Positivismo ou sociologia da ordem. Comte e Durkheim

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Positivismo ou sociologia da ordem. Comte e Durkheim"

Transcrição

1 Positivismo ou sociologia da ordem Comte e Durkheim

2 Por que a palavra positivismo? Positivo: o que é palpável, baseado nos fatos; o que pode ser observado. Para Comte, o termo positivo designa o real em oposição ao quimérico (sonhos), a certeza em oposição à indecisão, o preciso em oposição ao vago. Portanto, o estado positivo corresponde à maturidade do espírito humano, objetivo de toda educação daí em diante. (ARANHA, Maria Lúcia. MARTINS, Maria Helena. Filosofando. São Paulo: Moderna,2009. p.187)

3 Positivismo Positivismo: sustenta que a ciência deveria estar preocupada somente com entidades observáveis que são conhecidas diretamente pela experiência. Baseando-se em cuidadosas observações sensoriais, pode-se inferir as leis que explicam a relação entre os fenômenos observados. Ao entender a relação causal entre os eventos, os cientistas podem então prever como os acontecimentos futuros ocorrerão. Uma abordagem positivista da sociologia acredita na produção de conhecimento sobre a sociedade, baseada em evidências empíricas tiradas a partir da observação, da comparação e da experimentação. (GIDDENS, 2005, p.28) Conjunto de postulados para modificar, por meio dos novos métodos das ciências daquela época, a forma de pensamento e atitudes das pessoas. A ciência teria um objetivo político, isto é uma finalidade: ela deveria ser um instrumento para a análise da sociedade a fim de conhecê-la melhor. O lema era: conhecer para prever, prever para prover, ou seja, o conhecimento deveria existir para fazer previsões e também para dar a solução para os problema sociais. A sociologia poderia propor reforma das instituições. Dar soluções para os problemas. PERIGO!!!!! Quem iria prever? Para quem?

4 Positivismo Primeiro a Física social : os fenômenos sociais poderiam ser compreendidos tal como se compreende os fenômenos físicos. A palavra sociologia surgiu depois. Uma preocupação dos positivistas: como organizar a nova sociedade? Dois princípios que explicariam o funcionamento da sociedade. ORDEM PROGRESSO O PROGRESSO subordinado à ORDEM

5 Auguste Comte ( ) Inventou a palavra sociologia. Antes utilizava o termo física social Ciência positiva : Ele acreditava que a sociologia deveria aplicar os mesmos métodos científicos rigorosos ao estudo da sociedade que a física ou a química usam no estudo do mundo físico. Preocupava-se com os problemas sociais que marcaram o seu tempo. Mas era uma preocupação elitista.

6 Émile Durkheim ( ) A sociedade é o foco da análise de Durkheim. Responsável pela inclusão da sociologia na universidade. Discordava das teorias socialistas. Preocupa-se com a questão da ordem social. O que manteria a sociedade unida (coesa) e a impediria de descer ao caos? Busca compreender as diferentes formas de solidariedades nas diferentes sociedades humanas, isto é, o que mantém a coesão social nessas sociedades. Solidariedade Mecânica (pequena Divisão do Trabalho) Solidariedade Orgânica (sociedades complexas grande divisão do trabalho). Define a sociologia como ciência que estuda o fato social.

7 O fato social Fato social: todo objeto da ciência social é coisa. Os fatos sociais devem ser tratados como coisa. Os sentimentos, deveres e costumes são criações externas à nossa vontade. São prontas, independentes da consciência individual. Características do fato social: anterioridade exterioridade coercitividade

8 A divisão do trabalho Base de toda a Sociologia de Durkheim. Diferentemente de Marx, Durkheim considera a D.T. como fonte de civilização. Ela torna solidárias as funções divididas. Torna possível a sociedade complexa. Se a divisão do trabalho não produz solidariedade, é porque se está num estado de anomia Se na nossa sociedade ela degrada a condição humana, então necessário descobrir os desvios.

9 A anomia Anomia: ausência de normas ou regras de organização. O sentido de desregramento é mais forte do que o de orientação às regras. A anomia pode ser verificada em épocas de transição social. A inadequação do indivíduo às regras do seu tempo, produz o indivíduo anômico.

10 A CIÊNCIA VISTA POR MAX WEBER, MARX E DURKHEIM DURKHEIM e COMTE (positivistas): a ciência deveria ter uma finalidade (explicar para prover). Preocupam-se em manter a ordem social. WEBER: : rejeita qualquer finalidade para a ciência. A função do cientista é compreender, não propor. Não cabe ao cientista solucionar problemas MARX: : ciência como praxis. Servir para a mudança social (a revolução). Até agora os filósofos se preocuparam em compreeder o mundo; cabe agora transformá-lo. lo. Não tinha a preocupação em fundar uma ciência da sociedade, como Comte.

11 BIBLIOGRAFIA ARANHA, ARANHA, Maria Lúcia. MARTINS, Maria Helena. Filosofando. São Paulo: Moderna,2009. p.187) ARON, Raymond. As etapas do pensamento sociológico. São Paulo: Martins Fontes, CHARLOT, Bernard. O "Filho do Homem": obrigado a aprender para ser (uma perspectiva antropológica). In.: CHARLOT, Bernard. Da Relação com o saber Da Relação com o saber. Elementos para uma teoria. In: CHARLOT, Bernard. Porto Alegre: ArtMed, DURKHEIM, Emile. As Regras do Método Sociológico. São Paulo: Editora Nacional, DURKHEIM, Èmile. Educação e Sociologia. São Paulo: Melhoramentos, DURKHEIM, Emile. Las formas elementales de la vida religiosa. Buenos Aires: Ediciones Schapire, GIDDENS, Anthony. Capitalismo e moderna teoria Social. Uma análise das obras de Marx, Durkheim e Max Weber. Lisboa: Editorial Presença, GIDDENS, Anthony. Sociologia. Porto Alegre: ArtMed, LALLEMENT, Michel. História das idéias sociológicas. Das origens a Max Weber. Petrópolis: Vozes, 2005 (Vol.1). RODRIGUES, José Albertino (org.). Durkheim. São Paulo: Ática, 2000.

Sociologia Organizacional

Sociologia Organizacional Sociologia Organizacional Aula 2 Organização da Aula Aula 2 - a institucionalização da sociologia: o estudo de August Comte e Emile Durkheim Prof. Me. Anna Klamas A perspectiva sociológica da análise social

Leia mais

Sociologia - Resumo Romero - 2014

Sociologia - Resumo Romero - 2014 Sociologia - Resumo Romero - 2014 [imaginação Sociológica] Ao utilizar este termo Giddens refere-se a uma certa sensibilidade que deve cercar a análise sociológica. As sociedades industriais modernas só

Leia mais

Objetivos da aula: Emile Durkheim. Ciências Sociais. Emile Durlheim e o estatuto da cientificidade da sociologia. Profa. Cristiane Gandolfi

Objetivos da aula: Emile Durkheim. Ciências Sociais. Emile Durlheim e o estatuto da cientificidade da sociologia. Profa. Cristiane Gandolfi Ciências Sociais Profa. Cristiane Gandolfi Emile Durlheim e o estatuto da cientificidade da sociologia Objetivos da aula: Compreender o pensamento de Emile Durkheim e sua interface com o reconhecimento

Leia mais

Lista de exercícios Sociologia- 1 ano- 1 trimestre

Lista de exercícios Sociologia- 1 ano- 1 trimestre Lista de exercícios Sociologia- 1 ano- 1 trimestre 01-O homo sapiens moderno espécie que pertencemos se constitui por meio do grupo, ou seja, sociedade. Qual das características abaixo é essencial para

Leia mais

Anna Catharinna 1 Ao contrário da palavra romântico, o termo realista vai nos lembrar alguém de espírito prático, voltado para a realidade, bem distante da fantasia da vida. Anna Catharinna 2 A arte parece

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

EXERCÍCIOS - SOCIOLOGIA - POSITIVISMO

EXERCÍCIOS - SOCIOLOGIA - POSITIVISMO 1. A sociologia nasce no séc. XIX após as revoluções burguesas sob o signo do positivismo elaborado por Augusto Comte. As características do pensamento comtiano são: a) a sociedade é regida por leis sociais

Leia mais

Introdução à sociologia de Durkheim.

Introdução à sociologia de Durkheim. 1 Introdução à sociologia de Durkheim. 1. O Indivíduo e a Sociedade O indivíduo e a sociedade, para Durkheim, compõem uma inter-relação conjugada, onde uma parte pertence ao outro em harmonia constante.

Leia mais

MARX, DURKHEIM, WEBER - REVISÃO -

MARX, DURKHEIM, WEBER - REVISÃO - Sociologia 3ª série Ensino Médio MARX, DURKHEIM, WEBER - REVISÃO - Danilo Arnaldo Briskievicz Os Clássicos da Sociologia No século XIX, três pensadores desenvolveram teorias buscando explicar a sociedade

Leia mais

HISTÓRICO DA SOCIOLOGIA

HISTÓRICO DA SOCIOLOGIA HISTÓRICO DA SOCIOLOGIA Curso: Ensino Médio Integrado Prof. MSc. Manoel dos Passos da Silva Costa 1 POSITIVISMO Primeira corrente de pensamento sociológico; Sistematiza cientificamente alguns princípios

Leia mais

Conteúdo: Habilidades: A religião na visão dos autores clássicos da Sociologia

Conteúdo: Habilidades: A religião na visão dos autores clássicos da Sociologia Conteúdo: A religião na visão dos autores clássicos da Sociologia Habilidades: Reconhecer a religião como uma instituição social e objeto de estudo das Ciências Sociais; Conhecimento Teológico A religião

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL CRISTO REI ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

COLÉGIO ESTADUAL CRISTO REI ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO COLÉGIO ESTADUAL CRISTO REI ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO Rua das Ameixeiras, 119 Núcleo Cristo Rei Fone/Fax: 0xx 42 3624 3095 CEP 85060-160 Guarapuava Paraná PLANO DE TRABALHO DOCENTE 2015 Professor(a):

Leia mais

Capítulo 2: O Pólo da Sociedade

Capítulo 2: O Pólo da Sociedade Capítulo 2: O Pólo da Sociedade A importância da sociedade na educação resulta óbvia, já que é para produzir cidadãos capacitados para viver em sociedade que, em grande medida, os sistemas educativos existem

Leia mais

Gustavo Noronha Silva. Clássicos da Sociologia: Marx, Durkheim e Weber

Gustavo Noronha Silva. Clássicos da Sociologia: Marx, Durkheim e Weber Gustavo Noronha Silva Clássicos da Sociologia: Marx, Durkheim e Weber Universidade Estadual de Montes Claros / UNIMONTES abril / 2003 Gustavo Noronha Silva Clássicos da Sociologia: Marx, Durkheim e Weber

Leia mais

Émile Durkheim e o pensamento positivista (1858-1917)

Émile Durkheim e o pensamento positivista (1858-1917) Émile Durkheim e o pensamento positivista (1858-1917) O que é fato social: Durkheim definiu o objeto de estudo, o método e as aplicações da Sociologia como ciência. Objeto de estudo da Sociologia definido

Leia mais

A Sociologia de ÉMILE DÜRKHEIM (1858 1917)

A Sociologia de ÉMILE DÜRKHEIM (1858 1917) A Sociologia de ÉMILE DÜRKHEIM (1858 1917) Instituto de Filosofia, Sociologia e Política Disciplina: Fundamentos de Sociologia Prof. Francisco E. B. Vargas Pelotas, abril de 2015 I CONCEPÇÃO DE CIÊNCIA

Leia mais

SOCIOLOGIA GERAL E DA EDUCAÇÃO

SOCIOLOGIA GERAL E DA EDUCAÇÃO SOCIOLOGIA GERAL E DA EDUCAÇÃO Universidade de Franca Graduação em Pedagogia-EAD Profa.Ms.Lucimary Bernabé Pedrosa de Andrade 1 Objetivos da disciplina Fornecer elementos teórico-conceituais da Sociologia,

Leia mais

INDIVÍDUO E SOCIEDADE NO PENSAMENTO DE DURKHEIM 1

INDIVÍDUO E SOCIEDADE NO PENSAMENTO DE DURKHEIM 1 1 INDIVÍDUO E SOCIEDADE NO PENSAMENTO DE DURKHEIM 1 Rogério José de Almeida 2 No presente trabalho, tem-se por objetivo fazer uma breve análise da relação entre indivíduo e sociedade na obra durkheimiana.

Leia mais

Marx, Durkheim e Weber, referências fundamentais

Marx, Durkheim e Weber, referências fundamentais INTRODUÇÃO À sociologia Marx, Durkheim e Weber, referências fundamentais introdução à S Maura Pardini Bicudo Véras O CIO LO GIA Marx, Durkheim e Weber, referências fundamentais Direção editorial Claudiano

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA DE ALUNOS E PORTADOR DE DIPLOMA DE GRADUAÇÃO PRIMEIRO SEMESTRE - 2016 ANEXO VI CURSO DE PSICOLOGIA 1º PERÍODO

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA DE ALUNOS E PORTADOR DE DIPLOMA DE GRADUAÇÃO PRIMEIRO SEMESTRE - 2016 ANEXO VI CURSO DE PSICOLOGIA 1º PERÍODO 1 Conteúdos conceituais ANEXO VI CURSO DE PSICOLOGIA 1º PERÍODO CONSTRUÇÃO DO PENSAMENTO PSICOLÓGICO Definição dos conceitos de conhecimento científico e de senso comum; Estudo do processo de obtenção

Leia mais

Ementa. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2º Semestre 2006 ANO DO CURSO 1º ano

Ementa. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2º Semestre 2006 ANO DO CURSO 1º ano UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2º Semestre 2006 ANO DO CURSO 1º ano Curso: Ciências Econômicas Modalidade: Bacharelado Turno: Noturno

Leia mais

OFICINA DA PESQUISA ÉTICA, POLÍTICA E SOCIEDADE

OFICINA DA PESQUISA ÉTICA, POLÍTICA E SOCIEDADE OFICINA DA PESQUISA ÉTICA, POLÍTICA E SOCIEDADE Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br A FORMAÇÃO DA MORAL OCIDENTAL A FILOSOFIA CONTEMPORÂNEA

Leia mais

Apresentando Émile Durkheim (pág 25)

Apresentando Émile Durkheim (pág 25) Apresentando Émile Durkheim (pág 25) Émile Durkheim nasceu em Épinal, França, em 1858, e morreu em Paris em novembro de 1917. Foi influenciado pelo positivismo de Auguste Comte, considerado o pai da Sociologia

Leia mais

AS REGRAS DO MÉTODO SOCIOLÓGICO ÉMILE DURKHEIM

AS REGRAS DO MÉTODO SOCIOLÓGICO ÉMILE DURKHEIM AS REGRAS DO MÉTODO SOCIOLÓGICO DE ÉMILE DURKHEIM Prof. Railton Souza OBJETO Na obra As Regras do Método Sociológico, publicada em 1895 Émile Durkheim estabelece um objeto de investigação para a sociologia

Leia mais

PSVS/UFES 2013 MATEMÁTICA 1ª QUESTÃO. O domínio da função real dada por 2ª QUESTÃO. Uma equação da reta tangente ao gráfico de no ponto é 3ª QUESTÃO

PSVS/UFES 2013 MATEMÁTICA 1ª QUESTÃO. O domínio da função real dada por 2ª QUESTÃO. Uma equação da reta tangente ao gráfico de no ponto é 3ª QUESTÃO MATEMÁTICA 1ª QUESTÃO O domínio da função real dada por 2ª QUESTÃO Uma equação da reta tangente ao gráfico de no ponto 3ª QUESTÃO A assíntota horizontal do gráfico de a reta de equação GRUPO 3 PROVA DE

Leia mais

Exercícios MÓD I Sociologia Organizacional Tânia Pereira

Exercícios MÓD I Sociologia Organizacional Tânia Pereira Exercícios MÓD I Sociologia Organizacional Tânia Pereira PERGUNTAS DE UM TRABALHADOR QUE LÊ. Bertold Brecht Quem construiu a Tebas de sete portas? Nos livros estão os nomes dos reis. Arrastaram eles os

Leia mais

Contextualizar alguns dos principais métodos científicos. Conhecer as tendências contemporâneas da pesquisa em educação

Contextualizar alguns dos principais métodos científicos. Conhecer as tendências contemporâneas da pesquisa em educação PLANO DE CURSO 1 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1.1 Instituição: Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia UESB 1.2 Programa de Pós-Graduação em Educação PPGEd 1.3 Curso: Mestrado em Educação 1.4 Disciplina:

Leia mais

O POSITIVISMO DE ÉMILE DURKHEIM, ENFATIZANDO AS SOLIDARIEDADES MECÂNICA E ORGÂNICA

O POSITIVISMO DE ÉMILE DURKHEIM, ENFATIZANDO AS SOLIDARIEDADES MECÂNICA E ORGÂNICA 1 DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E FILOSOFIA- DCHF LICENCIATURA EM LETRAS COM A LÍNGUA INGLESA SOCIOLOGIA PROFESSOR: ANTÔNIO LIMA DA ANUNCIAÇÃO JOÃO BOSCO DA SILVA (prof.bosco.uefs@gmail.com) O POSITIVISMO

Leia mais

Émile Durkheim 1858-1917

Émile Durkheim 1858-1917 Émile Durkheim 1858-1917 Epistemologia Antes de criar propriamente o seu método sociológico, Durkheim tinha que defrontar-se com duas questões: 1. Como ele concebia a relação entre indivíduo e sociedade

Leia mais

Introdução a Sociologia. 1º ano do EM Professor: Fabiano Rodrigues

Introdução a Sociologia. 1º ano do EM Professor: Fabiano Rodrigues Introdução a Sociologia 1º ano do EM Professor: Fabiano Rodrigues O que é a Sociedade? O que é a Sociologia? O que podemos aprender com a Sociologia? O que estudamos em Sociologia? Estudamos a nós mesmos.

Leia mais

Os Clássico da Sociologia: uma análise dos conceitos de alienação, anomia e racionalização em Marx, Durkheim e Weber

Os Clássico da Sociologia: uma análise dos conceitos de alienação, anomia e racionalização em Marx, Durkheim e Weber 41 Os Clássico da Sociologia: uma análise dos conceitos de alienação, anomia e racionalização em Marx, Durkheim e Weber Antonio Cavalcante de Almeida 1 INTRODUÇÃO O estudo dos principais conceitos da teoria

Leia mais

SOBRE POSITIVISMO E EDUCAÇÃO

SOBRE POSITIVISMO E EDUCAÇÃO SOBRE POSITIVISMO E EDUCAÇÃO Sobre positivismo e educação Jamil Ibrahim Iskandar * Maria Rute Leal ** Resumo Este trabalho apresenta uma reflexão sobre a educação segundo a filosofia positivista e, particularmente,

Leia mais

Sociologia Contemporânea

Sociologia Contemporânea Sociologia Contemporânea Autora Maria Clara Ramos Nery 2007 IESDE Brasil S.A. É proibida a reprodução, mesmo parcial, por qualquer processo, sem autorização por escrito dos autores e do detentor dos direitos

Leia mais

ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL

ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL É muito comum ler em notas de jornais, revistas, internet sobre as classes sociais, geralmente são classificadas da seguinte maneira: classe A, B, C, D, E. No mês de julho de 2008,

Leia mais

CONTEÚDO - Recuperação 2º Semestre

CONTEÚDO - Recuperação 2º Semestre DISCIPLINA : História Prof. : Silena 6º ANO CONTEÚDO - Recuperação 2º Semestre -Origem lendária de Roma; -Império Franco (Carlos Magno e seus funcionáris reais); -Importância do Coliseu; -Império bizantino

Leia mais

Aulão Sociologia, atualidades e Dicas ENEM. Professor: Robson UP Centro Educacional

Aulão Sociologia, atualidades e Dicas ENEM. Professor: Robson UP Centro Educacional Aulão Sociologia, atualidades e Dicas ENEM Professor: Robson UP Centro Educacional Conceitos de Karl Marx: mais-valia, alienação do indivíduo social e materialismo histórico Cidadania Conceitos de Émile

Leia mais

SOCIOLOGIA. Da Era Medieval ao Iluminismo

SOCIOLOGIA. Da Era Medieval ao Iluminismo O nascimento da Sociologia Módulo I SOCIOLOGIA Da Era Medieval ao Iluminismo Profª Flores e-mail: marifflores@yahoo.com.br Qual a importância da sociologia? Uma das preocupações da Sociologia é formar

Leia mais

INTRODUÇÃO. Maria Manuel Serrano 1

INTRODUÇÃO. Maria Manuel Serrano 1 INTRODUÇÃO Maria Manuel Serrano 1 Os atributos de estática e dinâmica social foram conferidos à sociedade primeiramente por Auguste Comte (1798-1857). Enquanto modelo concreto de explicação sociológica,

Leia mais

Sociologia Organizacional. Aula 1. Contextualização. Organização da Disciplina. Aula 1. Contexto histórico do aparecimento da sociologia

Sociologia Organizacional. Aula 1. Contextualização. Organização da Disciplina. Aula 1. Contexto histórico do aparecimento da sociologia Sociologia Organizacional Aula 1 Organização da Disciplina Aula 1 Contexto histórico do aparecimento da sociologia Aula 2 Profa. Me. Anna Klamas A institucionalização da sociologia: August Comte e Emile

Leia mais

A Sociologia de Weber

A Sociologia de Weber Material de apoio para Monitoria 1. (UFU 2011) A questão do método nas ciências humanas (também denominadas ciências históricas, ciências sociais, ciências do espírito, ciências da cultura) foi objeto

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 PLANO DE CURSO

Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 PLANO DE CURSO C U R S O D E E N G E N H A R I A D E P R O D U Ç Ã O Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 Componente Curricular: Sociologia Código: ENGP-191 Pré-requisito: - Período Letivo:

Leia mais

A Sociologia Compreensiva. De Max Weber

A Sociologia Compreensiva. De Max Weber A Sociologia Compreensiva De Max Weber Problematização O comportamento social é espontâneo, individual e descolado do passado? Max Weber Maximillian Carl Emil Weber Nasceu em 1864 na cidade de Erfurt (Alemanha),

Leia mais

1. Introdução às Ciências Sociais e o Positivismo

1. Introdução às Ciências Sociais e o Positivismo 1. Introdução às Ciências Sociais e o Positivismo A Sociologia nasceu como disciplina científica no século XIX, no contexto de formação e consolidação da sociedade capitalista. Tornou-se evidente que as

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA PLANO DE ENSINO 2011-1 DISCIPLINA: Estudos filosóficos em educação I - JP0003 PROFESSOR: Dr. Lúcio Jorge Hammes I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Carga Horária Teórica: 60 (4 créditos) II EMENTA Aborda os pressupostos

Leia mais

FILOSOFIA. Fernando Pessoa FILOSOFIA

FILOSOFIA. Fernando Pessoa FILOSOFIA Fernando Pessoa FILOSOFIA FILOSOFIA Se há um assunto eminentemente filosófico é a classificação das ciências. Pertence à filosofia e a nenhuma outra ciência. É só no ponto de vista mais genérico que podemos

Leia mais

Weber e o estudo da sociedade

Weber e o estudo da sociedade Max Weber o homem Maximilian Karl Emil Weber; Nasceu em Erfurt, 1864; Iniciou seus estudos na cidade de Heidelberg Alemanha; Intelectual alemão, jurista, economista e sociólogo; Casado com Marianne Weber,

Leia mais

XI Encontro de Iniciação à Docência

XI Encontro de Iniciação à Docência 4CCAEDHMT01-P A IMPORTÂNCIA EPISTEMOLÓGICA DA METODOLOGIA DE PESQUISA NAS CIÊNCIAS SOCIAIS Ozilma Freire dos Santos (1) Deyve Redyson (3). Centro de Ciências Aplicadas e Educação/Departamento de Hotelaria/MONITORIA

Leia mais

SOCIOLOGIA Vestibular UFU 1ª Fase 04 Junho 2011

SOCIOLOGIA Vestibular UFU 1ª Fase 04 Junho 2011 QUESTÃO 51 A questão do método nas ciências humanas (também denominadas ciências históricas, ciências sociais, ciências do espírito, ciências da cultura) foi objeto de intenso debate entre intelectuais

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO. 1. Quais foram as principais características da escolástica? Cite alguns de seus pensadores.

LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO. 1. Quais foram as principais características da escolástica? Cite alguns de seus pensadores. LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO 1. Quais foram as principais características da escolástica? Cite alguns de seus pensadores. 2. Como acontecia a aprendizagem nas escolas no período medieval? Quem era apto

Leia mais

MATERIAL COMPLEMENTAR

MATERIAL COMPLEMENTAR SOCIOLOGIA Ciências Humanas MATERIAL COMPLEMENTAR - 1º ANO PROFESSOR(A): EDUARDO MONTEIRO Fev 2015 EFG-BH O COMEÇO DE TUDO A REVOLUÇÃO INDUTRIAL Por que iniciarmos um livro de sociologia dando ênfase à

Leia mais

Sociologia. Professor: Matheus Bortoleto Rodrigues E-mail: bortoletomatheus@yahoo.com.br Escola: Dr. José Ferreira

Sociologia. Professor: Matheus Bortoleto Rodrigues E-mail: bortoletomatheus@yahoo.com.br Escola: Dr. José Ferreira Sociologia Professor: Matheus Bortoleto Rodrigues E-mail: bortoletomatheus@yahoo.com.br Escola: Dr. José Ferreira [...] tudo o que é real tem uma natureza definida que se impõe, com a qual é preciso contar,

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» SOCIOLOGIA E METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA «

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» SOCIOLOGIA E METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA « CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» SOCIOLOGIA E METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA «21. Assinale a alternativa que caracteriza a acumulação primitiva, segundo o pensamento de Karl Marx. a) O processo de separação

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO MILTON CAMPOS PROGRAMA INTERDISCIPLINAR FACULDADE VIVA TRABALHO INTERDISCIPLINAR: 1º PERÍODO

FACULDADE DE DIREITO MILTON CAMPOS PROGRAMA INTERDISCIPLINAR FACULDADE VIVA TRABALHO INTERDISCIPLINAR: 1º PERÍODO FACULDADE DE DIREITO MILTON CAMPOS PROGRAMA INTERDISCIPLINAR FACULDADE VIVA TRABALHO INTERDISCIPLINAR: 1º PERÍODO NOVA LIMA 2015 ROTEIRO PARA EXECUÇÃO DO TRABALHO INTERDISCIPLINAR 1 OBRA A revolução dos

Leia mais

SOCIOLOGIA Prof.Ms.Nara Suzana Stainr Pires

SOCIOLOGIA Prof.Ms.Nara Suzana Stainr Pires SOCIOLOGIA Prof.Ms.Nara Suzana Stainr Pires ÉMILE DURKHEIM 1858-1917 Sua Obra e historia. linhagem de oito gerações de rabinos (Epinal França). na adolescência, rechaçou sua herança e tornou-se agnóstico.

Leia mais

Principais Sociólogos

Principais Sociólogos Principais Sociólogos 1. (Uncisal 2012) O modo de vestir determina a identidade de grupos sociais, simboliza o poder e comunica o status dos indivíduos. Seu caráter institucional assume grande importância

Leia mais

O PENSAMENTO SOCIOLÓGICO: AUGUSTO COMTE RESUMO. sociologia. Comte, como pai da sociologia positivista adquiriu conhecimento dedicando ao

O PENSAMENTO SOCIOLÓGICO: AUGUSTO COMTE RESUMO. sociologia. Comte, como pai da sociologia positivista adquiriu conhecimento dedicando ao 1 O PENSAMENTO SOCIOLÓGICO: AUGUSTO COMTE Rosemary Dias Ribeiro Rodrigues 1 RESUMO Desenvolveu o Positivismo corrente sociológico, é um dos fundadores da sociologia. Comte, como pai da sociologia positivista

Leia mais

O nascimento da sociologia. Prof. Railton Souza

O nascimento da sociologia. Prof. Railton Souza O nascimento da sociologia Prof. Railton Souza Áreas do Saber MITO RELIGIÃO ARTES FILOSOFIA CIÊNCIA SENSO COMUM CIÊNCIAS NATURAIS OU POSITIVAS ASTRONOMIA FÍSICA QUÍMICA BIOLOGIA MATEMÁTICA (FERRAMENTA

Leia mais

Max Weber. Sociologia Compreensiva

Max Weber. Sociologia Compreensiva Max Weber Sociologia Compreensiva Índice Max Weber: Vida e obra Uma teia de sentidos Desencantamento do mundo e racionalização Tipos puros 1. O conceito de ação social 1.1 Ação racional com relação a objetivos

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS»SOCIOLOGIA«21. Max Weber percebe a sociedade através do conceito de ação social, a qual se materializa através da interação entre os homens em prol de uma dominação social. Que

Leia mais

Sumário. Agradecimentos... 7 Introdução... 15 SOCIOLOGIA. 2.3.4.1. Primeiro momento da alienação... 43 2.3.4.2. Segundo momento da alienação...

Sumário. Agradecimentos... 7 Introdução... 15 SOCIOLOGIA. 2.3.4.1. Primeiro momento da alienação... 43 2.3.4.2. Segundo momento da alienação... Cód. barras: STJ00095025 (2013) Sumário Agradecimentos... 7 Introdução....................... 15 Parte I SOCIOLOGIA 1. Origens da Sociologia... 27 1.1. As origens históricas e conceituais da Sociologia...

Leia mais

Governo do Estado do Ceará Universidade Estadual do Ceará UECE Mestrado Acadêmico em Políticas Públicas e Sociedade PROGRAMA 2015.

Governo do Estado do Ceará Universidade Estadual do Ceará UECE Mestrado Acadêmico em Políticas Públicas e Sociedade PROGRAMA 2015. Governo do Estado do Ceará Universidade Estadual do Ceará UECE Mestrado Acadêmico em Políticas Públicas e Sociedade PROGRAMA 2015.1 DISCIPLINA: Teoria Sociológica I PROFESSORES: Rosemary de Oliveira Almeida

Leia mais

Introdução à Sociologia Clássica 1

Introdução à Sociologia Clássica 1 Introdução à Sociologia Clássica 1 Eleandro Moi 2 A sociologia constitui um projeto intelectual tenso e contraditório. Para alguns ela representa uma poderosa arma a serviço dos interesses dominantes,

Leia mais

POSITIVISMO E EDUCAÇÃO: Breves análises sobre a influência do positivismo na educação.

POSITIVISMO E EDUCAÇÃO: Breves análises sobre a influência do positivismo na educação. POSITIVISMO E EDUCAÇÃO: Breves análises sobre a influência do positivismo na educação. Autor: FERNANDES, Marcel Sena Mestrando do Programa da Pós-Graduação em Educação da Universidade Nove de Julho. São

Leia mais

INDIVIDUALISMO ÉMILE DURKHEIM. * Os fatos sociais são regras jurídicas, morais e sistemas financeiros.

INDIVIDUALISMO ÉMILE DURKHEIM. * Os fatos sociais são regras jurídicas, morais e sistemas financeiros. INDIVIDUALISMO ÉMILE DURKHEIM Fato Social - Exterioridade (o fato social é exterior ao indivíduo). - Coercitividade. - Generalidade (o fato social é geral). * Os fatos sociais são regras jurídicas, morais

Leia mais

Max WEBER. Apresentando Max Weber. Principais contribuições: 1864-1920 TEMPOS MODERNOS OS CAMINHOS DA RACIONALIDADE

Max WEBER. Apresentando Max Weber. Principais contribuições: 1864-1920 TEMPOS MODERNOS OS CAMINHOS DA RACIONALIDADE Max WEBER 1864-1920 TEMPOS MODERNOS Apresentando Max Weber Principais contribuições: OS CAMINHOS DA RACIONALIDADE O PROTESTANTISMO E O ESPÍRITO DO CAPITALISMO O MUNDO DESENCANTADO Apresentando Max Weber

Leia mais

Rompimentos Alienação e estruturas sociais Leituras do capitalismo e o direito

Rompimentos Alienação e estruturas sociais Leituras do capitalismo e o direito Marx e o Direito 1 Rompimentos Alienação e estruturas sociais Leituras do capitalismo e o direito Bibliografia: DEFLEM, Mathiew. Sociology of Law. Cambridge: CUP, 2008. FERREIRA, Adriano de Assis. Questão

Leia mais

EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E SUA INTERFACE COM A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E SUA INTERFACE COM A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E SUA INTERFACE COM A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Manoel Santos da Silva (IFAL) manoel.silva@ifal.edu.br RESUMO Este trabalho percorre por alguns questionamentos sobre

Leia mais

Direito para Durkheim: coercitivo exterior geral

Direito para Durkheim: coercitivo exterior geral Apostila 4 Revisão aula anterior: Direito para Durkheim: O objetivo principal de uma Sociologia do Direito em Durkheim é perceber a relação entre as regras morais e a elaboração das leis escritas, bem

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS De acordo com o comando a que cada um dos itens de 51 a 120 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com

Leia mais

SIMULADO DE SOCIOLOGIA

SIMULADO DE SOCIOLOGIA SIMULADO DE SOCIOLOGIA 1) O que é Sociologia? a) ( ) Ciência que estuda a relação do homem com a natureza. b) ( ) Ciência que estuda o meio ambiente. c) ( ) Ciência que estuda os grupos, sua organização

Leia mais

Idealismo - corrente sociológica de Max Weber, se distingui do Positivismo em razão de alguns aspectos:

Idealismo - corrente sociológica de Max Weber, se distingui do Positivismo em razão de alguns aspectos: A CONTRIBUIÇÃO DE MAX WEBER (1864 1920) Max Weber foi o grande sistematizador da sociologia na Alemanha por volta do século XIX, um pouco mais tarde do que a França, que foi impulsionada pelo positivismo.

Leia mais

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS SOCIOLOGIA DO DIREITO

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS SOCIOLOGIA DO DIREITO PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS SOCIOLOGIA DO DIREITO P á g i n a 1 Questão 1. Émile Durkheim demonstrou por meio de seus estudos a relação entre as manifestações de solidariedade existentes na sociedade

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA SOCIOLÓGICA DE MAX WEBER PARA EDUCAÇÃO. Introdução

CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA SOCIOLÓGICA DE MAX WEBER PARA EDUCAÇÃO. Introdução CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA SOCIOLÓGICA DE MAX WEBER PARA EDUCAÇÃO Guilherme Costa Garcia Tommaselli 1 Luis Paulo Santos Bezerra 2 Introdução Este artigo tem como objetivo realizar uma reflexão sobre a educação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES E SELEÇÃO MESTRADO - 2016 1. ABERTURA A Comissão

Leia mais

Max Weber. Sociologia Compreensiva

Max Weber. Sociologia Compreensiva Max Weber Sociologia Compreensiva Índice Max Weber: Vida e obra Uma teia de sentidos 1. O conceito de ação social 1.1 Ação tradicional 1.2 Ação afetiva 1.3 Ação racional com relação a valores 1.4 Ação

Leia mais

Mudança e transformação social

Mudança e transformação social 7 Mudança e transformação social Unidade Não existem sociedades sem mudanças. Há transformações maiores, que atingem toda a humanidade, e menores, que acontecem no cotidiano das pessoas. Normalmente elas

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE SOCIOLOGIA 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO PROFESSOR

Leia mais

DAS NECESSIDADES DE FORMAÇÃO DOS PROFESSORES DE MÚSICA NA EDUCAÇÃO BÁSICA

DAS NECESSIDADES DE FORMAÇÃO DOS PROFESSORES DE MÚSICA NA EDUCAÇÃO BÁSICA DAS NECESSIDADES DE FORMAÇÃO DOS PROFESSORES DE MÚSICA NA EDUCAÇÃO BÁSICA Resumo GONÇALVES, Rita Maria UNISANTOS ritagoncalves02@hotmail.com ABDALLA, Maria de Fátima Barbosa UNISANTOS mfabdalla@uol.com.br

Leia mais

AÇÃO SOCIAL. Exemplo de AÇÃO SOCIAL 25/3/2011 A MAX WEBER. Vida e Obra de Max Weber. Max Weber (Contexto) Maximillian Carl Emil Weber (1864-1920)

AÇÃO SOCIAL. Exemplo de AÇÃO SOCIAL 25/3/2011 A MAX WEBER. Vida e Obra de Max Weber. Max Weber (Contexto) Maximillian Carl Emil Weber (1864-1920) A MAX WEBER Vida e Obra de Maximillian Carl Emil Weber (1864-1920) Erfurt/Alemanha (Contexto) 1830: Alemanha - país mais atrasado da Europa Origem burguesa, origem protestante e religiosa, família de comerciantes

Leia mais

Aula5 TEORIAS CLÁSSICAS DA SOCIOLOGIA. José Rodorval Ramalho. META Apresentar a diversidade teórica nas origens da sociologia.

Aula5 TEORIAS CLÁSSICAS DA SOCIOLOGIA. José Rodorval Ramalho. META Apresentar a diversidade teórica nas origens da sociologia. Aula5 TEORIAS CLÁSSICAS DA SOCIOLOGIA META Apresentar a diversidade teórica nas origens da sociologia. OBJETIVOS Ao fi nal desta aula, o aluno deverá: identificar o conceito de modernidade com base no

Leia mais

24 de Janeiro de 2010

24 de Janeiro de 2010 Pontifícia Universidade Católica do Paraná Concurso Público da Companhia Paranaense de Energia - COPEL 24 de Janeiro de 2010 CARGO Nº 21 ANALISTA SOCIOAMBIENTAL JÚNIOR N.º DO CARTÃO NOME (LETRA DE FORMA)

Leia mais

Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc

Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Diálogos - Revista do Departamento de História e do Programa de Pós-Graduação em História ISSN: 1415-9945 rev-dialogos@uem.br Universidade Estadual de Maringá Brasil de Almeida Santos, Antonio Cesar Absolutismo,

Leia mais

A DIVISÃO DO TRABALHO: UMA ANÁLISE COMPARATIVA DAS TEORIAS DE KARL MARX E EMILE DÜRKHEIM

A DIVISÃO DO TRABALHO: UMA ANÁLISE COMPARATIVA DAS TEORIAS DE KARL MARX E EMILE DÜRKHEIM A DIVISÃO DO TRABALHO: UMA ANÁLISE COMPARATIVA DAS TEORIAS DE KARL MARX E EMILE DÜRKHEIM Profa. Érika de Cássia Oliveira Caetano 1 - ÉMILE DÜRKHEIM: A DIVISÃO SOCIAL DO TRABALHO Assim como Auguste Comte,

Leia mais

[Ano] Positivismo, Marxismo e Sociologia Compreensiva. Campus Virtual Cruzeiro do Sul www.cruzeirodovirtual.com.br

[Ano] Positivismo, Marxismo e Sociologia Compreensiva. Campus Virtual Cruzeiro do Sul www.cruzeirodovirtual.com.br [Ano] Positivismo, Marxismo e Sociologia Compreensiva Unidade - Positivismo, Marxismo e Sociologia Compreensiva MATERIAL TEÓRICO 2 O Positivismo e os Primeiros Movimentos Sociológicos Quando falamos em

Leia mais

FATOS SOCIAIS E SOLIDARIEDADE RESUMO. Durkheim.Falaremos de fatos sociais, qualquer norma que é imposta aos indivíduos pela

FATOS SOCIAIS E SOLIDARIEDADE RESUMO. Durkheim.Falaremos de fatos sociais, qualquer norma que é imposta aos indivíduos pela 1 FATOS SOCIAIS E SOLIDARIEDADE Caroline Morais Corrêa RESUMO Explanaremos neste artigo, alguns pensamentos sociológicos sobre David Émile Durkheim.Falaremos de fatos sociais, qualquer norma que é imposta

Leia mais

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SOCIOLOGIA - 1 ANO 2014 (manuscrito)

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SOCIOLOGIA - 1 ANO 2014 (manuscrito) TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SOCIOLOGIA - 1 ANO 2014 (manuscrito) 1- EXPLIQUE o que argumenta a Teoria do Conflito Social. 2- Em que consiste as teses defendidas pelo interacionismo simbólico? 3- O que

Leia mais

SÉRIE/ANO: 1º TURMA(S): Disciplina: Sociologia DATA: / / 2015

SÉRIE/ANO: 1º TURMA(S): Disciplina: Sociologia DATA: / / 2015 SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE MODELO VASCO DOS REIS SÉRIE/ANO:

Leia mais

José Francisco Guimarães O. Rocha Silva 1 ; José Rafael de Souza 2 ; Elessandra Macêdo de Souza Cirilo 3. RESUMO

José Francisco Guimarães O. Rocha Silva 1 ; José Rafael de Souza 2 ; Elessandra Macêdo de Souza Cirilo 3. RESUMO CARACTERIZAÇÃO SOCIOECONÔMICA DE FAMÍLIAS DA COMUNI- DADE CAMPINHOS NO MUNICÍPIO DE VITÓRIA DA CONQUISTA: INOVAÇÃO E TRADIÇÃO DEFINIÇÃO ESTRUTURAL ANCORADA NA SOCIOLOGIA DE EMILE DURKHEIM E MAX WEBER.

Leia mais

O Estado como Ordem Jurídica: análise da Teoria Pura do Direito de Kelsen à Luz do Pensamento de Gramsci

O Estado como Ordem Jurídica: análise da Teoria Pura do Direito de Kelsen à Luz do Pensamento de Gramsci Artigos O Estado como Ordem Jurídica: análise da Teoria Pura do Direito de Kelsen à Luz do Pensamento de Gramsci Rommel Madeiro de Macedo Carneiro Advogado da União, Coordenador de Assuntos Administrativos

Leia mais

Eu to confiando: a prática contraceptiva de implantes subcutâneos na cidade de Porto Alegre/RS.

Eu to confiando: a prática contraceptiva de implantes subcutâneos na cidade de Porto Alegre/RS. XXVII Congreso de la Asociación Latinoamericana de Sociología. Asociación Latinoamericana de Sociología, Buenos Aires, 2009. Eu to confiando: a prática contraceptiva de implantes subcutâneos na cidade

Leia mais

Teorias e Técnicas Psicoterápicas I e II

Teorias e Técnicas Psicoterápicas I e II Teorias e Técnicas Psicoterápicas Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Faculdade de Psicologia Teorias e Técnicas Psicoterápicas I e II Ano letivo: 2014 Créditos: três Períodos: 7º e 8º Objetivos

Leia mais

EMILE DURKHEIM E O FATO SOCIAL

EMILE DURKHEIM E O FATO SOCIAL EMILE DURKHEIM E O FATO SOCIAL EMILE DURKHEIM (1858-1917) -Livro: as regras do Método Sociológicos (1895) -Relações entre indivíduo e sociedade -Contribuição: a sociologia é uma disciplina que pode ser

Leia mais

CAPÍTULO 11 CAMINHOS ABERTOS PELA SOCIOLOGIA. Em cena: A realidade do sonho

CAPÍTULO 11 CAMINHOS ABERTOS PELA SOCIOLOGIA. Em cena: A realidade do sonho CAPÍTULO 11 CAMINHOS ABERTOS PELA SOCIOLOGIA Em cena: A realidade do sonho Uma mapa imaginário ( página 123) A sociologia foi uma criação da sociedade urbana. Com a advento da industrialização as grandes

Leia mais

RESPOSTAS ESPERADAS E GABARITO

RESPOSTAS ESPERADAS E GABARITO 1 RESPOSTAS ESPERADAS E GABARITO PROVA DE SOCIOLOGIA 16/04/2015 TERCEIRAS SÉRIES DO ENSINO MÉDIO PRIMEIRO TRIMESTRE/2015 A fim de facilitar o entendimento da nota atribuída às questões dissertativas da

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS 1510A-04 LEITURAS SOCIOLÓGICAS DO BRASIL EMENTAS DO CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS NÍVEL I Análise da realidade do País na perspectiva sociológica, valendo-se de textos clássicos sobre o Brasil. Discussão de

Leia mais

DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS DFCS

DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS DFCS DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS DFCS ORIENTAÇÕES PARA PROVA ESCRITA CONFORME EDITAL Nº 049/2015 - CONSUN. PROVA ESCRITA: 11/08/2015-9H ÀS 12H A PROVA ESCRITA SERÁ CONSTITUÍDA DE UM TEXTO DISSERTATIVO

Leia mais

ZENUN, Katsue Hamada e; MARKUNAS, Mônica. Tudo que é sólido se desmancha no ar. In:. Cadernos de Sociologia 1: trabalho. Brasília: Cisbrasil-CIB,

ZENUN, Katsue Hamada e; MARKUNAS, Mônica. Tudo que é sólido se desmancha no ar. In:. Cadernos de Sociologia 1: trabalho. Brasília: Cisbrasil-CIB, ZENUN, Katsue Hamada e; MARKUNAS, Mônica. Tudo que é sólido se desmancha no ar. In:. Cadernos de Sociologia 1: trabalho. Brasília: Cisbrasil-CIB, 2009. p. 24-29. CAPITALISMO Sistema econômico e social

Leia mais

(1864-1920) Max Weber: a ética protestante e o espírito do capitalismo

(1864-1920) Max Weber: a ética protestante e o espírito do capitalismo (1864-1920) Max Weber: a ética protestante e o espírito do capitalismo Contexto histórico: Alemanha: organização tardia do pensamento burguês e do Estado nacional. e Humanas na Alemanha: interesse pela

Leia mais

(1724-1804) Immanuel. Kant

(1724-1804) Immanuel. Kant Prof. José Leopoldo Ferreira Antunes Immanuel Kant (1724-1804) Movimento intelectual da segunda metade do século XVIII ("século das luzes") que enfatizava a ciência e a razão como formas efetivas para

Leia mais

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito Instituto de Ensino Superior de Goiás Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito PLANO DE ENSINO 1. IDENTIFICAÇÃO: CURSO: Direito TURMA: 1º Semestre DISCIPLINA: Antropologia e Sociologia

Leia mais