Brasil: Um País de Todos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Brasil: Um País de Todos"

Transcrição

1 Brasil: Um País de Todos

2 RESUMO Trataremos da Afrodescendência no Brasil. Descreveremos como os negros eram tratados e como viviam no país. Focalizaremos a sua cultura, em específico, a culinária e as danças vindas da África. Palavras-chave : Afrodescendência, África e miscigenação.

3 ABSTRACT Afrodescendancy in Brazil will be treated. We will describe how the Africans were treated and how they lived in the country. We will focus on the culture aspects, specifically, the African cuisine and dances from Africa. Key-words: Afrodescendancy, Africa and miscegenation.

4 AFRODESCENDÊNCIA O que é? Afrodescendente é aquele que descende de africano. A palavra afrodescendente é formada por dois adjetivos: afro, que faz referência ao africano, mais descendente que é aquele que descende de, que provém por geração, portanto, afrodescendente significa descendente de africano. Estima-se que 200 milhões de pessoas que se identificam como sendo afrodescendentes vivem nas Américas. O Brasil tem o maior número de pessoas de ascendência africana fora de seu continente.

5 A HISTÓRIA Os negros começaram a vir ao Brasil no século 16, logo quando os colonizadores e senhores de engenhos encontraram grande dificuldade quando tentaram escravizar os índios, pois esses conheciam o terreno e causavam grande dificuldade para serem escravizados. Como Portugal possuía colônias por quase toda a costa africana, foi pegar os homens que foram derrotados na guerra, e foram vendidos aos portugueses. Os negros que hoje em dia são do Brasil são em sua maioria de Angola. Os escravos chegaram na época que a principal produção brasileira era a Cana-de-Açúcar, já que na época do Pau-Brasil os índios realizavam a extração, pois já conheciam o território. Eles realizavam todo tipo de trabalho, desde colher a cana, até moer a cana. Alguns privilegiados faziam serviços domésticos, como lavar a louça e varrer o chão.

6 Porém, no século 17, várias revoltas se iniciaram, e a mais famosa delas não foi bem uma revolta, foi quase como uma rebelião, os famosos quilombos. O mais famoso e maior deles foi o Quilombo de Palmares. Os seus líderes foram Ganga Zumba e Zumbi, seu sobrinho (Muitos afirmam que Zumbi matou o tio), porém, o próprio Zumbi tinha escravos. O quilombo era como um reino africano, ainda com escravos A exploração continuou até o século 19, com várias leis que proibiam o trabalho escravo. A Lei Eusébio de Queirós foi a primeira, e proibia o tráfico de negros para o Brasil, tornando ilegais os famosos Navios Negreiros, que traziam os escravos de forma subhumana. Houve também as leis o Ventre Livre e dos Sexagenários. Que respectivamente, proibiam a escravidão de escravos nascidos a partir daquele ano, 1871, estavam livres. A dos Sexagenários proibia a escravidão de homens maiores de 60 anos, por isso sexagenários. Essa lei foi criada em 1885.

7 Por fim, a última lei foi a Lei Áurea, que abolia completamente a escravidão. Essa lei foi criada pela Princesa Isabel, e foi redigida em Esse foi um dos grandes motivos para a queda do Regime Monárquico, um ano depois, num golpe de Estado do Marechal Deodoro da Fonseca. Mesmo com o fim da escravidão, os negros continuaram a ser marginalizados e criminalizados, pois com o fim de seus empregos nas fazendas, tiveram que se mudar para a cidade e criar suas casas na periferia, criando as tão comuns (Hoje em dia) favelas. Os negros ainda sofrem muito racismo hoje em dia, e não tinham o direito ao voto até 1988, quando uma nova constituição mudou isso.

8 A CULTURA AFRODESCENDENTE NO BRASIL A maior população de origem africana fora do continente está no Brasil e, por conta disso, a cultura dos afrodescendentes é muito forte em todo o país, especialmente na região nordeste. A cultura brasileira se baseia, principalmente, nesta miscigenação de raças que vai dos afrodescendentes, passando pelos europeus e indígenas que aqui habitavam estas terras. A cultura afrodescendente está presente em diversos pontos da cultura do Brasil, como música (o samba é sem dúvida alguma a principal influência na área da música) e a Capoeira - seu início foi para ser uma defesa e era ensinada aos negros cativos brasileiros pelos escravos africanos,

9 como os senhores de engenho não permitiriam que eles treinassem e aprendessem uma luta, os passos e movimentos foram adaptados ao ritmo das músicas levando a entender que seria uma dança. A culinária também não fica de fora, com diversos pratos que são postos à mesa todos os dias pelos brasileiros tem sua origem em solo africano. A principal delas é a feijoada que virou uma espécie de ícone nacional que teve sua origem nas senzalas e era preparada apenas com os restos de carnes que os senhores do engenho não comiam. Além da feijoada, a bala de coco, sarapatel, caruru, vatapá, o acarajé, entre outras comidas fazem parte da cultura afrodescendente no Brasil. - OS CASTIGOS : Além de construírem uma grande parte do Brasil os escravos sofriam vários tipos de castigos, como :

10 1- A máscara : geralmente era usada para punir escravos que furtavam cana ou rapadura para se alimentar, ou mesmo para aqueles que era flagrados comendo terra (o que era feito por muitos escravos). 2- O tronco : é um dos mais famosos e cruéis castigos usado nos escravos considerados rebeldes. O indivíduo tinha a roupa arrancada e era preso por algemas e correntes em um tronco reto de pouco mais de 2 metros de altura. 3- O cepo : consistia num grosso tronco de madeira que o escravo carregava à cabeça preso por uma longa corrente a uma argola que trazia no tornozelo. Entretanto, ele também podia ser usado para prender os tornozelos do mesmo, deixando-o preso por dias, sem comer. 4- O vira-mundo : era um instrumento de ferro que se abria em duas metades e se fechava por intermédio de um parafuso. Nele, havia buracos grandes e pequenos para os pés e para as mãos que eram presos inversamente, ou seja: mão direita com pé esquerdo, mão esquerda com pé direito.

11 5- A gargalheira : muito usada na época da escravatura, era uma espécie de coleira de ferro e servia mais como uma castigo de advertência, humilhação. CONCLUSÃO Entendemos que os negros realmente mudaram a história do Brasil, sendo que passaram por séculos de escravidão, e mesmo mais de 100 anos depois do fim da escravidão, eles ainda são discriminados e criminalizados. Precisamos nos conscientizar de que a nossa sociedade precisa valorizar esses cidadãos, sem levar em consideração a cor da pele.

12 REFERÊNCIAS Cultura afrodescendente no Brasil, disponível em : ( -no-brasil/ ), acesso em 20 set Marcia, história no Brasil, disponível em : ( endente/ ), acesso em 27 set Heverton Paulo, 5 piores castigos no passado para os negros, disponível em : ( s-dados-aos-escravos-no-passado/ ) acesso em 21 set. 2016

Aula 10.2 Conteúdo Arte e cultura africana.

Aula 10.2 Conteúdo Arte e cultura africana. Aula 10.2 Conteúdo Arte e cultura africana. 2 Habilidades: Refletir sobre as questões de dominação cultural, estereótipos e manutenção de identidade. 3 Vídeo Miscigenação. 4 Vídeo Aplicabilidade das Leis.

Leia mais

Abolio da escravatura - Lei urea

Abolio da escravatura - Lei urea Abolio da escravatura - Lei urea Questo: 1 Abolição da Escravatura - Lei Áurea Introdução Na época em que os portugueses começaram a colonização do Brasil, não existia mão-de-obra para a realização de

Leia mais

ATIVIDADES SOBRE DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA

ATIVIDADES SOBRE DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA ATIVIDADES SOBRE DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA O dia 20 de novembro faz menção à consciência negra, a fim de ressaltar as dificuldades que os negros passam há séculos. A escolha da data foi em homenagem

Leia mais

Atividades consciência negra colorir

Atividades consciência negra colorir Atividades consciência negra colorir Atividades infantil sobre zumbi dos palmares, são exercícios para imprimir colorir e pintar e o material pode ser aplicado em sala de aula, pois as atividades consciência

Leia mais

A TROCA DA MÃO-DE-OBRA INDÍGENA PELA NEGRA AFRICANA

A TROCA DA MÃO-DE-OBRA INDÍGENA PELA NEGRA AFRICANA A TROCA DA MÃO-DE-OBRA INDÍGENA PELA NEGRA AFRICANA O sucesso da lavoura canavieira passou a exigir cada vez mais mão-de-obra, assim, os Senhores de Engenho começaram a importar escravos negros da África

Leia mais

A escravidão brasileira

A escravidão brasileira A escravidão brasileira A África antes da chegada dos europeus no século 15 era um continente com várias culturas, povos, línguas e religiões diferentes. Deste modo, não existia uma unidade, mas pelo contrário,

Leia mais

A TROCA DA MÃO-DE-OBRA INDÍGENA PELA NEGRA AFRICANA

A TROCA DA MÃO-DE-OBRA INDÍGENA PELA NEGRA AFRICANA A TROCA DA MÃO-DE-OBRA INDÍGENA PELA NEGRA AFRICANA O sucesso da lavoura canavieira passou a exigir cada vez mais mão-de-obra, assim, os Senhores de Engenho começaram a importar escravos negros da África

Leia mais

Miscigenação; Etnocentrismo; Racismo.

Miscigenação; Etnocentrismo; Racismo. Negros no Brasil Resumo: Neste trabalho falamos sobre as diferenças de raças e etnias e também os preconceitos que todas as pessoas do mundo sofrem, na maioria da vezes quando falamos de racismo o que

Leia mais

4ª FASE. Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes

4ª FASE. Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes 4ª FASE Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes Unidade IV A formação dos estados modernos 2 Aula 21.2 Conteúdo Escravismo colonial II 3 Habilidade Compreender as heranças africanas no Brasil e as religiões

Leia mais

CONTEÚDOS HISTÓRIA 4º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER

CONTEÚDOS HISTÓRIA 4º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER CONTEÚDOS HISTÓRIA 4º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER UNIDADE 1 O TEMPO E AS ORIGENS DO BRASIL 1. Contando o tempo Instrumentos de medida do tempo Medidas de tempo: década, século, milênio Linha do tempo

Leia mais

alfabetização: Consciência Negra

alfabetização: Consciência Negra Atividades alfabetização: Consciência Negra Dia para da Atividade de interpretação do texto Um dia muito especial que fala sobre o Dia da Consciência Negra. Atividades para alfabetização: Dia da Consciência

Leia mais

Afrodescendência: História e Preconceito

Afrodescendência: História e Preconceito Afrodescendência: História e Preconceito RESUMO: Durante nossa caminhada, devemos nos lembrar de que existem várias pessoas que tomaram caminhos diferentes, gente diferente de todos os estilos, cores e

Leia mais

Estudos das Relações Étnico-raciais para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana e Indígena. Ementa. Aula 1

Estudos das Relações Étnico-raciais para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana e Indígena. Ementa. Aula 1 Estudos das Relações Étnico-raciais para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana e Indígena Aula 1 Prof. Me. Sergio Luis do Nascimento Ementa Conceitos básicos, como: escravo, escravizado,

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Ementa EMENTA. Objetivos

PLANO DE ENSINO. Ementa EMENTA. Objetivos Graduação em Licenciatura em História Disciplina: História das Relações Étnico-Raciais no Brasil Carga horária: 60h Professora-autora: Ynaê Lopes Tutora: Olívia Von der Weid Semestre: 2 Ano: 2017 PLANO

Leia mais

Brasil e a afrodescendência

Brasil e a afrodescendência Brasil e a afrodescendência RESUMO Nesse texto vamos falar sobre a centralização da raça branca, as consequências da escravidão nos dias atuais e a importância da cultura africana no Brasil. Vamos mostrar

Leia mais

FORMAÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA

FORMAÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA ARGUMENTO 2017 2º ANO E.M. MÓDULO 1 FORMAÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA DIVERSIDADE ÉTNICA E MISCIGENAÇÃO Três grupos deram origem à população brasileira: O ÍNDIO: provável origem PALEOASIÁTICA, que é classificado

Leia mais

Consciência Negra: ontem, hoje e sempre. História e Cultura da África e dos Afro-brasileiros

Consciência Negra: ontem, hoje e sempre. História e Cultura da África e dos Afro-brasileiros Consciência Negra: ontem, hoje e sempre História e Cultura da África e dos Afro-brasileiros Justificativa O negro tem uma participação extremamente importante na formação da sociedade brasileira. Introduzido

Leia mais

AULA: 70 REVISÃO E AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS HUMANAS

AULA: 70 REVISÃO E AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS HUMANAS 2 AULA: 70 REVISÃO E AVALIAÇÃO DE 3 CORPOS CELESTES 4 Brasil: Características do Território e População. 5 População: Conforme dados do Censo Demográfico de 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de

Leia mais

FORMAÇÃO TERRITORIAL DO BRASIL. Profº Gustavo Silva de Souza

FORMAÇÃO TERRITORIAL DO BRASIL. Profº Gustavo Silva de Souza FORMAÇÃO TERRITORIAL DO BRASIL Profº Gustavo Silva de Souza A DIVISÃO DO CONTINENTE AMERICANO A DIVISÃO DO CONTINENTE AMERICANO DIVISÃO FISIOGRÁFICA América do Norte, América Central e América do Sul

Leia mais

PRECEDENTE HISTÓRICO. Castro Alves- Navio Negreiro. Negros vindos em navio negreiros.

PRECEDENTE HISTÓRICO. Castro Alves- Navio Negreiro. Negros vindos em navio negreiros. MOVIMENTO NEGRO PRECEDENTE HISTÓRICO Na origem das extremas desigualdades raciais observadas no Brasil está o fato óbvio de que os africanos e muitos dos seus descendentes foram incorporados à sociedade

Leia mais

Brasil - Período Colonial

Brasil - Período Colonial Brasil - Período Colonial Em 1500, os portugueses chegaram às terras que depois seriam chamadas de Brasil Lá, encontraram povos nativos que chamaram de índios. O primeiro encontro foi pacífico: trocaram

Leia mais

O golpe nada mais foi que a antecipação da maioridade de D. Pedro II, que contava então com um pouco mais de 14 anos.

O golpe nada mais foi que a antecipação da maioridade de D. Pedro II, que contava então com um pouco mais de 14 anos. GOLPE DA MAIORIDADE Desde 1838, estava claro tanto para os LIBERAIS, quanto para os CONSERVADORES que somente a monarquia plena poderia levar o país a superar a sua instabilidade política. O golpe nada

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Querido(a) aluno(a)! Colégio Santa Dorotéia Tema Transversal: Cultivar e guardar a Criação Disciplina: História / ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS Ano: 4º - Ensino Fundamental - Data: 11 / 8 / 2017 Esta atividade

Leia mais

A Capoeira é uma arte marcial afro-brasileira que iria encontrar suas raízes nos métodos de guerra e danças dos povos africanos no tempo da

A Capoeira é uma arte marcial afro-brasileira que iria encontrar suas raízes nos métodos de guerra e danças dos povos africanos no tempo da CAPOEIRA A Capoeira é uma arte marcial afro-brasileira que iria encontrar suas raízes nos métodos de guerra e danças dos povos africanos no tempo da escravatura no Brasil. No século XVI, Portugal tinha

Leia mais

Plano de Aula: Consciência Negra

Plano de Aula: Consciência Negra Plano de Aula: Consciência Negra Olá amigos e amigas do SOESCOLA. Hoje trago para vocês um plano de aula para ensino fundamental sobre a Consciência Negra Criado por Érica Alves da Silva. Plano de Aula:

Leia mais

DATA: 19 / 12 / 2016 VALOR: 20,0 NOTA:

DATA: 19 / 12 / 2016 VALOR: 20,0 NOTA: DISCIPLINA: HISTÓRIA PROFESSORES: AULUS e PAULA DATA: 19 / 12 / 2016 VALOR: 20,0 NOTA: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 8º Ano / E.F. II TURMAS: 8ºA E 8ºB ALUNO (A): Nº: 01. RELAÇÃO DO CONTEÚDO: O

Leia mais

BRASIL COLÔNIA ( )

BRASIL COLÔNIA ( ) 1 - O CICLO DO AÇÚCAR Séc. XVI e XVII (auge). Nordeste (BA e PE). Litoral. Solo e clima favoráveis. Experiência de cultivo (Açores, Cabo Verde e Madeira). Mercado consumidor. Alto valor na Europa. Participação

Leia mais

Trabalho de Religião. Nome: Christian Marques n 3 Marcelo Victor n 20 Pedro Leite n 24

Trabalho de Religião. Nome: Christian Marques n 3 Marcelo Victor n 20 Pedro Leite n 24 Trabalho de Religião Nome: Christian Marques n 3 Marcelo Victor n 20 Pedro Leite n 24 Estados Unidos Martin Luther King Formação cristã, filosofia europeia e ensinamentos de Gandhi fizeram de Martin Luther

Leia mais

História. Herança Afro-descente em Pernambuco. Professor Cássio Albernaz.

História. Herança Afro-descente em Pernambuco. Professor Cássio Albernaz. História Herança Afro-descente em Pernambuco Professor Cássio Albernaz www.acasadoconcurseiro.com.br História HERANÇA AFRO-DESCENTE EM PERNAMBUCO O texto encontrado no site da Secretaria de Cultura de

Leia mais

02- Quais fatores favoreceram o cultivo do café no oeste paulista? R.:

02- Quais fatores favoreceram o cultivo do café no oeste paulista? R.: PROFESSOR: EQUIPE DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - HISTÓRIA E GEOGRAFIA 5 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== Consulte seu material

Leia mais

O IMPÉRIO ULTRAMARINO PORTUGUÊS PROF. FELIPE KLOVAN COLÉGIO JOÃO PAULO I

O IMPÉRIO ULTRAMARINO PORTUGUÊS PROF. FELIPE KLOVAN COLÉGIO JOÃO PAULO I O IMPÉRIO ULTRAMARINO PORTUGUÊS PROF. FELIPE KLOVAN COLÉGIO JOÃO PAULO I AS CONQUISTAS PORTUGUESAS Prof. Felipe Klovan Maior império colonial europeu entre 1415 1557 Várias formas de relação colonial Relações

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação História 7 o ano Unidade 8 5 Unidade 8 Nome: Data: 1. Qual(is) da(s) sentença(s) a seguir apresenta(m) corretamente as motivações de Portugal para estabelecer a produção açucareira

Leia mais

POR QUE É PRECISO TER CONSCIÊNCIA NEGRA?

POR QUE É PRECISO TER CONSCIÊNCIA NEGRA? POR QUE É PRECISO TER CONSCIÊNCIA NEGRA? Qualquer sociedade que busca o desenvolvimento da democracia precisa dar especial atenção aos anseios sociais e colocá-los à frente de nossos anseios pessoais.

Leia mais

Prefeitura Municipal de Porto Alegre Escola de Gestão Pública Curso: Educação para as Relações Étnico-raciais

Prefeitura Municipal de Porto Alegre Escola de Gestão Pública Curso: Educação para as Relações Étnico-raciais Prefeitura Municipal de Porto Alegre Escola de Gestão Pública Curso: Educação para as Relações Étnico-raciais Módulo I: Contexto histórico da questão racial no Brasil Aula I: Da colonização à Abolição

Leia mais

Um povo. Uma cultura?

Um povo. Uma cultura? Um povo. Uma cultura? "Nós, brasileiros, somos um povo em ser, impedido de sê-lo. Um povo mestiço na carne e no espírito, já que aqui a mestiçagem jamais foi crime ou pecado. Nela fomos feitos e ainda

Leia mais

A empresa açucareira e o Brasil holandês Prof. Maurício Ghedin Corrêa

A empresa açucareira e o Brasil holandês Prof. Maurício Ghedin Corrêa A empresa açucareira e o Brasil holandês Prof. Maurício Ghedin Corrêa 1. A empresa açucareira Todas as atividades da colônia eram organizadas de acordo com um conjunto de regras conhecidas como pacto colonial,

Leia mais

FORMAÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA CONCLUSÃO DO MÓDULO 01 LIVRO 01

FORMAÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA CONCLUSÃO DO MÓDULO 01 LIVRO 01 FORMAÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA CONCLUSÃO DO MÓDULO 01 LIVRO 01 OBS.: ANALISAR E COMPARAR COM MAPAS DA PÁGINA 94 DIVERSIDADE ÉTNICA E MISCIGENAÇÃO Nota De maneira geral, pode-se dizer que predomina no

Leia mais

01- Leia: b) Quem eram os senhores de engenho? R.: c) O que faziam o mestre de açúcar e o feitor? R.: Página 1 de 13-04/08/2015-4:29

01- Leia: b) Quem eram os senhores de engenho? R.: c) O que faziam o mestre de açúcar e o feitor? R.: Página 1 de 13-04/08/2015-4:29 PROFESSOR: EQUIPE DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - HISTÓRIA E GEOGRAFIA 5 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== 01- Leia: Como você

Leia mais

Campanha da Fraternidade Tema Fraternidade: Biomas Brasileiros e Defesa da Vida. Lema Cultivar e guardar a Criação

Campanha da Fraternidade Tema Fraternidade: Biomas Brasileiros e Defesa da Vida. Lema Cultivar e guardar a Criação Tema Fraternidade: Biomas Brasileiros e Defesa da Vida Lema Cultivar e guardar a Criação Objetivo Geral: Cuidar da criação, de modo especial dos biomas brasileiros, dons de Deus, e promover relações fraternas

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 4.º ANO/EF

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 4.º ANO/EF SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 4.º ANO/EF 2016 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

UNIDADE 17 - PARTE 01 INTERMEDIÁRIO - AVANÇADO

UNIDADE 17 - PARTE 01 INTERMEDIÁRIO - AVANÇADO UNIDADE 17 - PARTE 01 INTERMEDIÁRIO - AVANÇADO A partir desta unidade começamos uma nova etapa em nosso Curso de Português. Já estamos no nível Intermediário-Avançado, portanto, você aluno, deverá estar

Leia mais

Colégio Madre Carmen Sallés

Colégio Madre Carmen Sallés Colégio Madre Carmen Sallés Educação Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio Desde 1962 evangelizando através da educação em Brasília DF AV. L2 NORTE QUADRA 604 Bloco D Tel: 3223-2863 www.carmensalles.com.br

Leia mais

Plano de aula Consciência Negra

Plano de aula Consciência Negra Plano de aula Consciência Negra Plano de aula Consciência negra / Plano de aula para a educação infantil Plano de aula Consciência Negra Tema: A Bonequinha Preta Novembro é o mês da consciência negra,

Leia mais

Economia e Sociedade Açucareira. Alan

Economia e Sociedade Açucareira. Alan Economia e Sociedade Açucareira Alan Características coloniais gerais Colônia de exploração Existência de Pacto Colonial Monopólio Economia de exportação de produtos tropicais Natureza predatória extrativista,

Leia mais

BRASIL COLÔNIA ( )

BRASIL COLÔNIA ( ) 2 - REVOLTAS EMANCIPACIONISTAS: Século XVIII (final) e XIX (início). Objetivo: separação de Portugal (independência). Nacionalistas. Influenciadas pelo iluminismo, independência dos EUA e Revolução Francesa.

Leia mais

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:História ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 4 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:História ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 4 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS UNIDADE 1 A AVENTURA DE NAVEGAR *Descobrir o motivo das grandes navegações *Reconhecer as especiarias e o comércio entre África e Europa. *A importância das navegações. *As viagens espanholas e portuguesas

Leia mais

Sociologia. Larissa Rocha 14 e Sociologia no Brasil

Sociologia. Larissa Rocha 14 e Sociologia no Brasil Sociologia no Brasil Sociologia no Brasil 1. A população negra teve que enfrentar sozinha o desafio da ascensão social, e frequentemente procurou fazê-lo por rotas originais, como o esporte, a música e

Leia mais

Projeto:Arte e História com tecnologia

Projeto:Arte e História com tecnologia Projeto:Arte e História com tecnologia Biografia O meu nome é maria eduarda olivera de solza e eu tenho 11 anos e eu faço aniverssá dia 24 de maio. Eu gosto de bricar de patis e varias coisas mais. Eu

Leia mais

Atividade extra. Revolução Francesa. Questão 1. Ciências Humanas e suas Tecnologias História 57

Atividade extra. Revolução Francesa. Questão 1. Ciências Humanas e suas Tecnologias História 57 Atividade extra Revolução Francesa Questão 1 No ano de 1835, ocorreu em Salvador, Bahia, a Revolta dos Malês. Mas quem são os malês? O vocábulo male deriva da palavra da língua ioruba imale. Eram considerados

Leia mais

CULTURA MUSICAL AFRO-BRASILEIRA

CULTURA MUSICAL AFRO-BRASILEIRA 23 Eixo: Práticas para Ensino Médio - Formação de Professores ZAGO, Ana Paula 1 CHUICO, Marlene 2 FERREIRA, Miriam R. Delarosa 3 DELAROSA Valdirene Ferreira 4 DAVID, Mônica Cristiane 5 A cultura afro-brasileira

Leia mais

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 17 REBELIÕES COLONIAIS

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 17 REBELIÕES COLONIAIS HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 17 REBELIÕES COLONIAIS Fixação 1) (FGV) Outra preocupação da Coroa foi a de estabelecer limites à entrada na região das minas. Nos primeiros tempos da atividade mineradora, a

Leia mais

Avaliação Bimestral de História

Avaliação Bimestral de História HISTÓRIA DÉBORA 06 / 04 / 2015 5º ano 1º. Bimestre Abril / 2015 valor 10 pontos Avaliação Bimestral de História Lembre-se que esta avaliação tem o valor de 10 (dez) pontos. Preencha o cabeçalho com letra

Leia mais

6 obras indispensáveis para refletir sobre a Consciência Negra

6 obras indispensáveis para refletir sobre a Consciência Negra 6 obras indispensáveis para refletir sobre a Consciência Negra No mês da Consciência Negra, conheça seis obras importantes que analisam e estimulam o pensamento crítico acerca dos papeis social do negro

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS. 50 anos a Serviço da Educação e da Vida CONTEÚDO PARA ESTUDO 2º BIMESTRE

COLÉGIO NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS. 50 anos a Serviço da Educação e da Vida CONTEÚDO PARA ESTUDO 2º BIMESTRE COLÉGIO NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS 50 anos a Serviço da Educação e da Vida CONTEÚDO PARA ESTUDO 2º BIMESTRE 4º ANO A Prof.ª DANIELA 4º ANO B Prof.ª ESTELA DISCIPLINA: PORTUGUÊS Reconhecer as características

Leia mais

UDESC 2017/1 HISTÓRIA. Comentário

UDESC 2017/1 HISTÓRIA. Comentário HISTÓRIA Apesar da grande manifestação em São Paulo, no ano de 1984, com a presença de políticos como Ulisses Guimarães, a emenda Dante de Oliveira, que restabelecia as eleições presidenciais diretas,

Leia mais

Planejamento das Aulas de História º ano (Prof. Leandro)

Planejamento das Aulas de História º ano (Prof. Leandro) Planejamento das Aulas de História 2016 7º ano (Prof. Leandro) Fevereiro Aula Programada (As Monarquias Absolutistas) Páginas Tarefa 1 A Formação do Estado Moderno 10 e 11 Mapa Mental 3 Teorias em defesa

Leia mais

ESCRAVO NO BRASIL. Regina MAIA 1 Elvia MORAIS Eliane SILVEIRA 2 INTRODUÇÃO

ESCRAVO NO BRASIL. Regina MAIA 1 Elvia MORAIS Eliane SILVEIRA 2 INTRODUÇÃO ESCRAVO NO BRASIL Regina MAIA 1 Elvia MORAIS Eliane SILVEIRA 2 RESUMO: A dependência do trabalho escravo para a execução de tarefas mais pesadas e rudimentares fora de muita importância para muitas civilizações,

Leia mais

A CAPOEIRA E A LEGISLAÇÃO DE 1890

A CAPOEIRA E A LEGISLAÇÃO DE 1890 A CAPOEIRA E A LEGISLAÇÃO DE 1890 Adineia Leme1 RESUMO A capoeira é uma arte brasileira, inventada pelos escravos como uma arte marcial com elementos de dança para a própria proteção dentro da realidade

Leia mais

HISTÓRIA 8 ANO PROF. ARTÊMISON MONTANHO DA SILVA PROF.ª ISABEL SARAIVA SILVA ENSINO FUNDAMENTAL

HISTÓRIA 8 ANO PROF. ARTÊMISON MONTANHO DA SILVA PROF.ª ISABEL SARAIVA SILVA ENSINO FUNDAMENTAL HISTÓRIA 8 ANO PROF.ª ISABEL SARAIVA SILVA ENSINO FUNDAMENTAL PROF. ARTÊMISON MONTANHO DA SILVA CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Produção, Circulação e Trabalho 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 2.2 Conteúdo

Leia mais

João Paulo I O NORDESTE COLONIAL. Professor Felipe Klovan

João Paulo I O NORDESTE COLONIAL. Professor Felipe Klovan João Paulo I O NORDESTE COLONIAL Professor Felipe Klovan A ECONOMIA AÇUCAREIRA Prof. Felipe Klovan Portugal já possuía experiência no plantio da cana-de-açúcar nas Ilhas Atlânticas. Portugal possuía banqueiros

Leia mais

DÉCADA INTERNACIONAL DE. AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO

DÉCADA INTERNACIONAL DE. AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO DÉCADA INTERNACIONAL DE AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO DÉCADA INTERNACIONAL DOS AFRODESCENDENTES 1º DE JANEIRO DE 2015 A 31 DE

Leia mais

2ª FASE Prof.ª JEANNE ARAÚJO E SILVA

2ª FASE Prof.ª JEANNE ARAÚJO E SILVA 2ª FASE Prof.ª JEANNE ARAÚJO E SILVA 4º BIMESTRE 2ª Avaliação - Área de Ciências Humanas. Aula 196 Revisão e avaliação de Ciências Humanas. 2 Hidrografia 3 A hidrografia é o ramo da geografia física que

Leia mais

Marco Abreu dos Santos

Marco Abreu dos Santos Módulo 21 Capítulo 1 Composição étnica brasileira Marco Abreu dos Santos marcoabreu@live.com www.professormarco.wordpress.com que preto branco índio o quê? branco índio preto o quê? índio preto branco

Leia mais

HISTÓRIA 2 ANO PROF. AMAURY PIO PROF. EDUARDO GOMES ENSINO MÉDIO

HISTÓRIA 2 ANO PROF. AMAURY PIO PROF. EDUARDO GOMES ENSINO MÉDIO HISTÓRIA 2 ANO PROF. AMAURY PIO PROF. EDUARDO GOMES ENSINO MÉDIO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade IV Poder, Cultura e Tecnologia 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 15.1 Conteúdos Segundo Reinado no Brasil -

Leia mais

EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS

EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS Unidade II Cultura A pluralidade na expressão humana. 2 Aula 5.2 Conteúdo: Origem e natureza da dança no Brasil: Bumbameu-boi, Boi-bumbá. Influência

Leia mais

RAÇA BRASIL REPORTAGENS: TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS (2.318 REPORTAGENS / 185 TEMAS & CÓDIGOS)

RAÇA BRASIL REPORTAGENS: TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS (2.318 REPORTAGENS / 185 TEMAS & CÓDIGOS) Personalidade Personalidade Perfil 322 Personalidade Personalidade Carreira 244 Estética Cabelos Femininos 157 Sociedade Eventos NULL 121 Estética Moda Feminina & Masculina 118 Estética Moda Feminina 107

Leia mais

O BRASIL ESCRAVOCRATA: A INTRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA MÃO DE OBRA AFRICANA

O BRASIL ESCRAVOCRATA: A INTRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA MÃO DE OBRA AFRICANA O BRASIL ESCRAVOCRATA: A INTRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA MÃO DE OBRA AFRICANA PROF. JOÃO GABRIEL DA FONSECA joaogabriel_fonseca@hotmail.com www.professoredley.com.br Em relação ao estupro das mulheres

Leia mais

23/08/2010. Miscigenação de povos, durante e após a colonização; Deixando marcas na sociedade, misturando seus hábitos aos praticado no país;

23/08/2010. Miscigenação de povos, durante e após a colonização; Deixando marcas na sociedade, misturando seus hábitos aos praticado no país; e no Mundo Agosto de 2010 Formação da cozinha brasileira Miscigenação de povos, durante e após a colonização; Deixando marcas na sociedade, misturando seus hábitos aos praticado no país; A cozinha brasileira

Leia mais

UDESC 2017/2 HISTÓRIA. Comentário

UDESC 2017/2 HISTÓRIA. Comentário HISTÓRIA Essa questão apresenta no enunciado a data incorreta (1931) da abdicação de Dom Pedro I, que ocorreu em 1831. Dessa forma, aguardamos o parecer da banca. Erros das demais: Revoltas no período

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES. História

CADERNO DE ATIVIDADES. História COLÉGIO ARNALDO 2015 CADERNO DE ATIVIDADES História Aluno (a): 4º ano: Turma: Professor (a): Valor: 20 pontos Conteúdo de Recuperação O que é História. Identificar a História como ciência. Reconhecer que

Leia mais

História da escravidão

História da escravidão BRAZIL, Carlos. História da escravidão. 2004. Disponível em: http://www.universia.com.br/materia/materia.jsp?materia=2852. Acessado por Luciane Cuervo em 18 de fev.2010. História da escravidão Carlos Brazil

Leia mais

Leitura e Mediação Pedagógica

Leitura e Mediação Pedagógica Protocolo Colaborador: 53 Leitura e Mediação Pedagógica E. Pesquisador: Melquisedek Aguiar Garcia Transcrição M: Vamos fazer o seguinte: identifique qual o nome o título desse texto? E: "Período Colonial:

Leia mais

MÓDULO 06 - O II REINADO( ) A) Política Interna Predomínio do Parlamentarismo às avessas : Inverso do modelo inglês Com o Poder Moderador, o

MÓDULO 06 - O II REINADO( ) A) Política Interna Predomínio do Parlamentarismo às avessas : Inverso do modelo inglês Com o Poder Moderador, o MÓDULO 06 - O II REINADO( 1840-1889) A) Política Interna Predomínio do Parlamentarismo às avessas : Inverso do modelo inglês Com o Poder Moderador, o Imperador reina, governa e administra Assegura a centralização,

Leia mais

moradias de outros a) Em uma cidade, podem existir moradias atuais e outras muito antigas.

moradias de outros a) Em uma cidade, podem existir moradias atuais e outras muito antigas. 2. Conversas sobre moradias de outros jeitos e de outros tempos 1. No Brasil atual, existe uma grande diversidade de moradias. Considerando a história delas, assinale V para as alternativas verdadeiras

Leia mais

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:História ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 5 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:História ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 5 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS UNIDADE 1 COLÔNIA PLANO DE CURSO VIVER NO BRASIL *Identificar os agentes de ocupação das bandeiras *Conhecer e valorizar a história da capoeira *Analisar a exploração da Mata Atlântica *Compreender a administração

Leia mais

Causas dos movimentos migratórios

Causas dos movimentos migratórios Causas dos movimentos migratórios As migrações iniciadas na Pré-História, visavam suprir uma necessidade de sobrevivência de homens e mulheres (alimento, abrigo). A expansão marítima provocou a ocupação

Leia mais

História do Brasil (C) Apostila 2. Prof.ª Celiane

História do Brasil (C) Apostila 2. Prof.ª Celiane História do Brasil (C) Apostila 2 Prof.ª Celiane A mineração A descoberta de ouro na região das Minas Gerais aconteceu no final do século XVII (em 1693). Além das MG muito ouro foi encontrado em GO, MG

Leia mais

Revista Esboços, Florianópolis, v. 18, n. 26, p , dez

Revista Esboços, Florianópolis, v. 18, n. 26, p , dez 266 DOI: 10.5007/2175-7976.2011v18n26p266 A COR ENQUANTO ELEMENTO HOMOGENEIZADOR DAS DIFERENÇAS ÉTNICAS AFRICANAS E SEUS DESDOBRAMENTOS NA ESCRAVIDÃO MODERNA E NA DESIGUALDADE SOCIAL BRASILEIRA Cristina

Leia mais

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: História

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: História COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: História Nome: Ano: 3º Ano 1º Etapa 2014 Colégio Nossa Senhora da Piedade Área do Conhecimento: Ciências Humanas Disciplina: História

Leia mais

CULTURA AFRO-BRASILEIRA: UM ESTUDO COM ALUNOS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE/PB.

CULTURA AFRO-BRASILEIRA: UM ESTUDO COM ALUNOS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE/PB. CULTURA AFRO-BRASILEIRA: UM ESTUDO COM ALUNOS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE/PB. Autora: Edineuza Carlos de Lima ESCOLA MUNICIPAL APOLÔNIA AMORIM E-mail: neuza.lima2010@gmail.com GRUPO DE TRABALHO:

Leia mais

PORTUGUÊS 4 o BIMESTRE

PORTUGUÊS 4 o BIMESTRE A GERAÇÃO DO CONHECIMENTO AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO X Transformando conhecimentos em valores www.geracaococ.com.br Unidade Portugal Série: 4 o ano (3 a série) Período: TARDE Data: 20/10/2010 PORTUGUÊS

Leia mais

Relações Étnico-Raciais no Brasil. Professor Guilherme Paiva

Relações Étnico-Raciais no Brasil. Professor Guilherme Paiva Relações Étnico-Raciais no Brasil Professor Guilherme Paiva Unidade 1: Entender as relações étnico-raciais no Brasil através das legislações atuais Questões iniciais: a invisibilidade do negro e do índio

Leia mais

Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo. Jesus Cristo

Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo. Jesus Cristo Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo. Jesus Cristo Qual é o seu preconceito? Navio negreiro, ou "navio tumbeiro, é o nome dado aos navios de carga para o transporte de escravos,

Leia mais

Profª da UEFS-PARFOR, Faculdade Maurício de Nassau, FVG, Pós da UNIJORGE; Licenciatura em História; Mestre em Políticas Sociais e Cidadania;

Profª da UEFS-PARFOR, Faculdade Maurício de Nassau, FVG, Pós da UNIJORGE; Licenciatura em História; Mestre em Políticas Sociais e Cidadania; Profª da UEFS-PARFOR, Faculdade Maurício de Nassau, FVG, Pós da UNIJORGE; Licenciatura em História; Mestre em Políticas Sociais e Cidadania; Pós-Graduada: Inovação, Organizações Sociais; Sustentabilidade

Leia mais

De colônia agroexportadora a país industrializado

De colônia agroexportadora a país industrializado De colônia agroexportadora a país industrializado A formação do espaço brasileiro A chegada do colonizador no final do século XV. Inicialmente não são encontradas riquezas minerais. Os indígenas não produziam

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR (ES):

ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR (ES): I.IDENTIFICAÇÂO PLANO DE CURSO ANO 01 ESCOLA ESTADUAL CONTEÙDO: TURMA:7º ano Nº DE AULAS SEMANAIS: PROFESSOR (ES): OBJETIVOS GERAIS *Promover a aquisição de ferramentas intelectuais e a formação de atitudes

Leia mais

HISTÓRIA REVISÃO 1 REVISÃO 2 REVISÃO

HISTÓRIA REVISÃO 1 REVISÃO 2 REVISÃO HISTÓRIA REVISÃO 1 REVISÃO 2 REVISÃO 3 Revolução Industrial Inicia-se na Inglaterra em 1700. País torna-se fornecedor de produtos para Impérios Coloniais. Forte migração do campo para as cidades mão de

Leia mais

27/10/2016. Professora Cíntia. 100 anos de samba. Professora Cíntia

27/10/2016. Professora Cíntia. 100 anos de samba. Professora Cíntia Professora Cíntia 100 anos de samba Professora Cíntia 1 Osamba é um gênero musical, o qual deriva de um tipo de dança, de raízes africanas, surgido no Brasil e considerado uma das principais manifestações

Leia mais

Os negros na formação do Brasil PROFESSORA: ADRIANA MOREIRA

Os negros na formação do Brasil PROFESSORA: ADRIANA MOREIRA Os negros na formação do Brasil PROFESSORA: ADRIANA MOREIRA ESCRAVIDÃO ANTIGA A escravidão é um tipo de relação de trabalho que existia há muito tempo na história da humanidade. Na Antiguidade, o código

Leia mais

Adjetivos. Ficha da semana 4º ano A e B. Instruções: Disciplina: Língua Portuguesa Data da realização: 05/09/2016

Adjetivos. Ficha da semana 4º ano A e B. Instruções: Disciplina: Língua Portuguesa Data da realização: 05/09/2016 Ficha da semana 4º ano A e B. Instruções: 1. Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue à professora no dia seguinte. 2. As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno

Leia mais

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Senhores Ouvintes e Telespectadores,

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Senhores Ouvintes e Telespectadores, 1 Discurso pronunciado pelo Deputado João Mendes de Jesus (PSL-RJ), em / /2005. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Senhores Ouvintes e Telespectadores, Hoje é o Dia Internacional pela Eliminação

Leia mais

Considerando o que você estudou sobre as motivações das grandes navegações, explique a resposta de Vasco da Gama.

Considerando o que você estudou sobre as motivações das grandes navegações, explique a resposta de Vasco da Gama. 7º História Carol Av. Trimestral 04/11/14 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta prova

Leia mais

A cara do Brasil. No início da colonização do Brasil, ainda no MÓDULO 4. Nesta aula. A integração e a miscigenação raciais

A cara do Brasil. No início da colonização do Brasil, ainda no MÓDULO 4. Nesta aula. A integração e a miscigenação raciais A UA UL LA MÓDULO 4 A cara do Brasil Nesta aula No início da colonização do Brasil, ainda no século XVI, quando começou o cultivo da cana-de-açúcar, a sociedade brasileira foi se formando de maneira muito

Leia mais

2) Cite três conseqüências da desigualdade socioeconômica presente entre os povos nos países em desenvolvimento. (0,8)

2) Cite três conseqüências da desigualdade socioeconômica presente entre os povos nos países em desenvolvimento. (0,8) TEXTO PARA AS QUESTÕES 1 A 4 De acordo com a ONU (2007), a população mundial é de aproximadamente 6,6 bilhões de pessoas. Desse total mais de 5,0 bilhões vivem em nações subdesenvolvidas. Apesar da existência

Leia mais

História da Escravidão: Conceitos e Perspectivas

História da Escravidão: Conceitos e Perspectivas da Escravidão: Conceitos e Perspectivas 1. (UFPE) As razões que fizeram com que no Brasil colonial e mesmo durante o império a escravidão africana predominasse em lugar da escravidão dos povos indígenas

Leia mais

PRIMÓRDIOS DA COLONIZAÇÃO

PRIMÓRDIOS DA COLONIZAÇÃO Prof. Alexandre Goicochea PRIMÓRDIOS DA COLONIZAÇÃO PRÉ-COLONIAL:1500-1530 Prof. Alexandre Goicochea CARACTERIZAÇÃO Período Pré-colonial período da viagem de Cabral até 1530; Nas primeiras décadas de colonização,

Leia mais

F O R M A Ç Ã O S O C I E D A D E B R A S I L E I R A D A

F O R M A Ç Ã O S O C I E D A D E B R A S I L E I R A D A F O R M A Ç Ã O D A S O C I E D A D E B R A S I L E I R A O que vamos aprender nesta aula Como se formou a sociedade brasileira, a partir dos elementos humanos que a compõem. A ocupação do espaço nacional

Leia mais

Musica de Capoeira Geração africana volume 2

Musica de Capoeira Geração africana volume 2 Musica de Capoeira Geração africana volume 2 1 - Filho d'ogum Vale me Deus do céu Vale me Deus do céu Colega velho, vale me nossa senhora Vou jogar a Capoeira, jogo de dentro e de fora Sou filho de Ogûm,

Leia mais