Formato: utilizar o editor de equações do word, fonte arial 12. Não serão aceitas resoluções em outro formato.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Formato: utilizar o editor de equações do word, fonte arial 12. Não serão aceitas resoluções em outro formato."

Transcrição

1 APOSTILA DE EXERCÍCIOS RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS, 1a UNIDADE Prof. Felix Silva Barreto Data de entrega: Até às 23:59 do dia 19/07/2016. Não serão aceitas resoluções enviadas após este horário. Enviar para o Formato: utilizar o editor de equações do word, fonte arial 12. Não serão aceitas resoluções em outro formato. Os diagramas precisam ser desenhados em editores de desenho (Paint, Auto Cad, etc.). Não serão aceitos desenhos feitos à mão (fotografias). Valor da resolução: 1,0 ponto na AP1. O ponto é extra, e a tarefa é opcional. Obs.: Questão errada ou incompleta ou que não atenda todos os pré-requisitos acima solicitados, terá valor zero. 01 É dado o sistema em equilíbrio, abaixo, sabendo-se que a tração na corda 1 é 300 N, qual será o valor de tração na corda 2? sen 37 o = cos 53 o = 0,6 sen 53 o = cos 37 o = 0, O corpo da figura tem peso 80 N e está em equilíbrio suspenso por fios ideais. Calcule a intensidade das forças de tração suportadas pelos fios AB e AC. Adote: cos 30 o = 0,8 e sem 45 o = cos 45 o = 0,7

2 03 Um corpo de peso P é sustentado por duas cordas inextensíveis, conforme a figura. Sabendo que a intensidade da tração na corda AB é de 80 N, calcule: a) o valor do peso P: b) a intensidade da tração na corda BC. 04 No sistema abaixo, o peso P está preso ao fio AB por uma argola. Despreze os atritos e calcule as trações nos fios AO e BO. Dados: P = 100 N, sen 30 o = 0,5 e cos 30 o = 0,8. 05 As cordas A, B e C da figura abaixo têm massa desprezível e são inextensíveis. As cordas A e B estão presas no teto horizontal e se unem à corda C no ponto P. A corda C tem preso à sua extremidade um objeto de massa igual a 10 kg. Considerando o sistema em equilíbrio, determine as trações nos fios A, B e C 3 1 ( sen 60º cos 30º ; sen30º cos 60º ) 2 2

3 06 Fruto da nogueira (árvore que vive até 400 anos), a noz é originária da Ásia e chegou à Europa por volta do século IV, trazida pelos romanos. Uma característica da noz é a rigidez de sua casca. Para quebrá-la, usa-se um quebra-nozes. A figura abaixo mostra um quebra-nozes, de massa desprezível, fácil de ser construído. A casca do noz suporta, sem quebrar, uma força de módulo igual a no máximo N. Qual a distância mínima, d, em cm, onde se deve aplicar uma força F, de módulo igual a 250 N, para quebrá-la? 07 Para demonstrar as condições de equilíbrio de um corpo extenso, foi montado o experimento abaixo, em que uma régua graduada de A a M, permanece em equilíbrio horizontal, apoiada no pino de uma haste vertical. Um corpo de massa 60 g é colocado no ponto A e um corpo de massa 40 g é colocado no ponto I. Para que a régua permaneça em equilíbrio horizontal, qual a massa, em gramas, do corpo que deve ser colocado no ponto K?

4 08 Uma barra homogênea de peso B = 200 N está fixa a uma parede pelo ponto A e por um cabo, conforme mostra a figura a seguir. A carga P tem peso P = 50 N. Considere sen 37 0 = cos 53 0 = 0,60. Determine o módulo da tração no cabo. 09 Em várias situações do dia a dia, necessitamos aplicar forças que sem o auxilio de alguma ferramenta ou máquinas, simplesmente não conseguiríamos. Apertar ou afrouxar um parafuso, por exemplo, requer uma força que não somos capazes de exercer. Considere um parafuso muito apertado que necessita da aplicação de um torque igual a 150 N.m para ser solto, conforme mostra a figura a seguir. Determine a intensidade da força F aplicada, desprezado o peso da ferramenta. 10 Suponha que duas crianças brincam em uma gangorra constituída por uma prancha de madeira de peso 20 kgf. A prancha tem forma regular, constituição homogênea e encontra-se apoiada em seu centro geométrico. O peso da criança A é igual a 50 kgf: Sabendo que o sistema está em equilíbrio na situação apresentada, determine: a) O peso da criança B. b) A intensidade da força exercida pelo apoio sobre a prancha (reação normal do apoio).

5 11 0 sistema da figura abaixo está em equilíbrio. O peso da carga Q = 20 N e da carga S = 10 N. Desprezando o peso da barra, determine o peso da carga P Calcule a intensidade, direção e sentido em relação ao eixo x, da força resultante do sistema abaixo Calcule a intensidade, direção e sentido em relação ao eixo x, da força resultante do sistema abaixo.

6 14) 15) 16)

7 17) 18) 19) Determine a tensão nos cabos AB e AD para equilibrar um motor de 250kg como mostrado ao lado.

8 20) Determine as forças necessárias nos cabos AB e AC para suportar um semáforo de 12 kg. 21) Determine a intensidade da força resultante e indique sua direção, medida no sentido anti-horário, em relação ao eixo u positivo. 22) Duas forças são aplicadas ao olhal a fim de remover a estaca mostrada. Determine o ângulo ϴ e o valor da força F de modo que a força resultante seja orientada verticalmente para cima no eixo y e tenha uma intensidade de 750N.

9 23) A caminhonete mostrada é rebocada por duas cordas. Determine os valores de FA e FB de modo a produzir uma força resultante de 950N oreintada no eixo x positivo, considere ϴ = 60 o ' 24) Determine os momento no ponto O. 25) Determine o momento no ponto O.

10 26) Calcule os esforços internos no ponto B. 27) Calcule os esforços internos no ponto C. 28) Calcule os esforços internos no ponto D. 29) Calcule os esforços internos no ponto C.

11 30) Calcule os esforços internos no ponto D. 31) Calcule os esforços internos no ponto C. 32) Calcule as reações nos apoios. 33) Calcule as reações nos apoios.

12 34) Calcule as reações nos apoios. 35) Calcule as reações nos apoios. 36) Calcule as reações de apoio e trace os diagramas de esforços. 37) Calcule as reações de apoio e trace os diagramas de esforços.

13 38) Calcule as reações de apoio e trace os diagramas de esforços. 39) Calcule as reações de apoio e trace os diagramas de esforços. 40) Calcule as reações nos apoios. 41) Calcule as reações nos apoios.

14 42) Calcule as reações nos apoios. 43) Calcule as reações de apoio e trace os diagramas de esforços. 44) Calcule as reações de apoio e trace os diagramas de esforços. 45) Calcule as reações de apoio e trace os diagramas de esforços. 46) Calcule as reações de apoio e trace os diagramas de esforços.

15 47) Calcule as reações de apoio e trace os diagramas de esforços. 48) Calcule as reações de apoio e trace os diagramas de esforços. 49) Calcule as reações de apoio e trace os diagramas de esforços. 50) Calcule as reações de apoio e trace os diagramas de esforços.

16 51) Calcule as reações de apoio e trace os diagramas de esforços. 52) Calcule as reações de apoio e trace os diagramas de esforços. 53) Calcule as reações de apoio. 54) Calcule as reações de apoio e trace os diagramas de esforços.

LISTA DE EXERCÍCIOS FÍSICA 2º TRIMESTRE ESTUDO DOS GASES

LISTA DE EXERCÍCIOS FÍSICA 2º TRIMESTRE ESTUDO DOS GASES LISTA DE EXERCÍCIOS FÍSICA 2º TRIMESTRE Nome: nº: Ano: 2º EM Professor: Anderson ESTUDO DOS GASES INTRODUÇÃO O estudo dos gases é de grande importância na compreensão de fatos que ocorrem no nosso cotidiano,

Leia mais

LISTA 2 1) Sabendo que ɑ= 50, determine a força resultante das três forças mostradas.

LISTA 2 1) Sabendo que ɑ= 50, determine a força resultante das três forças mostradas. LISTA 2 1) Sabendo que ɑ= 50, determine a força resultante das três forças mostradas. 2) Dois cabos ligados em C são carregados tal como mostra a figura. Sabendo que a tração no cabo AC é 1350 N e 675

Leia mais

ESTUDOS DIRIGIDOS (NP2) DATA DE ENTREGA: 24/11/16

ESTUDOS DIRIGIDOS (NP2) DATA DE ENTREGA: 24/11/16 Campus Brasília-DF Curso: Engenharia Civil Disciplina: Mecânica da Partícula Profº: MSc. Demetrius dos Santos Leão NOTA (Valor: 2,0 pontos) Nome do aluno: RA: Turma: ESTUDOS DIRIGIDOS (NP2) DATA DE ENTREGA:

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS Nº 4

LISTA DE EXERCÍCIOS Nº 4 Estudante: Curso: Engenharia Civil Disciplina: Mecânica da Partícula Período Letivo: 2/2015 Semestre: 2º Docente: MSc. Demetrius dos Santos Leão RA: Sala/ Turma: LISTA DE EXERCÍCIOS Nº 4 Decomposição de

Leia mais

NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE FÍSICA I 1º ANO EM TURMA 212 PROFº FABIANO 3º BIMESTRE

NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE FÍSICA I 1º ANO EM TURMA 212 PROFº FABIANO 3º BIMESTRE 1925 *** COLÉGIO MALLET SOARES *** 2016 91 ANOS DE TRADIÇÃO, RENOVAÇÃO E QUALIDADE DEPARTAMENTO DE ENSINO DATA: / / NOTA: NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE FÍSICA I 1º ANO EM TURMA 212 PROFº FABIANO

Leia mais

ESTÁTICA DO PONTO MATERIAL EXERCÍCIOS

ESTÁTICA DO PONTO MATERIAL EXERCÍCIOS ESTÁTICA DO PONTO MATERIAL EXERCÍCIOS 1. Quando um homem está deitado numa rede (de massa desprezível), as forças que esta aplica na parede formam um angulo de 30 com a horizontal, e a intensidade de cada

Leia mais

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 09 EQUILIBRIO DE CORPOS EXTENSOS

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 09 EQUILIBRIO DE CORPOS EXTENSOS FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 09 EQUILIBRIO DE CORPOS EXTENSOS F Rotação 0 F Como pode cair no enem? (ENEM) Um portão está fixo em um muro por duas dobradiças A e B, conforme mostra a figura, sendo P o peso

Leia mais

Lista de exercícios 4

Lista de exercícios 4 4. O sistema da figura a seguir é composto por uma barra homogênea AB, onde está articulada em A e pesa 00 N. O objeto P pesa 50 N para que esse sistema permaneça estático. Analise os seguintes itens:

Leia mais

LISTA PARA RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1 PROFESSOR GUSTAVO SABINO

LISTA PARA RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1 PROFESSOR GUSTAVO SABINO LISTA PARA RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1 PROFESSOR GUSTAVO SABINO 1. Sobre uma partícula P agem quatro forças, representadas na figura abaixo. O módulo da força resultante sobre a partícula é de: a) 5 N b) 24

Leia mais

Lista11: Equilíbrio de Corpos Rígidos

Lista11: Equilíbrio de Corpos Rígidos Lista 11: Equilíbrio dos Corpos Rígidos NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para serem resolvidos e entregues. ii. Ler os enunciados com atenção.

Leia mais

ENG1200 Mecânica Geral Lista de Exercícios 1 Equilíbrio da Partícula

ENG1200 Mecânica Geral Lista de Exercícios 1 Equilíbrio da Partícula ENG1200 Mecânica Geral 2013.2 Lista de Exercícios 1 Equilíbrio da Partícula Questão 1 - Prova P1 2013.1 Determine o máximo valor da força P que pode ser aplicada na estrutura abaixo, sabendo que no tripé

Leia mais

Estática. Vista da estrutura da ponte Golden Gate, São Francisco, Califórnia (EUA).

Estática. Vista da estrutura da ponte Golden Gate, São Francisco, Califórnia (EUA). Estática Todo o nosso estudo até agora foi dedicado quase que exclusivamente ao movimento. Passamos da Cinemática - descrição matemática dos movimentos - à Dinâmica, em que essa descrição se aprofunda

Leia mais

Lista 5 Leis de Newton

Lista 5 Leis de Newton Sigla: Disciplina: Curso: FISAG Física Aplicada a Agronomia Agronomia Lista 5 Leis de Newton 01) Um corpo de massa m sofre ação de duas forças F1 e F2, como mostra a figura. Se m = 5,2 kg, F1 = 3,7 N e

Leia mais

Lista de Exercícios de Equilíbrio de Partículas Estruturas 1/2014 Prof. Delma P. Caixeta

Lista de Exercícios de Equilíbrio de Partículas Estruturas 1/2014 Prof. Delma P. Caixeta Lista de Exercícios de Equilíbrio de Partículas Estruturas 1/2014 Prof. Delma P. Caixeta 1- Duas forças são aplicadas no olhal roscado com o objetivo de remover a estaca. Determine o ângulo e o módulo

Leia mais

Ciência e Tecnologia de Materiais Prof a. Msc. Patrícia Corrêa

Ciência e Tecnologia de Materiais Prof a. Msc. Patrícia Corrêa 1. (R//b) Uma barra homogênea de peso igual a 50 N está em repouso na horizontal. Ela está apoiada em seus extremos nos pontos A e B, que estão distanciados de 2 m. Uma esfera Q de peso 80 N é colocada

Leia mais

Equilíbrio de corpos extensos

Equilíbrio de corpos extensos Equilíbrio de corpos extensos 1. (Uerj 2014) A figura abaixo ilustra uma ferramenta utilizada para apertar ou desapertar determinadas peças metálicas. Para apertar uma peça, aplicando-se a menor intensidade

Leia mais

04- Uma escada homogênea de 40kg apóia-se sobre uma parede, no ponto P, e sobre o chão, no ponto C. Adote g = 10m/s².

04- Uma escada homogênea de 40kg apóia-se sobre uma parede, no ponto P, e sobre o chão, no ponto C. Adote g = 10m/s². PROFESSOR: Raphael Carvalho BANCO DE QUESTÕES - FÍSICA 2ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO ============================================================================================== 01- Dois atletas em lados opostos

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 1

LISTA DE EXERCÍCIOS 1 LISTA DE EXERCÍCIOS 1 Nome Data Nota: 1. Não serão aceitos exercícios escritos a lápis. 2. Não serão aceitos exercícios em mais de uma folha que não estejam grampeados. 3. Data de entrega 01/04/2015. Não

Leia mais

Dinâmica Associação de Polias Fixas e Móveis

Dinâmica Associação de Polias Fixas e Móveis Dinâmica Associação de Polias Fixas e Móveis 1. (Ita 2012) O arranjo de polias da figura é preso ao teto para erguer uma massa de 24 kg, sendo os fios inextensíveis, e desprezíveis as massas das polias

Leia mais

EXTERNATO MATER DOMUS

EXTERNATO MATER DOMUS EXTERNATO MATER DOMUS RUA PASCAL, 1403 CAMPO BELO SP CEP 04616/004 - Fone: 5092-5825 MATÉRIA: FÍSICA PROFESSORA: RENATA LEITE QUARTIERI ALUNO: Nº Série: 2º TURMA: Única DATA: / /2015 ASSINATURA DO PAI/RESP.

Leia mais

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 09 EQUILÍBRIO DE PONTOS MATERIAIS

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 09 EQUILÍBRIO DE PONTOS MATERIAIS FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 09 EQUILÍBRIO DE PONTOS MATERIAIS Mola θ P Fio 1 2 1 T 1 F EL θ P 1 T 1 cos θ T 1 θ F EL T 1 sen θ P 1 (I) (II) T P T F P T P T F P Fixação 1) A estrutura abaixo está em equilíbrio,

Leia mais

Estudo Dirigido de Plano Inclinado

Estudo Dirigido de Plano Inclinado Curso: Engenharia Civil Disciplina: Física Geral e Experimental I Período: 1 período Data: 30/03/2012 Prof.a: Érica Estanislau Muniz Faustino 1ª Etapa Estudo Dirigido de Plano Inclinado 1- O bloco representado

Leia mais

SISTEMAS EQUIVALENTES DE FORÇAS EXERCÍCIOS

SISTEMAS EQUIVALENTES DE FORÇAS EXERCÍCIOS SISTEMAS EQUIVALENTES DE FORÇAS EXERCÍCIOS 1. Uma força P é aplicada ao pedal do freio em A. Sabendo que P = 450 N e = 30, determine o momento de P em relação a B. 2. Uma força P de 400 N é aplicada ao

Leia mais

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 05 ROLDANAS E ELEVADORES

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 05 ROLDANAS E ELEVADORES FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 05 ROLDANAS E ELEVADORES T T Como pode cair no enem? (CEFET) Nos sistemas seguintes, em equilíbrio, as roldanas, os fios e as hastes têm massas desprezíveis. Os dinamômetros

Leia mais

Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Tecnologia de Tomar ÁREA INTERDEPARTAMENTAL DE FÍSICA

Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Tecnologia de Tomar ÁREA INTERDEPARTAMENTAL DE FÍSICA Engenharia Civil Exercícios de Física de Física Ficha 8 Corpo Rígido Capítulo 6 Ano lectivo 010-011 Conhecimentos e capacidades a adquirir pelo aluno Aplicação das leis fundamentais da dinâmica. Aplicação

Leia mais

Mecânica Técnica. Aula 2 Lei dos Senos e Lei dos Cossenos. Prof. MSc. Luiz Eduardo Miranda J. Rodrigues

Mecânica Técnica. Aula 2 Lei dos Senos e Lei dos Cossenos. Prof. MSc. Luiz Eduardo Miranda J. Rodrigues Aula 2 Lei dos Senos e Lei dos Cossenos Tópicos Abordados Nesta Aula Cálculo de Força Resultante. Operações Vetoriais. Lei dos Senos. Lei dos Cossenos. Grandezas Escalares Uma grandeza escalar é caracterizada

Leia mais

Mecânica Geral II Lista de Exercícios 1 Prof. Dr. Cláudio S. Sartori. Use 1lb = 4,448 N 1 in = 0,0254 m 1 ft = 0,3048 m Exercício 1

Mecânica Geral II Lista de Exercícios 1 Prof. Dr. Cláudio S. Sartori. Use 1lb = 4,448 N 1 in = 0,0254 m 1 ft = 0,3048 m Exercício 1 Use 1lb = 4,448 N 1 in = 0,0254 m 1 ft = 0,3048 m Exercício 1 As tensões nos cabos AB e AC valem 777N e 990N, respectivamente. Determine o momento em relação ao ponto O das forças exercidas pelos cabos

Leia mais

Lista de Exercícios-PRA - Estática R. C. Hibbeler

Lista de Exercícios-PRA - Estática R. C. Hibbeler Lista de Exercícios-PRA - Estática R. C. Hibbeler I - Decomposição de vetores em componentes 1 - Determine a intensidade da força resultante e sua direção, medida no sentido anti-horário a partir do eixo

Leia mais

Fís. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão)

Fís. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Semana 16 Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. Exercícios

Leia mais

FÍSICA LISTA 4 QUANTIDADE DE MOVIMENTO, GRAVITAÇÃO UNIVERSAL E EQUILÍBRIO

FÍSICA LISTA 4 QUANTIDADE DE MOVIMENTO, GRAVITAÇÃO UNIVERSAL E EQUILÍBRIO FÍSICA Prof. Bruno Roberto LISTA 4 QUANTIDADE DE MOVIMENTO, GRAVITAÇÃO UNIVERSAL E EQUILÍBRIO QUANTIDADE DE MOVIMENTO 1. (Pucrj 2013) Uma massinha de 0,3 kg é lançada horizontalmente com velocidade de

Leia mais

Avaliação: EXERCÍCIO ON LINE 2º Bimestre. Curso: 3ª SÉRIE TURMA: 3101 / 3102 DATA:

Avaliação: EXERCÍCIO ON LINE 2º Bimestre. Curso: 3ª SÉRIE TURMA: 3101 / 3102 DATA: Avaliação: EXERCÍCIO ON LINE 2º Bimestre DISCIPLINA: FÍSICA 1 PROFESSOR(A): ANDERSON CUNHA Curso: 3ª SÉRIE TURMA: 3101 / 3102 DATA: NOME: Nº.: 1) (FGV-SP) O sistema indicado está em repouso devido à força

Leia mais

Exemplo. T 1 2g = -2a T 2 g = a. τ = I.α. T 1 T 2 g = - 3a a g = - 3a 4a = g a = g/4. τ = (T 1 T 2 )R. T 1 T 2 = Ma/2 T 1 T 2 = a.

Exemplo. T 1 2g = -2a T 2 g = a. τ = I.α. T 1 T 2 g = - 3a a g = - 3a 4a = g a = g/4. τ = (T 1 T 2 )R. T 1 T 2 = Ma/2 T 1 T 2 = a. Exercícios Petrobras 2008 eng. de petróleo Dois corpos de massa m 1 = 2 kg e m 2 = 1 kg estão fixados às pontas de uma corda com massa e elasticidade desprezíveis, a qual passa por uma polia presa ao

Leia mais

Fís. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão)

Fís. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Semana 16 Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. Equilíbrio

Leia mais

Estática do ponto material e do corpo extenso

Estática do ponto material e do corpo extenso Estática do ponto material e do corpo extenso Estática do ponto material e do corpo extenso Estática é a área da Física que estuda as condições de equilíbrio do ponto material e do corpo extenso. Estática

Leia mais

Leis de Newton. Algumas aplicações das leis de Newton

Leis de Newton. Algumas aplicações das leis de Newton Leis de Newton Algumas aplicações das leis de Newton Equilíbrio Uma ginasta com massa 50,0 kg está começando a subir em uma corda presa no teto de uma ginásio. Qual é o peso da ginasta? Qual a força (módulo

Leia mais

Vestibular1 A melhor ajuda ao vestibulando na Internet Acesse Agora! ESTÁTICA

Vestibular1 A melhor ajuda ao vestibulando na Internet Acesse Agora!  ESTÁTICA ESTÁTICA 1 INTRODUÇÃO A Estática é a parte da Física que estuda corpos em equilíbrio, como por exemplo: pontes, edifícios, torres, etc. Para tal estudo teremos que nos preocupar com as condições que garantem,

Leia mais

Física. Resolução: b) R 2 = F 2 + N 2 = = = 25 R 2 = 25 R = 25 R = 5 N. c) R 2 = T 2 + T T. T. cos 60º (Lei dos cossenos)

Física. Resolução: b) R 2 = F 2 + N 2 = = = 25 R 2 = 25 R = 25 R = 5 N. c) R 2 = T 2 + T T. T. cos 60º (Lei dos cossenos) EDUIN Física Estática EQUIÍI D N MEI 0. alcule a resultante das forças representadas nos esquemas dados. f = N = 5 N F = 8 N = F + f = 8 + 5 = N = F + N = 4 + = 6 + 9 = 5 c) N = N F = 4 N poste = 90 kgf

Leia mais

Sala de Estudos FÍSICA - Lucas 2 trimestre Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos Força Elástica e Trabalho Mecânico

Sala de Estudos FÍSICA - Lucas 2 trimestre Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos Força Elástica e Trabalho Mecânico Sala de Estudos FÍSICA - Lucas 2 trimestre Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos Força Elástica e Trabalho Mecânico 1. (Uern 2013) A tabela apresenta a força elástica e a deformação

Leia mais

I Unidade I Lista de Exercícios https://sites.google.com/site/professorcelsohenrique/home/mecanica-geral

I Unidade I Lista de Exercícios https://sites.google.com/site/professorcelsohenrique/home/mecanica-geral FAMEC Faculdade Metropolitana de Camaçari Engenharia Ambiental / Engenharia de Controle e Automação / Eng Produção enharia de Disciplina: Mecânica Geral I Unidade Docente: Celso Henrique I Lista de Exercícios

Leia mais

gira sobre uma mesa horizontal sem atrito. Esse bloco está ligado a outro, de massa m 2

gira sobre uma mesa horizontal sem atrito. Esse bloco está ligado a outro, de massa m 2 1º ANO 1. (UFMS) Um automóvel de massa 10 3 kg percorre, com velocidade escalar de 20m/s, um trecho circular de raio 80m, numa estrada plana horizontal. O mínimo coeficiente de atrito entre os pneus e

Leia mais

ESTÁTICA DOS CORPOS RÍGIDOS. Exercícios

ESTÁTICA DOS CORPOS RÍGIDOS. Exercícios ESÁICA DOS CORPOS RÍGIDOS Um caso particular de movimento é o repouso --- movimento nulo. Há repouso quando os agentes causadores do movimento se compensam ou equilibram. Daí se dizer que um corpo em repouso

Leia mais

1ª LISTA DE REVISÃO SOBRE ESTÁTICA DO PONTO MATERIAL Professor Alexandre Miranda Ferreira

1ª LISTA DE REVISÃO SOBRE ESTÁTICA DO PONTO MATERIAL Professor Alexandre Miranda Ferreira 1ª LISTA DE REVISÃO SOBRE ESTÁTICA DO PONTO MATERIAL Professor Alexandre Miranda Ferreira www.proamfer.com.br amfer@uol.com.br 1 Um professor de física pendurou uma pequena esfera, pelo seu centro de gravidade,

Leia mais

entre a barra e o chão deve ser:

entre a barra e o chão deve ser: 1. Uma barra homogênea de comprimento L e peso P encontra-se apoiada na parede vertical lisa e no chão horizontal áspero formando um ângulo θ como mostra a figura acima. O coeficiente de atrito estático

Leia mais

FÍSICA. Prof. Clinton. Recuperação 2º Bimestre

FÍSICA. Prof. Clinton. Recuperação 2º Bimestre Recuperação 2º Bimestre Prof. Clinton FÍSICA 01. (PUC-SP) Os esquemas seguintes mostram um barco sendo retirado de um rio por dois homens. Em (a), são usadas cordas que transmitem ao barco forças paralelas

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 2015 / 2016

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 2015 / 2016 CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 2015 / 2016 1 a QUESTÃO Valor: 1,0 Um copo está sobre uma mesa com a boca voltada para cima. Um explosivo no estado sólido

Leia mais

b) a intensidade da força de contato entre A e B.

b) a intensidade da força de contato entre A e B. LISTA DE ATRITO 1. (FGV-SP) O sistema indicado está em repouso devido à força de atrito entre o bloco de massa de 10 kg e o plano horizontal de apoio. Os fios e as polias são ideais e adota-se g = 10 m/s

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO LEIS DE NEWTON E SUAS APLICAÇÕES 2ª ETAPA

ESTUDO DIRIGIDO LEIS DE NEWTON E SUAS APLICAÇÕES 2ª ETAPA Curso: Engenharia Civil Disciplina: Física Geral Experimental I Período: 1 período Data: 04/16/2014 Prof.a: Érica Estanislau Muniz Faustino ESTUDO DIRIGIDO LEIS DE NEWTON E SUAS APLICAÇÕES 2ª ETAPA 1-

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS PLANO INCLINADO PROF. PEDRO RIBEIRO

LISTA DE EXERCÍCIOS PLANO INCLINADO PROF. PEDRO RIBEIRO LISTA DE EXERCÍCIOS PLANO INCLINADO PROF. PEDRO RIBEIRO 1 Um bloco de massa m = 10 kg, inicialmente a uma altura de 2 m do solo, desliza em uma rampa de inclinação 30 o com a horizontal. O bloco é seguro

Leia mais

Revisão Leis de Newton EsPCEx 2018 Prof. Douglão

Revisão Leis de Newton EsPCEx 2018 Prof. Douglão Revisão Leis de Newton EsPCEx 018 Prof. Douglão 1. Observe a figura abaixo onde duas esferas de massas iguais a m estão eletrizadas com cargas elétricas Q, iguais em módulo, porém de sinais contrários.

Leia mais

MECÂNICA GERAL 1. Marcel Merlin dos Santos

MECÂNICA GERAL 1. Marcel Merlin dos Santos MECÂNICA GERAL 1 Marcel Merlin dos Santos TÓPICOS DE HOJE Revisão de álgebra vetorial Lei dos cossenos Lei dos senos Exercícios Componentes cartesianas de uma força Exercícios Equilíbrio de uma partícula

Leia mais

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 06 PLANO INCLINADO

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 06 PLANO INCLINADO FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 06 PLANO INCLINADO P T P N θ P Como pode cair no enem? Uma máquina utiliza um carrinho para retirar carvão do interior de uma mina, puxando-o, sobre um plano inclinado, por meio

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS MECÂNICA DOS SÓLIDOS I

LISTA DE EXERCÍCIOS MECÂNICA DOS SÓLIDOS I LISTA DE EXERCÍCIOS MECÂNICA DOS SÓLIDOS I A - Tensão Normal Média 1. Ex. 1.40. O bloco de concreto tem as dimensões mostradas na figura. Se o material falhar quando a tensão normal média atingir 0,840

Leia mais

FORÇA E MOVIMENTO Leis de Newton

FORÇA E MOVIMENTO Leis de Newton PROF. OSCAR FORÇA E MOVIMENTO Leis de Newton Qual é o fator responsável pela sensação de perigo para alguém que está no último carro de uma montanha russa? Uma força aceleração. atuando sobre o quilograma

Leia mais

em sua mão. Nela estão indicados os ossos úmero e rádio (que se articulam no cotovelo) e o músculo bíceps. M = 10 kg

em sua mão. Nela estão indicados os ossos úmero e rádio (que se articulam no cotovelo) e o músculo bíceps. M = 10 kg Exercício cícios: Est státic tica a do Corp orpo o Extenso rof.. Jerry 01. (UFRJ) figura 1 mostra o braço de uma pessoa (na horizontal) que sustenta um bloco de 10 kg em sua mão. Nela estão indicados os

Leia mais

XXVII CPRA LISTA DE EXERCÍCIOS FÍSICA (DINÂMICA)

XXVII CPRA LISTA DE EXERCÍCIOS FÍSICA (DINÂMICA) XXVII CPRA LISTA DE EXERCÍCIOS FÍSICA (DINÂMICA) 1) Uma caixa de 50 kg repousa sobre uma superfície para a qual o coeficiente de atrito cinético é. Se a caixa está sujeita a uma força de tração de 400

Leia mais

EQUILÍBRIO DO CORPO RÍGIDO EXERCÍCIOS

EQUILÍBRIO DO CORPO RÍGIDO EXERCÍCIOS EQUILÍBRIO DO CORPO RÍGIDO EXERCÍCIOS 1. O esquadro metálico BD tem um apoio fixo em C e liga-se a um cabo em B. Para o carregamento representado, determine (a) a força de tração no cabo, (b) a reação

Leia mais

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 08 FORÇAS PARTICULARES, POLIAS, ELEVADORES E PLANO INCLINADO REVISÃO

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 08 FORÇAS PARTICULARES, POLIAS, ELEVADORES E PLANO INCLINADO REVISÃO FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 08 FORÇAS PARTICULARES, POLIAS, ELEVADORES E PLANO INCLINADO REVISÃO Como pode cair no enem? Um vagão, como o mostrado na figura abaixo, é utilizado para transportar minério de

Leia mais

Mecânica Geral. Apostila 5: Estática do Corpo Rígido. Professor Renan Faria

Mecânica Geral. Apostila 5: Estática do Corpo Rígido. Professor Renan Faria Mecânica Geral Apostila 5: Estática do Corpo Rígido Professor Renan Faria 1 Condições de Equilíbrio para Corpos Rígidos Para um corpo rígido estar em equilíbrio (estático ou dinâmico) é necessário duas

Leia mais

Centro de gravidade de um corpo é o ponto onde podemos supor que seu peso esteja aplicado.

Centro de gravidade de um corpo é o ponto onde podemos supor que seu peso esteja aplicado. Apostila de Revisão n 4 DISCIPLINA: Física NOME: N O : TURMA: 2M311 PROFESSOR: Glênon Dutra DATA: Mecânica - 4. Corpo Rígido 4.1. Torque análise semiquantitativa, na Primeira Etapa, e quantitativa, na

Leia mais

Curso: Engenharia Civil Disciplina: Física Geral Experimental I Período: 1 período Data: 05/03/2012 Prof.a: Érica Estanislau Muniz Faustino

Curso: Engenharia Civil Disciplina: Física Geral Experimental I Período: 1 período Data: 05/03/2012 Prof.a: Érica Estanislau Muniz Faustino Curso: Engenharia Civil Disciplina: Física Geral Experimental I Período: 1 período Data: 05/03/2012 Prof.a: Érica Estanislau Muniz Faustino Parte I - Questões de Múltipla Escolha ESTUDO DIRIGIDO 1 1- Desde

Leia mais

2. Determine as intensidades das forças nos cabos para os seguintes casos: 60 o

2. Determine as intensidades das forças nos cabos para os seguintes casos: 60 o urso de Tecnologia em utomação Industrial Disciplina de Mecânica plicada 1 prof. Lin Lista de eercícios nº 4 (Equilíbrio de um ponto material) 1. Um objeto de peso igual a 100 N é mantido em equilíbrio

Leia mais

Fís. Leonardo Gomes (Caio Rodrigues)

Fís. Leonardo Gomes (Caio Rodrigues) Semana 16 Leonardo Gomes (Caio Rodrigues) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. 29 31 Equilíbrio

Leia mais

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 08 EQUILIBRIO DE PONTOS MATERIAIS

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 08 EQUILIBRIO DE PONTOS MATERIAIS FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 08 EQUILIBRIO DE ONTOS MATERIAIS y I) Estável II) Instável III) Indiferente F 4 F 1 F 3 A F 2 F 1 α β θ F 3 F 2 Como pode cair no enem? (ENEM) O mecanismo que permite articular

Leia mais

Notas de Aula de Física

Notas de Aula de Física Versão preliminar 9 de setembro de 00 Notas de Aula de ísica. EQUIÍBRIO... CONDIÇÕES ARA O EQUIÍBRIO... SOUÇÃO DE AGUNS ROBEMAS... 0... 5... 9... 4 5... 5 7... 6 4... 7 5... 8 9... 8 rof. Romero Tavares

Leia mais

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Recuperação do 3 Bimestre Física Conteúdo: A seguir apresenta-se o conteúdo contemplado no programa de recuperação: Aplicação da 2ª Lei e Newton: Força Peso, Força

Leia mais

Lista 12: Rotação de corpos rígidos

Lista 12: Rotação de corpos rígidos Lista 12: Rotação de Corpos Rígidos Importante: i. Ler os enunciados com atenção. ii. Responder a questão de forma organizada, mostrando o seu raciocínio de forma coerente. iii. iv. Siga a estratégia para

Leia mais

Lista de Exercícios - Aula 08 Equilíbrio de um Corpo Rígido Capítulo R. C. Hibbeler

Lista de Exercícios - Aula 08 Equilíbrio de um Corpo Rígido Capítulo R. C. Hibbeler Lista de Exercícios - Aula 08 Equilíbrio de um Corpo Rígido Capítulo R. C. Hibbeler A primeira condição para que um corpo rígido esteja em equilíbrio é que a somatória das forças que agem sobre o corpo

Leia mais

REVISAO GERAL. GRANDEZA ESCALAR É caracterizada por um número real. Como, por exemplo, o tempo, a massa, o volume, o comprimento, etc.

REVISAO GERAL. GRANDEZA ESCALAR É caracterizada por um número real. Como, por exemplo, o tempo, a massa, o volume, o comprimento, etc. MECÂNICA APLICADA 5º Período de Engenharia Civil REVISAO GERAL GRANDEZA ESCALAR É caracterizada por um número real. Como, por exemplo, o tempo, a massa, o volume, o comprimento, etc. GRANDEZA VETORIAL

Leia mais

Professor: José Junio Lopes

Professor: José Junio Lopes Aula 2 - Tensão/Tensão Normal e de Cisalhamento Média; Tensões Admissíveis. A - TENSÃO NORMAL MÉDIA 1. Exemplo 1.17 - A luminária de 80 kg é sustentada por duas hastes, AB e BC, como mostra a Figura 1.17a.

Leia mais

Lista de exercícios 2 Mecânica Geral III

Lista de exercícios 2 Mecânica Geral III Lista de exercícios 2 Mecânica Geral III 13.3 O trem de 160 Mg parte do repouso e começa a subir o aclive, como mostrado na figura. Se o motor exerce uma força de tração F de 1/8 do peso do trem, determine

Leia mais

DINÂMICA N, é correto afirmar que o peso do bloco B, em

DINÂMICA N, é correto afirmar que o peso do bloco B, em DINÂMICA 7. Uma barra metálica homogênea, de,0 m de comprimento e 10 N de peso, está presa por um cabo resistente. A barra mantém dois blocos em equilíbrio, conforme mostra a figura abaixo. Sendo d 0,5

Leia mais

FIS-14 Lista-02 Agosto/2012

FIS-14 Lista-02 Agosto/2012 FIS-14 Lista-02 Agosto/2012 1. Substitua o sistema de forças que age sobre a viga por uma força e um momento de binário equivalente no ponto B. 2. Substitua o sistema de forças por uma força e um momento

Leia mais

Carga axial. Princípio de Saint-Venant

Carga axial. Princípio de Saint-Venant Carga axial Princípio de Saint-Venant O princípio Saint-Venant afirma que a tensão e deformação localizadas nas regiões de aplicação de carga ou nos apoios tendem a nivelar-se a uma distância suficientemente

Leia mais

2. A ilustração seguinte mostra o deslocamento dos remadores em um lago, sendo que os remos são considerados alavancas.

2. A ilustração seguinte mostra o deslocamento dos remadores em um lago, sendo que os remos são considerados alavancas. 1. Deseja-se construir um móbile simples, com fios de sustentação, hastes e pesinhos de chumbo. Os fios e as hastes têm peso desprezível. A configuração está demonstrada na figura abaixo. O pesinho de

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Semana 9 Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA

Leia mais

Lista 12: Rotação de corpos rígidos

Lista 12: Rotação de corpos rígidos Lista 12: Rotação de Corpos Rígidos Importante: i. Ler os enunciados com atenção. ii. Responder a questão de forma organizada, mostrando o seu raciocínio de forma coerente. iii. Siga a estratégia para

Leia mais

Introdução cargas externas cargas internas deformações estabilidade

Introdução cargas externas cargas internas deformações estabilidade TENSÃO Introdução A mecânica dos sólidos estuda as relações entre as cargas externas aplicadas a um corpo deformável e a intensidade das cargas internas que agem no interior do corpo. Esse assunto também

Leia mais

2ª Lista de Exercícios Fundamentos de Mecânica Clássica Profº. Rodrigo Dias

2ª Lista de Exercícios Fundamentos de Mecânica Clássica Profº. Rodrigo Dias 2ª Lista de Exercícios Fundamentos de Mecânica Clássica Profº. Rodrigo Dias Obs: Esta lista de exercícios é apenas um direcionamento, é necessário estudar a teoria referente ao assunto e fazer os exercícios

Leia mais

O centróide de área é definido como sendo o ponto correspondente ao centro de gravidade de uma placa de espessura infinitesimal.

O centróide de área é definido como sendo o ponto correspondente ao centro de gravidade de uma placa de espessura infinitesimal. CENTRÓIDES E MOMENTO DE INÉRCIA Centróide O centróide de área é definido como sendo o ponto correspondente ao centro de gravidade de uma placa de espessura infinitesimal. De uma maneira bem simples: centróide

Leia mais

Física 1. 2 a prova 02/07/2016. Atenção: Leia as recomendações antes de fazer a prova.

Física 1. 2 a prova 02/07/2016. Atenção: Leia as recomendações antes de fazer a prova. Física 1 2 a prova 02/07/2016 Atenção: Leia as recomendações antes de fazer a prova. 1- Assine seu nome de forma LEGÍVEL na folha do cartão de respostas. 2- Leia os enunciados com atenção. 3- Analise sua

Leia mais

Lista6: Dinâmica- Movimento Unidimensional

Lista6: Dinâmica- Movimento Unidimensional Lista 6: Dinâmica Movimento Unidimensional NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para se resolver e entregar. ii. Ler os enunciados com atenção. iii.responder

Leia mais

Considere g = 10m/s 2

Considere g = 10m/s 2 1. (Pucmg 2009) Na montagem experimental ilustrada a seguir, os fios e a polia têm massas desprezíveis e pode-se desconsiderar o atrito no eixo da polia. Considere g = 10m/s 2 Nessas condições, é CORRETO

Leia mais

Estática do ponto material e do corpo extenso

Estática do ponto material e do corpo extenso Estática do ponto material e do corpo extenso Estática do ponto material e do corpo extenso Estática é a área da Física que estuda as condições de equilíbrio do ponto material e do corpo extenso. Estática

Leia mais

NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para serem resolvidos e entregues.

NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para serem resolvidos e entregues. Lista 12: Equilíbrio do Corpo Rígido NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para serem resolvidos e entregues. ii. Ler os enunciados com atenção. iii.

Leia mais

DINÂMICA APLICADA. Livro Texto adotado: Dinâmica: Mecânica para Engenheiros R.C. Hibbeler.

DINÂMICA APLICADA. Livro Texto adotado: Dinâmica: Mecânica para Engenheiros R.C. Hibbeler. DINÂMICA APLICADA Livro Texto adotado: Dinâmica: Mecânica para Engenheiros R.C. Hibbeler. Samuel Sander de Carvalho Samuel.carvalho@ifsudestemg.edu.br Juiz de Fora MG Introdução: Objetivo: Desenvolver

Leia mais

Tecnologia em Automação Industrial Mecânica Aplicada 1 Lista 06 página 1/6

Tecnologia em Automação Industrial Mecânica Aplicada 1 Lista 06 página 1/6 urso de Tecnologia em utomação Industrial Disciplina de Mecânica plicada 1 prof. Lin Lista de exercícios nº 6 (Equilíbrio de um corpo rígido) 0,5 m 1,0 m orma 1. figura ao lado ilustra uma prensa para

Leia mais

Leitura obrigatória Mecânica Vetorial para Engenheiros, 5ª edição revisada, Ferdinand P. Beer, E. Russell Johnston, Jr.

Leitura obrigatória Mecânica Vetorial para Engenheiros, 5ª edição revisada, Ferdinand P. Beer, E. Russell Johnston, Jr. PUC - Goiás Curso: Engenharia Civil Disciplina: Mecânica Vetorial Corpo Docente: Geisa Pires Turma:----------- Plano de Aula Data: ------/--------/---------- Leitura obrigatória Mecânica Vetorial para

Leia mais

Faculdades Oswaldo Cruz ESQ (Física I Profº Ito Lista de Torque)

Faculdades Oswaldo Cruz ESQ (Física I Profº Ito Lista de Torque) 1. Um ponto material está parado sobre uma prancha rígida horizontal, de massa desprezível, apoiada nas extremidades. O comprimento da prancha é de 3,0 m. O peso do ponto material é de 60 N e este está

Leia mais

(A) h = 16,2m; x = 18,0m (B) h = 16,2m; x = 9,0m (C) h = 8,1m; x = 9,0m (D) h = 10,0m; x = 18,0m (E) Nenhuma das alternativas anteriores.

(A) h = 16,2m; x = 18,0m (B) h = 16,2m; x = 9,0m (C) h = 8,1m; x = 9,0m (D) h = 10,0m; x = 18,0m (E) Nenhuma das alternativas anteriores. FÍSICA Num dia ensolarado, com sol a pique, um jogador chuta uma bola, que descreve no ar uma parábola. O gráfico que melhor representa o valor da velocidade v da sombra da bola, projetada no solo, em

Leia mais

UC: STC 6 Núcleo Gerador: URBANISMO E MOBILIDADES Tema: Construção e Arquitectura Domínio de Ref.ª:RA1 Área: Ciência

UC: STC 6 Núcleo Gerador: URBANISMO E MOBILIDADES Tema: Construção e Arquitectura Domínio de Ref.ª:RA1 Área: Ciência UC: STC 6 Núcleo Gerador: URBANISMO E MOBILIDADES Tema: Construção e Arquitectura Domínio de Ref.ª:RA1 Área: Ciência Sumário: Betão armado armadura aplicações Equilíbrio estático de um ponto material Momento

Leia mais

g 10 m / s Montagem 1: A roldana está fixada numa árvore; e o cabo de aço, no tronco petrificado.

g 10 m / s Montagem 1: A roldana está fixada numa árvore; e o cabo de aço, no tronco petrificado. 1. (Espcex (Aman) 015) Uma pessoa de massa igual a 80 kg está dentro de um elevador sobre uma balança calibrada que indica o peso em newtons, conforme desenho abaixo. Quando o elevador está acelerado para

Leia mais

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL DISCIPLINA: MECANICA TC-021 / TURMA B 5º EXERCICIO DOMICILIAR NOTA EXERCICIOS Turma n Professor Rui Medeiros xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Leia mais

Lista de Exercícios (Profº Ito) Aplicações das Leis de Newton (Plano Inclinado)

Lista de Exercícios (Profº Ito) Aplicações das Leis de Newton (Plano Inclinado) 1. A figura mostra um bloco que escorrega, a partir do repouso, ao longo de um plano inclinado. Se o atrito fosse eliminado, o bloco escorregaria na metade do tempo. Dê o valor do coeficiente de atrito

Leia mais

SEGUNDA LEI DE NEWTON - EXERCÍCIOS DE APOIO

SEGUNDA LEI DE NEWTON - EXERCÍCIOS DE APOIO SEGUND LEI DE NEWTON - EXERÍIOS DE POIO 1) Submete-se um corpo de massa 5000 kg à ação de uma força constante que, a partir do repouso, lhe imprime a uma velocidade de 7 km/h, ao fim de 40 s. Determine:

Leia mais

Lista 10: Energia. Questões. encontrar razões plausíveis para justificar suas respostas sem o uso de equações.

Lista 10: Energia. Questões. encontrar razões plausíveis para justificar suas respostas sem o uso de equações. Lista 10: Energia Importante: 1. Ler os enunciados com atenção. 2. Responder a questão de forma organizada, mostrando o seu raciocínio de forma coerente. 3. Siga a estratégia para resolução de problemas

Leia mais

DISCIPLINA: FÍSICA 1 - PDF PROFESSOR(A): ANDERSON Curso: E.M. TURMA: 2101 / 2102 DATA:

DISCIPLINA: FÍSICA 1 - PDF PROFESSOR(A): ANDERSON Curso: E.M. TURMA: 2101 / 2102 DATA: EXERCÍCIOS ON LINE 1º Bimestre DISCIPLINA: FÍSICA 1 - PDF PROFESSOR(A): ANDERSON Curso: E.M. TURMA: 2101 / 2102 DATA: NOME: Nº.: 1) Uma barra de peso desprezível está em equilíbrio na posição horizontal,

Leia mais

Profº Carlos Alberto

Profº Carlos Alberto Equilíbrio Estático Disciplina: Mecânica Básica Professor: Carlos Alberto Objetivos de aprendizagem Ao estudar este capítulo você aprenderá: As condições que devem ser atendidas para um corpo ou uma estrutura

Leia mais

Disciplina: FÍSICA Série: 2º ANO ATIVIDADES DE REVISÃO PARA A BIMESTRAL III ENSINO MÉDIO

Disciplina: FÍSICA Série: 2º ANO ATIVIDADES DE REVISÃO PARA A BIMESTRAL III ENSINO MÉDIO rofessor (a): Estefânio Franco Maciel Aluno (a): Disciplina: FÍSICA Série: º ANO ATIVIDADES DE REVISÃO ARA A BIMESTRAL III ENSINO MÉDIO Data: /09/017. Questão 01) A figura mostra duas pessoas sentadas

Leia mais

Estes são os conteúdos e sugestões de atividades para os estudos de recuperação semestral.

Estes são os conteúdos e sugestões de atividades para os estudos de recuperação semestral. Nome: Nº: Ano: 3º Ensino Médio Disciplina: Física Data: / / Prof: João Vicente Nota: Roteiro de Recuperação 2ª etapa Caro aluno, Estes são os conteúdos e sugestões de atividades para os estudos de recuperação

Leia mais

Leis de Newton. Rafael Santos Carvalho- Engenharia Civil Carlos Sérgio Oliveira- Engenharia Civil

Leis de Newton. Rafael Santos Carvalho- Engenharia Civil Carlos Sérgio Oliveira- Engenharia Civil CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2016.2 Leis de Newton Rafael Santos Carvalho- Engenharia Civil Carlos Sérgio Oliveira- Engenharia Civil Roteiro da Aula Cinemática e Dinâmica; Força e Massa;

Leia mais