3ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Confiança e Compromisso nos Canais Digitais

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "3ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Confiança e Compromisso nos Canais Digitais"

Transcrição

1 3ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Confiança e Compromisso nos Canais Digitais 29 de setembro de 2014 Auditório da BMAG Apoio Patrocinadores Globais APDSI

2 Internet, Negócio e Redes Sociais Confiança e Compromisso nos Canais Digitais Francisco Rocha & Ricardo Silva Setembro

3 ESTRUTURA Enquadramento Projeto PROMEC-Road Projeto VOSES 2

4 Enquadramento Projeto PROMEC-Road Projeto VOSES 3

5 Missão e posicionamento Apoiar os nossos clientes na gestão de projetos que fomentem a inovação e promovam oportunidades internacionais, recorrendo sempre que conveniente à criação de parcerias estratégicas. 4

6 Áreas de atuação A atuação do Grupo SPI estrutura-se em três domínios que lhe permitem disponibilizar um conjunto único de atividades e serviços, devidamente detalhados nos slides seguintes. 5

7 Clientes 6

8 Presença Internacional O Grupo inclui a SPI Açores, a SPI China, a SPI España, a SPI USA, a SPI Ventures, um escritório de representação em Singapura e uma representação permanente em Bruxelas, através de uma parceria com a European BIC Network (EBN). Com interesses a nível mundial, a empresa tem vindo a expandir e a diversificar a sua presença internacional. 7

9 Programa LLP O Lifelong Learning Programme (LLP), da Comissão Europeia, financiou, com cerca de 7 biliões, no período de , uma série de ações para estudantes e alunos, mas também para professores, formadores e todos os que estejam envolvidos na educação e formação. O programa estava organizado em quatro programas sectoriais: Comenius (escolas); Erasmus (ensino superior); Leonardo da Vinci (formação profissional); Grundtvig (educação de adultos). No período de , estas atividades serão enquadradas no programa Erasmus+. 8

10 Enquadramento Projeto PROMEC-Road Projeto VOSES 9

11 Promec-Road Mobile Learning for Entrepreneurial Culture Promec-Road Mobile Learning for the promotion of entrepreneurial culture and mobility in the road transport sector O Promec-Road é um projeto multilateral do Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida, inserido no Leonardo da Vinci da Comissão Europeia. Projeto pretende promover a cultura empreendedora e a mobilidade de acordo com desafios específicos do sector. Início: Outubro de 2012 Fim: Setembro de

12 Promec-Road Mobile Learning for Entrepreneurial Culture Apresentação: Projeto tem como objetivo criar uma plataforma de formação de M- Learning focada nos trabalhadores independentes e proprietários de PME do sector dos transportes. Oferecer formação sobre as principais competências empreendedoras necessárias para desenvolver o seu negócio, tornando-o competitivo e diferenciado. O Promec-Road pretende produzir, testar e avaliar a ferramenta de M- Learning (disponível em 7 línguas: EN, PT, ES, HU, DE, EL). 11

13 Promec-Road Mobile Learning for Entrepreneurial Culture Objetivos Específicos do Projeto: Formar trabalhadores independentes e proprietários de PME do sector rodoviário dos transportes nas competências empreendedoras (competências transversais) necessárias para criar e gerir os seus negócios com sucesso; Promover indiretamente o conceito de mobilidade, expandindo o pensamento dos empreendedores e compreendendo horizontes de modo a que estes se adaptem facilmente ao ambiente em mudança do seu sector na UE. 12

14 Promec-Road Mobile Learning for Entrepreneurial Culture Atividades do Projeto: Elaboração de um relatório sobre o Estado da Arte da cultura empreendedora em cada país Criação de redes nacionais de mentores e potenciais empreendedores e proprietários de PME na sua fase inicial de negócio no sector dos transportes rodoviários Desenvolvimento de uma ferramenta de M-Learning Promec-Road (Inglês, Espanhol, Português, Grego, Francês, Húngaro e Alemão) Validação da ferramenta de M-Learning Promec-Road Disseminação do projeto (folhetos, newsletters, vídeos). 13

15 Promec-Road Mobile Learning for Entrepreneurial Culture Parceria: 14

16 Promec-Road Mobile Learning for Entrepreneurial Culture Plataforma: Plataforma é constituída por 6 módulos: 1. M-Learning na formação 2. Cultura Empreendedora 3. Competências de comunicação e interpessoais 4. Competências de Criatividade e Inovação 5. Competências de Tomada de Decisão 6. Competências de Auto-avaliação Disponível em 15

17 Promec-Road Mobile Learning for Entrepreneurial Culture Plataforma: Disponível em 16

18 Promec-Road Mobile Learning for Entrepreneurial Culture Contactos: ou WEB FACEBOOK https://www.facebook.com/pages/promec-road/ / 17

19 Enquadramento Projeto PROMEC-Road Projeto VOSES 18

20 Projeto VOSES Voluntariado para o Espírito Empreendedor VOSES Voluntariado para o Espírito Empreendedor Projeto Leonardo da Vinci - Transferência de Inovação desenvolvido no âmbito do Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida da Comissão Europeia. Início: Outubro de 2012 Fim: Setembro de

21 Projeto VOSES Voluntariado para o Espírito Empreendedor 1. Apresentação Projeto de consolidação do talento empreendedor; Destinado a jovens empreendedores; Curso e-learning de temáticas relacionadas com o empreendedorismo; Programa de mentoring de orientação prática - permite melhorar competências de negócio e aptidões pessoais dos participantes. Promover o espírito empreendedor 20

22 Projeto VOSES Voluntariado para o Espírito Empreendedor 1. Apresentação Como? Com base na transferência: De conhecimento dos mais velhos; Da aprendizagem através da experiência; Do estabelecimento de uma relação pessoal e de confiança para orientar, estimular e incentivar os jovens empreendedores, com vista a dar resposta às suas necessidades. 21

23 Projeto VOSES Voluntariado para o Espírito Empreendedor 2. Objetivos gerais: Promover o voluntariado entre pessoas com 50 ou mais anos, altruístas e dispostas a partilhar os seus conhecimentos em gestão de negócios com jovens; Desenvolver uma plataforma interativa que interligue: - seniores com experiência no mercado de trabalho; e - jovens empreendedores; Promovendo o aconselhamento gratuito sobre o desenvolvimento de projetos, e contendo informação e materiais relevantes. 22

24 Projeto VOSES Voluntariado para o Espírito Empreendedor 3. Objetivos específicos: Promover o empreendedorismo jovem e incentivar o desenvolvimento de competências úteis ao desenvolvimento de um negócio: - pensamento criativo; - atitude pró-ativa; - autonomia. Fomentar a partilha de conhecimento em gestão de negócios por parte de seniores voluntários; Desenvolver o potencial e promover o voluntariado de empreendedores seniores; Promover a aprendizagem intergeracional através da criação de fórum de discussão e debate sobre temas de interesse para seniores. 23

25 Projeto VOSES Voluntariado para o Espírito Empreendedor 4. Atividades: 1. Realizar diagnóstico das qualificações chave necessárias ao empreendedorismo; 2. Adaptar curso e-learning do projeto WTE - Women Technology Entrepreneurs e desenvolver currículo de empreendedorismo para jovens empreendedores; 3. Desenvolver uma plataforma interativa que estabeleça a ligação entre seniores com experiência de trabalho (mentores) e jovens empreendedores: - Proporcionando aconselhamento gratuito; - Contendo todo o curso e-learning, incluindo materiais e informações relevantes. 24

26 Projeto VOSES Voluntariado para o Espírito Empreendedor 4. Atividades (cont.): 4. Construir uma metodologia de mentoring e uma ferramenta para desenvolver o potencial dos jovens; 5. Implementar o Programa de Formação e Mentoring a nível local, através de uma experiência piloto com utilizadores finais; 6. Experimentar e validar o programa para elaborar a versão final da ferramenta VOSES; 7. Elaborar um plano de disseminação e exploração eficaz, para difundir os resultados do projeto e alcançar o maior número de utilizadores finais. 25

27 Projeto VOSES Voluntariado para o Espírito Empreendedor 5. Piloto: Foi realizado um piloto constituído por 7 mentores e 10 mentorados, principalmente do Porto. Os mentorados tinham diferentes formações (arquitetura, gestão, TIC, restauração, ) e com projetos em diferentes fases de maturação. As principais conclusões foram: Curso tem valor especialmente pela componente de mentoria; A plataforma deve ser simplificada e encorajar mais a interação entre mentores e mentorados; O curso deve durar mais que um mês para poder acompanhar projetos empreendedorismo; Idealmente, os exercícios devem relacionar-se diretamente com o projeto empresarial a acompanhar ou desafiar os empreendedores a preencher o seu plano de negócio enquanto avançam pelos módulos. 26

28 Projeto VOSES Voluntariado para o Espírito Empreendedor 6. Parceria: COORDENADOR DA PARCERIA Fundación Voluntarios por Madrid [.Espanha] EURO-NET [Itália] Instituto de Formación Integral, S.L.U. [Espanha] JobInVest [Dinamarca] Societatea Nationala de Cruce Roste Din Romania [Roménia] Sociedade Portuguesa de Inovação, SPI [Portugal] 27

29 Projeto VOSES Voluntariado para o Espírito Empreendedor 7. Plataforma: A plataforma de e-learning VOSES está disponível em 6 idiomas: Espanhol; Romeno; Italiano; Dinamarquês; Português; Inglês. Os participantes poderão aceder à plataforma a partir do site do projeto: No curso online os jovens irão encontrar apoio e informação útil em 9 áreas distintas: 1. Criatividade e inovação 2. Plano de negócios 3. Comunicação 4. Networking empresarial 6. Web design 7. Gestão de negócio e liderança 8. Apoio ao cliente 9. Criação da empresa 5. Comércio eletrónico e marketing online 28

30 Projeto VOSES Voluntariado para o Espírito Empreendedor 7. Plataforma: 29

31 Projeto VOSES Voluntariado para o Espírito Empreendedor 7. Plataforma: 30

32 Projeto VOSES Voluntariado para o Espírito Empreendedor 8. Contactos: ou WEB LINKEDIN TWITTER https://twitter.com/vosesproject FACEBOOK 31

33

INTRODUÇÃO AO PROJETO LIFE 2

INTRODUÇÃO AO PROJETO LIFE 2 INTRODUÇÃO AO PROJETO LIFE 2 O projeto LIFE2 (Competências chave para a vida) visa ajudar os jovens a desenvolver, no decurso da sua formação profissional, as competências e confiança necessárias no mundo

Leia mais

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada.

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. Anexo A Estrutura de intervenção As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. 1. Plano de ação para o período 2016

Leia mais

BOOTCAMP CONSULTORES DIGITAIS LISBOA, JULHO 2015

BOOTCAMP CONSULTORES DIGITAIS LISBOA, JULHO 2015 BOOTCAMP CONSULTORES DIGITAIS LISBOA, JULHO 2015 BOOTCAMP CONSULTORES DIGITAIS RESUMO EXECUTIVO Duração Bootcamp imersivo de 5 semanas (4 dias/semana, 7 horas/dia) Nº Participantes Cerca de 500 pessoas

Leia mais

3ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Confiança e Compromisso nos Canais Digitais

3ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Confiança e Compromisso nos Canais Digitais 3ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Confiança e Compromisso nos Canais Digitais 29 de setembro de 2014 Auditório da BMAG Apoio Patrocinadores Globais APDSI Internet, Negócio e Redes Sociais

Leia mais

ERASMUS+ MOBILIDADE TRANSNACIONAL, E d u c a ç ã o e F o r m a ç ã o FACTOR DE EMPREGABILIDADE

ERASMUS+ MOBILIDADE TRANSNACIONAL, E d u c a ç ã o e F o r m a ç ã o FACTOR DE EMPREGABILIDADE ERASMUS+ E d u c a ç ã o e F o r m a ç ã o MOBILIDADE TRANSNACIONAL, FACTOR DE EMPREGABILIDADE APG II CONGRESSO NACIONAL DO EMPREGO UNIVERSIDADE LUSÓFONA 30 DE SETEMBRO DE 2014 O projeto Europeu tem vindo

Leia mais

ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES

ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES 2015 2 Formar gestores e quadros técnicos superiores, preparados científica e tecnicamente para o exercício de funções na empresa

Leia mais

Regulamento da Rede de Mentores

Regulamento da Rede de Mentores Regulamento da Rede de Mentores 1. Enquadramento A Rede de Mentores é uma iniciativa do Conselho Empresarial do Centro (CEC) e da Associação Industrial do Minho (AIMinho) e está integrada no Projeto Mentor

Leia mais

ERASMUS+ (KA1) - AÇÃO-CHAVE 1

ERASMUS+ (KA1) - AÇÃO-CHAVE 1 ERASMUS+ (KA1) - AÇÃO-CHAVE 1 mobilidade para a aprendizagem - uma ponte para o futuro - 1. o que é o Erasmus+? ação-chave 1 mobilidade individual para fins de aprendizagem ação-chave 2 cooperação para

Leia mais

Tópicos de Agenda a reter:

Tópicos de Agenda a reter: Tópicos de Agenda a reter: Educação Não Formal Intercâmbios Serviço Voluntário Europeu Participação Democrática Cidadania Ativa Diálogo Estruturado O QUE SERÁ O ERASMUS+ 2014-2020? Educação Formal Educação

Leia mais

ANÁLISE SWOT DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS

ANÁLISE SWOT DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS ENCONTRO DA COMISSÃO SECTORIAL PARA A EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO CS/11 ANÁLISE SWOT DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS OPORTUNIDADES, DESAFIOS E ESTRATÉGIAS DE QUALIDADE APRESENTAÇÃO DO TRABALHO GT2 - Ensino Superior

Leia mais

2ª Conferência. Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender. 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI

2ª Conferência. Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender. 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI 2ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI Patrocinador Principal Patrocinadores Globais APDSI Internet, Negócio e Redes Sociais

Leia mais

LEARNING MENTOR. Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219. Perfil do Learning Mentor. Módulos da acção de formação

LEARNING MENTOR. Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219. Perfil do Learning Mentor. Módulos da acção de formação LEARNING MENTOR Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219 Perfil do Learning Mentor Módulos da acção de formação 0. Pré-requisitos para um Learning Mentor 1. O papel e a função que um Learning Mentor

Leia mais

2ª Conferência. Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender. 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI

2ª Conferência. Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender. 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI 2ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI Patrocinador Principal Patrocinadores Globais APDSI PME Apoios ao crescimento APDSI

Leia mais

AS OPORTUNIDADES PARA AS EMPRESAS NO PORL 2014-20

AS OPORTUNIDADES PARA AS EMPRESAS NO PORL 2014-20 AS OPORTUNIDADES PARA AS EMPRESAS NO PORL 2014-20 Vítor Escária CIRIUS ISEG, Universidade de Lisboa e Augusto Mateus & Associados Barreiro, 30/06/2014 Tópicos Enquadramento A Estratégia de Crescimento

Leia mais

AS MAIS RECENTES SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS, AGORA ACESSÍVEIS A TODAS AS EMPRESAS

AS MAIS RECENTES SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS, AGORA ACESSÍVEIS A TODAS AS EMPRESAS MAIS PRODUTIVIDADE E COMPETITIVIDADE AS MAIS RECENTES SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS, AGORA ACESSÍVEIS A TODAS AS EMPRESAS Oquesepretende? A iniciativa PME Digital visa contribuir para estimular a atividade económica

Leia mais

Company Profile 2014

Company Profile 2014 Company Profile 2014 A NOSSA 1. História 2. Conceito 3. Cultura 4. Estratégia de posicionamento 5. Oferta de serviços 6. Comunicação 7. Carteira de clientes 8. Estratégia de crescimento 9. Rede de escritórios

Leia mais

Dossier de Imprensa 2014/ 2020

Dossier de Imprensa 2014/ 2020 Dossier de Imprensa 2014/ 2020 Agência Nacional Erasmus + A Agência Nacional ERASMUS+ Educação e Formação foi criada pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 15/2014, de 24 de fevereiro e pela Declaração

Leia mais

REGULAMENTO DO CENTRO DE ATIVIDADES E RECURSOS CAR

REGULAMENTO DO CENTRO DE ATIVIDADES E RECURSOS CAR REGULAMENTO DO CENTRO DE ATIVIDADES E RECURSOS CAR INDÍCE A) Noção... 2 B) Objetivos... 2 C) Destinatários... 2 D) Serviços do Centro de Atividades e Recursos (C.A.R.)... 2 E) Atividades... 3 F) Condições

Leia mais

BOOTCAMP DE CONSULTORES DIGITAIS ÉVORA 28 SETEMBRO 29 OUTUBRO 2015

BOOTCAMP DE CONSULTORES DIGITAIS ÉVORA 28 SETEMBRO 29 OUTUBRO 2015 BOOTCAMP DE CONSULTORES DIGITAIS ÉVORA 28 SETEMBRO 29 OUTUBRO 2015 ÍNDICE 1 2 3 PORQUÊ O PROGRAMA DE ECONOMIA DIGITAL? O QUE VAI APRENDER E GANHAR NO BOOTCAMP? QUAIS AS VANTAGENS DE PARTICIPAR NESTA INICIATIVA?

Leia mais

BOLSA DO EMPREENDEDORISMO 2015. Sara Medina saramedina@spi.pt. IDI (Inovação, Investigação e Desenvolvimento) - Algumas reflexões

BOLSA DO EMPREENDEDORISMO 2015. Sara Medina saramedina@spi.pt. IDI (Inovação, Investigação e Desenvolvimento) - Algumas reflexões BOLSA DO EMPREENDEDORISMO 2015 INSERIR IMAGEM ESPECÍFICA 1 I. Sociedade Portuguesa de Inovação (SPI) Missão: Apoiar os nossos clientes na gestão de projetos que fomentem a inovação e promovam oportunidades

Leia mais

O Desenvolvimento de Novos Produtos Importância, abordagens e metodologias. Susana Seabra / Miguel Carnide - SPI

O Desenvolvimento de Novos Produtos Importância, abordagens e metodologias. Susana Seabra / Miguel Carnide - SPI Susana Seabra / Miguel Carnide - SPI Sociedade Portuguesa de Inovação - SPI A atuação do Grupo SPI estrutura-se em três domínios que lhe permitem disponibilizar um conjunto único de atividades e serviços.

Leia mais

Formação Profissional. Mobilidade. www.ebridge2.eu. Cursos de Línguas elearning. Informação Cultural. Aplicações Móveis.

Formação Profissional. Mobilidade. www.ebridge2.eu. Cursos de Línguas elearning. Informação Cultural. Aplicações Móveis. Formação Profissional Mobilidade Cursos de Línguas elearning Informação Cultural Aplicações Móveis e-comunidade www.ebridge2.eu O projecto E-bridge 2 apresenta-se como uma resposta à falta de competências

Leia mais

+Inovação +Indústria. AIMMAP Horizonte 2020 - Oportunidades para a Indústria Porto, 14 outubro 2014

+Inovação +Indústria. AIMMAP Horizonte 2020 - Oportunidades para a Indústria Porto, 14 outubro 2014 +Inovação +Indústria AIMMAP Horizonte 2020 - Oportunidades para a Indústria Porto, 14 outubro 2014 Fatores que limitam maior capacidade competitiva e maior criação de valor numa economia global Menor capacidade

Leia mais

ESTRUTURA, METAS E ORÇAMENTO DO PROGRAMA DOCUMENTO SÍNTESE

ESTRUTURA, METAS E ORÇAMENTO DO PROGRAMA DOCUMENTO SÍNTESE ESTRUTURA, METAS E ORÇAMENTO DO PROGRAMA DOCUMENTO SÍNTESE Versão do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização adotada em dezembro de 2014. 1. Estrutura do Programa e Indicadores de Resultado

Leia mais

Apresentação StartUp BUZZ

Apresentação StartUp BUZZ Apresentação StartUp BUZZ A StartUp BUZZ Mapping the route to your entrepreneurial dreams A StartUp BUZZ é uma organização que tem por objetivo incutir o espírito empreendedor no mundo académico. Com a

Leia mais

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012 Apoio à Internacionalização CENA 3 de Julho de 2012 Enquadramento Enquadramento Comércio Internacional Português de Bens e Serviços Var. 13,3% 55,5 68,2 57,1 73,4 48,3 60,1 54,5 66,0 67,2 61,7 Exportação

Leia mais

Programa de Empreendedorismo Tecnológico

Programa de Empreendedorismo Tecnológico PROGRAMA EIBTnet O QUE É? Programa de Empreendedorismo Tecnológico de apoio ao desenvolvimento, implementação, criação e consolidação de novas empresas inovadoras e de base tecnológica. 1 OBJECTIVOS Facilitar

Leia mais

IAPMEI EEN. KMS Knowledge Management Solution

IAPMEI EEN. KMS Knowledge Management Solution IAPMEI EEN KMS Knowledge Management Solution Praia, 1 e 2 de Dezembro de 2011 IAPMEI Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação http://www.iapmei.pt/ Principal instrumento das políticas

Leia mais

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 Factores Determinantes para o Empreendedorismo Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 IAPMEI Instituto de Apoio às PME e à Inovação Principal instrumento das políticas económicas para Micro e Pequenas

Leia mais

Website disponível em: Nome de Utilizador: aluno@aluno.pt. Palavra-chave: *aluno*

Website disponível em: Nome de Utilizador: aluno@aluno.pt. Palavra-chave: *aluno* Website disponível em: http://formar.tecminho.uminho.pt/moodle/course/view.php?id=69 Nome de Utilizador: aluno@aluno.pt Palavra-chave: *aluno* Associação Universidade Empresa para o Desenvolvimento Web

Leia mais

TRANSPORT LEARNING Cursos de formação para municípios e agências de energia

TRANSPORT LEARNING Cursos de formação para municípios e agências de energia TRANSPORT LEARNING Cursos de formação para municípios e agências de energia istockphoto Conteúdo Caro leitor, Sobre o projecto... 2 Criando uma base de conhecimento para as regiões de convergência da Europa...

Leia mais

A Eurodesk é uma rede com acesso à informação europeia para os jovens e para os profissionais da área de juventude.

A Eurodesk é uma rede com acesso à informação europeia para os jovens e para os profissionais da área de juventude. www.eurodesk.eu O que é? A Eurodesk é uma rede com acesso à informação europeia para os jovens e para os profissionais da área de juventude. No sítio da rede Eurodesk podes aceder às tuas oportunidades.

Leia mais

GRELHA PARA A CARACTERIZAÇÃO DE RTP. AEBJC Associação para o Ensino Bento de Jesus Caraça

GRELHA PARA A CARACTERIZAÇÃO DE RTP. AEBJC Associação para o Ensino Bento de Jesus Caraça GRELHA PARA A CARACTERIZAÇÃO DE RTP Entidade interlocutora: Identificação do Projecto AEBJC Associação para o Ensino Bento de Jesus Caraça Nº do projecto: 2001/EQUAL/A2/AD/139 Designação do projecto: Área

Leia mais

Uma Rede de apoio à competitividade das empresas. 30 de abril de 2014, ISCTE-IUL, Lisboa

Uma Rede de apoio à competitividade das empresas. 30 de abril de 2014, ISCTE-IUL, Lisboa Uma Rede de apoio à competitividade das empresas 30 de abril de 2014, ISCTE-IUL, Lisboa Quem somos Quem somos? Onde estamos? Criada pela Comissão Europeia no âmbito do Programa Quadro para a Competitividade

Leia mais

EMPREENDER NA ESCOLA

EMPREENDER NA ESCOLA PROGRAMA para o APRESENTAÇÃO O O programa Empreender na Escola Metodologia Programa Didático - Manuais Implementação do projeto Cronograma de atividades Formação e Acompanhamento Prémios 2 O PROJETO A

Leia mais

LET-In Laboratório de Empresas Tecnológicas. José Carlos Caldeira. 28 Fev 2008. Director jcc@inescporto.pt

LET-In Laboratório de Empresas Tecnológicas. José Carlos Caldeira. 28 Fev 2008. Director jcc@inescporto.pt 28 Fev 2008 LET-In Laboratório de Empresas Tecnológicas Campus da FEUP Rua Dr. Roberto Frias, 378 4200-465 Porto Portugal T +351 222 094 000 F +351 222 094 000 www@inescporto.pt www.inescporto.pt José

Leia mais

OCPLP Organização Cooperativista dos Povos de Língua Portuguesa. Proposta de Plano de Atividades e Orçamento 2014-2015

OCPLP Organização Cooperativista dos Povos de Língua Portuguesa. Proposta de Plano de Atividades e Orçamento 2014-2015 Proposta de Plano de Atividades e Orçamento 2014-2015 1 Índice: I Enquadramento II Eixos de Intervenção Estratégica III Proposta de Orçamento IV Candidaturas a Programas de Apoio 2 I Enquadramento Estratégico

Leia mais

aumento da população mundial aumento da produtividade, sustentabilidade dos recursos e segurança alimentar Necessidades:

aumento da população mundial aumento da produtividade, sustentabilidade dos recursos e segurança alimentar Necessidades: Enquadramento Desafios: aumento da população mundial aumento da produtividade, sustentabilidade dos recursos e segurança alimentar Necessidades: eficiência dos sistemas agrícolas e florestais gestão sustentável

Leia mais

O Storytelling. T- Story NEWSLETTER. Junho 2013 1ª Edição. Porquê utilizar o Storytelling

O Storytelling. T- Story NEWSLETTER. Junho 2013 1ª Edição. Porquê utilizar o Storytelling Apresentamos a newsletter oficial do projeto T-Story - Storytelling Aplicado à Educação e Formação, um projeto financiado pela ação transversal Atividade-chave 3 Tecnologias de Informação e Comunicação,

Leia mais

Plano de Atividades 2014

Plano de Atividades 2014 Plano de Atividades 2014 Escola de Ciências Universidade do Minho 1. Missão A Escola de Ciências tem como missão gerar, difundir e aplicar conhecimento no âmbito das Ciências Exatas e da Natureza e domínios

Leia mais

O Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores possui flexibilidade para atender dois tipos de certificações intermediárias, que são:

O Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores possui flexibilidade para atender dois tipos de certificações intermediárias, que são: 1) Formas de participação do Corpo Discente: O Colegiado do Curso é um órgão consultivo, deliberativo e normativo, onde é possível a participação do corpo discente nas decisões que competem a exposição

Leia mais

ERASMUS+ QUALIFICAÇÃO E AÇÃO PARA A INCLUSÃO. E d u c a ç ã o e F o r m a ç ã o

ERASMUS+ QUALIFICAÇÃO E AÇÃO PARA A INCLUSÃO. E d u c a ç ã o e F o r m a ç ã o ERASMUS+ E d u c a ç ã o e F o r m a ç ã o QUALIFICAÇÃO E AÇÃO PARA A INCLUSÃO SEMINÁRIO EMPODERAR COMUNIDADES, DESENVOLVER REGIÕES VISEU DÃO LAFÕES NA EUROPA AUDITÓRIO DA BIBLIOTECA MUNICIPAL MANGUALDE,

Leia mais

http://www.rsopt.com 8 de março de 2012 http://www.empreend.pt empreend@empreend.pt Doutora Maria do Rosário Almeida

http://www.rsopt.com 8 de março de 2012 http://www.empreend.pt empreend@empreend.pt Doutora Maria do Rosário Almeida http://www.rsopt.com http://www.empreend.pt empreend@empreend.pt 8 de março de 2012 Doutora Maria do Rosário Almeida Índice Empreend Associação Portuguesa para o Empreendedorismo Conceitos de Empreendedorismo

Leia mais

Educação além dos limites da sala de aula

Educação além dos limites da sala de aula Educação além dos limites da sala de aula Como a Brightspace passou a fazer parte da vida de 20.000 alunos da Universidade Tiradentes Visão Geral Com mais de 50 anos de tradição e reconhecido pioneirismo

Leia mais

Formar para a Inovação

Formar para a Inovação Formar para a Inovação Sociedade Portuguesa de Inovação Porto, 28.01.2005 Sociedade Portuguesa de Inovação Sociedade Portuguesa de Inovação Missão A Sociedade Portuguesa de Inovação é uma empresa que tem

Leia mais

ANÁLISE SWOT DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS

ANÁLISE SWOT DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS ENCONTRO DA COMISSÃO SECTORIAL PARA A EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO CS/11 ANÁLISE SWOT DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS OPORTUNIDADES, DESAFIOS E ESTRATÉGIAS DE QUALIDADE APRESENTAÇÃO DO TRABALHO GT2 - Ensino Superior

Leia mais

Ingresso Março 2015. Outubro 2014. Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba

Ingresso Março 2015. Outubro 2014. Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba MBA em Marketing Digital Desenvolver profissionais para atuarem na era digital, com visão estratégica e conhecimento técnico para planejar

Leia mais

O Fórum Económico de Marvila

O Fórum Económico de Marvila Agenda O Fórum Económico de Marvila A iniciativa Cidadania e voluntariado: um desafio para Marvila A Sair da Casca O voluntariado empresarial e as políticas de envolvimento com a comunidade Tipos de voluntariado

Leia mais

Consultoria Estratégica

Consultoria Estratégica Quem somos e o que fazemos A Select Advisor é uma empresa de Consultoria Estratégica Ajudamos à criação de valor, desde a intenção de investimento e angariação de parcerias até ao apoio de candidaturas

Leia mais

Portugal 2020: Investigação e Inovação no domínio da Competitividade e Internacionalização

Portugal 2020: Investigação e Inovação no domínio da Competitividade e Internacionalização Portugal 2020: Investigação e Inovação no domínio da Competitividade e Internacionalização Duarte Rodrigues Vogal da Agência para o Desenvolvimento e Coesão Lisboa, 17 de dezembro de 2014 Tópicos: 1. Portugal

Leia mais

Kit de Auto-Diagnóstico de Necessidades, Auto-Formação e Auto-Avaliação da Formação em Gestão

Kit de Auto-Diagnóstico de Necessidades, Auto-Formação e Auto-Avaliação da Formação em Gestão CARACTERIZAÇÃO DO PRODUTO Kit de Auto-Diagnóstico de Necessidades, Auto-Formação e Auto-Avaliação da Formação em Gestão Produção apoiada pelo Programa Operacional de Emprego, Formação e Desenvolvimento

Leia mais

Guia de Apoio à utilização da Ferramenta Interactiva FREE

Guia de Apoio à utilização da Ferramenta Interactiva FREE Fostering Return to Employment through Entrepreneurship, Innovation and Creativity Guia de Apoio à utilização da Ferramenta Interactiva FREE 2009-1-PT1-LEO05-03245, FREE i Índice I. Introdução... 1 II.

Leia mais

Missão. DOTAR AS PME s PORTUGUESAS DE CONHECIMENTO E FERRAMENTAS PARA A CONQUISTA DOS MERCADOS INTERNACIONAIS ATRAVÉS DA MARCA.

Missão. DOTAR AS PME s PORTUGUESAS DE CONHECIMENTO E FERRAMENTAS PARA A CONQUISTA DOS MERCADOS INTERNACIONAIS ATRAVÉS DA MARCA. O que é a Oficina da Marca? Serviço de gestão integrada e estratégica para o desenvolvimento de produtos e a sua promoção no mercado Global através da marca. Missão DOTAR AS PME s PORTUGUESAS DE CONHECIMENTO

Leia mais

GABINETE APOIO EMPREENDEDOR OEIRAS

GABINETE APOIO EMPREENDEDOR OEIRAS GABINETE de APOIO AO EMPREENDEDOR de OEIRAS GABINETE de APOIO AO EMPREENDEDOR de OEIRAS Um projecto da UNIÃO DAS FREGUESIAS DE OEIRAS E SÃO JULIÃO DA BARRA, PAÇO DE ARCOS E CAXIAS Incentivar e apoiar o

Leia mais

China-Portugal Cluster Alliance

China-Portugal Cluster Alliance Mariana Fernandes Lisboa, 19 de Dezembro 2014 marianafernandes@spi.pt China-Portugal Cluster Alliance Principais Resultados 1 Agenda I. Breve Enquadramento II. III. Objetivos e Metodologia Principais Resultados

Leia mais

JumpStart FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA

JumpStart FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA JumpStart FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Tem entre 30 e 45 anos? A sua experiência profissional é superior a 5 anos? Encontra-se numa situação de desemprego há pelo menos 6 meses? Está

Leia mais

...abra a sua clínica de Medicina Chinesa

...abra a sua clínica de Medicina Chinesa Adira à Rede Meihua......abra a sua clínica de Medicina Chinesa Missão Assumir um papel de referência na divulgação e na prática da Medicina Chinesa em Portugal. Estratégia Divulgar os benefícios da Medicina

Leia mais

Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento. (2010-2015) ENED Plano de Acção

Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento. (2010-2015) ENED Plano de Acção Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (2010-2015) ENED Plano de Acção Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (2010-2015) ENED Plano de Acção 02 Estratégia Nacional de

Leia mais

CARTA EUROPEIA DAS PEQUENAS EMPRESAS

CARTA EUROPEIA DAS PEQUENAS EMPRESAS CARTA EUROPEIA DAS PEQUENAS EMPRESAS As pequenas empresas são a espinha dorsal da economia europeia, constituindo uma fonte significativa de emprego e um terreno fértil para o surgimento de ideias empreendedoras.

Leia mais

O Futuro da Política Europeia de Coesão. Inovação, Coesão e Competitividade

O Futuro da Política Europeia de Coesão. Inovação, Coesão e Competitividade O Futuro da Política Europeia de Coesão Inovação, Coesão e Competitividade 20 de Abril de 2009 António Bob Santos Gabinete do Coordenador Nacional da Estratégia de Lisboa e do Plano Tecnológico Desafios

Leia mais

AÇÃO 2 COOPERAÇÃO PARA A INOVAÇÃO E O INTERCÂMBIO DE BOAS PRÁTICAS

AÇÃO 2 COOPERAÇÃO PARA A INOVAÇÃO E O INTERCÂMBIO DE BOAS PRÁTICAS AÇÃO 2 COOPERAÇÃO PARA A INOVAÇÃO E O INTERCÂMBIO DE BOAS PRÁTICAS Acção 1 1 AÇÃO 2 COOPERAÇÃO PARA A INOVAÇÃO E O INTERCÂMBIO DE BOAS PRÁTICAS A B Parcerias Estratégicas na área da Educação, Formação

Leia mais

IAPMEI Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. A importância das TIC na inovação e na internacionalização Miguel Cruz miguel.cruz@iapmei.

IAPMEI Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. A importância das TIC na inovação e na internacionalização Miguel Cruz miguel.cruz@iapmei. IAPMEI Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. A importância das TIC na inovação e na internacionalização Miguel Cruz miguel.cruz@iapmei.pt Aveiro, 17 de setembro de 2015 Grandes objetivos da economia

Leia mais

aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI O Fundo Social Europeu Instrumentos financeiros

aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI O Fundo Social Europeu Instrumentos financeiros aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI O Fundo Social Europeu Os instrumentos financeiros cofinanciados pelo Fundo Social Europeu são uma forma eficiente e sustentável de investir no crescimento

Leia mais

Índice. Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4. Primeiros passos com o e-best Learning 6. Actividades e Recursos 11

Índice. Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4. Primeiros passos com o e-best Learning 6. Actividades e Recursos 11 Índice Parte 1 - Introdução 2 Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4 Parte 2 Desenvolvimento 5 Primeiros passos com o e-best Learning 6 Como aceder à plataforma e-best Learning?... 6 Depois

Leia mais

O QUE ABORDAMOS, EM PARTICULAR, NESTE EU REPORT?

O QUE ABORDAMOS, EM PARTICULAR, NESTE EU REPORT? Cosme 1 O QUE ABORDAMOS, EM PARTICULAR, NESTE EU REPORT? Neste EU Report abordamos, em particular, o COSME, o novo programa quadro europeu para a competitividade das Empresas e das PME (pequenas e médias

Leia mais

Competitividade e Inovação

Competitividade e Inovação Competitividade e Inovação Evento SIAP 8 de Outubro de 2010 Um mundo em profunda mudança Vivemos um momento de transformação global que não podemos ignorar. Nos últimos anos crise nos mercados financeiros,

Leia mais

AIESEC em Ribeirão Preto. Proposta de Parceria

AIESEC em Ribeirão Preto. Proposta de Parceria AIESEC em Ribeirão Preto Proposta de Parceria Apresentação Presente em mais de 110 países, a AIESEC é a plataforma internacional para jovens desenvolverem e explorarem seus potenciais de liderança. Parceira

Leia mais

Programa de candidatura APEI com futuro 2013/2016

Programa de candidatura APEI com futuro 2013/2016 Programa de candidatura APEI com futuro 2013/2016 A presente candidatura pretende dar continuidade e consolidar o trabalho desenvolvido no triénio anterior e também o trabalho desenvolvido por todos quantos,

Leia mais

JORNADAS TÉCNICAS DA CERÂMICA 15

JORNADAS TÉCNICAS DA CERÂMICA 15 JORNADAS TÉCNICAS DA CERÂMICA 15 2º Painel Incentivos à Indústria O papel do IAPMEI na Competitividade do setor Miguel Cruz 26 Novembro de 2015 Apoiar as PME nas suas estratégias de crescimento inovador

Leia mais

COMO VALIDAR AS COMPETÊNCIAS DOS VOLUNTÁRIOS? Orientação prática

COMO VALIDAR AS COMPETÊNCIAS DOS VOLUNTÁRIOS? Orientação prática COMO VALIDAR AS COMPETÊNCIAS DOS VOLUNTÁRIOS? Orientação prática PROJECT TITLE: VOLUNTEERING VALIDATION HIGHWAY GRANT AGREEMENT: 2013-1-FI1-GRU06-12792 2013-2015 Este projeto foi financiado com o apoio

Leia mais

Gestão Colaborativa. Luiz Ildebrando Pierry Curitiba/PR 30 de setembro de 2009. Qualidade e Produtividade para Enfrentar a Crise INOVAÇÃO

Gestão Colaborativa. Luiz Ildebrando Pierry Curitiba/PR 30 de setembro de 2009. Qualidade e Produtividade para Enfrentar a Crise INOVAÇÃO Qualidade e Produtividade para Enfrentar a Crise Gestão Colaborativa INOVAÇÃO SUSTENTABILIDADE GESTÃO COLABORATIVA EMPREENDEDORISMO CRIATIVIDADE Luiz Ildebrando Pierry Curitiba/PR 30 de setembro de 2009

Leia mais

Castro Ascenção, Cristina Maria

Castro Ascenção, Cristina Maria Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido (s) / Nome (s) próprio (s) Morada Rua Morais Soares, 52 1ºD 1900-348 Lisboa Portugal Telemóvel +351 962 025 642 Correio electrónico cascencao@netcabo.pt Nacionalidade

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO MARKETING E COMUNICAÇÃO DE MODA

PÓS-GRADUAÇÃO MARKETING E COMUNICAÇÃO DE MODA PÓS-GRADUAÇÃO MARKETING E COMUNICAÇÃO DE MODA Coordenadora: Gláucia Centeno 13/04/2015 > 09/2016 400 horas Idioma: Português Aulas: Segundas e quartas das 19h30 às 22h30 PÚBLICO-ALVO Profissionais com

Leia mais

Módulo 2. As Empresas e as Redes Sociais

Módulo 2. As Empresas e as Redes Sociais Módulo 2 As Empresas e as Redes Sociais Introdução Eco sistemas de negócio Aplicações de negócio Construir uma empresa Tácticas/ Estratégias Segmentação Gestão - Profissionais Custo Gestão de tempo ROI

Leia mais

Em colaboração com: GESTÃO DE EMPRESAS E NEGÓCIOS LEIRIA 2015 SETEMBRO E OUTUBRO. www.aese.pt/gen

Em colaboração com: GESTÃO DE EMPRESAS E NEGÓCIOS LEIRIA 2015 SETEMBRO E OUTUBRO. www.aese.pt/gen Em colaboração com: GESTÃO DE EMPRESAS E NEGÓCIOS GEN LEIRIA 2015 SETEMBRO E OUTUBRO www.aese.pt/gen BEM-VINDO AO GEN É com muito gosto que lhe apresentamos o GEN, criado pela AESE, numa perspetiva de

Leia mais

A Parceria UNIVIR / UNIGLOBO- Um Case Focado no Capital Intelectual da Maior Rede de TV da América Latina

A Parceria UNIVIR / UNIGLOBO- Um Case Focado no Capital Intelectual da Maior Rede de TV da América Latina A Parceria UNIVIR / UNIGLOBO- Um Case Focado no Capital Intelectual da Maior Rede de TV da América Latina Blois, Marlene Montezi e-mail: mmblois@univir.br Niskier, Celso e-mail: cniskier@unicarioca.edu.br

Leia mais

Museus como plataformas para a inovação social:

Museus como plataformas para a inovação social: Museus como plataformas para a inovação social: Projecto-piloto educativo em espaços culturais Um projecto-piloto para jovens em situação de vulnerabilidade e exclusão social a desenvolver em colaboração

Leia mais

MOODLE Implementação da educação à distância nas escolas do distrito do Porto. Resumo

MOODLE Implementação da educação à distância nas escolas do distrito do Porto. Resumo MOODLE Implementação da educação à distância nas escolas do distrito do Porto Virgínia Moreira Dias vmrmd@ddinis.net Sónia Rolland Sobral sonia@upt.pt Universidade Portucalense, Porto Resumo A integração

Leia mais

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores!

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Empreendedores Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Por meio de um método de aprendizagem único,

Leia mais

As Agendas de Inovação dos Territórios Algumas reflexões INSERIR IMAGEM ESPECÍFICA

As Agendas de Inovação dos Territórios Algumas reflexões INSERIR IMAGEM ESPECÍFICA INSERIR IMAGEM ESPECÍFICA 1 O que é Inovação? Produção, assimilação e exploração com êxito da novidade, nos domínios económico e social. Livro Verde para a Inovação (Comissão Europeia, 1995) 2 Os territórios

Leia mais

A Garantia da Qualidade da Formação para Pares Europeia uma lista de verificação

A Garantia da Qualidade da Formação para Pares Europeia uma lista de verificação CONTENTS! INTRODUCTION!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!" " #$%!&'!( ) ) *!* ) +&) ",!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Leia mais

Juventude em Movimento: apoio da Europa aos jovens

Juventude em Movimento: apoio da Europa aos jovens Juventude em Movimento: apoio da Europa aos jovens ESTUDAR FORMAR-SE TRABALHAR PARTICIPAR OS TEUS DIREITOS APRENDER VIAJAR VOLUNTÁRIO CRIAR na EUROPA Nem a Comissão Europeia nem qualquer pessoa que atue

Leia mais

AVISO. Admissão de Pessoal. (m/f)

AVISO. Admissão de Pessoal. (m/f) AVISO Admissão de Pessoal (m/f) A AJITER Associação Juvenil da Ilha Terceira pretende admitir jovens recém-licenciados à procura do primeiro emprego, para estágio no seu serviço, ao abrigo do Programa

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

Avaliação e testemunhos das acções de formação

Avaliação e testemunhos das acções de formação Conteúdo Avaliação e testemunhos das acções de formação Caro leitor, Material de formação em 9 línguas, disponível gratuitamente! Experiências das formações: O método... 2 Avaliação da formação... 3 Factos

Leia mais

Conhecer e partilhar para inovar na Educação. Boas Práticas nas Escolas Portuguesas Colégio Vasco da Gama Inácio Casinhas

Conhecer e partilhar para inovar na Educação. Boas Práticas nas Escolas Portuguesas Colégio Vasco da Gama Inácio Casinhas Conhecer e partilhar para inovar na Educação Boas Práticas nas Escolas Portuguesas Colégio Vasco da Gama Inácio Casinhas Missão da escola Não perdendo de vista o contexto da sociedade actual em constante

Leia mais

FUNDAÇÃO TELEFÔNICA: EDUCAÇÃO INOVATIVA

FUNDAÇÃO TELEFÔNICA: EDUCAÇÃO INOVATIVA FUNDAÇÃO TELEFÔNICA: EDUCAÇÃO INOVATIVA INOVAÇÃO EDUCATIVA FOCO DE ATUAÇÃO DA FUNDAÇÃO TELEFÔNICA VIVO INOVAÇÃO EDUCATIVA VISÃO_ Conectando pessoas e instituições podemos transformar o futuro, tornando-o

Leia mais

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR Gabinete do Ministro CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR Breve apresentação da proposta de Orçamento de Estado para 2008 23 de Outubro de 2007 Texto

Leia mais

SENIOR ACTIVATOR PROGRAM LEARNING FOR BEST COMMUNITY PRACTICES - Voluntariado Sénior Internacional -

SENIOR ACTIVATOR PROGRAM LEARNING FOR BEST COMMUNITY PRACTICES - Voluntariado Sénior Internacional - SENIOR ACTIVATOR PROGRAM LEARNING FOR BEST COMMUNITY PRACTICES - Voluntariado Sénior Internacional - Tânia Semedo Silva Técnica da Fundação Eugénio de Almeida 04 de Junho 2014 1 Projeto de Voluntariado

Leia mais

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU Programas de MESTRADO Online MBA Master in Business Administration Mestrado em Direcção de Empresas Mestrado em Direcção de Marketing e Vendas Mestrado em Direcção Financeira Mestrado em Comércio Internacional

Leia mais

Our innovative solutions wherever you need us. ABREU ADVOGADOS FERREIRA ROCHA & ASSOCIADOS Em parceria: Portugal Moçambique. Consolidar o Futuro

Our innovative solutions wherever you need us. ABREU ADVOGADOS FERREIRA ROCHA & ASSOCIADOS Em parceria: Portugal Moçambique. Consolidar o Futuro Our innovative solutions wherever you need us. ABREU ADVOGADOS FERREIRA ROCHA & ASSOCIADOS Em parceria: Portugal Moçambique Consolidar o Futuro Abreu Advogados Ferreira Rocha & Associados 2012 PORTUGAL

Leia mais

Recomendações Encontro Nacional de Juventude 2015

Recomendações Encontro Nacional de Juventude 2015 Recomendações Encontro Nacional de Juventude 2015 O Conselho Nacional de Juventude (CNJ) organizou, de 30 de outubro a 1 de novembro de 2015, em Cascais, na Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril, o

Leia mais

Apoio ao Desenvolvimento e Competitividade da sua Empresa

Apoio ao Desenvolvimento e Competitividade da sua Empresa Apoio ao Desenvolvimento e Competitividade da sua Empresa A Fine Solutions propõe uma oferta integrada de serviços em 3 grandes áreas: Competitividade Optimização de custos Desenvolvimento de Negócios,

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO

PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO Jorge Abegão Secretário-Técnico do COMPETE Coimbra, 28 de janeiro de 2015 Estratégia Europa 2020 ESTRATÉGIA EUROPA 2020 CRESCIMENTO INTELIGENTE

Leia mais

Erasmus para Jovens Empreendedores. Um novo programa Europeu de intercâmbio. um programa que ajuda novos empresários a iniciar o seu próprio negócio!

Erasmus para Jovens Empreendedores. Um novo programa Europeu de intercâmbio. um programa que ajuda novos empresários a iniciar o seu próprio negócio! Erasmus para Jovens Empreendedores Um novo programa Europeu de intercâmbio um programa que ajuda novos empresários a iniciar o seu próprio negócio! Breve Introdução O Erasmus para Jovens Empreendedores

Leia mais

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores!

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Empreendedores Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Por meio de um método de aprendizagem único,

Leia mais

O CONSELHO DA UE E OS REPRESENTANTES DOS GOVERNOS DOS ESTADOS-MEMBROS, REUNIDOS NO CONSELHO,

O CONSELHO DA UE E OS REPRESENTANTES DOS GOVERNOS DOS ESTADOS-MEMBROS, REUNIDOS NO CONSELHO, C 172/8 PT Jornal Oficial da União Europeia 27.5.2015 Conclusões do Conselho sobre a maximização do papel do desporto de base no desenvolvimento de competências transversais, especialmente entre os jovens

Leia mais

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Apoiar a empregabilidade pela melhora da qualidade do ensino profissionalizante UK Skills Seminar Series 2014 15 British Council UK Skills Seminar

Leia mais

Cimeira Empresarial UE-CELAC eucelac-bizsummit2015.eu. Quarta-feira, 10 de junho de 2015, 14h30-16h30 Documento de síntese para o Workshop 3

Cimeira Empresarial UE-CELAC eucelac-bizsummit2015.eu. Quarta-feira, 10 de junho de 2015, 14h30-16h30 Documento de síntese para o Workshop 3 Cimeira Empresarial UE-CELAC eucelac-bizsummit2015.eu Quarta-feira, 10 de junho de 2015, 14h30-16h30 Documento de síntese para o Workshop 3 Acesso ao financiamento e aos instrumentos financeiros O importante

Leia mais

Marketing Digital. Carla Machado. Francesco Berrettini. Responsável das Formações Marketing Digital

Marketing Digital. Carla Machado. Francesco Berrettini. Responsável das Formações Marketing Digital Marketing Digital Francesco Berrettini Responsável das Formações Marketing Digital Carla Machado Coordenadora Pedagógica das Formações Marketing Digital Marketing Digital Digital Marketing - Professional

Leia mais