Doenças coronárias. Menopausa SAIBA RECONHECÊ-LAS E COMO AGIR VIVA ESTA ETAPA DA MELHOR FORMA CONSELHOS PARA QUEM CUIDA DE SÉNIORES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Doenças coronárias. Menopausa SAIBA RECONHECÊ-LAS E COMO AGIR VIVA ESTA ETAPA DA MELHOR FORMA CONSELHOS PARA QUEM CUIDA DE SÉNIORES"

Transcrição

1 PRIMAVERA/VERÃO 2015 N.º 6 10 CONSELHOS PARA QUEM CUIDA DE SÉNIORES Doenças coronárias SAIBA RECONHECÊ-LAS E COMO AGIR Menopausa VIVA ESTA ETAPA DA MELHOR FORMA

2 editorial Pare. Relaxe. E desfrute da leitura. 2 E se pudesse informar-se e, em simultâneo, cuidar da sua saúde? Com a sua revista é possível. Nesta edição fique a saber mais sobre as doenças coronárias. Atualmente, são a principal causa de morte em Portugal, mas adotar um estilo de vida saudável pode ajudar a prevenir estas patologias. Na seção Saúde damos-lhe algumas dicas sobre como o fazer. A menopausa. Uma fase de mudança, tanto a nível físico como comportamental, que afeta cada mulher de forma específica. O segredo é conseguir alcançar um equilíbrio e aprender a viver em harmonia com a menopausa. Na seção Em Foco aprenda como fazê-lo. Falamos também dos seniores, mas dirigimo-nos principalmente aos cuidadores, as pessoas que se dedicam diariamente e a 100% a cuidar dos mais idosos, pessoas mais frágeis, para quem pequenos gestos podem ser decisivos. Mas não é tudo... Já pensou o que a alimentação pode fazer pela sua saúde, nomeadamente na prevenção de algumas doenças? No artigo sobre nutrição falamos-lhe da alimentação como uma das formas para prevenir a osteoporose, dando-lhe alguns conselhos sobre os hábitos alimentares que podem ajudar a prevenir esta patologia. Agora pare. Relaxe. E aproveite a primavera-verão na companhia da sua revista. Ficha Técnica GROUPAMA PRIMAVERA/VERÃO 2015 PERIODICIDADE Semestral PROPRIEDADE Groupama Seguros PRODUÇÃO AdvanceCare CONCEÇÃO, DESIGN, PAGINAÇÃO E PRODUÇÃO Plot - Content Agency FOTOGRAFIAS Thinkstock

3 sumário Nesta edição Saúde DOENÇAS CORONÁRIAS As doenças coronárias são a principal causa de morte em Portugal, saiba como agir. 12 Em foco MENOPAUSA Aprenda a viver esta etapa da melhor forma. 22 Boas ideias SEGURANÇA DOS SENIORES Se é cuidador saiba quais as principais medidas de segurança que não pode descurar Nutrição OSTEOPOROSE E ALIMENTAÇÃO Aprenda mais sobre a osteoporose e os alimentos que ajudam a evitar esta doença. Como sempre 04 Breves O que há de novo na área de saúde em Portugal e no mundo. 17 Fichas de saúde Para guardar e consultar sempre que for preciso. 19 Quiz Teste os seus conhecimentos sobre as doenças coronárias. 33 Receitas Sugestões saudáveis que podem ajudar a prevenir a osteoporose. Sempre que quiser saber mais sobre os temas que abordamos, consulte os sites e blogues que indicamos ao longo da revista.

4 Breves 4 O QUE HÁ DE NOVO NA SAÚDE EM PORTUGAL E NO MUNDO Mantenha-se informado APP AMIGA DO CORAÇÃO Prevenir é o Melhor Remédio, este é o nome de uma nova aplicação desenvolvida com o objetivo de ensinar e alertar para os problemas de coração. A app já disponível no Google Play pretende alertar para a importância da prevenção das doenças cardíacas. Através de uma série de 440 perguntas de escolha múltipla é possível aprender como prevenir um enfarte agudo do miocárdio ou um Acidente Vascular Cerebral (AVC), assim como outras doenças. A app conta com a com revisão científica da Sociedade Portuguesa de Cardiologia. JÁ ESTÁ NA HORA DA MEDICAÇÃO? É a esta pergunta que o projeto Pharmassistant uma caixa de medicamentos inteligente pretende responder. A ideia consiste numa caixa de medicamentos que está ligada a um smartphone e que emite um alarme para informar quando deve ser tomada a medicação. Este projeto, ainda em fase de protótipo, está a ser desenvolvido por uma startup cuja equipa é liderada por Diogo Ortega e constituída por Luís Castro, Sofia Almeida, Joana Vieira, Mário Ribeiro e Francisco Esteves. Com o Pharmassistant, estes empreendedores pretendem disponibilizar uma solução que permita às pessoas principalmente aos mais idosos tomar os medicamentos à hora certa, sem erros ou riscos para a saúde, recorrendo a uma aplicação gratuita. A app tem a revisão científica da Sociedade Portuguesa de Cardiologia.

5 tconsumir azeite ajuda a prevenir doenças coronárias CONHECE A HISTEROSCOPIA OFFICE? A Histeroscopia Office é um novo avanço que permite diagnosticar doenças da cavidade uterina, efetuar cirurgias a pólipos, miomas, entre outras patologias. Esta nova técnica - desenvolvida por um grupo de ginecologistas - é realizada na Cuf Alvalade, tendo como principais vantagens o facto de não exigir internamento, recobro ou anestesia, o que diminui os riscos cirúrgicos e anestésicos. Esta é uma técnica validada e reconhecida mundialmente, presente em todos os congressos nacionais e internacionais de ginecologia endoscópica. Com a Histeroscopia Office, o futuro já chegou à ginecologia. 5 INVESTIGADOR PORTUGUÊS DESCOBRE PROTEÍNA QUE REGULA O FERRO AZEITE TODOS OS DIAS, NEM SABE O BEM QUE LHE FAZIA Consumir vinte mililitros de azeite por dia, durante seis semanas, ajuda a conseguir um decréscimo dos biomarcadores característicos da doença coronária. A conclusão é do projeto pan-europeu denominado Azeite+Global. A investigação foi liderada pelo ibet - Instituto de Biologia Experimental Tecnológica, em colaboração com a Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa. A investigação contou com cientistas portugueses, alemães e escoceses. Este é o primeiro estudo que avalia o efeito de um alimento ao nível de biomarcadores de natureza proteica característicos da doença coronária. O investigador da Universidade do Porto, João Arezes é o responsável pela equipa que descobriu uma proteína que permite regular o ferro no organismo, o que possibilita a criação de um medicamento para combater patologias associadas ao excesso de ferro, como a hemocromatose. O ferro é essencial para determinadas funções do organismo, no entanto quando em excesso é tóxico e deposita-se nos tecidos originando patologias como cirroses ou cancro hepático. De acordo com a investigação, a hepcidina é a proteína que controla os níveis de ferro. Esta descoberta permitirá agora desenvolver um medicamento que regule o ferro, de forma a proteger o organismo de infeções.

6 6 tocare_n32.indb 6 21/04/15 10:04

7 saúde DOENÇA CORONÁRIA Reduzir o risco e as complicações É A DOENÇA CARDIOVASCULAR QUE PROVOCA MAIS MORTES E AFETA AS ARTÉRIAS QUE IRRIGAM O CORAÇÃO. ADOTAR HÁBITOS SAUDÁVEIS E SABER AGIR EM CASO DE ENFARTE É A CHAVE PARA DAR A VOLTA AOS NÚMEROS. Escrito por RITA MIGUEL Entrevista e revisão científica AGOSTINHO CAEIRO, MÉDICO CARDIOLOGISTA NO HOSPITAL DA MISERICÓRDIA DE ÉVORA O colesterol é fundamental para preservar o interior das nossas células, mas não pode sê-lo em excesso. Agostinho Caeiro As coronárias são artérias situadas na superfície do coração que alimentam o miocárdio (músculo cardíaco) com sangue arterial (rico em oxigénio), para que ele possa bombear sangue para alimentar o resto do organismo. Quando são saudáveis, o seu interior é liso e flexível. No entanto, como explica o cardiologista Agostinho Caeiro, o estilo de vida contemporâneo afeta, frequentemente, a sua capacidade de funcionamento: Pode haver vários tipos de doença coronária. A mais frequente na sociedade ocidentalizada é a doença coronária aterosclerótica, relacionada com a progressão da aterosclerose vascular. Vão-se formando placas de ateroma por infiltração de colesterol nas artérias, que as vai entupindo ao longo dos anos, podendo dar lugar a um enfarte do miocárdio. A boa notícia é que esta obstrução que vai reduzindo o calibre das artérias e, assim, o fluxo sanguíneo para o coração, pode ser minimizada. 7

8 saúde 8 Uma questão de género O risco de doença coronária aumenta com a idade, fruto da acumulação progressiva de danos. Mas os homens tendem a ser afetados mais cedo do que as mulheres (por volta dos 50 anos ou antes) e com consequências mais drásticas: Quando há um enfarte, normalmente é uma placa instável que rebenta, formando um trombo e fechando a artéria, o que faz com que a parte a jusante não seja irrigada (isquemia). Podem criar-se mecanismos elétricos que levam à formação de arritmias ventriculares malignas e dão origem à morte súbita, que pode acontecer em minutos. A pessoa nem se apercebe, percebe que está mal, não sabe porquê e morre, descreve o cardiologista. Para as mulheres o risco aumenta, em média, a partir dos 60 anos, já que estão relativamente protegidas até à menopausa: é que os estrogénios (hormonas femininas) atuam no fígado, aumentando o colesterol HDL, que remove o colesterol LDL das artérias e o leva para o fígado, para ser eliminado. A importância do estilo de vida A par da idade e do género, também a existência de familiares (pais, avós) com problemas cardiovasculares e, em particular, que tenham doença coronária ou tenham morrido de enfarte ou morte súbita é um fator de risco para a doen- q A dieta mediterrânica é considerada uma das mais saudáveis do mundo devido aos seus benefícios cardiovasculares Há uma série de fatores ambientais modificáveis que contribuem para que haja ou não progressão da doença coronária Agostinho Caeiro

9 saúde O que pode fazer Reduzir o risco Alimentação Privilegie q Fruta q Saladas q Legumes q Cereais integrais q Leite, iogurtes e queijos magros q Peixes ricos em ómega-3 (atum, salmão, sardinha) q Azeite Evite q Carnes gordas q Enchidos q Chocolate q Bolos e bolachas q Fritos q Fast-food Bons hábitos Não fume q Além de agravar a diabetes e o colesterol, fumar eleva a tensão arterial porque induz o estreitamento das artérias e favorece a aterosclerose ao fragilizar o seu interior. Pratique exercício físico q No mínimo, 150 minutos de atividade física moderada por semana (por exemplo, caminhar a um ritmo em que não consiga falar). Aprenda a gerir o stress q Durma 7 a 8 horas por noite, todas as noites. q Cultive as relações sociais, convivendo e divertindo-se. q Aprenda a dizer não sempre que necessário. q Recorra a exercícios de relaxamento. Vigie estes números q 120 a 130/80 a 85 mmhg: Tensão arterial normal. q 190 mg/dl: Valor máximo do colesterol total. q 150 mg/dl: Valor máximo de triglicéridos. 9 ça coronária. Além destes, há uma série de fatores ambientais que são modificáveis e que vão contribuir para que haja ou não progressão da doença, salienta Agostinho Caeiro. De facto, todos os restantes fatores de risco de doença coronária dependem, em grande parte, da adoção de um estilo de vida saudável. É o caso dos níveis de colesterol elevados, que promovem a formação de placas; da hipertensão arterial, que causa endurecimento das

10 saúde 10 artérias; do tabagismo, da diabetes, da obesidade, do sedentarismo e do stress, que agravam os fatores anteriores. Se uma pessoa tiver cuidado com a alimentação, mantiver um Índice de Massa Corporal adequado, praticar exercício físico com regularidade, não fumar e mantiver a diabetes, o colesterol e a tensão arterial controladas, irá diminuir a probabilidade de enfarte do miocárdio e de morte súbita, sublinha o cardiologista. Para saber como o conseguir, consulte a caixa Reduzir o Risco. Angina de peito = alerta A primeira manifestação da doença coronária é, geralmente, a angina de peito, uma dor que surge no peito, braços ou queixo quando o músculo cardíaco não recebe sangue suficiente. Por norma, ocorre com esforços intensos, emoções fortes ou refeições copiosas, depois de se fumar ou da exposição a tempe- Tome nota S.O.S Enfarte do miocárdio Ligue imediatamente 112 perante os seguintes sinais: q Homens Dor e pressão forte no centro do tórax que não diminui ao mudar de postura e irradia para os braços (sobretudo o esquerdo), pescoço, maxilar ou estômago. q Mulheres Dor abdominal, nas costas ou maxilar; náuseas, vómitos, suores frios; cansaço, dificuldade respiratória. raturas muito quentes ou frias e desaparece após alguns minutos de repouso. Este tipo de angina angina estável é causado por uma placa macia que obstrui parcialmente o fluxo sanguíneo numa ou mais das coronárias. No entanto, quando a placa gorda dentro de uma artéria sofre uma ruptura, criando uma superfície irregular que leva à formação de um coágulo, pode ocorrer uma angina instável, de evolução menos Via Verde Coronária Perante uma suspeita de enfarte, o primeiro passo é ligar 112. Depois, entra em ação a Via Verde Coronária O que é? Uma rede de cuidados que agiliza a intervenção médica em caso de enfarte. Foi criada em 2007 ao abrigo do Programa Nacional para as Doenças Cérebro- -Cardiovasculares da Direção- -Geral da Saúde. Como atua? Se houver suspeita de enfarte, é enviada uma ambulância com um médico e um enfermeiro. Perante a confirmação por eletrocardiograma, o doente é enviado para um hospital onde pode ser logo submetido a cateterismo, explica Agostinho Caeiro.

11 previsível, devido à redução do fluxo sanguíneo. Nestes casos, a dor no peito é mais pronunciada e frequente, ocorrendo muitas vezes em repouso (fazendo despertar a meio da noite) e podendo durar vários minutos a horas. Pode haver sudação intensa e dores no maxilar inferior, ombros e braços. Ambos os tipos de angina de peito são sinais de alarme que devem motivar uma consulta médica. 8% É a taxa de mortalidade de doenças isquémicas do coração, por cada 100 mil habitantes Fonte: INE Há doentes que têm enfartes e fazem uma vida normal depois de tratados. Inclusive podem ir para o ginásio, ser reabilitados. Agostinho Caeiro Sabe reconhecer um enfarte? Uma dor ou pressão no peito que irradia para os braços, dorso, pescoço, maxilar ou estômago, acompanhada de dificuldade respiratória e aceleração do batimento cardíaco (ou batimentos irregulares). Estes são os sintomas mais típicos do enfarte agudo do miocárdio, que nas mulheres podem apresentar nuances. O 'ataque de coração' é uma das consequências mais comuns da doença coronária e é uma emergência médica. Na sua origem está, normalmente, uma placa instável como a que dá origem à angina instável mas, neste caso, com interrupção súbita do fluxo sanguíneo: De repente, há uma placa que rebenta, forma-se um trombo que fecha a artéria e dá-se um enfarte, descreve Agostinho Caeiro. A rapidez de atuação é fulcral para limitar as lesões do músculo cardíaco. Mas, primeiro, é essencial reconhecer os sintomas e pedir rapidamente ajuda através do 112. Depois de um enfarte Poupar coração é a expressão usada pelo cardiologista para justificar a necessidade de agir o mais depressa possível perante um enfarte: Quando uma artéria entope, a parte do miocárdio que depende dela deixa de ser irrigada e ocorre todo o processo até à morte celular. Quanto mais depressa se abrir a artéria, melhor se conseguirá garantir que aquelas células não irão morrer. Quando uma grande área do coração se perde, a consequência é a morte mas, segundo o especialista, a taxa de mortalidade anda por volta dos sete a oito por cento ou nem isso. Na grande maioria dos casos, a pessoa pode ser reabilitada com recurso a medicação (para reduzir o risco de novo enfarte) e à adoção de hábitos mais saudáveis incluindo a prática de exercício físico adaptado, conforme indicação do médico.. 11

12 12 em foco

13 em foco Menopausa: chaves para uma transição mais serena ESTÁ ASSOCIADA AO ENVELHECIMENTO, MAS INAUGURA UMA ETAPA DA VIDA DA MULHER QUE, MUITAS VEZES, DURA VÁRIAS DÉCADAS. É, POR ISSO, UMA EXCELENTE OPORTUNIDADE PARA REVER HÁBITOS E RENOVAR O COMPROMISSO COM A SAÚDE. 13 texto por RITA MIGUEL com JOAQUIM NEVES, GINECOLOGISTA NO HOSPITAL LUSÍADAS LISBOA A menopausa ocorre, na maioria dos casos, por volta dos 50 anos e caracteriza-se pela extinção progressiva da menstruação. Na sua base, explica Joaquim Neves, ginecologista, está uma alteração fisiológica significativa: a redução da produção de estrogénios, hormonas femininas por excelência. A partir daqui surgem várias alterações, como a oscilação das hormonas produzidas no hipotálamo, que regulam o humor, o que provoca uma grande instabilidade. Tudo culmina um ano após a última menstruação, prazo que assinala a entrada na pósmenopausa. Esta etapa, sublinha o especialista, dura, em média, 36 anos, se tivermos em conta que a esperança média de vida em Portugal é de 86 anos, pelo que importa vivê-la com qualidade. Eis as principais diretrizes a ter em conta. Manifestações e diagnóstico Afrontamentos, suores, sensibilidade ao calor e dor de cabeça são alguns dos sintomas mais comuns da menopausa, que podem fazer-se acompanhar por alterações psicossomáticas como irritabilidade, comportamentos ansiosos e depressivos e alterações do sono. O surgimento de alguma destas manifestações numa mulher próxima dos 50 anos, acompanhada de períodos de ausência da menstruação por norma, três meses é o intervalo de referência é sinal de que deve ir ao médico. Deve ser consultado um médico que tenha experiência em saúde da

14 em foco Alivie os sintomas Aliados de uma menopausa tranquila Recorra a estes aliados para ganhar qualidade de vida no imediato e reduzir o risco de problemas de saúde a prazo 14 q Fruta e vegetais Contêm vitaminas e minerais, que protegem de inúmeros problemas de saúde, e são ricos em fibra, que é muito saciante, ajudando a reduzir o apetite. Coma 5 doses por dia. q Desporto com carga Promove um peso saudável, reduz o risco de problemas cardiovasculares e é essencial para preservar a massa muscular e estimular a formação óssea. Três vezes por semana, durante 30 a 45 minutos, corra, dance ou faça musculação. Peça aconselhamento médico e comece com acompanhamento profissional. q Exercícios de Kegel Pode fazê-los em qualquer lugar: com a bexiga vazia, contraia os músculos a que recorre para urinar e interromper o fluxo urinário. Mantenha a contração durante cinco segundos e relaxe durante outros cinco. Ao longo do dia, realize três séries de dez exercícios. O objetivo é fortalecer a musculatura pélvica e reduzir o risco de incontinência urinária. q Fontes de cálcio e vitamina D São componentes essenciais para a robustez óssea. Aposte em leite e derivados, sardinhas com espinha, leguminosas, cereais integrais, legumes de folha verde. q 15 minutos de sol A exposição solar é essencial para a produção de vitamina D. São aconselhados 15 minutos de sol por dia. A vitamina D ajuda a preservar o tecido ósseo, tendo ainda um papel preponderante no sistema imunológico. q Tratamento hormonal As vantagens e inconvenientes de recorrer a tratamento hormonal ou a alternativas como os fitoestrogénios devem ser avaliadas caso a caso. Consulte o seu ginecologista. q Caminhe diariamente Meia hora de caminhada por dia é uma das formas de manter a boa forma e a saúde. Ande a pé, use as escadas em vez do elevador, evite passar muitas horas sentada, crie pretextos para se mexer. q Soluções tópicas Para reduzir o desconforto vaginal, o ginecologista poderá recomendarlhe um lubrificante à base de água (sem glicerina, que pode provocar irritação) ou uma solução (creme, anel, comprimidos) com estrogénios.

15 em foco mulher. Além de ouvir as queixas, para se concluir se está em menopausa é necessário pedir três análises ao sangue: à função da tiroide, às hormonas da hipófise e ao estradiol. Nenhuma delas implica ficar em jejum. Assim é possível, clínica e laboratorialmente, saber se a senhora está em menopausa, descreve Joaquim Neves. Organismo em mudança Produzidos nos ovários, os estrogénios são o toque feminino, as hormonas responsáveis pelo desenvolvimento da silhueta feminina, refere o ginecologista. Entre as suas funções conta-se um papel modelador do tecido conjuntivo, com consequências a nível da proteção da massa óssea e da firmeza e elasticidade da pele, incluindo a mucosa da vagina. Assim, em pós-menopausa, a mulher perde massa óssea, sendo o risco de osteoporose agravado pela existência de história familiar da doença e pela toma de medicação para a tiroide e corticoides. A mulher é, também, afetada por um quadro de atrofia urogenital, caracterizado por maior secura e menor elasticidade vaginal, o que pode traduzir-se em infeções urinárias de repetição e dor ou sangramento nas relações sexuais. Dão-se, ainda, uma acentuação das rugas e alterações na silhueta, com tendência para acumulação da gordura no abdómen. Uma vez que os estrogénios têm um papel de proteção face a problemas cardiovasculares, também este risco aumenta, a par do de 15 5 anos É a duração máxima recomendável para o tratamento hormonal, após a qual temos de ponderar se vale a pena continuar e avaliar alternativas, refere Joaquim Neves.

16 Marchar é um excelente exercício. Está demonstrado que uma hora a marchar consome calorias de forma significativa. JOAQUIM NEVES, ginecologista 16 Reduza os riscos da menopausa MODERE O CONSUMO DE: q Sal e proteínas Potenciam a eliminação de cálcio pela urina, agravando os problemas ósseos. q Bebidas alcoólicas Favorecem o risco de problemas cardiovasculares e cancro da mama. q Açúcar e gorduras saturadas Contidos em carnes gordas, fritos, bolos, bolachas e alimentos processados, agravam o risco cardiovascular e o excesso de peso. cancro da mama, cujo principal fator de risco é a idade superior a 50 anos. Reduzir os riscos A menopausa, frisa Joaquim Neves, é uma oportunidade para a mulher e o profissional estabelecerem uma estratégia de promoção da saúde, no sentido de minimizar o aparecimento de algumas doenças ou das suas complicações. Por exemplo, o risco cardiovascular é agravado se houver aumento de peso, mau controlo da pressão arterial, alterações dos lípidos ou diabetes. A adequação da alimen tação e da atividade física é, por isso, essencial, tal como a avaliação das vantagens e inconvenientes do tratamento hormonal. O mais eficaz consiste na toma de estrogénios e progesterona ou só de estrogénios. Mas, se houver contraindicações, se a mulher tiver receio ou se surgir algum efeito secundário pouco desejável, pode recorrer-se a fármacos da área da psicoterapia ou a fitoestrogénios (estrogénios vegetais) para aliviar os afrontamentos, refere o ginecologista. Existem, também, fármacos não hormonais que melhoram uma percentagem de situações de cancro da mama na pós-menopausa e, por outro lado, ajudam a estabilizar a massa óssea, refere o ginecologista.

17 ficha 13 recorte e coleccione Doença coronária O que é Uma doença que afeta as artérias que alimentam o músculo cardíaco com sangue rico em oxigénio, para que ele possa bombeá-lo para o resto do corpo. Na maioria dos casos, está relacionada com a progressão da aterosclerose, devido à infiltração de colesterol nas artérias, que conduz à formação de placas de ateroma, reduzindo o seu calibre e, assim, o fluxo sanguíneo para o coração. Pode ser causa de enfartes do miocárdio. Fatores de risco O risco aumenta com a idade e é maior para os homens. Para as mulheres o risco aumenta a partir da menopausa. Ter familiares (pais, avós) com problemas cardiovasculares também contribui. Os fatores de risco modificáveis são: colesterol, hipertensão, tabagismo, diabetes, obesidade, sedentarismo e stress. Proteja-se Adote uma alimentação saudável e um estilo de vida ativo, mexendo-se e praticando exercício físico. Encontre estratégias para reduzir e gerir o stress e vigie a tensão arterial, o colesterol e os triglicéridos. ta primeira manifestação da doença coronária é a angina de peito, uma dor no peito, braços ou queixo que surge com esforços intensos ou emoções fortes. LEMBRE-SE QUE... Os sintomas mais típicos de enfarte são: dor ou pressão no peito que irradia para os braços, dorso, pescoço, maxilar ou estômago, com dificuldade em respirar e aceleração do batimento cardíaco (ou batimentos irregulares).

18 ficha 14 Menopausa Manifestações Afrontamentos, suores, sensibilidade ao calor e dor de cabeça são os sintomas mais comuns. Podem fazer-se acompanhar por alterações psicossomáticas como irritabilidade, comportamentos ansiosos e depressivos e alterações do sono. Diagnóstico É feito por um médico ginecologista ou de medicina geral e familiar com experiência em saúde da mulher. O exame clínico é complementado por análises ao sangue: à função da tiroide, às hormonas da hipófise e ao estradiol. O que pode fazer Em conjunto com o seu médico pode estabelecer uma estratégia de promoção da saúde, inaugurando uma etapa da vida em que cuidará mais de si. Entre outras medidas, deve adequar a alimentação e atividade física, avaliar a necessidade de tratamento hormonal e vigiar o peso, a hipertensão, a diabetes e o colesterol. primavera/verão A menopausa acontece por volta dos 50 anos. LEMBRE-SE QUE... A menopausa caracteriza-se pela extinção progressiva da menstruação, devido à redução da produção de estrogénios (hormonas femininas). recorte e coleccione

19 to care Quiz ESTAR ATENTO É ESSENCIAL Teste os seus conhecimentos 19 Doença Coronária O que sabe sobre a doença coronária? ESTA DOENÇA CARDIOVASCULAR É A PRINCIPAL CAUSA DE MORTE EM PORTUGAL. SABER IDENTIFICAR OS PRIMEIROS SINTOMAS E APRENDER A PREVENI-LA PODE SALVAR-LHE A VIDA.

20 quiz Quiz perguntas A DOENÇA CORONÁRIA ATEROSCLERÓTICA CONSISTE NA FORMAÇÃO DE PLACAS DE ATEROMA POR INFILTRAÇÃO DE COLESTEROL NAS ARTÉRIAS. Verdadeiro Falso 2. A IDADE NÃO TEM QUALQUER INFLUÊNCIA NO AUMENTO OU DIMINUIÇÃO DO RISCO DE DOENÇA CORONÁRIA. Verdadeiro Falso 3. A EXISTÊNCIA DE FAMILIARES DIRETOS COM DOENÇA CORONÁRIA AUMENTA O RISCO DE DOENÇA CORONÁRIA. Verdadeiro Falso 4. A RAPIDEZ DE ATUAÇÃO NÃO DIMINUI O RISCO DE LESÕES DO MÚSCULO CARDÍACO. Verdadeiro Falso 5. UMA DOR OU PRESSÃO NO PEITO QUE IRRADIA PARA OS BRAÇOS, DORSO, PESCOÇO, MAXILAR OU ESTÔMAGO É UM DOS PRINCIPAIS SINTOMAS DO ENFARTE. Verdadeiro Falso 9 A tensão arterial deve situar-se entre os 120 a 130/80 a 85 mmhg primavera/verão 2014

21 quiz Quiz soluções Verdadeiro. Existem vários tipos de doença coronária, mas a mais frequente na sociedade ocidentalizada é a doença coronária aterosclerótica. Nesta patologia vão-se formando placas de ateroma por infiltração de colesterol nas artérias, que as vai entupindo ao longo dos anos, podendo originar um enfarte do miocárdio. 2 Falso. O risco de doença coronária aumenta com a idade, fruto da acumulação progressiva de danos. Por norma, os homens são afetados mais cedo do que as mulheres, por volta dos 50 anos ou antes e com consequências mais drásticas. Verdadeiro. Além da idade e do género, a hereditariedade é um dos principais factores de risco da doença coronária. 4 Falso. A rapidez de atuação é essencial para limitar as lesões do músculo cardíaco. Existe, inclusive, uma rede de cuidados, denominada Via Verde Coronária, que agiliza a atuação médica. Verdadeiro. Os sintomas mais típicos do enfarte agudo do miocárdio são uma dor ou pressão no peito que irradia para os braços, dorso, pescoço, maxilar ou estômago, acompanhada de dificuldade respiratória e a aceleração do batimento cardíaco (ou batimentos irregulares). 21

22 boas ideias 22 Seniores: segurança em casa O AVANÇAR DA IDADE NÃO EQUIVALE A DEIXAR DE TER UMA VIDA ATIVA QUE POTENCIE O BEM- -ESTAR E A FELICIDADE. NO ENTANTO, HÁ UMA SÉRIE DE MEDIDAS QUE OS CUIDADORES PODEM ADOTAR EM CASA PARA QUE OS MAIS VELHOS TENHAM PELA FRENTE MUITOS ANOS SAUDÁVEIS. Escrito por DIANA GARRIDO

23 boas ideias 1. O perigo das quedas Dificuldades de locomoção, menor equilíbrio e visão, bem como a toma de determinados fármacos, promovem as quedas na população sénior. E talvez não saiba que a maioria das quedas na população sénior ocorre dentro de casa. É verdade. Nos idosos, as consequências de uma queda podem ser graves: fraturas, lesões e mesmo morte. O perigo pode estar à espreita em qualquer divisão da casa e, por isso, é aconselhável que os cuidadores tomem algumas precauções que, apesar de simples, podem evitar acidentes. 23 p r i mavera /verão tocare_n32.indb 23 21/04/15 10:04

24 boas ideias Telemóvel: tecnologia ao serviço do cuidador É necessário que os seniores andem sempre com o telemóvel para o caso de caírem e precisarem da ajuda do cuidador. Podem utilizar, por exemplo, as bolsas que se prendem ao pescoço ou à cintura. 3. Em todas as divisões Os cuidadores devem retirar móveis com arestas pronunciadas ou colocar-lhes protetores próprios. A melhor opção são as mesas redondas, por não terem arestas. Sempre que possível, o piso deve ser antiderrapante. O cuidador deve retirar os tapetes ou fixá-los ao chão. Não deve deixar fios, como extensões elétricas, em locais de passagem. Se existirem obstáculos (cadeiras, jarras, etc) entre o mobiliário devem ser retirados. As cadeiras e sofás devem permitir que todo o pé esteja apoiado no chão, facilitando o sentar e o levantar. Os móveis devem estar fixados à parede. Deve haver vários pontos de luz em cada divisão. As maçanetas das portas devem ser de alavanca para facilitar o manuseamento. 4. Casa de banho Coloque um tapete antiderrapante na casa de banho. Devem existir barras de apoio na banheira/ poliban. Uma cadeira própria para a banheira é o ideal. O cuidador deve colocar um alteador na sanita, de forma a ajudar os seniores que têm dificuldade em sentar-se ou levantarse. Se necessário, deve também colocar uma barra de apoio ao lado da sanita. 9 Corredores e escadas devem ter um corrimão e ser bem iluminados

25 boas ideias Para evitar que o sénior tenha de se baixar ou subir um degrau as prateleiras devem ter a altura da pessoa Cozinha As prateleiras devem ser dispostas consoante a altura da pessoa para que não tenha que se baixar ou subir um degrau ou escadote para alcançar o que pretende. Facas e outros objetos perigosos devem ser guardados numa gaveta para evitar acidentes. Em vez do fogão tradicional é preferível utilizar uma placa de indução. 6. Quarto O cuidador deve garantir que a altura da cama permite que o sénior apoie os pés no chão quando sentado no cama, habitualmente a altura ideal varia entre os 45cm e os 60 cm. A divisão deve ter pouco mobiliário. Os chinelos devem ser antiderrapantes. Idealmente, as mesas de cabeceira devem estar fixas à parede, assim podem funcionar como ponto de apoio para o sénior.

26 boas ideias 26 9 Organizar a medicação é o primeiro passo para evitar trocas O cuidador pode organizar os medicamentos em caixas, de forma a controlar se o comprimido foi tomado ou não 7. Cuidados com a medicação Organizar a medicação diária/semanal é fundamental para evitar trocas. O cuidador pode recorrer a caixas que existem para esse efeito. Desta forma sabe-se sempre se o comprimido já foi ou não tomado. A organização da caixa deverá ser feita sempre no mesmo dia para que a tarefa entre na rotina. Se possível, o sénior deve ser envolvido no processo para que não se sinta demasiado dependente de terceiros. Para evitar esquecimentos, o cuidador pode também colocar pequenos lembretes no frigorífico, espelho da casa da banho ou perto da televisão.

27 boas ideias 8. Atenção ao calçado Os sapatos podem ser também um motivo de quedas. Para evitar acidentes é muito importante que: Os sapatos não estejam nem demasiado apertados nem largos. Sejam fechados - os sapatos tipo chinelo, que não fecham atrás, aumentam o risco de queda; Sejam confortáveis e com sola antiderrapante; O salto alto é inimigo da segurança, pelo que deve ser abolido; Se forem sapatos com atacadores, deverão estar sempre bem atados. O velcro é a solução mais segura. Por fim, e apesar de não ser obrigatório, um sapato com calcanhar reforçado aumenta a estabilidade do pé. 9 A memória é uma das funções afetadas pela Doença de Alzheimer 9. Doença de Alzheimer Esta doença provoca uma deterioração gradual, global e irreversível de funções como a linguagem, memória, atenção, entre outras. Esta deterioração vai provocar alteração ao nível da personalidade, comportamento e capacidade funcional, afetando a execução de atividades diárias e o relacionamento com os outros, principalmente com o cuidador. Um sénior que tenha doença de Alzheimer ou outro tipo de demência rapidamente necessitará de supervisão e ajuda em casa, além de acompanhamento médico especializado. Não deixe de seguir estes conselhos que o vão ajudar no dia a dia: As rotinas são muito importantes. Criar previsibilidade diminui a probabilidade do sénior rejeitar gestos do quotidiano como as refeições ou a higiene diária. A pessoa deve ser incluída nas decisões, enquanto tal for possível. Por exemplo, na escolha da roupa deve-se selecionar previamente duas 27

28 boas ideias q É importante que o cuidador tenha formação e acompanhamento 28 hipóteses e permitir que a pessoa escolha dentro dessas hipóteses. Deve-se optar por roupa fácil de vestir evitando botões e cintos. Isto também fomentará a autonomia, muito importante nestes casos. Os medicamentos devem estar sempre guardados em local seguro, assim como produtos tóxicos e objetos eventualmente perigosos para o doente. 10. Cuidar de quem cuida O cuidador deverá ser acompanhado porque quando se cuida de um familiar também se passa por momentos difíceis. É fundamental que o cuidador tenha informação, formação e acompanhamento porque cuidar de um sénior pode tornar-se difícil e, por vezes, pode sentir-se isolado. Por isso, é importante que estas pessoas continuem a ter fora de casa, atividades que lhes deem prazer. Também poderá ser uma boa ideia pertencer a um grupo de ajuda informal de pessoas que também sejam cuidadores.

29 nutrição Osteoporose e alimentação: prevenir enquanto come A ALIMENTAÇÃO PODE SER UMA ARMA NA PREVENÇÃO DA OSTEOPOROSE. NO ENTANTO, É IMPORTANTE SABER EXATAMENTE O QUE DEVE COMER (E EVITAR) PARA PREVENIR ESTA DOENÇA. 29 Escrito por DIANA GARRIDO Entrevista e validação científica LUÍSA GUIMARÃES, MÉDICA DE CLÍNICA GERAL E NUTRIÇÃO NO HOSPITAL LUSÍADAS DO PORTO Osteoporose significa ossos porosos. É uma doença óssea sistémica (generalizada a todo o esqueleto), caracterizada pela diminuição da densidade mineral óssea e por uma alteração na microestrutura dos ossos. Por si só não causa sintomas, mas altera a resistência óssea, aumentando a fragilidade e o risco de fraturas. Se não for prevenida, a perda de massa óssea vai aumentando progressivamente, sem manifestações ou sintomas, até à ocorrência de uma fractura. Ao contrário das fraturas num osso normal, as osteoporóticas ocorrem bastando apenas um traumatismo mínimo.

30 nutrição 30 Alimentação no combate à osteoporose Uma alimentação equilibrada desde o nascimento até à velhice, com aporte de cálcio e vitamina D, deve estar sempre presente porque evita a malnutrição e o aporte insuficiente de proteínas de alto valor biológico, avisa a nutricionista. Para isso, a alimentação diária deve incluir: 1. Cálcio Alimentos ricos em cálcio, como leite e produtos lácteos, bem como vegetais de folha verde escura (como os espinafres), fruta como a laranja, damascos, tofu, amêndoas e nozes. Por dia, as necessidades diárias de cálcio do adulto são cerca de 1000 mg/dia (entre os 19 e os 50 anos) e 1200 mg/dia a partir dos 50. Fatores de risco não modificáveis Há fatores de risco para a osteoporose que não estão ao nosso alcance mudar, como fatores genéticos; ter idade superior a 65 anos na mulher ou 70 no homem; história de fraturas prévias ou história familiar de fraturas; terapêutica com corticoides por via oral ou injetável por um período superior a três meses; menopausa antes dos 40 anos; hiperparatiroidismo primário; hipogonadismo. O que está ao nosso alcance fazer A prevenção da osteoporose pode e deve começar o mais 2. Vitamina D Por outro lado, e igualmente importante, é a inclusão da vitamina D na dieta. Na lista de alimentos ricos em vitamina D destacam-se os óleos de peixe, salmão, sardinha, atum, ovos, cereais e a toma de suplementos ricos em vitamina D. De referir que, tal como o cálcio, também a necessidade de vitamina D aumenta com a idade, refere Luísa Guimarães: Assim, entre os 19 e os 50 anos necessitamos cerca de 200 UI (Unidades Internacionais - ) entre os 51 e os 65 anos são precisos 400 UI e com mais de 65 o valor aumenta para cerca de 600 UI. A vitamina D também pode ser obtida através da exposição solar - radiação solar ultravioleta B. Dependendo da intensidade da radiação, da hora do dia e da inclinação dos raios solares, serão necessários, em média, cerca de 15 minutos diários de exposição. Atenção que os protetores solares, apesar de diminuírem a absorção da radiação pela pele, devem ser aplicados todos os dias mesmo no outono e no inverno.

31 nutrição O baixo peso é um fator de risco para a osteoporose 31 cedo possível através da alimentação e de um estilo de vida saudável. Os ossos estão em constante remodelação desde o nascimento, atingindo o pico de mineralização máxima cerca dos 20 anos, explica Luísa Guimarães, médica de clínica geral e nutrição no Hospital Lusíadas do Porto. É por isso que a alimentação é uma das principais armas contra a osteoporose e essa luta pode começar logo na gravidez. Uma gravidez com baixo aporte de vitamina D leva a uma redução da massa óssea na criança, com consequente risco de osteoporose, que aumenta na idade adulta, alerta a médica. Prevenir para o resto da vida A prevenção da osteoporose deve começar logo na infância, durante a formação de osso, e deve durar até à velhice para a manutenção da força muscular e equilíbrio, Alimentos aliados dos ossos São ricos em cálcio e vitamina D e devem ser consumidos no dia-a-dia q Leite e produtos lácteos como iogurtes e queijo; q Vegetais verdes, principalmente os de folha mais escura como os espinafres, brócolos, agriões, salsa e couve; q Feijão cozido; q Fruta como a laranja, amora, figo seco, damascos, amêndoas e nozes; q Tofu, amêndoas e nozes; q Óleos de peixe; q Salmão, sardinha, atum; q Ovos; q Cereais como a aveia. Nota: Além de refeições principais, alguns destes alimentos (amêndoas, nozes, ovos, etc) permitem fazer snacks nutritivos e saudáveis para comer na merenda ou ao lanche.

32 nutrição t A aveia é um dos cereais mais ricos em cálcio e vitamina D 32 o que ajuda a evitar as quedas mais frequentes com o avançar da idade. Alimentação equilibrada, exercício físico regular adequado à idade, não fumar, evitar o excesso de álcool e cafeína, tudo isto associado a uns agradáveis raios de sol todos os dias, fazem da osteoporose uma doença evitável, assegura Luísa Guimarães. Alimentação e estilo de vida: o que não deve fazer q Não consuma bebidas alcoólicas em excesso, pois o álcool é prejudicial para os ossos, fígado e favorece as quedas. q As bebidas com cafeína, como café, chá preto, refrigerantes como a cola ou bebidas energéticas, devem ser evitadas. q Ao confecionar e ao temperar os alimentos, não abuse do sal e substitua-o por ervas aromáticas e especiarias. q Ser sedentário: praticar exercício físico ajuda a manter a massa muscular e a fortalecer os ossos. Fonte: Adaptado de dados da Associação Nacional contra a Osteoporose (APOROS)

33 receita (vegetariano) Omelete com espinafres e queijo de cabra q 4 pessoas J 15 min. Fácil 200g g 4 q.b. q.b. de espinafres bebé frescos ovos colheres de sopa de natas de queijo de cabra fresco colheres de sopa de manteiga sal Pimenta moída 33 Preparação 1: Pré-aqueça o forno a 100 C com circulação de ar. 2: Lave e seque os espinafres. 3: Bata os ovos com as natas, junte duas colheres de sopa de queijo desfeito, tempere com sal e pimenta e bata bem. 4: Coloque uma colher de sopa de manteiga numa frigideira quente e despeje cerca de 1/4 da mistura de ovos. Deixe engrossar em fogo brando por 2 a 3 minutos. Retire e mantenha aquecido no forno. 5: Prepare as omeletes restantes. Para servir, coloque uma omelete em cada prato, distribua as folhas de espinafre e espalhe o restante queijo esmigalhado. Dobre uma parte da omelete e sirva.

34 receita 34 Salmão em cama de batata e espargos Os espargos são uma boa fonte de cálcio 4 pessoas P 45 min. Fácil q Vai precisar de 600g de batatas novas 600g de salmão em filetes (4 filetes), sem pele 500g espargos verdes 80g de bacon fumado cortado 2 colheres de sopa de óleo vegetal 2 colheres de sopa de cebolinho picado 1 a 2 colheres de chá de sumo de limão q.b. Sal q.b. Pimenta moída Preparação 1: Coza as batatas por cerca de 25 minutos em água com sal. 2: Tempere os filetes de salmão com sal e pimenta, regue com de sumo de limão e deixe a marinar 15 minutos. 3: Rejeite o terço inferior do espargo e corte o restante, em diagonal. 4: Corte as batatas ao meio e junte-as ao bacon e aos espargos numa panela quente. Aloure até dourar, virando ocasionalmente. Tempere com sal e pimenta. 5: Aqueça o óleo e cozinhe o peixe em lume brando, até que ganhe uma aparência vítrea. Distribua as batatas e os espargos pelos pratos e coloque o peixe por cima. Sirva polvilhado com cebolinho picado.

35

Colesterol O que é Isso? Trabalhamos pela vida

Colesterol O que é Isso? Trabalhamos pela vida Colesterol O que é Isso? X O que é o Colesterol? Colesterol é uma gordura encontrada apenas nos animais Importante para a vida: Estrutura do corpo humano (células) Crescimento Reprodução Produção de vit

Leia mais

Hipert r en e são ã A rteri r a i l

Hipert r en e são ã A rteri r a i l Hipertensão Arterial O que é a Pressão Arterial? Coração Bombeia sangue Orgãos do corpo O sangue é levado pelas artérias Fornece oxigénio e nutrientes Quando o sangue é bombeado gera uma pressão nas paredes

Leia mais

Colesterol 3. Que tipos de colesterol existem? 3. Que factores afectam os níveis de colesterol? 4. Quando está o colesterol demasiado elevado?

Colesterol 3. Que tipos de colesterol existem? 3. Que factores afectam os níveis de colesterol? 4. Quando está o colesterol demasiado elevado? Colesterol Colesterol 3 Que tipos de colesterol existem? 3 Que factores afectam os níveis de colesterol? 4 Quando está o colesterol demasiado elevado? 4 Como reduzir o colesterol e o risco de doença cardiovascular?

Leia mais

Iremos apresentar alguns conselhos para o ajudar a prevenir estes factores de risco e portanto a evitar as doenças

Iremos apresentar alguns conselhos para o ajudar a prevenir estes factores de risco e portanto a evitar as doenças FACTORES DE RISCO Factores de risco de doença cardiovascular são condições cuja presença num dado indivíduo aumentam a possibilidade do seu aparecimento. Os mais importantes são o tabaco, a hipertensão

Leia mais

Programa Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) Campanha de Prevenção e Controle de Hipertensão e Diabetes

Programa Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) Campanha de Prevenção e Controle de Hipertensão e Diabetes Programa Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) Campanha de Prevenção e Controle de Hipertensão e Diabetes Objetivos: - Desenvolver uma visão biopsicossocial integrada ao ambiente de trabalho, considerando

Leia mais

Coração Saudável! melhor dele?

Coração Saudável! melhor dele? As doenças cardiovasculares (DCV s) - incluem as doenças coronarianas e o acidente vascular cerebral (AVC) também conhecido como derrame afetam pessoas de todas as idades, até mesmo mulheres e crianças.

Leia mais

Entendendo a lipodistrofia

Entendendo a lipodistrofia dicas POSITHIVAS Entendendo a lipodistrofia O que é a lipodistrofia? Lipodistrofia é quando o corpo passa a absorver e a distribuir as gorduras de maneira diferente. Diminui a gordura nas pernas, braços,

Leia mais

Conheça 30 superalimentos para mulheres Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:28 - Última atualização Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:35

Conheça 30 superalimentos para mulheres Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:28 - Última atualização Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:35 Manter a saúde, deixar a barriga sarada e aumentar a energia são benefícios que podem ser conquistados com a escolha correta dos alimentos. Alguns itens colaboram para ter ossos fortes, queimar gordura,

Leia mais

MELHORE A SUA VIDA CUIDE DO SEU CORAÇÃO!

MELHORE A SUA VIDA CUIDE DO SEU CORAÇÃO! MAIO, MÊS DO CORAÇÃO MELHORE A SUA VIDA CUIDE DO SEU CORAÇÃO! 12 A 31 DE MAIO DE 2008 EXPOSIÇÃO ELABORADA PELA EQUIPA DO SERVIÇO DE CARDIOLOGIA, COORDENADA PELA ENFERMEIRA MARIA JOÃO PINHEIRO. B A R R

Leia mais

O QUE É COLESTEROL? Sinônimos: colesterol hdl, colesterol ldl

O QUE É COLESTEROL? Sinônimos: colesterol hdl, colesterol ldl O QUE É COLESTEROL? Sinônimos: colesterol hdl, colesterol ldl O colesterol pode ser considerado um tipo de lipídio (gordura) produzido em nosso organismo. Ele está presente em alimentos de origem animal

Leia mais

CORAÇÃO. Na Saúde combata...os inimigos silenciosos! Trabalho Elaborado por: Ana Cristina Pinheiro Mário Quintaneiro

CORAÇÃO. Na Saúde combata...os inimigos silenciosos! Trabalho Elaborado por: Ana Cristina Pinheiro Mário Quintaneiro Trabalho Elaborado por: Na Saúde combata...os inimigos silenciosos! Ana Cristina Pinheiro Mário Quintaneiro CORAÇÃO Olá! Eu sou o seu coração, trabalho dia e noite sem parar, sem descanso semanal ou férias.

Leia mais

Trabalho elaborado por: 5/29/2007 USF Valongo. Enf. Anabela Queirós

Trabalho elaborado por: 5/29/2007 USF Valongo. Enf. Anabela Queirós Trabalho elaborado por: Enf. Anabela Queirós O que é a diabetes? Uma doença que dura toda vida Provocada pela ausência ou perda de eficácia da insulina; Provoca a subida de açúcar no sangue A diabetes

Leia mais

Obesidade Infantil. O que é a obesidade

Obesidade Infantil. O que é a obesidade Obesidade Infantil O que é a obesidade A obesidade é definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma doença em que o excesso de gordura corporal acumulada pode atingir graus capazes de afectar

Leia mais

O QUE É COLESTEROL? TIPOS

O QUE É COLESTEROL? TIPOS O QUE É COLESTEROL? O colesterol pode ser considerado um tipo de lipídio (gordura) produzido em nosso organismo. Ele está presente em alimentos de origem animal (carne, leite integral, ovos etc.). Em nosso

Leia mais

Cartilha. pela Saúde da Mulher

Cartilha. pela Saúde da Mulher Cartilha pela Saúde da Mulher Cólica Menstrual Excesso de Gorduras no Sangue A cólica menstrual ou dismenorreia é uma dor abdominal provocada pelas contrações uterinas que ocorrem durante a menstruação.

Leia mais

Dra Adriana de O Marinho Reumatologia e Clínica Médica Fone 3223-3830

Dra Adriana de O Marinho Reumatologia e Clínica Médica Fone 3223-3830 Dra Adriana de O Marinho Reumatologia e Clínica Médica Fone 3223-3830 O que é Osteoporose? A osteoporose é uma doença freqüente que é definida como diminuição absoluta da quantidade de osso e desestruturação

Leia mais

ENVELHECER COM SABEDORIA Alimente-se melhor para Manter a sua Saúde e Independência

ENVELHECER COM SABEDORIA Alimente-se melhor para Manter a sua Saúde e Independência ENVELHECER COM SABEDORIA Alimente-se melhor para Manter a sua Saúde e Independência 1. ALIMENTE-SE MELHOR Prevê-se que em 2025 1, só na Europa, o grupo etário mais idoso (acima dos 80 anos), passe de 21,4

Leia mais

GUIA DE BOLSO Outono combina Com SOPA!

GUIA DE BOLSO Outono combina Com SOPA! GUIA DE BOLSO Outono combina Com SOPA! Sumário Introdução Composição da sopa Benefícios da sopa Que quantidade de sopa devo comer por dia? Sopa no início ou depois do prato principal? Receitas de sopas

Leia mais

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL As doenças do coração são muito freqüentes em pacientes com insuficiência renal. Assim, um cuidado especial deve ser tomado, principalmente, na prevenção e no controle

Leia mais

No Verão não dispense a hidratação! Sabia que a falta de concentração pode dever-se a falta de água no organismo?

No Verão não dispense a hidratação! Sabia que a falta de concentração pode dever-se a falta de água no organismo? No Verão não dispense a hidratação! Sabia que a falta de concentração pode dever-se a falta de água no organismo? Seja Inverno ou Verão, abrace esta refeição! Sabia que o Pequeno-almoço ajuda a controlar

Leia mais

Para não cair, a melhor dica é se prevenir.

Para não cair, a melhor dica é se prevenir. Para não cair, a melhor dica é se prevenir. Um projeto para cuidar de quem cuidou de nós por muito tempo. Uma das maiores causas de acidentes e fraturas de idosos no Brasil são as quedas. Cerca de 30%

Leia mais

Proteger nosso. Futuro

Proteger nosso. Futuro Proteger nosso Futuro A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) é uma entidade sem fins lucrativos criada em 1943, tendo como objetivo unir a classe médica especializada em cardiologia para o planejamento

Leia mais

SUMÁRIO OBESIDADE...4 OBESIDADE EM ADULTOS...5 PREVENÇÃO...6 EM BUSCA DO PESO SAUDÁVEL...7 TRATAMENTO...9 CUIDADOS DIÁRIOS COM A ALIMENTAÇÃO...

SUMÁRIO OBESIDADE...4 OBESIDADE EM ADULTOS...5 PREVENÇÃO...6 EM BUSCA DO PESO SAUDÁVEL...7 TRATAMENTO...9 CUIDADOS DIÁRIOS COM A ALIMENTAÇÃO... 2 SUMÁRIO OBESIDADE...4 OBESIDADE EM ADULTOS...5 PREVENÇÃO...6 EM BUSCA DO PESO SAUDÁVEL...7 TRATAMENTO...9 CUIDADOS DIÁRIOS COM A ALIMENTAÇÃO...12 OUTROS HÁBITOS SAUDÁVEIS...14 ATIVIDADE FÍSICA...14 CUIDADOS

Leia mais

O TAMANHO DO PROBLEMA

O TAMANHO DO PROBLEMA FÍSICA MÉDICA O TAMANHO DO PROBLEMA Quantos hipertensos existem no Brasil? Estimativa de Prevalência de Hipertensão Arterial (1998) 13 milhões se considerar cifras de PA > 160 e/ou 95 mmhg 30 milhões

Leia mais

azul NOVEMBRO azul Saúde também é coisa de homem. Doenças Cardiovasculares (DCV)

azul NOVEMBRO azul Saúde também é coisa de homem. Doenças Cardiovasculares (DCV) Doenças Cardiovasculares (DCV) O que são as Doenças Cardiovasculares? De um modo geral, são o conjunto de doenças que afetam o aparelho cardiovascular, designadamente o coração e os vasos sanguíneos. Quais

Leia mais

HIPERTENSÃO ARTERIAL Que conseqüências a pressão alta pode trazer? O que é hipertensão arterial ou pressão alta?

HIPERTENSÃO ARTERIAL Que conseqüências a pressão alta pode trazer? O que é hipertensão arterial ou pressão alta? HIPERTENSÃO ARTERIAL O que é hipertensão arterial ou pressão alta? A hipertensão arterial ou pressão alta é quando a pressão que o sangue exerce nas paredes das artérias para se movimentar é muito forte,

Leia mais

HIPERTENSÃO ARTERIAL

HIPERTENSÃO ARTERIAL HIPERTENSÃO ARTERIAL O que é hipertensão arterial ou pressão alta? A hipertensão arterial ou pressão alta é quando a pressão que o sangue exerce nas paredes das artérias para se movimentar é muito forte,

Leia mais

Osteoporose. Trabalho realizado por: Laís Bittencourt de Moraes*

Osteoporose. Trabalho realizado por: Laís Bittencourt de Moraes* Trabalho realizado por: Laís Bittencourt de Moraes* * Fisioterapeuta. Pós-graduanda em Fisioterapia Ortopédica, Traumatológica e Reumatológica. CREFITO 9/802 LTT-F E-mail: laisbmoraes@terra.com.br Osteoporose

Leia mais

saúde Sedentarismo Os riscos do Saiba as causas e consequências de ficar parado e mexa-se!

saúde Sedentarismo Os riscos do Saiba as causas e consequências de ficar parado e mexa-se! saúde Sinal Canal de Comunicação da Sistel para os Usuários de Saúde Ano I - Nº 4 - Dezembro 2014 Os riscos do Sedentarismo Saiba as causas e consequências de ficar parado e mexa-se! O sedentarismo é resultado

Leia mais

Participar em estudos de investigação científica é contribuir para o conhecimento e melhoria dos serviços de saúde em Portugal

Participar em estudos de investigação científica é contribuir para o conhecimento e melhoria dos serviços de saúde em Portugal FO L H E TO F EC H A D O : FO R M ATO D L ( 2 2 0 x 1 1 0 m m ) FO L H E TO : C A PA Departamento de Epidemiologia Clínica, Medicina Preditiva e Saúde Pública Faculdade de Medicina da Universidade do Porto

Leia mais

Kelly Chaves - Nutricionista

Kelly Chaves - Nutricionista Kelly Chaves - Nutricionista Alimentos Saudáveis e Funcionais Substâncias consideradas funcionais Alimentos mais consumidos Boas fontes alimentares de cálcio A Importância do Cálcio na Nutrição O que são

Leia mais

Diabetes e doença cardiovascular

Diabetes e doença cardiovascular Diabetes e doença cardiovascular A diabetes implica um risco aumentado de doença cardiovascular? Sim! As pessoas com diabetes têm um risco aumentado de doenças cardiovasculares, tais como a doença coronária

Leia mais

Alimentação Saudável

Alimentação Saudável ANO LECTIVO 2010/2011 Alimentação Saudável Turma: 8º A Elaborado por: Adriana nº1, Carolina Pereira nº8 e Cátia nº10 Disciplina: Área de Projecto e Formação Cívica Professores: Eurico Caetano e Helena

Leia mais

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Uma alimentação equilibrada proporciona uma quantidade correcta

Leia mais

A roda dos alimentos. A antiga roda dos alimentos

A roda dos alimentos. A antiga roda dos alimentos Ano: 2010/2011 Disciplina: Educação Física Professora: Rita Marques Trabalho realizado por: Andreia Cipriano Catarina Silva Jéssica Pereira Mónica Algares Patrícia Martinho A roda dos alimentos Para se

Leia mais

O sistema esquelético ou sistema ósseo é formado por vários ossos, cujo estudo é chamado de osteologia.

O sistema esquelético ou sistema ósseo é formado por vários ossos, cujo estudo é chamado de osteologia. SISTEMA ESQUELÉTICO Ossos do corpo humano se juntam por meio das articulações. E são responsáveis por oferecer um apoio para o sistema muscular permitindo ao homem executar vários movimentos. O sistema

Leia mais

JUSTIFICATIVA OBJETIV OS:

JUSTIFICATIVA OBJETIV OS: JUSTIFICATIVA Para termos um corpo e uma mente saudável, devemos ter uma alimentação rica em frutas, verduras, legumes, carnes, cereais, vitaminas e proteínas. Sendo a escola um espaço para a promoção

Leia mais

Saúde e Desporto. Manuel Teixeira Veríssimo Hospitais da Universidade de Coimbra. Relação do Desporto com a Saúde

Saúde e Desporto. Manuel Teixeira Veríssimo Hospitais da Universidade de Coimbra. Relação do Desporto com a Saúde Saúde e Desporto Manuel Teixeira Veríssimo Hospitais da Universidade de Coimbra Relação do Desporto com a Saúde Dum modo geral aceita-se que o desporto dá saúde Contudo, o desporto também comporta malefícios

Leia mais

A maioria das pessoas sente-se apta para comer outra vez após a cirurgia, aumentando o seu apetite à medida que os dias passam.

A maioria das pessoas sente-se apta para comer outra vez após a cirurgia, aumentando o seu apetite à medida que os dias passam. Dieta durante o tratamento O que comer e o que evitar de comer Após a cirurgia A maioria das pessoas sente-se apta para comer outra vez após a cirurgia, aumentando o seu apetite à medida que os dias passam.

Leia mais

Conheça o lado bom e o lado ruim desse assunto. Colesterol

Conheça o lado bom e o lado ruim desse assunto. Colesterol Conheça o lado bom e o lado ruim desse assunto. Colesterol COLESTEROL O nome colesterol vem do grego e significa cálculo biliar. Ele foi batizado pelo químico francês Michel Eugene Chevreul, em 1815.

Leia mais

Coração saudável. Dr. Carlos Manoel de Castro Monteiro MD,PhD

Coração saudável. Dr. Carlos Manoel de Castro Monteiro MD,PhD Coração saudável Dr. Carlos Manoel de Castro Monteiro MD,PhD Qual a importância da doença cardiovascular? Milhões de Mortes* Mortalidade por doenças cardiovasculares em 1990 e 2020 Países desenvolvidos

Leia mais

Preferências alimentares individuais; Disponibilidade dos alimentos no mercado; Influência das propagandas no mercado, na televisão.

Preferências alimentares individuais; Disponibilidade dos alimentos no mercado; Influência das propagandas no mercado, na televisão. Nutrição na Infância e Adolescência A alimentação e a nutrição constituem requisitos básicos para a promoção e a proteção da saúde, possibilitando a afirmação plena do potencial de crescimento e desenvolvimento

Leia mais

à diabetes? As complicações resultam da de açúcar no sangue. São frequentes e graves podendo (hiperglicemia).

à diabetes? As complicações resultam da de açúcar no sangue. São frequentes e graves podendo (hiperglicemia). diabetes Quando Acidente a glicemia vascular (glicose cerebral no sangue) (tromboses), sobe, o pâncreas uma das principais O que Quais é a diabetes? as complicações associadas à diabetes? produz causas

Leia mais

O GUIA COMPLETO TIRE TODAS SUAS DÚVIDAS SOBRE ANDROPAUSA

O GUIA COMPLETO TIRE TODAS SUAS DÚVIDAS SOBRE ANDROPAUSA O GUIA COMPLETO TIRE TODAS SUAS DÚVIDAS SOBRE ANDROPAUSA O QUE É ANDROPAUSA? Problemas hormonais surgidos em função da idade avançada não são exclusivos das mulheres. Embora a menopausa seja um termo conhecido

Leia mais

Alimentação na Gestação

Alimentação na Gestação ESPAÇO VIDA Nut. Fabiane Galhardo Unimed Pelotas 2012 Alimentação na Gestação 1 GESTAÇÃO PERÍODO MÁGICO DE INTENSA TRANSIÇÃO, ONDE A NATUREZA MODIFICA O CORPO E A MENTE PARA TRANSFORMAR MULHER EM MÃE A

Leia mais

VALÊNCIAS FÍSICAS. 2. VELOCIDADE DE DESLOCAMENTO: Tempo que é requerido para ir de um ponto a outro o mais rapidamente possível.

VALÊNCIAS FÍSICAS. 2. VELOCIDADE DE DESLOCAMENTO: Tempo que é requerido para ir de um ponto a outro o mais rapidamente possível. VALÊNCIAS FÍSICAS RESISTÊNCIA AERÓBICA: Qualidade física que permite ao organismo executar uma atividade de baixa para média intensidade por um longo período de tempo. Depende basicamente do estado geral

Leia mais

Convivendo bem com a doença renal. Guia de Nutrição e Diabetes Você é capaz, alimente-se bem!

Convivendo bem com a doença renal. Guia de Nutrição e Diabetes Você é capaz, alimente-se bem! Convivendo bem com a doença renal Guia de Nutrição e Diabetes Você é capaz, alimente-se bem! Nutrição e dieta para diabéticos: Introdução Mesmo sendo um paciente diabético em diálise, a sua dieta ainda

Leia mais

Dossier Informativo. Osteoporose. Epidemia silenciosa que afecta 800.000 pessoas em Portugal

Dossier Informativo. Osteoporose. Epidemia silenciosa que afecta 800.000 pessoas em Portugal Dossier Informativo Osteoporose Epidemia silenciosa que afecta 800.000 pessoas em Portugal 2008 1 Índice 1. O que é a osteoporose? Pág. 3 2. Factores de risco Pág. 4 3. Prevenção Pág. 4 4. Diagnóstico

Leia mais

especial iate LIAMARA MENDES

especial iate LIAMARA MENDES 54 Maio / Junho de 2013 especial use os alimentos a seu favor iate por LIAMARA MENDES Uma dieta equilibrada aliada a exercícios físicos pode ser considerada a fórmula ideal para a conquista do corpo perfeito.

Leia mais

EXERCÍCIO E DIABETES

EXERCÍCIO E DIABETES EXERCÍCIO E DIABETES Todos os dias ouvimos falar dos benefícios que os exercícios físicos proporcionam, de um modo geral, à nossa saúde. Pois bem, aproveitando a oportunidade, hoje falaremos sobre a Diabetes,

Leia mais

hipertensão arterial

hipertensão arterial hipertensão arterial Quem tem mais risco de ficar hipertenso? Quais são as consequências da Hipertensão Arterial? quem tem familiares Se a HTA» hipertensos não for controlada, causa lesões em diferentes

Leia mais

Ficha Informativa da Área dos Conhecimentos

Ficha Informativa da Área dos Conhecimentos Ficha Informativa da Área dos Conhecimentos 1 Organização das Aulas Uma aula de Educação Física é composta por três partes sequenciais, cada uma com objetivos específicos. 1.1 Parte Inicial A parte inicial

Leia mais

Desdobrável de informação ao paciente

Desdobrável de informação ao paciente Desdobrável de informação ao paciente Doença cardíaca coronária Secções para este tópico: Introdução Sintomas Causas Diagnóstico Tratamento Prevenção Hiperligações seleccionadas Introdução Para que funcione,

Leia mais

SENADO FEDERAL PRESSÃO CONTROLADA SENADOR CLÉSIO ANDRADE

SENADO FEDERAL PRESSÃO CONTROLADA SENADOR CLÉSIO ANDRADE SENADO FEDERAL PRESSÃO CONTROLADA SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Pressão controlada apresentação Chamada popularmente de pressão alta, a hipertensão é grave por dois motivos: não apresenta sintomas, ou seja,

Leia mais

SEGREDOS DO MUNDO DA QUÍMICA: OS MISTERIOSOS RADICAIS LIVRES

SEGREDOS DO MUNDO DA QUÍMICA: OS MISTERIOSOS RADICAIS LIVRES Universidade de Évora Departamento de Química Vânia Pais Aluna do Curso de Mestrado em Química Aplicada SEGREDOS DO MUNDO DA QUÍMICA: OS MISTERIOSOS RADICAIS LIVRES Com o passar dos anos, o aumento da

Leia mais

CAMPANHA DE PREVENÇÃO DE FRATURAS NA OSTEOPOROSE FRATURAS NÃO PREVENÇÃO SIM

CAMPANHA DE PREVENÇÃO DE FRATURAS NA OSTEOPOROSE FRATURAS NÃO PREVENÇÃO SIM CAMPANHA DE PREVENÇÃO DE FRATURAS NA OSTEOPOROSE FRATURAS NÃO PREVENÇÃO SIM O QUE É OSTEOPOROSE? Em termos simples, é a descalcificação do osso. O osso se enfraquece e fica mais fácil de quebrar. É um

Leia mais

Alimentos para limpar as artérias e prevenir a aterosclerose

Alimentos para limpar as artérias e prevenir a aterosclerose Alimentos para limpar as artérias e prevenir a aterosclerose Fonte:http://melhorcomsaude.com/10-alimentos-limpar-as-arterias-prevenir-aterosclerose/ A aterosclerose é uma doença de nome complicado, mas

Leia mais

CONSELHOS para uma boa alimentação em viagens por estrada

CONSELHOS para uma boa alimentação em viagens por estrada CONSELHOS para uma boa alimentação em viagens por estrada 1 Água ALIMENTE-SE DE FORMA EQUILIBRADA E SAUDÁVEL. A alimentação influi na sua segurança ao volante. Uma alimentação incorreta pode gerar fadiga,

Leia mais

Praticando vitalidade. Sedentarismo. corra desse vilão!

Praticando vitalidade. Sedentarismo. corra desse vilão! Praticando vitalidade Sedentarismo corra desse vilão! O que é sedentarismo? Sedentarismo é a diminuição de atividades ou exercícios físicos que uma pessoa pratica durante o dia. É sedentário aquele que

Leia mais

5 Alimentos que Queimam Gordura www.mmn-global.com/aumenteseumetabolismo IMPRIMIR PARA UMA MAIS FÁCIL CONSULTA

5 Alimentos que Queimam Gordura www.mmn-global.com/aumenteseumetabolismo IMPRIMIR PARA UMA MAIS FÁCIL CONSULTA IMPRIMIR PARA UMA MAIS FÁCIL CONSULTA ÍNDICE Alimentos que Queimam Gordura TORANJA CHA VERDE E CHA VERMELHO AVEIA BROCOLOS SALMÃO TORANJA A dieta da Toranja já vem sendo discutida por algum tempo, mas

Leia mais

DOENÇAS DA TIRÓIDE. Figura nº1 Localização da Tiróide e da Hipófise

DOENÇAS DA TIRÓIDE. Figura nº1 Localização da Tiróide e da Hipófise DOENÇAS DA TIRÓIDE O que é a Tiróide? A Tiróide é uma glândula situada na base do pescoço imediatamente abaixo da maçã de Adão (fig.nº1) e é constituída por dois lobos unidos por uma parte central chamada

Leia mais

CUIDANDO DO SEU CORAÇÃO Controle e Prevenção da Doença Aterosclerótica Coronariana

CUIDANDO DO SEU CORAÇÃO Controle e Prevenção da Doença Aterosclerótica Coronariana HOSPITAL DAS CLÍNICAS - UFMG Programa de Reabilitação Cardiovascular e Metabólica Residência Multiprofissional em Saúde Cardiovascular CUIDANDO DO SEU CORAÇÃO Controle e Prevenção da Doença Aterosclerótica

Leia mais

A Dieta Atkins promete não somente redução de peso, mas também uma melhoria no seu sistema cardíaco e funções da memória, dentre outros benefícios.

A Dieta Atkins promete não somente redução de peso, mas também uma melhoria no seu sistema cardíaco e funções da memória, dentre outros benefícios. DIETA DE BA IXO ÍNDICE DE GL IC E M IA (LOW CARB DIET ) A dieta de baixo índice de glicemia ou baixa em hidratos de carbono é indicada para tal por ser mais equilibrada e até é indicada para diabéticos

Leia mais

EM TERMOS DE SEGURANÇA GERAL, QUANDO SE ENCONTRAR SOZINHO(A) EM CASA:

EM TERMOS DE SEGURANÇA GERAL, QUANDO SE ENCONTRAR SOZINHO(A) EM CASA: 3 envelhecimento e o aumento da longevidade da população O mundial são já uma realidade incontornável pelo que, faz todo sentido falar em esperança de vida saudável e em segurança. Assim, será muito importante

Leia mais

Exemplos de pratos rápidos e simples para levar num piquenique:

Exemplos de pratos rápidos e simples para levar num piquenique: Vamos piquenicar? Com o Verão, chega a fervorosa vontade de sair de casa e aproveitar o sol. Os dias outrora passados entre quatro paredes para o abrigo a chuva, frio e vento, são agora passados ao ar

Leia mais

ENVELHECENDO COM QUALIDADE DE VIDA

ENVELHECENDO COM QUALIDADE DE VIDA ENVELHECENDO COM QUALIDADE DE VIDA Dr. Maurício Menna Barreto Médico Geriatra - CRM 30110 mauricio.barreto@divinaprovidencia.org.br Porto Alegre, 08 de Novembro de 2013 Evolução Envelhecimento Populacional

Leia mais

O que é O que é. colesterol?

O que é O que é. colesterol? O que é O que é colesterol? 1. O que é colesterol alto e por que ele é ruim? Apesar de a dislipidemia (colesterol alto) ser considerada uma doença extremamente prevalente no Brasil e no mundo, não existem

Leia mais

GUIA DE BOLSO. Está na hora de incluir a fruta e os hortícolas na alimentação! SAIBA PORQUÊ

GUIA DE BOLSO. Está na hora de incluir a fruta e os hortícolas na alimentação! SAIBA PORQUÊ GUIA DE BOLSO Está na hora de incluir a fruta e os hortícolas na alimentação! SAIBA PORQUÊ Sumário Introdução Benefícios do consumo de hortofrutícolas A importância dos hortofrutícolas segundo a Roda dos

Leia mais

ALIMENTAÇÃO E PESO SAUDÁVEL

ALIMENTAÇÃO E PESO SAUDÁVEL Formação sobre Promoção de Estilos de Vida Saudáveis em Contexto Escolar, Familiar e Envolvente Julho de 2009 ALIMENTAÇÃO E PESO SAUDÁVEL TERESA SOFIA SANCHO Gabinete de Nutrição Departamento de Saúde

Leia mais

COLESTEROL DEFINIÇÃO

COLESTEROL DEFINIÇÃO COLESTEROL DEFINIÇÃO Colesterol é um esterol (álcool) que pode ser encontrado nas membranas celulares sendo transportado no plasma ligado à proteínas, pois é insolúvel em água e, conseqüentemente, insolúvel

Leia mais

Ataque cardíaco. Os homens têm uma probabilidade três vezes maior de sofrerem um ataque cardíaco do que as mulheres.

Ataque cardíaco. Os homens têm uma probabilidade três vezes maior de sofrerem um ataque cardíaco do que as mulheres. Ataque cardíaco Introdução Um ataque cardíaco, também conhecido como enfarte do miocárdio, ou trombose coronária, ocorre quando parte do músculo cardíaco morre por falta de oxigénio. O ataque cardíaco

Leia mais

Sugestões de refeições para o Dia de S. Valentim. Inclui receitas

Sugestões de refeições para o Dia de S. Valentim. Inclui receitas Sugestões de refeições para o Dia de S. Valentim Inclui receitas Ficha Técnica Título: Sugestões de refeições para o Dia de S. Valentim Concepção: Mariana Barbosa Corpo redactorial: Mariana Barbosa Revisão:

Leia mais

2. HIPERTENSÃO ARTERIAL

2. HIPERTENSÃO ARTERIAL TESTE ERGOMETRICO O teste ergométrico serve para a avaliação ampla do funcionamento cardiovascular, quando submetido a esforço físico gradualmente crescente, em esteira rolante. São observados os sintomas,

Leia mais

Prof.: Luiz Fernando Alves de Castro

Prof.: Luiz Fernando Alves de Castro Prof.: Luiz Fernando Alves de Castro Dia Nacional de Combate ao Câncer O Dia 27 de Novembro, Dia Nacional de Combate ao Câncer, é uma data que deve ser lembrada não para comemorarmos e, sim, para alertarmos

Leia mais

Este nível de insulina baixo também o ajuda a controlar a sua fome pois é o nível de insulina que diz ao seu cérebro que está na hora de comer.

Este nível de insulina baixo também o ajuda a controlar a sua fome pois é o nível de insulina que diz ao seu cérebro que está na hora de comer. A dieta da Toranja já vem sendo discutida por algum tempo, mas não se sabia ao certo porque a Toranja possui tantas capacidades para a perda de gordura e mesmo os cientistas se dividem sobre esse assunto.

Leia mais

Diabetes Gestacional

Diabetes Gestacional Diabetes Gestacional Introdução O diabetes é uma doença que faz com que o organismo tenha dificuldade para controlar o açúcar no sangue. O diabetes que se desenvolve durante a gestação é chamado de diabetes

Leia mais

A importância do tratamento contra a aids

A importância do tratamento contra a aids dicas POSITHIVAS A importância do tratamento contra a aids Por que tomar os medicamentos (o coquetel) contra o HIV? A aids é uma doença que ainda não tem cura, mas tem tratamento. Tomando os remédios corretamente,

Leia mais

III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família. Brasília, 08 de Agosto de 2008

III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família. Brasília, 08 de Agosto de 2008 Oficina de Promoção da Alimentação Saudável para Agentes Comunitários de Saúde III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família Brasília,

Leia mais

SISTEMA CARDIOVASCULAR

SISTEMA CARDIOVASCULAR SISTEMA CARDIOVASCULAR Professora: Edilene biologolena@yahoo.com.br Sistema Cardiovascular Sistema Cardiovascular Composto pelo coração, pelos vasos sanguíneos e pelo sangue; Tem por função fazer o sangue

Leia mais

MENOPAUSA TERAPIA HORMONAL - TRH UMA CONQUISTA DA MULHER MODERNA - CONHEÇA UM POUCO MAIS!

MENOPAUSA TERAPIA HORMONAL - TRH UMA CONQUISTA DA MULHER MODERNA - CONHEÇA UM POUCO MAIS! MENOPAUSA TERAPIA HORMONAL - TRH UMA CONQUISTA DA MULHER MODERNA - CONHEÇA UM POUCO MAIS! A expectativa de vida de homens e mulheres está aumentando por diversos fatores, principalmente aos avanços da

Leia mais

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (SERVIÇO DE CARDIOLOGIA E CIRURGIA CARDIOVASCULAR)

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (SERVIÇO DE CARDIOLOGIA E CIRURGIA CARDIOVASCULAR) HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (SERVIÇO DE CARDIOLOGIA E CIRURGIA CARDIOVASCULAR) REVISÃO DE DOENÇA DE ARTÉRIA CORONÁRIA Seu coração é uma bomba muscular poderosa. Ele é

Leia mais

SMOOTHIES uma maneira fácil e deliciosa para apreciar frutas e legumes.

SMOOTHIES uma maneira fácil e deliciosa para apreciar frutas e legumes. SMOOTHIES uma maneira fácil e deliciosa para apreciar frutas e legumes. Os smoothies ou shakes são uma maneira deliciosa, saudável e versátil para adicionar frutas e legumes em nossa alimentação diária.

Leia mais

Dicas para uma alimentação saudável

Dicas para uma alimentação saudável Dicas para uma alimentação saudável NECESSIDADE FISIOLÓGICA ATO DE COMER SOCIABILIZAÇÃO Comida Japonesa PRAZER CULTURAL Alimentação aliada à saúde Hábitos alimentares pouco saudáveis desde a infância,

Leia mais

A questão do Coração. Saiba mais formas de ter um coração saudável. coração

A questão do Coração. Saiba mais formas de ter um coração saudável. coração A questão do Coração Saiba mais formas de ter um coração saudável coração 1 Conteúdo 03 04 12 Uma dieta equilibrada é essencial para dar ao seu corpo o que precisa para ser saudável. Então, para ajudá-lo

Leia mais

O QUE SÃO ALIMENTOS FUNCIONAIS?

O QUE SÃO ALIMENTOS FUNCIONAIS? O QUE SÃO ALIMENTOS FUNCIONAIS? São alimentos que além de fornecerem energia para o corpo e uma nutrição adequada, produzem outros efeitos que proporcionam benefícios à saúde, auxiliando na redução e prevenção

Leia mais

hidratação ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS

hidratação ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS hidratação ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS O NOSSO CORPO É CONSTITUÍDO NA MAIOR PARTE POR ÁGUA A ÁGUA É O PRINCIPAL CONSTITUINTE DO ORGANISMO, É ESSENCIAL PARA A VIDA E TEM

Leia mais

Depressão. A depressão afecta pessoas de formas diferentes e pode causar vários sintomas físicos, psicológicos (mentais) e sociais.

Depressão. A depressão afecta pessoas de formas diferentes e pode causar vários sintomas físicos, psicológicos (mentais) e sociais. Depressão Introdução A depressão é uma doença séria. Se estiver deprimido, pode ter sentimentos de tristeza extrema que duram longos períodos. Esses sentimentos são muitas vezes suficientemente severos

Leia mais

Coach Marcelo Ruas Relatório Grátis do Programa 10 Semanas para Barriga Tanquinho

Coach Marcelo Ruas Relatório Grátis do Programa 10 Semanas para Barriga Tanquinho Coach Marcelo Ruas Relatório Grátis do Programa 10 Semanas para Barriga Tanquinho Alimento I Toranja A dieta da Toranja já vem sendo discutida por algum tempo, mas não se sabia ao certo porque a Toranja

Leia mais

Índice. Como evitar um AVC e um Infarte do miocardio

Índice. Como evitar um AVC e um Infarte do miocardio Como evitar um AVC e um Infarte do miocardio 2 Índice Como evitar um AVC e um Infarte do miocardio... 3 Quantas mortes são causadas por AVC?... 3 Como dimininuir o risco de AVC?... 3 Quais as pessoas com

Leia mais

Cefaleia crónica diária

Cefaleia crónica diária Cefaleia crónica diária Cefaleia crónica diária O que é a cefaleia crónica diária? Comecei a ter dores de cabeça que apareciam a meio da tarde. Conseguia continuar a trabalhar mas tinha dificuldade em

Leia mais

Amamentação. Factos e Mitos. Juntos pela sua saúde! Elaborado em Julho de 2011. USF Terras de Santa Maria

Amamentação. Factos e Mitos. Juntos pela sua saúde! Elaborado em Julho de 2011. USF Terras de Santa Maria Elaborado em Julho de 2011 USF Terras de Santa Maria Rua Professor Egas Moniz, nº7 4520-909 Santa Maria da Feira Telefone: 256 371 455/56 Telefax: 256 371 459 usf _terrassantamaria@csfeira.min-saude.pt

Leia mais

COMECE O DIA COM ENERGIA!

COMECE O DIA COM ENERGIA! COMECE O DIA COM ENERGIA! Inclui receitas de pequenos almoços saudáveis. Índice Introdução Benefícios para a saúde E quando falta o pequeno almoço? Não deixe o seu filho sair de casa sem tomar o pequeno

Leia mais

NUTRIÇÃO NA TERCEIRA IDADE. Silvia Regina Cantu Benedetti Nutricionista em Assistência Domiciliar Maio 2011

NUTRIÇÃO NA TERCEIRA IDADE. Silvia Regina Cantu Benedetti Nutricionista em Assistência Domiciliar Maio 2011 NUTRIÇÃO NA TERCEIRA IDADE Silvia Regina Cantu Benedetti Nutricionista em Assistência Domiciliar Maio 2011 Definição e estimativa Envelhecer significa conviver com as alterações próprias prias da idade.

Leia mais

A RODA DOS ALIMENTOS E OS NOVOS VALORES NUTRICIONAIS Mafra, 14 de Março de 2008. Ana Leonor DataPerdigão Nutricionista

A RODA DOS ALIMENTOS E OS NOVOS VALORES NUTRICIONAIS Mafra, 14 de Março de 2008. Ana Leonor DataPerdigão Nutricionista A RODA DOS ALIMENTOS E OS NOVOS VALORES NUTRICIONAIS Mafra, 14 de Março de 2008 Ana Leonor DataPerdigão Nutricionista A ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL É Completa Fornece energia e todos os nutrientes essenciais

Leia mais

Já mediu o seu ritmo cardíaco

Já mediu o seu ritmo cardíaco Já mediu o seu ritmo cardíaco hoje? por Cláudia Pinto Maio é o mês do coração. Eis a altura indicada para pensar na sua saúde e na prevenção das doenças cardiovasculares. 31 dias que servem de pretexto

Leia mais