Governo Geral. Início - Tomé de Sousa, 1549, com cerca de homens 1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Governo Geral. Início - Tomé de Sousa, 1549, com cerca de homens 1"

Transcrição

1 Governo Geral Início - Tomé de Sousa, 1549, com cerca de homens 1

2 Fundação de Salvador Primeira Capital Brasileira Tomé de Sousa promoveu acordos de paz com os indígenas. Restabeleceu a prática do escambo e restringiu a escravidão, limitando-a às tribos que resistiam à colonização 2

3 Em 1553, Tome de Souza foi substituído por Duarte da Costa até 1557 Administraçã o desastrosa muito em função das Guerras contra os índios Os jesuítas entraram em confronto com o governo e com os colonos, numa atitude de defesa dos índios convertidos 3

4 União Ibérica ( ) Reis: Felipe II, Felipe III e Felipe IV 4

5 Reflexos no Brasil - ataques sofridos ao longo de sua vasta costa litorânea, promovidos pelos países inimigos da Espanha: Holanda, Inglaterra e França. Em 1640, quando D. João 4º ascendeu ao trono português, dando início à dinastia de Bragança, que perduraria até

6 França Antártica - Para expulsar franceses, portugueses fundaram o Rio de Janeiro 6

7 D. Catarina, regente do trono português, enviou, em 1563, de uma frota comandada por Estácio de Sá, sobrinho de Mem de Sá. Mem de Sá obteve o apoio do nativo Arariboia. A 1º de março de 1565, Estácio de Sá desembarca e fundada a cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro. 7

8 Em 1612, os franceses invadiram o Maranhão e estabeleceram uma colônia batizada de França Equinocial. Daniel de La Touche fundou a cidade de São Luís em homenagem ao rei Luís 13 8

9 Invasão holandesa Após a expulsão dos franceses houve invasão holandesa Com uma frota composta de 26 navios e 500 canhões, os holandeses iniciaram sua primeira invasão do Brasil em SALVADOR 9

10 Pernambuco Companhia das Índias Ocidentais 10

11 João Maurício de Nassau (1637 a 1644) Administração eficiente e um bom relacionamento com os senhores de engenho da região Urbanização e melhoramentos locais. Além da tolerância religiosa 11

12 Em 1640 o novo rei português, D. João 4º, decidiu recuperar o Nordeste brasileiro A luta contra os holandeses no Nordeste brasileiro foi iniciada pelos próprios senhores de engenho da região e durou cerca de dez anos. Batalhas mais importantes: Guararapes e Campina de Taborda 12

13 A Batalha dos Guararapes - Victor Meirelles (1879) 13

14 A Insurreição Pernambucana, chegou ao fim em 1654 Expulsos do Brasil, os holandeses dirigiram-se para as Antilhas Já na segunda metade do século 17, os engenhos brasileiros estavam em decadência Era o fim do chamado ciclo da cana-deaçúcar na história econômica do Brasil. 14

15 Economia colonial O PACTO COLONIAL pode ser entendido como uma relação de dependência econômica que beneficiava as metrópoles. 15

16 PLANTATION ENGENHOS CASA GRANDE E SENZALA Em 1560, o Brasil já possuía cerca de 60 engenhos 16

17 17

18 Escravidão no Brasil O trabalho intensivo, regular e compulsório não fazia parte da cultura indígena Os missionários cristãos (jesuítas) visavam catequizar os índios e se opunham à sua escravização 18

19 Negros africanos Desde o século 15, os portugueses já haviam redescoberto o trabalho escravo que continuava a existir nas sociedades existentes na África. 19

20 Estima-se que entre 1550 e 1855 entraram pelos portos brasileiros 4 milhões de escravos, na sua grande maioria jovens do sexo masculino - Boris Fausto Grandes centros importadores: Salvador e Rio de Janeiro. Cada um deles tinha sua organização própria e os dois concorriam entre si. 20

21 De 12 a 16 horas de trabalho diários Alimentação: farinha de mandioca, aipim, feijão e banana Tempo de vida média útil: de 10 a 15 anos 21

22 Expansão territorial Até o século XVII - as terras do interior ainda tinham sido pouco exploradas A colonização do território brasileiro seguiu inicialmente um padrão típico de ocupação e povoamento das regiões litorâneas. 22

23 Entradas geralmente eram expedições oficiais, ou seja, foram organizadas pelo governo da autoridade colonial Bandeiras tinham motivação particular, isto é, eram organizadas por colonos que se estabeleceram nos povoados 23

24 Tipos de bandeiras Prospecção - procurar riquezas minerais Apresamento - caçar e apresar índios para escravizá-los Sertanismo de contrato Buscar escravos fugitivos 24

25 As Entradas tiveram início logo após a descoberta do BrasilMartim Afonso de Souza organizou duas Entradas. A primeira foi composta por quatro homens, saiu da Guanabara e permaneceu no interior por cerca de dois meses. A segunda foi composta por cerca de 80 homens e chefiada por Pedro Lobo 25

26 As Bandeiras paulistas - sertão brasileiro 26

27 As Bandeiras deram origem a narrativas épicas, mitos e lendas sobre o desbravamento e conquista do sertão 27 brasileiro, que hoje fazem parte do simbolismo regional.

28 A maioria dos bandeirantes andava descalça e com roupas muito simples. Na verdade, todas as imagens que vemos dos bandeirantes foram feitas muito tempo depois da época em que eles viveram 28

29 Outro fator que contribuiu para o mito do herói bandeirante foi a própria transformação de São Paulo em uma metrópole, que ocorreu muito tempo depois da época dos bandeirantes. O crescimento da economia cafeeira contribuiu para que São Paulo crescesse. A região ganhou a fama de "terra do trabalho", de lugar em progresso. 29

Domínios Estrangeiros e Economia Colonial. Alan

Domínios Estrangeiros e Economia Colonial. Alan Domínios Estrangeiros e Economia Colonial Alan A França Antártica Passo inicial: expedição de Nicolas Durand de Villegaignon Chegaram à baía da Guanabara (RJ), em 1555 Junto de 290 colonos, aliaram-se

Leia mais

A Presença Estrangeira no Período Colonial. História C Aula 04 Prof. Thiago

A Presença Estrangeira no Período Colonial. História C Aula 04 Prof. Thiago A Presença Estrangeira no Período Colonial História C Aula 04 Prof. Thiago Disputa pelas novas terras Principais invasores Franceses, Ingleses e Holandeses Contrabando de madeira, saques de feitorias,

Leia mais

A empresa açucareira e o Brasil holandês Prof. Maurício Ghedin Corrêa

A empresa açucareira e o Brasil holandês Prof. Maurício Ghedin Corrêa A empresa açucareira e o Brasil holandês Prof. Maurício Ghedin Corrêa 1. A empresa açucareira Todas as atividades da colônia eram organizadas de acordo com um conjunto de regras conhecidas como pacto colonial,

Leia mais

UNIÃO IBÉRICA E INVASÕES HOLANDESAS. Prof. Victor Creti Bruzadelli

UNIÃO IBÉRICA E INVASÕES HOLANDESAS. Prof. Victor Creti Bruzadelli UNIÃO IBÉRICA E INVASÕES HOLANDESAS Prof. Victor Creti Bruzadelli A união Ibérica (1580-1640) Morte do rei D. João III (1557); Ascensão de D. Sebastião ao poder; Crises sucessórias: D. Sebastião (1578);

Leia mais

Os Domínios Estrangeiros sobre o Brasil Colonial

Os Domínios Estrangeiros sobre o Brasil Colonial Os Domínios Estrangeiros sobre o Brasil Colonial Franceses, Ingleses e Holandeses Prof. Alan Carlos Ghedini O princípio: competição nos mares Portugal e Espanha chegaram primeiro à corrida das Grandes

Leia mais

Brasil - Período Colonial

Brasil - Período Colonial Brasil - Período Colonial Em 1500, os portugueses chegaram às terras que depois seriam chamadas de Brasil Lá, encontraram povos nativos que chamaram de índios. O primeiro encontro foi pacífico: trocaram

Leia mais

A Presença Estrangeira no Período Colonial. A Disputa pelas Novas Terras

A Presença Estrangeira no Período Colonial. A Disputa pelas Novas Terras A Presença Estrangeira no Período Colonial. A Disputa pelas Novas Terras O descobrimento de novas terras e riquezas (o pau-brasil) estimulou a cobiça de várias nações européias que iniciavam as suas aventuras

Leia mais

FRANCESES NO BRASIL FORTALEZA DE SANTA CRUZ DA BARRA - NITERÓI

FRANCESES NO BRASIL FORTALEZA DE SANTA CRUZ DA BARRA - NITERÓI FRANCESES NO BRASIL FORTALEZA DE SANTA CRUZ DA BARRA - NITERÓI AS INVASÕES FRANCESAS 2ª invasão 1612 Maranhão Fundação da França Equinocial e a Cidade de São Luís Comandante Daniel de La Touche Obs: esse

Leia mais

COLONIZAÇÃO DO BRASIL

COLONIZAÇÃO DO BRASIL COLONIZAÇÃO DO BRASIL Segundo relatos históricos, a colonização do Brasil iniciou quando os portugueses, liderados por Pedro Álvares Cabral, aportaram na terra que hoje chamamos de Brasil. A terra era

Leia mais

CHEGADA DA EXPEDIÇÃO COLONIZADORA DE MARTIM AFONSO DE SOUZA 1530 MARTIM AFONSO DE SOUZA FUNDOU A PRIMEIRA VILA NO BRASIL

CHEGADA DA EXPEDIÇÃO COLONIZADORA DE MARTIM AFONSO DE SOUZA 1530 MARTIM AFONSO DE SOUZA FUNDOU A PRIMEIRA VILA NO BRASIL CHEGADA DA EXPEDIÇÃO COLONIZADORA DE MARTIM AFONSO DE SOUZA 1530 MARTIM AFONSO DE SOUZA FUNDOU A PRIMEIRA VILA NO BRASIL - SÃO VICENTE e deu início ao cultivo da cana-de-açúcar CAPITANIAS HEREDITÁRIAS

Leia mais

HISTÓRIA DO BRASIL. De omnibus dubitandum duvide de tudo.

HISTÓRIA DO BRASIL. De omnibus dubitandum duvide de tudo. HISTÓRIA DO BRASIL De omnibus dubitandum duvide de tudo. O POVO BRASILEIRO É PERÍODO PRÉ -COLONIAL A HISTÓRIA VISTA DA PRAIA E A VISTA DO BARCO - ALTERIDADE antes da chegada dos europeus à América havia

Leia mais

PRIMÓRDIOS DA COLONIZAÇÃO

PRIMÓRDIOS DA COLONIZAÇÃO Prof. Alexandre Goicochea PRIMÓRDIOS DA COLONIZAÇÃO PRÉ-COLONIAL:1500-1530 Prof. Alexandre Goicochea CARACTERIZAÇÃO Período Pré-colonial período da viagem de Cabral até 1530; Nas primeiras décadas de colonização,

Leia mais

A MARCHA DA COLONIZAÇÃO NA AMÉRICA PORTUGUESA

A MARCHA DA COLONIZAÇÃO NA AMÉRICA PORTUGUESA A MARCHA DA COLONIZAÇÃO NA AMÉRICA PORTUGUESA Você já ouviu falar nos bandeirantes? Sabe quem eles eram e sua importância para a história do Brasil Colonial? Prof.ª: Alexandra Freitas Disciplina: História

Leia mais

1- Leia com atenção e, sobre o escravismo colonial, responda ao que se pede: I- Os escravos eram as mãos e pés dos senhores de engenho.

1- Leia com atenção e, sobre o escravismo colonial, responda ao que se pede: I- Os escravos eram as mãos e pés dos senhores de engenho. 1- Leia com atenção e, sobre o escravismo colonial, responda ao que se pede: I- Os escravos eram as mãos e pés dos senhores de engenho. II- Estive numa casa, onde um jovem escravo negro era, todos os dias

Leia mais

A Expansão Territorial (Séculos XVII e XVIII)

A Expansão Territorial (Séculos XVII e XVIII) Aula 9 e 10 A Expansão Territorial (Séculos XVII e XVIII) Setor 1621 1 Expansão Bandeirante 2 Expansão Pecuarista ealvespr@gmail.com Objetivo da aula Caracterizar o processo de interiorização da colonização

Leia mais

A Historiografia do Brasil Colonial tem início em 22 de abril de 1500 com a chegada dos portugueses.

A Historiografia do Brasil Colonial tem início em 22 de abril de 1500 com a chegada dos portugueses. A Historiografia do Brasil Colonial tem início em 22 de abril de 1500 com a chegada dos portugueses. A Colônia é o período da História do Brasil que engloba os anos de 1500 a 1822. Ele começa com a chegada

Leia mais

REVISÃO I Prof. Fernando.

REVISÃO I Prof. Fernando. REVISÃO I Prof. Fernando Brasil Colônia 1500: Descobrimento ou Conquista? Comunidades indígenas do Brasil Características: heterogeneidade e subsistência. Contato: a partir da colonização efetiva, ocorreu

Leia mais

BRASIL PORTUGUÊS PERÍODO PRÉ COLONIAL PERÍODO COLONIAL PROF. DE HISTÓRIA TÁCIUS FERNANDES BLOG:

BRASIL PORTUGUÊS PERÍODO PRÉ COLONIAL PERÍODO COLONIAL PROF. DE HISTÓRIA TÁCIUS FERNANDES BLOG: BRASIL PORTUGUÊS PERÍODO PRÉ COLONIAL PERÍODO COLONIAL 1. ESPANHA X PORTUGAL A BULA INTER COETERA ASSINADO EM 1493. LINHA IMAGINÁRIA A 100 LÉGUAS A OESTE DE CABO VERDE. LESTE: PORTUGAL. OESTE: ESPANHA.

Leia mais

BRASIL COLÔNIA ( )

BRASIL COLÔNIA ( ) 1 - O CICLO DO AÇÚCAR Séc. XVI e XVII (auge). Nordeste (BA e PE). Litoral. Solo e clima favoráveis. Experiência de cultivo (Açores, Cabo Verde e Madeira). Mercado consumidor. Alto valor na Europa. Participação

Leia mais

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:História ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 4 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:História ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 4 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS UNIDADE 1 A AVENTURA DE NAVEGAR *Descobrir o motivo das grandes navegações *Reconhecer as especiarias e o comércio entre África e Europa. *A importância das navegações. *As viagens espanholas e portuguesas

Leia mais

A EXPANSÃO DA AMÉRICA PORTUGUESA

A EXPANSÃO DA AMÉRICA PORTUGUESA A EXPANSÃO DA AMÉRICA PORTUGUESA Tratado de Tordesilhas (1494) 1. A pecuária e a expansão para o interior O gado bovino chegou ao Brasil por volta de 1535, na Bahia. O crescimento da indústria açucareira

Leia mais

AS INVASÕES FRANCESAS

AS INVASÕES FRANCESAS AS INVASÕES FRANCESAS 2ª invasão 1612 Maranhão Fundação da França Equinocial e a Cidade de São Luís Comandante Daniel de La Touche Obs: esse período Portugal passava para domínio espanhol 1ª invasão Rio

Leia mais

O IMPÉRIO ULTRAMARINO PORTUGUÊS PROF. FELIPE KLOVAN COLÉGIO JOÃO PAULO I

O IMPÉRIO ULTRAMARINO PORTUGUÊS PROF. FELIPE KLOVAN COLÉGIO JOÃO PAULO I O IMPÉRIO ULTRAMARINO PORTUGUÊS PROF. FELIPE KLOVAN COLÉGIO JOÃO PAULO I AS CONQUISTAS PORTUGUESAS Prof. Felipe Klovan Maior império colonial europeu entre 1415 1557 Várias formas de relação colonial Relações

Leia mais

Economia e Sociedade Açucareira. Alan

Economia e Sociedade Açucareira. Alan Economia e Sociedade Açucareira Alan Características coloniais gerais Colônia de exploração Existência de Pacto Colonial Monopólio Economia de exportação de produtos tropicais Natureza predatória extrativista,

Leia mais

Aluno( (a): Nº_ Disciplina: CIÊNCIAS HUMANAS Professor (a): Barros Antônio Guimarães Dutra Goiânia,JUNHO de 2017 AVALIAÇÃO DIA 12 DE JUNHO DE 2017

Aluno( (a): Nº_ Disciplina: CIÊNCIAS HUMANAS Professor (a): Barros Antônio Guimarães Dutra Goiânia,JUNHO de 2017 AVALIAÇÃO DIA 12 DE JUNHO DE 2017 Aluno( (a): Nº_ Disciplina: CIÊNCIAS HUMANAS Professor (a): Barros Antônio Guimarães Dutra Goiânia,JUNHO de 2017 AVALIAÇÃO DIA 12 DE JUNHO DE 2017 01.O que foi a União Ibérica? Lista de História P2. 2º.

Leia mais

História C História do Brasil. Professora Celiane

História C História do Brasil. Professora Celiane História C História do Brasil Professora Celiane História do Brasil A História do Brasil é comumente dividida em três períodos: Colônia; Império; República; No entanto, há mais algumas subdivisões nesses

Leia mais

Planejamento das Aulas de História º ano (Prof. Leandro)

Planejamento das Aulas de História º ano (Prof. Leandro) Planejamento das Aulas de História 2016 7º ano (Prof. Leandro) Fevereiro Aula Programada (As Monarquias Absolutistas) Páginas Tarefa 1 A Formação do Estado Moderno 10 e 11 Mapa Mental 3 Teorias em defesa

Leia mais

Regulação Semestral do Processo Ensino Aprendizagem 4º bimestre Ano: 2º ano Ensino Médio Data:

Regulação Semestral do Processo Ensino Aprendizagem 4º bimestre Ano: 2º ano Ensino Médio Data: Regulação Semestral do Processo Ensino Aprendizagem 4º bimestre Ano: 2º ano Ensino Médio Data: Disciplina: História Professor: Luis Fernando Caro estudante; Ao longo do bimestre desenvolvemos diversas

Leia mais

Ciclo da Mineração: Período de Extração de ouro no Brasil século XVII-XVIII ( fim do século 17 e 18) Ouro de Aluvião: Ouro encontrado nos leitos dos

Ciclo da Mineração: Período de Extração de ouro no Brasil século XVII-XVIII ( fim do século 17 e 18) Ouro de Aluvião: Ouro encontrado nos leitos dos Ciclo da Mineração: Período de Extração de ouro no Brasil século XVII-XVIII ( fim do século 17 e 18) Ouro de Aluvião: Ouro encontrado nos leitos dos rios misturado a material sedimentar. Para obtê-lo,

Leia mais

história do brasil - colônia prof. david nogueira.

história do brasil - colônia prof. david nogueira. história do brasil - colônia prof. david nogueira. omnibus dubitandum... duvide de tudo. Para se entender História do Brasil... Duvide de tudo, principalmente do que parece natural e óbvio. Ex. O brasileiro

Leia mais

A Administração Colonial

A Administração Colonial A Administração Colonial HISTÓRIA DO BRASIL Prof. Alan Carlos Ghedini O primeiros 30 anos Até 1530 Desinteresse da Coroa Portuguesa pela nova Colônia Comércio das especiarias ainda era o foco Houve apenas

Leia mais

A Economia Mineradora (Século XVIII) O Processo de Independência. 1 A Economia Mineradora do Século XVIII. 2 As Reformas Pombalinas

A Economia Mineradora (Século XVIII) O Processo de Independência. 1 A Economia Mineradora do Século XVIII. 2 As Reformas Pombalinas Aula 13 e 14 A Economia Mineradora (Século XVIII) 1 A Economia Mineradora do Século XVIII Setor 1601 2 As Reformas Pombalinas 3 ealvespr@gmail.com Objetivo da aula Analisar a crise do Antigo Sistema Colonial

Leia mais

Colégio Marista São José Montes Claros MG Prof. Sebastião Abiceu 7º ano

Colégio Marista São José Montes Claros MG Prof. Sebastião Abiceu 7º ano Colégio Marista São José Montes Claros MG Prof. Sebastião Abiceu 7º ano 1. CARACTERÍSTICAS GERAIS DO PERÍODO COLONIAL Colônia de exploração (fornecimento de gêneros inexistentes na Europa). Monocultura.

Leia mais

Colonização Portuguesa. Prof. Osvaldo

Colonização Portuguesa. Prof. Osvaldo Colonização Portuguesa Prof. Osvaldo A chegada dos Portugueses Portugal e depois Espanha se tornaram pioneiros nas chamadas Grandes Navegações Portugal buscou contornar a África para tentar chegar ao Oriente

Leia mais

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Senhoras e Senhores que nos acompanham pela TV e Rádio Câmara,

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Senhoras e Senhores que nos acompanham pela TV e Rádio Câmara, Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Senhoras e Senhores que nos acompanham pela TV e Rádio Câmara, Queremos hoje falar sobre a importância do período do Bandeirismo na História do Brasil,

Leia mais

O descobrimento do Brasil

O descobrimento do Brasil Europa: renascimento cultural Brasil... Pindorama... Ilha de Vera Cruz... Terra de Santa Cruz... A Europa estava num processo de transformação que tinha se iniciado no século XIV. Este processo de transformação

Leia mais

MÓDULO 02 - PERÍODO PRÉ-COLONIAL E ASPECTOS ADMINISTRATIVOS,ECONÔMICOS E SOCIAIS DA COLONIZAÇÃO

MÓDULO 02 - PERÍODO PRÉ-COLONIAL E ASPECTOS ADMINISTRATIVOS,ECONÔMICOS E SOCIAIS DA COLONIZAÇÃO MÓDULO 02 - PERÍODO PRÉ-COLONIAL E ASPECTOS ADMINISTRATIVOS,ECONÔMICOS E SOCIAIS DA COLONIZAÇÃO 2.1- O BRASIL PRÉ-COLONIAL ( 1500-1530 ) Período que antecedeu a colonização. Interesse português:índias.

Leia mais

Colonização Portuguesa. Prof. Osvaldo

Colonização Portuguesa. Prof. Osvaldo Colonização Portuguesa Prof. Osvaldo Tratado de Tordesilhas de 1494 Terras pertencentes à Espanha Terras pertencentes a Portugal A ficção do Descobrimento Principais povos Indígenas no Brasil No Brasil,

Leia mais

História. Insurreição Pernambucana. Professor Cássio Albernaz.

História. Insurreição Pernambucana. Professor Cássio Albernaz. História Insurreição Pernambucana Professor Cássio Albernaz www.acasadoconcurseiro.com.br História INSURREIÇÃO PERNAMBUCANA (1645 1654) https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/e/e4/33475.jpg/250px-33475.jpg

Leia mais

AS INVASÕES FRANCESAS

AS INVASÕES FRANCESAS AS INVASÕES FRANCESAS 2ª invasão 1612 Maranhão Fundação da França Equinocial e a Cidade de São Luís Comandante Daniel de La Touche Obs: esse período Portugal passava para domínio espanhol 1ª invasão Rio

Leia mais

Revoltas Coloniais / Nativistas. História do Brasil

Revoltas Coloniais / Nativistas. História do Brasil Revoltas Coloniais / Nativistas História do Brasil Principais Revoltas Coloniais Fim da União Ibérica INSATISFAÇÃO COM A ADMINISTRAÇÃO As revoltas Coloniais Revelavam a insatisfação dos colonos; Dificuldade

Leia mais

Ciclo da Mineração: Período de Extração de ouro no Brasil século XVII-XVIII ( fim do século 17 e 18) Ouro de Aluvião: Ouro encontrado nos leitos dos

Ciclo da Mineração: Período de Extração de ouro no Brasil século XVII-XVIII ( fim do século 17 e 18) Ouro de Aluvião: Ouro encontrado nos leitos dos Ciclo da Mineração: Período de Extração de ouro no Brasil século XVII-XVIII ( fim do século 17 e 18) Ouro de Aluvião: Ouro encontrado nos leitos dos rios misturado a material sedimentar. Para obtê-lo,

Leia mais

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 17 REBELIÕES COLONIAIS

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 17 REBELIÕES COLONIAIS HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 17 REBELIÕES COLONIAIS Fixação 1) (FGV) Outra preocupação da Coroa foi a de estabelecer limites à entrada na região das minas. Nos primeiros tempos da atividade mineradora, a

Leia mais

História Economia colonial. Março, 05 IMPÉRIO COLONIAL O IMPÉRIO COLONIAL PORTUGUÊS

História Economia colonial. Março, 05 IMPÉRIO COLONIAL O IMPÉRIO COLONIAL PORTUGUÊS História Economia colonial Março, 05 O IMPÉRIO COLONIAL PORTUGUÊS IMPÉRIO COLONIAL A ECONOMIA COLONIAL A ECONOMIA PRODUÇÃO AÇUCAREIRA A partir de 1530 a produção açucareira espalhou-se por todo o litoral

Leia mais

1530 O regime de capitanias hereditárias é instituído por D. João III. Primeira expedição colonizadora chefiada por Martim Afonso de Sousa.

1530 O regime de capitanias hereditárias é instituído por D. João III. Primeira expedição colonizadora chefiada por Martim Afonso de Sousa. Vera, Use a seguinte legenda: Amarelo: o documento para o link encontra-se neste site: http://www.info.lncc.br/wrmkkk/tratados.html Rosa: o documento para o link encontra-se neste site: http://www.webhistoria.com.br

Leia mais

Revoltas Nativistas e Anticoloniais. Alan

Revoltas Nativistas e Anticoloniais. Alan Revoltas Nativistas e Anticoloniais Alan Fatores iniciais para as revoltas Descontentamentos com o governo metropolitano Choque entre os interesses dos colonos e da Coroa Pressão do Pacto Colonial sobre

Leia mais

PADRE ANTÓNIO VIEIRA

PADRE ANTÓNIO VIEIRA PADRE ANTÓNIO VIEIRA Vida Nasceu em Lisboa no ano de 1608 e quando tinha 6 anos a família Vieira veio para o Brasil, pois seu pai foi convidado a trabalhar como escrivão no Tribunal da Relação da Bahia.

Leia mais

REVISÃO PARA RECUPERAÇÃO FINAL 7 ANO

REVISÃO PARA RECUPERAÇÃO FINAL 7 ANO REVISÃO PARA RECUPERAÇÃO FINAL 7 ANO 1) Uns dedicam-se particularmente ao serviço de Deus; outros garantem pelas armas a defesa do Estado; outros ainda a alimentá-lo e a mantê-lo pelos exercícios da paz.

Leia mais

. a d iza r to u a ia p ó C II

. a d iza r to u a ia p ó C II II Sugestões de avaliação História 4 o ano Unidade 5 5 Unidade 5 Nome: Data: 1. Relacione as colunas. (A) Colonos portugueses (B) indígenas e africanos escravizados ( ) Vieram para o Brasil com o objetivo

Leia mais

Jimboê. História. Avaliação. Projeto. 4 o ano. 4 o bimestre

Jimboê. História. Avaliação. Projeto. 4 o ano. 4 o bimestre Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao quarto bimestre escolar ou à Unidade 4 do Livro do Aluno. Projeto Jimboê História 4 o ano Avaliação 4 o bimestre 1 Avaliação História NOME: ESCOLA:

Leia mais

BRASIL COLÔNIA ( )

BRASIL COLÔNIA ( ) 2 - REVOLTAS EMANCIPACIONISTAS: Século XVIII (final) e XIX (início). Objetivo: separação de Portugal (independência). Nacionalistas. Influenciadas pelo iluminismo, independência dos EUA e Revolução Francesa.

Leia mais

Aula 2: O período colonial ( ) Disciplina: Geografia do Brasil. Prof. Dr. Antonio Nivaldo Hespanhol Prof. Dr. Carlos de Castro Neves Neto

Aula 2: O período colonial ( ) Disciplina: Geografia do Brasil. Prof. Dr. Antonio Nivaldo Hespanhol Prof. Dr. Carlos de Castro Neves Neto UNESP UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA Aula 2: O período colonial (1500-1822) Disciplina: Geografia do Brasil Prof. Dr. Antonio Nivaldo Hespanhol Prof. Dr. Carlos de Castro

Leia mais

BANDEIRANTES. Professor Menezes

BANDEIRANTES. Professor Menezes BANDEIRANTES Professor Menezes Bandeirantes é a denominação dada aos sertanistas do Brasil Colonial, que, a partir do início do século XVI, penetraram nos sertões brasileiros em busca de riquezas minerais,

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1º EM História Rafael Av. Trimestral 07/11/14 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta prova

Leia mais

CONTEÚDOS HISTÓRIA 4º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER

CONTEÚDOS HISTÓRIA 4º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER CONTEÚDOS HISTÓRIA 4º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER UNIDADE 1 O TEMPO E AS ORIGENS DO BRASIL 1. Contando o tempo Instrumentos de medida do tempo Medidas de tempo: década, século, milênio Linha do tempo

Leia mais

Brasil Colônia Professor: Danilo Martins

Brasil Colônia Professor: Danilo Martins Brasil Colônia 1500-1822 Professor: Danilo Martins Índice A Revolução de Avis 1500 1530 Pré-Colonial Período Colonial Tráfico negreiro A Revolução de Avis Após anos da dinastia de Borgonha no poder, o

Leia mais

A EXPANSÃO TERRITORIAL, O CICLO DA MINERAÇÃO E AS REVOLTAS COLONIAIS Prof. Maurício Ghedin Corrêa

A EXPANSÃO TERRITORIAL, O CICLO DA MINERAÇÃO E AS REVOLTAS COLONIAIS Prof. Maurício Ghedin Corrêa A EXPANSÃO TERRITORIAL, O CICLO DA MINERAÇÃO E AS REVOLTAS COLONIAIS Prof. Maurício Ghedin Corrêa 1. A EXPANSÃO TERRITORIAL E O BANDEIRISMO Durante a União Ibérica houve um momento de expansão a Oeste.

Leia mais

1º Período UNIDADE 1. Exercícios; A aventura de navegar

1º Período UNIDADE 1. Exercícios; A aventura de navegar 1º Período UNIDADE 1 A aventura de navegar Navegar em busca de riquezas As grandes navegações; Viagens portuguesas. Ampliação Portugal na época das navegações. Conhecer e identificar os instrumentos e

Leia mais

1640 > Fim da União Ibérica Comércio com Buenos Aires e contrabando Rei de São Paulo: Amador Bueno da Ribeira. Amador Bueno recusou o título de rei e

1640 > Fim da União Ibérica Comércio com Buenos Aires e contrabando Rei de São Paulo: Amador Bueno da Ribeira. Amador Bueno recusou o título de rei e REVOLTAS COLONIAIS REVOLTAS NATIVISTAS 1640 > Fim da União Ibérica Comércio com Buenos Aires e contrabando Rei de São Paulo: Amador Bueno da Ribeira. Amador Bueno recusou o título de rei e saiu às ruas

Leia mais

CAPÍTULO 6 O TERRITÓRIO BRASILEIRO EM CONSTRUÇÃO. Disciplina - Geografia 3 a Série Ensino Médio Professor: Gelson Alves Pereira

CAPÍTULO 6 O TERRITÓRIO BRASILEIRO EM CONSTRUÇÃO. Disciplina - Geografia 3 a Série Ensino Médio Professor: Gelson Alves Pereira CAPÍTULO 6 O TERRITÓRIO BRASILEIRO EM CONSTRUÇÃO Disciplina - Geografia 3 a Série Ensino Médio Professor: Gelson Alves Pereira 1- O país dos contrastes Imensas riquezas naturais, culturais e econômicas.

Leia mais

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Recuperação do 4 Bimestre - História Conteúdo: COLONIZAÇÃO PORTUGUESA NA AMÉRICA BRASIL COLONIAL: SOCIEDADE AÇUCAREIRA BRASIL COLONIAL: EXPANSÃO PARA O INTERIOR

Leia mais

Do litoral para o interior do país Séculos XVI e XVII

Do litoral para o interior do país Séculos XVI e XVII Do litoral para o interior do país Séculos XVI e XVII As entradas : expedições montadas por pessoas que partiam de vários locais do país e se aventuravam pelo sertão à procura de ouro e pedras preciosas.

Leia mais

Do litoral para o interior do país Séculos XVI e XVII

Do litoral para o interior do país Séculos XVI e XVII Do litoral para o interior do país Séculos XVI e XVII As entradas : expedições montadas por pessoas que partiam de vários locais do país e se aventuravam pelo sertão à procura de ouro e pedras preciosas.

Leia mais

TERRITÓRIO BRASILEIRO MINERAÇÃO E SOCIEDADE PROFESSOR OTÁVIO

TERRITÓRIO BRASILEIRO MINERAÇÃO E SOCIEDADE PROFESSOR OTÁVIO TERRITÓRIO BRASILEIRO MINERAÇÃO E SOCIEDADE PROFESSOR OTÁVIO A FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO O Brasil é o 5º maior país do mundo, com uma área de 8.514.876 km². Essa imensa extensão territorial do

Leia mais

A novidade é que o Brasil não é só litoral É muito mais é muito mais que qualquer zona sul Tem gente boa espalhada por este Brasil Que vai fazer

A novidade é que o Brasil não é só litoral É muito mais é muito mais que qualquer zona sul Tem gente boa espalhada por este Brasil Que vai fazer CAUSAS: Acirramento da concorrência comercial entre as potências coloniais; Crise das lavouras de cana; Estagnação da economia portuguesa na segunda metade do século XVII; Necessidade de encontrar metais

Leia mais

FORMAÇÃO TERRITORIAL DO BRASIL. Profº Gustavo Silva de Souza

FORMAÇÃO TERRITORIAL DO BRASIL. Profº Gustavo Silva de Souza FORMAÇÃO TERRITORIAL DO BRASIL Profº Gustavo Silva de Souza A DIVISÃO DO CONTINENTE AMERICANO A DIVISÃO DO CONTINENTE AMERICANO DIVISÃO FISIOGRÁFICA América do Norte, América Central e América do Sul

Leia mais

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 06 O GOVERNO-GERAL

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 06 O GOVERNO-GERAL HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 06 O GOVERNO-GERAL Como pode cair no enem O sistema de capitanias hereditárias, criado no Brasil em 1534, refletia a transição do feudalismo para o capitalismo, na medida em

Leia mais

Crise do Sistema Colonial: Rebeliões Coloniais e Tentativas de Emancipação

Crise do Sistema Colonial: Rebeliões Coloniais e Tentativas de Emancipação Aula 6 Crise do Sistema Colonial: Rebeliões Coloniais e Tentativas de Emancipação 1 O declínio colonial Setor 1605 2 A crise do Sistema Colonial ealvespr@gmail.com Contexto 1.1 O Declínio Colonial no Brasil

Leia mais

A COLONIZAÇÃO DO BRASIL

A COLONIZAÇÃO DO BRASIL A COLONIZAÇÃO DO BRASIL OS FUNDAMENTOS DO COLONIALISMO PORTUGUÊS O processo de ocupação e formação do Império Colonial Lusitano baseou-se dentro da ótica mercantilista. Essa forma de organização ficou

Leia mais

João Paulo I O NORDESTE COLONIAL. Professor Felipe Klovan

João Paulo I O NORDESTE COLONIAL. Professor Felipe Klovan João Paulo I O NORDESTE COLONIAL Professor Felipe Klovan A ECONOMIA AÇUCAREIRA Prof. Felipe Klovan Portugal já possuía experiência no plantio da cana-de-açúcar nas Ilhas Atlânticas. Portugal possuía banqueiros

Leia mais

História 4 o ano Unidade 8

História 4 o ano Unidade 8 História 4 o ano Unidade 8 Nome: Unidade 8 Data: 1. Associe as colunas. (A) Vila de São Vicente (B) Vila de São Paulo de Piratininga ( ) a produção de cana-de-açúcar não prosperou. ( ) tinha clima e solo

Leia mais

Atividades Promotoras da interiorização

Atividades Promotoras da interiorização Atividades Promotoras da interiorização A Pecuária Atividade secundária no Brasil colônia A ocupação do sertão nordestino - Pecuária Litoral - cana (transporte / alimentação / movimento dos engenhos) =

Leia mais

Sociedade do Ouro. Prof. Victor Creti

Sociedade do Ouro. Prof. Victor Creti Sociedade do Ouro Prof. Victor Creti Expedições militares Ocupação do território brasileiro Expansão para o sertão: Fatores facilitadores: União Ibérica: folga do Tratado de Tordesilhas; Princípio do Uti

Leia mais

TEMA F.1 O IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL

TEMA F.1 O IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL TEMA F.1 O IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL A partir de meados do séc. XVI, o Império Português do Oriente entrou em crise. Que fatores contribuíram para essa crise? Recuperação das rotas

Leia mais

Trabalho de Religião. Nome: Christian Marques n 3 Marcelo Victor n 20 Pedro Leite n 24

Trabalho de Religião. Nome: Christian Marques n 3 Marcelo Victor n 20 Pedro Leite n 24 Trabalho de Religião Nome: Christian Marques n 3 Marcelo Victor n 20 Pedro Leite n 24 Estados Unidos Martin Luther King Formação cristã, filosofia europeia e ensinamentos de Gandhi fizeram de Martin Luther

Leia mais

Administração Colonial União Ibérica Invasões Estrangeiras Bandeirantismo

Administração Colonial União Ibérica Invasões Estrangeiras Bandeirantismo Administração Colonial União Ibérica Invasões Estrangeiras Bandeirantismo Capitanias Hereditárias (1534-1759) Motivos para a aplicação deste tipo de organização: PORTUGAL já havia testado esta forma administrativa

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA PARCIAL DE HISTÓRIA Aluno(a): Nº Ano: 8º Turma: Data: 02/04/2011 Nota: Professora: Ivana Valor da Prova: 50 pontos Assinatura do responsável: Orientações

Leia mais

Apostila de História 19 Colônia Portuguesa na América (Brasil Colônia) 1.0 Gradativa Tomada de Posse

Apostila de História 19 Colônia Portuguesa na América (Brasil Colônia) 1.0 Gradativa Tomada de Posse Apostila de História 19 Colônia Portuguesa na América (Brasil Colônia) 1.0 Gradativa Tomada de Posse Bula Inter Coetera: 100 léguas de distância de Cabo Verde; A parte esquerda da Bula era da Espanha,

Leia mais

8_ INCURSÕES TERRESTRES. A posse dos novos territórios e o movimento bandeirante

8_ INCURSÕES TERRESTRES. A posse dos novos territórios e o movimento bandeirante 8_ INCURSÕES TERRESTRES A posse dos novos territórios e o movimento bandeirante A posse dos territórios descobertos impôs, logo de início, que a ocupação e defesa dos primeiros lugares de interesse estratégico

Leia mais

BRASIL COLÔNIA ( ) BRASIL COLÔNIA PROF. JOÃO GABRIEL DA FONSECA.

BRASIL COLÔNIA ( ) BRASIL COLÔNIA PROF. JOÃO GABRIEL DA FONSECA. BRASIL COLÔNIA PROF. JOÃO GABRIEL DA FONSECA joaogabriel_fonseca@hotmail.com 1 - O CICLO DO AÇÚCAR Séc. XVI e XVII (auge). Nordeste (BA e PE). Litoral. Solo e clima favoráveis. Experiência de cultivo (Açores,

Leia mais

Invasões Holandesas. 1630 uma armada holandesa ocupou Olinda e o Recife.

Invasões Holandesas. 1630 uma armada holandesa ocupou Olinda e o Recife. Invasões Holandesas A dependência holandesa do açúcar brasileiro era enorme; Entre 1625 e 1630 a Holanda dedicou-se aos ataques de corsários, no litoral brasileiro e região do Caribe, chegando a ocupar

Leia mais

Brasil - Colônia e Império 1500-1889

Brasil - Colônia e Império 1500-1889 Brasil - Colônia e Império 1500-1889 Texto adaptado do livro "História do Brazil", de Rocha Pombo, publicado em 1919 pela Editora "Weiszflog Irmãos" Atualização e adaptação: Paulo Victorino José Francisco

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR (ES):

ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR (ES): I.IDENTIFICAÇÂO PLANO DE CURSO ANO 01 ESCOLA ESTADUAL CONTEÙDO: TURMA:7º ano Nº DE AULAS SEMANAIS: PROFESSOR (ES): OBJETIVOS GERAIS *Promover a aquisição de ferramentas intelectuais e a formação de atitudes

Leia mais

Nome: Nº: Turma: Este caderno contém questões de: Português Matemática História Geografia Ciências Inglês

Nome: Nº: Turma: Este caderno contém questões de: Português Matemática História Geografia Ciências Inglês Nome: Nº: Turma: Este caderno contém questões de: Português Matemática História Geografia Ciências Inglês 1 Fazer os exercícios no caderno. Livro Apoema: Páginas 187 e 188. Livro: pág. 107 (Exercício nº

Leia mais

Profª Adriana Moraes

Profª Adriana Moraes Profª Adriana Moraes Definição: um conjunto de atitudes políticas, econômicas e militares que visam a aquisição de territórios coloniais através da conquista e estabelecimento de colonos. Período: séculos

Leia mais

1ª Série do ensino médio

1ª Série do ensino médio 1ª Série do ensino médio 01. Diferentemente dos astecas, maias e incas, povos indígenas encontrados pelos espanhóis em suas terras americanas, os portugueses encontraram um outro tipo de organização indígena

Leia mais

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 11 A UNIÃO IBÉRICA (1580)

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 11 A UNIÃO IBÉRICA (1580) HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 11 A UNIÃO IBÉRICA (1580) Como pode cair no enem (FUVEST) Sobre a presença francesa na Baía de Guanabara (1557-60), podemos dizer que foi: a) apoiada por armadores franceses

Leia mais

1º Período UNIDADE 1. Exercícios; A aventura de navegar

1º Período UNIDADE 1. Exercícios; A aventura de navegar 1º Período UNIDADE 1 A aventura de navegar Produtos valiosos Navegar em busca de riquezas Viagens espanholas Viagens portuguesas Ampliação O dia a dia dos marinheiros Conhecer as primeiras especiarias

Leia mais

AULA DADA, AULA ESTUDADA!!!

AULA DADA, AULA ESTUDADA!!! AULA DADA, AULA ESTUDADA!!! Expansão Marítima Embarcaremos em uma longa e perigosa viagem a bordo dos navios lusitanos e espanhóis rumo à terra das especiarias. Você vai saber quais foram os fatores das

Leia mais

DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS. -Atinge as Índias contornando a costa da África

DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS. -Atinge as Índias contornando a costa da África DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS EXPANSÃO MARÍTIMA início século XV ( 1415 ) DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS EXPANSÃO MARÍTIMA início século XV ( 1415 ) PORTUGAL -Atinge as Índias contornando

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 1 FORMAÇÃO TERRITORIAL DO BRASIL

LISTA DE EXERCÍCIOS 1 FORMAÇÃO TERRITORIAL DO BRASIL LISTA DE EXERCÍCIOS 1 FORMAÇÃO TERRITORIAL DO BRASIL 1) Observe o mapa a seguir e faça o que se pede: O Tratado de Tordesilhas, assinado pelos reis ibéricos com a intervenção papal, representa: A) o marco

Leia mais

Tema Conteúdo Habilidades Essential Questions

Tema Conteúdo Habilidades Essential Questions Tema Conteúdo Habilidades Essential Questions 1. Idade Média 1.1) Alta Idade Média 1.1 Alta Idade Média 1.1.a Identificar heranças romanas e germânicas eu deram origem ao feudalismo. 1.1.b Compreender

Leia mais

EXTENSIVO 2012 Disciplina: História Professor: AlineVital Estudante:

EXTENSIVO 2012 Disciplina: História Professor: AlineVital Estudante: EXTENSIVO 2012 Disciplina: História Professor: AlineVital Estudante: As questões fundamentais são aquelas que devem ser feitas obrigatoriamente para o bom entendimento da próxima aula. Sem elas, nenhum

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação História 7 o ano Unidade 8 5 Unidade 8 Nome: Data: 1. Qual(is) da(s) sentença(s) a seguir apresenta(m) corretamente as motivações de Portugal para estabelecer a produção açucareira

Leia mais

A colonização da América

A colonização da América A colonização da América As capitulações eram contratos em que a Coroa concedia permissão para explorar, conquistar e povoar terras, fixando direitos e deveres recíprocos Os adelantados eram colonizadores

Leia mais

História. Guerra dos Mascates. Professor Cássio Albernaz.

História. Guerra dos Mascates. Professor Cássio Albernaz. História Guerra dos Mascates Professor Cássio Albernaz www.acasadoconcurseiro.com.br História A GUERRA DOS MASCATES (1710 1711) http://www.sohistoria.com.br/ef2/mascates/ A Guerra dos Mascates que se

Leia mais

Expansão do território brasileiro

Expansão do território brasileiro Expansão do território brasileiro O território brasileiro é resultado de diferentes movimentos expansionistas que ocorreram no Período Colonial, Imperial e Republicano. Esse processo ocorreu através de

Leia mais

Língua Portuguesa. Educa teu filho no caminho que deve andar, e quando grande não se desviará dele Prov.22.6

Língua Portuguesa. Educa teu filho no caminho que deve andar, e quando grande não se desviará dele Prov.22.6 Língua Portuguesa 1. Assinale a alternativa correta em relação à classificação dos predicados das orações abaixo: I- Olhei a aluna na janela. II- Aqui se trabalha. III- Ninguém saiu hoje satisfeito. a)

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 7 o ano 4 o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o : Leia o trecho da carta de Pero Vaz de Caminha, escrivão da armada de Pedro Álvares Cabral, escrita em maio de 1500 para o rei português

Leia mais