Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação"

Transcrição

1 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Sistema Integrado de Administração de Serviços Gerais - SIASG Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores - SICAF Declaração Declaramos para os fins previstos na Lei nº 8.666, de 1993, conforme documentação apresentada para registro no SICAF e arquivada na UASG Cadastradora, que a situação do fornecedor no momento é a seguinte: Validade do Cadastro: 14/03/2012 CNPJ / CPF: Razão Social / Nome: Domicílio Fiscal: Unidade Cadastradora: / FBX - SERVICOS DE SEGURANCA LTDA - EPP 35 - Porto Velho RO Código e Descrição da Atividade Econômica: HOSPITAL DE GUARNICAO DE PORTO VELHO-MEX/RO /01 - ATIVIDADES DE VIGILÂNCIA E SEGURANÇA PRIVADA Endereço: Rua Guiana Porto Velho - RO Ocorrência: Impedimento de Licitar: Vínculo com "Serviço Público": Nada Consta Nada Consta Nada Consta Níveis validados: I - Credenciamento II - Habilitação Jurídica III - Regularidade Fiscal Federal Receita FGTS INSS Validade: Validade: Validade: 08/11/ /10/ /11/2011 IV Regularidade Fiscal Estadual/Municipal: Receita Estadual/Distrital Validade: 13/11/2011 Receita Municipal Validade: 06/10/2011 VI Qualificação Econômico-Financeira Validade: 30/06/2012 Índices Calculados: SG = 29.49; LG = 17.37; LC = Legenda: documento(s) assinalado(s) com "*" está(ão) com prazo(s) vencido(s). Emitido em: 22/09/2011 às 12:22:02 CPF: Nome: ROBERTO TRONCOSO RODRIGUES NETO Ass:

2 Roberto Troncoso Rodrigues Neto De: FBX Serviços de Segurança Enviado em: quinta-feira, 22 de setembro de :39 Para: CPL Assunto: documentação e proposta pregão 63/2011 Anexos: TCU.zip Ola Senhor Pregoeiro, Bom Dia Prezado Senhor, apos varias tentativas sem sucesso para o envio no Sistema do ComprasNet dos documentos de habilitação e proposta comercial ref. pregão n. 63/2011, resolvemos enviar via como solicitado Obrigado Vinicius Gerente Comercial FBX - Serviços de Segurança LTDA (69) /

3 AO TCU TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO PREGÃO N. 63/2011 REF. SERV. DE VIGILANCIA E SEGURANÇA ARMADA ATT. SR. PREGOEIRO OFICIAL POSTO DE VIGILANTE ARMADO DIURNO PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS UNITÁRIOS I SALÁRIO ESTIMADO DO PROFISSIONAL Vigilante diurno R$ 742,86 II MÃO DE OBRA REMUNERAÇÃO Valor do salário R$ 742,86 Adicional de Risco de Vida (Cláusula 3ª, 2º, da CCT) 7,500% R$ 55,71 Intervalo Intrajornada (Cláusula 30ª da CCT) 50,000% R$ 76,05 TOTAL (valor do posto) R$ 1.749,25 III ENCARGOS SOCIAIS INCIDENTES SOBRE A REMUNERAÇÃO GRUPO A A.01 INSS 20,000% R$ 349,84 A.02 FGTS 8,000% R$ 139,93 A.03 SESI/SESC 1,500% R$ 26,23 A.04 SENAI/SENAC 1,000% R$ 17,49 A.05 INCRA 0,200% R$ 3,49 A.06 SEBRAE 0,600% R$ 10,49 A.07 Salário Educação 2,500% R$ 43,73 A.08 Riscos Ambientais do Trabalho RAT x FAP 1,500% R$ 26,24 TOTAL GRUPO A 35,300% R$ 617,49 GRUPO B B.01 13º Salário 8,333% R$ 145,76 B.02 Férias (incluindo 1/3 constitucional) 11,111% R$ 194,35 B.03 Aviso Prévio Trabalhado 1,944% R$ 34,00 B.04 Auxílio Doença 1,389% R$ 24,29 B.05 Acidente de Trabalho 0,333% R$ 5,82 B.06 Faltas Legais 0,277% R$ 4,84 B.07 Férias sobre Licença Maternidade 0,074% R$ 1,29 B.08 Licença Paternidade 0,021% R$ 0,36 TOTAL GRUPO B 23,48% R$ 410,71 GRUPO C C.01 Aviso Prévio Indenizado 0,417% R$ 7,29 C.02 Indenização Adicional 0,167% R$ 2,92 C.03 Indenização (rescisão sem justa causa multa de 40% do FGTS empregados inicialmente contratados) 3,200% R$ 55,97 C.04 Indenização (rescisão sem justa causa multa de 40% do FGTS empregados que serão substituídos) 0,160% R$ 2,79 C.05 Indenização (rescisão sem justa causa contribuição de 10% do FGTS 0,800% R$ 13,99

4 empregados inicialmente contratados) C.06 Indenização (rescisão sem justa causa contribuição de 10% do FGTS empregados que substituídos) 0,040% R$ 0,69 TOTAL GRUPO C 4,784% R$ 83,65 GRUPO D D.01 Incidência dos encargos do grupo A sobre o grupo B 8,29% R$ 145,01 TOTAL GRUPO D 8,29% R$ 145,01 GRUPO E E.01 Incidência do FGTS exclusivamente sobre o aviso prévio indenizado 0,033% R$ 0,57 E.02 Incidência do FGTS exclusivamente sobre o período médio de afastamento superior a 15 dias motivado por acidente do trabalho 0,026% R$ 0,45 TOTAL GRUPO E 0,059% R$ 1,02 GRUPO F F.01 Incidência dos encargos do Grupo A sobre os valores constantes da base de cálculo referente ao salário maternidade 0,261% R$ 4,57 TOTAL GRUPO F 0,261% R$ 4,57 TOTAL ENCARGOS SOCIAIS R$ 1.262,45 VALOR TOTAL DE REMUNERAÇÃO + ENCARGOS SOCIAIS R$ 3.011,70 IV INSUMOS Uniforme R$ 266,36 Cesta básica Cláusula 14ª da CCT 16,000% R$ 19,61 Auxílio alimentação (Cláusula 10ª, 2º da CCT) R$ 303,00 Vale Transporte (desc. Legal 6% sal. Base = R$ 89,14) R$ 156,00 Seguro de Vida (clausula 13 da CCT) e / auxilio funeral (clausula 12 da CCT) R$97,58 Contribuição assistência médica Cláusula 41ª da CCT R$ 12,42 Depreciação de Equipamentos R$ 41,85 TOTAL INSUMOS R$ 807,68 VALOR TOTAL DE REMUNERAÇÃO + ENCARGOS SOCIAIS + INSUMOS R$ 3.819,38 V BONIFICAÇÃO E OUTRAS DESPESAS LDI 10,000% R$ 381,94 Despesas Administrativas/Operacionais 5,000% R$ 190,97 Outras despesas (discriminar) 0,000% R$ 0,00 TOTAL BONIFICAÇÃO E OUTRAS DESPESAS 15,000% R$ 572,91 VI TRIBUTAÇÃO SOBRE O FATURAMENTO ISSQN ou ISS 5,000% R$ 240,41 COFINS 3,000% R$ 144,25 PIS 0,650% R$ 31,25 TOTAL TRIBUTAÇÃO SOBRE O FATURAMENTO 8,650% R$ 415,91 PREÇO TOTAL R$ 4.808,20

5 POSTO DE VIGILANTE ARMADO NOTURNO PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS UNITÁRIOS I SALÁRIO ESTIMADO DO PROFISSIONAL Vigilante noturno R$ 742,86 II MÃO DE OBRA REMUNERAÇÃO Valor do salário R$ 742,86 Adicional Noturno 20,00% R$ 70,91 Hora Noturna Reduzida R$ 91,26 Adicional de Risco de Vida (Cláusula 3ª, 2º, da CCT) 7,500% R$ 55,71 Intervalo Intrajornada (Cláusula 30ª da CCT) 50,00% R$ 76,05 TOTAL R$ 2.073,59 III ENCARGOS SOCIAIS INCIDENTES SOBRE A REMUNERAÇÃO GRUPO A A.01 INSS 20,000% R$ 414,71 A.02 FGTS 8,000% R$ 165,88 A.03 SESI/SESC 1,500% R$ 31,10 A.04 SENAI/SENAC 1,000% R$ 20,73 A.05 INCRA 0,200% R$ 4,14 A.06 SEBRAE 0,600% R$ 12,44 A.07 Salário Educação 2,500% R$ 51,83 A.08 Riscos Ambientais do Trabalho RAT x FAP 1,500% R$ 31,10 TOTAL GRUPO A 35,300% R$ 731,98 GRUPO B B.01 13º Salário 8,333% R$ 172,79 B.02 Férias (incluindo 1/3 constitucional) 11,111% R$ 230,39 B.03 Aviso Prévio Trabalhado 1,944% R$ 40,31 B.04 Auxílio Doença 1,389% R$ 28,80 B.05 Acidente de Trabalho 0,333% R$ 6,90 B.06 Faltas Legais 0,277% R$ 5,74 B.07 Férias sobre Licença Maternidade 0,074% R$ 1,53 B.08 Licença Paternidade 0,021% R$ 0,43 TOTAL GRUPO B 23,482% R$ 486,89 GRUPO C C.01 Aviso Prévio Indenizado 0,417% R$ 8,64 C.02 Indenização Adicional 0,167% R$ 3,46 C.03 Indenização (rescisão sem justa causa multa de 40% do FGTS empregados inicialmente contratados) 3,200% R$ 66,35 C.04 Indenização (rescisão sem justa causa multa de 40% do FGTS empregados que serão substituídos) 0,160% R$ 3,31 C.05 Indenização (rescisão sem justa causa contribuição de 10% do FGTS empregados inicialmente contratados) 0,800% R$ 16,58 C.06 Indenização (rescisão sem justa causa contribuição de 10% do FGTS empregados que substituídos) 0,040% R$ 0,82 TOTAL GRUPO C 4,784% R$ 99,16

6 GRUPO D D.01 Incidência dos encargos do grupo A sobre o grupo B 8,29% R$ 171,90 TOTAL GRUPO D 8,29% R$ 171,90 GRUPO E E.01 Incidência do FGTS exclusivamente sobre o aviso prévio indenizado 0,033% R$ 0,68 E.02 Incidência do FGTS exclusivamente sobre o período médio de afastamento superior a 15 dias motivado por acidente do trabalho 0,026% R$ 0,53 TOTAL GRUPO E 0,059% R$ 1,21 GRUPO F F.01 Incidência dos encargos do Grupo A sobre os valores constantes da base de cálculo referente ao salário maternidade 0,261% R$ 5,41 TOTAL GRUPO F 0,261% R$ 5,41 TOTAL ENCARGOS SOCIAIS R$ 1.496,55 VALOR TOTAL DE REMUNERAÇÃO + ENCARGOS SOCIAIS R$ 3.570,14 IV INSUMOS Uniforme R$ 266,36 Cesta básica (Cláusula 14ª da CCT) 16,000% R$ 19,61 Auxílio alimentação R$ 303,00 Vale Transporte (desc. Legal 6% sal. Base = R$ 89,14) R$ 156,00 Seguro de Vida (clausula 13 da CCT) e / auxilio funeral (clausula 12 da CCT) R$ 115,70 Contribuição assistência médica Cláusula 41ª da CCT R$ 12,42 Depreciação de Equipamentos R$ 41,85 TOTAL INSUMOS R$ 825,80 VALOR TOTAL DE REMUNERAÇÃO + ENCARGOS SOCIAIS + INSUMOS R$ 4.395,94 V BONIFICAÇÃO E OUTRAS DESPESAS LDI 10,000% R$ 439,59 Despesas Administrativas/Operacionais 5,000% R$ 219,80 Outras despesas (discriminar) 0,000% TOTAL BONIFICAÇÃO E OUTRAS DESPESAS 15,000% R$ 659,39 VI TRIBUTAÇÃO SOBRE O FATURAMENTO ISSQN ou ISS 5,000% R$ 276,70 COFINS 3,000% R$ 166,02 PIS 0,650% R$ 35,97 TOTAL TRIBUTAÇÃO SOBRE O FATURAMENTO 8,650% R$ 478,69 PREÇO TOTAL R$ 5.534,02

7 AO TCU TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO PREGÃO N. 63/2011 REF. SERV. DE VIGILANCIA E SEGURANÇA ARMADA ATT. SR. PREGOEIRO OFICIAL PROPOSTA COMERCIAL FBX SERVIÇOS DE SEGURANÇA LTDA, empresa de iniciativa privada, devidamente autorizada pelo Departamento de Policia Federal, inscrita no CNPJ sob o nº / com sede nesta Capital, vem através desta apresentar Proposta Comercial para realização dos Serviços de Vigilância e Segurança Armada, conforme demonstrativo abaixo: QUADRO RESUMO DOS CUSTOS PLANILHA DE TOTALIZAÇÃO Processo nº Serviço de Contratos de Terceirização Contratação de Serviços Continuados de Vigilância Armada Escala Turno Remuneração (R$) Custo Individual do Posto (Mensal) (R$) Qtde de Postos Valor Médio Mensal (R$) Valor Total no Ano (R$) Posto de Vigilante Armado Diurno 874, , , ,40 12 X 36h Noturno 1.036, , , ,24 Total , ,64 Valor Mensal (Dez mil, e trezentos e quarenta e dois reais e vinte e dois centavos) R$ ,22 Valor Total no Ano (Cento e vinte e quatro mil, cento e seis reais e sessenta e quatro centavos) R$ ,64 Validade da Proposta: 60 dias A empresa manterá fiscalização dos seus serviços prestados de vigilância conforme edital e seus anexos. Declaramos que em nossos preços estão inclusos todos os custo diretos e indiretos para execução total dos serviços: (tais como, salários, encargos, impostos, equipamentos, insumos, e outras despesas existentes para o cumprimento total dos serviços de vigilância e segurança, conforme edital acima mencionado e seus anexos. Porto Velho RO, 22 de setembro de FBX SERVIÇOS DE SEGURANÇA LTDA CNPJ / Valeska Aline M. Pereira CPF Sócia-Gerente

8 QUANTITATIVO E ORÇAMENTO DE EQUIPAMENTOS E UNIFORMES Descrição EQUIPAMENTOS Preço médio praticado no mercado (R$) Qtde necessária por posto Valor estimado por posto Revólver calibre , ,33 Munição calibre 38 (1) 39, ,00 Coldre de couro axilar 38, ,33 Baleiro 18, ,00 Livro de ocorrências 13, ,40 Lanterna recarregável 82, ,00 Placa balística 925, ,00 TOTAL 3.139,06 Descrição Preço médio praticado no mercado por unidade (masculino) (R$) UNIFORMES Preço médio praticado no mercado por unidade (feminino) (R$) Preço médio praticado no mercado por unidade (R$) Qtde de uniformes fornecidos em 01 ano Custo anual do uniforme por vigilante Custo mensal do uniforme por vigilante Terno com emblema 167,19 154,50 160, ,36 53,61 Gravata ou lenço p/ pescoço 21,46 18,50 19, ,92 6,66 Camisa social de manga 41,21 54,50 47, ,40 15,95 comprida Cinto de couro 23,23 25,00 24, ,22 4,02 Par de sapatos 88,59 76,33 82, ,84 27,48 Par de Meias/Meia Calça 6,95 10,66 8, ,20 2,93 Pulôver 58,98 58,98 58, ,96 9,83 Capa de chuva 27,30 27,30 27, ,30 2,27 Crachá 9,45 9,45 9,45 1 9,45 0,78 Capa de colete para placa 115,80 115,80 115, ,80 9,65 balística TOTAL 133,18

9 DADOS REFERENTES À CONTRATAÇÃO Data de apresentação da proposta (dia/mês/ano) 22/09/2011 Município/UF PORTO VELHO RO Ano Acordo, Convenção ou Sentença Normativa em Dissídio Coletivo 2011 Nome da entidade responsável pela Convenção Coletiva SIND. TRAB.SEG.VIG. EST. RO Número do Registro no MTE RO /2011 Data inicial dos efeitos da Convenção Coletiva 01/03/2011 Tipo de Serviço Unidade de Medida VIGILANCIA/SERGURANÇA PATRIMONIAL ARMADA /DESARMADA POSTO DE SERVIÇO Nº de meses de execução contratual CONFORME EDITAL DADOS DO REPRESENTANTE LEGAL RAZÃO SOCIAL: FBX SERVIÇOS DE SEGURANÇA LTDA-EPP CNPJ Nº: / FONE/FAX: / ENDEREÇO COMERCIAL: Rua Guiana, N Embratel Porto Velho - RO ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA: O mesmo MUNICÍPIO: Porto Velho ESTADO: RO Valeska Aline M. Pereira Brasileira Empresaria SOCIA GERENTE CPF RG /RO ou FABIANA KARINA ALVES DE HUNGRIA SOCIA-GERENTE CPF. N RG /RO Brasileira - empresaria Conta corrente: Banco: HSBC Agência: 1600 Declaramos que os dados são de nossa inteira responsabilidade e responderemos, na forma da Lei, por qualquer prejuízo decorrente de falsidade de informações. Porto Velho RO, 22 setembro de FBX SERVIÇOS DE SEGURANÇA LTDA CNPJ / Valeska Aline M. Pereira CPF Sócia-Gerente

10 ANEXO VII MEMÓRIA DE CÁLCULO Mão de Obra Remuneração O valor do salário do vigilante foi definido com base no piso salarial constante da Convenção Coletiva de Trabalho 2011/2012 Sindicato dos Trabalhadores em Segurança, Vigilância, Transporte de Valores, Curso de Formação de Vigilância, Vigilância Eletrônica, Vigilância Orgânica e Similares do Estado de Rondônia (RO). (1) Adicional de Risco de Vida foi estabelecido de acordo com a Cláusula 3ª, 2º, da Convenção Coletiva de Trabalho 2011/2012 Sindicato dos Trabalhadores em Segurança, Vigilância, Transporte de Valores, Curso de Formação de Vigilância, Vigilância Eletrônica, Vigilância Orgânica e Similares do Estado de Rondônia (RO). Valor do Adicional de Risco de Vida = Valor do Salário (742,86) X 7,5% = 55,71 (2) Intervalo Intrajornada foi estabelecido de acordo com a Cláusula 30ª da Convenção Coletiva de Trabalho 2011/2012 Sindicato dos Trabalhadores em Segurança, Vigilância, Transporte de Valores, Curso de Formação de Vigilância, Vigilância Eletrônica, Vigilância Orgânica e Similares do Estado de Rondônia (RO). Valor do Intervalo Intrajornada = Valor da hora normal (3,38) X 1,5 X 15 (dias) = 76,05 (3) Adicional Noturno Valor do Adicional Noturno = Valor do Salário (742,86)/220 X 0,2 X 7 X 15 = 70,91 (4) Hora Noturna Reduzida Foi calculada com base na Cláusula Trigésima Primeira da Convenção Coletiva de Trabalho 2011/2012 Sindicato dos Trabalhadores em Segurança, Vigilância, Transporte de Valores, Curso de Formação de Vigilância, Vigilância Eletrônica, Vigilância Orgânica e Similares do Estado de Rondônia (RO) Hora Noturna Reduzida Valor da Hora Normal acrescida do adicional noturno (20%), com adicional de 50% => 3,38 X 1,2 X 1,5 X 15 = 91,26 Cálculos do Grupo A Item % Memória de Cálculo Fundamento A.01 INSS 20,000% Art. 22, Inciso I, da Lei nº 8.212/91. A.02 FGTS 8,000% Art. 15, Lei nº 8.030/90 e Art. 7º, III, CF. A.03 SESI/SESC 1,500% Art. 3º, Lei n.º 8.036/90. A.04 SENAI/SENAC 1,000% Decreto n.º 2.318/86. A.05 INCRA 0,200% Lei n.º 7.787/89 e DL n.º 1.146/70. A.06 SEBRAE 0,600% Art. 8º, Lei n.º 8.029/90 e Lei n.º 8.154/90.

11 A.07 Sal. Educação 2,500% Art. 3º, Inciso I, Decreto n.º /82. A.08 Riscos Ambientais do Trabalho RAT X FAP: Vigilante: A.08 = RAT x FAP, em que: RAT 1,0% (Atividades de vigilância e segurança privada código /01 do Anexo V do Decreto n.º 3.048/1999). FAP 0,50 maior valor possível para o exercício de 2011, conforme Decreto n.º 6.957/2009. A.08 = 1,5000% Total dos Encargos do grupo A 35,300% Observação: A licitante deve preencher o item A.08 das planilhas de composição de custos e formação de preços com o valor de seu FAP, a ser comprovado no envio de sua proposta adequada ao lance vencedor, mediante apresentação da GFIP ou outro documento apto a fazê lo. Cálculos do Grupo B Item % Memória de cálculo Fundamento B.01 13º Salário 8,333% [(1/12)x100] = 8,333% Art. 7º, VIII, CF/88. B.02 Férias + 1/3 11,111% {[(1+1/3)/12]x100} = 11,111% Art. 7º, XVII, CF/88. B.03 Aviso prévio Art. 7º, XXI, CF/88, 477, trabalhado 1 1,944% {[(7/30)/12]x100} = 1,944% 487 e 491 CLT. B.04 Auxílio Doença 2 1,389% {[(5/30)/12]x100} = 1,389% Art. 59 a 64 da Lei n.º 8.213/91. B.05 Acidente de {[(15/30)/12]*0,08}x100 = trabalho 3 0,333% 0,333% B.06 Faltas legais 4 0,277% {[(1/30)/12]x100} = 0,277% Art. 473 da CLT. B.07 Férias sobre licença maternidade 5 0,074% B.08 Licença paternidade 6 0,021% Total 23,482% [(0,1111x0,02x0,333)x100] = 0,074% {[(5/30)/12]x0,015}x 100 = 0,021% Art. 19 a 23 da Lei n.º 8.213/91. Impacto do item férias sobre a licença maternidade. Art. 7º, XIX, CF/88 e 10, 1º, da CLT. 1 Redução de 7 dias ou de 2h por dia. Percentual relativo a contrato de 12 (doze) meses. 2 Estimativa de 5 (cinco) dias de licença p/ano. 3 Estimativa de 1 (uma) licença de 15 (quinze) dias por ano para 8% (oito por cento) dos funcionários. 4 Estimativa de 1 (uma) ausência por ano. 5 Estimativa de 2% (dois por cento) dos funcionários usufruindo de 4 (quatro) meses de licença por ano. 6 Estimativa de 1,5% (um inteiro e cinco décimos por cento) dos funcionários usufruindo 5 (cinco) dias da licença por ano.

12 Cálculos do Grupo C Item % Memória de cálculo Fundamento C.01 Aviso prévio {[0,05x(1/12)]x100} = Art. 7º, XXI, CF/88, 477, indenizado 1 0,417% 0,417% 487 e 491 CLT C.02 Iden. adicional 2 Art. 9º da Lei n.º 0,167% [0,02x(1/12)]x100 = 0,167% 7.238/84 C.03 Iden. 40% FGTS (1x0,40x0,08x100) = Leis n.ºs 8.036/90 e (100%) 3 3,200% 3,200% 9.491/97 C.04 Iden. 40% FGTS (5%) 4 (0,05x0,40x0,08x100) = Leis n.ºs 8.036/90 e 0,160% 0,160% 9.491/97 C.05 Iden. 10% FGTS (1x0,10x0,08x100) = Lei Complementar n.º (100%) 5 0,800% 0,800% 110/01 C.06 Iden. 10% FGTS (5%) 6 (0,05x0,10x0,08 x 100) = Lei Complementar n.º 0,040% 0,040% 110/01 Total 4,784% 1 Estimativa de que 5% (cinco por cento) dos funcionários serão substituídos durante um ano. 2 Estimativa de que 2% (dois por cento) dos funcionários serão demitidos em situação de recebimento de indenização adicional. 3 Multa de 40% do FGTS em relação aos trabalhadores inicialmente contratados. 4 Multa de 40% do FGTS, considerando que 5% (cinco por cento) dos funcionários serão substituídos durante um ano. 5 Contribuição de 10% do FGTS em relação aos trabalhadores inicialmente contratados. 6 Contribuição de 10% do FGTS, considerando que 5% (cinco por cento) dos funcionários serão substituídos durante um ano. Cálculos do Grupo D D.01 Encargos do Grupo A sobre os Encargos do Grupo B Vigilante Diurno e Noturno: D.01 = 0, x 0,23482 = 8,29% Cálculos do Grupo E Item % Memória de cálculo Fundamento A.02 x C.01 = (0,08x0,00417)x100 = Súmula n.º 305 do TST 0,033% 0,026% E.01 Inc. do FGTS exclusivamente sobre o 0,033% aviso prévio indenizado. E.02 FGTS sobre afastamento superior a 15 dias por acidente de trabalho. 1 Total 0,059% A.02 x B.05 = (0,08x0,0033)x100 = 0,026%

13 1 Estimativa de que 8% (oito por cento) dos funcionários sofrem acidentes durante o ano, com ausência média de 30 dias durante o ano. O percentual do FGTS (8%) será aplicado somente sobre os 15 dias restantes do afastamento, porque os 15 primeiros dias já foram calculados no item B.05. Cálculos do Grupo F F.01 Encargos do Grupo A sobre salário maternidade Vigilante diurno e noturno: F.01 = (Encargos Grupo A) x (Salário + 13º/12) x 4/12 x 2%, em que: Encargos do Grupo A = 0,39800; Salário + 13º = 13 salários; 12 = número de meses em um ano; 4/12 = período de 4 meses de licença em um ano; 2% = Estimativa de que 2% dos funcionários usufruirão da licença maternidade de 4 meses em um ano. F.01 = 0,39800x (13/12) x (4/12) x (2/100) = 0,261% Insumos (1) O valor dos uniformes foi baseado em pesquisa de mercado, conforme peça nº 13. (2) O auxílio alimentação e a cesta básica foram estabelecidos de acordo com as Cláusulas 10ª e 14ª da Convenção Coletiva de Trabalho 2011/2012 Sindicato dos Trabalhadores em Segurança, Vigilância, Transporte de Valores, Curso de Formação de Vigilância, Vigilância Eletrônica, Vigilância Orgânica e Similares do Estado de Rondônia (RO). Valor do vale alimentação diário = R$ 10,10 Valor da cesta básica mensal = Valor do Salário (742,86) X 0,16 X 0,99 X 2 / 12 = R$ 19,61 Obs.: Sobre os 16% será deduzido do trabalhador 1%. (3) O vale transporte foi baseado no preço da passagem do transporte coletivo de Porto Velho/RO, trajeto de ida e volta residência/secex RO. Vale Transporte = 2,60 x 2 x nº de dias úteis trabalhados > (2,60 x 2 x 30 = R$ 156,00) (4) Dedução legal do vale transporte. Vigilante Diurno (12 X 36) = 6% x Salário Base x 2 (nº de vigilantes no posto) = (6/100) x 742,86 x 2 = R$ 89,14; Vigilante Noturno (12 X 36) = 6% x Salário Base x 2 (nº de vigilantes no posto) = (6/100) x 742,86 x 2 = R$ 89,14; (5) O valor da Depreciação de Equipamentos foi obtido da seguinte forma: Considerou se vida útil de 5 anos e valor residual de 20%. Assim,

14 Depreciação de Equipamentos = [Valor total para execução dos serviços (tabela Anexo II) x 0,8]/(12 x 5); Depreciação de Equipamentos = (3.139,06 x 0,8)/(12 x 5) = R$ 41,85. 7 Seguro de vida clausula 13 CCT e auxilio funeral clausula 12 CCT foram baseados em pesquisa de mercado com as seguradoras Lucro e Despesas Indiretas Para fins de estimativa do Tribunal de Contas da União, o LDI Lucro e Despesas Indiretas, incluindo todos os impostos e contribuições não repercutíveis, incidentes sobre o total da Remuneração + Encargos Sociais + Insumos, é definido em 10%, enquanto as despesas administrativas/operacionais são definidas em 5%, totalizando 15%. Tributação Os tributos (ISS, COFINS e PIS) foram definidos utilizando o regime de tributação de Lucro PRESUMIDO, a licitante deve elaborar sua proposta e, por conseguinte, sua planilha com base no regime de tributação ao qual estará submetido durante a execução do contrato. Cálculo: {[Total (Remuneração + Encargos Sociais + Insumos) + Total (Lucro e despesas indiretas)] x [1 (COFINS + PIS + ISS)]/100]} x Alíquota

15 AO TCU TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO PREGÃO N. 63/2011 REF. SERV. DE VIGILANCIA E SEGURANÇA ARMADA ATT. SR. PREGOEIRO OFICIAL DECLARAÇÃO DE CONTRATOS FIRMADOS COM A INICIATIVA PRIVADA E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Declaramos que a empresa FBX SERVIÇOS DE SEGURANÇA LTDA, empresa de iniciativa privada, devidamente autorizada pelo Departamento de Policia Federal, inscrita no CNPJ sob o nº / com sede nesta Capital, possui os seguintes contratos firmados com a iniciativa privada e Administração Pública: Nome do Órgão/Empresa Nº/Ano do Contrato Data de assinatura Valor total do contrato CONAB Companhia Nacional de abastecimento 007/ R$ ,00 SCOPEL Desenvolvimento Urbano S/A 2825/ R$ ,00 Valor Total dos Contratos R$ ,00 Porto Velho RO, 22 de setembro de FBX SERVIÇOS DE SEGURANÇA LTDA CNPJ / Valeska Aline M. Pereira CPF Sócia-Gerente

16 COMPROVAÇÃO DA SUBCONDIÇÃO Cálculo demonstrativo visando comprovar que o patrimônio líquido é igual ou superior a 1/12 (um doze avos) do valor dos contratos firmados com a administração pública e com a iniciativa privada. Valor do Patrimônio Líquido x 12> 1 = R$ ,46 X 12 = R$ ,52 Valor total dos contratos R$ ,00 Resultado = 65,37 COMPROVAÇÃO DA CONDIÇÃO 35. Cálculo demonstrativo da variação percentual do valor total constante na declaração de contratos firmados com a iniciativa privada e com a administração pública em relação à receita bruta. (Valor da receita bruta Valor total dos contratos) x 100 = R$ ,00 x 100 = R$ ,00 Valor da receita bruta R$ ,00 Resultado = 100,00 OBS: Caso o percentual encontrado seja maior que 10% (positivo ou negativo), o licitante deverá apresentar as devidas justificativas.

17 JUSTIFICATIVA PARA A VARIAÇÃO PERCENTUAL MAIOR QUE 10% FBX SERVIÇOS DE SEGURANÇA LTDA, empresa de iniciativa privada, devidamente autorizada pelo Departamento de Policia Federal, inscrita no CNPJ sob o nº / com sede nesta Capital, vem através desta apresentar Justificativa, conforme abaixo: Nossos índices ultrapassaram os 10% (dez por cento), devido nossa empresa ter inicio de suas atividades em 2010, ocorre que em 2010, não obtivemos faturamento com contratos, devido também nossa autorização de funcionamento ter saído em Atenciosamente, Porto Velho RO, 22 de setembro de FBX SERVIÇOS DE SEGURANÇA LTDA CNPJ / Valeska Aline M. Pereira CPF Sócia-Gerente

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

61

62

63

64

65

66

67

68

69

70

ANEXO V PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇÃO DE PREÇO SERVENTE DE LIMPEZA MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL

ANEXO V PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇÃO DE PREÇO SERVENTE DE LIMPEZA MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ ANEXO V PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇÃO DE PREÇO SERVENTE DE LIMPEZA MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL Dados complementares para composição dos custos referentes

Leia mais

ANEXO III. Página 1. Quantidade (total) a contratar (em função de medida)

ANEXO III. Página 1. Quantidade (total) a contratar (em função de medida) ANEXO III PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS N Processo Licitação n Dia / / às : horas Discriminação dos Serviços (referente à contratada) A Data de apresentação da proposta (dia/mês/ano) B Município/UF

Leia mais

QUADRO RESUMO - SERVIÇOS CONTÍNUOS VALOR DO KM RODADO POR VEÍCULO EXECUTIVO 5 1.300 7,33 47.645,00 571.740,00

QUADRO RESUMO - SERVIÇOS CONTÍNUOS VALOR DO KM RODADO POR VEÍCULO EXECUTIVO 5 1.300 7,33 47.645,00 571.740,00 Q AU SECRETARIA A DE AVIAÇÃO CIVIL PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA - ANAC Ref.: D PREGÃO ELETRÔNICO N.º 07/2013 Processo R Nº 00055.002521/2013-99 Abertura: O 09/10/2013 às 09:00 h R PROPOSTA COMERCIAL E Prezados

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 22/2013. Processo Administrativo n. 23069.079918/2012-34 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 22/2013. Processo Administrativo n. 23069.079918/2012-34 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 22/2013 Processo Administrativo n. 23069.079918/2012-34 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Planilha de Custo e Formação de Preços (Em conformidade à Portaria nº 7, de 09/03/2011

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2014 - BNDES ANEXO II MODELO DE PROPOSTA - RETIFICADO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2014 BNDES LICITANTE: CNPJ:

PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2014 - BNDES ANEXO II MODELO DE PROPOSTA - RETIFICADO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2014 BNDES LICITANTE: CNPJ: PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2014 - BNDES ANEXO II MODELO DE PROPOSTA - RETIFICADO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2014 BNDES LICITANTE: CNPJ: ENDEREÇO: TELEFONE: ( ) FAX: ( ) E-MAIL: REPRESENTANTE LEGAL: NACIONALIDADE:

Leia mais

ANEXO - II MEMÓRIA DE CÁLCULO. PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS n 06/2014

ANEXO - II MEMÓRIA DE CÁLCULO. PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS n 06/2014 ANEXO - II PROCESSO Nº 23216.000072/2014-31 APRESENTAÇÃO MEMÓRIA DE CÁLCULO PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS n 06/2014 A presente Memória de Cálculo demonstram os passos seguidos para a fixação

Leia mais

PORTARIA Nº 7, DE 9 DE MARÇO DE 2011.

PORTARIA Nº 7, DE 9 DE MARÇO DE 2011. PORTARIAS PORTARIA Nº 7, DE 9 DE MARÇO DE 2011. Altera o anexo III da Instrução Normativa nº 02/2008, de 30 de abril 2008, que dispõe sobre os procedimentos a serem observados pelos proponentes em licitações

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS RECEPÇÃO_POA Nº do processo: Contrato Dia: XX/XX/2013 - Hora: XxhXXmin A PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação) Data de apresentação da proposta

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE

IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE Dados da empresa Razão Social: Nome de fantasia: BRILHAR 14.846.479/0001-96 Endereço: CEP: Avenida Bandeirantes, 440 - Bairro Amambai 79.005-670 Municipio/UF: Campo

Leia mais

Planilhas_Custo_final

Planilhas_Custo_final Planilhas_Custo_final Quadro demonstrativo - Valor Global da Proposta Valor Global da Proposta Descrição Qtde de Postos Valor Por Posto Valor Mensal Valor Global (12 meses) Auxiliar 7 R$ 2.070,36 R$ 14.492,53

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE

IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE Dados da empresa Razão Social: Nome de fantasia: Endereço: RUA DOUTOR AGENOR MARTINS DE CARVALHO, 1138 - SALA 02 - BAIRRO AGENOR MARTINS DE CARVALHO CEP: 76.820-350

Leia mais

www.linceseg.com.br / Iinceseg@Iinceseg.com.br

www.linceseg.com.br / Iinceseg@Iinceseg.com.br PROPOSTA DE PREÇOS MINISTEFLIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE ECUAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CAMPUS ARAQUARI PREGA() ELETRÓNICO N 005/205 DATA DA ABERTURA: 28/09205 HORA: 09:005

Leia mais

ANEXO IV PLANILHA ESTIMATIVA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - SERVIÇO DE ASCENSORISTA

ANEXO IV PLANILHA ESTIMATIVA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - SERVIÇO DE ASCENSORISTA ANEXO IV PLANILHA ESTIMATIVA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - SERVIÇO DE ASCENSORISTA DADOS COMPLEMENTARES DO ANEXO DA PROPOSTA DE PREÇOS: ADSERTE - ADMINISTRAÇÃO E TERCEIRIZAÇÃO DE MÃO DE OBRA

Leia mais

3.438,76 ASCENSSORISTA 16 R$ 1.969,29 R$ PREÇO TOTAL MENSAL:

3.438,76 ASCENSSORISTA 16 R$ 1.969,29 R$ PREÇO TOTAL MENSAL: Ao Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM) Proposta que faz a empresa ALMAN CONSERVAÇÃO DE PREDIOS EPP, CNPJ: 19.002.421/000180 contratação de empresa especializada para a prestação

Leia mais

RELATÓRIO DE JULGAMENTO

RELATÓRIO DE JULGAMENTO RELATÓRIO DE JULGAMENTO Pregão nº 012/2011 Trata-se o presente Relatório de Julgamento relativo à licitação na modalidade de Pregão Eletrônico, Tipo Menor Preço para a contratação de especializada para

Leia mais

MODELO DE PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

MODELO DE PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Esta planilha é exemplificativa pois alguns dos elementos integrantes de custos são variáveis e dependem da caracteristica e estrutura de custo de cada licitante. Outros elementos são decorrentes de Lei,

Leia mais

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação)

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação) Obs.: O modelo utiliza o Regime de Tributação Lucro Real. A empresa deverá utilizar o seu Regime de Tributação indicando as respectivas alíquotas no item C, do Módulo 5. MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E

Leia mais

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO RECEPCIONISTA. Página 1. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação)

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO RECEPCIONISTA. Página 1. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação) Obs.: O modelo utiliza o Regime de Tributação Lucro Real. A empresa deverá utilizar o seu Regime de Tributação indicando as respectivas alíquotas no item C, do Módulo 5. MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E

Leia mais

Quant. Vr. Unitário Vr.Total. Percentual. Quant. Vr. Unitário Vr. Total

Quant. Vr. Unitário Vr.Total. Percentual. Quant. Vr. Unitário Vr. Total ANEXO... PLANILHA DE CUSTOS 2º TURNO Quantidades (veículos/diárias): Tipo da contratação: ( ) Terceirizada ( ) Regime da CLT ( ) Cooperativa (Lei nº 5.764/71) ( ) Regime Tributário: ( ) Lucro Real ( )

Leia mais

ENCARGOS SOCIAIS. Grupo A. Subtotal. Grupo B. Subtotal. Grupo C. Subtotal Grupo D. Total de Encargos Sociais

ENCARGOS SOCIAIS. Grupo A. Subtotal. Grupo B. Subtotal. Grupo C. Subtotal Grupo D. Total de Encargos Sociais ENCARGOS SOCIAIS 1 INSS 20,00% 2 SESI ou SESC 1,50% 3 SENAI ou SENAC 1,00% 4 INCRA 0,20% 5 Salário Educação 2,50% 6 FGTS 8,00% 7 Seguro Acidente do Trabalho/SAT/INSS 3,00% 8 SEBRAE 0,60% 9 SECONCI 1,00%

Leia mais

ANEXO III A -PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

ANEXO III A -PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Nº do processo: Contrato Dia: XX/XX/2014 Hora: XxhXXmin C NEXO III PLNILH DE CUSTOS E FORMÇÃO DE PREÇOS Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação) Data de apresentação da proposta Município/UF

Leia mais

INSTRUÇÃO Nº 003/ 2011

INSTRUÇÃO Nº 003/ 2011 Publicado no DOE em 17 de março de 2011 INSTRUÇÃO Nº 003/ 2011 Orienta os órgãos e entidades da Administração Pública do Poder Executivo Estadual sobre os encargos sociais a serem utilizados na fixação

Leia mais

Gerência de Segurança em Brasília Tabela Estimativa de Custos

Gerência de Segurança em Brasília Tabela Estimativa de Custos Gerência de Segurança em rasília Tabela Estimativa de Custos A - DISCRIMINAÇÃO DOS SERVIÇOS A MUNICIPIO / UF rasília/df ANO ACORDO, CONVENÇÃO DF000528/2011-2013 C Nº DE MESES DE EXECUÇÃO CONTRATUAL 12

Leia mais

ANEXO II do Pregão nº 40/2015 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

ANEXO II do Pregão nº 40/2015 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS VIGILÂNCI JORND DIURN 12 X 36 Nº do processo: 23362.000101.2015-61 Licitação nº: Pregão Eletrônico nº 40/2015 Dia: - Hora: Discriminação dos serviços (dados referentes à contratação) Data de apresentação

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA COORDENADORA DE PLANEJAMENTO, GESTÃO E FINANÇAS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA COORDENADORA DE PLANEJAMENTO, GESTÃO E FINANÇAS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO 1 Senhor Licitante, Solicito a V.Sª preencher o protocolo de entrega de edital abaixo, remetendo-o a Comissão Permanente de Licitação da PGF/AL, por meio do fax (0XX82) 3216 9874 ou e-mail licitacao@sefaz.al.gov.br.

Leia mais

PLANILHAS DE CUSTOS E PREÇOS DA IN 02/08 - MPOG E SUAS ALTERAÇÕES FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS TERCEIRIZADOS

PLANILHAS DE CUSTOS E PREÇOS DA IN 02/08 - MPOG E SUAS ALTERAÇÕES FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS TERCEIRIZADOS PLANILHAS DE CUSTOS E PREÇOS DA IN 02/08 - MPOG E SUAS ALTERAÇÕES FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS TERCEIRIZADOS Alterações Conforme Novas Disposições da IN 06/13 MPOG de 23/12/2013 31/Mar e 01/Abr de 2014 -

Leia mais

ANEXO VI MODELO DE PROPOSTA

ANEXO VI MODELO DE PROPOSTA Ao ANEXO VI MODELO DE PROPOSTA BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S/A COMISSÃO DE LICITAÇÃO COLIC Ref. PREGÃO ELETRÔNICO N. 2013/ Prezados Senhores, Apresentamos em atendimento ao Edital do Pregão em epígrafe

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Dados complementares para composição dos custos referente à mãodeobra 1.742,57 Supervisor Administrativo (Protocolo e Diretoria 1 Salário 100,00% 1.742,57 2 Hora Extra 3 Adicional noturno 4 Adicionais

Leia mais

ANEXO - 1.1 PLANILHA DE CUSTOS PARA BARCO EMPURRADOR 65HP ITEM DESCRIÇÃO DOS ITENS

ANEXO - 1.1 PLANILHA DE CUSTOS PARA BARCO EMPURRADOR 65HP ITEM DESCRIÇÃO DOS ITENS ANEXO - 1.1 PLANILHA DE CUSTOS PARA BARCO EMPURRADOR 65HP 1 INSUMOS (%) (R$) 1.1 COMBUSTÍVEL (800 km/mês)x(1,2 litro/km)x(r$ 2,25/litro) 2.160,00 1.2 MANUTENÇÃO 200,00 1.3 ÓLEO DO CARTER 120,00 1.4 DEPRECIAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS ANEXO A TERMO DE REFERÊNCIA GEMAP 14/2008

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS ANEXO A TERMO DE REFERÊNCIA GEMAP 14/2008 MINISTÉRIO D FZEND SUPERINTENDÊNCI DE SEGUROS PRIVDOS NEXO TERMO DE REFERÊNCI GEMP 14/2008 1 DO OJETO Visa o presente à contratação de empresa especializada para a prestação de serviços contínuos de Motorista

Leia mais

Anexo II - PLANILHA DE PREÇOS Serviços de recepção e mensageria Escritório Regional da Anatel no Paraná Pegrão Amplo nº 009/2011-Anatel-ER03

Anexo II - PLANILHA DE PREÇOS Serviços de recepção e mensageria Escritório Regional da Anatel no Paraná Pegrão Amplo nº 009/2011-Anatel-ER03 Anexo II - PLANILHA DE PREÇOS Serviços de recepção e mensageria Escritório Regional da Anatel no Paraná Pegrão Amplo nº 009/2011-Anatel-ER03 Número do processo: Data de apresentação da proposta: Unidade

Leia mais

RELATÓRIO DE INSTRUÇÃO DE IMPUGNAÇÃO

RELATÓRIO DE INSTRUÇÃO DE IMPUGNAÇÃO RELATÓRIO DE INSTRUÇÃO DE IMPUGNAÇÃO ASSUNTO: REF.: OBJETO: IMPUGNANTE: IMPUGNAÇÃO AOS TERMOS DO EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 168/ADNO/SBMQ/2013 CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS DE VIGILÂNCIA ARMADA E DESARMADA

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 11/2015 PROCESSO Nº 03110.014908/2014 55 OBJETO: Contratação

Leia mais

Ministério da Integração Nacional - M I Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba

Ministério da Integração Nacional - M I Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba Ministério da Integração Nacional M I ANEXO II PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS SEDE DA 1ª SUPERINTENDENCIA REGIONAL DA CODEVASF EM MONTES CLAROS Nº do Processo Licitação Nº Dia / / às : horas.

Leia mais

Barbacena, 06 de outubro de 2015.

Barbacena, 06 de outubro de 2015. INSTITUTO FEDERAL DO SUDESTE DE MINAS - CAMPUS BARBACENA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 03/2015 (Processo Administrativo n. 23355.000394/2015-76) À CONFIARE SOLUÇÕES EMPRESARIAIS EIRELI -ME Barbacena, 06 de outubro

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL SUDESTE DE MINAS GERAIS CÂMPUS SÃO JOÃO DEL-REI

INSTITUTO FEDERAL SUDESTE DE MINAS GERAIS CÂMPUS SÃO JOÃO DEL-REI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de MG Câmpus São João del-rei Diretoria de Administração e Planejamento ANEXO IV Modelo de Planilha de Custos e Formação

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 23/2014 Serviços de Vigilância Unidade da Federação: MT Data

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO SEMINÁRIO ESPECIAL PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO A ELABORAÇÃO DA PLANILHA PASSO A PASSO: ESTUDO DA LEGISLAÇÃO, JURISPRUDÊNCIA E MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CADA RUBRICA

Leia mais

Atualização dos percentuais máximos para Encargos Sociais.

Atualização dos percentuais máximos para Encargos Sociais. Atualização dos percentuais máximos para Encargos Sociais. 1. Introdução 1.1 Trata-se de atualização dos estudos relativos aos percentuais máximos de encargos sociais admissíveis nas contratações de serviços

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO MODELO DE PLANILHA DE CUSTO PARA CONTRATAÇÃO DE VIGILÂNCIA ARMADA

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO MODELO DE PLANILHA DE CUSTO PARA CONTRATAÇÃO DE VIGILÂNCIA ARMADA TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO MODELO DE PLANILHA DE CUSTO PARA CONTRATAÇÃO DE VIGILÂNCIA ARMADA SERVIÇO DE VIGILÂNCIA C/ ADICIONAL NOTURNO DE SEGUNDA-FEIRA A DOMINGO 1Posto de 12 horas diurnas

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 33/2014 Serviços de Vigiância Unidade da Federação: PE Data

Leia mais

1.1. Para os efeitos desta IN são adotadas as seguintes definições:

1.1. Para os efeitos desta IN são adotadas as seguintes definições: INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 013, de 30 de outubro de 1996 O MINISTRO DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL E REFORMA DO ESTADO, no uso de sua competência, e considerando o disposto no Decreto nº 2.031, de 11 de

Leia mais

ERRATA ERRATA EDITAL DE LICITAÇÃO - PROCESSO N.º 014/2015 - COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS- DIVULGAÇÃO ELETRÔNICA N.º 014/2015

ERRATA ERRATA EDITAL DE LICITAÇÃO - PROCESSO N.º 014/2015 - COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS- DIVULGAÇÃO ELETRÔNICA N.º 014/2015 INSTITUTO PALMAS DE DESENVOLVIMENTO E SOCIOECONOMIA SOLIDÁRIA Av. Val Paraíso, 698, Conjunto Palmeira Fortaleza-CE CEP 60870-440 bancopalmas@bancopalmas.org.br / 55 85 3459-4848 CNPJ 05705438/0001-99 ERRATA

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 17/2014 Serviços de Vigilância da Federação: PR Data de início

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A.- CERON PROGRAMA LUZ PARA TODOS. Anexo I - Planilha Orçamentária - Composição de Custos -DOC/DOCA

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A.- CERON PROGRAMA LUZ PARA TODOS. Anexo I - Planilha Orçamentária - Composição de Custos -DOC/DOCA CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A.- CERON PROGRAMA LUZ PARA TODOS Anexo I - Planilha Orçamentária - Composição de Custos -DOC/DOCA Objeto: Referência: PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS TÉCNICOS E ADMINISTRATIVOS

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS (TJAM) Pregão Eletrônico/SRP nº 13/2014. Etapa de Habilitação

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS (TJAM) Pregão Eletrônico/SRP nº 13/2014. Etapa de Habilitação PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS (TJAM) Pregão Eletrônico/SRP nº 13/2014 Etapa de Habilitação A Consulta ao SICAF, juntamente com as ocorrências encontradas e o Certificado de

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO CURSO DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO A ELABORAÇÃO DA PLANILHA PASSO A PASSO: ESTUDO DA LEGISLAÇÃO, JURISPRUDÊNCIA E MEMÓRIA DE

Leia mais

VALEC: Desenvolvimento Sustentável do Brasil 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS REF. AO PREGÃO Nº 007/2009

VALEC: Desenvolvimento Sustentável do Brasil 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS REF. AO PREGÃO Nº 007/2009 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS REF. AO PREGÃO Nº 007/2009 1) Qual é a função a ser cotada? Encarregado ou líder de turma? Tal pergunta se dá, uma vez que no termo de referência se fala em encarregado

Leia mais

O número de dias de trabalho médio por mês é calculado pela fórmula:

O número de dias de trabalho médio por mês é calculado pela fórmula: Este trabalho foi realizado a pedido da Pró-Reitoria de Administração e Planejamento e trata-se de um estudo com base no Manual de Orientação para Preenchimento da Planilha de Custo e Formação de Preços,

Leia mais

ANEXOS DO EDITAL - TIPO: GENÉRICO ANEXO 02 MODELO PROPOSTA DA LICITANTE

ANEXOS DO EDITAL - TIPO: GENÉRICO ANEXO 02 MODELO PROPOSTA DA LICITANTE ANEXOS DO EDITAL - TIPO: GENÉRICO ANEXO 02 MODELO PROPOSTA DA LICITANTE _ (nome da empresa), CNPJ-MF n.º, sediada (endereço completo), telefone (xx) xxxx-xxxx, email: xxxxxxx@xxxxx.com.br, tendo examinado

Leia mais

Estudo sobre a composição dos Custos dos Valores Limites Serviços de Limpeza

Estudo sobre a composição dos Custos dos Valores Limites Serviços de Limpeza Estudo sobre a composição dos Custos dos Valores Limites Serviços de Limpeza Unidade da Federação Pará 2015 Versão 1.0 Presidente da República Dilma Rousseff Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão

Leia mais

RELATÓRIO DE JULGAMENTO

RELATÓRIO DE JULGAMENTO RELATÓRIO DE JULGAMENTO Pregão nº 012/2011 Trata-se o presente Relatório de Julgamento relativo à licitação na modalidade de Pregão Eletrônico, Tipo Menor Preço para a contratação de especializada para

Leia mais

SEMINÁRIO DE TERCEIRIZAÇÃO: QUESTÕES POLÊMICAS SOBRE A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS

SEMINÁRIO DE TERCEIRIZAÇÃO: QUESTÕES POLÊMICAS SOBRE A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS Inicialmente, agradecemos a oportunidade de apresentarmos o presente seminário. No presente e-mail, seguem as informações gerais do seminário e demais especificações para sua análise. SEMINÁRIO DE TERCEIRIZAÇÃO:

Leia mais

ANEXO I MODELO DE DECLARAÇÃO DE ELABORAÇÃO INDEPENDENTE DE PROPOSTA

ANEXO I MODELO DE DECLARAÇÃO DE ELABORAÇÃO INDEPENDENTE DE PROPOSTA ANEXO I MODELO DE DECLARAÇÃO DE ELABORAÇÃO INDEPENDENTE DE PROPOSTA (Identificação completa do representante da EMPRESA), como representante devidamente constituído de (Identificação completa da EMPRESA)

Leia mais

DECRETO Nº 20.866, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2008.

DECRETO Nº 20.866, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2008. Governo do Estado do Rio Grande do Norte Gabinete Civil Coordenadoria de Controle dos Atos Governamentais DECRETO Nº 20.866, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2008. Altera as disposições do Decreto nº 17517, de 21

Leia mais

Habilitar o aluno a entender o ambiente pertinente às Contratações Governamentais, obtendo

Habilitar o aluno a entender o ambiente pertinente às Contratações Governamentais, obtendo Realização: INCLUSO: Pasta, apostila(manual), caneta, lápis, borracha, slides trabalhados em sala de aula junto a apostila, dois coffee breaks (manhã e tarde) e certificado. OBJETIVO: Habilitar o aluno

Leia mais

Encargos Sociais. Limites Máximos

Encargos Sociais. Limites Máximos Encargos Sociais Limites Máximos Sugeridos 1. Introdução Conforme solicitação do Senhor Diretor da SEAD encaminhamos breve estudo sobre a aplicação de percentuais de encargos sociais máximos aceitáveis.

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 08/2015 ESCLARECIMENTO N. 2

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 08/2015 ESCLARECIMENTO N. 2 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento n. 2 Referência: Pregão Eletrônico n. 08/2015 Data: 27/5/2015 Objeto: Contratação de serviços de motoristas para atender a demanda da ANEEL na região do Distrito Federal

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal

Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 54/2013 Serviços de Vigilância da Federação: Amapá Data de

Leia mais

CURSO FORMAÇÃO DO CUSTO, PREÇO DE SERVIÇOS NAS CONTRATAÇÕES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DO SISTEMA S

CURSO FORMAÇÃO DO CUSTO, PREÇO DE SERVIÇOS NAS CONTRATAÇÕES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DO SISTEMA S CURSO FORMAÇÃO DO CUSTO, PREÇO DE SERVIÇOS NAS CONTRATAÇÕES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DO SISTEMA S MANAUS/AM 11 E 12 DE DEZEMBRO DE 2014 PROFESSOR JERÔNIMO LEIRIA APRESENTAÇÃO Proporcionar aos participantes

Leia mais

CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO - CGU-REGIONAL/MT MATRIZ DE PLANEJAMENTO - CONTRATOS EM GERAL E TERCEIRIZADOS

CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO - CGU-REGIONAL/MT MATRIZ DE PLANEJAMENTO - CONTRATOS EM GERAL E TERCEIRIZADOS CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO - CGU-REGIONAL/MT MATRIZ DE PLANEJAMENTO - CONTRATOS EM GERAL E TERCEIRIZADOS 1. GERAL - O contrato contém todas as cláusulas essenciais e necessárias, define com precisão

Leia mais

Metodologia Composição dos Custos - Valores limites Vigilância e Limpeza Genivaldo dos Santos Costa Brasília, 30 de maio de 2012

Metodologia Composição dos Custos - Valores limites Vigilância e Limpeza Genivaldo dos Santos Costa Brasília, 30 de maio de 2012 Metodologia Composição dos Custos - Valores limites Vigilância e Limpeza Genivaldo dos Santos Costa Brasília, 30 de maio de 2012 DLSG/SLTI SUMÁRIO 1. Histórico 2. Objetivo 3.Acórdão nº 1.753/2008 4. Metodologia

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 21/2014 Serviços de Limpeza Unidade da Federação: SC Data

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração Coordenação-Geral de Aquisições

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração Coordenação-Geral de Aquisições MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração Coordenação-Geral de Aquisições RESPOSTA AO PEDIDO DE ESCLARECIMENTO I Processo: 03110.020000/2014-81 Interessado:

Leia mais

Av. Presidente Vargas nº 3.215 Vila Maria CEP: 75901-970 RIO VERDE/GOIÁS FONE: (0xx64) 3602-8070/8021 www.rioverde.go.gov.br

Av. Presidente Vargas nº 3.215 Vila Maria CEP: 75901-970 RIO VERDE/GOIÁS FONE: (0xx64) 3602-8070/8021 www.rioverde.go.gov.br CUIDA-SE DO JULGAMENTO DO RECURSO INTERPOSTO PELA EMPRESA NEW LINE VIGILANCIA E SEGURANÇA LTDA, E DAS CONTRARRAZÕES RECURSAIS DA EMPRESA PRUDENCIA VIGILANCIA & SEGURANÇA LTDA, REFERENTE AO PREGÃO PRESENCIAL

Leia mais

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação)

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação) Obs.: O modelo utiliza o Regime de Tributação Lucro Real. A empresa deverá utilizar o seu Regime de Tributação indicando as respectivas alíquotas no item C, do Módulo 5. MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS PARA ORIENTADOR DOMICILIAR. ITEM DESCRIÇÃO DOS ITENS ( % ) Valor Mensal 1 SALÁRIO MENSAL 801,88

PLANILHA DE CUSTOS PARA ORIENTADOR DOMICILIAR. ITEM DESCRIÇÃO DOS ITENS ( % ) Valor Mensal 1 SALÁRIO MENSAL 801,88 PLANILHA DE CUSTOS PARA ORIENTADOR DOMICILIAR ITEM DESCRIÇÃO DOS ITENS ( % ) Valor Mensal 1 SALÁRIO MENSAL 801,88 1.1 ADICIONAL NOTURNO 1.2 ADICIONAL DE PERICULOSIDADE 0,00% 0,00 1.3 RESERVA TÉCNICA 5,00%

Leia mais

Análise da documentação habilitatória da empresa SEFIX EMPRESA DE SEGURANÇA LTDA.

Análise da documentação habilitatória da empresa SEFIX EMPRESA DE SEGURANÇA LTDA. Análise da documentação habilitatória da empresa SEFIX EMPRESA DE SEGURANÇA LTDA. Edital do Pregão 15/2014 Vigilância Item 7 DA HABILITAÇÃO I - Análise feita pela Seção de Contabilidade da VIJ-DF, conforme

Leia mais

ADITIVO AO EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº 47/2012.

ADITIVO AO EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº 47/2012. ADITIVO AO EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº 47/2012. TÍTULO: Prestação de serviços de monitoramento eletrônico e vigilância patrimonial humana da Sede do SAMAE, localizada na Rua: Barão do Rio Branco, nº 500

Leia mais

Estudo técnico dos encargos sociais.

Estudo técnico dos encargos sociais. Estudo técnico dos encargos sociais. Apresentamos como sugestão, para a discussão o presente estudo técnico que sendo aprovado por esta Secretaria, certamente indicará os percentuais quando aplicados sobre

Leia mais

PREGÃO 05/2015 ESCLARECIMENTOS. A quem possa interessar, apresentamos abaixo esclarecimentos face aos questionamentos feitos pelas empresas abaixo:

PREGÃO 05/2015 ESCLARECIMENTOS. A quem possa interessar, apresentamos abaixo esclarecimentos face aos questionamentos feitos pelas empresas abaixo: PREGÃO 05/2015 ESCLARECIMENTOS A quem possa interessar, apresentamos abaixo esclarecimentos face aos questionamentos feitos pelas empresas abaixo: A) RN COMERCIAL: QUESTIONAMENTOS: 1- Atualmente muitos

Leia mais

COMPOSIÇÃO DO CÁLCULO DA TAXA DE ENCARGOS SOCIAIS (MEMÓRIA DE CÁLCULO)

COMPOSIÇÃO DO CÁLCULO DA TAXA DE ENCARGOS SOCIAIS (MEMÓRIA DE CÁLCULO) COMPOSIÇÃO DO CÁLCULO DA TAXA DE ENCARGOS SOCIAIS (MEMÓRIA DE CÁLCULO) ESCLARECIMENTOS PRELIMINARES Inicialmente é necessário esclarecer que este estudo permite ser moldado às características de cada empresa,

Leia mais

PLANILHA CÁLCULOS DOS CUSTOS DE PESSOAL LIMPEZA E CONSERVAÇÃO HORTOMERCADOS

PLANILHA CÁLCULOS DOS CUSTOS DE PESSOAL LIMPEZA E CONSERVAÇÃO HORTOMERCADOS LEVANTAMENTO obras sureg 24 PLANILHA CÁLCULOS DOS CUSTOS DE PESSOAL LIMPEZA E CONSERVAÇÃO HORTOMERCADOS % Adicional Noturno 2,% % DSR Domingos e Feriados: 5 1 HORTOMERCADO HUMAITÁ Quant. Hora Valor % Carga

Leia mais

contratação ncia e limpeza Federal de 2014 Data de início Versão 2.0

contratação ncia e limpeza Federal de 2014 Data de início Versão 2.0 Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilân ncia e limpeza no âmbito da Administraçãoo Pública Federal Caderno Técnico 42/2014 Serviços de Limpez za da Federação: SP Data de

Leia mais

PLANILHA CÁLCULOS DOS CUSTOS DE PESSOAL LIMPEZA E CONSERVAÇÃO HORTOMERCADOS

PLANILHA CÁLCULOS DOS CUSTOS DE PESSOAL LIMPEZA E CONSERVAÇÃO HORTOMERCADOS LEVANTAMENTO obras sureg 2004 PLANILHA CÁLCULOS DOS CUSTOS DE PESSOAL LIMPEZA E CONSERVAÇÃO HORTOMERCADOS % Adicional Noturno 20,00% % DSR Domingos e Feriados: 5 1 HORTOMERCADO HUMAITÁ Quant. Hora Valor

Leia mais

http://www.comprasnet.gov.br/legislacao/legislacaodetalhe.asp?ctdcod=411

http://www.comprasnet.gov.br/legislacao/legislacaodetalhe.asp?ctdcod=411 OMPRSNT - LGISLÇÃO http://www.comprasnet.gov.br/legislacao/legislacaoetalhe.asp?ctdod=411 Page 1 of 9 PORTRIS PORTRI Nº 7, 9 MRÇO 2011. ltera o anexo III da Instrução Normativa nº 02/2008, de 30 de abril

Leia mais

Aspectos controversos em licitações, com ênfase em elaboração e avaliação de formação de custos

Aspectos controversos em licitações, com ênfase em elaboração e avaliação de formação de custos Aspectos controversos em licitações, com ênfase em elaboração e avaliação de formação de custos Brasília Thiago Bergmann 1 Formação de preços Lei 8.666/93 Art. 40 2 o Constituem anexos do edital, dele

Leia mais

ANEXO III PROPOSTA COMERCIAL PADRONIZADA EDITAL DE PREGÃO Nº. 014/2014 PREGÃO N. 014/2014

ANEXO III PROPOSTA COMERCIAL PADRONIZADA EDITAL DE PREGÃO Nº. 014/2014 PREGÃO N. 014/2014 ANEXO III PROPOSTA COMERCIAL PADRONIZADA EDITAL DE PREGÃO Nº. 014/2014 A DME Distribuição S/A - DMED PREGÃO N. 014/2014 A empresa..., inscrita no CNPJ/MF sob o n....., estabelecida à Av./Rua..., n...,

Leia mais

Tributos em orçamentos

Tributos em orçamentos Tributos em orçamentos Autores: Camila de Carvalho Roldão Natália Garcia Figueiredo Resumo O orçamento é um dos serviços mais importantes a serem realizados antes de se iniciar um projeto. É através dele

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2013

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2013 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2013 INFORMAÇÕES GERAIS Pessoa Jurídica Lucro Real Tributação com base no lucro efetivo demonstrado através do livro diário de contabilidade (obrigatório) 1. Empresas obrigadas à apuração

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL Imprimir Salvar CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PA000066/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 06/02/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR000626/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46222.000522/2014-10

Leia mais

ATO CONVOCATÓRIO Nº 014/2011 CONTRATO DE GESTÃO IGAM Nº 003/2009

ATO CONVOCATÓRIO Nº 014/2011 CONTRATO DE GESTÃO IGAM Nº 003/2009 ATO CONVOCATÓRIO Nº 014/2011 CONTRATO DE GESTÃO IGAM Nº 003/2009 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA DISPONIBILIZAR MOTORISTA PROFISSIONAL EM ATENDIMENTO AO COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA

Leia mais

METODOLOGIA DE CÁLCULO DA TARIFA TÉCNICA

METODOLOGIA DE CÁLCULO DA TARIFA TÉCNICA METODOLOGIA DE CÁLCULO DA TARIFA TÉCNICA ÍNDICE 1. QUILOMETRAGEM 2. PASSAGEIROS 3. IPK 4. CUSTOS DEPENDENTES OU VARIÁVEIS 4.1. Combustível 4.2. Lubrificantes 4.3. Rodagem 4.4. Peças e acessórios e serviços

Leia mais

EDITAL DE PREGÃO N.º 003/2015

EDITAL DE PREGÃO N.º 003/2015 EDITAL DE PREGÃO N.º 003/2015 JOÃO PEDRO TILL, Diretor Presidente da Autarquia Municipal de Turismo GRAMADOTUR, no uso legal de suas atribuições, e de conformidade com a Lei n.º 8.666 de 21.06.93 e demais

Leia mais

DISEG/COSEG/CGL/SPOA/SE/MJ

DISEG/COSEG/CGL/SPOA/SE/MJ Ref.: Processo nº 08008.000216/2014-11 Interessado: DISEG/COSEG/CGL/SPOA/SE/MJ Objeto: Contratação de empresa especializada na prestação de serviços copeiragem. Brasília, 27 de junho de 2014. RESPOSTA

Leia mais

DECRETO Nº 15.219 DE 30 DE JUNHO DE 2014

DECRETO Nº 15.219 DE 30 DE JUNHO DE 2014 DECRETO Nº 15.219 DE 30 DE JUNHO DE 2014 Regulamenta a Lei nº 12.949, de 14 de fevereiro de 2014 que estabelece mecanismos de controle do patrimônio público do Estado da Bahia, dispondo sobre provisões

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001621/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/05/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR020706/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.008089/2011-29 DATA DO

Leia mais

3. DOS ATIVOS 3.1 A CONTRATADA executará o serviço de FISIOTERAPIA DOMICILIAR utilizando todos os materiais e equipamentos próprios.

3. DOS ATIVOS 3.1 A CONTRATADA executará o serviço de FISIOTERAPIA DOMICILIAR utilizando todos os materiais e equipamentos próprios. Memorial Nº 001/2012 destinado a selecionar propostas para a contratação de empresa especializada na prestação de serviços de FISIOTERAPIA DOMICILIAR para beneficiários da Unimed Piraqueaçu, inscritos

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 1/5 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ENTIDADES CULTURAIS, RECREATIVAS, DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, DE ORIENTAÇÃO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, NO ESTADO DO PARANÁ SENALBA/PR, CNPJ 75.992.446/0001-49,

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011 Orientações Básicas INFORMAÇÕES GERAIS PESSOA JURÍDICA 1) DCTF : (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais) ATENÇÃO! Apresentação MENSAL obrigatória pelas Pessoas

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal

Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 01/2013 Serviços de Vigilância da Federação: Distrito Federal

Leia mais

DIÁLOGO PÚBLICO TCU EXPOSIÇÃO E COMENTÁRIOS DO SICEPOT-MG

DIÁLOGO PÚBLICO TCU EXPOSIÇÃO E COMENTÁRIOS DO SICEPOT-MG EXPOSIÇÃO E COMENTÁRIOS DO SICEPOT-MG CONSIDERAÇÕES INICIAIS Agradecimento ao TCU através da SECOBEDIF Cumprimentos aos demais participantes: TCU Exmo. Sr. Min. José Múcio Monteiro Dr. José Ulisses Rodrigues

Leia mais

ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA A B C D E OBJETO O presente Termo de Referência tem como objeto o fornecimento parcelado de combustíveis à frota dos veículos oficiais do Conselho Regional de Medicina do

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL Página 1 de 5 Imprimir Salvar TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001556/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/04/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR076938/2014

Leia mais

MANUAL DE ELABORAÇÃO E PREENCHIMENTO DE PLANILHAS DE CUSTOS

MANUAL DE ELABORAÇÃO E PREENCHIMENTO DE PLANILHAS DE CUSTOS MANUAL DE ELABORAÇÃO E PREENCHIMENTO DE PLANILHAS DE CUSTOS São Paulo, ESAF São Paulo, ESAF Setembro de 2014 1 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - (Redação dada pela Instrução Normativa nº 6, de

Leia mais

SEESS - SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE CONTAGEM, BETIM E REGIÃO. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015

SEESS - SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE CONTAGEM, BETIM E REGIÃO. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 SEESS - SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE CONTAGEM, BETIM E REGIÃO. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 Entre o SEES - SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012 Orientações Básicas INFORMAÇÕES GERAIS PESSOA JURÍDICA 1) DCTF : (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais) ATENÇÃO! Apresentação MENSAL obrigatória pelas Pessoas

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração ESCLARECIMENTO V

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração ESCLARECIMENTO V MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração PREGÃO ELETRÔNICO Nº 22/2015 PROCESSO Nº 03110.001068/2015-41 OBJETO: Contratação de empresa prestadora de

Leia mais