Formação Inicial de Formadores em Gerontologia

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Formação Inicial de Formadores em Gerontologia"

Transcrição

1 Formação Inicial de Formadores em Gerontologia A FITI Federação das Instituições de Terceira Idade, entidade formadora certificada pela DGERT (Proc. 0456/2013 aprovado em 15/04/2013) promove o curso de Formação Inicial de Formadores, homologado pelo IEFP (certificado de homologação nº C válido até 30/08/2015) que confere acesso ao CCP (Certificado de Competências Pedagógicas) de formador. Destinatários: Este curso destina-se, de modo preferencial, a: - Estudantes, formadores não credenciados pedagogicamente e Profissionais de diversos sectores, que pretendem habilitar-se pedagogicamente ao exercício da função de Formador e à obtenção do CCP; - Ativos integrados em instituições de idosos que pretendam vir a exercer a atividade de formador na área de intervenção da Gerontologia; Pré-requisitos: - habilitações mínimas ao nível de licenciatura; - 12º ou 9º ano de escolaridade acrescido de um curso técnico profissional e/ou experiência profissional com experiência comprovada de um mínimo de 5 anos. - conhecimentos básicos de informática na ótica de utilizador. Objetivo Geral: A formação pedagógica de formadores/as visa promover a aquisição, atualização e o aperfeiçoamento de competências, transferíveis para a sua prática. Página 1 de 7

2 Estas competências situam-se ao nível: da conceção e elaboração de programas de formação e de materiais pedagógicos; de novas abordagens e metodologias no campo da gerontologia; da gestão e coordenação de formação; do campo da investigação e da experimentação de novas abordagens e metodologias aplicadas a públicos e contextos diversificados, em várias modalidades de formação. Objetivos Específicos: No final da formação, os futuros formadores, serão capazes de: avaliar o perfil do formador face ao contexto geral da Formação Profissional em Portugal capacitar os formandos/as de metodologias e conhecimento acerca do processo de envelhecimento de respostas sociais adequadas; preparar, dinamizar e avaliar unidades de formação refletir sobre os sistemas de formação Página 2 de 7

3 Modalidade de Formação Formas de Organização Presencial (com entrega de conteúdos e partilha de links on-line) O plano de formação referente ao curso de Formação Inicial de Formadores encontrase sistematizado por módulos, tenho sido cada um deles caracterizado relativamente aos seguintes itens: Modalidade (presencial); Estruturação do conhecimento (listagem dos conteúdos divididos por módulos e sub módulos); Recursos Materiais e Pedagógicos Espaços e Respetivos Requisitos Os materiais e recursos que utilizaremos são: Questionário de diagnóstico de expectativas; Apresentação multimédia sobre o curso; Computador com ligação à Internet; Datashow Plataforma de formação /aprendizagem; Texto para reflexão; Manual e textos de apoio, Outros recursos requeridos pelos formandos/formadores para as respectivas apresentações. Condições do ambiente de formação: Dimensão das salas proporcional ao número de alunos; Mesas de formação modulares (70cmX60cm); Disposição em U da sala de formação; Requisitos Técnicos Recomendados: Requisitos de hardware: PC igual ou superior a um Pentium MB de RAM. Browser Internet Explorer 7.0 ou superior. Página 3 de 7

4 Conteúdo Programático: Sessões de Formação Componentes das Sessões Cargas Horárias Sessões em sala Horas por sessão Total Dias Duração Total do Módulo Formador: Sistema, Contextos e Perfil: Formar em Gerontologia Simulação Pedagógica Inicial Comunicação e dinamização de Grupos em formação Metodologias e Estratégias Pedagógicas Operacionalização da formação: Do plano à ação Recursos Didáticos e Multimédia Plataformas colaborativas de Aprendizagem Avaliação da Formação e das Aprendizagens Simulação Pedagógica Final Total Página 4 de 7

5 Conteúdo Detalhado: Módulo Modalidade Carga Horária Estruturação do conhecimento Apresentação Apresentação Presencial 1h Apresentação da estrutura e objetivos do curso Registo dos formandos na Plataforma A Internet e a comunicação pedagógica Definição de regras de funcionamento do curso Caracterizar os sistemas de qualificação com base nas finalidades, Formador: Sistema, no público-alvo, nas tecnologias utilizadas e no tipo e modalidade Contextos e Perfil: Presencial 10h de formação pretendida Identificar a legislação, nacional e comunitária, que Regulamenta a Formação Profissional; Enunciar as competências e capacidades necessárias à atividade de formador; Discriminar as competências exigíveis ao formador nos sistemas de formação; Identificar os conceitos e as principais teorias, modelos explicativos do processo de aprendizagem Identificar os principais fatores e as condições facilitadoras da aprendizagem; Desenvolver um espírito crítico, criativo e empreendedor. Presencial 10h Caracterizar a Geriatria e a Gerontologia Distinguir a Gerontologia da Geriatria Formar em Gerontologia Enunciar as áreas disciplinares de intervenção no envelhecimento Caracterizar os contextos gerontológicos nos diferentes equipamentos sociais Discriminar as competências exigíveis ao formador em gerontologia Presencial 10h Preparar, desenvolver e avaliar sessões de formação; Simulação Pedagógica Identificar os aspetos pedagógicos considerados mais importantes Inicial no processo de ensino- aprendizagem; Propor soluções alternativas, apresentar sugestões de estratégias pedagógicas diversificadas; Exercitar competências de análise e de auto-análise relativamente a comportamentos observados no desenvolvimento de uma sessão de ensino-aprendizagem. Comunicação e Dinamização de Grupos em Formação Metodologias e Estratégias Pedagógicas Operacionalização da formação: Do plano à ação Presencial 10h Compreender a dinâmica formador-formandos-objeto de aprendizagem, numa perspetiva de facilitação dos processos de formação; Compreender os fenómenos psicossociais, nomeadamente o da liderança, decorrentes nos grupos em contexto de formação; Gerir diferentes grupos de trabalho, com fortes fatores de elementos potenciadores de discriminação e bloqueadores da aprendizagem; Compreender a dinâmica da individualidade de aprendizagem no seio de um grupo de trabalho. Reconhecer a importância do mediador de grupos de trabalho. Presencial 10h Escolher e a aplicar as técnicas e os métodos pedagógicos mais adequados aos objetivos, aos públicos-alvo e ao contexto de formação; Descrever as vantagens e importância da criatividade em meio pedagógico; Identificar estratégias inclusivas de públicos diferenciados; Identificar vantagens e desvantagens da aplicação das diferentes técnicas pedagógicas em contextos diferenciados. Presencial 10h Distinguir finalidades, metas, competências, objetivos gerais e objetivos específicos; Redigir objetivos pedagógicos em termos operacionais; Hierarquizar objetivos segundo os domínios do saber; Planificar momentos de ensino-aprendizagem; Identificar os princípios orientadores para a conceção e elaboração Página 5 de 7

6 e planos de unidades de formação; Preencher fichas de planificação da formação (plano de ação de formação/ módulo/ sessão Recursos Didáticos e Presencial 10h Selecionar, conceber e adequar os meios pedagógico-didáticos, Multimédia em suporte multimédia, em função da estratégia pedagógica adotada; Conceber, adequar e utilizar apresentações multimédia; Compreender a dinâmica e importância do PowerPoint como modelo de apresentação; Criar apresentações em PowerPoint, tendo em conta as respetivas regras de elaboração. Plataformas colaborativas Presencial 10h Compreender as mudanças evolutivas do Ensino a Distância; de Aprendizagem Identificar as características e as vantagens do e-learning; Compreender o funcionamento das Plataformas de suporte da formação a distância; Identificar regras de formação através da internet; Reconhecer a importância do e-formador/e-mediador no processo formativo com recurso a formação a distância; Identificar e aplicar os mecanismos/softwares de comunicação online; Desenvolver uma formação utilizando as Plataformas (LMS) como suporte de materiais. Avaliação da Formação e das aprendizagens Presencial 10h Distinguir diferentes níveis de avaliação dos resultados de formação; Construir e aplicar instrumentos de avaliação em função dos objetivos previamente definidos, que permitam verificar e controlar os resultados da aprendizagem, a eficiência e a eficácia da formação Identificar causas de subjetividade na avaliação; Aplicar um método sistémico e evolutivo de análise de resultados de formação; Propor medidas de regulação, com vista à melhoria do processo de formação; Simulação Pedagógica Presencial 10h Preparar, desenvolver e avaliar sessões de formação; Final Identificar os aspetos pedagógicos considerados mais importantes no processo de ensino- aprendizagem; Propor soluções alternativas, apresentar sugestões de estratégias pedagógicas diversificadas; Exercitar competências de análise e de auto análise relativamente a comportamentos observados no desenvolvimento de uma sessão de ensino-aprendizagem; Comparar o nível de competências pedagógicas adquiridas ao longo do processo formativo, com o nível de desempenho demonstrado no início da ação; Elaborar uma síntese e avaliação dos processos formativos vivenciados; Construir percursos para autoformação (traçado de percursos individuais de formação). Prova de Conhecimentos Encerramento Presencial 2h Encerramento do curso Duração: Este curso tem a duração de 100 horas homologadas às quais se acrescentam 1 hora de abertura e 2 de prova de conhecimentos e encerramento. Em caso de existirem mais de 12 formandos por grupo será acrescentada 1 hora por cada formando na Simulação Pedagógica Inicial e na Simulação Pedagógica Final. Página 6 de 7

7 Metodologia de Formação: Pretende-se facilitar a operacionalização dos módulos e sub módulos de formação por parte do formador, integrando exercícios de aplicação prática para cada um dos módulos recomendados no referencial do IEFP. A metodologia usada por nós será: Ativa, Expositiva, Interrogativa e Demonstrativa. Metodologia de Avaliação: A avaliação, como processo sistemático, contínuo e integral ocorre em três momentos: Avaliação inicial (no início da formação): Avaliação diagnóstica (perfil de entrada dos formandos) no ato de inscrição; Avaliação contínua (ao longo/durante a formação): Avaliação formativa e sumativa (processo/desenvolvimento da formação); durante as sessões de formação e Avaliação final (no final da formação): Avaliação sumativa (perfil de saída) na última sessão de formação. Simulações - uma simulação pedagógica inicial e outra final. A avaliação da aprendizagem será formativa e sumativa. Ocorrerá ainda a avaliação da formação. Página 7 de 7

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES PÚBLICO-ALVO Quadros médios e superiores com saberes específicos de determinada profissão ou área profissional que se interessem pela atividade formativa, com

Leia mais

GUIA DO FORMANDO. 1. Objetivos Gerais. 2. Objectivos Específicos e Conteúdos Programáticos

GUIA DO FORMANDO. 1. Objetivos Gerais. 2. Objectivos Específicos e Conteúdos Programáticos GUIA DO FORMANDO Curso: FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES Duração: 90h. Coordenação da Formação: Conceição Nobre Rodrigues. Equipa de Formadores: Cláudia A. Senra, Margarida M. Guimarães, Paulo

Leia mais

OBJECTIVOS ESPECÍFICOS / COMPETÊNCIAS A ADQUIRIR PELOS FORMANDOS

OBJECTIVOS ESPECÍFICOS / COMPETÊNCIAS A ADQUIRIR PELOS FORMANDOS ESTRUTURA PROGRAMÁTICA DO CURSO MÓDULOS OBJECTIVOS ESPECÍFICOS / COMPETÊNCIAS A ADQUIRIR PELOS FORMANDOS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS Acolhimento dos formandos e Apresentação do Curso A entidade formadora;

Leia mais

Formação Pedagógica Inicial de Formadores Objetivos Gerais Este Curso, homologado pelo IEFP, visa dotar os participantes das técnicas, conhecimentos e competências necessárias á apresentação com sucesso

Leia mais

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL Programa do Curso: FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES CURSO PROMOVIDO POR: Curso Homologado pelo I.E.F.P. Certificado de Autorização de Funcionamento nº C1909028 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS/OBJECTIVOS

Leia mais

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES ACÇÃO TIPO: Formação Pedagógica Inicial de Formadores PÚBLICO ALVO: Futuros formadores, formadores sem formação pedagógica. DURAÇÃO: 96 Horas N.º de ACÇÕES: 1

Leia mais

Formação Pedagógica Inicial de Formadores blearning 90 Horas. Programa do Curso.

Formação Pedagógica Inicial de Formadores blearning 90 Horas. Programa do Curso. Formação Pedagógica Inicial de Formadores blearning 90 Horas Programa do Curso www.areapedagogica.com 2 Programa do Curso de Formação Pedagógica de Formadores blearning 90 Horas Objetivos Gerais No final

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA

CURSO DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA CURSO DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES 90 HORAS 2013 Certificado de Autorização de Funcionamento nº C518005 MOD9 V. 01 APRESENTAÇÃO DA EMPRESA As 2Siglas é uma Empresa privada e independente,

Leia mais

Programa de Formação FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES

Programa de Formação FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES Programa de Formação FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES Índice 1. Enquadramento... 2 2. Caracterização do Curso... 2 2.1. Designação e duração do Curso... 2 2.2. Público-Alvo... 2 2.3. Objectivos

Leia mais

Serra do Saber. Formação Pedagógica Inicial de Formadores

Serra do Saber. Formação Pedagógica Inicial de Formadores Formação Pedagógica Inicial de Formadores Fundamentação Este curso apresenta de uma forma clara e recorrendo a uma metodologia teórico-prática, os conhecimentos necessários para a formação de formadores

Leia mais

PROGRAMAÇÃO METODOLÓGICA DO DO CURSO

PROGRAMAÇÃO METODOLÓGICA DO DO CURSO PROGRAMAÇÃO METODOLÓGICA DO DO CURSO DESIGNAÇÃO DO CURSO FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES À DISTÂNCIA DURAÇÃO DO CURSO 90 HORAS LOCAL E DATAS DE REALIZAÇÃO DA AÇÃO DE FORMAÇÃO 1. TRAINING CENTER,

Leia mais

146 Formação de Professores e Formadores de Áreas Tecnológicas

146 Formação de Professores e Formadores de Áreas Tecnológicas 146 Formação de Professores e Formadores de Áreas Tecnológicas Formação Pedagógica Inicial de Formadores Destinatários Indivíduos que pretendam adquirir o CCP para exercer a atividade de formador. As condições

Leia mais

Formação. Curso 014_146 Formação Pedagógica Inicial de Formadores

Formação. Curso 014_146 Formação Pedagógica Inicial de Formadores Curso 014_146 Formação Pedagógica Inicial de Formadores Objectivos No final do curso de formação pedagógica de formadores, os formandos que concluam com aproveitamento devem ser capazes de: Situar o papel

Leia mais

Programa do Curso. Designação do curso: Formação Pedagógica Inicial de Formadores

Programa do Curso. Designação do curso: Formação Pedagógica Inicial de Formadores Programa do Curso Designação do curso: Formação Pedagógica Inicial de Formadores Duração: 90 horas Área de formação: 146 Formação de professores e formadores Objetivos gerais: i) Avaliar o perfil do formador

Leia mais

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES Outubro / Dezembro 2009

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES Outubro / Dezembro 2009 FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES Outubro / Dezembro 2009 OBJECTIVOS GERAIS Visa-se com este programa a melhoria da qualidade da formação profissional, através da aquisição e do desenvolvimento

Leia mais

Desenvolver uma análise construtiva que possa contribuir para a melhoria dos sistemas de formação, ao nível técnico-pedagógico e/ou organizacional.

Desenvolver uma análise construtiva que possa contribuir para a melhoria dos sistemas de formação, ao nível técnico-pedagógico e/ou organizacional. FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES OBJECTIVOS GERAIS A FPIF visa promover a aquisição, actualização e o aperfeiçoamento de competências, transferíveis para a sua prática. Estas Competências situam-se

Leia mais

03 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

03 OBJETIVOS ESPECÍFICOS 01 DESTINATÁRIOS O curso de Formação Pedagógica Inicial de Formadores, de acordo com o Referencial de Formação em vigor, destina-se a indivíduos que pretendam adquirir as competências pedagógicas necessárias

Leia mais

Paula Tomás Consultores

Paula Tomás Consultores 1 Paula Tomás Consultores Paula Tomás Consultores Formação Pedagógica Inicial de Formadores (b-learning) Objetivos Gerais Avaliar o perfil do formador face ao contexto geral da Formação Profissional em

Leia mais

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES (90 horas)

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES (90 horas) FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES (90 horas) DESTINATÁRIOS: O curso de Formação Pedagógica Inicial de Formadores da SALSUS destina-se a 14 formandos por grupo, sendo que deverá cumprir as seguintes

Leia mais

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES/AS

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES/AS Entidade Formadora: Questão de Igualdade Entidade Promotora: Edufoco FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES/AS Apresentação do curso e condições de frequência Certificado de Autorização de Funcionamento

Leia mais

VOCÊ SABE. O que faz o formador? Quais os requisitos de acesso à profissão de formador? O que é a habilitação própria para a docência?

VOCÊ SABE. O que faz o formador? Quais os requisitos de acesso à profissão de formador? O que é a habilitação própria para a docência? VOCÊ SABE O que faz o formador? Quais os requisitos de acesso à profissão de formador? O que é a habilitação própria para a docência? Setembro 2014 www.in-formacao.com.pt Formador/a O formador é o técnico

Leia mais

COOPERAÇÃO CE PALOP Programa PIR PALOP II

COOPERAÇÃO CE PALOP Programa PIR PALOP II COOPERAÇÃO CE PALOP Programa PIR PALOP II Projecto APOIO AO DESENVOLVIMENTO DOS SISTEMAS JUDICIÁRIOS Nº IDENTIFICAÇÃO : REG/7901/014 N CONTABILÍSTICO : 8 ACP MTR 4 * 8 ACP TPS 123 * 9 ACP MTR 002 ACORDO

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO. Gestão e Coordenação da Formação em elearning INTRODUÇÃO

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO. Gestão e Coordenação da Formação em elearning INTRODUÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO Gestão e Coordenação da Formação em elearning INTRODUÇÃO O sistema de certificação das entidades formadoras supervisionado pela Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES

CURSO DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES CURSO DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES 96 HORAS 2009 APRESENTAÇÃO DA EMPRESA As 2Siglas é uma Empresa privada e independente, que desde o seu início desenvolve acções de formação e consultoria.

Leia mais

O curso de Gestão e Coordenação de Formação tem como objetivo principal planear, executar e avaliar ações de formação profissional.

O curso de Gestão e Coordenação de Formação tem como objetivo principal planear, executar e avaliar ações de formação profissional. 0. ENQUADRAMENTO Hoje em dia fala-se muito de formação, nos incentivos existentes à formação, através de por exemplo cheques-formação, mas raramente se fala sobre o que se formar e quem formar. No nosso

Leia mais

Orientações para a PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA (PIP)

Orientações para a PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA (PIP) Orientações para a PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA (PIP) Avaliação do Projeto de Intervenção O Projeto de Intervenção tem a ponderação de 30% na Avaliação Final do formando. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO

Leia mais

Designação do Curso: Técnica Auxiliar de Ação Educativa

Designação do Curso: Técnica Auxiliar de Ação Educativa Designação do Curso: Área de Formação: 761 Serviços de Apoio a Crianças e Jovens Carga Horária: 100 horas presenciais + 160 horas estágio em contexto real de trabalho (facultativo) Descrição do curso:

Leia mais

Referencial de Formação. Formação Pedagógica Inicial de Formadores DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL CENTRO NACIONAL DE QUALIFICAÇÃO DE FORMADORES

Referencial de Formação. Formação Pedagógica Inicial de Formadores DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL CENTRO NACIONAL DE QUALIFICAÇÃO DE FORMADORES Referencial de Formação Formação Pedagógica Inicial de Formadores DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL CENTRO NACIONAL DE QUALIFICAÇÃO DE FORMADORES Editor Instituto do Emprego e Formação Profissional,

Leia mais

PLANO ANUAL DE FORMAÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALONGO DO VOUGA ANO LETIVO

PLANO ANUAL DE FORMAÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALONGO DO VOUGA ANO LETIVO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALONGO DO VOUGA ÍNDICE ENQUADRAMENTO DO PLANO DE FORMAÇÃO... 4 OBJETIVOS GERAIS:... 6 PROPOSTAS E NECESSIDADES DE FORMAÇÃO DOS DEPARTAMENTOS CURRICULARES.... 7 Departamento Curricular

Leia mais

342 Marketing e Publicidade

342 Marketing e Publicidade 342 Marketing e Publicidade Análise de mercados e consumidores Destinatários Diretores e Gestores de Marketing, Marca e Vendas. Não existentes. Formação Continua. Requisitos de acesso Modalidade de Formação

Leia mais

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DE FORMADORES (nova edição)

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DE FORMADORES (nova edição) FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DE FORMADORES (nova edição) OBJECTIVOS Conferir certificado para a obtenção da Certificação da Aptidão Pedagógica de Formador, de acordo com a Portaria nº 1119/97 de 5 de Novembro.

Leia mais

Gestão da Formação por Meios Informáticos

Gestão da Formação por Meios Informáticos P ERFIL E D ELTAC ONSULTORES EM CONSÓRCIO Gestão da Formação por Meios Informáticos Ficha Técnica Autores: Ana Cristina Almeida, Luís Pousada e João Carvalhinho Título: Programa do Curso de Gestão da Formação

Leia mais

840 Serviços de Transporte

840 Serviços de Transporte 840 Serviços de Transporte CAM para Formação Inicial Acelerada de Passageiros Destinatários Motoristas com mais de 23 anos nas categorias D e D+E que tiverem obtido a sua carta de condução após 9 de Setembro

Leia mais

Destinatários. Requisitos de acesso. Modalidade de Formação. Objetivo Geral

Destinatários. Requisitos de acesso. Modalidade de Formação. Objetivo Geral 812 Turismo e Lazer Animação Turística Destinatários Este curso destina-se a profissionais ligados ao turismo, assim como todos aqueles que tenham interesse nesta área, como estudantes de turismo, gestores

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO. Curso Prático de Socorrismo Pediátrico Código da Área de Formação: 729

PROGRAMA DE FORMAÇÃO. Curso Prático de Socorrismo Pediátrico Código da Área de Formação: 729 Curso Prático de Socorrismo Pediátrico Código da Área de Formação: 729 APRESENTAÇÃO DO CURSO: CURSO PRÁTICO DE SOCORRISMO PEDIÁTRICO Difundir medidas preventivas de acidentes frequentes no grupo etário

Leia mais

PLANO DA AÇÃO DE FORMAÇÃO- AÇÃO CERTIFICADA

PLANO DA AÇÃO DE FORMAÇÃO- AÇÃO CERTIFICADA Im0402_0 PLANO DA AÇÃO DE FORMAÇÃO AÇÃO CERTIFICADA CURSO Nº.13 AÇÃO 2 CURSO DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES PÚBLICOALVO: A Formação Pedagógica Inicial de formadores é dirigida a indivíduos

Leia mais

Curso: ESTRATÉGIAS E INOVAÇÃO PEDAGÓGICA

Curso: ESTRATÉGIAS E INOVAÇÃO PEDAGÓGICA Curso: ESTRATÉGIAS E INOVAÇÃO PEDAGÓGICA e-ipp Unidade de e-learning do Politécnico do Porto e-ipp@sc.ipp.pt ÍNDICE ÍNDICE... 2 RESUMO... 3 FICHA DO CURSO... 4 PERFIL DOS ALUNOS... 4 NECESSIDADES DE INSTRUÇÃO...

Leia mais

Unidade Temática 2 - Simulações Pedagógicas Iniciais

Unidade Temática 2 - Simulações Pedagógicas Iniciais 1 Unidade Temática 2 - Simulações Pedagógicas Iniciais Formador (a): Marta Pinto Índice I. CONTEÚDOS A ADQUIRIR... 3 II. OBJETIVOS... 4 III. CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS... 5 1. SIMULAÇÃO PEDAGÓGICA E AUTOSCOPIA...

Leia mais

Roteiro Pedagógico. Roteiro Pedagógico Curso de Formação Associado ao Estágio Profissional. Curso de Formação associado ao Estágio Profissional

Roteiro Pedagógico. Roteiro Pedagógico Curso de Formação Associado ao Estágio Profissional. Curso de Formação associado ao Estágio Profissional Roteiro Pedagógico Curso de Formação associado ao Estágio Profissional Página 1 de 19 Mês Módulo 0 - Apresentação do Curso Sessão Presencial Situação Profissional Módulo I - Situação Profissional da Psicologia

Leia mais

342 Marketing e Publicidade

342 Marketing e Publicidade 342 Marketing e Publicidade Análise de mercados e consumidores Destinatários Diretores e Gestores de Marketing, Marca e Vendas. Não existentes. Formação Continua. Requisitos de acesso Modalidade de Formação

Leia mais

Ficha de Curso SEGURANÇA E QUALIDADE ALIMENTAR DESIGNAÇÃO DURAÇÃO. Percurso de 75 Horas DESTINATÁRIOS

Ficha de Curso SEGURANÇA E QUALIDADE ALIMENTAR DESIGNAÇÃO DURAÇÃO. Percurso de 75 Horas DESTINATÁRIOS DESIGNAÇÃO SEGURANÇA E QUALIDADE ALIMENTAR DURAÇÃO Percurso de 75 Horas DESTINATÁRIOS Activos empregados, com idade igual ou superior a 18 anos, detentores de, pelo menos, o 9.º ano de escolaridade e que

Leia mais

FICHA DE CURSO. Gestão de Conflitos em Contexto Escolar

FICHA DE CURSO. Gestão de Conflitos em Contexto Escolar DESCRIÇÃO DO CURSO Os conflitos fazem parte do nosso dia a dia. Saber lidar com eles é essencial não só à nossa sobrevivência, mas também ao nosso bem-estar. Por essa razão, este Curso constitui-se como

Leia mais

Avaliação da Qualidade e Eficácia da Formação

Avaliação da Qualidade e Eficácia da Formação P ERFIL E D ELTAC ONSULTORES EM CONSÓRCIO Avaliação da Qualidade e Eficácia da Formação Ficha Técnica Autores: Jorge Fatal Nogueira e Luísa Alves Oliveira Título: Programa do Curso de Avaliação da Qualidade

Leia mais

851 Tecnologia de Proteção do Ambiente

851 Tecnologia de Proteção do Ambiente 851 Tecnologia de Proteção do Ambiente Educação Ambiental de Adultos Destinatários Público em geral. Requisitos de acesso 9º ano de escolaridade. Modalidade de Formação Formação Continua. Objetivo Geral

Leia mais

No final do curso os formandos deverão realizar a gestão de uma IPSS, promovendo a sustentabilidade da instituição.

No final do curso os formandos deverão realizar a gestão de uma IPSS, promovendo a sustentabilidade da instituição. 1. OBJETIVOS GERAIS No final do curso os formandos deverão realizar a gestão de uma IPSS, promovendo a sustentabilidade da instituição. 2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Descrever a orgânica das Instituições Sociais;

Leia mais

Principais funções do Gestor e do Coordenador de Formação. Não podemos prever o futuro mas podemos construí-lo!

Principais funções do Gestor e do Coordenador de Formação. Não podemos prever o futuro mas podemos construí-lo! Principais funções do Gestor e do Coordenador de Formação Não podemos prever o futuro mas podemos construí-lo! ENQUADRAMENTO A formação profissional surge como um dos instrumentos indispensáveis para o

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO PRESENCIAL

PROGRAMA DE FORMAÇÃO PRESENCIAL Pág. 1 / 7 CURSO / UNIDADE Auditorias Internas da Qualidade UFCD n.º Ação n.º 1 NA OBJETIVO GERAL DO CURSO Capacitar os/as formandos/as para a condução de auditorias internas da qualidade, segundo a ISO

Leia mais

MINI-MBA de Especialização em Relações Públicas, Protocolo Empresarial e Eventos

MINI-MBA de Especialização em Relações Públicas, Protocolo Empresarial e Eventos MINI-MBA de Especialização em Relações Públicas, Protocolo Empresarial e Eventos Coordenador: Dra. Fátima Fernandes Índice Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisitos... 2

Leia mais

Módulo 5375 NOÇÕES DE PEDAGOGIA

Módulo 5375 NOÇÕES DE PEDAGOGIA Módulo 5375 NOÇÕES DE PEDAGOGIA Conteúdos Metodologias e técnicas de identificação de necessidades de formação, em função dos diversos públicos-alvo; Metodologias e técnicas de concepção de programas de

Leia mais

Ficha de Curso DESIGNAÇÃO MARKETING DIGITAL DURAÇÃO. Percurso de 100 Horas

Ficha de Curso DESIGNAÇÃO MARKETING DIGITAL DURAÇÃO. Percurso de 100 Horas DESIGNAÇÃO MARKETING DIGITAL DURAÇÃO Percurso de 100 Horas DESTINATÁRIOS Activos empregados, com idade igual ou superior a 18 anos, detentores de, pelo menos, o 9.º ano de escolaridade e que pretendam

Leia mais

Programa do Curso de Auriculoterapia IMP041/00 PÁGINA 1 DE 9

Programa do Curso de Auriculoterapia IMP041/00 PÁGINA 1 DE 9 Programa do Curso de Auriculoterapia IMP04/00 PÁGINA DE 9 Designação do Curso: Curso de Auriculoterapia N.º do Curso: 729/003 Data de Concepção: 20 Data da Rev.: 02/04/20 N.º da Rev.: 0 IMP04/00 PÁGINA

Leia mais

CURSOS EFA Educação e Formação de Adultos. Regulamento. I Legislação de referência

CURSOS EFA Educação e Formação de Adultos. Regulamento. I Legislação de referência CURSOS EFA Educação e Formação de Adultos Regulamento I Legislação de referência Os Cursos de Educação e Formação de Adultos, na Região Autónoma da Madeira, regem-se segundo o seguinte Enquadramento Legal:

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO PRESENCIAL

PROGRAMA DE FORMAÇÃO PRESENCIAL Pág. 1 / 7 CURSO / UNIDADE Auditorias Internas de Segurança Alimentar UFCD n.º Ação n.º 1 NA OBJETIVO GERAL DO CURSO Capacitar os/as formandos/as para a condução de auditorias internas de segurança alimentar,

Leia mais

347 Enquadramento na Organização/Empresa

347 Enquadramento na Organização/Empresa 347 Enquadramento na Organização/Empresa Auditor/a Interno/a Destinatários Colaboradores, empresários e responsáveis de organizações que pretendam adquirir conhecimentos e competências na área da auditoria.

Leia mais

Tutor de Formação a Distância

Tutor de Formação a Distância P ERFIL, D ELTAC ONSULTORES EM CONSÓRCIO Tutor de Formação a Distância Ficha Técnica Autores: Alcino Ferreira da Silva e Gabriela Paleta Título: Programa do Curso de Tutor de Formação a Distância Coordenação

Leia mais

Atendimento aos Clientes

Atendimento aos Clientes 341 Comércio Atendimento aos Clientes Destinatários Profissionais de atendimento ao público, responsáveis de departamentos de vendas, comerciais e outros em geral. 9º Ano de Escolaridade. Formação Continua.

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO Acessibilidade no Projecto de Arquitectura Uma responsabilidade técnica EDIÇÃO 2016

FICHA TÉCNICA DO CURSO Acessibilidade no Projecto de Arquitectura Uma responsabilidade técnica EDIÇÃO 2016 FICHA TÉCNICA DO CURSO Acessibilidade no Projecto de Arquitectura Uma responsabilidade técnica EDIÇÃO 2016 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO Acessibilidade no Projecto de Arquitectura Uma responsabilidade técnica

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO Formação de Públicos Estratégicos para obtenção da especialização em Igualdade de Género (58h)

PROGRAMA DE FORMAÇÃO Formação de Públicos Estratégicos para obtenção da especialização em Igualdade de Género (58h) Formação de Públicos Estratégicos para obtenção da especialização em Igualdade de Género (58h) Código da Área de Formação: 762 APRESENTAÇÃO DO CURSO: FORMAÇÃO DE PÚBLICOS ESTRATÉGICOS PARA OBTENÇÃO DA

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO PRESENCIAL

PROGRAMA DE FORMAÇÃO PRESENCIAL Pág. 1 / 7 CURSO / UNIDADE Auditorias Internas de Segurança e Saúde do Trabalho UFCD n.º Ação n.º 1 NA OBJETIVO GERAL DO CURSO Capacitar os/as formandos/as para a condução de auditorias internas de segurança

Leia mais

Acompanhamento e Avaliação da Formação. Formação Pedagógica Inicial de Formadores

Acompanhamento e Avaliação da Formação. Formação Pedagógica Inicial de Formadores Acompanhamento e Avaliação da Formação Formação Pedagógica Inicial de Formadores Objectivo geral Compreender a avaliação da formação como um sistema interactivo; Articular a avaliação na formação com a

Leia mais

Mini-MBA de Especialização de Marketing Coordenador/Formador: José Guimarães

Mini-MBA de Especialização de Marketing Coordenador/Formador: José Guimarães Mini-MBA de Especialização de Marketing Coordenador/Formador: José Guimarães Índice Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisitos... 3 Objetivo Geral... 3 Objetivos Específicos...

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO DESEMPENHO ENERGÉTICO DE EDIFÍCIOS EDIÇÃO Nº 2016

FICHA TÉCNICA DO CURSO DESEMPENHO ENERGÉTICO DE EDIFÍCIOS EDIÇÃO Nº 2016 FICHA TÉCNICA DO CURSO DESEMPENHO ENERGÉTICO DE EDIFÍCIOS EDIÇÃO Nº 2016 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO Desempenho energético de edifícios 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER - Saber dotar um edifício de boas condições

Leia mais

Curso de Mediaçã o de Conflitos

Curso de Mediaçã o de Conflitos Curso de Mediaçã o de Conflitos Objetivos Gerais/Competências visadas: Dotar os formandos de um conjunto de competências que permitam problematizar, analisar e refletir sobre situações práticas de gestão

Leia mais

346 Secretariado e Trabalho Administrativo

346 Secretariado e Trabalho Administrativo 346 Secretariado e Trabalho Administrativo Atendimento ao Público e Imagem da Organização Destinatários Apoios administrativos. Secretárias e todos os profissionais em contacto direto com clientes ou público

Leia mais

ANEXO 18 A Regulamento Interno

ANEXO 18 A Regulamento Interno ANEXO 18 A Regulamento Interno REGIME DE FUNCIONAMENTO DOS CURSOS CIENTÍFICO- HUMANÍSTICOS DE NÍVEL SECUNDÁRIO DE EDUCAÇÃO, NA MODALIDADE DE ENSINO RECORRENTE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS IBN MUCANA 2011/2014

Leia mais

840 Serviços de Transporte

840 Serviços de Transporte 840 Serviços de Transporte CAM para Formação Inicial Acelerada de Passageiros Destinatários Motoristas com mais de 23 anos nas categorias D e D+E que tiverem obtido a sua carta de condução após 9 de Setembro

Leia mais

Criatividade e Inteligência Emocional

Criatividade e Inteligência Emocional Criatividade e Inteligência Emocional Formato do curso: Presencial Preço: 730 Nível: Intermédio Duração: 24 horas As emoções determinam em grande medida a direção da nossa vida, tanto no que se refere

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL. Documento(s) Orientador(es): Programa de Geografia A

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL. Documento(s) Orientador(es): Programa de Geografia A AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa de Geografia A ENSINO SECUNDÁRIO GEOGRAFIA 10ºANO TEMAS/DOMÍNIOS CONTEÚDOS OBJETIVOS

Leia mais

Regulamento da Formação em Contexto de Trabalho

Regulamento da Formação em Contexto de Trabalho Regulamento da Formação em Contexto de Trabalho A Formação em Contexto de Trabalho (FCT) faz parte integrante do Plano Curricular de qualquer Curso Profissional e é indispensável para a obtenção de um

Leia mais

Catálogo Nacional de Qualificações

Catálogo Nacional de Qualificações Catálogo Nacional de Qualificações Sessão de Apresentação...Para uma oferta relevante e certificada 18 de Junho de 2007 INDICE 1. O Catálogo: enquadramento e objectivos 2. O Catálogo hoje 3. O Catálogo

Leia mais

345 Gestão e Administração

345 Gestão e Administração 345 Gestão e Administração A Rentabilidade na Formação Destinatários Diretores/ Responsáveis de Formação, Responsáveis da Avaliação da Formação, Diretores de Recursos Humanos, Técnicos de Formação, Técnicos

Leia mais

Entidades gestoras de fluxos específicos de resíduos

Entidades gestoras de fluxos específicos de resíduos AMBIENTE, SEGURANÇA, HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO DESTINATÁRIOS Todos os colaboradores que pretendam adquirir conhecimentos na área do ambiente, segurança, higiene e segurança no trabalho. OBJETIVO

Leia mais

Concepção de Formação Aberta e a Distância

Concepção de Formação Aberta e a Distância P ERFIL E D ELTAC ONSULTORES EM CONSÓRCIO Concepção de Formação Aberta e a Distância Ficha Técnica Autores: : Francisco Baptista e José Garcez de Lencastre Título: Programa do Curso de Concepção de Formação

Leia mais

GUIA DO FORMANDO INTERVENÇÃO PSICOLÓGICA EM SITUAÇÕES DE CATÁSTROFE EDIÇÃO IPSCB6L

GUIA DO FORMANDO INTERVENÇÃO PSICOLÓGICA EM SITUAÇÕES DE CATÁSTROFE EDIÇÃO IPSCB6L GUIA DO FORMANDO INTERVENÇÃO PSICOLÓGICA EM SITUAÇÕES DE CATÁSTROFE EDIÇÃO IPSCB6L Índice ENQUADRAMENTO DESCRIÇÃO DESTINATÁRIOS OBJETIVOS ESTRUTURA E DURAÇÃO AUTOR METODOLOGIA PEDAGÓGICA AVALIAÇÃO E CERTIFICAÇÃO

Leia mais

EXTERNATO S. JOÃO BOSCO VIANA DO CASTELO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO ANO LETIVO 2016/2017

EXTERNATO S. JOÃO BOSCO VIANA DO CASTELO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO ANO LETIVO 2016/2017 EXTERNATO S. JOÃO BOSCO VIANA DO CASTELO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO ANO LETIVO 2016/2017 Aprovado em Conselho de Docentes em julho de 2016 Diretora Pedagógica Rosa Cândida Gomes Princípios Orientadores

Leia mais

A. REFERENCIAIS DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA CONTÍNUA DE FORMADORES/AS

A. REFERENCIAIS DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA CONTÍNUA DE FORMADORES/AS www.iefp.pt A. REFERENCIAIS DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA CONTÍNUA DE FORMADORES/AS A Relevância da Formação Pedagógica Contínua de Formadores A formação pedagógica constitui-se como um instrumento central no

Leia mais

AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO INTERNA SEGUNDO CICLO DO ENSINO BÁSICO 6.º ANO. Ano letivo 2013/2014

AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO INTERNA SEGUNDO CICLO DO ENSINO BÁSICO 6.º ANO. Ano letivo 2013/2014 AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO SEGUNDO CICLO DO ENSINO BÁSICO 6.º ANO Ano letivo 2013/2014 AVALIAÇÃO INTERNA A avaliação é um elemento integrante e regulador da prática educativa que permite a recolha

Leia mais

AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO INTERNA TERCEIRO CICLO DO ENSINO BÁSICO 7.º ANO. Ano letivo 2013/2014

AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO INTERNA TERCEIRO CICLO DO ENSINO BÁSICO 7.º ANO. Ano letivo 2013/2014 AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO TERCEIRO CICLO DO ENSINO BÁSICO 7.º ANO Ano letivo 2013/2014 AVALIAÇÃO INTERNA A avaliação é um elemento integrante e regulador da prática educativa que permite a recolha

Leia mais

REFERENCIAL DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA CONTÍNUA DE FORMADORES

REFERENCIAL DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA CONTÍNUA DE FORMADORES REFERENCIAL DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA CONTÍNUA DE FORMADORES FORMADOR DE FORMADORES Julho de 2016 REFERENCIAL DE FORMAÇÃO CONTÍNUA DE FORMADORES FORMADOR DE FORMADORES ÍNDICE 1. Enquadramento... 5 2. Finalidades...

Leia mais

Curso de Especialização em Gestão de Recursos Humanos

Curso de Especialização em Gestão de Recursos Humanos Curso de Especialização em Gestão de Recursos Humanos Índice Designação do Curso... 2 Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisitos... 2 Objetivo Geral... 2 Objetivos Específicos...

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO

PLANO DE FORMAÇÃO PLANO DE FORMAÇÃO 2011-2013 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALONGO DO VOUGA Atualização do plano de 2011-2013 ÍNDICE ENQUADRAMENTO DO PLANO DE FORMAÇÃO... 4 OBJETIVOS GERAIS:... 6 PROPOSTAS E NECESSIDADES DE

Leia mais

Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Serpa Regulamento da Avaliação Operacionalização da Avaliação no Processo de Ensino Aprendizagem

Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Serpa Regulamento da Avaliação Operacionalização da Avaliação no Processo de Ensino Aprendizagem Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Serpa Regulamento da Avaliação Operacionalização da Avaliação no Processo de Ensino Aprendizagem Conforme o ponto 1 do artigo 128º do Regulamento Interno

Leia mais

ROTEIRO PEDAGÓGICO. Roteiro Pedagógico Curso de Formação Associado ao Estágio Profissional

ROTEIRO PEDAGÓGICO. Roteiro Pedagógico Curso de Formação Associado ao Estágio Profissional Roteiro Pedagógico Curso de Formação Associado ao Estágio Profissional ROTEIRO PEDAGÓGICO CURSO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL ASSOCIADO AO ESTÁGIO PROFISSIONAL (BEST81P) Página 1 de 18 M Mês Abril BEST81P 30

Leia mais

www.highskills.pt geral@highskills.pt Índice Designação do Curso... 2 Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisitos... 2 Objetivo Geral... 2 Objetivos Específicos... 3 Estrutura

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO E-LEARNING

PROGRAMA DE FORMAÇÃO E-LEARNING Pág. 1 / 7 CURSO / UNIDADE e-formador/a UFCD n.º Ação n.º 1 OBJETIVO GERAL Capacitar os/as formandos/as para aplicar ferramentas pedagógicas e ministrar ações de formação na forma de organização a. ÁREA

Leia mais

Técnico de Informática

Técnico de Informática Técnico de Informática Redes e Sistemas Certificado - Inclui Certificação Formato: Presencial Preço: 1800 ( Os valores apresentados não incluem IVA. Oferta de IVA a particulares e estudantes. ) Horário:

Leia mais

Agrupamento de Escolas do Sudeste de Baião

Agrupamento de Escolas do Sudeste de Baião Agrupamento de Escolas do Sudeste de Baião Plano de Formação 2014 2015 Ninguém é tão ignorante que não tenha algo a ensinar. Ninguém é tão sábio que não tenha algo a aprender. Blaise Pascal 2 1. Introdução

Leia mais

Guião orientador Manual de Qualidade da Actividade Formativa

Guião orientador Manual de Qualidade da Actividade Formativa Guião orientador Manual de Qualidade da Actividade Formativa I. INTRODUÇÃO A orientação para a qualidade deve constituir um pressuposto fundamental na actividade das entidades formadoras, traduzida na

Leia mais

MINI-MBA de Especialização em Gestão de Turismo e Hotelaria Coordenador: Dra. Fátima Fernandes

MINI-MBA de Especialização em Gestão de Turismo e Hotelaria Coordenador: Dra. Fátima Fernandes MINI-MBA de Especialização em Gestão de Turismo e Hotelaria Coordenador: Dra. Fátima Fernandes Índice Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisitos... 2 Objectivo Geral... 2

Leia mais

GUIA DO CURSO. Desempenho de Funções de Segurança no Trabalho para o Representante do Empregador

GUIA DO CURSO. Desempenho de Funções de Segurança no Trabalho para o Representante do Empregador GUIA DO CURSO Desempenho de Funções de Segurança no Trabalho para o Representante do Empregador Índice Enquadramento...3 Objectivos e Competências a adquirir...4 Público Alvo e Pré Requisitos...5 Plano

Leia mais

Formação para aperfeiçoamento técnico Designação FE-20-III Formador de Salvamentos em Grande Ângulo

Formação para aperfeiçoamento técnico Designação FE-20-III Formador de Salvamentos em Grande Ângulo PROGRAMA DE FORMAÇÃO Formação para aperfeiçoamento técnico Designação FE-20-III Formador de Salvamentos em Grande Ângulo Objectivo Geral Formar formadores credenciados dos corpos de bombeiros nas técnicas

Leia mais

DIREÇÃO REGIONAL DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL DIVISÃO DE ENCAMINHAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE COMPETÊNCIAS

DIREÇÃO REGIONAL DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL DIVISÃO DE ENCAMINHAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE COMPETÊNCIAS DIREÇÃO REGIONAL DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL DIVISÃO DE ENCAMINHAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE COMPETÊNCIAS O que são? Centros para a Qualificação e o Ensino Profissional Os CQEP são estruturas do Sistema Nacional

Leia mais

ONDAS ATIVIDADES EXPERIMENTAIS DE FÍSICA PARA O 11ºANO

ONDAS ATIVIDADES EXPERIMENTAIS DE FÍSICA PARA O 11ºANO ONDAS ATIVIDADES EXPERIMENTAIS DE FÍSICA PARA O 11ºANO Modalidade: Curso de Formação Registo de Acreditação: CCPFC/ACC-77933/14 Duração: 25 horas presenciais Destinatários: Professores do Grupo 510 do

Leia mais

GUIA DO FORMANDO SELECIONAR, MEDIR E GERIR ÁREA: PSICOLOGIA DO TRABALHO, SOCIAL E ORGANIZAÇÕES

GUIA DO FORMANDO SELECIONAR, MEDIR E GERIR ÁREA: PSICOLOGIA DO TRABALHO, SOCIAL E ORGANIZAÇÕES GUIA DO FORMANDO SELECIONAR, MEDIR E GERIR ÁREA: PSICOLOGIA DO TRABALHO, SOCIAL E ORGANIZAÇÕES Índice ENQUADRAMENTO DESCRIÇÃO DESTINATÁRIOS OBJETIVOS ESTRUTURA E DURAÇÃO AUTOR METODOLOGIA PEDAGÓGICA AVALIAÇÃO

Leia mais

Formação em Arte-Terapia. Nível I Arte-Terapeuta Institucional Universidade do Algarve

Formação em Arte-Terapia. Nível I Arte-Terapeuta Institucional Universidade do Algarve Formação em Arte-Terapia Nível I Arte-Terapeuta Institucional 2017 Universidade do Algarve 1 Nível I Arte-Terapeuta Institucional, sob Supervisão A única formação de Arte-Terapeutas em Portugal! - Vantagens

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO GRUPO DISCIPLINAR DE BIOLOGIA E GEOLOGIA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO A avaliação é uma componente essencial do processo de ensino-aprendizagem e deve ser sistemática e cuidadosa para ser objetiva e rigorosa.

Leia mais

- Tomar conhecimento do âmbito de aplicação do Sketchup em desenho 3d de mobiliário, metalomecânica, engenharia civil, design, entre outros.

- Tomar conhecimento do âmbito de aplicação do Sketchup em desenho 3d de mobiliário, metalomecânica, engenharia civil, design, entre outros. PROGRAMA DESIGNAÇÃO CURSO Formação Sketchup Desenho D OBJECTIVOS GERAIS - Tomar conhecimento do âmbito de aplicação do Sketchup em desenho d de mobiliário, metalomecânica, engenharia civil, design, entre

Leia mais