSSU MS

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES MARIA APARECIDA CRIVELLI GERENCIAMENTO DE ARQUIVOS EM AMBIENTES OFF-LINE E ON-LINE MARÇO - 2010 TAQUARUSSU MS ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES MARIA APARECIDA CRIVELLI GERENCIAMENTO DE ARQUIVOS EM AMBIENTES OFF-LINE E ON-LINE MARÇO - 2010 TAQUARUSSU MS ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES MARIA APARECIDA CRIVELLI

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA O USO DAS TECNOLOGIAS E WEBTECNOLOGIAS POR PROFESSORES DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA O USO DAS TECNOLOGIAS E WEBTECNOLOGIAS POR PROFESSORES DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA O USO DAS TECNOLOGIAS E WEBTECNOLOGIAS POR PROFESSORES DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Nova Andradina/MS Agosto/2009 NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE NOVA ANDRADINA 1ª EDIÇÃO DO CATÁLOGO DE SITES E VÍDEOS EDUCATIVOS

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE NOVA ANDRADINA 1ª EDIÇÃO DO CATÁLOGO DE SITES E VÍDEOS EDUCATIVOS NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE NOVA ANDRADINA 1ª EDIÇÃO DO CATÁLOGO DE SITES E VÍDEOS EDUCATIVOS Nova Andradina MS Maio 2011 NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE NOVA ANDRADINA 1ª EDIÇÃO DO CATÁLOGO

Leia mais

EDITAL Nº021/2013 PROGRAD/CIPEAD EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA DE CURSISTAS PARA O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM MÍDIAS INTEGRADAS NA EDUCAÇÃO

EDITAL Nº021/2013 PROGRAD/CIPEAD EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA DE CURSISTAS PARA O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM MÍDIAS INTEGRADAS NA EDUCAÇÃO EDITAL Nº021/2013 /CIPEAD EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA DE CURSISTAS PARA O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM MÍDIAS INTEGRADAS NA EDUCAÇÃO A Universidade Federal do Paraná (UFPR), por meio do Setor de Ensino Profissional

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER IMPLEMENTAÇÃO DE UMA RÁDIO NA ESCOLA

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER IMPLEMENTAÇÃO DE UMA RÁDIO NA ESCOLA ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER IMPLEMENTAÇÃO DE UMA RÁDIO NA ESCOLA ANGÉLICA-MS MARÇO DE 2015 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER IMPLEMENTAÇÃO DE UMA RÁDIO NA ESCOLA Projeto a ser desenvolvido

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD 1. O que é EAD? EAD é a sigla para Ensino a Distância, ou Educação a Distância, uma modalidade de ensino que acontece a partir da união

Leia mais

Escola Estadual Dr. Martinho Marques PLANO DE AÇÃO PSTE - 2010. Taquarussu- MS Março/10

Escola Estadual Dr. Martinho Marques PLANO DE AÇÃO PSTE - 2010. Taquarussu- MS Março/10 Escola Estadual Dr. Martinho Marques PLANO DE AÇÃO PSTE - 2010 Taquarussu- MS Março/10 Escola Estadual Dr. Martinho Marques PLANO DE AÇÃO PSTE 2010 Plano de ação previsto para ser desenvolvido no ano letivo

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO IVINHEMA MS ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO Planejamento anual de atividades a serem desenvolvidas pelo Professor Gerenciador de

Leia mais

Aula 03 PowerPoint 2007

Aula 03 PowerPoint 2007 Aula 03 PowerPoint 2007 Professor: Bruno Gomes Disciplina: Informática Básica Curso: Gestão de Turismo Sumário da aula: 1. Abrindo o PowerPoint; 2. Conhecendo a Tela do PowerPoint; 3. Criando uma Nova

Leia mais

AULA: BrOffice Impress terceira parte. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de:

AULA: BrOffice Impress terceira parte. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: AULA: BrOffice Impress terceira parte Objetivo Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: Conhecer a integração dos softwares do BrOffice; Aprender a trabalhar no slide mestre; Utilizar interação entre

Leia mais

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA Quando focalizamos o termo a distância, a característica da não presencialidade dos sujeitos, num mesmo espaço físico e ao mesmo tempo, coloca se como um

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA VOLMIR CARDOSO PEREIRA LUCIENE MARIA DA SILVA

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA VOLMIR CARDOSO PEREIRA LUCIENE MARIA DA SILVA ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA VOLMIR CARDOSO PEREIRA LUCIENE MARIA DA SILVA CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA PARA OS PROFESSORES DA EE IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA E SILVA Nova Andradina MS 2009

Leia mais

SUMÁRIO INTRODUÇÃO. 3 1. ACESSO AO SISTEMA. 5 2. ACESSO AO MÓDULO DE MONITORAMENTO.6 3. PREENCHIMENTO DO MÓDULO DE MONITORAMENTO. 8 4.

SUMÁRIO INTRODUÇÃO. 3 1. ACESSO AO SISTEMA. 5 2. ACESSO AO MÓDULO DE MONITORAMENTO.6 3. PREENCHIMENTO DO MÓDULO DE MONITORAMENTO. 8 4. MANUAL TÉCNICO-OPERACIONAL DO MÓDULO DE MONITORAMENTO DO PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS - PAR Brasília/DF, 23 julho de 2009 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1. ACESSO AO SISTEMA... 5 2. ACESSO AO MÓDULO DE MONITORAMENTO...6

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL MARIA JOSÉ. Ismael Silvério Júnior (Multiplicador) Luciano de Mazzi Martins Falconi (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL MARIA JOSÉ. Ismael Silvério Júnior (Multiplicador) Luciano de Mazzi Martins Falconi (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL MARIA JOSÉ Ismael Silvério Júnior (Multiplicador) Luciano de Mazzi Martins Falconi (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO 2015 Anaurilândia - MS 2015 ESCOLA ESTADUAL MARIA JOSÉ Ismael Silvério Júnior

Leia mais

O futuro da educação já começou

O futuro da educação já começou O futuro da educação já começou Sua conexão com o futuro A 10 Escola Digital é uma solução inovadora para transformar a sua escola. A LeYa traz para a sua escola o que há de mais moderno em educação, a

Leia mais

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Adriano Lima Belo Horizonte 2011 SUMÁRIO Apresentação... 3 Acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem AVA ESP-MG... 3 Programação do curso no AVA-ESPMG

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA Elaboração e gerenciamento de projetos e manuseio do CmapTools para construção de mapa conceitual e/ou mapa mental Setembro/2010 NÚCLEO DE TECNOLOGIA

Leia mais

Manual do Participante do Curso de Gestão da Assistência Farmacêutica - EaD

Manual do Participante do Curso de Gestão da Assistência Farmacêutica - EaD Capacitação - HÓRUS Manual do Participante do Curso de Gestão da Assistência Farmacêutica - EaD SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO... 3 2.1 Objetivos do curso... 3 2.2 Recursos de Aprendizagem...

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

FUNCIONAMENTO DOS CURSOS

FUNCIONAMENTO DOS CURSOS 1 SUMÁRIO Funcionamento dos Cursos... 03 Guia de Percurso... 05 Manual Acadêmico... 07 Ambiente Virtual de Aprendizagem... 09 Edição do Perfil... 12 Acessando as Atividades... 14 Iniciando o Semestre...

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR FORATINI DE OLIVEIRA. INTEGRANDO AS TICs NO ENSINO DE MATEMÁTICA

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR FORATINI DE OLIVEIRA. INTEGRANDO AS TICs NO ENSINO DE MATEMÁTICA ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR FORATINI DE OLIVEIRA INTEGRANDO AS TICs NO ENSINO DE MATEMÁTICA IVINHEMA MS MAIO DE 2010 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR

Leia mais

NTE DE NOVA ANDRADINA. OFICINA BLOG: O Blog como ferramenta didática no Ensino de Língua Inglesa

NTE DE NOVA ANDRADINA. OFICINA BLOG: O Blog como ferramenta didática no Ensino de Língua Inglesa NTE DE NOVA ANDRADINA OFICINA BLOG: O Blog como ferramenta didática no Ensino de Língua Inglesa NOVA ANDRADINA - MS ABRIL/2008 NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE NOVA ANDRADINA OFICINA BLOG: O Blog

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL ANGELINA JAIME TEBET

ESCOLA ESTADUAL ANGELINA JAIME TEBET ESCOLA ESTADUAL ANGELINA JAIME TEBET PLANEJAMENTO ONLINE: CONCEITOS E METODOLOGIAS Ivinhema_MS_2012 ESCOLA ESTADUAL ANGELINA JAIME TEBET PLANEJAMENTO ONLINE: CONCEITOS E METODOLOGIAS Projeto de capacitação

Leia mais

PROJETO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA - FIC. Multimídia

PROJETO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA - FIC. Multimídia PROJETO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA - FIC Multimídia Prof.ª Sylvia Augusta Catharina Fernandes Correia de Lima Floresta - PE 2013 CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA - FIC 1. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO: 2. INTRODUÇÃO

1. IDENTIFICAÇÃO: 2. INTRODUÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO: PERÍODO DE REALIZAÇÃO: Fevereiro à Dezembro de 2015 ÓRGÃO RESPONSÁVEL: NTE ESCOLAS: Senador Filinto Muller COORDENADORES DO PLANO: NTE: Carla Varela PROGETEC: Ticyara Halik Smanioto Vicente

Leia mais

Polo Universitário Santo Antônio Núcleo de Tecnologia Educacional Santo Antônio da Patrulha. Planejamento para 2015

Polo Universitário Santo Antônio Núcleo de Tecnologia Educacional Santo Antônio da Patrulha. Planejamento para 2015 Polo Universitário Santo Antônio Núcleo de Tecnologia Educacional Santo Antônio da Patrulha Planejamento para 2015 Formação Aprender faz parte da vida, sendo um processo permanente de desenvolvimento humano

Leia mais

SIAP - Sistema de Apoio ao Professor

SIAP - Sistema de Apoio ao Professor Introdução O SIAP, Sistema de Apoio ao Professor, é um programa que vai contribuir, de forma decisiva, com o cotidiano escolar de alunos, professores, gestores e funcionários administrativos. Com a implantação

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE JARDIM/MS PLANO DE AÇÕES

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE JARDIM/MS PLANO DE AÇÕES NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE JARDIM/MS PLANO DE AÇÕES PLANO DE AÇÃO 2015 Planejamento anual de atividades a serem Desenvolvidas pelos Professores Lotados no Núcleo de Tecnologias Educacionais

Leia mais

EDITAL Nº 01/FCCE/2015 (6ª Oferta UFRRJ)

EDITAL Nº 01/FCCE/2015 (6ª Oferta UFRRJ) Curso de Extensão a Distância Formação Continuada em Conselhos Escolares EDITAL Nº 01/FCCE/2015 (6ª Oferta UFRRJ) Seleção para 240 vagas do Curso de Extensão a Distância Formação Continuada em Conselhos

Leia mais

FEMA Fundação Educacional Machado de Assis INFORMÁTICA Técnico em Segurança do Trabalho P OW ERPOI NT. Escola Técnica Machado de Assis Imprensa

FEMA Fundação Educacional Machado de Assis INFORMÁTICA Técnico em Segurança do Trabalho P OW ERPOI NT. Escola Técnica Machado de Assis Imprensa P OW ERPOI NT 1 INTRODUÇÃO... 3 1. Iniciando o PowerPoint... 3 2. Assistente de AutoConteúdo... 4 3. Modelo... 5 4. Iniciar uma apresentação em branco... 6 5. Modo de Exibição... 6 6. Slide Mestre... 7

Leia mais

GERENCIAMENTO DAS TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS E DOS RECURSOS TECNOLÓGICOS

GERENCIAMENTO DAS TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS E DOS RECURSOS TECNOLÓGICOS GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO ESCOLA ESTADUAL PADRE ANCHIETA NOVA ANDRADINA-MS GERENCIAMENTO DAS TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS E DOS RECURSOS TECNOLÓGICOS Projeto

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL REYNALDO MASSI PLANEJANDO NO GOOGLE DOCS

ESCOLA ESTADUAL REYNALDO MASSI PLANEJANDO NO GOOGLE DOCS ESCOLA ESTADUAL REYNALDO MASSI PLANEJANDO NO GOOGLE DOCS IVINHEMA MS AGOSTO/ 2014 ESCOLA ESTADUAL REYNALDO MASSI SIRLENE DE SOUZA B. DAS VIRGENS PLANEJANDO NO GOOGLE DOCS Projeto de Formação desenvolvido

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL BANDEIRANTES MANUAL DO ALUNO

CENTRO EDUCACIONAL BANDEIRANTES MANUAL DO ALUNO CENTRO EDUCACIONAL BANDEIRANTES MANUAL DO ALUNO 1 SUMÁRIO INFORMAÇÕES GERAIS 03 QUEM PODE FAZER O CURSO DE EJA A DISTÂNCIA 04 MATRÍCULA 04 COMO FUNCIONA 05 CALENDÁRIO DOS CURSOS 06 AVALIAÇÃO E CRITÉRIOS

Leia mais

Pacote Office. Subtítulo

Pacote Office. Subtítulo Pacote Office Subtítulo Sobre a APTECH A Aptech é uma instituição global, modelo em capacitação profissional, que dispõe de diversos cursos com objetivo de preparar seus alunos para carreiras em Tecnologia

Leia mais

MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB

MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB CNS LEARNING MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB Versão Online 13 Índice ÍNDICE... 1 VISÃO GERAL... 2 CONCEITO E APRESENTAÇÃO VISUAL... 2 PRINCIPAIS MÓDULOS... 3 ESTRUTURAÇÃO... 3 CURSOS... 4 TURMAS... 4

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO IVINHEMA MS ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO Planejamento anual de atividades a serem desenvolvidas pelo Professor Gerenciador de

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EDITAL N.º 04 /2014

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EDITAL N.º 04 /2014 EDITAL N.º 04 /2014 PROCESSO SIMPLIFICADO DE SELEÇÃO DE TUTORES DO PROGRAMA NACIONAL DE FORMAÇÃO CONTINUADA EM TECNOLOGIA EDUCACIONAL MEC/PROINFO INTEGRADO/SEED/UNDIME/VÁRZEA GRANDE-MT A Secretaria Municipal

Leia mais

Programa de formaça o de Power Point Nível 1 (482)

Programa de formaça o de Power Point Nível 1 (482) Programa de formaça o de Power Point Nível 1 (482) Conteúdo Denominação do curso de formação:... 1 Objetivo Geral... 1 Destinatários... 1 Requisitos... 1 Critérios de seleção dos formandos... 1 Modalidade

Leia mais

Power Point. Autor: Paula Pedone

Power Point. Autor: Paula Pedone Power Point Autor: Paula Pedone INTRODUÇÃO O POWER POINT é um editor de apresentações, pertencente ao Pacote Office da Microsoft. Suas principais características são: criação de apresentações através da

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL GETÚLIO VARGAS ENSINO FUNDAMENTAL PROJETO RÁDIO ESCOLA

ESCOLA ESTADUAL GETÚLIO VARGAS ENSINO FUNDAMENTAL PROJETO RÁDIO ESCOLA ESCOLA ESTADUAL GETÚLIO VARGAS ENSINO FUNDAMENTAL PROJETO RÁDIO ESCOLA APRESENTAÇÃO: A Escola Estadual Getúlio Vargas Ensino Fundamental, do Município de Engenheiro Beltrão, Estado do Paraná, preocupada

Leia mais

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE?

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE? Manual do Usuário INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO TREINAMENTO ON LINE A ATIC Tecnologia do Brasil Ltda. com o objetivo de atender aos seus diversos clientes, oferece treinamentos EAD - Educação a Distância

Leia mais

MANUAL 2ª CAMADA DE SEGURANÇA E NOVAS REGRAS DE CADASTRAMENTO

MANUAL 2ª CAMADA DE SEGURANÇA E NOVAS REGRAS DE CADASTRAMENTO Ministério da Justiça Secretaria Nacional de Segurança Pública Rede INFOSEG MANUAL 2ª CAMADA DE SEGURANÇA E NOVAS REGRAS DE CADASTRAMENTO REDE INFOSEG AGOSTO/2013 Ministério da Justiça, 2013 Página 1 de

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: ELABORAÇÃO DE MATERIAL, TUTORIA E AMBIENTES VIRTUAIS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento

Leia mais

PROJETO CURSO DE INFORMÁTICA

PROJETO CURSO DE INFORMÁTICA PROJETO CURSO DE INFORMÁTICA 1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1.1. TÍTULO: Curso Básico de LibreOffice.org 1.2. CURSO: Curso de Capacitação - Servidores Públicos 1.3.1. IDENTIFICAÇÃO DO(A) PROFESSOR(A) /PROPONENTE

Leia mais

Capacitação de Recursos Humanos para o Uso de Tecnologias no Ensino Fundamental

Capacitação de Recursos Humanos para o Uso de Tecnologias no Ensino Fundamental Programa 0042 ESCOLA DE QUALIDADE PARA TODOS Objetivo Melhorar a qualidade do ensino fundamental, mediante a democratização do acesso a novas tecnologias de suporte à formação educacional. Indicador(es)

Leia mais

2013 GVDASA Sistemas Release Notes GVcollege 3.6.7 1

2013 GVDASA Sistemas Release Notes GVcollege 3.6.7 1 2013 GVDASA Sistemas Release Notes GVcollege 3.6.7 1 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual da GVDASA Sistemas e toda a informação nele contida é confidencial. Nenhuma parte deste

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC FACULDADE DE MEDICINA - FAMED NÚCLEO DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM SAÚDE NUTEDS/FAMED/UFC

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC FACULDADE DE MEDICINA - FAMED NÚCLEO DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM SAÚDE NUTEDS/FAMED/UFC UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC FACULDADE DE MEDICINA - FAMED NÚCLEO DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM SAÚDE NUTEDS/FAMED/UFC CHAMADA PÚBLICA PARA CURSO DE FORMAÇÃO DE TUTORES PARA EaD ONLINE

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 1º semestre EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 1º semestre EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Bacharelado em Administração FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

Guia de Ambientação Março/2011

Guia de Ambientação Março/2011 Guia de Ambientação Março/2011 APRESENTAÇÃO Caro cursista, Bem vindo ao Guia de Ambientação. Este documento é dirigido a você, participante. Com ele, você conhecerá como está estruturada a interface de

Leia mais

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPITULO I DO OBJETIVO, DA NATUREZA E DA FINALIDADE

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPITULO I DO OBJETIVO, DA NATUREZA E DA FINALIDADE FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPITULO I DO OBJETIVO, DA NATUREZA E DA FINALIDADE Art. 1º. O objetivo das Atividades Complementares é fomentar complementação

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO EE. CMT. MAURÍCIO COUTINHO DUTRA

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO EE. CMT. MAURÍCIO COUTINHO DUTRA GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO EE. CMT. MAURÍCIO COUTINHO DUTRA Plano de Ação PROGETEC(Professor Gerenciador de Tecnologias Educacionais e Recursos Midiáticos)/

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER PLANO DE AÇÃO 2015: INSERINDO A TECNOLOGIA NO COTIDIANO ESCOLAR

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER PLANO DE AÇÃO 2015: INSERINDO A TECNOLOGIA NO COTIDIANO ESCOLAR ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER PLANO DE AÇÃO 2015: INSERINDO A TECNOLOGIA NO COTIDIANO ESCOLAR IVINHEMA/MS DEZEMBRO/2014 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER PLANO DE AÇÃO 2015: INSERINDO A TECNOLOGIA

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA (FIC)

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA (FIC) SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SERTÃO PERNAMBUCANO PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Diretoria de Formulação de Conteúdos Educacionais Programa Nacional de Tecnologia Educacional

Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Diretoria de Formulação de Conteúdos Educacionais Programa Nacional de Tecnologia Educacional Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Diretoria de Formulação de Conteúdos Educacionais Programa Nacional de Tecnologia Educacional SEB DCE CGMID COGTEC PROINFO SEB SECRETARIA DE EDUCAÇÃO

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON OFICINA WINDOWS MOVIE MAKER

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON OFICINA WINDOWS MOVIE MAKER ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON OFICINA WINDOWS MOVIE MAKER NOVA ANDRADINA-MS MARÇO-2015 ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON OFICINA WINDOWS MOVIE MAKER Projeto a ser desenvolvido em Março de 2015 na E. E.

Leia mais

Introdução ao Aplicativo de Programação LEGO MINDSTORMS Education EV3

Introdução ao Aplicativo de Programação LEGO MINDSTORMS Education EV3 Introdução ao Aplicativo de Programação LEGO MINDSTORMS Education EV3 A LEGO Education tem o prazer de trazer até você a edição para tablet do Software LEGO MINDSTORMS Education EV3 - um jeito divertido

Leia mais

Instalação: permite baixar o pacote de instalação do agente de coleta do sistema.

Instalação: permite baixar o pacote de instalação do agente de coleta do sistema. O que é o projeto O PROINFODATA - programa de coleta de dados do projeto ProInfo/MEC de inclusão digital nas escolas públicas brasileiras tem como objetivo acompanhar o estado de funcionamento dos laboratórios

Leia mais

MANUAL DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO

MANUAL DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO CARO ALUNO, Seja Bem-Vindo às Escolas e Faculdades QI! Desejamos a você uma excelente jornada de estudos e evolução, tanto no campo profissional, como pessoal. Recomendamos

Leia mais

Tutorial do Iniciante. Excel Básico 2010

Tutorial do Iniciante. Excel Básico 2010 Tutorial do Iniciante Excel Básico 2010 O QUE HÁ DE NOVO O Microsoft Excel 2010 é um programa de edição de planilhas eletrônicas muito usado no mercado de trabalho para realizar diversas funções como;

Leia mais

AS SALAS DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS E A PRATICA DOCENTE.

AS SALAS DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS E A PRATICA DOCENTE. AS SALAS DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS E A PRATICA DOCENTE. Introdução Carlos Roberto das Virgens Sirlene de Souza Benedito das Virgens Antonio Sales Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul Não faz muito

Leia mais

INSTITUTO TEOLÓGICO MONTE DAS OLIVEIRAS Site: www.itemol.com.br / E-mail: itemol@itemol.com.br

INSTITUTO TEOLÓGICO MONTE DAS OLIVEIRAS Site: www.itemol.com.br / E-mail: itemol@itemol.com.br INSTITUTO TEOLÓGICO MONTE DAS OLIVEIRAS Site: www.itemol.com.br / E-mail: itemol@itemol.com.br DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA ORIENTAÇÕES AOS ALUNOS PARA UTILIZAÇÃO DOS CAMPUS

Leia mais

Word 1 - Introdução 1.1 - Principais recursos do word 1.2 - A janela de documento 1.3 - Tela principal

Word 1 - Introdução 1.1 - Principais recursos do word 1.2 - A janela de documento 1.3 - Tela principal Word 1 - Introdução O Word para Windows ou NT, é um processador de textos cuja finalidade é a de nos ajudar a trabalhar de maneira mais eficiente tanto na elaboração de documentos simples, quanto naqueles

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Guia de Estudos Metodologias Jovem de Futuro

Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Guia de Estudos Metodologias Jovem de Futuro Guia de Estudos Metodologias Jovem de Futuro Precisamos reinventar a forma de ensinar e aprender, presencial e virtualmente, diante de tantas mudanças na sociedade e no mundo do trabalho. Os modelos tradicionais

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENSINO DE QUÍMICA Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação na

Leia mais

A CONSTRUÇÃO DE ESPAÇOS E MATERIAIS DIGITAIS PARA A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: O USO DO SMARTPHONE NO ENSINO DA GEOMETRIA

A CONSTRUÇÃO DE ESPAÇOS E MATERIAIS DIGITAIS PARA A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: O USO DO SMARTPHONE NO ENSINO DA GEOMETRIA A CONSTRUÇÃO DE ESPAÇOS E MATERIAIS DIGITAIS PARA A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: O USO DO SMARTPHONE NO ENSINO DA GEOMETRIA Autores : Agata RHENIUS, Melissa MEIER. Identificação autores: Bolsista IFC-Campus Camboriú;

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR 1. Como são os cursos ofertados pela plataforma freire e quais os benefícios para os professores que forem selecionados? O professor sem formação poderá estudar nos

Leia mais

Proposta do projeto de extensão: Inclusão digital dos softwares livres na comunidade escolar da rede pública em Aracaju SE

Proposta do projeto de extensão: Inclusão digital dos softwares livres na comunidade escolar da rede pública em Aracaju SE Proposta do projeto de extensão: Inclusão digital dos softwares livres na comunidade escolar da rede pública em Aracaju SE Resumo O projeto tem como objetivo principal promover a inclusão digital dos softwares

Leia mais

EU E O COMPUTADOR. Ricardo Hasper PROJETO DE INFORMÁTICA ENSINO FUNDAMENTAL FASE I

EU E O COMPUTADOR. Ricardo Hasper PROJETO DE INFORMÁTICA ENSINO FUNDAMENTAL FASE I CEEBJA - CEAD Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos CEAD-Pólo Poty Lazzarotto EU E O COMPUTADOR Ricardo Hasper PROJETO DE INFORMÁTICA ENSINO FUNDAMENTAL FASE I CURITIBA-PR 2003 I OBJETIVO

Leia mais

PMAT. Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações. Manual. Desenvolvido pelo BNDES AS/DEGEP

PMAT. Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações. Manual. Desenvolvido pelo BNDES AS/DEGEP PMAT Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações Manual 1 Índice 1. O que é o Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações PMAT... 3 2. Acessando o sistema pela primeira vez Download... 3 3. Fluxogramas

Leia mais

Prática 3 Microsoft Word

Prática 3 Microsoft Word Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado da Paraíba, Campus Sousa Disciplina: Informática Básica Prática 3 Microsoft Word Assunto: Tópicos abordados: Prática Utilização dos recursos

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON PLANO DE AÇÃO 2015 NOVA ANDRADINA - MS FEVEREIRO DE 2015 ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON PLANO DE AÇÃO 2015 Plano de Ação 2015 da Sala de Tecnologia Educacional para ser

Leia mais

Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X.

Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X. Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X. Para iniciar o sistema dê um duplo clique no ícone, que se encontra na área de trabalho. 1 Login do sistema. Esta é a tela de login

Leia mais

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas 2014 V.1.0 SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Contas Médicas SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Módulos CONTAS MÉDICAS Capa

Leia mais

UFPel Departamento de Informática. Tutorial Google Docs. Profa. Lisane Brisolara de Brisolara

UFPel Departamento de Informática. Tutorial Google Docs. Profa. Lisane Brisolara de Brisolara UFPel Departamento de Informática Tutorial Google Docs Profa. Lisane Brisolara de Brisolara Sumário O que é o Google Docs Seus principais recursos Editor de textos/documentos Editor de planilhas eletrônicas

Leia mais

Perguntas Frequentes (FAQ) Portal do Professor

Perguntas Frequentes (FAQ) Portal do Professor Universidade Federal do Espírito Santo Perguntas Frequentes (FAQ) Portal do Professor Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) Novembro/2014 Sumário 1 ATIVIDADES COMPLEMENTARES... 4 1.1 O que é o menu

Leia mais

Status. Barra de Título. Barra de Menu. Barra de. Ferramentas Padrão. Caixa de nomes. Barra de. Ferramentas de Formatação. Indicadores de Coluna

Status. Barra de Título. Barra de Menu. Barra de. Ferramentas Padrão. Caixa de nomes. Barra de. Ferramentas de Formatação. Indicadores de Coluna O que é uma planilha eletrônica? É um aplicativo que oferece recursos para manipular dados organizados em tabelas. A partir deles pode-se gerar gráficos facilitando a análise e interpretação dos dados

Leia mais

O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar de qualquer local através da Internet.

O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar de qualquer local através da Internet. Olá! Você está recebendo as informações iniciais para utilizar o GEM (Software para Gestão Educacional) para gerenciar suas unidades escolares. O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar

Leia mais

ANEXO I DIRETRIZES PARA O CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DOS CURSOS

ANEXO I DIRETRIZES PARA O CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DOS CURSOS ANEXO I DIRETRIZES PARA O CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DOS CURSOS 1. Introdução As instituições porão propor o senvolvimento três cursos formação, na modalida cursos extensão: a) curso formação inicial para os

Leia mais

IMERSÃO TECNOLÓGICA DE PROFESSORES: POSSIBILIDADES DE FORMAÇÃO CONTINUADA MEDIADA POR AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM A DISTÂNCIA

IMERSÃO TECNOLÓGICA DE PROFESSORES: POSSIBILIDADES DE FORMAÇÃO CONTINUADA MEDIADA POR AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM A DISTÂNCIA IMERSÃO TECNOLÓGICA DE PROFESSORES: POSSIBILIDADES DE FORMAÇÃO CONTINUADA MEDIADA POR AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM A DISTÂNCIA QUARESMA, Cíndia Rosa Toniazzo 1 Palavras-chave: Formação de Professores,

Leia mais

Migrando de Usuários Microsoft Office para BrOffice.org / OpenOffice.org

Migrando de Usuários Microsoft Office para BrOffice.org / OpenOffice.org Migrando de Usuários Microsoft Office para BrOffice.org / OpenOffice.org Tempo de Duração: 24 Horas. Investimento: Solicitar proposta comercial. Sobre o treinamento Nos últimos anos inúmeras instituições,

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER PLANO DE AÇÃO 2015: INSERINDO A TECNOLOGIA NO COTIDIANO ESCOLAR

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER PLANO DE AÇÃO 2015: INSERINDO A TECNOLOGIA NO COTIDIANO ESCOLAR ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER PLANO DE AÇÃO 2015: INSERINDO A TECNOLOGIA NO COTIDIANO ESCOLAR IVINHEMA/MS DEZEMBRO/2014 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER PLANO DE AÇÃO 2015: INSERINDO A TECNOLOGIA

Leia mais

Caro(a) aluno(a), Estaremos juntos nesta caminhada. Coordenação NEO

Caro(a) aluno(a), Estaremos juntos nesta caminhada. Coordenação NEO Caro(a) aluno(a), seja bem-vindo às Disciplinas Online da Faculdade Presidente Antônio Carlos de Bom Despacho e Faculdade de Educação de Bom Despacho. Em pleno século 21, na era digital, não poderíamos

Leia mais

MANUAL DO ALUNO GRADUAÇÃO MODALIDADE SEMIPRESENCIAL

MANUAL DO ALUNO GRADUAÇÃO MODALIDADE SEMIPRESENCIAL MANUAL DO ALUNO GRADUAÇÃO MODALIDADE SEMIPRESENCIAL Prezado(a) aluno(a); Este material que você está começando a ler trata-se do manual do aluno, referente às disciplinas que serão ministradas através

Leia mais

GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP

GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP PROGRAMA GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP 2014 PROGRAMA GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP INTRODUÇÃO A Pró-reitoria de graduação (PROGRAD), a Câmara Central de Graduação (CCG), o Núcleo de Educação à Distância

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA OS POLOS DE APUCARANA E PARANAGUÁ - 64/2013 CIPEAD/PROGRAD/SEPT

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA OS POLOS DE APUCARANA E PARANAGUÁ - 64/2013 CIPEAD/PROGRAD/SEPT EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA OS POLOS DE APUCARANA E PARANAGUÁ - 64/2013 CIPEAD/PROGRAD/SEPT CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM MÍDIAS INTEGRADAS NA EDUCAÇÃO 2013 A Universidade

Leia mais

COMO REDUZIR O CUSTO NA COMUNICAÇÃO USANDO A INTERNET

COMO REDUZIR O CUSTO NA COMUNICAÇÃO USANDO A INTERNET COMO REDUZIR O CUSTO NA COMUNICAÇÃO USANDO A INTERNET Ao mesmo tempo em que hoje se tornou mais fácil falar a longa distância, pela multiplicidade de opções e operadoras de telefonia, também surgem as

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENFERMAGEM GINECOLÓGICA Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais