LISTA DE EXERCÍCIOS PLANO INCLINADO PROF. PEDRO RIBEIRO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LISTA DE EXERCÍCIOS PLANO INCLINADO PROF. PEDRO RIBEIRO"

Transcrição

1 LISTA DE EXERCÍCIOS PLANO INCLINADO PROF. PEDRO RIBEIRO 1 Um bloco de massa m = 10 kg, inicialmente a uma altura de 2 m do solo, desliza em uma rampa de inclinação 30 o com a horizontal. O bloco é seguro por uma corda paralela à rampa. Se desprezarmos o atrito entre o bloco e a rampa, que força deve ser aplicada ao bloco para que ele desça com velocidade constante pela rampa? (Dados: sen 30 o = 0,500, cos 30 o = 0,866 e tan 30 o = 0,577). a) 10 N b)25 N c) 50 N d) 100 N e) 150 N 2 Um bloco, cujo peso é igual a 180 Newtons, desce com velocidade constante um plano inclinado, que forma um ângulo de 30 com a horizontal, conforme figura abaixo. Qual é o módulo da força de atrito em Newtons? v = cte Um dos métodos que podem ser usados para medir experimentalmente o coeficiente de atrito estático entre um corpo e uma superfície consiste em colocar o corpo sobre uma superfície que pode ser elevada em torno de um eixo posicionado em uma de suas extremidades, conforme mostra a figura abaixo. Deve-se elevar a extremidade livre até que o corpo esteja na eminência de escorregar e, então, anotar o ângulo. Supondo que o corpo tem peso P e realizando o procedimento conforme descrito, qual deve ser o valor do coeficiente de atrito estático? a) b) c) d) sen cos e) sen - cos tg cos sen 4 Um carrinho com peso igual a 200 N é puxado com velocidade constante ao longo de um plano inclinado que forma 30º com a horizontal, conforme a figura abaixo. Desprezando o efeito do atrito, é correto afirmar: 01. Considerando um sistema de coordenadas cartesianas, com o eixo x paralelo ao plano inclinado e o eixo y perpendicular a esse mesmo plano inclinado, a componente do peso do carrinho paralela ao eixo x tem módulo igual 174N. 02. As forças que atuam sobre o carrinho são; seu peso, a força F, paralela ao plano inclinado, e a força normal exercida pelo plano. 04. O carrinho está em movimento retilíneo e uniforme. 08. A força F aplicada sobre o carrinho tem módulo igual a 100N 16. À medida que o carrinho sobe, sua energia potencial em relação à horizontal decresce.

2 5 Um bloco de pedra, de 10cmx20cmx30cm, pesando 300N, encontra-se apoiado, em repouso, sobre uma rampa, conforme figura acima. São dados sen30º = 0,500 e cos30º = 0,866. A força de atrito entre a rampa e o bloco vale: a) 100 N b) 141 N c) 150 N d) 170 N e) 200 N 6 Um corpo de massa m encontra-se apoiado sobre uma placa plana e horizontal. Lentamente a placa vai sendo suspensa. Observa-se que para um ângulo, o corpo começa a escorregar. Se o experimento fosse realizado na lua (aceleração gravitacional menor que na terra), é correto afirmar que o ângulo com o qual o corpo começaria escorregar seria: a) Maior, pelo fato de o peso do corpo ser maior. b) Menor, pelo fato de o peso do corpo ser maior. c) Maior, pois o coeficiente de atrito seria maior. d) Maior, pois a força de atrito seria maior. e) Igual, pois o coeficiente de atrito não muda. 7 A Figura 2 mostra dois blocos de massa m A e m B conectados por um fio inextensível e de massa desprezível, que passa por duas polias também de massa desprezível. O bloco de massa m A está sobre um plano inclinado que forma um ângulo com a horizontal e sustenta o bloco de massa m B. Assinale a alternativa que apresenta o valor de m B capaz de fazer com que o sistema permaneça em equilíbrio, desprezando todas as forças de atrito. a) mb = ma cos( ) b) mb = ma sen( ) c) mb = 2mA d) mb = 2mA sen( ) e) mb = 2mA cos( )

3 8 Um bloco de 6 kg está em repouso sobre um plano inclinado de 30º com a horizontal. Considerando g = 9,8 m/s 2, analise as alternativas abaixo e assinale o que for correto. 01. O módulo da componente da força peso do bloco na direção perpendicular ao plano inclinado é aproximadamente 51 N. 02. A força de atrito estático que o plano inclinado exerce sobre o bloco está na direção paralela ao plano inclinado e no sentido ascendente. 04. Sendo o coeficiente de atrito estático entre o plano inclinado e o bloco igual a 0,7, a força de atrito que o plano inclinado exerce sobre o bloco é de aproximadamente 48 N. 08. O módulo da força normal que o plano inclinado exerce sobre o bloco é de aproximadamente 29 N. 16. A força resultante que atua sobre o bloco é a própria força de atrito que o plano inclinado exerce sobre o bloco, pois é ela a responsável por manter esse bloco em repouso. 9 Na montagem da estrutura para um show musical, será necessário transportar um piano de cauda de 500 kg para o palco. Para facilitar esse trabalho, foi montado um plano inclinado e um sistema de roldanas, como representado na figura. Se os fios e as polias utilizados forem ideais, se desprezarmos o atrito entre o piano e a superfície inclinada e considerarmos g = 10 m/s 2, o módulo da força vertical que o homem deverá fazer para que o piano suba pelo plano inclinado com velocidade constante deverá ser, em newtons, igual a a) b) c) d) e) Dois corpos, A e B, estão conectados por um fio inextensível que passa por uma polia, como ilustra a figura que segue: Os corpos A e B estão inicialmente em repouso e possuem massas m A e m B, respectivamente. Com base nessas informações, despreze as massas do fio e da polia e o atrito entre as superfícies em contato, analise as alternativas e assinale o que for correto. 01. Se ma = mb, os corpos A e B continuarão em repouso. 2g gsen 02. Se ma = 2mB, o módulo do vetor aceleração é dado por a, em que g é a aceleração gravitacional 3 e é o ângulo entre o plano inclinado e a superfície horizontal. 04. Quando os corpos A e B estão em repouso, nenhuma força atua sobre esses corpos. 08. As forças de tração que o fio exerce no corpo A e no corpo B têm o mesmo módulo. 16. Na direção normal à superfície do plano inclinado, a força resultante que atua sobre o corpo B é nula.

4 11 O sistema representado na figura ao lado corresponde a um corpo 1, com massa 20 kg, apoiado sobre uma superfície plana horizontal, e um corpo 2, com massa de 6 kg, o qual está apoiado em um plano inclinado que faz 60º com a horizontal. O coeficiente de atrito cinético entre cada um dos corpos e a superfície de apoio é 0,1. Uma força F de 200 N, aplicada sobre o corpo 1, movimenta o sistema, e um sistema que não aparece na figura faz com que a direção da força F seja mantida constante e igual a 30º em relação à horizontal. Uma corda inextensível e de massa desprezível une os dois corpos por meio de uma polia. Considere que a massa e todas as formas de atrito na polia são desprezíveis. Também considere, para esta questão, a aceleração gravitacional como sendo de 10 m/s 2 e o cos 30º igual a 0,87. Com base nessas informações, assinale a alternativa que apresenta a tensão na corda que une os dois corpos. a) 12,4 N. b) 48,4 N. c) 62,5 N. d) 80,3 N. e) 120,6 N. 12 Uma caixa de massa m = 1,5 toneladas está em repouso em um local cuja inclinação é de 30º (conforme a representação abaixo). Considere a aceleração da gravidade constante de valor igual a g = 10 m/s 2. As forças que atuam sobre a caixa m são: a força peso, a força de atrito estático entre o plano inclinado e a caixa, e a força normal. Dados: sen 30º = 0,50; cos 30º = 0,87. Em relação às forças que atuam sobre a caixa em repouso, é CORRETO afirmar que a) a orientação do vetor força peso independe do ângulo de inclinação do plano inclinado. b) o módulo da força normal é igual a 7500 N. c) a força peso e a força normal formam um par ação-reação de acordo com a 3ª Lei de Newton. d) o valor do coeficiente de atrito estático é inferior a 0,50. e) o módulo da força de atrito é igual ao módulo da força peso. 13 No sistema a seguir, o atrito é desprezível, o fio e a polia são ideais e a mola M, de massa desprezível, tem constante elástica 200 N/m. Quando o corpo B é seguro, a fim de se manter o conjunto em equilíbrio, a mola está deformada de... e, depois do corpo B ter sido abandonado, a deformação da mola será de.... As medidas que preenchem correta e respectivamente as lacunas, na ordem de leitura, são: a) 2,5 cm e 3,0 cm. b) 5,0 cm e 5,0 cm. c) 5,0 cm e 6,0 cm. d) 10,0 cm e 10,0 cm. e) 10,0 cm e 12,0 cm.

5 14 O bloco A está na iminência de movimento de descida, quando equilibrado pelo bloco B, como mostra a figura. Os fios e as polias são ideais e o coeficiente de atrito estático entre o bloco A e a superfície de apoio é 0,2. A massa do bloco B é Dados: cos53º 0,6 e sen 53º 0,8 a) 36% menor que a massa do bloco A. b) 36% maior que a massa do bloco A. c) 64% menor que a massa do bloco A. d) 64% maior que a massa do bloco A. e) o dobro da massa do bloco A. GABARITO: 1 C A C 6 E 7 D A D 12 A 13 C 14 B

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 08 FORÇAS PARTICULARES, POLIAS, ELEVADORES E PLANO INCLINADO REVISÃO

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 08 FORÇAS PARTICULARES, POLIAS, ELEVADORES E PLANO INCLINADO REVISÃO FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 08 FORÇAS PARTICULARES, POLIAS, ELEVADORES E PLANO INCLINADO REVISÃO Como pode cair no enem? Um vagão, como o mostrado na figura abaixo, é utilizado para transportar minério de

Leia mais

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 05 ROLDANAS E ELEVADORES

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 05 ROLDANAS E ELEVADORES FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 05 ROLDANAS E ELEVADORES T T Como pode cair no enem? (CEFET) Nos sistemas seguintes, em equilíbrio, as roldanas, os fios e as hastes têm massas desprezíveis. Os dinamômetros

Leia mais

Dinâmica Associação de Polias Fixas e Móveis

Dinâmica Associação de Polias Fixas e Móveis Dinâmica Associação de Polias Fixas e Móveis 1. (Ita 2012) O arranjo de polias da figura é preso ao teto para erguer uma massa de 24 kg, sendo os fios inextensíveis, e desprezíveis as massas das polias

Leia mais

Nome: Nº: Turma: Os exercícios a seguir foram retirados do livro Aulas de Física, volume I, da Editora Atual.

Nome: Nº: Turma: Os exercícios a seguir foram retirados do livro Aulas de Física, volume I, da Editora Atual. Física 2ª Lei de Newton I 2 os anos Hugo maio/12 Nome: Nº: Turma: Os exercícios a seguir foram retirados do livro Aulas de Física, volume I, da Editora Atual. 1. Aplica-se uma força F de intensidade 20

Leia mais

Estática. Vista da estrutura da ponte Golden Gate, São Francisco, Califórnia (EUA).

Estática. Vista da estrutura da ponte Golden Gate, São Francisco, Califórnia (EUA). Estática Todo o nosso estudo até agora foi dedicado quase que exclusivamente ao movimento. Passamos da Cinemática - descrição matemática dos movimentos - à Dinâmica, em que essa descrição se aprofunda

Leia mais

Decomposição de Forças e Plano Inclinado

Decomposição de Forças e Plano Inclinado Decomposição de Forças e Plano Inclinado Decomposição de Forças e Plano Inclinado 1. O conjunto ao lado, constituído de fio e polia ideais, é abandonado do repouso no instante t = 0 e a velocidade do corpo

Leia mais

Considere g = 10m/s 2

Considere g = 10m/s 2 1. (Pucmg 2009) Na montagem experimental ilustrada a seguir, os fios e a polia têm massas desprezíveis e pode-se desconsiderar o atrito no eixo da polia. Considere g = 10m/s 2 Nessas condições, é CORRETO

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS FÍSICA APLICADA PROF. RICARDO MARCULINO

LISTA DE EXERCÍCIOS FÍSICA APLICADA PROF. RICARDO MARCULINO LISTA DE EXERCÍCIOS FÍSICA APLICADA PROF. RICARDO MARCULINO 1. Suponha um bloco de massa m = kg inicialmente em repouso sobre um plano horizontal sem atrito. Uma força F = 16 N é aplicada sobre o bloco,

Leia mais

Considerando que o fio e a polia são ideais, qual o coeficiente de atrito cinético entre o bloco B e o plano?

Considerando que o fio e a polia são ideais, qual o coeficiente de atrito cinético entre o bloco B e o plano? 2ª Série do Ensino Médio 01. No sistema a seguir, A e B têm massa m = 10 kg e a = 45 0. A aceleração da gravidade é de 10 m/s 2 e o peso da corda, o atrito no eixo da roldana e a massa da roldana são desprezíveis:

Leia mais

Lista 5: Trabalho e Energia

Lista 5: Trabalho e Energia Lista 5: Trabalho e Energia NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para se resolver e entregar. ii. Ler os enunciados com atenção. iii. Responder a

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS: POTÊNCIA, TRABALHO E ENERGIA TURMAS: 1C01 a 1C10 (PROF. KELLER)

LISTA DE EXERCÍCIOS: POTÊNCIA, TRABALHO E ENERGIA TURMAS: 1C01 a 1C10 (PROF. KELLER) LISTA DE EXERCÍCIOS: POTÊNCIA, TRABALHO E ENERGIA TURMAS: 1C01 a 1C10 (PROF. KELLER) 1) Uma máquina consome 4000 J de energia em 100 segundos. Sabendo-se que o rendimento dessa máquina é de 80%, calcule

Leia mais

Forças I Forças Notáveis

Forças I Forças Notáveis Forças I Forças Notáveis Peso de um corpo 1. a força peso ( P ) é uma força de campo, pois ocorre pela ação a distância entre os corpos. 2. Peso de um corpo é a força de atração gravitacional que a Terra

Leia mais

Dinâmica dos bloquinhos 2ª e3ª Leis de Newton

Dinâmica dos bloquinhos 2ª e3ª Leis de Newton Dinâmica dos bloquinhos ª e3ª Leis de Newton 1. (G1 - cftmg 01) Na figura, os blocos A e B, com massas iguais a 5 e 0 kg, respectivamente, são ligados por meio de um cordão inextensível. Desprezando-se

Leia mais

Força de Atrito e Plano Inclinado Exercícios de Fixação

Força de Atrito e Plano Inclinado Exercícios de Fixação SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE MODELO VASCO DOS REIS DISCIPLINA:

Leia mais

NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE FÍSICA I - TURMA PROFº FABIANO 2º BIMESTRE

NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE FÍSICA I - TURMA PROFº FABIANO 2º BIMESTRE 1925 *** COLÉGIO MALLET SOARES *** 2016 91 ANOS DE TRADIÇÃO, RENOVAÇÃO E QUALIDADE DEPARTAMENTO DE ENSINO DATA: / / NOTA: NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE FÍSICA I - TURMA 212 - PROFº FABIANO 2º BIMESTRE

Leia mais

Exemplos de aplicação das leis de Newton e Conservação da Energia

Exemplos de aplicação das leis de Newton e Conservação da Energia Exemplos de aplicação das leis de Newton e Conservação da Energia O Plano inclinado m N Vimos que a força resultante sobre o bloco é dada por. F r = mg sin α i Portanto, a aceleração experimentada pelo

Leia mais

Considerando a variação temporal do momento angular de um corpo rígido que gira ao redor de um eixo fixo, temos:

Considerando a variação temporal do momento angular de um corpo rígido que gira ao redor de um eixo fixo, temos: Segunda Lei de Newton para Rotações Considerando a variação temporal do momento angular de um corpo rígido que gira ao redor de um eixo fixo, temos: L t = I ω t e como L/ t = τ EXT e ω/ t = α, em que α

Leia mais

Força Elástica da Mola

Força Elástica da Mola Força Elástica da Mola 1. (G1 - ifpe 2012) O sistema da figura é formado por um bloco de 80 kg e duas molas de massas desprezíveis associadas em paralelo, de mesma constante elástica. A força horizontal

Leia mais

Aluno(a): Nº. Disciplina: Física Leis de Newton

Aluno(a): Nº. Disciplina: Física Leis de Newton Lista de Exercícios Pré Universitário Pré Uni-Anhanguera Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 1 o ano Professor: Fabrízio Gentil Disciplina: Série:

Leia mais

Física. Força de Atrito. Questão 01 - (UNIFOR CE/2015)

Física. Força de Atrito. Questão 01 - (UNIFOR CE/2015) Força de Atrito Questão 01 - (UNIFOR CE/2015) Um caixote de 7,0 kg de massa é empurrado por uma força, constante e horizontal, de 35,0 N sobre uma superfície plana horizontal, adquirindo uma aceleração

Leia mais

As figuras acima mostram as linhas de indução de um campo magnético uniforme B r

As figuras acima mostram as linhas de indução de um campo magnético uniforme B r 1) No sistema mostrado abaixo, as roldanas e os fios são ideais e o atrito é considerado desprezível. As roldanas A, B, e C são fixas e as demais são móveis sendo que o raio da roldana F é o dobro do raio

Leia mais

FORÇA TICA FORÇA A RESULTANTE

FORÇA TICA FORÇA A RESULTANTE ESTÁTIC TIC Estuda a causa dos movimentos, sem se preocupar com os movimentos. FORÇ gente capaz de produzir variações no estado de movimento de um corpo e ou produzir deformações neste corpo. É uma grandeza

Leia mais

NOME: N O : TURMA: 1. PROFESSOR: Glênon Dutra

NOME: N O : TURMA: 1. PROFESSOR: Glênon Dutra Apostila de Revisão n 5 DISCIPLINA: Física NOME: N O : TURMA: 1 PROFESSOR: Glênon Dutra DATA: Mecânica - 5. Trabalho e Energia 5.1. Trabalho realizado por forças constantes. 5.2. Energia cinética. 5.3.

Leia mais

Leis de Newton: Dinâmica 2- Atrito e Força em Trajetória Curva.

Leis de Newton: Dinâmica 2- Atrito e Força em Trajetória Curva. QUESTÕES DO CAPÍTULO 6 DO LIVRO FUNDAMENTOS DE FÍSICA HALLIDAY & RESNICK - JEARL WALKER 9ª EDIÇÃO VOLUME 1 MECÂNICA Leis de Newton: Dinâmica 2- Atrito e Força em Trajetória Curva. Leis de Newton Força

Leia mais

PLANO INCLINADO. a. a aceleração com que o bloco desce o plano; b. a intensidade da reação normal sobre o bloco;

PLANO INCLINADO. a. a aceleração com que o bloco desce o plano; b. a intensidade da reação normal sobre o bloco; PLANO INCLINADO 1. Um corpo de massa m = 10kg está apoiado num plano inclinado de 30 em relação à horizontal, sem atrito, e é abandonado no ponto A, distante 20m do solo. Supondo a aceleração da gravidade

Leia mais

Introdução. Dinâmica é a parte da Mecânica que estuda os movimentos e as forças.

Introdução. Dinâmica é a parte da Mecânica que estuda os movimentos e as forças. Dinâmica Introdução Dinâmica é a parte da Mecânica que estuda os movimentos e as forças. Em geral percebemos as forças através de seus efeitos. Assim, podemos dizer que força é o agente físico capaz de

Leia mais

Física. Resultante Centrípeta. Questão 01 - (UNIFOR CE/2015)

Física. Resultante Centrípeta. Questão 01 - (UNIFOR CE/2015) ! Questão 01 - (UNIFOR CE/2015) O lançamento do martelo é esporte olímpico praticado por ambos os sexos. O recorde mundial deste esporte foi batido pela alemã Betty Heidler em 2011 em Stuttgart. O esporte

Leia mais

Trabalho e Energia. = g sen. 2 Para = 0, temos: a g 0. onde L é o comprimento do pêndulo, logo a afirmativa é CORRETA.

Trabalho e Energia. = g sen. 2 Para = 0, temos: a g 0. onde L é o comprimento do pêndulo, logo a afirmativa é CORRETA. Trabalho e Energia UFPB/98 1. Considere a oscilação de um pêndulo simples no ar e suponha desprezível a resistência do ar. É INCORRETO afirmar que, no ponto m ais baixo da trajetória, a) a energia potencial

Leia mais

g 10 m / s Montagem 1: A roldana está fixada numa árvore; e o cabo de aço, no tronco petrificado.

g 10 m / s Montagem 1: A roldana está fixada numa árvore; e o cabo de aço, no tronco petrificado. 1. (Espcex (Aman) 015) Uma pessoa de massa igual a 80 kg está dentro de um elevador sobre uma balança calibrada que indica o peso em newtons, conforme desenho abaixo. Quando o elevador está acelerado para

Leia mais

Treino Gráficos de Energia

Treino Gráficos de Energia 1. As moléculas que compõem o ar estão em constante movimento, independentemente do volume no qual estejam contidas. Ludwig Boltzmann (1844-1906) colaborou para demonstrar matematicamente que, em um determinado

Leia mais

Desprezando todo tipo de atrito, se as esferas forem soltas em um mesmo instante, é CORRETO afirmar que:

Desprezando todo tipo de atrito, se as esferas forem soltas em um mesmo instante, é CORRETO afirmar que: 6 GAB. 1 1 o DIA PASES 1 a ETAPA TRIÊNIO 005-007 FÍSICA QUESTÕES DE 11 A 0 11. Três esferas pequenas de massas e raios iguais encontram-se em repouso a uma altura (h) nas extremidades de três trilhos (I,

Leia mais

Segunda Verificação de Aprendizagem (2 a V.A.) - 09/07/2014

Segunda Verificação de Aprendizagem (2 a V.A.) - 09/07/2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Centro de Ciências Exatas e da Natureza Departamento de Física Disciplina: Física Geral I Prof.: Carlos Alberto Aluno(a): Matrícula: Questão 1. Responda: Segunda Verificação

Leia mais

Disponível em: [Adaptado] Acesso em: 17 ago

Disponível em: <www.pontedelaguna.com.br> [Adaptado] Acesso em: 17 ago 1. (G1 - ifsc 2015) Um pássaro está em pé sobre uma das mãos de um garoto. É CORRETO afirmar que a reação à força que o pássaro exerce sobre a mão do garoto é a força: a) da Terra sobre a mão do garoto.

Leia mais

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 22 TRABALHO E POTÊNCIA

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 22 TRABALHO E POTÊNCIA FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 22 TRABALHO E POTÊNCIA k x Como pode cair no enem (ENEM) Um motor só poderá realizar trabalho se receber uma quantidade de energia de outro sistema. No caso, a energia

Leia mais

2 o. TD de Física. (C) II e III. (C) IV.

2 o. TD de Física. (C) II e III. (C) IV. 2 o Ensino Médio Turno: Manhã/Tarde Profs.: Luiz Fernando, Leandro Herston e Rodrigo Romero Data: / /2015 Etapa: 1 a VG Aluno(a): N o.: Turma: LISTA 1 01. As grandezas físicas podem ser escalares ou vetoriais.

Leia mais

PLANTÕES DE JULHO FÍSICA

PLANTÕES DE JULHO FÍSICA Página 1 PLANTÕES DE JULHO FÍSICA Nome: Nº: Série: 1º ANO Prof FÁBIO MAGNO Data: JULHO 2016 1ª Lei de Newton 1) A respeito do conceito da inércia, assinale a frase correta: a) Um ponto material tende a

Leia mais

LEIS DE NEWTON. - Força é um agente físico capaz de deformar um corpo ou alterar a sua velocidade vetorial ou as duas coisas simultaneamente.

LEIS DE NEWTON. - Força é um agente físico capaz de deformar um corpo ou alterar a sua velocidade vetorial ou as duas coisas simultaneamente. AULA 05 LEIS DE EWTO 1- ITRODUÇÃO o estudo da Dinâmica nos preocuparemos com as causas e com as leis da natureza que explicam os movimentos dos corpos. Este estudo está apoiado em três leis elaboradas

Leia mais

ENERGIA MECÂNICA. Considerações Gerais

ENERGIA MECÂNICA. Considerações Gerais SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR SARGENTO NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: 1º TURMA(S):

Leia mais

LEIS DE NEWTON. 1 ESCOLA ALUNO

LEIS DE NEWTON. 1  ESCOLA ALUNO 2010 ESCOLA ALUNO LEIS DE NEWTON 1. (Faap) A terceira Lei de Newton é o princípio da ação e reação. Esse princípio descreve as forças que participam na interação entre dois corpos. Podemos afirmar que:

Leia mais

2. A ilustração seguinte mostra o deslocamento dos remadores em um lago, sendo que os remos são considerados alavancas.

2. A ilustração seguinte mostra o deslocamento dos remadores em um lago, sendo que os remos são considerados alavancas. 1. Deseja-se construir um móbile simples, com fios de sustentação, hastes e pesinhos de chumbo. Os fios e as hastes têm peso desprezível. A configuração está demonstrada na figura abaixo. O pesinho de

Leia mais

XXVII CPRA LISTA DE EXERCÍCIOS FÍSICA (DINÂMICA)

XXVII CPRA LISTA DE EXERCÍCIOS FÍSICA (DINÂMICA) XXVII CPRA LISTA DE EXERCÍCIOS FÍSICA (DINÂMICA) 1) Uma caixa de 50 kg repousa sobre uma superfície para a qual o coeficiente de atrito cinético é. Se a caixa está sujeita a uma força de tração de 400

Leia mais

5ª Lista de Exercícios Fundamentos de Mecânica Clássica Profº. Rodrigo Dias

5ª Lista de Exercícios Fundamentos de Mecânica Clássica Profº. Rodrigo Dias 5ª Lista de Exercícios Fundamentos de Mecânica Clássica Profº. Rodrigo Dias Obs: Esta lista de exercícios é apenas um direcionamento, é necessário estudar a teoria referente ao assunto e fazer os exercícios

Leia mais

EQUILÍBRIO DA PARTÍCULA

EQUILÍBRIO DA PARTÍCULA Questão 1 - As cordas A, B e C mostradas na figura a seguir têm massa desprezível e são inextensíveis. As cordas A e B estão presas no teto horizontal e se unem à corda C no ponto P. A corda C tem preso

Leia mais

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Leis de Newton

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Leis de Newton CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2014.2 Leis de Newton Ana Maria Torres da Silva - Engenharia Civil Joyce Danielle de Araújo - Engenharia de Produção Cinemática versus Dinâmica Cinemática:

Leia mais

Aplicações Leis Newton Básico Resoluções:

Aplicações Leis Newton Básico Resoluções: Questão 01 - (UFJF MG/2009) Considere as seguintes afirmações: I. Segundo a 1ª Lei de Newton, é necessária uma força resultante para manter com velocidade constante o movimento de um corpo se deslocando

Leia mais

MECÂNICA AS LEIS DO MOVIMENTO. o estudo do movimento. Vamos estudar os movimentos se preocupando com suas causas.

MECÂNICA AS LEIS DO MOVIMENTO. o estudo do movimento. Vamos estudar os movimentos se preocupando com suas causas. MECÂNICA o estudo do movimento Vamos estudar os movimentos se preocupando com suas causas. AS LEIS DO MOVIMENTO AS LEIS DO MOVIMENTO DINÂMICA FORÇA E MOVIMENTO cinemática Grandezas da Cinemática: interação

Leia mais

Segunda Lei de Newton

Segunda Lei de Newton Segunda Lei de Newton 1-Nas figuras abaixo, representamos as forças que agem nos blocos (todos de massa igual a 2kg). Determine, em cada caso, o módulo da aceleracão que esses blocos adquirem. 2-Um jogador

Leia mais

FÍSICA - Lucas SALA DE ESTUDOS 2º TRIMESTRE Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS MUNIZ Nome: nº

FÍSICA - Lucas SALA DE ESTUDOS 2º TRIMESTRE Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS MUNIZ Nome: nº FÍSICA - Lucas SALA DE ESTUDOS º TRIMESTRE Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS MUNIZ Nome: nº Sala de Estudos ENERGIA MECÂNICA, POTÊNCIA E ELETRODINÂMICA 1. (Espcex (Aman) 014) Uma esfera é lançada

Leia mais

Ciência e Tecnologia de Materiais Prof a. Msc. Patrícia Corrêa

Ciência e Tecnologia de Materiais Prof a. Msc. Patrícia Corrêa 1. (R//b) Uma barra homogênea de peso igual a 50 N está em repouso na horizontal. Ela está apoiada em seus extremos nos pontos A e B, que estão distanciados de 2 m. Uma esfera Q de peso 80 N é colocada

Leia mais

Aula m s. a) J. b) 800 J. c) J. d) 0J. e) 900 J.

Aula m s. a) J. b) 800 J. c) J. d) 0J. e) 900 J. Aula 1. (G1 - ifsp 016) O revezamento da tocha olímpica é um evento que ocorre desde os jogos de Berlim 1936. Este rito é um retrato das cerimônias que um dia fizeram parte dos Jogos Olímpicos da Antiguidade.

Leia mais

MECÂNICA - DINÂMICA APLICAÇÃO DAS LEIS DE NEWTON BLOCOS

MECÂNICA - DINÂMICA APLICAÇÃO DAS LEIS DE NEWTON BLOCOS 1 MECÂNICA - DINÂMICA APLICAÇÃO DAS LEIS DE NEWTON BLOCOS 1. (Ufrj) Dois blocos de massa igual a 4kg e 2kg, respectivamente, estão presos entre si por um fio inextensível e de massa desprezível. Deseja-se

Leia mais

3 Movimentos com vínculos

3 Movimentos com vínculos 3.1-1 3 Movimentos com vínculos Se obrigarmos um corpo de mover-se ao longo de uma trajetória (curva) fixa (por exemplo, ao longo de uma montanha-russa, ou preso à extremidade de uma haste fina que obriga

Leia mais

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 08 EQUILIBRIO DE PONTOS MATERIAIS

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 08 EQUILIBRIO DE PONTOS MATERIAIS FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 08 EQUILIBRIO DE ONTOS MATERIAIS y I) Estável II) Instável III) Indiferente F 4 F 1 F 3 A F 2 F 1 α β θ F 3 F 2 Como pode cair no enem? (ENEM) O mecanismo que permite articular

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS - Energia Mecânica

LISTA DE EXERCÍCIOS - Energia Mecânica MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CÂMPUS ITAJAÍ - CURSO: TÉCNICO INTEGRADO EM MECÂNICA PROFESSORES:

Leia mais

Problemas de Mecânica e Ondas 1

Problemas de Mecânica e Ondas 1 Problemas de Mecânica e Ondas 1 P 1.1 ( Introdução à Física J. Dias de Deus et al., Mc Graw Hill, 2000) Considere uma rã a a saltar. a) Qual será o ângulo de lançamento preferido da rã? Porquê? b) Se,

Leia mais

Equilíbrio de corpos extensos

Equilíbrio de corpos extensos Equilíbrio de corpos extensos 1. (Uerj 2014) A figura abaixo ilustra uma ferramenta utilizada para apertar ou desapertar determinadas peças metálicas. Para apertar uma peça, aplicando-se a menor intensidade

Leia mais

Lista 9 : Dinâmica Rotacional

Lista 9 : Dinâmica Rotacional Lista 9 : Dinâmica Rotacional NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para se resolver e entregar. ii. Ler os enunciados com atenção. iii. Responder

Leia mais

NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para serem resolvidos e entregues.

NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para serem resolvidos e entregues. Lista 12: Equilíbrio do Corpo Rígido NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para serem resolvidos e entregues. ii. Ler os enunciados com atenção. iii.

Leia mais

Física I Prova 2 10/05/2014

Física I Prova 2 10/05/2014 Posição na sala Física I Prova 2 10/05/2014 NOME MATRÍCULA TURMA PROF. Lembrete: A prova consta de 2 questões discursivas (que deverão ter respostas justificadas, desenvolvidas e demonstradas matematicamente)

Leia mais

Assunto: Tralho de uma força. Energia Mecânica. Conservação da Energia Mecânica.

Assunto: Tralho de uma força. Energia Mecânica. Conservação da Energia Mecânica. Física Ulisses Assunto: Tralho de uma força. Energia Mecânica. Conservação da Energia Mecânica. TEXTO: 1 - Comum à questão: 1 Andar de bondinho no complexo do Pão de Açúcar no Rio de Janeiro é um dos passeios

Leia mais

Lista de Exercícios (Profº Ito) Dinâmica no Movimento Circular

Lista de Exercícios (Profº Ito) Dinâmica no Movimento Circular TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO SE NECESSÁRIO, ADOTE g = 10 m/s. 1. Um circuito de Fórmula Mundial circular, com 320 m de raio, tem como velocidade de segurança 40 m/s. Calcule a tangente do ângulo de inclinação

Leia mais

Lista de Exercícios - Força e Movimento I

Lista de Exercícios - Força e Movimento I UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS INSTITUTO DE FÍSICA E MATEMÁTICA Departamento de Física Disciplina: Física Básica I Lista de Exercícios - Força e Movimento I Perguntas: 1. Na figura 1 as forças F 1 e F

Leia mais

LISTA: 1ª série. Ensino Médio. Professor(a): Paulo Sérgio. Turma: Aluno(a): DIA:23 MÊS: 08. Segmento temático: FORÇA CENTRÍPETA E LEIS DE NEWTON

LISTA: 1ª série. Ensino Médio. Professor(a): Paulo Sérgio. Turma: Aluno(a): DIA:23 MÊS: 08. Segmento temático: FORÇA CENTRÍPETA E LEIS DE NEWTON LISTA: 10 1ª série Ensino Médio Professor(a): Paulo Sérgio Turma: Aluno(a): Segmento temático: FORÇA CENTRÍPETA E LEIS DE NEWTON DIA:23 MÊS: 08 2016 Um caixote de 7,0 kg de massa é empurrado por uma força,

Leia mais

3 10 kg, qual o módulo da força resultante sobre

3 10 kg, qual o módulo da força resultante sobre 1. (Pucrj 015) Duas forças perpendiculares entre si e de módulo 3,0 N e 4,0 N atuam sobre um objeto de massa 10 kg. Qual é o módulo da aceleração resultante no objeto, em a) 0,13 b) 0,36 c) 0,50 d),0 e)

Leia mais

ATIVIDADE INSTRUMENTAL DE APRENDIZAGEM TAREFÃO DE ESTUDOS E REVISÃO/RECUPERAÇÃO

ATIVIDADE INSTRUMENTAL DE APRENDIZAGEM TAREFÃO DE ESTUDOS E REVISÃO/RECUPERAÇÃO Aluno(a): DATA: / /2016 PROF.: Paulo Sérgio DISCIP.: Física 9º A ( ) B ( ) C ( ) Senhores pais, ATIVIDADE INSTRUMENTAL DE APRENDIZAGEM TAREFÃO DE ESTUDOS E REVISÃO/RECUPERAÇÃO Neste momento de recuperação/revisão

Leia mais

Escola Secundária de Casquilhos FQA11 - APSA1 - Unidade 1- Correção

Escola Secundária de Casquilhos FQA11 - APSA1 - Unidade 1- Correção Escola Secundária de Casquilhos FQA11 - APSA1 - Unidade 1- Correção / GRUPO I (Exame 2013-2ª Fase) 1. (B) 2. 3. 3.1. Para que a intensidade média da radiação solar seja 1,3 x 10 3 Wm -2 é necessário que

Leia mais

SEGUNDA LEI DE NEWTON

SEGUNDA LEI DE NEWTON Experimento 2 SEGUNDA LEI DE NEWTON Objetivo Introdução Verificar a Segunda Lei de Newton a partir da análise do movimento de translação de um corpo sobre um plano horizontal variando-se a força resultante,

Leia mais

FÍSICA 9ºano 2º Trimestre / 2016 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES

FÍSICA 9ºano 2º Trimestre / 2016 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES FÍSICA 9ºano 2º Trimestre / 2016 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 1. Um atleta deseja percorrer 25 km em 2 h. Por dificuldades encontradas no trajeto, percorre 10 km com a velocidade média de 8 km/h.

Leia mais

QUESTÃO 16 QUESTÃO 17 PROVA DE FÍSICA II

QUESTÃO 16 QUESTÃO 17 PROVA DE FÍSICA II 7 PROVA DE FÍSICA II QUESTÃO 16 Uma barra homogênea de massa 4,0 kg e comprimento 1,0 m está apoiada em suas extremidades sobre dois suportes A e B conforme desenho abaixo. Coloca-se a seguir, apoiada

Leia mais

Tipos de forças fundamentais na Natureza

Tipos de forças fundamentais na Natureza Tipos de Forças Tipos de forças fundamentais na Natureza Existem quatro tipos de interações/forças fundamentais na Natureza que atuam entre partículas a uma certa distância umas das outras: Gravitacional

Leia mais

Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Instituto de Física Lista de exercícios para a P2 - Física 1

Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Instituto de Física Lista de exercícios para a P2 - Física 1 Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Instituto de Física Lista de exercícios para a P2 - Física 1 1. Dois corpos A e B, de massa 16M e M, respectivamente, encontram-se no vácuo e estão separados

Leia mais

Física Energia Mecânica Médio [20 Questões]

Física Energia Mecânica Médio [20 Questões] Física Energia Mecânica Médio [0 Questões] 0 - (UERJ) A figura mostra uma plataforma que termina em arco de circulo. Numa situação em que qualquer atrito pode ser desprezado, uma pequena esfera é largada

Leia mais

a) N B > N A > N C. b) N B > N C > N A. c) N C > N B > N A. d) N A > N B > N C. e) N A = N C = N B.

a) N B > N A > N C. b) N B > N C > N A. c) N C > N B > N A. d) N A > N B > N C. e) N A = N C = N B. Prof. Renato SESI Carrão Física 1º. ano 2011 Lista de exercícios 1 (Aulas 13 a 24) *** Formulário *** v = Δx/Δt Δx = x f x i Δt = t f t i a = Δv/Δt Δv = v f v i F R = m.a g = 10 m/s 2 P = m.g F at = μ.n

Leia mais

APRENDER A APRENDER FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES CIÊNCIAS DESAFIO DO DIA. Conteúdo: - Forças

APRENDER A APRENDER FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES CIÊNCIAS DESAFIO DO DIA. Conteúdo: - Forças A Conteúdo: - Forças A Habilidades: - Caracterizar os diferentes tipos de força na física A Forças A palavra Força possui uma definição intuitiva. Em Física, Força designa um agente capaz de modificar

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 1 o ano Disciplina: Física - Lançamento vertical no vácuo

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 1 o ano Disciplina: Física - Lançamento vertical no vácuo Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 1 o ano Disciplina: Física - Lançamento vertical no vácuo 1- Um corpo é abandonado a 80m do solo. Sendo

Leia mais

ATIVIDADE DE FÍSICA. Professor: Paulo Henrique

ATIVIDADE DE FÍSICA. Professor: Paulo Henrique ALUNO(A): TURMA: DATA: / / 2 a SÉRIE DO ENSINO MÉDIO ATIVIDADE DE FÍSICA Professor: Paulo Henrique INSTRUÇÕES: 1. A sua atividade contém: a) 21 (vinte e uma) questões. Confira seu exemplar. Não serão aceitas

Leia mais

Unimonte, Engenharia Física Elétrica, prof. Simões. Força magnética sobre um fio que conduz uma corrente elétrica. Escolha a alternativa correta

Unimonte, Engenharia Física Elétrica, prof. Simões. Força magnética sobre um fio que conduz uma corrente elétrica. Escolha a alternativa correta Unimonte, Engenharia Física Elétrica, prof. Simões Força magnética sobre um fio que conduz uma corrente elétrica Escolha a alternativa correta 1. (MACKENZIE) Um condutor retilíneo de comprimento 0,5 m

Leia mais

Trabalho, Energia e sua Conservação. Condigital: Mídias Digitais para a Educação

Trabalho, Energia e sua Conservação. Condigital: Mídias Digitais para a Educação Trabalho, Energia e sua Conservação Condigital: Mídias Digitais para a Educação CONTEXTO Quando tens trabalho o que dizes? Que o suor que da tua fronte escorreu, E que valeu a alegria do pão compatilhado.

Leia mais

Notas de Aula de Física

Notas de Aula de Física Versão preliminar 9 de setembro de 00 Notas de Aula de ísica. EQUIÍBRIO... CONDIÇÕES ARA O EQUIÍBRIO... SOUÇÃO DE AGUNS ROBEMAS... 0... 5... 9... 4 5... 5 7... 6 4... 7 5... 8 9... 8 rof. Romero Tavares

Leia mais

LISTA 3 - Prof. Jason Gallas, DF UFPB 10 de Junho de 2013, às 13:33. Jason Alfredo Carlson Gallas, professor titular de física teórica,

LISTA 3 - Prof. Jason Gallas, DF UFPB 10 de Junho de 2013, às 13:33. Jason Alfredo Carlson Gallas, professor titular de física teórica, Exercícios Resolvidos de Física Básica Jason Alfredo Carlson Gallas, professor titular de física teórica, Doutor em Física pela Universidade Ludwig Maximilian de Munique, Alemanha Universidade Federal

Leia mais

Tecnologia em Automação Industrial Mecânica Aplicada 1 Lista 06 página 1/6

Tecnologia em Automação Industrial Mecânica Aplicada 1 Lista 06 página 1/6 urso de Tecnologia em utomação Industrial Disciplina de Mecânica plicada 1 prof. Lin Lista de exercícios nº 6 (Equilíbrio de um corpo rígido) 0,5 m 1,0 m orma 1. figura ao lado ilustra uma prensa para

Leia mais

Exame Mecânica e Ondas Curso: MIEET data: 02/05/12. Nome:... Número:... Grupo I (10 valores)

Exame Mecânica e Ondas Curso: MIEET data: 02/05/12. Nome:... Número:... Grupo I (10 valores) Exame Mecânica e Ondas Curso: MIEET data: 02/05/12 Nome:... Número:... Pode utilizar uma calculadora e uma folha A4 (duas páginas) com fórmulas. Utilize g = 9,80 m/s 2. Grupo I (10 valores) Assinalar a

Leia mais

Energia Mecânica Trabalho

Energia Mecânica Trabalho Energia Mecânica Trabalho Física_1 EM Profa. Kelly Pascoalino Tópicos da aula: Energia cinética; Teorema da energia cinética (TEC); Energia potencial: gravitacional e elástica; Teorema da energia potencial

Leia mais

ENG1200 Mecânica Geral Lista de Exercícios 1 Equilíbrio da Partícula

ENG1200 Mecânica Geral Lista de Exercícios 1 Equilíbrio da Partícula ENG1200 Mecânica Geral 2013.2 Lista de Exercícios 1 Equilíbrio da Partícula Questão 1 - Prova P1 2013.1 Determine o máximo valor da força P que pode ser aplicada na estrutura abaixo, sabendo que no tripé

Leia mais

Física Unidade VI Série 2

Física Unidade VI Série 2 01 A força magnética F é perpendicular, simultaneamente, ao campo indução B e a velocidade v. No entanto v e B não são, necessariamente, perpendiculares entre si. Resposta: B 1 02 Como a velocidade é paralelo

Leia mais

A.L.1.2 ATRITO ESTÁTICO E CINÉTICO

A.L.1.2 ATRITO ESTÁTICO E CINÉTICO A.L.1.2 ATRITO ESTÁTICO E CINÉTICO FÍSICA 12.ºANO BREVE INTRODUÇÃO Por que será mais fácil empurrar um caixote depois de ele entrar em movimento do que quando está parado? Esta é uma questão que poderá

Leia mais

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 27 TRABALHO, POTÊNCIA E ENERGIA REVISÃO

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 27 TRABALHO, POTÊNCIA E ENERGIA REVISÃO FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 27 TRABALHO, POTÊNCIA E ENERGIA REVISÃO Fixação 1) O bloco da figura, de peso P = 50N, é arrastado ao longo do plano horizontal pela força F de intensidade F = 100N. A força de

Leia mais

Vetores. É tudo aquilo que pode ser medido em um fenômeno físico. Serve para entendermos como funciona e porque ocorre qualquer fenômeno físico.

Vetores. É tudo aquilo que pode ser medido em um fenômeno físico. Serve para entendermos como funciona e porque ocorre qualquer fenômeno físico. Grandezas Vetores É tudo aquilo que pode ser medido em um fenômeno físico. Serve para entendermos como funciona e porque ocorre qualquer fenômeno físico. GRANDEZA ESCALAR São aquelas medidas que precisam

Leia mais

a) variável nula b) nula constante c) constante nula d) variável variável

a) variável nula b) nula constante c) constante nula d) variável variável 1. (Uerj 015) Em uma área onde ocorreu uma catástrofe natural, um helicóptero em movimento retilíneo, a uma altura fixa do chão, deixa cair pacotes contendo alimentos. Cada pacote lançado atinge o solo

Leia mais

PARTE 01 LEIS DE NEWTON

PARTE 01 LEIS DE NEWTON Aluno(a): PROF.: Paulo Sérgio DISCIP.: Física DATA: / /2016 ATIVIDADE INSTRUMENTAL 9º A ( ) B ( ) C ( ) LISTA DE LEIS DE NEWTON E ENERGIA PARTE 01 LEIS DE NEWTON 01 - (CEFET MG/2015) Um veículo segue em

Leia mais

0 0 A carga elétrica que passa nesse condutor nos 4 primeiros segundos vale 3

0 0 A carga elétrica que passa nesse condutor nos 4 primeiros segundos vale 3 0 0 A carga elétrica que passa nesse condutor nos 4 primeiros segundos vale 3 1 1 Sendo a carga elementar e = 1,6.10-19 C, a quantidade de elétrons que passa condutor nos 10 s vale 3,75.10 17. 2 2 A corrente

Leia mais

Física. Plano Inclinado. Questão 01 - (UNITAU SP/2015)

Física. Plano Inclinado. Questão 01 - (UNITAU SP/2015) Questão 01 - (UNITAU SP/2015) No sistema mecânico abaixo, os dois blocos estão inicialmente em repouso. Os blocos são, então, abandonados e caem até atingir o solo. Despreze qualquer forma de atrito e

Leia mais

Exercícios de Física Movimento Harmônico Simples - MHS

Exercícios de Física Movimento Harmônico Simples - MHS Eercícios de Física Movimento Harmônico Simples - MHS 1.Um movimento harmônico simples é descrito pela função = 7 cos(4 t + ), em unidades de Sistema Internacional. Nesse movimento, a amplitude e o período,

Leia mais

FÍSICA - I. Objetivos. Introdução. Todos os corpos nas proximidades da superfície da Terra são por ela atraídos.

FÍSICA - I. Objetivos. Introdução. Todos os corpos nas proximidades da superfície da Terra são por ela atraídos. FÍSICA - I Força e Movimento I 3ª. Parte Prof. M.Sc. Lúcio P. Patrocínio Objetivos Trabalhar FORÇAS como grandezas vetoriais. Enunciar as três Leis de Newton. Aplicar as três Leis de Newton em problemas

Leia mais

FÍSICA - B ª SÉRIE P1

FÍSICA - B ª SÉRIE P1 LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES FÍSICA - B - 2012 1ª SÉRIE P1 ALUNO: TURMA: CARTEIRA: MATRÍCULA: DATA: / / Assunto(s): 3ª. Lei de Newton e Principais Forças da Mecânica 1) A respeito da 3ª Lei de Newton,

Leia mais

Física - 1. Dados numéricos

Física - 1. Dados numéricos Física - 1 Dados numéricos celeração da gravidade: 1 m/s Densidade da água: 1, g/cm 3 Velocidade da luz no vácuo: 3, x 1 8 m/s 1 atm = 1, x 1 5 N/m = 1 4 π o = 9, x 1 9 N.m C 1. O gráfico da velocidade

Leia mais

Problemas e exercícios do capítulo 5

Problemas e exercícios do capítulo 5 Problemas e exercícios do capítulo 5 CAPÍTULO 5: 1) Um circuito de Fórmula Mundial circular, com 320 m de raio, tem como velocidade de segurança 40 m/s. Calcule a tangente do ângulo de inclinação da pista.

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 1

LISTA DE EXERCÍCIOS 1 LISTA DE EXERCÍCIOS 1 Nome Data Nota: 1. Não serão aceitos exercícios escritos a lápis. 2. Não serão aceitos exercícios em mais de uma folha que não estejam grampeados. 3. Data de entrega 01/04/2015. Não

Leia mais

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Eletromagnetismo

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Eletromagnetismo Eletromagnetismo Eletromagnetismo 1. Um imã preso a um carrinho desloca-se com velocidade constante ao longo de um trilho horizontal. Envolvendo o trilho há uma espira metálica, como mostra a figura. Pode-se

Leia mais

Questão 46. Questão 47. Questão 49. Questão 48. alternativa B. alternativa B. alternativa A. alternativa D. A distância média da Terra à Lua é

Questão 46. Questão 47. Questão 49. Questão 48. alternativa B. alternativa B. alternativa A. alternativa D. A distância média da Terra à Lua é Questão 46 A distância média da Terra à Lua é 3,9 10 m. Sendo a velocidade da luz no vácuo igual a 30, 10 5 km/s, o tempo médio gasto por ela para percorrer essa distância é de: a) 0,77 s d) 77 s b) 1,3

Leia mais