Valor Semântico de Conectivos. Coordenadas e Adverbiais

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Valor Semântico de Conectivos. Coordenadas e Adverbiais"

Transcrição

1

2 Valor Semântico de Conectivos Coordenadas e Adverbiais

3 As conjunções coordenativas, que encabeçam orações coordenadas, independentes, são de cinco tipos:

4 1. Aditivas: e, nem, não só...mas também, não só...como também, tampouco...

5 2. Adversativas: mas, porém, contudo, entretanto, todavia, no entanto, não obstante, entrementes, senão...

6 3. Alternativas: ou, ora...ora, seja...seja, quer..quer, já...já.

7 4. Explicativas: pois, porque, que, já que, visto que, uma vez que...

8 5. Conclusivas: logo, portanto, por isso, então, por conseguinte, pois (deslocado), assim, destarte, dessarte...

9 Correlacione as lacunas, tendo em vista a classificação das orações grifadas e a numeração do quadro a seguir:

10 1. Aditivas 2. Adversativas 3. Alternativas 4. Explicativas 5. Conclusivas

11 1) ( ) Ele estuda e trabalha. 2) ( ) Márcio trabalha, mas não estuda. 3) ( ) Estuda ou trabalha. 4) ( ) Ele é estudioso, logo merece a aprovação. 5) ( ) Entre, pois é tarde! 6) ( ) O padre gritava, e ninguém o ouvia.

12 1) ( 1 ) Ele estuda e trabalha. 2) ( ) Márcio trabalha, mas não estuda. 3) ( ) Estuda ou trabalha. 4) ( ) Ele é estudioso, logo merece a aprovação. 5) ( ) Entre, pois é tarde! 6) ( ) O padre gritava, e ninguém o ouvia.

13 1) ( 1 ) Ele estuda e trabalha. 2) ( 2 ) Márcio trabalha, mas não estuda. 3) ( ) Estuda ou trabalha. 4) ( ) Ele é estudioso, logo merece a aprovação. 5) ( ) Entre, pois é tarde! 6) ( ) O padre gritava, e ninguém o ouvia.

14 1) ( 1 ) Ele estuda e trabalha. 2) ( 2 ) Márcio trabalha, mas não estuda. 3) ( 3 ) Estuda ou trabalha. 4) ( ) Ele é estudioso, logo merece a aprovação. 5) ( ) Entre, pois é tarde! 6) ( ) O padre gritava, e ninguém o ouvia.

15 1) ( 1 ) Ele estuda e trabalha. 2) ( 2 ) Márcio trabalha, mas não estuda. 3) ( 3 ) Estuda ou trabalha. 4) ( 5 ) Ele é estudioso, logo merece a aprovação. 5) ( ) Entre, pois é tarde! 6) ( ) O padre gritava, e ninguém o ouvia.

16 1) ( 1 ) Ele estuda e trabalha. 2) ( 2 ) Márcio trabalha, mas não estuda. 3) ( 3 ) Estuda ou trabalha. 4) ( 5 ) Ele é estudioso, logo merece a aprovação. 5) ( 4 ) Entre, pois é tarde! 6) ( ) O padre gritava, e ninguém o ouvia.

17 1) ( 1 ) Ele estuda e trabalha. 2) ( 2 ) Márcio trabalha, mas não estuda. 3) ( 3 ) Estuda ou trabalha. 4) ( 5 ) Ele é estudioso, logo merece a aprovação. 5) ( 4 ) Entre, pois é tarde! 6) ( 2 ) O padre gritava, e ninguém o ouvia.

18 1. Aditivas 2. Adversativas 3. Alternativas 4. Explicativas 5. Conclusivas

19 7) ( ) Ele não trabalha nem estuda. 8) ( ) O homem pensa, portanto existe. 9) ( ) Mauro ouviu música e leu um livro. 10) ( ) Ora brilhava ora se escondia. 11) ( ) Ele é teu pai, respeita-o, pois. 12) ( ) Fale, porque quero ouvir você.

20 7) ( 1 ) Ele não trabalha nem estuda. 8) ( ) O homem pensa, portanto existe. 9) ( ) Mauro ouviu música e leu um livro. 10) ( ) Ora brilhava ora se escondia. 11) ( ) Ele é teu pai, respeita-o, pois. 12) ( ) Fale, porque quero ouvir você.

21 7) ( 1 ) Ele não trabalha nem estuda. 8) ( 5 ) O homem pensa, portanto existe. 9) ( ) Mauro ouviu música e leu um livro. 10) ( ) Ora brilhava ora se escondia. 11) ( ) Ele é teu pai, respeita-o, pois. 12) ( ) Fale, porque quero ouvir você.

22 7) ( 1 ) Ele não trabalha nem estuda. 8) ( 5 ) O homem pensa, portanto existe. 9) ( 1 ) Mauro ouviu música e leu um livro. 10) ( ) Ora brilhava ora se escondia. 11) ( ) Ele é teu pai, respeita-o, pois. 12) ( ) Fale, porque quero ouvir você.

23 7) ( 1 ) Ele não trabalha nem estuda. 8) ( 5 ) O homem pensa, portanto existe. 9) ( 1 ) Mauro ouviu música e leu um livro. 10) ( 3 ) Ora brilhava ora se escondia. 11) ( ) Ele é teu pai, respeita-o, pois. 12) ( ) Fale, porque quero ouvir você.

24 7) ( 1 ) Ele não trabalha nem estuda. 8) ( 5 ) O homem pensa, portanto existe. 9) ( 1 ) Mauro ouviu música e leu um livro. 10) ( 3 ) Ora brilhava ora se escondia. 11) ( 5 ) Ele é teu pai, respeita-o, pois. 12) ( ) Fale, porque quero ouvir você.

25 7) ( 1 ) Ele não trabalha nem estuda. 8) ( 5 ) O homem pensa, portanto existe. 9) ( 1 ) Mauro ouviu música e leu um livro. 10) ( 3 ) Ora brilhava ora se escondia. 11) ( 5 ) Ele é teu pai, respeita-o, pois. 12) ( 4 ) Fale, porque quero ouvir você.

26 1. Aditivas 2. Adversativas 3. Alternativas 4. Explicativas 5. Conclusivas

27 13) ( ) Ele não só estudava, mas também trabalhava. 14) ( ) Nem estuda nem trabalha. 15) ( ) Venha, que estaremos aqui.

28 13) ( 1 ) Ele não só estudava, mas também trabalhava. 14) ( ) Nem estuda nem trabalha. 15) ( ) Venha, que estaremos aqui.

29 13) ( 1 ) Ele não só estudava, mas também trabalhava. 14) ( 3 ) Nem estuda nem trabalha. 15) ( ) Venha, que estaremos aqui.

30 13) ( 1 ) Ele não só estudava, mas também trabalhava. 14) ( 3 ) Nem estuda nem trabalha. 15) ( 4 ) Venha, que estaremos aqui.

31 Orações Coordenadas

32 Orações Coordenadas São orações independentes, que nunca são função sintática de outra. Podem ser:

33 Orações Coordenadas São orações independentes, que nunca são função sintática de outra. Podem ser: 1. Assindéticas (não introduzidas por conjunção);

34 Orações Coordenadas São orações independentes, que nunca são função sintática de outra. Podem ser: 1. Assindéticas (não introduzidas por conjunção); 2. Sindéticas (introduzidas por conjunção coordenativa).

35 Orações Subordinadas Adverbiais

36 a) Iniciadas pelas Conjunções Subordinativas Adverbiais;

37 a) Iniciadas pelas Conjunções Subordinativas Adverbiais; b) Exercem a função sintática de Adjuntos Adverbiais.

38 1. Causais: iniciadas por porque, como, já que, visto que, uma vez que,... Exemplo: Retirou-se porque sentiu-se mal. Como precisava de ajuda, telefonou aos parentes.

39 2. Comparativas: iniciadas por (do) que, como, quanto, assim como,... Exemplo: Ela é bastante mais responsável que você. Ela trabalha tanto quanto o irmão. Observação: O verbo normalmente fica oculto.

40 3. Concessivas: iniciadas por embora, ainda que, mesmo que,... Exemplo: Teria sido o melhor, embora não parecesse. Vencerei, se bem que não seja fácil.

41 4. Condicionais: iniciadas por se, caso, desde que, contanto que,... Exemplo: Se for necessário, eu irei. Eles estudarão desde que sejam exigidos.

42 5. Conformativas: iniciadas por conforme, como, segundo, consoante,... Exemplo: Conforme ficou determinado, eles se retiraram. Trabalharam como o instrutor lhes ensinou.

43 6. Consecutivas: iniciadas por que, de forma que, de modo que,... Exemplo: Tanto era seu esforço que a recompensa veio breve. Ele era tão formoso que não podia sair de casa.

44 Observação: Na oração principal: advérbios de intensidade ou pronome indefinido: Tão, tal, tamanho, tanto.

45 7. Finais: iniciadas por a fim de que, para que, porque,... Exemplo: Expliquei tudo para que ninguém reclamasse depois. Esforçou-se porque pudesse ser aprovado.

46 8. Proporcionais: iniciadas por à proporção que, à medida que,... Exemplo: Estudávamos mais ao passo que nos distraíamos menos. Tanto cresce o poder dos homens, quanto aumenta o seu saber.

47 9. Temporais: iniciadas por quando, enquanto, mal, logo que, sempre que,... Exemplo: Enquanto estiver ali, estará seguro. Mal chegamos, todos se levantaram.

48 Observação: Não constam da N.G.B. (Nomenclatura Gramatical Brasileira) a) Locativas: indicam lugar. Exemplo: Não pode haver honra onde tudo é corrupção.

49 Observação: Não constam da N.G.B. (Nomenclatura Gramatical Brasileira) b) Modal: indicam modo. Exemplo: Dançava sem que seus pés tocassem o chão.

50 Coloque: (1) Oração subordinada adverbial causal; (2) Oração subordinada adverbial comparativa; (3) Oração subordinada adverbial concessiva; (4) Oração subordinada adverbial condicional;

51 Coloque: (5) Oração subordinada adverbial conformativa; (6) Oração subordinada adverbial consecutiva; (7) Oração subordinada adverbial final; (8) Oração subordinada adverbial proporcional; (9) Oração subordinada adverbial temporal.

52 ( ) Não trabalhei, já que era domingo. ( ) Não aprendi, porque não estudei. ( ) Beberam tanto que ficaram bêbados. ( ) O barulho foi tão violento que acordou o bairro inteiro.

53 ( 1 ) Não trabalhei, já que era domingo. ( ) Não aprendi, porque não estudei. ( ) Beberam tanto que ficaram bêbados. ( ) O barulho foi tão violento que acordou o bairro inteiro.

54 ( 1 ) Não trabalhei, já que era domingo. ( 1 ) Não aprendi, porque não estudei. ( ) Beberam tanto que ficaram bêbados. ( ) O barulho foi tão violento que acordou o bairro inteiro.

55 ( 1 ) Não trabalhei, já que era domingo. ( 1 ) Não aprendi, porque não estudei. ( 6 ) Beberam tanto que ficaram bêbados. ( ) O barulho foi tão violento que acordou o bairro inteiro.

56 ( 1 ) Não trabalhei, já que era domingo. ( 1 ) Não aprendi, porque não estudei. ( 6 ) Beberam tanto que ficaram bêbados. ( 6 ) O barulho foi tão violento que acordou o bairro inteiro.

57 Coloque: (1) Oração subordinada adverbial causal; (2) Oração subordinada adverbial comparativa; (3) Oração subordinada adverbial concessiva; (4) Oração subordinada adverbial condicional;

58 Coloque: (5) Oração subordinada adverbial conformativa; (6) Oração subordinada adverbial consecutiva; (7) Oração subordinada adverbial final; (8) Oração subordinada adverbial proporcional; (9) Oração subordinada adverbial temporal.

59 ( ) O mundo seria melhor se os homens tivessem mais diálogo. ( ) Será aprovado desde que estude. ( ) Não desistiu de caminhar, embora fosse tarde. ( ) Não perderei o equilíbrio, ainda que me aborreças.

60 ( 4 ) O mundo seria melhor se os homens tivessem mais diálogo. ( ) Será aprovado desde que estude. ( ) Não desistiu de caminhar, embora fosse tarde. ( ) Não perderei o equilíbrio, ainda que me aborreças.

61 ( 4 ) O mundo seria melhor se os homens tivessem mais diálogo. ( 4 ) Será aprovado desde que estude. ( ) Não desistiu de caminhar, embora fosse tarde. ( ) Não perderei o equilíbrio, ainda que me aborreças.

62 ( 4 ) O mundo seria melhor se os homens tivessem mais diálogo. ( 4 ) Será aprovado desde que estude. ( 3 ) Não desistiu de caminhar, embora fosse tarde. ( ) Não perderei o equilíbrio, ainda que me aborreças.

63 ( 4 ) O mundo seria melhor se os homens tivessem mais diálogo. ( 4 ) Será aprovado desde que estude. ( 3 ) Não desistiu de caminhar, embora fosse tarde. ( 3 ) Não perderei o equilíbrio, ainda que me aborreças.

64 Coloque: (1) Oração subordinada adverbial causal; (2) Oração subordinada adverbial comparativa; (3) Oração subordinada adverbial concessiva; (4) Oração subordinada adverbial condicional;

65 Coloque: (5) Oração subordinada adverbial conformativa; (6) Oração subordinada adverbial consecutiva; (7) Oração subordinada adverbial final; (8) Oração subordinada adverbial proporcional; (9) Oração subordinada adverbial temporal.

66 ( ) Ele saiu, quando cheguei. ( ) Viajei logo que começaram as férias. ( ) Saí para que ele entrasse. ( ) Fiz-lhe um aceno que se calasse. ( ) O menino é mais inteligente que o pai. ( ) Ele é tão inteligente quanto o irmão.

67 ( 9 ) Ele saiu, quando cheguei. ( ) Viajei logo que começaram as férias. ( ) Saí para que ele entrasse. ( ) Fiz-lhe um aceno que se calasse. ( ) O menino é mais inteligente que o pai. ( ) Ele é tão inteligente quanto o irmão.

68 ( 9 ) Ele saiu, quando cheguei. ( 9 ) Viajei logo que começaram as férias. ( ) Saí para que ele entrasse. ( ) Fiz-lhe um aceno que se calasse. ( ) O menino é mais inteligente que o pai. ( ) Ele é tão inteligente quanto o irmão.

69 ( 9 ) Ele saiu, quando cheguei. ( 9 ) Viajei logo que começaram as férias. ( 7 ) Saí para que ele entrasse. ( ) Fiz-lhe um aceno que se calasse. ( ) O menino é mais inteligente que o pai. ( ) Ele é tão inteligente quanto o irmão.

70 ( 9 ) Ele saiu, quando cheguei. ( 9 ) Viajei logo que começaram as férias. ( 7 ) Saí para que ele entrasse. ( 7 ) Fiz-lhe um aceno que se calasse. ( ) O menino é mais inteligente que o pai. ( ) Ele é tão inteligente quanto o irmão.

71 ( 9 ) Ele saiu, quando cheguei. ( 9 ) Viajei logo que começaram as férias. ( 7 ) Saí para que ele entrasse. ( 7 ) Fiz-lhe um aceno que se calasse. ( 2 ) O menino é mais inteligente que o pai. ( ) Ele é tão inteligente quanto o irmão.

72 ( 9 ) Ele saiu, quando cheguei. ( 9 ) Viajei logo que começaram as férias. ( 7 ) Saí para que ele entrasse. ( 7 ) Fiz-lhe um aceno que se calasse. ( 2 ) O menino é mais inteligente que o pai. ( 2 ) Ele é tão inteligente quanto o irmão.

73 Coloque: (1) Oração subordinada adverbial causal; (2) Oração subordinada adverbial comparativa; (3) Oração subordinada adverbial concessiva; (4) Oração subordinada adverbial condicional;

74 Coloque: (5) Oração subordinada adverbial conformativa; (6) Oração subordinada adverbial consecutiva; (7) Oração subordinada adverbial final; (8) Oração subordinada adverbial proporcional; (9) Oração subordinada adverbial temporal.

75 ( ) À medida que gritava, eles saíam. ( ) À proporção que subia, a temperatura caía. ( ) Iremos viajar, como todos sabem. ( ) Estudou, conforme o pai ensinava.

76 ( 8 ) À medida que gritava, eles saíam. ( ) À proporção que subia, a temperatura caía. ( ) Iremos viajar, como todos sabem. ( ) Estudou, conforme o pai ensinava.

77 ( 8 ) À medida que gritava, eles saíam. ( 8 ) À proporção que subia, a temperatura caía. ( ) Iremos viajar, como todos sabem. ( ) Estudou, conforme o pai ensinava.

78 ( 8 ) À medida que gritava, eles saíam. ( 8 ) À proporção que subia, a temperatura caía. ( 5 ) Iremos viajar, como todos sabem. ( ) Estudou, conforme o pai ensinava.

79 ( 8 ) À medida que gritava, eles saíam. ( 8 ) À proporção que subia, a temperatura caía. ( 5 ) Iremos viajar, como todos sabem. ( 5 ) Estudou, conforme o pai ensinava.

80

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br Odilei França Graduado em Letras pela Fafipar. Graduado em Teologia pela Faculdade Batista. Professor de Língua Portuguesa para concursos públicos há 22 anos. Sintaxe do período composto: parte II Período

Leia mais

Estudo das classes de palavras Conjunções. A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das

Estudo das classes de palavras Conjunções. A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das Um pouco de teoria... Observe: Estudo das classes de palavras Conjunções A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das I- João saiu, Maria chegou. II- João saiu, quando

Leia mais

H) Final: funciona como adjunto adverbial de finalidade. Conjunções: a fim de que, para que, porque.

H) Final: funciona como adjunto adverbial de finalidade. Conjunções: a fim de que, para que, porque. H) Final: funciona como adjunto adverbial de finalidade. Conjunções: a fim de que, para que, porque. Ex. Ele não precisa do microfone, para que todos o ouçam. I) Proporcional: funciona como adjunto adverbial

Leia mais

Orações Subordinadas Adverbiais. Amanda de Oliveira.

Orações Subordinadas Adverbiais. Amanda de Oliveira. Orações Subordinadas Adverbiais. Amanda de Oliveira. A Oração Subordinada Adverbial é aquela que, no período composto, equivale a um advérbio. As orações adverbiais sempre exercem, em relação à oração

Leia mais

Período composto. Orações subordinadas adverbiais. Prof.ª: Elizabete Oliveira Biedacha

Período composto. Orações subordinadas adverbiais. Prof.ª: Elizabete Oliveira Biedacha Período composto Orações subordinadas adverbiais Prof.ª: Elizabete Oliveira Biedacha Oração subordinada adverbial É aquela que se encaixa na oração principal, funcionando como adjunto adverbial. Observe:

Leia mais

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco Período Composto 1.Orações Subordinadas Adverbiais. 2. Apresentação das conjunções adverbiais mais comuns. 3. Orações Reduzidas. As orações subordinadas

Leia mais

Professor Jailton. www.professorjailton.com.br

Professor Jailton. www.professorjailton.com.br Professor Jailton www.professorjailton.com.br As orações subordinadas adverbiais recebem essa denominação porque expressam uma circunstância da oração a que se subordinam. Essa circunstância é a função

Leia mais

Quanto à classificação das orações coordenadas, temos dois tipos: Coordenadas Assindéticas e Coordenadas Sindéticas.

Quanto à classificação das orações coordenadas, temos dois tipos: Coordenadas Assindéticas e Coordenadas Sindéticas. LISTA DE RECUPERAÇÃO FINAL 9º ANO - PORTUGUÊS Caro aluno, seguem abaixo os assuntos para a prova de exame. É só um lembrete, pois os mesmos estão nas apostilas do primeiro bimestre, segundo e terceiro

Leia mais

As orações subordinadas adverbiais funcionam como adjuntos adverbiais da oração principal, são introduzidas por conjunções ou locuções conjuntivas

As orações subordinadas adverbiais funcionam como adjuntos adverbiais da oração principal, são introduzidas por conjunções ou locuções conjuntivas As orações subordinadas adverbiais funcionam como adjuntos adverbiais da oração principal, são introduzidas por conjunções ou locuções conjuntivas que indicam circunstâncias de : causa, consequência, condição,

Leia mais

Período composto por subordinação

Período composto por subordinação Período composto por subordinação GRAMÁTICA MAIO 2015 Na aula anterior Período composto por coordenação: conjunto de orações independentes Período composto por subordinação: conjunto no qual um oração

Leia mais

Período composto. Orações subordinadas adverbiais

Período composto. Orações subordinadas adverbiais Período composto Orações subordinadas adverbiais Orações subordinadas Orações que mantém relação de dependência sintática e semântica entre a oração subordinada e a oração principal. Ex.: Eu tenho dúvida

Leia mais

ADJETIVAS E ADVERBIAIS

ADJETIVAS E ADVERBIAIS GRAMÁTICA ADJETIVAS E ADVERBIAIS 1. ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS As orações adjetivas são sempre introduzidas por um pronome relativo. Podem ser RESTRITIVAS e EXPLICATIVAS e funcionam, sintaticamente,

Leia mais

Deve-se analisar a frase e sublinhar todas as formas verbais nelas existentes. Assim sendo, a frase fica:

Deve-se analisar a frase e sublinhar todas as formas verbais nelas existentes. Assim sendo, a frase fica: Revisão sobre: - Orações complexas: coordenação e subordinação. - Análise morfológica e análise sintáctica. - Conjugação verbal: pronominal, reflexa, recíproca, perifrástica. - Relação entre palavras.

Leia mais

Análise Sintática AMOSTRA DA OBRA. Português é simples. 2ª edição. Eliane Vieira. www.editoraferreira.com.br

Análise Sintática AMOSTRA DA OBRA. Português é simples. 2ª edição. Eliane Vieira. www.editoraferreira.com.br AMOSTRA DA OBRA www.editoraferreira.com.br O sumário aqui apresentado é reprodução fiel do livro 2ª edição. Eliane Vieira Análise Sintática Português é simples 2ª edição Nota sobre a autora Sumário III

Leia mais

Período Simples. Período Composto

Período Simples. Período Composto Período Simples e Período Composto Os períodos são formados através das orações. Orações são frases que apresentam verbo ou locução verbal. Maria saiu cedo de casa. verbo José ficou fazendo sua tarefa

Leia mais

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por:

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por: COLÉGIO DE APLICAÇÃO DOM HÉLDER CÂMARA AVALIAÇÃO: EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES I DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR(A): ANA PAULA DA VEIGA CALDAS ALUNO(A) DATA: / / TURMA: M SÉRIE: 9º ANO DATA PARA ENTREGA:

Leia mais

Orações subordinadas adverbiais. 9º ano Prof. Ana Santa Felicidade

Orações subordinadas adverbiais. 9º ano Prof. Ana Santa Felicidade Orações subordinadas adverbiais 9º ano Prof. Ana Santa Felicidade CAUSAL: causa, motivo. ** porque, visto que, já que Ex.: Viajaram ontem porque tinham tempo. COMPARATIVA: ideia de comparação. ** como,

Leia mais

Português. Aula: 02/07. Prof. Felipe Oberg. www.conquistadeconcurso.com.br. Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.

Português. Aula: 02/07. Prof. Felipe Oberg. www.conquistadeconcurso.com.br. Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM. Português Aula: 02/07 Prof. Felipe Oberg UMA PARCERIA Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.BR Visite a loja virtual www.conquistadeconcurso.com.br MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO PARA

Leia mais

PERÍODO período simples período composto

PERÍODO período simples período composto Já estudamos que PERÍODO é a frase constituída por uma ou mais orações, formando um todo, com sentido completo. Quando possui apenas uma oração, é classificado como período simples; quando possui mais

Leia mais

Funções do "que" e do "se"

Funções do que e do se Funções do "que" e do "se" Há muitas dúvidas quanto ao emprego do que e do se, pois podem ser empregados em várias funções morfossintáticas. Portanto, iremos analisar cada termo individualmente, a fim

Leia mais

Orações reduzidas. Bom Estudo!

Orações reduzidas. Bom Estudo! Orações reduzidas Bom Estudo! Orações reduzidas São orações construídas com as formas nominais do verbo infinitivo (terminação em -r), gerúndio (terminação em -ndo) e particípio (terminação em -ado/ -ido),

Leia mais

PROFESSORA: Patrícia. ALUNO (a): Lista de Língua Portuguesa

PROFESSORA: Patrícia. ALUNO (a): Lista de Língua Portuguesa GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSORA: Patrícia DISCIPLINA: Português SÉRIE: 2º Ano ALUNO (a): NOTA: No Anhanguera você é + Enem Lista de Língua Portuguesa Leia com atenção texto abaixo: Disponível: www.chargesonline.com.br.

Leia mais

Aluno(a): Nº. Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE. Análise de textos poéticos. Texto 1. Um homem também chora

Aluno(a): Nº. Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE. Análise de textos poéticos. Texto 1. Um homem também chora Lista de Exercícios Aluno(a): Nº. Professor: Daniel Série: 9 ano Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE Análise de textos poéticos Texto 1 Um homem também chora Um homem também

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS GRAMÁTICA 2 E. M. CEAG 2 BIMESTRE

LISTA DE EXERCÍCIOS GRAMÁTICA 2 E. M. CEAG 2 BIMESTRE Orientações: Só serão aceitas as atividades feitas por completo e de acordo com o que foi pedido nos enunciados. Todos os exercícios deverão ser resolvidos no caderno. A perda desta lista implicará em

Leia mais

Conteúdo: Aula: 40.1. Período composto por subordinação: Oração subordinada adverbial Oração subordinada adverbial temporal LÍNGUA PORTUGUESA

Conteúdo: Aula: 40.1. Período composto por subordinação: Oração subordinada adverbial Oração subordinada adverbial temporal LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Aula: 40.1 Conteúdo: Período composto por subordinação: Oração subordinada adverbial Oração subordinada adverbial temporal

Leia mais

ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS

ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS As orações subordinadas substantivas são as palavras

Leia mais

Adjunto adnominal. Os dois primeiros colocados disputarão a medalha de ouro. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj: adn.

Adjunto adnominal. Os dois primeiros colocados disputarão a medalha de ouro. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj: adn. Professor Jailton Adjunto adnominal é o termo da oração que sempre se refere a um substantivo que funciona como núcleo de um termo, a fim de determiná-lo, indeterminá-lo ou caracterizá-lo. adj. adn. adj.

Leia mais

TÓPICO: SINTAXE DA ORAÇÃO E DO PERÍODO

TÓPICO: SINTAXE DA ORAÇÃO E DO PERÍODO TRIBUNAIS CURSO DE EXERCÍCIOS TÓPICO: SINTAXE DA ORAÇÃO E DO PERÍODO 01- ( T. JUST. RJ ) O Viva Rio pediu dois minutos de silêncio ao meio-dia da próxima sexta-feira. Que item a seguir indica corretamente

Leia mais

O Estudo do Período Composto

O Estudo do Período Composto Série Rumo ao ITA Ensino Pré-Universitário Professor(a) Aluno(a) Tom Dantas Sede Nº TC Turma Turno Data / / Português O Estudo do Período Composto O Período Composto Período composto é a frase organizada

Leia mais

LÉXICO E SEMÂNTICA CADERNOS DO CNLF, VOL. XI, N 11

LÉXICO E SEMÂNTICA CADERNOS DO CNLF, VOL. XI, N 11 LÉXICO E SEMÂNTICA A RELEVÂNCIA DA SEMÂNTICA NOS ESTUDOS DA ANÁLISE SINTÁTICA DE ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS: DESVIOS SINTÁTICO-SEMÂNTICOS Giovana Fernandes Dantas (UERJ) Marco Aurélio Lourenço (UERJ)

Leia mais

O PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO: AS ORAÇÕES COORDENADAS

O PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO: AS ORAÇÕES COORDENADAS O PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO: AS ORAÇÕES COORDENADAS 1. Leia as orações dos itens seguintes, observando o tipo de relação semântica existente entre elas. Reescreva-as e ligue-as, empregando uma conjunção

Leia mais

PONTUAÇÃO. 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo.

PONTUAÇÃO. 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo. EMPREGA-SE VÍRGULA: PONTUAÇÃO 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo. EX.: A moral legisla para o homem: o direito, para o cidadão. Adalberto estuda francês, e Osmar, Inglês. Uma flor, Quincas

Leia mais

Manoel Neves. exercícios de teoria gramatical Período composto

Manoel Neves. exercícios de teoria gramatical Período composto Manoel Neves exercícios de teoria gramatical Período composto QUESTÃO 01 (CTSP) Assinale a alterna1va onde há oração subordinada comple1va nominal reduzida: a) O caráter universal da lei oferece proteção

Leia mais

ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS. I. Minha prima chegou no início da noite. II.Minha prima chegou quando anoiteceu.

ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS. I. Minha prima chegou no início da noite. II.Minha prima chegou quando anoiteceu. ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS Observe: I. Minha prima chegou no início da noite. II.Minha prima chegou quando anoiteceu. Na oração I, temos que o termo destacado expressa circunstância de tempo, exercendo,

Leia mais

C Sistema destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br

C Sistema destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br 1 CURSO DE PORTUGUÊS ON-LINE AULA 8 ANÁLISE SINTÁTICA OS TERMOS DA ORAÇÃO Oração - conjunto de palavras, com sentido e com a presença obrigatória de um verbo. O sol brilha no horizonte. 1- Termos essenciais:

Leia mais

As palavras: QUE, SE e COMO.

As palavras: QUE, SE e COMO. As palavras: QUE, SE e COMO. Enfocaremos, nesse capítulo, algumas particularidades das referidas palavras. Professor Robson Moraes I A palavra QUE 1. Substantivo aparece precedida por artigo e exerce funções

Leia mais

CONCURSO BB 2014 REVISÃO - PORTUGUÊS

CONCURSO BB 2014 REVISÃO - PORTUGUÊS CONCURSO BB 2014 REVISÃO - PORTUGUÊS Professora Renata Tosetto COMPREENSÃO TEXTUAL Atente-se sempre ao enunciado segundo o texto, conforme o texto, segundo o autor, de acordo com o autor (texto) nestes

Leia mais

OFICINA GRAMATICAL: FLEXÃO DO FUTURO DO CONJUNTIVO E ORACÕES CONDICIONAIS GUIÃO DE CORRECÇÃO

OFICINA GRAMATICAL: FLEXÃO DO FUTURO DO CONJUNTIVO E ORACÕES CONDICIONAIS GUIÃO DE CORRECÇÃO OFICINA GRAMATICAL: FLEXÃO DO FUTURO DO CONJUNTIVO E ORACÕES CONDICIONAIS Víctor Mércia Justino (2013) GUIÃO DE CORRECÇÃO SEQUÊNCIA DIDÁCTICA I: A FLEXÃO DO FUTURO DO CONJUNTIVO ETAPA I: Comparação dos

Leia mais

LÍNGUA INTERATIVIDADE REVISÃO 2 INTERATIVIDADE. Unidade II. Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20. Revisão e avaliação da unidade II.

LÍNGUA INTERATIVIDADE REVISÃO 2 INTERATIVIDADE. Unidade II. Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20. Revisão e avaliação da unidade II. Unidade II Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20 Revisão e avaliação da unidade II. 2 Ervas O caule das ervas (plantas herbáceas) é geralmente verde, ao contrário das árvores e arbustos.

Leia mais

1. Assinale a alternativa em que os termos da oração dispõem-se na ordem direta.

1. Assinale a alternativa em que os termos da oração dispõem-se na ordem direta. LÍNGUA PORTUGUESA SINTAXE DO PERÍODO SIMPLES E DO PERÍODO COMPOSTO PROF. AGNALDO MARTINO 1. Assinale a alternativa em que os termos da oração dispõem-se na ordem direta. a) Sedosos eram seus cabelos. b)

Leia mais

Ano: 9 Turma: 9.1 e 9.2

Ano: 9 Turma: 9.1 e 9.2 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 2ª Etapa 2014 Disciplina: Língua Portuguesa Professor (a): Cris Souto Ano: 9 Turma: 9.1 e 9.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de

Leia mais

REVISÃO - 3º TRIMESTRE. Professora Kalyne Varela

REVISÃO - 3º TRIMESTRE. Professora Kalyne Varela REVISÃO - 3º TRIMESTRE Professora Kalyne Varela Variação Linguística É cada um dos sistemas em que uma língua se diversifica, em função das possibilidades de variação de seus elementos (vocabulário, pronúncia)

Leia mais

Língua Portuguesa 9º ano

Língua Portuguesa 9º ano Colégio I.L. Peretz Sistema Anglo de Ensino ORAÇÃO SUBORDINADA E ORAÇÃO PRINCIPAL No período: Todos desejavam sua recuperação. verbo complemento do verbo (objeto direto) observamos que: * o verbo, por

Leia mais

CURIOSIDADES GRÁFICAS

CURIOSIDADES GRÁFICAS CURIOSIDADES GRÁFICAS 1. USO DOS PORQUÊS POR QUE: usado em frases interrogativas diretas e indiretas; quando equivale a pelo qual e flexões e quando depois dessa expressão vier escrita ou subentendida

Leia mais

EMPREGO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES

EMPREGO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES EMPREGO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES ASPECTOS TEÓRICOS. POR QUE /POR QUÊ / PORQUE / PORQUÊ a) POR QUE: Equivale a POR QUAL MOTIVO ou a pelo qual e variações; vem também depois de EIS e DAÍ. b) POR QUÊ: Equivale

Leia mais

PORTUGUÊS PARA CONCURSOS

PORTUGUÊS PARA CONCURSOS PORTUGUÊS PARA CONCURSOS Sumário Capítulo 1 - Noções de fonética Fonema Letra Sílaba Número de sílabas Tonicidade Posição da sílaba tônica Dígrafos Encontros consonantais Encontros vocálicos Capítulo 2

Leia mais

Regra Geral O artigo, o numeral, o adjetivo e o pronome adjetivo concordam em gênero e número com o substantivo a que se referem.

Regra Geral O artigo, o numeral, o adjetivo e o pronome adjetivo concordam em gênero e número com o substantivo a que se referem. CONCORDÂNCIA NOMINAL Regra Geral O artigo, o numeral, o adjetivo e o pronome adjetivo concordam em gênero e número com o substantivo a que se referem. Ex.: Os dois jornais (subst.) publicaram aquelas notícias

Leia mais

Português- Prof. Verônica Ferreira

Português- Prof. Verônica Ferreira Português- Prof. Verônica Ferreira 1 Com relação a aspectos linguísticos e aos sentidos do texto acima, julgue os itens a seguir. No trecho que podemos chamar de silenciosa (l.15-16), o termo de silenciosa

Leia mais

Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação.

Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação. Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação. 1.1 Conteúdos: Apresentação do Plano Didático Pedagógico; Classificação das orações coordenadas sindéticas e inferência. 1.1 Habilidade:

Leia mais

03. Resposta: E. Página 552 02.

03. Resposta: E. Página 552 02. Orações coordenadas Página 550 a) O aquecimento excessivo do planeta é um fato incontestável [1], por isso muitos países já implantaram programas de redução de poluentes [2], mas / porém / no entanto o

Leia mais

Português. e) Não conheço a pessoa de * você falou. f) Você é tudo * sonhei! Respostas

Português. e) Não conheço a pessoa de * você falou. f) Você é tudo * sonhei! Respostas Português Página 71 3. Complete as frases no caderno com pronomes relativos. a) O livro * peguei da biblioteca é ótimo. b) Os doces de * mais gosto estão fresquinhos! c) A escola * estudo fica perto de

Leia mais

CURSO INTENSIVO MÓDULO 19 PONTUAÇÃO

CURSO INTENSIVO MÓDULO 19 PONTUAÇÃO FRASES FRAGMENTADAS 1)... aborrecido, dificultando, assim,... 2)... costas. Isso resultaria, assim,... 3)... gíria. Ela divide... 4) Coisas assim estão na TV... 5)... competitividade. As agências... 6)...

Leia mais

Letras. Objetivo. Aspectos das Conexões Sintáticas. Prof a. Dr a. Leda Szabo

Letras. Objetivo. Aspectos das Conexões Sintáticas. Prof a. Dr a. Leda Szabo Letras Prof a. Dr a. Leda Szabo Aspectos das Conexões Sintáticas Objetivo Diferenciar o objeto de estudo da análise de base sintática do objeto de estudo da análise do discurso. Compreender a diferença

Leia mais

Ortografia e Gramática

Ortografia e Gramática Ortografia e Gramática SINTAXE (do grego syntáxis arranjo, disposição ) É a parte da Gramática que estuda a palavra, não em si, mas em relação às outras, que com ela se unem para exprimir o pensamento.

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 10 por

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

JESUS. rosto divino do homem, rosto humano de DEUS. Projeto: Luciano Mancuso. Equipe: André Figueiredo Keyla Gripp João Paulo (JP) Luciano Mancuso

JESUS. rosto divino do homem, rosto humano de DEUS. Projeto: Luciano Mancuso. Equipe: André Figueiredo Keyla Gripp João Paulo (JP) Luciano Mancuso JESUS rosto divino do homem, rosto humano de DEUS Projeto: Luciano Mancuso Equipe: André Figueiredo Keyla Gripp João Paulo (JP) Luciano Mancuso Distribuidor de balões da Artlatex www.cerradolatex.com.br

Leia mais

GRAMÁTICA EMPREGO DA VÍRGULA

GRAMÁTICA EMPREGO DA VÍRGULA GRAMÁTICA EMPREGO DA VÍRGULA Prof. Gina Maciel EXERCÍCIO II - O USO DA VÍRGULA 1. Marque a alternativa que corresponde ao uso correto da vírgula neste texto: "Marta queria comprar biscoitos mas não encontrou

Leia mais

ESCOLA BÁSICA FERNANDO CALDEIRA Currículo de Português. Departamento de Línguas. Currículo de Português - 7º ano

ESCOLA BÁSICA FERNANDO CALDEIRA Currículo de Português. Departamento de Línguas. Currículo de Português - 7º ano Departamento de Línguas Currículo de Português - Domínio: Oralidade Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar, tratar e reter a informação. Participar oportuna

Leia mais

Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e

Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e escritos à maneira adequada do padrão da língua materna;

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 9º ano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES

LÍNGUA PORTUGUESA 9º ano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES LÍNGUA PORTUGUESA 9º ano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 1. Localize a conjunção (ou locução conjuntiva) adverbial e classifique as orações subordinadas adverbiais assinaladas:

Leia mais

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No.

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No. COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No. Trabalho Avaliativo Valor: 30 % Nota: Minhas Férias Eu, minha mãe, meu pai, minha irmã (Su) e meu cachorro

Leia mais

PARFOR 2014 CURSO INTENSIVO DE ATUALIZAÇÃO DE PROFESSORES DE PORTUGUÊS LÍNGUA MATERNA FLUP

PARFOR 2014 CURSO INTENSIVO DE ATUALIZAÇÃO DE PROFESSORES DE PORTUGUÊS LÍNGUA MATERNA FLUP PARFOR 2014 CURSO INTENSIVO DE ATUALIZAÇÃO DE PROFESSORES DE PORTUGUÊS LÍNGUA MATERNA FLUP Semântica 28/jan/2014 António Leal a.leal006@gmail.com AGENDA Semântica Frásica: Tempo (considerações gerais)

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

Leia a letra da música "Fico Assim Sem Você", de Claudinho e Buchecha:

Leia a letra da música Fico Assim Sem Você, de Claudinho e Buchecha: Leia a letra da música "Fico Assim Sem Você", de Claudinho e Buchecha: Avião sem asa, Fogueira sem brasa, Sou eu assim, sem você Futebol sem bola, Piu-piu sem Frajola, Sou eu assim, sem você... Porque

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática 1 Sumário Introdução...04 O segredo Revelado...04 Outra maneira de estudar Inglês...05 Parte 1...06 Parte 2...07 Parte 3...08 Por que NÃO estudar Gramática...09 Aprender Gramática Aprender Inglês...09

Leia mais

Os pontos de vista existentes em uma descrição podem ser exibidos de duas maneiras: objetiva ou subjetiva. A forma objetiva e aquela que apresenta um

Os pontos de vista existentes em uma descrição podem ser exibidos de duas maneiras: objetiva ou subjetiva. A forma objetiva e aquela que apresenta um Os pontos de vista existentes em uma descrição podem ser exibidos de duas maneiras: objetiva ou subjetiva. A forma objetiva e aquela que apresenta um objeto e indica suas caracteristicas principais de

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO Roteiro para curta-metragem Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO SINOPSE Sérgio e Gusthavo se tornam inimigos depois de um mal entendido entre eles. Sérgio

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO Questão : 01 03 03 Questão : 01 03 03 A questão 01 do código 10 (01 do código 20-BCT) que corresponde à questão 03 do código 30 (03 do código 40-BCT) e a questão 03 do código 50 (03 do código 60-BCT) teve

Leia mais

Professora: Tacyana Bomfim

Professora: Tacyana Bomfim Professora: Tacyana Bomfim QUESTÃO 01 Em Mãe, pra que a gente está no mundo?, a expressão negritada: I é uma locução adjetiva. II é um advérbio. III indica uma circunstância de lugar. Assinale a alternativa

Leia mais

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Sintaxe Período Composto

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Sintaxe Período Composto Prof. Valber Freitas Língua Portuguesa Sintaxe Período Composto Período Composto Coordenação Subordinação Orações subordinadas São orações sintaticamente dependentes uma das outras. As orações subordinadas

Leia mais

Sei que a bondade e a fidelidade me acompanharão todos os dias da minha vida, e (habitarei) à casa do Senhor enquanto eu viver. (Salmo 23.

Sei que a bondade e a fidelidade me acompanharão todos os dias da minha vida, e (habitarei) à casa do Senhor enquanto eu viver. (Salmo 23. Sei que a bondade e a fidelidade me acompanharão todos os dias da minha vida, e (habitarei) à casa do Senhor enquanto eu viver. (Salmo 23.6) Sei que a bondade e a fidelidade me acompanharão todos os dias

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

SEU NOME SERÁ CHAMADO DE "EMANUEL"

SEU NOME SERÁ CHAMADO DE EMANUEL Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel. Isaías 7.14 Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão

Leia mais

SAMUEL, O MENINO SERVO DE DEUS

SAMUEL, O MENINO SERVO DE DEUS Bíblia para crianças apresenta SAMUEL, O MENINO SERVO DE DEUS Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Janie Forest Adaptado por: Lyn Doerksen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da Bíblia

Leia mais

PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA...

PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA... Sumário PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA... 3 1.1. Fonema...3 1.2. Classificação dos fonemas...4 1.3. Encontros vocálicos...5 1.4. Encontros consonantais...5 1.5. Dígrafos...6 1.6. Dífono...7 1.7.

Leia mais

Mapa Mental de Direito Constitucional - Remédios

Mapa Mental de Direito Constitucional - Remédios Mapa Mental de Direito Constitucional - Remédios Constitucionais Mapa Mental de Direito Constitucional Remédios Constitucionais Mapa Mental de Direito Constitucional - Remédios Constitucionais BI lidera

Leia mais

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri. Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.com Página 1 1. HISTÓRIA SUNAMITA 2. TEXTO BÍBLICO II Reis 4 3.

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

PORTUGUÊS CIDA BISPO

PORTUGUÊS CIDA BISPO TIPO 1 PORTUGUÊS CIDA BISPO 7º UNIDADE IV Orientações: Não será aceita a utilização de corretivo; não será permitido o empréstimo de material durante a avaliação; use somente caneta esferográfica azul

Leia mais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE Comunicação Oral e Escrita Unidade 11 Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 2 Aviso importante! Este material foi produzido

Leia mais

Agrupamento de Escolas Pioneiras da Aviação Portuguesa EB1/JI Vasco Martins Rebolo

Agrupamento de Escolas Pioneiras da Aviação Portuguesa EB1/JI Vasco Martins Rebolo Era uma vez a família Rebolo, muito simpática e feliz que vivia na Amadora. Essa família era constituída por quatro pessoas, os pais Miguel e Natália e os seus dois filhos Diana e Nuno. Estávamos nas férias

Leia mais

Unidade 5 Teatro e cinema

Unidade 5 Teatro e cinema Sugestões de atividades Unidade 5 Teatro e cinema 9 PORTUGUÊS 1 Português Leia com atenção o texto a seguir. Trata-se de outro trecho da obra O Auto da Compadecida. Chega então agora a vez de Sua Desgracência,

Leia mais

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Língua Portuguesa

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Língua Portuguesa Vestibular UFRGS 2015 Resolução da Prova de Língua Portuguesa COMENTÁRIO GERAL: a prova compôs-se de três textos dois breves ensaios (artigo cuja temática é universal) e uma crônica. O conhecimento solicitado

Leia mais

Crianças e Meios Digitais Móveis TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS

Crianças e Meios Digitais Móveis TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS Crianças e Meios Digitais Móveis Lisboa, 29 de novembro de 2014 TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS Educação para o uso crítico da mídia 1. Contexto

Leia mais

História Para as Crianças. A menina que caçoou

História Para as Crianças. A menina que caçoou História Para as Crianças A menina que caçoou Bom dia crianças, feliz sábado! Uma vez, do outro lado do mundo, em um lugar chamado Austrália vivia uma menina. Ela não era tão alta como algumas meninas

Leia mais

CONTEÚDOS DAS AVALIAÇÕES 6º ANOS. - Flexão dos substantivos e dos adjetivos: gênero e número (p. 126 a 132) - Encontros vocálicos (p.

CONTEÚDOS DAS AVALIAÇÕES 6º ANOS. - Flexão dos substantivos e dos adjetivos: gênero e número (p. 126 a 132) - Encontros vocálicos (p. 6º ANOS Cap. 4 - Sociedade: história e cultura Cap. 5 - As primeiras sociedades Cap. 7 - Os Egípcios Cap. 8 - Outros povos africanos Percursos: 7- Representação Gráfica do relevo 8- Os gráficos 9- A Terra

Leia mais

Prova bimestral 5 o ano 3 o Bimestre

Prova bimestral 5 o ano 3 o Bimestre Prova bimestral 5 o ano 3 o Bimestre língua portuguesa Escola: Nome: Data: / / Turma: 1. Leia o trecho da letra da música a seguir. migrante Tantos sonhos são desfeitos Uma mãe que afaga o peito Seu filho

Leia mais

JÓ Lição 05. 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus.

JÓ Lição 05. 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus. JÓ Lição 05 1 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus. 2. Lição Bíblica: Jô 1 a 42 (Base bíblica para a história e o professor)

Leia mais

ACOLHIMENTO Incentivamos nossas crianças, jovens e adultos à descoberta de novas amizades e ao desenvolvimento de relacionamentos sadios, duradouros

ACOLHIMENTO Incentivamos nossas crianças, jovens e adultos à descoberta de novas amizades e ao desenvolvimento de relacionamentos sadios, duradouros ACOLHIMENTO Incentivamos nossas crianças, jovens e adultos à descoberta de novas amizades e ao desenvolvimento de relacionamentos sadios, duradouros e de mútuo suporte. VIDA Comunicamos os ensinamentos

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

PORTUGUÊS OBJETIVO. E o concurso é assim... Prof. Marcio Coelho. Epitáfio

PORTUGUÊS OBJETIVO. E o concurso é assim... Prof. Marcio Coelho. Epitáfio PORTUGUÊS OBJETIVO E o concurso é assim... Prof. Marcio Coelho Texto Epitáfio (Sérgio Brito) Devia ter amado mais, ter chorado mais, Ter visto o sol nascer. Devia ter arriscado mais e até errado mais,

Leia mais

9º Plano de aula. 1-Citação as semana: Não aponte um defeito,aponte uma solução. 2-Meditação da semana:

9º Plano de aula. 1-Citação as semana: Não aponte um defeito,aponte uma solução. 2-Meditação da semana: 9º Plano de aula 1-Citação as semana: Não aponte um defeito,aponte uma solução. 2-Meditação da semana: Enraizando e criando raiz (CD-Visualização Criativa faixa 2) 3-História da semana: Persistência X

Leia mais

A Virada: contenido. Lecciones 1-100 de A Virada. A Gente. acabou de acontecer, acabei de comprar, acabei de chegar. Adverbios & Adjetivos

A Virada: contenido. Lecciones 1-100 de A Virada. A Gente. acabou de acontecer, acabei de comprar, acabei de chegar. Adverbios & Adjetivos A Virada: contenido Lecciones 1-100 de A Virada A Gente ACABAR de Adverbios & Adjetivos A gente vai acabou de acontecer, acabei de comprar, acabei de chegar fácil (adjective) facilmente (adverb) Adverbios

Leia mais

7 Tal pai, tal filho. Acabada a assembléia da comunidade de. Cenatexto

7 Tal pai, tal filho. Acabada a assembléia da comunidade de. Cenatexto JANELA A U L A 7 Tal pai, tal filho Cenatexto Acabada a assembléia da comunidade de Júpiter da Serra, em que se discutiu a expansão da mineradora, dona Ana volta para casa com o Samuel, seu garotinho.

Leia mais

Grandes coisas fez o Senhor!

Grandes coisas fez o Senhor! Grandes coisas fez o Senhor! Sl 126:3 "Grandes coisas fez o Senhor por nós, e, por isso, estamos alegres." Este Salmo é um cântico cheio de alegria que se refere ao retorno do povo judeu do cativeiro babilônico,

Leia mais

Harmonizando a família

Harmonizando a família Harmonizando a família Narrador: Em um dia, como tantos outros, como e em vários lares a, mãe está em casa cuidando dos afazeres doméstic os, tranqüilamente. Porém c omo vem ac ontec endo há muito tempo,

Leia mais