Educação para o trânsito: um estudo interdisciplinar para o ensino de ciências na escola básica.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Educação para o trânsito: um estudo interdisciplinar para o ensino de ciências na escola básica."

Transcrição

1 Educação para o trânsito: um estudo interdisciplinar para o ensino de ciências na escola básica. Adriana da Silva Fontes Claudete Cargnin Ferreira Resumo Este artigo relata sobre o desenvolvimento do projeto Educação para o Trânsito, aplicado aos alunos do 1º ano do ensino médio, que contemplou diversas disciplinas do currículo e contou com a participação do Corpo de Bombeiros, Batalhão da Polícia Militar e Oficina Mecânica da cidade como parceiros. Ao final do projeto os alunos mostraram-se mais entusiasmados para o estudo e mais conscientes da sua atuação no trânsito. Os professores perceberam que são possíveis bons resultados na aprendizagem dos alunos quando se faz modificações na metodologia de ensino adotada. Palavras-chave: Interdisciplinaridade; Educação para o Trânsito; Ensino-Aprendizagem; Ciências. Introdução Quando nos deparamos com as aulas que são ministradas com interesse apenas na teoria e resolução científica de problemas descontextualizados, percebemos a falta de interesse quase que total dos alunos, surgindo o velho e conhecido questionamento: onde tal conhecimento será utilizado? No mundo atual, a adaptação às novas exigências é uma das características mais relevantes para a vida em sociedade. Cada vez mais a escola tem assumido um papel social que busca formar cidadãos aptos a viver em comunidade. A Educação tem sido considerada como um instrumento indispensável para o desenvolvimento social e econômico (ORDOÑEZ, 2005). A educação brasileira atravessa uma fase de questionamentos e reformulações em busca de novos rumos. Assim, em 1997, foram elaborados pelo MEC (Ministério da Educação) os PCNs (Parâmetros Curriculares Nacionais), adotando uma postura de certa forma realista na qual o aprendizado é visto pela ótica formadora de indivíduos capazes, autônomos e aptos para observar, refletir e interagir sobre o mundo em que vive. Os PCNs trazem à discussão a idéia de temas transversais, já que observa-se que as disciplinas tradicionais não comportam o trabalho com a realidade vivida pelos alunos, que criticam as utilidades das mesmas. Quase sempre a não efetivação dessas práticas decorre do equívoco na 1

2 interpretação dos PCNS e dos conceitos de interdisciplinaridade e transversalidade (SOUZA, 2011). Ao considerar o desenvolvimento de que trata Ordoñez (2005), faz-se necessário repensar, em particular, os problemas sociais que envolvem os jovens e adultos e as ações que as escolas têm realizado em prol da conscientização para tais questões. Entre os problemas, citamos o trânsito, que tem destruído famílias e o futuro de muitos jovens e adultos ainda muito produtivos economicamente. No Estado do Paraná, por exemplo, o número de acidentes de trânsito cresceu 6%: saltou de 41,3 mil em 2009 para 43,8 mil em A alta é considerada preocupante e é resultado principalmente do aumento na imprudência e na negligência dos motoristas (DETRAN, 2011). Campo Mourão, uma cidade paranaense de aproximadamente 90 mil habitantes, teve, em 2009, um número médio de 2,44 acidentes de trânsito por dia (TRIBUNA DO INTERIOR, 2009). Os números são alarmantes considerando que há pouco movimento de automóveis e motocicletas no trânsito e que os caminhões trafegam por vias marginais. A combinação de pressa, a falta de cuidados com a segurança do veículo e de preparo do motorista são os grandes vilões dos acidentes. Em 2005, o tema foi bastante discutido durante a Semana Nacional de Trânsito: No Trânsito Somos Todos Pedestres que incluía cada cidadão como responsável pelo bem-estar dos seus semelhantes (SANTOS, 2005). Para reduzir estes índices, o DETRAN- PR retomará os investimentos em ações educativas e já prepara um programa de educação permanente, com metas definidas de atuação e resposta, pois acreditam que os investimentos na conscientização de crianças a jovens garantem responsabilidade e respeito no trânsito no futuro. O resultado de campanhas de alerta e prevenção pode ser dimensionado pela queda apresentada no número de acidentes registrados nas estradas e vias urbanas, mesmo não sendo elas as únicas responsáveis pela redução (DETRAN, 2011). Devido às alarmantes estatísticas, elaboramos um projeto interdisciplinar sobre o trânsito, que visasse desenvolver no aluno capacidades como convivência e respeito com os seus colegas e adaptação a novas situações. Este trabalho atende as diretrizes estabelecidas pelo Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN), que visam possibilitar e incentivar os educadores a desenvolver atividades que promovam, por exemplo, a importância de atitudes voltadas ao bem comum, à análise e a reflexão de comportamentos seguros no trânsito (DENATRAN, 2010). No desenvolvimento do projeto, considerou-se que, para a construção do conhecimento, o meio em que o aluno está situado, deve prover condições para que o mesmo se sinta estimulado a participar do processo de ensino e aprendizagem, visando também um melhor preparo para viver em sociedade, para isso buscou-se: a) despertar o interesse do aluno pelo assunto, trabalhando de modo a interagir com as diversas 2

3 disciplinas (situações do cotidiano do aluno aplicadas ao conteúdo das disciplinas); b) observar a influência da utilização de projetos (como um método alternativo) no desempenho dos alunos; c) informar os alunos sobre os direitos e deveres do pedestre (considerado como todo cidadão, independente de estar a pé ou motorizado), e sobre as consequências das atitudes tomadas no trânsito. O aprendizado que permite tal constatação deve conduzir, por sua vez, a atitudes para além do conhecimento científico, levando o aluno a desenvolver atitudes de valorização da própria vida e a de seus semelhantes. Em tempos em que a violência alcança níveis intoleráveis, não deixa de ser oportuna qualquer iniciativa no sentido de valorização da vida e do resgate da auto-estima do cidadão (BRASIL, 2006b, p. 38). Além disso, o projeto propõe uma integração das diferentes áreas do conhecimento, levando a sua unificação, colaborando também com a formação do cidadão, estimulando o aluno a expor suas idéias, a trabalhar em grupo, ouvir, reconhecer suas falhas e buscar aprimoramento pessoal. Tudo isso vem de encontro às orientações para o ensino médio proposto nos Parâmetros Curriculares Nacionais. Na apresentação do volume Bases Legais : Propõe-se a formação geral, em oposição à formação específica; o desenvolvimento de capacidades de pesquisar, buscar informações, analisá-las e selecioná-las; a capacidade de aprender, criar, formular, ao invés do simples exercício de memorização (BRASIL 2000, p.5), estando apoiado em competências básicas para a inserção de nossos jovens na vida adulta (BRASIL, 2000, p.4). Essas capacidades que foram estimuladas com o projeto, também são buscadas por diversas empresas na seleção de funcionários. Na escola este comportamento pode ser estimulado, fazendo com que esta cumpra também o seu papel social (FERREIRA, FONTES & MOGNON, 2010). O Projeto. O projeto denominado Educação para o Trânsito, foi aplicado no 3º bimestre, a alunos de primeiro ano do ensino médio do Campus Campo Mourão, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), cuja faixa etária estava compreendida entre 14 e 17 anos e envolveu as disciplinas de: biologia, física, química, matemática, português e orientação educacional, tendo por objetivo, aproximar o aluno da realidade e mostrar que os conteúdos trabalhados em sala de aula estão interligados e possuem aplicação prática no dia a dia. Cada disciplina trabalhou num mesmo período, durante suas aulas, um assunto, relacionado ao trânsito e suas implicações. Segundo Rosa & Gomes (1992), com a integração das disciplinas em torno de um tema comum, extraído do mundo real, do cotidiano do aluno, o conhecimento assume sua forma e seu objetivo real, o de possibilitar ao homem a relação com o mundo e consigo mesmo para modificar a sua situação. Um exemplo do que foi realizado: na física os alunos analisaram situações de colisões entre carros: foi discutido sobre o efeito da inércia dos corpos; a importância do atrito do 3

4 pneu com o solo e dos freios durante a desaceleração; a relação entre a velocidade do carro e a gravidade do acidente; a influência do tipo de latarias (maleáveis e rígidas) em uma colisão; a importância dos itens de segurança (cinto, airbag, encosto de cabeça e extintor) de um carro. Em meio ao tratamento teórico, foram inseridas informações sobre, faróis, pisca - alerta, semáforos, interpretação das placas de sinalização, espelhos retrovisores e o funcionamento de um radar. Nas aulas de biologia, o professor aprofundou a discussão falando dos tipos de sangue, como funciona a doação e a transfusão, quais os cuidados que se tem que tomar, para que doenças não sejam transmitidas por meio desses procedimentos. O professor de química aproveitou a oportunidade para falar dos riscos de acidentes com veículos que transportam materiais tóxicos e inflamáveis para o meio ambiente e para as pessoas que são atingidas; discutiram sobre o efeito da poluição dos carros ao meio ambiente; sobre a composição química dos extintores de incêndio; Efeito estufa; Chuva ácida e a influência do álcool no organismo. As estatísticas do número de acidentes ocorridos durante o ano, na região de Campo Mourão; Elaboração e interpretação de gráficos e Funções foram trabalhadas na disciplina de matemática. Na disciplina de Português foram trabalhadas a interpretação crítica de diversos textos e a produção do relatório final. Durante as aulas de Orientação Educacional, foi explorado como viver bem em sociedade. Foram realizados trabalhos em grupo sobre: Convivência e respeito com seus colegas; Compreensão e aceitação das diferenças; Autoconhecimento e sobre as causas de acidentes (influência da idade, álcool entre outros) na cidade de Campo Mourão. Considerando que, das disciplinas envolvidas nesse projeto, a física é uma das que apresenta maior índice de reprovação, e é também, pela experiência que temos em formação de professores, uma das que os docentes encontram maior dificuldade em lecioná-la de forma contextualizada e interativa, assim o uso de projetos inter ou multidisciplinares torna-se uma alternativa viável, o que é corroborado por Silva (2004). Carmo & Carvalho (2009) afirmam que o uso de projetos interdisciplinares também contorna o mecanismo matemático das aulas tradicionais de física, em que a linguagem matemática torna-se um obstáculo à aprendizagem dos conceitos físicos, no lugar de ser uma forma de estruturar e interpretar os fenômenos naturais. As principais referências bibliográficas utilizadas para os trabalhos em diversas disciplinas foram: em Biologia: Martho & Amabis (2005); Física: Gonçalves & Toscano (2002) E Ramalho, Nicolau & Toledo (2003); Química: Peruzzo & Canto (2003), Lembro (2004) E Feltre (2004); Matemática: Bianchini & Paccola (2003) E Português: Machado (1997). Para a disciplina de orientação vocacional foram usados dados publicados no principal jornal da cidade Tribuna do Interior, trazidos pelos alunos. 4

5 Foram realizadas visitas ao 11 Batalhão da Polícia Militar (BPM), cujos responsáveis pelos órgãos ministraram palestra (fig. 1) sobre o código brasileiro de trânsito, condutas adequadas, conseqüências dos atos para o infrator, entre outros temas e levantaram questões sobre o trânsito, entre as quais: Multas e infrações; Direção defensiva; Carteira de habilitação; Alterações no automóvel; Faixa de pedestres, Alcoolismo e imprudências. Figura 2: Visita ao pátio do BPM - carros apreendidos. Figura 1: Palestra com policiais militares no 11º. Batalhão da PM. Foi também realizada uma visita ao Corpo de Bombeiros, cujo responsável ministrou palestra, tendo como ponto principal mostrar ao aluno a importância da faixa de pedestres (fig. 3); as sequelas para os condutores e passageiros envolvidos em um acidente; como socorrer uma vítima envolvida; a importância do extintor de incêndio; do uso da roupa térmica utilizada durante os incêndios e chamou a atenção dos alunos sobre quais órgãos informar em caso de acidente. Para complementar as informações repassadas pelos policiais na palestra, os alunos visitaram o Pátio do BPM, para ver o estado dos carros envolvidos em acidentes (fig. 2). 5

6 Figura 3: Pedestres atravessando na faixa Foi também realizada uma visita a uma oficina mecânica na cidade onde boa parte da estrutura interna e externa dos carros foi observada. No local foi mostrado o funcionamento de um motor do carro, itens de segurança, air-bag, tipos de faróis e freios, extintor de incêndio e como recuperar os carros batidos. A figura 4 mostra a lataria de um carro que está sendo reparado. Figura 4: Explicação sobre o funcionamento do automóvel Oficina mecânica A fim de compreender melhor algumas das consequências dos acidentes de trânsito, os alunos foram estimulados, a partir de atividades práticas, a simularem uma deficiência. Uma das experiências consistia em fazer com que os alunos andassem pelo pátio da instituição UTFPR com os olhos vendados (simulando uma deficiência visual). Outra, eles deveriam se locomover utilizando uma cadeira de rodas (simulando uma deficiência mecânica). A partir dos comentários dos alunos a respeito das sensações quando da realização das atividades, foi trabalhado, pela orientadora escolar, a importância do respeito ao próximo, da responsabilidade no trânsito, entre outros. Ou seja, o trabalho também foi importante por tratar da inclusão dos portadores de necessidades especiais. 6

7 Discussão dos Resultados. Neste projeto, as possibilidades reais de aplicação dos estudos escolares, proporcionadas pela interação das disciplinas, ficaram evidentes para todos os participantes, especialmente pelas discussões quase que simultâneas ocorridas em sala de aula nos diversos momentos. Os exemplos reais comentados pelos próprios alunos corroboraram a explanação dos professores e tornaram os assuntos trabalhados mais interessantes, já que a exposição dos mesmos fora motivada por um problema real, o que permitiu que os alunos estivessem mais atentos nas aulas. Percebeu-se que os alunos participantes do projeto, mostraram-se mais maduros para enfrentar situações cotidianas que requeiram iniciativa, criatividade, visão crítica da realidade, principalmente no que se refere às atitudes com portadores de necessidades especiais. Também foi percebido maior respeito mútuo pelas dificuldades dos colegas, além do interesse maior pelo estudo das disciplinas. A mudança na atitude individual e na forma de pensar ficou clara durante apresentação final dos grupos, cujo objetivo foi o de relatar aos colegas o aprendizado ocorrido durante o projeto, tanto em questões curriculares como comportamentais. Nesse momento as diversas equipes expuseram sua percepção em relação ao projeto desenvolvido e às mudanças ocorridas. No decorrer das apresentações houve alguns desabafos emocionantes dos alunos, que fizeram com que todo o trabalho despendido no decorrer do projeto fosse recompensado. A figura 5 mostra a apresentação de uma das equipes. Figura 5: Apresentação do portfólio final pelos alunos na UTFPR. A partir de todas as discussões e verificações realizadas, os alunos puderam compreender que, para diminuir o risco de danos aos condutores e passageiros durante um acidente, devese utilizar os itens de segurança do veículo, como: airbag, extintores, cinto de segurança e encosto de cabeça, que são baseados em princípios físicos. O projeto trouxe também resultados benéficos quando proporcionou aos jovens um momento de discussão sobre imprudência versus esperteza no trânsito, pois como afirmam 7

8 Faria & Braga (1999), ao comentarem sobre o comportamento dos jovens no trânsito: Os jovens podem estar mais motivados a assumir comportamentos de risco na medida em que sente necessidade de autonomia (contrapondo-se à autoridade dos pais e das normas sociais), necessidade de novidades e de sensações, bem como necessidade de auto-afirmação, quando o risco caracteriza-se como uma fonte de prestígio e de competitividade. Os autores também apontam, a orientação, que deve ser dada pelos professores, sobre como se comportar no trânsito, utilizando a persuasão e outros métodos mais justos e eficazes para garantir sua obediência, como uma das formas de diminuir os acidentes. Segundo Martins, Verdeaux & Sousa (2009), a busca por caminhos que apontem resultados satisfatórios no processo de ensino-aprendizagem tem demonstrado que o fracasso na aprendizagem é uma forma de evidenciar que os métodos, as estratégias, os recursos, e outros aspectos do ensino não têm sido eficazes para promover uma aprendizagem significativa. Abaixo, alguns comentários realizados pelos alunos na conclusão do projeto: A - As aplicações dos conteúdos vistos foram surpreendentes, em especial, na física, pois cinemática, dinâmica e óptica foram perfeitamente contextualizados no trânsito. B - Com esse trabalho vivenciamos coisas que seriam impossíveis de aprender só na teoria. Coisas que são imprescindíveis para a nossa vida. C - as fórmulas da física que pareciam sem sentido agora fazem D - Foi tão bom aprender deste modo que nem parecia que estávamos em aula. E eu nunca pensei que essas disciplinas estivessem ligadas de alguma maneira. Com o projeto eu percebi que estão. Foi muito legal. Dos comentários apresentados, é possível perceber os bons resultados do projeto no que se refere ao estímulo ao estudo, mesmo que este não tenha sido o objetivo principal do projeto. Os alunos participantes, no geral, aumentaram suas médias, especialmente nas disciplinas de matemática e física, que vinham com alto percentual de alunos abaixo da média. Também foi possível perceber a diminuição das reclamações dos professores da turma, em relação à indisciplina dos alunos, nas reuniões de conselho de classe. Discussão dos Resultados. Esta forma de trabalhar o conteúdo, através da aplicação de um projeto, vem mostrar a importância significativa da participação de professores de diversas áreas e da inclusão da comunidade como parceiros para a complementação do ensino. Por meio da realização do projeto os alunos perceberam ligações entre as disciplinas que jamais imaginaram. Para os professores, foi confirmado que o assunto a ser trabalhado 8

9 torna-se mais atraente quando voltado à realidade, apresentando suas aplicações. A orientação para o trânsito, trabalhado de forma multidisciplinar, permitiu uma maior e mais profunda reflexão dos alunos e professores acerca das imprudências cometidas no trânsito, por motoristas e pedestres. A parceria entre a instituição de ensino e outras instituições em torno de um tema comum, contribuiu não só para a aprendizagem, mas também para o desenvolvimento de competências e habilidades para a formação do cidadão, uma vez que os alunos puderam conhecer melhor o trabalho do corpo de bombeiros, dos policiais, dos mecânicos e observar a implicação dessa atuação para a manutenção da vida. Ao relatar essa experiência, pretendeu-se estimular os educadores a tomarem ciência do papel social que podem desempenhar perante a comunidade e da importância de envolver outras instituições para complementar o processo de ensino-aprendizagem do aluno. A introdução de formas alternativas de ensino proporciona benefícios aos estudantes, especialmente pelo fator motivador e facilitador do processo de ensino-aprendizagem (MARTINS, 2009). A avaliação do trabalho que o grupo de professores desenvolveu com os alunos foi verificada ao longo do semestre. Observamos maior participação dos estudantes nas aulas, e uma melhora nas notas. Referências bibliográficas BASTOS, Y. G. L.; ANDRADE, S. M.; JUNIOR, L. C. Acidentes de trânsito e o novo Código de Trânsito Brasileiro em Cidade da Região Sul do Brasil. Inf. Epidemiol. Sus. V.8, no.2, p Disponível em: &lng=pt&nrm=iso Acesso em 01/02/2010. BIANCHINI, E.; PACCOLA, H. Curso de Matemática. V. Único. 3ª ed. São Paulo: Moderna, BRASIL (a). Parâmetros Curriculares Nacionais Bases Legais - Brasil. Ministério da Educação, Disponível em Acesso em 23/09/2005. BRASIL (b). Orientações Curriculares para o Ensino Médio. Ciências da natureza, matemática e suas tecnologias. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, v.2, p. Disponível em: ernet.pdf Acesso em 23/09/2006. CARMO, A. B.; CARVALHO, A. M. P. Construindo a linguagem gráfica em uma aula experimental de física. Ciência & Educação, Bauru, v. 15, n. 1, p 61-84, DENATRAN. Departamento Nacional de Trânsito. Brasil avança na educação no trânsito. Disponível em Acesso em 02/02/

10 DETRAN. Departamento de Trânsito. Número de acidentes cresce 6% em 2010 e Detran traça meta de educação. Disponível em id=353 Acesso em 23/08/2011. FARIA, E. de O.; BRAGA, M. G. C. Propostas para minimizar os riscos de acidentes de trânsito envolvendo crianças e adolescentes. Ciênc. saúde coletiva, 1999, v.4, n.1, p Disponível em: Acesso em 25/10/2005. FELTRE, R.. Química Química geral, 6a ed. São Paulo: Moderna, FERREIRA, C. C; FONTES, A. S.; MOGNON, A. O ensino de Física e Matemática a partir do jato de água. Ciência em tela, RJ, v. 3, n. 1, GONÇALVES, A. F.; TOSCANO, C. Viajando em segurança na companhia de Newton. In.: Física para o Ensino Médio. V.único. São Paulo: Scipione, p LEMBO, A., Química, Realidade e Contexto Química Geral, 3a ed. São Paulo: Ática, MACHADO, A. A. Gaetaninho. In: TUFANO, D. Estudos Literatura Brasileira. São Paulo: moderna, p 248. MARTINS, R. L. C.; VERDEAUX, M. F. S.; SOUSA, C. M. S. G. A utilização de diagramas conceituais no ensino de física em nível médio: um estudo em conteúdos de ondulatória, acústica e óptica. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 31, no.3, p , MARTHO, G.R.; AMABIS, J.M. Fundamentos da Biologia Moderna. 4ª ed. v. único. São Paulo: Moderna, p ORDOÑEZ, V.M. A Educação Fundamental no Século XXI. In: DELORS, J. Educação para o Século XXI. Porto Alegre: Artmed, p PERUZZO, F. M.; do CANTO, E. L., Química na abordagem do cotidiano, 3a ed. São Paulo: moderna, PIRES, R. O.; ABREU, T. C.; Messeder, J. C. Proposta de ensino de química com uma abordagem contextualizada através da história da ciência. Ciência em Tela. v.3, no.1, Disponível em: pdf Acesso em 27/08/2011. RAMALHO Jr, F.; NICOLAU, G. F.; TOLEDO, P.A.S. Os fundamentos da física. v.1. 8ª ed. São Paulo: moderna, ROSA, C. M.; GOMES, V. Interdisciplinaridade. Nova escola. No.6. São Paulo:Abril, p SANTOS, C.A.F. Ministério do meio ambiente. DENATRAN. Disponível em: Acesso em 16/09/2005. SILVA, I. B.; Uma pedagogia Multidisciplinar, Interdisciplinar ou Transdisciplinar para o Ensino/aprendizagem da Física. Anais do 2º. Congresso Brasileiro de Extensão Universitária. Belo Horizonte; setembro,

11 SOUZA, L.; Trânsito no currículo escolar. Disponível em: Acesso em: 19/08/2011. TRIBUNA DO INTERIOR. Campo Mourão tem média de 2,44 acidentes por dia (16/09/2009). Disponível em CM-tem-media-de-2-44-acidentes-por-dia.html. Acesso em 02/02/2010. Agradecimentos. Aos professores: Celina Viana, Marcelo N. de Jesus, Talge Boni, Marcelo. V. Cruz; Inês G. Turra; ao 11º. Batalhão de trânsito da Policia Militar de Campo Mourão - PR, ao corpo de bombeiros e à equipe da Oficina Mecânica Via - Car Veículos. Sobre os autores Adriana da Silva Fontes é Doutora em Física. Docente (Física), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Campus Campo Mourão, Campo Mourão, PR. Transit education: an interdisciplinary study for teaching science in primary school. Abstract This article reports on the development of the project Traffic Education, applied to the students of 1st year of high school, which included various disciplines of the curriculum and with the participation of the Fire Department, Military Police Battalion and Mechanics of the city as partners. At the end of the project the students were more enthusiastic about the study and more aware of their role in transit. Teachers realized that good results are possible on student learning when making changes in teaching methodology adopted. Keywords: Interdisciplinarity, Traffic Education, Teaching and Learning; Sciences. Claudete Cargnin Ferreira é Doutoranda em Educação para a Ciência e a Matemática (UEM), Docente (matemática), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Campus Campo Mourão, Campo Mourão, PR. 11

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE Sérgio Dal-Ri Moreira Pontifícia Universidade Católica do Paraná Palavras-chave: Educação Física, Educação, Escola,

Leia mais

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino O bom professor é o que consegue, enquanto fala trazer o aluno até a intimidade do movimento de seu pensamento. Paulo Freire INTRODUÇÃO A importância

Leia mais

Sumário. I. Apresentação do Manual. II. A Prevenção de Acidentes com Crianças. III. Programa CRIANÇA SEGURA Pedestre

Sumário. I. Apresentação do Manual. II. A Prevenção de Acidentes com Crianças. III. Programa CRIANÇA SEGURA Pedestre Sumário I. Apresentação do Manual II. A Prevenção de Acidentes com Crianças III. Programa CRIANÇA SEGURA Pedestre IV. Como a Educação pode contribuir para a Prevenção de Acidentes no Trânsito V. Dados

Leia mais

ARTIGO EDUCAÇÃO AMBIENTAL E RECICLAGEM DO LIXO

ARTIGO EDUCAÇÃO AMBIENTAL E RECICLAGEM DO LIXO ARTIGO EDUCAÇÃO AMBIENTAL E RECICLAGEM DO LIXO EDUCAÇÃO AMBIENTAL E RECICLAGEM DO LIXO Resumo: O presente artigo pretende refletir sobre os problemas ambientais em nossa sociedade, em especial, sobre o

Leia mais

LEITURA E ESCRITA: ALIMENTAÇÃO E PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE

LEITURA E ESCRITA: ALIMENTAÇÃO E PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE LEITURA E ESCRITA: ALIMENTAÇÃO E PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE Renata Angélica dos SANTOS, Cristiana Alves da SILVA, Maria Marta L. FLORES, Dulcéria TARTUCI, Ângela Aparecida DIAS, Departamento de Educação,

Leia mais

A EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO: VIVENDO E APRENDENDO NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

A EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO: VIVENDO E APRENDENDO NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL P á g i n a 123 A EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO: VIVENDO E APRENDENDO NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Fábio de Melo BANDEIRA (Esp./UEG) (fabiobandeira@ueg.br) Ludimilla Ribeiro de ALMEIDA (UEG/G) (lu_dimilla22@hotmail.com)

Leia mais

HISTÓRIA ORAL NO ENSINO FUNDAMENTAL: O REGIME MILITAR NO EX- TERRITÓRIO DE RORAIMA

HISTÓRIA ORAL NO ENSINO FUNDAMENTAL: O REGIME MILITAR NO EX- TERRITÓRIO DE RORAIMA HISTÓRIA ORAL NO ENSINO FUNDAMENTAL: O REGIME MILITAR NO EX- TERRITÓRIO DE RORAIMA LYSNE NÔZENIR DE LIMA LIRA, 1 HSTÉFFANY PEREIRA MUNIZ 2 1. Introdução Este trabalho foi criado a partir da experiência

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL LUÍS VAZ DE CAMÕES IPEZAL/ANGÉLICA- MS. Projeto. Trânsito Atenção Pela Vida

ESCOLA ESTADUAL LUÍS VAZ DE CAMÕES IPEZAL/ANGÉLICA- MS. Projeto. Trânsito Atenção Pela Vida ESCOLA ESTADUAL LUÍS VAZ DE CAMÕES IPEZAL/ANGÉLICA- MS Projeto Trânsito Atenção Pela Vida Ipezal/Angélica MS Maio 2015 ESCOLA ESTADUAL LUÍS VAZ DE CAMÕES. IPEZAL/ANGÉLICA-MS. PROFESSORES RESPONSÁVEIS Clarindo

Leia mais

semana nacional do trânsito educando nossos condutores e pedestres, visto que o trânsito da cidade é precário.

semana nacional do trânsito educando nossos condutores e pedestres, visto que o trânsito da cidade é precário. SEJA VOCÊ A MUDANÇA NO TRÂNSITO PROJETO: Leticia Garroni Felix Martins Justificativa: O projeto está na sua 3 edição e foi criado para apoiar a semana nacional do trânsito educando nossos condutores e

Leia mais

SUSTENTABILIDADE NO COTIDIANO ESCOLAR: Desafios da construção de uma proposta interdisciplinar

SUSTENTABILIDADE NO COTIDIANO ESCOLAR: Desafios da construção de uma proposta interdisciplinar SUSTENTABILIDADE NO COTIDIANO ESCOLAR: Desafios da construção de uma proposta interdisciplinar Mariely Rodrigues Anger 1 Ana Carla Ferreira Nicola Gomes 2 Jussara Aparecida da Fonseca 3 Resumo: Apresentam-se

Leia mais

ALFABETIZAÇÃO DE CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NO ENSINO REGULAR

ALFABETIZAÇÃO DE CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NO ENSINO REGULAR ALFABETIZAÇÃO DE CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NO ENSINO REGULAR Luciana Barros Farias Lima e Claudia Regina Pinheiro Machado Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro UNIRIO lucpeda@gmail.com

Leia mais

ÍNDICE DE ACIDENTES NO PERÍMETRO URBANO DE CÁCERES

ÍNDICE DE ACIDENTES NO PERÍMETRO URBANO DE CÁCERES ÍNDICE DE ACIDENTES NO PERÍMETRO URBANO DE CÁCERES Rodrigo Barretto Vila 1 RESUMO Glaidson de Souza Pezavento Tatiani Nascimento Santos Miriam Nascimento Santos Ashley da Silva Costa 2 Com a finalidade

Leia mais

LURDINALVA PEDROSA MONTEIRO E DRª. KÁTIA APARECIDA DA SILVA AQUINO. Propor uma abordagem transversal para o ensino de Ciências requer um

LURDINALVA PEDROSA MONTEIRO E DRª. KÁTIA APARECIDA DA SILVA AQUINO. Propor uma abordagem transversal para o ensino de Ciências requer um 1 TURISMO E OS IMPACTOS AMBIENTAIS DERIVADOS DA I FESTA DA BANAUVA DE SÃO VICENTE FÉRRER COMO TEMA TRANSVERSAL PARA AS AULAS DE CIÊNCIAS NO PROJETO TRAVESSIA DA ESCOLA CREUSA DE FREITAS CAVALCANTI LURDINALVA

Leia mais

MÚLTIPLAS LEITURAS: CAMINHOS E POSSIBILIDADES

MÚLTIPLAS LEITURAS: CAMINHOS E POSSIBILIDADES MÚLTIPLAS LEITURAS: CAMINHOS E POSSIBILIDADES EDIT MARIA ALVES SIQUEIRA (UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA). Resumo Diferentes instrumentos de avaliação (ENEM, SIMAVE) tem diagnosticado o despreparo dos alunos

Leia mais

GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO DO CURRICULO ANO 2 - APROFUNDAMENTO

GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO DO CURRICULO ANO 2 - APROFUNDAMENTO ESTRUTURA GERAL DOS ROTEIROS DE ESTUDOS QUINZENAL Os roteiros de estudos, cujo foco está destacado nas palavras chaves, estão organizados em três momentos distintos: 1º MOMENTO - FUNDAMENTOS TEÓRICOS -

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ A N E X O I E D I T A L D E C O N C U R S O P Ú B L I C O Nº 01/2015 D O S R E Q U I S I T O S E A T R I B U I Ç Õ E S D O S C A R G O S RETIFICAÇÃO

Leia mais

PESQUISA AÇÃO: ACOMPANHANDO OS IMPACTOS DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE

PESQUISA AÇÃO: ACOMPANHANDO OS IMPACTOS DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE PESQUISA AÇÃO: ACOMPANHANDO OS IMPACTOS DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE Rafaela Souza SANTOS, Valquiria Rodrigues do NASCIMENTO, Dayane Graciele dos SANTOS, Tamíris Divina Clemente URATA, Simara Maria Tavares

Leia mais

FILOSOFIA NA ESCOLA, POR QUE NÃO?

FILOSOFIA NA ESCOLA, POR QUE NÃO? FILOSOFIA NA ESCOLA, POR QUE NÃO? Bruna Jéssica da Silva Josélia dos Santos Medeiros José Teixeira Neto (UERN) Resumo: A filosofia, amor pela sabedoria, enquanto componente curricular do Ensino Médio busca,

Leia mais

Educação ambiental crítica e a formação de professores de pedagogia em uma faculdade municipal no interior do estado de São Paulo

Educação ambiental crítica e a formação de professores de pedagogia em uma faculdade municipal no interior do estado de São Paulo Educação ambiental crítica e a formação de professores de pedagogia em uma faculdade municipal no interior do estado de São Paulo Eliane Aparecida Toledo Pinto Docente da Faculdade Municipal de Filosofia,

Leia mais

RELATÓRIO ATIVIDADES - 2013 Ensino fundamental Ensino médio Projeto Transitando em sociologia - Apresentação e ações Adultos

RELATÓRIO ATIVIDADES - 2013 Ensino fundamental Ensino médio Projeto Transitando em sociologia - Apresentação e ações Adultos PROGRAMA DE EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO RELATÓRIO ATIVIDADES - 2013 Ensino fundamental Ensino médio Projeto Transitando em sociologia - Apresentação e ações Adultos TRANSITANDO EM SOCIOLOGIA Apresentação É desenvolvido

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOA VISTA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA NÚCLEO DE TECNOLOGIA E DIFUSÃO EDUCACIONAL

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOA VISTA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA NÚCLEO DE TECNOLOGIA E DIFUSÃO EDUCACIONAL PREFEITURA MUNICIPAL DE BOA VISTA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA NÚCLEO DE TECNOLOGIA E DIFUSÃO EDUCACIONAL RELATO DE EXPERIENCIA DE PROJETO COLABORATIVO VIA INTERNET ENTRE ESCOLAS MUNICIPAIS

Leia mais

Tema: Educando Para a Vida

Tema: Educando Para a Vida Tema: Educando Para a Vida 1- JUSTIFICATIVA: Uma parte dos alunos utiliza o transporte escolar e carros de familiares para locomover até a Escola, a outra parte que reside próximo fazem uso das faixas

Leia mais

A EXTENSÃO EM MATEMÁTICA: UMA PRÁTICA DESENVOLVIDA NA COMUNIDADE ESCOLAR. GT 05 Educação Matemática: tecnologias informáticas e educação à distância

A EXTENSÃO EM MATEMÁTICA: UMA PRÁTICA DESENVOLVIDA NA COMUNIDADE ESCOLAR. GT 05 Educação Matemática: tecnologias informáticas e educação à distância A EXTENSÃO EM MATEMÁTICA: UMA PRÁTICA DESENVOLVIDA NA COMUNIDADE ESCOLAR GT 05 Educação Matemática: tecnologias informáticas e educação à distância Nilce Fátima Scheffer - URI-Campus de Erechim/RS - snilce@uri.com.br

Leia mais

CONCEPÇÕES MATEMÁTICA APRESENTADAS POR PROFESSORES DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA

CONCEPÇÕES MATEMÁTICA APRESENTADAS POR PROFESSORES DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA CONCEPÇÕES MATEMÁTICA APRESENTADAS POR PROFESSORES DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA Jacqueline Oliveira de Melo Gomes Faculdade de Formação de Professores da Mata Sul / FAMASUL-PE jacomgomes@yahoo.com.br

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS II SIMPÓSIO DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS 13 e 14 de junho de 2013 O PROJETO DE EXTENSÃO MATEMÁTICA LEGAL

Leia mais

O ENSINO DE MATEMÁTICA PARA ALUNOS COM DIFICULDADE DE APRENDIZADO - SISTEMA DE APRENDIZAGEM MÚTUO UNIFICADO

O ENSINO DE MATEMÁTICA PARA ALUNOS COM DIFICULDADE DE APRENDIZADO - SISTEMA DE APRENDIZAGEM MÚTUO UNIFICADO O ENSINO DE MATEMÁTICA PARA ALUNOS COM DIFICULDADE DE APRENDIZADO - SISTEMA DE APRENDIZAGEM MÚTUO UNIFICADO MASSILÂNIA BEZERRA DE OLIVEIRA 1, CAIO ALVES DE MOURA 1, CAIQUE AUGUSTO CAMARGO DE ANDRADE 1,

Leia mais

Coleção Verdeamarelo O que é a Coleção Verdeamarelo?

Coleção Verdeamarelo O que é a Coleção Verdeamarelo? Coleção Verdeamarelo O que é a Coleção Verdeamarelo? A Coleção Verdeamarelo é composta por material institucional de apoio pedagógico, elaborado na forma de HQ Histórias em Quadrinhos coloridos, para serem

Leia mais

O DESENVOVIMENTO DE PROJETOS NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: RESULTADOS DA EXPERIÊNCIA REALIZADA NO COLÉGIO DE APLICAÇÃO CAMPUS UEL

O DESENVOVIMENTO DE PROJETOS NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: RESULTADOS DA EXPERIÊNCIA REALIZADA NO COLÉGIO DE APLICAÇÃO CAMPUS UEL O DESENVOVIMENTO DE PROJETOS NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: RESULTADOS DA EXPERIÊNCIA REALIZADA NO COLÉGIO DE APLICAÇÃO CAMPUS UEL Kenya Vieira de Souza e Silva Vanessa Duarte Resumo A educação

Leia mais

TRANSVERSALIDADE. 1 Educação Ambiental

TRANSVERSALIDADE. 1 Educação Ambiental TRANSVERSALIDADE Os temas transversais contribuem para formação humanística, compreensão das relações sociais, através de situações de aprendizagens que envolvem a experiência do/a estudante, temas da

Leia mais

O JOGO CONTRIBUINDO DE FORMA LÚDICA NO ENSINO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA

O JOGO CONTRIBUINDO DE FORMA LÚDICA NO ENSINO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA O JOGO CONTRIBUINDO DE FORMA LÚDICA NO ENSINO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA Denise Ritter Instituto Federal Farroupilha Campus Júlio de Castilhos deniseritter10@gmail.com Renata da Silva Dessbesel Instituto

Leia mais

FIC SEM LIXO - Projeto de Educação Ambiental desenvolvido na Escola Estadual Professor Francisco Ivo Cavalcanti em Natal/RN

FIC SEM LIXO - Projeto de Educação Ambiental desenvolvido na Escola Estadual Professor Francisco Ivo Cavalcanti em Natal/RN FIC SEM LIXO - Projeto de Educação Ambiental desenvolvido na Escola Estadual Professor Francisco Ivo Cavalcanti em Natal/RN Brenda Luíza Patriota Lima e Silva¹ André Elias Nóbrega² João Batista dos Santos³

Leia mais

OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS EXATAS: UMA EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO ENSINO PÚBLICO E PRIVADO

OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS EXATAS: UMA EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO ENSINO PÚBLICO E PRIVADO ISSN 2177-9139 OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS EXATAS: UMA EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO ENSINO PÚBLICO E PRIVADO André Martins Alvarenga - andrealvarenga@unipampa.edu.br Andressa Sanches Teixeira - andressaexatas2013@gmail.com

Leia mais

DIFICULDADES ENFRENTADAS POR PROFESSORES E ALUNOS DA EJA NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA

DIFICULDADES ENFRENTADAS POR PROFESSORES E ALUNOS DA EJA NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA 27 a 30 de Agosto de 2014. DIFICULDADES ENFRENTADAS POR PROFESSORES E ALUNOS DA EJA NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA Resumo: MACHADO, Diana dos Santos 1 Ifes - Campus Cachoeiro de Itapemirim

Leia mais

CONGRESSO CARIOCA DE EDUCAÇÃO FÍSICA 2º FEP RJ ABERTURA DO FÓRUM: CONTEXTO GERAL DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

CONGRESSO CARIOCA DE EDUCAÇÃO FÍSICA 2º FEP RJ ABERTURA DO FÓRUM: CONTEXTO GERAL DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR CONGRESSO CARIOCA DE EDUCAÇÃO FÍSICA 2º FEP RJ ABERTURA DO FÓRUM: CONTEXTO GERAL DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR Acreditamos ser relevante abordar de forma rápida o contexto atual da Educação Física Escolar

Leia mais

Universidade Estadual de Londrina CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA

Universidade Estadual de Londrina CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA PROPOSTA 1 Curso Nome(s) do(s) Curso(s) ZOOTECNIA Código e-mec 56129 Conceito ENADE 4 Coordenador da Proposta (Tutor do Grupo) ANA MARIA BRIDI 2 Caracterização da Proposta 2.1Área de Conhecimento (código

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UMA ABORDAGEM SOBRE AS PRÁTICAS EDUCATIVAS APLICADAS NO ENSINO FUNDAMENTAL II

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UMA ABORDAGEM SOBRE AS PRÁTICAS EDUCATIVAS APLICADAS NO ENSINO FUNDAMENTAL II EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UMA ABORDAGEM SOBRE AS PRÁTICAS EDUCATIVAS APLICADAS NO ENSINO FUNDAMENTAL II HOMEN, V. M. S. 1 ; SILVA, R. F. 2 1- Discente do curso de Ciências Biológicas da FAP- Faculdade de Apucarana.

Leia mais

EXPERIMENTAÇÃO BASEADA EM PRÁTICAS DE PROCESSAMENTO DE ALIMENTOS PARA CONTEXTUALIZAÇÃO DO ENSINO DE QUÍMICA EM ESCOLA DE CAMPO

EXPERIMENTAÇÃO BASEADA EM PRÁTICAS DE PROCESSAMENTO DE ALIMENTOS PARA CONTEXTUALIZAÇÃO DO ENSINO DE QUÍMICA EM ESCOLA DE CAMPO 8 Simpósio Brasileiro de Educação Química Natal / RN 25 à 27 de Julho de 2010 Universidade Federal do Pampa Campus Bagé - RS EXPERIMENTAÇÃO BASEADA EM PRÁTICAS DE PROCESSAMENTO DE ALIMENTOS PARA CONTEXTUALIZAÇÃO

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO APRESENTAÇÃO O Projeto Político Pedagógico da Escola foi elaborado com a participação da comunidade escolar, professores e funcionários, voltada para a

Leia mais

A gente aprende, Agente ensina

A gente aprende, Agente ensina DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL GERÊNCIA DE EDUCAÇÃO E CIDADANIA DEPARTAMENTO DE PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO RELATÓRIO 01/JANEIRO A 10 DE ABRIL/2013 100 DIAS GOVERNO PROGRAMAS PERMANENTES DE EDUCAÇÃO

Leia mais

A ABORDAGEM DA GEOMETRIA COM CRIANÇAS NA PRÉ-ESCOLA: NÍVEL II

A ABORDAGEM DA GEOMETRIA COM CRIANÇAS NA PRÉ-ESCOLA: NÍVEL II 1 A ABORDAGEM DA GEOMETRIA COM CRIANÇAS NA PRÉ-ESCOLA: NÍVEL II Donizeth Henrique Aleluia Vieira 1 Paula Rodrigues de Souza 2 Suely Miranda Cavalcante Bastos 3 Resumo: Juntamente com o campo dos Números

Leia mais

Interdisciplinaridade: mito ou realidade?

Interdisciplinaridade: mito ou realidade? Interdisciplinaridade: mito ou realidade? Claudete Cargnin Ferreira Radames Juliano Halmeman Resumo Este trabalho retrata a experiência obtida ao propor, a alunos de primeiro ano do ensino técnico integrado

Leia mais

Proposta de aplicativo gamificado para o ensino de direção defensiva

Proposta de aplicativo gamificado para o ensino de direção defensiva Proposta de aplicativo gamificado para o ensino de direção defensiva Fernando Chade De Grande e-mail: tiensdesenhos@hotmail.com João Fernando Tobgyal da Silva Santos e-mail: fernandotobgyal@faac.unesp.br

Leia mais

PROJETO: EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO NÃO TEM IDADE

PROJETO: EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO NÃO TEM IDADE PROJETO: EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO NÃO TEM IDADE SEMANA NACIONAL DO TRÂNSITO "Cidade para as pessoas: proteção e prioridade ao pedestre" Autoria: Leticia Garroni Felix Martins Projeto: Educação no Trânsito

Leia mais

TEATRO DE FANTOCHES UMA ABORDAGEM LÚDICA NO ENSINO SOBRE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL

TEATRO DE FANTOCHES UMA ABORDAGEM LÚDICA NO ENSINO SOBRE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL TEATRO DE FANTOCHES UMA ABORDAGEM LÚDICA NO ENSINO SOBRE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL Welledes Moreno Aguiar Bolsista do PIBID Biologia, UFT - Araguaína. E-mail: wmaguiar_18@hotmail.com Geane Brizzola dos

Leia mais

PALAVRAS CHAVE: Formação de Professores, Políticas Públicas, PIBID, Ensino de Física. Girona, 9-12 de septiembre de 2013 COMUNICACIÓN

PALAVRAS CHAVE: Formação de Professores, Políticas Públicas, PIBID, Ensino de Física. Girona, 9-12 de septiembre de 2013 COMUNICACIÓN IX CONGRESO INTERNACIONAL SOBRE INVESTIGACIÓN EN DIDÁCTICA DE LAS CIENCIAS Girona, 9-12 de septiembre de 2013 COMUNICACIÓN POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A EDUCAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO PIBID 1 NA FORMAÇÃO INICIAL

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS ALTERNATIVOS EM EXPERIMENTOS PRÁTICOS DE QUÍMICA E SUA RELAÇÃO COM O COTIDIANO.

A UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS ALTERNATIVOS EM EXPERIMENTOS PRÁTICOS DE QUÍMICA E SUA RELAÇÃO COM O COTIDIANO. A UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS ALTERNATIVOS EM EXPERIMENTOS PRÁTICOS DE QUÍMICA E SUA RELAÇÃO COM O COTIDIANO. Alessandra Ramos Barbosa Joseane Ataíde de Jesus RESUMO Reconstruir o aprender requer mudanças

Leia mais

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz 1 RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz Contrato: AS.DS.PV.024/2010 Empresa: SENSOTECH ASSESSORAMENTO

Leia mais

LUDICIDADE E EDUCAÇÃO: O ENCANTAMENTO DE APRENDER BRINCANDO

LUDICIDADE E EDUCAÇÃO: O ENCANTAMENTO DE APRENDER BRINCANDO LUDICIDADE E EDUCAÇÃO: O ENCANTAMENTO DE APRENDER BRINCANDO Tatiane Testa Ferrari e-mail: tatitferrari@ig.com.br Ticiane Testa Ferrari e-mail: ticiferrari@ig.com.br Araceli Simão Gimenes Russo e-mail:

Leia mais

O USO DO FÓRUM DE DISCUSSÃO E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS NO AVA MOODLE: UMA ESTRATÉGIA PARA O ENSINO DE MATEMÁTICA PARA ALUNAS SURDAS

O USO DO FÓRUM DE DISCUSSÃO E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS NO AVA MOODLE: UMA ESTRATÉGIA PARA O ENSINO DE MATEMÁTICA PARA ALUNAS SURDAS O USO DO FÓRUM DE DISCUSSÃO E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS NO AVA MOODLE: UMA ESTRATÉGIA PARA O ENSINO DE MATEMÁTICA PARA ALUNAS SURDAS Carlos Eduardo Rocha dos Santos, UNIBAN, carlao_santos@yahoo.com.br Oswaldo

Leia mais

PROJETO BANDAS E CORAIS NAS ESCOLAS : A EXPERIÊNCIA DO CORAL ENCANTO

PROJETO BANDAS E CORAIS NAS ESCOLAS : A EXPERIÊNCIA DO CORAL ENCANTO PROJETO BANDAS E CORAIS NAS ESCOLAS : A EXPERIÊNCIA DO CORAL ENCANTO Rebeca Vieira de Queiroz Almeida Faculdade Saberes Introdução O presente texto é um relato da experiência do desenvolvimento do projeto

Leia mais

PROJETO CONVIVÊNCIA E VALORES

PROJETO CONVIVÊNCIA E VALORES PROJETO CONVIVÊNCIA E VALORES Fala-se tanto da necessidade de deixar um planeta melhor para os nossos filhos, e esquece-se da urgência de deixar filhos melhores para o nosso planeta PROJETO: CONVIVÊNCIA

Leia mais

Dicas para segurança. no trânsito. realização. apoio

Dicas para segurança. no trânsito. realização. apoio Dicas para segurança no trânsito realização apoio 1 Dicas de viagem segura. Viajar sozinho ou com toda a família requer certas responsabilidades. Aqui você encontrará várias recomendações para uma viagem

Leia mais

Analisando a construção e a interpretação de gráficos e tabelas por estudantes do Ensino Médio Regular e EJA

Analisando a construção e a interpretação de gráficos e tabelas por estudantes do Ensino Médio Regular e EJA Analisando a construção e a interpretação de gráficos e tabelas por estudantes do Ensino Fabiano Fialho Lôbo Universidade Federal de Pernambuco fabiano_lobo@yahoo.com.br Luciana Rufino de Alcântara Universidade

Leia mais

GEOMETRIA NO ENSINO FUNDAMENTAL: EXPERIÊNCIA COM UM PROJETO DE EXTENSÃO

GEOMETRIA NO ENSINO FUNDAMENTAL: EXPERIÊNCIA COM UM PROJETO DE EXTENSÃO GEOMETRIA NO ENSINO FUNDAMENTAL: EXPERIÊNCIA COM UM PROJETO DE EXTENSÃO André Luís Mattedi Dias mattedi@uefs.br Jamerson dos Santos Pereira pereirajamerson@hotmail.com Jany Santos Souza Goulart janymsdesenho@yahoo.com.br

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO PIBID NA FORMAÇÃO DE FUTUROS PROFESSORES Vitor José Petry Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS vitor.petry@uffs.edu.

A IMPORTÂNCIA DO PIBID NA FORMAÇÃO DE FUTUROS PROFESSORES Vitor José Petry Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS vitor.petry@uffs.edu. ISSN 2316-7785 A IMPORTÂNCIA DO PIBID NA FORMAÇÃO DE FUTUROS PROFESSORES Vitor José Petry Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS vitor.petry@uffs.edu.br Resumo O artigo é resultado da análise de

Leia mais

O ENSINO DE FUNÇÕES AFINS E QUADRÁTICAS COM O AUXÍLIO DO COMPUTADOR E DO SOFTWARE GEOGEBRA

O ENSINO DE FUNÇÕES AFINS E QUADRÁTICAS COM O AUXÍLIO DO COMPUTADOR E DO SOFTWARE GEOGEBRA O ENSINO DE FUNÇÕES AFINS E QUADRÁTICAS COM O AUXÍLIO DO COMPUTADOR E DO SOFTWARE GEOGEBRA 1 Samara Araújo Melo; 2 Arthur Gilzeph Farias Almeida; 3 Maria Lúcia Serafim 1 E.E.E.F.M Professor Raul Córdula,

Leia mais

DESENVOLVENDO HABILIDADES E CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NO AMBIENTE VIRTUAL CYBERNAUTAS. Maio/2005 216-TC-C3

DESENVOLVENDO HABILIDADES E CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NO AMBIENTE VIRTUAL CYBERNAUTAS. Maio/2005 216-TC-C3 1 DESENVOLVENDO HABILIDADES E CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NO AMBIENTE VIRTUAL CYBERNAUTAS Maio/2005 216-TC-C3 José Antonio Gameiro Salles UNISUAM / CCET / Desenv. de Softwares & UNISUAM/LAPEAD - antoniosalles@gmail.com

Leia mais

O uso do computador na escola sob o olhar de Valente

O uso do computador na escola sob o olhar de Valente O uso do computador na escola sob o olhar de Valente The role of computer use at school through the vision of Valente Carlos Alessandro Barbosa carlosalessandrob@gmail.com Instituto de Ensino Superior

Leia mais

TRANSITO CUIDADO. Eliana Cristofolo MOTORISTA TENHA MUITA ATENÇÃO, AO DIRIGIR O SEU CARRÃO. PARE SEMPRE NA ESQUINA PARA VER SE VEM CARRO NÃO.

TRANSITO CUIDADO. Eliana Cristofolo MOTORISTA TENHA MUITA ATENÇÃO, AO DIRIGIR O SEU CARRÃO. PARE SEMPRE NA ESQUINA PARA VER SE VEM CARRO NÃO. CUIDADO NO TRANSITO MOTORISTA TENHA MUITA ATENÇÃO, AO DIRIGIR O SEU CARRÃO. PARE SEMPRE NA ESQUINA PARA VER SE VEM CARRO NÃO. AS CRIANÇAS DEVEM RESPEITAR PARA OS LADOS DEVEM OLHAR. SE NÃO VIER NENHUM AUTOMÓVEL

Leia mais

SAÚDE E EDUCAÇÃO INFANTIL Uma análise sobre as práticas pedagógicas nas escolas.

SAÚDE E EDUCAÇÃO INFANTIL Uma análise sobre as práticas pedagógicas nas escolas. SAÚDE E EDUCAÇÃO INFANTIL Uma análise sobre as práticas pedagógicas nas escolas. SANTOS, Silvana Salviano silvanasalviano@hotmail.com UNEMAT Campus de Juara JESUS, Lori Hack de lorihj@hotmail.com UNEMAT

Leia mais

Reflexão das Monitorias de Química Oferecida pelo Projeto PIBID nas Escolas de Pelotas

Reflexão das Monitorias de Química Oferecida pelo Projeto PIBID nas Escolas de Pelotas Reflexão das Monitorias de Química Oferecida pelo Projeto PIBID nas Escolas de Pelotas Eduardo Vargas Pereira (IC) 1*, Diego Soares de Moura (IC) 1, Caroline Pereira Dutra (IC) 1, Roberta Almeida dos Santos

Leia mais

TRANSDISCIPLINARIDADE NA PRÁTICA: RELATO DE EXPERIÊNCIA CONCEIÇÃO COSTA E SILVA 1

TRANSDISCIPLINARIDADE NA PRÁTICA: RELATO DE EXPERIÊNCIA CONCEIÇÃO COSTA E SILVA 1 TRANSDISCIPLINARIDADE NA PRÁTICA: RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE O PROJETO DIGA SIM À PAZ NA ESCOLA ESTADUAL CONCEIÇÃO COSTA E SILVA 1 Cintiara Maia 2 Nadson Castro 3 ; Joseane Leão 4 Virginia Albuquerque

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: ELEMENTO FUNDAMENTAL NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM 1

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: ELEMENTO FUNDAMENTAL NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM 1 EDUCAÇÃO AMBIENTAL: ELEMENTO FUNDAMENTAL NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM 1 Autora: Maria Thaís de Oliveira Batista Graduanda do Curso de Pedagogia Unidade Acadêmica de Educação/CFP/UFCG Email: taholiveira.thais@gmail.com

Leia mais

ANÁLISE DAS REPROVAÇÕES DOS ALUNOS DOS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO DO IF GOIANO CÂMPUS URUTAÍ

ANÁLISE DAS REPROVAÇÕES DOS ALUNOS DOS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO DO IF GOIANO CÂMPUS URUTAÍ ANÁLISE DAS REPROVAÇÕES DOS ALUNOS DOS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO DO IF GOIANO CÂMPUS URUTAÍ ROSA, Marília Clara do Vale Mendes 1 ; LUZ, Geniffer Pereira de Souza 2 1 Licencianda em Matemática,

Leia mais

RESULTADOS ALCANÇADOS

RESULTADOS ALCANÇADOS Política para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação, a extensão 2.1. Coerência das políticas de ensino, pesquisa e extensão com os documentos oficiais. Objetivos Ações Realizadas RESULTADOS ALCANÇADOS

Leia mais

MATRIZES CURRICULARES MUNICIPAIS PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA - MATEMÁTICA: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA EM MOGI DAS CRUZES

MATRIZES CURRICULARES MUNICIPAIS PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA - MATEMÁTICA: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA EM MOGI DAS CRUZES MATRIZES CURRICULARES MUNICIPAIS PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA - MATEMÁTICA: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA EM MOGI DAS CRUZES Marcia Regiane Miranda Secretaria Municipal de Educação de Mogi das Cruzes marcia.sme@pmmc.com.br

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º, DE 2007. (Do Sr. Rogerio Lisboa)

PROJETO DE LEI N.º, DE 2007. (Do Sr. Rogerio Lisboa) PROJETO DE LEI N.º, DE 2007. (Do Sr. Rogerio Lisboa) Altera a Lei nº LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997, tornando obrigatória por parte dos fabricantes, importadores e montadores de veículos, a inclusão

Leia mais

Mobilidade Urbana. Regras de trânsito também se aprendem na escola

Mobilidade Urbana. Regras de trânsito também se aprendem na escola Mobilidade Urbana Regras de trânsito também se aprendem na escola Apresentação da Instituição Educacional O Marista Sant Ana pertence aos Colégios da Rede Marista, que possuem atuação no Rio Grande do

Leia mais

6h diárias - 11 meses

6h diárias - 11 meses 6h diárias - 11 meses PROPOSTA PEDAGÓGICA PROGRAMA DE APRENDIZAGEM EM AUXILIAR DE VAREJO ÍNDICE 1 - Apresentação da Entidade ijovem 3 2 - Justificativa do Programa. 3 3 Público-alvo: 4 4 Objetivo geral:

Leia mais

Evolução do número de mortes no trânsito em São Paulo

Evolução do número de mortes no trânsito em São Paulo Nota Técnica 232 2014 Evolução do número de mortes no trânsito em São Paulo Max Ernani Borges De Paula Banco de dados de vítimas dos acidentes de trânsito fatais A Companhia de Engenharia de Tráfego realiza

Leia mais

REALIZAÇÃO DE TRABALHOS INTERDISCIPLINARES GRUPOS DE LEITURA SUPERVISIONADA (GRULES)

REALIZAÇÃO DE TRABALHOS INTERDISCIPLINARES GRUPOS DE LEITURA SUPERVISIONADA (GRULES) REALIZAÇÃO DE TRABALHOS INTERDISCIPLINARES GRUPOS DE LEITURA SUPERVISIONADA (GRULES) 1 APRESENTAÇÃO Este manual é um documento informativo visando orientar a comunidade acadêmica quanto ao processo de

Leia mais

Pedagogia. Objetivos deste tema. 3 Sub-temas compõem a aula. Tecnologias da informação e mídias digitais na educação. Prof. Marcos Munhoz da Costa

Pedagogia. Objetivos deste tema. 3 Sub-temas compõem a aula. Tecnologias da informação e mídias digitais na educação. Prof. Marcos Munhoz da Costa Pedagogia Prof. Marcos Munhoz da Costa Tecnologias da informação e mídias digitais na educação Objetivos deste tema Refletir sobre as mudanças de experiências do corpo com o advento das novas tecnologias;

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB ANEXO II EDITAL Nº 001/2011/CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO

Leia mais

INTERDISCIPLINARIDADE NO ENSINO DE QUÍMICA: UMA PROPOSTA DE AÇÃO INTEGRADA ENVOLVENDO ESTUDOS SOBRE ALIMENTOS

INTERDISCIPLINARIDADE NO ENSINO DE QUÍMICA: UMA PROPOSTA DE AÇÃO INTEGRADA ENVOLVENDO ESTUDOS SOBRE ALIMENTOS INTERDISCIPLINARIDADE NO ENSINO DE QUÍMICA: UMA PROPOSTA DE AÇÃO INTEGRADA ENVOLVENDO ESTUDOS SOBRE ALIMENTOS Kelly Karina Cardoso (kkimica@hotmail.com) Eniz Conceição de Oliveira (eniz@univates.br) Marlise

Leia mais

5 201 O LI Ó RTF PO 1

5 201 O LI Ó RTF PO 1 1 PORTFÓLIO 2015 Um pouco da trajetória do Colégio Ação1 QUANDO TUDO COMEÇOU 1993 Experientes profissionais fundaram, no bairro do Méier, a primeira unidade da rede Ação1. O foco do trabalho era a preparação

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA RELAÇÃO DE RESUMOS DE MONOGRAFIAS E ARTIGOS DE PÓS- GRADUAÇÃO Lato sensu Curso: Língua Inglesa/2005 Nome Aluno(a) Título Monografia/Artigo Orientador/Banca Annelise Lima

Leia mais

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC CAMPUS MAFRA/RIO NEGRINHO/PAPANDUVA NÚCLEO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E MEIO AMBIENTE

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC CAMPUS MAFRA/RIO NEGRINHO/PAPANDUVA NÚCLEO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E MEIO AMBIENTE UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC CAMPUS MAFRA/RIO NEGRINHO/PAPANDUVA NÚCLEO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E MEIO AMBIENTE PROJETO AVALIAÇÃO INTEGRAL DA CRIANÇA MAFRA 2009 Núcleo de Ciências da Saúde e Meio Ambiente

Leia mais

O que é o Direção Positiva?

O que é o Direção Positiva? Abril - 2014 1 2 O que é o Direção Positiva? O novo projeto da Sirtec busca conscientizar os colaboradores sobre a importância das medidas preventivas no trânsito. Objetivos: Contribuir com a redução dos

Leia mais

Trabalhos na área ambiental influenciam o comportamento dos alunos em Instituições de Ensino Superior?

Trabalhos na área ambiental influenciam o comportamento dos alunos em Instituições de Ensino Superior? Trabalhos na área ambiental influenciam o comportamento dos alunos em Instituições de Ensino Superior? Patrícia P Gomes¹ Camilla M dos Santos 2 Erika M Ferreira 2 Resumo O presente artigo teve como objetivo

Leia mais

ANÁLISE DA PERCEPÇÃO AMBIENTAL DOS ALUNOS DE 6 AO 9 ANO EM UMA ESCOLA PARTICULAR NO MUNICIPIO DE TERESINA-PI

ANÁLISE DA PERCEPÇÃO AMBIENTAL DOS ALUNOS DE 6 AO 9 ANO EM UMA ESCOLA PARTICULAR NO MUNICIPIO DE TERESINA-PI Belo Horizonte/MG 24 a 27/11/2014 ANÁLISE DA PERCEPÇÃO AMBIENTAL DOS ALUNOS DE 6 AO 9 ANO EM UMA ESCOLA PARTICULAR NO MUNICIPIO DE TERESINA-PI Graciane Rodrigues Rocha (*), Juliana Rodrigues Rocha, Caroline

Leia mais

USO DE ANIMAIS E PLANTAS COMO INSTRUMENTO DE TRABALHO EM SALA DE AULA

USO DE ANIMAIS E PLANTAS COMO INSTRUMENTO DE TRABALHO EM SALA DE AULA USO DE ANIMAIS E PLANTAS COMO INSTRUMENTO DE TRABALHO EM SALA DE AULA MORAIS, Luciane dos Santos Discente da Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva LAMARI, Luciano Brunelli Docente da Faculdade

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

Extensão Universitária: A sensibilização musical em crianças e adolescentes através do projeto Multicampi da Universidade Estadual de Montes Claros.

Extensão Universitária: A sensibilização musical em crianças e adolescentes através do projeto Multicampi da Universidade Estadual de Montes Claros. Extensão Universitária: A sensibilização musical em crianças e adolescentes através do projeto Multicampi da Universidade Estadual de Montes Claros. Resumo: Este presente trabalho constitui-se de um relato

Leia mais

PROJETO DE XADREZ NO CAC/UFG

PROJETO DE XADREZ NO CAC/UFG PROJETO DE XADREZ NO CAC/UFG ALCÂNTARA, Franciele Brandão Ferreira 1 OLIVEIRA, Leandro Damas de 2 SANTOS JÚNIOR, Porfírio Azevedo dos 3 SILVA, André Carlos 4 SILVA, Elenice Maria Schons 5 SILVA, Élida

Leia mais

LER E ESCREVER: APRENDER COM O LÚDICO

LER E ESCREVER: APRENDER COM O LÚDICO LER E ESCREVER: APRENDER COM O LÚDICO Inês Aparecida Costa QUINTANILHA; Lívia Matos FOLHA; Dulcéria. TARTUCI; Maria Marta Lopes FLORES. Reila Terezinha da Silva LUZ; Departamento de Educação, UFG-Campus

Leia mais

DIFICULDADES NA APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA NA ESCOLA OSVALDO DA COSTA E SILVA: ALGUMAS CAUSAS E POSSÍVESIS SOLUÇÕES

DIFICULDADES NA APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA NA ESCOLA OSVALDO DA COSTA E SILVA: ALGUMAS CAUSAS E POSSÍVESIS SOLUÇÕES DIFICULDADES NA APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA NA ESCOLA OSVALDO DA COSTA E SILVA: ALGUMAS CAUSAS E POSSÍVESIS SOLUÇÕES Rogério Sousa AZEVEDO (1); Iara M Cavalcante NOLETO (2) (1 e 2) Instituto Federal de

Leia mais

PROGRAMA UNIVERSIDADE SEM FRONTEIRAS E A CONTAMINAÇÃO AMBIENTAL POR PILHAS: UMA EXPERIÊNCIA NA EDUCAÇÃO BÁSICA.

PROGRAMA UNIVERSIDADE SEM FRONTEIRAS E A CONTAMINAÇÃO AMBIENTAL POR PILHAS: UMA EXPERIÊNCIA NA EDUCAÇÃO BÁSICA. 7. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: EDUCAÇAO PROGRAMA UNIVERSIDADE SEM FRONTEIRAS E A CONTAMINAÇÃO AMBIENTAL POR PILHAS: UMA EXPERIÊNCIA NA EDUCAÇÃO BÁSICA. SCHWEIGERT, Romacir

Leia mais

O CINEMA COMO EXPERIÊNCIA CRÍTICA NA SALA DE AULA- PALMELO-GO

O CINEMA COMO EXPERIÊNCIA CRÍTICA NA SALA DE AULA- PALMELO-GO O CINEMA COMO EXPERIÊNCIA CRÍTICA NA SALA DE AULA- PALMELO-GO REZENDE,Liberalina Teodoro 1 Resumo Este trabalho se traduz na descrição e análise acerca de algumas experiências ocorridas no ano de dois

Leia mais

A Importância do brincar nas aulas de Educação Física MARCELO LEITE

A Importância do brincar nas aulas de Educação Física MARCELO LEITE A Importância do brincar nas aulas de Educação Física MARCELO LEITE RESUMO Este texto é uma reflexão sobre o brincar nas aulas de educação física escolar do primeiro e segundo ciclo do ensino fundamental,

Leia mais

PROJETO DE ESTÁGIO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

PROJETO DE ESTÁGIO NA EDUCAÇÃO INFANTIL PROJETO DE ESTÁGIO NA EDUCAÇÃO INFANTIL BRIZOLA, Silene Francisca dos Santos. (UNEMAT) silenefsb@hotmail.com SILVA, Maria Ivonete da. (UNEMAT) ivonete0304@hotmail.com RESUMO Este projeto foi desenvolvido

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014/2018

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014/2018 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014/2018 CURSO DE ENGENHARIA INDUSTRIAL MADEIREIRA 1 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA UNIDADE 2014/2018 APRESENTAÇÃO O Curso de Engenharia Industrial Madeireira da UFPR foi criado

Leia mais

A APLICABILIDADE DE UM JOGO ELETRÔNICO NA EDUCAÇÃO AMBIENTAL

A APLICABILIDADE DE UM JOGO ELETRÔNICO NA EDUCAÇÃO AMBIENTAL A APLICABILIDADE DE UM JOGO ELETRÔNICO NA EDUCAÇÃO AMBIENTAL LUCIANA FERREIRA BAPTISTA Fatec Jundiaí. Núcleo de Estudos de Tecnologia e Sociedade (NETS). prof.luciana@fatecjd.edu.br GUILHERME DIOGO GESUALDO

Leia mais

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010 INVESTIGAÇÃO MATEMÁTICA: UMA EXPERIÊNCIA DE ENSINO Bruno Rodrigo Teixeira 1 Universidade Estadual de Londrina - UEL bruno_matuel@yahoo.com.br Camila Rosolen 2 Universidade Estadual de Londrina - UEL camilarosolen@yahoo.com.br

Leia mais

UMA COMPARAÇÃO ESTATÍSTICA SOBRE O TRÂNSITO: ANTES E DEPOIS DA IMPLANTAÇÃO DAOPERAÇÃO BALADA SEGURA NO RIO GRANDE DO SUL

UMA COMPARAÇÃO ESTATÍSTICA SOBRE O TRÂNSITO: ANTES E DEPOIS DA IMPLANTAÇÃO DAOPERAÇÃO BALADA SEGURA NO RIO GRANDE DO SUL ISSN 2177-9139 UMA COMPARAÇÃO ESTATÍSTICA SOBRE O TRÂNSITO: ANTES E DEPOIS DA IMPLANTAÇÃO DAOPERAÇÃO BALADA SEGURA NO RIO GRANDE DO SUL Daniellen Thaianne de Oliveira Severo - daniii_severo@hotmail.com

Leia mais

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O E. M. E. F. P R O F ª. D I R C E B O E M E R G U E D E S D E A Z E V E D O P

Leia mais

ENSINO DE FÍSICA EM ANGICAL DO PIAUÍ PI: EM BUSCA DA FORMAÇÃO DOS PROFESSORES E DE METODOLOGIAS EFICAZES

ENSINO DE FÍSICA EM ANGICAL DO PIAUÍ PI: EM BUSCA DA FORMAÇÃO DOS PROFESSORES E DE METODOLOGIAS EFICAZES ENSINO DE FÍSICA EM ANGICAL DO PIAUÍ PI: EM BUSCA DA FORMAÇÃO DOS PROFESSORES E DE METODOLOGIAS EFICAZES MARCELA NEIVA SOUSA 1 SAMARA MARIA VIANA DA SILVA 2 RESUMO O presente artigo tem como objetivo investigar

Leia mais

CURSINHO POPULAR OPORTUNIDADES E DESAFIOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA DOCENTE

CURSINHO POPULAR OPORTUNIDADES E DESAFIOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA DOCENTE CURSINHO POPULAR OPORTUNIDADES E DESAFIOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA DOCENTE INTRODUÇÃO Lucas de Sousa Costa 1 Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará lucascostamba@gmail.com Rigler da Costa Aragão 2

Leia mais

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA ESCOLA CONTEMPORÂNEA: NOVOS DESAFIOS DA CARREIRA DOCENTE

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA ESCOLA CONTEMPORÂNEA: NOVOS DESAFIOS DA CARREIRA DOCENTE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA ESCOLA CONTEMPORÂNEA: NOVOS DESAFIOS DA CARREIRA DOCENTE Resumo O estudo objetiva discutir os desafios dos cursos de formação de professores frente à inserção

Leia mais

ATIVIDADES PERMANENTES PARA APRENDER MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

ATIVIDADES PERMANENTES PARA APRENDER MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL ATIVIDADES PERMANENTES PARA APRENDER MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL Daniele Barros Vargas Furtado Universidade Federal de Santa Maria dbvfurtado@yahoo.com.br Resumo Sendo a matemática tão presente em

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santos

Prefeitura Municipal de Santos Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Seção de Suplência/ SESUPLE Parceiros do Saber Projeto de alfabetização de Jovens e Adultos Justificativa

Leia mais