TRÊS VISÕES SOBRE A SOCIEDADE MODERNA: positivismo, racionalismo, materialismo-histórico SOCIOLOGIA DE ÉMILE DURKHEIN ( )

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TRÊS VISÕES SOBRE A SOCIEDADE MODERNA: positivismo, racionalismo, materialismo-histórico SOCIOLOGIA DE ÉMILE DURKHEIN ( )"

Transcrição

1 TRÊS VISÕES SOBRE A SOCIEDADE MODERNA: positivismo, racionalismo, materialismo-histórico SOCIOLOGIA DE ÉMILE DURKHEIN ( ) Compreender a sociedade moderna = observar as diferentes contribuições teóricas das Ciências Sociais. 3 teóricos clássicos da sociologia que criaram concepções para a observação social Émile Durkhein Max Weber Karl Marx A partir deste pensador a sociologia deixou de ser apenas uma ideia e ganhou status de ciência. Durkheim presenciou criações da sociedade moderna como: invenção da eletricidade, do cinema, dos carros de passeio. Criador do organicismo comparando a sociedade a um organismo vivo (cada órgão cumpre sua função para que o todo se mantenha saudável). Na vida social cada indivíduo deve cumprir a sua função, caso contrário a sociedade ficará doente. O que ele fez? Ele denominou os fenômenos estudados de fatos sociais!! Acreditava que os acontecimentos sociais não eram de natureza econômica MAS de natureza moral!! Propôs regras de observação e procedimentos de investigação para estudar os acontecimentos sociais como: crimes, suicídios, família, escola, leis. O indivíduo ao nascer encontra a sociedade pronta. Portanto, a maneira como se comportar, sentir as coisas, curtir a vida, além de serem criadas e estabelecidas pelos outros, são coercitivas, isto é, impositivas. Pois a sociedade prevalece sobre o indivíduo. 1

2 CARACTERÍSTICAS DOS FATOS SOCIAIS 1. Exterioridade: as maneiras de agir, pensar e sentir são exteriores as pessoas, pois existem de herança da sociedade, que são transmitidas de geração para geração e atuam sobre elas independente de sua adesão, portanto não surgem da vontade individual. EX: adotam um idioma, adeptos a determinada religião, usam certo tipo de vestimenta. 2. Coercitividade: os fatos exercem força sobre as pessoas, levando-as a conformar-se com as regras da sociedade em que vivem, ou seja, os indivíduos são obrigados (imposto) a seguir o comportamento estabelecido pelo grupo. EX: quando cumprem suas obrigações eleitorais, submetem a um conjunto de normas familiares. A coerção fica evidente pelas sanções que as pessoas estão sujeitas ao tentarem rebelar-se. 3. Generalidade: o fenômeno é comum a todos os membros de um grupo ou pelo menos na maioria. EX: formas de habitação, formas de relacionamento. CASAMENTO GENERALIDADE = existe pela vontade da maioria de um grupo ou de uma sociedade. Mesmo que alguém não queira se casar, a maioria das pessoas continua querendo. EXTERIORIDADE = se constitui não como resultado das intenções particulares dos indivíduos, mas como resposta às necessidades ou influências do grupo, da comunidade ou da sociedade. COERCITIVIDADE = os mais velhos ficam nos incentivando a casar; não vá ficar pra titia. Então nos vemos obrigados a fazer as mesmas coisas que fazem os demais membros do grupo ou da sociedade a que pertencemos. 2

3 OBJETIVIDADE DO FATO SOCIAL Para os positivistas: a explicação científica exigia que o pesquisador mantivesse certa distância e neutralidade em relação aos fatos (caso contrário nada tinha de científico podendo distorcer a realidade dos fatos). Para Durkheim, a sociedade só pode ser entendida pela própria sociedade e as ações das pessoas não acontecem por acaso = a sociedade as influencia. O que leva uma pessoa a se suicidar? Aconselhava o sociólogo a encarar os fatos sociais como coisas/objetos para ser mais fácil de estudar, observar e mensurar independente do que os indivíduos envolvidos pensassem ou declarassem a seu respeito. UTILIZOU SUA TEORIA Sociedade apresenta: aparentemente seria um ato individual!! Durkheim acreditava que aquilo que ocorria estava ligado com a sociedade (sociedade como um corpo organizado). NORMAL: quando desempenha alguma função importante para a adaptação ou evolução da sociedade (ex: eleições), reflete os valores e as condutas aceitas pela maior parte da população. a família, a igreja, o Estado, a escola, o trabalho, os partidos políticos...são elementos da sociedade com funções específicas, caso um deles venha a falhar, surge no corpo da sociedade aquilo que Durkheim chamou de anomia, ou seja, uma patologia. PATOLÓGICO: é aquele que se encontra fora dos limites permitidos pela ordem social e pela moral vigente (ex: criminalidade nas grandes cidades). 3

4 Obra: O suicídio (1897) foi considerada uma das pioneiras da investigação social empírica. Com base na análise de dados obtidos em registros documentais, demonstrou com a ocorrência de suicídios varia conforme o grau de integração do grupo social do qual o indivíduo faz parte. Durkheim verificou 3 categorias de suicídios 1.Suicídio altruísta: um indivíduo valoriza a sociedade mais do que a ele mesmo, ou seja, os laços que o unem à sociedade são muito fortes. EX: 11 de setembro de 2001 = homens, em atos aparentemente loucos, pilotavam aviões que se chocaram contra o World Trade Center em Nova York. Para Durkheim, os agentes dessa aparente loucura poderiam ser classificados como suicidas altruístas, pois se identificavam como o grupo Al Qaeda e se dispuseram a morrer por ele. 2. Suicídio egoísta: se alguém se desvinculasse das instituições sociais (família, igreja, escola) por conta própria, para viver de maneira livre e sem regras, qual seria o limite para essa pessoa, uma vez que ninguém a controlaria? Segundo Durkheim, a falta de redes de convívio ou limites para a ação poderia levar a pessoa a desejar ilimitadas coisas e caso tal pessoa não consiga realizar os seus desejos, a frustração poderia levá-la a um suicídio. 3. Suicídio anômico: pode acontecer quando as partes do corpo social deixam de funcionar e as normas ou laços que poderiam solidarizar os indivíduos perdem sua eficácia, deixando-os viver de forma desregrada ou em crise. EX: quando uma família abandona o filho, ou o idoso, ou o doente. 4

5 Toda teoria de Durkhein demonstra que os fatos sociais tem existência própria e independem daquilo que pensa e faz cada indivíduo em particular (consciência individual) pode-se notar que em qualquer grupo ou sociedade, existem formas padronizadas de conduta e pensamento, ou seja, consciência coletiva Não é o que o indivíduo pensa, mas o que a sociedade pensa. Sendo transmitida pela vida social, de geração em geração por meio da educação. Esta consciência define o que na sociedade é considerado imoral, reprovável ou criminoso. a. Solidariedade mecânica: união das pessoas a partir da semelhança na religião, tradição ou sentimento. b. Solidariedade orgânica: união de pessoas a partir da dependência que uma tem da outra para realizar alguma atividade social. Ocorre um processo de individualização dos membros dessa sociedade, os quais assumem funções específicas dentro dessa divisão do trabalho social. Solidariedade orgânica é superior à mecânica, pois especializando as funções, a individualidade é ressaltada, permitindo maior liberdade de ação = com o capitalismo aumentou a solidariedade orgânica. Pensamento positivista: a sociedade moderna é perfeita, porém falta aos homens uma base moral. EXERCÍCIOS Necessário apenas conhecer os problemas sociais e buscar uma solução científica para eles. Portanto, a sociedade é boa, sendo necessário apenas curar suas doenças. Profa. Ms. Paula Ciol 5

09/05/2012. Os Clássicos da Sociologia. Os Clássicos da Sociologia. Características de um clássico EMILE DURKHEIM Objeto da Sociologia

09/05/2012. Os Clássicos da Sociologia. Os Clássicos da Sociologia. Características de um clássico EMILE DURKHEIM Objeto da Sociologia OS CLÁSSICOS DA SOCIOLOGIA : MARX, DURKHEIM E WEBER OS CLÁSSICOS DA SOCIOLOGIA: DURKHEIM, WEBER E MARX Características de um clássico Seja considerado interprete autêntico e único de seu tempo, cuja obra

Leia mais

2. Explique o conceito de fato social e dê um exemplo da nossa realidade social que o represente.

2. Explique o conceito de fato social e dê um exemplo da nossa realidade social que o represente. Lista de Exercícios 1 - A Sociologia de Émile Durkheim 1. Cite e explique as características dos fatos sociais. 2. Explique o conceito de fato social e dê um exemplo da nossa realidade social que o represente.

Leia mais

3º ANO / PRÉVEST PROF. Abdulah

3º ANO / PRÉVEST PROF. Abdulah 3º ANO / PRÉVEST PROF. Abdulah QUEM FOI DURKHEIM? BIOGRAFIA Francês, nascido em Épinal, em 1858. Inaugurou o estudo da Sociologia. CONTEXTO / INFLUÊNCIAS Revolução Industrial / Neocolonialismo. Influenciado

Leia mais

Professora: Susana Rolim S. Silva

Professora: Susana Rolim S. Silva Professora: Susana Rolim S. Silva Sociólogo, filósofo e antropólogo francês. Conferiu a Sociologia o reconhecimento acadêmico. Considerado por muitos o pai da Sociologia. Sua grande preocupação: estabelecer

Leia mais

Aula 6: Modelos clássicos da análise e compreensão da sociedade e das instituições sociais e políticas: A Sociologia de Émile Durkheim (I).

Aula 6: Modelos clássicos da análise e compreensão da sociedade e das instituições sociais e políticas: A Sociologia de Émile Durkheim (I). Aula 6: Modelos clássicos da análise e compreensão da sociedade e das instituições sociais e políticas: A Sociologia de Émile Durkheim (I). CCJ0001 - Fundamentos das Ciências Sociais Profa. Ivana Schnitman

Leia mais

Positivismo ou sociologia da ordem. Comte e Durkheim

Positivismo ou sociologia da ordem. Comte e Durkheim Positivismo ou sociologia da ordem Comte e Durkheim Por que a palavra positivismo? Positivo: o que é palpável, baseado nos fatos; o que pode ser observado. Para Comte, o termo positivo designa o real em

Leia mais

ÉMILE DURKHEIM ( )

ÉMILE DURKHEIM ( ) AVISO: O conteúdo e o contexto das aulas referem-se aos pensamentos emitidos pelos próprios autores que foram interpretados por estudiosos dos temas RUBENS expostos. RAMIRO Todo exemplo JR (TODOS citado

Leia mais

Modernidade: o início do pensamento sociológico

Modernidade: o início do pensamento sociológico Modernidade: o início do pensamento sociológico Os dois tipos de solidariedade Solidariedade Mecânica Solidariedade Orgânica Laço de solidariedade Consciência Coletiva Divisão social do trabalho Organização

Leia mais

Os Sociólogos Clássicos parte1

Os Sociólogos Clássicos parte1 Os Sociólogos Clássicos parte1 Augusto Comte Comte e a reforma da sociedade Émilie Durkheim A teoria dos fatos sociais em Durkheim Solidariedade Social Teoria do Suicídio Música: Suicídio em sete cores

Leia mais

SOCIOLOGIA PRINCIPAIS CORRENTES.

SOCIOLOGIA PRINCIPAIS CORRENTES. SOCIOLOGIA PRINCIPAIS CORRENTES Augusto Comte 1798-1 857 Lei dos três estados: 1ª) Explicação dos fenômenos através de forças comparáveis aos homens. 2ª) Invocação de entidades abstratas (natureza). 3ª)

Leia mais

O CONTEXTO HISTÓRICO DO SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA

O CONTEXTO HISTÓRICO DO SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA O CONTEXTO HISTÓRICO DO SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA CENÁRIO HISTÓRICO A Sociologia surge como conseqüência das mudanças trazidas por duas grandes revoluções do século XVIII. As mudanças trazidas pelas duas

Leia mais

Os Sociólogos Clássicos Pt.2

Os Sociólogos Clássicos Pt.2 Os Sociólogos Clássicos Pt.2 Max Weber O conceito de ação social em Weber Karl Marx O materialismo histórico de Marx Teoria Exercícios Max Weber Maximilian Carl Emil Weber (1864 1920) foi um intelectual

Leia mais

Introdução. 1. Sociedade e Sociologia.

Introdução. 1. Sociedade e Sociologia. SOCIOLOGIA I 1 Introdução Você já parou para pensar por que você se veste desta maneira? Por que gosta de tal estilo de música e não gosta de outro por que fala português e não outra língua ou ainda, por

Leia mais

Quem criou o termo e desenvolveu a sociologia como ciência autônoma foi Auguste Comte. Sua obra inicia-se no início do século XIX e é central a noção

Quem criou o termo e desenvolveu a sociologia como ciência autônoma foi Auguste Comte. Sua obra inicia-se no início do século XIX e é central a noção Quem criou o termo e desenvolveu a sociologia como ciência autônoma foi Auguste Comte. Sua obra inicia-se no início do século XIX e é central a noção de evolução social na compreensão deste sociólogo sobre

Leia mais

Produção de conhecimento: uma característica das sociedades humanas

Produção de conhecimento: uma característica das sociedades humanas 1 Produção de conhecimento: uma característica das sociedades humanas Os seres humanos sempre buscaram formas de compreender os fenômenos que ocorrem em seu dia a dia, de modo a procurar soluções para

Leia mais

Unidade II Sociedade, natureza e espaço II. Aula 4.1 Conteúdo:

Unidade II Sociedade, natureza e espaço II. Aula 4.1 Conteúdo: Unidade II Sociedade, natureza e espaço II. Aula 4.1 Conteúdo: A produção teórica dos clássicos da Sociologia. 2 Habilidade: Conhecer as teorias sociológicas clássicas e seus principais objetos de estudos.

Leia mais

PARADIGMAS SOCIOLÓGICOS DECORREM DA FORMA DE VER A RELAÇÃO ENTRE O INDIVÍDUO E A SOCIEDADE.

PARADIGMAS SOCIOLÓGICOS DECORREM DA FORMA DE VER A RELAÇÃO ENTRE O INDIVÍDUO E A SOCIEDADE. PARADIGMAS SOCIOLÓGICOS DECORREM DA FORMA DE VER A RELAÇÃO ENTRE O INDIVÍDUO E A SOCIEDADE. 1. Teorias que consideram que a sociedade é uma instância que se impõe aos indivíduos sendo estes produto dessa

Leia mais

Sociologia 23/11/2015 PRODUÇÃO & MODELOS ECONÔMICOS TIPOS DE MODOS DE PRODUÇÃO

Sociologia 23/11/2015 PRODUÇÃO & MODELOS ECONÔMICOS TIPOS DE MODOS DE PRODUÇÃO Sociologia Professor Scherr PRODUÇÃO & MODELOS ECONÔMICOS TIPOS DE MODOS DE PRODUÇÃO Comunismo primitivo os homens se unem para enfrentar os desafios da natureza. Patriarcal domesticação de animais, uso

Leia mais

Émile Durkheim ( )

Émile Durkheim ( ) Émile Durkheim (1858-1917) Formulação de proposições nomológicas (relação constante entre os fenômenos). Principais influências: Racionalismo de Kant; Darwinismo; Organicismo alemão; Socialismo de cátedra.

Leia mais

Durkheim SOCIEDADE HOMEM. Anos 70 ROCOCÓ DETERMINA OPERÁRIOS

Durkheim SOCIEDADE HOMEM. Anos 70 ROCOCÓ DETERMINA OPERÁRIOS Durkheim Durkheim SOCIEDADE Anos 70 OPERÁRIOS ROCOCÓ DETERMINA HOMEM Sociologia Ciências naturais Sociologia Objetividade Relações causais Bases estatísticas Tipologia Social Sociedades de: Solidariedade

Leia mais

A teoria social Émile. Durkheim 1858-1917. Prof. Dieikson de Carvalho

A teoria social Émile. Durkheim 1858-1917. Prof. Dieikson de Carvalho A teoria social Émile Durkheim 1858-1917 1917 Prof. Dieikson de Carvalho Epistemologia Antes de criar propriamente o seu método sociológico, Durkheim tinha que defrontar-se com duas questões: 1. Como ele

Leia mais

Bateria de Sociologia I trimestre

Bateria de Sociologia I trimestre Colégio: Nome: Nº Professor (a): Série: 1º ano Data: / /2014 Bateria de Sociologia I trimestre Turma: 01. Qual é o papel da reforma protestante na ideia do individuo. 02. Qual é o papel da língua para

Leia mais

P L A N O DE C U R S O DISCIPLINA SOCIOLOGIA I. CARGA HORÁRIA TU: 50 horas TC: 30 horas Total: 80 horas. Professora Doutora Márcia Maria de Oliveira

P L A N O DE C U R S O DISCIPLINA SOCIOLOGIA I. CARGA HORÁRIA TU: 50 horas TC: 30 horas Total: 80 horas. Professora Doutora Márcia Maria de Oliveira Curso: LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO CÓDIGO DRP30156 P L A N O DE C U R S O DISCIPLINA SOCIOLOGIA I HABILITAÇÃO: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS PERÍODO 3 CRÉDITOS 06 CARGA HORÁRIA TU: 50 horas TC: 30 horas

Leia mais

Durkheim. Durkheim. Tipologia Social. Sociologia. Consciência Coletiva. Divisão Social do Trabalho SOCIEDADE HOMEM

Durkheim. Durkheim. Tipologia Social. Sociologia. Consciência Coletiva. Divisão Social do Trabalho SOCIEDADE HOMEM Durkheim Durkheim SOCIEDADE Anos 70 OPERÁRIOS ROCOCÓ DETERMINA HOMEM Ciências naturais Tipologia Social Sociedades de: Solidariedade Mecânica (SSM): arcaicas Solidariedade Orgânica (SSO): avançadas Objetividade

Leia mais

1893: Da divisão do trabalho social 1895: As regras do método sociológico

1893: Da divisão do trabalho social 1895: As regras do método sociológico 1 CCD II 9 e 11 de Março de 2010 2 Émile Durkheim (1858-1917) Influências 3 Tradição intelectual francesa Saint-Simon e Comte: a constituição da sociedade moderna Montesquieu e Rousseau Organicismo e Darwin:

Leia mais

Agora vamos assistir a uma Apresentação Narrada sobre o Positivismo. Ao final desta espera-se que você aprenda sobre as características do

Agora vamos assistir a uma Apresentação Narrada sobre o Positivismo. Ao final desta espera-se que você aprenda sobre as características do Agora vamos assistir a uma Apresentação Narrada sobre o Positivismo. Ao final desta espera-se que você aprenda sobre as características do positivismo como forma de análise sociológica. Análise que pretende

Leia mais

Sociologia I Prof.: Romero. - Definição - Contexto - A. Comte - Durkheim

Sociologia I Prof.: Romero. - Definição - Contexto - A. Comte - Durkheim Sociologia I Prof.: Romero - Definição - Contexto - A. Comte - Durkheim Quem não se movimenta não sente as correntes que o prendem Rosa Luxemburgo (1871-1919) [imaginação Sociológica] Ao utilizar este

Leia mais

ÍNDICE SISTEMÁTICO. Abreviaturas e siglas usadas. Apresentação

ÍNDICE SISTEMÁTICO. Abreviaturas e siglas usadas. Apresentação ÍNDICE SISTEMÁTICO Abreviaturas e siglas usadas Apresentação Capítulo 1 Gênese do direito 1. Escola jusnaturalista ou do direito natural 1.1. Origem do jusnaturalismo 2. Escola teológica 2.1. Origem da

Leia mais

Émile Durkheim ( )

Émile Durkheim ( ) Émile Durkheim (1858-1917) os fatos sociais são o objeto de estudo da Sociologia A sociedade é o conjunto de fatos sociais estabelecidos Fatos sociais os fatos sociais distinguem-se dos fatos orgânicos

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS 12) Segundo Marx,as relações de produção ou a natureza da produção e a organização do trabalho, determinam a organização de uma sociedade em um específico momento histórico. Em relação ao pensamento de

Leia mais

Émile Durkheim e o pensamento positivista (1858-1917)

Émile Durkheim e o pensamento positivista (1858-1917) Émile Durkheim e o pensamento positivista (1858-1917) O que é fato social: Durkheim definiu o objeto de estudo, o método e as aplicações da Sociologia como ciência. Objeto de estudo da Sociologia definido

Leia mais

Positivismo de Augusto Comte, Colégio Ser Ensino Médio Introdução à Sociologia Prof. Marilia Coltri

Positivismo de Augusto Comte, Colégio Ser Ensino Médio Introdução à Sociologia Prof. Marilia Coltri Positivismo de Augusto Comte, Émile Durkheim e Karl Marx Colégio Ser Ensino Médio Introdução à Sociologia Prof. Marilia Coltri Problemas sociais no século XIX Problemas sociais injustiças do capitalismo;

Leia mais

Émile Durkheim (1858-1917) Por: lucmodes www.sociobox.wordpress.com

Émile Durkheim (1858-1917) Por: lucmodes www.sociobox.wordpress.com Émile Durkheim (1858-1917) Por: lucmodes www.sociobox.wordpress.com Durkheim Nasceu em Epinal, na Alsácia, descendente de uma família de rabinos. Lecionou Sociologia em Bordéus, primeira cátedra dessa

Leia mais

Sociologia pertence ao grupo das ciências sociais e humanas.

Sociologia pertence ao grupo das ciências sociais e humanas. Sociologia pertence ao grupo das ciências sociais e humanas. A Sociologia utiliza um conjunto de conceitos, técnicas e métodos de investigação, para poder explicar a vida social. VIDA SOCIAL A vida social

Leia mais

Apresentando Émile Durkheim (pág 25)

Apresentando Émile Durkheim (pág 25) Apresentando Émile Durkheim (pág 25) Émile Durkheim nasceu em Épinal, França, em 1858, e morreu em Paris em novembro de 1917. Foi influenciado pelo positivismo de Auguste Comte, considerado o pai da Sociologia

Leia mais

Comte, Marx, Durkheim e Weber

Comte, Marx, Durkheim e Weber Comte, Marx, Durkheim e Weber Texto e atividade extraída no blog Sociologia aplicada ao aluno Mestres das Ciências Sociais MESTRES DAS CIÊNCIAS SOCIAIS A Sociologia e as demais ciências sociais têm sido

Leia mais

2. PROCEDIMENTOS E AVALIAÇÃO

2. PROCEDIMENTOS E AVALIAÇÃO 1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA DEPARTAMENTO DE SOCIOLOGIA DISCIPLINA: TEORIA SOCIOLÓGICA I CÓDIGO: 134473 2º SEMESTRE/ 2016 TURMA A PROFESSORA: MARIA FRANCISCA PINHEIRO COELHO coelhofrancisca@gmail.com PROGRAMA

Leia mais

Liberdade. O comportamento moral: O bem e o mal. A ética hoje O QUE É ÉTICA

Liberdade. O comportamento moral: O bem e o mal. A ética hoje O QUE É ÉTICA Liberdade O QUE É ÉTICA O comportamento moral: O bem e o mal A ética hoje LIBERDADE ÉTICA Primeiro... Supomos que o indivíduo é livre Normas - Diz como devemos agir - PODEMOS agir ou não agir conforme

Leia mais

Consciência coletiva segundo Émile Durkheim. Sociologia da Comunicação FLUL, Docente: Rita Marquilhas

Consciência coletiva segundo Émile Durkheim. Sociologia da Comunicação FLUL, Docente: Rita Marquilhas Consciência coletiva segundo Émile Durkheim Sociologia da Comunicação FLUL, 23.02.2016 Docente: Rita Marquilhas Bibliografia Durkheim, Émile. 1893. De la division du travail social (capítulo sobre solidariedade

Leia mais

PESQUISA TIC 2010: UMA ANÁLISE SOCIOLÓGICA DOS DADOS LEVANDO EM CONSIDERAÇÃO SOMENTE A VARIÁVEL ÁREAS: URBANAS E RURAL COM BASE NOS

PESQUISA TIC 2010: UMA ANÁLISE SOCIOLÓGICA DOS DADOS LEVANDO EM CONSIDERAÇÃO SOMENTE A VARIÁVEL ÁREAS: URBANAS E RURAL COM BASE NOS PESQUISA TIC 2010: UMA ANÁLISE SOCIOLÓGICA DOS DADOS LEVANDO EM CONSIDERAÇÃO SOMENTE A VARIÁVEL ÁREAS: URBANAS E RURAL COM BASE NOS FUNDAMENTOS DO AUTOR ÉMILE DURKHEIM Gabriella Machado Pereira Karen Amaral

Leia mais

CONTEÚDO 3ºBIMESTRE CONTEÚDO CONTEÚDO CONTEÚDO CONTEÚDO 18/08/2016 AS PRINCIPAIS CORRENTES TEÓRICAS DA SOCIOLOGIA CLÁSSICA E A INVESTIGAÇÃO SOCIAL

CONTEÚDO 3ºBIMESTRE CONTEÚDO CONTEÚDO CONTEÚDO CONTEÚDO 18/08/2016 AS PRINCIPAIS CORRENTES TEÓRICAS DA SOCIOLOGIA CLÁSSICA E A INVESTIGAÇÃO SOCIAL AS PRINCIPAIS CORRENTES TEÓRICAS DA SOCIOLOGIA CLÁSSICA E A INVESTIGAÇÃO SOCIAL 3ºBIMESTRE SOCIOLOGIA 1º ANO Augusto Comte e o pensamento positivista a concepção de Ordem e Progresso Durkheim e o Fato

Leia mais

Émile Durkheim 1858-1917

Émile Durkheim 1858-1917 Émile Durkheim 1858-1917 Epistemologia Antes de criar propriamente o seu método sociológico, Durkheim tinha que defrontar-se com duas questões: 1. Como ele concebia a relação entre indivíduo e sociedade

Leia mais

Durkheim, Weber, Marx e as modernas sociedades industriais e capitalistas

Durkheim, Weber, Marx e as modernas sociedades industriais e capitalistas Durkheim, Weber, Marx e as modernas sociedades industriais e capitalistas Curso de Ciências Sociais IFISP/UFPel Disciplina: Fundamentos de Sociologia Professor: Francisco E. B. Vargas Pelotas, abril de

Leia mais

1º AULÃO ENEM Sociologia 1) SAS. 2 ENEM

1º AULÃO ENEM Sociologia 1) SAS.  2 ENEM 1º AULÃO 2016 1) SAS 2 1º AULÃO 2016 Na tirinha, Mafalda, após ler o conceito de democracia, não consegue mais parar de rir. Dentre várias interpretações sociológicas sobre as razões do riso contínuo da

Leia mais

Correntes suicidógenas:

Correntes suicidógenas: Correntes suicidógenas: Observando os estados dos diferentes meios sociais (credos religiosos, família, sociedade política, grupos profissionais etc.), em função dos quais o suicídio varia, Durkheim chega

Leia mais

Sociologia. Surgimento e principais tópicos. Prof. Alan Carlos Ghedini

Sociologia. Surgimento e principais tópicos. Prof. Alan Carlos Ghedini Sociologia Surgimento e principais tópicos Prof. Alan Carlos Ghedini Podemos entender a sociologia, de modo geral, como a área de estudo que se dedica a entender o comportamento humano em sociedade. São

Leia mais

Escritos de Max Weber

Escritos de Max Weber Escritos de Max Weber i) 1903-1906 - A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo (1ª parte, em 1904; 2ª parte em 1905; introdução redigida em 1920); - A objetividade do conhecimento nas Ciências Sociais

Leia mais

SUMÁRIO DETALHADO 1 A PERSPECTIVA SOCIOLÓGICA...1

SUMÁRIO DETALHADO 1 A PERSPECTIVA SOCIOLÓGICA...1 SUMÁRIO DETALHADO 1 A PERSPECTIVA SOCIOLÓGICA...1 O que é sociologia?...2 A imaginação sociológica...2 A sociologia e as ciências sociais...3 Sociologia e senso comum...5 O que é teoria sociológica?...6

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo º. 1. Identificação Código

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo º. 1. Identificação Código MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2015 1º 1. Identificação Código 1.1. Disciplina: SOCIOLOGIA I 0560055 1.2. Unidade:

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: SOCIOLOGIA GERAL E JURÍDICA Código da Disciplina: Curso: DIREITO Semestre de oferta da disciplina: 2º Faculdade responsável: DIREITO Programa em vigência a partir de:

Leia mais

CONSOLIDADOR DA SOCIOLOGIA ALEMÃ MAX WEBER ( )

CONSOLIDADOR DA SOCIOLOGIA ALEMÃ MAX WEBER ( ) CONSOLIDADOR DA SOCIOLOGIA ALEMÃ MAX WEBER (1864-1920) Via o capitalismo como expressão da modernização e da racionalização MAS acreditava que essa racionalização levaria a um mundo cada vez mais tecnicista

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo º. 1. Identificação Código

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo º. 1. Identificação Código MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2016 1º 1. Identificação Código 1.1. Disciplina: FUNDAMENTOS DE SOCIOLOGIA 0560076 1.2.

Leia mais

AS REGRAS DO MÉTODO SOCIOLÓGICO ÉMILE DURKHEIM

AS REGRAS DO MÉTODO SOCIOLÓGICO ÉMILE DURKHEIM AS REGRAS DO MÉTODO SOCIOLÓGICO DE ÉMILE DURKHEIM Prof. Railton Souza OBJETO Na obra As Regras do Método Sociológico, publicada em 1895 Émile Durkheim estabelece um objeto de investigação para a sociologia

Leia mais

Foucault e a educação. Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil

Foucault e a educação. Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil Foucault e a educação Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil Prefácio A educação abrange os processos de ensinar e de aprender e se desenvolve em todos os espaços possíveis:

Leia mais

RESENHA A FORMAÇÃO DA CONSCIÊNCIA E A TRANSFORMAÇÃO SOCIAL NA VISÃO DA SOCIOLOGIA CLÁSSICA E CONTEMPORÂNEA

RESENHA A FORMAÇÃO DA CONSCIÊNCIA E A TRANSFORMAÇÃO SOCIAL NA VISÃO DA SOCIOLOGIA CLÁSSICA E CONTEMPORÂNEA RESENHA A FORMAÇÃO DA CONSCIÊNCIA E A TRANSFORMAÇÃO SOCIAL NA VISÃO DA SOCIOLOGIA CLÁSSICA E CONTEMPORÂNEA Wilson Weiber* Resumo: A presente resenha tem o propósito de expor uma análise comparativa entre

Leia mais

AULA AO VIVO. Professora Laira Pinheiro

AULA AO VIVO. Professora Laira Pinheiro AULA AO VIVO Professora Laira Pinheiro Folha de São Paulo, São Paulo, 28 out., 1993, pg.6, cad.4. Você sabe o que é ética? Será que ela tem preço? Qual é o seu valor? A ética está em crise? Vivemos numa

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO PLANO DE CURSO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO PLANO DE CURSO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Componente Curricular: Sociologia Código: ADM 110 Pré-requisito: --- Período Letivo: 2013.1 Professor: Josselito dos santos Titulação: Doutor CH Total: 60 horas Turma: 1º Semestre

Leia mais

Profa. Dra. Maria da Conceição Lima de Andrade

Profa. Dra. Maria da Conceição Lima de Andrade Profa. Dra. Maria da Conceição Lima de Andrade Conceitos de pesquisa A Pesquisa é: procedimento reflexivo sistemático, controlado e crítico, que permite descobrir novos fatos ou dados, relações ou leis,

Leia mais

Física. José Arnaldo de Assis Pina Neto

Física. José Arnaldo de Assis Pina Neto Física José Arnaldo de Assis Pina Neto 9 de abril de 2013 Sumário 1 Física 2 1.1 Visão Geral............................ 2 2 Vetorial 4 2.1 Tipos de Grandezas........................ 4 2.1.1 Grandezas

Leia mais

Unidade: Introdução à Sociologia

Unidade: Introdução à Sociologia Unidade: Introdução à Sociologia Construção do conhecimento em sociologia Senso comum: conjunto de opiniões, recomendações, conselhos, práticas e normas fundamentadas na tradição, nos costumes e vivências

Leia mais

Processo Seletivo/UFU - julho 2006-1ª Prova Comum - PROVA TIPO 1 SOCIOLOGIA QUESTÃO 51

Processo Seletivo/UFU - julho 2006-1ª Prova Comum - PROVA TIPO 1 SOCIOLOGIA QUESTÃO 51 SOCIOLOGIA QUESTÃO 51 Quanto ao contexto do surgimento da Sociologia, marque a alternativa correta. A) A Sociologia nasceu como ciência a partir da consolidação da sociedade burguesa urbana-industrial

Leia mais

AULA 02 O Conhecimento Científico

AULA 02 O Conhecimento Científico 1 AULA 02 O Conhecimento Científico Ernesto F. L. Amaral 06 de agosto de 2010 Metodologia (DCP 033) Fonte: Aranha, Maria Lúcia de Arruda; Martins, Maria Helena Pires. 2003. Filosofando: introdução à filosofia.

Leia mais

Sociologia. Lucas Analise as afirmações sobre a relação entre a Revolução industrial e o surgimento da Sociologia como ciência e

Sociologia. Lucas Analise as afirmações sobre a relação entre a Revolução industrial e o surgimento da Sociologia como ciência e Sociologia Lucas 1 1 10 01 Analise as afirmações sobre a relação entre a Revolução industrial e o surgimento da Sociologia como ciência e assinale a que for incorreta. a) A consolidação do modelo econômico

Leia mais

SOCIEDADE CAPITALISTA

SOCIEDADE CAPITALISTA SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO DELAINE DE ASSIS ORLANDO SOCIEDADE CAPITALISTA MARABÁ - PARÁ 2009 DELAINE DE ASSIS ORLANDO SOCIEDADE CAPITALISTA Trabalho de BACHAREL

Leia mais

AS RELAÇÕES ENTRE OS ORDENAMENTOS JURÍDICOS XV

AS RELAÇÕES ENTRE OS ORDENAMENTOS JURÍDICOS XV AS RELAÇÕES ENTRE OS ORDENAMENTOS JURÍDICOS XV I A pluralidade dos ordenamentos: - Um outro problema pertinente ao ordenamento jurídico é o das relações entre ordenamentos. Assim, para que possamos falar

Leia mais

MÉTODO CIENTÍFICO: O CONHECIMENTO COMO UMA UNIDADE EM QUE TODOS OS SABERES ESTÃO CONECTADOS

MÉTODO CIENTÍFICO: O CONHECIMENTO COMO UMA UNIDADE EM QUE TODOS OS SABERES ESTÃO CONECTADOS MÉTODO CIENTÍFICO: O CONHECIMENTO COMO UMA UNIDADE EM QUE TODOS OS SABERES ESTÃO CONECTADOS Kethelen Amanda Silva (FDCON) 1 Carlos Alexandre Rodrigues de Oliveira (UFMG/FDCON) 2 Se quiser buscar realmente

Leia mais

2.1 As principais características dos desenhos de pesquisa quantitativos. Métodos e Técnicas de Pesquisa I/2015 Márcia Lima

2.1 As principais características dos desenhos de pesquisa quantitativos. Métodos e Técnicas de Pesquisa I/2015 Márcia Lima 2.1 As principais características dos desenhos de pesquisa quantitativos Métodos e Técnicas de Pesquisa I/2015 Márcia Lima Roteiro da Aula Métodos e Técnicas: distinções entre quantitativo e qualitativo

Leia mais

Desigualdades e identidades sociais. Classes sociais, mobilidade social e movimentos sociais

Desigualdades e identidades sociais. Classes sociais, mobilidade social e movimentos sociais Desigualdades e identidades sociais Classes sociais, mobilidade social e movimentos sociais As classes sociais e as desigualdades sociais Uma desigualdade social consiste na repartição não uniforme, na

Leia mais

Ensinar e aprender História na sala de aula

Ensinar e aprender História na sala de aula Ensinar e aprender História na sala de aula Séries iniciais do Ensino Fundamental Ensino de História nas séries iniciais do Ensino Fundamental Por que estudar História? Quais ideias os educandos possuem

Leia mais

FILOSOFIA E SOCIEDADE: O TRABALHO NA SOCIEDADE MODERNA

FILOSOFIA E SOCIEDADE: O TRABALHO NA SOCIEDADE MODERNA FILOSOFIA E SOCIEDADE: O TRABALHO NA SOCIEDADE MODERNA FILOSOFIA E SOCIEDADE: O TRABALHO NA SOCIEDADE MODERNA O ser humano ao longo de sua existência foi construindo um sistema de relação com os demais

Leia mais

SOCIOLOGIA. Professor Gilson Azevedo.

SOCIOLOGIA. Professor Gilson Azevedo. SOCIOLOGIA. Professor Gilson Azevedo. 1. (Ueg 2013) A sociologia nasce no séc. XIX após as revoluções burguesas sob o signo do positivismo elaborado por Augusto Comte. As características do pensamento

Leia mais

O universo simbólico e o trabalho de campo com dança e folguedos tradicionais

O universo simbólico e o trabalho de campo com dança e folguedos tradicionais O universo simbólico e o trabalho de campo com dança e folguedos tradicionais El universo simbólico y el trabajo de campo con danza y folklore tradicional Professor Assistente Substituto de Capoeira do

Leia mais

Alice Mendonça Universidade da Madeira INTERCULTURALIDADE. O QUE É?

Alice Mendonça Universidade da Madeira INTERCULTURALIDADE. O QUE É? Alice Mendonça Universidade da Madeira INTERCULTURALIDADE. O QUE É? Apartheid sistema de segregação social Até há uma década, cada sul africano era classificado numa destas categorias: Branco, pessoa de

Leia mais

Processo Seletivo/UFU - Janeiro ª Prova Comum - PROVA TIPO 1 SOCIOLOGIA QUESTÃO 52

Processo Seletivo/UFU - Janeiro ª Prova Comum - PROVA TIPO 1 SOCIOLOGIA QUESTÃO 52 SOCIOLOGIA QUESTÃO 51 Na história do surgimento da Sociologia, a primeira corrente teórica consolidada foi o positivismo. Assinale a alternativa INCORRETA sobre essa corrente de pensamento. A) O positivismo

Leia mais

Escola Principais autores Abordagens teóricas Metodologia

Escola Principais autores Abordagens teóricas Metodologia Revisão Antropologia II Escola Principais autores Abordagens teóricas Metodologia Evolucionismo Tylor, Fraser, Morgan Unidade humana, compreensão das diferenças através de uma linha evolutiva da humanidade,

Leia mais

A Sociologia de ÉMILE DÜRKHEIM (1858 1917)

A Sociologia de ÉMILE DÜRKHEIM (1858 1917) A Sociologia de ÉMILE DÜRKHEIM (1858 1917) Instituto de Filosofia, Sociologia e Política Disciplina: Fundamentos de Sociologia Prof. Francisco E. B. Vargas Pelotas, abril de 2015 I CONCEPÇÃO DE CIÊNCIA

Leia mais

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE. O que é Ciência?

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE. O que é Ciência? CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE O que é Ciência? O QUE É CIÊNCIA? 1 Conhecimento sistematizado como campo de estudo. 2 Observação e classificação dos fatos inerentes a um determinado grupo de fenômenos

Leia mais

CRIMINOLOGIA - delito apresentado como problema social e comunitário - infrator como objeto de estudo passagem da etapa positivista para a moderna:

CRIMINOLOGIA - delito apresentado como problema social e comunitário - infrator como objeto de estudo passagem da etapa positivista para a moderna: CRIMINOLOGIA - delito apresentado como problema social e comunitário - infrator como objeto de estudo passagem da etapa positivista para a moderna: inserção da análise da conduta delitiva, do controle

Leia mais

LISTA: SOCIOLOGIA ÉMILE DURKHEIM

LISTA: SOCIOLOGIA ÉMILE DURKHEIM 1. (Ufu 2016) A Sociologia surge no século XIX, momento marcado por uma intensa crise social na Europa. Émile Durkheim não deixou de ser influenciado por esse contexto. Nesse sentido, um dos seus objetivos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. PLANO DE ENSINO Semestre letivo º. 1. Identificação Código

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. PLANO DE ENSINO Semestre letivo º. 1. Identificação Código MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2015 1º 1. Identificação Código 1.1. Disciplina: FUNDAMENTOS DE SOCIOLOGIA 0560076 1.2.

Leia mais

A SOCIOLOGIA COMPREENSIVA DE MAX WEBER. Professora: Susana Rolim

A SOCIOLOGIA COMPREENSIVA DE MAX WEBER. Professora: Susana Rolim A SOCIOLOGIA COMPREENSIVA DE MAX WEBER Professora: Susana Rolim MAX WEBER Sociólogo alemão, nascido em 21 de abril de 1864. Seu primeiro trabalho foi A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo (1905).

Leia mais

Teoria de Karl Marx ( )

Teoria de Karl Marx ( ) Teoria de Karl Marx (1818-1883) Professora: Cristiane Vilela Disciplina: Sociologia Bibliografia: Manual de Sociologia. Delson Ferreira Introdução à Sociologia. Sebastião Vila Sociologia - Introdução à

Leia mais

Pressupostos sociológicos e epistemológicos de Émile Durkheim: dimensões conceituais introdutórias 1

Pressupostos sociológicos e epistemológicos de Émile Durkheim: dimensões conceituais introdutórias 1 Universidade Comunitária da Região de Chapecó Unochapecó Área de Ciências Humanas e Jurídicas - ACHJ Curso: Direito (Noturno Matriz: 385) Disciplina: Sociologia Geral e Jurídica Professora: Roberto Deitos

Leia mais

A Sociologia da Ciência. Os imperativos institucionais da Ciência R. K. Merton

A Sociologia da Ciência. Os imperativos institucionais da Ciência R. K. Merton A Sociologia da Ciência Os imperativos institucionais da Ciência R. K. Merton Os clássicos da Sociologia Marx, Weber e Durkheim concordam que: Ciência floresce em sociedades complexas, industriais A taxa

Leia mais

VISÃO DE MUNDO E CTS

VISÃO DE MUNDO E CTS VISÃO DE MUNDO E CTS Visão de mundo A visão de mundo caracteriza-se como um conjunto pré-estabelecido de suposições que dá suporte para a formação da visão da realidade (CORBEN, 1991,1996) e constitui

Leia mais

Descartando Descartes

Descartando Descartes Descartando Descartes Este livro foi criado com o proposito de ser independente e de ser, pessoalmente, o meu primeiro trabalho como escritor. Isaac Jansen - 2015 Quem foi René Descartes? Dono da razão,

Leia mais

Estratificação Social. Fronteira territorial entre o bairro Morumbi e a comunidade de Paraisópolis. Município de São Paulo.

Estratificação Social. Fronteira territorial entre o bairro Morumbi e a comunidade de Paraisópolis. Município de São Paulo. Estratificação Social Fronteira territorial entre o bairro Morumbi e a comunidade de Paraisópolis. Município de São Paulo. Ao longo da história, podemos observar sinais de desigualdades sociais em todos

Leia mais

Aula 2: Cultura e Sociedade: Objeto e método das Ciências Sociais.

Aula 2: Cultura e Sociedade: Objeto e método das Ciências Sociais. Aula 2: Cultura e Sociedade: Objeto e método das Ciências Sociais. CCJ0001 - Fundamentos das Ciências Sociais Profa. Ivana Schnitman Centro Universitário Estácio da Bahia Conteúdo O contexto histórico

Leia mais

EFA NS C P 5 _ D E O N T O L O G I A E P R I N C Í P I O S É T I C O S

EFA NS C P 5 _ D E O N T O L O G I A E P R I N C Í P I O S É T I C O S Ética e Moral EFA NS C P 5 _ D E O N T O L O G I A E P R I N C Í P I O S É T I C O S 2009/2010 Valores No mundo contemporâneo o Homem já não segue valores modelos mas cria os seus próprios valores em função

Leia mais

EMILE DURKHEIM E O FATO SOCIAL

EMILE DURKHEIM E O FATO SOCIAL EMILE DURKHEIM E O FATO SOCIAL EMILE DURKHEIM (1858-1917) -Livro: as regras do Método Sociológicos (1895) -Relações entre indivíduo e sociedade -Contribuição: a sociologia é uma disciplina que pode ser

Leia mais

Solidariedade e Vida Social entre os brasileiros

Solidariedade e Vida Social entre os brasileiros Professora Cíntia Solidariedade e Vida Social entre os brasileiros Professora Cíntia 1 Conceito Solidariedade é o substantivo feminino que indica a qualidade de solidário e um sentimento de identificação

Leia mais

Soc.Semana 5. Lara Rocha (Debora Andrade)

Soc.Semana 5. Lara Rocha (Debora Andrade) Lara Rocha (Debora Andrade) Semana 5 Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 10/03

Leia mais

A sociedade humana como objeto do estudo

A sociedade humana como objeto do estudo A sociedade humana como objeto do estudo Muitos ou quase todos já ouviram falar da Sociologia. Porém poucos sabem dizer de que se trata, para que serve ou qual é o seu objeto de estudo. Para sanar essas

Leia mais

22/08/2014. Tema 6: Ciência e Filosofia. Profa. Ma. Mariciane Mores Nunes. Ciência e Filosofia

22/08/2014. Tema 6: Ciência e Filosofia. Profa. Ma. Mariciane Mores Nunes. Ciência e Filosofia Tema 6: Ciência e Filosofia Profa. Ma. Mariciane Mores Nunes Ciência e Filosofia Ciência: vem do latim scientia. Significa sabedoria, conhecimento. Objetivos: Conhecimento sistemático. Tornar o mundo compreensível.

Leia mais

Sociologia - Resumo Romero - 2014

Sociologia - Resumo Romero - 2014 Sociologia - Resumo Romero - 2014 [imaginação Sociológica] Ao utilizar este termo Giddens refere-se a uma certa sensibilidade que deve cercar a análise sociológica. As sociedades industriais modernas só

Leia mais

SOCIOLOGIA 1 ANO PROF. DARIO PINHEIRO PROF. JOSINO MALAGUETA ENSINO MÉDIO

SOCIOLOGIA 1 ANO PROF. DARIO PINHEIRO PROF. JOSINO MALAGUETA ENSINO MÉDIO SOCIOLOGIA 1 ANO PROF. DARIO PINHEIRO PROF. JOSINO MALAGUETA ENSINO MÉDIO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Os clássicos da Sociologia 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 3.2 Conteúdo Max Weber 3 CONTEÚDOS

Leia mais

3 exercícios de autocoaching. Conheça os 3 pilares do autoconhecimento.

3 exercícios de autocoaching. Conheça os 3 pilares do autoconhecimento. 3 exercícios de autocoaching Conheça os 3 pilares do autoconhecimento. Índice Introdução Expanda seu autoconhecimento Filme: Antes de partir Anotações diárias 02 16 65 152 2 Introdução É possível ampliar

Leia mais

Catequese Paroquial e CNE Escutismo Católico Português

Catequese Paroquial e CNE Escutismo Católico Português 1º Ano Paroquial e CNE Escutismo Católico Português JESUS GOSTA DE MIM Proporcionar às crianças um bom acolhimento eclesial, pelos catequistas e por toda a comunidade cristã (cf CT 16 e 24). Ajudá-las

Leia mais