PSICÓLOGO RAFAEL A. PRADO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PSICÓLOGO RAFAEL A. PRADO"

Transcrição

1 PSICÓLOGO RAFAEL A. PRADO

2 As síndromes depressivas têm como elementos mais salientes o humor triste e o desânimo; Entretanto, elas caracterizam-se por uma multiplicidade de sintomas afetivos, instintivos e neurovegetativos, ideativos e cognitivos, relativos à autovaloração, à vontade e à psicomotricidade.

3 Segundo levantamento da OMS, a depressão maior unipolar é considerada a primeira causa de incapacidade entre todos os problemas de saúde; Os números da depressão são alarmantes: embora não se tenha um cálculo exato, estima-se que cerca de 30% da população mundial sofra da doença, sem saber.

4 Tristeza, melancolia; - Choro fácil e/ou frequente; - Apatia; -Sentimento de falta de sentimento; sentimento de tédio, aborrecimento crônico; -Irritabilidade aumentada; angústia ou ansiedade; desespero; desesperança.

5 Fadiga, cansaço fácil e constante; desânimo, Diminuição da vontade (hipobulia); insônia ou hipersônia; -Perda ou aumento do apetite; constipação, palidez, pele fria com diminuição do turgor; -Diminuição da libido; diminuição da resposta sexual; anedonia (incapacidade de sentir prazer em várias esferas da vida).

6 Ideação negativa, pessimismo em relação a tudo Ideias de arrependimento e de culpa Ruminações com mágoas antigas Visão de mundo marcada pelo tédio ( A vida é vazia, sem sentido; nada vale a pena. ) Idéias de morte, desejo de desaparecer, dormir para sempre Ideação, planos ou atos suicidas

7 Déficit de atenção e concentração Déficit secundário de memória Dificuldade de tomar decisões Pseudodemência depressiva

8 Sentimento de autoestima diminuída Sentimento de insuficiência, de incapacidade Sentimento de vergonha e autodepreciação

9 Tendência a permanecer na cama por todo o dia; Lentificação psicomotora até o estupor; Diminuição da fala, redução da voz, fala muito lenta;

10 Ilusões auditivas ou visuais; Delírio de inexistência (de si e/ou do mundo); Ideação paranóide e outros sintomas psicóticos humor-incongruentes.

11 Em depressões graves: ventrículos e sulcos; alargados, redução do volume do hipocampo Em adultos maduros ou idosos: sinais de alterações vasculares.

12 Do ponto de vista psicológico, as síndromes depressivas têm uma relação fundamental com as experiências de perda (Hofer, 1996; DelPino, 2003).

13 No episódio depressivo, evidentes sintomas depressivos (humor deprimido, anedonia, fatigabilidade, diminuição da concentração e da autoestima, ideia de culpa e de inutilidade, distúrbios do sono e do apetite) Os episódios duram geralmente entre 3 e 12 meses. O episódio depressivo é classificado pela CID-10 em leve,moderado ou grave, de acordo com número, a intensidade e a importância clinica dos sintomas.

14 Depressão tipo melancólica ou endógena: Na depressão melancólica, ocorrem lentificação psicomotora, anedonia, alterações do sono e do apetite.

15 Distimia: É uma depressão Crônica, geralmente de intensidade leve, muito duradoura. Começa o inicio da vida adulta e persiste por vários anos. Depressão atípica: É um subtipo de depressão que pode acorrer em episódio depressivo de intensidade leve a grave, em transtorno unipolar ou bipolar.

16 Depressão psicótica: É uma depressão grave, no qual acorrem associados aos sintomas psicóticos, com delírios de ruína ou culpa delírio hipocondríaco. Depressão agitada ou ansiosa: Na depressão agitada, o paciente queixa-se de angustia intensa.

17 Estupor depressivo: É um estado depressivo, grave, no qual o paciente permanece dias na cama ou sentado, em estado de catalepsia (imóvel; em geral rígido). Depressão secundária ou orgânica: É uma síndrome depressiva causada ou fortemente associada a uma doença ou um quadro clínico somático, seja ele primariamente cerebral ou sistêmico.

18 Critérios diagnósticos para os transtornos depressivos segundo o DSM-IV-TR e o Cid 10. Pelo menos um dos sintomas é humor deprimido ou perda do interesse ou prazer. Critérios para os diagnósticos Subtipos de transtornos depressivos (TD)

19 Humor deprimido Desânimo, perda do interesse Apetite Sono Anedonia Fadiga, perda de energia Pessimismo Baixa autoestima Concentração prejudicada Pensamentos de morte ou suicídio Retardo/agitação psicomotor

20 Sinais ESTRESSE Ninguém adoece, devido ao estresse, de um dia para o outro. E o próprio corpo avisa que as coisas não vão bem, basta prestar atenção. Confira alguns sinais que podem indicar estresse: sensação de desgaste constante alteração de sono (dormir demais ou pouco) tensão muscular formigamento (na face ou nas mãos, por exemplo) problemas de pele

21 hipertensão mudança de apetite alterações de humor perda de interesse pelas coisas problemas de atenção, concentração e memória ansiedade depressão

22 ETAPAS DO ESTRESSE: - ALERTA; - RESISTÊNCIA; - EXAUSTÃO.

23 Causas Os chamados estressores podem ser: internos: ligados a características de personalidade, como perfeccionismo, pressa, querer fazer tudo ao mesmo tempo. externos: do ambiente. Mudanças em geral, até mesmo as positivas, desencadeiam estresse porque exigem adaptação: nascimento de filho, mudanças profissionais (troca de emprego, promoção, demissão), aposentadoria, mudança de casa, divórcio, doença ou morte de pessoas queridas. Mas há também os pequenos, como o trânsito, que pode acabar tendo um peso importante para muitas pessoas.

24 "Quão estressante é um fator depende do fator em si, do significado que tem para a pessoa e da forma que ela lida com ele", comenta a dra. Selma. Veja o potencial estressante de algumas situações, sendo 100 o maior possível*. morte do cônjuge divórcio - 73 prisão - 63 morte de um parente querido - 63 casamento - 50 demissão do trabalho - 47

25 aposentadoria - 45 reconciliação conjugal - 45 gravidez - 40 grandes conquistas pessoais - 28 problemas com o chefe - 23 férias - 13

26 Como evitar e tratar É bom lembrar que estresse todo mundo tem, até certo ponto. No dia-a-dia, diversas situações se apresentam para as pessoas, que se adaptam a elas. "É preciso estresse para viver. É ele que nos faz levantar e ir atrás do que queremos ou precisamos, com algum grau de satisfação. O problema é quando se torna excessivo e supera nossa capacidade de adaptação ou quando persiste por muito tempo", alerta a psicóloga. O tratamento do estresse foca três pontos: administrar os estressores, aumentar a resistência a eles e mudar a forma de enfrenta-los.

27 Temos limites que precisamos reconhecer. Administrar estressores requer identificar os que pesam mais sobre nós e eliminar, administrar ou deixar para depois, o excesso de peso, respeitando os próprios limites. Isso requer habilidades como dizer não, negociar e priorizar. Entrevistei muita gente que trabalhava mais que 16 horas todos os dias, tentando uma produtividade maior. Não adianta. Se não descansarmos adequadamente nossa capacidade de atenção, concentração, memória, julgamento e tomada de decisão ficarão comprometidas. E os dez minutos necessários para compreender determinado relatório não serão suficientes. Precisaremos de vinte.

28 Aumentar nossa resistência aos estressores significa manter nosso organismo saudável e em maiores condições de enfrentar os desafios: dormir bem cuidar da saúde alimentar-se de forma saudável fazer atividades físicas

29 proporcionar-se momentos de prazer e relaxamento evitar estimulantes e substâncias tóxicas como café, bebidas alcóolicas, tabaco e outras drogas. Quando não podemos mudar ou eliminar o estressor precisamos nos adaptar a ele, da melhor maneira. "Se seu problema é o trânsito, tente outros horários ou rotas alternativas. Saia mais cedo. Se tiver que enfrenta-lo terá duas opções: da forma melhor, ou da pior. Você pode ficar irritado, buzinando ou gritando. Ou pode ouvir música, treinar o ouvido para idiomas, ouvir um seminário ou aula. Precisamos resolver o que fazer com o problema que está lá e vai continuar por lá", diz a dra. Selma.

30 Os estressores internos, aqueles que são resultado de características de personalidade, requerem trabalho maior. "Ninguém muda com pequenas dicas, e psicoterapia pode ser necessária. Quando o jeito de lidar com as coisas é problemático, é aconselhável procurar um psicólogo", orienta a dra Selma. Importante: em nenhum momento deve-se lançar mão da automedicação. "Não existe medicação para tratar estresse. Alguns médicos prescrevem complexos vitamínicos. Se o estresse for crônico e evoluir para um estado depressivo ou ansioso, encaminhamos para avaliação de um psiquiatra", explica.

Unidade IV Os seres vivos e o meio ambiente.

Unidade IV Os seres vivos e o meio ambiente. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Unidade IV Os seres vivos e o meio ambiente. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL

Leia mais

Depressão. Um distúrbio que tem solução.

Depressão. Um distúrbio que tem solução. Depressão Um distúrbio que tem solução. DEPRESSÃO Depressão é um transtorno psiquiátrico sem causa definida. Afeta o humor, levando à perda de interesse e de prazer por quase todas as atividades do dia

Leia mais

FREUD, S. (1915). Luto e melancolia. In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1969.

FREUD, S. (1915). Luto e melancolia. In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1969. FREUD, S. (1915). Luto e melancolia. In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1969. v. 14. DALGALARRONDO, P. Psicopatologia e Semiologia

Leia mais

Perturbações Afectivas

Perturbações Afectivas Perturbações Afectivas 1 Grupo das Grupo das Depressão endógena Mania endógena Equivalentes afectivos Personalidades afectivas (hipertímica, depressiva, ciclotímica mica) 2 Incidência 1,5% da população

Leia mais

Depressão em mulheres

Depressão em mulheres Depressão em mulheres Por que a depressão é maior em mulheres? O que é depressão? A depressão é um distúrbio de alteração do humor sério e por vezes incapacitante. Causa sentimentos de tristeza, desespero,

Leia mais

ANSIEDADE E DEPRESSÃO

ANSIEDADE E DEPRESSÃO ANSIEDADE E DEPRESSÃO PSICOPATOLOGIA E ASPECTOS DIAGNÓSTICOS Definição de Dor (IASP, 1979) Dor segundo a definição de Meskley, aceita pela IASP é: Experiência sensorial e emocional desprazerosa associada

Leia mais

TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR

TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR Até recentemente o Transtorno Bipolar era conhecido como psicose ou doença maníaco-depressiva. É um transtorno no qual ocorrem alternâncias do humor, caracterizando-se por períodos

Leia mais

COMPREENSÃO DAS EMOÇÕES E COMPORTAMENTOS DO SER HUMANO, SOB A ÓTICA DA PSIQUIATRIA. Dr Milton Commazzetto - Médico Psiquiatra

COMPREENSÃO DAS EMOÇÕES E COMPORTAMENTOS DO SER HUMANO, SOB A ÓTICA DA PSIQUIATRIA. Dr Milton Commazzetto - Médico Psiquiatra COMPREENSÃO DAS EMOÇÕES E COMPORTAMENTOS DO SER HUMANO, SOB A ÓTICA DA PSIQUIATRIA O Homem conhece o átomo, a velocidade da luz, a distância dos planetas, domina cada vez mais o conhecimento técnico: o

Leia mais

Estresse. Saiba identifi car o excesso de preocupação e nervosismo.

Estresse. Saiba identifi car o excesso de preocupação e nervosismo. Estresse Saiba identifi car o excesso de preocupação e nervosismo. EsTREssE O estresse é uma reação física e mental diante de estímulos que podem ser positivos ou negativos. As pessoas não reagem da mesma

Leia mais

GRAVE. DEPRESSAo O QUE É A DEPRESSAO GRAVE? A depressão grave é uma condição médica comum e afeta 121 MILHÕES de pessoas em todo o mundo.

GRAVE. DEPRESSAo O QUE É A DEPRESSAO GRAVE? A depressão grave é uma condição médica comum e afeta 121 MILHÕES de pessoas em todo o mundo. APRESENTA GRAVE DEPRESSAo O QUE É A DEPRESSAO GRAVE? Indivíduos com depressão grave geralmente apresentam pelo menos 4 destes sintomas por pelo menos 2 semanas: Estado de ânimo depressivo; * Movimento,

Leia mais

DICAS DE SAÚDE. Quais as opções de tratamento disponíveis para depressão?

DICAS DE SAÚDE. Quais as opções de tratamento disponíveis para depressão? DICAS DE SAÚDE Quais as opções de tratamento disponíveis para depressão? André Gordilho, Pisiquiatria, Depressão O tratamento principal é feito à base de medicações, através do uso isolado ou combinado

Leia mais

7.2. ANEXO II G UIA DA ENTREVISTA ESTRUTURADA PARA A E SCALA PARA AVALIAÇÃO DE DEPRESSÃO DE H AMILTON. Moreno RA, Moreno DH.

7.2. ANEXO II G UIA DA ENTREVISTA ESTRUTURADA PARA A E SCALA PARA AVALIAÇÃO DE DEPRESSÃO DE H AMILTON. Moreno RA, Moreno DH. 7.2. ANEXO II G UIA DA ENTREVISTA ESTRUTURADA PARA A E SCALA PARA AVALIAÇÃO DE DEPRESSÃO DE H AMILTON Moreno RA, Moreno DH. Escalas de avaliação para depressão de Hamilton (HAM-D) e Montgomery-Asberg (MADRS).

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO SONO EDUCAÇÃO FÍSICA PROFESSOR: JOÃO PAULO PEREIRA

A IMPORTÂNCIA DO SONO EDUCAÇÃO FÍSICA PROFESSOR: JOÃO PAULO PEREIRA A IMPORTÂNCIA DO SONO EDUCAÇÃO FÍSICA PROFESSOR: JOÃO PAULO PEREIRA CONCEITO: O sono é um estado transitório e reversível, que se alterna com a vigília (estado desperto). Trata-se de um processo ativo

Leia mais

Patologias psiquiátricas mais prevalentes na atenção básica: Alguns sintomas físicos ocorrem sem nenhuma causa física e nesses casos,

Patologias psiquiátricas mais prevalentes na atenção básica: Alguns sintomas físicos ocorrem sem nenhuma causa física e nesses casos, Diretrizes Gerais de Abordagem das Somatizações, Síndromes ansiosas e depressivas Alexandre de Araújo Pereira Patologias psiquiátricas mais prevalentes na atenção básica: Somatizações Transtornos Depressivos

Leia mais

SISTEMA NERVOSO PSIQUIATRIA

SISTEMA NERVOSO PSIQUIATRIA SISTEMA NERVOSO PSIQUIATRIA A) CONCEITOS Tipo de transtorno de humor. O transtorno bipolar (TB) se caracteriza por alterações do humor, com recorrência de episódios depressivos e maníacos ao longo da vida.

Leia mais

Depressão: Os Caminhos da Alma... (LÚCIA MARIA)

Depressão: Os Caminhos da Alma... (LÚCIA MARIA) (LÚCIA MARIA) 1 Dedicatória: A todos os que sofrem de depressão, uma doença cruel e invisível, mas que pode ser vencida. 2 Sinopse: Muito embora, o título comece com uma expressão diferente, a intenção

Leia mais

CURA ESPIRITUAL DA DEPRESSÃO

CURA ESPIRITUAL DA DEPRESSÃO CURA ESPIRITUAL DA DEPRESSÃO DEPRESSÃO - CONCEITOS DEPRESSÃO - conceitos O termo "depressão" origina-se do latim de (baixar) e premere (pressionar) depremere e significa, literalmente, pressionar para

Leia mais

Insônia é a percepção ou queixa de sono inadequado, ou de baixa qualidade, por causa das seguintes razões:

Insônia é a percepção ou queixa de sono inadequado, ou de baixa qualidade, por causa das seguintes razões: O que é Insônia? Insônia é a percepção ou queixa de sono inadequado, ou de baixa qualidade, por causa das seguintes razões: Dificuldade em cair no sono Levantar freqüentemente durante a noite com dificuldade

Leia mais

3.15 As psicoses na criança e no adolescente

3.15 As psicoses na criança e no adolescente Páginas para pais: Problemas na criança e no adolescente 3.15 As psicoses na criança e no adolescente Introdução As psicoses são doenças mentais raras que, geralmente, se iniciam no fim da adolescência

Leia mais

TRATANDO A BAIXA AUTO-ESTIMA

TRATANDO A BAIXA AUTO-ESTIMA TRATANDO A BAIXA AUTO-ESTIMA Marilia Pereira Instituto de Neurociências e Comportamento de SP Coordenação do curso de psicologia da Mauricio de Nassau Sinais e sintomas Humor deprimido Anedonia (perda

Leia mais

Males da Alma......são transtornos que causam sofrimento intenso, comprometem a rotina da pessoa afetada, alteram

Males da Alma......são transtornos que causam sofrimento intenso, comprometem a rotina da pessoa afetada, alteram Males da Alma......são transtornos que causam sofrimento intenso, comprometem a rotina da pessoa afetada, alteram seu comportamento e trazem prejuízos em todas as áreas da vida de quem está doente. Ansiedade,

Leia mais

RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DA SES UNIDADE III (Parte 1)

RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DA SES UNIDADE III (Parte 1) RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DA SES UNIDADE III (Parte 1) TAUANE PAULA GEHM Mestre e doutorando em Psicologia Experimental TEMAS Psicopatologia geral. Transtornos psicológicos, cognitivos, relacionados ao uso

Leia mais

Michael Zanchet Psicólogo Kurotel Centro Médico de Longevidade e Spa

Michael Zanchet Psicólogo Kurotel Centro Médico de Longevidade e Spa Entendendo e Gerenciando o Estresse Michael Zanchet Psicólogo Kurotel Centro Médico de Longevidade e Spa ORIGEM 1936 pelo médico Hans Selye na revista científica Nature. MODELO COGNITIVO DO ESTRESSE AMBIENTE

Leia mais

SÍNDROME DE BURNOUT das causas ao cuidado

SÍNDROME DE BURNOUT das causas ao cuidado SÍNDROME DE BURNOUT das causas ao cuidado PELA MANHÃ VOCÊ SE SENTE ASSIM? E NO TRABALHO, VOCÊ SE SENTE ASSIM? SUA VIDA ESTA ASSIM? OU TUDO ESTA ASSIM? ESTRESSE Ocorre diante de uma situação (real ou imaginária)

Leia mais

DEPRESSÃO TRATAR É PRECISO

DEPRESSÃO TRATAR É PRECISO DEPRESSÃO TRATAR É PRECISO ESTA FARMÁCIA CUIDA DE SI DEPRESSÃO TRATAR É PRECISO ESTA FARMÁCIA CUIDA DE SI O QUE É A DEPRESSÃO? A depressão é uma perturbação do humor que interfere na capacidade para funcionar

Leia mais

Mente Sã Corpo São! Abanar o Esqueleto - Os factores que influenciam as doenças osteoarticulares. Workshop 1

Mente Sã Corpo São! Abanar o Esqueleto - Os factores que influenciam as doenças osteoarticulares. Workshop 1 Abanar o Esqueleto - Os factores que influenciam as doenças osteoarticulares. Workshop 1 Mente Sã Corpo São! Unidade de Cuidados na Comunidade Centro de Saúde de Alfândega da Fé Elaborado por: Rosa Correia

Leia mais

Depressão: o que você precisa saber

Depressão: o que você precisa saber Depressão: o que você precisa saber Se você acredita que tem depressão, ou conhece alguém que talvez sofra desse transtorno, leia este material. O que é a depressão? A depressão é um transtorno mental

Leia mais

3.8 Tristeza e depressão na criança e no adolescente

3.8 Tristeza e depressão na criança e no adolescente Páginas para pais: Problemas na criança e no adolescente 3.8 Tristeza e depressão na criança e no adolescente Introdução Os sentimentos de tristeza, desapontamento, desvalorização e culpa, surgem pontualmente

Leia mais

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO PACIENTE COM DEPRESSÃO

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO PACIENTE COM DEPRESSÃO ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO PACIENTE COM DEPRESSÃO Fernanda Shayonally Araújo Carlos Faculdade Mauricio de Nassau (fernandashayonally@gmail.com) Marineide de Oliveira Farias Faculdade Mauricio de Nassau

Leia mais

Estresse: Teu Gênero é Feminino... Dr. Renato M.E. Sabbatini Faculdade de Ciências Médicas UNICAMP

Estresse: Teu Gênero é Feminino... Dr. Renato M.E. Sabbatini Faculdade de Ciências Médicas UNICAMP Estresse: Teu Gênero é Feminino... Dr. Renato M.E. Sabbatini Faculdade de Ciências Médicas UNICAMP O nosso amiguinho do dia a dia: Estresse Você é estressada? 1. Sim, muito estressada, sou ansiosa e reajo

Leia mais

Critério B: Alguns desses sintomas devem estar presentes desde precocemente (para adultos, antes dos 12 anos).

Critério B: Alguns desses sintomas devem estar presentes desde precocemente (para adultos, antes dos 12 anos). Se os itens de desatenção da parte A (1 a 9) E/OU os itens de hiperatividade-impulsividade da parte B (1 a 9) tiver várias respostas marcadas como Freqüentemente ou Muito Freqüentemente, existem chances

Leia mais

01. Multifacetas da depressão. 02. Conceito. 03. Reconhecendo os sintomas

01. Multifacetas da depressão. 02. Conceito. 03. Reconhecendo os sintomas Akira Nakao Depressão Olá, como você está? Longe do autossabotador? Ótimo. Hoje vou falar sobre depressão. Para quê? Para que sirva como um conhecimento preventivo, a fim de evitar uma possível queda depressiva,

Leia mais

25 mg, 100 mg e 200 mg (comprimidos) Cópia dos exames: colesterol total e frações, triglicerídeos, glicemia de jejum

25 mg, 100 mg e 200 mg (comprimidos) Cópia dos exames: colesterol total e frações, triglicerídeos, glicemia de jejum TRANSTORNO ESQUIZOAFETIVO Portaria SAS/MS n 1203 04/11/2014 Medicamento RISPERIDONA QUETIAPINA OLANZAPINA CID 10 F25.0; F25.1; F25.2 Apresentação 1 mg e 2 mg (comprimidos) 25 mg, 100 mg e 200 mg (comprimidos)

Leia mais

Fonte: Jornal Carreira & Sucesso - 151ª Edição

Fonte: Jornal Carreira & Sucesso - 151ª Edição IDENTIFICANDO A DEPRESSÃO Querida Internauta, Lendo o que você nos escreveu, mesmo não sendo uma profissional da área de saúde, é possível identificar alguns sintomas de uma doença silenciosa - a Depressão.

Leia mais

A seguir enumeramos algumas caracteristicas do TBH:

A seguir enumeramos algumas caracteristicas do TBH: OQUEÉOTRANSTORNOBIPOLARDO HUMOR(TBH)? O transtorno bipolar do humor (também conhecido como psicose ou doença maníaco-depressiva) é uma doença psiquiátrica caracterizada por oscilações ou mudanças de humor

Leia mais

The Bipolar Depression Rating Scale (BDRS) Versão em Português - Manual de Pontuação

The Bipolar Depression Rating Scale (BDRS) Versão em Português - Manual de Pontuação The Bipolar Depression Rating Scale (BDRS) Versão em Português - Manual de Pontuação Instruções Gerais A BDRS foi feita para medir a gravidade dos sintomas da depressão bipolar. Esta escala foi validada

Leia mais

CARTILHA MUNICIPAL DE PREVENÇÃO AO SUICÍDIO

CARTILHA MUNICIPAL DE PREVENÇÃO AO SUICÍDIO CARTILHA MUNICIPAL DE PREVENÇÃO AO SUICÍDIO Esta cartilha foi produzida pela equipe de saúde mental do município de Encantado, com recursos oriundos do Ministério da Saúde através do Projeto Percursos

Leia mais

SUICÍDIO COMO IDENTIFICAR?

SUICÍDIO COMO IDENTIFICAR? COMO IDENTIFICAR? Ludmila Palhano 1 O detalhamento do conhecimento dos fatores de risco auxilia na delimitação da populações nas quais os eventos poderão ocorrer com maior frequência. ABP, 2014 Dois principais

Leia mais

Faculdades Integradas de Taquara

Faculdades Integradas de Taquara Faculdades Integradas de Taquara DEPRESSÃO Disciplina: Fisiologia Humana Semestre: 1/2016 Docente: Debora Morsch Acadêmicas: Haiesha Wolff Katieli Córdova Vanessa A. Brocker Vanessa S. Ferreira Priscila

Leia mais

SÍNDROME DE BURNOUT. Profª Giselle Sailer

SÍNDROME DE BURNOUT. Profª Giselle Sailer SÍNDROME DE BURNOUT Profª Giselle Sailer INTRODUÇÃO A Síndrome de Burnout, também conhecida como Síndrome do Esgotamento profissional, é um processo de enfraquecimento decorrente de um período prolongado

Leia mais

Raphael Frota Aguiar Gadelha

Raphael Frota Aguiar Gadelha Raphael Frota Aguiar Gadelha Transtornos de humor correspondem ao grupo de transtornos em que o humor patológico e perturbações associadas dominam o quadro clínico Suicídio( do latim sui próprio e caedere

Leia mais

A Importância dos Cuidados com o Cuidador. Lívia Kondrat

A Importância dos Cuidados com o Cuidador. Lívia Kondrat A Importância dos Cuidados com o Cuidador Lívia Kondrat ABRALE 22 de Julho de 2011 CÂNCER é uma doença crônica; possui tratamentos com possibilidade de cura; traz consigo estigmas; está cercada por mitos,

Leia mais

Proporcionam alívio que conduz à ansiedade até hipnose, anestesia, coma e morte.

Proporcionam alívio que conduz à ansiedade até hipnose, anestesia, coma e morte. Medicamentos capazes de diminuir a actividade do cérebro, principalmente quando ele está num estado de excitação acima do normal, causando deste modo sonolência ou até inconsciência. Analgésico - Sedativo

Leia mais

Análise do Artigo para leitura

Análise do Artigo para leitura Conflitos e gerações Análise do artigo solicitado para leitura; Conflitos geracionais no ambiente de trabalho; Stress e conflitos organizacionais; Stress, conflitos e doenças do trabalho. Prof. Dr. Alexandre

Leia mais

DOENÇAS MENTAIS E OS RISCOS PSICOSSOCIAIS NO TRABALHO

DOENÇAS MENTAIS E OS RISCOS PSICOSSOCIAIS NO TRABALHO DOENÇAS MENTAIS E OS RISCOS PSICOSSOCIAIS NO TRABALHO Prof. Duílio Antero de Camargo Psiquiatra clínico e forense Médico do Trabalho Instituto de Psiquiatria HC FM USP Núcleo de Psiquiatria Forense (NUFOR)

Leia mais

Trabalhando a ansiedade do paciente

Trabalhando a ansiedade do paciente Trabalhando a ansiedade do paciente Juliana Ono Tonaki Psicóloga Hospitalar Título SOFRIMENTO... principal Sofrimento humano como condição à todos; Cada um sente à sua forma e intensidade; Manifestação

Leia mais

A consequência da modernidade

A consequência da modernidade A consequência da modernidade A sociedade pós-moderna tem como uma das suas principais características a pressa generalizada, esteja ela presente nas respostas eletrônicas, na expectativa das respostas

Leia mais

4 hábitos ruins no trabalho e como lidar com eles

4 hábitos ruins no trabalho e como lidar com eles 4 hábitos ruins no trabalho e como lidar com eles São Paulo Pense no perfil de um excelente profissional. Provavelmente, ele não é preguiçoso ou sem foco, sem certo? Tampouco excessivamente competitivo

Leia mais

SIT Mindfulness Ficha de Inscrição Programa de 14/11/2016 a 19/12/2016

SIT Mindfulness Ficha de Inscrição Programa de 14/11/2016 a 19/12/2016 SIT Mindfulness Ficha de Inscrição Programa de 14/11/2016 a 19/12/2016 Nome: Data de Nascimento: NIF: Ocupação / Profissão: Telemóvel: Email: Morada: Nome e tel de pessoa a contactar em caso de urgência:

Leia mais

SÍNDROME DE BURNOUT SÍNDROME DO ESGOTAMENTO PROFISSIONAL

SÍNDROME DE BURNOUT SÍNDROME DO ESGOTAMENTO PROFISSIONAL SÍNDROME DO ESGOTAMENTO PROFISSIONAL BETYNA SALDANHA CORBAL Perita Médica Previdenciária DPSSO/SPPS/MTPS dpsso@previdencia.gov.br 1 Termo Burnout: derivado do verbo inglês to burn out: queimar por completo

Leia mais

28/04/2011. Profa. Dra. Marilene Zimmer Psicologia - FURG

28/04/2011. Profa. Dra. Marilene Zimmer Psicologia - FURG Diagnóstico Multiaxial DSM-IV-TR PSICOPATOLOGIA Diagnóstico Multiaxial DSM-IV-TR Profa. Dra. Marilene Zimmer Psicologia - FURG Envolve uma avaliação em diversos eixos Cada qual relativo a um diferente

Leia mais

Anfetaminas A anfetamina é uma droga sintética de efeito estimulante da atividade mental. A denominação anfetaminas é atribuída a todo um grupo de

Anfetaminas A anfetamina é uma droga sintética de efeito estimulante da atividade mental. A denominação anfetaminas é atribuída a todo um grupo de Projeto Drogas Anfetaminas A anfetamina é uma droga sintética de efeito estimulante da atividade mental. A denominação anfetaminas é atribuída a todo um grupo de substâncias como: fenproporex, metanfetamina

Leia mais

Psicopatologia do Uso Abusivo de Álcool e Outras Drogas

Psicopatologia do Uso Abusivo de Álcool e Outras Drogas Universidade Federal do Rio de Janeiro Programa de Estudos e Assistência ao Uso Indevido de Drogas Psicopatologia do Uso Abusivo de Álcool e Outras Drogas Marcelo Santos Cruz, MD, PhD Qual a melhor forma

Leia mais

DEMÊNCIA? O QUE é 45 MILHOES 70% O QUE É DEMÊNCIA? A DEMÊNCIA NAO É UMA DOENÇA EM 2013, DEMÊNCIA. Memória; Raciocínio; Planejamento; Aprendizagem;

DEMÊNCIA? O QUE é 45 MILHOES 70% O QUE É DEMÊNCIA? A DEMÊNCIA NAO É UMA DOENÇA EM 2013, DEMÊNCIA. Memória; Raciocínio; Planejamento; Aprendizagem; O QUE é APRESENTA DEMÊNCIA? O QUE É DEMÊNCIA? A demência é um distúrbio em um grupo de processos mentais que incluem: Memória; Raciocínio; Planejamento; Aprendizagem; Atenção; Linguagem; Percepção; Conduta.

Leia mais

Stresse no Trabalho: Risco e Oportunidade

Stresse no Trabalho: Risco e Oportunidade 9.º Congresso Internacional de Segurança e Saúde no Trabalho Porto, 28 de Janeiro de 2010 Stresse no Trabalho: Risco e Oportunidade Marco Ramos (marco.ramos@ua.pt) 1 Uma pessoa em stresse é um acidente

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 430/2014 Informações sobre Depressão: Clo e Frontal

RESPOSTA RÁPIDA 430/2014 Informações sobre Depressão: Clo e Frontal RESPOSTA RÁPIDA 430/2014 Informações sobre Depressão: Clo e Frontal SOLICITANTE Drª Herilene de Oliveira Andrade Juíza de Direito Comarca de Itapecerica NÚMERO DO PROCESSO Autos nº 0335.14.1563-7 DATA

Leia mais

Esquizofrenia. O Que Você Precisa Saber

Esquizofrenia. O Que Você Precisa Saber Esquizofrenia O Que Você Precisa Saber O que é Esquizofrenia? A esquizofrenia é uma doença mental crônica, que se manifesta na adolescência ou no início da idade adulta. Sua freqüência na população em

Leia mais

Informação para os pacientes e seus familiares

Informação para os pacientes e seus familiares Psicose Psychosis - Portuguese UHN Informação para os pacientes e seus familiares Leia esta brochura para aprender: o que é a psicose o que a causa os sinais ou sintomas de psicose que tratamentos podem

Leia mais

Transtorno depressivo e tentativa de suicídio na infância e adolescência. Dr. Alexandre de Aquino Coordenador do NAIA Especialista em TCC

Transtorno depressivo e tentativa de suicídio na infância e adolescência. Dr. Alexandre de Aquino Coordenador do NAIA Especialista em TCC + Transtorno depressivo e tentativa de suicídio na infância e adolescência Dr. Alexandre de Aquino Coordenador do NAIA Especialista em TCC + Caso clínico R., 9 anos Chamaram da escola para buscá-lo, que

Leia mais

DEPRESSÃO - Segundo a Classificação Internacional das Doenças (CID) 10ª revisão

DEPRESSÃO - Segundo a Classificação Internacional das Doenças (CID) 10ª revisão DEPRESSÃO - Segundo a Classificação Internacional das Doenças (CID) 10ª revisão - F32 Episódios depressivos Nos episódios típicos de cada um dos três graus de depressão: leve, moderado ou grave, o paciente

Leia mais

do stress em nível fisiológico, o que inclui técnicas eletrodérmicas, procedimentos eletromiográficos e medidas cadiovasculares.

do stress em nível fisiológico, o que inclui técnicas eletrodérmicas, procedimentos eletromiográficos e medidas cadiovasculares. Avaliação do Stress ISSL INVENTÁRIO DE SINTOMAS DE STRESS LIPP Como o Stress Pode ser Avaliado Holmes E Rahe (1967) Sugeriram que o stress pode ser medido indiretamente por meio da avaliação dos grandes

Leia mais

INVENTÁRIO DE SINTOMATOLOGIA DEPRESSIVA (AUTO-RELATO)

INVENTÁRIO DE SINTOMATOLOGIA DEPRESSIVA (AUTO-RELATO) THIS SECTION FOR USE BY STUDY PERSONNEL ONLY. Did patient (subject) perform self-evaluation? No (provide reason in comments) Evaluation performed on visit date or specify date: Comments: DD-Mon-YYYY As

Leia mais

WHOQOL-100 Versão em português ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE AVALIAÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA

WHOQOL-100 Versão em português ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE AVALIAÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA WHOQOL-100 Versão em português ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE AVALIAÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA Coordenação do Grupo WHOQOL no Brasil Dr. Marcelo Pio de Almeida Fleck Departamento de Psiquiatria e Medicina

Leia mais

Sinais visíveis de transtornos psicológicos: como identificar e lidar com estes pacientes?

Sinais visíveis de transtornos psicológicos: como identificar e lidar com estes pacientes? Sinais visíveis de transtornos psicológicos: como identificar e lidar com estes pacientes? Sávia M. Emrich Pinto Psicóloga Serviço de Radioterapia Sinais visíveis de transtornos psicológicos: como identificar

Leia mais

Avaliação psicológica do doente com dor

Avaliação psicológica do doente com dor Avaliação psicológica do doente com dor THIAGO ROBLES JUHAS Psicólogo do Hospital das Clínicas (ICHCFMUSP). Especialista em Neuropsicologia. Especialista em Psicologia Hospitalar. Psicologia Estados e

Leia mais

VIVER BEM GILBERTO RICARDO EM A CABEÇA QUE NUNCA PARA SAÚDE EMOCIONAL

VIVER BEM GILBERTO RICARDO EM A CABEÇA QUE NUNCA PARA SAÚDE EMOCIONAL VIVER BEM GILBERTO RICARDO EM A CABEÇA QUE NUNCA PARA SAÚDE EMOCIONAL Gilberto Ricardo anda sempre de cabeça cheia. Pensa nos problemas da empresa, nas contas, na revisão do carro, na manutenção da casa,

Leia mais

TEA Módulo 2 Aula 5. Transtornos alimentares e de sono

TEA Módulo 2 Aula 5. Transtornos alimentares e de sono TEA Módulo 2 Aula 5 Transtornos alimentares e de sono Transtornos alimentares Os transtornos alimentares são problemas cronicamente existentes que levam o indivíduo a ter manias, recusas ou excessos, ou

Leia mais

Distúrbios e doenças ligadas à obesidade. Trabalho realizado por: Álvaro Santos Nº1 9ºA Miguel Oliveira Nº19 9ºA Carlos Azevedo Nº5 9ºA

Distúrbios e doenças ligadas à obesidade. Trabalho realizado por: Álvaro Santos Nº1 9ºA Miguel Oliveira Nº19 9ºA Carlos Azevedo Nº5 9ºA Distúrbios e doenças ligadas à obesidade Trabalho realizado por: Álvaro Santos Nº1 9ºA Miguel Oliveira Nº19 9ºA Carlos Azevedo Nº5 9ºA Índice Introdução O que é a Obesidade? Doenças e distúrbios físicos

Leia mais

COMO MANTER O LAR LIVRE DA DROGA

COMO MANTER O LAR LIVRE DA DROGA COMO MANTER O LAR LIVRE DA DROGA A PREVENÇÃO AO USO DO CRACK COMEÇA DENTRO DE CASA: Estudos apontam que pais ausentes ou superprotetores podem favorecer a queda dos filhos na dependência química. A PREVENÇÃO

Leia mais

SAÚDE 20 S AÚDE - VIVA MAIS, VIVA MELHOR

SAÚDE 20 S AÚDE - VIVA MAIS, VIVA MELHOR 20 S AÚDE - VIVA MAIS, VIVA MELHOR Reconhecer a depressão Todos os anos, cerca de 400 mil portugueses sofrem de depressão. Ainda assim, são muitas as pessoas que continuam a achar que esta doença só afeta

Leia mais

DOSE EFEITO DO ETANOL

DOSE EFEITO DO ETANOL Alcoolismo Efeitos Os principais efeitos do álcool ocorrem no sistema nervoso central (SNC), onde suas ações depressoras assemelhamse às dos anestésicos voláteis. Os efeitos da intoxicação aguda pelo etanol

Leia mais

a natureza da vida o luto: dimensão geral o luto: tipos e particularidades

a natureza da vida o luto: dimensão geral o luto: tipos e particularidades Curso de Formação curso acreditado sociedade portuguesa de estudo e intervenção n temas da formação a natureza da vida : dimensão geral : tipos e particularidades 1 Tears in the heaven o que é? quais as

Leia mais

ESPIRITUALIDADE E DEPRESSÃO

ESPIRITUALIDADE E DEPRESSÃO ESPIRITUALIDADE E DEPRESSÃO Experiência humana universal Personagens bíblicos Idade Média (Acídia) Escravos africanos (Banzo) Phillipe Pinel Classificações psiquiátricas: Kraepelin Psicose maníaco depressiva

Leia mais

Demência de Alzheimer. Dra. Célia Petrossi Gallo Garcia Médica Psiquiatra PAI-ZN

Demência de Alzheimer. Dra. Célia Petrossi Gallo Garcia Médica Psiquiatra PAI-ZN Demência de Alzheimer Dra. Célia Petrossi Gallo Garcia Médica Psiquiatra PAI-ZN Introdução Causa mais freqüente de demência (50% dos casos em > 65 anos) Neurotransmissores: diminuição de acetilcolina e

Leia mais

Associação entre síndrome pré-menstrual e transtornos mentais Celene Maria Longo da Silva Gicele Costa Minten Rosângela de Leon Veleda de Souza

Associação entre síndrome pré-menstrual e transtornos mentais Celene Maria Longo da Silva Gicele Costa Minten Rosângela de Leon Veleda de Souza Associação entre síndrome pré-menstrual e transtornos mentais Celene Maria Longo da Silva Gicele Costa Minten Rosângela de Leon Veleda de Souza Denise Petrucci Gigante 1 Síndrome pré-menstrual (SPM) Conjunto

Leia mais

SAUDE MENTAL E TRANSTORNO MENTAL. Profa. Keila Ribeiro

SAUDE MENTAL E TRANSTORNO MENTAL. Profa. Keila Ribeiro SAUDE MENTAL E TRANSTORNO MENTAL Profa. Keila Ribeiro Conceitos Saúde Mental Transtorno Mental Descrições de Transtornos Mentais mais frequentes O que é o exame mental? Saúde Mental o sujeito deve... Compreender

Leia mais

AGITAÇÃO PSICOMOTORA. Karoline Senna Juliana Suzano Gabriela Vieira Orientador: Dr. Alexandre Pereira

AGITAÇÃO PSICOMOTORA. Karoline Senna Juliana Suzano Gabriela Vieira Orientador: Dr. Alexandre Pereira AGITAÇÃO PSICOMOTORA Karoline Senna Juliana Suzano Gabriela Vieira Orientador: Dr. Alexandre Pereira CONCEITO Estado de excitação mental e de atividade motora aumentada, associada a uma experiência subjetiva

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 375/2013 Informações sobre Desvenlafaxina e Lamotrigina

RESPOSTA RÁPIDA 375/2013 Informações sobre Desvenlafaxina e Lamotrigina RESPOSTA RÁPIDA 375/2013 Informações sobre Desvenlafaxina e Lamotrigina SOLICITANTE Sra LÚCIA HELENA FERREIRA ESCRIVÃ JUDICIAL Juizado Especial da Comarca de Pará de Minas - MG NÚMERO DO PROCESSO Nº 0471-13-017860-4.

Leia mais

Projeto de Acessibilidade Virtual RENAPI/NAPNE

Projeto de Acessibilidade Virtual RENAPI/NAPNE Projeto de Acessibilidade Virtual RENAPI/NAPNE Maio de 2010 Estresse O estresse é um conjunto de sinais que o corpo usa para mostrar que a pessoa está num estado que não corresponde ao que ela realmente

Leia mais

Conceitos importantes. Droga qualquer entidade química ou mistura de entidades que alteram a função biológica e possivelmente sua estrutura.

Conceitos importantes. Droga qualquer entidade química ou mistura de entidades que alteram a função biológica e possivelmente sua estrutura. ALCOOLISMO Conceitos importantes Droga qualquer entidade química ou mistura de entidades que alteram a função biológica e possivelmente sua estrutura. Conceitos importantes Droga psicoativa altera o comportamento,

Leia mais

ANEXO Nº 1. Questionário

ANEXO Nº 1. Questionário ANEXOS ANEXO Nº 1 Questionário ANEXO Nº 2 Cronograma de Actividades Cronograma do trabalho de Investigação Mês Fase Fev. Escolha e delimitação do tema Revisão bibliográfica Fase metodológica Pré-teste

Leia mais

Principais sintomas: - Poliúria (urinar muitas vezes ao dia e em grandes quantidades); - Polidipsia (sede exagerada); - Polifagia (comer muito);

Principais sintomas: - Poliúria (urinar muitas vezes ao dia e em grandes quantidades); - Polidipsia (sede exagerada); - Polifagia (comer muito); O diabetes mellitus é uma doença crônica que se caracteriza por uma elevada taxa de glicose (açúcar) no sangue. Essa elevação ocorre, na maioria das vezes, por uma deficiência do organismo em produzir

Leia mais

Luís Ferreira. Centro Hospitalar Médio Tejo

Luís Ferreira. Centro Hospitalar Médio Tejo Luís Ferreira Centro Hospitalar Médio Tejo 25% 20% 20% 15% 15% 15% EDM DSM-III Sintomas depressivos 10% Questionário 9% 5% 6% 6% 3% 0% COMUNIDADE CONSULTA INSTITUI«ES comunidade consulta instituições Adapatado

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 44/2014 Informações sobre carbamazepina, Gardenal,Rivotril e Risperidona

RESPOSTA RÁPIDA 44/2014 Informações sobre carbamazepina, Gardenal,Rivotril e Risperidona RESPOSTA RÁPIDA 44/2014 Informações sobre carbamazepina, Gardenal,Rivotril e Risperidona SOLICITANTE Drª Sabrina da Cunha Peixoto Ladeira Juíza de Direito do Juizado Especial -Pirapora NÚMERO DO PROCESSO

Leia mais

Andréia de Conto Garbin

Andréia de Conto Garbin Andréia de Conto Garbin Promoção: DVST - CEREST ESTADUAL/SP São Paulo, 12 de novembro de 2015 O nexo causal dos Transtornos mentais relacionados ao trabalho e a importância da anamnese ocupacional Por

Leia mais

saiba MAIs sobre o transtorno AFetIVo BIpoLAr TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR

saiba MAIs sobre o transtorno AFetIVo BIpoLAr TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR saiba MAIs sobre o transtorno AFetIVo BIpoLAr Apresentação O conteúdo deste folheto foi elaborado por profissionais do conselho científico da ABRATA, Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores

Leia mais

Quando o medo foge ao controle

Quando o medo foge ao controle Quando o medo foge ao controle Transtorno de Ansiedade Generalizada Texto traduzido e adaptado por Lucas Machado Mantovani, mediante prévia autorização do National Institute of Mental Health, responsável

Leia mais

Curiosidade. Vídeo. Teste. + Saúde. Porque você deve tomar café da manhã. O que você quer ser quando crescer? Qual o seu nível de ansiedade?

Curiosidade. Vídeo. Teste. + Saúde. Porque você deve tomar café da manhã. O que você quer ser quando crescer? Qual o seu nível de ansiedade? Edicão Novembro 2013 Pág. 03 + Saúde Porque você deve tomar café da manhã Teste Qual o seu nível de ansiedade? Vídeo O que você quer ser quando crescer? Curiosidade Guarde seus exames! Pág. 04 Pág. 06

Leia mais

Doenças da modernidade

Doenças da modernidade Doenças da modernidade Proposta de redação: Depressão, bipolaridade, déficit de atenção: as doenças psíquicas, por vezes, representam avanços da medicina, por vezes simples patologização do comportamento

Leia mais

ASSOCIAÇÃO NACIONAL CONTRA A FIBROMIALGIA E SÍNDROME DEFADIGACRÓNICA (MYOS) APIFARMA / ASSOCIAÇÕES DE DOENTES NOTAS DE UMA PARCERIA

ASSOCIAÇÃO NACIONAL CONTRA A FIBROMIALGIA E SÍNDROME DEFADIGACRÓNICA (MYOS) APIFARMA / ASSOCIAÇÕES DE DOENTES NOTAS DE UMA PARCERIA ASSOCIAÇÃO NACIONAL CONTRA A FIBROMIALGIA E SÍNDROME DEFADIGACRÓNICA (MYOS) APIFARMA / ASSOCIAÇÕES DE DOENTES V 4 APIFARMA / ASSOCIAÇÕES DE DOENTES b) Âmbito da Associação A Myos Associação Nacional

Leia mais

MATERIAL COMPLEMENTAR. Teste Seus Chakras

MATERIAL COMPLEMENTAR. Teste Seus Chakras MATERIAL COMPLEMENTAR Teste Seus Chakras IMPORTANTE: Este teste tem como objetivo a percepção de si mesmo e o autoconhecimento. FUNCIONAMENTO A seguir você verá uma tabela com os principais sintomas de

Leia mais

GCD_19_Doenças_e_Perturbações_Mentais

GCD_19_Doenças_e_Perturbações_Mentais All Patient Diagnosis Related Groups (AP-DRG) v21.0 GCD 19 Doenças e Perturbações Mentais Diagnósticos que podem dar origem a esta GCD: GCD_19_Doenças_e_Perturbações_Mentais 290.0 Demência senil, não complicada

Leia mais

Pr. Ericson Martins. Uma abordagem básica sobre um dos maiores dilemas dos dias atuais!

Pr. Ericson Martins. Uma abordagem básica sobre um dos maiores dilemas dos dias atuais! Pr. Ericson Martins Depressão Emocional Uma abordagem básica sobre um dos maiores dilemas dos dias atuais! Leitura: Salmo 77 Constituição do homem Física Espiritual PROPOSIÇÃO: 1. Introdução 2. O que

Leia mais

Drogas do Sistema Nervoso Central

Drogas do Sistema Nervoso Central Drogas do Sistema Nervoso Central Depressão Conceito: Transtorno do humor(abaixamento persistente de humor) que influencia profundamente o comportamento e o pensamento, uma síndrome com sintomas e sinais

Leia mais

GUIA PRÁTICO PARA PROFESSORES

GUIA PRÁTICO PARA PROFESSORES GUIA PRÁTICO PARA PROFESSORES Depressão infanto-juvenil Sugestões práticas da: Nota introdutória Até há alguns anos atrás crianças e depressão eram dois termos que pareciam não se poder relacionar. Hoje

Leia mais

PREVENÇÃO À DEPENDÊNCIA QUÍMICA

PREVENÇÃO À DEPENDÊNCIA QUÍMICA PREVENÇÃO À DEPENDÊNCIA QUÍMICA O que é droga? Qualquer substância, natural ou sintética, capaz de afetar a estrutura ou funcionamento do organismo. Drogas Psicoativas Atuam sobre o cérebro, modificando

Leia mais

TRANSTORNO BIPOLAR: SINTOMAS, TRATAMENTOS E CAUSAS

TRANSTORNO BIPOLAR: SINTOMAS, TRATAMENTOS E CAUSAS TRANSTORNO BIPOLAR: SINTOMAS, TRATAMENTOS E CAUSAS O que é Transtorno bipolar? Sinônimos: depressão maníaca, transtorno afetivo bipolar O transtorno bipolar é um problema em que as pessoas alternam entre

Leia mais

PONTOS FUNDAMENTAIS QUE O MÉDICO DO TRABALHO PRECISA SABER SOBRE O TRABALHADOR COM TRANSTORNO MENTAL

PONTOS FUNDAMENTAIS QUE O MÉDICO DO TRABALHO PRECISA SABER SOBRE O TRABALHADOR COM TRANSTORNO MENTAL PONTOS FUNDAMENTAIS QUE O MÉDICO DO TRABALHO PRECISA SABER SOBRE O TRABALHADOR COM TRANSTORNO MENTAL Das Informações Éticas na Participação de Médicos em Seminários, Fóruns, Conferências, Congressos e

Leia mais

As anfetaminas são drogas estimulantes da atividade do sistema nervoso central, isto é, fazem o cérebro trabalhar mais depressa, deixando as pessoas

As anfetaminas são drogas estimulantes da atividade do sistema nervoso central, isto é, fazem o cérebro trabalhar mais depressa, deixando as pessoas Anfetaminas As anfetaminas são drogas estimulantes da atividade do sistema nervoso central, isto é, fazem o cérebro trabalhar mais depressa, deixando as pessoas mais acesas, ligadas, com menos sono, elétricas

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 150/2014 Informações sobre Depressão: Sertralina

RESPOSTA RÁPIDA 150/2014 Informações sobre Depressão: Sertralina RESPOSTA RÁPIDA 150/2014 Informações sobre Depressão: Sertralina SOLICITANTE NÚMERO DO PROCESSO Dra. Renata Abranches Perdigão Juíza de Direito do JESP da Fazenda Pública de Campo Belo Autos nº 112.14.001897-2

Leia mais