Português. Aula: 02/07. Prof. Felipe Oberg. Visite o Portal dos Concursos Públicos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Português. Aula: 02/07. Prof. Felipe Oberg. www.conquistadeconcurso.com.br. Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM."

Transcrição

1 Português Aula: 02/07 Prof. Felipe Oberg UMA PARCERIA Visite o Portal dos Concursos Públicos Visite a loja virtual MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO PARA ALUNOS DO CURSO APROVAÇÃO

2

3 PERÍODO COMPOSTO Período composto é aquele formado por mais de uma oração. O período pode ser composto por coordenação, subordinação e ainda por coordenação e subordinação. ADVERSATIVAS (exprimem oposição, contraste) Exemplos de conjunções adversativas: mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no entanto. PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO É aquele formado por orações independentes quanto às funções sintáticas. Arthur não teve medo e venceu os adversários. Nosso time jogou bem, mas não conseguiu vencer. sindética adversativa PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO É aquele formado por orações que denotam entre si relação de dependência. Ela disse que me amava. ELA DISSE VERBO TRANSITIVO DIRETO QUE ME AMAVA OBJETO DIRETO Observe que a oração que me amava (subordinada) funciona como termo da oração Ela disse (principal), visto que complementa o sentido da ação verbal disse. ORAÇÕES COORDENADAS As orações coordenadas dividem-se em dois grupos: 01. Sindéticas: são aquelas que apresentam conjunção coordenativa. 02. Assindéticas: são aquelas que não apresentam conjunção coordenativa. Veja: A campainha batia, MAS o velhinho não ouvia. 1ª ORAÇÃO: A CAMPAINHA BATIA : oração coordenada. 2ª ORAÇÃO: MAS O VELHINHO NÃO OUVIA : oração coordenada sindética. As orações coordenadas sindéticas recebem o nome da conjunção coordenativa que as inicia. Classificam-se, portanto, em: ADITIVAS (expressam adição, seqüência de pensamentos) Exemplos de conjunções aditivas: e, nem, mas também. ALTERNATIVAS (exprimem exclusão, alternância) Exemplos de conjunções alternativas: ou...ou, ora...ora Fique em casa ou vá para a escola logo. sindética alternativa EXPLICATIVAS (indicam uma explicação ao que foi enunciado na outra oração) Exemplos de conjunções explicativas: porque, que, pois (antes do verbo) Não façam barulho, que estou estudando. sindética explicativa CONCLUSIVAS (estabelecem uma idéia de conclusão em relação à outra oração) Exemplos de conjunções conclusivas: portanto, por isso, logo, pois (depois do verbo) O carro é teu, logo deves cuidar bem dele. sindética conclusão ORAÇÕES SUBORDINADAS O período composto por subordinação é formado por uma e uma ou mais subordinadas. Nosso amigo não veio nem telefonou. sindética aditiva Oração principal é aquela a que se subordina outra oração. Oração subordinada é aquela que se relaciona a outra (principal), desempenhando, no período, função sintática. Atualizada 01/11/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 1

4 CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS As orações subordinadas classificam-se de acordo com sua função em: s, adjetivas e adverbiais. COMPLETIVAS NOMINAIS Oração subordinada completiva nominal é aquela que exerce função de complemento nominal de um nome da. ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS As orações subordinadas s vêm normalmente introduzidas pelas conjunções integrantes que e se. Segundo seu valor sintático, elas podem ser: Nós estávamos desconfiados de que você não viria. completiva nominal PREDICATIVAS SUBJETIVAS Oração subordinada subjetiva é aquela que tem função de sujeito da. Exemplos: Seria conveniente Comentava-se (verbo na voz passiva) que todos nos ajudassem. subjetiva que ele era o juiz. subjetiva OBSERVAÇÀO Quando a é subjetiva, o verbo da está sempre na 3ª pessoa do singular. OBJETIVAS DIRETAS Oração subordinada objetiva direta é aquela que exerce função de objeto direto do verbo da. O guarda garantiu-lhe que não havia perigo. objetiva direta OBJETIVAS INDIRETAS Oração subordinada objetiva indireta é aquela que exerce função de objeto indireto do verbo da. Oração subordinada predicativa é aquela que exerce função de predicativo do sujeito da. Nosso medo era que a casa caísse. predicativa APOSITIVAS Oração subordinada apositiva é aquela que exerce função de aposto da. Todos tinham um sonho: que o time vencesse. apositiva COM FUNÇÃO DE AGENTE DA PASSIVA Oração subordinada com função de agente da passiva é aquela que funciona como agente da passiva do verbo da. A garota foi beijada por quem apagou a luz. agente da passiva ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS As orações subordinadas adverbiais exercem a função de adjunto da. Existem nove tipos de orações subordinadas adverbiais. CAUSAIS Oração subordinada causal é aquela que exprime o motivo, a causa do fato expresso na oração principal. Exemplos: Ninguém o convencerá de que não havia perigo. objetiva indireta Como tinha melhores jogadores causal nosso time venceu. 2 Atualizada 01/11/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores

5 CONDICIONAIS Oração subordinada condicional é aquela que exprime condição à ocorrência do fato expresso na. Tudo vale a pena se a alma não é pequena. condicional CONFORMATIVAS Oração subordinada conformativa é aquela que indica conformidade com a declaração contida na. Exemplos: O torneio será realizado como exige a federação. conformativa CONCESSIVAS Oração subordinada concessiva é aquela que, apesar de indicar uma circunstância adversa à declaração da, não a modifica. Ainda que sejamos torturados, concessiva CONSECUTIVAS não confessaremos. Oração subordinada consecutiva é aquela que indica a conseqüência do fato expresso na. Exemplos: A prova foi tão difícil que ninguém foi aprovado. consecutiva COMPARATIVAS Oração subordinada comparativa é aquela que representa o segundo termo de uma comparação. Exemplos: A preguiça gasta a vida Nossos problemas são mais graves como a ferrugem consome o ferro. comparativa que os seus. comparativa OBSERVAÇÃO: nesse exemplo, o verbo da oração subordinada, por ser o mesmo da, ficou subentendido. TEMPORAIS Oração subordinada temporal é aquela que indica o tempo da realização do fato declarado na. Exemplos: Mal você saiu, temporal começou a briga. FINAIS Oração subordinada final é aquela que indica a finalidade do fato expresso na. Exemplos: Para que tudo ocorra bem, temporal PROPORCIONAIS precisamos estar atentos. Oração subordinada proporcional é aquela que indica uma relação de proporcionalidade com o fato expresso na. À medida que envelhecia, proporcional aumentava seu remorso. ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS As orações subordinadas adjetivas exercem função de adjunto adnominal de um substantivo ou pronome da. São introduzidas por pronome relativo: que (o qual, a qual, os quais, as quais), quem, cujo, onde etc. Observe: PERÍODO SIMPLES O deputado revelou coisas substantivo PERÍODO COMPOSTO impressionantes. adjetivo (adjunto adnominal) pronome relativo O deputado revelou coisas que impressionam. substantivo adjetiva As orações subordinadas adjetivas podem ser explicativas e restritivas. Atualizada 01/11/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 3

6 EXPLICATIVAS Encerram uma afirmação adicional de um ser que já se acha suficientemente definido. As explicativas são emolduradas por vírgulas. Exemplos: Os balões, que subiam lentamente, eram muito admirados. adjetiva explicativa RESTRITIVAS As orações adjetivas restritivas restringem, limitam a significação de um termo antecedente (substantivo ou pronome). Não se separam por vírgula. Eu já li o livro que você me trouxe. Observe: adjetiva restritiva Os vizinhos, que não gostam de música, reclamam muito. adjetiva explicativa Nesse caso, nenhum dos vizinhos gosta de música e, portanto, todos eles reclamam. Os vizinhos que não gostam de música reclamam muito. adjetiva restritiva Nesse caso, alguns dos vizinhos gostam de música e outros não. Os que não gostam reclama muito. EMPREGO DE PRONOMES RELATIVOS & PONTUAÇÃO 01. Os brasileiros, que acreditam na possibilidade de um governo sério, exigem medidas imediatas contra os políticos corruptos. Sobre a frase acima, marque a correta: a) Medidas imediatas contra os políticos corruptos são exigidas somente pelos brasileiros que acreditam na possibilidade de um governo sério. b) Alguns brasileiros acreditam na possibilidade de um governo sério. c) Alguns brasileiros exigem medidas imediatas contra os políticos corruptos. d) Os brasileiros acreditam na possibilidade de um governo sério e exigem medidas imediatas contra os políticos corruptos. e) Aqueles brasileiros que acreditam na possibilidade de um governo sério exigem medidas imediatas contra os políticos corruptos. 02. Os petroleiros que resistem às pressões do governo fizeram um apelo aos sindicatos, que os apóiam, para que se convoque uma reunião, na qual se buscariam alternativas para o impasse. Concomitantemente, o governo busca adesões no Congresso para as medidas que está tomando em relação à greve. Em relação a esse trecho, é correto afirmar: a) Os petroleiros fizeram um apelo aos sindicatos, que os apóiam. b) Todos os petroleiros resistem às pressões do governo. c) Apenas alguns sindicatos apóiam a greve dos petroleiros. d) Antes que os petroleiros falassem em fazer reunião, o Governo já buscava a aprovação do Congresso para as suas medidas em relação à greve. e) Os sindicatos apóiam os petroleiros que resistem às pressões do governo. 03. Assinale a alternativa em que a oração entre colchetes deve ser necessariamente separada por vírgulas. a) Os integrantes da comissão [que se mostrarem contrários ao que foi decidido] devem ser substituídos. b) O candidato [que não concordar com a divulgação das pesquisas de opinião] poderá entrar com processo na justiça. c) O funcionário público [que for contratado depois da alteração da lei da aposentadoria] não terá mais salário integral quando se aposentar. d) O eleitor [que se sentir ultrajado pelas campanhas eleitorais] poderá dar uma resposta a esses abusos nas urnas. e) O presidente da República [que parte para mais uma viagem ao exterior na próxima semana] reuniu os ministros para definir estratégias a fim de combater a fome no Brasil. ORAÇÕES SUBORDINADAS REDUZIDAS As orações reduzidas não são introduzidas por conjunção e apresentam o verbo numa das formas nominais: infinitivo (terminação ar, er, ir), gerúndio (terminação ndo) ou particípio (terminação ado, ido). Geralmente as orações reduzidas podem ser desdobradas numa equivalente, com conectivo. Veja: Seria bom eu estudar mais. verbo no infinitivo Seria bom que eu estudasse mais. conjunção (conectivo) Exemplos de orações reduzidas: Todos afirmam Já recebemos os livros ser ele o ladrão. objetiva direta reduzida de infinitivo chegados de Paris. adjetiva restritiva reduzida de particípio 4 Atualizada 01/11/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores

7 TESTES 01. Por definição, que se prende à anterior por conectivo é denominada sindética e é classificada pelo nome da conjunção coordenativa que a encabeça. Assinale a alternativa onde aparece uma coordenada sindética explicativa, conforme a definição: a) A casaca dele estava remendada, mas estava limpa. b) Ambos se amavam, contudo não se falavam. c) Todo mundo trabalhando: ou varrendo o chão ou lavando as vidraças. d) Chora, que as lágrimas lavam a dor. e) O time ora atacava, ora defendia e no placar aparecia o resultado favorável. 02. Assinale a única adversativa no grupo de orações coordenadas abaixo: a)... comprou sementes de trigo e conversou com alguns colonos. b) Não esqueça o presente, que ela aniversaria amanhã. c) És inteligente, saberás, pois, decifrar o enigma proposto. d) Todo homem deverá ter coração sensível, ou não será homem. e) A beleza enche os olhos; o mérito, no entanto, enriquece a alma. 03. Podem acusar-me: estou com a consciência tranqüila. Os dois pontos (:) do período acima poderiam ser substituídos por vírgula, explicitando-se o nexo entre as duas orações pela conjunção... 01) Ambos os períodos são compostos. 02) O primeiro período se compõe de três orações coordenadas. 04) Os verbos empregados nas orações do primeiro período têm em comum o fato de serem transitivos indiretos. 08) Na única oração que constitui o segundo período, o termo tecnologia funciona como núcleo do sujeito simples. 16) No primeiro período, a conjunção e, empregada duas vezes, está separando orações de igual valor e também termos de valor idêntico na mesma oração. 07. Quais a classificações corretas? 01) O saber e a razão falam; a ignorância e o errado rugem. (Oração Coordenada Assindética) 02) Venha já ou perderá a vez. (Oração Coordenada Sindética Alternativa) 04) A virtude remoça os velhos, mas o vício envelhece os moços. (Oração Coordenada Sindética Adversativa) 08) Não és bom nem mau: és triste e humano. (Oração Coordenada Sindética Aditiva) 16) Ouve-me porque eu te falo com o coração. (Oração Coordenada Sindética Causal) 08. Assinale a alternativa que contém uma oração subordinada completiva nominal: a) Alguém me convencera de que eu deveria jejuar. b) Fabiano tinha certeza de que não se acabaria tão cedo. c) Lembre-se de que a vida é breve. d) Bem sabes quão desagradáveis são essas coisas. e) Aconteceu que não o encontrei. a) portanto; b) e; c) como; d) pois; e) embora. 04. (PUC SP) No verso Tenta chorar e os olhos sente enxutos, o conectivo oracional indica: a) junção de idéias, logo é conjunção aditiva. b) disjunção de idéias, logo é conjunção alternativa. c) contraste de idéias, logo é conjunção adversativa. d) oposição de idéias, logo é conjunção concessiva. e) seqüência de idéias, logo é conjunção conclusiva. 05. Quais as classificações corretas? 01) Não falavam nem respiravam. (Oração Coordenada Sindética Aditiva) 02) Ora vai, ora volta. (Oração Coordenada Sindética Alternativa) 04) Vives mentindo; logo, não mereces fé. (Oração Coordenada Sindética Conclusiva) 08) Vá, porque é melhor. (Oração Sindética Explicativa) 16) Apertei-lhe a mão; estava gelada. (Oração Coordenada Assindética) 06. Considerando aspectos sintáticos dos períodos Todo dia algum biruta apresentava uma nova máquina, anunciava um plano mirabolante e desafiava a gravidade e a prudência e A tecnologia da aerodinâmica, da engenharia de estruturas, do desenho de motores e da química de combustíveis havia chegado a um estágio de evolução inédito, aponte as alternativas corretas. 09. No período: Sabe-se que Jacó propôs a Labão que lhe desse todos os filhos das cabras..., a alternativa que contém a análise correta das orações, na seqüência em que vêm no período, é: a) principal; subordinada subjetiva; subordinada objetiva direta; b) coordenada sindética aditiva; subordinada objetiva direta; subordinada apositiva; c) absoluta; subordinada objetiva direta; subordinada objetiva direta; d) principal; subordinada subjetiva; subordinada objetiva indireta; e) coordenada ; subordinada predicativa; subordinada objetiva direta. 10. Das orações abaixo, a subordinada subjetiva é: a) O certo seria que lhe ensinasse com mais amor. b) Convém que todos dêem a sua contribuição. c) Ele disse que não pretendia comparecer à reunião. d) Lembrou-se de que o estudo era difícil. e) Tenho medo de que o carro não funcione. 11. Assinale as opções em que a funciona como sujeito da : 01) É claro que eles virão. 02) Acontece que ela mentiu. 04) Sabe-se que é um golpe. 08) O certo é que tudo morre. 16) Agora parece que ela está morta. Atualizada 01/11/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 5

8 12. Quais períodos contém objetiva direta? 01) Que ele roubou no jogo de cartas, souberam. 02) Perguntei quem era. 04) Veja se está tudo em ordem. 08) Não sei como você fez isso. 16) Só sei que nada sei. 13. Quais períodos contêm completiva nominal? 01) Tudo depende de que cheguemos a tempo. 02) Tive a impressão de que não voltaríamos jamais àquela vila. 04) Foi necessário que dois trabalhadores fizessem o buraco. 08) Aconselhei-o a que estudasse mais. 16) Eu sei uma coisa: que nada sei. 14. Quais as orações em destaque estão corretamente classificadas? 01) Foi tímido demais e o resultado foi este: perdeu sua namorada para sempre. (Oração Subordinada Substantiva Apositiva). 02) É claro que não aceitarei todas as tuas idéias. (Oração Subordinada Substantiva Subjetiva). 04) A verdade é que obtivemos. (Oração Subordinada Substantiva Predicativa). 08) Não queremos que cheguem atrasados. (Oração Subordinada Substantiva Objetiva Direta). 16) Tenho certeza de que nada sei. (Oração Subordinada Substantiva Objetiva Indireta). 15. Qual o período em que há uma causal? a) Por ser estudiosíssimo, foi aprovado no vestibular. b) Pode ir, contanto que volte cedo. c) Partiu sem se despedir de ninguém. d) A mãe abriu os braços para receber o filho que chegava. e) Ao chegar de São Paulo, irei visitá-lo. 16. Qual das orações em destaque estabelece uma relação semântica de causa com sua? a) Como há muitos Antônios, resolvi adotar outro nome. b) Como diz ele, é melhor ser banguela que usar dentadura. c) Vemos o retirante como o autor o pinta. d) A situação era tal, que ele se retirou. e) Severino ficou de tal modo, que nos provocou o riso. 17. O período que contém uma condicional: a) Agiremos segundo as determinações da direção. b) Seu orgulho era tanto que não nos volvia o olhar. c) Enquanto assistíamos ao filme, engolíamos dezenas de sanduíches. d) Farei o trabalho, nem que isso me ocupe toda a tarde. e) Lerei o texto para você, desde que não seja muito longo. 18. (DIREITO DE CURITIBA PR) No período O poeta escreverá, portanto, para manifestar suas constelações próprias. (Murilo Mendes), a oração reduzida de infinitivo em destaque é uma subordinada: a) causal b) consecutiva c) final d) objetiva indireta e) completiva nominal 19. (CESGRANRIO-2008) É, pois, um estado de compreensão prévia, Assinale a opção em que o vocábulo destacado tem o mesmo valor semântico que o do destacado na passagem acima. a) Ele é tão irreverente que chega a ser mal educado. b) Como disse a verdade, não foi punido. c) Você foi injusto com seu amigo; deve, portanto, desculpar-se com ele. d) Não veio à reunião, pois estava acamado. e) Fiquei atento porque você será chamado a seguir. 20. (CESGRANRIO-2006) Vá com calma nessa casa, que o homem apontou uma espingarda para o recenseador.. Entendendo a fala [...] como uma argumentação, o termo em destaque pode ser substituído por: a) o qual. b) porque. c) cujo. d) quando. e) portanto. 21. (CESGRANRIO-2007) Assinale a opção em que o conjunto destacado NÃO atribui ao texto a idéia de FINALIDADE. a) Muitos motivos se somaram, (...) para dificultar a tarefa de decifrar, (...) o enigma... b) concebida desde o início para servir ao mercado mundial, c) (...) as tentativas feitas para compreender esse enigma (...) foram, (...) infrutíferas. d) Houve muitos esforços meritórios para superar esse impasse. e) experimentaria o inevitável trânsito para a modernidade urbana (CESGRANRIO-2006) A desnecessidade do grito para se fazer ouvir mudou o caráter do jornalista... A oração em destaque exprime idéia de: a) fim. b) concessão. c) condição. d) causa. e) tempo. GABARITO SINTAXE PERÍODO COMPOSTO 01. D E D C 15. A A E C 08. B 19. C 09. A 20. B 10. B 21. E A 6 Atualizada 01/11/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br Odilei França Graduado em Letras pela Fafipar. Graduado em Teologia pela Faculdade Batista. Professor de Língua Portuguesa para concursos públicos há 22 anos. Sintaxe do período composto: parte II Período

Leia mais

Período composto por subordinação

Período composto por subordinação Período composto por subordinação GRAMÁTICA MAIO 2015 Na aula anterior Período composto por coordenação: conjunto de orações independentes Período composto por subordinação: conjunto no qual um oração

Leia mais

Estudo das classes de palavras Conjunções. A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das

Estudo das classes de palavras Conjunções. A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das Um pouco de teoria... Observe: Estudo das classes de palavras Conjunções A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das I- João saiu, Maria chegou. II- João saiu, quando

Leia mais

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco Período Composto 1.Orações Subordinadas Adverbiais. 2. Apresentação das conjunções adverbiais mais comuns. 3. Orações Reduzidas. As orações subordinadas

Leia mais

Valor Semântico de Conectivos. Coordenadas e Adverbiais

Valor Semântico de Conectivos. Coordenadas e Adverbiais Valor Semântico de Conectivos Coordenadas e Adverbiais As conjunções coordenativas, que encabeçam orações coordenadas, independentes, são de cinco tipos: 1. Aditivas: e, nem, não só...mas também, não só...como

Leia mais

Análise Sintática AMOSTRA DA OBRA. Português é simples. 2ª edição. Eliane Vieira. www.editoraferreira.com.br

Análise Sintática AMOSTRA DA OBRA. Português é simples. 2ª edição. Eliane Vieira. www.editoraferreira.com.br AMOSTRA DA OBRA www.editoraferreira.com.br O sumário aqui apresentado é reprodução fiel do livro 2ª edição. Eliane Vieira Análise Sintática Português é simples 2ª edição Nota sobre a autora Sumário III

Leia mais

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por:

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por: COLÉGIO DE APLICAÇÃO DOM HÉLDER CÂMARA AVALIAÇÃO: EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES I DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR(A): ANA PAULA DA VEIGA CALDAS ALUNO(A) DATA: / / TURMA: M SÉRIE: 9º ANO DATA PARA ENTREGA:

Leia mais

Quanto à classificação das orações coordenadas, temos dois tipos: Coordenadas Assindéticas e Coordenadas Sindéticas.

Quanto à classificação das orações coordenadas, temos dois tipos: Coordenadas Assindéticas e Coordenadas Sindéticas. LISTA DE RECUPERAÇÃO FINAL 9º ANO - PORTUGUÊS Caro aluno, seguem abaixo os assuntos para a prova de exame. É só um lembrete, pois os mesmos estão nas apostilas do primeiro bimestre, segundo e terceiro

Leia mais

ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS

ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS As orações subordinadas substantivas são as palavras

Leia mais

TÓPICO: SINTAXE DA ORAÇÃO E DO PERÍODO

TÓPICO: SINTAXE DA ORAÇÃO E DO PERÍODO TRIBUNAIS CURSO DE EXERCÍCIOS TÓPICO: SINTAXE DA ORAÇÃO E DO PERÍODO 01- ( T. JUST. RJ ) O Viva Rio pediu dois minutos de silêncio ao meio-dia da próxima sexta-feira. Que item a seguir indica corretamente

Leia mais

PROFESSORA: Patrícia. ALUNO (a): Lista de Língua Portuguesa

PROFESSORA: Patrícia. ALUNO (a): Lista de Língua Portuguesa GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSORA: Patrícia DISCIPLINA: Português SÉRIE: 2º Ano ALUNO (a): NOTA: No Anhanguera você é + Enem Lista de Língua Portuguesa Leia com atenção texto abaixo: Disponível: www.chargesonline.com.br.

Leia mais

Português- Prof. Verônica Ferreira

Português- Prof. Verônica Ferreira Português- Prof. Verônica Ferreira 1 Com relação a aspectos linguísticos e aos sentidos do texto acima, julgue os itens a seguir. No trecho que podemos chamar de silenciosa (l.15-16), o termo de silenciosa

Leia mais

Deve-se analisar a frase e sublinhar todas as formas verbais nelas existentes. Assim sendo, a frase fica:

Deve-se analisar a frase e sublinhar todas as formas verbais nelas existentes. Assim sendo, a frase fica: Revisão sobre: - Orações complexas: coordenação e subordinação. - Análise morfológica e análise sintáctica. - Conjugação verbal: pronominal, reflexa, recíproca, perifrástica. - Relação entre palavras.

Leia mais

Período composto. Orações subordinadas adverbiais

Período composto. Orações subordinadas adverbiais Período composto Orações subordinadas adverbiais Orações subordinadas Orações que mantém relação de dependência sintática e semântica entre a oração subordinada e a oração principal. Ex.: Eu tenho dúvida

Leia mais

H) Final: funciona como adjunto adverbial de finalidade. Conjunções: a fim de que, para que, porque.

H) Final: funciona como adjunto adverbial de finalidade. Conjunções: a fim de que, para que, porque. H) Final: funciona como adjunto adverbial de finalidade. Conjunções: a fim de que, para que, porque. Ex. Ele não precisa do microfone, para que todos o ouçam. I) Proporcional: funciona como adjunto adverbial

Leia mais

Adjunto adnominal. Os dois primeiros colocados disputarão a medalha de ouro. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj: adn.

Adjunto adnominal. Os dois primeiros colocados disputarão a medalha de ouro. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj: adn. Professor Jailton Adjunto adnominal é o termo da oração que sempre se refere a um substantivo que funciona como núcleo de um termo, a fim de determiná-lo, indeterminá-lo ou caracterizá-lo. adj. adn. adj.

Leia mais

LÍNGUA INTERATIVIDADE REVISÃO 2 INTERATIVIDADE. Unidade II. Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20. Revisão e avaliação da unidade II.

LÍNGUA INTERATIVIDADE REVISÃO 2 INTERATIVIDADE. Unidade II. Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20. Revisão e avaliação da unidade II. Unidade II Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20 Revisão e avaliação da unidade II. 2 Ervas O caule das ervas (plantas herbáceas) é geralmente verde, ao contrário das árvores e arbustos.

Leia mais

Orações reduzidas. Bom Estudo!

Orações reduzidas. Bom Estudo! Orações reduzidas Bom Estudo! Orações reduzidas São orações construídas com as formas nominais do verbo infinitivo (terminação em -r), gerúndio (terminação em -ndo) e particípio (terminação em -ado/ -ido),

Leia mais

Língua Portuguesa 9º ano

Língua Portuguesa 9º ano Colégio I.L. Peretz Sistema Anglo de Ensino ORAÇÃO SUBORDINADA E ORAÇÃO PRINCIPAL No período: Todos desejavam sua recuperação. verbo complemento do verbo (objeto direto) observamos que: * o verbo, por

Leia mais

Orações Subordinadas Adverbiais. Amanda de Oliveira.

Orações Subordinadas Adverbiais. Amanda de Oliveira. Orações Subordinadas Adverbiais. Amanda de Oliveira. A Oração Subordinada Adverbial é aquela que, no período composto, equivale a um advérbio. As orações adverbiais sempre exercem, em relação à oração

Leia mais

Período composto. Orações subordinadas adverbiais. Prof.ª: Elizabete Oliveira Biedacha

Período composto. Orações subordinadas adverbiais. Prof.ª: Elizabete Oliveira Biedacha Período composto Orações subordinadas adverbiais Prof.ª: Elizabete Oliveira Biedacha Oração subordinada adverbial É aquela que se encaixa na oração principal, funcionando como adjunto adverbial. Observe:

Leia mais

Letras. Objetivo. Aspectos das Conexões Sintáticas. Prof a. Dr a. Leda Szabo

Letras. Objetivo. Aspectos das Conexões Sintáticas. Prof a. Dr a. Leda Szabo Letras Prof a. Dr a. Leda Szabo Aspectos das Conexões Sintáticas Objetivo Diferenciar o objeto de estudo da análise de base sintática do objeto de estudo da análise do discurso. Compreender a diferença

Leia mais

PERÍODO período simples período composto

PERÍODO período simples período composto Já estudamos que PERÍODO é a frase constituída por uma ou mais orações, formando um todo, com sentido completo. Quando possui apenas uma oração, é classificado como período simples; quando possui mais

Leia mais

Período Simples. Período Composto

Período Simples. Período Composto Período Simples e Período Composto Os períodos são formados através das orações. Orações são frases que apresentam verbo ou locução verbal. Maria saiu cedo de casa. verbo José ficou fazendo sua tarefa

Leia mais

Conteúdo: Aula: 40.1. Período composto por subordinação: Oração subordinada adverbial Oração subordinada adverbial temporal LÍNGUA PORTUGUESA

Conteúdo: Aula: 40.1. Período composto por subordinação: Oração subordinada adverbial Oração subordinada adverbial temporal LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Aula: 40.1 Conteúdo: Período composto por subordinação: Oração subordinada adverbial Oração subordinada adverbial temporal

Leia mais

03. Resposta: E. Página 552 02.

03. Resposta: E. Página 552 02. Orações coordenadas Página 550 a) O aquecimento excessivo do planeta é um fato incontestável [1], por isso muitos países já implantaram programas de redução de poluentes [2], mas / porém / no entanto o

Leia mais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE Comunicação Oral e Escrita Unidade 11 Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 2 Aviso importante! Este material foi produzido

Leia mais

As orações subordinadas adverbiais funcionam como adjuntos adverbiais da oração principal, são introduzidas por conjunções ou locuções conjuntivas

As orações subordinadas adverbiais funcionam como adjuntos adverbiais da oração principal, são introduzidas por conjunções ou locuções conjuntivas As orações subordinadas adverbiais funcionam como adjuntos adverbiais da oração principal, são introduzidas por conjunções ou locuções conjuntivas que indicam circunstâncias de : causa, consequência, condição,

Leia mais

Manoel Neves. exercícios de teoria gramatical Período composto

Manoel Neves. exercícios de teoria gramatical Período composto Manoel Neves exercícios de teoria gramatical Período composto QUESTÃO 01 (CTSP) Assinale a alterna1va onde há oração subordinada comple1va nominal reduzida: a) O caráter universal da lei oferece proteção

Leia mais

ADJETIVAS E ADVERBIAIS

ADJETIVAS E ADVERBIAIS GRAMÁTICA ADJETIVAS E ADVERBIAIS 1. ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS As orações adjetivas são sempre introduzidas por um pronome relativo. Podem ser RESTRITIVAS e EXPLICATIVAS e funcionam, sintaticamente,

Leia mais

C Sistema destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br

C Sistema destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br 1 CURSO DE PORTUGUÊS ON-LINE AULA 8 ANÁLISE SINTÁTICA OS TERMOS DA ORAÇÃO Oração - conjunto de palavras, com sentido e com a presença obrigatória de um verbo. O sol brilha no horizonte. 1- Termos essenciais:

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Modo: indicativo O modo indicativo expressa um fato de maneira definida, real, no presente, passado ou futuro, na frase afirmativa, negativa ou interrogativa. Presente Presente Passado (=Pretérito) Pretérito

Leia mais

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO 1 Q236899 Prova: CESGRANRIO - 2012 - Caixa - Técnico Bancário Disciplina: Português Assuntos: 6. Interpretação

Leia mais

Vestibular Comentado - UVA/2010.2

Vestibular Comentado - UVA/2010.2 LÍNGUA PORTUGUESA Comentários: Profs. Evaristo, Crerlânio, Vicente Júnior Texto 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 Flor voltara a embalar-se

Leia mais

TIPO DE AVALIAÇÃO: Lista de Exercícios - Recuperação

TIPO DE AVALIAÇÃO: Lista de Exercícios - Recuperação TIPO DE AVALIAÇÃO: Lista de Exercícios - Recuperação Nome: Nº 8º ano / Ensino Fundamental Turma: Disciplina(s): Português Data: Professor(a): Érica Beatriz Nota: Leia o texto de Clarice Lispector e veja

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO Questão : 08 19 25 A questão 08 do código 07, que corresponde à questão 19 do código 08 e à questão 25 do código 09 Assinale a alternativa incorreta em relação à regência nominal. a) São poucos os cargos

Leia mais

O Estudo do Período Composto

O Estudo do Período Composto Série Rumo ao ITA Ensino Pré-Universitário Professor(a) Aluno(a) Tom Dantas Sede Nº TC Turma Turno Data / / Português O Estudo do Período Composto O Período Composto Período composto é a frase organizada

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS GRAMÁTICA 2 E. M. CEAG 2 BIMESTRE

LISTA DE EXERCÍCIOS GRAMÁTICA 2 E. M. CEAG 2 BIMESTRE Orientações: Só serão aceitas as atividades feitas por completo e de acordo com o que foi pedido nos enunciados. Todos os exercícios deverão ser resolvidos no caderno. A perda desta lista implicará em

Leia mais

GRAMÁTICA EMPREGO DA VÍRGULA

GRAMÁTICA EMPREGO DA VÍRGULA GRAMÁTICA EMPREGO DA VÍRGULA Prof. Gina Maciel EXERCÍCIO II - O USO DA VÍRGULA 1. Marque a alternativa que corresponde ao uso correto da vírgula neste texto: "Marta queria comprar biscoitos mas não encontrou

Leia mais

1. Reescreva a fala do Cebolinha, no 1º quadrinho, de acordo com a norma gramatical. Em seguida circule os adjuntos adnominais.

1. Reescreva a fala do Cebolinha, no 1º quadrinho, de acordo com a norma gramatical. Em seguida circule os adjuntos adnominais. EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO DE PORTUGUÊS SERIE: 7 ANO TURMA: 3 BIMESTR DATA / /2010 PROFESSORA: CLAUDIA ALUNO (A): NOTA: Nº: Leia a tira com atenção. 1. Reescreva a fala do Cebolinha, no 1º quadrinho, de

Leia mais

O PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO: AS ORAÇÕES COORDENADAS

O PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO: AS ORAÇÕES COORDENADAS O PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO: AS ORAÇÕES COORDENADAS 1. Leia as orações dos itens seguintes, observando o tipo de relação semântica existente entre elas. Reescreva-as e ligue-as, empregando uma conjunção

Leia mais

O Açúcar. Leia este poema de Ferreira Gullar. Com que adoço meu café esta manhã em Ipanema.

O Açúcar. Leia este poema de Ferreira Gullar. Com que adoço meu café esta manhã em Ipanema. 8 Gramática -Revisão 8º ano DATA: /09/15: Unidade Centro Aluno (a) Professora: MARIA DO CARMO Leia este poema de Ferreira Gullar. O Açúcar O branco açúcar que adoçará meu café Nesta manhã de Ipanema Não

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

Orações subordinadas adverbiais. 9º ano Prof. Ana Santa Felicidade

Orações subordinadas adverbiais. 9º ano Prof. Ana Santa Felicidade Orações subordinadas adverbiais 9º ano Prof. Ana Santa Felicidade CAUSAL: causa, motivo. ** porque, visto que, já que Ex.: Viajaram ontem porque tinham tempo. COMPARATIVA: ideia de comparação. ** como,

Leia mais

1) Observe a fala do peru, no último quadrinho. a) Quantos verbos foram empregados nessa fala? Dois. b) Logo, quantas orações há nesse período? Duas.

1) Observe a fala do peru, no último quadrinho. a) Quantos verbos foram empregados nessa fala? Dois. b) Logo, quantas orações há nesse período? Duas. Pág. 41 1 e 2 1) Observe a fala do peru, no último quadrinho. a) Quantos verbos foram empregados nessa fala? Dois. b) Logo, quantas orações há nesse período? Duas. c) Delimite as orações. Foi o presente

Leia mais

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II Capítulo II Mark Ford 11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo Dois Como uma nota de $10 me deixou mais rico do que todos os meus amigos Das centenas de estratégias de construção de riqueza que

Leia mais

PONTUAÇÃO. 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo.

PONTUAÇÃO. 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo. EMPREGA-SE VÍRGULA: PONTUAÇÃO 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo. EX.: A moral legisla para o homem: o direito, para o cidadão. Adalberto estuda francês, e Osmar, Inglês. Uma flor, Quincas

Leia mais

1. Assinale a alternativa em que os termos da oração dispõem-se na ordem direta.

1. Assinale a alternativa em que os termos da oração dispõem-se na ordem direta. LÍNGUA PORTUGUESA SINTAXE DO PERÍODO SIMPLES E DO PERÍODO COMPOSTO PROF. AGNALDO MARTINO 1. Assinale a alternativa em que os termos da oração dispõem-se na ordem direta. a) Sedosos eram seus cabelos. b)

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

CONCURSO BB 2014 REVISÃO - PORTUGUÊS

CONCURSO BB 2014 REVISÃO - PORTUGUÊS CONCURSO BB 2014 REVISÃO - PORTUGUÊS Professora Renata Tosetto COMPREENSÃO TEXTUAL Atente-se sempre ao enunciado segundo o texto, conforme o texto, segundo o autor, de acordo com o autor (texto) nestes

Leia mais

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática 1 Sumário Introdução...04 O segredo Revelado...04 Outra maneira de estudar Inglês...05 Parte 1...06 Parte 2...07 Parte 3...08 Por que NÃO estudar Gramática...09 Aprender Gramática Aprender Inglês...09

Leia mais

Funções do "que" e do "se"

Funções do que e do se Funções do "que" e do "se" Há muitas dúvidas quanto ao emprego do que e do se, pois podem ser empregados em várias funções morfossintáticas. Portanto, iremos analisar cada termo individualmente, a fim

Leia mais

Para a grande maioria das. fazer o que desejo fazer, ou o que eu tenho vontade, sem sentir nenhum tipo de peso ou condenação por aquilo.

Para a grande maioria das. fazer o que desejo fazer, ou o que eu tenho vontade, sem sentir nenhum tipo de peso ou condenação por aquilo. Sonhos Pessoas Para a grande maioria das pessoas, LIBERDADE é poder fazer o que desejo fazer, ou o que eu tenho vontade, sem sentir nenhum tipo de peso ou condenação por aquilo. Trecho da música: Ilegal,

Leia mais

Professor Jailton. www.professorjailton.com.br

Professor Jailton. www.professorjailton.com.br Professor Jailton www.professorjailton.com.br As orações subordinadas adverbiais recebem essa denominação porque expressam uma circunstância da oração a que se subordinam. Essa circunstância é a função

Leia mais

PORTUGUÊS CIDA BISPO

PORTUGUÊS CIDA BISPO TIPO 1 PORTUGUÊS CIDA BISPO 7º UNIDADE IV Orientações: Não será aceita a utilização de corretivo; não será permitido o empréstimo de material durante a avaliação; use somente caneta esferográfica azul

Leia mais

Aluno(a): Nº. Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE. Análise de textos poéticos. Texto 1. Um homem também chora

Aluno(a): Nº. Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE. Análise de textos poéticos. Texto 1. Um homem também chora Lista de Exercícios Aluno(a): Nº. Professor: Daniel Série: 9 ano Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE Análise de textos poéticos Texto 1 Um homem também chora Um homem também

Leia mais

PORTUGUÊS PARA CONCURSOS

PORTUGUÊS PARA CONCURSOS PORTUGUÊS PARA CONCURSOS Sumário Capítulo 1 - Noções de fonética Fonema Letra Sílaba Número de sílabas Tonicidade Posição da sílaba tônica Dígrafos Encontros consonantais Encontros vocálicos Capítulo 2

Leia mais

d) Os vigilantes acompanhavam um caminhão que transportava um insumo

d) Os vigilantes acompanhavam um caminhão que transportava um insumo Em Os dados foram divulgados ontem pelo Instituto Sou da Paz., a expressão destacada é a) adjunto adnominal. b) sujeito paciente. c) objeto indireto. d) complemento nominal. e) agente da passiva. 1 Em

Leia mais

DESAFIOS CRIATIVOS E FASCINANTES Aula de Filosofia: busca de valores humanos

DESAFIOS CRIATIVOS E FASCINANTES Aula de Filosofia: busca de valores humanos DESAFIOS CRIATIVOS E FASCINANTES Aula de Filosofia: busca de valores humanos Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br Eu queria testar a metodologia criativa com alunos que eu não conhecesse. Teria de

Leia mais

CURSO INTENSIVO MÓDULO 19 PONTUAÇÃO

CURSO INTENSIVO MÓDULO 19 PONTUAÇÃO FRASES FRAGMENTADAS 1)... aborrecido, dificultando, assim,... 2)... costas. Isso resultaria, assim,... 3)... gíria. Ela divide... 4) Coisas assim estão na TV... 5)... competitividade. As agências... 6)...

Leia mais

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA Aluno (a): Série: 3ª TUTORIAL 3B Ensino Médio Data: Turma: Equipe de Língua Portuguesa Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA TERMOS INTEGRANTES = completam o sentido de determinados verbos e nomes. São

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Alexandre da Silva França. Eu nasci em 17 do sete de 1958, no Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu sou tecnólogo em processamento de dados. PRIMEIRO DIA

Leia mais

A regra geral de concordância verbal é bastante simples: o verbo concorda com o núcleo (ou os núcleos) do sujeito. Desse modo, temos:

A regra geral de concordância verbal é bastante simples: o verbo concorda com o núcleo (ou os núcleos) do sujeito. Desse modo, temos: Concordância Na aula de hoje, estudaremos os principais tipos e ocorrências de itens relacionados à concordância verbal cobrados nos vestibulares do país. Nesse sentido, é válido lembrar que serão observadas

Leia mais

VÍRGULA. A vírgula marca uma ligeira suspensão na melodia do

VÍRGULA. A vírgula marca uma ligeira suspensão na melodia do PONTUAÇÃO VÍRGULA A vírgula marca uma ligeira suspensão na melodia do enunciado, indicando que os termos por ela separados não formam uma unidade sintática, embora participem da mesma frase ou oração.

Leia mais

MATÉRIA: Língua Portuguesa. PROFESSOR: Karla Gomes. SÉRIE: 3º ano. TIPO: Trabalho de Recuperação - 2ª etapa

MATÉRIA: Língua Portuguesa. PROFESSOR: Karla Gomes. SÉRIE: 3º ano. TIPO: Trabalho de Recuperação - 2ª etapa MATÉRIA: Língua Portuguesa PROFESSOR: Karla Gomes SÉRIE: 3º ano TIPO: Trabalho de Recuperação - 2ª etapa QUESTÃO 01- (ITA SP) Leia com atenção a seguinte frase de um texto publicitário: Esta é a escola

Leia mais

Leia a letra da música "Fico Assim Sem Você", de Claudinho e Buchecha:

Leia a letra da música Fico Assim Sem Você, de Claudinho e Buchecha: Leia a letra da música "Fico Assim Sem Você", de Claudinho e Buchecha: Avião sem asa, Fogueira sem brasa, Sou eu assim, sem você Futebol sem bola, Piu-piu sem Frajola, Sou eu assim, sem você... Porque

Leia mais

NCE UNEMAT 2005 NÍVEL SUPERIOR

NCE UNEMAT 2005 NÍVEL SUPERIOR NCE UNEMAT 2005 NÍVEL SUPERIOR TEXTO URGÊNCIA Ao constatar que, de 40 pessoas que costumam dormir nas praias de Copacabana e Ipanema, 35 vieram de fora da cidade, a Secretaria municipal de Assistência

Leia mais

As palavras: QUE, SE e COMO.

As palavras: QUE, SE e COMO. As palavras: QUE, SE e COMO. Enfocaremos, nesse capítulo, algumas particularidades das referidas palavras. Professor Robson Moraes I A palavra QUE 1. Substantivo aparece precedida por artigo e exerce funções

Leia mais

Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e

Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e escritos à maneira adequada do padrão da língua materna;

Leia mais

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos Pessoais Do caso reto Oblíquo Possessivos Demonstrativos Relativos Indefinidos Interrogativos Os pronomes is indicam diretamente as s do discurso. Quem fala ou escreve, assume os pronomes eu ou nós, emprega

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

Língua Portuguesa. O texto abaixo serve de base para as questões de 16 a 20. Leia-o atentamente. Depois, responda às perguntas.

Língua Portuguesa. O texto abaixo serve de base para as questões de 16 a 20. Leia-o atentamente. Depois, responda às perguntas. Língua Portuguesa O texto abaixo serve de base para as questões de 16 a 20. Leia-o atentamente. Depois, responda às perguntas. O rápido e grande avanço observado no ambiente da produção, por meio do surgimento

Leia mais

UNIDADE VI ESCREVENDO E-MAILS QUE GERAM RESULTADOS

UNIDADE VI ESCREVENDO E-MAILS QUE GERAM RESULTADOS UNIDADE VI ESCREVENDO E-MAILS QUE GERAM RESULTADOS Nessa unidade vou mostrar para você como escrever e-mails que geram resultados. Mas que resultados são esses? Quando você escreve um e-mail tem que saber

Leia mais

Ano: 9 Turma: 9.1 e 9.2

Ano: 9 Turma: 9.1 e 9.2 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 2ª Etapa 2014 Disciplina: Língua Portuguesa Professor (a): Cris Souto Ano: 9 Turma: 9.1 e 9.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de

Leia mais

numerais concordam em gênero artigos adjetivos pronomes numerais substantivo

numerais concordam em gênero artigos adjetivos pronomes numerais substantivo CONCORDÂNCIA NOMINAL CONCORDÂNCIA NOMINAL Artigos, adjetivos, pronomes e numerais concordam em gênero e número com o substantivo. artigos adjetivos pronomes numerais substantivo CONCORDÂNCIA NOMINAL Uma

Leia mais

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, com perguntas respondidas pelo presidente Lula Manaus-AM,

Leia mais

coleção Conversas #22 - maio 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #22 - maio 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #22 - maio 2015 - assistente social. agora? Sou E Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo

Leia mais

Teste sua empregabilidade

Teste sua empregabilidade Teste sua empregabilidade 1) Você tem noção absoluta do seu diferencial de competência para facilitar sua contratação por uma empresa? a) Não, definitivamente me vejo como um título de cargo (contador,

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa 9 o ano 1 o bimestre PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa Escola: Nome: Turma: n o : Texto para as questões de 1 a 4. Poética (I) De manhã escureço De dia tardo De tarde anoiteço De noite ardo. A oeste a

Leia mais

ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA-4º ANO

ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA-4º ANO Disciplina : Língua Portuguesa Professora: Nilceli Barueri, / 08 / 2010 2ª postagem Nome: n.º 4º ano ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA-4º ANO Queridos alunos, aqui está a segunda postagem de Língua Portuguesa.

Leia mais

Coragem, Solidariedade, Confiança, Justiça.

Coragem, Solidariedade, Confiança, Justiça. Valores: Coragem, Solidariedade, Confiança, Justiça. Competências -chave: Saber reagir a atentados à integridade física ou psicológica; Saber medir consequências de um segredo; Ser capaz de confiar e pedir

Leia mais

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa 01. Alternativa (E) Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa Alternativa que contém palavras grafadas de acordo com o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa - VOLP 02. Alternativa

Leia mais

Questões de Português da Cesgranrio: prepara-se para o BNDES

Questões de Português da Cesgranrio: prepara-se para o BNDES Questões de Português da Cesgranrio: prepara-se para o BNDES 1. Indique o período em que o sinal de dois-pontos está sendo usado com a mesma finalidade da que ocorre em: Ademilton praticou uma atividade

Leia mais

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br Alô, alô Quero falar com o Marcelo. Momento. Alô. Quem é? Marcelo. Escuta aqui. Eu só vou falar uma vez. A Adriana é minha. Vê se tira o bico de cima dela. Adriana? Que Adriana? Não se faça de cretino.

Leia mais

CURIOSIDADES GRÁFICAS

CURIOSIDADES GRÁFICAS CURIOSIDADES GRÁFICAS 1. USO DOS PORQUÊS POR QUE: usado em frases interrogativas diretas e indiretas; quando equivale a pelo qual e flexões e quando depois dessa expressão vier escrita ou subentendida

Leia mais

Sou Helena Maria Ferreira de Morais Gusmão, Cliente NOS C827261492, Contribuinte Nr.102 297 878 e venho reclamar o seguinte:

Sou Helena Maria Ferreira de Morais Gusmão, Cliente NOS C827261492, Contribuinte Nr.102 297 878 e venho reclamar o seguinte: Exmos. Senhores. Sou Helena Maria Ferreira de Morais Gusmão, Cliente NOS C827261492, Contribuinte Nr.102 297 878 e venho reclamar o seguinte: Sou cliente desde a época da TVTel nunca, até hoje, mudei de

Leia mais

c) O verbo ficará no singular ou no plural se o sujeito coletivo for especificado com substantivo no plural.

c) O verbo ficará no singular ou no plural se o sujeito coletivo for especificado com substantivo no plural. Concordância Verbal a) O verbo vai para a 3ª pessoa do plural caso o sujeito seja composto e anteposto ao verbo. Se o sujeito composto é posposto ao verbo, este irá para o plural ou concordará com o substantivo

Leia mais

Texto 2. Julinho, o sapo

Texto 2. Julinho, o sapo Texto 2 Nós vamos ler um texto bem diferente do texto 1. Também tem princesa, sapo, mas o que acontece é difícil de imaginar. Nestes versos você vai encontrar uma pista. Lá no brejo tem um sapo que canta

Leia mais

Professora: Lícia Souza

Professora: Lícia Souza Professora: Lícia Souza Morfossintaxe: a seleção e a combinação de palavras Observe que, para combinar as palavras loucamente, louco e loucura com outras palavras nas frases de modo que fiquem de acordo

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO Questão : 01 01 01 Questão : 01 01 01 A questão 01 do código 12 (01 do código 22-BCT) que corresponde à questão 01 do código 14 (01 do código 24-BCT) e a questão 01 do código 16 (01 do código 26-BCT) teve

Leia mais

Ortografia e Gramática

Ortografia e Gramática Ortografia e Gramática SINTAXE (do grego syntáxis arranjo, disposição ) É a parte da Gramática que estuda a palavra, não em si, mas em relação às outras, que com ela se unem para exprimir o pensamento.

Leia mais

Professor Jailton. www.professorjailton.com.br

Professor Jailton. www.professorjailton.com.br Professor Jailton www.professorjailton.com.br Regra Geral O artigo, a adjetivo, o pronome adjetivo e o numeral concordam em gênero e número com o nome a que se referem: Aqueles dois meninos estudiosos

Leia mais

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 6º Ano - Língua Portuguesa - 2º Bimestre

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 6º Ano - Língua Portuguesa - 2º Bimestre O CASO DA CALÇADA DO JASMIM UM CRIME? Terça-feira, seis de Maio. São catorze horas. A D. Odete não é vista no seu bairro desde hoje de manhã. As janelas da sua casa estão abertas, mas o correio de hoje

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Provão. Português 4 o ano. Vida da gente. Texto

Provão. Português 4 o ano. Vida da gente. Texto Provão Português 4 o ano Texto Vida da gente Todos os dias nós jogamos fora muitas coisas de que não precisamos mais. Para onde será que elas vão? Será que daria para usá-las novamente? Todo dia da nossa

Leia mais

2015 O ANO DE COLHER JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI

2015 O ANO DE COLHER JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI Texto: Sal. 126:6 Durante o ano de 2014 falamos sobre a importância de semear, preparando para a colheita que viria neste novo ano de 2015. Muitos criaram grandes expectativas,

Leia mais

O que fazer em meio às turbulências

O que fazer em meio às turbulências O que fazer em meio às turbulências VERSÍCULO BÍBLICO Façam todo o possível para viver em paz com todos. Romanos 12:18 OBJETIVOS O QUÊ? (GG): As crianças assistirão a um programa de auditório chamado Geração

Leia mais