Módulo 5375 NOÇÕES DE PEDAGOGIA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Módulo 5375 NOÇÕES DE PEDAGOGIA"

Transcrição

1 Módulo 5375 NOÇÕES DE PEDAGOGIA Conteúdos Metodologias e técnicas de identificação de necessidades de formação, em função dos diversos públicos-alvo; Metodologias e técnicas de concepção de programas de formação: Definição de objectivos e conteúdos pedagógicos Recursos e condições de execução da formação Metodologias e técnicas de formação adequadas às estratégias definidas; Técnicas de utilização de equipamentos de formação; Técnicas de avaliação dos formandos; Metodologias e técnicas adequadas para a avaliação da qualidade e eficácia da formação;

2 OBJECTIVOS DO MÓDULO A.Planear/Preparar a Formação; B. Desenvolver/Animar a Formação; C. Avaliar a Formação.

3 Forma interactiva do formador SABER-SER Aberto Criativo Compreensivo Disponível Entusiasta Imaginativo Inovador Líder SABER-FAZER Diversificar Investigar Organizar Programar Temporalizar SABER-SABER Arquitecto Avaliador Investigador em formas e métodos de Educação de Adultos Auto-avaliar (a) Interagir (na) Relação Educacional com Flexibilidade

4 SABER-SER Saber-estar em situação profissional no posto de trabalho, na empresa/organização, no mercado de trabalho; Ser capaz de se relacionar com os outros e consigo próprio; Ser capaz de se relacionar com o objecto de trabalho.

5 SABER-FAZER 1. Ser capaz de compreender e integrar-se no contexto técnico em que exerce a sua actividade; 2. Ser capaz de adaptar-se a diferentes contextos organizacionais e diferentes grupos; 3. Ser capaz de planificar e preparar as sessões de formação;

6 4. Ser capaz de conduzir/mediar o processo de formação/aprendizagem em grupo; 5. Ser capaz de gerir a progressão na aprendizagem dos formandos; 6. Ser capaz de avaliar a eficiência e eficácia da formação.

7 Que tipo de formador você é ou será? Nem todos os formadores têm as mesmas convicções ou adoptam o mesmo estilo de intervenção. Este exercício deve ser uma radioscopia do seu próprio estilo de ensinar. Responder ao questionário. Não existem respostas certas ou erradas.

8 A PLANEAR / PREPARAR A FORMAÇÃO

9 Objectivos TRANSFORMAÇÃO Resultados

10 PLANIFICAR Organizar um determinado número de tarefas; Gerir o tempo disponível; Atingir os objectivos pretendidos. PLANIFICAR AS TAREFAS GERIR TEMPO E ESPAÇO DE CADA TAREFA MÉTODO E TEORIA

11 Consequências da NÃO PLANIFICAÇÃO: Má gestão do tempo; Estrago de materiais necessários; Uso desnecessário do tempo das outras pessoas

12 B DESENVOLVER E ANIMAR A FORMAÇÃO

13 1. Dinâmicas. 2. Estilos de comunicação: Passivo; Agressivo; Manipulativo; Assertivo; 3. Métodos e Técnicas de Formação.

14 1. Dinâmicas Trabalho de Grupo Phillips 6/6 Estudo de Caso Caso prático elaborado pelo formador para consolidar determinada aprendizagem e 3 fases: a) O formador lê o estudo caso com os formandos e apresentamos o caso; b) Realizamos um Phillips, acompanhando todos os grupos e c) Apresentar os resultados e debate geral. BrainStorming; Discussão em Painel; RolePlaying; Simulação;

15 2. Estilos de Comunicação Passivo; Agressivo; Manipulativo/Indirecto; Assertivo.

16 3. Métodos de Formação Método Expositivo; Método Demonstrativo; Método Interrogativo; Método Activo;

17 C AVALIAR A FORMAÇÃO

18 OBJECTIVOS DA AVALIAÇÃO Ajudar os Formandos Controlar as Aprendizagens Acreditar o sistema de formação Aperfeiçoar a formação

19 TIPOS DA AVALIAÇÃO 1. Normativa (subjectiva); 2. Criterial (objectivos claros). A avaliação quanto ao momento pode ser: Formativa; Preditiva; Sumativa.

20 TÉCNICAS DA AVALIAÇÃO A. Observação; B. Formulação de Questões; C. Aferição;

21 DINÂMICA 1. Leitura de um pequeno artigo; 2. Apresentação individual; 3. Grupos de observação;

22 PONTOS PRINCIPAIS Domínio do Assunto Comunicação dos Objectivos Verificação dos pré-requisitos Métodos e Técnicas Pedagógicas Motivação Actividades dos Participantes Facilitação da estruturação do conteúdo

23 Recursos didácticos Interacção com o grupo Comportamento físico Auto-confiança Verificação dos resultados da aprendizagem Comunicação dos resultados de aprendizagem Gestão do tempo

24 Bibliografia Na rota da pedagogia, António Mão-de-Ferro (1999); Métodos de formação que funcionam, Rois B. Hart;

OBJECTIVOS ESPECÍFICOS / COMPETÊNCIAS A ADQUIRIR PELOS FORMANDOS

OBJECTIVOS ESPECÍFICOS / COMPETÊNCIAS A ADQUIRIR PELOS FORMANDOS ESTRUTURA PROGRAMÁTICA DO CURSO MÓDULOS OBJECTIVOS ESPECÍFICOS / COMPETÊNCIAS A ADQUIRIR PELOS FORMANDOS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS Acolhimento dos formandos e Apresentação do Curso A entidade formadora;

Leia mais

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES Outubro / Dezembro 2009

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES Outubro / Dezembro 2009 FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES Outubro / Dezembro 2009 OBJECTIVOS GERAIS Visa-se com este programa a melhoria da qualidade da formação profissional, através da aquisição e do desenvolvimento

Leia mais

Formação Pedagógica Inicial de Formadores Objetivos Gerais Este Curso, homologado pelo IEFP, visa dotar os participantes das técnicas, conhecimentos e competências necessárias á apresentação com sucesso

Leia mais

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES (90 horas)

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES (90 horas) FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES (90 horas) DESTINATÁRIOS: O curso de Formação Pedagógica Inicial de Formadores da SALSUS destina-se a 14 formandos por grupo, sendo que deverá cumprir as seguintes

Leia mais

Serra do Saber. Formação Pedagógica Inicial de Formadores

Serra do Saber. Formação Pedagógica Inicial de Formadores Formação Pedagógica Inicial de Formadores Fundamentação Este curso apresenta de uma forma clara e recorrendo a uma metodologia teórico-prática, os conhecimentos necessários para a formação de formadores

Leia mais

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES ACÇÃO TIPO: Formação Pedagógica Inicial de Formadores PÚBLICO ALVO: Futuros formadores, formadores sem formação pedagógica. DURAÇÃO: 96 Horas N.º de ACÇÕES: 1

Leia mais

Formação. Curso 014_146 Formação Pedagógica Inicial de Formadores

Formação. Curso 014_146 Formação Pedagógica Inicial de Formadores Curso 014_146 Formação Pedagógica Inicial de Formadores Objectivos No final do curso de formação pedagógica de formadores, os formandos que concluam com aproveitamento devem ser capazes de: Situar o papel

Leia mais

GUIA DO FORMANDO. 1. Objetivos Gerais. 2. Objectivos Específicos e Conteúdos Programáticos

GUIA DO FORMANDO. 1. Objetivos Gerais. 2. Objectivos Específicos e Conteúdos Programáticos GUIA DO FORMANDO Curso: FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES Duração: 90h. Coordenação da Formação: Conceição Nobre Rodrigues. Equipa de Formadores: Cláudia A. Senra, Margarida M. Guimarães, Paulo

Leia mais

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DE FORMADORES (nova edição)

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DE FORMADORES (nova edição) FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DE FORMADORES (nova edição) OBJECTIVOS Conferir certificado para a obtenção da Certificação da Aptidão Pedagógica de Formador, de acordo com a Portaria nº 1119/97 de 5 de Novembro.

Leia mais

Proporcionar aos participantes a aquisição de aptidões específicas nos domínios da expressão/comunicação e das capacidades relacionais

Proporcionar aos participantes a aquisição de aptidões específicas nos domínios da expressão/comunicação e das capacidades relacionais Assertividade Formato do curso: Presencial Localidade: Lisboa Data: 07 Nov. 2016 a 08 Nov. 2016 Preço: 625 Horário: Laboral - 09h00-17h00 Nível: Intermédio Duração: 14 horas No final desta ação, os participantes

Leia mais

Formação Inicial de Formadores em Gerontologia

Formação Inicial de Formadores em Gerontologia Formação Inicial de Formadores em Gerontologia A FITI Federação das Instituições de Terceira Idade, entidade formadora certificada pela DGERT (Proc. 0456/2013 aprovado em 15/04/2013) promove o curso de

Leia mais

Soft-skills / Comportamental

Soft-skills / Comportamental Soft-skills / Comportamental Liderança e trabalho em equipa Comunicação, gestão de conflitos e negociação Técnicas de apresentação Gestão do tempo e Reuniões eficazes 1 Hire on attitude, Train the skills

Leia mais

COOPERAÇÃO CE PALOP Programa PIR PALOP II

COOPERAÇÃO CE PALOP Programa PIR PALOP II COOPERAÇÃO CE PALOP Programa PIR PALOP II Projecto APOIO AO DESENVOLVIMENTO DOS SISTEMAS JUDICIÁRIOS Nº IDENTIFICAÇÃO : REG/7901/014 N CONTABILÍSTICO : 8 ACP MTR 4 * 8 ACP TPS 123 * 9 ACP MTR 002 ACORDO

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES

CURSO DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES CURSO DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES 96 HORAS 2009 APRESENTAÇÃO DA EMPRESA As 2Siglas é uma Empresa privada e independente, que desde o seu início desenvolve acções de formação e consultoria.

Leia mais

Acompanhamento e Avaliação da Formação. Formação Pedagógica Inicial de Formadores

Acompanhamento e Avaliação da Formação. Formação Pedagógica Inicial de Formadores Acompanhamento e Avaliação da Formação Formação Pedagógica Inicial de Formadores Objectivo geral Compreender a avaliação da formação como um sistema interactivo; Articular a avaliação na formação com a

Leia mais

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES PÚBLICO-ALVO Quadros médios e superiores com saberes específicos de determinada profissão ou área profissional que se interessem pela atividade formativa, com

Leia mais

VOCÊ SABE. O que faz o formador? Quais os requisitos de acesso à profissão de formador? O que é a habilitação própria para a docência?

VOCÊ SABE. O que faz o formador? Quais os requisitos de acesso à profissão de formador? O que é a habilitação própria para a docência? VOCÊ SABE O que faz o formador? Quais os requisitos de acesso à profissão de formador? O que é a habilitação própria para a docência? Setembro 2014 www.in-formacao.com.pt Formador/a O formador é o técnico

Leia mais

Programa do Curso. Designação do curso: Formação Pedagógica Inicial de Formadores

Programa do Curso. Designação do curso: Formação Pedagógica Inicial de Formadores Programa do Curso Designação do curso: Formação Pedagógica Inicial de Formadores Duração: 90 horas Área de formação: 146 Formação de professores e formadores Objetivos gerais: i) Avaliar o perfil do formador

Leia mais

Atendimento aos Clientes

Atendimento aos Clientes 341 Comércio Atendimento aos Clientes Destinatários Profissionais de atendimento ao público, responsáveis de departamentos de vendas, comerciais e outros em geral. 9º Ano de Escolaridade. Formação Continua.

Leia mais

Paula Tomás Consultores

Paula Tomás Consultores 1 Paula Tomás Consultores Paula Tomás Consultores Formação Pedagógica Inicial de Formadores (b-learning) Objetivos Gerais Avaliar o perfil do formador face ao contexto geral da Formação Profissional em

Leia mais

DESENHO E MONTAGEM DE EXPOSIÇ ÕE

DESENHO E MONTAGEM DE EXPOSIÇ ÕE Fundamentos de DESENHO E MONTAGEM DE EXPOSIÇ ÕE S Formador Bruno Filipe Soares Cabede Pág. 1 de 9 0 INDÍCE DIAGNÓSTICO PÁG. 03 JUSTIFICAÇÃO PÁG. 04 ÁREA TEMÁTICA PÁG. 04 MODALIDADES PÁG. 04 PÚBLICOS-ALVO

Leia mais

Designação do Curso: Técnica Auxiliar de Ação Educativa

Designação do Curso: Técnica Auxiliar de Ação Educativa Designação do Curso: Área de Formação: 761 Serviços de Apoio a Crianças e Jovens Carga Horária: 100 horas presenciais + 160 horas estágio em contexto real de trabalho (facultativo) Descrição do curso:

Leia mais

CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA

CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE ESTÁGIO, PROJECTO, OFICINA DE FORMAÇÃO E CÍRCULO DE ESTUDOS Formulário de preenchimento obrigatório,

Leia mais

Formação Pedagógica Inicial de Formadores blearning 90 Horas. Programa do Curso.

Formação Pedagógica Inicial de Formadores blearning 90 Horas. Programa do Curso. Formação Pedagógica Inicial de Formadores blearning 90 Horas Programa do Curso www.areapedagogica.com 2 Programa do Curso de Formação Pedagógica de Formadores blearning 90 Horas Objetivos Gerais No final

Leia mais

Índice. MSOA004 PT: AO: MZ:

Índice. MSOA004  PT: AO: MZ: Índice Duração Total... 3 Datas... Erro! Marcador não definido. Destinatários... 3 Perfil de Saída... 3 Pré-Requisitos... 3 Objetivo Geral... 3 Objetivos Específicos... 3 Conteúdos Programáticos... 4 Metodologia...

Leia mais

TET-SAT. (Technology Enhanced Teaching Self Assessment Tool) - QUADRO DE CONTEÚDOS -

TET-SAT. (Technology Enhanced Teaching Self Assessment Tool) - QUADRO DE CONTEÚDOS - TET-SAT (Technology Enhanced Teaching Self Assessment Tool) - QUADRO DE CONTEÚDOS - ÁREA 1. PEDAGOGIA DIGITAL 1.1. Planear e implementar o ensino com as TIC (Desenho da Aprendizagem) 1.1.1. Desenvolver,

Leia mais

Serviço de Psicologia Externato da Luz

Serviço de Psicologia Externato da Luz Serviço de Psicologia Externato da Luz Índice Apresentação do Programa 3 Estrutura do Programa 4 Portefólio e Blogue Interactivo 5 Implementação do Programa 7 Grupos, horários e respectivos orientadores

Leia mais

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL Programa do Curso: FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES CURSO PROMOVIDO POR: Curso Homologado pelo I.E.F.P. Certificado de Autorização de Funcionamento nº C1909028 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS/OBJECTIVOS

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO. Curso Prático de Socorrismo Pediátrico Código da Área de Formação: 729

PROGRAMA DE FORMAÇÃO. Curso Prático de Socorrismo Pediátrico Código da Área de Formação: 729 Curso Prático de Socorrismo Pediátrico Código da Área de Formação: 729 APRESENTAÇÃO DO CURSO: CURSO PRÁTICO DE SOCORRISMO PEDIÁTRICO Difundir medidas preventivas de acidentes frequentes no grupo etário

Leia mais

No final do curso os formandos deverão realizar a gestão de uma IPSS, promovendo a sustentabilidade da instituição.

No final do curso os formandos deverão realizar a gestão de uma IPSS, promovendo a sustentabilidade da instituição. 1. OBJETIVOS GERAIS No final do curso os formandos deverão realizar a gestão de uma IPSS, promovendo a sustentabilidade da instituição. 2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Descrever a orgânica das Instituições Sociais;

Leia mais

Desenvolver uma análise construtiva que possa contribuir para a melhoria dos sistemas de formação, ao nível técnico-pedagógico e/ou organizacional.

Desenvolver uma análise construtiva que possa contribuir para a melhoria dos sistemas de formação, ao nível técnico-pedagógico e/ou organizacional. FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES OBJECTIVOS GERAIS A FPIF visa promover a aquisição, actualização e o aperfeiçoamento de competências, transferíveis para a sua prática. Estas Competências situam-se

Leia mais

MINI-MBA de Especialização em Relações Públicas, Protocolo Empresarial e Eventos

MINI-MBA de Especialização em Relações Públicas, Protocolo Empresarial e Eventos MINI-MBA de Especialização em Relações Públicas, Protocolo Empresarial e Eventos Coordenador: Dra. Fátima Fernandes Índice Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisitos... 2

Leia mais

Departamento de Ciências da Educação. Licenciatura em Ensino Básico 1º Ciclo. 3º Ano / 1º Semestre. Programa. Unidade Curricular

Departamento de Ciências da Educação. Licenciatura em Ensino Básico 1º Ciclo. 3º Ano / 1º Semestre. Programa. Unidade Curricular Departamento de Ciências da Educação Licenciatura em Ensino Básico 1º Ciclo 3º Ano / 1º Semestre Programa Unidade Curricular Modelos, Métodos e Técnicas de Ensino Área Científica Educação Coordenadora

Leia mais

Ser capaz de planificar e desenvolver um projecto de Expressão Dramática.

Ser capaz de planificar e desenvolver um projecto de Expressão Dramática. Curso Animação Sociocultural Ano letivo 2015/2016 Unidade Curricular Ateliê de Expressão Dramática ECTS 6 Regime Obrigatório Ano 3.º Semestre 2.º semestre Horas de trabalho globais Docente (s) Marisa Filipa

Leia mais

Programa do Curso de Auriculoterapia IMP041/00 PÁGINA 1 DE 9

Programa do Curso de Auriculoterapia IMP041/00 PÁGINA 1 DE 9 Programa do Curso de Auriculoterapia IMP04/00 PÁGINA DE 9 Designação do Curso: Curso de Auriculoterapia N.º do Curso: 729/003 Data de Concepção: 20 Data da Rev.: 02/04/20 N.º da Rev.: 0 IMP04/00 PÁGINA

Leia mais

Training Course. MBA LEADERSHIP Liderança

Training Course. MBA LEADERSHIP Liderança MBA LEADERSHIP Liderança DESCRIÇÃO Cada vez mais, a liderança assume um papel preponderante no dia-a-dia das nossas empresas. O sucesso de uma equipa está dependente da capacidade de liderança do seu líder.

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2012/2013. Disciplina: Infra-Estruturas Básicas e Paisagísticas de Jardins

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2012/2013. Disciplina: Infra-Estruturas Básicas e Paisagísticas de Jardins PLANIFICAÇÃO ANUAL 2012/2013 CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO JARDINAGEM E ESPAÇOS VERDES Disciplina: Infra-Estruturas Básicas e Paisagísticas de Jardins Lucas Afonso Clara Escola sede do Agrupamento Página

Leia mais

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DE PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR PERCURSO DE UM MODELO EM (RE)CONSTRUÇÃO

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DE PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR PERCURSO DE UM MODELO EM (RE)CONSTRUÇÃO FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DE PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR PERCURSO DE UM MODELO EM (RE)CONSTRUÇÃO VII Congresso Iberoamericano de Docência Universitária, FPCEUP, 2012 Ilídia Vieira, Luísa Ribeiro Trigo e José

Leia mais

TEORIA E METODOLOGIA DO TREINO DE JU-JITSU

TEORIA E METODOLOGIA DO TREINO DE JU-JITSU TEORIA E METODOLOGIA DO TREINO DE JU-JITSU MÓDULO DE PEDAGOGIA - 1 Dimensão e Técnicas de Intervenção Pedagógica PEDAGOGIA - Dimensão e Técnicas de Intervenção Pedagógica Página 1 PEDAGOGIA GERAL É uma

Leia mais

O trabalho de projecto e a relação dos alunos com a Matemática

O trabalho de projecto e a relação dos alunos com a Matemática O trabalho de projecto e a relação dos alunos com a Matemática A experiência do Projecto MAT 789 Paulo Abrantes 1994 Mestrado em Educação - Didáctica da Matemática - 2005/2007 Desenvolvimento Curricular

Leia mais

PROGRAMAÇÃO METODOLÓGICA DO DO CURSO

PROGRAMAÇÃO METODOLÓGICA DO DO CURSO PROGRAMAÇÃO METODOLÓGICA DO DO CURSO DESIGNAÇÃO DO CURSO FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES À DISTÂNCIA DURAÇÃO DO CURSO 90 HORAS LOCAL E DATAS DE REALIZAÇÃO DA AÇÃO DE FORMAÇÃO 1. TRAINING CENTER,

Leia mais

Importância da formação pedagógica contínua dos docentes do ensino superior

Importância da formação pedagógica contínua dos docentes do ensino superior República de Angola Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) de Luanda Departamento de Ciências da Educação Workshop sobre Trabalho Científico do Departamento de Ciências da Educação do ISCED

Leia mais

146 Formação de Professores e Formadores de Áreas Tecnológicas

146 Formação de Professores e Formadores de Áreas Tecnológicas 146 Formação de Professores e Formadores de Áreas Tecnológicas Formação Pedagógica Inicial de Formadores Destinatários Indivíduos que pretendam adquirir o CCP para exercer a atividade de formador. As condições

Leia mais

MBA - RECRUTAMENTO & SELEÇÃO MELHORES PRÁTICAS

MBA - RECRUTAMENTO & SELEÇÃO MELHORES PRÁTICAS MBA - RECRUTAMENTO & SELEÇÃO MELHORES PRÁTICAS DESCRIÇÃO Ter equipas qualificados e motivadas desempenha um papel crucial para garantir o sucesso futuro de uma organização. Recrutar o pessoal errado tem

Leia mais

Cérebro Centro de Formação, Lda.

Cérebro Centro de Formação, Lda. Catálogo de Formação Cérebro Centro de Formação, Lda. Desde 1990 a apostar no Futuro com Qualidade e Formação! Sede: Av. José Afonso, nº. 92, cv Cavaquinhas, Arrentela, 2840-735 Seixal Tel./Fax: 212 225

Leia mais

Psicologia da Educação Curso de Professores do Ensino Básico 1º Ciclo 2º Ano

Psicologia da Educação Curso de Professores do Ensino Básico 1º Ciclo 2º Ano Psicologia da Educação Curso de Professores do Ensino Básico 1º Ciclo 2º Ano Ano lectivo 2007/2008 Copyright, 2008 José Farinha, Prof. Adjunto Sumário da aula de hoje: Apresentação: Da equipa pedagógica

Leia mais

CAPÍTULO 5 PLANO DE FORMAÇÃO

CAPÍTULO 5 PLANO DE FORMAÇÃO CAPÍTULO 5 PLANO DE FORMAÇÃO Desde sempre, existiram divergências entre o que os investigadores educacionais propõem e o que os professores fazem. Muitos professores consideram irrelevantes os resultados

Leia mais

03 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

03 OBJETIVOS ESPECÍFICOS 01 DESTINATÁRIOS O curso de Formação Pedagógica Inicial de Formadores, de acordo com o Referencial de Formação em vigor, destina-se a indivíduos que pretendam adquirir as competências pedagógicas necessárias

Leia mais

APOIO TUTORIAL ESPECÍFICO

APOIO TUTORIAL ESPECÍFICO APOIO TUTORIAL ESPECÍFICO Artigo 12º, Despacho Normativo nº 4-A/2016 Jornadas Trabalho com Diretores Maio e junho de 2016 O Apoio Tutorial Específico Visa... Levar os alunos a definir ativamente objetivos,

Leia mais

Guia do formador. Relações interpessoais e qualidade do serviço

Guia do formador. Relações interpessoais e qualidade do serviço Guia do formador Relações interpessoais e qualidade do serviço Objectivo do módulo: Saber adoptar comportamentos susceptíveis de contribuir para a valorização da imagem de marca de uma empresa de transporte.

Leia mais

JUNTA REGIONAL DE VILA REAL

JUNTA REGIONAL DE VILA REAL ESTRUTURA DO CURSO 1. Finalidades O Curso de iniciação Pedagógica destina-se a preparar candidatos a Dirigentes do Corpo Nacional de Escutas, capazes de explicar qual a missão do C.N.E. Escutismo Católico

Leia mais

CURSO GESTÃO DO TEMPO E COMUNICAÇÃO

CURSO GESTÃO DO TEMPO E COMUNICAÇÃO CURSO GESTÃO DO TEMPO E COMUNICAÇÃO ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 03 2. DESENVOLVIMENTO A. Proposta pedagógica B. Investimento C. Condições de participação 03 03 04 04 3. FICHA DE INSCRIÇÃO 05 02 Moneris Academy

Leia mais

- Tomar conhecimento do âmbito de aplicação do Sketchup em desenho 3d de mobiliário, metalomecânica, engenharia civil, design, entre outros.

- Tomar conhecimento do âmbito de aplicação do Sketchup em desenho 3d de mobiliário, metalomecânica, engenharia civil, design, entre outros. PROGRAMA DESIGNAÇÃO CURSO Formação Sketchup Desenho D OBJECTIVOS GERAIS - Tomar conhecimento do âmbito de aplicação do Sketchup em desenho d de mobiliário, metalomecânica, engenharia civil, design, entre

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2012/2013. Disciplina: Manutenção de Jardins e Relvados

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2012/2013. Disciplina: Manutenção de Jardins e Relvados PLANIFICAÇÃO ANUAL 2012/2013 CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO JARDINAGEM E ESPAÇOS VERDES Disciplina: Manutenção de Jardins e Relvados Pedro Jorge dos Santos Carvalho Escola sede do Agrupamento Página 1 de

Leia mais

Recursos Audiovisuais

Recursos Audiovisuais Recursos Audiovisuais MODALIDADE PEDAGÓGICA 1ª PESSOA (SINGULAR) MODELO Métodos Interrogativos Métodos (ditos) Activos Métodos Afirmativos AUTORIDADE MOTIVAÇÃO EXTRÍNSECA AVALIAÇÃO QUANTITATIVA HIERARQUIA

Leia mais

MBA GESTÃO DA FORMAÇÃO ON THE JOB

MBA GESTÃO DA FORMAÇÃO ON THE JOB MBA GESTÃO DA FORMAÇÃO ON THE JOB DESCRIÇÃO Assumindo-se as diversas vantagens atribuídas à formação profissional que tem lugar em contexto real de trabalho, importa que o/a Tutor/a detenha os conhecimentos

Leia mais

Programa de Formação FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES

Programa de Formação FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES Programa de Formação FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES Índice 1. Enquadramento... 2 2. Caracterização do Curso... 2 2.1. Designação e duração do Curso... 2 2.2. Público-Alvo... 2 2.3. Objectivos

Leia mais

Construir o Futuro (I, II, III e IV) Pinto et al. Colectiva. Crianças e Adolescentes. Variável. Nome da prova: Autor(es): Versão: Portuguesa

Construir o Futuro (I, II, III e IV) Pinto et al. Colectiva. Crianças e Adolescentes. Variável. Nome da prova: Autor(es): Versão: Portuguesa Nome da prova: Autor(es): Versão: Tipo de aplicação: População: Tempo de aplicação: Objectivos: Materiais incluídos no jogo (kit) completo: Construir o Futuro (I, II, III e IV) Pinto et al. Portuguesa

Leia mais

Curso de Mediaçã o de Conflitos

Curso de Mediaçã o de Conflitos Curso de Mediaçã o de Conflitos Objetivos Gerais/Competências visadas: Dotar os formandos de um conjunto de competências que permitam problematizar, analisar e refletir sobre situações práticas de gestão

Leia mais

Metodologias e Estratégias. Pedagógicas. Formação Pedagógica Inicial de Formadores

Metodologias e Estratégias. Pedagógicas. Formação Pedagógica Inicial de Formadores Metodologias e Estratégias Pedagógicas Formação Pedagógica Inicial de Formadores OBJETIVOS GERAIS - Conhecer os diferentes métodos em função dos objectivos e das situações específicas da formação. OBJETIVOS

Leia mais

Estudo sobre a Transferência da Formação na EFAPEL, S.A. ANEXOS

Estudo sobre a Transferência da Formação na EFAPEL, S.A. ANEXOS Estudo sobre a Transferência da Formação na EFAPEL, S.A. ANEXOS 37 . Anexo 1 Diagnóstico de Necessidades de Formação Diagnóstico de Necessidades de Formação Área/Departamento/Processo que abrange: Lacunas

Leia mais

CONSELHO CIENTÍFICO PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO

CONSELHO CIENTÍFICO PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO CONSELHO CIENTÍFICO PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo ACC 2

Leia mais

Curso: ESTRATÉGIAS E INOVAÇÃO PEDAGÓGICA

Curso: ESTRATÉGIAS E INOVAÇÃO PEDAGÓGICA Curso: ESTRATÉGIAS E INOVAÇÃO PEDAGÓGICA e-ipp Unidade de e-learning do Politécnico do Porto e-ipp@sc.ipp.pt ÍNDICE ÍNDICE... 2 RESUMO... 3 FICHA DO CURSO... 4 PERFIL DOS ALUNOS... 4 NECESSIDADES DE INSTRUÇÃO...

Leia mais

Avaliação do desempenho do docente -2011/2012

Avaliação do desempenho do docente -2011/2012 Avaliação do desempenho do docente -2011/2012 (Decreto-regulamentar n.º 26/2012, de 21 de Fevereiro) A avaliação do desempenho do pessoal docente visa a melhoria da qualidade do serviço educativo e das

Leia mais

Criatividade e Inteligência Emocional

Criatividade e Inteligência Emocional Criatividade e Inteligência Emocional Formato do curso: Presencial Preço: 730 Nível: Intermédio Duração: 24 horas As emoções determinam em grande medida a direção da nossa vida, tanto no que se refere

Leia mais

Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo ACC 2. Actividades Rítmicas Expressivas: Danças Sociais (latino-americanas)

Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo ACC 2. Actividades Rítmicas Expressivas: Danças Sociais (latino-americanas) CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DE FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo ACC 2

Leia mais

OBJETIVOS GERAIS OBJETIVOS ESPECÍFICOS. Metodologias e Estratégias Pedagógicas

OBJETIVOS GERAIS OBJETIVOS ESPECÍFICOS. Metodologias e Estratégias Pedagógicas OBJETIVOS GERAIS Metodologias e Estratégias Pedagógicas Formação Pedagógica Inicial de Formadores - Conhecer os diferentes métodos em função dos objectivos e das situações específicas da formação. OBJETIVOS

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA

CURSO DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA CURSO DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES 90 HORAS 2013 Certificado de Autorização de Funcionamento nº C518005 MOD9 V. 01 APRESENTAÇÃO DA EMPRESA As 2Siglas é uma Empresa privada e independente,

Leia mais

346 Secretariado e Trabalho Administrativo

346 Secretariado e Trabalho Administrativo 346 Secretariado e Trabalho Administrativo Atendimento ao Público e Imagem da Organização Destinatários Apoios administrativos. Secretárias e todos os profissionais em contacto direto com clientes ou público

Leia mais

MINI-MBA de Especialização em Gestão de Turismo e Hotelaria Coordenador: Dra. Fátima Fernandes

MINI-MBA de Especialização em Gestão de Turismo e Hotelaria Coordenador: Dra. Fátima Fernandes MINI-MBA de Especialização em Gestão de Turismo e Hotelaria Coordenador: Dra. Fátima Fernandes Índice Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisitos... 2 Objectivo Geral... 2

Leia mais

Orientações para a PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA (PIP)

Orientações para a PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA (PIP) Orientações para a PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA (PIP) Avaliação do Projeto de Intervenção O Projeto de Intervenção tem a ponderação de 30% na Avaliação Final do formando. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO

Leia mais

Planificação Anual do Ensino Aprendizagem Educação Visual - 7º Ano 2011/2012

Planificação Anual do Ensino Aprendizagem Educação Visual - 7º Ano 2011/2012 Planificação Anual do Ensino Aprendizagem Educação Visual - 7º Ano 2011/2012 Unidade Didáctica Apresentação Teste Diagnóstico PLANIFICAÇÃO - 1º PERÍODO :: Professor(a) Estagiária: Ana Sofia Gomes de Jesus

Leia mais

PAPEL DOS FORMADORES NA ÁREA DA PREVENÇÃO DA DIABETES

PAPEL DOS FORMADORES NA ÁREA DA PREVENÇÃO DA DIABETES PAPEL DOS FORMADORES NA ÁREA DA PREVENÇÃO DA DIABETES Prevenção da Diabetes T2 Factores etiológicos não modificáveis Factores genéticos Envelhecimento populacional Factores etiológicos modificáveis Ingestão

Leia mais

Apêndice VII Guião de entrevista aos formadores portugueses

Apêndice VII Guião de entrevista aos formadores portugueses Apêndice VII Guião de entrevista aos formadores portugueses Orientações para o investigador: 1. Começar a entrevista por se apresentar e por apresentar aos formadores portugueses o projeto de investigação

Leia mais

CURSO GESTÃO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL. Porquê a Gestão e o Desenvolvimento Pessoal. Programa do Curso Gestão e Desenvolvimento Pessoal

CURSO GESTÃO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL. Porquê a Gestão e o Desenvolvimento Pessoal. Programa do Curso Gestão e Desenvolvimento Pessoal CURSO GESTÃO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL Porquê a Gestão e o Desenvolvimento Pessoal A importância de uma boa gestão de pessoas e equipas é facilmente reconhecida no contexto organizacional da atualidade.

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MÉTODOS DE INVESTIGAÇÃO EM PSICOLOGIA CLÍNICA Ano Lectivo 2013/2014

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MÉTODOS DE INVESTIGAÇÃO EM PSICOLOGIA CLÍNICA Ano Lectivo 2013/2014 Programa da Unidade Curricular MÉTODOS DE INVESTIGAÇÃO EM PSICOLOGIA CLÍNICA Ano Lectivo 2013/2014 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (2º Ciclo) 2. Curso Mestrado em Psicologia Clínica 3. Ciclo

Leia mais

Curso Piloto O Atendimento nas Lojas do Cidadão 06/05/ /06/2008

Curso Piloto O Atendimento nas Lojas do Cidadão 06/05/ /06/2008 Curso Piloto O Atendimento nas Lojas do Cidadão 06/05/2008 27/06/2008 Avaliação da Formação É importante para a AMA e, especificamente para toda a Equipa que concebeu e preparou esta Acção de Formação

Leia mais

Avaliação da Aprendizagem. Formação Pedagógica Inicial de Formadores

Avaliação da Aprendizagem. Formação Pedagógica Inicial de Formadores Avaliação da Aprendizagem Formação Pedagógica Inicial de Formadores OBJECTIVO GERAL - Reconhecer os elementos constituintes da avaliação na formação - Conhecer os instrumentos para a concretização dessa

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO viver fazer MÓDULO 1 Conhecimentos / Capacidades Instrumentos de Avaliação Conhecer o funcionamento lógico de um programa, estimulando o raciocínio lógico para a resolução de problemas de programação (algoritmos)

Leia mais

Despacho Conjunto n.º 198/99, de 3 de Março

Despacho Conjunto n.º 198/99, de 3 de Março Despacho Conjunto n.º 198/99, de 3 de Março O regime jurídico da formação especializada de educadores de infância e de professores dos ensinos básico e secundário foi aprovado pelo Decreto Lei n.º 95/97,

Leia mais

PROGRAMA DE PROMOÇÃO DE COMPETÊNCIAS PESSOAIS E SOCIAIS

PROGRAMA DE PROMOÇÃO DE COMPETÊNCIAS PESSOAIS E SOCIAIS PROGRAMA DE PROMOÇÃO DE COMPETÊNCIAS PESSOAIS E SOCIAIS Margarida Gaspar de Matos Celeste Simões csimoes@fmh.utl.pt PROGRAMA DE PROMOÇÃO DE COMPETÊNCIAS PESSOAIS E SOCIAIS... ajudar as crianças e adolescentes

Leia mais

090 Desenvolvimento Pessoal

090 Desenvolvimento Pessoal 090 Desenvolvimento Pessoal Gestão de Conflitos Destinatários Gestores, Quadros, Técnicos e todos os profissionais que devido às suas funções pretendam aperfeiçoar e/ou desenvolver competências na área

Leia mais

PROGRAMA DA FORMAÇÃO - PRODUÇÃO E MARKETING DE EVENTOS

PROGRAMA DA FORMAÇÃO - PRODUÇÃO E MARKETING DE EVENTOS DESIGNAÇÃO Nome: Produção e Marketing de Eventos Carga horária total: 250 horas Acreditação profissional: n/a Forma de organização da formação: Presencial Público-alvo: Estudantes ou profissionais com

Leia mais

ÍNDICE GERAL. Página INTRODUÇÃO 14 CAPÍTULO I TERCEIRA IDADE: UMA CONSTRUÇÃO SOCIAL Problematização do conceito de terceira idade 24

ÍNDICE GERAL. Página INTRODUÇÃO 14 CAPÍTULO I TERCEIRA IDADE: UMA CONSTRUÇÃO SOCIAL Problematização do conceito de terceira idade 24 ÍNDICE GERAL Página INTRODUÇÃO 14 CAPÍTULO I TERCEIRA IDADE: UMA CONSTRUÇÃO SOCIAL 23 1. Problematização do conceito de terceira idade 24 2. Transformações objectivas conducentes à construção social da

Leia mais

Trabalho Individual Final (TIF) Ação: C523A-14_15. Avaliação das aprendizagens dos alunos refletir sobre as práticas avaliativas

Trabalho Individual Final (TIF) Ação: C523A-14_15. Avaliação das aprendizagens dos alunos refletir sobre as práticas avaliativas Trabalho Individual Final (TIF) Ação: C523A-14_15. Avaliação das aprendizagens dos alunos refletir sobre as práticas avaliativas Turma 1 Formador - Joaquim Morgado Formanda Cristina Maria Sereno Augusto

Leia mais

Curso de Formação STACF - Segurança em Trabalhos em Altura em Coberturas e Fachadas

Curso de Formação STACF - Segurança em Trabalhos em Altura em Coberturas e Fachadas Curso de Formação STACF - Segurança em Trabalhos em Altura em Coberturas e Fachadas Programa de Formação Ed.2 01-07-2016 Equipa de trabalho A equipa de trabalho, coordenação pedagógica, gestão da formação,

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA DE FÍSICO-QUÍMICA 3º CICLO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA DE FÍSICO-QUÍMICA 3º CICLO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA LOUSÃ 161391 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA DE FÍSICO-QUÍMICA 3º CICLO 2016-17 Objetivos da avaliação na disciplina de Físico-Química A avaliação na disciplina de Físico-Química

Leia mais

PROGRAMA DA FORMAÇÃO SOM II PRODUÇÃO MUSICAL E SOM AO VIVO

PROGRAMA DA FORMAÇÃO SOM II PRODUÇÃO MUSICAL E SOM AO VIVO DESIGNAÇÃO Nome: Som II Produção Musical e Som ao Vivo Carga horária total: 300 horas Acreditação profissional: Em parceria com a AVID, os formandos podem obter o diploma de Pro Tools User Nível 110. Forma

Leia mais

projecto de arquitectura 1

projecto de arquitectura 1 Instituto superior técnico mestrado integrado em arquitectura ano lectivo 2011.12 projecto de arquitectura 1 docentes: Teresa Heitor (resp) Alexandra Alegre Vitor C. Araújo Pedro Snow articulação com plano

Leia mais

Metodologia de Implementação do Programa Mais Sucesso Escolar: 1. Projecto Turma Mais 2. Projecto Fénix

Metodologia de Implementação do Programa Mais Sucesso Escolar: 1. Projecto Turma Mais 2. Projecto Fénix Metodologia de Implementação do Programa Mais Sucesso Escolar: 1. Projecto Turma Mais 2. Projecto Fénix INTRODUÇÃO No âmbito das medidas de combate ao insucesso escolar, o Ministério da Educação (ME) lançou

Leia mais

345 Gestão e Administração

345 Gestão e Administração 345 Gestão e Administração A Rentabilidade na Formação Destinatários Diretores/ Responsáveis de Formação, Responsáveis da Avaliação da Formação, Diretores de Recursos Humanos, Técnicos de Formação, Técnicos

Leia mais

Relatório Final de Avaliação. Acção n.º 5/2010. Plataformas de Gestão de Aprendizagem (LMS) Modalidade: Curso de Formação

Relatório Final de Avaliação. Acção n.º 5/2010. Plataformas de Gestão de Aprendizagem (LMS) Modalidade: Curso de Formação Centro de Formação de Escolas dos Concelhos de Benavente, Coruche e Salvaterra de Magos Relatório Final de Avaliação Acção n.º 5/2010 Plataformas de Gestão de Aprendizagem (LMS) Modalidade: Curso de Formação

Leia mais

BIBLIOTECA ESCOLAR Organização do acervo. Maria da Luz Antunes Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa

BIBLIOTECA ESCOLAR Organização do acervo. Maria da Luz Antunes Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa BIBLIOTECA ESCOLAR Organização do acervo Maria da Luz Antunes Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa mluz.antunes@estesl.ipl.pt Missão da Biblioteca Escolar A biblioteca escolar oferece um serviço

Leia mais

CONSELHO CIENTÍFICO PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA. O potencial dos instrumentos de percussão tradicionais portugueses S E M I N Á R I O

CONSELHO CIENTÍFICO PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA. O potencial dos instrumentos de percussão tradicionais portugueses S E M I N Á R I O O potencial dos instrumentos de percussão tradicionais portugueses no ensino da música S E M I N Á R I O. acção de formação 2 D I A S 1 2 H O R A S R U I J Ú N I O R formador ObJECTIvOS O seminário tem

Leia mais

01 - Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender a realidade e para abordar situações e problemas do quotidiano;

01 - Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender a realidade e para abordar situações e problemas do quotidiano; COLÉGIO TERESIANO DE BRAGA PLANIFICAÇÃO ANUAL - EDUCAÇÃO VISUAL E TECNOLÓGICA COMPETÊNCIAS GERAIS 01 - Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender a realidade e para abordar

Leia mais

Curso de Formação STAP - Segurança em Trabalhos em Altura em Postes (Telecomunicações Rede Fixa)

Curso de Formação STAP - Segurança em Trabalhos em Altura em Postes (Telecomunicações Rede Fixa) Curso de Formação STAP - Segurança em Trabalhos em Altura em Postes (Telecomunicações Rede Fixa) Programa de Formação Ed.2 21-11-2016 Equipa de trabalho A equipa de trabalho, coordenação pedagógica, gestão

Leia mais

MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR - INSTRUMENTO PEDAGÓGICO DE MELHORIA CONTÍNUA

MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR - INSTRUMENTO PEDAGÓGICO DE MELHORIA CONTÍNUA MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR - INSTRUMENTO PEDAGÓGICO DE MELHORIA CONTÍNUA Luísa Correia. Modelos e práticas de Auto-avaliação de Bibliotecas Escolares RBE Outubro/Dezembro 2010 Pressupostos

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO DESEMPENHO ENERGÉTICO DE EDIFÍCIOS EDIÇÃO Nº 2016

FICHA TÉCNICA DO CURSO DESEMPENHO ENERGÉTICO DE EDIFÍCIOS EDIÇÃO Nº 2016 FICHA TÉCNICA DO CURSO DESEMPENHO ENERGÉTICO DE EDIFÍCIOS EDIÇÃO Nº 2016 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO Desempenho energético de edifícios 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER - Saber dotar um edifício de boas condições

Leia mais

CATÁLOGO DE FORMAÇÃO ESTRATEGOR

CATÁLOGO DE FORMAÇÃO ESTRATEGOR 2017 CATÁLOGO DE FORMAÇÃO ESTRATEGOR Gestão de Talentos e Soft Skills Coaching Liderança e Coaching O Líder do Séc. XXI O Poder de um Ponto de Vista - A Atitude Mental Positiva A Comunicação - Chave do

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE FRANCÊS Componente de Formação Complementar Curso Vocacional de Informática e Multimédia Ano letivo 2015/2016

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE FRANCÊS Componente de Formação Complementar Curso Vocacional de Informática e Multimédia Ano letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL DE FRANCÊS Componente de Formação Complementar Curso Vocacional de Informática e Multimédia Ano letivo 2015/2016 Competências Transversais Promoção da educação para a cidadania A língua

Leia mais