GRAVE. DEPRESSAo O QUE É A DEPRESSAO GRAVE? A depressão grave é uma condição médica comum e afeta 121 MILHÕES de pessoas em todo o mundo.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GRAVE. DEPRESSAo O QUE É A DEPRESSAO GRAVE? A depressão grave é uma condição médica comum e afeta 121 MILHÕES de pessoas em todo o mundo."

Transcrição

1 APRESENTA GRAVE DEPRESSAo O QUE É A DEPRESSAO GRAVE? Indivíduos com depressão grave geralmente apresentam pelo menos 4 destes sintomas por pelo menos 2 semanas: Estado de ânimo depressivo; * Movimento, fala ou pensamento lento; Distúrbio do sono; Perda de interesse em atividades prazerosas;* Sentimento de culpa ou desesperança; Diminuição da energia; Problemas de concentração; Alterações no apetite; Pensamentos suicidas ou tentativas de suicídio. A depressão grave é uma condição médica comum e afeta 121 MILHÕES de pessoas em todo o mundo. Pessoas com depressão atípica podem sentir: humor depressivo, ansiedade ou pânico, peso nos braços e pernas, mágoa facilmente e sensibilidade à rejeição. Alguns desses sintomas se sobrepõem ao transtorno bipolar e podem exigir um tratamento diferente, por isso fale com o seu médico sobre o seu diagnóstico. * Para o diagnóstico é necessário pelo menos um + 4/9, pelo menos por 2 semanas.

2 Uma em cada 10 novas mães desenvolvem depressão pós-parto. As MULHERES são duas vezes mais propensas a desenvolver a depressão do que os homens. 2x A média de idade de APRESENTAÇÃO da depressão grave é aos 32 anos. 2 em cada 3 indivíduos que sofrem de depressão NÃO RECEBEM O TRATAMENTO QUE NECESSITAM. A depressão geralmente interfere no trabalho, na escola e nas relações sociais. DEPRESSAO E ANSIEDADE Aproximadamente 75% DAS PESSOAS que sofrem de depressão também têm sintomas de ansiedade. Os transtornos de ansiedade concomitantes são comuns e podem levar à opções distintas de tratamento. QUANDO A DEPRESSAO GRAVE FOI DESCRITA PELA PRIMEIRA VEZ? A depressão tem sido descrita em muitos textos antigos em várias regiões do mundo. COMO É DIAGNOSTICADA UMA PESSOA COM DEPRESSAo GRAVE? O profissional de saúde vai perguntar sobre os sentimentos, as atividades e os sintomas da pessoa e pode incluir perguntas sobre seu histórico psiquiátrico e o da família também. Um exame médico pode ser necessário para excluir outros problemas médicos.

3 Para confirmar o diagnóstico e descartar causas secundárias (tais como doenças clínicas, medicamentos, drogas, etc.) é necessário realizar um exame físico e mental completo. Exames laboratoriais podem ser solicitados para ajudar na avaliação da depressão, tais como: testes da função da tireoide, níveis de B12 e do ácido fólico, estudos sobre o sono (no caso de suspeita de apneia do sono), EEG (se houver suspeita de convulsão), verificação sobre drogas e ECG. COM BASE NOS RESULTADOS DA AVALIAÇAO, A PESSOA PODERÁ SER DIAGNOSTICADA COM UM DOS SEGUINTES SUBTIPOS DE DEPRESSAO: DEPRESSÃO GRAVE DEPRESSÃO BIPOLAR TRANSTORNO DEPRESSIVO PERSISTENTE Com ou sem psicose, sintomas de hipomania ou características de ansiedade. Presença de episódios maníacos ou hipomaníacos, intercalados com episódios de depressão grave. Presença de 2 ou mais sintomas de depressão por vários dias durante pelo menos 2 anos, ou uma depressão grave crônica que dure mais de dois anos. Depressão é a causa principal de incapacidade médica em pessoas com idades entre 14 e 44. A depressão atinge negativamente o trabalho e a renda das pessoas afetadas em todo o mundo. Pessoas com depressão estão mais propensas à sofrer ataques cardíacos ou derrames do que as pessoas não deprimidas. Se você desenvolver depressão depois de sofrer um ataque cardíaco, você terá 4 vezes mais a probabilidade de falecer sendo o risco maior nos primeiros 6 meses.

4 Um em cada 10 adolescentes sofrerá de um transtorno depressivo até os 18 anos de idade. Em comparação aos adultos, crianças com depressão podem estar mais propensas à acessos de raiva, queixas de ordem física, isolamento social ou mudança de humor. COMO OS MÉDICOS TRATAM A DEPRESSAO GRAVE? Existem muitos tratamentos comprovados para a depressão. É importante encontrar qual funciona melhor para você. Psicoterapia cognitivo-comportamental funciona para ajudar a resolver problemas e modificar pensamentos negativos. Ao tratar a depressão com antidepressivos são necessárias 2 semanas para sentir-se melhor e semanas para uma diminuição significativa na depressão. A dose e a combinação de medicamentos que fazem com que você se sinta melhor e se mantenha bem, devem ser continuadas por pelo menos 1 ano. TRATAMENTO CONTÍNUO Pessoas com 3 ou mais episódios de depressão, ou pacientes cujo primeiro episódio ocorra após os 50 anos, podem ter melhores resultados com tratamento contínuo ao longo da vida. TRATAMENTO CONTRA ABUSO DE SUBSTÂNCIAS Pessoas que abusam do álcool e das drogas tem mais propensão a sofrer de depressão. Muitas vezes é necessário tratar a depressão primeiro, antes que a pessoa consiga parar de usar essas substâncias. Se o abuso dessas não for tratado, a diminuição da depressão será improvável e a recorrência de ambos será mais comum.

5 FORNECEU ESTE INFOGRÁFICO Para obter mais informações sobre o transtorno bipolar das mãos dos maiores especialistas do mundo, favor visitar: Sempre converse com seu médico sobre sua doença. FONTES: R. C. Kessler, B. Ustun (eds): The WHO world mental health surveys: Global perspectives on the epidemiology of mental disorders. Cambridge University Press, New York, First Edition, 2008 Davison, K (2006). Historical aspects of mood disorders. Psychiatry 5 (4): doi: /psyt Lewis, AJ (1934). Melancholia: A historical review. Journal of Mental Science 80 (328): doi: /bjp and%20sex%20differences%20in%20suicide%20rates%20relative%20to%20major%20 depression%20in%20united%20states..pdf

DEMÊNCIA? O QUE é 45 MILHOES 70% O QUE É DEMÊNCIA? A DEMÊNCIA NAO É UMA DOENÇA EM 2013, DEMÊNCIA. Memória; Raciocínio; Planejamento; Aprendizagem;

DEMÊNCIA? O QUE é 45 MILHOES 70% O QUE É DEMÊNCIA? A DEMÊNCIA NAO É UMA DOENÇA EM 2013, DEMÊNCIA. Memória; Raciocínio; Planejamento; Aprendizagem; O QUE é APRESENTA DEMÊNCIA? O QUE É DEMÊNCIA? A demência é um distúrbio em um grupo de processos mentais que incluem: Memória; Raciocínio; Planejamento; Aprendizagem; Atenção; Linguagem; Percepção; Conduta.

Leia mais

O TRANSTORNO POR DÉFICIT DE ATENÇAO E HIPERATIVIDADE?

O TRANSTORNO POR DÉFICIT DE ATENÇAO E HIPERATIVIDADE? APRESENTA O QUE É O TRANSTORNO POR DÉFICIT DE ATENÇAO E HIPERATIVIDADE? TDAH infância hiperatividade déficit de atenção falta de atenção comportamento O QUE É O TRANSTORNO POR DÉFICIT DE ATENÇAO E HIPERATIVIDADE

Leia mais

O QUE É O TRANSTORNO DO ESPECTRO DO APRESENTA. Dificuldades nas relações sociais e emocionais.

O QUE É O TRANSTORNO DO ESPECTRO DO APRESENTA. Dificuldades nas relações sociais e emocionais. O QUE É O TRANSTORNO DO ESPECTRO DO APRESENTA AUTISMO? O QUE É O TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO (TEA)? Indivíduos com transtorno do espectro do autismo muitas vezes apresentam: Meninos em idade escolar

Leia mais

Depressão: o que você precisa saber

Depressão: o que você precisa saber Depressão: o que você precisa saber Se você acredita que tem depressão, ou conhece alguém que talvez sofra desse transtorno, leia este material. O que é a depressão? A depressão é um transtorno mental

Leia mais

Depressão. Em nossa sociedade, ser feliz tornou-se uma obrigação. Quem não consegue é visto como um fracassado.

Depressão. Em nossa sociedade, ser feliz tornou-se uma obrigação. Quem não consegue é visto como um fracassado. O QUE É SAÚDE? É o nosso estado natural. Segundo a O.M.S. saúde é mais do que a ausência de doença ou enfermidade: É o estado de perfeito bem-estar físico, mental e social. Depressão Em nossa sociedade,

Leia mais

TRANSTORNO BIPOLAR: SINTOMAS, TRATAMENTOS E CAUSAS

TRANSTORNO BIPOLAR: SINTOMAS, TRATAMENTOS E CAUSAS TRANSTORNO BIPOLAR: SINTOMAS, TRATAMENTOS E CAUSAS O que é Transtorno bipolar? Sinônimos: depressão maníaca, transtorno afetivo bipolar O transtorno bipolar é um problema em que as pessoas alternam entre

Leia mais

Informação para os pacientes e seus familiares

Informação para os pacientes e seus familiares Psicose Psychosis - Portuguese UHN Informação para os pacientes e seus familiares Leia esta brochura para aprender: o que é a psicose o que a causa os sinais ou sintomas de psicose que tratamentos podem

Leia mais

Depressão, vamos virar este jogo?

Depressão, vamos virar este jogo? 1 2 Olhar diferenciado para a possibilidade do diagnóstico de depressão em idosos: sintomas depressivos e o processo do envelhecimento Idade: maior prevalência em jovens Sexo: Mulheres liberdade para

Leia mais

Depressão em mulheres

Depressão em mulheres Depressão em mulheres Por que a depressão é maior em mulheres? O que é depressão? A depressão é um distúrbio de alteração do humor sério e por vezes incapacitante. Causa sentimentos de tristeza, desespero,

Leia mais

Depressão. Um distúrbio que tem solução.

Depressão. Um distúrbio que tem solução. Depressão Um distúrbio que tem solução. DEPRESSÃO Depressão é um transtorno psiquiátrico sem causa definida. Afeta o humor, levando à perda de interesse e de prazer por quase todas as atividades do dia

Leia mais

Raphael Frota Aguiar Gadelha

Raphael Frota Aguiar Gadelha Raphael Frota Aguiar Gadelha Transtornos de humor correspondem ao grupo de transtornos em que o humor patológico e perturbações associadas dominam o quadro clínico Suicídio( do latim sui próprio e caedere

Leia mais

ANSIEDADE? O QUE SAO TRANSTORNOS DE ANSIEDADE O QUE SAO TRANSTORNOS DE ANSIEDADE? SINTOMAS PSICOLÓGICOS SINTOMAS FÍSICOS

ANSIEDADE? O QUE SAO TRANSTORNOS DE ANSIEDADE O QUE SAO TRANSTORNOS DE ANSIEDADE? SINTOMAS PSICOLÓGICOS SINTOMAS FÍSICOS PRESENTS O QUE SAO TRANSTORNOS DE ANSIEDADE? stress preocupação dor de cabeça ANSIEDADE pagamentos trabalho contas O QUE SAO TRANSTORNOS DE ANSIEDADE? Indivíduos que sofrem de transtorno de ansiedade podem

Leia mais

25 mg, 100 mg e 200 mg (comprimidos) Cópia dos exames: colesterol total e frações, triglicerídeos, glicemia de jejum

25 mg, 100 mg e 200 mg (comprimidos) Cópia dos exames: colesterol total e frações, triglicerídeos, glicemia de jejum TRANSTORNO ESQUIZOAFETIVO Portaria SAS/MS n 1203 04/11/2014 Medicamento RISPERIDONA QUETIAPINA OLANZAPINA CID 10 F25.0; F25.1; F25.2 Apresentação 1 mg e 2 mg (comprimidos) 25 mg, 100 mg e 200 mg (comprimidos)

Leia mais

3.15 As psicoses na criança e no adolescente

3.15 As psicoses na criança e no adolescente Páginas para pais: Problemas na criança e no adolescente 3.15 As psicoses na criança e no adolescente Introdução As psicoses são doenças mentais raras que, geralmente, se iniciam no fim da adolescência

Leia mais

Todos os dados serão anónimos e confidenciais, pelo que não deverá identificar-se em parte alguma do questionário.

Todos os dados serão anónimos e confidenciais, pelo que não deverá identificar-se em parte alguma do questionário. Sara Oliveira Valente, aluna a frequentar o 4º ano da licenciatura Enfermagem na Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade Fernando Pessoa, para a elaboração da monografia intitulada: Prevenção da

Leia mais

TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR

TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR Até recentemente o Transtorno Bipolar era conhecido como psicose ou doença maníaco-depressiva. É um transtorno no qual ocorrem alternâncias do humor, caracterizando-se por períodos

Leia mais

DEPRESSÃO TRATAR É PRECISO

DEPRESSÃO TRATAR É PRECISO DEPRESSÃO TRATAR É PRECISO ESTA FARMÁCIA CUIDA DE SI DEPRESSÃO TRATAR É PRECISO ESTA FARMÁCIA CUIDA DE SI O QUE É A DEPRESSÃO? A depressão é uma perturbação do humor que interfere na capacidade para funcionar

Leia mais

A prevenção de comportamentos suicidas na juventude

A prevenção de comportamentos suicidas na juventude A prevenção de comportamentos suicidas na juventude José Manoel Bertolote Departamento de Neurologia, Psicologia e Psiquiatria Faculdade de Medicina de Botucatu UNESP Australian Institute for Suicide Research

Leia mais

CASO 1. Qual é a melhor terapia? Quais são os efeitos colaterais da terapia proposta?

CASO 1. Qual é a melhor terapia? Quais são os efeitos colaterais da terapia proposta? CASO 1 Um homem de 42 anos chega ao consultório de seu psiquiatra com queixa de humor deprimido, que afirma ser idêntico às depressões que teve anteriormente. Foi diagnosticado com depressão maior pela

Leia mais

Transtornos relacionados a alterações do HUMOR. Prof. Dr. Ana Karkow

Transtornos relacionados a alterações do HUMOR. Prof. Dr. Ana Karkow Transtornos relacionados a alterações do HUMOR Prof. Dr. Ana Karkow Humor Humor: estado basal, padrão afetivo do indivíduo, mais constante - A lente com a qual enxergamos a vida - Ex. humor hipertímico,

Leia mais

Patologias psiquiátricas mais prevalentes na atenção básica: Alguns sintomas físicos ocorrem sem nenhuma causa física e nesses casos,

Patologias psiquiátricas mais prevalentes na atenção básica: Alguns sintomas físicos ocorrem sem nenhuma causa física e nesses casos, Diretrizes Gerais de Abordagem das Somatizações, Síndromes ansiosas e depressivas Alexandre de Araújo Pereira Patologias psiquiátricas mais prevalentes na atenção básica: Somatizações Transtornos Depressivos

Leia mais

Obesidade Mórbida Protocolos

Obesidade Mórbida Protocolos Obesidade Mórbida Protocolos Para análise da solicitação de cirurgia de Obesidade Mórbida, é imprescindível o envio à CABESP da relação completa dos documentos descritos abaixo: 1- Protocolo 01 - solicitação

Leia mais

Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil Gabinete Nacional da Ordem DeMolay

Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil Gabinete Nacional da Ordem DeMolay Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil Gabinete Nacional da Ordem DeMolay Ano DeMolay 2016/2017 Depressão não é frescura O QUE É DEPRESSÃO? De acordo com o doutor em psicobiologia

Leia mais

Drogas do Sistema Nervoso Central

Drogas do Sistema Nervoso Central Drogas do Sistema Nervoso Central Depressão Conceito: Transtorno do humor(abaixamento persistente de humor) que influencia profundamente o comportamento e o pensamento, uma síndrome com sintomas e sinais

Leia mais

Esquizofrenia. O Que Você Precisa Saber

Esquizofrenia. O Que Você Precisa Saber Esquizofrenia O Que Você Precisa Saber O que é Esquizofrenia? A esquizofrenia é uma doença mental crônica, que se manifesta na adolescência ou no início da idade adulta. Sua freqüência na população em

Leia mais

SAÚDE MENTAL DOS MÉDICOS RESIDENTES. Luiz Antonio Nogueira Martins

SAÚDE MENTAL DOS MÉDICOS RESIDENTES. Luiz Antonio Nogueira Martins SAÚDE MENTAL DOS MÉDICOS RESIDENTES Luiz Antonio Nogueira Martins PRIVAÇÃO DO SONO teste de atenção sustentada - 14 R1 detecção de arritmias em ECG resultados: aumento do número de erros 7,3 minutos a

Leia mais

SUICÍDIO COMO IDENTIFICAR?

SUICÍDIO COMO IDENTIFICAR? COMO IDENTIFICAR? Ludmila Palhano 1 O detalhamento do conhecimento dos fatores de risco auxilia na delimitação da populações nas quais os eventos poderão ocorrer com maior frequência. ABP, 2014 Dois principais

Leia mais

CARTILHA MUNICIPAL DE PREVENÇÃO AO SUICÍDIO

CARTILHA MUNICIPAL DE PREVENÇÃO AO SUICÍDIO CARTILHA MUNICIPAL DE PREVENÇÃO AO SUICÍDIO Esta cartilha foi produzida pela equipe de saúde mental do município de Encantado, com recursos oriundos do Ministério da Saúde através do Projeto Percursos

Leia mais

Faculdades Integradas de Taquara

Faculdades Integradas de Taquara Faculdades Integradas de Taquara DEPRESSÃO Disciplina: Fisiologia Humana Semestre: 1/2016 Docente: Debora Morsch Acadêmicas: Haiesha Wolff Katieli Córdova Vanessa A. Brocker Vanessa S. Ferreira Priscila

Leia mais

Farmacoterapia na Depressão

Farmacoterapia na Depressão Farmacoterapia na Depressão TRANSTORNOS MENTAIS Entendem-se como transtornos mentais e comportamentais condições clinicamente significativas caracterizadas por alterações do modo de pensar e do humor (emoções)

Leia mais

O que é Distúrbio Bipolar Bipolar Disorder Source - NIMH

O que é Distúrbio Bipolar Bipolar Disorder Source - NIMH O que é Distúrbio Bipolar Bipolar Disorder Source - NIMH Distúrbio Bipolar, também conhecido como mania e depressão, é uma desordem do cérebro que causa mudanças não previstas no estado mental da pessoa,

Leia mais

Fonte: Jornal Carreira & Sucesso - 151ª Edição

Fonte: Jornal Carreira & Sucesso - 151ª Edição IDENTIFICANDO A DEPRESSÃO Querida Internauta, Lendo o que você nos escreveu, mesmo não sendo uma profissional da área de saúde, é possível identificar alguns sintomas de uma doença silenciosa - a Depressão.

Leia mais

Transtorno Bipolar UHN. Bipolar Disorder - Portuguese. Informação para pacientes e seus familiares

Transtorno Bipolar UHN. Bipolar Disorder - Portuguese. Informação para pacientes e seus familiares Transtorno Bipolar Bipolar Disorder - Portuguese UHN Informação para pacientes e seus familiares Leia esta brochura para saber: o que é o transtorno bipolar quais são as suas causas os sinais ou sintomas

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 44/2014 Informações sobre carbamazepina, Gardenal,Rivotril e Risperidona

RESPOSTA RÁPIDA 44/2014 Informações sobre carbamazepina, Gardenal,Rivotril e Risperidona RESPOSTA RÁPIDA 44/2014 Informações sobre carbamazepina, Gardenal,Rivotril e Risperidona SOLICITANTE Drª Sabrina da Cunha Peixoto Ladeira Juíza de Direito do Juizado Especial -Pirapora NÚMERO DO PROCESSO

Leia mais

Fármacos antidepressivos. Prof. Dr. Gildomar Lima Valasques Junior Farmacêutico Clínico-Industrial Doutor em Biotecnologia

Fármacos antidepressivos. Prof. Dr. Gildomar Lima Valasques Junior Farmacêutico Clínico-Industrial Doutor em Biotecnologia Prof. Dr. Gildomar Lima Valasques Junior Farmacêutico Clínico-Industrial Doutor em Biotecnologia Jequié 2015 Introdução Depressão é um dos transtornos psiquiátricos mais comuns Classificação Depressão

Leia mais

DICAS DE SAÚDE. Quais as opções de tratamento disponíveis para depressão?

DICAS DE SAÚDE. Quais as opções de tratamento disponíveis para depressão? DICAS DE SAÚDE Quais as opções de tratamento disponíveis para depressão? André Gordilho, Pisiquiatria, Depressão O tratamento principal é feito à base de medicações, através do uso isolado ou combinado

Leia mais

Uso de Substâncias e Dependência: Visão Geral

Uso de Substâncias e Dependência: Visão Geral Capítulo 1 Uso de Substâncias e Dependência: Visão Geral Do ponto de vista comportamental, dependência pode ser conceitualizada como um prejuízo na capacidade de inibir a busca por determinada droga em

Leia mais

EMERGÊNCIAS PSIQUIÁTRICAS. Diego Ortega dos Santos

EMERGÊNCIAS PSIQUIÁTRICAS. Diego Ortega dos Santos EMERGÊNCIAS PSIQUIÁTRICAS Diego Ortega dos Santos Objetivos Aprender a lidar com esse tipo de paciente em um âmbito primário e prático, em serviços de emergência. Aprofundar a abordagem com pacientes potencialmente

Leia mais

COMPREENSÃO DAS EMOÇÕES E COMPORTAMENTOS DO SER HUMANO, SOB A ÓTICA DA PSIQUIATRIA. Dr Milton Commazzetto - Médico Psiquiatra

COMPREENSÃO DAS EMOÇÕES E COMPORTAMENTOS DO SER HUMANO, SOB A ÓTICA DA PSIQUIATRIA. Dr Milton Commazzetto - Médico Psiquiatra COMPREENSÃO DAS EMOÇÕES E COMPORTAMENTOS DO SER HUMANO, SOB A ÓTICA DA PSIQUIATRIA O Homem conhece o átomo, a velocidade da luz, a distância dos planetas, domina cada vez mais o conhecimento técnico: o

Leia mais

A seguir enumeramos algumas caracteristicas do TBH:

A seguir enumeramos algumas caracteristicas do TBH: OQUEÉOTRANSTORNOBIPOLARDO HUMOR(TBH)? O transtorno bipolar do humor (também conhecido como psicose ou doença maníaco-depressiva) é uma doença psiquiátrica caracterizada por oscilações ou mudanças de humor

Leia mais

RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DA SES UNIDADE III (Parte 1)

RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DA SES UNIDADE III (Parte 1) RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DA SES UNIDADE III (Parte 1) TAUANE PAULA GEHM Mestre e doutorando em Psicologia Experimental TEMAS Psicopatologia geral. Transtornos psicológicos, cognitivos, relacionados ao uso

Leia mais

TRANSTORNOS DE HUMOR

TRANSTORNOS DE HUMOR SAÚDE MENTAL TRANSTORNOS DE HUMOR TRANSTORNO DEPRESSIVO MAIOR: Caracterizase por episódios depressivos que podem ser únicos ou que tendem a se repetir ao longo da vida. TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR: Caracteriza-se

Leia mais

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO PACIENTE COM DEPRESSÃO

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO PACIENTE COM DEPRESSÃO ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO PACIENTE COM DEPRESSÃO Fernanda Shayonally Araújo Carlos Faculdade Mauricio de Nassau (fernandashayonally@gmail.com) Marineide de Oliveira Farias Faculdade Mauricio de Nassau

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 430/2014 Informações sobre Depressão: Clo e Frontal

RESPOSTA RÁPIDA 430/2014 Informações sobre Depressão: Clo e Frontal RESPOSTA RÁPIDA 430/2014 Informações sobre Depressão: Clo e Frontal SOLICITANTE Drª Herilene de Oliveira Andrade Juíza de Direito Comarca de Itapecerica NÚMERO DO PROCESSO Autos nº 0335.14.1563-7 DATA

Leia mais

Síndromes Psíquicas. Prof: Enfermeiro Diogo Jacintho

Síndromes Psíquicas. Prof: Enfermeiro Diogo Jacintho Síndromes Psíquicas Prof: Enfermeiro Diogo Jacintho Síndromes Psíquicas Transtornos de Ansiedade Síndrome Depressiva Ansiedade: normal x patológica ADAPTATIVA - permite o desenvolvimento pessoal, profissional,

Leia mais

SAÚDE 20 S AÚDE - VIVA MAIS, VIVA MELHOR

SAÚDE 20 S AÚDE - VIVA MAIS, VIVA MELHOR 20 S AÚDE - VIVA MAIS, VIVA MELHOR Reconhecer a depressão Todos os anos, cerca de 400 mil portugueses sofrem de depressão. Ainda assim, são muitas as pessoas que continuam a achar que esta doença só afeta

Leia mais

Quetiapina SR Zentiva

Quetiapina SR Zentiva Quetiapina SR Zentiva Minimização e gestão de riscos importantes Material educacional para profissionais de saúde Conteúdo O que é Quetiapina SR Zentiva?... 2 Quais os riscos importantes associados a Quetiapina

Leia mais

Associação entre síndrome pré-menstrual e transtornos mentais Celene Maria Longo da Silva Gicele Costa Minten Rosângela de Leon Veleda de Souza

Associação entre síndrome pré-menstrual e transtornos mentais Celene Maria Longo da Silva Gicele Costa Minten Rosângela de Leon Veleda de Souza Associação entre síndrome pré-menstrual e transtornos mentais Celene Maria Longo da Silva Gicele Costa Minten Rosângela de Leon Veleda de Souza Denise Petrucci Gigante 1 Síndrome pré-menstrual (SPM) Conjunto

Leia mais

Transtorno depressivo e tentativa de suicídio na infância e adolescência. Dr. Alexandre de Aquino Coordenador do NAIA Especialista em TCC

Transtorno depressivo e tentativa de suicídio na infância e adolescência. Dr. Alexandre de Aquino Coordenador do NAIA Especialista em TCC + Transtorno depressivo e tentativa de suicídio na infância e adolescência Dr. Alexandre de Aquino Coordenador do NAIA Especialista em TCC + Caso clínico R., 9 anos Chamaram da escola para buscá-lo, que

Leia mais

saiba MAIs sobre o transtorno AFetIVo BIpoLAr TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR

saiba MAIs sobre o transtorno AFetIVo BIpoLAr TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR saiba MAIs sobre o transtorno AFetIVo BIpoLAr Apresentação O conteúdo deste folheto foi elaborado por profissionais do conselho científico da ABRATA, Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores

Leia mais

3.8 Tristeza e depressão na criança e no adolescente

3.8 Tristeza e depressão na criança e no adolescente Páginas para pais: Problemas na criança e no adolescente 3.8 Tristeza e depressão na criança e no adolescente Introdução Os sentimentos de tristeza, desapontamento, desvalorização e culpa, surgem pontualmente

Leia mais

II curso Transtornos Afetivos ao Longo da Vida GETA TDAH (TRANSTORNO DE DEFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE)

II curso Transtornos Afetivos ao Longo da Vida GETA TDAH (TRANSTORNO DE DEFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE) II curso Transtornos Afetivos ao Longo da Vida GETA TDAH (TRANSTORNO DE DEFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE) O QUE É TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE TDAH é a condição crônica de saúde

Leia mais

MindDx Diagnósticos Ltda. Telefone: (11)

MindDx Diagnósticos Ltda. Telefone: (11) Página: 1/6 MEDICAÇÃO: med 1 12h12h med 2 1/dia med 4 1/dia Instituto VitalMente LtdaME CNPJ: 09.646.883/000267 Inscrição Municipal: 4.635.2120 Avenida Paulista, 2202 Conjunto 102; Bairro Bela Vista; CEP:

Leia mais

Anfetaminas A anfetamina é uma droga sintética de efeito estimulante da atividade mental. A denominação anfetaminas é atribuída a todo um grupo de

Anfetaminas A anfetamina é uma droga sintética de efeito estimulante da atividade mental. A denominação anfetaminas é atribuída a todo um grupo de Projeto Drogas Anfetaminas A anfetamina é uma droga sintética de efeito estimulante da atividade mental. A denominação anfetaminas é atribuída a todo um grupo de substâncias como: fenproporex, metanfetamina

Leia mais

AULA 7 BENZODIAZEPÍNICOS E HIPNÓTICOS FARMACOTERAPIA DOS DISTÚRBIOS NEUROLÓGICOS. Prof. Márcio Batista

AULA 7 BENZODIAZEPÍNICOS E HIPNÓTICOS FARMACOTERAPIA DOS DISTÚRBIOS NEUROLÓGICOS. Prof. Márcio Batista AULA 7 FARMACOTERAPIA DOS DISTÚRBIOS NEUROLÓGICOS BENZODIAZEPÍNICOS E HIPNÓTICOS Prof. Márcio Batista INTRODUÇÃO USO RACIONAL: Brasil é o 9º país do mundo em consumo per capita de medicamentos. Brasil

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 105 /2013

RESPOSTA RÁPIDA 105 /2013 RESPOSTA RÁPIDA 105 /2013 SOLICITANTE Juíza de Direito: Dr(a). Juizado Especial 0512 Pirapora NÚMERO DO PROCESSO nº0512.13 003595-3 DATA 17/05/2013 1- O medicamento solicitados Venlafaxina (Venlift),é

Leia mais

Perturbações Afectivas

Perturbações Afectivas Perturbações Afectivas 1 Grupo das Grupo das Depressão endógena Mania endógena Equivalentes afectivos Personalidades afectivas (hipertímica, depressiva, ciclotímica mica) 2 Incidência 1,5% da população

Leia mais

Transtornos Mentais no Trabalho. Carlos Augusto Maranhão de Loyola CRM-PR Psiquiatra.

Transtornos Mentais no Trabalho. Carlos Augusto Maranhão de Loyola CRM-PR Psiquiatra. Transtornos Mentais no Trabalho Carlos Augusto Maranhão de Loyola CRM-PR 20879. Psiquiatra. carlosamloyola@icloud.com No período Medieval - caráter de Possuído. O tratamento: pregações, exorcismo, santificação

Leia mais

ESPIRITUALIDADE E DEPRESSÃO

ESPIRITUALIDADE E DEPRESSÃO ESPIRITUALIDADE E DEPRESSÃO Experiência humana universal Personagens bíblicos Idade Média (Acídia) Escravos africanos (Banzo) Phillipe Pinel Classificações psiquiátricas: Kraepelin Psicose maníaco depressiva

Leia mais

Depressão: Os Caminhos da Alma... (LÚCIA MARIA)

Depressão: Os Caminhos da Alma... (LÚCIA MARIA) (LÚCIA MARIA) 1 Dedicatória: A todos os que sofrem de depressão, uma doença cruel e invisível, mas que pode ser vencida. 2 Sinopse: Muito embora, o título comece com uma expressão diferente, a intenção

Leia mais

PSICÓLOGO RAFAEL A. PRADO

PSICÓLOGO RAFAEL A. PRADO PSICÓLOGO RAFAEL A. PRADO As síndromes depressivas têm como elementos mais salientes o humor triste e o desânimo; Entretanto, elas caracterizam-se por uma multiplicidade de sintomas afetivos, instintivos

Leia mais

RESUMO DA AVALIAÇÃO CIENTÍFICA DE MEDICAMENTOS CONTENDO ÁCIDO VALPRÓICO/VALPROATO (ver Anexo I)

RESUMO DA AVALIAÇÃO CIENTÍFICA DE MEDICAMENTOS CONTENDO ÁCIDO VALPRÓICO/VALPROATO (ver Anexo I) ANEXO II CONCLUSÕES CIENTÍFICAS E FUNDAMENTOS PARA A ALTERAÇÃO DOS RESUMOS DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO E DOS FOLHETOS INFORMATIVOS APRESENTADOS PELA AGÊNCIA EUROPEIA DE MEDICAMENTOS 108 CONCLUSÕES

Leia mais

PSEUDODEMÊNCIA visão do neurologista

PSEUDODEMÊNCIA visão do neurologista visão do neurologista 1 Maria Edite Rio Jornadas Nacionais Patient Care (JNPC) Fevereiro 2016 Pseudodemência é o que parece demência, mas que numa melhor avaliação, ou pela evolução posterior se verifica

Leia mais

DEPENDÊNCIA DO ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS E TRANSTORNOS ALIMENTARES

DEPENDÊNCIA DO ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS E TRANSTORNOS ALIMENTARES DIRETRIZES SOBRE CO-MORBIDADES PSIQUIÁTRICAS EM DEPENDÊNCIA DO ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS (ABEAD 2002) DEPENDÊNCIA DO ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS E TRANSTORNOS ALIMENTARES Introdução Quadros sugestivos de transtornos

Leia mais

Monitoria de Psiquiatria /03/15

Monitoria de Psiquiatria /03/15 TRANSTORNO BIPOLARaspectos importantes Monitoria de Psiquiatria 2015 05/03/15 Caso clínico Demi Lovato, 23 anos, natural do Novo México, procedente de NY, cantora. Veio trazida ao setor de emergência pelo

Leia mais

Maria Carmen Viana. Departamento de Medicina Social PPG em Saúde Coletiva Centro de Estudos e Pesquisa em Epidemiologia Psiquiátrica UFES

Maria Carmen Viana. Departamento de Medicina Social PPG em Saúde Coletiva Centro de Estudos e Pesquisa em Epidemiologia Psiquiátrica UFES Maria Carmen Viana Departamento de Medicina Social PPG em Saúde Coletiva Centro de Estudos e Pesquisa em Epidemiologia Psiquiátrica UFES renda OMS 21012 Suicídio: um problema de saúde pública Fenômeno

Leia mais

TRANSTORNO BIPOLAR DO HUMOR ABUSO DE SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS. MARCELO RIBEIRO, MSc

TRANSTORNO BIPOLAR DO HUMOR ABUSO DE SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS. MARCELO RIBEIRO, MSc TRANSTORNO BIPOLAR DO HUMOR E ABUSO DE SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS MARCELO RIBEIRO, MSc UNIDADE DE PESQUISA EM ÁLCOOL E DROGAS UNIAD UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO UNIFESP DIRETRIZES CLÍNICAS BASEADAS EM

Leia mais

Doenças Mentais e os Riscos Psicossociais no Trabalho

Doenças Mentais e os Riscos Psicossociais no Trabalho Doenças Mentais e os Riscos Psicossociais no Trabalho Seminário Empresarial de Segurança e Saúde no Trabalho Porto Alegre, Novembro/2010 Especialista em Medicina do Trabalho, Doutora pela USP, Diretora

Leia mais

Prejuízos Cognitivos e Comportamentais secundários à Epilepsia Autores: Thaís Martins; Calleo Henderson; Sandra Barboza. Instituição:Universidade

Prejuízos Cognitivos e Comportamentais secundários à Epilepsia Autores: Thaís Martins; Calleo Henderson; Sandra Barboza. Instituição:Universidade Autores:Thaís Martins Sousa ; Calleo Henderson ; Sandra Barboza. Introdução A epilepsia é uma das síndromes neurológicas mais comuns e seus efeitos secundários podem ser graves. A epilepsia de ausência

Leia mais

ETEC CARAPICUÍBA São Paulo - Brasil

ETEC CARAPICUÍBA São Paulo - Brasil 07 de novembro de 2015 ETEC CARAPICUÍBA São Paulo - Brasil RETOMANDO APRESENTAÇÃO DE 20/07/2015 Suely Laitano Nassif, Psy, Md, PhD Suely Laitano Nassif, Psy, MD, PhD São Paulo SP Brasil Site: Contato:

Leia mais

NIDA National Institute on Drug Abuse NIH - National Institute of Health

NIDA National Institute on Drug Abuse NIH - National Institute of Health NIDA National Institute on Drug Abuse NIH - National Institute of Health Dependência química doença complexa busca compulsiva e incontrolável o uso persiste apesar das conseqüências negativas pode se tornar

Leia mais

As anfetaminas são drogas estimulantes da atividade do sistema nervoso central, isto é, fazem o cérebro trabalhar mais depressa, deixando as pessoas

As anfetaminas são drogas estimulantes da atividade do sistema nervoso central, isto é, fazem o cérebro trabalhar mais depressa, deixando as pessoas Anfetaminas As anfetaminas são drogas estimulantes da atividade do sistema nervoso central, isto é, fazem o cérebro trabalhar mais depressa, deixando as pessoas mais acesas, ligadas, com menos sono, elétricas

Leia mais

DEPRESSÃO E IDOSO: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA RESUMO

DEPRESSÃO E IDOSO: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA RESUMO DEPRESSÃO E IDOSO: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA Kelma Rayanne Santos Moura (UFPB) Débora Cristina Alves Barros (UFPB) Erika Cavalcanti Rufino (UFPB) Natalia Leite Pedrosa (UFPB) Leila de Cássia Tavares da Fonsêca

Leia mais

ODONTOLOGIA PREVENTIVA. Saúde Bucal. Dores na mandíbula e na face.

ODONTOLOGIA PREVENTIVA. Saúde Bucal. Dores na mandíbula e na face. ODONTOLOGIA PREVENTIVA Saúde Bucal Dores na mandíbula e na face. O que é ATM? ATM significa articulação temporomandibular, que é a articulação entre a mandíbula e o crânio. Portanto, temos duas ATM, cada

Leia mais

2 Ansiedade / Insegurança Comportamento de busca de atenção, medo / ansiedade, roer unhas, fala excessiva

2 Ansiedade / Insegurança Comportamento de busca de atenção, medo / ansiedade, roer unhas, fala excessiva Caracterização das demandas de psicodiagnóstico infantil em uma clínica-escola de São Paulo Characterization of the demands of child psychodiagnosis in a school clinic in São Paulo Tabela 1. Distribuição

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 203/2014 Informações sobre Venlafaxina e Olanzapina no tratamento da depressão

RESPOSTA RÁPIDA 203/2014 Informações sobre Venlafaxina e Olanzapina no tratamento da depressão RESPOSTA RÁPIDA 203/2014 Informações sobre Venlafaxina e Olanzapina no tratamento da depressão SOLICITANTE Dr Rafael Murad Brumana Juiz de Direito Comarca de Lajinha/MG NÚMERO DO PROCESSO Nº º 0377.14.000269-4

Leia mais

Avaliação psicológica do doente com dor

Avaliação psicológica do doente com dor Avaliação psicológica do doente com dor THIAGO ROBLES JUHAS Psicólogo do Hospital das Clínicas (ICHCFMUSP). Especialista em Neuropsicologia. Especialista em Psicologia Hospitalar. Psicologia Estados e

Leia mais

Anexo III. Alterações às secções relevantes do resumo das características do medicamento e folheto informativo

Anexo III. Alterações às secções relevantes do resumo das características do medicamento e folheto informativo Anexo III Alterações às secções relevantes do resumo das características do medicamento e folheto informativo Nota: Este Resumo das Características do Medicamento, rotulagem e folheto informativo é o resultado

Leia mais

DEPRESSÃO TEM CURA? SAIBA MAIS SOBRE ESSE MAL

DEPRESSÃO TEM CURA? SAIBA MAIS SOBRE ESSE MAL DEPRESSÃO TEM CURA? SAIBA MAIS SOBRE ESSE MAL SUMÁRIO 01. Depressão: tristeza ou doença? 3 02. Saiba identificar os sintomas de um deprimido 7 03. Depressão severa: saiba como tomar controle 12 01 DEPRESSÃO:

Leia mais

O TRANSTORNO DEPRESSIVO PUERPERAL: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

O TRANSTORNO DEPRESSIVO PUERPERAL: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA O TRANSTORNO DEPRESSIVO PUERPERAL: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA Maria Jomara Almeida Rego¹; Brenda Fernandes Cunha Rodrigues¹; Cidycarla de Oliveira¹ Maria Cidney da Silva Soares 1,2 1 Graduanda em Enfermagem,

Leia mais

INVENTÁRIO DE SINTOMATOLOGIA DEPRESSIVA (AUTO-RELATO)

INVENTÁRIO DE SINTOMATOLOGIA DEPRESSIVA (AUTO-RELATO) THIS SECTION FOR USE BY STUDY PERSONNEL ONLY. Did patient (subject) perform self-evaluation? No (provide reason in comments) Evaluation performed on visit date or specify date: Comments: DD-Mon-YYYY As

Leia mais

Proporcionam alívio que conduz à ansiedade até hipnose, anestesia, coma e morte.

Proporcionam alívio que conduz à ansiedade até hipnose, anestesia, coma e morte. Medicamentos capazes de diminuir a actividade do cérebro, principalmente quando ele está num estado de excitação acima do normal, causando deste modo sonolência ou até inconsciência. Analgésico - Sedativo

Leia mais

ANSIEDADE E DEPRESSÃO

ANSIEDADE E DEPRESSÃO ANSIEDADE E DEPRESSÃO PSICOPATOLOGIA E ASPECTOS DIAGNÓSTICOS Definição de Dor (IASP, 1979) Dor segundo a definição de Meskley, aceita pela IASP é: Experiência sensorial e emocional desprazerosa associada

Leia mais

Transtorno Bipolar. Manual Informativo

Transtorno Bipolar. Manual Informativo Transtorno Bipolar Manual Informativo O que é? Sintomas e os riscos associados: Consumo de álcool e outras drogas Entendendo as comorbidades Diagnóstico Tratamento dificuldades e variantes O apoio da família

Leia mais

Álcool e Drogas na Terceira Idade. UNIAD/UNIFESP Elton Pereira Rezende GERP.13

Álcool e Drogas na Terceira Idade. UNIAD/UNIFESP Elton Pereira Rezende GERP.13 Álcool e Drogas na Terceira Idade UNIAD/UNIFESP Elton Pereira Rezende GERP.13 Dados epidemiológicos Terceira condição psiquiátrica, além da! depressão e da demência Prevalência do abuso de drogas e álcool

Leia mais

GUIA PRÁTICO PARA PROFESSORES

GUIA PRÁTICO PARA PROFESSORES GUIA PRÁTICO PARA PROFESSORES Depressão infanto-juvenil Sugestões práticas da: Nota introdutória Até há alguns anos atrás crianças e depressão eram dois termos que pareciam não se poder relacionar. Hoje

Leia mais

SCID - I. Folha de Resposta

SCID - I. Folha de Resposta SCID - I Versão Clínica Folha de Resposta (Traduzida e Adaptada para o Português) SCID-CV Sumário Diagnóstico FOLHA DE RESPOSTA Nome do Paciente:_ Estudo Número: Data da avaliação: Avaliador: Fontes de

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR APROVADO EM Aurorix 150 mg comprimidos revestidos por película Moclobemida Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento. - Conserve este

Leia mais

(11)

(11) Olá, me chamo ALINE LISBOA FARIAS - C.R.P: 06/120305 sou psicóloga graduada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Sócia proprietária do LYSIS CONSULTÓRIO DE PSICOLOGIA. Atuo realizando atendimentos

Leia mais

Pr. Ericson Martins. Uma abordagem básica sobre um dos maiores dilemas dos dias atuais!

Pr. Ericson Martins. Uma abordagem básica sobre um dos maiores dilemas dos dias atuais! Pr. Ericson Martins Depressão Emocional Uma abordagem básica sobre um dos maiores dilemas dos dias atuais! Leitura: Salmo 77 Constituição do homem Física Espiritual PROPOSIÇÃO: 1. Introdução 2. O que

Leia mais

DEPRESSÃO - Segundo a Classificação Internacional das Doenças (CID) 10ª revisão

DEPRESSÃO - Segundo a Classificação Internacional das Doenças (CID) 10ª revisão DEPRESSÃO - Segundo a Classificação Internacional das Doenças (CID) 10ª revisão - F32 Episódios depressivos Nos episódios típicos de cada um dos três graus de depressão: leve, moderado ou grave, o paciente

Leia mais

DEPRESSÃO: UMA BREVE REFLEXÃO SOBRE O TEMA

DEPRESSÃO: UMA BREVE REFLEXÃO SOBRE O TEMA Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões 107 DEPRESSÃO: UMA BREVE REFLEXÃO SOBRE O TEMA DEPRESSION: A BRIEF REFLECTION ON THE SUBJECT Priscila Orlandi Barth 1 Stella Minasi de Oliveira

Leia mais

Transtornos podem ser considerados como Psíquicos Psiquiátricos

Transtornos podem ser considerados como Psíquicos Psiquiátricos Transtornos podem ser considerados como Psíquicos Psiquiátricos Alguns autores colocam como alterações de comportamento não acompanhadas de alterações de consciência Conceito de neurose Conceito de psicose

Leia mais

Transtornos de humor nas fases da vida

Transtornos de humor nas fases da vida Transtornos de humor nas fases da vida Adelina Rennó Dra. em Psicologia Psicóloga clínica CRP 15957 adelina@adelinarenno.com.br www.abpapsi.com.br Bibliografia Forlenza, O.V. et al. Clínica Psiquiátrica.

Leia mais

Capítulo 16 Intimidade Sexual

Capítulo 16 Intimidade Sexual Capítulo 16 Intimidade Sexual Você sabia? Muitas pessoas que sofreram algum evento cardíaco têm medo de voltar a fazer sexo ou preocupações a esse respeito. Sentir medo ou preocupação é uma forma de o

Leia mais

Automedicação e estimulantes em contexto académico

Automedicação e estimulantes em contexto académico Universidade de Aveiro Departamento de Educação Automedicação e estimulantes em contexto académico A na Ana Morais (ana.morais@ua.pt) Mudanças importantes e significativas a vários níveis: pessoal, social

Leia mais

CURSO DE CAPACITAÇÃO EM PSIQUIATRIA DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA 2017

CURSO DE CAPACITAÇÃO EM PSIQUIATRIA DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA 2017 Informações Informações Gerais: O curso consiste em 12 módulos que podem ser cursados de maneira independente, porém a capacitação em Psiquiatria da Infância e da Adolescência é concedida somente àqueles

Leia mais

DEPENDÊNCIA DIGITAL ATÉ QUE PONTO A TECNOLOGIA É BOA OU RUIM? Dr. Rodrigo Menezes Machado

DEPENDÊNCIA DIGITAL ATÉ QUE PONTO A TECNOLOGIA É BOA OU RUIM? Dr. Rodrigo Menezes Machado DEPENDÊNCIA DIGITAL ATÉ QUE PONTO A TECNOLOGIA É BOA OU RUIM? Dr. Rodrigo Menezes Machado INTRODUÇÃO População total estimada em 7 bilhões, sendo que 6,29 bilhões já possuem acesso à tecnologia móvel.

Leia mais

A consequência da modernidade

A consequência da modernidade A consequência da modernidade A sociedade pós-moderna tem como uma das suas principais características a pressa generalizada, esteja ela presente nas respostas eletrônicas, na expectativa das respostas

Leia mais