Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA"

Transcrição

1 Aluno (a): Série: 3ª TUTORIAL 3B Ensino Médio Data: Turma: Equipe de Língua Portuguesa Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA TERMOS INTEGRANTES = completam o sentido de determinados verbos e nomes. São eles: o objeto direto e o objeto indireto (complementos verbais), o complemento nominal e o agente da passiva. COMPLEMENTO VERBAL = é o termo da oração que completa ou integra o sentido dos verbos transitivos, podendo ou não ser introduzido por uma preposição, conforme o verbo exigir. TIPOS DE COMPLEMENTO VERBAL: Objeto direto: integra o sentido dos verbos transitivos diretos, e vincula-se diretamente ao verbo, sem preposição. > Eu comprei uma bicicleta. Há dois tipos especiais de objeto direto: Objeto direto pleonástico: aparece repetido, na forma de pronome oblíquo, na mesma oração: Minha esposa, eu a amarei para sempre. Objeto direto preposicionado: liga-se ao verbo transitivo direto por meio de uma preposição, a qual, no entanto, não é necessária, aparece apenas com a finalidade de realce, para conferir formalidade ao discurso, ou em outros casos específicos: Ele experimentou do próprio veneno. Também correto do ponto de vista sintático: Ele experimentou o próprio veneno. Casos em que o verbo transitivo direto recebe o objeto direto preposicionado: Quando o objeto direto vem expresso por meio de pronome pessoal tônico (mim, ti, si, ele, eles, ela, elas): Ela quis agradar a mim. Quando o objeto direto é o nome próprio Deus: Devemos amar e respeitar a Deus sobre todas as coisas. Quando o objeto direto é pronome substantivo demonstrativo, indefinido ou interrogativo: Será que agradei a todos? Não considero a esse, só àquele. Eu desrespeitei a quem? Quando é necessário desfazer uma ambiguidade: Aos brasileiros, derrotaram os holandeses na Copa de Objeto indireto: integra o sentido dos verbos transitivos indiretos, e vincula-se ao verbo por meio de uma preposição. > Ela gosta de sapatos. Assim como ocorre com o objeto direto, também há casos em que o objeto de verbos transitivos indiretos é retomado, na mesma oração, por pronome oblíquo. Trata-se do objeto indireto pleonástico: Aos compradores, não lhes devolveram o dinheiro. Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem MEST/ABRIL/

2 IMPORTANTE LEMBRAR: além dos verbos transitivos diretos, que pedem objeto direto, e dos transitivos indiretos, que pedem objeto indireto, há também os verbos transitivos diretos e indiretos, ou bitransitivos, que pedem os dois tipos de complemento verbal ao mesmo tempo, e os verbos intransitivos, que não pedem complemento. TEXTO 1 EXERCÍCIOS Se eu morresse amanhã Se eu morresse amanhã, viria ao menos Fechar meus olhos minha triste irmã; Minha mãe de saudades morreria Quanta glória pressinto em meu futuro! Que aurora de porvir e que manhã! Eu perdera chorando essas coroas Que sol! que céu azul! que doce n'alva Acorda a natureza mais louçã! Não me batera tanto amor no peito Mas essa dor da vida que devora A ânsia de glória, o dolorido afã... A dor no peito emudecera ao menos Álvares de Azevedo Disponível em<http://www.luso-poemas.net/modules/news03/index.php?storytopic=6> Acesso em 31/03/2012 porvir: futuro alva: o primeiro alvor da manhã; amanhecer louçã: graciosa, fresca afã: vontade, ambição, trabalho 1. No poema de Álvares de Azevedo, o eu lírico imagina o que aconteceria se morresse subitamente. Duas consequências que lhe serviriam de consolo seriam: a) A impossibilidade de fazer planos para o futuro e de aproveitar a manhã. b) O desejo de fama e sucesso e a angústia, o sofrimento. c) Receber manifestações de carinho da mãe e da irmã e livrar-se de sofrimentos. d) A impossibilidade de aproveitar os dias e de viver a experiência amorosa. e) O fim do contato com a natureza e o reencontro com aqueles que já se foram. Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem MEST/ABRIL/

3 2. Uma consequência negativa advinda da morte, segundo o poema de Álvares de Azevedo, seria: a) A perda das glórias e dos prazeres que o futuro poderia proporcionar. b) A beleza das manhãs mais nítida após a morte. c) A saudade que a mãe e a irmã do eu lírico sentiriam dele. d) A possibilidade de conquistar tudo o que não foi possível em vida. e) O afastamento da vida familiar. 3. Na quarta estrofe, há a ideia de um importante ganho para o eu lírico, depois de tantas perdas. Esse contraste entre desvantagens e, talvez, a única vantagem verdadeira de morrer é evidenciado pela expressão: a) ao menos. b) emudecera c) se d) glória e) mas 4. Em Se eu morresse amanhã, viria ao menos / Fechar meus olhos minha triste irmã;, o termo destacado é: a) sujeito b) predicativo do sujeito c) objeto indireto d) objeto direto e) predicado 5. No único verso que se repete em todas as estrofes do poema, temos um verbo que: a) precisa de um complemento, e essa função é exercida pelo termo amanhã. b) pode ser usado como transitivo ou intransitivo, conforme a oração. c) é intransitivo, seguido de um adjunto adverbial. d) não precisa de complemento, embora tenha sido usado como transitivo direto pelo poeta. e) foi complementado por um termo que não exerce comumente essa função. TEXTO 2 Amor da minha vida Daqui até a eternidade Nossos destinos Foram traçados na maternidade Paixão cruel desenfreada Te trago mil rosas roubadas Pra desculpar minhas mentiras Minhas mancadas Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem MEST/ABRIL/

4 Eu nunca mais vou respirar Se você não me notar Eu posso até morrer de fome Se você não me amar E por você eu largo tudo Vou mendigar, roubar, matar Até nas coisas mais banais Pra mim é tudo ou nunca mais E por você eu largo tudo Carreira, dinheiro, canudo Até nas coisas mais banais Pra mim é tudo ou nunca mais Com mil rosas roubadas Eu adoro um amor inventado Cazuza Disponível em <http://letras.terra.com.br/cazuza/43861/ >Acesso em 31 de março de No texto 2, é possível concluir que a experiência amorosa se torna vital para o eu lírico, o que se evidencia por termos como: a) exagerado e jogado a teus pés. b) paixão cruel e te trago mil rosas roubadas. c) eu largo tudo e coisas mais banais. d) posso até morrer de fome e nunca mais vou respirar. e) amor inventado e vou mendigar. 7. O único verso em que há complemento verbal é: a) Foram traçados na maternidade b) Pra desculpar minhas mentiras c) d) e) Vou mendigar, roubar, matar Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem MEST/ABRIL/

5 8. Em Te trago mil rosas roubadas, temos, além do verbo,: a) dois complementos verbais, um objeto direto e um objeto indireto. b) somente um complemento verbal, objeto direto. c) somente um complemento verbal, objeto indireto. d) somente um sujeito oculto e um objeto direto. e) somente um sujeito oculto e um objeto indireto. 9. Assinale a alternativa correta a respeito do verso se você não me amar: a) Nele a forma verbal não tem a mesma transitividade do verbo em Se você não me notar. b) Há objeto indireto, já que o verbo é transitivo indireto. c) Estaria gramaticalmente correto se reescrito da seguinte forma: Se você não amar a mim. d) Há objeto direto pleonástico, já que o complemento você é retomado pelo pronome oblíquo me. e) Há objeto direto preposicionado, pois não há necessidade da conjunção se antes do sujeito. 10. Os dois últimos versos da primeira estrofe (Nossos destinos / Foram traçados na maternidade) podem ser reescritos de modo que o termo que originalmente cumpre a função de sujeito passe a cumprir a função de objeto direto, sem que o sentido geral da frase seja alterado. Essa reescritura ficaria assim: a) Traçaram-se nossos destinos na maternidade. b) Nossos destinos foram traçados pela maternidade. c) Na maternidade traçaram-se nossos destinos. d) Traçaram nossos destinos na maternidade. e) A maternidade foi traçada nos nossos destinos. GABARITO: 1- C 2- A 3- E 4- D 5- C 6- D 7- B 8- A 9- C 10- D Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem MEST/ABRIL/

FIGURAS DE LINGUAGEM

FIGURAS DE LINGUAGEM FIGURAS DE LINGUAGEM Figuras de linguagem: São estratégias que o escritor pode aplicar no texto para conseguir um efeito determinado na interpretação do leitor. É muito usada no dia-a-dia das pessoas,

Leia mais

Termos integrantes da oração Objeto direto e indireto

Termos integrantes da oração Objeto direto e indireto Termos integrantes da oração Objeto direto e indireto Termos integrantes da oração Certos verbos ou nomes presentes numa oração não possuem sentido completo em si mesmos. Sua significação só se completa

Leia mais

TERCEIRA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco

TERCEIRA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco TERCEIRA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco Predicação Verbal e Complementos Verbais 1. Definição de Predicado. 2. Tipos de verbo no predicado: a) verbos transitivos; b) verbo intransitivo;

Leia mais

Ano: 9 Turmas: 9.1 e 9.2

Ano: 9 Turmas: 9.1 e 9.2 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 3ª Etapa 2013 Disciplina: PORTUGUÊS Professor (a): Cris Souto Ano: 9 Turmas: 9.1 e 9.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

O objeto direto preposicionado pode ocorrer quando: Estiver representando nomes próprios. Ex.: Sempre quis viajar a Fernando de Noronha.

O objeto direto preposicionado pode ocorrer quando: Estiver representando nomes próprios. Ex.: Sempre quis viajar a Fernando de Noronha. Em alguns casos, o objeto direto pode ser introduzido por preposição: é o chamado objeto direto preposicionado. Nesses casos, o verbo é sempre transitivo direto, e seu complemento é, obviamente, um objeto

Leia mais

O Açúcar. Leia este poema de Ferreira Gullar. Com que adoço meu café esta manhã em Ipanema.

O Açúcar. Leia este poema de Ferreira Gullar. Com que adoço meu café esta manhã em Ipanema. 8 Gramática -Revisão 8º ano DATA: /09/15: Unidade Centro Aluno (a) Professora: MARIA DO CARMO Leia este poema de Ferreira Gullar. O Açúcar O branco açúcar que adoçará meu café Nesta manhã de Ipanema Não

Leia mais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE Comunicação Oral e Escrita Unidade 11 Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 2 Aviso importante! Este material foi produzido

Leia mais

Profª.: Elysângela Neves

Profª.: Elysângela Neves Profª.: Elysângela Neves Regência É a relação sintática que se estabelece entre um termo regente ou subordinante (que exige outro) e o termo regido ou subordinado (termo regido pelo primeiro) A regência

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

Aluno(a): Nº. Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE. Análise de textos poéticos. Texto 1. Um homem também chora

Aluno(a): Nº. Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE. Análise de textos poéticos. Texto 1. Um homem também chora Lista de Exercícios Aluno(a): Nº. Professor: Daniel Série: 9 ano Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE Análise de textos poéticos Texto 1 Um homem também chora Um homem também

Leia mais

FORTALECENDO SABERES LÍNGUA PORTUGUESA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 38.1 Conteúdos: Regência verbal

FORTALECENDO SABERES LÍNGUA PORTUGUESA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 38.1 Conteúdos: Regência verbal 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 38.1 Conteúdos: Regência verbal 3 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Habilidades: Distinguir a relação que se estabelece

Leia mais

AS TRÊS EXPERIÊNCIAS

AS TRÊS EXPERIÊNCIAS Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 8 Ọ ANO EM 2014 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: Texto para as questões de 1 a 7. AS TRÊS EXPERIÊNCIAS Há três coisas para

Leia mais

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos Pessoais Do caso reto Oblíquo Possessivos Demonstrativos Relativos Indefinidos Interrogativos Os pronomes is indicam diretamente as s do discurso. Quem fala ou escreve, assume os pronomes eu ou nós, emprega

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

Letras. Objetivo. Aspectos das Conexões Sintáticas. Prof a. Dr a. Leda Szabo

Letras. Objetivo. Aspectos das Conexões Sintáticas. Prof a. Dr a. Leda Szabo Letras Prof a. Dr a. Leda Szabo Aspectos das Conexões Sintáticas Objetivo Diferenciar o objeto de estudo da análise de base sintática do objeto de estudo da análise do discurso. Compreender a diferença

Leia mais

1. Assinale a alternativa em que os termos da oração dispõem-se na ordem direta.

1. Assinale a alternativa em que os termos da oração dispõem-se na ordem direta. LÍNGUA PORTUGUESA SINTAXE DO PERÍODO SIMPLES E DO PERÍODO COMPOSTO PROF. AGNALDO MARTINO 1. Assinale a alternativa em que os termos da oração dispõem-se na ordem direta. a) Sedosos eram seus cabelos. b)

Leia mais

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves CAMINHOS Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves Posso pensar nos meus planos Pros dias e anos que, enfim, Tenho que, neste mundo, Minha vida envolver Mas plenas paz não posso alcançar.

Leia mais

MATÉRIA: Língua Portuguesa. PROFESSOR: Karla Gomes. SÉRIE: 3º ano. TIPO: Trabalho de Recuperação - 2ª etapa

MATÉRIA: Língua Portuguesa. PROFESSOR: Karla Gomes. SÉRIE: 3º ano. TIPO: Trabalho de Recuperação - 2ª etapa MATÉRIA: Língua Portuguesa PROFESSOR: Karla Gomes SÉRIE: 3º ano TIPO: Trabalho de Recuperação - 2ª etapa QUESTÃO 01- (ITA SP) Leia com atenção a seguinte frase de um texto publicitário: Esta é a escola

Leia mais

Leia a letra da música "Fico Assim Sem Você", de Claudinho e Buchecha:

Leia a letra da música Fico Assim Sem Você, de Claudinho e Buchecha: Leia a letra da música "Fico Assim Sem Você", de Claudinho e Buchecha: Avião sem asa, Fogueira sem brasa, Sou eu assim, sem você Futebol sem bola, Piu-piu sem Frajola, Sou eu assim, sem você... Porque

Leia mais

PESCADOR. Introdução: A E D E (2x) Mais qual é o meu caminho, qual a direção. E qual é o meu destino, minha vocação

PESCADOR. Introdução: A E D E (2x) Mais qual é o meu caminho, qual a direção. E qual é o meu destino, minha vocação PSCDOR Introdução: D (2x) Mais qual é o meu caminho, qual a direção D qual é o meu destino, minha vocação Carregar tua palavra, qualquer direção Dm Dm chamar outras almas, em outros mares pescar Pescador

Leia mais

VOCÊ DÁ O SEU MELHOR TODOS OS DIAS. CONTINUE FAZENDO ISSO.

VOCÊ DÁ O SEU MELHOR TODOS OS DIAS. CONTINUE FAZENDO ISSO. VOCÊ DÁ O SEU MELHOR TODOS OS DIAS. CONTINUE FAZENDO ISSO. Qualquer hora é hora de falar sobre doação de órgãos. Pode ser à mesa do jantar, no caminho para o trabalho ou até mesmo ao receber este folheto.

Leia mais

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por:

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por: COLÉGIO DE APLICAÇÃO DOM HÉLDER CÂMARA AVALIAÇÃO: EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES I DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR(A): ANA PAULA DA VEIGA CALDAS ALUNO(A) DATA: / / TURMA: M SÉRIE: 9º ANO DATA PARA ENTREGA:

Leia mais

Regência nominal. Regência Verbal. Verbos Transitivos Diretos

Regência nominal. Regência Verbal. Verbos Transitivos Diretos Regência nominal A regência nominal estuda os casos em que um nome (substantivo, adjetivo ou advérbio) exige um outro termo que lhe complete o sentido. Normalmente, o complemento de um nome vem iniciando

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 8 PORTUGUÊS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao primeiro bimestre escolar ou às Unidades 1 e 2 do Livro do Aluno. Avaliação - Língua Portuguesa NOME: TURMA: escola:

Leia mais

Disciplina:Língua Portuguesa Professor (a): Cris Souto Ano: 8º Turmas: 8.1 e 8.2

Disciplina:Língua Portuguesa Professor (a): Cris Souto Ano: 8º Turmas: 8.1 e 8.2 Rede de Educação Missionárias Servas do Espírito Santo Colégio Nossa Senhora da Piedade Av. Amaro Cavalcanti, 2591 Encantado Rio de Janeiro / RJ CEP: 20735042 Tel: 2594-5043 Fax: 2269-3409 E-mail: cnsp@terra.com.br

Leia mais

Lucas Liberato Coaching Coach de Inteligência Emocional lucasliberato.com.br

Lucas Liberato Coaching Coach de Inteligência Emocional lucasliberato.com.br Script de Terapia de Liberação Emocional (EFT) para desfazer crenças relativas aos clientes que você merece ter. Eu não consigo atrair clientes dispostos a pagar preços altos A Acupuntura Emocional é uma

Leia mais

GRAMÁTICA COMPLEMENTOS VERBAIS. DISPONÍVEIS NO SITE http://www.infoescola.com/portugues/analise-sintatica-e-analisemorfologica/exercicios/

GRAMÁTICA COMPLEMENTOS VERBAIS. DISPONÍVEIS NO SITE http://www.infoescola.com/portugues/analise-sintatica-e-analisemorfologica/exercicios/ GRAMÁTICA Profª. Gina Maciel COMPLEMENTOS VERBAIS DISPONÍVEIS NO SITE http://www.infoescola.com/portugues/analise-sintatica-e-analisemorfologica/exercicios/ 1. (UFMS 2010) Faça uma análise sintática da

Leia mais

Amar Dói. Livro De Poesia

Amar Dói. Livro De Poesia Amar Dói Livro De Poesia 1 Dedicatória Para a minha ex-professora de português, Lúcia. 2 Uma Carta Para Lúcia Querida professora, o tempo passou, mas meus sonhos não morreram. Você foi uma pessoa muito

Leia mais

POESIAS. Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado

POESIAS. Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado POESIAS Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado A flor amiga O ser mais belo e culto Emoções e corações Sentimentos envolvidos Melhor amiga e amada O seu sorriso brilha como o sol Os seus

Leia mais

Período composto por subordinação

Período composto por subordinação Período composto por subordinação GRAMÁTICA MAIO 2015 Na aula anterior Período composto por coordenação: conjunto de orações independentes Período composto por subordinação: conjunto no qual um oração

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul NÚMERO DA VAGA: 22 MOTIVO ALEGADO PELO CANDIDATO: alternativa

Leia mais

Língua Portuguesa RESOLUÇÃO

Língua Portuguesa RESOLUÇÃO PROCESSO SELETIVO/2009 CADERNO 2 Respostas da 2. a Fase Língua Portuguesa RESOLUÇÃO FGVS-2.ªFase/2.ºCad-Língua Portuguesa-Resolução-manhã 2 LÍNGUA PORTUGUESA Leia o texto para responder às questões de

Leia mais

Saudades. Quantas vezes, Amor, já te esqueci, Para mais doidamente me lembrar, Mais doidamente me lembrar de ti!

Saudades. Quantas vezes, Amor, já te esqueci, Para mais doidamente me lembrar, Mais doidamente me lembrar de ti! Durante as aulas de Português da turma 10.º 3, foi lançado o desafio aos alunos de escolherem poemas e tentarem conceber todo um enquadramento para os mesmos, o que passava por fazer ligeiras alterações

Leia mais

TD DE RECUPERAÇÃO FINAL DISCIPLINA: GRAMÁTICA SÉRIE: 7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL 2

TD DE RECUPERAÇÃO FINAL DISCIPLINA: GRAMÁTICA SÉRIE: 7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL 2 TD DE RECUPERAÇÃO FINAL DISCIPLINA: GRAMÁTICA SÉRIE: 7º ANO ALUNO(A): PROFESSOR(A): OSG: Caro(a) aluno(a), Você está recebendo o TD DE RECUPERAÇÃO 2015, que deve ser feito em casa. O TD vale de zero a

Leia mais

Brasileiros esperam ganhar salário três vezes maior após fazer MBA

Brasileiros esperam ganhar salário três vezes maior após fazer MBA COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 6º Ano Profª: Margareth Rodrigues Dutra Disciplina: Língua Portuguesa Aluno(a): TRABALHO DE RECUPERAÇÃO Data de entrega: 18/12/14 Questão 1- Leia o texto a seguir. Brasileiros

Leia mais

208. Assinale a única frase correta quanto ao uso dos pronomes pessoais: 209. Assinale o exemplo que contém mau emprego de pronome pessoal:

208. Assinale a única frase correta quanto ao uso dos pronomes pessoais: 209. Assinale o exemplo que contém mau emprego de pronome pessoal: 207. Complete com eu ou mim : CLASSES DE PALAVRAS PRONOME: - eles chegaram antes de. - há algum trabalho para fazer? - há algum trabalho para? - ele pediu para elaborar alguns exercícios; - para, viajar

Leia mais

De Luiz Carlos Cardoso e Narda Inêz Cardoso

De Luiz Carlos Cardoso e Narda Inêz Cardoso Água do Espírito De Luiz Carlos Cardoso e Narda Inêz Cardoso EXISTE O DEUS PODEROSO QUE DESFAZ TODO LAÇO DO MAL QUEBRA A LANÇA E LIBERTA O CATIVO ELE MESMO ASSIM FARÁ JESUS RIO DE ÁGUAS LIMPAS QUE NASCE

Leia mais

Adjunto adnominal. Os dois primeiros colocados disputarão a medalha de ouro. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj: adn.

Adjunto adnominal. Os dois primeiros colocados disputarão a medalha de ouro. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj: adn. Professor Jailton Adjunto adnominal é o termo da oração que sempre se refere a um substantivo que funciona como núcleo de um termo, a fim de determiná-lo, indeterminá-lo ou caracterizá-lo. adj. adn. adj.

Leia mais

1) Observe a fala do peru, no último quadrinho. a) Quantos verbos foram empregados nessa fala? Dois. b) Logo, quantas orações há nesse período? Duas.

1) Observe a fala do peru, no último quadrinho. a) Quantos verbos foram empregados nessa fala? Dois. b) Logo, quantas orações há nesse período? Duas. Pág. 41 1 e 2 1) Observe a fala do peru, no último quadrinho. a) Quantos verbos foram empregados nessa fala? Dois. b) Logo, quantas orações há nesse período? Duas. c) Delimite as orações. Foi o presente

Leia mais

Português- Prof. Verônica Ferreira

Português- Prof. Verônica Ferreira Português- Prof. Verônica Ferreira 1 Com relação a aspectos linguísticos e aos sentidos do texto acima, julgue os itens a seguir. No trecho que podemos chamar de silenciosa (l.15-16), o termo de silenciosa

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE.

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE. OS 4 PASSOS PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA HIGHSTAKESLIFESTYLE. Hey :) Gabriel Goffi aqui. Criei esse PDF para você que assistiu e gostou do vídeo ter sempre por perto

Leia mais

PORTUGUÊS CIDA BISPO

PORTUGUÊS CIDA BISPO TIPO 1 PORTUGUÊS CIDA BISPO 7º UNIDADE IV Orientações: Não será aceita a utilização de corretivo; não será permitido o empréstimo de material durante a avaliação; use somente caneta esferográfica azul

Leia mais

MAIS DE TI JESUS (JULIANO SOCIO) SENHOR DESCOBRI QUE NAO VIVO SEM TI TENS ME SUSTENTADO EM TUAS MAOS

MAIS DE TI JESUS (JULIANO SOCIO) SENHOR DESCOBRI QUE NAO VIVO SEM TI TENS ME SUSTENTADO EM TUAS MAOS MAIS DE TI JESUS SENHOR DESCOBRI QUE NAO VIVO SEM TI TENS ME SUSTENTADO EM TUAS MAOS TODAS AS ANGUSTIAS DO MEU CORACAO EU ENTREGO AO SENHOR POIS TUA PALAVRA ALIVIA A ALMA TUA GRACA ME ATRAIU PRA TI E A

Leia mais

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO.

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. Roteiro de Telenovela Brasileira Central de Produção CAPÍTULO 007 O BEM OU O MAL? Uma novela de MHS. PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. AGENOR ALBERTO FERNANDO GABRIELE JORGE MARIA CLARA MARIA CAMILLA MARÍLIA

Leia mais

TIPO DE AVALIAÇÃO: Lista de Exercícios - Recuperação

TIPO DE AVALIAÇÃO: Lista de Exercícios - Recuperação TIPO DE AVALIAÇÃO: Lista de Exercícios - Recuperação Nome: Nº 8º ano / Ensino Fundamental Turma: Disciplina(s): Português Data: Professor(a): Érica Beatriz Nota: Leia o texto de Clarice Lispector e veja

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 6 PORTUGUÊS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao segundo bimestre escolar ou às Unidades 3 e 4 do livro do Aluno. Avaliação - Língua Portuguesa NOME: TURMA: escola:

Leia mais

As palavras: QUE, SE e COMO.

As palavras: QUE, SE e COMO. As palavras: QUE, SE e COMO. Enfocaremos, nesse capítulo, algumas particularidades das referidas palavras. Professor Robson Moraes I A palavra QUE 1. Substantivo aparece precedida por artigo e exerce funções

Leia mais

Vestibular Comentado - UVA/2010.2

Vestibular Comentado - UVA/2010.2 LÍNGUA PORTUGUESA Comentários: Profs. Evaristo, Crerlânio, Vicente Júnior Texto 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 Flor voltara a embalar-se

Leia mais

Análise Sintática AMOSTRA DA OBRA. Português é simples. 2ª edição. Eliane Vieira. www.editoraferreira.com.br

Análise Sintática AMOSTRA DA OBRA. Português é simples. 2ª edição. Eliane Vieira. www.editoraferreira.com.br AMOSTRA DA OBRA www.editoraferreira.com.br O sumário aqui apresentado é reprodução fiel do livro 2ª edição. Eliane Vieira Análise Sintática Português é simples 2ª edição Nota sobre a autora Sumário III

Leia mais

Códigos e linguagens. Remissão textual e pronomes

Códigos e linguagens. Remissão textual e pronomes Códigos e linguagens Remissão textual e pronomes Remissão textual Outro dia, decidi entrar no Orkut mesmo sabendo que há tempos ele não passa de um grande deserto virtual. Ao visitar comunidades e ler

Leia mais

ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME

ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME CENA 1. HOSPITAL. QUARTO DE. INTERIOR. NOITE Fernanda está dormindo. Seus pulsos estão enfaixados. Uma enfermeira entra,

Leia mais

Orações. Primeira Parte

Orações. Primeira Parte EDITORA AVE-MARIA Primeira Parte Orações Não vos inquieteis com nada! Em todas as circunstâncias apresentai a Deus as vossas preocupações, mediante a oração, as súplicas e a ação de graças. (Filipenses

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 11 por

Leia mais

Agradecimentos. Encarte e letras disponíveis em www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music. Uma empresa que pensa no futuro.

Agradecimentos. Encarte e letras disponíveis em www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music. Uma empresa que pensa no futuro. Agradecimentos Hoje e sempre a Deus!! Ele tem o tempo perfeito, Sua vontade é boa e agradável. A liderança da Igreja Batista Nova Jerusalém pelo constante discipulado e amor. Aos nossos familiares, que

Leia mais

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco Período Composto 1.Orações Subordinadas Adverbiais. 2. Apresentação das conjunções adverbiais mais comuns. 3. Orações Reduzidas. As orações subordinadas

Leia mais

Vinho Novo Viver de Verdade

Vinho Novo Viver de Verdade Vinho Novo Viver de Verdade 1 - FILHOS DE DEUS - BR-LR5-11-00023 LUIZ CARLOS CARDOSO QUERO SUBIR AO MONTE DO SENHOR QUERO PERMANECER NO SANTO LUGAR QUERO LEVAR A ARCA DA ADORAÇÃO QUERO HABITAR NA CASA

Leia mais

UM NOVO JEITO DE ORAR!

UM NOVO JEITO DE ORAR! Semana 13 a 18 de Julho célula@pibnet.com.br Momento 1-30 min- Quebra-Gelo e Lanche. Líder: nesse momento de chegada das pessoas priorize servir o lanche e ter um momento de descontração. Momento 2 - NOVA

Leia mais

Catequese e adoração das crianças ao Santíssimo Sacramento

Catequese e adoração das crianças ao Santíssimo Sacramento Catequese e adoração das crianças ao Santíssimo Sacramento Paróquia de Calheiros, 1 e 2 de Março de 2008 Orientadas por: Luís Baeta CÂNTICOS E ORAÇÕES CÂNTICOS CRISTO VIVE EM MIM Cristo vive em mim, que

Leia mais

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL 1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL LUGAR: EUNÁPOLIS(BA) DATA: 05/11/2008 ESTILO: VANEIRÃO TOM: G+ (SOL MAIOR) GRAVADO:16/10/10 PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL VOCÊ É O BERÇO DO NOSSO PAIS. PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL

Leia mais

LIVRO DE CIFRAS Página 1 colodedeus.com.br

LIVRO DE CIFRAS Página 1 colodedeus.com.br LIVRO DE CIFRAS Página 1 Página 2 Página 3 ACENDE A CHAMA AUTOR: HUGO SANTOS Intro: A F#m D A F#m D A F#m D Quero Te ver, acende a Chama em mim Bm F#m A Vem com Teu Fogo, vem queimar meu coração Bm F#m

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

CÓPULA CLODOALDO TURCATO

CÓPULA CLODOALDO TURCATO CÓPULA CLODOALDO TURCATO 2 CÓPULA Primeira Edição Editora do Livre Pensador Recife, Pernambuco 2013 Titulo Original Cópula Primeira Edição 3 Copyright @ 2012 by Clodoaldo Turcato Copyright da edição @

Leia mais

O Menino do futuro. Dhiogo José Caetano Uruana, Goiás Início da história

O Menino do futuro. Dhiogo José Caetano Uruana, Goiás Início da história O Menino do futuro Dhiogo José Caetano Uruana, Goiás Início da história Tudo começa em uma cidade pequena do interior de Goiás, com o nome de Uruana. Havia um garoto chamado Dhiogo San Diego, um pequeno

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ÍNDICE Pronomes...2 Pronomes Pessoais...2 Pronomes de Tratamento...3 Pronomes Possessivos...3 Pronomes Demonstrativos...3 Pronomes Indefinidos...4 Pronomes Relativos...4 Pronomes

Leia mais

COLACIO. J SLIDES APRESENTA

COLACIO. J SLIDES APRESENTA COLACIO. J SLIDES APRESENTA A LIÇÃO RECEBIDO POR E-MAIL DESCONHEÇO A AUTORIA DO TEXTO: CASO VOCÊ CONHEÇA O AUTOR, ENTRE EM CONTATO QUE LHE DAREI OS DEVIDOS CRÉDITOS Éramos a única família no restaurante

Leia mais

POEMAS DE JOVITA NÓBREGA

POEMAS DE JOVITA NÓBREGA POEMAS DE JOVITA NÓBREGA Aos meus queridos amigos de Maconge Eu vim de longe arrancada ao chão Das minhas horas de menina feliz Fizeram-me estraçalhar a raiz Da prima gota de sangue Em minha mão. Nos dedos

Leia mais

Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa. O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse. O melhor amigo

Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa. O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse. O melhor amigo Instituto Presbiteriano de Educação Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse Leia o texto abaixo para responder às questões 01 a

Leia mais

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO 1 Q236899 Prova: CESGRANRIO - 2012 - Caixa - Técnico Bancário Disciplina: Português Assuntos: 6. Interpretação

Leia mais

Convite. Poesia é brincar com palavras como se brinca com bola, papagaio, pião. Só que bola, papagaio, pião de tanto brincar se gastam.

Convite. Poesia é brincar com palavras como se brinca com bola, papagaio, pião. Só que bola, papagaio, pião de tanto brincar se gastam. Convite Poesia é brincar com palavras como se brinca com bola, papagaio, pião. Só que bola, papagaio, pião de tanto brincar se gastam. As palavras não: quanto mais se brinca com elas mais novas ficam.

Leia mais

DIAS 94. de Claudio Simões (1990 / 94)

DIAS 94. de Claudio Simões (1990 / 94) DIAS 94 de Claudio Simões (1990 / 94) 2 PERSONAGENS São cinco personagens identificadas apenas por números. Não têm gênero definido, podendo ser feitas por atores ou atrizes. As frases em que falam de

Leia mais

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas).

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Titulo - VENENO Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Corta para dentro de um apartamento (O apartamento é bem mobiliado. Estofados

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

LIÇÕES DE VIDA. Minha mãe Uma mulher fascinante Guerreira incessante Gerou sete filhos Em tentativa pujante De vencer as dificuldades com amor!

LIÇÕES DE VIDA. Minha mãe Uma mulher fascinante Guerreira incessante Gerou sete filhos Em tentativa pujante De vencer as dificuldades com amor! LIÇÕES DE VIDA Regilene Rodrigues Fui uma menina sem riquezas materiais Filha de pai alcoólatra e mãe guerreira. Do meu pai não sei quase nada, Algumas tristezas pela ignorância e covardia Que o venciam

Leia mais

c) O verbo ficará no singular ou no plural se o sujeito coletivo for especificado com substantivo no plural.

c) O verbo ficará no singular ou no plural se o sujeito coletivo for especificado com substantivo no plural. Concordância Verbal a) O verbo vai para a 3ª pessoa do plural caso o sujeito seja composto e anteposto ao verbo. Se o sujeito composto é posposto ao verbo, este irá para o plural ou concordará com o substantivo

Leia mais

Nome: N.º: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 6 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs

Nome: N.º: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 6 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 6 Ọ ANO EM 2014 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: Texto para as questões 1 e 2. PLANETA sustentável QUANTO SE GASTA DE ÁGUA

Leia mais

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática 1 Sumário Introdução...04 O segredo Revelado...04 Outra maneira de estudar Inglês...05 Parte 1...06 Parte 2...07 Parte 3...08 Por que NÃO estudar Gramática...09 Aprender Gramática Aprender Inglês...09

Leia mais

By Dr. Silvia Hartmann

By Dr. Silvia Hartmann The Emo trance Primer Portuguese By Dr. Silvia Hartmann Dra. Silvia Hartmann escreve: À medida em que nós estamos realizando novas e excitantes pesquisas; estudando aplicações especializadas e partindo

Leia mais

DA TRISTEZA Á DEPRESSÃO

DA TRISTEZA Á DEPRESSÃO Mulher Vitoriosa http://mulher92.webnode.pt/ DA TRISTEZA Á DEPRESSÃO Mente saudável MULHER EM FORMA 1 Querida amiga visitante, o Espírito de Deus levou-me a escrever esta mensagem porque Ele sabe que algumas

Leia mais

Gramática e ensino do português

Gramática e ensino do português Ação de formação Gramática e ensino do português Filomena Viegas Funções sintáticas na frase Sujeito [[Os meus primos] vivem em Santarém. [Esse rapaz alto que tu conheces] estudou no Porto. Chegaram [os

Leia mais

AULA DE LÍNGUA PORTUGUESA REGÊNCIA VERBAL CURSO ÁREA TRABALHISTA CALVET PROF. EDUARDO SABBAG 2011

AULA DE LÍNGUA PORTUGUESA REGÊNCIA VERBAL CURSO ÁREA TRABALHISTA CALVET PROF. EDUARDO SABBAG 2011 AULA DE LÍNGUA PORTUGUESA REGÊNCIA VERBAL CURSO ÁREA TRABALHISTA CALVET PROF. EDUARDO SABBAG 2011 CONCEITO. A Regência refere-se ao estudo da relação de dependência ou subordinação que se estabelece entre

Leia mais

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA A 1 ạ SÉRIE DO ENSINO MÉDIO EM 2013. Disciplina: PoRTUGUÊs

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA A 1 ạ SÉRIE DO ENSINO MÉDIO EM 2013. Disciplina: PoRTUGUÊs Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA A 1 ạ SÉRIE DO ENSINO MÉDIO EM 2013 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: Texto para as questões 1 e 2. (Quino. Toda Mafalda. São

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

«Tesouro Escondido» Já sei que estás para chegar Espero por ti na ponta do cais O teu navio vem devagar A espera é longa demais

«Tesouro Escondido» Já sei que estás para chegar Espero por ti na ponta do cais O teu navio vem devagar A espera é longa demais Letras Álbum Amanhecer João da Ilha (2011) «Tesouro Escondido» Já sei que estás para chegar Espero por ti na ponta do cais O teu navio vem devagar A espera é longa demais Já sei que és buliçoso Trazes

Leia mais

Funções do "que" e do "se"

Funções do que e do se Funções do "que" e do "se" Há muitas dúvidas quanto ao emprego do que e do se, pois podem ser empregados em várias funções morfossintáticas. Portanto, iremos analisar cada termo individualmente, a fim

Leia mais

A PREENCHER PELO ALUNO

A PREENCHER PELO ALUNO Prova Final do 1.º e do 2.º Ciclos do Ensino Básico PLNM (A2) Prova 43 63/2.ª Fase/2015 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho A PREENCHER PELO ALUNO Nome completo Documento de identificação Assinatura

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

ESCOLA SÃO DOMINGOS BATERIA DE EXERCÍCIOS 3º TRIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 7º ANO

ESCOLA SÃO DOMINGOS BATERIA DE EXERCÍCIOS 3º TRIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 7º ANO ESCOLA SÃO DOMINGOS BATERIA DE EXERCÍCIOS 3º TRIMESTRE LÍNGUA PORTUGUESA 7º ANO 1. Informe a função sintática (OD ou OI) dos pronomes oblíquos átonos. a) Nós lhe telefonamos no fim de semana. b) O professor

Leia mais

PORTUGUÊS PARA CONCURSO LÍNGUA PORTUGUESA João Nivaldo Melchiori Bolognesi Data: 03/09/2012 Aula 05 RESUMO SUMÁRIO

PORTUGUÊS PARA CONCURSO LÍNGUA PORTUGUESA João Nivaldo Melchiori Bolognesi Data: 03/09/2012 Aula 05 RESUMO SUMÁRIO PORTUGUÊS PARA CONCURSO LÍNGUA PORTUGUESA João Nivaldo Melchiori Bolognesi Data: 03/09/2012 Aula 05 RESUMO SUMÁRIO 1. Pronomes pessoais e de tratamento 2. Tipo 3. Adaptação 4. Adaptação + tipo 5. Palavra

Leia mais

Vai ao encontro! de quem mais precisa!

Vai ao encontro! de quem mais precisa! Vai ao encontro! 2ª feira, 05 de outubro: Dos mais pobres Bom dia meus amigos Este mês vamos tentar perceber como podemos ajudar os outros. Vocês já ouviram falar das muitas pessoas que estão a fugir dos

Leia mais

Telefone: (31) 3352 1272 apostila@apostilasdamasceno.com

Telefone: (31) 3352 1272 apostila@apostilasdamasceno.com REGÊNCIA Regência é o modo pelo qual um termo rege outro que o complementa. A regência pode ser verbal ou nominal, conforme trate do regime dos verbos ou dos nomes (substantivos e adjetivos). 1 REGÊNCIA

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL NOVO MUNDO www.cenm.com.br

CENTRO EDUCACIONAL NOVO MUNDO www.cenm.com.br CENTRO EDUCACIONAL NOVO MUNDO www.cenm.com.br 2 o DESAFIO CENM - 2013 LÍNGUA PORTUGUESA Direção: ANO: 4 EF 1- Observe as tirinhas abaixo. a) O que há em comum nas duas histórias? b) Na primeira tirinha,

Leia mais

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 5 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs UMA IDEIA TODA AZUL

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 5 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs UMA IDEIA TODA AZUL Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 5 Ọ ANO EM 2014 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: UMA IDEIA TODA AZUL Um dia o Rei teve uma ideia. Era a primeira da vida

Leia mais

Encarte e letras disponíveis em www.encartedigital.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro

Encarte e letras disponíveis em www.encartedigital.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro Encarte e letras disponíveis em www.encartedigital.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro BRUNA KARLA NA ETERNIDADE Eyshila - MK EDIÇÕES ISRC BR MKP 1300644 Quero

Leia mais

PRIMEIRO ATO ARGUMENTO

PRIMEIRO ATO ARGUMENTO PRIMEIRO ATO ARGUMENTO Entrando numa horta, procurando um falcão de sua propriedade, Calisto encontra Melibéia. Empolgado de amor por ela, põe-se a falar. Rechaçado por ela volta para casa angustiado.

Leia mais

SINTAXE. ISJB - Colégio Salesiano Jardim Camburi. Profa. Me. Luana Lemos. llemos@salesiano.org.br

SINTAXE. ISJB - Colégio Salesiano Jardim Camburi. Profa. Me. Luana Lemos. llemos@salesiano.org.br SINTAXE ISJB - Colégio Salesiano Jardim Camburi Profa. Me. Luana Lemos 1 FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO FRASE unidade mínima de comunicação. Ex: Nós estudamos muito. Frase nominal exprime uma visão estática do

Leia mais

YEMANJA 01 MÃE DÁGUÁ RAIMHA DAS ONDAS SEREIA DO MAR MÃE DÁGUA SEU CANTO É BONITO QUANDO FAZ LUAR..(.BIS)

YEMANJA 01 MÃE DÁGUÁ RAIMHA DAS ONDAS SEREIA DO MAR MÃE DÁGUA SEU CANTO É BONITO QUANDO FAZ LUAR..(.BIS) YEMANJA 01 MÃE DÁGUÁ RAIMHA DAS ONDAS SEREIA DO MAR MÃE DÁGUA SEU CANTO É BONITO QUANDO FAZ LUAR..(.BIS) YEMANJA, YEMANJA...(BIS) RAINHA DAS ONDAS SEREIA DO MAR...BIS É BONITO O CANTO DE YEMANJA SEMPRE

Leia mais

Estrelas Estrelas nos olhos... Ele tem um brilho intenso nos olhos... Tem um brilho que se expande em estrelas nos meus olhos... Faz pensar...em ser brilho... Brilho nos olhos dele... Perfume de Amor Flor,

Leia mais

CD: Ao Sentir. Alencastro e Patrícia. 1- Ao Sentir Jairinho. Ao sentir o mundo ao meu redor. Nada vi que pudesse ser real

CD: Ao Sentir. Alencastro e Patrícia. 1- Ao Sentir Jairinho. Ao sentir o mundo ao meu redor. Nada vi que pudesse ser real Alencastro e Patrícia CD: Ao Sentir 1- Ao Sentir Jairinho Ao sentir o mundo ao meu redor Nada vi que pudesse ser real Percebi que todos buscam paz porém em vão Pois naquilo que procuram, não há solução,

Leia mais