Língua Portuguesa e Literatura Brasileira

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Língua Portuguesa e Literatura Brasileira"

Transcrição

1 CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS Curso Pró-Técnico Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira Texto Experimental 1 a Edição Professora Zelina Márcia Pereira Beato Varginha Minas Gerais Dezembro de 2006

2 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. O Português é a língua oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique, Macau, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. Fonte: Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. ii

3 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. Sumário 1. TEXTOS LEITURA E PONTUAÇÃO... 1 ATIVIDADE DE PONTUAÇÃO I... 8 ATIVIDADE DE PONTUAÇÃO II SINAIS DE PONTUAÇÃO Emprego dos dois pontos Emprego do ponto de interrogação Emprego do ponto de exclamação Emprego das reticências Emprego das aspas Emprego do Travessão Emprego dos Parênteses Emprego do ponto e vírgula Emprego da vírgula: EXERCÍCIOS ACENTUAÇÃO GRÁFICA Para se acentuar uma palavra Oxítonas Paroxítonas Proparoxítonas Casos Especiais Acento Diferencial EXERCÍCIOS ESTUDO DE TEXTO Progressão Textual - Fatores que Dão Unidade de Sentido Mecanismos de Coesão Referencial - Coerência Extratextual e Coerência Intratextual EXERCÍCIOS Conexões Tipos de Relações EXERCÍCIOS Intertextualidade e Metalinguagem Tipos de Intertextualidade Figuras de linguagem EXERCÍCIOS VARIAÇÃO LINGÜÍSTICA PAISES LUSÓFONOS Algumas diferenças entre o português europeu e o português do Brasil: JARGÕES DIFERENÇAS REGIONAIS Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. iii

4 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. 6. ORTOGRAFIA ESTUDO DE TEXTO RECURSOS POÉTICOS Assonância e aliteração Ritmo Recursos Sonoros Figuras de linguagem: NEOLOGIA SEMÂNTICA E PRAGMÁTICA EXERCÍCIOS COERÊNCIA TEXTUAL DUPLA POSSIBILIDADE DE LEITURA REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. iv

5 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. 1. Textos Leitura e Pontuação Sejam os textos: Pontuação é tudo Um homem rico estava muito mal. Pediu papel e caneta e escreveu assim: Deixo meus bens à minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a conta do padeiro nada dou aos pobres. Morreu antes de fazer a pontuação. A quem deixava a fortuna? Eram quatro concorrentes. 1) O sobrinho fez a seguinte pontuação: Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres. 2) A irmã chegou em seguida. Pontuou assim o escrito: Deixo meus bens à minha irmã. Não a meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres. 3) O padeiro pediu cópia do original. Puxou a brasa pra sardinha dele: Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres. 4) Aí, chegaram os descamisados da cidade. Um deles, sabido, fez esta interpretação: Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro? Nada! Dou aos pobres. Assim é a vida. Nós é que colocamos os pontos. E isso faz toda diferença. A Mosca A mosca saiu do açucareiro. Zzzzzzzzzz zzzzzzzzzz zzzzzzzzzz zzzzzzzzzz zzzzzzzzzz zzzzzzzzz zzzzzzzzz zzzzzzzzz zzzzzzzzz zzzzzzzzz zzzzzzzzz. Pousou numa xícara. O homem espantou-a com a mão. Zzzzzzzzzz zzzzzzzzzz zzzzzzzzzz zzzzzzzzzz zzzzzzzzzz zzzzzzzzz zzzzzzzzz zzzzzzzzz zzzzzzzzzz zzzzzzzzz zzzzzzzzz. Parou perto de outra mosca. Conversaram! - Zzzzzzzzzz zzzzzzzzz zzzzzzzzz! - Zzzzzzzzzz zzzzzzzzz zzzzzzzzz? Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 1

6 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. - Zzzzzzzzzz zzzzzzzzz zzzzzzzzz zzzzzzzzz... - Zzzzzzzzzz zzzzzzzzz! - Zzzzzzzzz zzzz! - Z. E voltaram as duas. Zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz. O homem tornou a afastá-las. Zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz zz. Elas tornaram a voltar. Agora eram três. Zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz. O homem se levantou e foi embora. Moral: é mais fácil uma mosca espantar um homem do que um homem espantar uma mosca. (ELIACHAR, Leon. O homem ao quadrado. São Paulo: Círculo do Livro, 1960.) 1 - Leia o texto em silêncio. 2 - Leia-o em voz alta. 3 - Você leu todas as seqüências de z do mesmo modo, ou seja, deu alguma pausa entre elas? Por quê? 4 - Você leu todas as frases no mesmo tom ou não? Por quê? 5 - Qual é a função do uso de z no texto? 6 - Comente sobre a moral da história. 7 - Imagine que palavras estariam sendo ditas no lugar dos zz e reescreva a história. Elefantes Os elefantes são os maiores dentre os animais terrestres. Há duas espécies de elefantes: o elefante africano e o asiático. Os elefantes vivem em pequenas famílias chamadas de clã. Cada clã tem algumas fêmeas adultas, com suas crias e outros elefantes ainda jovens. A fêmea maior e mais velha é quer-n dirige o clã. Os elefantes machos vivem sozinhos ou têm seus grupos separados. Juntam-se às fêmeas na época do cio. Depois de dar à luz, a mamãe elefante alimenta seu bebê com seu leite várias vezes ao dia. Este se mantém sempre junto dela durante os primeiros meses de vida, andando quase sempre por entre as duas patas da mãe para maior proteção. Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 2

7 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. A alimentação do elefante adulto é composta por aproximadamente 250 a 320 quilos de folhas, frutos e raízes. Essa quantidade de alimentos corresponde a mais ou menos um quilômetro quadrado de vegetação rala. Além disso, precisam beber de 110 a 190 litros de água por dia, sem falar na água do banho. É por isso que, para não dizimar a vegetação de um lugar, os elefantes estão sempre viajando. Os elefantes mais velhos e doentes, geralmente, retiram-se do grupo principal e formam sua própria manada. Com eles vão alguns elefantes jovens, que lhes fornecem ajuda para procurar comida e proteção contra outros animais. Quando estão quase à morte, esses elefantes velhos e doentes procuram lugares calmos onde possam conseguir água e comida com mais facilidade. Os mortos ficam por ali, o que deu a falsa impressão de que existiriam cemitérios de elefantes. Os elefantes jamais morrem por ataque de outros animais, sendo o homem o seu maior inimigo. (Como vivem os animais. São Paulo: Abril: [s/d.]. p. 3-4.) 1 - Quais são as principais informações que o texto nos traz sobre os elefantes? 2 - Quais são as espécies de elefantes que existem? 3 - Existem realmente cemitérios de elefantes? Comente, com base nas informações trazidas pelo texto. 4 - De que modo os elefantes demonstram respeito à natureza? 5 - Na linha 1, os dois pontos estão sendo usados para: ( ) introduzir uma fala de personagem. ( ) introduzir uma explicação. 7 - Pontue as frases a seguir, usando os dois pontos com o mesmo objetivo apontado no item 5. a) As famílias de elefantes são formadas por estes componentes algumas fêmeas adultas, suas crias e outros elefantes ainda jovens. b) A alimentação do elefante adulto é composta por três elementos básicos folhas, frutos e raízes. Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 3

8 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. c) Há bandos de elefantes formados por outros elementos elefantes mais velhos e doentes e elefantes mais jovens. 8 - Observe bem as frases a seguir: Depois de dar à luz, a mamãe elefante alimenta seu bebê com seu leite várias vezes ao dia. Várias vezes ao dia, a mamãe elefante alimenta seu bebê seu leite depois de dar à luz. Agora responda As expressões sublinhadas dão idéia de lugar ou de tempo? 8.2. O que você pôde perceber que aconteceu com o uso da vírgula nas duas frases? Tem algo a ver com a posição em que as expressões sublinhadas se encontram? Comente Use a vírgula nas frases a seguir, quando se fizer necessária. a) Os elefantes machos adultos juntam-se às fêmeas na época do cio. b) Na época do cio os elefantes machos adultos juntam-se às fêmeas. c) Durante o período de um dia um elefante precisa beber de 110 a 190 litros de água. d) Um elefante precisa beber de 110 a 190 litros de água durante o período de um dia. 9 - Agora observe estas frases: Para não dizimar a vegetação de um lugar, os elefantes estão sempre viajando. Os elefantes, para não dizimar a vegetação de um lugar, estão sempre viajando. Os elefantes estão sempre viajando para não dizimar a vegetação de um lugar. Quando estão quase à morte, esses elefantes velhos e doentes procuram lugares calmos onde possam conseguir água e comida com mais facilidade. Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 4

9 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. Esses elefantes velhos e doentes, quando estão quase à morte, procuram lugares calmos onde possam conseguir água e comida com mais facilidade. Esses elefantes procuram lugares calmos onde possam conseguir água e comida com mais facilidade quando estão quase à morte. Agora responda: O que você pôde perceber com relação ao uso da vírgula nessas frases? Tem algo a ver de novo com a posição de certas expressões na frase? Comente, procurando dizer que tipos de idéias são por elas expressas Reescreva as frases a seguir, trocando de posição os elementos possíveis e pontuando com vírgula onde for preciso. Procure tomar como base as frases do item 9. a) O bebê elefante anda quase sempre por entre as patas da mãe para que fique mais protegido. b) Os elefantes retiram-se do grupo principal e formam sua própria manada quando ficam mais velhos e doentes. O primeiro beijo de Marcos Marcos era um adolescente que só pensava em jogar futebol e não ligava pra mais nada, até que um dia ele estava jogando e viu uma linda garota, que estava assistindo o jogo, foi amor a primeira vista, ele não tirava os olhos dela, até então a amiga da garota fazer um sinal para Beti que um menino estava à observá-la, quando ela percebeu achou que ele era um cara simpático e bonitinho. Depois de ter comentado isso, ela pediu para Vanessa sua amiga para falar que ela queria ficar com ele. Vanessa chegou e marcou um encontro entre os dois, mas Marcos já estava a pensar para si mesmo; e agora o que eu vou fazer nunca beijei nenhuma garota, eu não sei beijar só falta eu passar um vexame. Já estava na hora e Beti já o estava esperando a algum tempo, até que quando ela estava indo embora ele apareceu tímido e embaraçado, Beti que já tinha alguma experiência foi direta ao assunto pois percebeu que ela seria sua primeira namorada. Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 5

10 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. Ela perguntou a Marcos: - Você já beijou alguém em sua vida, ele não sabia o que falar, até que resolveu encarar a verdade eu nunca beijei uma garota. Beti chega e fala pra ele não existe segredo nisso. E quando ele menos esperava ele já estava à beijá-la, demorou, mas depois do primeiro beijo percebeu que não se tem nada a se temer. (Texto produzido por um aluno o 1 o ano do ensino médio de uma escola pública estadual da Grande Porto Alegre). 1 - Se formos pesquisar um conceito para frase, encontraremos algo semelhante a um enunciado lingüístico de sentido completo que começa com letra maiúscula e termina com algum sinal de pontuação final. Considerando esse conceito, releia com atenção o primeiro parágrafo. Será que todo ele se constitui realmente de apenas uma frase? Se você acha que não, reescreva-o, demarcando as frases com a letra maiúscula inicial e o sinal de pontuação final que julgar adequado. 2 - Vamos rever uma questão gramatical: Aposto: é o termo da oração que sempre se liga a um nome que o antecede com a função de explicar, esclarecer, identificar, discriminar esse nome. Geralmente o aposto vem separado do nome a que se refere por sinais de pontuação. nome aposto Lúcia, aluna do terceiro colegial, foi bem na prova. nome aposto Desejo-lhe uma coisa: felicidade. nome aposto Roubaram tudo: discos, jóias, dinheiro, documentos. OBS.: Existe um tipo de aposto que normalmente não vem separado por sinais de pontuação, como nos exemplos que seguem: A cidade de São Paulo a rua Altinópolis o rio Amazonas A esse tipo de aposto dá-se o nome de aposto de especificação. (TERRA, Ernani. Curso prático de gramática. 6ª ed. São Paulo: Scipione, p ). Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 6

11 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. Revista essa questão, releia atentamente o segundo parágrafo e procure ver em que situação temos caso de aposto. Constatada tal situação, verifique se há necessidade ou não de pontuar o aposto. Havendo, reescreva a frase em que ele encontrar-se, empregando o sinal de pontuação adequado. 3 - Vamos relembrar mais algumas coisas: em um texto, quando aparece a fala de um personagem na voz dele mesmo, temos discurso direto. Tal tipo de discurso pode ser marcado, na escrita, por dois sinais de pontuação: Travessão: O empregado entra na sala do patrão e diz: - Sr. Rezende, desculpe-me, mas há três meses não recebo salário. O patrão olha fixamente nos olhos do empregado e diz: - Está desculpado. (Seleções, jun p. 45.) Aspas: ANS e seguradoras transferem reunião Brasília - As negociações entre a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e as seguradoras de saúde emperram. Depois de afirmar que uma solução para o conflito causado pelos reajustes das mensalidades dos contratos antigos - anteriores a janeiro de estava próxima, a diretora da ANS, Maria Stella Gregori, admitiu ontem que os entendimentos não avançaram. Um novo encontro que estava marcado para hoje acabou sendo transferido para a próxima semana. Não conseguimos avançar, disse Maria Stella. Nem a agência nem as seguradoras de saúde informaram os motivos do retrocesso nas negociações. As seguradoras querem cobrar dos clientes antigos reajustes médios de 80%, valor considerado abusivo, na avaliação da ANS. (Correio do Povo, 23 jul p. 11.) a) Com base nesses dois exemplos, responda: como se inserem nos parágrafos desses dois textos os discursos diretos marcados por travessão e os marcados por aspas? Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 7

12 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. b) Agora atente para o quarto parágrafo do texto do aluno que estamos analisando. Nele aparecem dois discursos diretos. Identifique-os e reescreva o parágrafo com a pontuação adequada. c) Ainda atentando para esses dois discursos diretos, que tipo de frase temos no primeiro? Será que a pontuação dela está adequada? Se não está, cuide também desse detalhe na re-escritura do parágrafo. d) Identifique um aposto no texto ANS e seguradoras transferem reunião. Atividade de Pontuação I Quem não desejou, pelo menos uma vez na vida, fazer um feitiçozinho? Sei lá? Mudar a nota de um teste que correu mal! Fazer calar um professor que fala, fala e nunca mais se cala! Coisas assim, do dia-a-dia! Quer saber como é que as bruxas aprendem? Decodifique a mensagem. 1. Leia a mensagem secreta, "Lições de Feitiço 2. Decodifique-a, criando uma mensagem com a seguinte estrutura: 3 parágrafos. 1º parágrafo (como se faz uma poção mágica.) - um só período (2 vírgulas) 2º parágrafo (a formação de uma bruxa) - 3 períodos (8 vírgulas) 3º parágrafo (um feitiço simples) - 3 períodos (7 vírgulas, 1 x dois pontos, 1 x aspas) O seu trabalho ficará mais fácil se forem seguidos os seguintes procedimentos: a. Leia tudo uma primeira vez antes de começar a colocar qualquer sinal. É só para apanhar a idéia geral indicada para cada parágrafo. b. Faça uma segunda leitura, se possível em voz alta. Ouvir as palavras ajuda a encontrar o ritmo do texto, porque as palavras puxam-se umas às outras formando frases com sentido. c. Divida os parágrafos. d. Agora, procure os períodos. e. A seguir, coloque as vírgulas. Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 8

13 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. f. Finalmente coloque a restante pontuação. g. Releia tudo em voz alta, se possível. para produzir uma poção eficaz além de misturar os ingredientes corretos e colocá-los para cozinhar à temperatura adequada a bruxa precisa saber a fórmula que deve ser pronunciada para lançar o feitiço isso exige que a bruxa quando jovem passe por muitas horas de treino exaustivo depois da escola ela precisa ter aulas de culinária estudar receitas aprender taquigrafia datilografia e milhões de canções chamamentos gritos murmúrios e sortilégios para ter sucesso na carreira a bruxa precisa de uma boa base de conhecimento os feitiços mais simples referem-se ao tempo para desencadear uma tempestade no mar por exemplo é só a bruxa rodar um gato três vezes em volta da cabeça e atirá-lo ao mar cantando Raios e trovões bruum bruum catatrá façam mil vagalhões erguer-se no mar os feitiços para curar doenças são muito difíceis mas muito mais úteis Atividade de Pontuação II Apesar do ar carrancudo com que aparecem diante de princesas, reis e rainhas, as bruxas são bem humoradas e gostam de se divertir. Como? Decodifique a mensagem e descubra. 1. Leia a mensagem secreta, "Grandes Festas 2. Decodifique-a, criando uma mensagem com a seguinte estrutura: 5 parágrafos. 1º parágrafo (o ano das bruxas) - 3 períodos (2 vírgulas) 2º parágrafo (o dia das bruxas) - 3 períodos (9 vírgulas) 3º parágrafo (a festa da Primavera) - 1 período (2 vírgulas) 4º parágrafo (o dia dos namorados) - 2 períodos (1 vírgula) 5º parágrafo (o dia das colheitas) - 3 períodos (1 vírgula) o ano das bruxas começa no Dia das Bruxas quando em alguns países fantasmas demônios e crianças saem pedindo dinheiro e fazendo travessuras as casas são enfeitadas com velas dentro de abóboras e morangas acendem-se fogueiras e as pessoas pescam maçãs num grande alguidar no dia das bruxas as bruxas reúnem-se à meia-noite e dançam ardentemente em torno das chamas até ao amanhecer valsam sapateiam dançam de um lado para o outro depressa devagar giram sacodem-se como só elas sabem o dia das bruxas é uma festa em que as roupas as diversões e os vôos são os mais fantásticos na Festa da Primavera as bruxas jovens dançam em Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 9

14 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. torno do mastro de fitas cada uma querendo chamar a atenção para ser eleita a Rainha da Primavera no dia dos Namorados as bruxas mais jovens colocam folhas de louro debaixo do travesseiro para sonhar com os seus futuros maridos não se sabe se esses sonhos são muito pacíficos a festa da colheita é a última oportunidade da jovem muitas bruxas fazem bolos mágicos com o trigo recém-recolhido para oferecer aos seus namorados quando não consegue seduzir um homem com a sua beleza a bruxa acaba por ter de usar os seus encantamentos. Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 10

15 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. 2. Sinais de Pontuação Os sinais de pontuação são usados para: assinalar pausas e inflexões de voz; separar palavras, expressões e orações em destaque; esclarecer o sentido da frase, eliminando possíveis ambigüidades Emprego dos dois pontos enumeração (Tinha duas ambições: sucesso e dinheiro) introduzindo uma citação ou diálogo (Ele respondeu secamente: "Não vou ao baile!") Emprego do ponto de interrogação após uma frase interrogativa direta (Espera por alguém?) Emprego do ponto de exclamação 2em frases que indiquem surpresa, espanto, admiração, alegria (Que espetáculo!) após interjeições (Bravo!, Bis!!!) Emprego das reticências marcando interrupção do pensamento (Se for assim...) deixando o sentido da frase ser interpretado pelo leitor (A resposta dela...) denotando hesitação (Amanhã... Não sei não...) realçando palavras ou expressões em ambiente literário (Para fazer pelos meus... ninguém...) Emprego das aspas indicando citações de outros autores (Disse Fernando Pessoa: "Tudo vale a pena se a alma não é pequena") em palavras ou expressões estrangeiras e gírias (Ele foi o "must", "tá"?!) Emprego do Travessão indicando diálogos ( Ele voltará?) Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 11

16 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. destacando algum elemento frasal ou um aposto, podendo aparecer entre travessões (Jomar primo de minha avó sorria feliz) 2.7- Emprego dos Parênteses em algum comentário ou explicação, isolando-os da frase Emprego do ponto e vírgula separar itens de uma enumeração (em leis, decretos, portarias, regulamentos etc.) separar orações com certa extensão, que dificultem a compreensão e respiração para frisar o sentido adversativo antes da conjunção separar orações que sejam quebradas por vírgula, para marcar pausa maior entre as orações Emprego da vírgula: Para o emprego correto da vírgula, deve-se considerar a ordem direta da frase: sujeito - verbo - complementos - adj. adverbial Erros quando a ordem é direta: o não pode haver vírgula entre sujeito e predicado (O supervisor, distribuiu as tarefas - ERRADO) o não pode haver vírgula entre o verbo e seus complementos (Os alunos refizeram, todos os textos - ERRADO) o não pode haver vírgula entre o nome e o complemento nominal ou adjunto adnominal (A extração, do dente foi dolorosa - ERRADO) Entre os termos da oração: o separar termos coordenados da mesma função e assindéticos, ainda que sejam repetidos. Mas, cuidado: havendo o "e" entre os dois últimos termos, não há necessidade da vírgula. o separar vocativos e o nome do lugar nas datas o indicar inversões: do adjunto adverbial (se o adjunto for de pequena extensão, torna-se dispensável o uso da vírgula) do complemento pleonástico antecipado o indicar intercalações: de expressões explicativas, continuativas e conclusivas do adjunto adverbial ou aposto (menos o especificativo) da conjunção o indicar, às vezes, elipse do verbo (Ele virá hoje; eu, amanhã) Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 12

17 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. Em período composto: o para separar as orações coordenadas assindéticas (sem conectivos) o para separar as orações coordenadas sindéticas, quando os sujeitos das duas orações forem diferentes o para separar as coordenadas adversativas. É bom saber que não se pode usar vírgula depois do mas e que, quando porém, contudo, todavia, no entanto e entretanto iniciarem a frase, poderão ou não ser seguidos de vírgula. Essas últimas conjunções sempre terão uma vírgula antes e outra depois quando estiverem intercaladas no período o para separar as coordenadas sindéticas alternativas em que haja as conjunções ou...ou, ora...ora, quer...quer, seja...seja o para separar as coordenadas sindéticas conclusivas (logo, pois, portanto). O pois com valor conclusivo (= portanto) sempre deve vir entre vírgulas Ex.: Não era alfabetizado; não podia, pois, ter carta de habilitação. o para separar as coordenadas sindéticas explicativas (Não fale assim porque estamos ouvindo você) o para separar as adverbiais reduzidas e as adverbiais antepostas ou intercaladas na principal o para separar as orações consecutivas o isolar as subordinadas adjetivas explicativas. As restritivas, geralmente não se separam por vírgula. Podem terminar por vírgula em casos de ter certa extensão ou quando os verbos se sucedem. Entretanto nunca devem começar por vírgula. (O rapaz, que tinha o passo firme, resolvei o problema / O aluno que estuda, aprende) Vírgula antes do e: o não se emprega nas enumerações do tipo das seguintes: Ex.: Comprei um livro e um caderno / Fui ao supermercado e à farmácia o usa-se quando vier em polissíndeto Ex.: E fala, e resmunga, e chora, e pede socorro. o a vírgula separa elementos com a mesma função sintática, exceto se estiverem ligados pela conjunção e: Ex.: O João, o Antônio, a Maria e o Joaquim foram passear. o pode-se usar a vírgula se os sujeitos forem diferentes Ex.: Eles explicam seus pontos de vista, e a imprensa deturpa-os. o se o e assumir outros valores que não o aditivo, cabe o emprego de vírgula Ex.: Responderam a mãe, e não foram repreendidos (adversidade) Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 13

18 EXERCÍCIOS... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. 1. Pontue as frases se necessário: a) Brasília Capital da República foi fundada em 1960 b) A poesia a dança a escultura a música tudo é forma de expressão c) Minha casa tem dois dormitórios dois banheiros uma cozinha uma sala e um pequeno quintal d) A poluição ambiental meus senhores tem sido um grave problema e) O senhor Carlos chefe da empresa adiou a decisão f) Maria o chefe da firma vai promover você e eu g) Naquele dia porém ninguém se manifestou h) No inverno ela me deixou Felizmente tudo acabou bem i) Quero que você volte ou melhor fique comigo para sempre j) O lobo com cautela caça l) Não tenho tudo que amo mas amo tudo que tenho m) O programa quando é bom não trava a operação da máquina n) São Paulo 25de janeiro de 2000 o) Eu vou mas volto Ficarei aqui até Lídia a orgulhosa resolver olhar para mim p) O deputado disse o presidente é um safado q) Minha vaca é igual às outras tem dois chifres em quatro patas sustenta seu corpo tem um rabo abaixo dos olhos um focinho dá leite e muge 2. Pontue o período abaixo de forma que sejam possíveis dois sentidos opostos: Irás voltarás não morrerás a) com sentido de que não vai morrer: R. b) com sentido de que vai morrer: R A pontuação pode transformar uma frase relativa restritiva em relativa explicativa, o que interfere no sentido a ser compreendido. Qual a diferença de sentido que podemos perceber em cada uma das orações relativas? a) os índios brasileiros, que abandonaram suas tradições, estão em fase de extinção. b) os índios brasileiros que abandonaram suas tradições estão em fase de extinção. Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 14

19 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. 3. ACENTUAÇÃO GRÁFICA O português, assim como outras línguas neolatinas, apresenta acento gráfico. Toda palavra da língua portuguesa de duas ou mais sílabas possui uma sílaba tônica. Observe as sílabas tônicas das palavras arte, gentil, táxi e mocotó. Você constatou que a tonicidade recai sobre a sílaba inicial em arte, a final em gentil, a inicial em táxi e a final em mocotó. Além disso, você notou que a sílaba tônica nem sempre recebe acento gráfico. Portanto, todas as palavras com duas ou mais sílabas terão acento tônico, mas nem sempre terão acento gráfico. A tonicidade está para a oralidade (fala) assim como o acento gráfico está para a escrita (grafia) Para se acentuar uma palavra 1º - Divida-a em sílabas; 2º - Classifique-a quanto à tonicidade (oxítona, paroxítonas, proparoxítonas); 3º - De acordo com sua terminação, encaixe-a nos exemplos abaixo Oxítonas São assinaladas com acento agudo as palavras oxítonas que terminam em a, e e o abertos, e com acento circunflexo as que terminam em e e o fechados, seguidos ou não de s: a... já, cajá, vatapá as... ás, ananás, mafuás e... fé, café, jacaré es... pés, pajés, pontapés o... pó, cipó, mocotó os... nós, sós, retrós e... crê, dendê, vê es... freguês, inglês, lês o... avô, bordô, metrô os... os bisavôs, propôs - Incluem-se nesta regra os infinitivos seguidos dos pronomes oblíquos lo, la, los, las: dá-lo, matálos, vendê-la,fazê-las, compô-lo, pô-los etc. - Cuidado: Nunca se acentuam: (a) as oxítonas terminadas em i e u, e em consoantes ali, caqui, rubi, bambu, rebu, urubu, sutil, clamor etc.; (b) os infinitivos em i, seguidos dos pronomes oblíquos lo, la, los, las fi-lo, puni-la, reduzi-los, feri-las. Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 15

20 3.3 - Paroxítonas... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. Assinalam-se com acento agudo ou circunflexo as paroxítonas terminadas em: i... dândi, júri, táxi is... lápis, tênis, Clóvis ã/ãs... ímã, órfã, ímãs ão/aos... bênção, órfão, órgãos us... bônus, ônus, vírus l... amável, fácil, imóvel um/uns... álbum, médium, álbuns n... albúmen, hífen, Nílton os... bíceps, fórceps, tríceps r... César, mártir, revólver x... fênix, látex, tórax, ônix Proparoxítonas Todas as proparoxítonas são acentuadas graficamente: abóbora, bússola, cântaro, dúvida, líquido, mérito, nórdico, política, relâmpago, têmpora etc Casos Especiais - Acentuam-se sempre os ditongos tônicos abertos éi, éu, ói: boléia, fiéis, idéia, céu, chapéu, véu, apóio, herói,caracóis etc. - Acentuam-se sempre o i e o u tônicos dos hiatos, quando estes formam sílabas sozinhas ou são seguidos de s: aí, balaústre, baú, egoísta, faísca, heroína, saída, saúde, viúvo, etc. - Acentua-se com acento circunflexo o primeiro o do hiato ôo, seguido ou não de s: abençôo, enjôo,corôo, perdôo, vôos etc. - Mantém-se o acento circunflexo do singular crê, dê, lê, vê nas formas do plural desses verbos crêem, dêem, lêem, vêem e de seus compostos descrêem, relêem, revêem. - Acentua-se com acento agudo o u tônico pronunciado precedido de g ou q e seguido de e ou i, com ou sem s: argúi, argúis, averigúe, averigúes. - Acentuam-se graficamente as palavras terminadas em ditongo oral átono, seguido ou não de s: área, ágeis, importância, jóquei, lírios, mágoa, extemporâneo, régua, tênue, túneis. - Emprega-se o trema no u que se pronuncia depois de g ou q, sempre que for seguido de e ou i: agüentar, argüição, ungüento, eloqüência, freqüente, tranqüilizante. Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 16

21 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. - Emprega-se o til para indicar a nasalização de vogais: afã, coração, devoções, maçã, relação, etc Acento Diferencial O acento diferencial é utilizado para distinguir uma palavra de outra que se grafa de igual maneira. ás (subst.) as (artigo) côa/côas (verbo coar) coa/coas (com + a/as) pára (verbo parar) para (preposição) péla/pélas e péla pela/pelas (verbo pelar e subst.) pêra (subst. fruto da pereira) pêra (preposição) pôde/ (pret. perf. do ind. de poder) pode (pres. do ind. de poder) pólo/pólos norte ou sul pelo, pela (preposição) pêlo (subst.) pôr (verbo) por (preposição) porquê (subst.) porque (conjunção) quê (substantivo ou pronome no fim da frase) que (pronome, conjunção) EXERCÍCIOS A) Assinale a opção em que todas as palavras são acentuadas pelo mesmo motivo de: também, incrível e caráter. a) alguém, inverossímel, tórax b) hífen, ninguém, possível c) têm, anéis, éter d) há, impossível, crítico e) pólen, magnólias, nós B) Em que série nem todas as palavras se acentuam pelo mesmo motivo: a) juízo, aí, saíste, saúde b) poética, árabes, lírica, metáfora c) glória, apóia, série, inócuo d) réptil, fêmur, contábeis, ímã e) assembléia, dói, papéis, céu C) Assinale a opção em que todos os vocábulos deveriam estar acentuados graficamente: a) perdoo, balaustre, bambu b) itens, assembleia, cafeína Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 17

22 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. c) tuneis, juri, pessoa d) aerodromo, estrategia, néctar e) agape, apoio (subst.), nuvens 4. ESTUDO DE TEXTO (As Cobras, Luís Fernando Veríssimo, Zero Hora, Segundo Caderno, 13 fev. 1995) Num texto, o sentido de cada parte é definido pela relação que mantém com as demais constituintes do todo. Assim como uma receita não é o amontoar dos ingredientes, o sentido do todo não é mera soma das partes, mas é dado pelas múltiplas relações que se estabelecem entre elas. Eu sabia que você era collorido por fora, mas caiado por dentro. (PRN/PFL) Você tem cores por fora, mas é revestido de cal por dentro. Você apresenta um discurso moderno, de centro-esquerda, mas é reacionário Progressão Textual - Fatores que Dão Unidade de Sentido. Pavloviana - José Paulo Paes a comida a sineta a saliva a sineta a saliva a saliva a saliva a saliva a saliva o mistério o rito Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 18

23 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. a igreja o rito a igreja a igreja a igreja a igreja a igreja a revolta a doutrina o partido a doutrina o partido o partido o partido o partido o partido a emoção a idéia a palavra a idéia a palavra a palavra a palavra a palavra a PALAVRA. (Paes, José P. Um por todos, São Paulo: Brasiliense, 1986, pp. 92-3). Canadá em São Paulo Parque canadense será inaugurado hoje. São Paulo ganha hoje um parque que reúne duas grandes paixões do paulistano: o verde e a água. O verde está na farta arborização do novo local de lazer: 2100 árvores de 120 espécies diferentes. E a água está no lago que recobre 70% dos 110 mil metros quadrados de área do parque Cidade de Toronto. A vegetação procura fazer jus ao nome do novo local de lazer. Batizado com este nome graças ao Programa Municipal de Intercâmbio Profissional firmado entre São Paulo e Toronto Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 19

24 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. que doou parte das verbas necessárias à sua construção -, o parque, situado na zona Oeste, presta uma homenagem à cidade canadense através da vegetação típica de clima temperado, como o pinheiro e o plátano, introduzida junto às plantas nativas. (Jornal da Tarde, 1º de Julho de 1992) Mecanismos de Coesão Referencial - Coerência Extratextual e Coerência Intratextual Coerência extratextual liga-se ao nosso conhecimento de mundo: a) Portugal, jardim plantado à beira do Pacífico. b) Virgem dá à luz trigêmeos. Coerência intratextual liga-se aos elementos internos ao texto. 1. As crianças estão viajando. Elas só voltarão no final do mês. 2. O juiz condenou o réu a dez anos de prisão. Ele achou essa pena condizente com as circunstâncias do crime. 3. O juiz condenou o réu a dez anos de prisão. Ele não se conforma com o rigor da pena. 4. Na estação, José avistou o visitante. Ele lhe pareceu cansado e apreensivo. 5. Na estação, José avistou o visitante. Ele havia esperado ansiosamente pelo reencontro. A coesão referencial também se faz por elipse (omissão de termos). a) André e Pedro são fanáticos torcedores de futebol. Apesar disso, são diferentes. Este não briga com quem torce para outro time; aquele o faz. b) Ele é meu cunhado. Casou-se com ela há pouco tempo... c) Beth está namorando. Ele parece ser um cara legal. EXERCÍCIOS As piadas costumam ser engraçadas porque tiram partido da confusão na referenciação. Leia as piadas abaixo e explique o motivo que as torna engraçadas. Texto 1 Juquinha chegou esbaforido e todo sujo, além de atrasado, na primeira aula. A professora se indignou: - Isso é hora? E sujo desse jeito? Isso não tem mesmo uma explicação! - Tem sim, professora: tive que levar a vaca lá de casa pro touro cobrir. - Mas seu pai não podia fazer isso? - Poder, podia, mas acho que a vaca prefere o touro. Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 20

25 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. Texto 2 - Não deixe sua cachorra entrar mais na minha casa. Ela está cheia de pulgas. - Princesa, não entre mais na casa porque ela está cheia de pulgas Conexões Como vimos anteriormente, os elementos de um texto estão em relação uns com os outros, formando um "tecido" em que os fios se acham tramados. Mas essas relações não dizem respeito somente aos referentes que aparecem no texto; dizem respeito também às relações entre proposições. É o que veremos neste tópico e que chamamos "coesão seqüencial". Por exemplo, as duas frases "Está chovendo. Vou pegar o guarda-chuva" são ligadas por uma relação de causa-efeito sem a presença de um conectivo. Mas, na maioria dos casos, principalmente em textos escritos, a ligação entre duas proposições deve ser expressa lingüisticamente Tipos de Relações 1. Condição: se, caso, desde que, contanto que etc. 2. Causa/conseqüência: porque, pois, visto que, já que, como (no início do período).../ desse modo, (tanto, tão, tamanho) que, por isso, então, portanto etc. 3. Meio/fim: para, para que, a fim de, a fim de que, com o intuito de, com o objetivo de, com o propósito de etc. 4. Disjunção: ou. Esse conector é ambíguo em língua natural, podendo ter um valor exclusivo (isto é um ou outro, mas não ambos), ou inclusivo (ou seja, um ou outro, possivelmente ambos) 5. Tempo: assim que, em seguida, até que, quando, por fim, depois, antes que, à medida que, etc. 6. Conformidade: conforme, segundo, de acordo com etc 7. Conjunção ("adição"): e, também, não só... mas também, tanto... como, além de, além disso, ainda, nem (= e não) etc. 8. Contrajunção (oposição): mas, porém, contudo, todavia, no entanto, entretanto / embora (ainda que, apesar de, apesar de que etc. 9. Explicação ou justificativa: que, pois, porque etc. 10. Conclusão: portanto, logo, por conseguinte, pois etc. 11. Correção/redefinição/reafirmação/exemplificação: isto é, quer dizer, ou seja, em outras palavras, ou melhor, de fato, pelo contrário, por exemplo etc. (introduzem esclarecimentos, retificações ou desenvolvimentos do que foi dito anteriormente). Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 21

26 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. EXERCÍCIOS Nos dois textos abaixo, preencha as lacunas com os conectivos adequados: Texto 1 O mesmo boné que aparecia na cabeça de um homem preso na zona da mata de Pernambuco ele saqueou um caminhão de cargas apareceu na cabeça do Presidente da República. Esse fato pode sinalizar uma identidade entre os que usam o mesmo boné. assim interpretarmos, podemos dizer que o Presidente da República e o MST assumem uma causa comum,, eles comungam a idéia de que a reforma agrária é necessária, o que ninguém contesta., neste episódio particular, há quem veja no gesto do Presidente um apoio aos saques realizados pelo MST. Trata-se,, de um fato que pode ter conseqüências políticas negativas. (jornal Folha de S.Paulo em 03/07/2003, cujo título O boné da insensatez ) Texto 2 No segundo semestre, os franceses deverão modificar sua Constituição introduzir o conceito de proteção ambiental. a proposta do presidente Jacques Chirac for aprovada sem grandes modificações, estará assegurado o direito a um ambiente equilibrado, saudável e protegido. O texto torna a proteção ambiental norma que se impõe a todos, poderes públicos, jurisdições e sujeitos de direito. O projeto também consagra o chamado princípio da precaução,, a noção de que, houver dúvida, pequena, sobre os efeitos de uma determinada medida, deve-se sempre optar pela solução que resguarde o meio ambiente. (Jornal Folha de São Paulo, 30/06/03) Texto 3 Faça as compras, mas boicote as sacolas. Qualquer saco plástico é um transtorno ecológico; leve sua sacolinha para as compras ou exija embalagem de papel. Do ponto de vista ecológico, o papel é a melhor matéria-prima. É biodegradável, decompondo-se em poucos anos. Sua produção não causa desmatamento porque as principais fábricas do mundo trabalham com reflorestamento. (A coesão textual, Curso de redação, Prof. Zamponi, Faenquel, 2005) Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 22

27 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. a) No último parágrafo, encontramos uma relação argumentativa, em que, a partir de dois argumentos se chega uma conclusão. Aponte a conclusão e os argumentos. b) Reescreva o último parágrafo, construindo um único período explicitando as relações por meio dos conectivos adequados. c) O conector ou que aparece no primeiro parágrafo tem valor inclusivo ou exclusivo? Por quê? d) Entre os dois segmentos do primeiro parágrafo há idéia(s) implícita(s). Explicite-a(s). Nos períodos abaixo foi empregado o pronome "onde". Em alguns deles, esse emprego é inadequado. Assinale as alternativas ocorre o problema e reescreva o trecho de modo a saná-lo (a) A literatura médica de vários países serviu de base para uma pesquisa, onde o resultado mostrou que dois terços dos cegos do mundo estão concentrados na Índia, China e na África. (b) Para as crianças de países pobres, onde as condições de saúde são precárias, o risco de cegueira é dez vezes maior comparativamente ao risco de cegueira que correm as crianças de países ricos. (c) Após mais de uma década de controvérsia, os artefatos da caverna sul-africana, onde se encontram também ossadas humanas, já estão sendo aceitos como a mais antiga evidência de que o homem surgiu na África. (d) Talvez por conta de um maior número de pobres, o Nordeste é a região do país onde as marcas dos produtos estão menos presentes nas cabeças das pessoas. (e) Aqueles produtos da pesquisa Top of Mind onde as marcas estão mais presentes nas cabeças femininas são margarina, chocolate e desodorante. (f) Para a Unilever Brasil, fabricante do produto, é mais do que razão para comemorar, já que o Brasil é o país onde mais se vende Omo no mundo. A oração grifada expressa a idéia entre parênteses, EXCETO: a) Trabalhava tanto, que a mulher, a dona Evarista, se chateou. (causa) b) Não ousava fazer-lhe nenhuma queixa, ( ) mas ficava calada e emburrada. (contradição) Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 23

28 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. c) As mulheres, quando os maridos saíam, mandavam acender uma lamparina à Nossa Senhora. (tempo) d) Se quereis emendar a administração da Casa Verde, estou pronto a ouvir-vos. (condição) Os dois trechos que se seguem foram extraídos da letra da música Último desejo", de Noel Rosa. Perto de você me calo Tudo penso e nada falo Tenho medo de chorar Nunca mais quero seu beijo Mas meu último desejo Você não pode negar... Às pessoas que eu detesto Diga sempre que eu não presto Que meu lar é o botequim... Na biografia do autor, Noel Rosa, consta que a cantora Aracy de Almeida andou alterando a letra do ilustre compositor. O amigo de Noel Rosa, Armênio Mesquita Veiga, deu-lhe a notícia nestes termos:... em vez de Mas meu último desejo, ela canta Pois meu último desejo e em lugar de Que meu lar é o botequim, ela diz que meu lar é um botequim ". Diante da informação do amigo, Noel Rosa reagiu: Juro que nunca mais dou música minha para ela gravar. (João Máximo e Carlos Dider. Noel Rosa, uma biografia. Brasília, Ed. UNB, 1990, pp ). O cantor Noel Rosa tem razão de ficar irritado com as alterações que a cantora Aracy de Almeida introduziu na letra da canção? a) Por que a conjunção pois é inadequada para exprimir a relação que vem expressa pela conjunção mas? b) Sob que ponto de vista do significado, que diferença faz trocar o artigo o por um em meu lar é o botequim? Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 24

29 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha Intertextualidade e Metalinguagem Metalinguagem é uma das possibilidades de produção de texto - poético ou não, sem perder de vista a originalidade de expressão - é ter um ponto de partida referencial. "Em literatura não há geração espontânea": as linguagens se cruzam, se relacionam, se complementam... dão a possibilidade criativa de fazer nascer obras sempre novas, fortes, únicas e vivas. ÓBOLO SEM VIÚVA (poema experimental de Kakau, acesso em esta, da sua pobreza, deitou tudo. (Mc. 12:41-44) Mas, Estes pedaços marcados e suados, Que morrem Sem febre e sem realidade, Não são nossa fuga... São fantasmas Que velam o nosso silêncio (parte de uma fotografia de Sebastião Salgado) A metalinguagem se caracteriza pela auto-referência, isto é, quando a linguagem se volta para o próprio código de que se constitui. No caso literário, por exemplo, o texto contém uma reflexão das formas mais variadas possíveis sobre si mesmo. Poética Estou farto do lirismo comedido Do lirismo bem comportado Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 25

30 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. Do lirismo funcionário público com livro de ponto expediente protocolo e manifestações [de apreço ao sr. Diretor. (...) Estou farto do lirismo* namorador Político Raquítico Sifilítico Manuel Bandeira (BANDEIRA, Manuel. Poesia Completa e Prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1993). *Lirismo é o "fazer poesia". Assinale a opção correta: ( ) o lirismo caracterizado no 3º verso é o oposto do lirismo comedido do 1º verso. ( ) No 4º verso, o eu lírico repudia o envolvimento amoroso. ( ) Raquítico e sifilítico, nesse contexto, são palavras sinônimas. ( ) No 3º verso, as expressões que caracterizam o lirismo pertencem a campos semânticos diferentes. ( ) a palavra lirismo, no poema, é índice de função metalingüística, isto é, revela que o assunto do poema é o próprio fazer poético. A palavra intertextualidade significa interação entre textos, um diálogo entre eles. E texto no sentido amplo: um conjunto de signos organizados para transmitir uma mensagem, portanto, no mundo atual da multimídia, ela acontece entre textos de signos diferentes. Veja um exemplo de intertextualidade: Gonçalves Dias, 1846 (DIAS, Gonçalves. In Primeiros Cantos, Trad. do texto de Goethe: Manuel Bandeira) CANÇÃO DO EXÍLIO Kennst du das Land, wo die Zitronen blühen, Im dunklen Laub die Gold-Orangen glühen? Kennst du es wohl? Dahin, dahin! Möcht ich... ziehn. [Conheces o país onde florescem as laranjeiras? Ardem na escura fronde os frutos de ouro... Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 26

31 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. Conhecê-lo? Para lá, para lá quisera eu ir!] Goethe Minha terra tem palmeiras, Onde canta o Sabiá; As aves, que aqui gorjeiam, Não gorjeiam como lá. Que tais não encontro eu cá; Em cismar sozinho, à noite Mais prazer encontro eu lá; Minha terra tem palmeiras, Onde canta o Sabiá. Nosso céu tem mais estrelas, Nossas várzeas têm mais flores, Nossos bosques têm mais vida, Nossa vida mais amores. Não permita Deus que eu morra, Sem que eu volte para lá; Sem que desfrute os primores Que não encontro por cá; Em cismar, sozinho, à noite, Mais prazer encontro eu lá; Sem qu'inda aviste as palmeiras, Onde canta o Sabiá. Minha terra tem palmeiras, Onde canta o Sabiá. Coimbra, julho de 1843 Minha terra tem primores, Casimiro de Abreu, 1859 (ABREU, Casimiro de, In Primaveras, 1859) CANÇÃO DO EXÍLIO Oh! Que saudades tamanhas Das montanhas, Eu nasci além dos mares: Os meus lares, Meus amores ficam lá! Daqueles campos natais! Que se mira, Que se mira nos cristais! Onde canta nos retiros Seus suspiros, Suspiros o sabiá! Não amo a terra do exílio Sou bom filho, Quero a pátria, o meu país, Oh! Que céu, que terra aquela, Rica e bela Como o céu de claro anil! Quero a terra das mangueiras E as palmeiras E as palmeiras tão gentis! Que seiva, que luz, que galas, Não exalas, Não exalas, meu Brasil! Como a ave dos palmares Pelos ares Fugindo do caçador; Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 27

32 ... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Campus VIII Varginha. Eu vivo longe do ninho; Sem carinho Sem carinho e sem amor! Debalde eu olho e procuro... Tudo escuro Só vejo em roda de mim! Falta a luz do lar paterno Doce e terno, Doce e terno para mim. Distante do solo amado Desterrado a vida não é feliz. Nessa eterna primavera Quem me dera, Quem me dera o meu país! Lisboa, 1855 Osório Duque Estrada, 1909 HINO NACIONAL BRASILEIRO Do que a terra mais garrida Teus risonhos, lindos campos têm mais flores; "Nossos bosques têm mais vida", "Nossa vida" no teu seio "mais amores". Oswald de Andrade, 1925 (ANDRADE, Oswald de. In Pau-Brasil, 1925) CANTO DO REGRESSO À PÁTRIA Minha terra tem palmares onde gorjeia o mar Os passarinhos daqui Não cantam como os de lá Ouro terra amor e rosas Eu quero tudo de lá Não permita Deus que eu morra Sem que volte para lá Minha terra tem mais rosas E quase que mais amores Minha terra tem mais ouro Minha terra tem mais terra Não permita Deus que eu morra Sem que volte pra São Paulo Sem que veja a Rua 15 E o progresso de São Paulo Murilo Mendes, 1930 (MENDES, Murilo. In Poemas, 1930) CANÇÃO DO EXÍLIO os sargentos do exército são monistas, cubistas, Minha terra tem macieiras da Califórnia os filósofos são polacos vendendo a onde cantam gaturamos de Veneza. prestações. Os poetas da minha terra A gente não pode dormir são pretos que vivem em torres de ametista, com os oradores e os pernilongos. Curso Pró-Técnico. Disciplina: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Professora Zelina Beato. 28

Em toda palavra de duas ou mais sílabas, sempre há uma sílaba, pronunciada com maior intensidade: sílaba tônica. As outras são as sílabas átonas.

Em toda palavra de duas ou mais sílabas, sempre há uma sílaba, pronunciada com maior intensidade: sílaba tônica. As outras são as sílabas átonas. Acentuação Em toda palavra de duas ou mais sílabas, sempre há uma sílaba, pronunciada com maior intensidade: sílaba tônica. As outras são as sílabas átonas. sílaba tônica - pronunciada com maior intensidade.

Leia mais

Professor Jailton www.professorjailton.com.br

Professor Jailton www.professorjailton.com.br Professor Jailton www.professorjailton.com.br Palavras terminadas em: a, e, o (seguidas ou não de s): atrás, xará, freguês, bisavós, está, já, és, só*. em, ens: também, parabéns. ditongos abertos tônicos

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Quanto à classificação das orações coordenadas, temos dois tipos: Coordenadas Assindéticas e Coordenadas Sindéticas.

Quanto à classificação das orações coordenadas, temos dois tipos: Coordenadas Assindéticas e Coordenadas Sindéticas. LISTA DE RECUPERAÇÃO FINAL 9º ANO - PORTUGUÊS Caro aluno, seguem abaixo os assuntos para a prova de exame. É só um lembrete, pois os mesmos estão nas apostilas do primeiro bimestre, segundo e terceiro

Leia mais

ACENTO GRÁFICO E ACENTO TÔNICO

ACENTO GRÁFICO E ACENTO TÔNICO ACENTO GRÁFICO E ACENTO TÔNICO O acento gráfico é um mero sinal de escrita, que não deve ser confundido com o acento tônico, que é a maior intensidade de voz apresentada por uma sílaba quando pronunciamos

Leia mais

PONTUAÇÃO: é preciso saber usar a vírgula!

PONTUAÇÃO: é preciso saber usar a vírgula! PONTUAÇÃO: é preciso saber usar a vírgula! Bete Masini A pontuação é, sem dúvida, um dos principais elementos coesivos do nosso texto. Certamente, não podemos crer no que muitos já falaram (e ainda falam):

Leia mais

b) tônicos: possuem acentuação própria, isto é, são pronunciados com muita intensidade: lá, pá, mim, pôs, tu, lã.

b) tônicos: possuem acentuação própria, isto é, são pronunciados com muita intensidade: lá, pá, mim, pôs, tu, lã. Acentuação gráfica O português, assim como outras línguas neolatinas, apresenta acento gráfico. Toda palavra da língua portuguesa de duas ou mais sílabas possui uma sílaba tônica. Observe as sílabas tônicas

Leia mais

DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSORA: Mª DE LOURDES

DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSORA: Mª DE LOURDES RECUPERAÇÃO 6º ano - 2ª ETAPA - 2015 DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSORA: Mª DE LOURDES Aluno(a): n : Turma: ORIENTAÇÕES: CARO (A) ALUNO (A), Este roteiro tem como objetivo orientá-lo na execução

Leia mais

Estudo das classes de palavras Conjunções. A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das

Estudo das classes de palavras Conjunções. A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das Um pouco de teoria... Observe: Estudo das classes de palavras Conjunções A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das I- João saiu, Maria chegou. II- João saiu, quando

Leia mais

ACENTUAÇÃO GRÁFICA (NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO) Profa. Me. Luana Lemos

ACENTUAÇÃO GRÁFICA (NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO) Profa. Me. Luana Lemos ACENTUAÇÃO GRÁFICA (NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO) Profa. Me. Luana Lemos PROSÓDIA Estuda a correta posição da sílaba tônica das palavras. SILABADA erro de acentuação tônica de uma palavra. RUIM RUBRICA AVARO

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa 9 o ano 1 o bimestre PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa Escola: Nome: Turma: n o : Responda às questões 1, 2 e 3, após a leitura de um fragmento do texto Homem no mar, de Rubem Braga. De minha varanda vejo,

Leia mais

Aula 6 Tema: Tecnologia: corpo, movimento e linguagem na era da informação. LÍNGUA PORTUGUESA FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA

Aula 6 Tema: Tecnologia: corpo, movimento e linguagem na era da informação. LÍNGUA PORTUGUESA FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 6 Tema: Tecnologia: corpo, movimento e linguagem na era da informação. 3 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula

Leia mais

Acentuação. É importante saber as regras da acentuação gráfica? Compare: o jornal publicara o artigo o jornal publicará o artigo

Acentuação. É importante saber as regras da acentuação gráfica? Compare: o jornal publicara o artigo o jornal publicará o artigo Acentuação É importante saber as regras da acentuação gráfica? Compare: ela e a minha amiga ela é a minha amiga o jornal publicara o artigo o jornal publicará o artigo sai à rua saí à rua 1 Sílaba / vogal

Leia mais

O Livro de informática do Menino Maluquinho

O Livro de informática do Menino Maluquinho Coleção ABCD - Lição 1 Lição 1 O Livro de informática do Menino Maluquinho 1 2 3 4 5 6 7 8 Algumas dicas para escrever e-mails: 1. Aprender português. Não adianta fi car orgulhoso por mandar um e-mail

Leia mais

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA Aluno (a): Série: 3ª TUTORIAL 3B Ensino Médio Data: Turma: Equipe de Língua Portuguesa Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA TERMOS INTEGRANTES = completam o sentido de determinados verbos e nomes. São

Leia mais

ATIVIDADES RECUPERAÇÃO PARALELA

ATIVIDADES RECUPERAÇÃO PARALELA ATIVIDADES RECUPERAÇÃO PARALELA Nome: Nº Ano: 6º Data: / /2012 Bimestre: 2º Professora: Samanta Disciplina: P1 Orientações para estudo: refaça os exercícios propostos (inclusive folha extra) e as avaliações

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por:

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por: COLÉGIO DE APLICAÇÃO DOM HÉLDER CÂMARA AVALIAÇÃO: EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES I DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR(A): ANA PAULA DA VEIGA CALDAS ALUNO(A) DATA: / / TURMA: M SÉRIE: 9º ANO DATA PARA ENTREGA:

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR Marcha Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe me disse Que é

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

PERÍODO período simples período composto

PERÍODO período simples período composto Já estudamos que PERÍODO é a frase constituída por uma ou mais orações, formando um todo, com sentido completo. Quando possui apenas uma oração, é classificado como período simples; quando possui mais

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL AUGUSTO AIRES DA MATA MACHADO. MATÉRIA: LÍNGUA PORTUGUESA. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ASSUNTO: PRODUÇÃO DE TEXTO.

ESCOLA ESTADUAL AUGUSTO AIRES DA MATA MACHADO. MATÉRIA: LÍNGUA PORTUGUESA. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ASSUNTO: PRODUÇÃO DE TEXTO. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ALUNO: Victor Maykon Oliveira Silva TURMA: 6º ANO A ÁGUA A água é muito importante para nossa vida. Não devemos desperdiçar. Se você soubesse como ela é boa! Mata a sede de

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

Língua Portuguesa. O texto abaixo serve de base para as questões de 16 a 20. Leia-o atentamente. Depois, responda às perguntas.

Língua Portuguesa. O texto abaixo serve de base para as questões de 16 a 20. Leia-o atentamente. Depois, responda às perguntas. Língua Portuguesa O texto abaixo serve de base para as questões de 16 a 20. Leia-o atentamente. Depois, responda às perguntas. O rápido e grande avanço observado no ambiente da produção, por meio do surgimento

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe

Leia mais

O Coração Sujo. Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse? Tuca Parece cheiro de gambá morto afogado no esgoto.

O Coração Sujo. Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse? Tuca Parece cheiro de gambá morto afogado no esgoto. O Coração Sujo Personagens - Tuca - Teco - Tatá - Tia Tuca e Tatá estão conversando. Teco chega. Teco Oi, meninas, sobre o que vocês estão falando? Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse?

Leia mais

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No.

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No. COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No. Trabalho Avaliativo Valor: 30 % Nota: Minhas Férias Eu, minha mãe, meu pai, minha irmã (Su) e meu cachorro

Leia mais

Período composto. Orações subordinadas adverbiais

Período composto. Orações subordinadas adverbiais Período composto Orações subordinadas adverbiais Orações subordinadas Orações que mantém relação de dependência sintática e semântica entre a oração subordinada e a oração principal. Ex.: Eu tenho dúvida

Leia mais

Português- Prof. Verônica Ferreira

Português- Prof. Verônica Ferreira Português- Prof. Verônica Ferreira 1 Com relação a aspectos linguísticos e aos sentidos do texto acima, julgue os itens a seguir. No trecho que podemos chamar de silenciosa (l.15-16), o termo de silenciosa

Leia mais

7 Tal pai, tal filho. Acabada a assembléia da comunidade de. Cenatexto

7 Tal pai, tal filho. Acabada a assembléia da comunidade de. Cenatexto JANELA A U L A 7 Tal pai, tal filho Cenatexto Acabada a assembléia da comunidade de Júpiter da Serra, em que se discutiu a expansão da mineradora, dona Ana volta para casa com o Samuel, seu garotinho.

Leia mais

RECADO AOS PROFESSORES

RECADO AOS PROFESSORES RECADO AOS PROFESSORES Caro professor, As aulas deste caderno não têm ano definido. Cabe a você decidir qual ano pode assimilar cada aula. Elas são fáceis, simples e às vezes os assuntos podem ser banais

Leia mais

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar 1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar nosso amor 4. Porque a gente discute nossos problemas

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

PONTUAÇÃO. 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo.

PONTUAÇÃO. 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo. EMPREGA-SE VÍRGULA: PONTUAÇÃO 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo. EX.: A moral legisla para o homem: o direito, para o cidadão. Adalberto estuda francês, e Osmar, Inglês. Uma flor, Quincas

Leia mais

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco Período Composto 1.Orações Subordinadas Adverbiais. 2. Apresentação das conjunções adverbiais mais comuns. 3. Orações Reduzidas. As orações subordinadas

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

ACENTUAÇÃO. 1. Assinale o item em que todas as palavras são acentuadas pela mesma regra de: também, incrível e caráter.

ACENTUAÇÃO. 1. Assinale o item em que todas as palavras são acentuadas pela mesma regra de: também, incrível e caráter. ACENTUAÇÃO 1. Assinale o item em que todas as palavras são acentuadas pela mesma regra de: também, incrível e caráter. a- alguém, inverossímil, tórax b- hífen, ninguém, possível c- têm, anéis, éter d-

Leia mais

MULHER SOLTEIRA. Marcos O BILAU

MULHER SOLTEIRA. Marcos O BILAU MULHER SOLTEIRA REFRÃO: Ei, quem tá aí Se tem mulher solteira dá um grito que eu quero ouvir Ei, quem tá aí Se tem mulher solteira dá um grito que eu quero ouvir (Essa música foi feita só prás mulheres

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa 7 o ano 2 o bimestre PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa Escola: Nome: Turma: n o : Sotaque mineiro: é ilegal, imoral ou engorda? Gente, simplificar é um pecado. Se a vida não fosse tão corrida, se não tivesse

Leia mais

Período composto por subordinação

Período composto por subordinação Período composto por subordinação GRAMÁTICA MAIO 2015 Na aula anterior Período composto por coordenação: conjunto de orações independentes Período composto por subordinação: conjunto no qual um oração

Leia mais

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha Ensino Fundamental Turma: PROJETO INTERPRETA AÇÂO (INTERPRETAÇÃO) Nome do (a) Aluno (a): Professor (a): DISCIPLINA:

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

O PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO: AS ORAÇÕES COORDENADAS

O PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO: AS ORAÇÕES COORDENADAS O PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO: AS ORAÇÕES COORDENADAS 1. Leia as orações dos itens seguintes, observando o tipo de relação semântica existente entre elas. Reescreva-as e ligue-as, empregando uma conjunção

Leia mais

Valor Semântico de Conectivos. Coordenadas e Adverbiais

Valor Semântico de Conectivos. Coordenadas e Adverbiais Valor Semântico de Conectivos Coordenadas e Adverbiais As conjunções coordenativas, que encabeçam orações coordenadas, independentes, são de cinco tipos: 1. Aditivas: e, nem, não só...mas também, não só...como

Leia mais

Língua Portuguesa RESOLUÇÃO

Língua Portuguesa RESOLUÇÃO PROCESSO SELETIVO/2009 CADERNO 2 Respostas da 2. a Fase Língua Portuguesa RESOLUÇÃO FGVS-2.ªFase/2.ºCad-Língua Portuguesa-Resolução-manhã 2 LÍNGUA PORTUGUESA Leia o texto para responder às questões de

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO

CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO COLÉGIO ARNALDO 2015 CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA Aluno (a): Turma: 2º Ano Professora: Data de entrega: Valor: 20 pontos CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Leitura e interpretação de textos

Leia mais

Sem o acento, uma frase como essa teria seu sentido alterado, pois, em "Saiu a francesa", "a francesa" é o sujeito da oração.

Sem o acento, uma frase como essa teria seu sentido alterado, pois, em Saiu a francesa, a francesa é o sujeito da oração. OBS.: A locução prepositiva "à moda de" tem uma peculiaridade: nela se costuma observar a elisão do substantivo feminino "moda", mas, mesmo nos casos em que isso ocorre, mantém-se o acento de crase. Ex.:

Leia mais

HINOS DE DESPACHO. www.hinarios.org 01 O DAIME É O DAIME. O Daime é o Daime Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana

HINOS DE DESPACHO. www.hinarios.org 01 O DAIME É O DAIME. O Daime é o Daime Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana HINOS DE DESPACHO Tema 2012: Flora Brasileira Estrela D Alva www.hinarios.org 1 2 01 O DAIME É O DAIME O é o Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana O é o O professor dos professores

Leia mais

03. Resposta: E. Página 552 02.

03. Resposta: E. Página 552 02. Orações coordenadas Página 550 a) O aquecimento excessivo do planeta é um fato incontestável [1], por isso muitos países já implantaram programas de redução de poluentes [2], mas / porém / no entanto o

Leia mais

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais)

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Tempo para tudo (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da

Leia mais

Adjunto adnominal. Os dois primeiros colocados disputarão a medalha de ouro. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj: adn.

Adjunto adnominal. Os dois primeiros colocados disputarão a medalha de ouro. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj: adn. Professor Jailton Adjunto adnominal é o termo da oração que sempre se refere a um substantivo que funciona como núcleo de um termo, a fim de determiná-lo, indeterminá-lo ou caracterizá-lo. adj. adn. adj.

Leia mais

AS TRÊS EXPERIÊNCIAS

AS TRÊS EXPERIÊNCIAS Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 8 Ọ ANO EM 2014 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: Texto para as questões de 1 a 7. AS TRÊS EXPERIÊNCIAS Há três coisas para

Leia mais

O LIVRO SOLIDÁRIO. Texto: Letícia Soares Ilustração: Hildegardis Bunda Turma 9º A

O LIVRO SOLIDÁRIO. Texto: Letícia Soares Ilustração: Hildegardis Bunda Turma 9º A O LIVRO SOLIDÁRIO Texto: Letícia Soares Ilustração: Hildegardis Bunda Turma 9º A 1 Era uma vez um rapaz que se chamava Mau-Duar, que vivia com os pais numa aldeia isolada no Distrito de Viqueque, que fica

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Lista de Diálogo - Cine Camelô

Lista de Diálogo - Cine Camelô Lista de Diálogo - Cine Camelô Oi amor... tudo bem? Você falou que vinha. É, eu tô aqui esperando. Ah tá, mas você vai vir? Então tá bom vou esperar aqui. Tá bom? Que surpresa boa. Oh mano. Aguá! Bolha!

Leia mais

VÍRGULA. A vírgula marca uma ligeira suspensão na melodia do

VÍRGULA. A vírgula marca uma ligeira suspensão na melodia do PONTUAÇÃO VÍRGULA A vírgula marca uma ligeira suspensão na melodia do enunciado, indicando que os termos por ela separados não formam uma unidade sintática, embora participem da mesma frase ou oração.

Leia mais

CARTAS: REGISTRANDO A VIDA

CARTAS: REGISTRANDO A VIDA CARTAS: REGISTRANDO A VIDA A carta abaixo foi escrita na época da ditadura militar. Ela traduz a alegria de um pai por acreditar estar próxima sua liberdade e, assim, a possibilidade do reencontro com

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

Avaliação 1 o Bimestre

Avaliação 1 o Bimestre Avaliação 1 o Bimestre NOME: N º : CLASSE: Na primeira unidade você leu uma letra de música do grupo Skank sobre a grande emoção que o futebol desperta na maioria dos brasileiros. Na segunda, você leu

Leia mais

JÓ Lição 05. 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus.

JÓ Lição 05. 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus. JÓ Lição 05 1 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus. 2. Lição Bíblica: Jô 1 a 42 (Base bíblica para a história e o professor)

Leia mais

I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. (5 pontos)

I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. (5 pontos) I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. Hoje. domingo e o tempo. bom. Por isso nós. todos fora de casa.. a passear à beira-mar.. agradável passar um pouco de tempo

Leia mais

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa 01. Alternativa (E) Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa Alternativa que contém palavras grafadas de acordo com o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa - VOLP 02. Alternativa

Leia mais

Deve-se analisar a frase e sublinhar todas as formas verbais nelas existentes. Assim sendo, a frase fica:

Deve-se analisar a frase e sublinhar todas as formas verbais nelas existentes. Assim sendo, a frase fica: Revisão sobre: - Orações complexas: coordenação e subordinação. - Análise morfológica e análise sintáctica. - Conjugação verbal: pronominal, reflexa, recíproca, perifrástica. - Relação entre palavras.

Leia mais

DICAS PARA APRENDER A ACENTUAR AS PALAVRAS.

DICAS PARA APRENDER A ACENTUAR AS PALAVRAS. DICAS PARA APRENDER A ACENTUAR AS PALAVRAS. Para acentuarmos bens as palavras faz-se necessário revisar alguns pontos gramaticais que nos ajudarão a compreender as regras da acentuação gráfica da Língua

Leia mais

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno.

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno. Meu lugar,minha história. Cena 01- Exterior- Na rua /Dia Eduardo desce do ônibus com sua mala. Vai em direção a Rose que está parada. Olá, meu nome é Rose sou a guia o ajudara no seu projeto de história.

Leia mais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE Comunicação Oral e Escrita Unidade 11 Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 2 Aviso importante! Este material foi produzido

Leia mais

Fantasmas da noite. Uma peça de Hayaldo Copque

Fantasmas da noite. Uma peça de Hayaldo Copque Fantasmas da noite Uma peça de Hayaldo Copque Peça encenada dentro de um automóvel na Praça Roosevelt, em São Paulo-SP, nos dias 11 e 12 de novembro de 2011, no projeto AutoPeças, das Satyrianas. Direção:

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 11 por

Leia mais

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 5 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs UMA IDEIA TODA AZUL

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 5 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs UMA IDEIA TODA AZUL Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 5 Ọ ANO EM 2014 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: UMA IDEIA TODA AZUL Um dia o Rei teve uma ideia. Era a primeira da vida

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

Caridade quaresmal. Oração Pai-nosso S. João Bosco Rogai por nós. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Bom dia a todos!

Caridade quaresmal. Oração Pai-nosso S. João Bosco Rogai por nós. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Bom dia a todos! 2ª feira, 09 de março: Dar esmola Bom dia! Há gestos que nesta altura a quaresma, ganham uma dimensão ainda maior. Enchem-nos. Um dia, uma mulher vestida de trapos velhos percorria as ruas de uma aldeia

Leia mais

c) O verbo ficará no singular ou no plural se o sujeito coletivo for especificado com substantivo no plural.

c) O verbo ficará no singular ou no plural se o sujeito coletivo for especificado com substantivo no plural. Concordância Verbal a) O verbo vai para a 3ª pessoa do plural caso o sujeito seja composto e anteposto ao verbo. Se o sujeito composto é posposto ao verbo, este irá para o plural ou concordará com o substantivo

Leia mais

Ano: 9 Turma: 9.1 e 9.2

Ano: 9 Turma: 9.1 e 9.2 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 2ª Etapa 2014 Disciplina: Língua Portuguesa Professor (a): Cris Souto Ano: 9 Turma: 9.1 e 9.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de

Leia mais

PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA

PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA INTENÇÃO: LEVANTAR HIPÓTESES SOBRE A AUTORA, SOBRE O LIVRO, INSTIGAR A CURIOSIDADE E AMPLIAR O REPERTÓRIO DO ALUNO Para o professor Ou isto

Leia mais

Tudo que você precisa saber a respeito de Deus está esta escrito no Salmo 23. Tudo que você precisa saber a teu respeito está escrito no Salmo 23.

Tudo que você precisa saber a respeito de Deus está esta escrito no Salmo 23. Tudo que você precisa saber a teu respeito está escrito no Salmo 23. Tema: DEUS CUIDA DE MIM. Texto: Salmos 23:1-6 Introdução: Eu estava pesando, Deus um salmo tão poderoso até quem não está nem ai prá Deus conhece uns dos versículos, mas poderosos da bíblia e o Salmo 23,

Leia mais

Na Internet Gramática: atividades

Na Internet Gramática: atividades Na Internet Gramática: atividades Dica: Antes de fazer as atividades abaixo, leia os documentos Modo subjuntivo geral e Presente do subjuntivo, no Banco de Gramática. 1. No trecho a seguir, extraído da

Leia mais

Convite. Poesia é brincar com palavras como se brinca com bola, papagaio, pião. Só que bola, papagaio, pião de tanto brincar se gastam.

Convite. Poesia é brincar com palavras como se brinca com bola, papagaio, pião. Só que bola, papagaio, pião de tanto brincar se gastam. Convite Poesia é brincar com palavras como se brinca com bola, papagaio, pião. Só que bola, papagaio, pião de tanto brincar se gastam. As palavras não: quanto mais se brinca com elas mais novas ficam.

Leia mais

Português Língua Estrangeira Teste (50 horas)

Português Língua Estrangeira Teste (50 horas) Português Língua Estrangeira Teste (50 horas) Nome: Data: A Importa-se de responder a umas perguntas? Está bem. Obrigado. 1 Como é que se chama? 2 O que é que faz? 3 Vive aqui agora? 4 Há quanto tempo

Leia mais

VIOLÊNCIA, A NOVA ORDEM MUNDIAL? Guila Azevedo

VIOLÊNCIA, A NOVA ORDEM MUNDIAL? Guila Azevedo Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA A 1 ạ SÉRIE DO ENSINO MÉDIO EM 2014 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: VIOLÊNCIA, A NOVA ORDEM MUNDIAL? Guila Azevedo Não me

Leia mais

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Autora: Tell Aragão Personagens: Voz - não aparece mendigo/pessoa Nervosa/Ladrão faz os três personagens Menina 1 Menina 2 Voz: Era uma vez, duas irmãs que ganharam dois

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA Módulo Geral

LÍNGUA PORTUGUESA Módulo Geral Módulo Geral CONCURSO: Ministério do Trabalho e Emprego CARGO: Auditor-Fiscal do Trabalho PROFESSOR: Pablo Jamilk Este curso é protegido por direitos autorais (copyright), nos termos da Lei n.º 9.610/1998,

Leia mais

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa O PASTOR AMOROSO Alberto Caeiro Fernando Pessoa Este texto foi digitado por Eduardo Lopes de Oliveira e Silva, no Rio de Janeiro, em maio de 2006. Manteve-se a ortografia vigente em Portugal. 2 SUMÁRIO

Leia mais

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem.

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem. Pais e filhos 1º cena: música ambiente (início da música pais e filhos legião urbana - duas pessoas entram com um mural e começam a confeccionar com frases para o aniversário do pai de uma delas (Fátima),

Leia mais

4ºano. 3º período 1.4 LÍNGUA PORTUGUESA. 30 de agosto de 2013

4ºano. 3º período 1.4 LÍNGUA PORTUGUESA. 30 de agosto de 2013 4ºano 1.4 LÍNGUA PORTUGUESA 3º período 30 de agosto de 2013 Cuide da organização da sua avaliação, escreva de forma legível, fique atento à ortografia e elabore respostas claras. Tudo isso será considerado

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO.

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. Roteiro de Telenovela Brasileira Central de Produção CAPÍTULO 007 O BEM OU O MAL? Uma novela de MHS. PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. AGENOR ALBERTO FERNANDO GABRIELE JORGE MARIA CLARA MARIA CAMILLA MARÍLIA

Leia mais

CRASE. CONCEITO - É a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave (`).

CRASE. CONCEITO - É a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave (`). CRASE CONCEITO - É a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave (`). A crase pode ocorrer entre: 1) Preposição A e os artigos A, AS Há limites a+a tolerância humana

Leia mais

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos Pessoais Do caso reto Oblíquo Possessivos Demonstrativos Relativos Indefinidos Interrogativos Os pronomes is indicam diretamente as s do discurso. Quem fala ou escreve, assume os pronomes eu ou nós, emprega

Leia mais

Levantando o Mastro CD 02. Bom Jesus da Cana Verde. Divino Espírito Santo Dobrado. Areia areia

Levantando o Mastro CD 02. Bom Jesus da Cana Verde. Divino Espírito Santo Dobrado. Areia areia CD 02 Bom Jesus da Cana Verde [ai bom Jesus da Cana Verde é nosso pai, é nosso Deus (bis)] ai graças a Deus para sempre que tornamos a voltar ai com o mesmo Pombo Divino da glória celestial ai Meu Divino

Leia mais

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br Odilei França Graduado em Letras pela Fafipar. Graduado em Teologia pela Faculdade Batista. Professor de Língua Portuguesa para concursos públicos há 22 anos. Sintaxe do período composto: parte II Período

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Modo: indicativo O modo indicativo expressa um fato de maneira definida, real, no presente, passado ou futuro, na frase afirmativa, negativa ou interrogativa. Presente Presente Passado (=Pretérito) Pretérito

Leia mais

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta.

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. Prezado(a) candidato(a): 1 Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. Nº de Inscrição Nome PROVA DE LÍNGUA

Leia mais

PORTUGUÊS CIDA BISPO

PORTUGUÊS CIDA BISPO TIPO 1 PORTUGUÊS CIDA BISPO 7º UNIDADE IV Orientações: Não será aceita a utilização de corretivo; não será permitido o empréstimo de material durante a avaliação; use somente caneta esferográfica azul

Leia mais

Guia do Professor / Vozes da Cidade / Conhecendo.../ Eduardo Guimarães. Conhecendo a Cidade

Guia do Professor / Vozes da Cidade / Conhecendo.../ Eduardo Guimarães. Conhecendo a Cidade 1 Guia do Professor Episódio Conhecendo a Cidade Programa Vozes da Cidade Apresentação Como já vimos nos trabalhos desenvolvidos para o episódio 1, os trabalhos para o episódio 2 também trazem várias questões

Leia mais

6) Sublinhe com lápis colorido a frase em que o verbo papar é empregado como nesta: (...) Ele já papou muitos e muitos livros!

6) Sublinhe com lápis colorido a frase em que o verbo papar é empregado como nesta: (...) Ele já papou muitos e muitos livros! FICHA DA SEMANA 5º ANO A / B Instruções: 1- Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue a professora no dia seguinte; 2- As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno,

Leia mais

Lição. História Bíblica II Timóteo 3:16; II Pedro 1:20, 21; Salmos 119:4 Na lição de hoje, as crianças aprenderão que a

Lição. História Bíblica II Timóteo 3:16; II Pedro 1:20, 21; Salmos 119:4 Na lição de hoje, as crianças aprenderão que a FRUTOS-1 Descoberta Lição 1 4-6 Anos História Bíblica II Timóteo 3:16; II Pedro 1:20, 21; Salmos 119:4 Na lição de hoje, as crianças aprenderão que a CONCEITO CHAVE A Bíblia é o livro de Deus e nós sabemos

Leia mais

Vestibular Comentado - UVA/2010.2

Vestibular Comentado - UVA/2010.2 LÍNGUA PORTUGUESA Comentários: Profs. Evaristo, Crerlânio, Vicente Júnior Texto 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 Flor voltara a embalar-se

Leia mais