Interfaces de negociação eletrônica. Andrei Goldchleger 12 de Maiode 2010

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Interfaces de negociação eletrônica. Andrei Goldchleger 12 de Maiode 2010"

Transcrição

1 Interfaces de negociação eletrônica Andrei Goldchleger 12 de Maiode 2010

2 Importante: as informações contidas nessa apresentação são consideradas corretas e atualizadas. Entretanto, fatores futuros podemlevaramudanças queimpliquemem alteraçõeseatécancelamentosdosprodutos eserviçosaquidescritos.oparticipantedeve ter isso em conta ao utilizar tais informações emplanejamentosestratégicoseafins. 2

3 Agenda Interfaces de Entrada de Ordens EntryPoint Interfaces de Difusão UMDF PUMA Principais desafios para a baixa latência 3

4 Entrada de Ordens: Segmento BM&F 1986: Viva voz 1999: Global Trading System (NSC) GlWin 2004: Web Trading (WTr) Primeira interface automatizada 2007: Novo GTS (Interface FIX) 2008: Acesso DMA, cross listing CME 4

5 Entradade Ordens: Segmento Bovespa Viva voz 1997: Megabolsa(NSC) 1999: Interface para Homebroker 2005: Fim do pregão viva voz 2008: Nova versão do Megabolsa 2009: Versão atual do MegaBolsa MegaDirect(FIX.4.2) 5

6 Entrada de Ordens: Hoje Segmento BM&F BM&FBOVESPA DMA Tradicional DMA Provider Roteamento GLOBEX Terminais Bolsa FIX Gateway Matching Engine(GTS) Segmento Bovespa Terminais Bolsa DMA Tradicional MegaDirect HUB Matching Engine(NSC) 6

7 Entrada de Ordens:Problemas Múltiplosprotocolos (FIX, WTR Api, MultiGateway API ) Múltiplas versões do protocolo FIX (4.2 e 4.4) Necessidadede múltiplas soluções de conectividade Fragmentação de funcionalidade TCO elevado 7

8 EntryPoint: Interface Unifficada Consolidação das múltiplas interfaces Baseado em FIX.4.4 (semelhante ao BELL) Agrega as melhores funcionalidades de cada interface Corrige múltiplos defeitos do BELL Permite acesso multimercado através da mesma sessão FIX Alavanca o conhecimento e o investimento em FIX 8

9 Entrada de Ordens: EntryPoint BM&FBOVESPA DMA Tradicional DMA Provider Roteamento GLOBEX Terminais Bolsa EntryPoint Matching Engine(GTS) HUB Matching Engine(NSC) 9

10 EntryPoint: Roadmap Versão preliminar em testes internos Revisão em virtude do projeto PUMA Estratégia de migração baseada em coexistência inicial MegaDirect EntryPoint BELL EntryPoint 10

11 Difusão: SegmentoBM&F SDM Modelo Push Sem profundidade do livro de ordens FIX.4.4 Modelo de assinatura Livro de ordens completo Ambas soluções implementadas sobre TCP 11

12 Difusão: Segmento Bovespa RLC Modelo Push TCP Adoção de compressão de dados para a otimização do canal 12

13 Difusão atual:problemas Modelo de assinatura Complexo Caro Não utilizadona prática (assinatura de todos os instrumentos) Mensagens grandes TCP apresenta limitações Formatos discrepantes (FIX Vs. RLC Vs. SDM) 13

14 Unified Market Data Feed(UMDF) Difusão unificada para todos os segmentos Estado da arte arquitetural Protocolo UDP Multicast Canais agrupam instrumentos Cada canal possui quatro streams Instrument Definition Market Recovery Incremental Replay Connection(único TCP) Preparado para volumes crescentes 14

15 UMDF: FIX/Fast Compressão de dados sensível ao contexto ZipInteligente Binário (representação mais eficiente) Definidopela FPL, a organização do FIX Testada e aprovada pelas maiores bolsas do mundo Permite caminho de migração rápido com a adoção de um tradutor FAST FIX Baseado em FIX

16 UMDF: Diagrama Segmento BM&F Segmento Bovespa 11 Canais: Futuros de Câmbio Opções de Câmbio Futuros de Taxa de Juros... Opções de Taxa de Juros Futuros de Commodities Opções de Commodities Futuros de Índice Opções de Índice Câmbio pronto Termos Títulos Públicos 9 Canais: Ações A-J Ações K-T Ações U-Z BTC Bovespa FIX Índices Opções A-J Opções K-T Opções U-Z Mercado 16

17 UMDF: Disponibilidade Especificação disponível no site Inicialmente disponível para o segmento Bovespa Inicialmente: coexistência com os formatos atuais Posteriormente: substituição dos formatos pelo UMDF 17

18 BVMF: Tecnologia BVMF detémo conhecimento sobre todo o ciclo de negociação Trading, Post-Trading, Risco 50 anos em 5 Implantação do GTS (2007) Desmutualização(2007) Fusão (2008) DMA (2008) Cross Listing CME (2008) Algorithmic Trading, Colocation 18

19 GTS: Evolução

20 PUMA: Motivação Acelerar o ganho de robustez dos sistemas da BVMF Sinergias de negócio e tecnológicas CME: grande volume de operações Dezenas de milhões de eventos de ordem/dia 250 milhões de mensagens de difusão/dia Não possui papel de Provedor de Solução Transferência Tecnológica Desenvolvimento compartilhado Possibilidade de posse definitiva da propriedade intelectual 20

21 PUMA: Impacto para o Mercado Implementaráas novas interfaces EntryPointe UMDF Adaptadores para o formato FIX.4.4 atual para facilitar a migração Novas funcionalidades Modelo avançado de estratégias para derivativos Melhor desempenho: alvo de 1ms de RTT 21

22 Principais desafios para a baixa latência Lessis More (Ludwig Mies van der Rohe) Simple is Beautiful Pense de outra maneira Monitoração não intrusiva Faça apenas o que você tem de fazer Hardware Menos comodidade Menos passos intermediários (hops) Cuidado com os modismos Prematureoptimizationis therootofallevil (D. E. Knuth) 22

23 Obrigado! (Não é HelpDesk;-) 23

BVMF Programa de Relacionamento

BVMF Programa de Relacionamento Título da apresentação BVMF Programa de Relacionamento Reunião com Vendors de Difusão Setembro 2009 Agenda Ambiente de Negociação Eletrônica do Segmento Bovespa Ambiente de Negociação Eletrônica do Segmento

Leia mais

Home Broker e as novas ferramentas para o investidor. Os desafios de atrair mais investidores Pessoa Física para o Mercado

Home Broker e as novas ferramentas para o investidor. Os desafios de atrair mais investidores Pessoa Física para o Mercado Home Broker e as novas ferramentas para o investidor Os desafios de atrair mais investidores Pessoa Física para o Mercado A Evolução da Bolsa de Valores 1895: Fundação da Bolsa de Fundos Públicos de São

Leia mais

Roteiro de Certificação. Unified Market Data Feed. versão 1.0.5

Roteiro de Certificação. Unified Market Data Feed. versão 1.0.5 Unified Market Data Feed versão 1.0.5 1. Prefácio...3 2. Introdução aos Testes...4 3. Cenários de Testes...5 A. Cenários de Mensagens de Sessão... 6 B. Cenários de Regras de Negócios... 7 C. Cenários de

Leia mais

FRANCISCO GURGEL DO A. VALENTE

FRANCISCO GURGEL DO A. VALENTE NOVAS TECNOLOGIAS E NOVOS PRODUTOS NO MERCADO DE CAPITAL - HOME BROKER, ALGORITMOS, ETFs, ISHARES E OUTROS FRANCISCO GURGEL DO A. VALENTE Gerente da Mesa Eletrônica da Ágora CTVM Overview [1] Electronic

Leia mais

Roteiro Específico OC 046/2010 07/10/2010

Roteiro Específico OC 046/2010 07/10/2010 OC 046/2010 07/10/2010 Índice 1. CAPTAR E MANTER CLIENTES... 4 2. GERENCIAR NEGÓCIO... 5 3. EECUTAR ORDENS... 6 4. COMPENSAR E LIQUIDAR... 6 5. FUNÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO... 7 GLOSSÁRIO... 8 2 Definições

Leia mais

BM&FBOVESPA divulga balanço de operações de novembro de 2010. Empréstimos de ações têm recorde de volume financeiro

BM&FBOVESPA divulga balanço de operações de novembro de 2010. Empréstimos de ações têm recorde de volume financeiro BM&FBOVESPA divulga balanço de operações de novembro de 2010 Empréstimos de ações têm recorde de volume financeiro Total de negócios com ETFs passa de 17,9 mil para 25,6 mil Futuro de juro (DI) totaliza

Leia mais

WORKSHOP. Negociação da BM&FBOVESPA. Julho 2010

WORKSHOP. Negociação da BM&FBOVESPA. Julho 2010 WORKSHOP Evolução das Plataformas de Negociação da BM&FBOVESPA Julho 2010 1 WORKSHOP Evolução das Plataformas de Negociação Agenda Roadmap de TI Marcio Castro e Elie Bautzer Calabres UMDF (Unified Market

Leia mais

INTEGRAÇÃO DAS CÂMARAS DA BM&FBOVESPA Apresentação para mercado

INTEGRAÇÃO DAS CÂMARAS DA BM&FBOVESPA Apresentação para mercado INTEGRAÇÃO DAS CÂMARAS DA BM&FBOVESPA Apresentação para mercado CLASSIFICAÇÃO DA INFORMAÇÃO (MARQUE COM UM X ): CONFIDENCIAL RESTRITA CONFIDENCIAL USO INTERNO X PÚBLICO AGENDA AMBIENTE DE PÓS-NEGOCIAÇÃO

Leia mais

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11.

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. O Lucro Líquido do 1T09 (sem ajustes) apresentou queda de 1,4%

Leia mais

O F ÍC I O C I R C U L A R. Membros de Compensação, Corretoras Membros e Demais Participantes dos Mercados Administrados pela BM&FBOVESPA

O F ÍC I O C I R C U L A R. Membros de Compensação, Corretoras Membros e Demais Participantes dos Mercados Administrados pela BM&FBOVESPA 20 de agosto de 2008 033/2008-DP O F ÍC I O C I R C U L A R Membros de Compensação, Corretoras Membros e Demais Participantes dos Mercados Administrados pela BM&FBOVESPA Ref.: Início da Negociação via

Leia mais

Projeto de Integração das Clearings

Projeto de Integração das Clearings Projeto de Integração das Clearings Início da Fase 2 Clearing de Renda Variável e Renda Fixa Privada A implantação da 2ª Fase do Projeto de Integração das Clearings depende da aprovação dos órgãos reguladores

Leia mais

BM&FBOVESPA. 13 de maio de 2009

BM&FBOVESPA. 13 de maio de 2009 BM&FBOVESPA Resultados do 1º Trimestre e de 2009 13 de maio de 2009 1 1 Considerações Iniciais Esta apresentação pode conter certas declarações que expressam expectativas, crenças e previsões da administração

Leia mais

Implantação da Conta Máster no Segmento Bovespa. Diretoria Executiva das Clearings, Depositária e de Risco

Implantação da Conta Máster no Segmento Bovespa. Diretoria Executiva das Clearings, Depositária e de Risco Implantação da Conta Máster no Segmento Bovespa Diretoria Executiva das Clearings, Depositária e de Risco Setembro/2010 1 AGENDA O que é a conta máster Titulares de conta máster Contas a serem vinculadas

Leia mais

Curso Introdução ao Mercado de Ações

Curso Introdução ao Mercado de Ações Curso Introdução ao Mercado de Ações Módulo 2 Continuação do Módulo 1 www.tradernauta.com.br Sistema de negociação da Bovespa e Home Broker Mega Bolsa Sistema implantado em 1997, é responsável por toda

Leia mais

OPORTUNIDADES ÚNICAS. O CME Group e a BM&FBovespa uniram-se para oferecer acesso global a dois dos mercados mais dinâmicos do mundo

OPORTUNIDADES ÚNICAS. O CME Group e a BM&FBovespa uniram-se para oferecer acesso global a dois dos mercados mais dinâmicos do mundo OPORTUNIDADES ÚNICAS O CME Group e a BM&FBovespa uniram-se para oferecer acesso global a dois dos mercados mais dinâmicos do mundo Panorama da parceria do CME Group com a BM&FBOVESPA Conectando mercados

Leia mais

b) Público-alvo Profissionais que queiram atuar como Agentes Distribuidores de Derivativos ADD.

b) Público-alvo Profissionais que queiram atuar como Agentes Distribuidores de Derivativos ADD. TREINAMENTO DE AGENTE DISTRIBUIDOR DE DERIVATIVOS MODALIDADE ONLINE a) Objetivo Atender à demanda de todos que queiram atuar no mercado financeiro como agentes distribuidores de derivativos, oferecendo

Leia mais

BM&FBOVESPA protege plataformas de negócios com soluções CA Service Assurance

BM&FBOVESPA protege plataformas de negócios com soluções CA Service Assurance CUSTOMER SUCCESS STORY BM&FBOVESPA protege plataformas de negócios com soluções CA Service Assurance PERFIL DO CLIENTE Indústria: Serviços financeiros Companhia: BM&FBOVESPA Empregados: 1.400+ Faturamento

Leia mais

Seu dia é mais inteligente

Seu dia é mais inteligente Seu dia é mais inteligente O 2007 Microsoft Office system é uma plataforma de soluções inteligentes para tarefas operacionais, estratégicas e organizacionais. O conjunto de aplicativos e servidores e a

Leia mais

Projeto de Integração das Clearings

Projeto de Integração das Clearings Projeto de Integração das Clearings Workshop Técnico Fase 2 Clearing de Renda Variável e Renda Fixa Privada A implantação da Fase 2 do Projeto de Integração das Clearings depende da aprovação dos órgãos

Leia mais

Perfil do Investidor Brasileiro Experiências e Atuação Educacional da Bolsa

Perfil do Investidor Brasileiro Experiências e Atuação Educacional da Bolsa Perfil do Investidor Brasileiro Experiências e Atuação Educacional da Bolsa Daniel Pfannemüller Superintendente do Instituto Educacional BM&FBOVESPA Mar/2015 Confidencial Restrita Confidencial Uso Interno

Leia mais

Market Data BM&FBOVESPA Política Comercial. Política Comercial. Versão 1.3

Market Data BM&FBOVESPA Política Comercial. Política Comercial. Versão 1.3 Market Data BM&FBOVESPA Versão 1.3 1 SUMÁRIO 1 Introdução... 7 2 DISTRIBUIDOR DE MARKET DATA... 8 2.1 DISTRIBUIDOR (Acesso Direto)... 8 2.2 REDISTRIBUIDOR (Acesso Indireto)... 8 2.3 PARTICIPANTES DE NEGOCIAÇÃO

Leia mais

Tendências comerciais da pecuária de corte no cenário muncial

Tendências comerciais da pecuária de corte no cenário muncial Tendências comerciais da pecuária de corte no cenário muncial Ivan Wedekin Diretor de Produtos do Agronegócio e Energia ENIPEC Encontro Internacional dos Negócios da Pecuária 1 Brasil o gigante da pecuária

Leia mais

A Importância do Mercado Secundário

A Importância do Mercado Secundário A Importância do Mercado Secundário Apresentação ao Conselho Superior de Estudos Avançados CONSEA da FIESP Agosto / 2015 Agosto/2015 Confidencial Restrita Confidencial Uso Interno X Público 1 Sobre a BM&FBOVESPA

Leia mais

Roteamento de ordens do CME Group para a BM&FBOVESPA (do Globex para o PUMA Trading System BM&FBOVESPA)

Roteamento de ordens do CME Group para a BM&FBOVESPA (do Globex para o PUMA Trading System BM&FBOVESPA) Roteamento de ordens do CME Group para a BM&FBOVESPA (do Globex para o PUMA Trading System BM&FBOVESPA) Para negociar os contratos BM&FBOVESPA via roteamento, o investidor usuário do CME Globex deverá:

Leia mais

Market Data BM&FBOVESPA Política Comercial

Market Data BM&FBOVESPA Política Comercial Market Data BM&FBOVESPA Classificação das Informações [ ] Confidencial [ ] Uso Interno [X] Uso Público 1 SUMÁRIO 1 Introdução... 5 2 DISTRIBUIDORES de Market Data BM&FBOVESPA... 6 2.1 DISTRIBUIDORES de

Leia mais

O F ÍC I O C I R C U L A R. Participantes dos Mercados da BM&FBOVESPA (BVMF) Segmento BOVESPA

O F ÍC I O C I R C U L A R. Participantes dos Mercados da BM&FBOVESPA (BVMF) Segmento BOVESPA 09 de agosto de 2010 030/2010-DP O F ÍC I O C I R C U L A R Participantes dos Mercados da BM&FBOVESPA (BVMF) Segmento BOVESPA Ref.: Acesso ao Sistema Eletrônico de Negociação Implantação dos Modelos de

Leia mais

GPD Gestão de Posições em Derivativos

GPD Gestão de Posições em Derivativos 2010 GPD Gestão de Posições em Derivativos BMF&Bovespa Versão 1.00 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. O NOVO SISTEMA... 3 3. Lista de Referência... 5 3.1 Definições... 5 3.1.1 CAB Central de Atendimento BM&FBOVESPA...

Leia mais

Market Data BM&FBOVESPA Política Comercial

Market Data BM&FBOVESPA Política Comercial Sumário 1. Introdução... 5 2. Distribuidores de Market Data BM&FBOVESPA... 6 2.1 Distribuidores de Market Data BM&FBOVESPA (Acesso Direto)... 6 2.2 Redistribuidores de Market Data BM&FBOVESPA (Acesso Indireto)...

Leia mais

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos Eficiência operacional no setor público Dez recomendações para cortar custos 2 de 8 Introdução Com grandes cortes no orçamento e uma pressão reguladora cada vez maior, o setor público agora precisa aumentar

Leia mais

Apresentação dos Resultados do 2T13

Apresentação dos Resultados do 2T13 Apresentação dos Resultados do 2T13 09 de agosto de 2013 Considerações Iniciais Esta apresentação pode conter certas declarações que expressam expectativas, crenças e previsões da administração sobre eventos

Leia mais

BM&FBOVESPA. 18 de março de 2009

BM&FBOVESPA. 18 de março de 2009 BM&FBOVESPA Resultados do 4º Trimestre e de 2008 18 de março de 2009 1 Considerações Iniciais Esta apresentação pode conter certas declarações que expressam expectativas, crenças e previsões da administração

Leia mais

ATG. EVOLUINDO SEM PARAR. A P R E S E N T A Ç Ã O I N S T I T U C I O N A L

ATG. EVOLUINDO SEM PARAR. A P R E S E N T A Ç Ã O I N S T I T U C I O N A L ATG. EVOLUINDO SEM PARAR. A P R E S E N T A Ç Ã O I N S T I T U C I O N A L A Eletronificação dos mercados Desde os primórdios do mercado financeiro, fatores como agilidade e velocidade na transmissão

Leia mais

Soluções para Automatizar. o atendimento e ter eficiência na central

Soluções para Automatizar. o atendimento e ter eficiência na central Soluções para Automatizar o atendimento e ter eficiência na central Soluções para Automatizar o atendimento e ter eficiência na central Automatizar o atendimento ao cliente significa redução de custos,

Leia mais

RICCA MOBILE IR AUXILIANDO EMPRESAS DE CAPITAL ABERTO A SE COMUNICAREM NO SÉCULO 21: #mobileir

RICCA MOBILE IR AUXILIANDO EMPRESAS DE CAPITAL ABERTO A SE COMUNICAREM NO SÉCULO 21: #mobileir RICCA MOBILE IR AUXILIANDO EMPRESAS DE CAPITAL ABERTO A SE COMUNICAREM NO SÉCULO 21: 1 Quem somos A Ricca é uma empresa que busca trazer à atividade de RI o marketing e seus conceitos, ferramentas e valores,

Leia mais

Capítulo 5. A camada de rede

Capítulo 5. A camada de rede Capítulo 5 A camada de rede slide slide 1 1 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Computer Networks, Fifth Edition by Andrew Tanenbaum and David Wetherall, Pearson Education-Prentice

Leia mais

Workshop 4 SINACOR Visão Geral

Workshop 4 SINACOR Visão Geral Workshop 4 SINACOR Visão Geral Dezembro de 2012 A implantação da integração das clearings da BM&FBOVESPA e do novo sistema de risco CORE (Closeout Risk Evaluation) depende de prévia autorização dos órgãos

Leia mais

Respeitamos o fato de que cada cliente tem diferentes necessidades e demandas. Nosso objetivo é simplificar o complexo mercado de capitais e

Respeitamos o fato de que cada cliente tem diferentes necessidades e demandas. Nosso objetivo é simplificar o complexo mercado de capitais e Respeitamos o fato de que cada cliente tem diferentes necessidades e demandas. Nosso objetivo é simplificar o complexo mercado de capitais e proporcionar atendimento personalizado, sem perder de vista

Leia mais

Esclarecimentos sobre a conta máster Segmento Bovespa

Esclarecimentos sobre a conta máster Segmento Bovespa Esclarecimentos sobre a conta máster Segmento Bovespa Diretoria Executiva das Clearings, Depositária e de Risco 02/03/2011 CLASSIFICAÇÃO DA INFORMAÇÃO (MARQUE COM UM X ): CONFIDENCIAL RESTRITA CONFIDENCIAL

Leia mais

Soluções Inteligentes para regulamentações e negócios em aplicações SAP

Soluções Inteligentes para regulamentações e negócios em aplicações SAP Soluções Inteligentes para regulamentações e negócios em aplicações SAP Uma nova visão no Gerenciamento da Aplicação INDICE 1. A Union IT... 3 2. A importância de gerenciar dinamicamente infra-estrutura,

Leia mais

Pontos alterados na Política Comercial

Pontos alterados na Política Comercial POLÍTICA COMERCIAL VIGENTE VERSÃO 1.1 POLÍTICA COMERCIAL REVISADA 2 DISTRIBUIDORES de Market Data BM&FBOVESPA DISTRIBUIDOR de market data é qualquer organização que distribui o Market Data BM&FBOVESPA.

Leia mais

Pontos alterados na Política Comercial

Pontos alterados na Política Comercial POLÍTICA COMERCIAL VIGENTE VERSÃO 1.1 POLÍTICA COMERCIAL REVISADA 2 DISTRIBUIDORES de Market Data BM&FBOVESPA DISTRIBUIDOR de market data é qualquer organização que distribui o Market Data BM&FBOVESPA.

Leia mais

ORA XECUTAR FXGO: NEGOCIAÇÃO ELETRÔNICA DE CÂMBIO >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

ORA XECUTAR FXGO: NEGOCIAÇÃO ELETRÔNICA DE CÂMBIO >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> FXGO: NEGOCIAÇÃO ELETRÔNICA DE CÂMBIO Uma oferta do serviço Bloomberg Professional ORA E XECUTAR BLOOMBERG FXGO A PRINCIPAL PLATAFORMA DE

Leia mais

Iniciando. Bolsa de Valores. O que é uma ação?

Iniciando. Bolsa de Valores. O que é uma ação? O que é uma ação? Por definição é uma fração de uma empresa. Por isso, quem detém ações de uma companhia é dono de uma parte dela, ou melhor, é um dos seus sócios e por conseguinte passa a ganhar dinheiro

Leia mais

Míni de Ibovespa WEBTRADING. É acessível. É descomplicado. É para você.

Míni de Ibovespa WEBTRADING. É acessível. É descomplicado. É para você. Míni de Ibovespa WEBTRADING É acessível. É descomplicado. É para você. WEBTRADING O futuro em um clique Com apenas um clique, você pode negociar minicontratos. O acesso ao WTr é simples, rápido e seguro.

Leia mais

FMC: Alinhando Tradição com Inovação através da Integração de Pessoas e Processos com Soluções de TI

FMC: Alinhando Tradição com Inovação através da Integração de Pessoas e Processos com Soluções de TI FMC: Alinhando Tradição com Inovação através da Integração de Pessoas e Processos com Soluções de TI Com o crescimento acelerado, uma das mais tradicionais empresas do Brasil em produtos agrícolas precisava

Leia mais

A Camada de Rede. A Camada de Rede

A Camada de Rede. A Camada de Rede Revisão Parte 5 2011 Modelo de Referência TCP/IP Camada de Aplicação Camada de Transporte Camada de Rede Camada de Enlace de Dados Camada de Física Funções Principais 1. Prestar serviços à Camada de Transporte.

Leia mais

Formação em Mercado Financeiro

Formação em Mercado Financeiro Curso de extensão Curso de extensão Formação em Mercado Financeiro Instituto Educacional BM&FBOVESPA Veduca 27 aulas - 60h Sobre o curso Neste curso serão discutidos o modelo institucional e organizacional

Leia mais

Plataforma Sharp OSA VAÇÃO

Plataforma Sharp OSA VAÇÃO Plataforma Sharp OSA VAÇÃO A plataforma Sharp OSA abre sua MFP para se tornar um portal personalizado, localizado estrategicamente dentro do seu negócio. Associado a um amplo potencial de desenvolvimento

Leia mais

Míni de Dólar WEBTRADING. É acessível. É descomplicado. É para você.

Míni de Dólar WEBTRADING. É acessível. É descomplicado. É para você. Míni de Dólar WEBTRADING É acessível. É descomplicado. É para você. FUTURO WEBTRADING EM UM CLIQUE O futuro em um clique Com apenas um clique, você pode negociar minicontratos. O acesso ao WTr é simples,

Leia mais

A primeira plataforma inteligente de comunicação para ambientes de negociações

A primeira plataforma inteligente de comunicação para ambientes de negociações TERMINAL OPEN TRADE A primeira plataforma inteligente de comunicação para ambientes de negociações Soluções Completas e Diferenciadas O assistente perfeito para ambientes de negociações O Open Trade é

Leia mais

No mercado atual, podemos encontrar vários tipos de sistemas operacionais que fazem parte das seguintes classes:

No mercado atual, podemos encontrar vários tipos de sistemas operacionais que fazem parte das seguintes classes: Módulo 4 Sistema Operacional Sistemas Operacionais Neste módulo falaremos sobre alguns sistemas operacionais existentes no mercado, suas características, e conheceremos o básico das redes de computadores.

Leia mais

Diagnóstico da troca de informações entre os Participantes

Diagnóstico da troca de informações entre os Participantes Diagnóstico da troca de informações entre os Participantes Ausência de padronização e automação na troca de informações entre os diversos participantes do mercado Corretoras de valores e de mercadorias

Leia mais

Preenchendo a lacuna entre o autoatendimento e o atendimento assistido

Preenchendo a lacuna entre o autoatendimento e o atendimento assistido Folheto do produto Genesys Chat Preenchendo a lacuna entre o autoatendimento e o atendimento assistido Hoje os clientes querem e esperam opções de autoatendimento quando participam de vendas on-line e

Leia mais

Projeto IPN Integração do Pós- Negociação

Projeto IPN Integração do Pós- Negociação Projeto IPN Integração do Pós- Negociação Boletim 5ª Reunião do GT-Testes 7 de Fevereiro de 2013 A implantação do IPN depende de prévia autorização dos órgãos reguladores A implantação da integração das

Leia mais

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI FIC DE FIM BTG PACTUAL HIGH YIELD CNPJ: 07.442.466/0001-96

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI FIC DE FIM BTG PACTUAL HIGH YIELD CNPJ: 07.442.466/0001-96 Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI FIC DE FIM BTG PACTUAL HIGH YIELD Informações referentes a setembro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO PRODUTO. Mais que um software, o método mais eficaz para conciliar.

APRESENTAÇÃO DO PRODUTO. Mais que um software, o método mais eficaz para conciliar. APRESENTAÇÃO DO PRODUTO Mais que um software, o método mais eficaz para conciliar. Com Conciliac é possível conciliar automaticamente qualquer tipo de transação; Bancos, Cartões de Crédito e Débito, Contas

Leia mais

PROTOCOLO IP O esgotamento dos endereços IP.

PROTOCOLO IP O esgotamento dos endereços IP. 1 PROTOCOLO IP O IP é o protocolo mais importante na Internet. Ele é quem define as regras através das quais as informações fluem na rede mundial. Uma das principais regras diz que: Cada computador deve

Leia mais

AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI

AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI CUSTOMER SUCCESS STORY Março 2014 AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI PERFIL DO CLIENTE Indústria: Manufatura Empresa: AT&S Funcionários: 7.500 Faturamento: 542 milhões

Leia mais

AZ Investimentos Janeiro, 2008. Esse documento foi produzido pela AZ Investimentos com fins meramente informativos.

AZ Investimentos Janeiro, 2008. Esse documento foi produzido pela AZ Investimentos com fins meramente informativos. AZ Investimentos Janeiro, 2008 Índice A empresa 3 Filosofia de Investimento 5 Gestão de Risco 7 Produtos 9 Contatos 11 A empresa Histórico e Diferenciais A AZ Investimentos é uma empresa independente autorizada

Leia mais

Há 30 anos no mercado, a Futura Corretora iniciou suas atividades nos mercados de derivativos, como sócia fundadora da BM&F (Bolsa de Mercadorias e Futuros). Desde sua fundação, vem disseminando em todo

Leia mais

Modelo de Caso de Uso

Modelo de Caso de Uso Modelo de Caso de Uso Sistema de e - Matrícula da Faculdade São José Versão 1.1 1 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 15 de Novembro de 2009 1.0 Criação do documento. Andrea Lima 01 de Dezembro

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO Artigo Científico Curso de Pós-Graduação em Redes e Segurança de Sistemas Instituto

Leia mais

Aprenda a investir na Bolsa de Valores/

Aprenda a investir na Bolsa de Valores/ Aprenda a investir na Bolsa de Valores/ Chegou a sua vez de investir em ações Método consagrado. Linguagem simples, sem financês. Mais de 200.000 alunos formados. Curso sobre Bolsa mais vendido no país

Leia mais

Alternativas de aplicação do serviço GPRS da rede celular GSM em telemetria pela Internet

Alternativas de aplicação do serviço GPRS da rede celular GSM em telemetria pela Internet Alternativas de aplicação do serviço GPRS da rede celular GSM em telemetria pela Internet Marcos R. Dillenburg Gerente de P&D da Novus Produtos Eletrônicos Ltda. (dillen@novus.com.br) As aplicações de

Leia mais

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 Universo TOTVS Fundada em 1983 6ª maior empresa de software (ERP) do mundo Líder em Software no Brasil e

Leia mais

SAMA2020 OPERAÇÕES TEMÁTICAS RACIONALIZAÇÃO DAS TIC

SAMA2020 OPERAÇÕES TEMÁTICAS RACIONALIZAÇÃO DAS TIC AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA SAMA2020 OPERAÇÕES TEMÁTICAS RACIONALIZAÇÃO DAS TIC 1 DE JULHO DE 2015 OPERAÇÕES TEMÁTICAS OPERAÇÃO TEMÁTICA M/C DOTAÇÃO ORÇAMENTAL CAPACITAÇÃO PARA AVALIAÇÕES

Leia mais

CURSO DE EXTENSÃO FORMAÇÃO NO MERCADO FINANCEIRO

CURSO DE EXTENSÃO FORMAÇÃO NO MERCADO FINANCEIRO 1 Formação no mercado financeiro Instituto Educacional BM&FBOVESPA Veduca 60h Sobre o curso Nesse curso serão discutidos o modelo institucional e organizacional da BM&FBOVESPA e a estrutura do mercado

Leia mais

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

Pré-Requisitos Certificação IPN- SINACOR. Projeto: SINACOR - IPN

Pré-Requisitos Certificação IPN- SINACOR. Projeto: SINACOR - IPN Pré-Requisitos Certificação IPN- SINACOR Projeto: SINACOR - IPN A implantação da integração das clearings da BM&FBOVESPA e do novo sistema de risco CORE (Closeout Risk Evaluation) depende de prévia autorização

Leia mais

Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS)

Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS) Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS) Hoje é fundamental para as empresas poder contar com recursos de comunicação, mobilidade, flexibilidade

Leia mais

MANUAL DE ACESSO À INFRAESTRUTURA TECNOLÓGICA DA BM&FBOVESPA

MANUAL DE ACESSO À INFRAESTRUTURA TECNOLÓGICA DA BM&FBOVESPA MANUAL DE ACESSO À INFRAESTRUTURA TECNOLÓGICA DA BM&FBOVESPA HISTÓRICO DE REVISÕES...3 1. INTRODUÇÃO...4 2. RCB REDE DE COMUNICAÇÃO BM&FBOVESPA...5 2.1 DESCRIÇÃO DO MODO DE ACESSO... 5 2.2 CARACTERÍSTICAS

Leia mais

O MERCADO DE AÇÕES FOI REVOLUCIONADO E REDEFINIDO

O MERCADO DE AÇÕES FOI REVOLUCIONADO E REDEFINIDO O MERCADO DE AÇÕES FOI REVOLUCIONADO E REDEFINIDO A FÓRMULA DO SUCESSO PODE SER SIMPLES. A maioria dos corretores da bolsa sente dificuldade em atuar permanentemente com sucesso nos mercados financeiros.

Leia mais

SYSTIMAX Solutions. imvisiontm. Gestão de Infraestrutura. Simplificada.

SYSTIMAX Solutions. imvisiontm. Gestão de Infraestrutura. Simplificada. SYSTIMAX Solutions imvisiontm. Gestão de Infraestrutura. Simplificada. 1 Toda rede deve ser administrada. A questão é COMO? A visão: Conseguir o sucesso comercial a partir de uma melhor administração de

Leia mais

RTM: uma solução tecnológica para o Sped. Diretora de Marketing e Produtos

RTM: uma solução tecnológica para o Sped. Diretora de Marketing e Produtos RTM: uma solução tecnológica para o Sped RTM: uma solução tecnológica para o Adriane dos Santos Rêgo Diretora de Marketing e Produtos Histórico 1997 Criada pela ANDIMA para interligar o setor financeiro

Leia mais

Bovespa Mais: propiciando o crescimento sustentável das empresas

Bovespa Mais: propiciando o crescimento sustentável das empresas Bovespa Mais: propiciando o crescimento sustentável das empresas O Bovespa Mais, um dos segmentos especiais de listagem administrados pela BM&FBOVESPA, foi idealizado para tornar o mercado acionário brasileiro

Leia mais

Jorge Querido jquer@embratel.com.br. Painel Inteligência Geográfica expandindo as barreiras tecnológicas. Sistema GAIA

Jorge Querido jquer@embratel.com.br. Painel Inteligência Geográfica expandindo as barreiras tecnológicas. Sistema GAIA Jorge Querido jquer@embratel.com.br Painel Inteligência Geográfica expandindo as barreiras tecnológicas Sistema GAIA Histórico - 2004 - Demanda da gerência de SP, sistema GIS para uso departamental. -

Leia mais

Aula 1 Sistema Operacional Windows. Prof.: Roberto Franciscatto

Aula 1 Sistema Operacional Windows. Prof.: Roberto Franciscatto Sistemas Operacionais 2 Aula 1 Sistema Operacional Windows Prof.: Roberto Franciscatto Introdução Porque é preciso saber gerenciar/administrar o sistema operacional Windows? Quais versões encontrarei no

Leia mais

O F Í C I O C I R C U L A R. Participantes dos Mercados da BM&FBOVESPA (BVMF) Segmentos BOVESPA e BM&F

O F Í C I O C I R C U L A R. Participantes dos Mercados da BM&FBOVESPA (BVMF) Segmentos BOVESPA e BM&F 02 de agosto de 2010 028/2010-DP O F Í C I O C I R C U L A R Participantes dos Mercados da BM&FBOVESPA (BVMF) Segmentos BOVESPA e BM&F Ref.: Nova Política de Tarifação de Operações para Investidores de

Leia mais

Controlar. Otimizar. Crescer.

Controlar. Otimizar. Crescer. Controlar. Otimizar. Crescer. Neste material de suporte, você encontrará informações de SAM para: Novos Líderes de Tecnologia Fusões e Aquisições True-Up Assist Serviço Microsoft EAP Assist Assuma o controle

Leia mais

Requisitos Técnicos IPN-V2 SINACOR

Requisitos Técnicos IPN-V2 SINACOR Requisitos Técnicos IPN-V2 SINACOR Projeto: SINACOR IPN V2 Para a 2ª Fase do Projeto, que abrange os mercados de Renda Variável e Fixa Privada, as minutas ainda estão pendentes de aprovação dos órgãos

Leia mais

Sistemas Multi-agentes

Sistemas Multi-agentes Automatização do Mercado de Capitais Através de um Sistema Multi-agentes Paulo de Tarso Gomide Castro Silva Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Departamento de Informática 24 de novembro

Leia mais

Programa de Gestão Técnica de Contas

Programa de Gestão Técnica de Contas Programa de Gestão Técnica de Contas Para ajudar os clientes da D2L a maximizar seu investimento na plataforma Brightspace, oferecemos uma experiência de suporte avançada que ultrapassa os benefícios

Leia mais

MANUAL DE ACESSO À INFRAESTRUTURA TECNOLÓGICA DA BM&FBOVESPA

MANUAL DE ACESSO À INFRAESTRUTURA TECNOLÓGICA DA BM&FBOVESPA MANUAL DE ACESSO À INFRAESTRUTURA TECNOLÓGICA DA BM&FBOVESPA ÍNDICE HISTÓRICO DE REVISÕES... 4 1. INTRODUÇÃO... 5 2. RCB REDE DE COMUNICAÇÃO BM&FBOVESPA... 6 2.1 DESCRIÇÃO DO MODO DE ACESSO... 6 2.2 CARACTERÍSTICAS

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada de Rede Slide 1 Endereçamento IPv4 Tem comprimento de 32bits (4 bytes); São escritos em notação decimal separados por ponto; Cada interface de um sistema conectado a internet

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

TI do Banese foca em negócios com as soluções EITM da CA

TI do Banese foca em negócios com as soluções EITM da CA Case de sucesso TI do Banese foca em negócios com as soluções EITM da CA Perfil do CLIENTE Indústria: Financeira Companhia: BANESE Banco do Quadro de pessoal: 1.200 funcionários NEGÓCIOS O Banese é uma

Leia mais

Introdução. O que é Serviços de Terminal

Introdução. O que é Serviços de Terminal Introdução Microsoft Terminal Services e Citrix MetaFrame tornaram-se a indústria padrões para fornecer acesso de cliente thin para rede de área local (LAN), com base aplicações. Com o lançamento do MAS

Leia mais

TACTIUM ecrm Guia de Funcionalidades

TACTIUM ecrm Guia de Funcionalidades TACTIUM ecrm Guia de Funcionalidades 1 Interagir com seus clientes por variados meios de contato, criando uma visão unificada do relacionamento e reduzindo custos. Essa é a missão do TACTIUM ecrm. As soluções

Leia mais

UNIFIED. A nova geração de arquitetura para proteger seus dados D TA. em ambientes físicos ou virtuais de forma unificada PROTECTION

UNIFIED. A nova geração de arquitetura para proteger seus dados D TA. em ambientes físicos ou virtuais de forma unificada PROTECTION UNIFIED A nova geração de arquitetura para proteger seus dados D TA em ambientes físicos ou virtuais de forma unificada PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO UNIFIED DATA PROTECTION Incentivadas pelo crescimento

Leia mais

CONHEÇA A VALECARD TODA ESSA ESTRUTURA EXISTE PRA VOCÊ: Reduzir custos. Ganhar tempo. Organizar processos.

CONHEÇA A VALECARD TODA ESSA ESTRUTURA EXISTE PRA VOCÊ: Reduzir custos. Ganhar tempo. Organizar processos. CONHEÇA A VALECARD Soluções completas e integradas para a gestão de benefícios, gestão financeira e de frotas. Cartões aceitos em todo território nacional, por meio da Redecard, Cielo e ValeNet, o que

Leia mais

Um software de gestão é realmente capaz de atender as necessidades de cada profissional? Saiba mais e usufrua de benefícios que tornarão sua empresa

Um software de gestão é realmente capaz de atender as necessidades de cada profissional? Saiba mais e usufrua de benefícios que tornarão sua empresa Um software de gestão é realmente capaz de atender as necessidades de cada profissional? Saiba mais e usufrua de benefícios que tornarão sua empresa mais ágil, com menos papel e mais resultados. 2 ÍNDICE

Leia mais

Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA

Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA DESTAQUES A infraestrutura do RSA Security Analytics Arquitetura modular para coleta distribuída Baseada em metadados para indexação, armazenamento

Leia mais

PÁGINA 4 ITIL V.2 & ITIL V.3

PÁGINA 4 ITIL V.2 & ITIL V.3 PÁGINA 4 ITIL V.2 & ITIL V.3 Gerência de Níveis de Serviço Manter e aprimorar a qualidade dos serviços de TI Revisar continuamente os custos e os resultados dos serviços para garantir a sua adequação Processo

Leia mais

Perguntas Freqüentes Operações em Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F)

Perguntas Freqüentes Operações em Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) 1. O que é contrato futuro? É um acordo entre duas partes, que obriga uma a vender e outra, a comprar a quantidade e o tipo estipulados de determinada commodity, pelo preço acordado, com liquidação do

Leia mais

Operações com derivativos (item 7 do edital BB)

Operações com derivativos (item 7 do edital BB) Operações com derivativos (item 7 do edital BB) Prof.Nelson Guerra set / 2012 INTRODUÇÃO Os preços gerais das mercadorias agrícolas, das taxas de juros e do câmbio têm-se mostrado altamente instável no

Leia mais

Projeto de Integração das Clearings

Projeto de Integração das Clearings Projeto de Integração das Clearings Workshop Técnico SINACOR Fase 2 Clearing de Renda Variável e Renda Fixa Privada A implantação da Fase 2 do Projeto de Integração das Clearings depende da aprovação dos

Leia mais

A MAIOR PLATAFORMA ELETRÔNICA DO MUNDO. CME GLOBEX.

A MAIOR PLATAFORMA ELETRÔNICA DO MUNDO. CME GLOBEX. A MAIOR PLATAFORMA ELETRÔNICA DO MUNDO. CME GLOBEX. NEGOCIAÇÃO DE FUTUROS E OPÇÕES. MAIS ÁGIL, MAIS SIMPLES. A plataforma CME Globex foi o primeiro e permanece entre os mais rápidos sistemas de pregão

Leia mais

IBM Software IBM Business Process Manager Simples e Poderoso

IBM Software IBM Business Process Manager Simples e Poderoso IBM Software IBM Business Process Manager Simples e Poderoso Uma única plataforma BPM que oferece total visibilidade e gerenciamento de seus processos de negócios 2 IBM Business Process Manager Simples

Leia mais

Como sua empresa pode

Como sua empresa pode Como sua empresa pode [ O guia de segmentação por IP ] Tecnologia de Inteligência de IP e de geolocalização O método de encontrar a localização física e geográfica de um usuário com base unicamente em

Leia mais