Manoel Neves. exercícios de teoria gramatical Período composto

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manoel Neves. exercícios de teoria gramatical Período composto"

Transcrição

1 Manoel Neves exercícios de teoria gramatical Período composto

2 QUESTÃO 01 (CTSP) Assinale a alterna1va onde há oração subordinada comple1va nominal reduzida: a) O caráter universal da lei oferece proteção universal a todos os cidadãos, não apenas em relação ao desastroso jogo de autointeresses conflitantes, mas também aos caprichos governamentais. b) O consenso iuris é o reconhecimento dos cidadãos de que o direito, ou seja, o sistema de regras posi1vas emanadas dos poderes do Estado e legi1mados pelo sufrágio universal deve punir rigorosamente quem se aventura à violação da norma abstrata. c) Para assumir a condição de sujeitos de direitos e deveres, os indivíduos são constrangidos a abdicar de sua moral par1cularista. d) Mas a mediação do Estado é precária, sugere Giorgio Agambem, pois a soberania é um frágil compromisso entre a natureza e a razão, o direito e a violência.

3 SOLUÇÃO COMENTADA Na alterna1va c, a abdicar de sua moral par/culista completa o sen1do do adje1vo constrangidos. Quem é constrangido, é constrangido a fazer algo. Veja que se trata de uma oração subordinada substan/va comple/va nominal reduzida de infini/vo.

4 QUESTÃO 02 (CTSP) As orações Sou favorável a que o condenem e Terminado o baile, todos saíram podem ser classificadas como: a) oração subordinada substan1va comple1va nominal e oração subordinada adverbial temporal reduzida. b) oração subordinada substan1va obje1va direta e oração subordinada adverbial consecu1va. c) oração subordinada adje1va explica1va e oração subordinada adje1va explica1va reduzida. d) oração subordinada substan1va predica1va e oração subordinada obje1va direta reduzida.

5 SOLUÇÃO COMENTADA Assinale- se a alterna1va a, pois quem é favorável, é favorável a algo. Posto isso, a primeira oração subordinada deveria ser classificada como oração subordinada substan/va comple/va nominal. A segunda oração subordinada indica quando saíram todos. Trata- se de uma oração subordinada adverbial temporal reduzida de par/cípio.

6 ORAÇÕES SUBORDINADAS exercícios sobre transitividade verbal e período simples (CTSP) Observe as orações sublinhadas nos períodos compostos transcritos abaixo. I. Apesar disso tudo, precisamos decidir se vamos ser uma família ou um país. II. Numa república são leis de validade universal que regulam as relações sociais. III. Existem razões para que a lei tenha fixado em 18 anos a idade mínima para dirigir. IV....eles estão na fase em que se atribui valor máximo à vida. V. Pior, os desastres tendem a ser mais letais. Podemos classificá- las da seguinte forma: I. Oração subordinada substan1va obje1va direta. II. Oração subordinada adje1va restri1va. III. Oração subordinada substan1va comple1va nominal reduzida de infini1vo. IV. Oração subordinada substan1va obje1va indireta. V. Oração subordinada substan1va obje1va direta reduzida de infini1vo.

7 (CTSP) Esta é CORRETA a afirma1va: a) I, II e V. b) II, III, IV e V. c) todas as classificações estão corretas. d) todas as classificações estão incorretas. QUESTÃO 03

8 SOLUÇÃO COMENTADA Estão corretamente classificadas as orações I, II e IV. Marque- se, pois, a letra a.

9 QUESTÃO 04 (CTSP) As expressões sublinhadas apresentam sua correspondência CORRETA em: a) Apesar dessa defesa forte da filosofia por trás da lei seca, a norma como foi escrita encerra dois vícios nacionais: competência de menos e amor demais pelo marke1ng. (concessão) b) Desde que alguns poucos tubarões grandes possa aparecer algemados em portentosas operações da PF transmi1das em programas no1ciosos a, dispensa- se a boa instrução processual. (tempo) c) Ainda assim, o conceito por trás da lei seca é inatacável: você tem o direito de beber até cair; mas, para tanto, precisa renunciar momentaneamente a outros direitos... (adição) d) Só par1cipa quem quer e nenhum incauto é apanhado de surpresa. (contraste)

10 SOLUÇÃO COMENTADA Apenas em a o ar1culador foi devidamente classificado. Em b, trata- se de um ar1culador condicional; em c, adversa1vo; e em d, adi1vo.

11 QUESTÃO 05 (CTSP) A oração para roê- los indica: a) infini1vo. b) conclusão. c) finalidade. d) consequência.

12 SOLUÇÃO COMENTADA Apesar de não haver um contexto em que a oração esteja inserida, pode- se classificá- la como subordinada adverbial final. Marque- se a letra c.

13 QUESTÃO 06 (CTSP) Assinale a alterna1va em que a oração sublinhada está corretamente classificada. a) Mas não podemos nos contentar com algumas dúzias de prisões preven1vas que depois não se traduzem em condenações. (subordinada adverbial temporal) b) O risco é que o crime compense. (subordinada adje1va restri1va) c) Se a punição para uma gestão fraudulenta que renda alguns bilhões de reais a seus autores não for mais que uns poucos dias de cadeia entre a prisão preven1va/provisória e a concessão do habeas corpus, então delinquir passa a valer a pena. (subordinada substan1va obje1va direta) d) Até acho que operações de marke1ng legal têm o seu valor, à medida que levam rapidamente a um grande número de pessoas a mensagem embu1da na nova legislação. (subordinada adverbial proporcional)

14 SOLUÇÃO COMENTADA A única oração classificada corretamente é a transcrita na alterna1va d. As demais são: a) adje1va restri1va; b) substan1va predica1va; e c) adje1va restri1va.

15 QUESTÃO 07 (CTSP) Para não descontentar ninguém, arrisco uma manobra temerária: vou comentar dois assuntos valendo- me de uma mesma chave interpreta1va que me parece especialmente valiosa para entender o Brasil de hoje. Assinale a alterna1va que contém a classificação CORRETA das orações sublinhadas no período. a) subordinada adverbial condicional reduzida de infini1vo, subordinada substan1va obje1va direta, subordinada adverbial final reduzida de infini1vo. b) subordinada adverbial final reduzida de infini1vo, subordinada adje1va restri1va, subordinada adverbial final reduzida de infini1vo. c) coordenada sindé1ca adi1va, coordenada sindé1ca explica1va, coordenada sindé1ca adi1va. d) subordinada substan1va obje1va direta reduzida de infini1vo, subordinada adje1va explica1va, subordinada substan1va obje1va direta reduzida de infini1vo.

16 SOLUÇÃO COMENTADA A alterna1va que indica a classificação correta das orações sublinhadas é a letra b.

17 QUESTÃO 08 (CTSP) Assinale a alterna1va que apresente a classificação correta da frase Felizmente, para Voltaire, sua vida foi um desmen/do a isso, e até hoje nos admiramos de sua corajosa parcialidade. a) período simples; b) período composto por subordinação; c) período composto por coordenação; d) período composto por coordenação e subordinação.

18 SOLUÇÃO COMENTADA As orações sua vida foi um desmen/do e nos admiramos de sua parcialidade são coordenadas entre si. Assinale- se a alterna1va c.

19 QUESTÃO 09 (CTSP) Marque a alterna1va CORRETA quanto à função morfossintá1ca do se na frase: O policial ainda não sabia se aquela era a versão verdadeira dos fatos. a) É uma conjunção subordinada condicional, pois introduz uma oração subordinada adverbial causal. b) É uma conjunção subordina1va integrante, pois introduz uma oração subordinada substan1va obje1va direta. c) É um pronome apassivador. d) É uma conjunção subordina1va causal.

20 SOLUÇÃO COMENTADA No contexto fornecido o se introduz uma oração que completa o sen1do do verbo transi1vo direto sabia; é, pois, uma conjunção subordina1va integrante, pois introduz uma oração subordinada substan1va obje1va direta. Assinale- se a letra b.

21 QUESTÃO 10 Gritou muito, porém ninguém o ouviu. A oração coordenada sindé1ca deste período classifica- se como: a) adi1va. b) alterna1va. c) conclusiva. d) adversa1va.

22 SOLUÇÃO COMENTADA A oração sindé1ca porém ninguém ouviu deve ser classificada como oração coordenada sindé1ca adversa1va. Marque- se a letra d.

23 QUESTÃO 11 Fale mais alto, que precisamos ouvir. Classifica- se a coordenada sindé1ca como: a) explica1va. b) adversa1va. c) conclusiva. d) adi1va.

24 SOLUÇÃO COMENTADA A oração sindé1ca presente no período em análise é explica1va. Assinale- se, pois, a letra a.

25 QUESTÃO 12 Assinale a oração coordenada sindé1ca conclusiva. a) Ou estudas, ou serás reprovado. b) Tu te esforçaste, meu filho; portanto, serás recompensado. c) O gato surgiu e perseguiu o rato. d) Irei, mas nada prometo.

26 SOLUÇÃO COMENTADA A ideia de conclusão está presente na oração em destaque na letra b.

Estudo das classes de palavras Conjunções. A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das

Estudo das classes de palavras Conjunções. A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das Um pouco de teoria... Observe: Estudo das classes de palavras Conjunções A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das I- João saiu, Maria chegou. II- João saiu, quando

Leia mais

Valor Semântico de Conectivos. Coordenadas e Adverbiais

Valor Semântico de Conectivos. Coordenadas e Adverbiais Valor Semântico de Conectivos Coordenadas e Adverbiais As conjunções coordenativas, que encabeçam orações coordenadas, independentes, são de cinco tipos: 1. Aditivas: e, nem, não só...mas também, não só...como

Leia mais

Período composto por subordinação

Período composto por subordinação Período composto por subordinação GRAMÁTICA MAIO 2015 Na aula anterior Período composto por coordenação: conjunto de orações independentes Período composto por subordinação: conjunto no qual um oração

Leia mais

Quanto à classificação das orações coordenadas, temos dois tipos: Coordenadas Assindéticas e Coordenadas Sindéticas.

Quanto à classificação das orações coordenadas, temos dois tipos: Coordenadas Assindéticas e Coordenadas Sindéticas. LISTA DE RECUPERAÇÃO FINAL 9º ANO - PORTUGUÊS Caro aluno, seguem abaixo os assuntos para a prova de exame. É só um lembrete, pois os mesmos estão nas apostilas do primeiro bimestre, segundo e terceiro

Leia mais

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco Período Composto 1.Orações Subordinadas Adverbiais. 2. Apresentação das conjunções adverbiais mais comuns. 3. Orações Reduzidas. As orações subordinadas

Leia mais

H) Final: funciona como adjunto adverbial de finalidade. Conjunções: a fim de que, para que, porque.

H) Final: funciona como adjunto adverbial de finalidade. Conjunções: a fim de que, para que, porque. H) Final: funciona como adjunto adverbial de finalidade. Conjunções: a fim de que, para que, porque. Ex. Ele não precisa do microfone, para que todos o ouçam. I) Proporcional: funciona como adjunto adverbial

Leia mais

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por:

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por: COLÉGIO DE APLICAÇÃO DOM HÉLDER CÂMARA AVALIAÇÃO: EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES I DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR(A): ANA PAULA DA VEIGA CALDAS ALUNO(A) DATA: / / TURMA: M SÉRIE: 9º ANO DATA PARA ENTREGA:

Leia mais

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br Odilei França Graduado em Letras pela Fafipar. Graduado em Teologia pela Faculdade Batista. Professor de Língua Portuguesa para concursos públicos há 22 anos. Sintaxe do período composto: parte II Período

Leia mais

Funções do "que" e do "se"

Funções do que e do se Funções do "que" e do "se" Há muitas dúvidas quanto ao emprego do que e do se, pois podem ser empregados em várias funções morfossintáticas. Portanto, iremos analisar cada termo individualmente, a fim

Leia mais

Deve-se analisar a frase e sublinhar todas as formas verbais nelas existentes. Assim sendo, a frase fica:

Deve-se analisar a frase e sublinhar todas as formas verbais nelas existentes. Assim sendo, a frase fica: Revisão sobre: - Orações complexas: coordenação e subordinação. - Análise morfológica e análise sintáctica. - Conjugação verbal: pronominal, reflexa, recíproca, perifrástica. - Relação entre palavras.

Leia mais

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos Pessoais Do caso reto Oblíquo Possessivos Demonstrativos Relativos Indefinidos Interrogativos Os pronomes is indicam diretamente as s do discurso. Quem fala ou escreve, assume os pronomes eu ou nós, emprega

Leia mais

Orações reduzidas. Bom Estudo!

Orações reduzidas. Bom Estudo! Orações reduzidas Bom Estudo! Orações reduzidas São orações construídas com as formas nominais do verbo infinitivo (terminação em -r), gerúndio (terminação em -ndo) e particípio (terminação em -ado/ -ido),

Leia mais

1. Assinale a alternativa em que os termos da oração dispõem-se na ordem direta.

1. Assinale a alternativa em que os termos da oração dispõem-se na ordem direta. LÍNGUA PORTUGUESA SINTAXE DO PERÍODO SIMPLES E DO PERÍODO COMPOSTO PROF. AGNALDO MARTINO 1. Assinale a alternativa em que os termos da oração dispõem-se na ordem direta. a) Sedosos eram seus cabelos. b)

Leia mais

Análise Sintática AMOSTRA DA OBRA. Português é simples. 2ª edição. Eliane Vieira. www.editoraferreira.com.br

Análise Sintática AMOSTRA DA OBRA. Português é simples. 2ª edição. Eliane Vieira. www.editoraferreira.com.br AMOSTRA DA OBRA www.editoraferreira.com.br O sumário aqui apresentado é reprodução fiel do livro 2ª edição. Eliane Vieira Análise Sintática Português é simples 2ª edição Nota sobre a autora Sumário III

Leia mais

Português- Prof. Verônica Ferreira

Português- Prof. Verônica Ferreira Português- Prof. Verônica Ferreira 1 Com relação a aspectos linguísticos e aos sentidos do texto acima, julgue os itens a seguir. No trecho que podemos chamar de silenciosa (l.15-16), o termo de silenciosa

Leia mais

Período composto. Orações subordinadas adverbiais. Prof.ª: Elizabete Oliveira Biedacha

Período composto. Orações subordinadas adverbiais. Prof.ª: Elizabete Oliveira Biedacha Período composto Orações subordinadas adverbiais Prof.ª: Elizabete Oliveira Biedacha Oração subordinada adverbial É aquela que se encaixa na oração principal, funcionando como adjunto adverbial. Observe:

Leia mais

PERÍODO período simples período composto

PERÍODO período simples período composto Já estudamos que PERÍODO é a frase constituída por uma ou mais orações, formando um todo, com sentido completo. Quando possui apenas uma oração, é classificado como período simples; quando possui mais

Leia mais

PROFESSORA: Patrícia. ALUNO (a): Lista de Língua Portuguesa

PROFESSORA: Patrícia. ALUNO (a): Lista de Língua Portuguesa GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSORA: Patrícia DISCIPLINA: Português SÉRIE: 2º Ano ALUNO (a): NOTA: No Anhanguera você é + Enem Lista de Língua Portuguesa Leia com atenção texto abaixo: Disponível: www.chargesonline.com.br.

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa 9 o ano 1 o bimestre PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa Escola: Nome: Turma: n o : Texto para as questões de 1 a 4. Poética (I) De manhã escureço De dia tardo De tarde anoiteço De noite ardo. A oeste a

Leia mais

AZUL PROVA DO CONCURSO PÚBLICO P/ ADMISSÃO AO CTSP / 2009-RMBH

AZUL PROVA DO CONCURSO PÚBLICO P/ ADMISSÃO AO CTSP / 2009-RMBH AZUL PROVA DO CONCURSO PÚBLICO P/ ADMISSÃO AO CTSP / 2009-RMBH 1ª QUESTÃO A B C D 21ª QUESTÃO A B C D 2ª QUESTÃO A B C D 22ª QUESTÃO A B C D 3ª QUESTÃO A B C D 23ª QUESTÃO A B C D 4ª QUESTÃO A B C D 24ª

Leia mais

A ARTE DA COMUNICAÇÃO. Maria Thereza Bond

A ARTE DA COMUNICAÇÃO. Maria Thereza Bond A ARTE DA COMUNICAÇÃO Maria Thereza Bond 1 Psicologia Gestão de Pessoas Aulas, palestras, livros, coordenação, capacitações, consultorias... 2 Sobre o que vamos falar hoje? Em que vamos pensar? 3 O que

Leia mais

MATÉRIA: Língua Portuguesa. PROFESSOR: Karla Gomes. SÉRIE: 3º ano. TIPO: Trabalho de Recuperação - 2ª etapa

MATÉRIA: Língua Portuguesa. PROFESSOR: Karla Gomes. SÉRIE: 3º ano. TIPO: Trabalho de Recuperação - 2ª etapa MATÉRIA: Língua Portuguesa PROFESSOR: Karla Gomes SÉRIE: 3º ano TIPO: Trabalho de Recuperação - 2ª etapa QUESTÃO 01- (ITA SP) Leia com atenção a seguinte frase de um texto publicitário: Esta é a escola

Leia mais

Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão. Maria Cecilia Bonato Brandalize 2015 1º Semestre

Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão. Maria Cecilia Bonato Brandalize 2015 1º Semestre Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão Maria Cecilia Bonato Brandalize 2015 1º Semestre O que é? São sinais gráficos empregados na língua escrita com o intuito de recuperar recursos específicos

Leia mais

As orações subordinadas adverbiais funcionam como adjuntos adverbiais da oração principal, são introduzidas por conjunções ou locuções conjuntivas

As orações subordinadas adverbiais funcionam como adjuntos adverbiais da oração principal, são introduzidas por conjunções ou locuções conjuntivas As orações subordinadas adverbiais funcionam como adjuntos adverbiais da oração principal, são introduzidas por conjunções ou locuções conjuntivas que indicam circunstâncias de : causa, consequência, condição,

Leia mais

Língua Portuguesa 9º ano

Língua Portuguesa 9º ano Colégio I.L. Peretz Sistema Anglo de Ensino ORAÇÃO SUBORDINADA E ORAÇÃO PRINCIPAL No período: Todos desejavam sua recuperação. verbo complemento do verbo (objeto direto) observamos que: * o verbo, por

Leia mais

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa 01. Alternativa (E) Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa Alternativa que contém palavras grafadas de acordo com o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa - VOLP 02. Alternativa

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR SECRETÁRIO DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR SECRETÁRIO DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR SECRETÁRIO DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO FABIANO CONTARATO, brasileiro, solteiro, com 48 anos de idade, Delegado de Polícia Civil e Professor Universitário,

Leia mais

f r a n c i s c o d e Viver com atenção c a m i n h o Herança espiritual da Congregação das Irmãs Franciscanas de Oirschot

f r a n c i s c o d e Viver com atenção c a m i n h o Herança espiritual da Congregação das Irmãs Franciscanas de Oirschot Viver com atenção O c a m i n h o d e f r a n c i s c o Herança espiritual da Congregação das Irmãs Franciscanas de Oirschot 2 Viver com atenção Conteúdo 1 O caminho de Francisco 9 2 O estabelecimento

Leia mais

A Morfologia é o estudo da palavra e sua função na nossa língua. Na língua portuguesa, as palavras dividem-se nas seguintes categorias:

A Morfologia é o estudo da palavra e sua função na nossa língua. Na língua portuguesa, as palavras dividem-se nas seguintes categorias: MORFOLOGIA A Morfologia é o estudo da palavra e sua função na nossa língua. Na língua portuguesa, as palavras dividem-se nas seguintes categorias: 1. SUBSTANTIVO Tudo o que existe é ser e cada ser tem

Leia mais

Questão 01 Interpretação de texto. Questão 02 Acentuação gráfica

Questão 01 Interpretação de texto. Questão 02 Acentuação gráfica COMENTÁRIOS E RESPOSTAS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA DE NÍVEL MÉDIO PARA AGENTE ADMINSITRATIVO AUXILIAR PORTO ALEGRE DO CONCURSO DA FUNDAÇÃO ESTADUAL DE PROTEÇÃO E PESQUISA EM SAÚDE FEPS PROVA REALIZADA

Leia mais

O início de ano é boa altura para virar a página e fazer o que sempre desejou

O início de ano é boa altura para virar a página e fazer o que sempre desejou Abraçar novo ano com determinação Jornal Metro, 10 de Janeiro de 2006 O início de ano é boa altura para virar a página e fazer o que sempre desejou A mudança de ano pode dar um empurrão na mudança de atitude.

Leia mais

O PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO: AS ORAÇÕES COORDENADAS

O PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO: AS ORAÇÕES COORDENADAS O PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO: AS ORAÇÕES COORDENADAS 1. Leia as orações dos itens seguintes, observando o tipo de relação semântica existente entre elas. Reescreva-as e ligue-as, empregando uma conjunção

Leia mais

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 6º Ano - Língua Portuguesa - 2º Bimestre

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 6º Ano - Língua Portuguesa - 2º Bimestre O CASO DA CALÇADA DO JASMIM UM CRIME? Terça-feira, seis de Maio. São catorze horas. A D. Odete não é vista no seu bairro desde hoje de manhã. As janelas da sua casa estão abertas, mas o correio de hoje

Leia mais

1) Observe a fala do peru, no último quadrinho. a) Quantos verbos foram empregados nessa fala? Dois. b) Logo, quantas orações há nesse período? Duas.

1) Observe a fala do peru, no último quadrinho. a) Quantos verbos foram empregados nessa fala? Dois. b) Logo, quantas orações há nesse período? Duas. Pág. 41 1 e 2 1) Observe a fala do peru, no último quadrinho. a) Quantos verbos foram empregados nessa fala? Dois. b) Logo, quantas orações há nesse período? Duas. c) Delimite as orações. Foi o presente

Leia mais

CAPÍTULO 9: CONCORDÂNCIA DO VERBO SER

CAPÍTULO 9: CONCORDÂNCIA DO VERBO SER CAPÍTULO 9: CONCORDÂNCIA DO VERBO SER Vejamos os exemplos de concordância do verbo ser: 1. A cama eram (ou era) umas palhas. Isto são cavalos do ofício. A pátria não é ninguém: são todos. (Rui Barbosa).

Leia mais

Uso do se : indeterminador ou apassivador?

Uso do se : indeterminador ou apassivador? Uso do se : indeterminador ou apassivador? Um assunto bastante explorado em provas de concursos é a classificação do vocábulo se. Sabemos que ele pode ser rotulado como pronome reflexivo, conjunção condicional,

Leia mais

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática 1 Sumário Introdução...04 O segredo Revelado...04 Outra maneira de estudar Inglês...05 Parte 1...06 Parte 2...07 Parte 3...08 Por que NÃO estudar Gramática...09 Aprender Gramática Aprender Inglês...09

Leia mais

Histórias Tradicionais Portuguesas. Alice Vieira AS MOEDAS DE OURO. Autora: Lina. Publicado em: www.escolovar.org

Histórias Tradicionais Portuguesas. Alice Vieira AS MOEDAS DE OURO. Autora: Lina. Publicado em: www.escolovar.org Histórias Tradicionais Portuguesas Alice Vieira AS MOEDAS DE OURO DE PINTO PINTÃO VAMOS CONHECER O LIVRO A CAPA A CONTRACAPA A LOMBADA Observa a capa do livro e responde: 1.Título 2. Nome da autora 3.

Leia mais

Letras. Objetivo. Aspectos das Conexões Sintáticas. Prof a. Dr a. Leda Szabo

Letras. Objetivo. Aspectos das Conexões Sintáticas. Prof a. Dr a. Leda Szabo Letras Prof a. Dr a. Leda Szabo Aspectos das Conexões Sintáticas Objetivo Diferenciar o objeto de estudo da análise de base sintática do objeto de estudo da análise do discurso. Compreender a diferença

Leia mais

Lista de Exercícios de Recuperação do 1 Bimestre

Lista de Exercícios de Recuperação do 1 Bimestre Lista de Exercícios de Recuperação do 1 Bimestre Instruções gerais: Resolver os exercícios à caneta e em folha de papel almaço ou monobloco (folha de fichário). Copiar os enunciados das questões. Entregar

Leia mais

Professor Jailton. www.professorjailton.com.br

Professor Jailton. www.professorjailton.com.br Professor Jailton www.professorjailton.com.br As orações subordinadas adverbiais recebem essa denominação porque expressam uma circunstância da oração a que se subordinam. Essa circunstância é a função

Leia mais

Período composto. Orações subordinadas adverbiais

Período composto. Orações subordinadas adverbiais Período composto Orações subordinadas adverbiais Orações subordinadas Orações que mantém relação de dependência sintática e semântica entre a oração subordinada e a oração principal. Ex.: Eu tenho dúvida

Leia mais

Orações Subordinadas Adverbiais. Amanda de Oliveira.

Orações Subordinadas Adverbiais. Amanda de Oliveira. Orações Subordinadas Adverbiais. Amanda de Oliveira. A Oração Subordinada Adverbial é aquela que, no período composto, equivale a um advérbio. As orações adverbiais sempre exercem, em relação à oração

Leia mais

1. Reescreva a fala do Cebolinha, no 1º quadrinho, de acordo com a norma gramatical. Em seguida circule os adjuntos adnominais.

1. Reescreva a fala do Cebolinha, no 1º quadrinho, de acordo com a norma gramatical. Em seguida circule os adjuntos adnominais. EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO DE PORTUGUÊS SERIE: 7 ANO TURMA: 3 BIMESTR DATA / /2010 PROFESSORA: CLAUDIA ALUNO (A): NOTA: Nº: Leia a tira com atenção. 1. Reescreva a fala do Cebolinha, no 1º quadrinho, de

Leia mais

TÓPICO: SINTAXE DA ORAÇÃO E DO PERÍODO

TÓPICO: SINTAXE DA ORAÇÃO E DO PERÍODO TRIBUNAIS CURSO DE EXERCÍCIOS TÓPICO: SINTAXE DA ORAÇÃO E DO PERÍODO 01- ( T. JUST. RJ ) O Viva Rio pediu dois minutos de silêncio ao meio-dia da próxima sexta-feira. Que item a seguir indica corretamente

Leia mais

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA UMA AVENTURA NA FALÉSIA COLEÇÃO UMA AVENTURA ATIVIDADES PROPOSTAS Leitura orientada por capítulos Interpretação do texto/funcionamento da Língua Fichas de trabalho para

Leia mais

Professora: Lícia Souza

Professora: Lícia Souza Professora: Lícia Souza Morfossintaxe: a seleção e a combinação de palavras Observe que, para combinar as palavras loucamente, louco e loucura com outras palavras nas frases de modo que fiquem de acordo

Leia mais

Conteúdo: Aula: 40.1. Período composto por subordinação: Oração subordinada adverbial Oração subordinada adverbial temporal LÍNGUA PORTUGUESA

Conteúdo: Aula: 40.1. Período composto por subordinação: Oração subordinada adverbial Oração subordinada adverbial temporal LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Aula: 40.1 Conteúdo: Período composto por subordinação: Oração subordinada adverbial Oração subordinada adverbial temporal

Leia mais

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA Aluno (a): Série: 3ª TUTORIAL 3B Ensino Médio Data: Turma: Equipe de Língua Portuguesa Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA TERMOS INTEGRANTES = completam o sentido de determinados verbos e nomes. São

Leia mais

Rica. Eu quero ser... Especial ???????? Luquet. Um guia para encontrar a rota da prosperidade. Apoio: por Mara. Elas&Lucros

Rica. Eu quero ser... Especial ???????? Luquet. Um guia para encontrar a rota da prosperidade. Apoio: por Mara. Elas&Lucros ???????? Apoio: Rica Eu quero ser... Um guia para encontrar a rota da prosperidade por Mara Luquet 81 Era uma vez... Era uma vez uma princesa, dessas que passeiam pelos campos e bosques e são muito bonitas

Leia mais

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista Uma longa viagem começa com um único passo. - Lao-Tsé Ser Otimista não é uma tarefa fácil hoje em dia, apesar de contarmos hoje

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Modo: indicativo O modo indicativo expressa um fato de maneira definida, real, no presente, passado ou futuro, na frase afirmativa, negativa ou interrogativa. Presente Presente Passado (=Pretérito) Pretérito

Leia mais

Língua Portuguesa. O texto abaixo serve de base para as questões de 16 a 20. Leia-o atentamente. Depois, responda às perguntas.

Língua Portuguesa. O texto abaixo serve de base para as questões de 16 a 20. Leia-o atentamente. Depois, responda às perguntas. Língua Portuguesa O texto abaixo serve de base para as questões de 16 a 20. Leia-o atentamente. Depois, responda às perguntas. O rápido e grande avanço observado no ambiente da produção, por meio do surgimento

Leia mais

ARTHUR TRIGUEIROS e WANDER GARCIA. Edição 2013. Coordenadores CONCURSOS POLICIAIS. 2 a Edição 2013 2.000 QUESTÕES COMENTADAS

ARTHUR TRIGUEIROS e WANDER GARCIA. Edição 2013. Coordenadores CONCURSOS POLICIAIS. 2 a Edição 2013 2.000 QUESTÕES COMENTADAS Edição 2013 ARTHUR TRIGUEIROS e WANDER GARCIA Coordenadores CONCURSOS POLICIAIS 2 a Edição 2013 2.000 QUESTÕES COMENTADAS SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Direito Constitucional 13 1. PODER CONSTITUINTE... 13 2. TEORIA

Leia mais

Conteúdos: Funções da Linguagem

Conteúdos: Funções da Linguagem Conteúdos: Funções da Linguagem Habilidades: Analisar a função da linguagem utilizada em diferentes gêneros textuais, de acordo com a sua finalidade comunicativa; Habilidades: Identificar e classificar

Leia mais

Eleição. para o Presidente da República

Eleição. para o Presidente da República Eleição para o Presidente da República O que é uma eleição? Uma eleição é quando votamos na melhor pessoa para defender os nossos interesses. Podemos decidir votar numa pessoa porque concordamos com as

Leia mais

Ano: 9 Turma: 9.1 e 9.2

Ano: 9 Turma: 9.1 e 9.2 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 2ª Etapa 2014 Disciplina: Língua Portuguesa Professor (a): Cris Souto Ano: 9 Turma: 9.1 e 9.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de

Leia mais

O que procuramos está sempre à nossa espera, à porta do acreditar. Não compreendemos muitos aspectos fundamentais do amor.

O que procuramos está sempre à nossa espera, à porta do acreditar. Não compreendemos muitos aspectos fundamentais do amor. Capítulo 2 Ela representa um desafio. O simbolismo existe nas imagens coloridas. As pessoas apaixonam-se e desapaixonam-se. Vão onde os corações se abrem. É previsível. Mereces um lugar no meu baloiço.

Leia mais

TIPO DE AVALIAÇÃO: Lista de Exercícios - Recuperação

TIPO DE AVALIAÇÃO: Lista de Exercícios - Recuperação TIPO DE AVALIAÇÃO: Lista de Exercícios - Recuperação Nome: Nº 8º ano / Ensino Fundamental Turma: Disciplina(s): Português Data: Professor(a): Érica Beatriz Nota: Leia o texto de Clarice Lispector e veja

Leia mais

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005 FESTA DO Pai-Nosso Igreja de S. José de S. Lázaro 1º ano 1 7 de Maio de 2005 I PARTE O acolhimento será feito na Igreja. Cada criança ficará com os seus pais nos bancos destinados ao seu catequista. Durante

Leia mais

8º ANO ENSINO FUNDAMENTAL PORTUGUÊS GABARITO

8º ANO ENSINO FUNDAMENTAL PORTUGUÊS GABARITO 8º ANO ENSINO FUNDAMENTAL PORTUGUÊS GABARITO 1. A alternativa que melhor completa a frase abaixo é: Até agora, você queria conhecer os das coisas existentes. Daqui para a frente, acrescente outra pergunta:

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE LÍNGUA PORTUGUESA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE LÍNGUA PORTUGUESA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE LÍNGUA PORTUGUESA Nome: Nº 8º Data / / Professor: Nota: A INTRODUÇÃO Agora, você terá a oportunidade de recuperar os conteúdos do ano por meio de um roteiro de estudo. Leia

Leia mais

RELAÇÃO DO DIREITO CONSTITUCIONAL COM OUTRAS DISCIPLINAS OU CIÊNCIAS.

RELAÇÃO DO DIREITO CONSTITUCIONAL COM OUTRAS DISCIPLINAS OU CIÊNCIAS. RELAÇÃO DO DIREITO CONSTITUCIONAL COM OUTRAS DISCIPLINAS OU CIÊNCIAS. 1. RELAÇÃO COM O DIREITO ADMINISTRATIVO: Classificado no Direito Público Interno, de quem é um de seus ramos, o Direito Administrativo,

Leia mais

Entrega dia 13/07. Avaliação dia 16/07 3º horário. Entrega dia 13/07. Entrega dia 13/07. Avaliação dia 15/07 3º horário.

Entrega dia 13/07. Avaliação dia 16/07 3º horário. Entrega dia 13/07. Entrega dia 13/07. Avaliação dia 15/07 3º horário. LÍNGUA PORTUGUESA: Substantivo; Artigo; Adjetivo; Interpretação de texto. Avaliação dia 16/07 3º horário. Números primos e compostos. Problemas (adição, subtração, multiplicação e divisão). Frações (definição

Leia mais

5º ANO 8 8/nov/11 PORTUGUÊS 4º

5º ANO 8 8/nov/11 PORTUGUÊS 4º 5º ANO 8 8/nov/11 PORTUGUÊS 4º 1. Um músico muito importante do nosso país é Milton Nascimento, cantor e compositor brasileiro, reconhecido, mundialmente, como um dos mais influentes e talentosos cantores

Leia mais

Orações subordinadas adverbiais. 9º ano Prof. Ana Santa Felicidade

Orações subordinadas adverbiais. 9º ano Prof. Ana Santa Felicidade Orações subordinadas adverbiais 9º ano Prof. Ana Santa Felicidade CAUSAL: causa, motivo. ** porque, visto que, já que Ex.: Viajaram ontem porque tinham tempo. COMPARATIVA: ideia de comparação. ** como,

Leia mais

A regra geral de concordância verbal é bastante simples: o verbo concorda com o núcleo (ou os núcleos) do sujeito. Desse modo, temos:

A regra geral de concordância verbal é bastante simples: o verbo concorda com o núcleo (ou os núcleos) do sujeito. Desse modo, temos: Concordância Na aula de hoje, estudaremos os principais tipos e ocorrências de itens relacionados à concordância verbal cobrados nos vestibulares do país. Nesse sentido, é válido lembrar que serão observadas

Leia mais

Adjunto adnominal. Os dois primeiros colocados disputarão a medalha de ouro. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj: adn.

Adjunto adnominal. Os dois primeiros colocados disputarão a medalha de ouro. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj: adn. Professor Jailton Adjunto adnominal é o termo da oração que sempre se refere a um substantivo que funciona como núcleo de um termo, a fim de determiná-lo, indeterminá-lo ou caracterizá-lo. adj. adn. adj.

Leia mais

INSS Português Pronomes Relativos X Uso de Preposição Eli Castro. 2013 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

INSS Português Pronomes Relativos X Uso de Preposição Eli Castro. 2013 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. INSS Português Pronomes Relativos X Uso de Preposição Eli Castro 2013 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Pronomes Relativos x Uso de Preposições Raio X do processo

Leia mais

5 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades Extraclasse Complementares de Língua Portuguesa Nome: SER FILHO É PADECER NO PURGATÓRIO

5 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades Extraclasse Complementares de Língua Portuguesa Nome: SER FILHO É PADECER NO PURGATÓRIO 5 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades Extraclasse Complementares de Língua Portuguesa Nome: Leia este texto com atenção: SER FILHO É PADECER NO PURGATÓRIO 1 Psssiu, psssiu. Eu? virou-se Juvenal

Leia mais

QUAL É A SUA MAIOR DÚVIDA?

QUAL É A SUA MAIOR DÚVIDA? QUAL É A SUA MAIOR DÚVIDA? Sonhos, Execução e Responsabilidade. ROBERTO FERMINO (ROCO) Q uer saber... Esta semana você é minha prioridade! Fiquei tão movido pelas dúvidas e mensagens de apoio que o mínimo

Leia mais

Professora Verônica Ferreira

Professora Verônica Ferreira Professora Verônica Ferreira 1- Prova: ESAF - 2013 - DNIT - Técnico Administrativo (questão nº 1) Disciplina: Português Assuntos: Crase; Assinale a opção que completa corretamente a sequência de lacunas

Leia mais

Caro aluno! O CURSO AVANÇADO DE PORTUGUÊS (FGV) está voltado para o concursando que se destina a realizar as provas da banca FGV. Nossa estratégia é

Caro aluno! O CURSO AVANÇADO DE PORTUGUÊS (FGV) está voltado para o concursando que se destina a realizar as provas da banca FGV. Nossa estratégia é Caro aluno! O CURSO AVANÇADO DE PORTUGUÊS (FGV) está voltado para o concursando que se destina a realizar as provas da banca FGV. Nossa estratégia é que o aluno NÃO DECORE NADA em Língua Portuguesa. Se

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO Questão : 08 19 25 A questão 08 do código 07, que corresponde à questão 19 do código 08 e à questão 25 do código 09 Assinale a alternativa incorreta em relação à regência nominal. a) São poucos os cargos

Leia mais

CONTEÚDOS DAS AVALIAÇÕES 6º ANOS. - Flexão dos substantivos e dos adjetivos: gênero e número (p. 126 a 132) - Encontros vocálicos (p.

CONTEÚDOS DAS AVALIAÇÕES 6º ANOS. - Flexão dos substantivos e dos adjetivos: gênero e número (p. 126 a 132) - Encontros vocálicos (p. 6º ANOS Cap. 4 - Sociedade: história e cultura Cap. 5 - As primeiras sociedades Cap. 7 - Os Egípcios Cap. 8 - Outros povos africanos Percursos: 7- Representação Gráfica do relevo 8- Os gráficos 9- A Terra

Leia mais

MATERIAL DE AULA CURSO DE PORTUGUÊS APLICADO PROF. EDUARDO SABBAG REDE LFG

MATERIAL DE AULA CURSO DE PORTUGUÊS APLICADO PROF. EDUARDO SABBAG REDE LFG MATERIAL DE AULA CURSO DE PORTUGUÊS APLICADO PROF. EDUARDO SABBAG REDE LFG I EXERCÍCIOS SOBRE O USO DE CONECTIVOS: Observe o modelo: Frase errada: Embora o Brasil seja um país de grandes recursos naturais,

Leia mais

Sistema Verbal da Língua Portuguesa

Sistema Verbal da Língua Portuguesa Sistema Verbal da Língua Portuguesa Segundo Celso Cunha em seu livro Nova Gramática do Português Contemporâneo, verbo é uma palavra de forma variável que exprime o que se passa, ou seja, um acontecimento

Leia mais

Conteúdos: Pronomes possessivos e demonstrativos

Conteúdos: Pronomes possessivos e demonstrativos Conteúdos: Pronomes possessivos e demonstrativos Habilidades: Reconhecer os pronomes demonstrativos como marca em relação à posição, ao espaço e ao tempo no texto; Habilidades: Compreender os pronomes

Leia mais

2013/2014 CONTEÚDOS TEMÁTICOS CONTEÚDOS GRAMATICAIS CALENDARIZAÇÃO UNIDADE

2013/2014 CONTEÚDOS TEMÁTICOS CONTEÚDOS GRAMATICAIS CALENDARIZAÇÃO UNIDADE Escolas João de Araújo Correia EB 2.3PESO DA RÉGUA Disciplina de Português 6º Ano Ano Letivo 2013/2014 CONTEÚDOS TEMÁTICOS CONTEÚDOS GRAMATICAIS CALENDARIZAÇÃO UNIDADE 0 Ponto de partida Reportagem televisiva

Leia mais

Período Simples. Período Composto

Período Simples. Período Composto Período Simples e Período Composto Os períodos são formados através das orações. Orações são frases que apresentam verbo ou locução verbal. Maria saiu cedo de casa. verbo José ficou fazendo sua tarefa

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO APOLÔNIO SALLES

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO APOLÔNIO SALLES NÍVEL: FUNDAMENTAL TURNO: MANHÃ GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO APOLÔNIO SALLES SUPLETIVO 2013 QUADRO DE PROVAS PORTUGUÊS PRÉDIO: SALA: NOME COMPLETO: RG: Nº DE INSCRIÇÃO:

Leia mais

Profª.: Elysângela Neves

Profª.: Elysângela Neves Profª.: Elysângela Neves Regência É a relação sintática que se estabelece entre um termo regente ou subordinante (que exige outro) e o termo regido ou subordinado (termo regido pelo primeiro) A regência

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

Na Internet Gramática: atividades

Na Internet Gramática: atividades Na Internet Gramática: atividades Dica: Antes de fazer as atividades abaixo, leia os documentos Modo subjuntivo geral e Presente do subjuntivo, no Banco de Gramática. 1. No trecho a seguir, extraído da

Leia mais

PRUEBA DE ACCESO A LA UNIVERSIDAD CONVOCATORIA DE SEPTIEMBRE DE 2012

PRUEBA DE ACCESO A LA UNIVERSIDAD CONVOCATORIA DE SEPTIEMBRE DE 2012 PRUEBA DE ACCESO A LA UNIVERSIDAD CONVOCATORIA DE SEPTIEMBRE DE 2012 EJERCICIO DE: LENGUA EXTRANJERA II - PORTUGUÉS TIEMPO DISPONIBLE: 1 hora 30 minutos PUNTUACIÓN QUE SE OTORGARÁ A ESTE EJERCICIO: (véanse

Leia mais

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto.

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto. Boa tarde a todos, para quem não me conhece sou o Ricardo Aragão Pinto, e serei o Presidente do Concelho Fiscal desta nobre Fundação. Antes de mais, queria agradecer a todos por terem vindo. É uma honra

Leia mais

Crianças e Meios Digitais Móveis TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS

Crianças e Meios Digitais Móveis TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS Crianças e Meios Digitais Móveis Lisboa, 29 de novembro de 2014 TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS Educação para o uso crítico da mídia 1. Contexto

Leia mais

ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS

ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS As orações subordinadas substantivas são as palavras

Leia mais

As questões de 1 a 7 referem-se ao texto Vitamina B reduz risco de câncer, retirado da Revista Veja.

As questões de 1 a 7 referem-se ao texto Vitamina B reduz risco de câncer, retirado da Revista Veja. PRIMEIRA PARTE PORTUGUÊS Instrução: As questões de 1 a 7 referem-se ao texto Vitamina B reduz risco de câncer, retirado da Revista Veja. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 Vitamina

Leia mais

O Açúcar. Leia este poema de Ferreira Gullar. Com que adoço meu café esta manhã em Ipanema.

O Açúcar. Leia este poema de Ferreira Gullar. Com que adoço meu café esta manhã em Ipanema. 8 Gramática -Revisão 8º ano DATA: /09/15: Unidade Centro Aluno (a) Professora: MARIA DO CARMO Leia este poema de Ferreira Gullar. O Açúcar O branco açúcar que adoçará meu café Nesta manhã de Ipanema Não

Leia mais

PROGRAMAS PARA OS CANDIDATOS A VAGAS 2016 3 o Ano Ensino Fundamental

PROGRAMAS PARA OS CANDIDATOS A VAGAS 2016 3 o Ano Ensino Fundamental 3 o Ano Textos Ler, entender e interpretar contos infantis e textos informativos. Gramática Será dada ênfase à aplicação, pois ela é entendida como instrumento para que o aluno se expresse de maneira adequada

Leia mais

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012.

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. MALDITO de Kelly Furlanetto Soares Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. 1 Em uma praça ao lado de uma universidade está sentado um pai a

Leia mais

As palavras: QUE, SE e COMO.

As palavras: QUE, SE e COMO. As palavras: QUE, SE e COMO. Enfocaremos, nesse capítulo, algumas particularidades das referidas palavras. Professor Robson Moraes I A palavra QUE 1. Substantivo aparece precedida por artigo e exerce funções

Leia mais

Aula 5 Modelo de Roteiro Para Ser Usado nas Suas Entrevistas

Aula 5 Modelo de Roteiro Para Ser Usado nas Suas Entrevistas Aula 5 Modelo de Roteiro Para Ser Usado nas Suas Entrevistas OBS: Tudo que estiver nessa formatação: [vermelho] são os espaços onde você deve preencher com informações pertinentes ao seu projeto (avatar,

Leia mais

d) geada, relógio, jesto, agitação e) congestão, sujeira, gesso, anjina

d) geada, relógio, jesto, agitação e) congestão, sujeira, gesso, anjina AUXILIAR DE SAÚDE 1. Um memorando interno que registra assuntos de interesse de uma instituição, tem como objetivos: a) registrar ocorrências de uma reunião. b) fazer comunicação interna em repartição

Leia mais

PONTUAÇÃO. 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo.

PONTUAÇÃO. 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo. EMPREGA-SE VÍRGULA: PONTUAÇÃO 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo. EX.: A moral legisla para o homem: o direito, para o cidadão. Adalberto estuda francês, e Osmar, Inglês. Uma flor, Quincas

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados...

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... Apostila de Fundamentos Arrependimento Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... (Atos 3:19) A r r e p e n d i m e n t o P á g i n a 2 Arrependimento É muito importante

Leia mais

Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa. O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse. O melhor amigo

Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa. O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse. O melhor amigo Instituto Presbiteriano de Educação Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse Leia o texto abaixo para responder às questões 01 a

Leia mais

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)?

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)? Entrevista concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após cerimônia de apresentação dos resultados das ações governamentais para o setor sucroenergético no período 2003-2010 Ribeirão

Leia mais