DEMOCRACIA X DITADURA. Prof. Dieikson de Carvalho

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DEMOCRACIA X DITADURA. Prof. Dieikson de Carvalho"

Transcrição

1 DEMOCRACIA X DITADURA Prof. Dieikson de Carvalho

2 Característica da Democracia Sufrágio Universal o voto é um direito da maioria da população. O parlamento ou o Congresso é eleito diretamente pelo povo. Outras instituições também deve ser governada por pessoas eleitas pelo povo. Todos os eleitores tem voto igual. Tanto para o executivo quanto para o legislativo vale o princípio da maioria numérica. Existência de sistemas bipartidários ou multipartidários.

3 Democracia Formal e Substancial Democracia Formal é um governo do povo, onde uma minoria detentora do poder político e econômico é favorecida. Democracia Substancial éum governo para o povo, onde a maioria da população é favorecida.

4 Populismo e ditadura x Cidadania e democracia Um governo populista pressupõe: A concentração de poder nas mãos do governante. A população é desrespeitada pelo governo populista, pois esta não atua como agente política. Desmobilizou os grupos de organização sindical e popular, incentivou a passividade do povo,, impôs sua vontade pessoal como sendo da população Perseguiu e puniu quem discordava dele, instituiu uma feroz ditadura.

5 Populismo e ditadura x Cidadania e democracia Um governo democrático pressupõe: A existência de leis que garantam os indivíduos de terem os seus direitos preservados. O Poder Legislativo independente e escolhido pelo povo através de eleições para elaborar leis de interesse de toda a população. Governantes que sejam eleitos pelo povo e respeitem a Constituição. Cultura de participação política do povo na vida em sociedade

6 Características da Ditadura Concentração do poder e seu caráter ilimitado. Entrada de amplos estratos populares na política. Precariedade das regras de sucessão do poder. Diminuição da participação do povo na política. Restrição da participação popular na escolha dos governantes.

7 Tipos de Ditadura Ditadura Autoritária: baseia-se nos meios tradicionais de coerção forças armadas, polícia, burocracia e magistratura. Reprime qualquer tipo de oposição. Hugo Chaves na Venezuela Ditadura Totalitária: usa todos os meios coercitivos tradicionais, partido único, controle da educação e dos meios de comunicação. Penetra em toda a esfera da vida social e privada. Nazismo e facismo.

8 Tipos de Ditadura Ditadura Revolucionárias: Visam demolir demolir a velha ordem sociopolítica e instaura uma nova ordem. Cuba China URSS Ditadura Conservadora: Pretendem defender o status quo dominante, quando este é ameaçado. Francisco Franco na Espanha.

9 Tipos de Ditadura Ditaduras Militares: Sistema comandado pelas forças armadas de um país com o objetivo de defendê-lo de inimigos internos ou externos. Brasil de 1964 Ditadura Simples: Caracterizada pela grande distância entre o regime de governo e a população. Ditadura Varguista.

10 Evolução x Revolução

11 EVOLUÇÃO X REVOLUÇÃO Evolução significa mudança. Então a humanidade está sempre evoluindo. Acontece que, de tempos em tempos, mudanças bruscas e profundas fazem as sociedades mudarem drasticamente de rumo: são as Revoluções.

12 Positivismo Em seu método, Comte propunha uma metodologia da observação dos fenômenos. Para ele o homem passou por três estágios evolutivos: 1º Teológico: Infância explicam fenômenos naturais através da religião 2º Metafísico: Adolescência buscam o porquê das coisas através da filosofia. 3º Positivo (Científico): Adulto - não se busca o porque das coisas, mas sim o como.

13 Características do Pensamento de Augusto Comte Comte ainda avaliou que a sociedade possuía dois movimentos principais: dinâmico e estático. Movimento dinâmico (progresso): éo responsável pela evolução social que imprime sobre as sociedades as transformações para estágios superiores e mais complexos. Movimento estático (ordem): é o responsável pela organização e equilíbrio do organismo que ajustaria a sociedade ao seu melhor funcionamento harmônico.

14 Revoluções As revoluções são iniciadas por homens que fazem as circunstâncias e terminadas por homens que fazem os acontecimentos.

15

SOCIOLOGIA NO ENSINO MÉDIOM. Prof. Dieikson de Carvalho

SOCIOLOGIA NO ENSINO MÉDIOM. Prof. Dieikson de Carvalho SOCIOLOGIA NO ENSINO MÉDIOM Prof. Dieikson de Carvalho O estudo da Sociologia Por que estudar a sociedade em que vivemos? Não basta vivê-la? É possível conhecer a sociedade cientificamente? A sociologia

Leia mais

CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: Ciência Política NOME DO CURSO: Ciências Econômicas.

CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: Ciência Política NOME DO CURSO: Ciências Econômicas. 1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: PERÍODO: III CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: Ciência Política NOME DO CURSO: Ciências Econômicas. 2. EMENTA

Leia mais

O nascimento da Sociologia. Sociologia Profa. Ms. Maria Thereza Rímoli

O nascimento da Sociologia. Sociologia Profa. Ms. Maria Thereza Rímoli O nascimento da Sociologia Sociologia Profa. Ms. Maria Thereza Rímoli Avisos Horário de Bate Papo: terças-feiras, 17hs às 17hs:30 Atenção com o prazo de envio das respostas das atividades eletrônicas.

Leia mais

CURSO E COLÉGIO ESPECÍFICO. AUGUSTE COMTE E O PENSAMENTO POSITIVISTA Disciplina: Sociologia Professor: Waldenir do Prado 2013

CURSO E COLÉGIO ESPECÍFICO. AUGUSTE COMTE E O PENSAMENTO POSITIVISTA Disciplina: Sociologia Professor: Waldenir do Prado 2013 CURSO E COLÉGIO ESPECÍFICO AUGUSTE COMTE E O PENSAMENTO POSITIVISTA Disciplina: Sociologia Professor: Waldenir do Prado 2013 A Sociologia enquanto ciência Augusto Comte (1798 1857) francês, autor de Catecismo

Leia mais

CURSO: Controle Social e Gestão Participativa 06/3/13. O papel da legislação para o Controle Social e a Gestão Participativa.

CURSO: Controle Social e Gestão Participativa 06/3/13. O papel da legislação para o Controle Social e a Gestão Participativa. MODALIDADES DE GESTÃO NO SUS MUNICÍPIO DE SÃO PAULO Carlos Neder XXVII CONGRESSO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE CURSO: Controle Social e Gestão Participativa 06/3/13 O papel da legislação para o Controle

Leia mais

O poder e a política SOCIOLOGIA EM MOVIMENTO

O poder e a política SOCIOLOGIA EM MOVIMENTO Capítulo 6 Poder, política e Estado 1 O poder e a política Poder se refere à capacidade de agir ou de determinar o comportamento dos outros. As relações de poder perpassam todas as relações sociais. As

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DE 1934

CONSTITUIÇÃO DE 1934 Vargas INTRODUÇÃO Neste livro você vai ler sobre a Era Vargas. Solicitado pela professora Valéria, da disciplina de História, escrito por Manuela Rottava, com caráter avaliativo. Tem destaque nas seguintes

Leia mais

Direito Constitucional. TÍTULO I - Dos Princípios Fundamentais art. 1º ao 4º

Direito Constitucional. TÍTULO I - Dos Princípios Fundamentais art. 1º ao 4º Direito Constitucional TÍTULO I - Dos Princípios Fundamentais art. 1º ao 4º Constituição A constituição determina a organização e funcionamento do Estado, estabelecendo sua estrutura, a organização de

Leia mais

Glossário Vote Bem IDEOLOGIAS

Glossário Vote Bem IDEOLOGIAS Glossário Vote Bem IDEOLOGIAS As eleições para prefeito, vice e vereadores ocorrerão em outubro. A campanha mal começou e o que se nota no cenário político é uma carência cada vez maior de novos nomes

Leia mais

Modulo 11 - Brasil. Prof. Alan Carlos Ghedini

Modulo 11 - Brasil. Prof. Alan Carlos Ghedini Modulo 11 - Brasil Prof. Alan Carlos Ghedini www.inventandohistoria.com O populismo pode ser compreendido como: Uma forma de exercício político garantida pelo apoio da grande massa Um sistema no qual o

Leia mais

ola eu sou o Everton e vou falar do poder de vargas introdução vargas como era : o seu poder, como ele tomou posse e as tres fases politicas

ola eu sou o Everton e vou falar do poder de vargas introdução vargas como era : o seu poder, como ele tomou posse e as tres fases politicas ola eu sou o Everton e vou falar do poder de vargas introdução vargas como era : o seu poder, como ele tomou posse e as tres fases politicas O PODER DE VARGAS ERA : PROVISÓRIO, CONSTITUCIONAL e ESTADO

Leia mais

2. Comte, precursor da sociologia ou sociólogo? 3. A contribuição e limitações do POSITIVISMO. 4. Estrutura de análise das correntes teóricas

2. Comte, precursor da sociologia ou sociólogo? 3. A contribuição e limitações do POSITIVISMO. 4. Estrutura de análise das correntes teóricas 1. Breve história da ciência 2. Comte, precursor da sociologia ou sociólogo? 3. A contribuição e limitações do POSITIVISMO 4. Estrutura de análise das correntes teóricas 5. Primeira atividade do trabalho

Leia mais

Matriz de Referência de HISTÓRIA - SAERJINHO 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL

Matriz de Referência de HISTÓRIA - SAERJINHO 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL H01 Identificar diferentes tipos de modos de trabalho através de imagens. X H02 Identificar diferentes fontes históricas. X H03 Identificar as contribuições de diferentes grupos

Leia mais

24/07/2014. As origens da Sociologia. A questão do conhecimento

24/07/2014. As origens da Sociologia. A questão do conhecimento Tema 1: O enfoque do Positivismo para a Educação Professora Ma. Mariciane Mores Nunes As origens da Sociologia Sociologia: ciência que explica a dinâmica das sociedades contemporâneas. Envolve: herança

Leia mais

Direito Constitucional Comparado E - Folio B

Direito Constitucional Comparado E - Folio B Universidade Aberta Departamento de Humanidades Direito Constitucional Comparado 41022-13-02 E - Folio B Licenciatura em Estudos Europeus Armando Gil Lopes Pereira Aluno Nº 1005616 Direito Constitucional

Leia mais

O Positivismo de Augusto Comte. Professor Cesar Alberto Ranquetat Júnior

O Positivismo de Augusto Comte. Professor Cesar Alberto Ranquetat Júnior O Positivismo de Augusto Comte Professor Cesar Alberto Ranquetat Júnior Augusto Comte (1798-1857). Um dos pais fundadores da Sociologia. Obras principais: Curso de Filosofia Positiva. 6 volumes. (1830-1842).

Leia mais

A República Velha ( )

A República Velha ( ) Capítulo 52 A República Velha (1889 1930) A CRISE DA REPÚBLICA (1889-1894) A República Velha (1889 1930) 1889 1891 Governo Provisório 1891 1894 República da Espada 1891 Mal. Deodoro Da Fonseca 1891-1894

Leia mais

Jean-Jacques Rousseau

Jean-Jacques Rousseau Jean-Jacques Rousseau 1712-1778 Da servidão à liberdade Temas centrais da filosofia política rousseauniana O contrato social. O surgimento da propriedade privada. A passagem do estado de natureza para

Leia mais

Populismo II e Regime Militar I. História C Aula 13 Prof. Thiago

Populismo II e Regime Militar I. História C Aula 13 Prof. Thiago Populismo II e Regime Militar I História C Aula 13 Prof. Thiago O Homem da Vassoura Jânio Quadros surpreendeu e venceu as eleições de 1960, em partes devido a agressiva campanha política que prometia varrer

Leia mais

Agora vamos assistir a uma Apresentação Narrada sobre o Positivismo. Ao final desta espera-se que você aprenda sobre as características do

Agora vamos assistir a uma Apresentação Narrada sobre o Positivismo. Ao final desta espera-se que você aprenda sobre as características do Agora vamos assistir a uma Apresentação Narrada sobre o Positivismo. Ao final desta espera-se que você aprenda sobre as características do positivismo como forma de análise sociológica. Análise que pretende

Leia mais

Roteiro de Estudos Regulação - 2 bimestre

Roteiro de Estudos Regulação - 2 bimestre Nome: Ano: 9 ano Disciplina: História Professor: Eder Nº: Roteiro de Estudos Regulação - 2 bimestre 1 - Defina os conceitos abaixo relacionados à Primeira Guerra Mundial a) Belle Époque b) Paz Armada c)

Leia mais

O que são as Ciências Sociais?

O que são as Ciências Sociais? Prof.º Renan Borges O que são as Ciências Sociais? As ciências sociais procuram compreender como se estabelecem as relações entre os homens, isto é, como se formam as relações sociais. A complexidade dessas

Leia mais

Origem na palavra Politéia, que se refere a tudo relacionado a Pólis grega e à vida em coletividade.

Origem na palavra Politéia, que se refere a tudo relacionado a Pólis grega e à vida em coletividade. O homem é um animal político por natureza; Política visa (ou deveria visar) um fim útil e bom para sociedade; Característica do ser humano é a vida em comunidade. Origem na palavra Politéia, que se refere

Leia mais

Os primeiros anos da República no Brasil MCC

Os primeiros anos da República no Brasil MCC Os primeiros anos da República no Brasil MCC blogs.estadao.com.br A Província de São Paulo, 15 de novembro de 1889. Glorioso centenário da grande revolução. Proclamação da República Brazileira. Recebemos

Leia mais

Prof. André Vinícius.

Prof. André Vinícius. 1 - Diferentes projetos republicanos: República Positivista: centralização política nas mãos do presidente. Postura predominante entre os militares. Prevaleceu entre 1889 e 1894, durante a chamada República

Leia mais

TESTE DE AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL

TESTE DE AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL Agrupamento de Escolas de Arraiolos Escola EB 2,3/S Cunha Rivara de Arraiolos Ano Lectivo 2009/2010 HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 6º Ano Teste de Avaliação nº 5 TESTE DE AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA

Leia mais

Conceitos políticos fundamentais: ideologia, doutrinas, governo

Conceitos políticos fundamentais: ideologia, doutrinas, governo Conceitos políticos fundamentais: ideologia, doutrinas, governo Por Fernando Leite Estar ciente do que acontece conosco é importante. Quando estamos doentes, descobrir a causa de nossos males nos permite

Leia mais

BANCO DE ATIVIDADES Presente História 5 ano - 4 bimestre Avaliação

BANCO DE ATIVIDADES Presente História 5 ano - 4 bimestre Avaliação História 5 ano - 4 bimestre Unidade 4 1. Escreva um pequeno texto sobre o governo Getúlio Vargas. Não esqueça de incluir dois argumentos favoráveis e dois desfavoráveis. Dê um título para o texto. 2. Leia

Leia mais

Sabrina Demozzi SOCIOLOGIA. 3- Auguste Comte

Sabrina Demozzi SOCIOLOGIA. 3- Auguste Comte Sabrina Demozzi SOCIOLOGIA 3- Auguste Comte - Os principais pressupostos do positivismo - Auguste Comte (1798-1857) - Características do pensamento Comtiano - Exercícios comentados Os principais pressupostos

Leia mais

Importante acontecimento do século XX. Surgimento do modelo socialista em oposição dominante Profundas transformações no país e no mundo

Importante acontecimento do século XX. Surgimento do modelo socialista em oposição dominante Profundas transformações no país e no mundo 03. REVOLUÇÃO RUSSA Importante acontecimento do século XX Surgimento do modelo socialista em oposição dominante Profundas transformações no país e no mundo ao capitalismo Rússia no início do século XX

Leia mais

Better Call Getúlio Vargas

Better Call Getúlio Vargas Better Call Getúlio Vargas Getúlio Vargas é formado em advocacia e escolheu essa profissão para agradar seu irmão Viriato Vargas. Viriato Vargas tinha 2 sonhos, se tornar advogado e ser um homem com muito

Leia mais

prefeitos das capitais, Os futuros governadores seriam submetidos à aprovação das Os futuros prefeitos seriam indicados pelos governadores.

prefeitos das capitais, Os futuros governadores seriam submetidos à aprovação das Os futuros prefeitos seriam indicados pelos governadores. A ditadura militar Prof.:Márcio Gurgel O regime militar Duração ( 1964 1985 ), Presidentes generais do exército brasileiro, i Apoiaram o golpe: (políticos vindos da UDN e do PSD), Governo Castello Branco

Leia mais

GLAP Sorocaba Grupo Local de Ação Política

GLAP Sorocaba Grupo Local de Ação Política São Paulo, Maio de 2016 GLAP Sorocaba Grupo Local de Ação Política PROJETO DE LEI PARLAMENTAR INCLUSÃO DA DISCIPLINA CIDADANIA NO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DO ESTADO DE SÃO PAULO Alexandre Ogusuko Coordenador

Leia mais

Aula 3 O Estado. Objetivos:

Aula 3 O Estado. Objetivos: Aula 3 O Estado Objetivos: a) Conhecer a estrutura política e jurídica de um Estado; b) Conhecer a estrutura política e jurídica do Estado brasileiro; c) Relacionar o conhecimento da estrutura política

Leia mais

A ERA VARGAS E O POPULISMO NO BRASIL. Prof. Dieikson de Carvalho

A ERA VARGAS E O POPULISMO NO BRASIL. Prof. Dieikson de Carvalho A ERA VARGAS E O POPULISMO NO BRASIL Prof. Dieikson de Carvalho O Mito Getúlio Vargas Eleito por mais de 200 pessoas (intelectuais, políticos e jornalista) em 2007 como o principal brasileiro do século

Leia mais

Quem criou o termo e desenvolveu a sociologia como ciência autônoma foi Auguste Comte. Sua obra inicia-se no início do século XIX e é central a noção

Quem criou o termo e desenvolveu a sociologia como ciência autônoma foi Auguste Comte. Sua obra inicia-se no início do século XIX e é central a noção Quem criou o termo e desenvolveu a sociologia como ciência autônoma foi Auguste Comte. Sua obra inicia-se no início do século XIX e é central a noção de evolução social na compreensão deste sociólogo sobre

Leia mais

FILOSOFIA - 2 o ANO MÓDULO 14 O POSITIVISMO DE COMTE

FILOSOFIA - 2 o ANO MÓDULO 14 O POSITIVISMO DE COMTE FILOSOFIA - 2 o ANO MÓDULO 14 O POSITIVISMO DE COMTE Fixação 1) Para Comte, o que define a sociedade? Fixação 2) A filosofia de Comte considera a humanidade como uma unidade essencial; para compreender

Leia mais

Augusto Comte e o Positivismo

Augusto Comte e o Positivismo Augusto Comte e o Positivismo Reis, Camila Oliveira. R375a Augusto Comte e o positivismo / Camila Oliveira Reis. Varginha, 2015. 10 slides. Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader Modo de Acesso: World

Leia mais

Sociologia 23/11/2015 PRODUÇÃO & MODELOS ECONÔMICOS TIPOS DE MODOS DE PRODUÇÃO

Sociologia 23/11/2015 PRODUÇÃO & MODELOS ECONÔMICOS TIPOS DE MODOS DE PRODUÇÃO Sociologia Professor Scherr PRODUÇÃO & MODELOS ECONÔMICOS TIPOS DE MODOS DE PRODUÇÃO Comunismo primitivo os homens se unem para enfrentar os desafios da natureza. Patriarcal domesticação de animais, uso

Leia mais

Professor Ricardo da Cruz Assis Sociologia - Ensino Médio. Positivismo

Professor Ricardo da Cruz Assis Sociologia - Ensino Médio. Positivismo Professor Ricardo da Cruz Assis Sociologia - Ensino Médio Positivismo 1 Contexto histórico: O cientificismo do século XVIII Séc XVIII Revolução Industrial; Nova mentalidade; A ciência é considerada o único

Leia mais

Capítulo 01- Democracia

Capítulo 01- Democracia Capítulo 01- Democracia INTRODUÇÃO Depois da Segunda Guerra Mundial, a ideia de democracia começou a levar a diferentes modelos de organização política, à medida que passava a ser adotada na maior parte

Leia mais

IUS RESUMOS. Poder Constituinte. Organizado por: Samille Lima Alves

IUS RESUMOS. Poder Constituinte. Organizado por: Samille Lima Alves Poder Constituinte Organizado por: Samille Lima Alves SUMÁRIO I. PODER CONSTITUINTE... 3 1. Conceito... 3 2. Da titularidade do Poder Constituinte... 4 3. Formas de exercício do Poder Constituinte... 5

Leia mais

O Analfabeto Político

O Analfabeto Político O Analfabeto Político Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Filosofia Professor Uilson Fernandes e Bruno Lima 8ª Série 9º Ano Ensino Fundamental Terceiro Trimestre Mas afinal o que é Democracia? Quais são

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA 7.ª revisão 2005 (excertos) Princípios fundamentais. ARTIGO 10.º (Sufrágio universal e partidos políticos)

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA 7.ª revisão 2005 (excertos) Princípios fundamentais. ARTIGO 10.º (Sufrágio universal e partidos políticos) CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA 7.ª revisão 2005 (excertos) Princípios fundamentais ARTIGO 10.º (Sufrágio universal e partidos políticos) 1. O povo exerce o poder político através do sufrágio universal,

Leia mais

DIREITOS DE CIDADANIA. Sumário

DIREITOS DE CIDADANIA. Sumário Direitos Humanos PC-SP 2017 Investigador de Polícia Aula 01 - Prof. Ricardo Torques AULA 01 DIREITOS DE CIDADANIA Sumário 1 - Considerações Iniciais... 2 2 Direitos Humanos e Cidadania... 2 3 - Constituição

Leia mais

Ministério da Administração do Território

Ministério da Administração do Território Ministério da Administração do Território Lei nº 23/92 de 16 de Setembro LEI DE REVISÃO CONSTITUCIONAL As alterações à Lei Constitucional introduzidas em Março de 1991, através da Lei nº. 12/91 destinaram

Leia mais

Escola de Formação Política Miguel Arraes

Escola de Formação Política Miguel Arraes Escola de Formação Política Miguel Arraes Curso de Formação, Capacitação e Atualização Política dos Filiados, Militantes e Simpatizantes Módulo I História da Formação Política Brasileira Aula 4 Teorias

Leia mais

Biografia de Augusto Comte

Biografia de Augusto Comte Biografia de Augusto Comte Augusto Comte nasceu em 19 de janeiro de 1798, em Montpellier, e faleceu em 5 de setembro de 1857, em Paris. Filósofo e auto-proclamado líder religioso, deu à ciência da Sociologia

Leia mais

Tipos de Democracia. Sociologia Larissa Rocha 12 e Aula ao Vivo

Tipos de Democracia. Sociologia Larissa Rocha 12 e Aula ao Vivo Tipos de Democracia 1. Passava da meia noite quando o escrutínio terminou. Os votos válidos não chegavam a vinte e cinco por cento, distribuídos pelo partido da direita, treze por cento, pelo partido do

Leia mais

Sociologia Introdução à ciência da sociedade Cristina Costa

Sociologia Introdução à ciência da sociedade Cristina Costa Sociologia Introdução à ciência da sociedade Cristina Costa Introdução Aparecimento das condições históricas exigiu análise da vida social Amadurecimento do pensamento científico Interesse pela vida material

Leia mais

Lula: Impeachment é conduzido por quadrilha legislativa

Lula: Impeachment é conduzido por quadrilha legislativa Lula: Impeachment é conduzido por quadrilha legislativa Em fala em seminário, o ex-presidente agradeceu à imprensa internacional pela cobertura que está fazendo da crise política Postado por Agência PT,

Leia mais

PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS

PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS REDE JURIS DIREITO CONSTITUCIONAL PROF. BRUNO PONTES PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS TÍTULO I DOS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS (arts. 1º ao 4º) TÍTULO II DOS DIREITOS E GARANTIAS FUNDAMENTAIS (arts. 5º ao 17) Capítulo

Leia mais

Unidade: Afinal o que é o Estado? Unidade I:

Unidade: Afinal o que é o Estado? Unidade I: Unidade: Afinal o que é o Estado? Unidade I: 0 Unidade: Afinal o que é o Estado? Você tem alguma ideia? Com toda a certeza...vamos ver que perspectiva utilizaremos. Observe que faremos uma discussão teórica

Leia mais

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 23 O GOVERNO CASTELO BRANCO ( )

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 23 O GOVERNO CASTELO BRANCO ( ) HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 23 O GOVERNO CASTELO BRANCO (1964-67) Fixação 1) (PUC) O desenvolvimento econômico nacional foi um tema central dos debates políticos que, no início dos anos sessenta, mobilizaram

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DE 1946

CONSTITUIÇÃO DE 1946 CONSTITUIÇÃO DE 1946 Porto Alegre, dezembro de 2014. CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA DOS ESTADOS UNIDOS DO BRASIL DE 1946 INFLUÊNCIA E CONTEXTO HISTÓRICO Com o ingresso do Brasil na II Guerra Mundial ao lado

Leia mais

A O PAIS EM REVOLUÇÃO. Coordenação". J. M. BrandãoMe Brito. HT notícias editorial

A O PAIS EM REVOLUÇÃO. Coordenação. J. M. BrandãoMe Brito. HT notícias editorial A 384913 O PAIS EM REVOLUÇÃO Coordenação". J. M. BrandãoMe Brito HT notícias editorial ÍNDICE I OS MILITARES E A EVOLUÇÃO POLÍTICA INTERNA E EXTERNA (1974-1982) José Medeiros Ferreira 11 INTRODUÇÃO 11

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1F

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1F CADERNO DE EXERCÍCIOS 1F Ensino Médio Ciências Humanas Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 Senso comum e método científico 2 População 3 Grécia Antiga 4 Organização política do Estado brasileiro

Leia mais

NECESSIDADE DA LISURA NO PLEITO

NECESSIDADE DA LISURA NO PLEITO NECESSIDADE DA LISURA NO PLEITO Caio César de Amorim SOBREIRO 1 Gabriel Lino de Paula PIRES 2 RESUMO: O presente trabalho científico apresenta como escopo principal de ressaltar algumas incidências maléficas

Leia mais

BAILE DA ILHA FISCAL

BAILE DA ILHA FISCAL BAILE DA ILHA FISCAL A CAMINHO DA REPÚBLICA 1870 RIO DE JANEIRO fundação do Partido Republicano e lançamento do MANISFESTO REPUBLICANO por Quintino Bocaiúva SOMOS DA AMÉRICA E QUEREMOS SER AMERICANOS 1873

Leia mais

Sistema Político Brasileiro, Democracia e Sistema Eleitoral

Sistema Político Brasileiro, Democracia e Sistema Eleitoral Sistema Político Brasileiro, Democracia e Sistema Eleitoral Universidade Federal Fluminense UFF Faculdade de Economia Núcleo Transdisciplinar de Estudos de Gênero Programa de Estudos Pós-Graduados em Política

Leia mais

FORMAS DE GOVERNO: a organização institucional do poder político. TGE I Nina Ranieri 2017

FORMAS DE GOVERNO: a organização institucional do poder político. TGE I Nina Ranieri 2017 FORMAS DE GOVERNO: a organização institucional do poder político TGE I Nina Ranieri 2017 Formas de Governo Conceito Modos pelos quais o poder político é distribuído entre os Poderes do Estado distribuição

Leia mais

EUROPA SÉCULO XIX. Revoluções Liberais e Nacionalismos

EUROPA SÉCULO XIX. Revoluções Liberais e Nacionalismos EUROPA SÉCULO XIX Revoluções Liberais e Nacionalismos Contexto Congresso de Viena (1815) Restauração do Absolutismo Princípio da Legitimidade Santa Aliança Equilíbrio Europeu -> Fim Sacro I. Romano Germânico

Leia mais

Os diferentes modelos de Estados (principais características)

Os diferentes modelos de Estados (principais características) Capítulo 6 Poder, política e Estado 7 Os diferentes modelos de Estados (principais características) Absolutista: - Unidade territorial. - Concentração do poder na figura do rei, que controla economia,

Leia mais

O ESTADO DEMOCRÁTICO. TGE II Nina Ranieri 2017

O ESTADO DEMOCRÁTICO. TGE II Nina Ranieri 2017 O ESTADO DEMOCRÁTICO TGE II Nina Ranieri 2017 1 Plano de Aula I- Conceito II Origens III- Definições de Democracia IV Modalidades V- Problemas contemporâneos 2 I- Conceito de Estado Democrático aquele

Leia mais

Transição da condição colonial para o país livre

Transição da condição colonial para o país livre CUBA Transição da condição colonial para o país livre Cuba era uma ilha habitada por povos indígenas quando tornou-se uma colônia da Espanha em 1509. Após o esgotamento dos metais preciosos, a exploração

Leia mais

FIM DA URSS E A DEMOCRATIZAÇÃO DO LESTE EUROPEU

FIM DA URSS E A DEMOCRATIZAÇÃO DO LESTE EUROPEU FIM DA URSS E A DEMOCRATIZAÇÃO DO LESTE EUROPEU A CRISE ECONÔMICA DA URSS Aumento de gastos com produção de armas, espionagem, repressão; Diminuição do investimento interno, provocando escassez de habitações,

Leia mais

GRUPO I O ESTADO NOVO NO QUADRO INTERNACIONAL (DÉCADAS DE 30 A 50 DO SÉCULO XX) Este grupo baseia-se na análise dos seguintes documentos:

GRUPO I O ESTADO NOVO NO QUADRO INTERNACIONAL (DÉCADAS DE 30 A 50 DO SÉCULO XX) Este grupo baseia-se na análise dos seguintes documentos: EXAME HISTÓRIA A 1ª FASE 2009 página 1/5 GRUPO I O ESTADO NOVO NO QUADRO INTERNACIONAL (DÉCADAS DE 30 A 50 DO SÉCULO XX) Este grupo baseia-se na análise dos seguintes documentos: Doc. 1 O Estado Novo,

Leia mais

SOCIOLOGIA 1 ANO PROF. DARIO PINHEIRO PROF. JOSINO MALAGUETA ENSINO MÉDIO

SOCIOLOGIA 1 ANO PROF. DARIO PINHEIRO PROF. JOSINO MALAGUETA ENSINO MÉDIO SOCIOLOGIA 1 ANO PROF. DARIO PINHEIRO PROF. JOSINO MALAGUETA ENSINO MÉDIO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Os clássicos da Sociologia 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 3.2 Conteúdo Max Weber 3 CONTEÚDOS

Leia mais

UDESC 2017/1 HISTÓRIA. Comentário

UDESC 2017/1 HISTÓRIA. Comentário HISTÓRIA Apesar da grande manifestação em São Paulo, no ano de 1984, com a presença de políticos como Ulisses Guimarães, a emenda Dante de Oliveira, que restabelecia as eleições presidenciais diretas,

Leia mais

Aula 5: Precursores e modelos clássicos de análise e compreensão da sociedade: o Darwinismo social e o pensamento de Augusto Comte.

Aula 5: Precursores e modelos clássicos de análise e compreensão da sociedade: o Darwinismo social e o pensamento de Augusto Comte. Aula 5: Precursores e modelos clássicos de análise e compreensão da sociedade: o Darwinismo social e o pensamento de Augusto Comte. CCJ0001 - Fundamentos de Ciências Sociais Profa. Ivana Schnitman Centro

Leia mais

REFLEXÕES SOBRE O CURSO DE FILOSOFIA POSITIVA DE AUGUSTE COMTE

REFLEXÕES SOBRE O CURSO DE FILOSOFIA POSITIVA DE AUGUSTE COMTE 146 REFLEXÕES SOBRE O CURSO DE FILOSOFIA POSITIVA DE AUGUSTE COMTE Mariluce Bittar Para se compreender as idéias básicas do positivismo, a leitura do Curso de Filosofia Positiva é condição indispensável.

Leia mais

Filosofia política na Antiguidade romana: Cícero

Filosofia política na Antiguidade romana: Cícero Filosofia política na Antiguidade romana: Cícero As influências de Platão e Aristóteles no terreno da reflexão política foram marcantes tanto na Antiguidade como na Idade Média. A ideia de que a política

Leia mais

SOCIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 11 ALIENAÇÃO, SOCIEDADE DE CONSUMO E INDÚSTRIA CULTURAL

SOCIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 11 ALIENAÇÃO, SOCIEDADE DE CONSUMO E INDÚSTRIA CULTURAL SOCIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 11 ALIENAÇÃO, SOCIEDADE DE CONSUMO E INDÚSTRIA CULTURAL Como pode cair no enem? (UERJ) Geração Coca-Cola Quando nascemos fomos programados A receber o que vocês nos empurraram

Leia mais

Num Congresso Nacional cada vez mais conservador, Jean Wyllys (PSOL/RJ) é o único

Num Congresso Nacional cada vez mais conservador, Jean Wyllys (PSOL/RJ) é o único \"Congresso conservador não significa derrota política\", diz Jean Wyllys Sétimo mais votado no Rio, deputado federal afirma que sua luta pelos direitos das minorias vai além do Legislativo. Segundo ele,

Leia mais

Direito Constitucional

Direito Constitucional Barbara Rosa Direito Constitucional Princípios Fonte: elfactorhumanoburgos.com Direito Constitucional Princípios PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS - Elementos basilares da Constituição. - Eles nos auxiliam a entender

Leia mais

A POLÍCIA FEDERAL QUE O BRASIL QUER

A POLÍCIA FEDERAL QUE O BRASIL QUER A POLÍCIA FEDERAL QUE O BRASIL QUER Os DELEGADOS DE POLÍCIA FEDERAL, reunidos na cidade do Rio de Janeiro/RJ, no V CONGRESSO NACIONAL DE DELEGADOS DE POLÍCIA FEDERAL, realizado no período de 25 a 27 de

Leia mais

DEMOCRACIA, ÉTICA E CIDADANIA

DEMOCRACIA, ÉTICA E CIDADANIA DEMOCRACIA, ÉTICA E CIDADANIA Seminário do ENADE Agronomia, Biomedicina, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Educação Física, Medicina Veterinária e Estética e Cosmética Profª. Ma. Denise Tatiane Girardon

Leia mais

Filosofia e Sociologia PROFESSOR: Alexandre Linares

Filosofia e Sociologia PROFESSOR: Alexandre Linares AULA 1 - Sociologia Filosofia e Sociologia PROFESSOR: Alexandre Linares 1 Sociologia Uma ciência que tem a totalidade da vida social do homem como sua esfera. Leonard Hobhouse (1864-1929) Sociologia Origens

Leia mais

Análise de Cenários Políticos e Econômicos

Análise de Cenários Políticos e Econômicos Análise de Cenários Políticos e Econômicos Aula 6: Brasil transição para a democracia, pluripartidarismo e a modernização conservadora prof.dpastorelli@usjt.br www.danilopastorelli.wordpress.com questão

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO N o, DE 2017

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO N o, DE 2017 PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO N o, DE 2017 (Do Sr. JOÃO DERLY e outros) Altera os art. 14 e 77, e cria o art. 17-A, todos da Constituição Federal, para permitir a apresentação de candidaturas a cargo

Leia mais

CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA. Victor Barau

CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA. Victor Barau CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA Victor Barau 1- O Conceito da palavra Democracia Democracia demos = povo, e kratos = autoridade Origem Conceito Moderno: Revoluções Francesa e Americana.

Leia mais

O CONTEXTO HISTÓRICO DO SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA

O CONTEXTO HISTÓRICO DO SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA O CONTEXTO HISTÓRICO DO SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA CENÁRIO HISTÓRICO A Sociologia surge como conseqüência das mudanças trazidas por duas grandes revoluções do século XVIII. As mudanças trazidas pelas duas

Leia mais

TESTE DE AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL

TESTE DE AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL Agrupamento de Escolas de Arraiolos Escola EB 2,3/S Cunha Rivara de Arraiolos Ano Lectivo 2009/2010 HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 6º Ano Teste de Avaliação nº 5 TESTE DE AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA

Leia mais

O QUE É FEITO DO SEU VOTO?

O QUE É FEITO DO SEU VOTO? O QUE É FEITO DO SEU VOTO? Sant'Anna, Gilson Carlos e Amador, Luis Filipe Chateaubriand Baracho Ferreirinha. "O que é feito do seu voto?" - Rio de Janeiro - Ed. Cervantes, 1998 1. Sistema Eleitoral - Brasil.

Leia mais

O PARLAMENTARISMO E A CONFIANÇA DO ELEITOR (Revista Conselhos Abril/Maio 2016 págs. 60 e 61)

O PARLAMENTARISMO E A CONFIANÇA DO ELEITOR (Revista Conselhos Abril/Maio 2016 págs. 60 e 61) O PARLAMENTARISMO E A CONFIANÇA DO ELEITOR (Revista Conselhos Abril/Maio 2016 págs. 60 e 61) O período político mais estável que o Brasil conheceu foi à época do 2º império, em que o País possuía o sistema

Leia mais

AULA 3 Métodos de interpretação constitucional 2; Questão de concurso

AULA 3 Métodos de interpretação constitucional 2; Questão de concurso SUMÁRIO CAPÍTULO 1 DIREITO CONSTITUCIONAL AULA 1 Constitucionalismo; Origem, conceito e objeto; Fontes do Direito Constitucional; Neoconstitucionalismo; Transconstitucionalismo; Questão de concurso CAPÍTULO

Leia mais

São instrumentos por meio dos quais a CF garante o exercício da soberania popular (poder de cada membro da sociedade estatal de escolher os seus

São instrumentos por meio dos quais a CF garante o exercício da soberania popular (poder de cada membro da sociedade estatal de escolher os seus São instrumentos por meio dos quais a CF garante o exercício da soberania popular (poder de cada membro da sociedade estatal de escolher os seus representantes no governo por meio do sufrágio universal

Leia mais

1. Observe a imagem a seguir:

1. Observe a imagem a seguir: 1. Observe a imagem a seguir: Reivindicar liberdade para as mulheres não é crime. Pessoas presas por solicitar o direito de votar não devem ser tratadas como criminosas (1917). A imagem acima retrata a

Leia mais

SOMOS DA AMÉRICA E QUEREMOS SER AMERICANOS ONDE TUDO COMEÇOU?

SOMOS DA AMÉRICA E QUEREMOS SER AMERICANOS ONDE TUDO COMEÇOU? A CAMINHO DA REPÚBLICA fatos que antecederam a P. da República 1870 RIO DE JANEIRO fundação do Partido Republicano e lançamento do MANISFESTO REPUBLICANO por Quintino Bocaiúva SOMOS DA AMÉRICA E QUEREMOS

Leia mais

OS PARTIDOS POLÍTICOS NA CONSTITUIÇÃO PORTUGUESA

OS PARTIDOS POLÍTICOS NA CONSTITUIÇÃO PORTUGUESA RESUMO Este texto expõe a relevância dos partidos políticos no contexto constitucional português. Para este efeito, analisam-se as linhas que institucionalizam as organizações político-partidárias; os

Leia mais

Relações de poder e movimentos sociais: a luta pelos direitos na sociedade contemporânea

Relações de poder e movimentos sociais: a luta pelos direitos na sociedade contemporânea Unidade 3 Capítulo 6 Relações de poder e movimentos sociais: a luta pelos direitos Poder, política e estado 1 O poder e a política Poder se refere à capacidade de agir ou de determinar o comportamento

Leia mais

ÍNDICE SISTEMÁTICO. Abreviaturas e siglas usadas. Apresentação

ÍNDICE SISTEMÁTICO. Abreviaturas e siglas usadas. Apresentação ÍNDICE SISTEMÁTICO Abreviaturas e siglas usadas Apresentação Capítulo 1 Gênese do direito 1. Escola jusnaturalista ou do direito natural 1.1. Origem do jusnaturalismo 2. Escola teológica 2.1. Origem da

Leia mais

Professor Eustáquio GOVERNO DUTRA

Professor Eustáquio GOVERNO DUTRA Professor Eustáquio GOVERNO DUTRA ELEIÇÕES üeduardo Gomes (Brigadeiro)UDN democracia e liberalismo econômico üdutra (General) PSD não entusiasmava ninguém üiedo Fiuza PCB VITORIA DE DUTRA ÒDUTRA ü Apoio

Leia mais

A COMPREENSÃO DA SOCIEDADE CIVIL E PARTICIPAÇÃO POPULAR NAS DESIÇÕES POLÍTICAS: UMA ANÁLISE DA DEMOCRACIA PELAS OBRAS DE KARL MARX

A COMPREENSÃO DA SOCIEDADE CIVIL E PARTICIPAÇÃO POPULAR NAS DESIÇÕES POLÍTICAS: UMA ANÁLISE DA DEMOCRACIA PELAS OBRAS DE KARL MARX A COMPREENSÃO DA SOCIEDADE CIVIL E PARTICIPAÇÃO POPULAR NAS DESIÇÕES POLÍTICAS: UMA ANÁLISE DA DEMOCRACIA PELAS OBRAS DE KARL MARX Rodrigo Lima do Nascimento 1 1 INTRODUÇÃO Ao analisar a atual realidade

Leia mais

Exercícios de Ditadura Militar: do golpe a Castelo Branco

Exercícios de Ditadura Militar: do golpe a Castelo Branco Exercícios de Ditadura Militar: do golpe a Castelo Branco Material de apoio do Extensivo 1. Com a renúncia de Jânio Quadros, setores militares resolveram impedir a posse do Vice- Presidente João Goulart.

Leia mais

Teoria da Constituição Prof.ª Helena de Souza Rocha

Teoria da Constituição Prof.ª Helena de Souza Rocha Teoria da Constituição Prof.ª Helena de Souza Rocha 1 CONSTITUIÇÃO SURGIMENTO VIGÊNCIA EM ANOS 1824 25/03/1824 65 1891 24/02/1891 39 1934 16/07/1934 03 1937 10/11/1937 08 1946 18/09/1946 20 1967 24/01/1967

Leia mais

FUNDAMENTOS DA SOCIOLOGIA. A Geografia Levada a Sério

FUNDAMENTOS DA SOCIOLOGIA.  A Geografia Levada a Sério FUNDAMENTOS DA SOCIOLOGIA 1 Eu não sei o que quero ser, mas sei muito bem o que não quero me tornar. Friedrich Nietzsche 2 PERFEIÇÃO Legião Urbana (1993) 3 A Sociologia É uma palavra com dois vocábulos

Leia mais

IDADE CONTEMPORÂNEA REVOLUÇÃO RUSSA (1917) Primeira revolução vitoriosa inspirada no socialismo.

IDADE CONTEMPORÂNEA REVOLUÇÃO RUSSA (1917) Primeira revolução vitoriosa inspirada no socialismo. Primeira revolução vitoriosa inspirada no socialismo. CZAR NICOLAU II 1 - ANTECEDENTES: Absolutismo (Czar Nicolau II). País mais atrasado da Europa. Ausência de liberdades individuais. Igreja Ortodoxa

Leia mais

Primeira revolução vitoriosa inspirada no socialismo.

Primeira revolução vitoriosa inspirada no socialismo. Primeira revolução vitoriosa inspirada no socialismo. CZAR NICOLAU II 1 - ANTECEDENTES: Absolutismo (Czar Nicolau II). País mais atrasado da Europa. Ausência de liberdades individuais. Igreja Ortodoxa

Leia mais